GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1"

Transcrição

1 GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1

2 POUCO DE HISTÓRIA 1981 DL 188/81 estabelece o regime legal para o surgimento do Instituto das Comunicações de Portugal (ICP) 1986 Regulamento de Instalações Telefónicas de Assinante (RITA) 1986 Portugal entra na CEE Resolução do Conselho de Ministros nº 31/87 de Maio Os edifícios a construir ou a reconstruir devem ser providos de infraestruturas telefónicas, em conformidade com o RITA 1989 O ICP entra em funções JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 2

3 Finais dos anos 80 surge o 1º Telemóvel em Portugal 1992 Surge a 1ª operadora por cabo na Madeira designada por TV Cabo Madeirense, mais tarde designada ZON TV Cabo Madeirense 1992 CTT/TLP criaram a TMN Telecomunicações Móveis Nacionais S.A., 1ª operadora de rede móvel Separação dos CTT/TLP em CTT Correios de Portugal S.A. e a Telecom Portugal S.A Telecom Portugal S.A. passou a designar-se Portugal Telecom 1994 Surge a 1ª operadora por cabo em Portugal Continental (TV Cabo) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 3

4 1997 DL 249/97 de 23 de Setembro, estabeleceu o regime obrigatório da instalação em edifícios de sistemas de receção e distribuição de sinais de radiodifusão sonora e televisiva para uso privativo A UE obrigou-nos a liberalizar os serviços de telecomunicações até ao ano de 2000 JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 4

5 LIBERALIZAÇÃO DO SECTOR DAS TELECOMUNICAÇÕES 2000 DL 59/2000 de 19 de Abril, estabelece o regime de instalação das infraestruturas de telecomunicações em edifícios e respetivas ligações às redes públicas de telecomunicações Espaços e redes de tubagens necessários para a instalação dos diversos equipamentos, cabos e outros dispositivos; Obrigatoriedade da rede de telefones/dados, TV sistema CATV e do tipo A (MATV) para edifícios com 4 ou mais frações autónomas; Videoportaria e Televigilância JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 5

6 Estabelece direitos, obrigações e deveres dos: Projetistas/Instaladores Cria as entidades Certificadoras Estabelece o direito dos operadores e prestadores de serviços de telecomunicações o acesso às infraestruturas de telecomunicações em edifícios em condições de igualdade 2002 O ICP passa a designar-se Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), independente do governo, por exigência europeia JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 6

7 2003 Surge as Normas de Infraestruturas de Telecomunicações em Urbanizações (NITU) 2003 O número de telemóveis superou o número de telefones fixos 2004 Lei 5/2004 Lei das Comunicações Electrónicas Igualdade de direitos a todos os operadores ao acesso de lacete local JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 7

8 2004 Surge a 1ª edição do Manual ITED em Julho Divide os diversos serviços em Níveis de Qualidade (NQ) NQ1 Pares de cobre Cabos UTP NQ2 TV Cabo coaxial NQ3 Fibra ótica (não obrigatória) Cria as designações de ATE, ATI, CEMU, PAT, ZAP O ATE deve disponibilizar espaço suficiente para o acesso de, no mínimo, 4 redes de operadores de telecomunicações JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 8

9 As redes de cabos seguem uma tipologia em estrela na rede individual Na rede coletiva podem seguir uma rede em árvore sendo depois o sinal repartido nos diversos pisos, através de repartidores Nos edifícios até 3 frações é obrigatório um sistema de receção de sinais de TV (CATV) e para edifícios com mais de 3 frações são obrigados dois sistemas (CATV e MATV) Obriga a instalação de uma tomada de dados/telefone e TV por quarto, salas e cozinha JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 9

10 BANDA LARGA 2008 Surge a Televisão Digital Terrestre (TDT) em Portugal 2009 DL 123/2009 de 21 de Maio veio definir como prioridade estratégica para o País no sector das comunicações eletrónicas a promoção do investimento em redes de nova geração Declaração de retificação nº 43/2009 de 22 de Junho em 15 artigos 2009 DL 258/2009 de 25 de Setembro retificou o DL 123/2009 JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 10

11 Criou a base legal para o surgimento do ITUR Eliminou as entidades certificadoras A habilitação dos projetistas passou para a alçada das instituições profissionais Os antigos projetistas sem curso superior ficam na alçada da ANACOM, só podendo fazer projetos da classe 2 de alvará Criou as Entidades Formadoras Passou as infraestruturas públicas para a alçada dos Municípios JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 11

12 Obrigatoriedade de fibra ótica nos edifícios habitacionais Obrigatoriedade de sistema tipo A para edifícios com dois ou mais frações Criou as bases legais para um novo Manual ITED 2009 Novembro surgiu o Manual ITUR e a 2ª versão do Manual ITED JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 12

