Liberar o uso faz a sua cabeça?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Liberar o uso faz a sua cabeça?"

Transcrição

1 edição especial exemplares junho/julho de circulação em Salto e Itu distribuição gratuita Arauto Nº 7 O Jornal O Arauto é uma publicação da Faculdade de Comunicação e Artes do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio - CEUNSP Eleições 2010 você já tem candidato? pág.12 Por um inteiro ambiente É cada vez mais importante discutir temas como a importância de reciclar, o uso de produtos biodegradáveis e as mudanças no clima. Transporte pág.06 Universitário Salto abriga 8 mil universitários, que chegam e partem no mesmo horário. Um movimento com muitas histórias. Muita tributação pág. 08 Você sabia que boa parte do preço do produto que você compra é imposto? pág.10 Liberar o uso faz a sua cabeça? Apesar de cada vez mais frequente na sociedade, a maconha ainda choca. Aqui, um debate sobre uso e liberação. Marketing esportivo A Traffic e o projeto para ganhar dinheiro com venda de atletas e fazer Porto Feliz abrigo para seleções na Copa de Cena cultural pág. 09 pág.14 Da crítica de um dos best-sellers do momento aos 40 anos do celebrado festival de Woodstock. E MAIS: Itu dá samba Luiza Erundina pág.02 pág.03

2 DA MESA DO REDATOR Do leitor Espaço para perguntas, críticas e debates, oriunda da comunicação dos leitores com os editores de O Arauto. Por causa do espaço, os textos podem não ser publicado na íntegra. Jornal Taperá/Salto Feliz com a Rute Moro em Porto Feliz, onde sou voluntária da Comunidade Baháí do Brasil. Vi o Jornal O Arauto desta Faculdade de Comunicação e adorei as matérias, a excelência dos temas, a maneira como se retrata a vida universitária. No jornal referente a março, uma reportagem em especial me tocou bastante, relativa a estudante Rute (edição de março/abril), que vem de uma origem economicamente desfavorável, como a maioria das mulheres do nosso país, e seu esforço e vitória em ter chegado à universidade. Vemos no Brasil muitos jovens, que têm condições materiais e nem sempre valorizam o acesso ao conhecimento. Muitos os fazem, apenas para terem um diploma. Um poeta pela poesia Estou escrevendo ao Arauto para fazer uma sugestão, a fim de enriquecer ainda mais o belo trabalho que está sendo realizado pelos professores e estudantes da FCA. Gostaria de sugerir um espaço nas edições para a poesia. Eu sou poeta e compositor (Nota da Redação: premiado com uma menção honrosa no XVIII Prêmio Moutonnée de Poesia) e conheço vários estudantes que também escrevem e gostariam muito de colaborar com a valorização da arte e cultura Gostaria então de enviar meus parabéns a esta linda e maravilhosa mulher, que deve ser um exemplo para muitas jovens no Brasil. Na prática de minha vida profissional, sou enfermeira obstétrica e sanitarista, vivenciamos vidas de milhares de mulheres impactadas no seu desenvolvimento por falta de estímulo, acesso ou até de vontade em investir na sua vida pessoal, estudando e se capacitando. Com muitas, conversamos inúmeras vezes sobre esta condição, fundamental para mudar a vida das mulheres. Então vejo com alegria uma jovem corajosa, tomando nas suas próprias mãos o avanço em sua vida. Sônia Maria Góes Shafa - enfermeira. brasileira, agregando suas criações às publicações. Bruno Masrgoni - estudante de Publicidade e Propaganda (7º semestre) Nota da Redação: Prometemos pensar com carinho sobre a sugestão. E fazemos outra: por que os alunos poetas do CEUNSP não se reúnem e publicam seus trabalhos, ou os colam nas paredes da instituição, ou usam outra maneira de se comunicar? 400 anos de Itu será enredo do Carnaval de SP Robson Nascimento A escola de samba Império de Casa Verde, do grupo especial paulistano, vai homenagear os 400 anos de Itu, que serão completados em janeiro de A história da cidade Berço da República vai ser desfilada no Sambódromo da capital. O prefeito de Itu, Herculano Júnior, em coletiva de imprensa (foto), da qual O Arauto participou, apresentou o carnavalesco da Império, Marco Aurélio Bonfim: Vamos abordar os principais fatos da história da cidade, disse o carnavalesco, que tem 17 anos de carreira e já Ops... ganhou três prêmios como o melhor da Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Marco Aurélio disse também que, quando as fantasias estivem prontas, pretende fazer um desfile em Itu para apresentá-las à população e que a Império de Casa Verde está de portas abertas para a troca de conhecimento com as escolas de samba ituanas. Sem ajuda pública - O prefeito Herculano Júnior garantiu que a ajuda financeira que Itu vai fazer à escola vai partir de empresas privadas, e que o dinheiro publico não será usado para tais fins. O Arauto promete fiscalizar. As páginas que indicavam as reportagens nas chamadas de capa da edição passada (maio/junho) estavam erradas. Pedimos desculpas. Manifesto gay e a homossexualidade Gostaria de elogiar O Arauto por falar de um tema que no interior ainda é guardado a sete chaves. Mas, existem pontos a serem elucidados, alguns termos, posturas e ideologias que foram exaltadas no texto. Gostei muito de vocês colocarem no esquecimento a psiquiatria freudiana, que advoga com eloquência, as mulheres são inferiores por invejarem o pênis e os gays, mais ainda. Que todas essas verdades exasperem a reflexão daqueles que tem o poder do saber. Mas é preciso acabar com os discursos pseudo-acadêmicos. Um jornal acadêmico que é feito para uma elite semi-erudita, vocês não só escrevem para leitores médios, somos universitários, acho que vocês também o são. Vamos eliminar comparações absurdas como idade média e Grécia estão em outra estrutura social ou histórica cultural, as regras do jogo são outras. Por favor, discorram de coisas concretas e atuais como o projeto do Julio de Oliveira Rodrigues aluno do CEUNSP. Ele começará a partir de 20 de junho um grupo LGBT em Indaiatuba, onde se juntara com as pessoas do grupo E-jovem, ele terá como foco a união e a socialização dos gays. Acredito que são esses espaços que facilitam a troca simbólica de símbolos gays e é a chave para eliminar o câncer da alienação. É onde o gay consegue ter no campo social fundamentos para cristalizar sua imaginação sociológica de forma livre e sem juízos de valores negativos, sendo capaz de criar um modo viver. É onde o individuo gay pode gerar novas formas de viver. Devemos não somente nos defender, mas também nos afirmar enquanto força criativa. Vamos acabar com homossexualismo, que tem sua origem nas análises clinicas do século passado, e não merecem nem serem alvitradas. Élcio Fernandes Rosa Jr. - estudante de Relações Públicas Nota da Redação: 1) O texto não exaltou nada. Apenas apresentou. No máximo, debateu. 2) Escrevemos para uma comunidade ampla, já que O Arauto circula nas cidades de Itu e Salto e chega també a partes de outras, como Porto Feliz e Sorocaba. Claro, o público principal são inseridos no CEUNSP, mas não pensamos nunca em nada pseudo. 3) Não reconhecemos, no citado texto, nenhuma comparação entre Idade Média e Grécia. 4) O projeto do grupo LGBT nos foi trazido como assunto agora. Claro, pode fazer parte de uma pauta deste jornal. 5) O uso do léxico homossexualismo foi apenas por força de escrita e nada tem a ver com conotações filosóficas ou sociais. Ou, como consta em dicionários (Michaelis): cs (homos-sexual+ismo) sm Prática de atos homossexuais. Antônimo: heterossexualismo. 6) Por fim, concordamos: a chave é eliminar o câncer da alienação. A grafia correta do nome da fotógrafa da foto que ilustra a reportagem Ele estuda Cinema. E faz (bem) teatro, também da edição passada, é Cissa Victal. A reportagem sobre Twitter.com não foi escrita por Adriane Souza. A autora é Mariana Sugahara. Esclarecimentos sobre a reportagem Alemão - bar sinônimo de tradição, Itu e parmegiana : Herbert Steiner é um dos sete proprietários do restaurante. O estabelecimento se transformou de uma padaria a um dos restaurantes mais famosos do país em meados do Século XX, graças aos trabalhos dos irmãos Marcos Steiner Neto e Paulo Steiner Júnior, já falecidos e filhos de Paulo, este descendente direto do imigrante alemão Max Steiner. MARKETING ESPORTIVO Por Aluisio Souza

