Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014"

Transcrição

1 Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o intuito de auxiliar os industriais e a sociedade a negociar as melhores condições para suas operações de crédito. Além disso, o estudo vai ao encontro dos esforços da entidade na busca pela redução do custo do capital. Atualizado semanalmente, o Custo de Crédito do Brasil toma como base os dados médios do Banco Central sobre financiamento de capital de giro e crédito pessoal. Deste modo, é possível que empresas maiores e com risco baixo consigam taxas menores do que empresas com alto grau de risco. Período Analisado: de 10/01/2014 a 16/01/2014 PESSOA FÍSICA Crédito Pessoal Não Consignado Na semana analisada, a média das taxas de juros aplicadas para o Crédito Pessoal Não Consignado prefixado foi de 67,8% ao ano nas principais instituições bancárias do país, abaixo da taxa vista na última semana (69,0% a.a.). Com base na média móvel quadrissemanal, o nível de juros para essa modalidade de crédito subiu de 65,8% a.a. para 66,9% a.a. Os bancos públicos tradicionalmente mostram taxas menores que os privados. Na semana em questão, os bancos públicos apresentaram um ligeiro avanço em suas taxas, ao registrarem média de 50,7% a.a., ante a taxa de 50,5% a.a. na análise anterior. O Banco do Brasil cobrou taxa de 54,8% a.a., ao passo que os juros médios da Caixa Econômica Federal foram de 46,5% a.a. A tendência de aumento, entretanto, não foi observada para a taxa média das instituições privadas, que se situa em 76,4% a.a., frente a 78,2% a.a. na última leitura. Dentre as instituições privadas, o Itaú-Unibanco revelou a maior variação na taxa de juros, de 74,8% a.a. para 71,9% a.a. Por sua vez, o Bradesco registrou juros de 90,3% a.a., seguido por HSBC (74,1% a.a.) e Santander (69,4% a.a.). Crédito Pessoal Consignado Público Na semana compreendida entre 10 de janeiro e 16 de janeiro, a média das taxas de juros dos principais bancos do país para a linha prefixada de Crédito Pessoal Consignado Público decresceu, ficando em 22,59% a.a., variando 0,11 p.p. em relação à semana anterior, cuja taxa foi de 22,70%. A taxa de média móvel quadrissemanal aumentou para 22,52% a.a., sendo a taxa anterior de 22,37% a.a. Os bancos públicos e privados apresentam pouca disparidade nessa categoria. Os públicos exibiram média de 21,03% a.a. na última leitura, ante taxa de 21,14% na semana imediatamente anterior. A Caixa Econômica Federal registrou juros de 19,9% a.a., enquanto que o Banco do Brasil cobrou juros de 22,16% a.a. Já os bancos privados tiveram um pequeno decréscimo na média, passando de 23,48% para 23,37%. Dentre as grandes instituições analisadas, o Itaú-Unibanco exibiu a maior taxa (26,06%), seguido por HSBC (22,95%), Bradesco (22,31%) e Santander (22,16%). 1

2 PESSOA JURÍDICA Capital de Giro com prazo até 365 dias Na semana analisada, a média das taxas de juros dos principais bancos do país para a linha prefixada de Capital de Giro com prazo até 365 dias avançou de 23,5% a.a. para 27,6% a.a. A média quadrissemanal mostrou acréscimo de 0,7 p.p., avançando para 24,7% a.a. Os bancos públicos abaixaram sutilmente sua taxa média de 21,1% a.a. para 21,0% a.a. O Banco do Brasil fechou a semana com 23,8%, enquanto que a Caixa Econômica Federal terminou com 18,1%. A taxa média dos bancos privados, por sua vez, mostrou elevação no período, passando de 24,7% a.a. para 30,9% a.a. Dentre as maiores instituições privadas, o HSBC registrou a maior taxa (42,8% a.a.), seguido por Bradesco (27,9% a.a.), Santander (27,3% a.a.) e Itaú-Unibanco (25,7% a.a.). Em relação ao spread bancário desta modalidade de crédito, a média foi de 17,34% a.a. no período avaliado, acima da vista na leitura precedente (13,53% a.a.). A taxa média para as instituições públicas recuou de 11,29% a.a. para 11,25% a.a., enquanto que os bancos privados apresentaram spread médio de 20,38% a.a. no período, ante a taxa de 14,65% a.a. da última leitura. Desconto de Duplicata No período em questão, a taxa de juros aplicada para a modalidade de Desconto de Duplicata foi em média de 30,8% ao ano nas principais instituições bancárias do país, 0,6 p.p. abaixo da leitura anterior. Com base na média móvel quadrissemanal, tal modalidade registrou leve acréscimo, alcançando o patamar de 30,6% (ante a taxa de 30,4%). No período delimitado entre 10/01 e 16/01, a taxa média dos bancos públicos foi de 26,1% a.a., inferior à dos bancos privados, que exibiram taxa de 33,1% a.a. O Banco do Brasil registrou 29,8%, enquanto que a Caixa Econômica Federal apresentou taxa de 22,5% a.a. Dentre as instituições privadas, o HSBC encerrou o período analisado com 29,3% a.a., a menor taxa das instituições privadas, seguido por Santander (29,9% a.a.), Itaú-Unibanco (35,2% a.a.) e Bradesco (38,0%). 2

