Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos"

Transcrição

1 FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO Fabiana ANDRADE-PEREIRA Ana Luiza Araez Requena SANCHES Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos São Paulo 2009

2 Fabiana ANDRADE-PEREIRA Ana Luiza Araez Requena SANCHES Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade de Biblioteconomia da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, como requisito para obtenção do título de bacharel. Orientadora: Prof.ª Dra. Valéria Martin Valls Coordenadora: Prof.ª Dra. Maria Ignês Carlos Magno São Paulo 2009

3 Autorizamos a reprodução total ou parcial do conteúdo deste trabalho, desde que citada a fonte. A553 Andrade-Pereira, Fabiana Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos / Fabiana Andrade-Pereira, Ana Luiza Araez Requena Sanches. - São Paulo, f.: il.; 30 cm. Orientadora: Valéria Martin Valls Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, Inclui DVD. 1. Biblioteca digital. 2. Biblioteca virtual. 3. Serviço de referência virtual. 4. Educação a distância. 5. Tecnologias da informação e comunicação. 6. Web. I. Sanches, Ana Luiza Araez Requena. II. Valls, Valéria Martin. III. Título: Produtos e serviços on-line para usuários remotos. CDD

4 Folha de Aprovação Fabiana Andrade-Pereira Ana Luiza Araez Requena Sanches Bibliotecas digitais e virtuais no contexto da EaD: produtos e serviços on-line para usuários remotos. Conceito: Banca examinadora Prof.(a) Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos Assinatura:... Prof.(a) Dorlivete Moreira Shitsuka Assinatura:... Prof.(a)... Assinatura:... Data de aprovação: / /2009.

5 DEDICATÓRIA Dedicamos este trabalho ao presente, ao universo quântico que nos mantém, aos nossos familiares e amigos pelo apoio e compreensão durante esta etapa de nossas vidas. Dedicamos este trabalho ao nosso futuro, sobretudo, ao êxito como grandes profissionais. Também dedicamos a quem fizer questão de estar lá pra ver. Ana Luiza & Fabiana

6 AGRADECIMENTOS Agradecimentos da dupla: Aos muitos professores, que durante o curso, nos ensinaram coisas que levaremos para sempre! Aos amigos-colegas de turma que nos acompanharam durante essa longa jornada, neste caminho sinuoso cheio de AACR2, MARC 21, CDD e CDU. Foram 4 anos difíceis! Esperamos encontrá-los em breve, pois sabemos que desta turma saíram grandes profissionais. Agradecemos à Profa. Dra. Maria Ignês Carlos Magno, coordenadora da disciplina de Orientação de Trabalho de Conclusão de Curso pelo carinho, incentivo, dedicação e orientação durante a realização da pesquisa. Agradecemos à Profa. Andréia Corrêa Silva pelas dicas e pelo referencial teórico tão importante na área de EaD. Agradecemos à Profa. Dra. Valéria Valls pela orientação prestada durante a elaboração do trabalho, pela dedicação, compreensão e carinho, direcionando-nos nas etapas de pesquisa e desenvolvimento do trabalho. Agradecemos ao professor Marcelo Silveira pelas dicas nos momentos finais de nosso trabalho. Agradecemos às professoras Cibele Araújo Camargo Marques dos Santos e Dorlivete Moreira Shitsuka por suas orientações e por participarem de nossa Banca Examinadora. Agradecemos pelas dicas e pelo apoio prestado por Rosaly Favero Krzyzanowski, Inês Maria de Morais Imperatriz, Diego Ucha, Thaís Fernandes Morais, Carla Ayres e Milena Yumi Ramos. Agradecimentos da Ana Lu: Agradeço às forças invisíveis, à vida, aos familiares e amigos que estiveram presentes nos momentos tensos e nos tranquilos durante essa etapa de minha vida. Agradeço à Conceição Cabrini pela oportunidade concedida e que me abriu as portas para me encontrar como profissional.

7 Agradeço a todos aqueles que me deram a oportunidade de aprender e evoluir profissionalmente durante os estágios. Agradeço à amiga querida e parceira deste trabalho (e de outros, dentro e fora da faculdade) Fabiana, pela existência, amizade e carinho! Valeu chuchuza! Agradecimentos da Fabiana: Primeiramente agradeço a Deus e à minha família, pois sem ambos eu não estaria aqui. Agradeço também: A todas as pessoas que me incentivaram a chegar até aqui, principalmente aos amigos que confiaram e sentiram falta de mim durante o tempo de me dediquei ao curso; e àqueles que se foram porque não tiveram tempo de esperar; (e à cervejinha gelada num fim de dia estressante). Aos estágios que fiz, pois foram fontes riquíssimas de aprendizado e, aos bibliotecários no qual tive a oportunidade de trabalhar - agradeço imensamente a demonstração de profissionalismo. Ao busão e metrô lotado todas as manhãs! Isso me demonstrou na prática o que é ter força de vontade! À Issa-Issa e Nicoleta-Boleta-Roleta por proporcionarem momentos de relaxamento e divertimento total! Agradeço, especialmente, à Milena que me aturou esses anos todos reclamando da vida e, ainda assim, não me negou assistência mediante o Windows Office; e também ao Luiz Paulo, pela compreensão e por me emprestar seu computador supersônico! E pra finalizar, agradeço a Analú por tudo e mais um pouco! Valeu Nêga! Adoro-te!