3 O Arauto / jun-jul.09 pág.03 Luiza Erundina, Por Jean Pluvinage uma assistente social Jean Pluvinage/O Arauto Assistente social é uma profissão na qual não existe neutralidade e onde é preciso se posicionar e lutar pelos direitos dos excluídos, seja qual for o desafio. Esta foi a mensagem dada pela deputada federal Luiza Erundina, em comemoração ao dia do Assistente Social, durante palestra no começo de junho, dada no Campus V do CEUNSP de Salto. O encontro - que contou com um público formado pela equipe técnica da Secretaria de Ação Social da Prefeitura de Salto e alunos do curso de Serviço Social do CEUNSP, além de autoridades - abordou os desafios históricos da profissão, principalmente durante a ditadura militar. Luiza Erundina, formada em Serviço Social pela Universidade Federal da Paraíba, lembrou passagens do Terceiro Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais, realizado há 30 anos. Congresso esse que ocorreu após os assistentes reconstruírem a representação de classe, que ficou inatuante por anos, já que o governo militar ( ) considerava a profissão subversiva. Erundina enfatizou que o evento simbolizou uma quebra com a visão conservadora da profissão, que consistia em fiscalizar classes marginalizadas e evitar conflitos para manter as diferenças sociais. O congresso revitalizou o papel das políticas públicas e sociais no país, disse a deputada. Na palestra, Erundina também focou a importância da juventude na participação política. Segundo ela o movimento estudantil recuou e precisa ser mais atuante, principalmente neste período em que as instituições democráticas estão fragilizadas por sucessivos escândalos de corrupção. Outra questão abordada foi a necessidade de democratizar os meios de comunicação. Ouso afirmar que, mais importante que a reforma agrária, é a reforma democrática dos meios de comunicação social. A Faculdade de Comunicação e Artes [do CEUNSP] tem que estar antenada com esta questão senão não haverá a democratização. Após a palestra, o cidadão Oswaldo Dalla Vecchia solicitou ajuda da deputada para melhorar o abastecimento de água nos bairros Maracajás, Iracema e Arquidiocesano. Ela garantiu então a obtenção de recursos para a área de saúde do município e para o abastecimento destes bairros. Por fim o prefeito Geraldo Garcia e vereadores apresentaram o Complexo da Cachoeira (foto) para Erundina. Josuel Rodrigues, estudante de Serviço Social, pontuou a importância da palestra para seus colegas: Nós, do movimento estudantil de Serviço Social, vemos na Erundina uma pessoa que assume compromisso com nosso projeto ético-político na luta pela construção de um país democrático, popular e de todos. Por Nelson Lisboa Tiago Rodrigues Dicas para agitos nas férias escolares Por Adriane Souza Curta debate suicídio As férias estudantis estão aí. Para facilitar a vida de quem vai estar de folga, O Arauto traz nesta edição a lista de eventos que ocorrerá em nossa região. Salto - O fim de junho vai ser agitado na cidade. No dia 21, às 20h, ocorrerá um espetáculo de dança com o grupo Pró-Posição, no Auditório Maestro Gaó. E o melhor: a entrada é grátis. Garantia de risos no dia 27: às 20h30, no Teatro Montécnica, será a vez do espetáculo 100% Humor, com o grupo Teatro Cômico. O ingresso custa R$ 10,00 e estudante paga R$ 5,00. Outras informações podem ser conseguidas pelo telefone (11) Já no domingo, dia 28, às 18h, haverá o Encontro de Danças, também no Montécnica. e também com entrada grátis. Outra opção será no Conservatório Maestro Henrique Castellari, na rua Monsenhor Couto, 13, que promove no dia 25, às 20h, o 15º Sarau na Quinta. Itu - A cidade terá como atrações nesse fim de mês a comédia Stand-Up, no Temec. A apresentação será no dia 20 de junho, às 21h. A apresentação será do ator, comediante e redator Márcio Ribeiro, conhecido nacionalmente por apresentar o programa infantil X Tudo na Tv Cultura. CorderItu. Este é o nome da poesia oral que vai tomar conta do Rancho da Picanha (km 57 da rodovia SP-79). Será no dia 27, às 20h. Já a Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos de Itu promove um jantar com pratos preparados à base de cordeiro. A taxa de adesão é de R$ 60 e as reservas podem ser feitas pelos telefones (11) e Vibe Folia O grande destaque de julho, em Itu, será a Vibe Folia, cujo maior atrativo será a dupla sertaneja (foto) Vitor e Léo, além da banda de axé Chiclete com Banana, que promete não deixar ninguém parado. Mais informações no site Sorocaba Quem estiver a fim de outro agito ao estilo Bahia terá a opção de ir no dia 28 de junho a Sorocaba, local da apresentação da Banda Eva. Será a partir das 14h, no Recito Pagliato, dentro do programa Folia-Férias. A abertura será feita pela dupla Rodrigo Freitas & Xavier, pela banda Balakubaka, Banda Prato Feito e pela turma da Festa Pan, com DJs e garotas. Informações pelo telefone (15) Um trabalho de conclusão de semestre motivou cinco alunos do 3º ano e seis alunos do 1º de Cinema a unirem forças. Esses onze universitários da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA-CEUNSP)inovaram ao produzir o curta-metragem Despertar. A obra, um documentário fictício, conta a história da ONG Despertar, que recupera vidas de pessoas que já tentaram ou pensaram no suicídio. É uma biografia e uma auto-análise de pessoas que poderiam ter sido levadas a cometer suicídio, explica o estudante Diego Sebastiani. Os universitários desejam levar a reflexão do tema e entender o que leva algumas pessoas a desistirem da vida enquanto outras decidem continuar nela. Num clima de diversão, mas com muita seriedade, esses alunos debatem o segundo maior fator de mortes em todo o mundo. A confiança dos patrocinadores foi um grande incentivo para a consumação deste documentário, segundo Diego. A equipe agradece muito aos patrocinadores, que acreditaram no nosso projeto sem visar lucro, mas sim apostando no nosso trabalho, completa. O vídeo será exibido no Teatro Escola Prof. Rubens Anganuzzi Filho (CEUNSP- Salto), no dia 20 de junho e terá a duração de quinze minutos. Depois os alunos levarão Despertar para concorrer a exibições em mostras, festivais e eventos audiovisuais em todo o Brasil. Os patrocinadores do filme s ao empresa da cidade de Cerquilho: Sorveteria Higlu, Confecções Marie, Refeições Rodrigues, Sama Vídeo, Mingo Presentes, Computadores.Com, Padaria Cerquilhense, Net Time, Vivenda do Trigo, Big Galo, Pousada da Tica e Pizzaria Millenium 9. expediente Coordenador Geral da FCA: Prof. Edson Cortez / Coordenador da AECA: Prof. Amauri Chamorro / Projeto Gráfico e Diagramação: Prof. Murilo Santos / Redator Universitário Chefe: Jean-Frédéric Pluvinage Colaborador: Edvaldo Santinon Conselho Editorial: Prof. Amauri Chamorro; Prof. Edson Cortez; Prof. Ms. Filipe Salles; Profª Ms. Maria Paula Piotto S. Guimarães; Prof. Esp. Pedro Courbassier; Prof. Dr. Rubens Anganuzzi Filho. Projeto de Trabalho Integrador - O ARAUTO Alunos participantes (ilustração, pauta e edição): Aluísio Souza, André Brandão, Antonio Nunes Almeida, Ariane Campos, Gabriel Alves, Ligia Martin, Luciana Tambeli, Melissa Castro, Natalia Esteves, Nelson Lisboa, Thales Puglia, Thiago Cruz, Tiago Cézar e Tiago Rodrigues. Editoria de Fotografia: Evandro Ananias, Giuliano Miranda e Maurício Bueno. Coordenação: Prof. Pedro Courbassier. Todos os textos são de responsabilidade de seus autores. Contatos: Tiragem: exemplares Jornalista responsável: Pedro Courbassier (MTb.: ).

4 ESPECIAL Você já parou e pensou: ano que vem tem eleições presidenciais? Por Valesca Cotafava O Arauto sai na frente e aborda as eleições presidenciais de Pois é... você vai votar para presidente do Brasil daqui a pouco mais de um ano. Prepara-se, daqui pra frente você vai escutar cada vez mais a pergunta para quem você irá votar para presidente? Mostraremos nesta reportagem o que alguns brasileiros pensam sobre a questão muito relevante para a vida de todos, já que se trata do mais importante cargo de gerência da vida pública e traçaremos também o perfil dos principais pré-candidatos. Maria Flauzino, uma diarista de 30 anos, mostrou-se surpresa com a pergunta antecipada sobre as eleições. Logo após ser explicada do assunto e nomeados os précandidatos, ela disse: Votarei em quem o Lula apoiar, pois eu sou fã do Lula. Ele é um semi-analfabeto como eu e conseguiu chegar a presidência do país, pensando nos mais pobres. Não votarei no José Serra, pois ele é o candidato dos ricos. O aposentado José Carlos Silva tem 68 anos declara conhecer o perfil dos que almejam o cargo de Brasília. Segundo ele, nenhum dos candidatos presta, mas o José Serra é o mais competente para assumir o cargo. E ainda alfineta: Dilma Roussef está sendo usada por seus companheiros de partido [o PT], já que ela é uma mulher. Para ele Dilma não merece o voto de ninguém. Opinião formada devido ao passado de Dilma como guerrilheira. Ela é uma terrorista, sequestradora e assaltante de cofres. Ela sequestrou e roubou o ex-governador de São Paulo Ademar de Barros. Ela não é digna de dirigir nosso país, desabafa, sem dar consentimento ao contexto histórico da ditadura militar ou da perseguição política. Moíses Monteiro, 23 anos, músico, disse que votará em José Serra, pois foi um ótimo ministro da Saúde, tanto que teve repercussão no mundo inteiro com a campanha de prevenção a AIDS. Acho que se ele fosse presidente investiria na saúde e é disso que o país precisa agora. O fotógrafo Rodrigo Cardoso, 28 anos, morador de Porto Alegre (RS), disse considerar uma forte tendência de anular o voto. Mas creio que posso votar no Serra. Não por ser alguém de direita ou algo assim, mas uma mudança saudável de conceitos é necessária. O Brasil está 8 anos numa idéia de centro-esquerda, as coisas começam a ficar estáticas, um exemplo deste tipo de política rola nos EUA, por exemplo entre democratas e republicanos, explica. Ítalo Gomes Camela, 45 anos, operador de empilhadeira, disse que votará na Dilma Roussef porque ela poderá dar continuidade ao governo Lula, mantendo os projetos e feitos do atual presidente, Ítalo ainda acrescenta: Não votaria jamais no Serra, ele é o candidato dos burgueses. Outras opções - Joana Oliveira Novaes, 34 anos, professora infantil, votará em Ciro Gomes. Se a candidatura dele for confirmada votarei no Ciro. Ele já tentou tantas vezes se eleger e talvez devêssemos dar uma chance a outros partidos. O poder tem se contido nas mãos dos tucanos e petistas há bastante tempo. Ricardo Soares Berti, 25 anos, vendedor, compartilha da mesma opinião de Joana, e ainda acrescenta: votarei em qualquer um menos nos tucanos e petistas: estou cansados deles! Catarina Martuiscelli, 43 anos, dona de casa, declarou: Eu sou Heloísa Helena desde a primeira candidatura dela. É uma mulher honesta e não como a maioria dos políticos que diz uma coisa e faz outra totalmente diferente. Renato Yamasaki, 37 anos, carteiro, concorda com Catarina e ainda acrescenta: Heloisa Helena é a única candidata que realmente é merecedora de tal cargo, por ser uma mulher verdadeira e convicta de seus ideais políticos.

5 O Arauto / jun-jul.09 pág.05 Comentários da repórter Perfil dos principais postulantes à vaga de Luíz Inácio Lula da Silva no Palácio da Alvorada: José Serra - Filiado ao PSDB, partido do qual é um dos fundadores, foi eleito em 2006 governador do estado de São Paulo, seu cargo atual. Economista de formação, já foi deputado federal ( ), senador ( ), ministro do Planejamento e Orçamento ( ), ministro da Saúde ( ) e prefeito de São Paulo ( ). Serra foi candidato à presidência da República pela coligação PSDB-PMDB em Perdeu no segundo turno para Lula. Pré-candidato, ainda luta para que seu partido o oficialize nas eleições. E tem como trunfo, na disputa interna com o governador de Minas Gerais Aécio Neves. Até o momento, Serra lidera aso favoritismo nas pesquisas eleitorais. Dilma Rousseff - Ministra-chefe da Casa Civil, é a mais provável escolha do governo para se candidatar à presidência. Mestra em Ciências Econômicas, Dilma participou da luta armada nos anos e foi presa e torturada pelos órgãos de repressão da ditadura militar. Participou da fundação do PDT e foi secretária de Minas e Energia no Rio Grande do Sul ( ). Ela retornou ao cargo em 1998, mas durante o novo mandato, o PDT deixou o governo de Olívio Dutra (PT) e exigiu de seus filiados a entrega dos cargos. Dilma saiu do PDT e filiou-se ao PT, continuando no governo. Dilma integrou o governo Lula inicialmente como ministra de Minas e Energia, em Seu novo cargo, a chefia da Casa Civil, ocorreu em junho de 2005, substituindo José Dirceu. Ciro Gomes - O ex-governador do Ceará e ministro tem candidatura cogitada para Iniciou sua carreira política na Aliança Renovadora Nacional, partido que dava sustentação à ditadura militar, em Em 1983, trocou de partido e optou pelo PMDB. Elegeu-se deputado estadual. Em 1988, migrou ao PSDB e conseguiu ser eleito, neste mesmo ano, prefeito de Fortaleza. Dois anos depois, em 1990, conquistou o governo do Ceará. Deixou o cargo em 1994 para assumir o Ministério da Fazenda. Virou membro do PSDB até 1996, quando filiou-se ao recémcriado PPS (Partido Popular Socialista) para concorrer à presidência da República em Foi o terceiro mais votado (ficou atrás de FHC e Lula). Em 2002 disputou novamente o cargo pelo PPS e terminou em quarto lugar com votos. Apoiou Lula no 2º turno e ganhou convite do novo presidente para assumir o Ministério da Integração Nacional. Mudou em 2003 para o PSB. Em 2006, Ciro concorreu à Câmara e virou deputados federais pelo Ceará. Heloísa Helena Lima de Moraes Carvalho é enfermeira, professora e política brasileira. tem carreira acadêmica na Universidade Federal de Alagoas e foi senadora da República, eleita pelo PT. Rompeu com o partido no primeiro mandato de Lula, indo para a oposição e ajudando a criar o PSOL, Partido do Socialismo e Liberdade. Outros possíveis candidatos: Aécio Neves (PSDB), Cristóvão Buarque (PSB). Google Images Google Images Giuliano Miranda/O Arauto Evandro Ananias/O Arauto Uma das coisas que mais ouvi quando fui fazer minha pesquisa de campo foi: Nossa! Nós estamos a um ano das eleições e você já me vem falar disso?. Aparentemente, essas pessoas não eram grosseiras, mas estavam realmente surpresas com as minhas perguntas. A maioria das pessoas que entrevistei foi na praça Dom Pedro, em Indaiatuba. Durante uma semana eu usei a minha 1 hora de almoço para conversar com as mais diversas pessoas. Alguns, nitidamente conhecedores da política do país. Já outras, nem tanto... Quando fui conversar com o senhor José Carlos Silva pude perceber que, embora algumas pessoas odeiem política, outras adoram. Nesse dia fiquei meia hora conversando apenas com José Carlos. E o que ele dizia? Leia as entrevistas (risos). Uma constatação: poucas mulheres com as quais conversei sabiam realmente quem seriam os candidatos e quais eram seus feitos. Tive bastante dificuldade em elaborar perguntas, e além de tudo ter a cara de pau de chegar em pessoas que eu nunca havia visto na vida, perguntando suas opiniões a respeito de um assunto um tanto quanto peculiar. Muitas pessoas não quiseram responder minhas perguntas dizendo que estavam atrasadas, porém depois de me despachar, seguiam calmas, olhando vitrines. O povo brasileiro criou verdadeira aversão à política, sem perceber que é por essa distância que nosso país não caminha. É por isso que sempre acabamos elegendo governantes cada vez mais corruptos. Infelizmente basta o pensamento se tivermos o nosso churrasco no fim de semana, está tudo bem. Assim, o nosso país só tem decaído em relação a políticos. Claro que eu não acredito que as pessoas devessem ser uma verdadeira enciclopédia da política brasileira, mas conhecer o mínimo dos précanditados, suas propostas e um pouco de suas vidas. Foi uma experiência maravilhosa e muito esclarecedora, conversar com tantas 40 pessoas. Nem todas as opiniões saíram na reportagem, pois o espaço teria de ser grande para tanta gente, e também porque muitas opiniões são parecidas. Ah, e bom voto em 2010!

