CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS"

Transcrição

1 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS PARECER Nº 14/2004 A APROVADO EM : 15 de dezembro de 2004 I ASSUNTO:Solicitação da autorização de funcionamento da Escola de Educação Infantil Ursinho Pympão, situada na rua Reinaldo Schmaedecker, nº 1191, bairro Centro, município de Venâncio Aires/RS. COMISSÃO VERIFICADORA: Inês B. de Oliveira Schwertner (titular e redatora), Silvana Maria Koslowsky Gerhard (titular e presidente), Sandra Regina Gonçalves Dornelles (titular). II - RELATÓRIO: A Pré-Escolar Ursinho Pympão Ltda encaminhou ofício em 17 de junho de 2004, solicitando autorização de funcionamento da Escola de Educação Infantil Ursinho Pympão, localizada na rua Reinaldo Schmaedecker, nº 1191, bairro centro, no município de Venâncio Aires/RS. O Conselho Municipal de Educação de Venâncio Aires, através do ofício circular nº 02/04, datado de 31 de maio de 2004, enviou a Ficha Verificadora para ser preenchida por responsáveis da escola. A comissão verificadora formada por membros do Conselho Municipal de Educação fez a verificação in loco na escola, para posterior apreciação e avaliação dos dados, com vistas à autorização de funcionamento da Escola de Educação Infantil Ursinho Pimpão. O processo foi encaminhado com a seguinte composição: 1 Oficio do Conselho Municipal de Educação encaminhando a Ficha Verificadora e comunicando a visita. 2 Ofício da Pré-escolar Ursinho Pympão Ltda solicitando autorização de funcionamento e cópia dos seguintes documentos: - alvará sanitário da Secretaria Municipal de Saúde; - alvará municipal; - cartão de inscrição no CNPJ; - planta baixa do prédio da escola; - comprovantes de escolaridade e cursos dos profissionais que atuam na escola; - cadastro de entidades mantenedoras e/ou instituições de estabelecimento de ensino, anexos I e II. 3 Ficha Verificadora com vistas à autorização de funcionamento com os seguintes dados: 3.1 A demanda prevista para 2004 na creche são de 40 alunos e na pré-escola são de 26 alunos, sendo que as matriculas na creche são de 40 alunos e na pré-escola são de 26 alunos A previsão de vagas para 2005 na creche são de 35 alunos e na pré-escola são de 20 alunos, sendo que mais 15 alunos podem ser aceitos de outras escolas. 3.3 A escola ainda não possui documento de autorização de funcionamento e não cita a data de criação.

2 3.4 - A área total do terreno é de 532,27 m2, sendo a área construída de 291,94 m2 e com área livre de 240,33 m A escola não possui acesso a portadores de deficiência física. A escola não possui rampa interna nos corredores, não possui corredores com barras de apoio, não possui sanitários masculinos e femininos para deficientes, também não possui elevadores para deficientes. Possui escadas na entrada da escola. Recomenda-se adequação do espaço físico para portadores de deficiência física A escola não possui sala de direção, biblioteca, sala de professores, sala de supervisão, sala de orientação, nem sala de outros serviços técnicos. A sala de direção funciona junto à secretaria com os demais setores acima citados.a medida desta sala não foi informado Não possui laudo de órgão competente, nem plano de prevenção contra incêndio, não possui alarme de segurança. Possui muro nos limites da escola Os corredores não tem largura igual ou superior a 1,20 m, o piso é de material não escorregadio, tendo iluminação e ventilação natural direta. O computador está instalado no corredor atrás de uma porta Tem apenas um bebedouro localizado na área de recreação As instalações dos sanitários são de material lavável tanto nas paredes quanto no piso. As tomadas não estão fora do alcance das crianças, mas estão todas protegidas. Os aparelhos de climatização estão fora do alcance das crianças. A fiação é embutida ou aparente em eletrodutos. O disjuntor de segurança não é acessível dentro da escola. Recomenda-se a instalação de disjuntor de segurança dentro da escola em lugar acessível Escolas próximas em até 5 km são : Colégio Nossa Senhora Aparecida, EEM Cônego Albino Juchen Na avaliação da secretaria á organização dos serviços é considerado bom, registros escolares em avaliação bom, assim como os equipamentos e o mobiliário. O material de expediente foi considerado muito bom. A legislação de ensino em estado precário A biblioteca não possui sala especial, nem pessoal responsável para o atendimento. O acervo bibliotecário, especificamente, para a educação infantil contabiliza: Livros de Referência: 02 títulos e 53 exemplares Livros de Literatura Infantil: 355 títulos e 355 exemplares Livros de Formação Pedagógica e Cientifica: 08 títulos e 53 exemplares. Quanto às informações qualitativas do acervo bibliográfico: - atualização do acervo, adequação de acervo a faixa etária e estado de conservação é considerado bom e muito bom, - não possui catalogação do acervo, - acesso do usuário ao acervo e adequação da localização e do horário de acesso ao acervo é considerado muito bom, - controle de empréstimo do acervo é bom,