3 TABELAS RESUMO Seguem as tabelas resumo com as taxas de juros a.m. e a.a. praticadas pelas principais instituições financeiras do país, para todas as modalidades de crédito acompanhadas pelo DEPECON/FIESP, bem como uma tabela com os valores do spread bancário praticado nas modalidades de crédito de pessoa jurídica. Taxas médias de juros cobradas pelas principais instituições financeiras do varejo - Pessoa Física Instituição Aquisição de Veículos Cheque Especial Consignado Público Não Consignado % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a Banco do Brasil 1,59 20,82 6,63 116,01 1,68 22,16 3,71 54,76 C.E.F 1,42 18,41 4,76 74,68 1,52 19,90 3,24 46,54 Itaú/Unibanco 1,64 21,51 8,54 167,38 1,95 26,06 4,62 71,90 Bradesco 1,71 22,54 8,26 159,13 1,69 22,31 5,51 90,34 Santander 1,65 21,63 10,56 233,68 1,68 22,16 4,49 69,41 HSBC 1,48 19,27 9,88 209,72 1,74 22,95 4,73 74,10 Média Total 1,6 20,7 8,1 160,1 1,7 22,6 4,4 67,8 Fonte: Instituições Financeiras / Banco Central Taxas médias de juros cobradas pelas principais instituições financeiras do varejo - Pessoa Jurídica Instituição Capital de Giro -365 Capital de Giro +365 Conta Garantida Desc. Duplicata Adia. Cont. Câmbio % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a Banco do Brasil 1,80 23,82 2,02 27,15 2,00 26,80 2,20 29,80 0,22 2,62 C.E.F 1,40 18,09 1,22 15, ,71 22,49 0,36 4,35 Santander 1,92 25,67 2,03 27,25 2,89 40,80 2,55 35,21 0,55 6,75 Itaú - Unibanco 2,07 27,93 2,11 28,40 4,31 65,91 2,72 38,04 0,21 2,55 Bradesco 2,03 27,28 1,86 24,73 2,17 29,38 2,21 29,94 0,26 3,11 HSBC 3,01 42,77 1,67 22,03 2,27 30,91 2,16 29,28 0,24 2,97 Média Total 2,0 27,6 1,8 24,2 2,7 38,8 2,3 30,8 0,3 3,7 Fonte: Instituições Financeiras / Banco Central Spread: Taxa média cobrada pelas principais instituições financeiras do varejo Instituição % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a % a.m % a.a Banco do Brasil 1,0 12,3 1,2 15,3 1,2 15,0 1,4 17,7-0,6-7,1 C.E.F 0,6 7,1 0,4 4, ,9 11,1-0,5-5,5 Santander 1,1 13,9 1,2 15,4 2,1 27,7 1,7 22,7-0,3-3,3 Itaú - Unibanco 1,2 15,9 1,3 16,5 3,5 50,8 1,9 25,2-0,6-7,2 Bradesco 1,2 15,4 1,0 13,1 1,3 17,3 1,4 17,9-0,6-6,6 HSBC 2,2 29,5 0,8 10,6 1,4 18,7 1,3 17,2-0,6-6,9 Média Total 1,2 15,5 1,0 12,5 1,9 25,3 1,4 18,6-0,5-6,1 Fonte: Instituições Financeiras / Banco Central Capital de Giro -365 Capital de Giro +365 Conta Garantida Desc. Duplicata Adia. Cont. Câmbio 3

4 RANKING Seguem as tabelas com as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras na semana de 10/01/2014 a 16/01/2014, considerando as linhas de Crédito Pessoal Não Consignado e Capital de Giro com prazo até 365 dias. Modalidade: PESSOA FISÍCA - CRÉDITO PESSOAL NÃO CONSIGNADO Tipo: Prefixado Período: de 10/01/14 a 16/01/14 Posição Instituição Taxa % a.m. Taxa % a.a. 1 BCO RIBEIRAO PRETO S.A ,68 2 TODESCREDI S/A - CFI 1,32 17,06 3 BANCO BONSUCESSO S.A. 1,82 24,18 4 BCO DA AMAZONIA S.A. 2,05 27,54 5 SENFF S.A. - CFI 2,20 29,84 6 BANCOOB 2,25 30,63 7 BCO INDUSTRIAL E COMERCIAL S.A 2,27 30,85 8 BCO DO EST. DE SE S.A. 2,27 30,97 9 BANCO AZTECA DO BRASIL S.A. 2,43 33,31 10 BCO ITAUCARD S.A. 2,45 33,70 11 MÚLTIPLA CFI S/A 2,47 34,08 12 SANTANA S.A. - CFI 2,56 35,40 13 FINANSINOS S.A. CFI 2,80 39,26 14 SOCINAL S.A. CFI 2,88 40,54 15 BRB - CFI S/A 2,98 42,22 16 BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. 3,05 43,44 17 CAIXA ECONOMICA FEDERAL 3,24 46,54 18 BCO DO EST. DO RS S.A. 3,48 50,67 19 BCO BANESTES S.A. 3,48 50,8 20 BRB - BCO DE BRASILIA S.A. 3,49 50,94 21 BCO CEDULA S.A. 3,56 52,12 22 BCO LUSO BRASILEIRO S.A. 3,59 52,68 23 BARIGUI S.A. CFI 3,60 52,81 24 BCO CITIBANK S.A. 3,61 53,10 25 BCO DO BRASIL S.A. 3,71 54,76 26 PARATI - CFI S.A. 3,85 57,28 27 BCO PANAMERICANO S.A. 3,94 58,92 28 BANIF BRASIL BM S.A. 4,02 60,47 29 BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. 4,43 68,28 4