6 VIDA UNIVERSITÁRIA Por Adriane Souza Daniele de Oliveira Mais do que transporte Com cerca de 8 mil alunos, o Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP) agrega cada vez mais estudantes pela diversidade de cursos, atraindo alunos de várias partes de São Paulo e até outros estados. Esses números mostram também um intenso fluxo, que movimenta o mercado do transporte. Alguns alunos chegam a enfrentar cerca de uma hora e meia de estrada antes de entrar na sala de aula. O estudante de Engenharia Civil Junior Machado, que já concluiu o curso, mas cumpre DP (dependência em uma disciplina do curso), conhece bem esta realidade e afirma que a viagem de Laranjal Paulista até Salto é longa, porém tranquila. Já a futura jornalista Jéssica Dias, que reside em Tatuí e gasta praticamente o mesmo tempo que Junior para chegar à universidade, conta que sua viagem é conturbada, afinal diz que já viu veterano viajar em pé no ônibus para ceder lugar aos calouros nos bancos. Viajar em pé é um problema enfrentado também por universitários que moram próximos ao Centro Universitário, como no caso de Priscele de Almeida, que estuda Logística no 1º semestre e conta que encara no fim da tarde um ônibus constantemente lotado. Festa na van - É válido lembrar que não são apenas os estudantes que frequentam os transportes universitários coletivos. A professora da Faculdade de Comunicação e Artes, Renata Boutin Becate, reside e trabalha em Jundiaí e considera a van a melhor opção de transporte. Afinal o veículo passa na porta de seu trabalho, permitindo que ela descanse ou converse despreocupadamente por 40 minutos. É o momento em que eu desligo do outro serviço para focar no CEUNSP, conta a professora. Afirma ainda gostar muito do motorista e das festinhas de aniversário promovidas na van. Ela diz que todos os aniversários são comemorados, mesmo fora de data, como o dos aniversariantes de janeiro que são comemorados em abril. Algumas prefeituras oferecem ajuda de custo para os universitários. Os valores variam muito entre os municípios. Segundo os estudantes, cidades como Cerquilho e Boituva oferecem de 80 a 100% do valor. Já Laranjal Paulista reembolsa 90%, Salto 50% e Itu reembolsava 70%, mas nos últimos 2 anos este valor foi caindo e hoje chega a 35%. Em algumas cidades, os valores são fixos, mas em outras são calculados de acordo com a renda do aluno. De carro próprio - Há casos como o da universitária Juliana Ferraz, de Jornalismo, na qual o aluno prefere, por diversas razões, utilizar um transporte particular. Juliana gasta muito com a manutenção do carro e teme pela segurança do veículo, pois ela o estaciona em frente ao Centro Universitário. Ela considera injusto ter que pagar para estacionar o carro dentro da faculdade, pois gasta uma quantia considerável com combustível, manutenção, pedágio e não tem mais recursos: Fica difícil pagar o estacionamento, ainda mais sabendo que em outras faculdades o acesso dos alunos ao estacionamento é gratuito e aqui só os professores têm este direito, protesta. Roubo - O medo de furtos não se restringe apenas aos donos de veículos particulares. O motorista Dauri Andrade revela que já testemunhou um homem roubando um toca-cd no carro que estava na sua frente, mas no geral, [os criminosos] respeitam vans, conta. Um dos motivos para a baixa incidência de crimes com os veículos de transporte aos alunos é que eles ficam estacionados próximos e cada motorista acaba vigiando o carro do outro. Falta WC - O caso dos motoristas de ônibus Sílvio Gonçalves de Freitas, Carlos Alberto Lúcio Nunes e Duíldo Branzani é diferente. Usuários do estacionamento externo destinado aos ônibus e vans, localizado na entrada inferior do CEUNSP-Salto, os motoristas se queixam da falta de um banheiro, que os obriga a situações embaraçosas. Muitas vezes temos que fazer na frente dos outros, conta Duíldo, que transporta alunos de Porto Feliz até Salto. Educação - Os motoristas se queixam que cuidar de ônibus é muito complicado. Um deles afirma que já transportou cortador de cana, mas muitas vezes eles são mais educados do que muitos universitários, sem generalizar, desabafa. Nos ônibus, o controle de horário costuma ser mais rigoroso que vans. Os motoristas revelam que eles aguardam apenas 10 minutos após o término das aulas, ou seja, às 22h40 o ônibus sai e quem não estiver fica. Atrasos comuns devido a frequencia dos estudantes em bares que ficam no entorno do Campus. Nem todos os ônibus permitem festas nem bebidas alcoólicas para evitar possíveis transtornos e o constrangimento causado por estudantes embriagados. Prefeitura explica - A retirada do estacionamento de veículos de transporte coletivo nas ruas de acesso direto da faculdade aconteceu aos poucos. O Secretário da Educação de Salto (não há Secretaria de Trânsito), Wilson Roberto Cavender, conta que a proibição foi criada pois os veículos prejudicavam o trânsito nessas ruas, que tem tráfego intenso. E também pelas vantagens significativas para os que transitam em frente ao campus, diz o secretário. Ele ressalta ainda que a faculdade é extremamente benéfica tanto para Itu quanto para Salto, afinal, além de toda a atividade econômica que ela gera devido ao fluxo de universitários que vem de outras cidades, mostra que Salto é hoje uma referência regional no ensino superior e não é nenhum exagero dizer que esta cidade caminha para ser chamada de Cidade Universitária em breve. Enfim, assunto para novos debates e reportagens. Mauricio Bueno/O Arauto

7 O Arauto / jun-jul.09 pág.07 O Supremo Tribunal Federal (STF), provocado por uma ação do deputado federal Miro Teixeira (PDT-RJ), decidiu no fim de abril pelo fim da Lei de Imprensa (5.250/67) e com isso permitiu outra discussão: o fim da exigência do diploma para a pessoa exercer a profissão de jornalismo. A Lei de Imprensa foi criada na época da ditadura militar (no Ato Institucional 5, em 1968) para controlar de mais perto o que diziam os jornalistas (as punições eram multas altas e cadeia). Segundo muitos juristas, pessoal dos meios de comunicação e o deputado autor da ação, para punir um mau profissional, bastam os códigos Civil e Penal. des defendeu a extinção da obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Na avaliação do presidente do STF, o decreto-lei 972/69, que estabelece que o diploma é necessário para o exercício da profissão de jornalista, não atende aos critérios da Constituição de 1988 para a regulamentação de profissões. Mendes disse que o diploma para a profissão de jornalista não garante que não haverá danos irreparáveis ou prejudicar direitos alheios. Alunos defendem fim da lei, mas não da obrigatorie- Por Nelson Lisboa Tiago Rodrigues ética e responsabilidade. Outro estudante, Thales Barbosa, do 1º semestre, afirma que a lei só servia para punir os jornalistas, mas entende que é preciso algo para regulamentar o setor e evitar abusos por parte da imprensa. Ele defende o diploma para a profissão como meio de valorizá-la mais ainda. Ligia Martin (1º semestre) afirma que a lei não era compatível com a realidade do país e que a profissão pode ser avaliada sob a Constituição Federal. Ela defende o diploma porque dá ao sujeito formação e competência técnica para atuar. Lei de Imprensa e exigência do diploma chegam ao fim Especialistas dizem que fim do diploma vai mudar o mercado de jornalismo, mas não do curso. A fim da exigência do diploma foi votada pelos ministros do SFT na noite de 17 de junho, contrariando muitos jornalistas. E o debateainda segue, principalmente nas faculdades e nos meios de comunicação. A pergunta é: qual o impacto das novas medidas para o mercado e para o jornalismo? À imprensa, o deputado Miro Teixeira afirmou que ao revogar a lei, o STF preservou o direito dos cidadãos à informação. Na sua ação legal o deputado argumentava que a lei da ditadura cerceava a liberdade dos órgãos de comunicação e era incompatível com o regime democrático. Na sessão histórica, sete ministros votaram pela revogação total, três pela revogação parcial e um pela não revogação. Agora serão aplicadas as regras dos códigos Penais e Civis para julgar as ações envolvendo a imprensa. Um exemplo: com o fim da lei anterior, a lei passará a ser mais branda nos crimes de calúnia, injúria e difamação. Votaram a favor do fim da Lei de Imprensa os ministros Eros Grau, Carlos Alberto Menezes Direito, Celso de Melo, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e César Peluso, que acompanharam o voto do relator. Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes votaram pela revogação parcial da Lei. Já o ministro Marco Aurélio de Mello votou pela improcedência da ação. Diploma - Por 8 a 1, o STF derrubou a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Só o ministro Marco Aurélio Mello votou pela manutenção do diploma. O primeiro a votar foi o presidente do STF, Gilmar Mendes, relator do caso. Men- dade do diploma Os alunos do curso de jornalismo, da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA), do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP), ouvidos para a reportagem são favoráveis ao fim da Lei de Imprensa, mas defendem o diploma como forma de valorizar a profissão e a classe dos jornalistas. Adriane Souza diz que a lei era herança da ditadura e incompatível com a realidade do país. Ela julga o diploma importante porque o curso superior dá ao sujeito uma formação global sobre a profissão, como questões de ética e técnicas. Marcelo Soares, do 3º semestre, diz que a lei derrubada pelo STF limitava a ação da imprensa. Ele defende a obrigatoriedade do diploma porque é preciso aprender para ser um bom jornalista, com Valter Lenzi, jornalista há mais de cinqüenta anos e dono do Jornal Taperá, em Salto, fundado há 45 anos, revela ao Arauto que a Lei de Imprensa nunca foi usada por ninguém para processá-lo ou ao seu veículo. Ele é jornalista com registro profissional, mesmo não tendo cursado uma escola de Jornalismo ou Comunicação. Lenzi explica que existem pessoas com maior capacidade que muitos jornalistas formados, mas não deixa de reconhecer que os cursos superiores oferecem ensinamentos muito úteis aos que deles participam. Embora, aponta, nem sempre formem bons profissionais. Sobre o fim do diploma As novas possibilidades ele afirma que o bom jornalista é aquele que leu e lê muito. Só assim se adquire o traquejo necessário para se escrever bem, aliando esse traquejo aos ensinamentos recebidos na faculdade. Já Edson Cortez, professor e coordenador geral da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA-CEUNSP) comemorou o fim da Lei de Imprensa por entender que a mesma era uma herança da Ditadura Militar no país. Somos uma democracia e o fim da lei foi um avanço. Temos muitas leis que precisam ser mudadas, como as que regem o setor de telecomunicações no país, como os setores de rádio e TV que não são democráticos ainda, explica. Em sua opinião o fim da exigência do diploma não vai acabar com os cursos de Jornalismo no país porque o mercado exigirá o diploma como uma forma de ter bons profissionais nas empresas. Será o mesmo dos segmentos de Publicidade e Cinema, onde não se exige o diploma. O mercado se organiza e passa a priorizar quem tem boa formação. É isso que acontecerá com o Jornalismo, explicou. Ele entende que o mercado para o jornalista continuará crescendo, graças à mídias digitais e à segmentação de comunicação das empresas. Neste sentido, os melhores (os que têm curso superior) serão priorizados, em sua opinião. Google Images