13 MANUAL ITED 2ª VERSÃO Rede de pares de cobre catª 6 Cabos coaxiais para frequências de 3 Ghz Cabo de fibra ótica monomodo Tipologia de todas as redes de cabos em estrela, logo na rede coletiva (exceto na rede MATV) Criação de uma sala de Telecomunicações em determinados edifícios JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 13

14 Em cada divisória da casa a colocação de duas tomadas de pares de cobre e uma de TV ZAP formada por duas tomadas por tecnologia Construção de uma câmara de visita multioperador JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 14

15 Figura: Rede coletiva e individual de tubagem JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 15

16 OBRIGADO JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 16

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Manual ITED 2.ª Edição Direcção de Fiscalização Julho de 2010 Novo regime ITED Manual ITED, 2.ª edição linhas orientadoras Regras técnicas Tubagem Cablagem

Leia mais

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Direcção de Fiscalização

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Direcção de Fiscalização Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Direcção de Fiscalização Novo regime ITED Manual ITED, 2.ª edição linhas orientadoras Regras técnicas Tubagem Cablagem Pontos de fronteira Ligações de

Leia mais

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h)

Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de. Actualização de Projectista ITED 2 (175h) Curso de Formação de O curso tem como objectivos específicos, dotar os participantes de conhecimentos que lhes permitam: Obter a RENOVAÇÃO da CERTIFICAÇÃO reconhecida pela ANACOM como técnico de projecto

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI GERAÇÃO 3.1 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 8 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE índice...2 1. Introdução...3 2. Documentos normativos aplicados...3

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 MANUAL ITED 1ª EDIÇÃO Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 10 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010 PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR PARA ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS 21 de Dezembro de 2010 Índice 1 Enquadramento... 3 2 Referencial Formativo... 4 2.1 Módulos de formação...

Leia mais

Ação de Formação para Engenheiros e Engenheiros Técnico

Ação de Formação para Engenheiros e Engenheiros Técnico Ação de Formação para Engenheiros e Engenheiros Técnico Ited-B Projeto e Instalação ITED (Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios) Habilitante - 150h Índice 1. Objetivo Geral... 3 2. Objetivos

Leia mais

ANACOM PROTOCOLO ENTRE AUTORIDADE NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES ORDEM DOS ENGENHEIROS ANET - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS

ANACOM PROTOCOLO ENTRE AUTORIDADE NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES ORDEM DOS ENGENHEIROS ANET - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS ANACOM AUTORIDADE NACIONAL DE COMUNICAÇÕES PROTOCOLO ENTRE AUTORIDADE NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES E ORDEM DOS ENGENHEIROS ANET - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS Considerando a necessidade de

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010 PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR PARA ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS 21 de Dezembro de 2010 Anexo B Descrição dos Conteúdos Programáticos dos Módulos de Formação 2 ITED

Leia mais

FISCALIZAÇÃO ITED e ITUR

FISCALIZAÇÃO ITED e ITUR FISCALIZAÇÃO ITED e ITUR Nuno Castro Luís Direção de Fiscalização Funchal, 11 de março de 2015 Fiscalização da ANACOM Infraestruturas de telecomunicações em edifícios Infraestruturas de telecomunicações

Leia mais

A entrada subterrânea, ligada à CEMU, é realizada com 2 tubos com diâmetros = 50 mm.

A entrada subterrânea, ligada à CEMU, é realizada com 2 tubos com diâmetros = 50 mm. Moradia unifamiliar REDES DE TUBAGENS REDE INDIVIDUAL 1 Tubo 25 mm da CEMU (Caixa de Entrada da Moradia Unifamiliar) até ao ATI (Armário de Telecomunicações Individual), para passagem dos cabos de pares

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI

INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI MANUAL ITED 2ª EDIÇÃO Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 2 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE ÍNDICE... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 4 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE ÍNDICE...2 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) MANUAL

INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) MANUAL INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) MANUAL ÍNDICE I INTRODUÇÃO II PRESCRIÇÕES E INSTRUÇÔES TÉCNICAS ANEXO 1 DEFINIÇÕES ANEXO 2 SIMBOLOGIA ANEXO 3 MATERIAIS ANEXO 4 PRESCRIÇÕES FACULTATIVAS

Leia mais

ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA

ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 6 ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 135 6. ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 6.1 PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE EDIFÍCIOS - ITED As infra-estruturas de telecomunicações construídas

Leia mais

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06)

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06) REGRAS de EXECUÇÃO António M. S. Francisco (revisão 01/06) INTERNET Para informação completa e detalhada consultar o manual ITED em: http://www.anacom.pt Para informação sobre material (catálogo) para