5 30 BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. 4,49 69,41 31 ITAÚ UNIBANCO BM S.A. 4,62 71,90 32 CREDITÁ S.A. CFI 4,66 72,74 33 HSBC BANK BRASIL SA BCO MULTIP 4,73 74,10 34 OMNI SA CFI 4,73 74,18 35 BCO DO EST. DO PA S.A. 4,91 77,67 36 PORTOSEG S.A. CFI 4,92 77,94 37 BCO A.J. RENNER S.A. 5,07 80,98 38 DIRECAO S.A. CFI 5,23 84,46 39 BCO CITICARD S.A. 5,31 86,01 40 BCO BRADESCO S.A. 5,51 90,34 41 BCO GERADOR S.A. 6,16 104,87 42 BV FINANCEIRA S.A. CFI 6,63 115,94 43 CETELEM BRASIL S.A. CFI 7,20 130,22 44 FACTA S.A. CFI 7,48 137,52 45 KREDILIG S.A. - CFI 7,85 147,75 46 GOLCRED S/A - CFI 7,93 149,84 47 HS FINANCEIRA 7,93 149,93 48 CREDIARE CFI S.A. 8, FINAMAX S.A. CFI 8,77 174,17 50 BCO CACIQUE S.A. 9,46 195,73 51 GRAZZIOTIN FINANCIADORA SA CFI 9,94 211,86 52 SOROCRED CFI S.A. 10,19 220,57 53 FINANC ALFA S.A. CFI 10,33 225,41 54 BANCO SEMEAR 10,42 228,47 55 VIA CERTA FINANCIADORA S.A. - CFI 10,63 236,13 56 PARANA BCO S.A. 10,68 237,99 57 BANCO INTERMEDIUM S/A ,88 58 PERNAMBUCANAS FINANC S.A. CFI 11,54 270,95 59 MIDWAY S.A. - SCFI 11,79 280,71 60 DACASA FINANCEIRA S/A - SCFI 12,04 291,16 61 PORTOCRED S.A. - CFI 12, NEGRESCO S.A. - CFI 12,64 317,1 63 SAX S.A. CFI 13,09 337,46 64 BANCO BRADESCARD 13,87 375,42 65 LECCA CFI S.A. 14,79 423,44 66 CREFISA S.A. CFI 19,80 774,02 67 AGIPLAN FINANCEIRA S.A. - CFI 20,61 847,76 68 BCO DAYCOVAL S.A 22,01 988,29 5

6 Modalidade: PESSOA JURÍDICA - CAPITAL DE GIRO COM PRAZO ATÉ 365 DIAS Tipo: Prefixado Período: de 10/01/14 a 16/01/14 Posição Instituição Taxa % a.m. Taxa % a.a. 1 BCO ABC BRASIL S.A. 1,21 15,56 2 BCO ITAÚ BBA S.A. 1,23 15,77 3 BCO VOLKSWAGEN S.A 1,23 15,81 4 BANCO ORIGINAL 1,27 16,38 5 BCO CITIBANK S.A. 1,34 17,32 6 CAIXA ECONOMICA FEDERAL 1,40 18,09 7 BCO PAULISTA S.A. 1,40 18,17 8 BCO FIBRA S.A. 1,41 18,26 9 BCO VOTORANTIM S.A. 1,42 18,39 10 BCO DO EST. DO RS S.A. 1,45 18,82 11 BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. 1,47 19,13 12 BANCO JOHN DEERE S.A. 1,47 19,16 13 BCO RIBEIRAO PRETO S.A. 1,53 20,02 14 BCO PANAMERICANO S.A. 1,57 20,56 15 BCO INDUSVAL S.A. 1,58 20,76 16 BCO DAYCOVAL S.A 1,60 20,97 17 LECCA CFI S.A. 1,62 21,34 18 BCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. 1,64 21,61 19 BCO SAFRA S.A. 1,68 22,14 20 MÚLTIPLA CFI S/A 1,70 22,41 21 BANCO FIDIS 1,77 23,42 22 BCO DO BRASIL S.A. 1,80 23,82 23 ITAÚ UNIBANCO BM S.A. 1,92 25,67 24 BCO ARBI S.A. 1,93 25,76 25 SANTINVEST S.A. - CFI 1,94 25,89 26 BCO INDUSTRIAL E COMERCIAL S.A 2,01 26,93 27 BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. 2,03 27,28 28 BANCO BONSUCESSO S.A. 2,04 27,42 29 BCO BRADESCO S.A. 2,07 27,93 30 BCO RODOBENS S.A. 2,08 27,99 31 BANCO RANDON S.A. 2,16 29,27 32 CARUANA SCFI 2,21 29,95 33 BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. 2,28 31,07 6

