RESIDÊNCIA MÉDICA 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESIDÊNCIA MÉDICA 2016"

Transcrição

1 NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC ESPECIALIDADE PROVA DISSERTATIVA ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS ASSINATURA DO CANDIDATO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências Médicas LOTE SEQ RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 Concurso de Admissão Prova Dissertativa (15/11/2015) ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS COREME / FCM / COMVEST

2 INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS Verifique se este caderno contém um total de 10 questões, numeradas de 1 a 10. Caso contrário solicite ao fiscal da sala outro caderno completo. As duas provas terão a duração total de 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos. O candidato só poderá sair após 2 (duas) horas do início da prova. Utilize apenas CANETA ESFEROGRÁFICA DE TINTA PRETA. Não faça qualquer marca na tabela impressa na capa deste caderno. Sua identificação está impressa na página de rosto, que será destacada antes da correção. Não faça qualquer outro sinal ou marca que possa identificá-lo, pois acarretará anulação da prova. Mantenha as respostas sem rasuras. Não passe corretivo na folha de respostas. Em caso de erro ao escrever, proceda da seguinte maneira: colocar a(s) palavra(s) entre parênteses e fazer um traço horizontal no meio da palavra. Ex: (exame). As folhas de questões e respostas deverão permanecer sem qualquer sinal de dobra ou amassado. Utilize, apenas, o espaço destinado na página. Tudo que estiver fora do espaço previsto para resposta não será considerado. Não será permitido o uso de calculadora. Para rascunho utilize, apenas, a folha em branco no final deste caderno, que NÃO PODERÁ ser destacada. Leia com cuidado cada uma das questões, atentando para o enunciado. As respostas devem ser LEGÍVEIS E OBJETIVAS. Responda apenas o que está sendo perguntado. O que não estiver relacionado com a pergunta, não será considerado. Somente será permitida a saída do candidato da sala de exames durante a prova quando acompanhado por um fiscal. Este caderno DEVERÁ ser entregue ao final da prova. Os cadernos de respostas que não forem entregues após 4 horas e 30 minutos do início da prova serão recolhidos. A prova será divulgada a partir das 19 horas de 15/11/2015 pela internet nos site: e BOA PROVA!

3 01. Mulher, 62a, sem comorbidades ou antecedentes clínicos relevantes, foi submetida à colecistectomia videolaparoscópica há 14 dias devido colecistite aguda, apresentando evolução pós-operatória sem intercorrências. Exame anatomopatológico da vesícula biliar apresentou achado incidental de adenocarcinoma de vesícula, com infiltração até tecido conjuntivo perimuscular e margens cirúrgicas livres. A respeito deste caso, pergunta-se: A) CITE 3 (TRÊS) FATORES DE RISCO PARA O CÂNCER DA VESÍCULA BILIAR. B) QUAL É A CONDUTA NESTE CASO?

4 02. Homem, 56a, pesando 80 kg, com Resistência Vascular Pulmonar (RVP) = 3,0 unidades Wood é submetido a transplante cardíaco, recebendo órgão de um doador masculino, com 75 kg. Pergunta-se: A) QUAL A PRINCIPAL COMPLICAÇÃO POSSÍVEL NA PRIMEIRA SEMANA DE TRANSPLANTE, RELACIONADA AO ENXERTO? B) CITE 2 (DUAS) POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES RELACIONADAS AO TRANSPLANTE, CARACTERÍSTICAS DO TERCEIRO ANO EM DIANTE DO PÓS-TRANSPLANTE.

5 03. Neonato de 7 dias de vida apresenta diagnóstico pré-natal de uretero-hidronefrose bilateral e megabexiga, confirmados após o nascimento. Apresenta globo vesical palpável e jato urinário fraco. Após sondagem vesical, apresentou diminuição da hidronefrose ao exame ultrassonográfico. Pergunta-se: A) QUAL A HIPÓTESE DIAGNÓSTICA? QUAL EXAME COMPROVA SUA HIPÓTESE? B) CITE 2 (DUAS) OPÇÕES TERAPÊUTICAS.

6 04. Sobre a acalasia idiopática e o megaesôfago chagásico, pergunta-se: A) CITE 3 (TRÊS) TÉCNICAS CIRÚRGICAS UTILIZADAS PARA O TRATAMENTO CIRÚRGICO DESTAS DOENÇAS. B) CITE 3 (TRÊS) ALTERAÇÕES RADIOLÓGICAS QUE PODEM SER OBSERVADAS NO ESTUDO CONTRASTADO DO ESÔFAGO.

