Palavras-chave: Pizzaria, entrega, gerenciamento, automatização.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palavras-chave: Pizzaria, entrega, gerenciamento, automatização."

Transcrição

1 Nome do Pesquisador(Aluno): Valéria Schinadoski Nome do Orientador: Roberto Yukio Nishimura Titulação do Orientador: Especialista Instituição: Centro Universitário Filadélfia- UNIFIL SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE PIZZARIA Este trabalho apresenta como proposta um projeto para pizzarias que necessitam gerenciar de forma mais organizada o setor específico de entregas de pizzas e dos demais produtos que uma pizzaria pode oferecer.devido o crescimento no mercado deste tipo de serviço, surgiu a necessidade da automatização dos processos e ter um maior controle das informações que são geradas pelas atividades do setor de entrega. O Sistema irá apoiar no controle de pedidos e entregas dos produtos, gerenciando os entregadores (motoboy), os produtos oferecidos pela pizzaria, gerar relatórios de vendas além de melhorar o atendimento de entrega da pizzaria em relação aos seus clientes, tornando mais rápido o momento de registrar o pedido e passar informações ao cliente sobre os produtos que estão à venda.com este sistema, quando um cliente liga para a pizzaria, basta o atendente digitar o número do telefone do mesmo, que ele lhe mostrará se o cliente já está cadastrado ou não. Se não estiver cadastrado o atendente deve cadastrá-lo antes de registrar o pedido. Na página Registrar pedidos é onde será definida a escolha do cliente, o valor de cada item, o valor total e o valor de troco se for solicitado pelo mesmo. No momento em que a solicitação do cliente for cadastrada, ela será impressa. Quando o pedido estiver pronto, o usuário irá passá-lo para o status despachado onde será vinculado um funcionário para fazer a entrega. Os funcionários que não vieram trabalhar, o status do mesmo ficará inativo., já aqueles que compareceram, ficará disponível e quando estiver entregando um pedido, seu status será ocupado. Apenas quando o entregador retornar com o dinheiro é que o pedido passará para o status finalizado.o sistema será local sem servidor específico, tudo concentrado em um único equipamento desktop. A linguagem de programação utilizada é o C# suportada pela plataforma.net framework, a base de dados é o SQLServer. Na modelagem de negócio do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) e como processo de desenvolvimento de software foi utilizado o Rational Unified Process (RUP). Palavras-chave: Pizzaria, entrega, gerenciamento, automatização.

2 Nome do Pesquisador(Aluno): Thiago Adriano Coleti Nome do Orientador: Sergio Akio Tanaka Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia - Unifil Implantação dos níveis F e G do MPS-BR com um Estudo de Caso Este projeto descreve como é feita a preparação do Departamento de Tecnologia de Informação das Lojas Santa Terezinha, para certificação nos níveis F e G do MPS-BR. As Lojas Santa Terezinha é uma rede de lojas de móveis e eletros com sede na cidade de Ibaiti PR com filiais nos estados do Paraná, São Paulo e Rondônia. A empresa conta atualmente com 60 filiais que são atendidas pelo Departamento de Tecnologia da Informação da própria empresa, além de ter todo o suporte de infraestrutura também feitos pelo mesmo departamento. A empresa conta, atualmente com uma equipe de desenvolvimento de software, porém essa equipe nunca trabalhou com padrão de projeto definido. Devido a essa falta de padrão de projeto, diversos trabalham tiveram atrasos em tempo e custo para entrega, além de serem de difícil manutenção. Pensando em mitigar esse problema, ficou clara a necessidade de implantar um modelo de qualidade para desenvolvimento de software visando criar um modelo padrão de qualidade no trabalho. O modelo escolhido foi a Melhoria de Processo de Software Brasilerio (MPS-BR), por ser um modelo de baixo custo de implantação em empresas de pequeno e médio porte. Palavras-chave: MPS-BR, CMMI, Qualidade de Software Nome do Pesquisador(Aluno): Felipe Sicorski Nome do Orientador: Sergio Akio Tanaka Titulação do Orientador: Mestre Instituição: UNIFIL APLICAÇÃO DA UML PARA MODELOS WEB: UM ESTUDO DE CASO O estudo e desenvolvimento de metodologias para desenvolvimento de software é um fator importante para uma equipe de desenvolvedores de aplicações WEB atingir seus objetivos dentro de cronogramas e com qualidade superando as espectativas do usuários e este trabalho apresenta conceitos estudados sobre os padrões da UML para WEB aonde apresentaremos os conceitos da WEB, sendo o foco principal deste trabalho a apresentação de duas metodologias para melhorar o desenvolvimento e qualidade de aplicações web, bem como o comparativo entre as metodologias. Assim apresentaremos o método de Jim Conallen e o método Hypermedia Design Method. Para tanto perceberemos a vantagem e desvantagens dos métodos dentro dos comentários feitos. Palavras-chave: WEB, Arquitetura, Hypermedia Design Method, implementação.

3 Nome do Pesquisador(Aluno): Luister Bonzanini, Aldo Massahide Arasaki Tiago Augusto Afonso Vaz Teixeira Nome do Orientador: Lupercio Luppi Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia - UniFil BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS UTILIZANDO ORACLE STREAMS O presente artigo apresenta um estudo dos sistemas gerenciadores de banco de dados distribuídos. Neste cenário a instalação dos bancos é replicada em dois ou mais computadores com a intenção de garantir a maior disponibilidade dos dados e também melhor desempenho do sistema. Para isso foi utilizado o Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) Oracle, com a ferramenta existente na versão Enterprise do SGBD, conhecida como Oracle STREAMS, que permite criar replicação síncrona ou assíncrona com filtragem ou não dos dados replicados entre múltiplos nós, para esse artigo foi feita uma replicação assíncrona com filtragem de dados entre dois nós apenas. O intuito era deixar os dados pertinentes a uma filial apenas naquela filial sendo o nó secundário e o nó primário com a informação consolidada da filial e matriz juntas. Como a filtragem se aplica a cada tabela, é necessário conhecer a estrutura física de cada tabela para saber por qual campo criar a clausula where da filtragem, com isso identificado cria-se três scripts, o primeiro chamado de startup habilita a replicação de um nó para outro com os serviços de rede do Oracle previamente configurados, o segundo chamado de exportimport copia a estrutura das tabelas do nó primário para o secundário, apenas utilizando a ferramenta do próprio SGBD conhecida como DATAPUMP, e finalmente o setup que habilita a replicação dos dados da tabela no momento do commit, mas é assíncrono porque não depende da confirmação do segundo nó para finalizar a instrução commit do primeiro nó. Conclui-se que a ferramenta Oracle Streams é de fácil administração e configuração, tornando a funcionalidade de banco de dados distribuídos muito mais simples do que se esperava, tornando isso totalmente viável para qualquer tamanho de banco de dados, seja de empresas com muito volume ou pouco. Palavras-chave: Banco de Dados, Banco de Dados Distribuídos, Oracle Streams