7 34 BCO CEDULA S.A. 2,29 31,19 35 BCO DO EST. DO PA S.A. 2,50 34,50 36 ATRIA S.A. - CFI 2,51 34,71 37 BCO A.J. RENNER S.A. 2,64 36,78 38 HS FINANCEIRA 2,65 36,92 39 BCO DO EST. DE SE S.A. 2,70 37,75 40 BANCO TOPÁZIO S.A. 2,78 38,94 41 STARA FINANCEIRA S.A. - CFI 2,89 40,70 42 BCO TRICURY S.A. 2,97 42,12 43 HSBC BANK BRASIL SA BCO MULTIP 3,01 42,77 44 FINANSINOS S.A. CFI 3,04 43,22 45 BCO TRIANGULO S.A. 3,26 46,92 46 DIRECAO S.A. CFI 3,33 48,08 47 BRB - BCO DE BRASILIA S.A. 3,57 52,36 48 GOLCRED S/A - CFI 3, PORTOSEG S.A. CFI 3,82 56,79 50 CREDITÁ S.A. CFI 3,86 57,47 51 VIA CERTA FINANCIADORA S.A. - CFI 3,96 59,29 Fonte: Instituições Financeiras/Bacen Elaboração: FIESP 7

Análise de Custo do Crédito 29 de Maio de 2014

Análise de Custo do Crédito 29 de Maio de 2014 Análise de Custo do Crédito 29 de Maio de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 03 de Abril de 2014

Análise de Custo do Crédito 03 de Abril de 2014 Análise de Custo do Crédito 03 de Abril de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015

Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015 Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015

Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015 Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014

Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014 Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 26 de Fevereiro de 2015

Análise de Custo do Crédito 26 de Fevereiro de 2015 Análise de Custo do Crédito 26 de Fevereiro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015

Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015 Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 22 de Novembro de 2012 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 06 de Março de 2015

Análise de Custo do Crédito 06 de Março de 2015 Análise de Custo do Crédito 06 de Março de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Taxa de Juros de Capital de Giro - Média quadrissemanal (% a.a.) Início da queda dos spreads bancários dos Bancos Públicos

Taxa de Juros de Capital de Giro - Média quadrissemanal (% a.a.) Início da queda dos spreads bancários dos Bancos Públicos Análise de Custo do Crédito 18 de Janeiro de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015

Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015 Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 07 de Março de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 09 de Maio de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 22 de Maio de 2014

Análise de Custo do Crédito 22 de Maio de 2014 Análise de Custo do Crédito 22 de Maio de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 01 de setembro de 2016

Análise de Custo do Crédito 01 de setembro de 2016 Análise de Custo do Crédito 01 de setembro de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 24 de Outubro de 2013

Análise de Custo do Crédito 24 de Outubro de 2013 Análise de Custo do Crédito 24 de Outubro de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 20 de julho de 2017

Análise de Custo do Crédito 20 de julho de 2017 Análise de Custo do Crédito 20 de julho de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 08 de dezembro de 2016

Análise de Custo do Crédito 08 de dezembro de 2016 Análise de Custo do Crédito 08 de dezembro de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 26 de janeiro de 2017

Análise de Custo do Crédito 26 de janeiro de 2017 Análise de Custo do Crédito 26 de janeiro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Aquisição de Veículos (% a.a)

Aquisição de Veículos (% a.a) Análise de Custo do Crédito 09 de março de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 17 de março de 2016

Análise de Custo do Crédito 17 de março de 2016 Análise de Custo do Crédito 17 de março de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 21 de Agosto de 2015

Análise de Custo do Crédito 21 de Agosto de 2015 Análise de Custo do Crédito 21 de Agosto de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 03 de março de 2016

Análise de Custo do Crédito 03 de março de 2016 Análise de Custo do Crédito 03 de março de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 26 de outubro de 2017

Análise de Custo do Crédito 26 de outubro de 2017 Análise de Custo do Crédito 26 de outubro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 05 de Novembro de 2015

Análise de Custo do Crédito 05 de Novembro de 2015 Análise de Custo do Crédito 05 de Novembro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 18 de fevereiro de 2016

Análise de Custo do Crédito 18 de fevereiro de 2016 Análise de Custo do Crédito 18 de fevereiro de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 12 de maio de 2016

Análise de Custo do Crédito 12 de maio de 2016 Análise de Custo do Crédito 12 de maio de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 16 de novembro de 2017

Análise de Custo do Crédito 16 de novembro de 2017 Análise de Custo do Crédito 16 de novembro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito 8/7/11 22/7/11 5/8/11 19/8/11 2/9/11 16/9/11 30/9/11 14/10/11 28/10/11 11/11/11 25/11/11 9/12/11 23/12/11 6/1/12 20/1/12 3/2/12 17/2/12 2/3/12 16/3/12 30/3/12 13/4/12 27/4/12 11/5/12 25/5/12 8/6/12 22/6/12

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 28 de janeiro de 2016

Análise de Custo do Crédito 28 de janeiro de 2016 Análise de Custo do Crédito 28 de janeiro de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 02 de fevereiro de 2017

Análise de Custo do Crédito 02 de fevereiro de 2017 Análise de Custo do Crédito 02 de fevereiro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 16 de fevereiro de 2017