Leia mais

Atualização dos Regimes ITED e ITUR

Atualização dos Regimes ITED e ITUR Atualização dos Regimes ITED e ITUR Novos Referenciais de Formação e Conteúdos Renata Sousa ANACOM-Madeira Março de 2015 Novos Referenciais de Formação e Conteúdos ÍNDICE Lei n.º 47/2013, de 10 de julho

Leia mais

Instalações ITED Generalidades

Instalações ITED Generalidades Módulo ITED-1 UFCD 6085 Instalações ITED Generalidades 1. Considerações prévias, Legislação, normas e regulamentos em vigor (manual ITED). 2. Simbologia utilizada nas ITED. 3. Sistemas de Cablagem em par

Leia mais

PROJECTO DE INFRAESTRUTURAS PARA TELECOMUNICAÇÕES

PROJECTO DE INFRAESTRUTURAS PARA TELECOMUNICAÇÕES OBRA: REDE VIÁRIA FAQUÊLO ARCOS (S. PAIO) PROJECTO DE INFRAESTRUTURAS PARA TELECOMUNICAÇÕES CONSTRUÇÃO DE ARRUAMENTO DESDE A ROTUNDA DANMARIE - LÉS - LYS À AV. ENGº CASTRO CALDAS - A2 ARCOS DE VALDEVEZ

Leia mais

ANEXO 6 FICHAS TÉCNICAS

ANEXO 6 FICHAS TÉCNICAS ANEXO 6 FICHAS TÉCNICAS MANUAL ITED 1ª edição revista - Dezembro 2003 - ANEXO 6 1 ITED INFRA-ESTRUTURAS DE TELEUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS FICHA TÉCNICA PROJECTO N.º LOCALIZAÇÃO DA OBRA CONCELHO MORADA FREGUESIA

Leia mais

1Req: FORCONSULTING, -Lda. Local: Rua da Formação, s/n - BARCELOS. INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES - ITED Projecto de Licenciamento e Execução

1Req: FORCONSULTING, -Lda. Local: Rua da Formação, s/n - BARCELOS. INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES - ITED Projecto de Licenciamento e Execução 1Req: FORCONSULTING, -Lda. INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES - ITED Projecto de Licenciamento e Execução 2Req: FORCONSULTING, -Lda. ÍNDICE: NOTA PRÉVIA A - MEMÓRIA DESCRITIVA E JUSTIFICATIVA 1. OBJECTIVO

Leia mais

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO

4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4. ACTIVIDADES DE COMUNICAÇÃO, TRATAMENTO DE SOLICITAÇÕES E ATENDIMENTO 4.1 Comunicação externa A publicação e divulgação de informação relevante sobre o sector das comunicações, o mercado e os seus intervenientes

Leia mais

Regime de instalação das infra-estruturas de telecomunicações em edifícios

Regime de instalação das infra-estruturas de telecomunicações em edifícios Regime de instalação das infra-estruturas de telecomunicações em edifícios Decreto-Lei n.º 59/2000 de 19 de Abril Pelo Decreto-Lei n.º 146/87, de 24 de Março, foram fixadas as regras básicas tendo em vista

Leia mais

ANEXO 8 ESQUEMAS: DDC, TC, ATI, RG-PC+, RG-FO

ANEXO 8 ESQUEMAS: DDC, TC, ATI, RG-PC+, RG-FO ANEXO ESQUEMAS: DDC, TC, ATI, RG-PC+, RG-FO MANUAL ITED ª edição Julho 00 - ANEXO ESQUEMA DE UM DDC Apresentam-se de seguida os esquemas de constituição de um possível DDC, integrado num ATI. Na figura

Leia mais

Os ensaios descritos neste capítulo estão adequados aos Níveis de Qualidade (NQ) definidos no ponto 1.2.

Os ensaios descritos neste capítulo estão adequados aos Níveis de Qualidade (NQ) definidos no ponto 1.2. 6 ENSAIOS Na realização de ensaios nas ITED, a entidade certificadora e o instalador deverão ter em consideração o projecto técnico e os requisitos do presente Manual ITED. 6.1 GENERALIDADES O presente

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR

CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR Atenção: Este formulário está sujeito ao pagamento de uma taxa. TIPO DE CANDIDATURA (Selecionar, pelo menos, uma opção) Certificação de Entidade Formadora ITED

Leia mais

1. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO http://www.anacom.pt/template25.jsp?categoryid=113659 1. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO Pessoas singulares: Nome completo Nº de contribuinte fiscal Morada para notificação Número(s) de Telefone Número(s) de

Leia mais

SUPERVISÃO E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO

SUPERVISÃO E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO SUPERVISÃO E ACOMPANHAMENTO DE MERCADO Cabe ao ICP-ANACOM verificar o cumprimento da legislação sectorial em vigor e das suas próprias deliberações, de modo a garantir a legalidade do quadro no qual os