4 Nome do Pesquisador(Aluno): Rafael Ranieri Fassula _ Luiz Biagi Nome do Orientador: Sergio Akio Tanaka Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia- Unifil COMPARATIVO MÉTODOS AGEIS RESUMO: Atualmente existem no vários métodos de desenvolvimento de software disponíveis que utilizam a abordagem Ágil e que, por seguirem os princípios Ágeis, apresentam uma série de atividades semelhantes no seu processo de desenvolvimento. Este trabalho apresenta uma comparação entre os processos propostos pelos métodos ágeis Extreme Pro-gramming (XP), Scrum e Feature Driven Development (FDD), assim como suas vantagens e desvantagens, suas principais características, pontos positivos e falhas, de forma a auxiliar a equipe de desenvolvimento na escolha do método que melhor se adapte a suas expectati-vas. No estudo comparativo foram adotados critérios para servirem de base na identificação das atividades propostas pelos Métodos Ágeis sugeridas pelo Desenvolvimento Incremen-tal. Este trabalho oferece o conteúdo necessário ao auxilio de tomada de decisão que pode intervir na escolha de uma metodologia especifica a um processo ou projeto especifico de uma equipe de desenvolvimento de software. Palavras-chave: Metodologias Ágeis, extreme Programming, Engenharia de Software. Introdução As metodologias ágeis são uma resposta às chamadas metodologias pesadas ou tra-dicionais. Mesmo com consideráveis evoluções no desenvolvimento de software ao longo dos anos como grandes avanços e transformações em termos teóricos relacionados às técni-cas, modelos, ferramentas e metodologia de engenharia de software, a entrega de projeto de software em prazos e custos acordados nem sempre é cumprida. Processos orientados à do-cumentação para o desenvolvimento são de certa forma fatores limitadores a equipe. Para auxiliar os profissionais em tecnologia interessados na utilização da abordagem ágil, este trabalho compara: Extreme Programming, Scrum e Feature Driven Development. Resultados e Considerações Finais Cada método ágil possui características que influenciam no funcionamento e no desenvolvimento do projeto de software. Algumas delas podem ser encontradas em vários métodos e outras são específicas. A seguir é apresentado um estudo comparati-vo, realizado por Abrahamsson et al (2002). XP Pontos Chaves: Desenvolvimento dirigido pelo cliente, equipes pequenas e versões freqüentes. Principais características: Refatoração do sistema melhora o desempenho e é responsável pelas mudanças. Falhas:Pouca atenção no uso de prática de gerenciamento. SCRUM Pontos Chaves:Pequeno, auto-organizável, ciclo de desen. de 30 dias.

5 Nome do Pesquisador(Aluno): Mauricio Keniti Azuma Nome do Orientador: Ruy Nishimura Titulação do Orientador: Professor Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UniFil Sistema Imobiliário Web Este trabalho apresenta a proposta de análise e desenvolvimento de um sistema web, o SIW - Sistema Imobiliário Web. O projeto propõe uma melhoria no relacionamento da empresa com seus clientes ao promover o acesso às informações de forma automatizada e com menor incidência de erros e inconsistências. Além desta característica principal, o sistema permitirá a divulgação comercial do empreendimento por meio de descrição e visualização dos imóveis. Por se tratar de um sistema de controle gerencial espera-se o amplo controle das informações pertinentes aos contratos de locação gerenciados pela empresa. Os recursos utilizados para o desenvolvimento do sistema foram o Rational Unified Process (RUP) para o processo de desenvolvimento de software e a Unified Modeling Language (UML) na modelagem do módulo de integração do sistema. A linguagem de programação adotada foi o J2EE. Por se tratar de aplicação baseada na web, foi utilizado o Apache TomCat 6 como servidor de aplicações web e o banco de dados MySQL 5.0 como sistema gerenciador de banco de dados. Como ferramentas de desenvolvimento foram utilizadas o Eclipse 3.4 como editor de códigos Java e o SQLyog para definição e manipulação (DDL e DML) das tabelas e dados no banco de dados. A implementação do sistema web proposto neste projeto possibilitou a automação dos processos de gerenciamento operacionais com alto desempenho. Palavras-chave: sistema imobiliário web, gerenciamento imobiliário, controle gerencial.

6 Nome do Pesquisador(Aluno): CRISTIANE CONNINCK DE ALMEIDA Nome do Orientador: NELMA CAMELO ARAUJO Titulação do Orientador: MESTRE Instituição: UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA ANÁLISE DO SISTEMA DE ROTULAGEM EM REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS Esta pesquisa discorre sobre os elementos de Arquitetura da Informação (AI), mais especificamente as etiquetas/rótulos, baseados em procedimentos de descrição física e temática que possam contribuir com a organização dos documentos armazenados em repositórios digitais institucionais. O objetivo deste trabalho foi analisar os elementos da organização dos conteúdos dispostos nos rótulos de três repositórios institucionais brasileiros, que são: BDBComp da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o da Biblioteca Digital da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e da UNITAU (Universidade de Taubaté) Ciências Agrárias. Sobre a Arquitetura de Informação, Roselfeld e Morville (2002), descrevem como aquela que emprega os sistemas de organização, navegação, rotulagem e busca, para estruturação das informações, visando à criação de estruturas digitais que priorizam a organização descritiva, temática, representacional, visual e navegacional de informações. Em cada repositório estudado foram analisadas e observadas as páginas iniciais e internas dos sites. Foi observado separadamente os esquemas e as estruturas de organização da informação dos repositórios. Os critérios analisados foram: organização (principal ou secundária); esquema (exato alfabético, exato cronológico, ambíguo tópico ou ambíguo orientado ao público); procedimento (catalogação, classificação ou indexação).o resultado da análise mostrou que existem diferenças na organização dos repositórios diretamente relacionadas às ferramentas utilizadas. Todos utilizam o Dspace, identificouse que seus rótulos estão organizados por comunidades, subcomunidades e coleções, que indicam as categorias para o armazenamento dos documentos. Nos repositórios avaliados, todos utilizam o Dspace, esta ferramenta facilita a identificação da organização principal e consequentemente suas comunidades, subcomunidades e coleções, que indicam as categorias para o armazenamento dos documentos. Na maioria das vezes, a organização principal, acaba seguindo a classificação de unidades de pesquisa da universidade responsável pelo repositório. As comunidades e subcomunidades dos repositórios que empregam esta ferramenta são utilizadas com a finalidade de estabelecer hierarquias para agrupar coleções de documentos. Palavras-chave: Repositório institucional. Sistema de rotulagem.