Análise de Custo do Crédito 16 de fevereiro de 2017 Análise de Custo do Crédito 16 de fevereiro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 03 de Setembro de 2015

Análise de Custo do Crédito 03 de Setembro de 2015 Análise de Custo do Crédito 03 de Setembro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 23 de fevereiro de 2017

Análise de Custo do Crédito 23 de fevereiro de 2017 Análise de Custo do Crédito 23 de fevereiro de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito 18/8/11 1/9/11 15/9/11 29/9/11 13/10/11 27/10/11 10/11/11 24/11/11 8/12/11 22/12/11 5/1/12 19/1/12 2/2/12 16/2/12 1/3/12 15/3/12 29/3/12 12/4/12 26/4/12 10/5/12 24/5/12 7/6/12 21/6/12 5/7/12 19/7/12 2/8/12

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito 15/7/11 29/7/11 12/8/11 26/8/11 9/9/11 23/9/11 7/10/11 21/10/11 4/11/11 18/11/11 2/12/11 16/12/11 30/12/11 13/1/12 27/1/12 10/2/12 24/2/12 9/3/12 23/3/12 6/4/12 20/4/12 4/5/12 18/5/12 1/6/12 15/6/12 29/6/12

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 15 de setembro de 2011

Análise de Custo do Crédito 15 de setembro de 2011 Análise de Custo do Crédito 15 de setembro de 2011 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 18 de maio de 2017

Análise de Custo do Crédito 18 de maio de 2017 Análise de Custo do Crédito 18 de maio de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 04 de maio de 2017

Análise de Custo do Crédito 04 de maio de 2017 Análise de Custo do Crédito 04 de maio de 2017 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 14 de abril de 2016

Análise de Custo do Crédito 14 de abril de 2016 Análise de Custo do Crédito 14 de abril de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2011 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 23 de Maio de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 14 de Novembro de 2014

Análise de Custo do Crédito 14 de Novembro de 2014 Análise de Custo do Crédito 14 de Novembro de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 21 de Março de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016

Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016 Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO Período: de 18/9/2012 a 24/9/2012 * Modalidade: Desconto de duplicatas, tipo prefixado TAXA DE JUROS Banco Citibank S A 1,02 12,95 Banco ABC Brasil

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016

Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016 Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 11 de fevereiro de 2016

Análise de Custo do Crédito 11 de fevereiro de 2016 Análise de Custo do Crédito 11 de fevereiro de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 31 de março de 2016

Análise de Custo do Crédito 31 de março de 2016 Análise de Custo do Crédito 31 de março de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Período: 19/03/2013 a 25/03/2013

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Período: 19/03/2013 a 25/03/2013 TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO Período: 19/03/2013 a 25/03/2013 Modalidade: Antecipação de faturas de cartão de crédito pré-fixada BCO DO EST. DO RS S.A. 1,34 17,27 BCO DO BRASIL

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito nálise de Custo do Crédito 21 de junho de 2012 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com o

Leia mais

PESQUISA PROCON-LD - BANCOS

PESQUISA PROCON-LD - BANCOS DATA: 23/2/2010 PESQUISA PROCON-LD - BANCOS CHEQUE ESPECIAL Instituição Taxa de Juros (%) BCO CRUZEIRO DO SUL S A 1,65 %a.m. BCO FATOR S A 1,92 %a.m. BCO VOTORANTIM S A 2,01 %a.m. BCO ALFA S A 2,10 %a.m.

Leia mais

bancos com agência em Lavras, MG

bancos com agência em Lavras, MG bancos com agência em Lavras, MG 237 Banco Bradesco S.A. 756 Banco Cooperativo do Brasil S.A. - BANCOOB 001 Banco do Brasil S.A. 389 Banco Mercantil do Brasil S.A. 033 Banco Santander (Brasil) S.A. 104

Leia mais

Consulta de Ranking de Instituições. Cenário Padrão Duxus - Agosto/2014 COOPERATIVO SICREDI 97,20 BANCOOB 96,40 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 91,45

Consulta de Ranking de Instituições. Cenário Padrão Duxus - Agosto/2014 COOPERATIVO SICREDI 97,20 BANCOOB 96,40 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 91,45 TRisk Consulta de Ranking de Instituições Cenário Padrão Duxus - Agosto/2014 13-02-2015 14:47 - Versão 1.0.1.39 Instituição Ranking COOPERATIVO SICREDI 97,20 BANCOOB 96,40 PAN Capital, Rating externo 91,50

Leia mais

1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil. 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A

1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil. 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A Número Nome 1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A 7 BNDES - Banco Nacional de Desenvolv.

Leia mais

PORTABILIDADE DE CRÉDITO

PORTABILIDADE DE CRÉDITO PORTABILIDADE DE CRÉDITO 1 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 3 1.1. Conceitos 3 1.2. Como funciona 3 1.3. Convênios disponíveis para Portabilidade 3 1.4. Documentação Para Liberação da Proposta 3 2.