7 05. Mulher, 45a, sofreu queimadura por chama direta associada a uso de álcool etílico ao tentar acender uma churrasqueira. É trazida à Unidade de Emergência. Exame físico: PA= 140X80 mmhg; FC= 105 bpm; FR= 30irpm; consciente e orientada, referindo dor intensa em tórax e membros superiores. À avaliação inicial: vias aéreas pérvias, ausculta pulmonar sem alterações. Após exposição, verifica-se presença de queimaduras de 1º grau em toda face/couro cabeludo (cabeça), pescoço e toda a face anterior do membro superior esquerdo; queimaduras de 2º grau em todo o membro superior direito (anterior e posterior) e em toda a face anterior do tórax e abdome. Peso da paciente é de 65 kg. Pergunta-se: A) DETERMINE, COM BASE NA REGRA DOS NOVE, A SUPERFÍCIE CORPORAL QUEIMADA CORRESPONDENTE A CADA GRAU. B) QUAL SOLUÇÃO ESTÁ INDICADA PARA A REALIZAÇÃO DA REPOSIÇÃO VOLÊMICA DESTA PACIENTE? UTILIZANDO A FÓRMULA DE PARKLAND, DETERMINE O VOLUME A SER INFUNDIDO NAS PRIMEIRAS 24 HORAS DE TRATAMENTO.

8 06. Paciente é submetida à pneumonectomia direita com descolamento extrapleural para tratamento de bronquiectasia. Apresenta no 1º pós-operatório instabilidade hemodinâmica, necessitando de drogas vasoativas. Pergunta-se: A) CITE 3 (TRÊS) POSSÍVEIS FATORES ETIOLÓGICOS DESTA INSTABILIDADE. B) NA EVOLUÇÃO, O RADIOGRAMA DO TÓRAX MOSTRA OPACIDADE TOTAL DO HEMITÓRAX HOMOLATERAL, ASSOCIADA À QUEDA DA HEMATIMETRIA E PLAQUETAS. QUAL A PROVÁVEL HIPÓTESE DIAGNÓSTICA? QUAIS AS MEDIDAS A SEREM TOMADAS?

9 07. Homem, 67a, dá entrada no Pronto Socorro referindo dor e incapacidade motora no membro inferior direito há 4 horas. Refere antecedente de febre reumática, quando adolescente, e sintomas sugestivos de insuficiência cardíaca congestiva. Exame físico: PA= 160X95 mmhg; FC= 110bpm, arrítmico; presença de pulso femoral esquerdo e ausência do pulso femoral direito. Pergunta-se: A) QUAL A HIPÓTESE DIAGNÓSTICA? QUAL A ETIOLOGIA MAIS PROVÁVEL DA DOENÇA? QUAL ACHADO (NÃO DESCRITO) DO EXAME FÍSICO INDICARIA A NECESSIDADE DE INTERVENÇÃO CIRÚRGICA IMEDIATA? B) COMO É O NOME DO CATETER DESENVOLVIDO PARA O TRATAMENTO DESTA DOENÇA? QUAL A POSSÍVEL COMPLICAÇÃO DO MEMBRO AFETADO APÓS O TRATAMENTO BEM SUCEDIDO? QUAL MEDICAÇÃO DEVE SER PRESCRITA EM LONGO PRAZO PARA ESTE PACIENTE?

10 08. Mulher 32a, queixa-se de odinofagia leve há 3 meses, sem perda ponderal. Não houve melhora após uso de analgésicos ou corticosteroides. Não tem antecedente de tabagismo ou etilismo. Exame físico: lesão ulcerada de 2,5 cm na loja amigdaliana esquerda, com linfonodomegalia ipsilateral de 2 cm, no nível II. Pergunta-se: A) QUAL A HIPÓTESE DIAGNÓSTICA E O ESTADIAMENTO? QUAL O PROVÁVEL FATOR ETIOLÓGICO ENVOLVIDO? B) COMO CONFIRMAR O DIAGNÓSTICO E A ETIOLOGIA? QUAL O TRATAMENTO DE ESCOLHA?

11 09. Mulher, 35a, é admitida na Unidade de Terapia Intensiva devido quadro de pancreatite aguda grave, de etiologia biliar. Evolui com piora progressiva do quadro ventilatório, necessitando de suporte invasivo. Não apresenta outras comorbidades ou achados significativos ao exame físico. Gasometria arterial: PaO 2 = 82 mmhg, FiO 2 = 100%. Radiograma de tórax após a realização da intubação orotraqueal: infiltrado interstício-alveolar difuso (sem outros comemorativos). Perguntase: A) TENDO EM VISTA A HISTÓRIA CLÍNICA E OS ACHADOS DO RADIOGRAMA, QUAL A HIPÓTESE DIAGNÓSTICA, RELACIONADA AO QUADRO DE INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA? B) CITE 3 (TRÊS) VARIÁVEIS OBJETIVADAS NA ESTRATÉGIA VENTILATÓRIA DESTA PACIENTE:

12 10. Homem, 58 a, queixa-se de constipação intestinal e perda ponderal de 10 kg nos últimos 3 meses. Há 3 dias cólicas, distensão abdominal e parada de eliminação de gases e fezes. Radiograma de abdome mostra obstrução cólica em alça fechada e tomografia computadorizada evidencia neoplasia de transição retossigmóide, sem metástases. Pergunta-se: A) CITE 3 (TRÊS) OPÇÕES DE CIRURGIA PARA O CASO DESCRITO. B) JUSTIFIQUE UMA VANTAGEM PARA CADA OPÇÃO PROPOSTA.