7 Nome do Pesquisador(Aluno): Hilson Batista de Souza Junior Nome do Orientador: Lupercio Luppi Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia- UniFIL Sistema para Documentação de Rede Local de Computadores SDRLC Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para documentar todos os itens que compõem uma rede local de computadores. O escopo deste projeto envolve desde o administrador de um segmento de rede, passando por portas lógicas, switches, mapas ou desenhos e toda infra-estrutura de rede de computadores. Dentre as funcionalidades do sistema proposto destacam-se o cadastro dos itens necessários para o gerenciamento e manutenção de cada um dos segmentos da rede de computadores. Disponibilizara o histórico das manutenções realizadas em cada segmento de rede, os dados e testes iniciais efetuados quando no momento de sua instalação, entrada em funcionamento e liberação ao usuário. O sistema possibilita também, que o gerente ou encarregado do setor acompanhe os procedimentos de manutenção, implantação e expansão realizadas em cada um dos segmentos da rede. O SDRLC estará disponível tanto com a interface Web, para acesso por meio da Internet, como a interface console que permitirá a utilização do sistema a partir de aplicação específica. A arquitetura baseia-se em linguagem Java, por se tratar de uma linguagem de alto nível e simples, independente de arquitetura, segura e bem estruturada, alem de atender às interfaces web e console. O armazenamento das informações do sistema será feito em um banco de dados ORACLE em sua versão Database Express Edition, e o desenvolvimento será realizado com a ferramenta XSEED JAVA INNOVATION por se tratar de um framework especial de alta produtividade adotado pela empresa onde o sistema está sendo proposto. A análise e modelagem do sistema foi feita segundo os princípios da Unified Modeling Language (UML) e o processo de desenvolvimento utilizado foi o Processo Unificado Rational Unified Process (RUP). Palavras-chave: Cadastro de rede, ORACLE, JAVA, INNOVATION, UML, RUP

8 Nome do Pesquisador(Aluno): Bruno de Castro Souza Nome do Orientador: Roberto Yukio Nishimura Titulação do Orientador: Instituição: Centro Universitário Filadélfia - UNIFIL SCE - Sistema de Controle de Estoque Resumo: Este trabalho apresenta a proposta de desenvolvimento de um sistema para controlar as rotinas do controle de estoque para uma empresa do que está no mercado há 10 anos, prestando serviços de suporte, manutenção e venda de computadores. O desenvolvimento do software tem como finalidade a criação de um controle de estoque que possa ser operado por usuários que não necessariamente tenham conhecimento avançado de tecnologia. O sistema proposto é mono-usuário e será implantado em um servidor não dedicado que armazenara o banco de dados e o aplicativo propriamente dito. A arquitetura do sistema a ser utiliza é model-view-controller, MVC é um padrão de arquitetura de software. Com o aumento da complexidade das aplicações desenvolvidas torna-se fundamental a separação entre os dados (Model) e o layout (View). Desta forma, alterações feitas no layout não afetam a manipulação de dados, e estes poderão ser reorganizados sem alterar o layout. A plataforma tecnológica proposta para o sistema foi o Java por se tratar de um ambiente de código aberto e pela significativa evolução de sua utilização nos últimos anos além da portabilidade que permite que a aplicação seja implementada em qualquer ambiente operacional que suporte maquinas virtuais do Java. O Processo de engenharia de software adotado foi o Rational Unified Process - RUP e tem como objetivo assegurar a produção de software seguindo padrões de qualidade mundialmente aceitos e que satisfaça as necessidades dos usuários finais do sistema obedecendo prazos e orçamentos previstos. O armazenamento de dados será feito no Sistema Gerenciador de Banco de Dados SGBD - Mysql que utiliza a linguagem estruturada de consultas SQL (Structured Query Language) para definição e manipulação dos dados. A análise e modelagem do projeto seguiram os padrões da Unified Modeling Language - UML (Linguagem Unificada de Modelagem), com a diagramação produzida a partir do Rational Rose. Palavras-chave: Sistema de Controle de Estoque, UML, Java, Mysql

9 Nome do Pesquisador(Aluno): Nelson Henrique Zanete Nome do Orientador: Sergio Tanaka Titulação do Orientador: mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia - Unifil Curso para apresentação: APLICAÇÃO DE UM MODELO SEMÂNTICO DE METADATA NA ESPECIFICAÇÃO DE REQUISITOS Este trabalho apresenta um modelo de organização dos documentos e ou artefatos referentes ao projeto. Aborda alguns problemas de interoperabilidade técnica e semântica e sugere soluções tecnológicas viáveis para minimizá-los. A idéia básica consiste em organizá-los como uma aplicação web padrão e em seguida adicionar metadata para prover localização, troca e recuperação de informações aliado a significado preciso de termos. A tecnologia empregada a este propósito, o Resource Description Framework (RDF), permite adicionar declarações, sinônimos e palavras que não estão presentes nos artefatos, mas que são pertinentes a eles. Para evitar confusões entre definições conflitantes do mesmo termo, aplicou-se a facilidade de namespace que nada mais é do que um modo, para amarrar um uso específico de uma palavra dentro de um contexto, para o lugar onde a definição pretendida será encontrada. Formas alternativas de esquemas e modelos para um mesmo conjunto de artefatos foram definidas e submetidas ao parser. Com uma abordagem simples foi possível usar banco de dados relacional para comportar os resultados do parser e facilitar a extração de informações sob várias perspectivas. Palavras-chave: RDF; metadata; Engenharia de Software

10 Nome do Pesquisador(Aluno): Alexandre Consoli Andrich Nome do Orientador: Lupercio Fuganti Luppi Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UniFil Sistema de Gerência de Servidores O Sistema de Gerência de Servidores está sendo desenvolvido para o setor de Tecnologia da Informação Suporte de uma empresa do ramo de telecomunicações e tem o objetivo principal de documentar toda a rede de servidores da empresa, facilitando com isso a administração dos equipamentosas principais funcionalidades do sistema são as gerências de servidores, o controle e acompanhamento dos backups, contratos de manutenção, responsáveis técnicos dos servidores, ordens de serviço para manutenção e também a geração de relatórios. Entre os principais relatórios estão o de servidores, contendo informações relevantes como endereço ip, tipo de banco de dados, sistema operacional, quantidade de memória principal e secundária e o relatório de downtime de servidores, onde é mostrado em forma de gráfico o tempo que o servidor ficou fora do ar em uma determinada manutenção.o sistema proposto será executado em um ambiente web em forma de servlets a partir do servidor web. A versão utilizada do servidor web é o Tomcat, versão 5.5 e a linguagem/tecnologia utilizada é o JAVA na sua versão 5.Como banco de dados foi escolhido o Oracle XE, na versão 10g por se tratar de um gerenciador de banco de dados que oferece os recursos necessários e principalmente por se tratar da solução já adotada para os demais sistemas da empresa. Para o desenvolvimento do código Java está sendo usada a ferramenta XSEED INNOVATION, que é utilizada pelos desenvolvedores da empresa. As classes de aplicação no XSEED INNOVATION são divididas em três camadas (Camada de Persistência, Camada de Negócios e Camada de Interfaces) e sete categorias:. Estas camadas se encontram devidamente documentadas no trabalho.na modelagem do sistema será usado a Unified Modeling Language (UML) e como processo de desenvolvimento será utilizado o software Rational Unified Process (RUP). Palavras-chave: Servidores, TOMCAT, ORACLE, JAVA, XSEED INNOVATION, UML, RUP

