CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS"

Transcrição

1 CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO ESPÍRITO SANTO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012

2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO Histórico Institucional Histórico do Curso Fundamentação Legal do Curso MISSÃO Da Instituição Do Curso CONCEPÇÃO DO CURSO Princípios teóricos OBJETIVO DO CURSO Objetivo Geral Objetivos Específicos LINHAS DE ATUAÇÃO PERFIL DOCENTE PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO Competências e Habilidades Relação entre as habilidades, disciplinas e o perfil pretendido Integração Ensino, Pesquisa e Extensão ORGANIZAÇÃO CURRICULAR PLANEJAMENTO E FILOSOFIA CURRICULAR Os conteúdos básicos e complementares Eixos Temáticos ESTRUTURA DO CURSO Matriz Curricular Ementas e bibliografia METODOLOGIAS DE ENSINO AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DINÂMICA DO ESTÁGIO CURRICULAR DINÂMICA DO TCC: TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Programa de Nivelamento Programa de Monitoria RECURSOS... 71

3 16.1 Institucionais Específicos, utilizados pelo Curso Laboratórios de formação específica 17 CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 19 - ANEXOS ANEXO I - REGULAMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANEXO II - REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ANEXO III - NORMAS PARA O REGISTRO ACADÊMICO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ANEXO IV - REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA ANEXO V - INSTITUIÇÕES E CIDADES COM CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS NO SUL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ANEXO VI - INSTITUIÇÕES E CIDADES COM CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ANEXO VII - ESTRUTURA EMPRESARIAL EM

4 1 APRESENTAÇÃO O curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo, pensando no Plano de Desenvolvimento do Espírito Santo, projetado para realizar-se até 2025, que traça o plano estratégico de longo prazo do Estado, e tendo em vista a necessidade de mão-de-obra qualificada, oferece para a população local e regional a estrutura de um curso inovador. O curso oferece 100 vagas na modalidade presencial, com uma carga horária total de 3200 horas, dividida em: carga horária disciplinar horas, estágio supervisionado 400 horas, atividades complementares 200 horas, TCC trabalho de conclusão de curso com 120 horas e as optativas com 80 horas. O Curso tem duração de 4 anos, divididos em 8 semestres e foi autorizado através CEPE Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão -, por meio do documento número , no dia Reconhecido pelos MEC Portaria nº 371 de sob. Nº conceito 4. Participou do ENADE 2012 e obteve conceito 3. O ingresso no Curso de Ciências Contábeis da São Camilo se dará por meio de aprovação no vestibular, processo de transferência de outras instituições de ensino e processo seletivo continuado. 1.1 Histórico Institucional Os Camilianos chegaram e se instalaram no Espírito Santo desde o ano de 1989, e o Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo, que está localizado em Cachoeiro de Itapemirim, é o segundo maior Centro Universitário Camiliano do Brasil, sendo um dos maiores referenciais em educação no Estado do Espírito Santo. A Instituição tem atuação marcante na região sul capixaba, que reúne aproximadamente 23 Municípios. Sediado em Cachoeiro de Itapemirim, município com localização estratégica na região sul do Estado do Espírito Santo, o Centro Universitário São Camilo ES está instalado em área de metros quadrados e atua nos segmentos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior (Bacharelado, Licenciatura, Tecnólogo) e Pós - Graduação. Foi incorporado à União Social Camiliana em 1989 e se credenciou como centro universitário por meio da Portaria n

5 O Centro Universitário São Camilo exerce papel fundamental no desenvolvimento regional por meio de parcerias com empresas e instituições nacionais e internacionais em diversas áreas de atuação. Desenvolve projetos de extensão, cujo foco são as áreas social, esportiva, educacional, cultural e ambiental. Segundo dados da Comissão Permanente de Avaliação (set-2011), por segmento educacional, encontram no ensino básico 980 alunos, no Profissionalizante, 300 alunos, na graduação, alunos e, na Pós-Graduação, 750 alunos, totalizando alunos. O Centro Universitário São Camilo Espírito Santo se expandiu por meio de sua capacidade e compatibilizou crescimento quantitativo e qualitativo de suas políticas e suas metas institucionais. Visando ao futuro, busca consolidar-se como Centro universitário via aprimoramento da Cultura Acadêmica, crescimento, desenvolvimento planejado e fortalecimento da integração interna e comunitária. Assim, o Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo tem buscado desenvolver e difundir a excelência acadêmica na formação de profissionais por meio do conhecimento técnico-científico e cultural e de cidadãos conscientes de seu papel social, comprometidos com o bem-estar da sociedade em que estão inseridos. O Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo oferece cursos de Administração, Ciências Biológicas, Direito, Educação Física, Enfermagem, Física- Química, Fisioterapia, Geografia, História, Letras/Literatura, Letras/Inglês, Matemática, Nutrição, Pedagogia, Psicologia, Sistemas de Informação, Analise e Desenvolvimento de Sistemas, Ciências Contábeis, Farmácia, Petróleo e Gás(tecnólogo), Nutrição e Engenharia Civil. O Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo oferece cursos de Pós- Graduação nas áreas de Ciências Humanas, Sociais, da Natureza, e Exatas, com carga horária mínima de 360 horas na modalidade presencial. O corpo docente dos cursos é formado por profissionais do Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo e convidados de outras IES, atendendo ao disposto na Resolução CNE/CES nº. 01/2004, na Lei de Diretrizes Curriculares Nacional de Educação Resolução 10/2004, além de contar com o gerenciamento presencial de um Coordenador Técnico. Esses cursos de Pós-Graduação são oferecidos nos Municípios de Cachoeiro de Itapemirim e Vitória.