13

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC ESPECIALIDADE PROVA DISSERTATIVA Angioradiologia e Cirurgia Endovascular ASSINATURA DO CANDIDATO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA 2015

RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC ESPECIALIDADE PROVA DISSERTATIVA TRANSPLANTE DE RIM ASSINATURA DO CANDIDATO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências Médicas LOTE SEQ RESIDÊNCIA

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA Concurso de Admissão Prova Escrita Dissertativa (16/11/2014) NEUROFISIOLOGIA CLÍNICA COREME / FCM / COMVEST

RESIDÊNCIA MÉDICA Concurso de Admissão Prova Escrita Dissertativa (16/11/2014) NEUROFISIOLOGIA CLÍNICA COREME / FCM / COMVEST NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC PROVA ESCRITA Neurofisiologia Clínica ESPECIALIDADE ASSINATURA DO CANDIDATO LOTE SEQ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências Médicas RESIDÊNCIA

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 PROVA TIPO C C / NN - NEONATOLOGIA 1 2 CONCURSO 2012 PARA RESIDÊNCIA MÉDICA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO

Leia mais

Residência Saúde 2013 PROVA OBJETIVA PROVA DISCURSIVA FISIOTERAPIA ORGANIZADOR

Residência Saúde 2013 PROVA OBJETIVA PROVA DISCURSIVA FISIOTERAPIA ORGANIZADOR Residência Saúde 2013 FISIOTERAPIA 1 FISIOTERAPIA Questão 1 Pacientes com fraqueza muscular decorrente das doenças neuromusculares podem evoluir com disfunção pulmonar e insuficiência respiratória. Em

Leia mais

Justificativa Depende dos exames escolhidos. Residência Médica Seleção 2014 Prova Clínica Médica Expectativa de Respostas. Caso Clínico 1 (2 pontos)

Justificativa Depende dos exames escolhidos. Residência Médica Seleção 2014 Prova Clínica Médica Expectativa de Respostas. Caso Clínico 1 (2 pontos) Caso Clínico 1 (2 pontos) Uma mulher de 68 anos, hipertensa, é internada com afasia e hemiparesia direita de início há meia hora. A tomografia de crânio realizada na urgência não evidencia sangramento,

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

HIPÓTESES: PERITONITE BACTERIANA ESPONTÂNEA EM CIRRÓTICO DESCOMPENSADO ENTEROINFECÇÃO (GASTROENTEROCOLITE)

HIPÓTESES: PERITONITE BACTERIANA ESPONTÂNEA EM CIRRÓTICO DESCOMPENSADO ENTEROINFECÇÃO (GASTROENTEROCOLITE) Caso Clínico 1 (2,0 pontos) Um homem de 50 anos, funcionário público, casado, etanolista diário, deu entrada na emergência, referindo dor abdominal, febre 38 C e evacuações diarreicas aquosas há 24 horas.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 06, PROVA DISSERTATIVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 06, PROVA DISSERTATIVA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA Novembro/2010 Processo Seletivo para Residência Médica - 2011 06 - Mastologia Nome do Candidato Caderno de Prova 06, PROVA DISSERTATIVA

Leia mais

Relatos de casos de Strongyloides stercoralis. Isabelle Assunção Nutrição

Relatos de casos de Strongyloides stercoralis. Isabelle Assunção Nutrição Relatos de casos de Strongyloides stercoralis Isabelle Assunção Nutrição RECIFE/2011 INTRODUÇÃO A estrongiloidíase é uma helmintíase predominantemente intestinal causada pelo Strongyloides stercoralis,

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Nome do Candidato: ASSINE SOMENTE NESSE QUADRO assinatura RESIDÊNCIA MÉDICA - 2016 Especialidades Pediátricas Prova de Respostas Curtas CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Verifique se você recebeu um CADERNO

Leia mais

PEDIATRIA. Questão 1. De acordo com o caso clínico apresentado, responda: a) O tratamento da mãe foi adequado? Justifique.