8 MINHAS ECONOMIAS O Arauto / jun-jul.09 pág.08 A tributação nossa de cada dia... Por Marcos Freddi Mauricio Bueno/O Arauto Em meio a uma crise econômica mundial, vários paises tentam salvar as economias da recessão. Começam cortando as taxas básicas de juros e reduzindo os impostos. No Brasil, não foi diferente. Várias medidas foram adotadas pelo governo entre elas à redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros, para eletrodomésticos de linha branca (fogões, geladeiras), além de materiais para construção. Tudo isso para tentar estimular o consumo no país. Nos últimos dois anos o Brasil apresentou um crescimento econômico relevante. Nesse período o governo se beneficiou de uma arrecadação recorde de tributos jamais visto. Como se gastou o dinheiro é outra discussão. Um debate bom é: Você sabe que no Brasil se pagam mais de 80 tipos de impostos, taxas e contribuições? Isso, além de impostos pagos de forma indireta. É o caso dos produtos de bens e serviços. Mais caro - Muitos brasileiros desconhecem que produtos básicos, como o arroz, tem embutido 18% de imposto dentro do preço final. No açúcar, estima-se que esse índice chegue a 40% e no café a 36%. Na farinha, 34%. Esses encargos tributários trazem um sério prejuízo para o consumidor. Os produtos ficam mais caro, o que limita o acesso à maioria da população. Contribuintes - O aposentado Vardir Chamma, 72 anos, se sente prejudicado com tantos impostos cobrados pelo governo. Para ele, não existe um retorno eficiente por parte do estado. Pago duas vezes a saúde, uma para o governo através dos impostos e outra para o convenio particular. Para ele o brasileiro nem se da conta do que o estado faz com esse dinheiro. O brasileiro é muito despolitizado. Segundo ele somente uma redução dos encargos seria suficiente. A redução nos impostos alimentícios, exemplifica. Já para Milton Júnior, 26 o que mais prejudica é não saber realmente pelo o que esta se pagando. Nos não temos nenhuma noção de quanto pagamos de imposto, afirma. Ele também acha um absurdo com o que se faz com o dinheiro. Além de trabalhar para pagar (imposto), nós não temos segurança e nem um sistema público de saúde eficiente. Para Delza Frare, 67, é importante pagar imposto. Como cidadã, eu sou a favor de pagar, pois com esse dinheiro o governo presta serviço à sociedade. Mas ela ressalta que é preciso saber para onde esse dinheiro é destinado. A partir do momento que tenho cidadania, eu tenho direito à saúde publica decente, a segurança e não é isso que acontece. E mais: para ela, os impostos deveriam ser de acordo com o que cada um ganha. Deveria ser proporcional. Quem ganha mais paga mais, quem ganha menos paga menos, filosofa. Para o comerciante Ogiomar Milani, 44, os encargos tributários consomem uma relevante parte do seu faturamento: 18% do faturamento vai para impostos. Segundo ele, o dinheiro que paga poderia ser para fazer melhorias em seu empreendimento e não posso dar desconto no produto, ressalta. Dificuldade nas empresas Não somente os consumidores sofrem com altas taxas de impostos. As empresas também ficam prejudicadas com os encargos. Quem explica essa situação é o professor e advogado Amilton Luiz Sampaio, 41, especialista em Direito de Estado e Tributário. O especialista do CEUNSP afirma que, de fato, o Brasil possuiu uma carga tributária elevada e não retorna para sociedade como deveria e que isso emperra o crescimento econômico no país. Muitos negócios deixam de ser realizados em razão dos altos custos provocados pela incidência de inúmeros tributos, diz. Para ele, as empresas são as mais sacrificadas, pois pagam tributos sobre a produção (IPI), sobre a circulação e o transporte de seus produtos (ICMS) e sobre a mão de obra que utiliza (ISS, INSS, PIS, COFINS e CSL). Ele destaca um tributo: os impostos relativos à mão de obra. A folha de pagamento é onerada com vários tributos, todos eles voltados à manutenção do regime previdenciário, do sistema de seguro desemprego e de outros regimes garantidores dos chamados direitos sociais. Isso encarece os produtos e diminui o poder de compra. E mais: em certos casos, algumas empresas deixam de ser competitivas, explica. A solução para ele seria se o governo reduzisse seus gastos. Boa parte dos recursos provenientes dos tributos, hoje, são destinados a cobri-los. Para ele a solução vem com a implementação de uma verdadeira reforma tributária, que possibilite a redução do número de tributos e da própria carga tributária. Outra questão que poderia ser atacada é a redistribuição das receitas, pois muitos dos tributos gerados nos municípios, são arrecadados pelos Estados e pela União. Questionado sobre o que ele pensa de tantas cargas tributárias, Amilton afirma: O pagamento de impostos é inerente ao exercício da cidadania, pois o Estado não tem outra fonte de recursos para poder manter o funcionamento de toda máquina administrativa. Entretanto, a situação criada pela legislação tributária, torna injusta a situação do contribuinte brasileiro, que paga muito e não recebe bons serviços públicos em troca. E complementa: O Estado brasileiro arrecada muito, mas não tem verbas para grandes investimentos, pois a maior parte dos recursos é desperdiçada, tudo, graças à burocracia, à ineficiência e a improbidade. Na folha do trabalhador Além dos impostos de produção, um dos encargos que pesam sobre as empresas esta com a folha de pagamentos de funcionários. É o que explica o especialista em Direito e Processo Tributário e também professor do CEUNSP, Marcelo Cavalcante, 34: Um empregado que ganha em média um salário mínimo mensal, chega a produzir um encargo trabalhista de aproximadamente seu próprio salário para seu empregador, em face de encargos sociais. São vários impostos sobre a folha de pagamento do trabalhador, segundo o especialista. Tem a Incidência tributária cobrada pelo INSS, depósitos de FGTS, dependendo do valor há tributação de Imposto de Renda, tanto pelo empregador e como do empregado. E eles são altos. Os percentuais variam de 8% para depósitos de FGTS, 27,5% para Imposto de Renda, por exemplo. Para Marcelo, é preciso de uma reforma tributária. Diria que há a necessidade de uma reforma tributária. O que encarece e dificulta o trabalho registrado são os encargos sociais. Ele também diz que esses encargos sociais também trazem vantagens: Acerca de benefícios, estes são inseridos pela Seguridade Social que ampara o trabalhador assegurado, como por exemplo em caso de acidente do trabalho, no qual o empregado recebe sem estar trabalhando, dada sua incapacidade, além da própria aposentadoria. Muito? O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário é um órgão que faz várias pesquisas, e divulga dados sobre a carga tributária no Brasil. Recentemente divulgaram uma pesquisa que mostra que o brasileiro trabalhou durante os cinco primeiros meses desse ano só para pagar imposto. Impostômetro Em São Paulo existe uma tabela que marca quanto o brasileiro, paga de tributos, o chamado impostômetro. Do dia 1/1/2009 até o dia 11/6/2009, o brasileiro já havia pagado R$ 444 bilhões em tributos. Para saber mais: Abaixo, a porcentagem de imposto paga pelo brasileiro, em produtos usados no dia-a-dia:

9 ESPORTES O Arauto / jun-jul.09 pág.09 Divulgação Um local para cultivar o $onho da bola Por Jean Pluvinage As fontes de talento A grande maioria dos jovens atletas da Traffic vêm do sudeste, principalmente do estado de São Paulo. 20% Outras regiões 20% Nordeste Quem não conhece um jovem brasileiro que sonha virar jogador de futebol? Sonho difícil de alcançar, pois o futebol profissional exige jogadores com muito preparo físico e emocional, treinamento constante e, claro, talento com a bola. E é para formar futuros consagrados do futebol-arte que foi construída a Academia Traffic, localizada na rodovia Marechal Rondon, perto de Porto Feliz. São atletas com talento muito acima da média, que passaram pelo filtro de olheiros espalhados por todo o país e até no exterior. Jovens que a academia acolhe, treina e insere nos campeonatos amadores, para mais tarde mostrarem seu talento no futebol profissional. E, evidente, a Traffic ganha dinheiro com essas transações. O Arauto foi descobrir como é a vida destes futuros, talvez, campeões e como funcionam as instalações. O tamanho da academia impressiona. São 156 mil metros quadrados. Espaço suficiente para abrigar os cinco campos de futebol oficiais e dois para treinamentos específicos. O prédio central recebe os jovens das categorias sub-15, sub-17 e sub-20. O local também é a casa do Desportivo Brasil, time de pro- 60% Sudeste priedade da Traffic Sports. No total moram cerca de 120 atletas, com idades entre 14 e 18 anos. João Caetano, gerente de Administração da Traffic, enfatiza que a academia não é apenas uma fábrica de jogadores: Formamos atletas, mas sem deixar de lado a formação de cidadãos. Lá os jogadores não abandonam os seus estudos, eles frequentam as escolas de Porto Feliz, e tem apoio psicológico para treinarem longe de suas famílias. A academia também oferece cursos de língua estrangeira, etiqueta e economia pessoal. O foco é formar jogadores, mas mesmo quem não conseguir entrar na área terá formação para seguir carreira em áreas esportivas, como membro de uma equipe técnica, por exemplo. João Caetano revela que os jovens sentem a distância da família, mas a alegria de estar na academia é muito forte. Este centro de treinamento é um sonho de consumo para eles. Uma Disneylândia do futebol. Distância que os jogadores superam com a internet, na sala de computadores da área de lazer. Lá, os jovens sempre acessam o Orkut e o MSN, para entrar em contato com amigos e parentes. Mas um dos projetos da Traffic inclui a criação de academias para as outras regiões do Brasil, facilitando a captação de atletas e a sua adaptação ao centro de treinamento local. A Disneylândia do Futebol faz juz ao nome. Não há academia mais moderna para as categorias de base. E praticamente tudo nela remete ao esporte. O local conta com uma biblioteca repleta de livros sobre futebol, tv por assinatura com todos os pacotes esportivos e fotos históricas de astros do futebol decoram os corredores. Mas nada de chuteiras e camisas sujas espalhadas pelos cantos. Cerca de 50 funcionarios, em sua maioria de Porto Feliz, organizam a rotina. Por isso o maior movimento pode ser visto na lavanderia. São centenas de peças de cama, banho, uniformes para treino e para jogo. A saúde é outra preocupação da equipe. Os jovens contam com uma academia de ginástica e piscina coberta. Ao lado da academia se encontram as salas dos médicos, dos fisioterapeutas e dos fisiologistas. A saúde também inclui a alimentação dos jovens. João Caetano destaca que a cozinha foi a parte mais difícil de construir: A primeira coisa que uma seleção faz ao visitar uma academia de esporte é visitar a cozinha. A qualidade da cozinha tem mais importância que a estrutura do local. Adauto Rodrigues, chefe de cozinha que já trabalhou para a rede hotéis Hilton revela todos os cuidados com a alimentação dos jovens: Controlamos o valor calórico dos alimentos. Trabalhamos muito com nutrientes, principalmente os carboidratos. E não há frituras. O que parece frito na verdade é assado. A declaração de João Caetano sobre a cozinha mostra outra possibilidade econômica do Centro de Treinamento: receber equipes, principalmente seleções nacionais. Não à toa, a Traffic já faz contatos com países para abrigar equipes na Copa do Mundo de 2014, que sera no Brasil. Por fim batemos um papo com Lindhberg, atleta sub-17, considerado pela academia como um talento muito promissor. Vindo de Petrolina, em Pernambuco, Lindhberg se diz tranquilo com a mudança para o sudeste. Ele visita a sua mãe uma vez por ano, e revela que já se acostumou com a distância. É possível conciliar o treino com estudos? Sim. Mas todos na escola ficam curiosos com a gente, eles querem saber como é a vida aqui. Uma vida de treinos rigorosos, mas também de muitas mordomias.

10 DISCUSSÃO Por Thales Barbosa Melissa Castro Google Images Baseado no debate: a maconha Maconha, tema que fascina muitos e enojam outros. Debate-se atualmente em todo o país a legalização. Você é a favor ou contra a legalização do uso da maconha? Para entender melhor o assunto, faremos uma linha no tempo. A Cannabis Sativa, nome cientifico da planta, é de origem indiana. A droga é conhecida desde, aproximadamente, a.c. Foi usada pelos chineses como uma planta medicinal. Chegou ao Ocidente no século XVIII, sendo usada para desenvolver fibras para roupa. No Brasil, na década de 30, era vendido nas farmácias com o nome de cigarros de índio (pela origem indiana) ou cigarros da paz : era usada para sintomas de asma e insônia. A Organização das Nações Unidas (ONU), no ano de 1960, recomendou a proibição da maconha no mundo inteiro, muitos paises adotaram essa norma, entre eles o Brasil. A psicóloga Patrícia Nascimento fala que a maconha é uma droga que causa dependência, mas menos que tabaco e o álcool. Leve, porém não inofensiva, por isso alguns especialistas usam o termo da dependência psicológica ao uso da planta. Mas, na classificação internacional das doenças feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS), não se faz distinção entre a dependência química e a psicológica. Chique? - A maconha não assusta como outras drogas. Por isso, várias pessoas públicas já comentaram o uso. O atual prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes já declarou à imprensa já ter experimentado a droga. O senador Eduardo Suplici disse também já ter usado quando jovem. Vários artistas foram presos por causa disso. Em 2005, o ator Marcelo Antony foi preso em Porto Alegre por porte de maconha. O mesmo ocorreu com o cantor Paulo Ricardo, no ano de 1986, preso no aeroporto Tom Jobim, no Rio de Janeiro por porte de dois cigarros de maconha. De Gabeira a FHC - O deputado federal Fernando Gabeira (PV) sempre defendeu a legalização da erva. Mas recentemente o não tão liberal ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso também se posicionou a favor da legalização no fórum da ONU, que debatia as drogas, realizado na cidade do Rio de Janeiro. O atual ministro do meio ambiente, Carlos Minc, participou da marcha da maconha (box) no dia 11 de maio, na mesma cidade. O fato repercutiu na imprensa. Durante a participação, o ministro disse a guerra das drogas matam mais do que a overdose. Só a hipocrisia não vê isso. Foi muito aplaudido pelos participantes. Não é só por eu ser ministro que ia deixar de fazer algo em que acredito. Grande parte da violência que nos sofremos hoje é por causa do tráfico. O usuário não pode ser tratado como criminoso, declarou Minc. Gabeira recentemente lançou um livro chamado A Maconha, que levanta os prós e contras da droga e o papel social que ela desempenhou na escravidão e em rituais religiosos na selva amazônica. Efeitos - O uso da erva é associado a várias mudanças hormonais, como a diminuição de testosterona no homem, estrogênio e progesterona na mulher, além de causar perda de memória, problemas de coordenação motora e dificuldades de raciocínio. Na saúde mental pode ser o apertar de um gatilho para esquizofrenia. É usada também para fins medicinais. Normalmente, como estimuladores de apetite - portadores do vírus HIV que precisam ganahr peso -, ou associada a tratamento de casos de Alzheimer e câncer terminal. Segundo os médicos, tambm auxilia espasmos e movimentos desordenados, sendo útil também em casos de glaucoma. Em doses altas, auxilia pessoas no tratamento de doenças como síndrome de Parkinson, esclerose múltipla, traumatismo raquimedular e desnutrição. Popular - Hoje, o uso da maconha atravessa os muros dos hippies da década de 1970, quando a droga se polarizou no Brasil. É facilmente encontrada em shows de rock, baladas e lugares turísticos alternativos. Mas o usueariopode estar até em de empresas de grande porte. Por isso não foi difícil achálos no CEUNSP. O estudante G.B. diz que o primeiro contato com a maconha foi aos 18 anos, no alojamento da empresa onde ele trabalhava. Pra ele, normalmente sempre quem oferece a droga é uma pessoa muito próxima. O estudante universitário B.L. teve experiência parecida aos 16 anos: Meu amigo ofereceu, como se tivesse com algum refrigerante, ou algum sanduíche, por educação. B.L* diz que foi a curiosidade que o levou a aceitar. É, o desejo do proibido leva muitas pessoas a experimentar maconha. Segundo o clínico geral Delius Balbieris, o efeito da maconha deixa olhos vermelhos, aumenta o apetite, o coração bate mais rápido e a boca fica seca. O tempo parece fluir mais devagar, os reflexos e a coordenação motora são prejudicados. Fica difícil expressar um pensamento em palavras. A estudante C.L. conta que, na primeira experiência com a maconha, se sentiu feliz, tranquila e com pouca percepção de tempo. A OMS diz que a sensação de prazer que causa a maconha, à medida que vai aumentando seu uso o organismo tenta se ajustar a esse habito. O cérebro adapta seu próprio metabolismo para absorver os efeitos da droga. Cria-se assim uma tolerância ao tóxico. Desse modo, uma dose que normalmente faria um estrago enorme tornase em pouco tempo uma dose baixa, aumentando assim a procura do usuário. Perigos - O uso de quantidades altas de maconha pode levar as alucinações, ilusões, paranóia, pensamentos confusos e desordenados, despersonalização e fadiga afirma a OMS. A estudante C.L. foi entrevistada. Disse: Antes eu usava todos os dias cerca de cinco baseados por dia. Hoje só de vez em quando. Comecei a ficar muito lesada com pensamentos que não fazia sentido e sem vontade de fazer nada. Debate - A liberação da maconha esta em debate no mundo. Cientistas da Califórnia chegaram à conclusão que a maconha causa câncer e cientistas ingleses concluíram que ela cura o câncer. A falta de unânimidade tambeem ocorre no debate libera x não-libera. O estudante de RTV João Paulo Seixas de Almeida diz que é a favor da legalização pois assim seria mais fácil de combaterem traficantes. Seria um grande golpe no trafico de drogas, pensa. Já o aluno Julio César Flausino, de Publicidade e Propaganda, se posiciona contra a legalização: Vai ficar mais fácil de encontrar a droga e isso fará aumentar a violência, pois nem todos teriam dinheiro para a compra. A estudante Silvia Barbi também se coloca contra a legalização: É muito fácil o governo fechar os olhos para o problema, mas o que ninguém se lembra é que a droga, além de ficar mais fácil de achar, vai se tornar mais cara, pois será comercializada, terá impostos, encarecendo-a e fazendo aumentar o número de assaltos. A aluna de Artes Cênicas Taline é totalmente a favor da legalização. A maconha não é uma droga mais pesada que o cigarro ou o álcool. Está na hora da nossa sociedade crescer, só assim nós conseguiremos desmarginalizar a maconha e dar um duro golpe nos traficantes. A grande discussão atualmente na parece que não ter uma resposta.