Leia mais

Regimes ITUR - ITED. Paulo Mourato Mendes / Duarte Alves Direcção de Fiscalização

Regimes ITUR - ITED. Paulo Mourato Mendes / Duarte Alves Direcção de Fiscalização Regimes ITUR - ITED Paulo Mourato Mendes / Duarte Alves Direcção de Fiscalização Santarém, 4 de Julho de 2011 Regime ITUR Criação de condições para o livre acesso às infra-estruturas por parte dos diferentes

Leia mais

A qualidade dos recursos humanos, equipamentos e infraestruturas como garantia da qualidade de acesso dos utilizadores do serviço universal.

A qualidade dos recursos humanos, equipamentos e infraestruturas como garantia da qualidade de acesso dos utilizadores do serviço universal. A qualidade dos recursos humanos, equipamentos e infraestruturas como garantia da qualidade de acesso dos utilizadores do serviço universal. Uma breve introdução O Instituto Electrotécnico Português (IEP)

Leia mais

Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados

Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados Escola Secundária João de Barros Corroios Curso Profissional de Gestão de Equipamentos Disciplina de Comunicação de Dados 14-10-2011 Pedro Russo Breve

Leia mais

1. Soluções Difundidas

1. Soluções Difundidas 1. Soluções Difundidas Edifício Habitacional Carlos Nogueira 2 Moradia Unifamiliar Carlos Nogueira 3 2. Níveis de Qualidade Carlos Nogueira 5 3. Tubagens Carlos Nogueira 7 Carlos Nogueira 8 REDE de TUBAGEM:

Leia mais

PRESCRIÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PRESCRIÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PRESCRIÇÕES E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 CONSIDERAÇÕES PRÉVIAS 1.1 CONTEXTO NORMATIVO Na elaboração do presente Manual ITED foram consideradas as Normas Europeias aplicáveis, nomeadamente: EN 50083 - Sistemas

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

anexo ao pedido de portabilidade e rescisão do contrato

anexo ao pedido de portabilidade e rescisão do contrato pedido de portabilidade e rescisão do contrato ORIGINAL (tmn) 2. INFORMAÇÃO DE CONTACTO Telemóvel contacto 3. DADOS DE PORTABILIDADE MÓVEL E-mail Informamos que, por motivos de portabilidade, pretendemos

Leia mais

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão REDES COMUNITÁRIAS Casos Internacionais Stokcab Municipios de Estocolmo MetroWeb Municipios de Milão BorderLight.net Municipios da Suécia / Cidade de Uppsala Utopia.net Municipios do Estado do Utah 0 O

Leia mais

I TUR Redes de Nova Geração

I TUR Redes de Nova Geração I TUR Redes de Nova Geração Workshop - Telecomunicações - ISEP / 2009 01 de Julho de 2009 Direcção de Fiscalização PONTOS DE ANÁLISE ÍNDICE Objectivos Enquadramento geral ITUR/ ITED Linhas Gerais e específicas

Leia mais

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA

Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA Brasileiro faz plano de banda larga dos EUA 4 de outubro de 2009 O brasileiro Carlos Kirjner, nomeado pelo presidente Barack Obama para o cargo de conselheiro do diretor-geral da Comissão Federal de Comunicações

Leia mais

NE Report Digital 2013

NE Report Digital 2013 Índice 1. Economia Digital em Portugal (/17) e no Mundo () 2. Evolução dos prestadores do Serviço de Acesso à Internet (acesso fixo) - Internet Service Providers 3. Evolução das quotas de acessos de banda

Leia mais

REGIME JURÍDICO DA CONSTRUÇÃO, DO ACESSO E DA INSTALAÇÃO DE REDES E INFRAESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS

REGIME JURÍDICO DA CONSTRUÇÃO, DO ACESSO E DA INSTALAÇÃO DE REDES E INFRAESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS REGIME JURÍDICO DA CONSTRUÇÃO, DO ACESSO E DA INSTALAÇÃO DE REDES E INFRAESTRUTURAS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 123/2009, DE 21 DE MAIO ALTERADO PELOS SEGUINTES DIPLOMAS:

Leia mais

QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (2010) Informação referente ao ano 2009

QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (2010) Informação referente ao ano 2009 QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (200) Informação referente ao ano 2009 PARTE II - INDICADORES FINANCEIROS E DE ACTIVIDADE DOS OPERADORES/PRESTADORES DE REDES E SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES

Leia mais

Índice: Cronologia das comunicações 2015... 3 Cronologia das comunicações 2014... 7 Cronologia das comunicações 2013...