Leia mais

Crédito Consignado. na folha de pagamento de benefícios do INSS

Crédito Consignado. na folha de pagamento de benefícios do INSS Crédito Consignado na folha de pagamento de benefícios do INSS Brasília, 27 de março de 2014 RESUMOS DOS CONVÊNIOS SITUAÇÃO DOS CONVÊNIOS TIPO DE CRÉDITO QTDE ATIVOS TOTAL ATIVOS (*) 50 EMPRÉSTIMO PESSOAL

Leia mais

Informativo Econômico

Informativo Econômico Faculdade de Cie ncias Econo micas, Administrativas e Conta beis de Divino polis Instituto de Po s-graduaça o Pesquisa e Extensa o Nu cleo de Pesquisas Econo micas Informativo Econômico Ano VIII Sétima

Leia mais

IRPF - Limites para DIRPF

IRPF - Limites para DIRPF IRPF - Limites para DIRPF SUMÁRIO: 1. 1. Exercício 2013 Quadro de Limites e Tabelas a Serem Observados pela Pessoa Física DISCRIMINAÇÃO OBRIGATORIEDADE DE ENTREGA DA DIRPF/2013 - Declaração de Ajuste Anual

Leia mais

Junho de Taxas de juros

Junho de Taxas de juros Junho de 2016 Taxas de juros Abaixo, segue a relação das taxas de juros cobradas pelas principais instituições financeiras de Divinópolis. A pesquisa foi realizada pelo Nupec com dados disponibilizados

Leia mais

RELAÇÃO DOS BANCOS USADOS NO GFOR

RELAÇÃO DOS BANCOS USADOS NO GFOR RELAÇÃO DOS BANCOS USADOS NO GFOR Código Descrição 19 BANCO DO BRASIL S.A. 27 BANCO CENTRAL DO BRASIL 35 BANCO DA AMAZONIA S.A. 43 BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. 78 BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

BNDES Operação PROGEREN - 13.12.2011

BNDES Operação PROGEREN - 13.12.2011 BNDES Operação PROGEREN - 13.12.2011 Objetivo Aumentar a produção, o emprego e a massa salarial, por meio do apoio financeiro para capital de giro. Vigência Até 31.12.2012. Clientes Podem ser clientes

Leia mais

LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA

LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA LINHAS DE FINANCIAMENTO - HIDROSP SISTEMAS HIDRÁULICOS LTDA 1 - OUROCARD AGRO (Banco do Brasil) OuroCard Agro é um cartão de crédito, em que é possível adquirir bens e produtos agrícolas, por meio de financiamento

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 22-10-08) Edição de 27 de Outubro de 08 Crise não teve impacto significativo nas operações

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado

Pesquisa FEBRABAN de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado Pesquisa FEBRABAN de Projeções Macroeconômicas e Expectativas de Mercado Variáveis Macroeconômicas Pesquisa de Projeções Macroeconômicas (Média) Efetivos Efetivos Pesquisas anteriores 2012 2013 Pesquisa

Leia mais

ATUALIZADO EM 15/08/2017 TIPO DE PARTICIPAÇÃO CNPJ RAZÃO SOCIAL

ATUALIZADO EM 15/08/2017 TIPO DE PARTICIPAÇÃO CNPJ RAZÃO SOCIAL ATUALIZADO EM 15/08/2017 TIPO DE PARTICIPAÇÃO CNPJ RAZÃO SOCIAL CREDENCIADOR 71.027.866/0001-34 BANCO BONSUCESSO S.A. CREDENCIADOR 02.038.232/0001-64 BANCO COOPERATIVO DO BRASIL S.A. - BANCOOB CREDENCIADOR

Leia mais

RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009

RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009 Rural Mercantil do Brasil Banestes RANKING NACIONAL DE CRÉDITO RURAL - MAIO/2009 Saldo devedor do Crédito Rural em R$ mil 16.000.000 14.000.000 12.000.000 10.000.000 8.000.000 6.000.000 4.000.000 5,9 %

Leia mais

RESOLUÇÃO N 8 DE 5 DE MAIO DE 2015, DA REITORA DA UFTM

RESOLUÇÃO N 8 DE 5 DE MAIO DE 2015, DA REITORA DA UFTM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO Uberaba-MG RESOLUÇÃO N 8 DE 5 DE MAIO DE 2015, DA REITORA DA UFTM Aprova a Norma Procedimental NP 50.03.014 Auxílio Financeiro. A REITORA

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 29-07-2008) Edição de 30 de julho de 2008 Crédito à pessoa jurídica permanece forte Em junho

Leia mais

LISTA DE PARTICIPANTES DO ARRANJO MASTERCARD

LISTA DE PARTICIPANTES DO ARRANJO MASTERCARD CREDENCIADOR 00.000.208/0001-00 BANCO DE BRASILIA S.A. CREDENCIADOR 01.027.058/0001-91 CIELO SA CREDENCIADOR 01.181.521/0001-55 BANCO COOPERATIVO SICREDI S.A. CREDENCIADOR 01.425.787/0001-04 REDE, SA CREDENCIADOR

Leia mais

O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.

O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander. ANÁLISE COMPARATIVA RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2013 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica

Leia mais

O cheque especial assinalou uma variação de 41% entre as taxas e para desconto de duplicatas houve uma diferença de 38,9% a.a até 54,3% a.a.