11 O Arauto / jun-jul.09 pág.11 Andando por ela A Marcha da Maconha Brasil (foto) é um movimento social, cultural e político, cujo objetivo é debater e quebrar a proibição hoje vigente no Brasil em relação ao plantio e consumo da Cannabis Sativa, tanto para fins medicinais como recreativos. Eles também defendem que o potencial econômico dos produtos feitos de cânhamo (a fibra da planta) deve ser explorado, especialmente quando isto for adequado sob o ponto de vista ambiental. A Favor x Contra descriminalização: um ponto em comum? A criminalidade está no centra da questão dos dois lados. Ambas causas acham que a violência aumenta ou diminui - dependendo do ponto de vista -com a liberalização. Origem - A Marcha começou com o evento World Marijuana March, um movimento global iniciou a partir da movimentação, em 1999, da ONG Cures not Wars (numa tradução livre: curas ao invés de guerras ) de Nova York. No primeiro ano desta movimentação, 31 cidades se inscreveriam. Uma década após, no ano de 2009, já fazem parte das Marchas da Maconha em torno de 257 cidades no mundo todo. No país a marcha ocorre desde 2007, onde apenas o Rio de Janeiro participou. O movimento se fortaleceu de tal modo que foi mostrado este ano em telejornais de exibição nacional e constantemente é motivo de debate é apologia ao uso ou não?. O evento ocorre uma vez ao ano. A discussão conceitual e o posicionamento político em torno das questões podem ser verificados no site www. marchadamaconha.org. Sim, o cigarro e o álcool são legalizado e tem o consumo consagrado socialmente. E são comprovadamente prejudiciais à saúde. Essa situação traz em contrapartida o debate da legalização da maconha que tem o uso é criminalizado. A sociedade se mostra dividida. Certas correntes defendem que a maconha deve ser descriminalizada, mas não legalizada, enquanto outras defendem a legalização. Em entrevista para o site do médico Dráuzio Varella, o especialista, Elisando Carlini, médico psicofarmacologista, que trabalha no CEBRID - Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas, diz ser totalmente contra o uso e a legalização da maconha. Ele lembra, porém, que é necessário distinguir legalização de descriminalização. Quando falo em descrimi- nalizar, não estou me referindo à droga. Estou me referindo a um comportamento humano, individual, que atinge o social. O importante não é punir um comportamento. É corrigi-lo. Para tanto, deve existir um programa eficiente de prevenção e de educação para que a pessoa evite consumir essa ou qualquer outra droga. Com relação ao álcool que é uma droga de maior impacto social que a maconha, Elisandro Carlini diz não ser contra a legalização porque vivemos uma situação de fato em que seu uso social é aceito. A questão aqui parece ser uso marginal ou ser aceito socialmente. O cientista social Marcos Magri é contra a ideologia proibicionista. Ele também é membro organizador da Marcha da Maconha e em entrevista ao Arauto deu seu ponto de vista sobre um possível processo de industrialização da erva como ocorre com o cigarro. Sobre a possibilidade do processo de industrialização tomar a frente em uma política para a maconha espero que isso não ocorra. Eu acho que seria muito mais interessante incentivar um consumo e plantio doméstico, de preferência orgânico. A monocultura deve ser combatida e a agricultura familiar também deve ser incentivada. Considerar criminosa uma pessoa adulta que usa maconha como droga recreativa, planta sagrada, medicamento ou para qualquer outro uso não ajuda em nada na tarefa de mantê-la saudável ou de assegurar seu bem estar e acesso a cidadania analisa. Um ministro no meio Marcos Magri, um dos organizadores da Marcha foi questionado sobre a participação do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc (PT), no evento desse ano: O fato do ministro Minc estar presente na Marcha do Rio de Janeiro reforça uma idéia que muitos políticos, juristas, advogados, pensadores e personalidades tem a favo da cusa. Porém,não conseguem manifestar pela pressão. Aparecer em eventos assim custa muito para a carreira de um ator, de um músico, sabemos disso. Mas também entendemos que precisamos de um apoio mais positivos da classe artística em geral. São muitos os que defendem pessoalmente, mas não publicamente.

12 MEIO-AMBIENTE Reciclagem e biodegradáveis: não descarte essas ideias Mauricio Bueno/O Arauto Por Lígia Martin Com tanta ênfase na substituição de combustíveis por produtos alternativos, investimentos em produções ecologicamente corretas, formas de geração de energia que não agridam o meio ambiente, há uma outra questão que está um pouco esquecida: os produtos não biodegradáveis. Produto biodegradável é aquele que a natureza consegue decompor por meio de ações biológicas naturais. Ou seja, produtos não biodegradáveis são descartáveis que não são decompostos pelo meio ambiente. Demoram centenas de anos para serem absorvidos pela natureza. O exemplo mais comum deste lixo é de origem doméstica. Consiste em restos de comida, papel, plásticos, latas, que depois de um tempo são descartados em aterros sanitários. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o lixo domiciliar equivale a 125 mil toneladas por dia. Muitos materiais que deveriam ser reciclados são descartados de forma errada. O exemplo mais conhecido é a garrafa PET (originada do petróleo). Além de demorarem mais de 100 anos para se decomporem, são ainda um problema para o saneamento público. Nas épocas de chuva, entopem bueiros por onde deveria passar água, ocasionando as enchentes. Sacolinhas - O que antes era considerado cortesia dos supermercados agora é um problema: as famosas sacolas plásticas demoram muito para se decomporem. Anualmente, são consumidas em média 1 trilhão de sacolinhas em todo o mundo. O mais alarmante neste cenário é que a maioria destes produtos é consumida apenas uma vez e descartados como sacos de lixo, gerando também problema também para os aterros sanitários. Lixo é luxo - Este é um ditado que é representado claramente no curso de moda do CEUNSP. Jornais velhos são utilizados como matériaprima: os estudantes fazem moldes de roupas em manequins. É um treinamento à criatividade dos alunos, que depois aplicarão este aprendizado nas roupas que desenharão futuramente, explica Fatiam Lúcia Cruz, professora de Moda. Alunos do 1º semestre estão trabalhando com este material e as obras estão expostas na faculdade. É um material de baixo custo. Todas as peças de jornais recebem muito cuidado durante o acabamento. A folha de jornal é um material frágil e com este tipo de papel, os alunos treinam também o refinamento estético, comanta a professora. Questão de governo - Em muitos países da Europa, a legislação não permite embalagens não biodegradáveis. Somente são utilizados produtos retornáveis. Talvez seja essa a razão de estrangeiros investirem no Brasil, pois é um país com leis ambientais mais brandas. Os brasileiros estão entre os maiores consumidores de embalagens plásticas do mundo. Camadas de espuma originadas de dejetos industriais e domésticos frequentemente estão presentes na superfície dos rios. Isso ocorre porque as bactérias que degradam o material orgânico precisam de oxigênio para trabalhar. Quando há muito esgoto, não sobra oxigênio para que as bactérias destruam os detergentes e eles permanecem ativos. Após os detergentes passarem por corredeiras, aparecem as espumas. Outro problema a ser abordado são as questões sociais. Pesquisas apontam que um dos maiores problemas do lixo não biodegradável está nas áreas onde a população não tem acesso a coleta seletiva de lixo e o esgoto é despejado a céu aberto. Esta deveria ser uma questão de interesse do governo, para que todos tenham acesso ao saneamento básico, afirma Rodrigo Legrazie, coordenador e professor do curso de Engenharia Ambiental do CEUNSP. É preciso haver conscientização das pessoas sobre a importância da reutilização dos materiais, mas também é preciso exigir dos g o v e r n o s que todos t e n h a m a c e s s o ao sanea m e n t o b á s i c o, proporcionando também uma melhor qualidade de vida, complementa Rodrigo. Fonte de renda - Existe um outro lado também: o que é lixo para alguns, para outros é sobrevivência. No Brasil, muitas pessoas vivem da coleta de materiais reciclados, que são vendidos para empresas que lucram com o reaproveitamento da sucata. A reutilização de materiais descartados pode originar em vários objetos úteis para o cotidiano. Soluções - Para a questão das sacolinhas, enquanto o supermercado não oferecer recursos para a utilização de sacolas de pano, parte da atitude de cada um fazer é levar a sua. É preciso que a população esteja consciente que é preciso um mundo mais limpo. Vale lembrar também que sacolas de pano estão na moda. A solução para o material descartável não é reciclar e sim reutilizar de outra forma criativa. Utilizar embalagens que fiquem menos tempo possível presentes no meio ambiente. Também é preciso a conscientização desde criança, para que sejam informadas desde pequenas e melhorem o futuro, finaliza o professor. Acredita-se que os pequenos serão os multiplicadores de opiniões e podem passar informações adiante, basta um pouco investimento para isso.

13 O Arauto / jun-jul.09 pág.13 Monte Caburaí (AP) e Arroio Chuí (RS). Dois pontos extremos do Brasil e climas tão diferentes. Mas essas duas regiões nunca apresentaram uma mudança tão extrema no clima, como a que está acontecendo nos últimos meses. Desde o início de abril, as chuvas têm castigado as regiões Norte e Nordeste do país, enquanto a seca acaba com as Cataratas do Iguaçu, no Paraná, além de ressecar plantações no Rio Grande do te, estamos dentro dos efeitos climáticos da La Niña, e este é caracterizado pela maior incidência de chuvas fortes nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Assim como Wagner Silva, Hélio Rubens afirma que o homem contribui com isso, pois nossas cidades são redutos de impermeabilização do solo, o que aumenta a quantidade de água a ser carregada pelos afluentes. mudanças climáticas extremas. Físicos russos afirmam que as árvores são responsáveis pela distribuição dos ventos e formação da chuva. Segundo o ambientalista Hélio Rubens, essa teoria não vai contra a meteorologia convencional, pois soma os dados meteorológicos com as informações vindas das florestas, ou seja ajuda a entender melhor o papel das florestas dentro das mudanças climáticas. A Bomba Bi- Por Allan Guimarães O que acontece com o clima? Giuliano Miranda/O Arauto Sul. Bastam serem mencionadas essas mudanças climáticas, que muitos argumentam: são efeitos do aquecimento global. Será? Formado em Engenharia Mecânica, mestre em Energia e gerente da Divisão de Questões Globais da Companhia Tecnologia de Saneamento Ambiental do governo paulista, a Cetesb, João Wagner Silva Alves diz que, na opinião dele, essas mudanças são naturais, mas, já com conseqüências da alteração da concentração de gases de efeito estufa na atmosfera, provocada pelo homem. O especialista dis que a interpretação se o dia vai ser quente ou frio é mais simples e precisa. Já a interpretação de períodos chuvosos ou secos é mais difícil. Por isso, na falta dessa informação mais precisa, as causas são as que vemos nos meios de comunicação: catástrofes, desabrigados e perdas na produção agrícola, que provocam elevação nos preços desses mesmos bens. E ainda ressalta que no Brasil devem ser esperados novos e intensos movimentos migratórios para os próximos anos, devido aos desabrigados pelas enchentes e secas. O coordenador do curso de Gestão Ambiental do CEUNSP, Hélio Rubens, compartilha da mesma idéia. Ele também acha que essas mudanças climáticas desses últimos meses são conseqüências de fenômenos naturais. No presen- Previsão ruim - Tanto Wagner Silva Alves quanto Hélio Rubens afirmam que para as próximas décadas espera-se elevação da temperatura, elevação do nível dos mares, extinção de espécies, frio intenso e fora de época, degelo de regiões tradicionalmente congeladas e chuvas intensas e fora de época. E segundo Hélio Rubens, para os brasileiros, essa última trará conseqüentemente maiores riscos de enchentes e deslocamentos das áreas de cultivo. E aponta um exemplo: No passado o café era plantado no centro-oeste de São Paulo, depois migrou para as terras altas de Minas Gerais e Planalto Oeste do Paraná. Atualmente já se vê a possibilidade de plantio em Santa Catarina. Ele ainda completa que poderá ocorrer maior variação térmica durante o dia, como num deserto (dia mais quente com noites mais frias), aumento da desertificação de área, perdas de áreas agricultáveis, aumento do preço dos alimentos e dos combustíveis, já que nossa matriz de combustíveis é dependente da agricultura lembra. Ou seja, adaptações serão necessárias e acontecerão, declara Wagner Silva. RIOS VOADORES? Recentemente foi divulgada uma nova teoria, chamada de Bomba Biótica. O estudo aponta que a destruição das florestas é responsável pelas ótica é um efeito localizado, restrito a áreas de dimensões pequenas, mas é a soma de pequenos eventos que causam as grandes calamidades, explica Hélio. Wagner Silva lembra que essa teoria não é recente e também é conhecida como Rios Voadores. Segundo o site Planeta Sustentável, especializado nesse tipo de assunto, os ventos alísios empurram a umidade vinda do Atlântico para a Amazônia e provocam chuvas na região. Do total das chuvas, 25% alimentam os Igarapés, 25% são retidos pelas folhas e 50% são absorvidos pelas árvores esses últimos 75% voltam para a atmosfera em forma de vapor d água, por meio da evaporação e da transpiração. ENERGIA VINDA DO TRÂNSITO A empresa israelense Innowattech encontrou uma maneira de produzir energia a partir da pressão dos veículos no piso Nós podemos produzir eletricidade em qualquer lugar onde haja uma estrada agitada usando energia que normalmente é desperdiçada, explicou à agência britânica Reuters Uri Amit, presidente da Innowattech. Com uma equipe de 12 pessoas e o investimento privado de US$ 3 milhões, a empresa pretende instalar geradores embaixo de calçadas, malhas viárias e ferroviárias capazes de armazenar energia a partir do movimento e peso por meio do processo de piezeletricidade. Assim, quanto mais congestionado o trânsito estiver, melhor. Ligada ao Instituto de Tecnologia Technion de Israel, a Innowattech deve implantar o projeto a partir de 2010 nas principais cidades do mundo, começando pelas israelenses e norte-americanas. A empresa trabalha atualmente em um programa piloto para instalar os geradores em shoppings e no metrô de Nova York para captar a energia do movimento de pedestres. O professor Haim Abramovich, fundador da organização, explica que uma avenida com menos de 1,6 quilômetro (uma milha), quatro faixas e por onde cerca de mil veículos circulam por hora pode criar aproximadamente 0.4 megawatts de potência, o suficiente para alimentar 600 casas. No futuro, os cientistas do projeto desejam aprimorar a tecnologia para armazenar mais energia e distribuíla em escala nacional. O custo de implantação atual dos geradores israelenses é de US$ 650 mil por quilômetro, o que equivale a US$ 6,5 mil por kilowatt. Entretanto, o presidente da empresa, Amid, observa que o custo deve cair 60% quando alcançarem a produção em massa, tornando o sistema mais barato do que a energia solar. Grandes empresas já demonstraram interesse no empreendimento da Innowattech. A multinacional Mc Donald s, por exemplo, teve a idéia de instalar o sistema em suas filas, para que os consumidores gerem energia enquanto esperam para comer um Big Mac. Acredito que as pessoas vão começar a pular e dançar sabendo que ao fazer isso vão criar energia. Vai ser bom para a saúde delas, defende Abramovich.