PEDIATRIA. Questão 1. De acordo com o caso clínico apresentado, responda: a) O tratamento da mãe foi adequado? Justifique. PEDIATRIA Questão 1 Recém-nascido (RN) de parto normal, sem complicações, com Apgar 8/9, peso de nascimento 3050g, idade gestacional de 39 semanas, não apresenta sinais e sintomas aparentes. Mãe realizou

Leia mais

PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH

PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH PROTOCOLO DE ABORDAGEM E TRATAMENTO DA SEPSE GRAVE E CHOQUE SÉPTICO DAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO (UPA)/ ISGH 1. APRESENTAÇÃO A SEPSE TEM ALTA INCIDÊNCIA, ALTA LETALIDADE E CUSTO ELEVADO, SENDO A

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. INSTRUÇÕES 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA 2014 PROVA OBJETIVA

RESIDÊNCIA MÉDICA 2014 PROVA OBJETIVA RESIDÊNCIA MÉDICA 2014 1 Questão 1 A confecção de acessos vasculares definitivos para hemodiálise (FAV) tornou-se um dos principais procedimentos realizados pelos cirurgiões vasculares em todo o mundo.

Leia mais

VERIFICAÇÃO DE SINAIS VITAIS

VERIFICAÇÃO DE SINAIS VITAIS Página Responsáveis Preparado por: Enfermeiros Analisado por: Serviço de Enfermagem Aprovado por: DAS. Objetivos. Aplicação Padronizar as técnicas de avaliação dos Sinais Vitais a fim de otimizar o serviço

Leia mais

VENTILAÇÃO MECÂNICA NA DPOC

VENTILAÇÃO MECÂNICA NA DPOC VENTILAÇÃO MECÂNICA NA DPOC Unidade de Terapia Intensiva Adulto Versão eletrônica atualizada em Março 2009 CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS: Tabagismo importante Tosse crônica, dispnéia e ou broncoespasmo Gasometria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 26, PROVA DISSERTATIVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA. Nome do Candidato Caderno de Prova 26, PROVA DISSERTATIVA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO COMISSÃO DE EXAMES DE RESIDÊNCIA MÉDICA Novembro/2010 Processo Seletivo para Residência Médica - 2011 26 - Ano Opcional em Urologia Nome do Candidato Caderno de Prova

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. INSTRUÇÕES 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Horário Programação 8:00: 08:30 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. Procedimentos Robóticos em Cirurgia abdominal 8:45-9:00 Cirurgia Robótica das afecções do

Leia mais

Imagem da Semana: Radiografia de tórax

Imagem da Semana: Radiografia de tórax Imagem da Semana: Radiografia de tórax Figura: Radiografia de tórax em PA. Enunciado Paciente masculino, 30 anos, natural e procedente de Belo Horizonte, foi internado no Pronto Atendimento do HC-UFMG

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. INSTRUÇÕES 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30-8:45 Abordagem nos múltiplos ferimentos abdominais penetrantes. MAPA AUDITÓRIO PARQUE TINGUI (280 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. ESPACO DO TRAUMA (SBAIT) SEGUNDA FEIRA 03 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15

Leia mais

ADENOCARCINOMA DE SIGMOIDE AVANÇADO: RELATO DE CASO

ADENOCARCINOMA DE SIGMOIDE AVANÇADO: RELATO DE CASO ADENOCARCINOMA DE SIGMOIDE AVANÇADO: RELATO DE CASO Guth, G. Z. 1 ; Martins, J. F. F. 2 ; Lourenço, L. A. 3 ; Ataíde, L. O. 4 ; Richwin, N. J. 5 ; Oliveira, J. M. X. 6 ; 1 Diretor do Departamento de Cirurgia

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS UROLOGIA 21. Dentre os cristais urinários relacionados a seguir, aquele que tem significado patológico, quando visto na microscopia de pequeno aumento, durante um exame

Leia mais

Obstáculos enfrentados pelo enfermeiro na manutenção de potenciais doadores de órgãos

Obstáculos enfrentados pelo enfermeiro na manutenção de potenciais doadores de órgãos Obstáculos enfrentados pelo enfermeiro na manutenção de potenciais doadores de órgãos Deise dos Santos Campos 1 Emanuela Batista Ferreira 2 Jael Maria de Aquino 3 Sílvia Elizabeth Gomes de Medeiros 4 Thassia

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA

MEDICINA VETERINÁRIA assinatura do(a) candidato(a) Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. a DCS/0 Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados pessoais transcritos

Leia mais

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO Michael Jaickson de Jesus Chaves* NOVAFAPI Gilderlene Alves Fernandes** NOVAFAPI INTRODUÇÃO O coração é um

Leia mais

Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo.

Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo. 1 INSTRUÇÕES Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo. 2 Este Caderno contém 05 casos clínicos e respectivas

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO - PNEUMONIA

ESTUDO DIRIGIDO - PNEUMONIA ESTUDO DIRIGIDO - PNEUMONIA Leia os dois casos clínicos abaixo e as perguntas que fizemos sobre eles. Mas não comece a responder ainda. Depois de analisar bem os dois casos, abra o texto Pneumonia Diretriz

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE PSICOLOGIA) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE PSICOLOGIA) 2 a FASE 25 BNDES EDITAL EDITAL N N o 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC)

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) Categorias: - ICC aguda sem diagnóstico prévio - ICC crônica agudizada - ICC crônica refratária Apresentações clínicas: - Edema agudo de pulmão: rápido aumento da

Leia mais

Pneumonia e Derrame Pleural Protocolo Clínico de Pediatria

Pneumonia e Derrame Pleural Protocolo Clínico de Pediatria 2012 Pneumonia e Derrame Pleural Protocolo Clínico de Pediatria UNIPAC-Araguari Santa Casa de Araguari 2012 2 INTRODUÇÃO Pneumonia é uma inflamação ou infecção dos pulmões que afeta as unidades de troca

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2009

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2009 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2009 Medicina - Especialização - TMO Este Caderno contém as questões discursivas de Conhecimentos Específicos correspondentes ao curso descrito acima. Confira se este

Leia mais

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA)

02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) 02 DE AGOSTO DE 2015 (DOMINGO) Espaço do Trauma CBC - SBAIT 03 DE AGOSTO DE 2015 (SEGUNDA FEIRA) Horário Programação 08:00 Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:45 9:55 MESA REDONDA: Trauma

Leia mais

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Farmacometria Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2

Leia mais

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO CONCURSO PARA PROCURADOR DO MUNICÍPIO SEGUNDA FASE PROVA DISSERTATIVA

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO CONCURSO PARA PROCURADOR DO MUNICÍPIO SEGUNDA FASE PROVA DISSERTATIVA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO CONCURSO PARA PROCURADOR DO MUNICÍPIO SEGUNDA FASE PROVA DISSERTATIVA Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito Ambiental. DATA: 01/12/2007 CADERNO DE QUESTÕES

Leia mais

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE EDITAL Nº 05/2007 DE PROCESSOS SELETIVOS GABARITO APÓS RECURSOS

HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE EDITAL Nº 05/2007 DE PROCESSOS SELETIVOS GABARITO APÓS RECURSOS FAURGS HCPA Edital 05/2007 1 HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE EDITAL Nº 05/2007 DE PROCESSOS SELETIVOS GABARITO APÓS RECURSOS PROCESSO SELETIVO 22 MÉDICO (Urologia) 01. A 11. B 02. C 12. A 03. B 13.

Leia mais

Autópsia-Carcinoma de Reto

Autópsia-Carcinoma de Reto Autópsia-Carcinoma de Reto RESULTADO DE EXAME ANATOMOPATOLÓGICO N.º PG 163 NOME: PCQ RESID.: CIDADE: São Paulo - SP FONE: ( ) SEXO M IDADE 31 COR P PROFISSÃO: PEDIDO pelo Dr Clínica Cirúrgica TEL. ( )

Leia mais

Gabarito. Grandes Áreas de Ensino da Saúde Especialização Fisioterapia em Oncologia

Gabarito. Grandes Áreas de Ensino da Saúde Especialização Fisioterapia em Oncologia Gabarito CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2009 Grandes Áreas de Ensino da Saúde Especialização Fisioterapia em Oncologia Este Caderno contém vinte questões Objetivas, cinco questões discursiva (sendo

Leia mais

R.: ULTRASSONOGRAFIA OU PERFIL BIOFÍSICO FETAL E CARDIOTOCOGRAFIA

R.: ULTRASSONOGRAFIA OU PERFIL BIOFÍSICO FETAL E CARDIOTOCOGRAFIA Caso Clínico 1 Paciente de 21 anos, gesta I para 0, com gestação no curso de 33 semanas, chega ao prontosocorro obstétrico proveniente de cidade do interior do Estado, com diagnóstico de eclâmpsia, apresentando

Leia mais

TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016. Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda

TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016. Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda TREINAMENTO CLÍNICO EM MANEJO DA DENGUE 2016 Vigilância Epidemiológica Secretaria Municipal de Saúde Volta Redonda DENGUE O Brasil têm registrado grandes epidemias de dengue nos últimos 10 anos com aumento

Leia mais

CASO CLÍNICO. Sarah Pontes de Barros Leal

CASO CLÍNICO. Sarah Pontes de Barros Leal CASO CLÍNICO Sarah Pontes de Barros Leal IDENTIFICAÇÃO Homem, 27 anos; mora com uma parceira e filho Dispnéia progressiva QUEIXA PRINCIPAL HDA Aproximadamente 2 anos antes, o paciente notou leve queda

Leia mais

Imagem da Semana: Tomografia de órbita

Imagem da Semana: Tomografia de órbita Imagem da Semana: Tomografia de órbita Figura: Tomografia computadorizada contrastada de crânio. Enunciado Criança do sexo masculino, 2 anos, natural de Parauapebas (PA), apresentava reflexo branco em