Índice: Cronologia das comunicações 2015... 3 Cronologia das comunicações 2014... 7 Cronologia das comunicações 2013... Índice: Cronologia das comunicações 2015... 3 Cronologia das comunicações 2014... 7 Cronologia das comunicações 2013... 17 Cronologia das comunicações 2012... 25 Cronologia das comunicações 2011... 31

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15

MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15 MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15 1- Introdução A ATI 3Play da TEKA foi concebido em conformidade com as prescrições e especificações técnicas do Manual de Infraestruturas de Telecomunicações em

Leia mais

Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações. Lisboa, 6 de Novembro de 2002

Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações. Lisboa, 6 de Novembro de 2002 Telecom Televisão Digital Jornadas sobre Regulação dos Mercados de Telecomunicações Lisboa, 6 de Novembro de 2002 Televisão Digital Terrestre na Europa Aposta clara da UE na Televisão Digital Terrestre

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Canalizações ITED Ricardo Oliveira Canalizações - Conceitos Classificação de PD Pontos de distribuição Classifica-se como

Leia mais

Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail. Telefone: 16300. Fax: 808 30 10 30 Clientes residenciais: Informações gerais: 16800

Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail. Telefone: 16300. Fax: 808 30 10 30 Clientes residenciais: Informações gerais: 16800 Prestador de serviços Morada Telefone(s) Endereço de e-mail AR Telecom Acessos e Redes de Telecomunicações, S.A. CABOVISÃO Televisão por Cabo, S.A. Serviço de Apoio a Clientes Doca de Alcântara Norte Edifício

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação As políticas nacionais para a Sociedade do Conhecimento: literacia/competências digitais e inclusão social Graça Simões Agência para a Sociedade do Conhecimento UMIC Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º./XIII/1.ª ALARGA A OFERTA DE SERVIÇOS DE PROGRAMAS NA TDT, GARANTINDO CONDIÇÕES TÉCNICAS ADEQUADAS E O CONTROLO DO PREÇO

PROJETO DE LEI N.º./XIII/1.ª ALARGA A OFERTA DE SERVIÇOS DE PROGRAMAS NA TDT, GARANTINDO CONDIÇÕES TÉCNICAS ADEQUADAS E O CONTROLO DO PREÇO Grupo Parlamentar PROJETO DE LEI N.º./XIII/1.ª ALARGA A OFERTA DE SERVIÇOS DE PROGRAMAS NA TDT, GARANTINDO CONDIÇÕES TÉCNICAS ADEQUADAS E O CONTROLO DO PREÇO Exposição de motivos O alargamento da oferta

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Pares de Cobre Ricardo Oliveira Sistemas de Cablagem Mantém-se a utilização das 3 tecnologias Pares de cobre Cabo

Leia mais

Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa

Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa Reacções à Entrevista do Dr. Miguel Horta e Costa à Agência Lusa 06 de Novembro de 2003 Clipping de Media (07 de Novembro de 2003) Meio: Semanário Económico Pág.: 1 Meio: Semanário Económico Pág.: 2 Meio:

Leia mais

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro II LATIN AMERICAN PUBLIC POLICY FORUM ON INTERNET, E- COMMERCE AND MOBILE TECHNOLOGIES Economic, Social and Cultural Impact on Latin America's Development Keynote speech by Senator Walter Pinheiro Discussion

Leia mais

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO

ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO ELETRÓNICA E AUTOMAÇÃO QUADRO RESUMO FORMAÇÃO UFCD (H) Análise de circuitos em corrente contínua 6008 25 Corrente alternada 6010 25 Eletrónica industrial 6023 25 Instalações elétricas - generalidades 6075

Leia mais

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia.

Largo Ramos da Costa, 7520 Sines. Responsável pelos sectores de Eletricidade e de Serralharia da Autarquia. M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Oliveira, José Manuel Santana De Oliveira Morada Praceta Nau Roxo, Lote n.º 5 Sines 7520-268 SINES Telefone 961740416 Fax 269630239 Correio electrónico

Leia mais

(1) Clientes MEO que também são tmn recebem 2 pontos por cada 1 em carregamentos de telemóvel ou pagamentos de fatura tmn. Troque os seus pontos por telemóveis, placas de banda larga, sensações t, créditos

Leia mais

Redes de Telecomunicações

Redes de Telecomunicações Redes de Telecomunicações Mestrado em Engenharia Electrotécnica e e de Computadores 1º semestre 2009/2010 Capítulo 1 Introdução João Pires Redes de Telecomunicações (09/10) 2 Aspectos da Evolução das Telecomunicações

Leia mais

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos Assemá Salim Novo Regime ITED Decreto Lei nº 123/2009 Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios a construir - Edifícios já construídos Principais alterações