14 CONTRACULTURA O Arauto / jun-jul.09 pág anos de Woodstock Por Valesca Cotafava Google images Em agosto, o festival de Woodstock comemora 40 anos. Foi no verão do amor, como ficou conhecido aquele meio de ano de 1969 (agosto é verão no hemisfério norte). Meio milhão de jovens hippies, como vieram a ser chamados, se reuniram num festival que teve a duração de três dias e a participação de 32 dos mais conhecidos músicos da época apresentaramse durante um chuvoso fim de semana defronte a meio milhão de espectadores. Os organizadores estimavam um público aproximado de 100 mil pessoas, mas 186 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. No entanto, mais de 500 mil compareceram, derrubando cercas e tornando o festival gratuito. Época conturbada - Para entender a importancia, é preciso voltar no tempo. O mundo, especialmente os Estados Unidos, passava por tempos dificeis de guerra, violência e desilusão. A década de 60 - a mais conturbada do século XX - tinha a sensação de e agora? no ar. E é nesse clima de fim de festa, no último ano da década, que o maior evento de música já feito encontrou terreno fértil para brotar. Woodstock aconteceu fora da zono urbana. Motivo: dar enfâse ao clima de volta ao campo. Ingredientes - Já era programado para ser o maior festival musical de todos os tempos. Seu público alvo, os jovens, foram atraídos pelos símbolos e frases consagradas pela contracultura. O próprio slogan do evento - três dias de paz e música - era baseado na contracultura. O slogan tinha o sentimento antiguerra, o conceito da Era de Aquárius (presente no musical Hair ) e a intenção dos organizadores de manter a paz no evento. O festival foi idealizado e levado a cabo por quatro jovens, Michael Lang, John P. Roberts, Joel Rosenman e Artie Kornfeld. Como foi - Roberts e Rosenman colocaram um anúncio, no New York Times e no Wall Street Journal ( Jovens com capital ilimitado buscam oportunidades de investimento e propostas de negócios interessantes e originais ). Lang e Kornfeld tinham as ideias interessantes e originais Kornfeld dizia que o festival não devia ser visto como algo comercial, que envolviam contratos, montagem de palcos ou vendas de ingressos. Woodstock deveria ser um estado de espirito, um acontecimento que se tornaria um ícone de uma geração. Grandiosidade - Os quatro jovens foram considerados loucos e pretenciosos por intencionarem realizar o maior festival de música já feito e reunir mais de 100 mil pessoas, mas o que aconteceu foi que Woodstock superou todas as expectativas e se revelou um fenomeno. Os jovens foram até o local e viram três dias de mentes abertas, amor livre, drogas e rock and roll (desagradando os mais conservatores). O festival gerou um dos piores engarrafamentos de Nova York, mas não houve nenhum acidente ou violência durante o festival. Foi criada uma nação, dentro de uma nação, reunida por seus ideais e sua vontade de se divertir, embaladas ao som de The Who, Jefferson Airplane, Jimmy Hendrix, Janis Joplin, Joe Cocker, Bob Dylan e outros nomes da época. Enfim, Woodstock virou ícone da contracultura. Ame ou odeie o livro da moda Reprodução/Orkut Por Adriane Souza Crepúsculo (Twilight) é o título em português do primeiro livro da saga vampiresca escrita por Stephenie Meyer. Segundo a autora, poderia ser como qualquer outra história não fosse um elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro. Assim, soma-se à paixão um perigo sobrenatural temperado com muito suspense, e o resultado é uma leitura de tirar o fôlego - um romance repleto das angústias e incertezas da juventude. Porém, as opiniões sobre esta história não são unânimes entre seus leitores. Pró - Arthur César Leal Numeriano de Sá, reside em Recife/PE e é um dos moderadores da comunidade Crepúsculo Twilight Série, no site de relacionamentos Orkut diz que: O livro destaca-se por não ser convencional. Stephenie Meyer desenvolve conceitos próprios sobre os vampiros, como o vegetarianismo dos Cullens, que evitam se alimentar de sangue humano. Mas o mérito de Crepúsculo está no diálogo honesto e simples que estabelece com o público adolescente. Em meio ao modismo atual, Crepúsculo traz de volta o romantismo e acerta em cheio ao explorar as angústias e paixões da fase mais atormentada da vida. Contra - Já Arthur Davoglio Losquiavo, mora em Caxias do Sul/RS e faz parte da moderação, no site de relacionamentos Orkut, da comunidade Eu odeio Crepúsculo, se fundamenta também no blog Twilight Haters Brasil para defender a idéia de que o livro Crepúsculo, de Stephenie Meyer, promete um enredo inovador, de um romance proibido entre uma humana e um vampiro. Romances entre seres da noite e humanos são comuns há anos. A própria adaptação cinematográfica de Drácula usa um romance como pano de fundo. Não é um livro bem escrito, mas milhares de pessoas compraram e adoram. Bem, nada impede que milhares de pessoas estejam erradas. Eu não recomendo esse livro para ninguém que possua um senso crítico um pouco desenvolvido. Por que? Por se passar nos dias atuais, o leitor poderia esperar algo diferente e talvez gostar. Infelizmente, a autora não colaborou para que isso pudesse acontecer. Os personagens são estereotipados e de personalidade rasa, quando não inexistente, explica. Os vampiros - Mitos que surgiram em todos os cantos do mundo, cada um com suas variações. Mas todos têm uma característica básica para serem considerados vampiros: eles se alimentam da fonte de vida humana. Exceto os vampiros de Meyer. Eles brilham no sol, são lindos, perfeitos, fortes, ágeis, mas não se alimentam de humanos. Opinião 3 - A estudante do 1º semestre se Jornalismo do CEUNSP, Natália Esteves, que reside em Indaiatuba, revela um ponto de vista diferente: Um romance vampírico que foge um pouco das lendas que conhecemos, mas não quer dizer que não é bom. Acho que um dos objetivos da autora era despertar o interesse de pessoas que não se excitam com ficções deste gênero. Não é certo fazer comparações com outras obras, cada uma tem um enredo diferente. Edward é romântico, atencioso, preocupado com o bem estar da amada. Ele a ama e nunca a odiou, apenas tinha medo deste sentimento que, em tantos anos de existência, nunca havia surgido. Ele tinha medo de perder todo seu auto controle por desejá-la tanto desde o início. Bella é esquisita e os garotos da escola se apaixonam por ela devido ao seu jeito diferente, por ela ser novidade. A série é teen, com personagens sobrenaturais é suficiente para deixar muitas pessoas interessadas em vampiros e apaixonadas pelo inexistente. No Edward parece a Globeleza quando está no sol, cheio de purpurina. Não gostei, comenta.

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS

SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS SEGURANÇA PÚBLICA ASSUNTO DE TODOS Minhas áreas de atuação são, pela ordem de número de eventos: Gestão de Projetos; Gestão de Ativos; Gestão de Segurança Industrial e Gestão Estratégica de empresas. Considero-me,

Leia mais

presidente Brasil Por Nízea Coelho

presidente Brasil Por Nízea Coelho a PRIMEIRA presidente do Brasil Por Nízea Coelho 1 Lula é um fenômeno no mundo Historiador, mestre e futuro doutor. Este é Leandro Pereira Gonçalves, professor de História do Centro de Ensino Superior

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha?

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha? Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao jornal Gazeta do Povo, do Paraná Publicada em 08 de fevereiro de 2009 Jornalista: O Brasil ainda tem

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação!

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação! Resultado da pesquisa feita no dia 10/03/2014, através do Site do Conselho Regional de Relações Públicas 4ª Região, a respeito da Lei 6601/13. Foi disponibilizado uma enquete, com a seguinte pergunta:

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning)

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) DISCURSOS 1, 2, 3 e 4 sem mensagem de raça ou classe (o texto do discurso é para ser lido duas vezes por cada ator,

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 13 Discurso na solenidade de abertura

Leia mais

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11 1 Índice - Introdução... 3 - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos - Controle Seus Sentimentos... 11 - Quite suas Dívidas, mesmo... 14 que Seja Necessário Fazer um Empréstimo - Não Siga a Massa, Existem...

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE Resultados da 128ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 21/07/2015 A 128ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 12 a 16 de julho de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 80 Memória Oral 24 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte,

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso no encerramento do Fórum

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça?

Leia os textos e assinale a alternativa correta: 1) O que Ana quer que Pedro faça? UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PLE CERIFICADO INTERNACIONAL DE LÍNGUA PORTUGUESA CILP SIMULADO COMPREENSÃO LEITORA E ASPECTOS LINGUÍSTICOS NÍVEL BÁSICO ESCOLAR A2 Leia os

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015

NOTÍCIAS. Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal. V.4 - N.4 - Setembro de 2015 V.4 - N.4 - Setembro de 2015 Vilma Lúcia da Silva 05 Assessora de Comunicação do Parque da Cidade Parque da Cidade é o escolhido para grandes eventos em Natal Só no mês de setembro o Parque da Cidade recebeu

Leia mais

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE:

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE: PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CPD: Nº CIDADE: CHECAGEM: 1 CHECADO 2 SEM TELEFONE 3 TELEFONE ERRADO 4 NÃO ENCONTRADO

Leia mais

REALIZAÇÃO: PARCERIA:

REALIZAÇÃO: PARCERIA: REALIZAÇÃO: PARCERIA: A partir de agora você descobrirá a importância do planejamento financeiro pessoal e familiar, aprenderá a lidar melhor com o seu dinheiro, controlar suas despesas e tomar decisões

Leia mais

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados Datafolha, propaganda e eleitores nos estados 23 de agosto de 2010 1. Vitória de Dilma no 1º turno Bastou uma semana de horário eleitoral gratuito em rádio e televisão ao lado do presidente Lula para Dilma

Leia mais

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor.