O cheque especial assinalou uma variação de 41% entre as taxas e para desconto de duplicatas houve uma diferença de 38,9% a.a até 54,3% a.a. BOLETIM ECONÔMICO 29/06/2016 ANO X Taxas de juros Nesta Edição: Taxas de juros para pessoa física Taxas de juros para pessoa jurídica Abaixo segue a relação das taxas de juros cobradas pelas principais

Leia mais

FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES LINHAS DE FINANCIAMENTO BNDES

FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES LINHAS DE FINANCIAMENTO BNDES FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES LINHAS DE FINANCIAMENTO BNDES Desde 2000, a ABINEE firmou convênio com o BNDES, para a instalação de um Posto de Informações, na sede da entidade, com o objetivo de facilitar

Leia mais

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12

TABELA DE CAPTAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA PRATICADAS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS EM 02/05/12 TABELA DE CAPTAÇÃO DAS S DE JUROS PARA PESSOA FÍSICA EM 02/05/12 BANCO DO BRASIL BRADESCO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL HSBC MODALIDADES DE CRÉDITO CARTÃO DE CRÉDITO 2,94* 13,56* 2,10* 14,99* 1,90* 2,85** 6,03*

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 24-06-2008) Edição de 25 de junho de 2008 Operações de crédito à pessoa física apresentam

Leia mais

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009

(com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 27-05-2009) Edição de 27 de Maio de 2009 Em Abril de 2009, operações de crédito atingiram

Leia mais

Relatório de Taxas Indicativas

Relatório de Taxas Indicativas DESTAQUES Emissor Ativo Indexador Mínimo 361 dias 721 dias 900 dias 1080 dias 1800 dias 2555 dias Fibra CDB CDI 5.000,00 113,00% 115,50% 116,00% 117,00% Fibra CDB Pré 5.000,00 13,00% 13,00% 12,95% 12,85%

Leia mais

Relatório de Taxas Indicativas

Relatório de Taxas Indicativas DESTAQUES Emissor Ativo Indexador Mínimo 361 dias 721 dias 900 dias 1080 dias 1800 dias 2555 dias Fibra CDB CDI 30.000,00 114,00% 116,00% Fibra CDB Pré 30.000,00 13,75% 13,85% 13,80% Pan CDB Liq. CDI 30.000,00

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2011 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL ANÁLISE COMPARATIVA O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica

Leia mais

101,00% 101,90% 116,00% BMG R$ ,00% 105,00% 107,00% 112,00% Bonsucesso R$

101,00% 101,90% 116,00% BMG R$ ,00% 105,00% 107,00% 112,00% Bonsucesso R$ Relatório de Taxas ATIVOS %CDI Mínimo 90 dias 120 dias 181 dias 361 dias 540 dias 721 dias 900 dias 1080 dias ABC R$ 50.000 101,50% 102,00% 103,50% Banco Votorantim R$ 200.000 101,00% 101,90% BMG R$ 10.000

Leia mais

Relatório de Taxas ATIVOS %CDI. CDBs (SEM LIQUIDEZ) CDBs (COM LIQUIDEZ) LCIs. LCAs. LCs 01/02/2016

Relatório de Taxas ATIVOS %CDI. CDBs (SEM LIQUIDEZ) CDBs (COM LIQUIDEZ) LCIs. LCAs. LCs 01/02/2016 ATIVOS %CDI ABC R$ 50.000 101,50% 102,00% 103,50% Banco Votorantim R$ 200.000 101,00% 101,90% BMG R$ 10.000 116,00% BMG R$ 50.000 102,00% 105,00% 107,00% 112,00% Bonsucesso R$ 30.000 104,00% 109,00% BR

Leia mais

Relatório de Taxas ATIVOS %CDI. CDBs (SEM LIQUIDEZ) CDBs (COM LIQUIDEZ) LCIs. LCAs. LCs 03/02/2016

Relatório de Taxas ATIVOS %CDI. CDBs (SEM LIQUIDEZ) CDBs (COM LIQUIDEZ) LCIs. LCAs. LCs 03/02/2016 ATIVOS %CDI ABC R$ 50.000 101,50% 102,00% 103,50% Banco Votorantim R$ 200.000 101,00% 101,90% BMG R$ 10.000 116,00% BMG R$ 50.000 102,00% 105,00% 107,00% 112,00% Bonsucesso R$ 30.000 104,00% 109,00% BR

Leia mais

Persistência da desaceleração e ligeira elevação na inadimplência

Persistência da desaceleração e ligeira elevação na inadimplência Persistência da desaceleração e ligeira elevação na inadimplência Em maio, a carteira de crédito do SFN totalizou aproximadamente 56,2% do PIB, indicando crescimento de 12,7% em 12 meses. O maior dinamismo

Leia mais

Painel de Banca. Brasil 1 / 17. Perfil sociodemográfico Real delivery Painel IR % Total painelistas: 37.144 88,0% Sexo Homem 13.341.