Leia mais

Redes de Nova Geração e o ITED

Redes de Nova Geração e o ITED Redes de Nova Geração e o ITED A explosão da procura telefónica dos anos 80 induziu a implantação do RITA O incremento da Internet e a liberalização do mercado das telecomunicações influenciou claramente

Leia mais

ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DE TAXAS DEVIDAS AO ICP-ANACOM

ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DE TAXAS DEVIDAS AO ICP-ANACOM I RELATÓRIO 1. Por deliberação de 1 de Julho de 2009, o Conselho de Administração aprovou o Regulamento de liquidação e cobrança de taxas devidas ao ICP-ANACOM, tendo nessa data sido igualmente aprovado

Leia mais

ATI Modular: um novo conceito

ATI Modular: um novo conceito ATI Modular: um novo conceito A SOLUÇÃO IDEAL PARA OS SEUS PROJECTOS Todos os produtos estão de acordo com as exigências do novo manual ITED ed.2 O novo conceito de ATI O novo ATI - Armário de Telecomunicações

Leia mais

Departamento de Engenharia Eletrotécnica

Departamento de Engenharia Eletrotécnica Departamento de Engenharia Eletrotécnica Projeto de Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios Relatório de Estágio apresentado para a obtenção do grau de Mestre em Instalações e Equipamentos em

Leia mais

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT

Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Decisão sobre processo de controlo prévio da concentração Sonaecom/PT Abel M. Mateus Presidente Autoridade da Concorrência Lisboa, de 22 Dezembro de 2006 A decisão Decisão de não oposição acompanhada da

Leia mais

LISTA DE ESCOPO DE PRODUTOS PARA TELECOMUNICAÇÕES POR FAMÍLIA

LISTA DE ESCOPO DE PRODUTOS PARA TELECOMUNICAÇÕES POR FAMÍLIA LISTA DE ESCOPO DE PRODUTOS PARA TELECOMUNICAÇÕES POR FAMÍLIA ANTENAS FAMÍLIAS DE PRODUTOS ACUMULADORES DE ENERGIA (BATERIA) CABOS COAXIAIS CABOS ÓPTICOS E FIBRAS ÓPTICAS CABOS PARA TRANSMISSÃO DE DADOS

Leia mais

RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA PRÉVIA DOS INTERESSADOS. Sobre o Projeto de Decisão relativo à INFORMAÇÃO SOBRE COBERTURA, QUALIDADE DE SERVIÇO

RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA PRÉVIA DOS INTERESSADOS. Sobre o Projeto de Decisão relativo à INFORMAÇÃO SOBRE COBERTURA, QUALIDADE DE SERVIÇO RELATÓRIO DA AUDIÊNCIA PRÉVIA DOS INTERESSADOS Sobre o Projeto de Decisão relativo à INFORMAÇÃO SOBRE COBERTURA, QUALIDADE DE SERVIÇO E POLÍTICA DE PARTILHA DE SITES, A REMETER AO ICP-ANACOM PELAS EMPRESAS

Leia mais

Escrito por LdeR Domingo, 28 Março :49 - Actualizado em Segunda, 24 Outubro :42

Escrito por LdeR Domingo, 28 Março :49 - Actualizado em Segunda, 24 Outubro :42 O objectivo deste artigo é efectuar um resumo das principais alterações ao Manual ITED (Prescrições e Especificações Técnicas das Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios). Manual ITED - 2ª Edição

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

2. Posso aderir aos serviços da Nacacomunik se residir nos Açores ou na Madeira? Sim.

2. Posso aderir aos serviços da Nacacomunik se residir nos Açores ou na Madeira? Sim. Nacacomunik e pré-seleção de operador 1. Porque é que a ACN se chama Nacacomunik Serviços de Telecomunicações, Lda. em Portugal? Como em Portugal já existiam duas empresas com o nome ACN, registámos a

Leia mais

Tecnologia ao seu dispor

Tecnologia ao seu dispor Tecnologia ao seu dispor EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE 1987 Janeiro Fundação como empresa de prestação de serviços na área da electrónica e Centro de Assistência Técnica para o Sul do País de um fabricante de

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Diário da República, 1.ª série N.º 98 21 de Maio de 2009 3253

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Diário da República, 1.ª série N.º 98 21 de Maio de 2009 3253 Diário da República, 1.ª série N.º 98 21 de Maio de 2009 3253 13 de Maio, o artigo 11.º -A, com a seguinte redacção: «Artigo 11.º -A Comunicações obrigatórias 1 É oficiosa e gratuitamente comunicado aos

Leia mais

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA PCS 2476 Introdução - 1 Meios Físicos e Suas Características PCS 2476 Introdução - 2 Linhas Físicas Linhas Bifilares Par de fios Cabo de Pares Linha Aberta Linha de Alta Tensão

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural Carlos Baigorri Superintendente Anatel Brasília/DF Fevereiro/2014 Nos últimos 12 anos pudemos ver no mercado as tecnologias passando por diferentes

Leia mais

Disponibilidade geográfica da banda larga em Portugal

Disponibilidade geográfica da banda larga em Portugal Data de publicação 22.9.2008 Disponibilidade geográfica da banda larga em Portugal A disponibilidade das ofertas de banda larga depende da existência de centrais da rede telefónica pública comutada nas

Leia mais

14. ENSAIOS 14.1 ENSAIOS DE REDES DE PARES DE COBRE

14. ENSAIOS 14.1 ENSAIOS DE REDES DE PARES DE COBRE 14 ENSAIOS 177 14. ENSAIOS Os ensaios das ITED são da responsabilidade do instalador que constituirá, assim, um Relatório de Ensaios de Funcionalidade (REF), tal como consta do ponto 14.6. O instalador

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Fibra Óptica no ITED Ricardo Oliveira Fibra Óptica ITED 3ª edição - Mantém-se a obrigatoriedade de utilização

Leia mais

A Tecnologia e o Futuro num Só Centro

A Tecnologia e o Futuro num Só Centro A Tecnologia e o Futuro num Só Centro 1 O CINEL O CINEL (Centro de Formação Profissional da Indústria Eletrónica, Energia, Telecomunicações e Tecnologias da Informação) é um organismo dotado de personalidade

Leia mais

DECISÃO. i) 2 x 10 MHz na faixa de frequências dos 800 MHz (790-862 MHz);

DECISÃO. i) 2 x 10 MHz na faixa de frequências dos 800 MHz (790-862 MHz); DECISÃO de emissão dos títulos unificados dos direitos de utilização de frequências para serviços de comunicações eletrónicas terrestres, na sequência do leilão 1. Enquadramento Por deliberação de 6 de

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Diário da República, 1.ª série N.º 187 25 de Setembro de 2009 6883 de um processo injustificadamente moroso que fazia com que a reconstituição dos assentos pudesse, caso não fossem encontrados documentos

Leia mais

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação

Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação Relatório Estatístico Reclamações e Pedidos de Informação 1.º Semestre de Índice Preâmbulo 3 Análise estatística 4 Anexos 14 2 Preâmbulo O presente relatório tem por objecto as solicitações recebidas no

Leia mais

WORKSHOP SOBRE REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA- ESTRUTURAS REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA-ESTRUTURAS ABORDAGEM JURÍDICA E POLÍTICA REGULATÓRIA

WORKSHOP SOBRE REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA- ESTRUTURAS REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA-ESTRUTURAS ABORDAGEM JURÍDICA E POLÍTICA REGULATÓRIA WORKSHOP SOBRE REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA- ESTRUTURAS REGULAÇÃO DA PARTILHA DE INFRA-ESTRUTURAS ABORDAGEM JURÍDICA E POLÍTICA REGULATÓRIA AGENDA 1. ASPECTOS GERAIS DA PARTILHA DE INFRA-ESTRUTURAS Conceitos

Leia mais

Exmos. Srs., Cumprimentos,

Exmos. Srs., Cumprimentos, From: Fernando Jacinto dos Santos Flores [mailto:fernando-z-flores@telecom.pt] Sent: terça-feira, 7 de Julho de 2009 14:59 To: manual.ited.itur@anacom.pt Subject: Manuais ITED e ITUR Exmos. Srs., Na sequência

Leia mais

Questionário trimestral dos serviços de comunicações electrónicas em local fixo e VoIP nómada. Preâmbulo

Questionário trimestral dos serviços de comunicações electrónicas em local fixo e VoIP nómada. Preâmbulo Questionário trimestral dos serviços de comunicações electrónicas em local fixo e VoIP nómada 1. Tendo a conta a necessidade de: Preâmbulo Reformular a informação estatística recolhida trimestralmente

Leia mais

Albufeira, Maio 2015 Ana Blanco. Regime Jurídico da Exploração de Estabelecimentos de Alojamento Local (RJAL)

Albufeira, Maio 2015 Ana Blanco. Regime Jurídico da Exploração de Estabelecimentos de Alojamento Local (RJAL) Albufeira, Maio 2015 Ana Blanco Regime Jurídico da Exploração de Estabelecimentos de Alojamento Local (RJAL) Decreto-Lei nº 128/2014, de 29 de agosto, alterado pelo Decreto-Lei nº63/2015, de 23 abril OBJETIVOS