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA Concurso de Admissão Prova Escrita Dissertativa (16/11/2014) PEDIATRIA COREME / FCM / COMVEST

RESIDÊNCIA MÉDICA Concurso de Admissão Prova Escrita Dissertativa (16/11/2014) PEDIATRIA COREME / FCM / COMVEST NOME INSCRIÇÃO SALA LUGAR DOCUMENTO DATA DE NASC ESPECIALIDADE PROVA ESCRITA PEDIATRIA ASSINATURA DO CANDIDATO LOTE SEQ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Faculdade de Ciências Médicas RESIDÊNCIA MÉDICA

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Nome do Candidato: ASSINE SOMENTE NESSE QUADRO assinatura RESIDÊNCIA MÉDICA - 2016 Especialidades com Pré-Requisito em CIRURGIA GERAL Prova de Respostas Curtas CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Verifique

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE

ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE ESTADO DO CEARÁ CONSÓRCIO PÚBLICO DA MICRORREGIÃO DE SAUDE DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA O PREENCHIMENTO DE EMPREGOS PÚBLICOS PARA A POLICLÍNICA DE OFTALMOLOGIA LEIA COM ATENÇÃO TODAS

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre

Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre Art. 1 Apresentação Com o objetivo de estimular em seus alunos o prazer e o hábito da escrita, além de proporcionar espaço para a revelação de jovens talentos, o Colégio Santa Dorotéia de Porto Alegre

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Pesquisa Clínica em HIV e AIDS Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões

Leia mais

CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO

CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Programa de Educação Tutorial PET Medicina CONDUTAS: EDEMA AGUDO DE PULMÃO Paulo Marcelo Pontes Gomes de Matos OBJETIVOS Conhecer o que é Edema Agudo

Leia mais

Pressão Intracraniana - PIC. Aula 10

Pressão Intracraniana - PIC. Aula 10 Pressão Intracraniana - PIC Aula 10 Definição É a pressão encontrada no interior da caixa craniana. Pressão exercida pelo líquor nas paredes dos ventrículos cerebrais. Quando essa pressão é alterada significa

Leia mais

Prova de revalidação de diplomas de graduação em Medicina obtidos no exterior 2013 Resposta aos recursos da prova teórica de Pediatria

Prova de revalidação de diplomas de graduação em Medicina obtidos no exterior 2013 Resposta aos recursos da prova teórica de Pediatria Prova de revalidação de diplomas de graduação em Medicina obtidos no exterior 2013 Resposta aos recursos da prova teórica de Pediatria Questão 80 Um escolar de 7 anos chega ao ambulatório, pois precisa

Leia mais

CURSO AVANÇADO DE MANUTENÇÃO DA VIDA EM QUEIMADURAS

CURSO AVANÇADO DE MANUTENÇÃO DA VIDA EM QUEIMADURAS CURSO AVANÇADO DE MANUTENÇÃO DA VIDA EM QUEIMADURAS OBJETIVOS Diferenciar entre queimaduras de espessura parcial e total. Descrever o procedimento para a escarotomia do tórax e de extremidade. Discutir

Leia mais

SONDAS DILATADORAS AMPLATZ ENDOMASTER

SONDAS DILATADORAS AMPLATZ ENDOMASTER SONDAS DILATADORAS AMPLATZ ENDOMASTER Dilatadores Manual do Usuário Sondas Dilatadoras Amplatz EndoMaster Rev.00 E-MED PRODUTOS MÉDICO-HOSPITALARES LTDA. Rua André de Leão, 77 - CEP 04762-030 Vila Socorro

Leia mais

DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA Propedêutica no Processo de Cuidar na Saúde do Adulto Profª Daniele Domingues Zimon Profª Adriana Cecel Guedes DPOC DPOC é um estado patológico caracterizado pela limitação

Leia mais

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael

203 A. 16:30-17:20 Trauma cervical Clinica Cirúrgica Raphael 17:20-18:10 Queimaduras Clínica Cirúrgica Raphael CRONOGRAMA INTERNATO DE CIRURGIA 1º 2013 9º PERÍODO DATA/LOCAL HORÁRIO AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 24/5/2013 11:00-11:50 Lesões corporais Medicina Legal Andressa 11:50-12:40 Lesões corporais Medicina

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa ENGENHARIA MECÂNICA

Admissão por Transferência Facultativa ENGENHARIA MECÂNICA assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/0 Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados pessoais transcritos

Leia mais

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR

DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR DATA hora SALA AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES.