8 "O que é aprender? É abandonar velhos reflexos, abandonar os preconceitos e penetrar em um conhecimento diferente. Para mim, não somente há uma identificação entre conhecimento e amor, mas, também, a identificação entre o conhecimento, o amor e a existência, a mais intensa e viva." Pierre Lévy "Para ser grande, sê inteiro. Nada teu exagera ou exclui. Sê todo em cada coisa. Põe quanto és no mínimo que fazes. Assim, em cada lago a lua toda brilha, pois alta vive". Fernando Pessoa

9 RESUMO A pesquisa aborda os principais pontos em que as tecnologias de informação e comunicação (TICs) influenciaram no âmbito da educação e nas bibliotecas, ressaltando, sobretudo, a Educação a Distância (EaD) e a emergência das bibliotecas digitais e virtuais. Por meio de levantamentos bibliográficos, aponta as bibliotecas digitais e virtuais como contribuintes à EaD on-line, especialmente na oferta de serviços e produtos aos utilizadores dessa modalidade educacional, suprindo remotamente suas necessidades informacionais. Diferencia essas bibliotecas dos repositórios de objetos de aprendizagem, estudando seus serviços e produtos, disponibilizados via Web e internet, e destaca o serviço de referência virtual (SRV) como principal meio de proporcionar subsídio às atividades didático-pedagógicas, ensino e pesquisa, além de oferecer suporte para as questões de disseminação da informação em meio virtual. Palavras-chave: Bibliotecas digitais. Bibliotecas virtuais. Serviço de referência virtual. Educação a Distância. Tecnologias da Informação e Comunicação. Web.

10 ABSTRACT This study covers the key points where the information and communication technologies have an impact on education and libraries, with an emphasis on the Distance Education and the emergence of Digital and Virtual Libraries. Through literature research, the digital and virtual libraries are identified as contributors to the Distance Education online, especially in the provision of services and products to this type of education, meeting remotely their information needs. This study also differentiates these libraries from the repositories of learning objects through the analysis of their services and products offered via the Web and the internet. Finally, it highlights the virtual reference service as the primary means of providing subsidies to educational pedagogical, teaching and research activities, and support for the dissemination of information in virtual environment. Keywords: Digital libraries. Virtual libraries. Virtual Reference Service. Distance Education. Information and Communication Technologies. Web.

11 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Estrutura geral do trabalho Figura 2 Mapa conceitual da estrutura deste trabalho com base no objeto de pesquisa Figura 3 Eniac: computador com válvulas, construído em 1945: possuía uma memória compatível à de uma calculadora atual Figura 4 EaD clássica x EaD on-line Figura 5 Exemplo de abordagem broadcast com uso da internet Figura 6 Ciclo de ações que se estabelece na interação aluno-professor, no estar junto via rede de computadores Figura 7 Composição básica de um AVA Figura 8 Evolução das bibliotecas Figura 9 Evolução tecnológica da biblioteca Figura 10 Arquitetura do ambiente de aprendizagem Figura 11 Arquitetura do ambiente de bibliotecas digitais Figura 12 Arquitetura de integração de ambientes: bibliotecas digitais e sistemas de aprendizagem Figura 13 Biblioteca no Second Life

12 LISTA DE QUADROS Quadro 1 Mídias na educação Quadro 2 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (1ª Geração de EaD) Quadro 3 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (2ª Geração) Quadro 4 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (2ª Geração - Continuação) Quadro 5 Evolução da EaD no Brasil: desenvolvimento e cronologia (3ª Geração) Quadro 6 Os Diferentes Sentidos do Virtual: do mais fraco ao mais forte Quadro 7 Compilação das definições dos termos biblioteca digital, digital, biblioteca virtual e virtual Quadro 8 Atividades desempenhadas por bibliotecas para atender a demanda da EaD Quadro 9 Diferença entre BDs/BVs e ROAs Quadro 10 Etapas do serviço de referência Quadro 11 Serviços a serem ofertados pelo SRV Quadro 12 Serviços a serem ofertados pelo SRV - II Quadro 13 Compilação de serviços e ferramentas utilizadas em web sites de bibliotecas Quadro 14 Habilidades de informação em bibliotecas tradicionais e virtuais/digitais

13 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico 1 Panorama temático da literatura utilizada Gráfico 2 Atividades desenvolvidas na internet: dados comparativos de 2005 a Gráfico 3 Atividades desenvolvidas na internet treinamento e educação: dados comparativos de 2005 a Gráfico 4 Número de cursos de EaD on-line ofertados por ano no Brasil

14 LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS ABED ABT ADA AHA ARIADNE AVAs BBS BD BDTD BV BIREME BITNET BVS CAPES CEDERJ CEMA CENAFOR CETEB CIER CMC CNBB CNE CFE CNPq CRUESP DEDALUS Associação Brasileira de Educação a Distância Associação Brasileira de Tecnologia Educacional Ambientes digitais de aprendizagem Ambientes hipermidiáticos de aprendizagem Alliance of Remote Instructional Authoring and Distribution Networks for Europe Ambientes virtuais de aprendizagem Bulletin board system Biblioteca digital Biblioteca Digital de Teses e Dissertações Biblioteca virtual Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Because It's Time Network Biblioteca Virtual em Saúde Coordenação e Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior Fundação do Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro Centro Educativo do Maranhão Fundação Centro Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal para a Formação Profissional Centro de Ensino Técnico de Brasília Centro Internacional de Estudos Regulares do colégio Anglo- Americano Comunicação mediada por computador Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Conselho Nacional de Educação Conselho Federal de Educação Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas Banco de Dados Bibliográficos da USP

15 DSI EAD EUA ERL FAPESP FAQs FCBTVE FESPSP FUNDAP IA IBAM IBICT ICDE IES IMS INPE ITA LISA LPCD LOM MARC MEB MEC METS OAI OMS OPAC OPAS PAR PC s PMH POSGRAD ProBE PRONTEL Disseminação seletiva da informação Educação a Distância Estados Unidos da América Eletronic Reference Library (Biblioteca de Referência Eletrônica) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo Frequently asked questions (Perguntas freqüentes) Fundação Centro Brasileiro de Televisão Educativa Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Fundação do Desenvolvimento Administrativo Inteligência artificial Instituto Brasileiro de Administração Municipal Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Conferência Mundial de Educação Aberta e a Distância Instituições de ensino superior Information Management Systems Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Instituto Tecnológico da Aeronáutica Library and Information Science Abstract Linha Privativa de Comunicação de Dados Learning Object Metadata Machine Readable Cataloging Movimento de Educação de Base Ministério da Educação Metadata Encoding and Transmission Standard Open Archives Iniciative Organização Mundial da Saúde Catálogos de acesso público online Organização Pan-Americana da Saúde Plano de Ações Articuladas Computador Pessoal Protocol for Metadata Harvesting Pós-Graduação Tutorial a Distância Programa Biblioteca Eletrônica Programa Nacional de Tele-Educação

16 PUC Pontifícia Universidade Católica RN Rio Grande do Norte RNP Rede Nacional de Ensino e Pesquisa ROAs Repositórios de objetos de aprendizagem RSS Really Simple Syndication SCORM Sharable Content Object Reference Model SEED Secretaria de Educação a Distância SEER Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial SES Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo SESC Serviço Social do Comércio SciELO Scientific Electronic Library Online SIBi Sistema de Bibliotecas Integradas da USP SIBiNet Rede de Serviços do SIBi/USP SINRED Sistema Nacional de Radiodifusão Educativa SRV Serviço de referência virtual SUS Sistema Único de Saúde TICs Tecnologias de informação e comunicação TVE Televisão educativa UAB Universidade Aberta do Brasil UFRGS Universidade Federal do Rio Grande do Sul UFSC Universidade Federal de Santa Catarina UFSCAR Universidade Federal de São Carlos UNB Universidade de Brasília UNESCO Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura UNESP Universidade Estadual de São Paulo UNICAMP Universidade Estadual de Campinas UNIFESP Universidade Federal de São Paulo UNIREDE Universidade Virtual Pública UNISINOS Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNIVESP Universidade Virtual do Estado de São Paulo USP Universidade de São Paulo

17 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos específicos METODOLOGIA AS TECNOLOGIAS: TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TICS) NA EDUCAÇÃO E NAS BIBLIOTECAS Conceitos de tecnologias As gerações tecnológicas Conceitos de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) A comunicação mediada por computador TICs na educação TICs: novos meios de aprendizagem Tecnologia educacional TICs em Bibliotecas FUNDAMENTOS E CONCEITOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Fundamentos de Educação Relação entre informação x conhecimento no contexto do ensino e aprendizagem A Infoeducação Educação on-line A Educação a Distância (EaD) Definições de EaD Panorama histórico da EaD Evolução da EaD no Brasil A EaD na atualidade EaD on-line Características da EaD na atualidade Abordagens pedagógicas em EaD on-line Ambientes virtuais de aprendizagem: conceitos e funções BIBLIOTECAS PARA EaD A evolução das Bibliotecas

18 7.2 A importância das bibliotecas digitais e virtuais para a EaD: o usuário remoto Bibliotecas digitais e virtuais X Repositórios de objetos de aprendizagem Bibliotecas digitais e virtuais integradas aos ambientes de aprendizagem Necessidades informacionais dos usuários de EaD diante do uso de bibliotecas digitais e virtuais Produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para suporte à EaD on-line Serviços de referência virtual Serviços cooperativos entre bibliotecas Outros produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para EaD Ferramentas da Web 2.0 aplicadas em bibliotecas digitais e virtuais e na EaD CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS GLOSSÁRIO ANEXO A - Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de CURRÍCULOS

19 Capítulo 1

20 1. INTRODUÇÃO A pesquisa que orientou a elaboração deste trabalho pode ser dividida nos itens que compõem a estrutura apresentada na ilustração a seguir: Cap.1 - INTRODUÇÃO Cap.2 - JUSTIFICATIVA Cap.3 - OBJETIVOS Cap. 4 - METODOLOGIA REVISÃO DE LITERATURA DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA Cap. 5 - TICs Cap. 6 - EaD Cap. 7 - BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS CONCLUSÃO Figura 1 Estrutura geral do trabalho Neste capítulo, é apresentada a estrutura geral do trabalho, conforme se verifica na Figura 1, como forma de contextualizar os demais capítulos à proposta da pesquisa. No Capítulo 2 (Justificativa), é explicada a relevância do tema para a área da Biblioteconomia e Ciência da Informação. É, também, apresentado o estado da arte, ou seja, o ponto no qual se encontram as pesquisas sobre o tema escolhido. No Capítulo 3 (Objetivos), são apresentados os elementos que nortearam esta pesquisa, que pode-se visualizar na figura a seguir: 17

21 18 Informação Evolução TICs Evolução EDUCAÇÃO BIBLIOTECAS EaD com uso de computador EaD CMC Web Internet Bibliotecas híbridas Bibliotecas digitais Bibliotecas virtuais EaD on-line Bibliotecas 2.0 Objeto Recursos de aprendizagem Produtos e serviços on-line Mediação AVAs S. R. V. Mediação ROAs Repositórios Web 2.0 Web 2.0 Autonomia Interação Acesso remoto Aluno/Usuário remoto Autonomia Interação Acesso remoto Figura 2 Mapa conceitual da estrutura deste trabalho com base no objeto de pesquisa 18