3 - disponibilidade do acervo a comunidade é bom Quanto á gestão administrativa e pedagógica da escola, as diretoras tem licenciatura plena, sendo que uma tem curso normal, não possui secretária Quanto ao corpo docente que atua na escola tem 01 atendente com ensino médio, 01 professora com curso normal cursando Licenciatura de Matemática, 01 atendente cursando Educação Física, 01 atendente cursando Pedagogia Habilitação Magistério Educação Infantil, 01 atendente cursando Pedagogia Séries Iniciais, 01 professora formada em Pedagogia Habilitação Pré-escolar, 02 professoras formadas em Pedagogia Quanto ao ambiente para a Educação Infantil: - Sala de atividades n 01 Pré-escola Com área de 19,27 m 2. Não possui sanitário junto á sala. Tem 02 janelas de 1,70m de largura, 1,50 m de altura e 1,07 de altura do peitoral, localizadas na parede de maior extensão, possui proteção contra incidência de sol. Possui 02 bancos, 02 mesas para aluno, 01 cadeira para professor, 01 mesa para professor, um quadro negro, 01 estante com gaveta, 01 estante simples, 01 TV, 01 vídeo, 01 ventilador. Quanto as condições das instalações, espelho, conservação, higiene, salubridade e segurança a avaliação foi considerado a nível muito bom. - Sala de atividades n 02 - Jardim Com área de 15,59 m 2. Não possui sanitário junto á sala. Tem 01 janela de 1,70 m de largura, 1,50 m altura e 1,04 de altura do peitoral, localizada na parede de maior extensão. Possui proteção contra incidência de sol. Possui 02 bancos, 02 cadeiras, 01 mesa para alunos, 01 cadeira e 01 mesa para professor, um quadro negro, 02 estantes para livros, 01 ventilador. Quanto as condições das instalações, espelho, conservação, higiene, salubridade e segurança, a avaliação foi considerada a nível bom. - Sala de atividades nº 03 - Jardim Com área de 14,49 m 2. Possui sanitário junto á sala. Tem 02 janelas de 0,85m de largura, 1,50 m altura e 0,80m de altura do peitoral localizadas na parede de maior extensão. Não possui proteção contra incidência de sol. Não possui proteção nas janelas. A sala possui 01 mesa e 10 cadeiras para alunos, 02 estantes, 01 ventilador. Não possui quadro negro. Quanto às condições das instalações, espelho, conservação, higiene, salubridade e segurança, a avaliação foi considerada a nível bom. Ambientes Específicos: Berçário 1 - com área de 49,37 m 2, possui sanitário junto a sala com 8,69 m 2. Possui na sala berços, ar condicionado, ventilador de teto, bebe conforto, armário, e no banheiro trocador, banheira, ventilador Quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade e segurança a avaliação foi considerado de nível bom. Berçário 2 com área de 10,27 m², possui sanitário junto a sala.

4 Sala para repouso com área de 2,8m². Não possui sanitário junto a sala. Quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade e segurança a avaliação foi considerada de nível bom. Solário - com área de 48,76 m 2, possui banheiro. Quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade, e segurança o nível da análise foi considerado bom. Cozinha - com área de 7,33 m 2. Não possui sanitário. O gás está dentro do ambiente na despensa ao lado. Quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade e segurança a análise foi considerada de nível bom. Lactário localiza se junto a cozinha.quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade e segurança o nível da análise foi considerado bom. Refeitório - com área de 6,71m 2, não possui sanitário. Quanto as condições de instalações, conservação, higiene, salubridade, e segurança nível da análise foi considerado bom. Local para higienização anexo a sala do berçário 1. Lavanderia não possui lavanderia. Foi recomendada a instalação de pelo menos um tanque. Despensa - com área de 4,29 m 2, não possui sanitário junto a sala. Boas instalações. Localiza-se o botijão de gás. Recomendado a retirada do botijão de gás e sua instalação segura. Sala de áudio e Vídeo funciona na sala de atividades nº 1. Possui TV, vídeo e som. - Não possui sala para atividades múltiplas, funciona junto a sala de atividades nº O local para amamentação localiza-se na sala de repouso com cadeira confortável e adequada. - Existe apenas um bebedouro na área de recreação. Local de atividade ao ar livre de uso exclusivo das crianças e possui praça de brinquedos com os seguintes brinquedos: 03 escorregadores, 08 balanços, 01 brinquelândia, 02 caixas de areia, 60 baldes de areia. Foi recomendado fazer uma limpeza do material de construção depositado no local de atividade ao ar livre. 4 - Instalações Sanitárias: A construção é de alvenaria, água tratada (Corsan), não tem laudo de analise, tem ventilação natural, tem revestimento lavável nas paredes e no piso, é de uso exclusivo, os vasos são para adulto mas adaptados. Não possui banheiros para os professores. As condições das instalações nos revestimentos das paredes e no piso, conservação, higiene, salubridade e segurança o nível da analise foi considerado bom. 5 - Instalações Elétricas: As tomadas estão protegidas, climatização fora do alcance das crianças, fiação embutida ou aparente em eletrodutos, disjuntor de segurança em situação precária.

5 III - PARECER DA COMISSÃO: A análise da Ficha Verificadora e da visita in loco, e as peças do processo, instruído e apresentado pelos responsáveis pela creche, encaminha a esta Plenária do Conselho e esta Comissão delibera parecer favorável à autorização do funcionamento da Escola de Educação Infantil Ursinho Pimpão, na rua Reinaldo Schmaedecke as seguintes recomendações: 1 - Melhorar limpeza e higiene nos banheiros. Verificação em 28 de fevereiro de Informar data de criação da escola. Verificação em 28 de fevereiro de Laudo técnico de prevenção contra incêndio e plano de evacuação em caso de emergência com treinamento. Verificação em 31 de julho de Catalogação do acervo. Verificação em 31 de julho de Adequação do espaço físico para o acesso a portadores de deficiência física. Verificação em 31 de julho de Instalação de lavanderia. Verificação em 28 de fevereiro de Instalação de disjuntor de segurança em lugar acessível dentro do prédio. Verificação em 31 de julho de Limpeza do material de construção depositado no local de atividade ao ar livre. Verificação em 28 de fevereiro de Retirada do botijão de gás e sua instalação segura. Verificação em 31 de julho de Apresentação do currículo da nutricionista. Verificação em 31 de março de Adequação de um banheiro de uso exclusivo para os professores. Verificação em 31 de dezembro de Adequação do espaço físico ao número de crianças observando a Resolução nº 02/2004 do Conselho Municipal de Educação. Venâncio Aires, 15 de dezembro de Inês Bernadete de Oliveira Schwertner Titular pela CACIVA e Relatora Silvana Maria Koslowsky Gerhard Titular e Presidente Sandra Regina Gonçalves Dornelles Titular pelo Curso de Pedagogia da UNISC