Painel de Banca. Brasil 1 / 17. Perfil sociodemográfico Real delivery Painel IR % Total painelistas: 37.144 88,0% Sexo Homem 13.341. 1 / 17 Painel de Banca Brasil Características Tamanho painel (ISO): 121.966 Pessoas perfiladas (ISO): 49.597 Taxa de resposta estimada (ISO): 30% Atualizado: 15/12/2014 Tamanho (ISO): o número de participantes

Leia mais

LAYOUT DOS ARQUIVOS DO BALANCETE CONTÁBIL E TABELAS AUXILIARES ERRATA 001

LAYOUT DOS ARQUIVOS DO BALANCETE CONTÁBIL E TABELAS AUXILIARES ERRATA 001 LAYOUT DOS ARQUIVOS DO BALANCETE CONTÁBIL E TABELAS AUXILIARES ERRATA 001 I LAYOUT DOS ARQUIVOS DO BALANCETE CONTÁBIL 1. OPS - ARQUIVO DAS ORDENS DE PAGAMENTO a) Registro 14: Inclusão do campo

Leia mais

O crédito ao setor privado atingiu R$1.948 bilhões no final de 2011, após acréscimos de 2,2% no mês e de 18,9% em relação a dezembro de 2010.

O crédito ao setor privado atingiu R$1.948 bilhões no final de 2011, após acréscimos de 2,2% no mês e de 18,9% em relação a dezembro de 2010. O volume total de crédito do sistema financeiro, computadas as operações com recursos livres e direcionados, atingiu R$2.030 bilhões em dezembro, após crescimento mensal de 2,3%. Ao longo de 2011, o crédito

Leia mais

Relatório de Taxas Indicativas

Relatório de Taxas Indicativas Relatório de Taxas Indicativas CDBs, Compromissadas, LCIs, LCAs, DPGEs e LFs Tabela de Ratings dos Emissores Agência de Rating (Escala Local) Tabela de Referência de Ratings Emissor S&P Moodys Fitch Agências

Leia mais

Novas Condições de Comercialização para Seguros - Ramo Automóvel Vigência a partir de 1/06/2010

Novas Condições de Comercialização para Seguros - Ramo Automóvel Vigência a partir de 1/06/2010 (Atualizações indicadas com esta seta ) CIRCULAR COBRANÇA AUTO Prezado Corretor, Ref.: Novas Condições de Comercialização para Seguros - Ramo Automóvel Vigência a partir de 1/06/2010 Seguem condições atualizadas

Leia mais

Lista de Aplicações Clique sobre o ativo para mais informações.

Lista de Aplicações Clique sobre o ativo para mais informações. Competência: 08/2012 Nome do Fundo: BANRISUL FLEX CREDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO CNPJ: 08.960.978/0001-07 Administrador: BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA CNPJ: 92.702.067/0001-96

Leia mais

Volume de crédito segue em expansão em 2008

Volume de crédito segue em expansão em 2008 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 25-03-2008) Edição de 25 de março de 2008 Volume de crédito segue em expansão em 2008 O ritmo

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 (dados junho de 2015) A SPE não é a fonte primária das informações disponibilizadas nesta apresentação. A SPE apenas consolida e organiza as informações

Leia mais

INSTITUIÇÕES INTEGRADAS*

INSTITUIÇÕES INTEGRADAS* INSTITUIÇÕES INTEGRADAS* *Importante: o conceito utilizado para considerar uma instituição integrada ao sistema é o da comprovação da adequação de sua infraestrutura, com o envio das telas de acesso ao

Leia mais

Guia Prático de acesso a. Linhas de Crédito. para promoção da

Guia Prático de acesso a. Linhas de Crédito. para promoção da Guia Prático de acesso a Linhas de Crédito para promoção da Sustentabilidade dos Cafeicultores 2ª edição, atualizada e revisada - Julho 2015 Introdução Caro produtor, Este Guia, patrocinado pelo Programa

Leia mais

SISTEMA DE AUTORREGULAÇÃO BANCÁRIA (SARB)

SISTEMA DE AUTORREGULAÇÃO BANCÁRIA (SARB) SISTEMA DE AUTORREGULAÇÃO BANCÁRIA (SARB) Índice Sistema de Autorregulação Bancária (SARB)- Apresentação Participantes Evolução Evolução Normativa Evolução do Monitoramento Evolução do Canal Conte Aqui

Leia mais

Panorama do Mercado de Crédito

Panorama do Mercado de Crédito Panorama do Mercado de Crédito FEBRABAN Dezembro de 2011 Rubens Sardenberg Economista-chefe ÍNDICE I. Evolução do Crédito II. Pessoa Física III. Pessoa Jurídica IV. Inadimplência V. Spread VI. Projeções

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

Veja na tabela a seguir as performances de cada aplicação em setembro e no acumulado do ano. Desempenho em setembro. Ibovespa 4,84% -17,96% 30/09/2013

Veja na tabela a seguir as performances de cada aplicação em setembro e no acumulado do ano. Desempenho em setembro. Ibovespa 4,84% -17,96% 30/09/2013 Veículo: Exame.com Os melhores e os piores investimentos de setembro Ibovespa fecha o mês com a maior alta, seguido pelos fundos de ações small caps; na renda fixa, a LTN, título do Tesouro prefixado,

Leia mais

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Agosto 2016 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO O Nupec-Faced pesquisou no mês de julho, na cidade de Divinópolis, dezesseis estabelecimentos que comercializam materiais básicos de construção. Os itens pesquisados

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL

RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL ANÁLISE COMPARATIVA RELATÓRIO ANUAL DE TAXAS DE JUROS / 2012 EMPRÉSTIMO PESSOAL E CHEQUE ESPECIAL O levantamento anual envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica

Leia mais