8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:30 8:45 INTERVALO VISITA AOS EXPOSITORES E PATROCINADORES. MAPA AUDITÓRIO ÓPERA DE ARAME (200 LUGARES) DOMINGO 02 DE AGOSTO DE 2015. 8:00 Horas Sessão de Temas Livres concorrendo a Premiação. 8:00 8:15 TEMA LIVRE SELECIONADO. 8:15 8:30 TEMA LIVRE SELECIONADO.

Leia mais

Módulo: Câncer de Rim Localizado

Módulo: Câncer de Rim Localizado Módulo: Câncer de Rim Localizado Caso 1 CAL, 56 anos, masculino Paciente médico, obeso (IMC = 41; peso 120 kg) Antecedentes clínicos: nefrolitíase Antecedentes cirúrgicos: Laparotomia mediana por divertículo

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA - 2012 Especialidades com Pré-Requisito em CIRURGIA GERAL Prova de Respostas Curtas CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

RESIDÊNCIA MÉDICA - 2012 Especialidades com Pré-Requisito em CIRURGIA GERAL Prova de Respostas Curtas CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Nome do Candidato: ASSINE SOMENTE NESSE QUADRO assinatura RESIDÊNCIA MÉDICA - 2012 Especialidades com Pré-Requisito em CIRURGIA GERAL Prova de Respostas Curtas CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Verifique

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. INSTRUÇÕES 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 1 INSTRUÇÕES Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Biotecnologia para Inovações Terapêuticas e Diagnósticas Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado

Leia mais

Atendimento do Acidente Vascular Cerebral Agudo. Emergência HNSC

Atendimento do Acidente Vascular Cerebral Agudo. Emergência HNSC Atendimento do Acidente Vascular Cerebral Agudo Emergência HNSC SINAIS DE ALERTA PARA O AVC Perda súbita de força ou sensibilidade de um lado do corpo face, braços ou pernas Dificuldade súbita de falar

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 QUÍMICA (NOTURNO)

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 QUÍMICA (NOTURNO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/00 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados

Leia mais

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação:

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação: TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA Observação: Exposição dos temas livres TL 01 a TL 21 sexta de 08h as 12h, com apresentação 09:45h Exposição dos temas livres TL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: PROFESSOR NÍVEL III EDUCAÇÃO FÍSICA CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: PROFESSOR NÍVEL III EDUCAÇÃO FÍSICA CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Técnico Operacional II Administração Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo

João Marcos + Raphael + Aisha + Clarissa + Tiago + Marcelo DATA HORA AULA PROGRAMADA SALA MÓDULO PROFESSOR 05/02/2016 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica 14:10 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica Cirúrgica 15:25

Leia mais

d) Cite 3 (três) indicações para intubação traqueal em um paciente que deve ser submetido à endoscopia digestiva. (5 pontos) Resposta:

d) Cite 3 (três) indicações para intubação traqueal em um paciente que deve ser submetido à endoscopia digestiva. (5 pontos) Resposta: 1ª Questão: (25 pontos) Paciente masculino de 79 anos, hipertenso e diabético, em tratamento irregular, com DPOC descompensado e múltiplas fraturas de corpos vertebrais por osteoporose, em uso prolongado

Leia mais

Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada

Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada Imagem da Semana: Tomografia Computadorizada Imagem 01. Tomografia computadorizada da pelve após injeção endovenosa de meio de contraste iodado, tendo havido ingestão prévia do mesmo produto. Paciente,

Leia mais

MÉDICO / ÁREA: SOCORRISTA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

MÉDICO / ÁREA: SOCORRISTA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DO QUADRO DE PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

Leia mais

PNEUMONIA. Internações por Pneumonia segundo regiões no Brasil, 2003

PNEUMONIA. Internações por Pneumonia segundo regiões no Brasil, 2003 PNEUMONIA Este termo refere-se à inflamação do parênquima pulmonar associada com enchimento alveolar por exudato. São infecções das vias respiratórias inferiores gerando um processo inflamatório que compromete

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA QUESTÃO 21 Um paciente de 75 anos, ex-garçom, tem há três anos o diagnóstico já confirmado de síndrome isquêmica crônica dos membros inferiores.

Leia mais

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva

Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva Orientação para pacientes com Hérnia Inguinal. O que é uma hérnia abdominal? Hérnia é a protrusão (saliência ou abaulamento) de uma víscera ou órgão através de

Leia mais

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg

cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Laboratório Globo Ltda. comprimidos 2 mg cloridrato de loperamida Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Comprimidos de 2 mg em embalagem com 12 e 200 comprimidos.