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

Principais alterações das regras técnicas ITED

Principais alterações das regras técnicas ITED Principais alterações das regras técnicas ITED Funchal Nelson Melim Índice Pontos fronteira Adequação de materiais Considerações sobre Projeto (ITED 3 e ITED 3a) Considerações sobre Instalação Ensaios

Leia mais

(1) Oferta MEO GO! Multi até 31 de maio de 2012. (2) Clientes MEO que também são tmn recebem 2 pontos por cada 1 em carregamentos ou faturas pagas na tmn. Troque os seus pontos por telemóveis, placas de

Leia mais

http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=155966

http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=155966 http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=155966 Estudo para o aperfeiçoamento tecnológico da formação em ITED 1. O CANDIDATO A TÉCNICO ITED, NO PRESENTE O fluxograma seguinte esclarece, de uma forma

Leia mais

instituições de comprovada valia social, o qual visa concretizar, especificando, o compromisso a que está vinculada.

instituições de comprovada valia social, o qual visa concretizar, especificando, o compromisso a que está vinculada. DECISÃO relativa ao programa para a atribuição de subsídio à aquisição de equipamentos de recepção das emissões de TDT por parte de cidadãos com necessidades especiais, grupos populacionais mais desfavorecidos

Leia mais

DL 258/2009 de 25 de Setembro e DL 123/2009 de 21 de Maio. Mário de Freitas

DL 258/2009 de 25 de Setembro e DL 123/2009 de 21 de Maio. Mário de Freitas DL 258/2009 de 25 de Setembro e DL 123/2009 de 21 de Maio Mário de Freitas Junho de 2010 Objectivo do DL 258/2009 de 25 de Setembro e do DL 123/2009 de 21 de Maio Desenvolvimento e promoção do investimento

Leia mais

Índice. Página 1 de 7

Índice. Página 1 de 7 Índice 1 - Objectivos...2 2 - Legislação aplicável...2 3 - Enquadramento legal...2 3.1 - Limites de fornecimento...2 3.2 - Descrição de encargos...2 3.2.1 - Encargos do adjudicatário...2 3.3 - Encargos

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga

ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS. Como adicionar valor à banda larga ENCONTRO DE PROVEDORES REGIONAIS Como adicionar valor à banda larga Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações Marcelo Couto Diretor de Comunicação e Marketing Quem somos ABRINT

Leia mais

Rede Telefónica Pública Comutada - Principais elementos -

Rede Telefónica Pública Comutada - Principais elementos - Equipamento terminal: Rede Telefónica Pública Comutada - Principais elementos - o telefone na rede convencional Equipamento de transmissão: meio de transmissão: cabos de pares simétricos, cabo coaxial,

Leia mais

FICHA DE REGISTO E DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE ITED

FICHA DE REGISTO E DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE ITED FICHA DE REGISTO E DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE ITED DO INSTALADOR BI CONTRIBUINTE N.º (ANACOM, OE, OET) DO EDIFÍCIO COORDENADAS (GPS) CARACTERIZAÇÃO DO EDIFÍCIO N.º FOGOS N.º PISOS INSERIDO EM ITUR

Leia mais

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia.

Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Sr. Secretário de Estado do Empreendorismo e da Inovação, caríssimos convidados, minhas senhoras e meus senhores, muito bom dia. Bem-vindos à Conferência da ANACOM. Antes de mais gostaria de agradecer

Leia mais

Disciplina: Projeto de Especialidades. Projeto: Rede de telecomunicações. Especialidade: Rede de Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios

Disciplina: Projeto de Especialidades. Projeto: Rede de telecomunicações. Especialidade: Rede de Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências e Tecnologias Curso de Engenharia Civil 3ºAno Disciplina: Projeto de Especialidades Projeto: Rede de telecomunicações Especialidade: Rede de Infra-estruturas

Leia mais

Direito à informação ao consumo seguro. Entidades que supervisionam as empresas/instituições

Direito à informação ao consumo seguro. Entidades que supervisionam as empresas/instituições Direito à informação ao consumo seguro Entidades que supervisionam as empresas/instituições Escola B+S Ângelo Augusto da Silva Projeto de Educação Financeira Banco de Portugal Bancos O Banco de Portugal

Leia mais

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal

Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal Redes Gpon FTTH uma realidadade em portugal III Jornadas Electrotécnicas ISEP A. Vilas Boas - Amisfera, lda A Tecnologia GPON está dsiponível há já alguns anos Quando falamos em Redes de Nova Geração estamos

Leia mais

Consultores de Radiodifusão e Engenharia de Telecomunicações, S.A.

Consultores de Radiodifusão e Engenharia de Telecomunicações, S.A. Quem somos ERATEL, é uma sociedade criada em 1989 por ocasião do advento em Portugal das designadas rádios locais. Numa primeira fase dedica-se à realização de Projectos Técnicos destinados às estações

Leia mais