11 Nome do Pesquisador(Aluno): Maykon Dí Cézaris Ribeiro Martins Nome do Orientador: Lupercio Luppi Titulação do Orientador: Prof. Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UNIFIL SCAD - Sistema de Controle de Arquivos Digitais O presente projeto de estágio propõe análise e o desenvolvimento de um software para gerenciamento de arquivos digitalizados, ou seja, um sistema de gerenciamento eletrônico de documentos. O sistema proposto proporciona a catalogação dos arquivos da empresa em uma base de dados, para que seja possível cadastrar, excluir, consultar e editar as informações relacionadas aos arquivos e tipos de documentos melhorando o processo de busca e contribuindo para uma melhor organização dos documentos dentro da empresa. Com a utilização desse novo sistema espera-se que a empresa possa otimizar o tempo de busca e alcançar uma melhoria na agilidade de recuperação de documentos, uma vez que o processo atual de procura de documentos é feito de forma manual o que tem se demonstrado extremamente moroso. O Sistema de Controle de Arquivos Digitalizados (SCAD) é uma aplicação web que tem como finalidade catalogar todos os documentos que são emitidos e recebidos pela empresa, e oferecer um mecanismo de busca simples e eficiente onde o usuário poderá buscar e atualizar informações além de possibilitar a impressão dos documentos armazenados, ou ainda salvar uma cópia do documento. O acesso ao sistema é feito mediante autenticação no formato login/senha, e esse mecanismo se mostra suficiente para o nível de segurança proposto para o acesso aos arquivos. O projeto será desenvolvido tendo como base o conceito de desenvolvimento de software orientado a objeto, o processo de desenvolvimento proposto é baseado no RUP (Rational Unified Process), e a diagramação segue os padrões estabelecidos pela UML (Unified Modelling Language). As linguagens utilizadas foram PLSQL, JAVA - JSP utilizando JSF (Java Server Faces), também as bibliotecas JSTLS, javascript e Ajax implementados no Oracle Portal, para a criação de páginas HTML dinâmicas. O servidor de aplicações web, o IAS (Internet Application Server WEBLOGIC). Os dados são armazenados em uma base de dados ORACLE10g. Palavras-chave: GED, Documento Eletrônico, JAVA.

12 Nome do Pesquisador(Aluno): Thiago Capistrano Moreira Nome do Orientador: Sandro Teixeira Pinto Titulação do Orientador: Pós-Graduado em Engenharia de Software Instituição: Centro Universitário Filadélfia- Unifil S.O.S SISTEMA DE ORDEM DE SERVIÇO Este trabalho tem como objetivo propor um sistema para automatizar e otimizar as tarefas de gerenciamento e controle de ordens de serviço que atualmente são realizadas manualmente. O procedimento atual tem se mostrado insuficiente para a empresa pois é bastante suscetível a erros, desta forma o presente projeto tem a intenção de oferecer um maior controle sobre as dificuldades mais comuns apresentadas pelos usuários, reduzindo o tempo gasto na solução dos chamados abertos. O sistema proposto tem como características principais o controle de usuários, controle de computadores, controle de periféricos, controle de setores, além da emissão de relatórios gerenciais. Para acompanhamento das Ordens de Serviço o sistema permitirá a abertura e enceramento de ordem de serviço e o nível de acesso para os usuários será feito por meio de autenticação no formato login e senha. O sistema será uma aplicação desktop desenvolvida na linguagem Java na versão Java 2 Standard Edition (J2SE) utilizando a arquitetura Model-View-Controller (MVC) e também utilizado o Data Access Object (DAO) para persistência de dados e Java Database Connectivity (JDBC) para realizar a conexão entre sistema e banco de dados MySql na versão 5. Para desenvolvimento do sistema proposto será utilizado o Integrated Development Environment (IDE) Eclipse versão 3.2 e para o Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) SQLyog na versão A modelagem do sistema foi feita seguindo o padrão da Unified Modeling Language (UML) fazendo uso da ferramenta case Rational Rose na versão 7 que irá auxiliar no processo de construção do projeto. O processo para desenvolvimento adotado será o Rational Unified Process (RUP). A implementação do sistema será feita na arquitetura clienteservidor onde os usuários terão acesso à aplicação servidor por meio do Xcopy e as estações deverão ter instalado o Java SE Runtime Environment (JRE). Palavras-chave: Sistema OS, Aplicações Java, Ordem de Serviço, Controle de Ordem de Serviço.

13 Nome do Pesquisador(Aluno): Alexandre Aparecido de Brito Nome do Orientador: Lúcio Kamiji Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia -UniFil Controle de Atendimento a Clientes (CAC) Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para controlar ordens de serviço de uma empresa que atua do ramo de programação visual (Impressão digital, adesivagem e confecção de banners). Dentre as funcionalidades propostas estão cadastros elementares, tais como: abertura de ordem de serviço, lançamento de orçamentos, acompanhamento, cadastro de clientes, cadastro de fornecedores, e demais recursos. O sistema possibilita armazenar um histórico para consultas e controle interno, dessa forma automatizando o processo que atualmente é manual. A execução do sistema é feita diretamente pelo Desktop do usuário final. A arquitetura cliente-servidor baseia-se na comunicação entre a linguagem da interface e a base de dados MySQL. A linguagem de programação utilizada foi Java. Na modelagem do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) com a finalidade de ter um bom entendimento da arquitetura do software. O processo de desenvolvimento de software foi utilizado o Rational Unified Process (RUP) passando pelas 4 (quatro) fases (iniciação, elaboração, construção e transição) e por 5 (cinco) disciplinas do processo (Requisitos, Analise e Design, Implementação, Testes e Implantação). Palavras-chave: Programação Visual, MySQL, Java, UML, RUP.

14 Nome do Pesquisador(Aluno): Leonardo Rodrigues da Silva Nome do Orientador: Ruy Nishimura Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia - UniFil Inet Control Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para controlar com mais eficácia a abertura e fechamento de ordens de serviço, que são cadastradas em uma assistência técnica, em geral essas ordens de serviço são abertas para a manutenção preventiva e reparação de micro computadores. O escopo do projeto envolve as funções de: cadastro de equipamento, que seria o equipamento encaminhado pelo cliente para reparo, cadastro de peças que são as peças utilizadas (caso haja necessidade) na manutenção do equipamento, cadastro de clientes e cadastro de ordem de serviço. Dentre as funcionalidades destacam-se os procedimentos de abertura e fechamento das ordens de serviço cadastradas no sistema, além da emissão de relatórios.a implantação do sistema propõe um maior controle e eficácia nos procedimentos gerais de uma empresa especializada em assistência técnica de micro-computadores, com a intenção de facilitar e agilizar o processo de cadastramento e controle de ordens de serviço e cliente.a interface do sistema baseia-se na linguagem de programação JAVA fazendo o uso o kit de desenvolvimento (JDK) na sua versão 1.7. A escolha desta linguagem se deve ao fato de ser uma tecnologia totalmente gratuita, ambiente de desenvolvimento e editores também. A tecnologia JAVA suporta processamento paralelo múltiplo (Multi-Thread) e é uma linguagem totalmente portável, o mesmo código funciona em diversas plataformas sem a necessidade de alteração de código. Os dados serão armazenados em uma base de dados MySql na versão 5.0 e atualmente dois gerenciadores de estão sendo usados o MySql Query Browser e o Navicat 8 for MySql.Na modelagem do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML), a versão 2.0 é uma melhoria substancial da arquitetura básica, acertando muitas das definições fundamentais e melhorando o alinhamento com outras tecnologias importantes patrocinadas pelo OMG. Como processo de desenvolvimento foi utilizado Rational Unified Process (RUP) é um processo de engenharia de software. Ele oferece uma disciplina para assumir tarefas e responsabilidades dentro de uma organização de desenvolvimento. Seu objetivo é assegurar a produção de software de alta qualidade que satisfaça as necessidades de seus usuários finais. Palavras-chave: Sistema de Ordem de Serviço, RUP, UML, MySql, NetBeans.

15 Nome do Pesquisador(Aluno): Thiago Leopoldo Zambrin Nome do Orientador: Simone Tanaka Titulação do Orientador: Mestre Instituição: Centro Universitário Filadélfia-Unifil CVSJ - Controle de Venda de Semi Jóias Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para gerenciar os processos compra venda e controle de estoque, de uma empresa que trabalha com semi-jóias, anéis, brincos, pulseiras em geral.o escopo do projeto envolve as funções de cadastro de mercadoria, cadastro de fornecedor, cadastro de cliente, e emissão de relatórios.dentre as varias funções deste sistema destaca-se o sistema de venda que será feita através de leitor de código de barras. A implantação deste sistema propõe um maior controle dos processos gerenciais da empresa assim facilitando o controle de estoque das mercadorias, uma organização no cadastro dos clientes fornecedores e mercadoria, e uma maior agilidade na comercialização dos produtos.a interface do sistema é baseada em solução para computadores móveis (note-book) uma vez que cada vendedor da empresa terá seu estoque próprio e a sua mão.o sistema será desenvolvido em linguagem de programação JAVA com kit de desenvolvimento (JDK) na versão 1.6. A escolha dessa linguagem se da por ela ser gratuita, por obter ferramentas desenvolvedoras também gratuitas além de ser uma tecnologia dinâmica, segura e por suportar processamento paralelo múltiplo (Mult-Threaded) o mesmo código funciona em diversas plataformas.a base de dados será o MySQL 5.0 também por obter uma versão gratuita e para gerenciamento do banco será usado o SQLyog.A ferramenta de desenvolvimento (IDE) usada será o NetBeans 6.0, este software foi adotado por ser de fácil manuseio e por meus conhecimentos.na modelagem foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) na versão 2.0, permite que desenvolvedores visualizem os produtos de seus trabalhos em diagramas personalizados, melhorando o alinhamento com outras tecnologias. Como processo de desenvolvimento foi usado Rational Unified Process (RUP), Seu objetivo e assegurar a produção de softwares de alta qualidade. Palavras-chave: cvsj

16 Nome do Pesquisador(Aluno): Fernanda Azevedo Tiburcio Nome do Orientador: Sandro Teixeira Pinto Titulação do Orientador: Especialista Instituição: Centro Universitário Filadélfia -UniFil Sistema de Vendas a Prazo - SVP Este projeto tem por objetivo o desenvolvimento de um software de controle de recebimentos de vendas a prazo. O projeto esta sendo proposto em uma empresa comercial que atua no segmento de artigos de uso pessoal, como roupas, bolsas, e artigos infantis. O escopo do projeto visa atender a necessidade do estabelecimento em controlar os recebimentos das vendas que são realizadas a prazo, para tanto o sistema propõe um controle de clientes e produtos; Além dos cadastros essenciais a movimentação de venda, tão bem quanto os pagamentos efetuados serão controlados pelo sistema por meio de um histórico financeiro de cada cliente para consultas onde é possível, também, a emissão relatórios para acompanhamento do controle financeiro. O sistema visa atender principalmente a gerência, que necessita de informações sobre os recebimentos a prazo. A aplicação será para Desktop e o ambiente de produção contará com um servidor para execução da aplicação e que também será responsável pelo banco de dados. O acesso ao sistema será feito por meio de um terminal em uma arquitetura cliente-servidor. O sistema foi desenvolvido na linguagem de programação Java com a ferramenta NetBeans 6.7, e como banco de dados foi utilizado o MySQL Server 5.1, para modelagem do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) 2.0 e como ferramenta de modelagem foi utilizado o IBM Rational Rose Enterprise Edition 7.0.0, como processo de desenvolvimento foi utilizado o Rational Unified Process (RUP) Palavras-chave: Controle financeiro. Vendas a prazo. Aplicação Desktop

17 Nome do Pesquisador (Aluno): Mateus Siqueira Pio Nome do Orientador: Roberto Yukio Nishimura Titulação do Orientador: Professor Especialista Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UniFil Gerenciamento de Estoque Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para controle de estoque de um depósito de materiais para construção. O escopo do projeto envolve algumas funções como cadastros, controle de entrada e saída de produtos e relatórios de vendas. Dentre as funcionalidades propostas estão os cadastros para a operação do sistema, disponibilidade de produto para venda e situação de estoque. O sistema possibilita, também, o gerenciamento de funcionários da empresa, possibilitando ao gerente, verificar as vendas de cada um dos funcionários através de relatórios. O sistema possui interface desktop. Utilizando banco de dados MySql, e a linguagem Java que são duas tecnologias muito utilizadas hoje no setor da informática. O sistema não visa a implantação e geração de notas fiscais, somente pretende dar uma melhor condição de gerenciamento do estoque e dos funcionários, disponibilizando um controle mais preciso ao gerente da empresa. Na modelagem do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) através da ferramenta JUDE community e como processo de desenvolvimento de software foram utilizados vários recursos de diversas metodologias ágeis como SCRUM, XP (Extreme Programming) e também do RUP (Rational Unified Proccess). Palavras-chave: Gerenciamento de estoque, controle de estoque, UML, XP, SCRUM, RUP, JUDE, JAVA, MySql.

18 Nome do Pesquisador(Aluno): Marcus Vinicius Romero Nome do Orientador: Ruy Nishimura Titulação do Orientador: Instituição: Centro Universitário Filadélfia- UNIFIL SGA Sistema de Gerenciamento de Armarinhos Este trabalho apresenta a proposta de um sistema para gerenciar uma loja de aviamentos tambem conhecida popularmente como armarinhos. Como na maioria das lojas o controle é precario o SGA ajudará a gerenciar as operações mais basicas como gerenciar seus funcionarios, clientes e fornecedores,o SGA tambem ajudará a controlar seus produtos e estoque cadastrando e excluindo os produtos existentes no mercado e registrando a quantidade incluida e retirada no estoque, armazenando os dados para consultas posteriores. O sistema de registrar vendas será automatizado com o controle de estoque, dando as baixas e tambem guardando no banco os dados utilizados, como o funcionario que efetuo a venda, o produto que está sendo vendido, a quantidade comprada e tambem mais não obrigatorio o cliente que está comprando, os dados serão usados posteriormente para a criações de relatorios. O SGA conta com uma interface para Desktop. A interface e a arquitetura baseia-se na comunicação entre a linguagem de programação Java 1.6 e a base de dados MySQL 5.0.Como ferramentas de desenvolvimento em JAVA foi utilizado o IDE Eclipse 3.4, para definição e manipulação (DDL e DML) das tabelas e dados no banco de dados foi utilizado o SQLyog v7.02. A implementação do sistema em java aplicado nesse projeto possibilita-rá a migração do SO do Desktop da loja atualmente em Windows para o Linux reduzindo assim gastos com a licensa do mesmo. Na modelagem do módulo de integração do sistema foi utilizado a Unified Modeling Language (UML) e como processo de desenvolvimento de software foi utilizado o Rational Unified Process (RUP). Palavras-chave: Armarinhos

19 Nome do Pesquisador(Aluno): WILIAM RENATO BERTONCINI Nome do Orientador: LÚCIO KAMIJI Titulação do Orientador: ESPECIALISTA Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UNIFIL DIÁRIO DE CLASSE EM DISPOSITIVO MÓVEL Este trabalho tem como objetivo apresentar uma nova solução de serviço para instituições de ensino, e por conseqüência agilizar as atividades de preenchimento do diário de classe e o lançamento das notas dos discentes.com a implantação do sistema, existe a perspectiva de redução dos erros e retrabalhos inerentes a atividade docente de registro de presenças e notas, o que supõe uma melhoria na qualidade dos serviços.o sistema será instalado em dispositivos móveis, como smartphone e PDA, e possibilitará o docente lançar diariamente a freqüência dos discentes em sala de aula, e lançar periodicamente as notas referentes às avaliações e trabalhos dos mesmos.a vantagem mais trivial da mobilidade é, logicamente, a possibilidade de acessar dados em qualquer lugar e a qualquer momento. Mas as vantagens não param por aí. Com sistemas móveis bem planejados, é possível:- Otimizar o tempo, já que você terá um sistema ao seu lado que lhe dará informações precisas de forma imediata. Além disto, seu sistema poderá enviar e receber informações remotamente, dispensando seu deslocamento para outros locais para receber tais dados.- Aumentar a produtividade, já que, em vez de escrever em papel (que teria que ser redigitado), você escreverá num formato digital, podendo retransmitir as informações para outros dispositivos / sistemas de forma automática e instantânea.para o desenvolvimento será utilizada a linguagem C# com a IDE do Microsoft Visual Studio O sistema será executado no sistema operacional WINDOWS MOBILE.A troca de informações entre os dispositivos móveis e os servidores da instituição de ensino será através de arquivos XML ( extensible Markup Language ) e Web Services. Palavras-chave: MOBILIDADE, PDA, WINDOWS MOBILE

20 Nome do Pesquisador(Aluno): Ernani Guilherme Groff Moura Nome do Orientador: Lúcio Kamiji Titulação do Orientador: Especialista Instituição: Centro Universitário Filadélfia-UniFil Desenvolvimento de um Jogo em Java O projeto tem como objetivo desenvolver um jogo simples e divertido para que a empresa possa utilizar para comercialização, pois a mesma está visando entrar nessa área de jogos para celular.apesar de não ser um jogo com gráficos muito avançado como os vistos hoje em dia, o game visa mais a diversão do usuário, pois é um jogo com gráficos simples e fácil de controlar. O projeto não visa algo tão complexo, como os jogos para os celulares mais avançados, mas também não algo tão simples, como os celulares que não tem suporte para a linguagem Java.O jogo será um jogo de corrida aonde o objetivo é simples. Fazer a maior pontuação possível. O jogador irá pontuando de acordo com a distância percorrida na pista até que ele bata o carro em algum obstáculo na pista. A dificuldade vai aumentado de acordo com o aumento da pontuação do jogador. Terá um ranking das cinco melhores pontuações. Palavras-chave: Java, game, celular, jogos

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN

SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SISTEMA GERENCIAL TRATORPLAN SIGET Fabrício Pereira Santana¹, Jaime William Dias¹, ², Ricardo de Melo Germano¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil fabricioblack@gmail.com germano@unipar.br

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA WEB E FLEX Setembro de 2010 à Janeiro de 2011 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

**Docentes do Centro Universitário Filadélfia- Unifil. computação@unifil.br

**Docentes do Centro Universitário Filadélfia- Unifil. computação@unifil.br COMPARATIVO DE PRODUTIVIDADE ENTRE UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE COM A ABORDAGEM DE LINHA DE PRODUTO DE SOFTWARE COM O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE TRADICIONAL.(2011) **Docentes

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 BAIXA DE CONTAS A PAGAR RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO 19 CAPÍTULO 2 - CONCEITOS 25

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO 19 CAPÍTULO 2 - CONCEITOS 25 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS LISTA DE TABELAS LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS Pág. CAPÍTULO 1 - INTRODUÇÃO 19 CAPÍTULO 2 - CONCEITOS 25 2.1 A tecnologia de orientação a objetos 25 2.1.1 Projeto de software

Leia mais

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl

SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE. Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl SISTEMA DE WORKFLOW PARA MODELAGEM E EXECUÇÃO DE PROCESSOS DE SOFTWARE Aluno: Roberto Reinert Orientador: Everaldo A. Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Workflow Processo

Leia mais

WebApps em Java com uso de Frameworks

WebApps em Java com uso de Frameworks WebApps em Java com uso de Frameworks Fred Lopes Índice O que são frameworks? Arquitetura em camadas Arquitetura de sistemas WEB (WebApps) Listagem resumida de frameworks Java Hibernate O que são frameworks?

