MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2012"

Transcrição

1 MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/ Nomes e localização dos arquivos do projeto: O template do projeto está organizado conforme a estrutura abaixo. Camada de Dados: Fornece recursos para execução de instruções SQL. É um projeto do tipo ClassLibrary contendo classes que implementam facilidades para execução de instruções SQL para um determinado tipo de SGBD. Camada de Negócios: Implementações de classes contemplando toda a regra de negócio do sistema. É um projeto do tipo ClassLibrary contendo as classes de negócios/entidades com seus respectivos atributos, propriedades e métodos. Métodos que fazem acesso a camada de dados devem estar presentes nestas classes passando para camada de dados somente instruções SQL prontas para execução. Alguns desses métodos podem retornar objetos de seu próprio tipo, como também uma lista de objetos e em alguns casos um objeto DataTable. Site: Implementações das interfaces do usuário (páginas). É um projeto do tipo WebApplication contendo as páginas (aspx) e sua respectivas classes de interface (aspx.cs). As classes de interface devem estabelecer comunicação diretamente com as classes da Camada de Negócio, recuperando objetos e dados através dos métodos oferecidos. c. Interface: aspx.cs c. negócio:.cs c. dados

2 2. Nome de classes: Todos caracteres iniciais que formam o nome da classe ficam maiúsculo. NomeDaMinhaClasse Pessoa RecursoInterno 3. Nome de atributos: Inicia o nome do atributo com o caractere _ e o caractere inicial da primeira palavra é minúsculo. Todos os outros caracteres inicias ficam em maiúsculo. _id _nome _datanascimento 4. Nome de métodos e propriedades: Todos os caracteres iniciais das palavras que formam o nome do método e/ou propriedade ficam maiúsculos. O nome dos métodos devem obrigatoriamente iniciar por verbos no infinitivo. Métodos Recuperar() Fazer() SalvarPessoa() Propriedades Id Nome DataNascimento 5. Nome dos parâmetros dos métodos, declaração de variáveis e objetos: O primeiro caractere da primeira palavra é minúsculo. Os outros caracteres iniciais ficam em maiúsculo. Metodo (string id, string numerotelefone, DateTime datanascimento, bool ativo) string nomedavariavel; 6. Indentação Quebra de linha: Quando uma expressão/linha de código não couber em uma única linha, a quebra pode ser feita após alguma vírgula, ou após um operador.o alinhamento da nova linha deve acontecer com o início da expressão do mesmo nível sobre a linha anterior. Exemplos: var = a * b / (c - g + f) + 4 * z; MetodoComNomeMuitoLongo(expressao1, expressao2, expressao3, expressao4, expressao5);

3 7. Espaços em branco: Sempre utilizar caracteres de tabulação (tecla TAB) e nunca espaços em branco. 8. Comentários: Quando for necessário utilizar os comentários do bloco o seguinte estilo deve ser usado: Instrução 1; Instrução 2; /* Linha 1 * Linha 2 * Linha 3 */ Instrução 3; Instrução 4; E sempre utilize quebra de linha entre o comentário e a linha de código. O comentário de linha única (//) deve ser utilizado para também comentar seções de código. O comentário deve ser recuado para o nível do código que vai ser explicado, e o comprimento não deve exceder o comprimento do código. //Comentário Instrução 1; No.Net Framework, a Microsoft introduziu um sistema de geração de documentação com base em comentários XML (///). Estes comentários são formalmente de linha única. /// <summary> /// Esta classe /// </summary> public class MinhaClasse 9. Declarações 9.1. Variáveis: Uma declaração de variável por linha é recomendada uma vez que incentiva comentários. string nome; //Nome da pessoa int idade; //Idade da pessoa A inicialização de variáveis é uma boa prática a considerar.

