MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA RURAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA RURAL"

Transcrição

1 MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA RURAL

2 Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais e individuais indisponíveis, a fim de garantir a cidadania plena e o desenvolvimento sustentável. O Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente CAOMA, órgão auxiliar do MPGO, tem a função de coordenar, orientar e apoiar a atuação dos membros do Ministério Público Promotores e Procuradores de Justiça, na defesa do meio ambiente ecologicamente equilibrado, essencial para a sadia qualidade de vida, das presentes e futuras gerações. A Educação Ambiental é um instrumento facilitador do desenvolvimento sustentável, da diminuição das desigualdades sociais, da fome, da miséria material e espiritual. Por isso, os Promotores de Justiça de Goiás, em parceria com a sociedade, promovem ações de educação ambiental para a formação de cidadãos críticos e atuantes, capazes de compreender as inter-relações da rede pessoa-sociedadenatureza e de construir, coletivamente, as soluções dos problemas ambientais. No desenvolvimento do Programa de Educação Ambiental do MPGO, o CAOMA apresenta a seguinte coleção de cartilhas temáticas: 1. Preservação Ambiental; 2. A nocividade dos Desmatamentos e Queimadas: 3. Impactos Ambientais da Monocultura da Cana-de-Açúcar; 4. Meio Ambiente e Qualidade de Vida Urbana; 5. Meio Ambiente e Qualidade de Vida Rural.

3 Se até 1988 não se falava em Educação Ambiental no Brasil, quem dirá de 1500 até mais da metade do século Primeiro, acabaram com o pau-brasil, muito apreciado na Europa, principalmente por ser boa matéria-prima para tingimentos. Essa árvore que deu nome ao nosso país mobilizou a cobiça de franceses, holandeses, ingleses e outros povos.... enquanto isso, as clareiras nas matas começaram a aparecer, causando desertificação no Nordeste e dizimando a biodiversidade do Bioma da Mata Atlântica.

4 Os colonizadores do Brasil desmataram tanto que o pau-brasil entrou em extinção. Então, passaram a explorar pedras e metais preciosos, cujo ciclo foi encerrado porque as jazidas se esgotaram no século XIX.

5 O Cerrado ocupava 97% do território de Goiás, mas começou a ser desmatado para a implantação do agronegócio, principalmente voltado para a criação de gado e o plantio de arroz e café. Atualmente, restam apenas cerca de 30% de vegetação nativa. No início dos anos 70, Goiás, utilizando-se de correntões e queimadas, plantou soja no lugar do Cerrado nativo. O governo incentivou o plantio de soja, por meio da política pública que ficou conhecida como Revolução Verde, com concessão de créditos e melhorias tecnológicas no solo do Cerrado.

6 A geração de energia, com construção de Usinas Hidrelétricas e várias pequenas centrais hidrelétricas, também contribuiu para o desmatamento de Goiás. Os lagos desses empreendimentos inundam áreas com vegetação nativa, expulsando a fauna de seu habitat natural, causando um desequilíbrio nos ecossistemas.

7 Seguiu-se a exploração da cana-de-açúcar e do café. Em busca do lucro rápido, o meio ambiente era destruído com desmatamento crescente.

8 Hoje, o meio ambiente rural não se parece mais com a realidade narrada pelos escritores que a vivenciaram meio século atrás. Bariani Ortêncio, Carmo Bernardes e outros escritores goianos, por exemplo, descreveram em seus livros rios piscosos, nascentes cristalinas e o verde do Cerrado, nas primitivas fazendas.

9 É necessária a conscientização dos fazendeiros para a manutenção das áreas de preservação permanente APPs das nascentes, ao longo dos rios (matas ciliares), nos topos dos morros e no entorno dos lagos, e ainda para a necessidade de averbação da Reserva Legal, que corresponde a 20% da propriedade rural. Os rios do Cerrado estão sendo destruídos em razão dos assoreamentos e voçorocas, a exemplo da tragédia das nascentes do Rio Araguaia.

10 É preciso conciliar as atividades agropastoris com o respeito ao meio ambiente. É o chamado desenvolvimento sustentável: desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. Está mais do que na hora de fazermos a nossa parte, entendendo que a água, o solo, o gado, as sementes, as mudas que utilizamos para plantar, tudo isso é a natureza que nos dá de graça para transformarmos em dinheiro para sustentar as nossas famílias. Nada mais justo do que respeitar o meio ambiente, para nunca secar a fonte. A propriedade rural só cumpre sua função social com o respeito ao meio ambiente e aos direitos humanos.