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição 2009 O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos e com o uso

Leia mais

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS

TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS TECNOLOGIAS E FRAMEWORKS UTILIZADAS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GERENCIAIS Janderson Fernandes Barros ¹, Igor dos Passos Granado¹, Jaime William Dias ¹, ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/

SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ SIGECO07 Sistema Integrado de Gestão de Contas Universidade Federal de Lavras PLANO DE PROJETO 23/09/2007 SIGECO07/GERENCIA/PROJETOS/ ModeloPlanoProjeto_2007_04_24 SIGECO07_PlanoProjeto_2007_09_23 Página

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS Rodrigo das Neves Wagner Luiz Gustavo Galves Mählmann Resumo: O presente artigo trata de um projeto de desenvolvimento de uma aplicação para uma produtora de eventos,

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege

Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Faculdade de Tecnologia Senac DF Sistema de Armazenamento de Dados Eleitorais - SisElege Documento de Visão Versão 4.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 05/09/2014 1.0 Versão Inicial do

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aluno: Henrique Eduardo M. Oliveira Orientador: Prof. Dr. Leandro J. Komosinski Banca: Prof. M. Maria

Leia mais

SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA

SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA SISTEMA GERENCIADOR DE FORMULÁRIOS APLICADO AO SISTEMA NETCIF CENTRO INTEGRADO DE FISIOTERAPIA Autores: Francisco de Oliveira Dantas; FILHO, PINTO, Giovanni Ferreira; MARIA, Hevanderson da Silva; Orientador:

Leia mais

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS

FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS FERRAMENTA WEB PARA MODELAGEM LÓGICA EM PROJETOS DE BANCOS DE DADOS RELACIONAIS PAULO ALBERTO BUGMANN ORIENTADOR: ALEXANDER ROBERTO VALDAMERI Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Sobre entidades externas ao sistema Quais sistemas externos devem ser acessados? Como serão acessados? Há integração com o legado a ser feita?

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA. Rodrigo Luiz da Rosa

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA. Rodrigo Luiz da Rosa ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESTRELA TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISTEMA DE LOCADORA Rodrigo Luiz da Rosa Estrela 2012 EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação TÍTULO: SISTEMA DE LOCADORA AUTOR:

Leia mais

Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots

Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots Diretrizes para criação de um padrão de desenvolvimento de sistemas de informação baseados em cots Roosewelt Sanie Da Silva¹ 1 Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) Rodovia

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB

TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS UTILIZADAS EM UMA ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB Ruan Alves Brandão 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil brandao15@gmail.com

Leia mais

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SISTEMA MÓVEL DE COMPRAS POR QR CODE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Engenharia de Software Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 12/08/2014 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr Agenda Introdução à Engenharia

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

vgf Violin Gerenciador de Franquias

vgf Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Violin Gerenciador de Franquias vgf Violin Gerenciador de Franquias Visão Geral Bem-vindo ao Violin Gerenciador de Franquias, uma poderosa aplicação vertical que dá

Leia mais

Infracontrol versão 1.0

Infracontrol versão 1.0 Infracontrol versão 1.0 ¹Rafael Victória Chevarria ¹Tecnologia em Redes de Computadores - Faculdade de Tecnologia SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Rua Gonçalves Chaves 602-A Centro 96015-560

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Software Livre ESL2/2008. Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML

Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Software Livre ESL2/2008. Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML Projeto Agenda Saúde Requisitos e Modelagem UML Histórico de Revisão Versão 0.1 Data 01/06/09 Revisor Descrição Versão inicial Sumário 1. Introdução...4 1.1 Visão geral deste documento...4 1.2 Módulos

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG PROJETO INTEGRADOR 3º PERÍODO GOIÂNIA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG PROJETO INTEGRADOR 3º PERÍODO GOIÂNIA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL - FATESG PROJETO INTEGRADOR 3º PERÍODO GOIÂNIA 2012. INFORMAÇÕES GERAIS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL Coordenação

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos

Sistema de Automação Comercial de Pedidos Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos Cabana - Versão 1.0 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.5 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO

TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO TECNOLOCIA JAVA WEB PARA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE LEILÃO Danilo Alves Verone de Oliveira ¹, Jaime William Dias ¹ ² ¹ Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí - PR - Brasil dan.verone@hotmail.com

Leia mais

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS PARA DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Wyllian Fressatti 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe:

Versão <1.0> Documento de Requisitos. Documento de Requisitos. Equipe: Versão Documento de Requisitos Documento de Requisitos Equipe: Bruno Harada (bhhc) Edilson Augusto Junior (easj) José Ivson Soares da Silva (jiss) Pedro Rodolfo da Silva Gonçalves (prsg) Raphael

Leia mais

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA

INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA INTERLIMS SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES PARA LABORATÓRIOS DE ANÁLISES DE ÁGUA O InterLIMS se apresenta

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA/1123 FNDE -EDITAL Nº 01/2009 1. Perfil: Consultor ESPECIALISTA EM PLANO DE METAS ANALISTA PROGRAMADOR DELPHI - Código 1 - CGETI. 2. Nº de vagas:

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Sistema de Memorandos On-Line. (Projeto Arquitetural)

Sistema de Memorandos On-Line. (Projeto Arquitetural) Universidade Federal de Campina Grande Pb Departamento de Sistemas e Computação Disciplina: Projeto em Computação I 2111185 Professora: Francilene Procópio Garcia, P.Sc Alunos: Arnaldo de Sena Santos;

Leia mais

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate

Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Uma Abordagem sobre Mapeamento Objeto Relacional com Hibernate Luis Gustavo Zandarim Soares 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paraná PR Brasil luisgustavo@live.co.uk,

Leia mais

PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE

PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE Departamento de Sistemas de Informação PROJETO DE FÁBRICA DE SOFTWARE Denise Xavier Fortes Paulo Afonso BA Agosto/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PERFIS FUNCIONAIS...

Leia mais

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS

GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS GESimob GERENCIAMENTO DE IMOBILIÁRIAS Mais de uma década de experiência e evolução é o que dá ao sistema uma vasta gama de funcionalidades. Esse conhecimento que faz total diferença para sua empresa. xp+

Leia mais

Analista de Negócio Pleno

Analista de Negócio Pleno Analista de Negócio Pleno Formação: Nível Superior na área de informática ou áreas afins. Desejável Pós Graduação em Gestão de Projetos, Tecnologia de Informação ou Negócios. Atividades: Realizar atividades

Leia mais

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT

IplanRio DOP - Diretoria de Operações GIT - Gerência de Infraestrutura Tecnológica Gerente da GIT 1. IDENTIFICAÇÃO Padrão Segmento Código P06.002 Revisão v. 2014 Plataformas Web 2. PUBLICAÇÃO Recursos Tecnológicos Versão Data para adoção Publicação v. 2014 23 de dezembro de 2014 PORTARIA N Nº 225 de

Leia mais

Sistema para gestão de restaurante

Sistema para gestão de restaurante Sistema para gestão de restaurante Luciana Tavares Rosa luciana.rosa@inf.aedb.br AEDB Fábio Rezende Dutra fabio.dutra@inf.aedb.br AEDB Resumo:O sistema para gestão de restaurante é um software desenvolvido

Leia mais

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB)

PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) RELATÓRIO DE ENTREGA DO PRODUTO 1 (CONSTRUÇÃO DE PORTAL WEB) PARA A ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS DE GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PMGIRS PARA OS MUNICÍPIOS DE NOVO HORIZONTE, JUPIÁ, GALVÃO,

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos. Centro Tecnológico. Universidade Federal do Espírito Santo Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software EMPRESA PERSONAL LAPTOP S SISTEMA INTEGRADO COMERCIAL EDILBERTO SILVA, CLEYCIONE (9245) 2, JONATHAN CAVALCANTE (9288) 2, MARCELO GOMES (9240) 2, NILTON

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

Gestão Administrativa

Gestão Administrativa Sistemas de Gestão Administrativa Flávia Silva (Chefe do Serviço de Informática da Diretoria de Administração da Fiocruz) Diná Herdi de Medeiros Araújo (Analista de Sistemas do Serviço de Informática da

Leia mais

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso

Engenharia de Requisitos. Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Estudo de Caso Engenharia de Requisitos Exemplo 1 Reserva de Hotel 1. INTRODUÇÃO Este documento especifica os requisitos do sistema Controle de Reserva de Hotel, fornecendo aos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Universidade Estadual do Oeste do Paraná Universidade Estadual do Oeste do Paraná Estudo de Requisitos de um software para uma loja de lentes de contato Bruno Eduardo Soares Leonardo Zanotto Baggio Maykon Valério da Silva Cascavel, 10 de Junho

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

ISHIFT: Informação em Movimento

ISHIFT: Informação em Movimento ISHIFT: Informação em Movimento Contato: www.ishift.com.br +55 51 32798159 contato@ishift.com.br Somos uma empresa completa de produtos e serviços ligados à tecnologia, que procura apresentar soluções

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF

INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO PRIMEFACES MOBILE EM APLICAÇÕES JSF Guilherme Macedo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil guilhermemacedo28@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento de Visão Versão 3.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 06/08/2009 1.0 Levantamento das necessidades do cliente, e planejamento das

Leia mais

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Tópicos Motivação e Objetivos LP e SOA Processo ADESE

Leia mais

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz

Cargo Função Superior CBO. Tarefas / Responsabilidades T/R Como Faz Especificação de FUNÇÃO Função: Analista Desenvolvedor Código: Cargo Função Superior CBO Analista de Informática Gerente de Projeto Missão da Função - Levantar e prover soluções para atender as necessidades

Leia mais

Fundação Universidade Estadual de Maringá

Fundação Universidade Estadual de Maringá Fundação Universidade Estadual de Maringá PAD/DIRETORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL 485/2007 CONCORRÊNCIA PÚBLICA - PROC.: N 15344/2007 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE UMA EMPRESA ESPECIALIZADA

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

LSoft SGC Gestão Empresarial

LSoft SGC Gestão Empresarial LSoft SGC Gestão Empresarial O LSoft SGC é um sistema de gestão dinâmico, eficiente e flexível idealizado para atender diversos segmentos de indústrias, comércios e serviços. O objetivo principal é tornar

Leia mais

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento do trabalho Conclusão Extensões

Leia mais

ANÁLISE DA ADEQUAÇÃO DE UM ERP LIVRE A UMA EMPRESA BRASILEIRA

ANÁLISE DA ADEQUAÇÃO DE UM ERP LIVRE A UMA EMPRESA BRASILEIRA ANÁLIE DA ADEQUAÇÃO DE UM ERP LIVRE A UMA EMPREA BRAILEIRA Rafaela Mantovani Fontana (UFPR) rafaelafontana@onda.com.br Luis Claudio Moreira de Lima (UFPR) llcclaudio@yahoo.com.br Fabio Pacheco Machado

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS Lilian R. M. Paiva, Luciene C. Oliveira, Mariana D. Justino, Mateus S. Silva, Mylene L. Rodrigues Engenharia de Computação - Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Leia mais

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Tiago Peres Souza 1, Jaime Willian Dias 1,2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagop_ti@hotmail.com 2 Universidade

Leia mais

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa.

Ler e interpretar simbologias elétricas. Elaborar diagramas elétricos em planta baixa. Ler e interpretar Planta Baixa. : Técnico em Informática Descrição do Perfil Profissional: O profissional com habilitação Técnica em Microinformática, certificado pelo SENAI-MG, deverá ser capaz de: preparar ambientes para a instalação

Leia mais

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS

ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS ANEXO 05 ARQUITETURAS TECNOLÓGICAS PROCERGS Este anexo apresenta uma visão geral das seguintes plataformas: 1. Plataforma Microsoft.NET - VB.NET e C#; 2. Plataforma JAVA; 3. Plataforma Android, ios e Windows

Leia mais

VERIFICAR PORTABILIDADE DE APLICAÇÕES. NET QUANDO EXECUTADAS EM AMBIENTES DIVERSOS (WINDOWS, WEB E MOBILE)

VERIFICAR PORTABILIDADE DE APLICAÇÕES. NET QUANDO EXECUTADAS EM AMBIENTES DIVERSOS (WINDOWS, WEB E MOBILE) VERIFICAR PORTABILIDADE DE APLICAÇÕES. NET QUANDO EXECUTADAS EM AMBIENTES DIVERSOS (WINDOWS, WEB E MOBILE) Alexandre Coutinho Evangelista 1 Luiz Gustavo Galves Mählmann 2 Newton Cunha Muller 3 RESUMO Este

Leia mais

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA

EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA EMISSÃO DE CERTIFICADOS ELETRÔNICOS NOS EVENTOS DO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS VIDEIRA Autores : Jeferson BOESING; Tiago HEINECK; Angela Maria Crotti da ROSA; Leila Lisiane ROSSI Identificação

Leia mais

ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL

ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA DA COSTA LOJA VIRTUAL CURITIBA 2004 ANDERSON CELECINO BRITO DE SOUZA CASSIANO MACHADO INÁCIO JACKSON BRUTKOWSKI VIEIRA

Leia mais

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir

Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Artigos Técnicos Ferramentas Web para controle e supervisão: o que está por vir Marcelo Salvador, Diretor de Negócios da Elipse Software Ltda. Já faz algum tempo que ouvimos falar do controle e supervisão

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

08/04/2013. Agenda. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ

08/04/2013. Agenda. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ. O Sistema CACHÉ Agenda Caché Server Pages Uma Aplicação Banco de Dados Fernando Fonseca Ana Carolina Salgado Mestrado Profissional 2 SGBD de alto desempenho e escalabilidade Servidor de dados multidimensional Arquitetura

Leia mais

Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas.

Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas. Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas. Introdução Olá! Seja bem-vindo a apostila de Microsoft Access 2010. Access 2010 é um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados da Microsoft, distribuído no pacote

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software Anna Carla Mohr Verner Helder Eugenio dos Santos Puia Florianópolis,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO MVC E ZEND FRAMEWORK

PROGRAMAÇÃO MVC E ZEND FRAMEWORK PROGRAMAÇÃO MVC E ZEND FRAMEWORK MVC PROGRAMMING AND ZEND FRAMEWORK Rodolfo Vinícius Moimas Dias Centro Universitário Filadélfia de Londrina UniFil Rafael Francovig Cavicchioli Centro Universitário Filadélfia

Leia mais