6 IV PARECER DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO: Aprovado, por unanimidade, pela plenária em sessão ordinária do dia 15 de dezembro de Profª Silvana M.K.Gerhard Presidente do Conselho Municipal de Educação

7

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS PARECER Nº 10/2004 APROVADO EM: 15/12/04 I- ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da Creche Casa da Amizade, situada na rua Tiradentes nº

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS PARECER Nº 07/04 APROVADO EM: 15/12/2004 I- ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da 8ª série da Escola Municipal de Ensino Fundamental Alfredo

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS PARECER Nº 02/2005 APROVADO EM: 18/05/2005 I- ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da Escola De Educação Infantil Os Batutinhas, situada

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES-RS PARECER Nº 11/2004 APROVADO EM: 15/12/2004 I- ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da Escola de Educação Infantil Meu Cantinho, situada

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS PARECER Nº12/04 APROVADO EM : 15/12/2004 I - ASSUNTO:Solicitação da autorização de funcionamento da Escola Infantil Balão Mágico, localizada na rua Coronel

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES RS PARECER Nº 29/03 APROVADO EM : 08 de dezembro de 2003. I ASSUNTO: Solicitação de autorização de funcionamento da 7ª série do Ensino Fundamental da Escola

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS PARECER Nº 01 /02 APROVADO EM : 25 de SETEMBRO de 2002 I - ASSUNTO :Solicitação da autorização de funcionamento da Escola Municipal de Educação Infantil

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Secretaria Municipal de Educação

Prefeitura Municipal de Vitória Secretaria Municipal de Educação 1 Prefeitura Municipal de Vitória Secretaria Municipal de Educação PROCESSO Nº: 6602342/2008 INTERESSADO(A): ASSUNTO: RELATORA: PARECER Nº.: 05/2014 CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCARTE PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal Homologado em 27/10/2010, DODF nº 207 de 28/10/2010, pag. 18 Portaria nº 193 de 28/10/2010, DODF nº 208 de 29/10/2010, pag. 14 Parecer nº 249/2010-CEDF Processo nº 460.000200/2010 Interessado: Ipê Centro

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME Criado pela Lei nº 3145/91 e Reorganizado pela Lei nº 5167/07 Resolução nº 17, de 29 de outubro de 2014. Estabelece normas para a oferta da Educação Infantil no Sistema

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL Parecer nº 398/2005 INTRODUÇÃO Estabelece condições para a oferta da educação infantil no Sistema Estadual

Leia mais

RESOLUÇÃO N 276/ 2000-CEE/MT.

RESOLUÇÃO N 276/ 2000-CEE/MT. RESOLUÇÃO N 276/ 2000-CEE/MT. Fixa normas para a oferta da Educação Infantil no Sistema Estadual de Ensino. O CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais, em consonância

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA ESTRUTURA FÍSICA DAS INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS

ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA ESTRUTURA FÍSICA DAS INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS I IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO Nome: Endereço: AP: Nome Fantasia: Inscrição Municipal: Nº do Processo: CNPJ: Tipo de Serviço: ( ) Municipal ( ) Filantrópico ( ) Conveniado SUS RJ ( ) Privado ( ) Estadual

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME. Criado pela Lei nº 3145/91 e Reorganizado pela Lei nº 5167/07. Resolução nº 16, de 04 de dezembro de 2012.

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME. Criado pela Lei nº 3145/91 e Reorganizado pela Lei nº 5167/07. Resolução nº 16, de 04 de dezembro de 2012. ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME Criado pela Lei nº 3145/91 e Reorganizado pela Lei nº 5167/07 REVOGADA PELA RESOLUÇÃO CME 017/2014 Resolução

Leia mais

1/5. Parecer CME/THE Nº017/2007

1/5. Parecer CME/THE Nº017/2007 PARECER CME/THE Nº. 017/2007 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE TERESINA Rua Lizandro Nogueira, 1536 - Centro. Telefone: (0xx86)3215-7639 CEP.: 64.000-200 - Teresina - Piauí E-Mail: semec.cme@teresina.pi.gov.br

Leia mais

Página 1 . NÚCLEO BRINCARTE - RESISTÊNCIA. Diretor: José Rodrigues de Oliveira Filho. Email: brincarter@correio1.vitoria.es.gov.br.

Página 1 . NÚCLEO BRINCARTE - RESISTÊNCIA. Diretor: José Rodrigues de Oliveira Filho. Email: brincarter@correio1.vitoria.es.gov.br. . NÚCLEO BRINCARTE RESISTÊNCIA Diretor: José Rodrigues de Oliveira Filho Email: brincarter@correio1.vitoria.es.gov.br Fundação: 02/2007 Logradouro: Rua São Sebastião, 180 Bairro: Resistência CEP: 29032545

Leia mais

Capítulo I Da Educação Infantil

Capítulo I Da Educação Infantil RESOLUÇÃO Nº 443, de 29 de maio de 2001 Dispõe sobre a Educação Infantil no Sistema Estadual de Ensino de Minas Gerais e dá outras providências. O Presidente do Conselho Estadual de Educação, no uso das

Leia mais

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406

LOCALIZAÇÃO: PAVIMENTO TÉRREO IDENTIFICAÇÃO ÁREA (M 2 ) CAPACIDADE Auditório 367,23 406 INFRA-ESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA As salas de aula da FACULDADE BARRETOS estão aparelhadas para turmas de até 60 (sessenta) alunos, oferecendo todas as condições necessárias para possibilitar o melhor