Leia mais

FACULDADE MERIDIONAL - IMED Escola de Direito. OLIMPÍADA JURÍDICA 2 a Edição

FACULDADE MERIDIONAL - IMED Escola de Direito. OLIMPÍADA JURÍDICA 2 a Edição FACULDADE MERIDIONAL - IMED Escola de Direito OLIMPÍADA JURÍDICA 2 a Edição REGULAMENTO A Faculdade Meridional IMED, através da Escola de Direito, NUJUR e Projeto de Monitoramento dos Resultados Obtidos

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal ATO DELIBERATIVO Nº 6, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005. Regulamenta os serviços de pronto socorro em UTI Móvel. A PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO DO PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DE BENEFÍCIOS SOCIAIS - STF-Med

Leia mais

PRESIDÊNCIA 04/12/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 031/2013

PRESIDÊNCIA 04/12/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 031/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PRESIDÊNCIA 04/12/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 031/2013 Assunto: Estabelecer

Leia mais

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PEDRO ERNESTO C D

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PEDRO ERNESTO C D HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PEDRO ERNESTO C COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO ACADÊMICO D A Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso Área: Enfermagem Discursiva Residência Saúde 2012 ATIVIDADE DATA LOCAL

Leia mais

Nursing Activities Score

Nursing Activities Score Guia de Orientação para a Aplicação Prática do Nursing Activities Score Etapa 1 Padronização dos Cuidados de Enfermagem, nas seguintes categorias: Monitorização e Controles; Procedimentos de Higiene; Suporte

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA PROVA OBJETIVA PROCESSO SELETIVO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Prezado candidato(a), você recebeu o seguinte material: - um caderno de questões contendo 30 (trinta) questões

Leia mais

Colégio de Aplicação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Admissão. 2ª série ensino médio. Matemática

Colégio de Aplicação. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Admissão. 2ª série ensino médio. Matemática Colégio de Aplicação Universidade Federal do Rio de Janeiro Admissão 2011 2ª série ensino médio Matemática UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM SAMANTHA CORREA VASQUES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM SAMANTHA CORREA VASQUES 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM SAMANTHA CORREA VASQUES RELATÓRIO ESTÁGIO CURRICULAR III- SERVIÇOS DA REDE HOSPITALAR: UNIDADE DE RECUPERAÇÃO PÓS ANESTÉSICA PORTO ALEGRE

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Saneamento: tratamento de resíduos sólidos Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2

Leia mais

Manual de Estágio e Trabalho de Conclusão de Curso dos Curso de Administração, Sistemas de Informação e Ciências Contábeis.

Manual de Estágio e Trabalho de Conclusão de Curso dos Curso de Administração, Sistemas de Informação e Ciências Contábeis. Manual de Estágio e Trabalho de Conclusão de Curso dos Curso de Administração, Sistemas de Informação e Ciências Contábeis. 2 Sumário Necessidade do estágio... 3 Realização do Estágio... 3 Documentações

Leia mais

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO NOBEMBRO 2007 1 A TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) CARACTERIZA-SE POR SER EXAME DE ALTA COMPLEXIDADE E CUSTO ELEVADO, PORTANTO

Leia mais

SINAIS VITAIS. Base teórica

SINAIS VITAIS. Base teórica Base teórica SINAIS VITAIS Os sinais vitais são informações básicas colhidas pelo enfermeiro para avaliação do estado de saúde do cliente. O enfermeiro(a) deve saber avaliar e orientar a equipe quanto

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Medicina Fetal Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova discursiva.

Leia mais

a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO Objetivos do tratamento pré-hospitalar da síndrome coronariana aguda

a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO Objetivos do tratamento pré-hospitalar da síndrome coronariana aguda Parte II P R O T O C O L O S D E D O E N Ç A S C A R D I O V A S C U L A R E S [111] 47. SÍNDROME CORONARIANA AGUDA a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO A isquemia do miocárdio resulta do desequilíbrio

Leia mais

Cursos de Especialização Enfermagem Estomaterapia e Intensivista

Cursos de Especialização Enfermagem Estomaterapia e Intensivista 1) A Resolução 196/96 trata da(s): a) lei do exercício profissional do enfermeiro b) pesquisa com seres humanos no território nacional c) atribuições do estomaterapeuta no território nacional d) permissão

Leia mais

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 NOVEMBRO / 2009 O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - ADMINISTRAÇÃO (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a)

Leia mais

PROF.DR.JOÃO ROBERTO ANTONIO

PROF.DR.JOÃO ROBERTO ANTONIO DA PREVENÇÃO AO TRATAMENTO DAS FERIDAS NEM SEMPRE SE ACERTA, MAS SEMPRE SE APRENDE... PROF.DR.JOÃO ROBERTO ANTONIO RELATO DE CASO AF: n.d.n. ID: masculino, 39 anos, branco, casado, natural e procedente

Leia mais

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO

ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO 3 CEFET LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com o enunciado das 40 (quarenta) questões objetivas, sem repetição ou

Leia mais

Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo.

Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo. 1 INSTRUÇÕES Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno, você será excluído do Processo Seletivo. 2 Este Caderno contém 05 casos clínicos e respectivas

Leia mais