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor. OSVALDO Bom dia! Meu nome é Osvaldo, tenho 15 anos, sou de Santa Isabel SP (uma cidadezinha próxima à Guarulhos) e, com muito orgulho, sou bolsista ISMART! Ingressei no ISMART este ano e atualmente estou

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

A importância de um plano de aposentadoria complementar

A importância de um plano de aposentadoria complementar INFORMATIVO É a melhor maneira de planejar a sua aposentadoria; Poupança com 100% de rentabilidade - Parte Patrocinadora; Rentabilidade totalmente revertida ao participante Datusprev sem fins lucrativos;

Leia mais

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio

Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Direitos Humanos - Ensino Fundamental e Ensino Médio Um projeto para discutir Direitos Humanos necessariamente tem que desafiar à criatividade, a reflexão, a crítica, pesquisando, discutindo e analisando

Leia mais

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé

Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS. São Geraldo/Barnabé Campanha Nacional de Escolas da Comunidade Colégio Cenecista Nossa Senhora dos Anjos Gravataí RS São Geraldo/Barnabé Data: 29/04/2015 Nomes: Nícolas Christmann João Marcelo Paulo Francisco Matheus Valadares

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA

CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA CONSTRUINDO A DEMOCRACIA SOCIAL PARTICIPATIVA Clodoaldo Meneguello Cardoso Nesta "I Conferência dos lideres de Grêmio das Escolas Públicas Estaduais da Região Bauru" vamos conversar muito sobre política.

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS

Clipping. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO 03 de outubro de 2011 ESTADO DE MINAS ESTADO DE MINAS 1 2 ESTADO DE MINAS 3 ESTADO DE MINAS http://www.em.com.br PSD de Kassab mira 'órfãos' do PMDB quercista O PSD obteve registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira e corre

Leia mais

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007 Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração dos condomínios do Programa de Arrendamento Residencial em Santa Cruz Rio de Janeiro-RJ, 07 de março de 2007

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida

Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Violência gera debate sobre a redução da maioridade penal Projetos da PUCPR proporcionam aos adolescentes novas oportunidades de vida Um adolescente entre 16 e 18 anos de idade, que assalta e mata alguém,

Leia mais

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Governo novo, ideias novas. Hoje, dia do médico, nossa saudação a todos os profissionais que exercem a nobre missão de cuidar da vida do próximo. É por

Leia mais

Grasiela - Bom à gente pode começar a nossa conversa, você contando para a gente como funciona o sistema de saúde na Inglaterra?

Grasiela - Bom à gente pode começar a nossa conversa, você contando para a gente como funciona o sistema de saúde na Inglaterra? Rádio Web Saúde dos estudantes de Saúde Coletiva da UnB em parceria com Rádio Web Saúde da UFRGS em entrevista com: Sarah Donetto pesquisadora Inglesa falando sobre o NHS - National Health Service, Sistema

Leia mais

nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola

nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola nao e moleza Quem entende de avaliação é quem está na escola Estudantes trabalhadores A Educação de Jovens e Adultos (EJA) nas escolas foi uma conquista dos trabalhadores. Desde os anos 50, diversos movimentos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

"É possível levar energia renovável para todos"

É possível levar energia renovável para todos "É possível levar energia renovável para todos" Por Daniela Chiaretti De Nairóbi, Quênia Connie Hedegaard: "Acho que quando temos uma crise global como a que estamos vivendo, é uma oportunidade excelente

Leia mais

distribuição gratuita - fevereiro de 2012

distribuição gratuita - fevereiro de 2012 distribuição gratuita - fevereiro de 2012 desenhos - Estúdio enquadrinho Por que essa pergunta, filho? É que a gente queria pedir para ele arrumar o campinho. A grama de lá está tão ruim que não dá pra

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 37 Discurso na cerimónia de retomada

Leia mais

MANIFESTAÇÃO PELAS REFORMAS ESTRUTURAIS BÁSICAS. TRANSPARÊNCIA E JUSTIÇA SOCIAL JÁ! www.transparenciajsocialja.com.br

MANIFESTAÇÃO PELAS REFORMAS ESTRUTURAIS BÁSICAS. TRANSPARÊNCIA E JUSTIÇA SOCIAL JÁ! www.transparenciajsocialja.com.br MANIFESTAÇÃO PELAS REFORMAS ESTRUTURAIS BÁSICAS www.transparenciajsocialja.com.br ALERTA BRASIL! PERIGO... NA POLÍTICA FINANCEIRA DO SETOR PÚBLICO, CONTINUAMOS NA ESTACA ZERO. SEM NENHUM CONHECIMENTO.

Leia mais

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A visão dos brasileiros O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água Dezembro, 2006 METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para

Leia mais

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade.

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade. Olá, sou Rita Berlofa dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Brasil, filiado à Contraf e à CUT. Quero saudar a todos os trabalhadores presentes e também àqueles que, por algum motivo, não puderam

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Programa transmitido em 26 de fevereiro

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010

BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado do Rio Grande do Sul SISERGS Unindo você a todos os Secretários do RS! SISERGS BOLETIM INFORMATIVO 11/2010 Dia 06 de novembro ocorreu o penúltimo treinamento

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Aline Bruno Soares Rio de Janeiro, julho de 2010. Desde seu início, o ano de 2010 tem se mostrado marcante em relação

Leia mais

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já A Sombra do Imposto Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já Expediente A Sombra do Imposto Cartilha produzida pelo Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná).

Leia mais

TOTAL DE RESPONDENTES: 698 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 30 de maio e 01 de junho, nas ruas do centro do Rio de Janeiro.

TOTAL DE RESPONDENTES: 698 entrevistados. DATA DE REALIZAÇÃO: 30 de maio e 01 de junho, nas ruas do centro do Rio de Janeiro. Enquete Um estudo feito por matemáticos da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, mostrou que o dia preferido pelas pessoas é o domingo. Os pesquisadores analisaram 2,4 milhões de mensagens pela

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica?

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? Categories : Copa Pública Date : 18 de setembro de 2012 Maria Aparecida Menezes Vieira, a Cida, de 46 anos, há mais de 20 anos faz ponto na rua Afonso

Leia mais

PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS

PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS PESQUISA RELATÓRIO 1/2 PESQUISA PRESIDENTE GOVERNADOR - SENADOR CONTRATANTE DA PESQUISA: PARTIDO DA REPÚBLICA-PR MINAS GERIAS ESTADO: MINAS GERAIS PERÍODO DE REALIZAÇÃO DOS TRABALHOS: 12 A 19 DE SETEMBRO

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL Tenho lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o trabalho de formação no Brasil. Algumas pessoas, alguns profissionais

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para o episódio 1, os trabalhos para o episódio 2 também trazem várias questões

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental Tema: Voto livre e consciente, escolha que liberta 1º LUGAR: IZABEL ALINE DE ARAÚJO MATOS 6ª Série Educandário Madre Paulina Título (facultativo): A importância

Leia mais

Avaliação do governo Desempenho pessoal da presidente

Avaliação do governo Desempenho pessoal da presidente RESULTADOS DA 129ª PESQUISA CNT/MDA A 129ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 20 a 24 de outubro de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos índices de popularidade

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO HQ se lga! i CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO Defender a CONSTITUINTE é um erro! Erro, por que? A direita vai aproveitar uma Constituinte

Leia mais

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso

Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Estudo x trabalho: aprenda a vencer a rotina de atividades rumo ao sucesso Sumário introdução 03 Capítulo 5 16 Capítulo 1 Pense no futuro! 04 Aproveite os fins de semana Capítulo 6 18 Capítulo 2 07 É preciso

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO

O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO O TEMA DAS POLÍTICAS SOCIAIS NO DEBATE POLÍTICO ELEITORAL BRASILEIRO Pela primeira vez desde 1984 uma das grandes figuras da política moderna no Brasil, Luis Ignácio Lula da Silva, não será candidato a

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Meus queridos brasileiros e brasileiras, É com muita emoção

Leia mais

200 Opportunities to Discover PORTUGUESE. www.second-language-now.com

200 Opportunities to Discover PORTUGUESE. www.second-language-now.com BASIC QUESTIONS 200 Opportunities to Discover PORTUGUESE Basic Questions - Portuguese TABLE OF CONTENTS 1. SABE?...3 2. COMO?...4 3. QUANTO TEMPO?...5 4. QUANTOS?...6 5. QUANTO?...7 6. COM QUE FREQUÊNCIA?...8

Leia mais

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE A CRIANÇA NA PUBLICIDADE Entrevista com Fábio Basso Montanari Ele estuda na ECA/USP e deu uma entrevista para e seu grupo de colegas para a disciplina Psicologia da Comunicação, sobre sua história de vida

Leia mais

O PROJETO. Exercícios físicos, boa alimentação, cuidados com o corpo e a mente. A busca. por um estilo de vida saudável é o atual

O PROJETO. Exercícios físicos, boa alimentação, cuidados com o corpo e a mente. A busca. por um estilo de vida saudável é o atual Exercícios físicos, boa alimentação, O PROJETO cuidados com o corpo e a mente. A busca por um estilo de vida saudável é o atual desafio da humanidade, que vive um cotidiano cada vez mais caótico. Na correria

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

MURAL- JANEIRO 2015. Compromisso

MURAL- JANEIRO 2015. Compromisso Compromisso Fim de ano é sempre a mesma história: você promete que em janeiro vai começar a praticar esportes, beber menos, parar de fumar, comer melhor, procurar um novo emprego E quantos desses projetos

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Pesquisa de Opinião Pública Nacional Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Julho de 2008 Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Eleições e Política Corrupção eleitoral

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio

RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA. Dados do Intercâmbio RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO CRInt ECA Nome: Juliana Malacarne de Pinho No. USP 7166759 Curso ECA: Jornalismo Dados do Intercâmbio Universidade: Universidade NOVA de Lisboa Curso: Comunicação Social Período:

Leia mais

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Minas Gerais 2013 1 SUMÁRIO Resultados Gerais Junior Achievement... 2 Resultados Conquistados desta parceria... 3 Resultados Conquistados

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4

PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1. Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 PRODUTORA DE NOTÍCIAS VESTIBULAR 1 Letycia CARDOSO 2 João Gabriel MARQUES 3 Márcio de Oliveira GUERRA 4 Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG RESUMO Como forma de estimular a criatividade

Leia mais

HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS

HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS Jéssica Molina Quessada * Mariana Caroline Brancalhão Guerra* Renata Caroline Barros Garcia* Simone Taís Andrade Guizelini* Prof. Dr. João Juliani ** RESUMO:

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS

CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS CANDIDATO BANCADO PELOS PAIS Desânimo total Acho que minhas forças estão indo abaixo, ando meio desmotivado!!!! Não quero desanimar, mas os fatores externos estão superando minha motivação... cobrança

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais