Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos"

Transcrição

1 FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Fabiana ANDRADE-PEREIRA Ana Luiza Araez Requena SANCHES Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos São Paulo 2009

2 Fabiana ANDRADE-PEREIRA Ana Luiza Araez Requena SANCHES Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Biblioteconomia da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, como requisito para obtenção do título de bacharel. Orientadora: Prof.ª Dra. Valéria Martin Valls Coordenadora: Prof.ª Dra. Maria Ignês Carlos Magno São Paulo 2009

3 Autorizamos a reprodução total ou parcial do conteúdo deste trabalho, desde que citada a fonte. A553 Andrade-Pereira, Fabiana Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos / Fabiana Andrade-Pereira, Ana Luiza Araez Requena Sanches. - São Paulo, f.: il.; 30 cm. Orientadora: Valéria Martin Valls Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Inclui DVD. 1. Biblioteca digital. 2. Biblioteca virtual. 3. Serviço de referência virtual. 4. Educação a distância. 5. Tecnologias da informação e comunicação. 6. Web. I. Sanches, Ana Luiza Araez Requena. II. Valls, Valéria Martin. III. Título: Produtos e serviços on-line para usuários remotos. CDD

4 Folha de Aprovação Fabiana Andrade-Pereira Ana Luiza Araez Requena Sanches Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos. Conceito: Banca examinadora Prof.(a) Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos Assinatura:... Prof.(a) Dorlivete Moreira Shitsuka Assinatura:... Prof.(a)... Assinatura:... Data de aprovação: / /2009.

5 DEDICATÓRIA Dedicamos este trabalho ao presente, ao universo quântico que nos mantém, aos nossos familiares e amigos pelo apoio e compreensão durante esta etapa de nossas vidas. Dedicamos este trabalho ao nosso futuro, sobretudo, ao êxito como grandes profissionais. Também dedicamos a quem fizer questão de estar lá pra ver. Ana Luiza & Fabiana

6 AGRADECIMENTOS Agradecimentos da dupla: Aos muitos professores, que durante o curso, nos ensinaram coisas que levaremos para sempre! Aos amigos-colegas de turma que nos acompanharam durante essa longa jornada, neste caminho sinuoso cheio de AACR2, MARC 21, CDD e CDU. Foram 4 anos difíceis! Esperamos encontrá-los em breve, pois sabemos que desta turma saíram grandes profissionais. Agradecemos à Profa. Dra. Maria Ignês Carlos Magno, coordenadora da disciplina de Orientação de Trabalho de Conclusão de Curso pelo carinho, incentivo, dedicação e orientação durante a realização da pesquisa. Agradecemos à Profa. Andréia Corrêa Silva pelas dicas e pelo referencial teórico tão importante na área de EaD. Agradecemos à Profa. Dra. Valéria Valls pela orientação prestada durante a elaboração do trabalho, pela dedicação, compreensão e carinho, direcionando-nos nas etapas de pesquisa e desenvolvimento do trabalho. Agradecemos ao professor Marcelo Silveira pelas dicas nos momentos finais de nosso trabalho. Agradecemos às professoras Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos e Dorlivete Moreira Shitsuka por suas orientações e por participarem de nossa Banca Examinadora. Agradecemos pelas dicas e pelo apoio prestado por Rosaly Favero Krzyzanowski, Inês Maria de Morais Imperatriz, Diego Ucha, Thaís Fernandes Morais, Carla Ayres e Milena Yumi Ramos. Agradecimentos da Ana Lu: Agradeço às forças invisíveis, à vida, aos familiares e amigos que estiveram presentes nos momentos tensos e nos tranquilos durante essa etapa de minha vida. Agradeço à Conceição Cabrini pela oportunidade concedida e que me abriu as portas para me encontrar como profissional.

7 Agradeço a todos aqueles que me deram a oportunidade de aprender e evoluir profissionalmente durante os estágios. Agradeço à amiga querida e parceira deste trabalho (e de outros, dentro e fora da faculdade) Fabiana, pela existência, amizade e carinho! Valeu chuchuza! Agradecimentos da Fabiana: Primeiramente agradeço a Deus e à minha família, pois sem ambos eu não estaria aqui. Agradeço também: A todas as pessoas que me incentivaram a chegar até aqui, principalmente aos amigos que confiaram e sentiram falta de mim durante o tempo de me dediquei ao curso; e àqueles que se foram porque não tiveram tempo de esperar; (e à cervejinha gelada num fim de dia estressante). Aos estágios que fiz, pois foram fontes riquíssimas de aprendizado e, aos bibliotecários no qual tive a oportunidade de trabalhar - agradeço imensamente a demonstração de profissionalismo. Ao busão e metrô lotado todas as manhãs! Isso me demonstrou na prática o que é ter força de vontade! À Issa-Issa e Nicoleta-Boleta-Roleta por proporcionarem momentos de relaxamento e divertimento total! Agradeço, especialmente, à Milena que me aturou esses anos todos reclamando da vida e, ainda assim, não me negou assistência mediante o Windows Office; e também ao Luiz Paulo, pela compreensão e por me emprestar seu computador supersônico! E pra finalizar, agradeço a Analú por tudo e mais um pouco! Valeu Nêga! Adoro-te!

8 "O que é aprender? É abandonar velhos reflexos, abandonar os preconceitos e penetrar em um conhecimento diferente. Para mim, não somente há uma identificação entre conhecimento e amor, mas, também, a identificação entre o conhecimento, o amor e a existência, a mais intensa e viva." Pierre Lévy "Para ser grande, sê inteiro. Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim, em cada lago a lua toda brilha, pois alta vive". Fernando Pessoa

9 RESUMO A pesquisa aborda os principais pontos em que as tecnologias de informação e comunicação (TICs) influenciaram no âmbito da educação e nas bibliotecas, ressaltando, sobretudo, a Educação a Distância (EaD) e a emergência das bibliotecas digitais e virtuais. Por meio de levantamentos bibliográficos, aponta as bibliotecas digitais e virtuais como contribuintes à EaD on-line, especialmente na oferta de serviços e produtos aos utilizadores dessa modalidade educacional, suprindo remotamente suas necessidades informacionais. Diferencia essas bibliotecas dos repositórios de objetos de aprendizagem, estudando seus serviços e produtos, disponibilizados via Web e internet, e destaca o serviço de referência virtual (SRV) como principal meio de proporcionar subsídio às atividades didático-pedagógicas, ensino e pesquisa, além de oferecer suporte para as questões de disseminação da informação em meio virtual. Palavras-chave: Bibliotecas digitais. Bibliotecas virtuais. Serviço de referência virtual. Educação a Distância. Tecnologias da Informação e Comunicação. Web.

10 ABSTRACT This study covers the key points where the information and communication technologies have an impact on education and libraries, with an emphasis on the Distance Education and the emergence of Digital and Virtual Libraries. Through literature research, the digital and virtual libraries are identified as contributors to the Distance Education online, especially in the provision of services and products to this type of education, meeting remotely their information needs. This study also differentiates these libraries from the repositories of learning objects through the analysis of their services and products offered via the Web and the internet. Finally, it highlights the virtual reference service as the primary means of providing subsidies to educational pedagogical, teaching and research activities, and support for the dissemination of information in virtual environment. Keywords: Digital libraries. Virtual libraries. Virtual Reference Service. Distance Education. Information and Communication Technologies. Web.

11 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Estrutura geral do trabalho Figura 2 Mapa conceitual da estrutura deste trabalho com base no objeto de pesquisa Figura 3 Eniac: computador com válvulas, construído em 1945: possuía uma memória compatível à de uma calculadora atual Figura 4 EaD clássica x EaD on-line Figura 5 Exemplo de abordagem broadcast com uso da internet Figura 6 Ciclo de ações que se estabelece na interação aluno-professor, no estar junto via rede de computadores Figura 7 Composição básica de um AVA Figura 8 Evolução das bibliotecas Figura 9 Evolução tecnológica da biblioteca Figura 10 Arquitetura do ambiente de aprendizagem Figura 11 Arquitetura do ambiente de bibliotecas digitais Figura 12 Arquitetura de integração de ambientes: bibliotecas digitais e sistemas de aprendizagem Figura 13 Biblioteca no Second Life

12 LISTA DE QUADROS Quadro 1 Mídias na educação Quadro 2 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (1ª Geração de EaD) Quadro 3 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (2ª Geração) Quadro 4 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (2ª Geração - Continuação) Quadro 5 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (3ª Geração) Quadro 6 Os Diferentes Sentidos do Virtual: do mais fraco ao mais forte Quadro 7 Compilação das definições dos termos biblioteca digital, digital, biblioteca virtual e virtual Quadro 8 Atividades desempenhadas por bibliotecas para atender a demanda da EaD Quadro 9 Diferença entre BDs/BVs e ROAs Quadro 10 Etapas do serviço de referência Quadro 11 Serviços a serem ofertados pelo SRV Quadro 12 Serviços a serem ofertados pelo SRV - II Quadro 13 Compilação de serviços e ferramentas utilizadas em web sites de bibliotecas Quadro 14 Habilidades de informação em bibliotecas tradicionais e virtuais/digitais

13 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1 Panorama temático da literatura utilizada Gráfico 2 Atividades desenvolvidas na internet: dados comparativos de 2005 a Gráfico 3 Atividades desenvolvidas na internet treinamento e educação: dados comparativos de 2005 a Gráfico 4 Número de cursos de EaD on-line ofertados por ano no Brasil

14 LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS ABED ABT ADA AHA ARIADNE AVAs BBS BD BDTD BV BIREME BITNET BVS CAPES CEDERJ CEMA CENAFOR CETEB CIER CMC CNBB CNE CFE CNPq CRUESP DEDALUS Associação Brasileira de Educação a Distância Associação Brasileira de Tecnologia Educacional Ambientes digitais de aprendizagem Ambientes hipermidiáticos de aprendizagem Alliance of Remote Instructional Authoring and Distribution Networks for Europe Ambientes virtuais de aprendizagem Bulletin board system Biblioteca digital Biblioteca Digital de Teses e Dissertações Biblioteca virtual Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Because It's Time Network Biblioteca Virtual em Saúde Coordenação e Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior Fundação do Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro Educativo do Maranhão Fundação Centro Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal para a Formação Profissional Centro de Ensino Técnico de Brasília Centro Internacional de Estudos Regulares do colégio Anglo- Americano Comunicação mediada por computador Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Conselho Nacional de Educação Conselho Federal de Educação Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas Banco de Dados Bibliográficos da USP

15 DSI EAD EUA ERL FAPESP FAQs FCBTVE FESPSP FUNDAP IA IBAM IBICT ICDE IES IMS INPE ITA LISA LPCD LOM MARC MEB MEC METS OAI OMS OPAC OPAS PAR PC s PMH POSGRAD ProBE PRONTEL Disseminação seletiva da informação Educação a Distância Estados Unidos da América Eletronic Reference Library (Biblioteca de Referência Eletrônica) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo Frequently asked questions (Perguntas freqüentes) Fundação Centro Brasileiro de Televisão Educativa Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Fundação do Desenvolvimento Administrativo Inteligência artificial Instituto Brasileiro de Administração Municipal Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Conferência Mundial de Educação Aberta e a Distância Instituições de ensino superior Information Management Systems Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Instituto Tecnológico da Aeronáutica Library and Information Science Abstract Linha Privativa de Comunicação de Dados Learning Object Metadata Machine Readable Cataloging Movimento de Educação de Base Ministério da Educação Metadata Encoding and Transmission Standard Open Archives Iniciative Organização Mundial da Saúde Catálogos de acesso público online Organização Pan-Americana da Saúde Plano de Ações Articuladas Computador Pessoal Protocol for Metadata Harvesting Pós-Graduação Tutorial a Distância Programa Biblioteca Eletrônica Programa Nacional de Tele-Educação

16 PUC Pontifícia Universidade Católica RN Rio Grande do Norte RNP Rede Nacional de Ensino e Pesquisa ROAs Repositórios de objetos de aprendizagem RSS Really Simple Syndication SCORM Sharable Content Object Reference Model SEED Secretaria de Educação a Distância SEER Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial SES Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo SESC Serviço Social do Comércio SciELO Scientific Electronic Library Online SIBi Sistema de Bibliotecas Integradas da USP SIBiNet Rede de Serviços do SIBi/USP SINRED Sistema Nacional de Radiodifusão Educativa SRV Serviço de referência virtual SUS Sistema Único de Saúde TICs Tecnologias de informação e comunicação TVE Televisão educativa UAB Universidade Aberta do Brasil UFRGS Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFSC Universidade Federal de Santa Catarina UFSCAR Universidade Federal de São Carlos UNB Universidade de Brasília UNESCO Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura UNESP Universidade Estadual de São Paulo UNICAMP Universidade Estadual de Campinas UNIFESP Universidade Federal de São Paulo UNIREDE Universidade Virtual Pública UNISINOS Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNIVESP Universidade Virtual do Estado de São Paulo USP Universidade de São Paulo

17 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos específicos METODOLOGIA AS TECNOLOGIAS: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICS) NA EDUCAÇÃO E NAS BIBLIOTECAS Conceitos de tecnologias As gerações tecnológicas Conceitos de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) A comunicação mediada por computador TICs na educação TICs: novos meios de aprendizagem Tecnologia educacional TICs em Bibliotecas FUNDAMENTOS E CONCEITOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Fundamentos de Educação Relação entre informação x conhecimento no contexto do ensino e aprendizagem A Infoeducação Educação on-line A Educação a Distância (EaD) Definições de EaD Panorama histórico da EaD Evolução da EaD no Brasil A EaD na atualidade EaD on-line Características da EaD na atualidade Abordagens pedagógicas em EaD on-line Ambientes virtuais de aprendizagem: conceitos e funções BIBLIOTECAS PARA EaD A evolução das Bibliotecas

18 7.2 A importância das bibliotecas digitais e virtuais para a EaD: o usuário remoto Bibliotecas digitais e virtuais X Repositórios de objetos de aprendizagem Bibliotecas digitais e virtuais integradas aos ambientes de aprendizagem Necessidades informacionais dos usuários de EaD diante do uso de bibliotecas digitais e virtuais Produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para suporte à EaD on-line Serviços de referência virtual Serviços cooperativos entre bibliotecas Outros produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para EaD Ferramentas da Web 2.0 aplicadas em bibliotecas digitais e virtuais e na EaD CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS GLOSSÁRIO ANEXO A - Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de CURRÍCULOS

19 Capítulo 1

20 1. INTRODUÇÃO A pesquisa que orientou a elaboração deste trabalho pode ser dividida nos itens que compõem a estrutura apresentada na ilustração a seguir: Cap.1 - INTRODUÇÃO Cap.2 - JUSTIFICATIVA Cap.3 - OBJETIVOS Cap. 4 - METODOLOGIA REVISÃO DE LITERATURA DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA Cap. 5 - TICs Cap. 6 - EaD Cap. 7 - BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS CONCLUSÃO Figura 1 Estrutura geral do trabalho Neste capítulo, é apresentada a estrutura geral do trabalho, conforme se verifica na Figura 1, como forma de contextualizar os demais capítulos à proposta da pesquisa. No Capítulo 2 (Justificativa), é explicada a relevância do tema para a área da Biblioteconomia e Ciência da Informação. É, também, apresentado o estado da arte, ou seja, o ponto no qual se encontram as pesquisas sobre o tema escolhido. No Capítulo 3 (Objetivos), são apresentados os elementos que nortearam esta pesquisa, que pode-se visualizar na figura a seguir: 17

21 18 Informação Evolução TICs Evolução EDUCAÇÃO BIBLIOTECAS EaD com uso de computador EaD CMC Web Internet Bibliotecas híbridas Bibliotecas digitais Bibliotecas virtuais EaD on-line Bibliotecas 2.0 Objeto Recursos de aprendizagem Produtos e serviços on-line Mediação AVAs S. R. V. Mediação ROAs Repositórios Web 2.0 Web 2.0 Autonomia Interação Acesso remoto Aluno/Usuário remoto Autonomia Interação Acesso remoto Figura 2 Mapa conceitual da estrutura deste trabalho com base no objeto de pesquisa 18

22 Na Figura 2 são apontados os elementos que foram discutidos na pesquisa. Entretanto, os blocos coloridos exprimem os pontos onde houve mais aprofundamentos. A linha pontilhada em azul na parte superior da figura demonstra a evolução das tecnologias de informação e comunicação (TICs) e seus reflexos na educação e nas bibliotecas (enfatizado no capítulo 5); a linha vermelha delimita bem o objeto. O conector azul, na parte inferior, identifica o processo de mediação, fator importante tanto para o processo de aprendizagem on-line, quanto para os produtos e serviços on-line oferecidos por bibliotecas digitais e virtuais. É importante observar que os recursos de aprendizagem da EaD on-line e os produtos e serviços das bibliotecas digitais e virtuais visam a assuntos em comum: acesso remoto, interação e a autonomia dos seus utilizadores. No Capítulo 4 (Metodologia), é explicada detalhadamente toda ação desenvolvida, instrumentos e métodos utilizados para a realização desta pesquisa. O Capítulo 5 trata da descrição dos conceitos de tecnologia, tais como gerações tecnológicas, linguagens, hibridização tecnológica e convergências tecnológicas. Esses fundamentos são importantes para entender o processo de disseminação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), que também é conceituado, dando maior ênfase para comunicação mediada por computador, internet e web, nos seguintes âmbitos: TICs na educação, em que é apontada a tecnologia educacional de forma a sustentar a aplicação de tecnologias no processo de ensino e aprendizagem, além de promover experiências relacionadas ao uso de multimídias, hipermídias e hipertextos; TICs em bibliotecas, em que é enfatizado o modo como seus serviços e produtos, de modo geral, ganharam impulsos, promovendo um processo de disseminação da informação de modo mais efetivo, uma vez que contam com as soluções tecnológicas baseado em rede, que lhes permitem disponibilizar seu acervo, bem como coletar, armazenar e monitorar informações remotamente. 19

23 Portanto, são demonstradas as maneiras como as TICs oferecem novas condições de atender às novas demandas da sociedade, especialmente diante da denominada Educação a Distância (EaD), destacadamente os modelos que fazem uso da comunicação mediada por computador, ou on-line (baseados em redes de computadores), em que os envolvidos nos processos educativos estão distantes no tempo e geograficamente. Estes, por sua vez, necessitam ter acesso a bibliotecas on-line, cujas informações se apresentem em conteúdos diversificados, com diferentes linguagens e com qualidade. No Capítulo 6, são descritos alguns fundamentos e conceitos de educação. Foi necessário descrever a distinção entre informação e conhecimento, pois essa observação atribui diferentes significados aos conceitos de ensino e aprendizagem; com isso, reforça a necessidade de as bibliotecas serem essenciais para o processo educacional. Destaca-se, ainda, o conceito de infoeducação, que abrange estudos de ação educativo-cultural e reúne os campos teóricos e práticos da Ciência da Informação e da Educação. Também ressaltamos a educação on-line, que se concretiza em diferentes modelos: presencial, semipresencial e a distância, que variam conforme a disponibilidade de estar presente em sala de aula. Esse contexto é importante para inserção da Educação a Distância (EaD) no trabalho, pois se destaca como uma importante área de atuação para os profissionais da informação, uma vez que as instituições que oferecem cursos nessa modalidade devem oferecer condições para que as pessoas tenham acesso a conteúdos informacionais. A partir dos fundamentos e conceitos apresentados, enfatizam-se as características atuais dessa modalidade educativa. Adotamos como necessário conhecer seus principais aspectos, visto que se trata de um dos objetivos deste trabalho, no qual defendemos, e muitos autores reforçam, que, ao ofertar serviços e produtos de bibliotecas para EaD, é imprescindível conhecer seus fluxos comunicacionais e informacionais. Por isso, são descritos os mais variados tipos de interações existentes nessa modalidade educacional. Além disso, também é apresentado um histórico da EaD, focando as suas principais gerações e o seu desenvolvimento em âmbito nacional. 20

24 É revista a EaD on-line, especialmente pelo fato do uso de computadores, internet e web como suporte às abordagens pedagógicas (seja broadcast, estar junto virtual ou virtualização da escola tradicional), tais como e-learning, b- learning, e-learning 2.0 e open learning. Outro aspecto que se considera é a função dos ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs), uma vez que eles são destinados ao apoio às atividades educacionais mediadas pelas atuais TICs. No Capítulo 7 é focada a importância das bibliotecas no processo de ensino e aprendizagem, sobretudo a distância. São verificados os diferentes conceitos de bibliotecas encontrados na literatura e os reflexos da evolução das TICs para as bibliotecas, tais como: biblioteca tradicional, biblioteca híbrida, biblioteca digital e biblioteca virtual. Com isso, este trabalho confere a importância das bibliotecas digitais e virtuais inseridas no âmbito da EaD on-line, como forma de suprir as necessidades informacionais dos usuários, com produtos e serviços de acesso à informação que podem ser proporcionados em rede de computadores, por sua velocidade de acesso e reprodução exponencial de informação requerida para as atividades didático-pedagógicas, ensino e pesquisa aos alunos e outros envolvidos neste processo. Salienta-se o papel das bibliotecas digitais e virtuais como uma importante tendência para EaD on-line, sobretudo por elas serem consideradas as âncoras das instituições de ensino e por possuírem condições de formar acervos de qualidade e viabilizarem um rápido e fácil acesso aos mais variados conteúdos. É feita uma breve comparação entre bibliotecas digitais e virtuais X repositórios de objetos de aprendizagem (ROAs), pois, muitas vezes, repositórios são considerados sinônimos de bibliotecas digitais. Por isso, são apontadas as diferenças que existem entre esses objetos. Também, é demonstrada que a integração de bibliotecas digitais e virtuais em AVAs é tecnicamente possível. Descreve-se a importância de identificar as necessidades informacionais dos usuários de EaD diante do uso de bibliotecas digitais e virtuais, uma vez que esse fato será preponente para o estabelecimento de serviço e produtos viáveis e satisfatórios. Para isso, ressaltamos os testes de usabilidade para web sites, 21

25 visto que os recursos informacionais das bibliotecas digitais e virtuais devem estar organizados e disponibilizados de maneira que ofereçam produtos e serviços com capacidade de satisfazer as necessidades e expectativas dos usuários remotos. Diante dos serviços e produtos que as bibliotecas digitais e virtuais têm a oferecer como suporte à EaD on-line, é maiormente explicitada a importância dos serviços de referência virtual (SRV) oferecidos por bibliotecas digitais e virtuais no atendimento aos usuários remotos. São apontados os serviços cooperativos de referência virtual como uma via para o estabelecimento de serviços mais ágeis, tendo como vantagem o poder de compartilhar informações com outras bibliotecas, fazendo com que o usuário possa ter acesso aos mais diversos documentos digitais, desde a forma mais simples, como a referência de uma publicação, até a mais complexa, como acesso ao documento com texto completo. Para finalizar este trabalho, são levantados outros produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para EaD, sobretudo baseados em plataformas da web. Como proposta para continuação desta pesquisa, deixam-se recomendações importantes, que foram observadas durante a realização deste trabalho, como: uso de web 2.0 por bibliotecas e EaD; a inserção de bibliotecas no Second Life; serviços personalizados, como o clipping eletrônico; e aplicações de inteligência artificial (IA). 22

26 Capítulo 2

27 2 JUSTIFICATIVA A maioria dos ambientes de Educação a Distância (EaD) serve apenas como repositórios de informação e elo de comunicação entre instrutores e alunos. O maior desafio desse cenário são as limitações de pesquisas que os ambientes EaD podem proporcionar aos seus utilizadores. Blattmann (2001, p. 6) afirma que pensar em gestão da informação no contexto do ensino e da aprendizagem constitui-se em estímulo à busca de soluções que possam ser incorporadas às instituições que oferecem programas de Educação a Distância (EaD) e enfatiza que o papel das bibliotecas no ensino a distância deve ser considerado elemento essencial de suporte informacional dos cursos oferecidos. A exigência de bibliotecas para a EaD é um ponto reforçado pelos referenciais de qualidade apresentados pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Secretaria de Ensino a Distância (SEED). (BRASIL, 2003; 2007). Devido ao crescente número de cursos oferecidos por EaD, capazes de oferecer um ensino e aprendizado remotamente, percebemos a necessidade de transformação das bibliotecas para atender essa nova demanda necessitada de informações. Para isso, é imprescindível entender a utilização de tecnologias de informação e comunicação (TICs) no âmbito da EaD e das bibliotecas. Conhecer as características da EaD na atualidade e suas formas de interação é importante para verificar a possibilidade de inserção de bibliotecas digitais e virtuais, e agregação de serviços e/ou produtos com características peculiares. Crescentemente, as bibliotecas, principalmente as universitárias, vêm utilizando os recursos da web e internet, para alcançar amplamente seus objetivos, aplicando o ciberespaço como um canal para automatizar e divulgar serviços e produtos, informações institucionais, referenciais e gerais, além de estabelecer comunicação com seu público, servir de Portal para diversas fontes de informação, alcançar um maior número de usuários e diminuir custos. 24

28 As bibliotecas que possuem sua versão digital/virtual têm como finalidade disponibilizar e ampliar a visibilidade de suas coleções, serviços e/ou produtos. Segundo Monteiro et al. (2006), isso demonstra que as bibliotecas estão se ajustando aos padrões modernos, aprimorando suas condições de acesso à informação com o uso de tecnologias, proporcionando o acesso cada vez maior à informação digital e virtual, especialmente para aumentar a precisão e redução de tempo no acesso à informação. No que refere à aplicação de produtos e serviços de bibliotecas para alunos, professores e outros utilizadores da EaD on-line, esse assunto ainda se encontra pouco explorado nas principais áreas que abordam estudos sobre o tema, como a Biblioteconomia e Ciência da Informação, Educação e a Ciência da Computação. Tratando isoladamente a área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, a maioria dos estudos que reportam à EaD aponta as bibliotecas universitárias e híbridas como as principais fornecedoras de produtos e serviços de informação, para suprir as necessidades informacionais dos indivíduos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem a distância. Porém, ante o atual modelo de EaD, viabilizado em meio virtual, via internet, com uso recursos e ferramentas da web, encontramos as motivações necessárias para inserir as bibliotecas digitais e virtuais nesse contexto, uma vez que elas ofertam produtos e serviços on-line, por meio de eficientes instrumentos de pesquisa, que possibilitam o acesso à informação de modo rápido e imediato. A área de Ciências da Computação cita o uso de repositórios de objetos de aprendizagem (ROAs), que são considerados sinônimos de biblioteca digital/virtual. Contudo, consideramos que as bibliotecas digitais e virtuais possuem um grande diferencial por estar amparadas na mediação e expertise profissional, algo que os repositórios não agregam. Devido a esse fato, propõe-se uma comparação entre bibliotecas digitais e virtuais e ROAs. Com isso, identifica-se um elo entre os objetos de estudo, pois os utilizadores da EaD on-line usufruem das mesmas características dos usuários das bibliotecas digitais e virtuais, quais sejam: a necessidade de acesso remoto, 25

BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS

BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS Fabiana Andrade-Pereira 1, Ana Luiza Araez Requena Sanches 2 1 e 2 Bibliotecária, FAPESP i, São Paulo, SP RESUMO

Leia mais

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília.

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. Eixo Temático: Livre Nome: Etiene Siqueira de Oliveira - Bolsista: PIBIC/CNPq

Leia mais

Biblioteca digital x Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. Zaira Regina Zafalon

Biblioteca digital x Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. Zaira Regina Zafalon ZAFALON, Z. R. Biblioteca digital X Biblioteca virtual: aspectos norteadores para proposta de implantação em uma IES. In: Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias, 13., 2004, Natal. Arquivo em

Leia mais

FACULDADE ZACARIAS DE GÓES

FACULDADE ZACARIAS DE GÓES FACULDADE ZACARIAS DE GÓES DIEGO DE JESUS BONFIM EDUCAÇÃO ONLINE Valença Bahia Dezembro 2011 DIEGO DE JESUS BONFIM EDUCAÇÃO ONLINE Resenha a ser apresentada como avaliação da disciplina EAD em Ambiente

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA Daniel Gonzaga dos Santos 1 Faculdade Cidade de João Pinheiro Resumo: Este artigo aborda as etapas para

Leia mais

A TERCEIRA GERAÇÃO DA EAD E SUA INFLUÊNCIA NA DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO

A TERCEIRA GERAÇÃO DA EAD E SUA INFLUÊNCIA NA DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 624 A TERCEIRA GERAÇÃO DA EAD E SUA INFLUÊNCIA NA DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO Fabiane Carniel 1,

Leia mais

2- GESTÃO DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ÂMBITO DO PROINFO INTEGRADO

2- GESTÃO DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ÂMBITO DO PROINFO INTEGRADO 2- GESTÃO DOS AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA NO ÂMBITO DO PROINFO INTEGRADO Maria do Rozario Gomes da Mota Silva 1 Secretaria de Educação do

Leia mais

FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO

FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO FAPPES FACULDADE PAULISTA DE PESQUISA E ENSINO SUPERIOR ORGANIZAÇÃO, POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DE ACERVO A Biblioteca da FAPPES é uma Biblioteca especializada, mantida pela Sociedade

Leia mais

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP

Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Elaboração de videoaulas seguindo padrões de objetos de aprendizagem para disponibilização no serviço de educação a distância (EDAD) da RNP Eduardo Barrére Liamara Scortegagna Atualizando o título: Elaboração

Leia mais

MEC/CAPES. Portal de Periódicos

MEC/CAPES. Portal de Periódicos MEC/CAPES Portal de Periódicos A CAPES e a formação de recursos de alto nível no Brasil Criada em 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é uma agência vinculada ao

Leia mais

PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1

PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1 PROPOSTAS DE EAD NO ENSINO SUPERIOR, SOB A ÓTICA DA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL 1 Elaine Turk Faria 1 O site do Ministério de Educação (MEC) informa quantas instituições já estão credenciadas para a Educação

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS)

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE HISTÓRIA E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TICS) Isléia Rössler Streit Universidade de Passo Fundo istreit@upf.br Resumo: A evolução tecnológica das últimas duas

Leia mais

UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA. w w w. u v b. b r

UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA. w w w. u v b. b r UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA w w w. u v b. b r João Vianney Diretor Executivo vianney@uvb.br A uvb.br Rede de cooperação universitária voltada para o desenvolvimento de competências nas áreas de Pesquisas,

Leia mais

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

Gestão de bibliotecas universitárias. Capes Encontro de Diretores de Bibliotecas Universitárias Brasília, 26 e 27 de maio de 2014

Gestão de bibliotecas universitárias. Capes Encontro de Diretores de Bibliotecas Universitárias Brasília, 26 e 27 de maio de 2014 Gestão de bibliotecas universitárias Capes Encontro de Diretores de Bibliotecas Universitárias Brasília, 26 e 27 de maio de 2014 A biblioteca Universitária é a instituição responsável pelos serviços de

Leia mais

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação

Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Profa Alessandra Regina Brito Mestre em Ciências Ambientais e Saúde Docente EAD Pós-graduações: Epidemiologia e Saúde Trabalhador Coordenação Pedagógica Pós-graduação Epidemiologia Como surgiu a EAD O

Leia mais

Web site Espia Amazonas 1

Web site Espia Amazonas 1 1 Web site Espia Amazonas 1 Lidiane CUNHA 2 Adália CORDEIRO 3 Breno CABRAL 4 Iara RODRIGUES 5 Marcela MORAES 7 Gabrielle NASCIMENTO 8 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM RESUMO O web site Espia Amazonas foi

Leia mais

POLÍTICA DE REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL

POLÍTICA DE REPOSITÓRIO INSTITUCIONAL 1. PROPÓSITO A Fundação Bahiana para Desenvolvimento das Ciências (FBDC), mantenedora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP), vem instituir a Política de Repositório Institucional - RI,

Leia mais

O ORKUT COMO FERRAMENTA INTERATIVA NO CONTEXTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA: UMA EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DA UFPE 1 INTRODUÇÃO

O ORKUT COMO FERRAMENTA INTERATIVA NO CONTEXTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA: UMA EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DA UFPE 1 INTRODUÇÃO O ORKUT COMO FERRAMENTA INTERATIVA NO CONTEXTO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA: UMA EXPERIÊNCIA DA BIBLIOTECA CENTRAL DA UFPE Lílian Lima de Siqueira MELO Especialista em Gestão e Tecnologia da Informação

Leia mais

PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) Curso de Internet para Profissionais de Saúde

PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) Curso de Internet para Profissionais de Saúde PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) INTRODUÇÃO UNIDADE 1 Módulo 1: Curso de Internet para Profissionais de Saúde Internet e a Ciência O papel da internet na formação dos profissionais

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil Professor: Fernando Zaidan 1 Referências: SANTINELLO, J. Informática educativa no Brasil e ambientes

Leia mais

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO

AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO AS RELAÇÕES DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O TRABALHO DO TUTOR COMO MEDIADOR DO CONHECIMENTO SOEK, Ana Maria (asoek@bol.com.br) Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Brasil HARACEMIV,

Leia mais

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES

ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES ESTUDO SOBRE A APRENDIZAGEM DA DOCÊNCIA NA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES Nara Dias Brito 1 ; Daniel Mill 2 Grupo 2.1. Docência na educação a distância: Formação

Leia mais

Novas tecnologias no ensino de matemática: possibilidades e desafios

Novas tecnologias no ensino de matemática: possibilidades e desafios Novas tecnologias no ensino de matemática: possibilidades e desafios Marcelo Antonio dos Santos Mestre em Matemática Aplicada UFRGS, Professor na Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) e professor da rede

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO

ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO ESTUDO DA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO VELHO Porto Velho - RO - 03/2010 Sara Luize Oliveira Duarte, Universidade de Taubaté, saralod@msn.com Walace

Leia mais

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte

Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Sumário Apresentação O papel do Aluno Ambiente Virtual de Aprendizagem Disciplina Ofertadas na modalidade Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente Virtual Dúvida e Suporte Dúvidas 3 5 6 9 10 11 14

Leia mais

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES

A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES 1 A CULTURA UNIVERSIDADE E OS CURSOS SEMIPRESENCIAIS: TENDÊNCIAS E TRANSFORMAÇÕES São Paulo SP 04/2015. Juliana Moraes Marques Giordano USP julianagiordano@usp.br 2.1.1. Classe: Investigação Científica

Leia mais

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA

9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA 9º Congresso de Pós-Graduação AGENTE PARA MEDIAÇÃO DE APRENDIZAGEM ELETRÔNICA Autor(es) MICHELE CRISTIANI BARION FREITAS Orientador(es) CECÍLIA SOSA ARIAS PEIXOTO 1. Introdução A partir de ferramentas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS

EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS EM BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DA INTERAÇÃO ASSÍNCRONA: SNAPP OS SEUS FÓRUNS Brasília, maio de 2012 Iara Carneiro Tabosa Pena - Universidade de Brasília (iarapena@yahoo.com.br) Wilsa Maria Ramos Universidade

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Projeto de Extensão. Blog. Participação do público alvo.

PALAVRAS-CHAVE Projeto de Extensão. Blog. Participação do público alvo. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO Liliana Giusti Serra INFORMAÇÃO - NOVA ECONOMIA Ciência da Informação Ciência da Computação CONTEÚDO Tecnologia de Rede BIBLIOTECAS DIGITAIS Interoperabilidade

Leia mais

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO Gustavo Cançado de Azevedo O autor relaciona educação e tecnologia, tomando como ponto de partida a maneira com que os avanços

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

Sistema de Gestão de Aulas

Sistema de Gestão de Aulas Sistema de Gestão de Aulas criando cultura para o Ensino a Distância e melhorando o processo ensino-aprendizagem pela internet RICARDO CREPALDE* RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar a experiência

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG Moema Gomes Moraes 1 RESUMO: Este trabalho faz uma reflexão sobre os aspectos relacionados ao uso de Blogs no ensino de Matemática. Para isto, ele inicia fazendo uma reflexão

Leia mais

Apoio tecnológico para treinamento vocacional. Projeto-piloto indica possibilidades de ampliação de acesso a cursos online. Artigo

Apoio tecnológico para treinamento vocacional. Projeto-piloto indica possibilidades de ampliação de acesso a cursos online. Artigo Artigo Apoio tecnológico para treinamento vocacional Projeto-piloto indica possibilidades de ampliação de acesso a cursos online Rodrigo Laiola Guimarães*, Andrea Britto Mattos**, Victor Martinêz***, Flávio

Leia mais

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Prof. Dr. Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Conteúdos Cenário das práticas pedagógicas

Leia mais

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES 1 Apresentação 1. As comunicações, contemporaneamente, exercem crescentes determinações sobre a cultura,

Leia mais

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Guilherme Garcez Cunha, UNIPAMPA Campus Dom Pedrito, guilhermecunha@unipampa.edu.br; Franciele B. de O. Coelho,

Leia mais

O uso de blogs no ensino de Matemática 2

O uso de blogs no ensino de Matemática 2 Claudinei Flavia Batista Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Brasil bs_flavia@hotmail.com Sirlândia Souza Santana sirlandiasantana@hotmail.com Resumo Este trabalho tem como principal objetivo

Leia mais

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur

Unidade I TECNOLOGIA. Material Instrucional. Profª Christiane Mazur Unidade I TECNOLOGIA EDUCACIONAL EM EAD Material Instrucional Profª Christiane Mazur Ensinar Ensinar é, também, a arte de estimular o desejo de saber. EAD - Brasil 1904: Correspondência impressos; 1923:

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

Um modo de ser. em educação a distância. dinâmica do meio educacional

Um modo de ser. em educação a distância. dinâmica do meio educacional dinâmica do meio educacional 1 :: marilú fontoura de medeiros professora doutora em Educação/UFRGS Um modo de ser em educação a distância Percorrer o atual contexto da Educação a Distância é trilhar um

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica.

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica. Bibliotecas digitais: possibilidades da utilização de Softwares livres para disponibilização de trabalhos acadêmicos. Cristina Maria de Queiroz Valeria Ferreira de Jesus Lauriano Resumo Com a evolução

Leia mais

Expandindo o conceito de biblioteca: interoperabilidade, personalização, curadoria digital e novos documentos

Expandindo o conceito de biblioteca: interoperabilidade, personalização, curadoria digital e novos documentos II ENCONTRO DE BIBLIOTECÁRIOS DA AERONÁUTICA - FAB Expandindo o conceito de biblioteca: interoperabilidade, personalização, curadoria digital e novos documentos ou a Biblioteca na Porta da Geladeira Luana

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line

Consultoria para desenvolvimento de estratégias de treinamento on-line 1 2 A HIPOCAMPUS é uma empresa de consultoria em comunicação e ensino digital com foco nos profissionais de saúde. Estamos prontos a auxiliar empresas dos diferentes segmentos da área de saúde a estabelecer

Leia mais

INTERAÇÃO: PILAR DA EAD CONTEMPORÂNEA

INTERAÇÃO: PILAR DA EAD CONTEMPORÂNEA INTERAÇÃO: PILAR DA EAD CONTEMPORÂNEA Autor(a): Carmem Lúcia de Oliveira Marinho Coautor(es): Bernadete Cordeiro Moreira Pessanha Email: carmemmarinho@yahoo.com.br Introdução O ser humano é um ser social

Leia mais

de sistemas para recuperação de informação em interfaces de bibliotecas online.

de sistemas para recuperação de informação em interfaces de bibliotecas online. 1 Introdução Na época atual, as certezas definitivas já deram sinais de cansaço e à medida que avança a tecnologia, a sociedade se reformula. O conhecimento estabelecido durante séculos antes confinados

Leia mais

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática.

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática. MATRIZ CURRICULAR* Disciplina CH Integração 20 Planejamento e Gestão em Educação a Distância 40 Cultura Virtual, Pensamento e Construção do Conhecimento na Educação a Distância 40 Noções de Gestão de Projetos

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO I SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO I SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO I SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: USO DE RECURSOS DA WEB PARA APOIO INFORMACIONAL Fabiana ANDRADE

Leia mais

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO Ferreira, S. M. S.P. 1 Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações de Artes Weitzel, S. R. 2 Universidade Federal do

Leia mais

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD

GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DO CURSO DE BACHARELADO EM BIBLIOTECONOMIA EM EaD Ana Maria Ferreira Carvalho Mariza Russo Nadir Ferreira Alves Nysia Oliveira de Sá CBG/FACC/UFRJ

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 75/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia de do Centro

Leia mais

Meios de Comunicação e Professores: Aproximações Práticas e Distanciamentos Conceituais 1

Meios de Comunicação e Professores: Aproximações Práticas e Distanciamentos Conceituais 1 Meios de Comunicação e Professores: Aproximações Práticas e Distanciamentos Conceituais 1 Charlotte Couto Melo 2 Gláucia da Silva Brito 3 Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR. Resumo As mudanças

Leia mais

ANEXO I - EDITAL Nº 15/2015 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA

ANEXO I - EDITAL Nº 15/2015 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO 2º SEMESTRE 205 ANEXO I - EDITAL Nº 5/205 QUADRO GERAL DE DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS POR DISCIPLINA E CURSOS LICENCIATURA EM FÍSICA

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

ANATOMIA EM FOCO: UTILIZAÇÃO DE UM BLOG PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE ANATOMIA HUMANA NO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

ANATOMIA EM FOCO: UTILIZAÇÃO DE UM BLOG PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE ANATOMIA HUMANA NO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 OÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Portal de conteúdos Linha Direta

Portal de conteúdos Linha Direta Portal de conteúdos Linha Direta Tecnologias Educacionais PROMOVEM SÃO Ferramentas Recursos USADAS EM SALA DE AULA PARA APRENDIZADO SÃO: Facilitadoras Incentivadoras SERVEM Necessárias Pesquisa Facilitar

Leia mais

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1. POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1.1. Objetivos Nas últimas décadas as bibliotecas passaram por mudanças

Leia mais

Introdução a EaD: Um guia de estudos

Introdução a EaD: Um guia de estudos MÓDULO BÁSICO PROFESSORES FERNANDO SPANHOL E MARCIO DE SOUZA Introdução a EaD: Um guia de estudos Realização: guia de estudo SUMÁRIO UNIDADE 1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1.1 Entendendo a EaD 5

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

Análise da produção bibliográfica em Design no Brasil: impacto científico

Análise da produção bibliográfica em Design no Brasil: impacto científico Análise da produção bibliográfica em Design no Brasil: impacto científico Carlos Henrique Gonçalves (UNESC/FAAP) chcg@uol.com.br Roberval Bráz Padovan (UNESC/FAAP) am_padovan@terra.com.br Simone Thereza

Leia mais

FAQ Estude Sem Dúvidas

FAQ Estude Sem Dúvidas FAQ Estude Sem Dúvidas Núcleo de Educação a Distância Faculdade Flamingo São Paulo Atualizado em: Outubro/2015 2 Estude sem dúvidas FAQ para os alunos de Pedagogia Presencial Caros alunos e alunas do curso

Leia mais

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Fernando César Lima Leite fernandodfc@gmail.com 1. A comunicação científica e sua importância Qualquer

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS REFLEXÕES PEDAGÓGICAS A forma como trabalhamos, colaboramos e nos comunicamos está evoluindo à medida que as fronteiras entre os povos se tornam mais diluídas e a globalização aumenta. Essa tendência está

Leia mais

O desenvolvimento da EaD pode ser descrito basicamente em três gerações, conforme os avanços e recursos tecnológicos e de comunicação de cada época.

O desenvolvimento da EaD pode ser descrito basicamente em três gerações, conforme os avanços e recursos tecnológicos e de comunicação de cada época. Educação a distância (EaD, também chamada de teleducação), por vezes designada erradamente por ensino à distância, é a modalidade de ensino que permite que o aprendiz não esteja fisicamente presente em

Leia mais

I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos

I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos LABORATÓRIO DE CONVERGÊNCIA DE MÍDIAS PROJETO DE CRIAÇÃO DE UM NOVO AMBIENTE DE APRENDIZADO COM BASE EM REDES DIGITAIS. 1 Palavras-chave: Convergência,

Leia mais

INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos

INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos INFORMAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS a pesquisa empírica em Portais Corporativos Cláudia Peixoto de Moura Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PUCRS E-mail: cpmoura@pucrs.br Resumo do Trabalho:

Leia mais

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA MILHOMEM, André Luiz Borges; GENTIL, Heloisa Salles; AYRES, Sandra Regina Braz. Balanço de Produção Científica: A utilização das TICs como ferramenta de pesquisa acadêmica. SemiEdu2010 - ISSN:1518-4846

Leia mais

AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO: um relato de experiência da Biblioteca Central Julieta Carteado

AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO: um relato de experiência da Biblioteca Central Julieta Carteado PÔSTER IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Uso estratégico das tecnologias em informação documentária AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO:

Leia mais

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES

WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES ISSN 2316-7785 WEB 2.0 NA EDUCAÇÃO: O FACEBOOK COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES Arlam Dielcio Pontes da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco arllan_dielcio@hotmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA ÁREA DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UMA EXPERIÊNCIA PROMISSORA Maria Inês Franco Motti Sonia Maria José Bombardi Fundacentro Fundação Jorge Duprat de Segurança e Medicina do Trabalho O mundo

Leia mais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP Diretoria de Avaliação da Educação

Leia mais

Palavras-chave: estilos de aprendizagem; atividades pedagógicas; lousa digital.

Palavras-chave: estilos de aprendizagem; atividades pedagógicas; lousa digital. A UTILIZAÇÃO DA LOUSA DIGITAL COMO ESTÍMULO NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM* Adnael Belford Martins - (UEMG - Campus Carangola) Patricia Silva Rocha - (UEMG - Campus Carangola) André Luis Adenes Deusdará

Leia mais

18/05/2009. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Produção. Technology Roadmapping André Leme Fleury

18/05/2009. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Produção. Technology Roadmapping André Leme Fleury Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Produção Sistemas de Informação Ambientes Virtuais para Ensino da Engenharia de Produção Prof. Dr. André Leme Fleury Apresentação

Leia mais

Produção de Vídeo: Uma Proposta para Gestão de Acervo 1. Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Produção de Vídeo: Uma Proposta para Gestão de Acervo 1. Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Produção de Vídeo: Uma Proposta para Gestão de Acervo 1 Flávia da Costa Medina 2 Juliana Lima Eduardo 3 Adriane Maria Arantes de Carvalho 4 Instituição: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Meios de Ensino.

PALAVRAS-CHAVE Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Meios de Ensino. 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA UTILIZAÇÃO

Leia mais

www.sbempb.com.br/epbem APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA

www.sbempb.com.br/epbem APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA APRENDIZAGEM COLABORATIVA EM AMBIENTES VIRTUAIS E AS POSSIBILIDADES PARA OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA Ronaldo Vieira Cabral Abdias de Brito Aguiar Júnior José Sidney Nunes de Araújo Resumo: A parte das

Leia mais

A Biblioteca Escolar Digital Gildenir Carolino Santos

A Biblioteca Escolar Digital Gildenir Carolino Santos INTRODUÇÃO A Biblioteca Escolar Digital Gildenir Carolino Santos Historicamente já possuímos três períodos principais que retratam a evolução das bibliotecas, iniciamos com as bibliotecas tradicionais,

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD

FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD FONTES DE INFORMAÇÃO (FI) PARA PESQUISA E USO DE BD Luciane Meire Ribeiro STRAUD Biblioteca FCAV (Seção Técnica de Referência, Atendimento ao Usuário e Documentação) 1. Introdução: Definição de FI (em

Leia mais

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque Ana Carolina Guedes Mattos 1 Luciana de Almeida Cunha 2 Priscila Silva Schröder 3 Adriana Rocha Bruno (orientadora)

Leia mais

Mídia, linguagem e educação

Mídia, linguagem e educação 21 3 22 Mídia, Linguagem e Conhecimento Segundo a UNESCO (1984) Das finalidades maiores da educação: Formar a criança capaz de refletir, criar e se expressar em todas as linguagens e usando todos os meios

Leia mais

XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará

XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará XLV PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO FNCE Belém do Pará Educação Profissional em EAD; soluções para o Brasil remoto Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br EAD: dispositivos

Leia mais

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR

PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR 1 PROPOSTA PARA FOMENTO AO USO DE TIC NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UFPR Curitiba PR Maio 2012 Categoria: A Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa em EaD Macro:C / Meso:I / Micro:N Natureza:B

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D CESAR DA CONCEIÇÃO RODRIGUES FILHO DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE APOIO AO ENSINO EM AMBIENTES VIRTUAIS 3D Projeto de Pesquisa para ingresso no programa de Iniciação Científica da Universidade Municipal

Leia mais

A AUTENTICIDADE NA PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL

A AUTENTICIDADE NA PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL 552 A AUTENTICIDADE NA PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL José Carlos Abbud Grácio (UNESP Marília) Bárbara Fadel (UNESP Marília / Uni-FACEF Franca) 1. Introdução O papel surgiu como um dos principais suportes

Leia mais

PRONTO EDUCAÇÃO PLANO DE GESTÃO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

PRONTO EDUCAÇÃO PLANO DE GESTÃO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI LAUREATE INTERNACIONAL EDUCATION Klaibert Miranda Jacqueline Cícera Florêncio dos Santos Valter Garoli Mariana Estima do Nascimento PRONTO EDUCAÇÃO PLANO DE GESTÃO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto PROJETO 7 1. Identificação do projeto Título:Cinema, vídeo e tridimensionalidade: o AVA-AV na integração do ensino presencial e a distância. Responsável:Dra. Ana Zeferina Ferreira Maio Vínculo institucional:professora

Leia mais