6 1.2 - Histórico do Curso A partir da elaboração do Diagnóstico Socioeconômico do Estado do Espírito Santo, documento embasado no Plano de Desenvolvimento do Espírito Santo 2025, o Centro Universitário São Camilo Espírito Santo, tendo em vista o momento de crescimento econômico do estado, coaduna com o governo estadual na necessidade de desenvolvimento de estratégias que possam aumentar qualitativamente a mãode-obra para setores como extração de petróleo e serviços correlatos. Para os próximos cinco anos, o Estado do Espírito Santo tem a perspectiva de receber investimentos de Programas dos Governos Federal e Estadual da ordem de R$ 63 bilhões, investimentos em infra-estrutura portuária e logística, o que fará com a demanda do setor de serviços aumente potencialmente, que determinará a absorção de mão-de-obra no mercado de trabalho capixaba. A demanda por mão-de-obra qualificada em grau superior ao existente nas demais unidades federativas para os próximos 10 anos, como planejado pelo ES 2025, pressiona-nos a ofertar cursos superiores de graduação, sejam eles tecnólogos ou bacharelados Fundamentação Legal do Curso O curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo Espírito Santo, autorizado através CEPE Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão -, por meio do documento número , no dia , fundamenta-se nos documentos legais do Ministério da Educação e Cultura, em especial, nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Ciências Contábeis - Resolução CNE/CES Nº 10, de 16 de dezembro de Reconhecido pelos MEC Portaria nº 371 de sob. Nº conceito 4. Participou do ENADE 2012 e obteve conceito MISSÃO Da Instituição

7 Promover o desenvolvimento do ser humano por meio da educação e da saúde, segundo os valores Camilianos. 2.2 Do Curso Promover a formação de profissionais comprometidos com a ética e os conhecimentos que os habilitam compreenderem as questões técnicas, científicas, financeiras, econômicas e sociais em âmbito nacional e internacional e nas organizações públicas e privadas, apresentando-se capazes para o domínio e responsabilidades funcionais que envolvam: apurações de perícias contábeis, auditorias, arbitragens, noções de atividades atuariais e de informações financeiras, patrimoniais e governamentais com a utilização das normas internacionais de contabilidade e de inovações tecnológicas necessárias ao bom desempenho do trabalho das organizações. 3 - CONCEPÇÃO DO CURSO A partir das orientações postuladas pelas Diretrizes Curriculares e os princípios estabelecidos nos documentos oficiais do MEC, o Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo Espírito Santo adotou uma concepção teórico-metodológica fundamentada num modelo curricular que busca na diversidade de atividades teórico-práticas um espaço de inovação para a construção de alternativas educativas mais coerentes e integradas ao perfil do profissional requerido para a sociedade econômico-social capixaba. E na habilidade para desenvolver um trabalho em equipe e multidisciplinar, como um diferencial para melhor se ajustar ao novo perfil profissional do contador. Assim, a concepção filosófica do Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo Espírito Santo é de que o profissional de contabilidade necessário para este tempo seja um analista contábil e disponha de uma boa base de conhecimentos técnicos, tenha um satisfatório conhecimento acerca da cultura geral, visão de tendências sociais e de mercado, visão empreendedora, liderança e ética em todas as suas ações. Deve ser um homem público consciente dos seus deveres e direitos, capaz de ser solidário, de dialogar com profissionais de outras áreas e de participar com responsabilidade e competência do processo de integração e de desenvolvimento social, político e econômico do país Espírito Santo.

8 Deve ser um profissional familiarizado com a nova realidade mundial, em sua área e áreas afins e ser capaz de saber adaptar as condições locais e regionais às de uma nova ordem internacional. Nessa perspectiva, a concepção adotada pelo curso de Ciências Contábeis está comprometida com a formação de um profissional ético que seja generalista, sem deixar de ter competências para atuar nos vários campos da contabilidade; que compreenda as questões científicas, técnicas, sociais, econômicas e financeiras de um mundo globalizado, sem deixar de produzir e aplicar metodologias que dêem soluções adequadas às características das organizações locais e regionais; que demonstre uma visão sistêmica, sem deixar de perceber a importância dos procedimentos contábeis na vida das organizações; que saiba aprender a aprender ; aprender a fazer que saiba conviver e aproveitar as qualidades e as diferenças de equipes multidisciplinares para a melhoria contínua de seu desempenho profissional e da atividade contábil Princípios Teóricos O Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo Espírito Santo se alicerça nos princípios institucionais materializados na visão da IES: Promover o desenvolvimento do ser humano por meio da educação e da saúde, segundo os valores camilianos. Assim, a proposta de ação educativa se sustenta nos conceitos postulados nessa visão, buscando o estabelecimento de uma linha de ação integrada e participativa, atraindo a comunidade externa e interna e compartilhando benefícios e interesses. Nessa perspectiva, o São Camilo Espírito Santo acredita em fundamentos que levam à educação do indivíduo e que colaboram para a sustentabilidade local/regional, considerando o profissional no contexto nacional público e privado. A educação tem um papel fundamental na construção da sociedade, e a área da Ciência Contábil comparece trabalhando habilidades tais como: reconhecer e definir problemas, pensar estrategicamente; desenvolver conceitos, técnicas e comunicação compatíveis com o exercício profissional; refletir e atuar criticamente nos trabalhos desenvolvidos nas organizações, tecendo raciocínio lógico, crítico e analítico; desenvolver capacidade de transmitir conhecimentos da vida e da

9 experiência cotidiana para o seu campo de atuação profissional; desenvolver capacidade para elaborar, implementar e consolidar projetos em organizações e comunidades e desenvolver capacidade para realizar consultoria nas diversas áreas das Ciências Contábeis, conforme orientam as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Ciências Contábeis. A concepção de educação no Curso de Ciências Contábeis consubstancia-se no binômio teoria-prática, que se traduz diretamente nas diretrizes do processo ensino-aprendizagem. Diante do contexto traçado, é necessário um curso que atenda a essas demandas com uma abordagem de ensino que, ao integrar conhecimentos, torne mais eficaz o aprendizado dos processos relativos à área contábil. Para efetivar tal prática, a estrutura curricular proposta deve privilegiar saberes necessários à formação de profissionais críticos, com capacidade para exercer suas funções com competência e responsabilidade, operacionalizando o conhecimento dos aspectos teóricos interligados à prática profissional, com intervenção social questionadora das estruturas sociais. 4 - OBJETIVO DO CURSO Objetivo Geral Possibilitar ao discente uma formação profissional com conhecimentos que os tornem capaz de compreender as questões técnicas, científicas, financeiras, econômicas e sociais em âmbito nacional e internacional e nos diversos modelos de organizações públicas e privadas, com pleno domínio das responsabilidades funcionais, envolvendo os serviços contábeis, as apurações de perícias contábeis, auditorias, arbitragens, noções de atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais com a mais plena utilização de inovações tecnológicas e os sistemas de informação necessários ao bom desempenho das organizações Objetivos Específicos Possibilitar ao discente uma formação profissional que o torne capaz de:

10 a) Utilizar adequadamente a metodologia, a terminologia e a linguagem das ciências contábeis e atuariais; b) Demonstrar visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil; c) Elaborar pareceres e relatórios que contribuam para o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos Organizacionais; d) Aplicar adequadamente a legislação inerente às funções contábeis; e) Desenvolver, com motivação e através de permanente articulação, a liderança entre equipes multidisciplinares para a captação de insumos necessários aos controles técnicos, à geração e disseminação de informações contábeis com reconhecido nível de precisão; f) Exercer suas responsabilidades com o expressivo domínio das funções contábeis, incluindo noções de atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais, governamentais, que viabilizem aos agentes econômicos e aos administradores de qualquer segmento produtivo ou institucional o pleno cumprimento de seus encargos quanto ao gerenciamento, aos controles e à prestação de contas de sua gestão perante a sociedade, gerando também informações para a tomada de decisão. Organização de atitudes e construção de valores orientados para a cidadania; g) Desenvolver, analisar e implementar sistema de informação contábil e de controle gerencial, revelando capacidade crítico-analítica para avaliar as implicações organizacionais com a tecnologia da informação; h) Exercer com ética e proficiência as atribuições e prerrogativas que lhe são prescritas por meio da legislação especifica, revelando domínios adequados aos diferentes modelos organizacionais. 5 - LINHAS DE ATUAÇÃO O Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo Espírito Santo possui linha de formação específica em Serviços em Contabilidade, Controladoria, Auditoria, Perícia, Atuária, Contador Público, Analista de Demonstrações Financeiras, Analista de Custos e Analista Tributário que auxiliam aos administradores das organizações nas tomadas de decisões.

11 Áreas de atuação do contador: 1 Atuar como Contador de qualquer organização pública ou privada, com ou sem fins lucrativos, e também no controle do patrimônio da pessoa física; 2 Atuar como professor nos cursos técnicos e graduação; 3 Atuar como Auditor ou Perito nos cálculos da apuração de haveres em processos judiciais e extrajudiciais; 4 Prestar assistência ao Conselho fiscal das sociedades anônimas; 5 Atuar como empresário do setor de prestação de serviços contábeis; 6 Analista de Custos; 7 Analista Tributário; 8 Analista Financeiro. 6 PERFIL DO DOCENTE Seguindo as diretrizes advindas da União Social Camiliana, o Centro Universitário São Camilo Espírito Santo traça como linha norteadora para o profissional camiliano a concepção de que o educador é, em primeiro lugar, um ser humano e, como tal, é construtor de si mesmo e da história por intermédio da ação e é determinado por ações e circunstâncias que o envolvem. Tem um papel específico na relação pedagógica. O professor do Curso de Ciências Contábeis, com base nas premissas da União Social Camiliana, deverá ser um profissional ético, inovador, determinado e com competências e habilidades que atendam às expectativas dos alunos. O professor deverá ser um pesquisador aplicado, pois, na área de Ciências Contábeis, a cada dia surge uma novidade, seja de ordem legal, ou de ordem social, principalmente nos dias de hoje, em que o Brasil já realizou a Convergência às Normas Internacionais. Para exercer o seu papel de educador, o Professor no curso de Ciências Contábeis deverá preferencialmente estar atuando em áreas afins do Curso, ou seja, deve ter prática profissional necessária para estabelecer uma boa relação ensinoaprendizagem. Esse profissional não poderá ignorar o caráter da Instituição, pois sabe que faz parte de uma entidade estruturada, integrada por um conjunto de pessoas a

12 serviço de determinados fins que precisam ser alcançados coletivamente. Deverá promover situações de aprendizagem de modo que os alunos conheçam e pratiquem os princípios camilianos. 7 - PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO Buscando atender ao perfil traçado pelas Diretrizes Curriculares aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação - CNE e considerando as tendências que apontam exigências necessárias para cenário econômico e financeiro nacional, internacional e regional da profissão contábil, de forma a proporcionar a harmonização das normas e padrões internacionais de contabilidade, pretende-se formar um profissional capaz de desenvolver competências técnicas, científicas, sociais, econômicas e financeiras. Enseja-se também que o profissional desenvolva capacidade crítica de análise e avaliação, quanto às implicações e mudanças organizacionais com o advento da tecnologia. Esse profissional deve apresentar pleno nas responsabilidades operacionais envolvendo auditorias, perícias, arbitragens, e conhecimento nas atividades atuariais, e o domínio nas quantificações de informações financeiras, econômicas e patrimoniais Competências e Habilidades O profissional de Ciências Contábeis tem como principal competência avaliar e analisar o patrimônio da sociedade, e auxiliar os gestores em suas decisões financeiras e econômicas, sempre desempenhando com ética as suas atividades. E como competências complementares, segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais DCN - o curso de graduação em Ciências Contábeis deve possibilitar formação profissional que revele as seguintes competências e habilidades: I. Utilizar adequadamente a terminologia e a linguagem das Ciências Contábeis e Atuariais; II. Demonstrar visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil;

13 III. Elaborar pareceres e relatórios que contribuam para o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos organizacionais; IV. Aplicar adequadamente a legislação inerente às funções contábeis; V. Desenvolver, com motivação e através de permanente articulação, a liderança entre equipes multidisciplinares para a captação de insumos necessários aos controles técnicos, à geração e disseminação de informações contábeis, com reconhecido nível de precisão; VI. Exercer suas responsabilidades com o expressivo domínio das funções contábeis, incluindo noções de atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais e governamentais, que viabilizem aos agentes econômicos e aos administradores de qualquer segmento produtivo ou institucional o pleno cumprimento de seus encargos quanto ao gerenciamento, aos controles e à prestação de contas de sua gestão perante a sociedade, gerando também informações para a tomada de decisão, organização de atitudes e construção de valores orientados para a cidadania; VII. Desenvolver, analisar e implantar sistemas de informação contábil e de controle gerencial, revelando capacidade crítico-analítico para avaliar as implicações organizacionais com a tecnologia da informação; VIII. Exercer com ética e proficiência as atribuições e prerrogativas que lhe são prescritas através da legislação específica, revelando domínios adequados aos diferentes modelos organizacionais. (Diretrizes Curriculares Nacionais) Relação entre as habilidades, disciplinas e o perfil pretendido. O Curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário São Camilo - Espírito Santo contempla os fundamentos teórico-práticos e metodológicos que garantam ao aluno uma formação profissional fundamentada pelas orientações preconizadas nas DCNs. Assim, inicialmente o discente recebe conhecimentos do núcleo de formação básica e, gradativamente, passa a receber informações mais específicas, através das disciplinas profissionalizantes, as quais somente são oferecidas à medida que o discente demonstre maturidade e uma noção mais clara da profissão que irá desenvolver. Isso se torna fundamental, em função de um aproveitamento maior dos conteúdos ministrados, pois a construção do conhecimento, no decorrer do curso,

14 possibilita ao contador em formação uma visão da importância e aplicabilidade dos conteúdos estudados no campo da contabilidade. Conteúdos esses que atendem aos seguintes campos interligados de formação: Integração Ensino, Pesquisa e Extensão. Conteúdos de formação básica: estudos relacionados com outras áreas do conhecimento, sobretudo Administração, Economia, Direito, métodos quantitativos, matemáticas e estatísticas. Assim o terá uma visão interdisciplinar, sendo capaz de relacionar seu fazer as demais áreas afins. Conteúdo de formação profissional: estudo específico atinente às teorias da contabilidade, incluindo as noções das atividades atuariais e de quantificações de informações financeiras, patrimoniais, governamentais e não governamentais, de auditorias, perícias, arbitragens e controladoria, com suas aplicações peculiares ao setor público e privado. Tais conteúdos são indispensáveis para a formação do futuro profissional da contabilidade no processo da aplicabilidade dos recursos contábeis (ferramentas) que melhor se adequarem a cada organização, seja da iniciativa pública ou privada com ou sem fins lucrativos. Está relacionado ao domínio dos conhecimentos pertinentes a sua área de atuação, como saber aplicar a legislação pertinente, o que garantirá ao profissional eficiência e eficácia no desenvolvimento das atividades contábeis. Conteúdo de formação teórico-prática: estágio curricular supervisionado, atividades complementares, conteúdos optativos, prática em laboratório de informática, prática em escritório modelo (núcleo de pratica contábil), utilizando software atualizado para contabilidade. Esses elementos primam por melhor qualificar o discente frente ao mercado de trabalho, proporcionando uma visão sistêmica da ação do futuro profissional de contabilidade, capaz de identificar e transpor as adversidades emanadas do ambiente de trabalho (empresa).

15 Com esses conteúdos concluídos, o discente estará em condições de desenvolver as habilidades e competências que propõem as DCN s e o PPC do Curso de Ciências Contábeis; Embora a prerrogativa para Centro Universitário enfoque ensino e extensão, entendem-se que a qualidade do ensino ministrado está relacionada à interlocução da Instituição com os avanços científicos das áreas de saber dos cursos oferecidos, configurando a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Tal concepção está materializada no Programa de Tecnologia e Desenvolvimento, cuja sustentação se encontra no diálogo entre docentes, discentes, comunidade e setor produtivo por meio dos Grupos de Estudos e Pesquisa GEP s. Assim, proporciona ao discente o desenvolvimento de capacidades fundamentais ao processo de aprendizagem, integrando conhecimentos interdisciplinares, teóricos e práticos, capacitando-os para análise e atuação profissional crítica e socialmente relevante. Evidências das informações anteriores são: criação de espaços formadores em Metodologia Científica, implantação dos Programas de Iniciação Científica Voluntário, Programa de Concessão de Bolsas de Iniciação Científica e Programa de Monitoria, aprovados pelos Conselhos Superiores. A participação em eventos acadêmicos é estimulada pela IES com apoio financeiro e a extensão, no Centro Universitário São Camilo ES interliga a IES, nas suas atividades de ensino e pesquisa, com as demandas do setor produtivo e da comunidade interna e externa. Servindo de elo entre tais ações e o corpo docente do curso de Ciências Contábeis, a Coordenação do Curso articula os planejamentos em cada área, visualizando a integração destas no efetivo melhor desempenho do alunado no que tange aos indicadores de qualidade apontados pelo Ministério da Educação. 8 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR Considerando os pressupostos teóricos já elencados e as Diretrizes Curriculares do MEC, a estrutura curricular do curso de bacharelado em Ciências Contábeis é composta por:

16 Conteúdos de Formação Básica: estudos relacionados aos campos sociológicos, filosóficos, psicológicos, ético-profissionais, políticos, comportamentais, econômicos e contábeis, bem como os relacionados à tecnologia da comunicação, da informação e das ciências jurídicas; Conteúdos de Formação Profissional: relacionados às áreas específicas, envolvendo teorias da contabilidade e das organizações e a administração das demonstrações financeiras, dos projetos de custos orçamentários, dos recursos humanos, mercado e marketing, materiais, produção e logística (procedimentos aduaneiros), sistemas de informação, planejamento estratégico e serviços e, em especial, a ética; Estudos Quantitativos e suas Tecnologias: disciplinas relacionadas à pesquisa operacional, teoria dos modelos matemáticos e estatísticos e aplicação de tecnologias que contribuam para a definição e utilização de estratégias e procedimentos, inerentes à Ciência Contábil, que auxiliem os administradores nas tomadas de decisões (relatórios, pareceres etc.); Formação Complementar: estudos opcionais de caráter transversal e interdisciplinar para o enriquecimento do perfil do graduando. O conteúdo de formação básica é composto por 14 disciplinas do campo do saber, cujo objetivo está direcionado a sedimentar o conhecimento estrutural do futuro Bacharel em Ciências Contábeis. As 33 disciplinas, o laboratório de aula prática e o escritório modelo (núcleo de prática contábil), com as atividades complementares que compõem o conteúdo de formação profissional, objetivam capacitar o futuro bacharel, habilitando-o a atuar como funcionário, empresário, consultor ou analista, capaz de elevar as competências relacionais das pessoas, das organizações e das instituições, por meio do paradigma da sustentabilidade econômica, social, ambiental e política, conforme o objetivo geral do curso. Há uma correspondência de cada matéria de formação com cada um dos Objetivos Específicos para formação de habilidades e competências. O conteúdo de Estudos Quantitativos e formação complementar integram, no campo de informação

17 e ação do contador, disciplinas responsáveis por desenvolver as habilidades e o domínio pleno da metodologia e da prática profissional. A interdisciplinaridade se apresenta fundamentada a partir da estruturação do currículo nas matérias de formação, complementada pela classificação em campos de formação previstos pelas Diretrizes Curriculares. Em paralelo às disciplinas teóricas, prevê-se uma disciplina prática agregada ao núcleo de formação complementar, com um total de 120 horas, ministrada por meio de pesquisa aplicada às Ciências Contábeis, podendo ser desenvolvida através do Escritório Modelo do curso, trabalho voluntário e solidário visita a organizações e participação em eventos. Compõem o currículo do curso de Ciências Contábeis as Atividades Complementares, sendo o seu integral cumprimento indispensáveis para a colação de grau. As Atividades Complementares devem atingir um mínimo de 200 horas/aula através de mecanismos de aproveitamento dos conhecimentos adquiridos pelo estudante em atividades de monitoria, estágios, iniciação científica, de extensão, participação em eventos científicos ou culturais ou em programas ou cursos oferecidos por organizações empresariais. Adicionalmente, a estrutura curricular prevê, nos sétimo e oitavo semestres, um total de 400 horas de estágio supervisionado com caráter de implementação de desempenho profissional antes de se considerar concluído o curso. 9 PLANEJAMENTOS E FILOSOFIA CURRICULAR Com a missão de promover a integralização da formação de um profissional capaz de interagir com a sua realidade e que ultrapasse a mera formação acadêmica, o Curso de Ciências Contábeis se baseia na formação de um profissional formador de opinião, autônomo, que desenvolva competências e habilidades que objetivam a investigação científica, buscando sempre novos caminhos para o conhecimento. O Curso de Ciências Contábeis assume, por meio dos profissionais de ensino, uma formação inovadora em sua concepção e finalidade. Tomam como base as

18 tendências mais recentes no campo de formação profissional, em pressupostos de natureza epistemológica e pedagógica. Do ponto de vista epistemológico, o curso de Ciências Contábeis parte da concepção de que o conhecimento é resultado de um processo dinâmico, em que a interação sujeito-objeto encontra-se mediada por outros sujeitos e pelas circunstâncias históricas e culturais. O curso busca através de sua organização curricular atividades que promovam a integração entres as disciplinas, possibilitando ao aluno condições de pesquisa. Busca-se um profissional com conhecimento não apenas técnico e sim com responsabilidade social, que saiba gerir conflitos entre os agentes. Visam, prioritariamente, formar um profissional que possa compreender o conhecimento como adquirido em processo dialógico, de partilha e construção coletiva. Do ponto de vista pedagógico, a centralidade se encontra na interação dos sujeitos com o contexto Hora % Estágio Supervisionado Formação Básica Formação Básica Formação Profissional Formação Complenetar Estágio Supervisionado TCC Os conteúdos básicos e complementares Para atender ao perfil profissional desejado ao bacharel em Ciências Contábeis, o curso deve contemplar conteúdos que revelem conhecimento do cenário econômico e financeiro, nacional e internacional, de forma a proporcionar harmonização das normas e padrões internacionais de contabilidade, interligando os campos de formação, que são os conteúdos de formação básica, de formação profissional e de formação teórico-prático.

19 9.2 - Eixos Temáticos Os conteúdos curriculares estão distribuídos em seis eixos norteadores que propõem uma formação acadêmica coerente com os objetivos do curso e o perfil do egresso. Os eixos são: Conhecimentos Jurídicos, Ético, Profissional e Social; Conhecimentos Econômico e Financeiro; Conhecimentos Contábeis e Tributários; Conhecimentos lógicos e de Comunicação; Conhecimento Estratégico, Administrativo e Ecológico e Pratica Profissional. O eixo Conhecimentos Jurídico, Ético, Profissional e Social contempla o estudo às regras de procedimentos disciplinares da vida em sociedade, do relacionamento social interpessoal nas organizações e no processo de tomada de decisão. É alvo de estudo neste a importância dos tributos e contribuições sociais visando à formação de um profissional ético e comprometido com o meio social no qual está inserido. O eixo Conhecimentos Econômico e financeiro tem como base o estudo dos conteúdos dos modelos econômicos e sua compreensão, o funcionamento da economia e suas determinações (produção, nível de emprego e preço, relação produção x consumo, oferta x demanda). Apresenta a contabilidade e os instrumentos financeiros de análise como ferramenta para o processo de tomada se decisão. O eixo Conhecimentos Contábeis e Tributários promove o estudo dos conteúdos (teóricos e práticos) tendo como base norteadora os princípios e normas de Contabilidade e Tributária. Estuda e analisa a evolução do patrimônio e as normas governamentais. Discute ainda o processo evolutivo da Contabilidade com a aplicação das Normas Internacionais. O eixo Conhecimentos Lógico e de Comunicação proporciona a reflexão sobre os métodos de cálculos permitindo a visualização, a interpretação gráfica da área relacionada permitindo um raciocínio lógico, numérico e quantitativo.

20 Estudam, ainda, conteúdos relativos à leitura, a interpretação, à elaboração de textos e relatórios, à técnica instrumental e questões relacionadas à análise e reflexão sobre a língua portuguesa. O eixo Conhecimentos Estratégico, Administrativo e Tecnológico possibilita a compreensão das organizações e a sua administração, como: planejar, organizar, controlar e coordenar os recursos humanos, operacionais e financeiros. Apresenta as novas tecnologias e sua utilização na contabilidade no desenvolvimento dos processos e sua aplicabilidade no processo de tomada de decisão, bem como na elaboração de novas estratégias. As Práticas Profissionais são aplicadas considerando a necessidade regional do seguimento na direção de uma atuação ética e comprometida de acordo com o instrumento previsto no PPC do curso por meio das práticas de laboratório, Escritório Modelo (Núcleo de Prática), de estágio curricular, dos projetos de extensão desenvolvidos durante os TCCs e as atividades acadêmicas e complementares, seguindo como base as habilitações legais dos contadores descritas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e as Diretrizes Curriculares Nacionais. Os conteúdos desenvolvidos nos eixos de conhecimentos de Ciência Contábil bacharelado estruturam o fazer do profissional da contabilidade em que estão explícitos: os conhecimentos contábeis, as normas legais, matemáticos, estatísticos, tecnológicos e outros, fundamentais para o desenvolvimento das especificidades do campo das ciências contábeis. EIXOS ESTRUTURANTES MATRIZ CURRICULAR Conhecimentos Jurídicos, Ético Profissional e Social. Conhecimentos Econômicos e Financeiros Conhecimentos Contábeis e Tributários Conhecimentos Lógicos e de Comunicação

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2 DENOMINAÇÃO: PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: PORTARIA DE RECONHECIMENTO: REGIME ESCOLAR: NÚMERO DE VAGAS ANUAIS: TURNOS DE FUNCIONAMENTO: NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*)

RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) RESOLUÇÃO Nº 6, DE 10 DE MARÇO DE 2004 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. O Presidente da Câmara de Educação

Leia mais

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 alunos

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16

DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16 DURAÇÃO DO CURSO O Curso de Ciências Contábeis, bacharelado poderá ser integralizado em um período de no mínimo 8 (oito) semestres e no máximo 16 (dezesseis) semestres. PERFIL DO EGRESSO O perfil desejado

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.609, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.609, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.9, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 Homologa o Parecer n. 117/06-CEG, que aprova o Projeto

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS PESQUISA DE EGRESSOS 2013-1 CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CIÊNCIAS CONTÁBEIS PESQUISA DE EGRESSOS 2013-1 CIÊNCIAS CONTÁBEIS PESQUISA DE EGRESSOS 213-1 CIÊNCIAS Percentual de? 7 6 5 4 3 2 1 21 Formandos 2 Você atuava na área escolhida de seu curso antes de seu ingresso? 12 1 8 6 4 11 9 2 Sim Não Atualmente você atua na área

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecido pela Portaria nº 706 de 18/12/2013 D.O.U. 19/12/13 Base Curricular do Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 35 ANEXO II METODOLOGIAS (B) CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 36 B) Metodologias utilizadas no Curso de Ciências Contábeis, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários,

Leia mais

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre Inciso II Programa de cada curso oferecido e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos e critérios de Avaliação: Instituto Educacional do Estado de São Paulo Autorização de Credenciamento:

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

SÚMULA DA 53ª REUNIÃO DA CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 09.11.2006 INÍCIO: 08:30 hs. - ENCERRAMENTO: 12:00 hs.

SÚMULA DA 53ª REUNIÃO DA CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 09.11.2006 INÍCIO: 08:30 hs. - ENCERRAMENTO: 12:00 hs. SÚMULA DA 53ª REUNIÃO DA CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO, REALIZADA EM 09.11.2006 INÍCIO: 08:30 hs. - ENCERRAMENTO: 12:00 hs. CÂMARA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO: 01 - Processo nº 25/2006 Unidade Universitária:

Leia mais

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante CIÊNCIAS A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores Contabilidade: uma carreira apaixonante Prof. João Matias Loch E-mail: jmperito@gmail.com CIÊNCIAS O que é a Contabilidade? CIÊNCIAS

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso A grade curricular do Curso de Bacharelado em Administração das Faculdades Integradas do Vale do Ivaí está fundamentada em dois grandes blocos.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O estágio

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil

Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira. SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Ana Paula Gonçalves Siqueira SLIDE 01 Contador e Profissão Contábil Professora Especialista Ana Paula Gonçalves de Siqueira Formada em Ciências Contábeis UFMT (2002) Pós Graduação em Auditoria

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

Faculdade Figueiredo Costa 16/73

Faculdade Figueiredo Costa 16/73 16/73 CAPITULO IV GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL O Curso de Graduação em Administração deve ensejar como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1 CIÊNCIAS CONTÁBEIS Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 10/09/2012 1 CURSO: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006

Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Resolução nº 2/2006 3/2/2006 RESOLUÇÃO CNE Nº 2, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 DOU 03.02.2006 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Agrícola e dá outras providências.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL Código: CTB 100 Pré-requisito: Não há Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 25/10/2004

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 25/10/2004 PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 25/10/2004 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Instituto Brasileiro de Atuária UF:

Leia mais

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD: 08.05.2012 Vigência: para os ingressos a partir 2012/2 CÓD. 1739 - CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURNO: NOITE Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS DE FORMAÇÃO

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

RESUMO DO PROJETO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO

RESUMO DO PROJETO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BACHARELADO RESUMO DO PROJETO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - BHARELADO MARILDE QUEIROZ GUEDES Diretora do Departamento RAMÃO JORGE DORNELLES Coordenador de Colegiado JAMILE PEREIRA Secretária do Colegiado BARREIRAS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

Autorizado pela Portaria Ministerial nº 1734, D.O.U. de 06/08/2001.

Autorizado pela Portaria Ministerial nº 1734, D.O.U. de 06/08/2001. MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES No Curso de Licenciatura em Educação Física os alunos participam das atividades complementares de conteúdo curricular obrigatório como pré-requisito para obtenção do

Leia mais

31956 Monografia II 31926

31956 Monografia II 31926 Currículo Novo 2006/01 Duração: 182 créditos 2.730h, acrescidas de 270h de atividades complementares, totalizando 3.000h 31544 Teoria das Organizações I - 31554 Matemática I - 31564 Teoria das Organizações

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Carga Horária Total exigida no curso: 200 horas

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Carga Horária Total exigida no curso: 200 horas REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Carga Horária Total exigida no curso: 200 LONDRINA/PR 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.264, DE 24 DE ABRIL DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.264, DE 24 DE ABRIL DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.264, DE 24 DE ABRIL DE 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Serviço

Leia mais

BACHARELADO. Administração. Ciências Contábeis. Ciências Econômicas. Serviço Social. Ciências Sociais. Objetivos. Objetivos. Objetivos.

BACHARELADO. Administração. Ciências Contábeis. Ciências Econômicas. Serviço Social. Ciências Sociais. Objetivos. Objetivos. Objetivos. BACHARELADO Administração O curso de Administração tem como objetivo formar profissionais que poderão atuar como executivos, técnicos em funções administrativas e/ou empreendedores, com capacidade de alinhar

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 13, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2006 (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Turismo

Leia mais

ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR

ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR EDITAL 162/2013 Curso Sem. Disciplina Perfil do Docente Administração 1º Teoria Geral da Administração Administração 1º Empreendedorismo Administração 1º Sociologia das Organizações

Leia mais

Bacharelado em Serviço Social

Bacharelado em Serviço Social Informações gerais: Bacharelado em Serviço Social Duração do curso: 04 anos (08 semestres) Horário: Vespertino e Noturno Número de vagas: 300 vagas anuais Coordenador do Curso: Profª Ms. Eniziê Paiva Weyne

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS)

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA POR PERÍODO LETIVO (A APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) PRIMEIRO SEMESTRE / 1 O ANO Leitura e Interpretação de Textos 2-40 Matemática

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR

DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional DIRETRIZES CURRICULARES PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UTFPR APROVADO PELA RESOLUÇÃO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C.

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Contábei da FAP Piracanjuba-GO 2014 1 1. APRESENTAÇÃO: Formato: presencial

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing

PROJETO PEDAGÓGICO. Curso de Graduação Tecnológica em Marketing PROJETO PEDAGÓGICO Curso de Graduação Tecnológica em Marketing Porto alegre, 2011 1 1. Objetivos do Curso O projeto do curso, através de sua estrutura curricular, está organizado em módulos, com certificações

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CIÊNCIAS CONTÁBEIS

MATRIZ CURRICULAR CIÊNCIAS CONTÁBEIS Curso: Graduação: Regime: Duração: CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS -

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE - RS PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LICENCIATURA PLENA ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS O Curso de Ciências Biológicas, através

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.672 DE 06 DE MARÇO DE 2008 Homologa o Parecer nº 013/2008-CEG que aprova o Projeto Político

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC) , INCLUINDO ESSE, DEVEM SER RETIRADOS DO TEXTO FINAL, POIS SERVEM SOMENTE COMO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO FINAL> PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO (PPC)

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO ELABORAÇÃO DO PPC INTRODUÇÃO O Projeto Pedagógico de Curso (PPC) deve orientar a ação educativa, filosófica e epistemológica do mesmo, explicitando fundamentos políticos,

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO CONTÁBIL COM ÊNFASE EM AUDITORIA E PERÍCIA

MBA EXECUTIVO EM GESTÃO CONTÁBIL COM ÊNFASE EM AUDITORIA E PERÍCIA MBA EXECUTIVO EM GESTÃO CONTÁBIL COM ÊNFASE EM AUDITORIA E PERÍCIA O programa através de conhecimentos teóricos e práticos irá prepara-lo para a compreensão dos processos de contabilidade nas organizações,

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO UFPE CENTRO DE ARTES E COMUNICAÇÃO - CAC CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA Coordenadora do Curso: Prof a Maria Cláudia Alves Guimarães IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. Denominação

Leia mais

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ

FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ FACULDADE PORTO DAS MONÇÕES PORTO FELIZ COORDENADORIA DE EXTENSÃO E PESQUISA CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA Engenharia Logística 1. Nome do Curso e Área do Conhecimento Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Relações Internacionais

Relações Internacionais Curso de Graduação Bacharelado em Relações Internacionais O curso de Relações Internacionais está enquadrado no campo da ciência Humana e social, onde estuda-se em profundidade as políticas Internacionais

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC)

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC) O PAPEL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A CONTRIBUIÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO Florianópolis, 2012 Expedito Michels Mestrado Profissional

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS

PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS A Pós-Graduação da Faculdade Maranhense São José dos Cocais, apresenta em seu aprimoramento acadêmico resultados positivos dentro do contexto social.

Leia mais

PRIMEIRO SEMESTRE. Análise de Jurisprudência II 40 2. Ciência Política I 40 2. Direito Civil I - Parte Geral I 40 2. História do Direito 40 2

PRIMEIRO SEMESTRE. Análise de Jurisprudência II 40 2. Ciência Política I 40 2. Direito Civil I - Parte Geral I 40 2. História do Direito 40 2 MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DE POR PERÍODO LETIVO (A APRESENTADA NAS TABELAS REFERE-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) PRIMEIRO SEMESTRE Análise de Jurisprudência I 40 2 Ciência Política I 40 2 Direito

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013

Plano de Trabalho Docente 2013 Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios. Habilitação Profissional: Habilitação Profissional Técnica de Nível

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Ciências Contábeis 7ª série Controladoria e Sistemas de Informações Contábeis A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido

Leia mais