Leia mais

ANEXO I PROGRAMAS E AÇÕES DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SEB

ANEXO I PROGRAMAS E AÇÕES DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SEB (Continuação da Resolução/FNDE/CD nº 020/2006) ANEXO I PROGRAMAS E AÇÕES DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SEB 1. VALORIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES E TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal do Rio Grande Conselho Municipal de Educação INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2011

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal do Rio Grande Conselho Municipal de Educação INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2011 Assunto: Educação Infantil 1. Propósito Fixar instruções para o pedido de autorização de funcionamento de Escolas que ofertam exclusivamente Educação Infantil, bem como

Leia mais

Manual de Orientação e Organização sobre a Educação Infantil em Porto Alegre

Manual de Orientação e Organização sobre a Educação Infantil em Porto Alegre Manual de Orientação e Organização sobre a Educação Infantil em Porto Alegre Secretaria Municipal de Educação Prefeitura de Porto Alegre Novembro de 2003 Recomendável para pais, diretores de escolas/instituições

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003/99 RESOLVE: CAPÍTULO I DA EDUCAÇÃO INFANTIL

RESOLUÇÃO Nº 003/99 RESOLVE: CAPÍTULO I DA EDUCAÇÃO INFANTIL RESOLUÇÃO Nº 003/99 Fixa normas para a Educação Infantil no âmbito do Sistema Municipal de Educação de São José. O PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO JOSÉ no uso de suas atribuições, de

Leia mais

11-12-1934 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FARROUPILHA - RS

11-12-1934 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FARROUPILHA - RS 11-12-1934 FARROUPILHA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FARROUPILHA - RS COMISSÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL RESOLUÇÃO nº 02, de 17 de Maio de 2007. Estabelece normas, condições para a oferta da Educação Infantil

Leia mais

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1.

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1. EMEF NEUSA NUNES GONÇALVES Diretor: Roberto de Olveira Silva E-mail.: emefnng@vitoria.es.gov.br Fundação: 03/02/1993 Criação: Lei nº 3.906 Endereço: Rua do Caju, 249 Bairro: Nova Palestina CEP.: 29030-015

Leia mais

Página 1. 1.11 Dos alunos matriculados, quantos estão em Tempo Integral 80

Página 1. 1.11 Dos alunos matriculados, quantos estão em Tempo Integral 80 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados 1º ano 90 1.1 2º ano / 1ª série 95 1.2 3º ano / 2ª série 77 1.3 4º ano / 3ª série 74 1.4 5º ano / 4ª série 55 1.5 6º ano / 5ª série 32 1.6 7º ano /

Leia mais

EXIGÊNCIAS MÍNIMAS VIGILÂNCIA SANITÁRIA PARA TODOS ESTABELECIMENTOS INSTALAÇÃO INDEPENDENTE DA MORADIA EDIFICAÇÃO DE ALVENARIA ANEXO 8 (COM TELEFONE DO CONTRIBUINTE) LAUDO DESINSETIZAÇÃO/DESRATIZAÇÃO/LIMPEZA

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO legais, ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DELIBERAÇÃO CME/VR Nº 28 / 200 Fixa normas para aprovação do funcionamento de escolas mantidas pelo

Leia mais

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS

DISTRIBUIDORA DE COSMÉTICOS 1. Identificação do Estabelecimento Razão Social: Nome Fantasia: CNPJ: Endereço: Bairro: Município: CEP: Fone: Fax: E-mail: Responsável Legal: CPF: Responsável Técnico: CPF: CR : 2. Inspeção Data: Objetivo:

Leia mais

Página 1. 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados. 1º grupo 0

Página 1. 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados. 1º grupo 0 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados 1º grupo 2 1.1 2º grupo 2 1.2 3º grupo 1 1.3 4º grupo 1 1.4 5º grupo 1 1.5 6º grupo 1 1.6 Dos alunos matriculados, quantos estão no Tempo Integral 40

Leia mais

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR Diretora: Neusa Maria Marinho Soares Fundação: 01/02/1993 Criação: Lei nº 3.905 Endereço: Avenida Vitória, s/n Bairro: Romão CEP.: 29040-010 Telefone: (27) 3322-2148

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas em Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP EMENTA: Reconhece o Curso Técnico em Redes de Computadores Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação, ofertado

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Publicado em Placar no dia 24 de setembro de 2010

PARECER HOMOLOGADO PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Publicado em Placar no dia 24 de setembro de 2010 PARECER HOMOLOGADO PELO SECRETÁRIO MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Publicado em Placar no dia 24 de setembro de 2010 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SISTEMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO- CME-PALMAS-TO

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 031/2011 Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal do Rio Grande Conselho Municipal de Educação CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Fixa normas para a oferta da Educação Infantil no Sistema

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº 021 de 10 de junho de 2009.

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Resolução nº 021 de 10 de junho de 2009. Resolução nº 021 de 10 de junho de 2009. Fixa normas para Educação Infantil no âmbito do Sistema Municipal de Ensino do Município de Várzea Grande Estado de Mato Grosso O Conselho Municipal de Educação

Leia mais

TABELA I CASAS POPULARES OU DE INTERESSE SOCIAL UNIFAMILIAR

TABELA I CASAS POPULARES OU DE INTERESSE SOCIAL UNIFAMILIAR -fl.44- TABELA I CASAS POPULARES OU DE INTERESSE SOCIAL UNIFAMILIAR PÉ DIREITO REVESTIMENTO PAREDES 01 SALA DE ESTAR 2.00 8.00 1/8 1/16 2.50 3 x P.D. - - 02 DORMITÓRIO ÚNICO 2.00 8.00 1/8 1/16 2.50 3 x

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 47. Portaria n 890, publicada no D.O.U. de 18/9/2009, Seção 1, Pág. 47. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

QUADRO DE FUNCIONÁRIOS

QUADRO DE FUNCIONÁRIOS NÚCLEO BRINCARTE - SÃO JOSÉ Coordenador: Jairo Peçanha Email: fundacao@ibpc.org.br Fundação: 2010 Logradouro: Rod. Serafim Dezenze, 5005 B Bairro: São Pedro CEP: 29031-800 Telefone: (27) 3233-1585 CORPO

Leia mais

NEAD/CÂMPUS: : POLO:

NEAD/CÂMPUS: : POLO: ANEXO DA RESOLUÇÃO AD REFERENDUM Nº 015 CONSUPER/2013 ANEXO I INSTRUMENTO DE ANÁLISE E AVALIAÇÃO PARA A CRIAÇÃO DE POLO EAD Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense PRÓ- REITORIA

Leia mais

DOS FINS E PRINCÍPIOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

DOS FINS E PRINCÍPIOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL MUNICÍPIO DE RIO VERDE - GOIÁS SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO COMERV RESOLUÇÃO Nº 23/ 04 COMERV, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2004 Dá nova redação à Resolução n.º. 001/99 que normatiza

Leia mais

COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer n 410/2008 Processo SE nº 94.098/19.00/07.7

COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer n 410/2008 Processo SE nº 94.098/19.00/07.7 COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer n 410/2008 Processo SE nº 94.098/19.00/07.7 Indefere o pedido de credenciamento da Escola de Educação Profissional Liceu, em Santa Cruz do Sul, para

Leia mais

DATA HORA LOCAL PARTICIPANTES

DATA HORA LOCAL PARTICIPANTES ATA DE REUNIÃO DATA: 27 de março de 2012 HORA: 14:30 horas LOCAL: Promotoria de Justiça da Cidadania PARTICIPANTES: Dra. Maria Pilar Cerqueira Maquieira Menezes, Promotora de Justiça, a Diretora do Centro

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara da Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara da Educação Superior e Profissional INTERESSADA: Escola Técnica Padrão EMENTA: Recredencia a Escola Técnica Padrão e reconhece o curso Técnico em Edificações Eixo Tecnológico: Infraestrutura, ofertado na modalidade presencial em sua sede

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas em Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP EMENTA: Reconhece o Curso Técnico em Segurança do Trabalho, oferecido pelo Centro de Estudos e Pesquisas em

Leia mais

As instalações físicas encontram-se detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS

As instalações físicas encontram-se detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS As instalações físicas encontramse detalhadas no quadro seguinte. QUADRO DE INSTALAÇÕES FÍSICAS ESPAÇO FÍSICO QUANTIDADES GERAL FACULDADE ÁREA M 2 Salas de aula, medindo cada uma, 69, com um quadro branco,

Leia mais

BIBLIOTECA. METRAGEM MÍNIMA (m2)

BIBLIOTECA. METRAGEM MÍNIMA (m2) BIBLIOTECA Administração Balcão de atendimento Balcão de referência Mesa de trabalho para 6 servidores, sendo recomendado 5 a 6m 2 /2 pessoas, com espaço para armários comuns e armários-arquivo para documentos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Secretaria Municipal de Educação

Prefeitura Municipal de Vitória Secretaria Municipal de Educação PROCESSO Nº: 2394885/2012 INTERESSADO(A): IDADE CRIATIVA CENTRO INFANTIL S/S LTDA - EPP ASSUNTO: PEDIDO DE AUTORIZAÇÃO PARA O FUNCIONAMENTO DO IDADE CRIATIVA CENTRO INFANTIL S/S LTDA EPP (MATRIZ) - CRECHE

Leia mais

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador

1.3.2 Um ponto de água e esgoto e uma tomada 110V para instalação de purificador Anexo I Chamamento Público 01/2014 1 Espaço A. Destinação Almoxarifado: armazenamento útil mínimo de 1.000m², divididos da seguinte forma: 1.1 Área de armazenagem 87% (mínimo de 870m²) 1.1.1 Sala administrativa

Leia mais

PROCESSO N 1154/14 PROTOCOLO Nº 12.150.961-0 PARECER CEE/CEMEP Nº 900/14 APROVADO EM 02/12/2014

PROCESSO N 1154/14 PROTOCOLO Nº 12.150.961-0 PARECER CEE/CEMEP Nº 900/14 APROVADO EM 02/12/2014 PROCESSO N 1154/14 PROTOCOLO Nº 12.150.961-0 PARECER CEE/CEMEP Nº 900/14 APROVADO EM 02/12/2014 CÂMARA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO INTERESSADO: COLÉGIO ENSITEC ENSINO

Leia mais

Publicado no DOE de 10/10/2015 pela Portaria SEE nº 4026/2015, de 09/10/2015 PARECER CEE/PE Nº 114/2015-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 05/10/2015

Publicado no DOE de 10/10/2015 pela Portaria SEE nº 4026/2015, de 09/10/2015 PARECER CEE/PE Nº 114/2015-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 05/10/2015 INTERESSADA: AUTARQUIA EDUCACIONAL DE SERRA TALHADA AESET/FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE SERRA TALHADA - FAFOPST ASSUNTO: RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS COM HABILITAÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal Homologado em 1º/4/2015, DODF nº 65, de 2/4/2015, p. 13. Portaria nº 45, de 8/4/2015, DODF nº 70, de 10/4/2015, p. 8. PARECER Nº 56/2015-CEDF Processo nº 080.003821/2012 Interessado: Escola de Educação

Leia mais

ROTEIRO DE INSPEÇÃO CRECHES, BERÇÁRIOS E SIMILARES.