11 MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA RURAL Idealização Promotora de Justiça Miryam Belle Moraes da Silva Coordenadora do CAOMA Ilustrações Jorge Braga Texto Glória Drummond e Patrícia Drummond Colaboradores Promotor de Justiça Giordane Alves Naves Promotor de Justiça José Augusto de Figueiredo Falcão Promotora de Justiça Roberta Pondé Amorim de Almeida Agradecimento* Promotor de Justiça Lúcio Cândido de Oliveira Júnior Realização *Este material educativo foi produzido em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta celebrado pelo Promotor de Justiça Lúcio Cândido de Oliveira Júnior, titular da 6ª Promotoria de Justiça de Rio Verde - GO, com atuação na defesa do meio ambiente.

12

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais

Leia mais

A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS

A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS A NOCIVIDADE DOS DESMATAMENTOS E QUEIMADAS Mensagem do Ministério Público do Estado de Goiás O Ministério Público do Estado de Goiás MPGO tem a missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático

Leia mais

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver.

A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Palavras-Chaves: Território Sustentabilidade- Bem Viver. A Uwê uptabi Marãiwatsédé buscam o bem viver no território tradicional. Este trabalho tem o objetivo de discutir a sustentabilidade do território A uwe- Marãiwatsédé, mediada pelas relações econômicas,

Leia mais

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis A Brindes Caiçara junto com os seus idealizadores criarão o Espaço de Praticas Sustentáveis. Objetivo deste espaço é nos unirmos com empresas que tenha visão socioambientais

Leia mais

Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no Cabo de Santo Agostinho-PE.

Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no Cabo de Santo Agostinho-PE. Nome do projeto A Cor da Mata. Um despertar para a sustentabilidade. Local onde o projeto será instalado/executado Na Escola Municipal Dr. Humberto da Costa Soares, localizada no Engenho Pau Santo, no

Leia mais

Nosso Território: Ecossistemas

Nosso Território: Ecossistemas Nosso Território: Ecossistemas - O Brasil no Mundo - Divisão Territorial - Relevo e Clima - Fauna e Flora - Ecossistemas - Recursos Minerais Um ecossistema é um conjunto de regiões com características

Leia mais

O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012

O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012 Escola Superior do Ministério Público do Estado de Goiás Semana do Meio Ambiente O projeto de Código Florestal goiano em face da lei 12.651/2012 José Antônio Tietzmann e Silva PUC Goiás Rede Gaia Consultoria

Leia mais

AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE

AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE AÇÃO DO HOMEM NO MEIO AMBIENTE NEVES, Daniela 1 TEIXEIRA, Flávia 2 RESUMO: O Meio Ambiente está sendo destruído, o que acabou ocasionando o aquecimento global que tem sido provocado pela destruição de

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ CERES DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA DGEO PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA Caicó/RN 2015 UNIVERSIDADE

Leia mais

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil

Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Respostas das questões sobre as regiões do Brasil Região Norte 1. Qual a diferença entre região Norte, Amazônia Legal e Amazônia Internacional? A região Norte é um conjunto de 7 estados e estes estados

Leia mais

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Índice O que o agricultor brasileiro deve saber sobre o Novo Código Florestal?...1 Começando a regularizar o imóvel rural...2

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Um simples gesto para você, um grande gesto para o meio ambiente.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Um simples gesto para você, um grande gesto para o meio ambiente. EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Um simples gesto para você, um grande gesto para o meio ambiente. 1 1 TÍTULO DO PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL: Um simples gesto para você, um grande gesto para o meio ambiente. 2 QUEM

Leia mais

PARCERIA: SUSTENTABILIDADE

PARCERIA: SUSTENTABILIDADE Contabilidade Ambiental e a Sustentabilidade nas Empresas Luis Fernando de Freitas Penteado luisfernando@freitaspenteado.com.br www.freitaspenteado.com.br PARCERIA: SUSTENTABILIDADE Dificuldade de definição

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos Pra começo de conversa, um video... NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 3 ELABORAÇÃO DO NOVO

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 15 de setembro de 2015.

Clipping de notícias. Recife, 15 de setembro de 2015. Clipping de notícias Recife, 15 de setembro de 2015. Recife, 15 de setembro de 2015. Recife,15 de setembro de 2015. Recife,15 de setembro de 2015. Recife, 15 de setembro de 2015. 14/09/2015 ProRURAL DEBATE

Leia mais

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código?

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Dr. Sergius Gandolfi IV Simpósio sobre RAD - Ibt 16/11/2011-14h- Capital (SP) Biólogo, Laboratório de Ecologia

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO.

UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS LIVRES DA WEB, PARA O MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O RIO MEIA PONTE, GO: UM ESTUDO DE CASO. Patrícia Pinheiro da Cunha 1, Magda Beatriz de Almeida Matteucci

Leia mais

A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco

A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco Antônio Thomaz Gonzaga da Matta Machado Projeto Manuelzão/UFMG Conceito de Revitalização Caráter técnico-científico Legislação

Leia mais

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços A APP era computada a partir das margens de rio ou cursos d água, pelo nível mais alto do período de cheia. Várzeas eram consideradas parte dos rios ou cursos d água, porque são inundadas durante o período

Leia mais

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são:

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são: Pedro da Cunha Barbosa. Especialização em Direito Ambiental. Área do conhecimento jurídico que estuda as relações entre o homem e a natureza, é um ramo do direito diferenciado em suas especificidades e,

Leia mais

guia multicultural da mata atlântica para crianças o dia em que o curupira jantou com o saci... PAPELERACULTURAL

guia multicultural da mata atlântica para crianças o dia em que o curupira jantou com o saci... PAPELERACULTURAL guia multicultural da mata atlântica para crianças o dia em que o curupira jantou com o saci... PAPELERACULTURAL Apresentação Guia multicultural da Mata Atlântica e de sua diversidade para as crianças.

Leia mais

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento

O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento O Código Florestal e a contribuição dos trabalhadores de pesquisa e desenvolvimento agropecuário Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa os trabalhadores

Leia mais

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade.

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade. São as áreas protegidas da propriedade. Elas não podem ser desmatadas e por isso são consideradas Áreas de Preservação Permanente (APPs). São as faixas nas margens de rios, lagoas, nascentes, encostas

Leia mais

A Experiência do Instituto Ecoar para a Cidadania e da Associação Ecoar Florestal na conservação da sociobiodiversidade no Estado de São Paulo 1

A Experiência do Instituto Ecoar para a Cidadania e da Associação Ecoar Florestal na conservação da sociobiodiversidade no Estado de São Paulo 1 A Experiência do Instituto Ecoar para a Cidadania e da Associação Ecoar Florestal na conservação da sociobiodiversidade no Estado de São Paulo 1 Gabriela Priolli de Oliveira 2 João Carlos Seiki Nagamura

Leia mais

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa

CAVACO S. www.cavacos.com RESPEITANDO A NATUREZA. Combustível de Biomassa CAVACO S Combustível de Biomassa RESPEITANDO A NATUREZA www.cavacos.com EM 2014 OS NOSSOS SONHOS SÃO AINDA MAIORES. APRESENTAMOS AOS NOSSOS CLIENTES E PARCEIROS UMA NOVA CAVACO S, MUITO MAIS MODERNA, COM

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Plataforma Ambiental para o Brasil A Plataforma Ambiental para o Brasil é uma iniciativa da Fundação SOS Mata Atlântica e traz os princípios básicos e alguns dos temas que deverão ser enfrentados na próxima

Leia mais

FLORESTA FAZ A DIFERENÇA. Uma campanha em apoio ao Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável

FLORESTA FAZ A DIFERENÇA. Uma campanha em apoio ao Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável FLORESTA FAZ A DIFERENÇA Uma campanha em apoio ao Comitê Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável 1 Uma dúzia de 19 coisas que quero saber sobre o Projeto de Lei 30/2011 que muda

Leia mais

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO

PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO PRESERVAÇÃO DO PATRIMONIO NATURAL NO SUL MERIDIONAL DA SERRA DO ESPINHAÇO Ronald Carvalho Guerra Diretor de Meio Ambiente Prefeitura Municipal de Ouro Preto Gerente da APA da Cachoeira das Andorinhas -

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 2.602, DE 2010 Susta os efeitos do Decreto nº 7.154, de 9 de abril de 2010. Autora: Deputado SARNEY FILHO Relator:

Leia mais

CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005

CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005 CONSERVADOR DAS ÁGUAS LEI MUNICIPAL 2.100/2005 EXTREMA EXTREMO SUL DE MINAS. SERRA DA MANTIQUEIRA. 480 KM BH E 100 KM DA CIDADE DE SP. POPULAÇÃO 24.800 HABITANTES. CONTINUIDADE ADMINISTRATIVA DE 20 ANOS

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão)

EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão) EDUCAÇÃO AMBIENTAL LÚDICO-EXPOSITIVA PARA CRIANÇAS DO ENSINO FUNDAMENTAL Área Temática: Meio Ambiente Josiane Teresinha Cardoso 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Moira Ramos Rabeschini 2 Helen Hayra

Leia mais

Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²;

Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²; Implantação de espécies nativas em área de preservação no IFMG - Câmpus Bambuí José Augusto Melo de RESENDE¹; Maria Carolina Gaspar BOTREL²; ¹ Aluno do curso de Agronomia e bolsista do Programa Institucional

Leia mais

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 27/10/2010 PROVA GRUPO GRUPO X 3 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

Escola Luiz César de Siqueira Melo

Escola Luiz César de Siqueira Melo Escola Luiz César de Siqueira Melo PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S.A Elaboração: Prof. Elias Alves de Souza I - APRESENTAÇÃO O cultivo de açúcar foi introduzido no Brasil em 1532

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR CURSO INTENSIVO III Disciplina: Direito Ambiental Prof. Fabiano Melo Data: 09.12.2009 Aula nº 06 MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Lei 4771/65 Art. 2 Consideram-se de preservação permanente, pelo só efeito desta

Leia mais

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento

AULA 4 FLORESTAS. O desmatamento AULA 4 FLORESTAS As florestas cobriam metade da superfície da Terra antes dos seres humanos começarem a plantar. Hoje, metade das florestas da época em que recebemos os visitantes do Planeta Uno não existem

Leia mais

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão)

1ª PARTE - OBJETIVA ESPECIFICA (Valendo 05 pontos cada questão) PREFEITURA DE VÁRZEA ALEGRE CE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CONTRATAÇÂO TEMPORÁRIA - PROVA DE GEOGRAFIA PROFESSOR DE GEOGRAFIA (6º ao 9º ANO) ASSINATURA DO

Leia mais

Prof. Pedro Brancalion

Prof. Pedro Brancalion Prof. Pedro Brancalion Reserva Legal: área localizada no interior de uma propriedade ou posse rural, delimitada nos termos do art. 12, com a função de assegurar o uso econômico de modo sustentável dos

Leia mais

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO

01/12/2012 MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL. Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Guarantã do Norte/MT A SOCIEDADE ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO TAREFAS ESTRUTURA PESSOAS AMBIENTE TECNOLOGIA ÊNFASE NAS TAREFAS Novos mercados e novos conhecimentos ÊNFASE

Leia mais

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA MONITORAMENTO DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES DESENVOLVIDOS POR MEIO DE TÉCNICAS DE NUCLEAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DOS TERMOS

Leia mais

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade

COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca. Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade COLÉGIO SALESIANO SÃO JOSÉ Geografia 9º Ano Prof.º Daniel Fonseca Produção energética no Brasil: Etanol, Petróleo e Hidreletricidade Etanol A produção de álcool combustível como fonte de energia deve-se

Leia mais

(Natureza e Conservação, no prelo)

(Natureza e Conservação, no prelo) (Natureza e Conservação, no prelo) 4 Perguntas para ecologia 1. Qual a extensão mínima das Áreas de Preservação Permanente ao longo de rios? 2. Qual a quantidade mínima de RL em termos de conservação de

Leia mais

Energia e Desenvolvimento Sustentável:

Energia e Desenvolvimento Sustentável: Energia e Desenvolvimento Sustentável: Encruzilhadas da Era Moderna José Felipe Ribeiro Embrapa DE-TDAS Energia e Envolvimento Sustentável: Encruzilhadas da Era Moderna José Felipe Ribeiro Embrapa SEDE

Leia mais

Módulo fiscal em Hectares 20 10 16 12

Módulo fiscal em Hectares 20 10 16 12 CÓDIGO FLORESTAL COMO SE REGULARIZAR O QUE É CÓDIGO FLORESTAL? O Código é uma lei que estabelece limites e obrigações no uso da propriedade,, que deve respeitar a vegetação existente na terra, considerada

Leia mais

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO

DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO DESMATAMENTO DA MATA CILIAR DO RIO SANTO ESTEVÃO EM WANDERLÂNDIA-TO Trabalho de pesquisa em andamento Sidinei Esteves de Oliveira de Jesus Universidade Federal do Tocantins pissarra1@yahoo.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 07 de outubro de 2015.

Clipping de notícias. Recife, 07 de outubro de 2015. Clipping de notícias Recife, 07 de outubro de 2015. Recife, 7 de outubro de 2015. CISTERNAS DE PLACAS FAMILIAR ProRural injeta 26 milhões na economia do Estado Recife,7 de outubro de 2015. 07/10/2015

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades

O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA. Restrições x Oportunidades O MEIO AMBIENTE E A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA Restrições x Oportunidades Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável SDS Dr. Gilney Amorim Viana ASPECTOS REGULATÓRIOS RELEVANTES Código Florestal:

Leia mais

Crescimento global da consciência socioambiental

Crescimento global da consciência socioambiental Programa de Sustentabilidade Bunge 1. Contextualização Crescimento global da consciência socioambiental Sociedade Importância do tema Estruturação e articulação das entidades civis Pressões comerciais

Leia mais

Código Florestal a serviço do latifúndio e do agronegócio

Código Florestal a serviço do latifúndio e do agronegócio Código Florestal a serviço do latifúndio e do agronegócio 10 de novembro de 2011 Por Djoni Roos* A cobertura vegetal brasileira vem desde muito tempo sendo destruída. Desde a invasão portuguesa no século

Leia mais

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA

Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA Atividade de Ciências 5º ano Nome: ATIVIDADES DE ESTUDO Complete com as principais características de cada bioma: MATA ATLÂNTICA FLORESTA AMAZÔNICA FLORESTA ARAUCÁRIA MANGUEZAL PANTANAL CAATINGA CERRADO

Leia mais

Bioma : CERRADO. Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira

Bioma : CERRADO. Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira Bioma : CERRADO Alessandro Mocelin Rodrigo Witaski Gabriel Kroeff Thiago Pereira Dados Geográficos - Segunda maior formação vegetal da América do Sul - Abrange os estados do Centro-Oeste(Goiás, Mato Grosso,

Leia mais

Plataforma Ambiental para o Brasil

Plataforma Ambiental para o Brasil Histórico 1989 - Plataforma Ambiental Mínima para Candidatos à Presidência 1990 - Plataforma Ambiental Mínima para os Candidatos ao Governo do Estado de São Paulo 1998 - Plataforma Ambiental Mínima para

Leia mais

DESPERTE! PARA A VIDA E PARA O VERDE

DESPERTE! PARA A VIDA E PARA O VERDE V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 DESPERTE! PARA A VIDA E PARA O VERDE Letícia Mônica Garcia 1 ; Lindce Ariani Herrera 1 ; Danilo Spessato de Souza

Leia mais

Curitiba recebe exposição itinerante da SOS Mata Atlântica nesta quarta-feira

Curitiba recebe exposição itinerante da SOS Mata Atlântica nesta quarta-feira Veículo: Paraná Shop Data: 28/11/2011 Pág: Online Curitiba recebe exposição itinerante da SOS Mata Atlântica nesta quarta-feira A partir desta quarta-feira (30/11), a cidade de Curitiba receberá o caminhão

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1

Seres vivos. Mensagens aos jovens. Proposta 1 Mensagens aos jovens Nós, jovens, devemos nos organizar para a construção de projetos, em que possamos, juntos com a população e os órgãos responsáveis, nos responsabilizar pelo bem-estar do nosso patrimônio.

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO Autor: Deputado HUGO LEAL : I - RELATÓRIO Vem a esta Comissão para análise quanto ao mérito, nos termos do art. 32, inciso XIII, o Projeto de Lei (PL) nº 7.566,

Leia mais

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Bacia Hidrográfica Área drenada por um conjunto de rios que, juntos, formam uma rede hidrográfica, que se forma de acordo com elementos fundamentais como o clima

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS CONTÁBEIS É POSSÍVEL?

A SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS CONTÁBEIS É POSSÍVEL? A SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS CONTÁBEIS É POSSÍVEL? JOSÉ HENRIQUE DOMINGUES CARNEIRO (Professor Rico) professor_rico@yahoo.com.br Fanpage: Professor RICO (48) 9969-7330 O Cenário atual das desigualdades

Leia mais

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES

A D N E G A 2007 as 4 SÉRIES A G E N D A 2007 as 4 SÉRIES ÍNDICE Proposta da ONU... 04 Compromisso do Brasil... 05 Cada cidade responsável por sua agenda 21... 07 Dia internacional da Água... 09 Dia do Meio Ambiente... 12 Dia da Árvore...

Leia mais

O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado

O MATOPIBA e o desenvolvimento destrutivista do Cerrado O MATOPIBA e o desenvolvimento "destrutivista" do Cerrado Paulo Rogerio Gonçalves* No dia seis de maio de 2015 o decreto n. 8447 cria o Plano de Desenvolvimento Agropecuário do Matopiba e seu comitê gestor.

Leia mais

Mobilização - construir parcerias e articulações integradas às dimensões ambientais: social, cultural e econômica.

Mobilização - construir parcerias e articulações integradas às dimensões ambientais: social, cultural e econômica. MISSÃO Desenvolver e implantar projetos que tenham como foco a geração de benefícios para o Planeta, provocando modificações conscientes, tanto no campo das ciências, quanto das atividades humanas. PRINCÍPIOS

Leia mais

Eixo Temático ET-02-002 - Gestão de Áreas Protegidas RESERVA DE FLORESTA URBANA MATA DO PASSARINHO: EXPERIÊNCIAS DE UMA ÁREA PROTEGIDA EM MEIO URBANO

Eixo Temático ET-02-002 - Gestão de Áreas Protegidas RESERVA DE FLORESTA URBANA MATA DO PASSARINHO: EXPERIÊNCIAS DE UMA ÁREA PROTEGIDA EM MEIO URBANO 148 Eixo Temático ET-02-002 - Gestão de Áreas Protegidas RESERVA DE FLORESTA URBANA MATA DO PASSARINHO: EXPERIÊNCIAS DE UMA ÁREA PROTEGIDA EM MEIO URBANO Wellington Lima Pereira; Cleide Amorim Leite RESUMO

Leia mais

Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO

Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO Projeto: SEMENADO O BIOMA CERRADO RELATÓRIO DE VIAGEM A CRITALINA/GO Assunto: Reuniões de Programação de Eventos. 2011. Pessoas que participaram das reuniões: Luiz Carlos Simon Coordenador Geral do Instituto

Leia mais

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares URBANIZAÇÃO E OUTROS USOS 4% AGRICULTURA 7% VEGETAÇÃO NATURAL (FLORESTAIS E OUTROS) 65% PASTAGENS 23% FONTES: MMA/IBGE-PAM(2010)/INPE/CENSO AGROPECUÁRIO 2006

Leia mais

O Homem foi contemporâneos dos Dinossauros?

O Homem foi contemporâneos dos Dinossauros? Gestão Ambiental Eras Geológicas O Homem foi contemporâneos dos Dinossauros? Humanos Modernos. Quaternário Primeiros humanos e glaciações 11.000 Terciário Surgimento dos mamíferos. Cretáceo Desaparecimento

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

Linhas de Financiamento Setor Florestal. 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade

Linhas de Financiamento Setor Florestal. 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade Linhas de Financiamento Setor Florestal 1º Encontro Paulista de Biodiversidade São Paulo, 18 de novembro de 2009 Eduardo Canepa Raul Andrade Política Ambiental do BNDES O BNDES entende que investimentos

Leia mais

INTRODUÇÃO O atual modelo econômico e social tem gerado enormes desequilíbrios ambientais. O

INTRODUÇÃO O atual modelo econômico e social tem gerado enormes desequilíbrios ambientais. O RELATO DE CASO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E FORMAÇÃO DE DOCENTES Ribeiro, Lucas Soares Vilas Boas 1, Leite, Eugenio Batista 2 INTRODUÇÃO O atual modelo econômico e social tem gerado enormes desequilíbrios ambientais.

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 5º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências da Natureza Disciplina:

Leia mais

SUGESTÕES DE VÍDEOS PARA O DIA DO MEIO AMBIENTE

SUGESTÕES DE VÍDEOS PARA O DIA DO MEIO AMBIENTE SUGESTÕES DE VÍDEOS PARA O DIA DO MEIO AMBIENTE As questões do meio ambiente estão cada vez mais presentes no cotidiano dos alunos e é importante que os professores estejam preparados para falar sobre

Leia mais

Missão da organização

Missão da organização Nossa História O grupo iniciou suas atividades em 2003 quando seus membros observaram a necessidade de estimular a adoção de práticas sustentáveis na comunidade, principalmente através da educação ambiental.

Leia mais

www.tiberioge.tibe o.c rioge om.br o.c A Ge G og o r g afi f a Le L va v da d a Sério

www.tiberioge.tibe o.c rioge om.br o.c A Ge G og o r g afi f a Le L va v da d a Sério 1 FLORESTA AMAZÔNICA 2 Características Localiza-se: Região Norte; parte do norte do Mato Grosso e Goiás; e parte oeste do Maranhão; O maior bioma brasileiro ocupa, praticamente, um terço da área do País.

Leia mais

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos

LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA. Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos LEGISLAÇÃO FLORESTAL APLICADA Docentes Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad Eng. Agr. Renata Inês Ramos Dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Cerrado no Estado de São Paulo Artigo 1º

Leia mais

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA

VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA VAMOS CUIDAR DO BRASIL COM AS ESCOLAS FORMANDO COM-VIDA CONSTRUINDO AGENDA 21AMBIENTAL NA ESCOLA COM-VIDA Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola Criado a partir das deliberações da I Conferência

Leia mais

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Ricardo D. Gomes da Costa 1 Marcelo Araujo 2 A rápida destruição de ambientes naturais, juntamente com a redução

Leia mais

Os Biomas Brasileiros

Os Biomas Brasileiros Os Biomas Brasileiros Roberto Malvezzi, Gogó 1 Hoje se fala muito em "biomas". Palavra um tanto estranha até pouco tempo atrás. Entretanto, na sua fala em um evento organizado pela Itaipu Binacional, o

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS

RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS Instituto Estadual do Ambiente - INEA Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas - DIBAP Gerência do Serviço Florestal - GESEF ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO Conceitos /

Leia mais

Domínio Morfoclimático das Araucárias

Domínio Morfoclimático das Araucárias Domínio Morfoclimático das Araucárias Situação Geográfica Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km²,, abrangendo em seu território cidades

Leia mais

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do

introdução Trecho final da Carta da Terra 1. O projeto contou com a colaboração da Rede Nossa São Paulo e Instituto de Fomento à Tecnologia do sumário Introdução 9 Educação e sustentabilidade 12 Afinal, o que é sustentabilidade? 13 Práticas educativas 28 Conexões culturais e saberes populares 36 Almanaque 39 Diálogos com o território 42 Conhecimentos

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL MARIA DO CARMO ORECHIO

ESCOLA MUNICIPAL MARIA DO CARMO ORECHIO ESCOLA MUNICIPAL MARIA DO CARMO ORECHIO PROFESSORAS: DURVALINA M. B. FERNANDES HELENA N. DE SOUSA PEREIRA PÚBLICO ALVO: 2º, 3º ANOS DO 1º CICLO, 5º ANO DO 2º CICLO A ESCOLA PARTICIPA DO PROJETO DO PRÊMIO

Leia mais

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS.

REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. REDES HIDROGRÁFICAS SÃO TODOS OS RECURSOS HIDROGRÁFICAS DE UM PAÍS, COMPOSTOS GERALMENTE PELOS RIOS, LAGOS E REPRESAS. BACIA HIDROGRÁFICA. É UMA REDE DE TERRAS DRENADAS POR UM RIO E SEUS PRINCIPAIS AFLUENTES.

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES PRÁTICAS

REFLEXÕES SOBRE O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES PRÁTICAS REFLEXÕES SOBRE O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E SUAS IMPLICAÇÕES PRÁTICAS Dr. Sergius Gandolfi www.lerf.esalq. 22/03/2012 19:30 20:30h - São Carlos-SP Escola Paulista da Magistratura Laboratório de Ecologia

Leia mais

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis Diálogo com a Comunidade Um balanço das ações sustentáveis Veracel Celulose É uma empresa 100% baiana, presente em dez municípios do Extremo Sul do estado: Eunápolis, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália,

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL APA SERRA DO LAJEADO

EDUCAÇÃO AMBIENTAL APA SERRA DO LAJEADO PLANO DE AÇÃO EDUCAÇÃO AMBIENTAL APA SERRA DO LAJEADO 2014 1 -OBJETIVO GERAL APA Serra do Lajeado foi instituída pela Lei nº 906 de 20 de maio de 1997, está no entorno do Parque Estadual do Lajeado e tem

Leia mais

Grupo de Ecologia Ambiental

Grupo de Ecologia Ambiental Grupo de Ecologia Ambiental Queremos nosso planeta feliz! LUCAS MARTINS MIRANDA MATEUS MARQUES DOS SANTOS ORIENTAÇÃO: ELIAS ALVES DE SOUZA Goianésia, 2014 INTRODUÇÃO Atualmente, no planeta, o ser humano

Leia mais

Código Florestal. Pantanal. Walfrido Moraes Tomas Pesquisador tomasw@cpap.embrapa.br. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Código Florestal. Pantanal. Walfrido Moraes Tomas Pesquisador tomasw@cpap.embrapa.br. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Código Florestal Pantanal Walfrido Moraes Tomas Pesquisador tomasw@cpap.embrapa.br Ministério da Agricultura, O Código Florestal atual apresenta sérias dificuldades para sua aplicação no Pantanal. A Embrapa

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO

O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSO NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS IBAMA O PAPEL DO DO IBAMA NA NA PRESERVAÇÃO E E CONSERVAÇÃO

Leia mais

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já

A Sombra do Imposto. Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já A Sombra do Imposto Propostas para um sistema de impostos mais simples e justo Simplifica Já Expediente A Sombra do Imposto Cartilha produzida pelo Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná).

Leia mais

RESUMO ESPANDIDO. O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução.

RESUMO ESPANDIDO. O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução. RESUMO ESPANDIDO O Novo Código Florestal: aspectos legais e evolução. Alcione Adame 1 INTRODUÇÃO Ao contrário do que a mídia a muita gente pensa a lei 12.651/12, conhecida como Novo Código Florestal, não

Leia mais

Exercícios Amazônia. Geografia Professor: Claudio Hansen. Material de apoio do Extensivo

Exercícios Amazônia. Geografia Professor: Claudio Hansen. Material de apoio do Extensivo Exercícios Amazônia 1. As florestas contribuem com a fixação de parte do carbono atmosférico do planeta, amenizando o processo do aquecimento global. As queimadas realizadas nessas formações vegetais,

Leia mais

Educação Ambiental. Cartilha do Trabalhador. Ferrovia de Integração Oeste Leste - FIOL

Educação Ambiental. Cartilha do Trabalhador. Ferrovia de Integração Oeste Leste - FIOL Educação Ambiental Cartilha do Trabalhador Ferrovia de Integração Oeste Leste - FIOL 2 Introdução Esta cartilha foi elaborada pelo Programa de Educação Ambiental da Ferrovia de Integração Oeste Leste -

Leia mais

Penalidades No Meio Ambiental Florestal Por Agressões À Natureza.

Penalidades No Meio Ambiental Florestal Por Agressões À Natureza. Penalidades No Meio Ambiental Florestal Por Agressões À Natureza. Fernanda Ribeiro Silva, fernandaenge@yahoo.com.br, Graduanda em Engenharia Florestal na Universidade Federal de Lavras UFLA, Autora; Danusa

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI

ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI PREFEITURA MUNICIPAL DE LONTRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE ESCOLA MUNICIPAL DE PERÍODO INTEGRAL IRMÃ MARIA TAMBOSI DESPERTANDO AÇÕES SUSTENTÁVEIS LONTRAS 2013 1.TEMA A preservação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS

DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE USO DA TERRA EM ÁREAS PROTEGIDAS (APPs, RLs E APAs) E MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS Alice Nardoni Marteli, Edson Luís Piroli Unesp Campus de Ourinhos Geografia alicenmart@gmail.com;

Leia mais

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMAS BRASILEIROS Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMA: É CONJUNTO DE ECOSSISTEMAS TERRESTRES, CLIMATICAMENTE CONTROLADOS, QUE SÃO CARACTERIZADOS POR UMA VEGETAÇÃO PRÓPRIA (RAVEN ET AL., 2001) LOCALIZAÇÃO

Leia mais

FICHA PROJETO - nº383-mapp

FICHA PROJETO - nº383-mapp FICHA PROJETO - nº383-mapp Mata Atlântica Pequeno Projeto 1) TÍTULO: Restauração da Região Serrana RJ: assistência técnica para consolidar uma rede de produtores rurais e viveiros comunitários. 2) MUNICÍPIOS

Leia mais

Uao bioma Caatinga tem incentivado atitudes

Uao bioma Caatinga tem incentivado atitudes Projeto de Educação Ambiental incentiva atitudes sustentáveis em escolas públicas O projeto Ensaio Ambiental tem como lema Práticas ecológicas, defesa da biodiversidade e construção da cidadania e este

Leia mais