4 string nome = ; //Nome da pessoa int idade = 0; //Idade da pessoa 9.2. Classes e interfaces: Regras para formatação de classes e interfaces em C#. Não há espaço entre um nome do método e o parêntese "(" iniciar a sua lista de parâmetros; A chave de abertura "" aparece na linha seguinte, após a instrução de declaração; A chave de fechamento "" inicia uma linha por si só recuado para coincidir com a abertura correspondente da chave de abertura. class MeuExemplo : MinhaClasse, IMinhaInterface int _varint; public MeuExemplo(int varint) this._varint = varint; void Inc() this._varint++; void MetodoVazio() 9.3. Retorno: A instrução return não deve usar parênteses. return n * (n + 1) / 2; 9.4. If, if-else, if else-if else: Declarações if, if-else, if else-if else devem ficar assim: if (condicao) FacaAlgo(); if (condicao) FacaAlgo(); else FacaOutraCoisa(); if (condicao) FacaAlgo();

5 else if (condicao) FacaOutraCoisa(); else FacaOutraCoisaNovamente(); 9.5. For / Foreach: A instrução for deve ter seguinte forma: for (int i = 0; i < 5; ++i) 9.6. While/do-while: A instrução while deve ser escrita como segue: while (condition) Uma instrução do-while deve ter a seguinte forma: do while 9.7. Switch: A instrução switch deve ter de forma a seguir: switch (condicao) case A: break; case B: break; default: break; 9.8. Try-catch try catch (Exception)

6 ou try catch (Exception e) finally 10. Usabilidade e Navegabilidade Janela estilo popup: Uso de janela estilo popup em páginas de pesquisa, páginas de ajuda, áreas de detalhes, etc. Dica: fancybox ou ASP.NET AJAX ModalControlPopup. AJAX: O uso da tecnologia AJAX para minimizar o efeito do submit. JQuery: Para construção de efeitos na interface do usuário. Validação da entrada de dados: Padronização nas mensagens de validações em campos de formulários de entrada de dados. Toda validação deve ocorrer no cliente e no servidor. 11. Diagramas da UML Todos os diagramas da UML devem ser construídos utilizando a ferramenta ASTAH Community.

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014 MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014 1. Nomes e localização dos arquivos do projeto: O template

Leia mais

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade Orientação a Objetos Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java Gil Eduardo de Andrade Conceitos: Orientação a Objeto Introdução Abordagem típica no desenvolvimento de sistemas complexos; Consiste

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento de Ciência da Computação LP: Laboratório de Programação Apontamento 3 Prof. ISVega Fevereiro de 2004 Estilo de Codificação CONTEÚDO 3.1 Regras

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery

Linguagem de Programação JAVA. Técnico em Informática Professora Michelle Nery Linguagem de Programação JAVA Técnico em Informática Professora Michelle Nery Agenda Regras paravariáveis Identificadores Válidos Convenção de Nomenclatura Palavras-chaves em Java Tipos de Variáveis em

Leia mais

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C;

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; Aula 3 Estruturas de controle Objetivos Esperamos que, ao final desta aula, você seja capaz de: compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; construir programas em

Leia mais

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

Sintaxe Geral Tipos de Dados. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. Sintaxe Geral Tipos de Dados Comentários Comentários: De linha: // comentário 1 // comentário 2 De bloco: /* linha 1 linha 2 linha n */ De documentação: /** linha1 * linha2 */ Programa Exemplo: ExemploComentario.java

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto Programação para Dispositivos Móveis Aula 1 Prof. William Yamamoto Visual Studio É uma ferramenta de desenvolvimento completa que atende praticamente a todas as plataformas de desenvolvimento, como: Web

Leia mais

O comando switch. c Professores de ALPRO I 04/2012. Faculdade de Informática PUCRS. ALPRO I (FACIN) O comando switch 04/2012 1 / 31

O comando switch. c Professores de ALPRO I 04/2012. Faculdade de Informática PUCRS. ALPRO I (FACIN) O comando switch 04/2012 1 / 31 O comando switch c Professores de ALPRO I Faculdade de Informática PUCRS 04/2012 ALPRO I (FACIN) O comando switch 04/2012 1 / 31 Sumário 1 Relembrando... 2 Comando de Seleção (Parte III) Menus e o comando

Leia mais

Programando em C++ Histórico da Linguagem C

Programando em C++ Histórico da Linguagem C Programando em C++ Joaquim Quinteiro Uchôa joukim@comp.ufla.br DCC-UFLA, 2002 Programando em C++ p.1/38 Histórico da Linguagem C Linguagem C: 1972 - Laboratório Bells, por Dennis Ritchie, a partir da linguagem

Leia mais

PHP (PHP Hypertext Preprocessor)

PHP (PHP Hypertext Preprocessor) PHP (PHP Hypertext Preprocessor) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Datas No PHP a função date() é usada para formatar um tempo ou data. string date(string $format [,int $timestamp]) Ex.: echo

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS versão 1.0 W7BR Soluções e Tecnologia contato@w7br.com Sumário INTRODUÇÃO... 3 Observação... 3 FORMATO DO ARQUIVO PHP... 4 Identação... 4 Codificação

Leia mais

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null

insfcanceof new public switch transient while byte continue extends for int null Palavras -chave de JAV A abstract catch do final implements long private static throw void boolean char double finally import native protected super throws volatile break class float insfcanceof new public

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Padrões de Codificação Java

Padrões de Codificação Java Padrões de Codificação Java João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão: 1.0 Última Atualização: Março / 2005 1 Objetivos Apresentar os padrões de codificação Java da SUN 2 Introdução Um padrão

Leia mais

Estruturas de Controle em PHP

Estruturas de Controle em PHP Linguagem de Programação III Estruturas de Controle em PHP Estruturas de Controle em PHP - Comandos condicionais - if - switch - Comandos de repetição - while - do...while - for - foreach Estruturas de

Leia mais

Exercícios de Revisão Java Básico

Exercícios de Revisão Java Básico Exercícios de Revisão Java Básico (i) Programação básica (estruturada) 1) Faça um programa para calcular o valor das seguintes expressões: S 1 = 1 1 3 2 5 3 7 99... 4 50 S 2 = 21 50 22 49 23 48...250 1

Leia mais

Login. Criar um novo website File > New > WebSite Framework 4.5 Visual C# ASP.NET Empty Web Site Nome do projeto: WebLogin

Login. Criar um novo website File > New > WebSite Framework 4.5 Visual C# ASP.NET Empty Web Site Nome do projeto: WebLogin Login Criar um novo website File > New > WebSite Framework 4.5 Visual C# ASP.NET Empty Web Site Nome do projeto: WebLogin Estrutura do projeto Criar pastas e deixar a estrutura do projeto conforme a figura.

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 A Origem... 2 O Caminho Para a Aprendizagem... 4 Java Como Plataforma... 6 Finalidade... 9 Características... 11 Perspectivas... 13 Exercícios... 14 CAPÍTULO

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Problema 1 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 19

ÍNDICE. Introdução 19 ÍNDICE Introdução 19 CAPÍTULO 1 HTML 1. Estrutura do código HTML 23 2. Formatar texto em HTML 24 2.1. Separar linhas no texto 25 2.2. Tipo de letra, tamanho e cor 25 2.3. Códigos das cores em HTML 26 3.

Leia mais

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1:

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1: Inteligência É a faculdade de criar objetos artificiais, especialmente ferramentas para fazer ferramentas. Henri Bergson. WHILE Além dos comandos if-else e switch, o controle de fluxo de um programa pode

Leia mais

RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM. Java

RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM. Java RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM Java 2ª Edição n Sumário VII Sumário CAPÍTULO 1 Introdução ao Java... 1 A Origem... 2 O Caminho Para a Aprendizagem... 4 Java como Plataforma... 6 Finalidade...

Leia mais

27/04/2012 OBJETIVOS SEQUÊNCIAS DE ESCAPE PROGRAMAÇÃO WEB AVANÇADA

27/04/2012 OBJETIVOS SEQUÊNCIAS DE ESCAPE PROGRAMAÇÃO WEB AVANÇADA OBJETIVOS PROGRAMAÇÃO WEB AVANÇADA Introduzir os fundamentos da linguagem PHP. Compreender sequências de escape, interpolação de strings. Aprender a coibir injeção de scripts em formulários. Compreender

Leia mais

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO v0.1 1 MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE CODIFICAÇÃO PHP CODING STANDARDS versão 0.1 SkySoft - Silas Ribas Martins silasrm@gmail.com Walker de Alencar Oliverira contato@walkeralencar.com

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br

Java. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br Java Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br 3. Considere as instruções Java abaixo: int cont1 = 3; int cont2 = 2; int cont3 = 1; cont1 += cont3++; cont1 -= --cont2; cont3 = cont2++; Após a

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Delimitadores e etc Profª MSc. Elizabete Munzlinger JavaScript Sintaxe da Linguagem Índice 1 SINTAXE DA LINGUAGEM... 2 1.1 Delimitadores de

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte 05 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

ruirossi@ruirossi.pro.br

ruirossi@ruirossi.pro.br Tratamento de Exceções Rui Rossi dos Santos ruirossi@ruirossi.pro.br Mediador: Rui Rossi dos Santos Slide 1 o Exceção: condição anormal Introdução o Causas: Falhas na implementação Falhas na operação o

Leia mais

Calculador de preços e prazos de encomendas

Calculador de preços e prazos de encomendas Calculador de preços e prazos de encomendas O calculador de preços e prazos de encomendas dos Correios é destinado aos clientes que possuem contrato de SEDEX, e-sedex e PAC, que necessitam calcular, no

Leia mais

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMACAO E INTEGRACAO DE JOGOS I. Marcelo Henrique dos Santos

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS PROGRAMACAO E INTEGRACAO DE JOGOS I. Marcelo Henrique dos Santos Aula 4 Mestrado em Educação (em andamento) Pós-graduação em Negócios em Mídias Digitais (em andamento) MBA em Marketing e Vendas Especialista em games : Produção e Programação Bacharel em Sistema de Informação

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Também chamado de estrutura de seleção múltipla (caso). Assim como o if-else, o switch também é uma estrutura de seleção. O if-else realiza o teste

Leia mais

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5 JavaScript Diego R. Frank, Leonardo Seibt FIT Faculdades de Informática de Taquara Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil difrank@terra.com.br,

Leia mais

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes

ITENS FUNDAMENTAIS. Profª Angélica da Silva Nunes ITENS FUNDAMENTAIS Profª Angélica da Silva Nunes CONCEITOS BÁSICOS Hardware - é a parte física do computador, tais como: teclado, monitor de vídeo, etc. Software - são os programas e aplicativos que permitem

Leia mais

Programação Estruturada e Orientada a Objetos REVISÃO

Programação Estruturada e Orientada a Objetos REVISÃO Programação Estruturada e Orientada a Objetos REVISÃO 2013 O que veremos hoje? Introdução Revisão Estruturas de Controle de Fluxo Exercícios Transparências baseadas no material do Prof. Gilbert Azevedo

Leia mais

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java Guia da Sintaxe do Java TIPOS PRIMITIVOS DE DADOS DO JAVA São os tipos nativos de dados do Java, que podem ser usados na declaração de atributos, variáveis, parâmetros. Tipo primitivo Tamanho Valor padrão

Leia mais

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Juliane Menin Orientanda Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos Fundamentação Teórica Especificação

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Manual de padrões e convenções para desenvolvimento de sistemas PHP Versão Conteúdo 1.

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 5 Instruções de controle: Parte 2 Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 5.1 Introdução Instrução de repetição for Instrução de repetição do while Instrução de seleção

Leia mais

Aula 06 Usando controles em ASP.NET

Aula 06 Usando controles em ASP.NET Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Linguagem de Programação Plataforma.NET 2 Aula 06 Usando controles em ASP.NET Nas propriedades do FORM temos a opções EnableViewState. Esta

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira www.vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br

Desenvolvimento de Aplicações Web. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira www.vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br Desenvolvimento de Aplicações Web Programação Contextualização de aplicações Web: navegadores e servidores como interpretadores, tecnologias do lado do cliente (XHTML, CSS, Javascript) e do lado do servidor

Leia mais

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível.

Programação Orientada a Objectos - P. Prata, P. Fazendeiro. Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Caso de estudo O cartão fidelidade Cartão de fidelização de clientes das distribuidoras de combustível. Definição em JAVA da classe CartaoFidelidade, que deverá apresentar uma funcionalidade semelhante

Leia mais

CONVENÇÃO DE CÓDIGO JAVA

CONVENÇÃO DE CÓDIGO JAVA CONVENÇÃO DE CÓDIGO JAVA Eligiane Ceron - Abril de 2012 Versão 1.0 Conteúdo Considerações iniciais... 2 Introdução... 2 Extensão de arquivos... 2 Arquivos de código Java... 2 Comentários iniciais... 2

Leia mais

Estruturas de repetição (Ciclos)

Estruturas de repetição (Ciclos) Introdução Vamos começar por tentar resolver os seguintes exercícios com base nos conhecimentos Que já temos até agora. Problema 1: Escreva um programa em ANSI-C que escreve os primeiros 10 números inteiros

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL. Versão 1.0

PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL. Versão 1.0 PADRÃO PARA ENVIO DE E-MAIL Versão 1.0 Fevereiro 2006 Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: Relatório Título do Documento: Padrão para envio de e-mail Estado do Documento: Elaborado Responsáveis:

Leia mais

LINGUAGEM JAVA - RESUMO

LINGUAGEM JAVA - RESUMO LINGUAGEM JAVA - RESUMO 1.1. Estrutura Geral de um Programa 1. ESTRUTURAS BÁSICAS public class nome do programa public static void main(string[] args) instruções do programa 1.2. Tipos Primitivos de Dados

Leia mais

4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME

4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME 4 MODELAGEM DA APLICAÇÃO J2ME O Sistema de Apoio Policial tem como objetivo facilitar o trabalho da Polícia Militar. Utilizando tecnologias recentes descritas nos capítulos anteriores, este sistema propõe

Leia mais

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

J550 Integração com Bancos de Dados

J550 Integração com Bancos de Dados J550 Integração com Bancos de Dados Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 Objetivos Este módulo apresenta estratégias para conectar servlets com a camada de dados usando um DAO - Data

Leia mais

Elementos de programação em C

Elementos de programação em C Elementos de programação em C Estruturas condicionais Francisco A. C. Pinheiro, Elementos de Programação em C, Bookman, 2012. Visite os sítios do livro para obter material adicional: www.bookman.com.br

Leia mais

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação?

Algoritmos e Programação 2. Introdução à Programação Orientada a Objetos. Orientação a Objetos. O que é um paradigma de programação? Algoritmos e Programação 2 Baseado no material do Prof. Júlio Pereira Machado Introdução à Programação Orientada a Objetos O que é um paradigma de programação? É um padrão conceitual que orienta soluções

Leia mais

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP

Listando, gravando, alterando e excluindo registro do banco de dados com JSP SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3º ANO PROGRAMAÇÃO II PROF. RONALDO FERREIRA DA SILVA JavaServer Pages JavaServer Pages (JSP) é uma tecnologia que ajuda os desenvolvedores de software a criarem páginas web geradas

Leia mais

Programação Aplicada à Engenharia

Programação Aplicada à Engenharia Universidade Federal Rural do Semi-Árido Departamento de Ciências Ambientais Programação Aplicada à Engenharia Aula 07: Aritmética e Tomada de decisão Silvio Fernandes 2009.1 1 Operadores Aritméticos Operadores

Leia mais

Então vamos ao que interessa. 1. Introdução

Então vamos ao que interessa. 1. Introdução Tentarei ser o mais genérico possível. Nos exemplos irei utilizar ASP.Net 2.0 e acesso a dados através do ADO.NET, mas pode ter certeza que para outros casos a idéia não irá mudar muito, seja com LINQ,

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages

Desenvolvimento de aplicações Web. Java Server Pages Desenvolvimento de aplicações Web Java Server Pages Hamilton Lima - athanazio@pobox.com 2003 Como funciona? Servidor web 2 Internet 1 Browser 3 Arquivo jsp 4 JSP Compilado 2 Passo a passo 1 browser envia

Leia mais

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1

Curso Java Starter. www.t2ti.com 1 1 Apresentação O Curso Java Starter foi projetado com o objetivo de ajudar àquelas pessoas que têm uma base de lógica de programação e desejam entrar no mercado de trabalho sabendo Java, A estrutura do

Leia mais

Panorâmica geral sobre PHP. PHP é uma linguagem que permite fazer. um ficheiro em PHP contem código PHP misturado com HTML.

Panorâmica geral sobre PHP. PHP é uma linguagem que permite fazer. um ficheiro em PHP contem código PHP misturado com HTML. Panorâmica geral sobre PHP PHP é uma linguagem que permite fazer páginas dinâmicas. um ficheiro em PHP contem código PHP misturado com HTML. em vez de PHP podíamos utilizar outra linguagem qualquer desde

Leia mais

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO

INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO INTRODUÇÃO AO C++ SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DR. EDNALDO B. PIZZOLATO Tópicos Estrutura Básica B de Programas C e C++ Tipos de Dados Variáveis Strings Entrada e Saída de Dados no C e C++ INTRODUÇÃO O C++ aceita

Leia mais

Tipos, Literais, Operadores

Tipos, Literais, Operadores Tipos, Literais, Operadores Identificadores São palavras utilizadas para nomear variáveis, métodos e classes Na linguagem Java, o identificador sempre começa por letra, sublinhado(_) ou cifrão ($) Não

Leia mais

Tipos, Literais, Operadores

Tipos, Literais, Operadores Tipos, Literais, Operadores Identificadores São palavras utilizadas para nomear variáveis, métodos e classes Na linguagem Java, o identificador sempre começa por letra, sublinhado(_) ou cifrão ($) Não

Leia mais

ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE

ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE RICARDO VOIGT Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro Introdução Objetivo do trabalho Fundamentação Teórica Desenvolvimento

Leia mais

BC0505 Processamento da Informação

BC0505 Processamento da Informação BC0505 Processamento da Informação Assunto: Modularização de código e passagem de parâmetros Aula Prática: 4 Versão: 0.2 Introdução Modularização No Java, como em outras linguagens de Programação Orientadas

Leia mais

Plano de Aula. if(condição) { bloco de comandos; } else { bloco de comandos2; }

Plano de Aula. if(condição) { bloco de comandos; } else { bloco de comandos2; } Instituto Federal de Santa Catarina - Câmpus Chapecó Ensino Médio Integrado em Informática - Módulo IV Unidade Curricular: Programação Estruturada Professora: Lara Popov Zambiasi Bazzi Oberderfer Plano

Leia mais

2 echo "PHP e outros.";

2 echo PHP e outros.; PHP (Hypertext Preprocessor) Antes de qualquer coisa, precisamos entender o que é o PHP: O PHP(Hypertext Preprocessor) é uma linguagem interpretada gratuita, usada originalmente apenas para o desenvolvimento

Leia mais

Um Exemplo de Refatoração. Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br

Um Exemplo de Refatoração. Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br Um Exemplo de Refatoração Prof. Alberto Costa Neto DComp/UFS alberto@ufs.br Exemplo Programa para calcular e imprimir o valor devido por um cliente de uma vídeo locadora Filme códigopreço:int 1 * * 1 Locação

Leia mais

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Tratamento de Exceções

Programação Estruturada e Orientada a Objetos. Tratamento de Exceções Programação Estruturada e Orientada a Objetos Tratamento de Exceções 2013 O que veremos hoje? Introdução Tratamento de exceções Exercícios Transparências baseadas no material do Prof. Gilbert Azevedo Referencias

Leia mais

Programação científica C++

Programação científica C++ Programação científica C++ NIELSEN CASTELO DAMASCENO Slide 4 Aluno que não sabe programar int main() { cout

Leia mais

LAB 18: ASP.NET e Web Services

LAB 18: ASP.NET e Web Services LAB 18: ASP.NET e Web Services Este lab apresenta a criação e utilização de Web Services usando C# e aplicação em uma página web. Exercício 1 Criando um Web Service simples 1. Crie um novo projeto utilizando

Leia mais

INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo

INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo INSTALAÇÃO E USO DO GOOGLE APP ENGINE PLUGIN utilizando o Eclipse Galileo Requisitos de Ambiente: Desenvolvido por: Fabrício Alves e Daniela Claro contato: fabufbc@dcc.ufba.br, dclaro@ufba.br Java 1.6

Leia mais

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar a grande semelhança entre Java e C Apresentar a organização diferenciada

Leia mais

Tratamento de Exceções. Alberto Costa Neto DComp - UFS

Tratamento de Exceções. Alberto Costa Neto DComp - UFS Tratamento de Exceções Alberto Costa Neto DComp - UFS [ Conteúdo ] Introdução Hierarquia de Erros e Exceções Erros e Exceções predefinidos Bloco try Bloco finally Cláusula throws Lançando exceções Capturando

Leia mais

Professor Leo Larback Esta apresentação pode ser baixada livremente no site

Professor Leo Larback Esta apresentação pode ser baixada livremente no site C# Professor Leo Larback Esta apresentação pode ser baixada livremente no site www.larback.com.br C# - Definições C# é uma linguagem orientada a objeto que permite aos desenvolvedores construírem uma variedade

Leia mais

Introdução... 17. 1 Explorando o ambiente de desenvolvimento integrado do Visual Studio... 31

Introdução... 17. 1 Explorando o ambiente de desenvolvimento integrado do Visual Studio... 31 Sumário Introdução..................................... 17 Parte I Apresentando o Microsoft Visual Basic 2010 1 Explorando o ambiente de desenvolvimento integrado do Visual Studio................................

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

A BANDEJA PORTA-OBJECTOS

A BANDEJA PORTA-OBJECTOS A BANDEJA PORTA-OBJECTOS BRAÇOS E MÃO, 4 COMPONENTES A primeira ferramenta da mão do robot é a bandeja porta-objectos, que se pode colocar nas articulações superiores de O SEU ROBOT. Afase actual de montagem

Leia mais

Estruturas de Decisão

Estruturas de Decisão Motivação O controle do fluxo da execução em Java utiliza os mesmos comandos existentes em outras linguagens Decisão: if-else, switch-case Repetição: for, while, do-while Desvios: return, continue, break

Leia mais

Templates e Pilhas. 1. Introdução

Templates e Pilhas. 1. Introdução Templates e Pilhas 1. Introdução Templates ou Generics é considerado uma forma de polimorfismo [1]. É uma forma de programar onde o tipo do dado não é considerado. Programa-se para um tipo de dado indefinido.

Leia mais

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.

Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail. Um pouco da história Faculdade Instituto Educare - FIED Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Linguagem de Programação I Prof.: Rhyan Ximenes E-mail: rxbrito@gmail.com Introdução a Linguagem Java Java

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 06: Introdução Linguagem HTML O Desenvolvimento Web O desenvolvimento web é o termo utilizado para descrever atividade relacionada

Leia mais

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Estruturas de Controle Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Estrutura de Controle e de Fluxo Comandos de Seleção: O comando if; Ifs Aninhados; A escada if-else-if; A expressão condicional;

Leia mais

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005

Java Básico. Matrícula de Alunos. Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br. Novembro/2005 Java Básico Matrícula de Alunos Marco Antonio, Arquiteto de Software TJDF ma@marcoreis.eti.br Novembro/2005 Objetivos OO: trocar mensagens entre os objetos Exception: tratar exceções Análise: implementar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 16 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 16 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 16 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 12 de Novembro de 2013. Revisão aula anterior Modelagem orientada a objetos com UML Software: Astah Community

Leia mais

Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C#

Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C# Universidade do Vale do Paraíba Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes Disciplina POO -2017 Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C# http://www1.univap.br/~wagner Prof.

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN Fundamentos de Programação Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Linguagem de Programação Constituída por símbolos e por regras para combinar esses símbolos

Leia mais

Introdução a PHP (Estruturas de Controle)

Introdução a PHP (Estruturas de Controle) Desenvolvimento Web III Introdução a PHP () Prof. Mauro Lopes 1-31 13 Objetivos Nesta aula iremos trazer ainda alguns conceitos básicos da programação com a Linguagem PHP. Iremos trabalhar conceitos das

Leia mais

MsC. João Maria MsC. Liviane Melo

MsC. João Maria MsC. Liviane Melo Disciplina: Programação Orientada à Objetos AULA 02 Corpo docente: MsC. Alexandro Vladno Edmilson Campos MsC. Fábio Procópio Esp. Felipe Dantas MsC. João Maria MsC. Liviane Melo 2 Tipo Tamanho Alcance

Leia mais

EMENTA DO CURSO. Tópicos:

EMENTA DO CURSO. Tópicos: EMENTA DO CURSO O Curso Preparatório para a Certificação Oracle Certified Professional, Java SE 6 Programmer (Java Básico) será dividido em 2 módulos e deverá ter os seguintes objetivos e conter os seguintes

Leia mais

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código }

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código } Este documento tem o objetivo de demonstrar os comandos e sintaxes básicas da linguagem Java. 1. Alguns passos para criar programas em Java As primeiras coisas que devem ser abordadas para começar a desenvolver

Leia mais

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES

UNIDADE III JAVA SERVER PAGES UNIDADE III JAVA SERVER PAGES MODELO JSP Um dos principais objetivos da tecnologia J2EE é fazer com que as tarefas sejam realizadas de forma separada. Eliminando as dependências, componentes J2EE tornam-se

Leia mais

Curso C: Controle de Fluxo

Curso C: Controle de Fluxo Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Computação Curso C: Controle de Fluxo Prof. Ricardo Pezzuol Jacobi rjacobi@cic.unb.br O comando if if ( express o Ž verdadeira ) execute comando ou bloco

Leia mais

Personal Home Page PHP. Prof. Luiz Claudio F. de Souza www.luizclaudiofs.blogspot.com

Personal Home Page PHP. Prof. Luiz Claudio F. de Souza www.luizclaudiofs.blogspot.com Personal Home Page PHP 1 O que é PHP? PHP (Personal Home Page) é uma linguagem que permite criar sites WEB dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL

Leia mais

ÍNDICE. Delphi... 3 CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO... 06 CAPÍTULO 2 INSTALANDO O DELPHI... 10

ÍNDICE. Delphi... 3 CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO... 06 CAPÍTULO 2 INSTALANDO O DELPHI... 10 Delphi 7 ÍNDICE CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO... 06 CAPÍTULO 2 INSTALANDO O DELPHI... 10 CAPÍTULO 3 INICIANDO O Delphi... 18 FORM DESIGN... 19 CODE EDITOR... 23 OBJECT INSPECTOR... 26 OBJECT TREE VIEW... 29 PALHETA

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

Variáveis e estruturas de controlo. Introdução à Programação André L. Santos

Variáveis e estruturas de controlo. Introdução à Programação André L. Santos Variáveis e estruturas de controlo Introdução à Programação André L. Santos Variáveis Uma variável pode ser vista como um espaço em memória onde um valor de determinado tipo (p.e. inteiro) pode ser guardado.

Leia mais