ROTEIRO DE INSPEÇÃO CRECHES, BERÇÁRIOS E SIMILARES. SUPERINTEDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERENCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL E SAÚDE DO TRABALHADOR COORDERNAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO DE AMBIENTES E SAÚDE DO TRABALHADOR Av. Anhanguera, nº 5.195 Setor Coimbra

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DA EDUCAÇÃO BÁSICA

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTERESSADO: Instituto Paulo Freire EMENTA: Recredencia o Instituto Paulo Freire, de Horizonte, renova a autorização para o funcionamento da educação infantil, reconhece o curso de ensino fundamental,

Leia mais

UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL

UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL UCF CRIANÇA e ADOLESCENTE UNIDADES DE SAÚDE com SAÚDE INFANTIL Identificação do Estabelecimento Data: / / Designação: Morada: Freguesia: Concelho: Telefone: Fax: Correio Electrónico: Director / Coordenador

Leia mais

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários.

Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Em Distribuidora de Medicamentos, Correlatos, Cosméticos e Saneantes Domissanitários. Nº PROCESSO REQUERIMENTO RAZÃO SOCIAL IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO NOME DE FANTASIA NÚMERO DO CNPJ NÚMERO ÚLTIMO

Leia mais

CT03.16 - Departamento de Gestão Social - Novembro/2012 Atualizada em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.16 - Departamento de Gestão Social - Novembro/2012 Atualizada em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Credenciamento/Autorização de Funcionamento de Unidades Educacionais ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O PROCEDIMENTO: Entidades de Educação Infantil ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Secretaria

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Comissão de Educação Infantil Parecer n.º 004/2011 CME/PoA Processo n.º 001.019835.10.8 Credencia/autoriza

Leia mais

PORTARIA Nº 321 DE 26 DE MAIO DE 1988

PORTARIA Nº 321 DE 26 DE MAIO DE 1988 PORTARIA Nº 321 DE 26 DE MAIO DE 1988 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto nos artigos 72 e 73 do Código Nacional de Saúde aprovado pelo Decreto nº 49.974-A,

Leia mais

1 Documentação 1.1 S N NA

1 Documentação 1.1 S N NA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE COORDEDORIA GERAL DE VIGILÂNCIA DA SAÚDE EQUIPE DE CONTROLE E VIGILÂNCIA DE SERVIÇOS DE SAÚDE versão Maio/2011 ROTEIRO DE INSPEÇÃO PARA

Leia mais

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI

INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO 1.1. Gabinetes de Trabalho para Professores Tempo Integral - TI INFRAESTRUTURA 1. ESPAÇO FÍSICO Atualmente a FIBRA encontra-se em novas instalações contando com 33 salas de aula climatizadas, com instalações de equipamentos de multimídia, auditório climatizado com

Leia mais

1/5. Parecer CME/005/2007

1/5. Parecer CME/005/2007 PARECER CME/THE Nº. 005/2007 CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE TERESINA Emite parecer favorável à autorização de funcionamento, por um período de quatro anos, do curso de Educação Infantil, do Educandário

Leia mais

Página 1. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda. Coordenadora: Patrícia Queiroga. Email: pracaciencia@hotmail.

Página 1. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda. Coordenadora: Patrícia Queiroga. Email: pracaciencia@hotmail. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda Coordenadora: Patrícia Queiroga Email: pracaciencia@hotmail.com Fundação: 11/10/1999 Criação: Lei nº 4.998 Endereço: Av Américo Buaiz, s/n

Leia mais

MANUAL DO ALUNO SISTEMA DE AVALIAÇÃO

MANUAL DO ALUNO SISTEMA DE AVALIAÇÃO MANUAL DO ALUNO No presente Manual você encontrará uma síntese de procedimentos pedagógicos adotados pela Instituição e conhecerá as instalações e departamentos de apoio ao aluno. SISTEMA DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Mediadora: Marta Pião Florianópolis, SC junho 2015

Mediadora: Marta Pião Florianópolis, SC junho 2015 Mediadora: Marta Pião Florianópolis, SC junho 2015 ORGANOGRAMA DA EDUCAÇÃO PROCESSOS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA QUE AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO TENHAM SEUS CURSOS APROVADOS E REGULAMENTADOS, É NECESSÁRIO

Leia mais

18.4. Áreas de vivência

18.4. Áreas de vivência 18.4. Áreas de vivência 18.4.1. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias; (118.015-0 / I4) b) vestiário; (118.016-9 / I4) c) alojamento; (118.017-7 / I4) d) local de refeições;

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal Homologado em 13/12/2010, DODF nº 236 de 14/12/2010, pág. 36 Portaria nº 231 de 15/12/2010, DODF nº 239 de 17/12/2010, pág. 7 PARECER Nº 284/2010-CEDF Processo nº 460.000894/2009 Interessado: Centro de

Leia mais

RELATÓRIO. gestão abr-2009 / out 2010

RELATÓRIO. gestão abr-2009 / out 2010 RELATÓRIO gestão abr-2009 / out 2010 Apresentação Decreto Estadual nº. 28.833, de 18 de janeiro de 2006, desapropriação do imóvel cinemas Ritz e Astor(1974); Área total de 1.684,80m² - inaugurado em 2007,cuja

Leia mais

24/04/2013 3263/2013, 23/04/2013 PARECER CEE/PE Nº 29/2013-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM08/04/2013

24/04/2013 3263/2013, 23/04/2013 PARECER CEE/PE Nº 29/2013-CEB APROVADO PELO PLENÁRIO EM08/04/2013 INTERESSADA: ESCOLA E CURSO PROFISSIONALIZANTE DE INFORMÁTICA E ELETRÔNICA RECIFE/PE ASSUNTO: AUTORIZAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM ELETROELETRÔNICA EIXO TECNOLÓGICO: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS RELATORA:

Leia mais

CMEI MENINO JESUS CORPO DISCENTE DATA DA VISITA: 21/03/2014 DATA DA VISITA: 23/04/2015

CMEI MENINO JESUS CORPO DISCENTE DATA DA VISITA: 21/03/2014 DATA DA VISITA: 23/04/2015 1 DATA DA VISITA: 21/03/2014 DATA DA VISITA: 23/04/2015 Diretora: Anete Affonso Motta E-mail.: sbcp.meninojesus@yahoo.com.br Fundação: 25/12/1936 Criação: Lei nº 3.905 Endereço: Rua Sete de Setembro, 321

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Programa e-tec Brasil

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Programa e-tec Brasil MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Programa e-tec Brasil INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE POLO Endereço Rua Joaquim José Terra, 13 Cidade /UF/CEP Alterosa/MG 37.145-000

Leia mais

Orientações para a construção e ampliação de Unidades Básicas de Saúde - UBS

Orientações para a construção e ampliação de Unidades Básicas de Saúde - UBS Orientações para a construção e ampliação de Unidades Básicas de Saúde - UBS Introdução A Secretaria de Estado da Saúde estabeleceu como ação estruturante para a implantação das redes de atenção no Paraná,

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO VENÂNCIO AIRES -RS PARECER Nº 02/02 APROVADO EM : 25 de SETEMBRO de 2002 I - ASSUNTO :Solicitação da 8ª série do Ensino Fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental

Leia mais

Plano de Utilização do Acervo e Acessos

Plano de Utilização do Acervo e Acessos FACULDADE DE RONDÔNIA INSTITUTO JOÃO NEÓRICO Plano de Utilização do Acervo e Acessos SUMÁRIO 1 OBJETIVO GERAL...2 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS...2 3. ABRANGÊNCIA...2 4. BIBLIOTECA...2 4.1 Espaço Físico...4

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Comissão Especial Parecer n.º 019/2012 CME/PoA Processo n.º 001.039237.11.7 Credencia/autoriza o funcionamento

Leia mais

CRAS - PRAIA DO CANTO

CRAS - PRAIA DO CANTO DATA DA VISITA: 08/01/2013 Responsável: Sílvia Cristina Caldas DATA DA VISITA:21/01/2015 CRAS - PRAIA DO CANTO Endereço: Rua Francisco Rubim, s/n Bairro: Bento Ferreira CEP: 29050-680 E-mail: crpcanto@vitoria.es.gov.br

Leia mais

revogada(o) por: Portaria nº 1868, de 10 de outubro de 2005 atos relacionados: Portaria nº 400, de 06 de dezembro de 1977

revogada(o) por: Portaria nº 1868, de 10 de outubro de 2005 atos relacionados: Portaria nº 400, de 06 de dezembro de 1977 título: Portaria nº 810, de 22 de setembro de 1989 ementa: Aprova normas e os padrões para o funcionamento de casas de repouso, clínicas geriátricas e outras instituições destinadas ao atendimento de idosos,

Leia mais

I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS:

I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: RESOLUÇÃO CME N 003/2006. Estabelece normas para a oferta da Educação Infantil, no Sistema Municipal de Ensino de Cachoeirinha. O Conselho Municipal de Educação do Município de Cachoeirinha, no uso de

Leia mais

Não. Sim 7.1 Quais das modalidades abaixo são oferecidas com acompanhamento de professor. Judô, Ginática artística, Tênis, ritimica

Não. Sim 7.1 Quais das modalidades abaixo são oferecidas com acompanhamento de professor. Judô, Ginática artística, Tênis, ritimica 1. Faixa etária de pessoas atendidas De 5 a 10 anos; e acima de 24 anos 2. Escolas atendidas e empresas Escolas municipais e comunidade Grande Vitoria 3. Existem critérios que a criança/adoloscente seja

Leia mais

BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO

BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO BWL - QUADRO DESCRITIVO DO AMBIENTE FÍSICO Ambiente: Corredor principal (entrada) Cadeiras Estofadas (fixas e c/rodinha) 13 Bancada Em madeira, fórmica verde peq. e grande 02 Computadores 13 Murais Em

Leia mais

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA Nº 81, DE 18 DE SETEMBRO DE 2012. EMENTA: Disciplina a cessão e locação de espaços destinados a reuniões e eventos na sede do CRMV-RJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 25/11/2009, Seção 1, Pág. 19. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 25/11/2009, Seção 1, Pág. 19. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 25/11/2009, Seção 1, Pág. 19. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADA: Sociedade Metropolitana de Educação, Cultura

Leia mais

FARMÁCIAS E DROGARIAS

FARMÁCIAS E DROGARIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FARMÁCIAS E DROGARIAS Nome Fantasia: Razão Social: Endereço: Responsável Técnico: CRF: Telefone: CNPJ: Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana - Av. João Durval

Leia mais

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES

ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES ANEXO 3 ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE ROTEIRO DE INSPEÇÃO DE CLÍNICAS DE IDOSOS E SIMILARES Data da vistoria: / / A CADASTRO

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Conselho de Educação do Distrito Federal Homologado em 16/7/2013, DODF nº 148, de 19/7/2013, p. 4. Portaria nº 188, de 19/7/2013, DODF nº 149, de 22/7/2013, p. 4. PARECER Nº 128/2013-CEDF Processo nº 410.000836/2011 Interessado: Escola Cantinho

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTEIO Conselho Municipal de Educação RESOLVE

MUNICÍPIO DE ESTEIO Conselho Municipal de Educação RESOLVE RESOLUÇÃO CME nº 18/2014 Estabelece normas de infraestrutura e funcionamento para a oferta da Educação Infantil no Sistema Municipal de Ensino de Esteio e Revoga a Resolução CME nº 08/2009. O de Esteio,

Leia mais

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO NR 18 - CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 18.4 Áreas de Vivência 18.4.1. Os canteiros de obras devem dispor de: a) instalações sanitárias; b) vestiário; c) alojamento; d)

Leia mais

Normas de Segurança para o Instituto de Química da UFF

Normas de Segurança para o Instituto de Química da UFF Normas de Segurança para o Instituto de Química da UFF A Comissão de segurança do Instituto de Química da UFF(COSEIQ) ao elaborar essa proposta entende que sua função é vistoriar, fiscalizar as condições

Leia mais

Publicado no DOE de 16/12/2015 pela Portaria SEE nº 4788/2015, de 15/12/2015 PARECER CEE/PE Nº 138/2015-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 30/11/2015

Publicado no DOE de 16/12/2015 pela Portaria SEE nº 4788/2015, de 15/12/2015 PARECER CEE/PE Nº 138/2015-CES APROVADO PELO PLENÁRIO EM 30/11/2015 INTERESSADA: AUTARQUIA DO ENSINO SUPERIOR DE GARANHUNS AESGA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E HUMANAS DE GARANHUNS FAHUG ASSUNTO: RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO DO CURSO DE BACHARELADO EM SECRETARIADO

Leia mais

PROCESSO N.º 1026/11 PROTOCOLO N.º 10.698.438-7 PARECER CEE/CEB N.º 530/12 APROVADO EM 03/07/12

PROCESSO N.º 1026/11 PROTOCOLO N.º 10.698.438-7 PARECER CEE/CEB N.º 530/12 APROVADO EM 03/07/12 PROTOCOLO N.º 10.698.438-7 PARECER CEE/CEB N.º 530/12 APROVADO EM 03/07/12 CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA INTERESSADO: COLÉGIO ESTADUAL PORTO SEGURO - ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO MUNICÍPIO: PARANAGUÁ ASSUNTO:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 058/2015, DE 01 DE SETEMBRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 058/2015, DE 01 DE SETEMBRO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Avenida Vicente Simões, 1111 Bairro Nova Pouso Alegre 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone:

Leia mais

PROCESSO Nº 604/15 PROTOCOLO Nº 13.399.921-3 PARECER CEE/CEMEP Nº 314/15 APROVADO EM 30/07/15

PROCESSO Nº 604/15 PROTOCOLO Nº 13.399.921-3 PARECER CEE/CEMEP Nº 314/15 APROVADO EM 30/07/15 PROTOCOLO Nº 13.399.921-3 PARECER CEE/CEMEP Nº 314/15 APROVADO EM 30/07/15 CÂMARA DO ENSINO MÉDIO E DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO INTERESSADO: COLÉGIO ENSITEC ENSINO MÉDIO E PROFISSIONAL

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 001/2015 Página 1 de 5 EDITAL DE CHAMAMENTO A COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS (POTIGÁS), por intermédio da sua Diretoria Executiva, na forma das disposições contidas no artigo 24, inciso X, da Lei 8.666/93 e alterações

Leia mais

Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 de Acreditação - ONA Data de Emissão: 01/12/2003. INFRA-ESTRUTURA Data desta Revisão: 06/03/2006

Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 de Acreditação - ONA Data de Emissão: 01/12/2003. INFRA-ESTRUTURA Data desta Revisão: 06/03/2006 Manual Brasileiro NR: MA 7 Pág: 1/1 INFRA-ESTRUTURA Esta seção agrupa todos os componentes que se relacionam à gestão e à manutenção da infra-estrutura da organização. Subseções atuais: Gestão de Projetos

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE ENSINO MÉDIO E EDUCAÇÃO SUPERIOR Parecer nº 137/2006 Processo UERGS nº 1.388/19.50/05.1 RELATÓRIO Reconhece o Curso de Administração

Leia mais

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços

Anexo 7 Requisitos para prestadores de serviços Para execução dos serviços o contratado deve enviar a documentação abaixo conforme a atividade que será desenvolvida. Para outras atividades que não constam na lista, o contratado deve enviar os documentos

Leia mais

ACOMPANHAMENTO EM CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA TÉCNICAS PEDAGÓGICAS 50 Horas

ACOMPANHAMENTO EM CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA TÉCNICAS PEDAGÓGICAS 50 Horas ACOMPANHAMENTO EM CRECHE E JARDIM DE INFÂNCIA TÉCNICAS PEDAGÓGICAS 50 Horas UFCD 3275 Formadora Fátima Pires Gomes Ação Educativa I Programa da UFCD Objetivos do Módulo Reconhecer as principais técnicas

Leia mais

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL MEDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 E Ótica; Creches; Instituições de longa permanência para idosos; Instituições que prestem serviços de atenção a pessoas com

Leia mais

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5.

O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DE PERNAMBUCO, no uso das atribuições que lhe confere o Artigo 10 da Lei nº 5. Resolução nº 007, de 27 de maio de 2015 Disciplina a cessão e locação do auditório e das salas de treinamento destinados à eventos e reuniões na sede do CRMV-PE O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA

Leia mais

1 Projeto Biblioteca Vitrine Perfil de Biblioteca Parceira Nome da Escola Nome da Biblioteca e CRB Endereço com CEP Cidade, UF (DDD) Telefone e E-mail Telefone E-mail Responsável pela biblioteca Horários

Leia mais

(Publicado em 02/02/2015)

(Publicado em 02/02/2015) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO EDITAL N 01 / 2015 - PROCESSO SELETIVO (Publicado em 02/02/2015) EDITAL DE ABERTURA

Leia mais