22 Na Figura 2 são apontados os elementos que foram discutidos na pesquisa. Entretanto, os blocos coloridos exprimem os pontos onde houve mais aprofundamentos. A linha pontilhada em azul na parte superior da figura demonstra a evolução das tecnologias de informação e comunicação (TICs) e seus reflexos na educação e nas bibliotecas (enfatizado no capítulo 5); a linha vermelha delimita bem o objeto. O conector azul, na parte inferior, identifica o processo de mediação, fator importante tanto para o processo de aprendizagem on-line, quanto para os produtos e serviços on-line oferecidos por bibliotecas digitais e virtuais. É importante observar que os recursos de aprendizagem da EaD on-line e os produtos e serviços das bibliotecas digitais e virtuais visam a assuntos em comum: acesso remoto, interação e a autonomia dos seus utilizadores. No Capítulo 4 (Metodologia), é explicada detalhadamente toda ação desenvolvida, instrumentos e métodos utilizados para a realização desta pesquisa. O Capítulo 5 trata da descrição dos conceitos de tecnologia, tais como gerações tecnológicas, linguagens, hibridização tecnológica e convergências tecnológicas. Esses fundamentos são importantes para entender o processo de disseminação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), que também é conceituado, dando maior ênfase para comunicação mediada por computador, internet e web, nos seguintes âmbitos: TICs na educação, em que é apontada a tecnologia educacional de forma a sustentar a aplicação de tecnologias no processo de ensino e aprendizagem, além de promover experiências relacionadas ao uso de multimídias, hipermídias e hipertextos; TICs em bibliotecas, em que é enfatizado o modo como seus serviços e produtos, de modo geral, ganharam impulsos, promovendo um processo de disseminação da informação de modo mais efetivo, uma vez que contam com as soluções tecnológicas baseado em rede, que lhes permitem disponibilizar seu acervo, bem como coletar, armazenar e monitorar informações remotamente. 19

23 Portanto, são demonstradas as maneiras como as TICs oferecem novas condições de atender às novas demandas da sociedade, especialmente diante da denominada Educação a Distância (EaD), destacadamente os modelos que fazem uso da comunicação mediada por computador, ou on-line (baseados em redes de computadores), em que os envolvidos nos processos educativos estão distantes no tempo e geograficamente. Estes, por sua vez, necessitam ter acesso a bibliotecas on-line, cujas informações se apresentem em conteúdos diversificados, com diferentes linguagens e com qualidade. No Capítulo 6, são descritos alguns fundamentos e conceitos de educação. Foi necessário descrever a distinção entre informação e conhecimento, pois essa observação atribui diferentes significados aos conceitos de ensino e aprendizagem; com isso, reforça a necessidade de as bibliotecas serem essenciais para o processo educacional. Destaca-se, ainda, o conceito de infoeducação, que abrange estudos de ação educativo-cultural e reúne os campos teóricos e práticos da Ciência da Informação e da Educação. Também ressaltamos a educação on-line, que se concretiza em diferentes modelos: presencial, semipresencial e a distância, que variam conforme a disponibilidade de estar presente em sala de aula. Esse contexto é importante para inserção da Educação a Distância (EaD) no trabalho, pois se destaca como uma importante área de atuação para os profissionais da informação, uma vez que as instituições que oferecem cursos nessa modalidade devem oferecer condições para que as pessoas tenham acesso a conteúdos informacionais. A partir dos fundamentos e conceitos apresentados, enfatizam-se as características atuais dessa modalidade educativa. Adotamos como necessário conhecer seus principais aspectos, visto que se trata de um dos objetivos deste trabalho, no qual defendemos, e muitos autores reforçam, que, ao ofertar serviços e produtos de bibliotecas para EaD, é imprescindível conhecer seus fluxos comunicacionais e informacionais. Por isso, são descritos os mais variados tipos de interações existentes nessa modalidade educacional. Além disso, também é apresentado um histórico da EaD, focando as suas principais gerações e o seu desenvolvimento em âmbito nacional. 20

24 É revista a EaD on-line, especialmente pelo fato do uso de computadores, internet e web como suporte às abordagens pedagógicas (seja broadcast, estar junto virtual ou virtualização da escola tradicional), tais como e-learning, b- learning, e-learning 2.0 e open learning. Outro aspecto que se considera é a função dos ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs), uma vez que eles são destinados ao apoio às atividades educacionais mediadas pelas atuais TICs. No Capítulo 7 é focada a importância das bibliotecas no processo de ensino e aprendizagem, sobretudo a distância. São verificados os diferentes conceitos de bibliotecas encontrados na literatura e os reflexos da evolução das TICs para as bibliotecas, tais como: biblioteca tradicional, biblioteca híbrida, biblioteca digital e biblioteca virtual. Com isso, este trabalho confere a importância das bibliotecas digitais e virtuais inseridas no âmbito da EaD on-line, como forma de suprir as necessidades informacionais dos usuários, com produtos e serviços de acesso à informação que podem ser proporcionados em rede de computadores, por sua velocidade de acesso e reprodução exponencial de informação requerida para as atividades didático-pedagógicas, ensino e pesquisa aos alunos e outros envolvidos neste processo. Salienta-se o papel das bibliotecas digitais e virtuais como uma importante tendência para EaD on-line, sobretudo por elas serem consideradas as âncoras das instituições de ensino e por possuírem condições de formar acervos de qualidade e viabilizarem um rápido e fácil acesso aos mais variados conteúdos. É feita uma breve comparação entre bibliotecas digitais e virtuais X repositórios de objetos de aprendizagem (ROAs), pois, muitas vezes, repositórios são considerados sinônimos de bibliotecas digitais. Por isso, são apontadas as diferenças que existem entre esses objetos. Também, é demonstrada que a integração de bibliotecas digitais e virtuais em AVAs é tecnicamente possível. Descreve-se a importância de identificar as necessidades informacionais dos usuários de EaD diante do uso de bibliotecas digitais e virtuais, uma vez que esse fato será preponente para o estabelecimento de serviço e produtos viáveis e satisfatórios. Para isso, ressaltamos os testes de usabilidade para web sites, 21

25 visto que os recursos informacionais das bibliotecas digitais e virtuais devem estar organizados e disponibilizados de maneira que ofereçam produtos e serviços com capacidade de satisfazer as necessidades e expectativas dos usuários remotos. Diante dos serviços e produtos que as bibliotecas digitais e virtuais têm a oferecer como suporte à EaD on-line, é maiormente explicitada a importância dos serviços de referência virtual (SRV) oferecidos por bibliotecas digitais e virtuais no atendimento aos usuários remotos. São apontados os serviços cooperativos de referência virtual como uma via para o estabelecimento de serviços mais ágeis, tendo como vantagem o poder de compartilhar informações com outras bibliotecas, fazendo com que o usuário possa ter acesso aos mais diversos documentos digitais, desde a forma mais simples, como a referência de uma publicação, até a mais complexa, como acesso ao documento com texto completo. Para finalizar este trabalho, são levantados outros produtos e serviços de bibliotecas digitais e virtuais para EaD, sobretudo baseados em plataformas da web. Como proposta para continuação desta pesquisa, deixam-se recomendações importantes, que foram observadas durante a realização deste trabalho, como: uso de web 2.0 por bibliotecas e EaD; a inserção de bibliotecas no Second Life; serviços personalizados, como o clipping eletrônico; e aplicações de inteligência artificial (IA). 22

26 Capítulo 2

27 2 JUSTIFICATIVA A maioria dos ambientes de Educação a Distância (EaD) serve apenas como repositórios de informação e elo de comunicação entre instrutores e alunos. O maior desafio desse cenário são as limitações de pesquisas que os ambientes EaD podem proporcionar aos seus utilizadores. Blattmann (2001, p. 6) afirma que pensar em gestão da informação no contexto do ensino e da aprendizagem constitui-se em estímulo à busca de soluções que possam ser incorporadas às instituições que oferecem programas de Educação a Distância (EaD) e enfatiza que o papel das bibliotecas no ensino a distância deve ser considerado elemento essencial de suporte informacional dos cursos oferecidos. A exigência de bibliotecas para a EaD é um ponto reforçado pelos referenciais de qualidade apresentados pelo Ministério da Educação (MEC) e pela Secretaria de Ensino a Distância (SEED). (BRASIL, 2003; 2007). Devido ao crescente número de cursos oferecidos por EaD, capazes de oferecer um ensino e aprendizado remotamente, percebemos a necessidade de transformação das bibliotecas para atender essa nova demanda necessitada de informações. Para isso, é imprescindível entender a utilização de tecnologias de informação e comunicação (TICs) no âmbito da EaD e das bibliotecas. Conhecer as características da EaD na atualidade e suas formas de interação é importante para verificar a possibilidade de inserção de bibliotecas digitais e virtuais, e agregação de serviços e/ou produtos com características peculiares. Crescentemente, as bibliotecas, principalmente as universitárias, vêm utilizando os recursos da web e internet, para alcançar amplamente seus objetivos, aplicando o ciberespaço como um canal para automatizar e divulgar serviços e produtos, informações institucionais, referenciais e gerais, além de estabelecer comunicação com seu público, servir de Portal para diversas fontes de informação, alcançar um maior número de usuários e diminuir custos. 24

28 As bibliotecas que possuem sua versão digital/virtual têm como finalidade disponibilizar e ampliar a visibilidade de suas coleções, serviços e/ou produtos. Segundo Monteiro et al. (2006), isso demonstra que as bibliotecas estão se ajustando aos padrões modernos, aprimorando suas condições de acesso à informação com o uso de tecnologias, proporcionando o acesso cada vez maior à informação digital e virtual, especialmente para aumentar a precisão e redução de tempo no acesso à informação. No que refere à aplicação de produtos e serviços de bibliotecas para alunos, professores e outros utilizadores da EaD on-line, esse assunto ainda se encontra pouco explorado nas principais áreas que abordam estudos sobre o tema, como a Biblioteconomia e Ciência da Informação, Educação e a Ciência da Computação. Tratando isoladamente a área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, a maioria dos estudos que reportam à EaD aponta as bibliotecas universitárias e híbridas como as principais fornecedoras de produtos e serviços de informação, para suprir as necessidades informacionais dos indivíduos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem a distância. Porém, ante o atual modelo de EaD, viabilizado em meio virtual, via internet, com uso recursos e ferramentas da web, encontramos as motivações necessárias para inserir as bibliotecas digitais e virtuais nesse contexto, uma vez que elas ofertam produtos e serviços on-line, por meio de eficientes instrumentos de pesquisa, que possibilitam o acesso à informação de modo rápido e imediato. A área de Ciências da Computação cita o uso de repositórios de objetos de aprendizagem (ROAs), que são considerados sinônimos de biblioteca digital/virtual. Contudo, consideramos que as bibliotecas digitais e virtuais possuem um grande diferencial por estar amparadas na mediação e expertise profissional, algo que os repositórios não agregam. Devido a esse fato, propõe-se uma comparação entre bibliotecas digitais e virtuais e ROAs. Com isso, identifica-se um elo entre os objetos de estudo, pois os utilizadores da EaD on-line usufruem das mesmas características dos usuários das bibliotecas digitais e virtuais, quais sejam: a necessidade de acesso remoto, 25

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão

Portal de Periódicos da CAPES: evolução do acesso pela UEPG 2005 a 2013 : experiência da capacitação de usuários com cursos de extensão 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto

PROJETO 7. 1. Identificação do projeto PROJETO 7 1. Identificação do projeto Título:Cinema, vídeo e tridimensionalidade: o AVA-AV na integração do ensino presencial e a distância. Responsável:Dra. Ana Zeferina Ferreira Maio Vínculo institucional:professora

Leia mais

O uso de blogs no ensino de Matemática 2

O uso de blogs no ensino de Matemática 2 Claudinei Flavia Batista Santos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Brasil bs_flavia@hotmail.com Sirlândia Souza Santana sirlandiasantana@hotmail.com Resumo Este trabalho tem como principal objetivo

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1. POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1.1. Objetivos Nas últimas décadas as bibliotecas passaram por mudanças

Leia mais

O blog no processo de ensino e aprendizagem em Ciências: horizontes e possibilidades

O blog no processo de ensino e aprendizagem em Ciências: horizontes e possibilidades O blog no processo de ensino e aprendizagem em Ciências: horizontes e possibilidades Rodolfo Fortunato de Oliveira Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho UNESP, Bauru/SP rodolfo_fdeoliveira@hotmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning.

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. Autor(a): Gliner Dias Alencar Coautor(es): Joaquim Nogueira Ferraz Filho, Marcelo Ferreira de Lima, Lucas Correia de Andrade, Alessandra

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA

A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA A CONSTRUÇÃO DE ESPAÇOS E MATERIAIS DIGITAIS PARA A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: O USO DO SMARTPHONE NO ENSINO DA GEOMETRIA Autores : Agata RHENIUS, Melissa MEIER. Identificação autores: Bolsista IFC-Campus Camboriú;

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013

UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 UTILIZAÇÃO DO AMBIENTE COLABORATIVO TIDIA-AE PELO GRUPO DE GERENCIAMENTO DO VOCABULÁRIO CONTROLADO DO SIBiUSP - BIÊNIO 2011-2013 Adriana Nascimento Flamino 1, Juliana de Souza Moraes 2 1 Mestre em Ciência

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

Módulo 1. Introdução. 1.1 O que é EAD?

Módulo 1. Introdução. 1.1 O que é EAD? Módulo 1. Introdução Cada vez mais o mundo social e do trabalho necessitam de sujeitos capazes de fazer a diferença através de suas ações e atitudes. A utilização do ambiente virtual, como meio de interação

Leia mais

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS

REFLEXÕES PEDAGÓGICAS REFLEXÕES PEDAGÓGICAS A forma como trabalhamos, colaboramos e nos comunicamos está evoluindo à medida que as fronteiras entre os povos se tornam mais diluídas e a globalização aumenta. Essa tendência está

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

Introdução a EaD: Um guia de estudos

Introdução a EaD: Um guia de estudos MÓDULO BÁSICO PROFESSORES FERNANDO SPANHOL E MARCIO DE SOUZA Introdução a EaD: Um guia de estudos Realização: guia de estudo SUMÁRIO UNIDADE 1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1.1 Entendendo a EaD 5

Leia mais

Projeto Escola com Celular

Projeto Escola com Celular Projeto Escola com Celular Rede Social de Sustentabilidade Autores: Beatriz Scavazza, Fernando Silva, Ghisleine Trigo, Luis Marcio Barbosa e Renata Simões 1 Resumo: O projeto ESCOLA COM CELULAR propõe

Leia mais

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Pedro Henrique SOUZA¹, Gabriel Henrique Geraldo Chaves MORAIS¹, Jessiara Garcia PEREIRA².

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL Rio de Janeiro 2002 Doenças Infecciosas e Parasitárias na BVS

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas CONSTRUINDO CONCEITOS SOBRE FAMÍLIA DE FUNÇÕES POLINOMIAL DO 1º GRAU COM USO DO WINPLOT Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática (TICEM) GT 06 MARCOS ANTONIO HELENO DUARTE Secretaria

Leia mais

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES... 2 AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES SILVA, M.M Margareth Maciel Silva

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO,

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SERVIÇO E A DISTÂNCIA: O CASO VEREDAS BRANCO, Juliana Cordeiro Soares Branco CEFET MG Juliana.b@ig.com.br OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales CEFET MG mariarita2@dppg.cefetmg.br

Leia mais

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA

BALANÇO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA: A UTILIZAÇÃO DAS TIC COMO FERRAMENTA DE PESQUISA ACADÊMICA MILHOMEM, André Luiz Borges; GENTIL, Heloisa Salles; AYRES, Sandra Regina Braz. Balanço de Produção Científica: A utilização das TICs como ferramenta de pesquisa acadêmica. SemiEdu2010 - ISSN:1518-4846

Leia mais

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD.

2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. 2.2.5. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes em EaD. Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer a opinião

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

6. Considerações finais

6. Considerações finais 84 6. Considerações finais Nesta dissertação, encontram-se registros de mudanças sociais que influenciaram as vidas de homens e mulheres a partir da chegada das novas tecnologias. Partiu-se da Revolução

Leia mais

O que é educação a distância (*)

O que é educação a distância (*) O que é educação a distância (*) José Manuel Moran Professor da Universidade Bandeirante e das Faculdades Sumaré-SP Assessor do Ministério de Educação para avaliação de cursos a distância jmmoran@usp.br

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

Tecnologias e tempo docente

Tecnologias e tempo docente http://portalrevistas.ucb.br/index.php/raead ISSN: 2357-7843 Tecnologias e tempo docente Autor 1 1 : Ana Maria Brigatte KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e tempo docente ocente. Papirus Editora, 2013.

Leia mais

Estado da Arte: Diálogos entre a Educação Física e a Psicologia

Estado da Arte: Diálogos entre a Educação Física e a Psicologia Estado da Arte: Diálogos entre a Educação Física e a Psicologia Eixo temático 1: Fundamentos e práticas educacionais Telma Sara Q. Matos 1 Vilma L. Nista-Piccolo 2 Agências Financiadoras: Capes / Fapemig

Leia mais

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação

2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação 2.2.4. Questionário a ser Respondido Pelos Estudantes de Pós Graduação Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília.

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. Eixo Temático: Livre Nome: Etiene Siqueira de Oliveira - Bolsista: PIBIC/CNPq

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES CREDENCIAMENTO DE PÓLO DE APOIO PRESENCIAL PARA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação a Distância SEED Departamento de Regulação e Supervisão da Educação a Distância - Dresead Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Leia mais

Parâmetros para avaliação de mestrado profissional*

Parâmetros para avaliação de mestrado profissional* Parâmetros para avaliação de mestrado profissional* 1. Natureza do mestrado profissional A pós-graduação brasileira é constituída, atualmente, por dois eixos claramente distintos: o eixo acadêmico, representado

Leia mais

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores

Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Tecnologias Digitais e Educação a Distância: letramento digital e formação de professores Prof. Dr. Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Conteúdos Cenário das práticas pedagógicas

Leia mais

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS

REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS REALIDADE AUMENTADA APLICADA NA EDUCAÇÃO: ESTUDOS DOS SEUS BENEFÍCIOS Kelly Cristina de Oliveira 1, Júlio César Pereira 1. 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil kristhinasi@gmail.com,

Leia mais

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem

Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Contribuição das Tecnologias da Informação e Comunicação no Processo Ensino-Aprendizagem Prof. Dr. Luis Paulo Leopoldo Mercado Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Alagoas Conteúdos

Leia mais

TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO 63 TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO CARLOS FERNANDO DE ARAUJO JR 1 ÁDERSON GUIMARÃES PEREIRA 2 RESUMO O trabalho procura demonstrar que a aplicação das tecnologias

Leia mais

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO

Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO Curso de Especialização em INFORMÁTICA E COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Ensino de Informática e Comunicação

Leia mais

GfK Audience Measurements & Insights MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO

GfK Audience Measurements & Insights MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO MEDIÇÃO DE AUDIÊNCIA DE TV E VÍDEO Em nenhum momento de toda a história dos meios de comunicação modernos houve tantas mudanças fundamentais na distribuição e mensuração da mídia. Com o surgimento da transmissão

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática.

* As disciplinas por ocasião do curso, serão ofertadas aos alunos em uma sequência didática. MATRIZ CURRICULAR* Disciplina CH Integração 20 Planejamento e Gestão em Educação a Distância 40 Cultura Virtual, Pensamento e Construção do Conhecimento na Educação a Distância 40 Noções de Gestão de Projetos

Leia mais

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA?

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA? 1-O que é EaD? EaD significa Educação a Distância, vejamos alguns conceitos de EaD: "Educação a distância pode ser caracterizada com um ensino no qual o professor e alunos, separados no espaço/ tempo,

Leia mais

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Fabiana Pacheco Lopes 1 1 Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) fabipl_21@yahoo.com.br Resumo.Este

Leia mais

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas Julie Caroline de Alcântara Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: juliealcantara.31@gmail.com

Leia mais

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista

O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista O uso da informática na escola: Webquest como estratégia de aprendizagem construtivista Maira Teresinha Lopes Penteado 1 Gisele Dorneles Fernandes 2 RESUMO: O presente artigo tem por finalidade esclarecer

Leia mais

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA

REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA REDES SOCIAIS COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA Guilherme Garcez Cunha, UNIPAMPA Campus Dom Pedrito, guilhermecunha@unipampa.edu.br; Franciele B. de O. Coelho,

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO Ferreira, S. M. S.P. 1 Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações de Artes Weitzel, S. R. 2 Universidade Federal do

Leia mais

BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS

BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS BIBLIOTECAS DIGITAIS E VIRTUAIS NO CONTEXTO DA EAD: SERVIÇOS ON-LINE PARA USUÁRIOS REMOTOS Fabiana Andrade-Pereira 1, Ana Luiza Araez Requena Sanches 2 1 e 2 Bibliotecária, FAPESP i, São Paulo, SP RESUMO

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE *

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE * AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO ONLINE * DILMEIRE SANT ANNA RAMOS VOSGERAU ** m 2003, com a publicação do livro Educação online, o professor Marco Silva conseguiu, com muita pertinência, recolher

Leia mais

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica

Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Acesso aberto e repositórios institucionais: repensando a comunicação e a gestão da informação científica Fernando César Lima Leite fernandodfc@gmail.com 1. A comunicação científica e sua importância Qualquer

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA

COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE ARAGUAIA RELATÓRIO FINAL DE AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIADA CPA DA FACULDADE ARAGUAIA 2013/01 a 2013/02 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1. Diagnóstico geral

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ORIENTAÇÕES PARA OS ESTUDOS EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Caro (a) Acadêmico (a), Seja bem-vindo (a) às disciplinas ofertadas na modalidade a distância.

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação Ambiente Virtual As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Ambiente

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS GUARULHOS

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS GUARULHOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS GUARULHOS PROJETO ACESSIBILIDADE TIC: ACESSIBILIDADE AO CURRÍCULO POR MEIO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Projeto aprovado

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual

Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Dicas básicas para disciplinas/atividades na modalidade de educação a distância Mediação Digital Virtual Escritório de Gestão de Projetos em EAD Unisinos http://www.unisinos.br/ead 2 A partir de agora,

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem

Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem Objetos de aprendizagem como ambientes interativos de aprendizagem Prof. Me. Wagner Antonio Junior Secretaria Municipal da Educação de Bauru e-mail: wag.antonio@gmail.com Pôster Pesquisa em andamento A

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1

Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Fundação Presidente Antônio Carlos- FUPAC 1 Sumário Apresentação As Vantagens Dessa Moderna Sistemática do Ensino O Papel do Aluno Professor Tutor Avaliação da Aprendizagem Acesso ao Dúvidas e Suporte

Leia mais

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA

CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias novembro/2011 página 1 CURSOS PRECISAM PREPARAR PARA A DOCÊNCIA Elba Siqueira de Sá Barretto: Os cursos de Pedagogia costumam ser muito genéricos e falta-lhes um

Leia mais

ANÁLISE DOS ASPECTOS TEÓRICO METODOLÓGICOS DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO

ANÁLISE DOS ASPECTOS TEÓRICO METODOLÓGICOS DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO ANÁLISE DOS ASPECTOS TEÓRICO METODOLÓGICOS DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO Andrelisa Goulart de Mello Universidade Federal de Santa Maria andrelaizes@gmail.com Ticiane

Leia mais

FACULDADE ZACARIAS DE GÓES

FACULDADE ZACARIAS DE GÓES FACULDADE ZACARIAS DE GÓES DIEGO DE JESUS BONFIM EDUCAÇÃO ONLINE Valença Bahia Dezembro 2011 DIEGO DE JESUS BONFIM EDUCAÇÃO ONLINE Resenha a ser apresentada como avaliação da disciplina EAD em Ambiente

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

Gestão da informação científica e repositórios institucionais de acesso aberto Fernando César Lima Leite fernandoc@unb.br

Gestão da informação científica e repositórios institucionais de acesso aberto Fernando César Lima Leite fernandoc@unb.br XVII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias Gestão da informação científica e repositórios institucionais de acesso aberto Fernando César Lima Leite fernandoc@unb.br 1. A comunicação científica

Leia mais

Elementos Centrais da Metodologia

Elementos Centrais da Metodologia Elementos Centrais da Metodologia Apostila Virtual A primeira atividade que sugerimos é a leitura da Apostila, que tem como objetivo transmitir o conceito essencial de cada conteúdo e oferecer caminhos

Leia mais

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17

Índice. 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3. Grupo 7.3 - Módulo 17 GRUPO 7.3 MÓDULO 17 Índice 1. Os desafios das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTICs)...3 2 1. OS DESAFIOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTICS) Chamam-se Novas Tecnologias

Leia mais

3.2 MATERIAL DIDÁTICO

3.2 MATERIAL DIDÁTICO A comparação do presencial e do virtual: um estudo de diferentes metodologias e suas implicações na EAD André Garcia Corrêa andregcorrea@gmail.com Universidade Federal de São Carlos Resumo. O presente

Leia mais

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO

MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO MANUAL - DISCIPLINA SEMIPRESENCIAL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO AMBIENTE VIRTUAL AS VANTAGENS DESSA MODERNA SISTEMÁTICA DO ENSINO SÃO: O PAPEL DO ALUNO PROFESSOR TUTOR AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM ACESSO AO AMBIENTE

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

OBJETOS DE APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CONHEÇA O AMBIENTE ATRAVÉS DO WIKI Rosane Aragón de Nevado 1 ; Janaína Oppermann 2

OBJETOS DE APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CONHEÇA O AMBIENTE ATRAVÉS DO WIKI Rosane Aragón de Nevado 1 ; Janaína Oppermann 2 OBJETOS DE APRENDIZAGEM EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CONHEÇA O AMBIENTE ATRAVÉS DO WIKI Rosane Aragón de Nevado 1 ; Janaína Oppermann 2 RESUMO Os hábitos e costumes humanos tem alterado intensamente os ecossistemas

Leia mais

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET

CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 1 CADERNO DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICA PARA INFORMÁTICA EDUCATIVA: PRODUÇÃO COLABORATIVA VIA INTERNET 04/2007 Mílada Tonarelli Gonçalves CENPEC - Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária

Leia mais

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC Multimídia Prof.ª Sylvia Augusta Catharina Fernandes Correia de Lima Floresta - PE 2013 CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Observatórios Virtuais

Observatórios Virtuais UNIVASF: UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE SÃO FRANCISCO TRABALHO DE ASTROFÍSICA ALUNO: PEDRO DAVID PEDROSA PROFESSOR: MILITÃO CURSO: MESTRADO NACIONAL PROFISSIONAL EM ENSINO DE FÍSICA Observatórios Virtuais

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

Educação, Tecnologias e Formação de Professores

Educação, Tecnologias e Formação de Professores Educação, Tecnologias e Formação de Professores Luís Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas Coordenadoria Institucional de Educação a Distância Universidade Aberta do Brasil Aula Inaugural

Leia mais

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do

crítica na resolução de questões, a rejeitar simplificações e buscar efetivamente informações novas por meio da pesquisa, desde o primeiro período do Dimensão 2 As políticas para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão e as respectivas normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, as bolsas de

Leia mais

Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância

Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância Taíses Araújo da Silva Frederico Antônio de Oliveira Celma Maria dos Santos Catarina Donda Gomes da Fonseca Fabiano de Almeida Maia Fernando

Leia mais

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO

Valorizando ideias e experiências participativas que promovam o direito humano à educação REGULAMENTO REGULAMENTO 1. O RECONHECIMENTO PÚBLICO DE OLHO NOS PLANOS 1.1. O Reconhecimento Público é uma ação da iniciativa De Olho nos Planos, composta pelos seguintes parceiros: Ação Educativa, UNICEF, Campanha

Leia mais

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL RESOLUÇÃO SEPLAG no. xx/xxxx Disciplina o funcionamento das Comunidades de Prática CoPs no âmbito do Poder Executivo Estadual, vinculadas

Leia mais

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS

PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS PROPOSTA DE UMA METODOLOGIA PARA ELABORAR PROJETO DE ENSINO INTEGRANDO RECURSOS TECNOLÓGICOS Fortaleza Ce Agosto 2009 Liádina Camargo Lima Universidade de Fortaleza liadina@unifor.br Categoria C Métodos

Leia mais

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações

1. Introdução. 2. Conceitos. 3. Metodologia. 4. Resultados. 5. Considerações Comunidades de Prática Experiências e Contribuições da Tecnologia para a Educação Profissional Lane Primo Senac Ceará 2012 Sumário 1. Introdução 2. Conceitos 3. Metodologia 4. Resultados 5. Considerações

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA Diretoria de Políticas de Formação, Materiais Didáticos e Tecnologias para a Educação Básica Coordenação Geral de Materiais Didáticos PARA NÃO ESQUECER:

Leia mais

Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP

Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP Contribuição da metodologia de pesquisa na Educação Tutorial: A formação dos petianos do PET Pedagogia da UFOP ALVES, Crislaine 1; CARVALHO, Daiane 1; CRUZ, Júlia 1, FÉLIX, Michelle 1; FERREIRA, Juliane

Leia mais

UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA. w w w. u v b. b r

UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA. w w w. u v b. b r UNIVERSIDADE VIRTUAL BRASILEIRA w w w. u v b. b r João Vianney Diretor Executivo vianney@uvb.br A uvb.br Rede de cooperação universitária voltada para o desenvolvimento de competências nas áreas de Pesquisas,

Leia mais

Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil

Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Inovação no acervo e acesso de informações: o sistema de repositório institucional nos Tribunais de Contas do Brasil Sílvia Maria Berté Volpato (TCE/SC) - silviaberte@hotmail.com

Leia mais