INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS"

Transcrição

1 INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS Este material tem o objetivo de fornecer aos comitês regionais e setoriais do PGQP, e a seus franqueados, informações atualizadas sobre o SAG e orientações para a preparação do treinamento de interpretação de critérios e treinamento de agentes do SAG do PGQP. 1. ETAPAS E PRAZOS Seguem as etapas e prazos do SAG. Etapas Inscrição Capacitação Autoavaliação Avaliação Externa Detalhes da Etapa A organização inscreve-se no SAG, através do site informando os seus dados, a sua opção pelo Compromisso com a Excelência ou Rumo à Excelência, pela autoavaliação com ou sem avaliação externa e indica os seus agentes do SAG. Durante a inscrição a organização pode optar pela préinscrição para o ciclo de A organização deve capacitar colaboradores para serem treinados e formar uma massa crítica que auxiliará a equipe interna na elaboração da autoavaliação. Devem ser indicadas pessoas que tenham interesse e disponibilidade para atuarem como agentes do SAG externamente, visitando outras organizações. As organizações participantes do SAG devem proporcionar às pessoas da força de trabalho a capacitação de agentes do SAG. Os voluntários candidatos a agente do SAG 2015 realizarão sua capacitação de acordo com sua experiência de avaliador e examinador no PGQP. São três grupos com treinamentos diferentes, incluindo estudo à distância e presencial. Maiores informações no link Capacitação Obs.: Para inscrição nos treinamentos presenciais é preciso ter cadastro no Portal Qualidade RS. É o momento em que a organização reflete sobre o seu sistema de gestão, além de identificar, analisar e descrever as suas práticas, realizar a análise crítica e elaborar o Plano de Melhoria contemplando os principais pontos identificados e priorizados, visando à melhoria contínua dos resultados e do sistema de gestão. Confira os prazos no link Cronograma. Tem como objetivo monitorar e verificar a implantação do Plano de Melhoria, focando a evolução do sistema de gestão da organização. A organização que optar em participar desta etapa, no período definido, irá escolher a equipe que fará a visita, com base na lista dos agentes do SAG habilitados para o ciclo. As despesas da equipe serão de responsabilidade da organização que estiver recebendo a visita. Esta etapa é opcional, mas recomendada. Veja os prazos no link Cronograma. Diploma O Diploma será disponibilizado para todas as organizações que participarem do SAG, desde que demonstrarem que o Plano de Melhoria está sendo implantado. Os diplomas são: Participação: para as organizações que fizerem somente a autoavaliação. Reconhecimento: para organizações que participarem recebendo avaliação externa. 1

2 2. CRONOGRAMA Etapas Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Inscrição da organização 22 a 25 Treinamento de Interpretação de Critérios 6 a 25 Treinamento de Agente do SAG 6 a 25 Autoavaliação 6 a 5 Definição das equipes 6 a 9 Avaliação externa (opcional) Reconhecimento A partir de INSCRIÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES As organizações interessadas em participar do SAG se inscrevem no Portal Qualidade RS SAG No momento da inscrição, as organizações devem escolher se irão ou não realizar a avaliação externa. Para participar do SAG, as organizações devem capacitar, no mínimo, o número de pessoas da força de trabalho de acordo com o seu porte em ambos os treinamentos, que devem atender ao perfil indicado a seguir, sendo que pelo menos um deles deve ter perfil de agente do SAG líder. Estas pessoas ficam disponíveis para atuar como agentes do SAG. Pelo menos um dos participantes por empresa deverá ter perfil de agente do SAG líder. Recomendável capacitar pessoas que possuem conhecimento do negócio, pois somado ao aprendizado do MEG, obtido no treinamento, poderão trazer melhores resultados à organização. As pessoas indicadas devem ter interesse e disponibilidade para atuar externamente. Porte de Organizações Micro: 1 a 10 Pequena: 11 a 50 Média: 51 a 300 Grande: mais de 300 Disponibilizar no mínimo 1 pessoa 2 pessoas 4 pessoas 6 pessoas Em caso da impossibilidade da organização disponibilizar a quantidade de colaboradores solicitada, deve consultar a Secretaria Executiva do PGQP e apresentar as devidas justificativas que posteriormente serão analisadas pela Comissão Técnica do SAG. 2

3 Perfil desejável aos interessados em atuar como voluntário (agentes do SAG): Conhecimentos e Habilidades Disponibilidade Agente SAG Comprometimento Formação em, no mínimo, 40h em qualidade ou gestão (capacitação básica, cursos GQT). Disponibilidade de 08h à 16h para a avaliação externa Agente SAG Líder Além do mencionado para Agente SAG: Habilidades interpessoais: liderança, postura, flexibilidade e comunicação. Disponibilidade de 08h à 16h para a avaliação externa Quem a organização deve indicar para ser agente do SAG? O agente do SAG indicado pela organização tem um papel fundamental, o de comparar a gestão do seu negócio com a metodologia do MEG, objetivando identificar oportunidades de melhorias e buscar as melhores alternativas para atender a estas oportunidades. Para obter os melhores resultados, é muito importante que a pessoa indicada para ser o agente do SAG da organização tenha o seguinte perfil: Perfil para um bom agente do SAG: Ter boa, ou alguma noção, sobre processos de Qualidade; Estar comprometido com o desempenho da organização e aberto a novos conhecimentos; Ter empatia perante os colegas de trabalho; Ter espírito motivacional; Cumprir prazos. Um agente do SAG atuante, interna e externamente, desenvolve: Visão sistêmica; Análise gerencial; Trabalho em equipe; Multiplicidade de conhecimento. Benefícios para o agente do SAG Autodesenvolvimento profissional; Prestígio profissional; Aumento da empregabilidade; Exercício da cidadania; Intercâmbio profissional - Networking; Desenvolvimento da capacidade gerencial. 3

4 SAG No caso de não atendimento aos requisitos acima os colaboradores poderão não ser habilitados para atuar como agentes do SAG, neste caso a organização interessada na avaliação externa será avisada pela Secretaria Executiva do PGQP e receberá orientações sobre alternativas para possibilitar a realização desta etapa. 4. CAPACITAÇÃO Os voluntários devem realizar sua capacitação de acordo com sua experiência no PGQP: Requisitos Treinamentos a realizar GRUPO 01 GRUPO 02 GRUPO 03 Experiencia Avaliador Experiencia Examinador EAD Presencial 3 atuações de líder nos últimos 4 anos 2 atuações como avaliador nos últimos 4 anos OU OU 3 atuações de líder nos últimos 4 anos 2 atuações como examinador nos últimos 4 anos Aqueles que não se enquadram em uma das situações acima Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição + Pré-curso Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição + Pré-curso Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição Pré-curso Workshop 08 horas Atualização 16 horas ICA (16 horas) + Agente do SAG (08 horas) EAD ENSINO A DISTÂNCIA Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição O curso a distância Modelo de Excelência da Gestão (MEG), baseado na 20ª edição dos Critérios de Excelência da Gestão, em sua nova versão, proporciona ao participante maior dinamismo, com uma linguagem simplificada e didática. A capacitação permite que você aprimore a gestão da sua organização e entenda os conceitos e as aplicações do MEG por meio dos Fundamentos e dos Critérios de Excelência. Carga horária: 3h40 de estudo a distância. Importante: EAD obrigatório para quem irá realizar o curso de ICA, Atualização ou Workshop. SAG. Pré-curso Conteúdo introdutório ao conteúdo do curso presencial. Será utilizado na avaliação/habilitação do agente do Importante: Obrigatório para quem irá realizar o curso de Agente do SAG, Atualização ou Workshop. CURSOS PRESENCIAIS ICA - Interpretação dos Critérios de Avaliação (16 horas) Este treinamento aprofunda a interpretação dos Critérios de Avaliação e pode ser realizado por pessoas que apenas tenham interesse em conhecer a metodologia do PGQP ou aquelas que pretendem atuar como agentes do SAG. A realização do EAD é pré-requisito para este treinamento. Agente do SAG (8 horas) O curso aborda como fazer a identificação de práticas, análise crítica, plano de melhoria e como realizar uma visita externa, tendo como pré-requisito o curso de Interpretação dos Critérios de Avaliação e o Pré-curso. 4

5 Atualização (16h) Este treinamento é indicado para as pessoas do Grupo 02 e aborda as mudanças ocorridas nos critérios, fundamentos, além do papel do agente do SAG. Tem como pré-requisito o curso EAD Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição + Pré-curso. Workshop (8h) Este treinamento é indicado para as pessoas do Grupo 01 e aborda as principais mudanças ocorridas nos critérios e o papel do agente do SAG. Tem como pré-requisito o curso EAD Modelo de Excelência da Gestão - 20ª edição + Pré-curso. As pessoas que se enquadram nas regras do Grupo 1 podem realizar os treinamentos do Grupo 1, 2 ou 3. As que se enquadram nas regras do Grupo 2 podem realizar os treinamentos do Grupo 2 ou 3. As que se enquadram nas regras do Grupo 3 podem realizar somente os treinamentos do Grupo DIRETRIZES PARA OS COMITÊS DIVULGAÇÃO DO SAG Cada comitê poderá solicitar as informações à Secretaria Executiva do PGQP, tais como: organizações que participaram do SAG em ciclos anteriores, diplomadas, organizações com ou sem avaliação externa, e a relação de avaliadores dos ciclos anteriores. Estas informações devem ser solicitadas para o e podem ser utilizadas para definir as metas do comitê para o este ciclo do SAG (número de pessoas treinadas, número de organizações no SAG), bem como para planejar ações de divulgação. Importante: Não são divulgados os nomes de candidatas do PQRS, somente divulgamos nome de vencedoras. OBS.: A comunicação do PGQP estará disponibilizando materiais de divulgação do SAG. O comitê poderá fazer a sua solicitação através do Guia dos Critérios de Avaliação (Kit) Quantidade Valor Desconto Até 20 Unidades R$ 60,00 Sem desconto Entre 20 e 49 unidades R$ 54,00 Desconto de 10% Acima de 49 unidades R$ 48,60 Desconto de 10% + 10% Comitês Regionais ou Setoriais* R$ 41,30 Desconto de 10% + 10% + 15% 5

6 SAG Ao finalizar a compra, o boleto ficará no valor citado acima (R$ 60,00, R$ 54,00 ou R$ 48,60, dependendo da quantidade solicitada) o valor para comitê será ajustado internamente pelo nosso setor de Contas a Receber. Treinamentos in-company: A organização que fizer treinamento in-company DEVE comprar os Guias dos Critérios de Avaliação para TODOS os participantes do treinamento. É proibida a reprodução total ou parcial da publicação dos Critérios de Avaliação. Não aceitaremos devoluções de sobras de kits. Os Guias devem ser encomendados através do site Qualishop Online ou pelo link no site do SAG Solicitação de Guias. Planejamento dos Treinamentos Presenciais As inscrições para os treinamentos serão feitas no site via Portal. Para que o agente do SAG possa se inscrever no treinamento presencial, os comitês devem agendá-los e informar, antecipadamente, a programação dos cursos à SE-PGQP, para disponibilização no Portal. Os comitês receberão um comunicado, via , confirmando a inscrição no treinamento escolhido. Assim, entendemos que é de fundamental importância que o fluxo de informações entre SE-PGQP e comitês ocorra de forma rápida e isenta de erros. Carga horária e valores sugeridos como referência Interpretação dos Critérios de Avaliação: 16 horas - valor por pessoa R$ 330,00 Agente do SAG: 8 horas - valor por pessoa R$ 220,00 Atualização: 16 horas - valor por pessoa R$ 350,00 Workshop: 8 horas - valor por pessoa R$ 250,00 Para os comitês/franqueados com possibilidade de oferecer cursos com valores menores, que os citados acima, sugerimos que não seja inferior a R$ 350,00 (considerando os dois cursos juntos). Informado o valor de referência de R$ 85,00 (a hora) que a SE-PGQP paga aos seus instrutores/franqueados. E recomenda aos franqueados e comitês usarem valores próximos a este. Com relação a cursos de capacitação básica, complementares a capacitação dos agentes, solicitamos aos comitês/franqueados que estão disponibilizando esses cursos, que divulguem através da agenda do Portal. A divulgação dos treinamentos para cada comitê pode ser através de folder e deve conter, no mínimo, as seguintes informações: chamada de sensibilização, programa, dados do treinamento e orientações para a realização do treinamento (inscrição no Portal). Cabe lembrar que as inscrições devem ser feitas, obrigatoriamente, pelo Portal. Os comitês recebem um informando a inscrição de cada participante, não há necessidade do comitê possuir sua própria ficha de inscrição. Para que possamos incluir na agenda dos treinamentos presenciais e apoiar na divulgação do mesmo, através do site do SAG é de fundamental importância que os comitês/franqueados preencham o formulário de Solicitação de treinamento e repassem, o mais rápido possível, as informações à Secretaria Executiva do PGQP, através do seguinte 6

7 6. DIRETRIZES PARA OS FRANQUEADOS SAG Os franqueados devem organizar os treinamentos em conjunto com os seus respectivos Comitês Setoriais e/ou Regionais e, proceder à divulgação dos mesmos junto às organizações aderidas (remetendo-as ao Portal) e preparar os treinamentos presenciais. Todos os cursos informados à SE-PGQP serão divulgados no site do PGQP. Os treinamentos também podem ser organizados pelos franqueados diretamente com as organizações (treinamentos in-company). É obrigatória a compra do Guia dos Critérios de Avaliação para todos os participantes. O franqueado deve garantir que o procedimento seja executado, verificando a necessidade ou não de orientação ao comitê ou organização contratante. Os franqueados só poderão ministrar treinamentos através dos Comitês Setoriais e/ou Regionais, da SE- PGQP ou in-company. É expressamente proibida a reprodução parcial ou total dos materiais constantes nos Critérios de Avaliação. Cabe aos franqueados habilitados repassar a metodologia do SAG do PGQP, através dos treinamentos, seguindo o que está previsto neste documento e no código de ética do PGQP. A emissão dos certificados para ambos os treinamentos é de responsabilidade do comitê ou do franqueado. A relação dos franqueados habilitados está divulgada no site do SAG. Os franqueados devem preencher as Listas de Presenças de Interpretação e Agente do SAG através do site SAG 2015, informando se o treinando poderá atuar como: agente do SAG líder, agente do SAG, agente do SAG interno ou se não foi habilitado. O prazo para preenchimento das informações é de 7 dias após a realização do treinamento. NOTA Nos casos de treinamentos in-company, o franqueado deverá avaliar todos os participantes, indicando quais serão disponibilizados como agente do SAG e/ou interno. Além disso, todos os participantes deverão receber o material oficial. O franqueado ou representante do comitê deverá repassar para a SE-PGQP, via até 7 (sete) dias após a realização do treinamento a Tabulação das Fichas de avaliação dos treinamentos, preenchida pelos participantes no final do curso. 7. OBRIGAÇÕES DO PGQP Prestar atendimento aos franqueados no esclarecimento de dúvidas e repasse de informações. Fornecer o kit do franqueado para os instrumentos Rumo à Excelência e Compromisso com a Excelência, que é composto por: Arquivo com os slides dos treinamentos; Arquivos de exercícios (se necessário); Ficha de Avaliação do Treinamento padrão do PGQP Planilha de Tabulação das Fichas de avaliação. NOTA A não observação e o cumprimento das diretrizes acima implica na desabilitação para ministrar treinamentos e exclusão da lista de franqueados aprovados. 7

SAG SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA GESTÃO 2013

SAG SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA GESTÃO 2013 INFORMAÇÕES AOS COMITÊS E FRANQUEADOS Este material tem o objetivo de fornecer aos comitês regionais e setoriais do PGQP, e a seus franqueados, informações atualizadas sobre o SAG 2013 e orientações para

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES O Programa de Certificação de Formadores busca capacitar profissionais da área da educação como formadores de professores e gestores educacionais. Com esta certificação, os formadores poderão ministrar

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA Curitiba, 13 de março de 2015. Orientação referente aos Programas de Ampliação

Leia mais

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR EXPERIÊNCIA DE ADMINISTRADORES DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES Fluxo e Detalhamento ICSS 2013 1 2 Índice 1 FLUXO DO PROCESO DE CERTIFICAÇÃO POR EXPERIÊNCIA... 4 2 DETALHAMENTO DO

Leia mais

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS

REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS REGULAMENTO DE CURSO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS JUNHO/2011 CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º. Os cursos de Pós Graduação Lato Sensu da Faculdade de Tecnologia

Leia mais

INTREGRAPE PROJETO APE

INTREGRAPE PROJETO APE INTREGRAPE PROJETO APE Ações Preventivas na Escola Atua no fortalecimento e desenvolvimento do Eixo-Saúde no Programa Escola da Família, sistematizando ações de organização social, que qualifique multiplicadores

Leia mais

Seleção de tutores. Especialização em Ensino de Filosofia no Ensino Médio. Pós-graduação lato sensu na modalidade de ensino à distância.

Seleção de tutores. Especialização em Ensino de Filosofia no Ensino Médio. Pós-graduação lato sensu na modalidade de ensino à distância. EDITAL n 070 / 2014 CIPEAD/PROGRAD/UFPR Seleção de tutores Especialização em Ensino de Filosofia no Ensino Médio Pós-graduação lato sensu na modalidade de ensino à distância. A Universidade Federal do

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE INGLÊS 2016.1 DO PORTO DIGITAL Parque Tecnológico 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade do Sagrado Coração torna público o presente Edital de abertura de inscrições,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015 1. OBJETIVOS O Concurso MÃOS À OBRA tem por objetivo incentivar, aprofundar o debate sobre temas que impactam a competitividade da cadeia produtiva da construção

Leia mais

Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica

Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica Monitoria como instrumento para a melhoria da qualidade do ensino em Farmacotécnica MORAIS, W. A. 1 ; SOARES, D. S. 2 ; BARBOZA, I. R. 3 ; CARDOSO, K. O. A 4 ; MORAES, D. A. 5 ; SOUZA, F. V. A 6. Resumo

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO WORKFLOW DIGITAL ENTENDENDO A PÓS-PRODUÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Administração é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

EDITAL N o 02/ 2015 1. OBJETIVO DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL N o 02/ 2015 1. OBJETIVO DO PROCESSO SELETIVO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PROPPi FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FEUFF COORDENADORIA DE ENSINO A DISTÂNCIA - CEAD EDITAL N o 02/ 2015 A Universidade Federal

Leia mais

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância

Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Serviço Público Federal Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão IFMA Diretoria de Educação a Distância Edital n 04/2011 DEAD / IFMA Seleção Simplificada de

Leia mais

PDG da Área Administrativa 2013/2014

PDG da Área Administrativa 2013/2014 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL O Programa de Desenvolvimento Gerencial PDG do TRT9 para a área administrativa, no biênio 2013-2014, terá como foco a Gestão de Pessoas por Competências - GPC. A capacitação

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES O Programa de Certificação de Formadores busca capacitar profissionais da área da educação como formadores de professores e gestores educacionais. Com esta certificação, os formadores poderão oferecer

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online PSICOPEDAGOGIA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

REGIMENTO INTERNO NÚCLEO REGIONAL DO GESPÚBLICA - EASA

REGIMENTO INTERNO NÚCLEO REGIONAL DO GESPÚBLICA - EASA REGIMENTO INTERNO NÚCLEO REGIONAL DO GESPÚBLICA - EASA Cruz Alta, 26 de abril de 2010. MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DFA ESCOLA DE APERFEIÇOAMENTO DE SARGENTOS DAS ARMAS REGIMENTO INTERNO

Leia mais

Orientações para Secretarias de Educação

Orientações para Secretarias de Educação Orientações para Secretarias de Educação SEGUNDO SEMESTRE 2009 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria Executiva Presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Regimento Interno do Encontro Estadual da Família Espírita - ENEFE. Capitulo I Do ENEFE e das Normas Regimentais

Regimento Interno do Encontro Estadual da Família Espírita - ENEFE. Capitulo I Do ENEFE e das Normas Regimentais Regimento Interno do Encontro Estadual da Família Espírita - ENEFE Capitulo I Do ENEFE e das Normas Regimentais Art. 1º - O ENCONTRO ESTADUAL DA FAMÍLIA ESPÍRITA (ENEFE) é coordenado pela Área de Educação

Leia mais

COMUNICADO DE SELEÇÃO INTERNA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA

COMUNICADO DE SELEÇÃO INTERNA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA COMUNICADO DE SELEÇÃO INTERNA FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA 1. INFORMAÇÕES GERAIS Cargo: ORIENTADOR DE PRÁTICA PROFISSIONAL Carga Horária: 40h semanais 8 horas diárias, de 2ª feira a sábado, podendo compreender

Leia mais

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE PERFIL E TREINAMENTO VAPT VUPT

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE PERFIL E TREINAMENTO VAPT VUPT Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DA ESCOLA DE GOVERNO HENRIQUE SANTILLO PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE PERFIL E TREINAMENTO VAPT VUPT Responsáveis: Ludmilla Sequeira Barbosa e Rosana

Leia mais

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 Link para acessar o ambiente e fazer a pré-inscrição: http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA

Leia mais

EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016

EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016 EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016 SELEÇÃO DE NOVOS PROJETOS / EMPRESAS, PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS E PROJETOS DO INATEL INSTITUTO NACIONAL DE

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO UNITY 3D AVANÇADO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD) para participação

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2

Leia mais

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), através do Núcleo de Inovação Tecnológica NIT/UFERSA,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...03 2 BASE LEGAL...03 3 OBJETIVOS...03 4 CAMPO DO ESTÁGIO...04 5 ENCARGOS E OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS REFERENTES AO

Leia mais

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL SECRETARIA DE NAVEGAÇÃO AÉREA CIVIL Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR EDITAL Nº 04/2016 SENAV/SAC-PR A Secretaria de Navegação

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º

PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º PROJETO DE ESTÁGIO CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CIRCUITO: 9 PERIODO: 5º Caro (a) aluno (a), Esta atividade, de caráter teórico-reflexivo, deverá

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO AO ENSINO EDITAL DE MONITORIA TECNOLÓGICA A Universidade Potiguar UnP, através da Pró-Reitoria Acadêmica ProAcad, torna público o presente Edital e convida o seu corpo

Leia mais

DIRETORIA DE MÉTODOS EDUCATIVOS. Boletim Informativo 2013. Acampamentos Escolares 2013 Escoteiros do RN

DIRETORIA DE MÉTODOS EDUCATIVOS. Boletim Informativo 2013. Acampamentos Escolares 2013 Escoteiros do RN Boletim Informativo 2013 Acampamentos Escolares Informações Atividade de incentivo a integração entre grupos escoteiros antigos e recém formados para que juntos possam trocar experiências e aprender na

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO - CEAD Nº 009/2013 Seleção Simplificada de Tutores Presenciais modalidade Educação

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015

EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015 EDITAL DE DIVULGAÇÃO E SELEÇÃO PROGRAMA CALENDÁRIO CULTURAL 2015 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Programa Calendário Cultural edição 2015 é uma iniciativa da Fundação FEAC, desenvolvida pelo Escritório de Projetos,

Leia mais

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O TCC é uma atividade acadêmica de natureza científica, técnica, filosófica e ou artística com

Leia mais

Pró-Reitoria Acadêmica Coordenadoria de Graduação Serviço de Apoio ao Estudante GUIA DO MONITOR

Pró-Reitoria Acadêmica Coordenadoria de Graduação Serviço de Apoio ao Estudante GUIA DO MONITOR Pró-Reitoria Acadêmica Coordenadoria de Graduação Serviço de Apoio ao Estudante GUIA DO MONITOR 2008 SUMÁRIO 1 Introdução 2 O que é Monitoria 2 Quem é o Monitor do Cesupa 2 Competências e Deveres do Monitor

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL. Seleção Simplificada de Tutor

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL. Seleção Simplificada de Tutor Seleção Simplificada de Tutor Especialização em Tecnologias e Sistemas de Informação - TSI Edital UAB/UFABC 008/2012 Processo seletivo Tutor TSI A UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC, em parceria com o Programa

Leia mais

Resolução Normativa PUC n o 021/10 ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE DOCENTE

Resolução Normativa PUC n o 021/10 ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE DOCENTE PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Resolução Normativa PUC n o 021/10 Campinas (SP), 1 o /6/10 DESTINATÁRIO: TODAS AS UNIDADES DA PUC-CAMPINAS ASSUNTO: ATRIBUIÇÂO DE AULA PROCESSO SELETIVO EXTERNO

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026 1/7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão dos Indicadores 02 Revisão geral do documento 03 Item 4.1: Foi inserida uma aprovação final da Diretoria após o Gestor

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX NÚCLEO DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA NUEC EDITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX NÚCLEO DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA NUEC EDITAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX NÚCLEO DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA NUEC EDITAL A Universidade Federal Fluminense (UFF), por intermédio da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) e do

Leia mais

INFORMATIVO CURSO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTÁBIL NO SIAFE-RIO (EXOFIC-01 E EXOFIC-02)

INFORMATIVO CURSO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTÁBIL NO SIAFE-RIO (EXOFIC-01 E EXOFIC-02) GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA INFORMATIVO CURSO DE EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA, FINANCEIRA E CONTÁBIL NO SIAFE-RIO (EXOFIC-01 E EXOFIC-02) 1. OBJETIVO Atualizar, aperfeiçoar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO. Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO. Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - UEPI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE NUTRIÇÃO Chamada Pública nº 01, de 27 de janeiro de 2016 Processo Seletivo para Apoio Técnico, Acadêmico e Operacional

Leia mais

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF.

EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. EDITAL SGP Nº 001/2014 CADASTRAMENTO INTERNO DE INSTRUTORES PARA MINISTRAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO. PLANO DE CAPACITAÇÃO/2014 DA UNIVASF. A Secretária de Gestão de Pessoas, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

EDITAL Nº 048/2016 PROGEPE CADASTRO DE INSTRUTORES PARA CURSO DE CAPACITAÇÃO

EDITAL Nº 048/2016 PROGEPE CADASTRO DE INSTRUTORES PARA CURSO DE CAPACITAÇÃO EDITAL Nº 048/2016 PROGEPE CADASTRO DE INSTRUTORES PARA CURSO DE CAPACITAÇÃO O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade Federal da Integração Latino- Americana - UNILA, no uso das atribuições que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMEDUFC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMEDUFC UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - UFC FACULDADE DE MEDICINA - FAMED NÚCLEO DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM SAÚDE NUTEDS/FAMEDUFC CHAMADA PÚBLICA PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE TUTORES PARA EaD ONLINE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB Processo Seletivo EDITAL N 003 / 2012

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB Processo Seletivo EDITAL N 003 / 2012 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL - UAB Processo Seletivo EDITAL N 003 / 2012 A UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP, em parceria com o Programa

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA O CURSO DE FORMAÇÃO CO TI UADA, EM SERVIÇO, DOS GESTORES DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Edital n.

EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA O CURSO DE FORMAÇÃO CO TI UADA, EM SERVIÇO, DOS GESTORES DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Edital n. EDITAL PARA SELEÇÃO DE TUTORES PARA O CURSO DE FORMAÇÃO CO TI UADA, EM SERVIÇO, DOS GESTORES DA REDE ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Edital n.º 0006/2010 A Secretaria de Estado da Educação, por intermédio da Superintendência

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. Cartilha do ENADE. Caro estudante,

1. APRESENTAÇÃO. Cartilha do ENADE. Caro estudante, Cartilha do ENADE Caro estudante, Pensando em você e com o objetivo de esclarecer e informar sobre todos os procedimentos para a realização do ENADE, a Universidade Potiguar, elaborou essa cartilha que

Leia mais

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Prezado(a) aluno(a); Este material que você está começando a ler trata-se do manual do aluno, referente às disciplinas que serão ministradas através

Leia mais

a) Estar regularmente matriculados no curso;

a) Estar regularmente matriculados no curso; (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) br ESTÁGIO CURRÍCULAR SUPERVISIONADO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) 1 Caracterização Os cursos de Engenharia de Produção do Brasil são regidos pelas

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0337-2012-01 BIBLIOTECÁRIO DIVISÃO DE EDUCAÇÃO ARARAQUARA E MATÃO SESI-SP

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0337-2012-01 BIBLIOTECÁRIO DIVISÃO DE EDUCAÇÃO ARARAQUARA E MATÃO SESI-SP COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0337-2012-01 BIBLIOTECÁRIO DIVISÃO DE EDUCAÇÃO ARARAQUARA E MATÃO SESI-SP A Diretoria de Recursos Humanos do SESI-SP abre inscrições para candidatos interessados em participar

Leia mais

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social REGULAMENTO 10º Prêmio de Responsabilidade Social I DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO II DAS CATEGORIAS III DAS INSCRIÇÕES IV DOS PROJETOS V DO JULGAMENTO VI DAS DATAS VII DA COORDENAÇÃO I DA INSTITUIÇÃO DA

Leia mais

EDITAL N. 01, DE 28 DE AGOSTO DE 2013

EDITAL N. 01, DE 28 DE AGOSTO DE 2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PROGRAMA INGLÊS SEM FRONTEIRAS PROJETO NÚCLEO DE LÍNGUAS NucLi EDITAL N. 01, DE 28 DE AGOSTO DE 2013 A UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA (UFSM),

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 14/2014 A Agência de Desenvolvimento e Inovação Inova Sorocaba, Organização Social, sediada na Av. Itavuvu, 11.777 Parque Tecnológico, CEP 18.078-005, Sorocaba SP, torna público

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENFERMAGEM DO TRABALHO Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Regulamento Projeto interdisciplinar

Regulamento Projeto interdisciplinar Regulamento Projeto interdisciplinar 1 Apresentação O presente manual tem como objetivo orientar as atividades relativas à elaboração do Projeto Interdisciplinar (PI). O PI é o estudo sobre um tema específico

Leia mais

Sobre o Instituto Desenvolve T.I

Sobre o Instituto Desenvolve T.I Sobre o Instituto Desenvolve T.I A empresa Desenvolve T.I foi fundada em 2008, em Maringá, inicialmente focando a sua atuação em prestação de serviços relacionados à Tecnologia da Informação e atendendo

Leia mais

Orientações Gerais para o Mobilizador 1

Orientações Gerais para o Mobilizador 1 Orientações Gerais para o Mobilizador 1 Índice CADERNO 1: ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O MOBILIZADOR 1.1. Mensagem ao mobilizador... 03 1.2. Materiais de implantação do Ciclo 4... 05 1.3. As reuniões: quantas

Leia mais

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO

EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL CÂMPUS DE PALMAS Av: NS 15 ALC NO 14, Bloco D - Anfiteatro, Sala

Leia mais

Capacitação. Sistemática de Avaliação de Desempenho - AD

Capacitação. Sistemática de Avaliação de Desempenho - AD Capacitação Sistemática de Avaliação de Desempenho - AD Introdução Referencial legal Conceitos básicos da sistemática de avaliação de desempenho Objetivos e benefícios da avaliação de desempenho Quem está

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer as normas relativas à elaboração, acompanhamento,

Leia mais

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Para acessar sua senha: 1. Entrar no portal Metodista online Acesse o site www.bennett.br. No lado superior direito aparecerá a janela da área de login,

Leia mais

Minuta de Termo de Referência

Minuta de Termo de Referência Minuta de Termo de Referência Contratação de serviço para elaboração do mapeamento, análise, propostas e implantação de melhorias nos processos de trabalho da Coordenadoria Geral de Licenciamento Ambiental

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA

DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA DESCRIÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO DA INICIATIVA Como é sabido existe um consenso de que é necessário imprimir qualidade nas ações realizadas pela administração pública. Para alcançar esse objetivo, pressupõe-se

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. Departamento Regional de São Paulo. Escola SENAI Hessel Horácio Cherkassky

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. Departamento Regional de São Paulo. Escola SENAI Hessel Horácio Cherkassky SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Departamento Regional de São Paulo GUIA DE REFERÊNCIA RÁPIDA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO GUIA DO ALUNO Cubatão SP SUMÁRIO página 1. O QUE É ESTÁGIO SUPERVISIONADO?

Leia mais

PROJETO DO CURSO INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO

PROJETO DO CURSO INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense PROJETO DO CURSO INICIAÇÃO AO SERVIÇO PÚBLICO Pró-reitoria de Desenvolvimento Humano e Social - PRODHS

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria do Tesouro Nacional TERMO DE REFERÊNCIA

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria do Tesouro Nacional TERMO DE REFERÊNCIA 1 MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria do Tesouro Nacional TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de um consultor especializado no desenvolvimento de programas voltados à promoção da saúde e da qualidade de vida

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE AUDITORIA

RELATÓRIO FINAL DE AUDITORIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO AUDITORIA INTERNA Rua do Rouxinol,115 - Bairro do Imbuí - CEP: 41720052

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC 1. CONTEXTO A Catho Educação Executiva é focada no desenvolvimento de talentos, na melhora do desempenho das organizações e na criação de processos

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE

GESTÃO DA QUALIDADE COORDENAÇÃO DA QUALIDADE GESTÃO DA COORDENAÇÃO DA Primeira 1/12 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Marcelo de Sousa Silvia Helena Correia Vidal Aloísio Barbosa de Carvalho Neto

Leia mais

PROCEDIMENTO PASSO A PASSO: CLUBES JUVENIS. Programa Ensino Integral

PROCEDIMENTO PASSO A PASSO: CLUBES JUVENIS. Programa Ensino Integral PROCEDIMENTO PASSO A PASSO: CLUBES JUVENIS Programa Ensino Integral 1 PROCEDIMENTO PASSO A PASSO: CLUBE JUVENIL VERSÃO 03 02 15 Definição: Os Clubes Juvenis constituem um dos espaços privilegiados que

Leia mais

Perguntas Freqüentes

Perguntas Freqüentes 1. ENADE Perguntas Freqüentes 1.1. Qual a legislação pertinente ao Enade? Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Portaria Normativa

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Bacharelado em Administração Modalidade a Distância é uma

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Ciência da Computação Modalidade: ( X ) bacharelado ( ) licenciatura Local de funcionamento: Coração Eucarístico 01 PERFIL DO CURSO O curso de Ciência da Computação

Leia mais

Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde.

Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde. 10. TRABALHOS CIENTÍFICOS Normas e Regras de Envio de Trabalhos para o I COIMS Congresso Internacional Multidisciplinar em Saúde. A Comissão Científica do I Congresso Internacional Multidisciplinar em

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA EDUCADOR SOCIAL PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS TRABALHOS MANUAIS E COSTURA ABRIL 2016

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA EDUCADOR SOCIAL PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS TRABALHOS MANUAIS E COSTURA ABRIL 2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA EDUCADOR SOCIAL PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS TRABALHOS MANUAIS E COSTURA ABRIL 2016 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (lato sensu) CAPITULO I DA CONSTITUIÇÃO, NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS DOS CURSOS

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO (lato sensu) CAPITULO I DA CONSTITUIÇÃO, NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS DOS CURSOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA R E I T O R I A Rua Esmeralda, 430-97110-060 Faixa Nova Camobi Santa

Leia mais

INTERDISCIPLINAR ARHTE]

INTERDISCIPLINAR ARHTE] Engenharias EETI - UNIFACS [MANUAL DO PROGRAMA ACADÊMICO INTERDISCIPLINAR ARHTE] [O documento define os princípios, fundamentos, condições e procedimentos do Programa Acadêmico Interdisciplinar ARHTE da

Leia mais

Considerações Finais 08. Av. Central Bloco 990/1120 Lote 1020 Loja 02 Núcleo Bandeirante Brasília DF - Tel: 3386-2422

Considerações Finais 08. Av. Central Bloco 990/1120 Lote 1020 Loja 02 Núcleo Bandeirante Brasília DF - Tel: 3386-2422 SUMÁRIO Apresentação 03 Introdução 03 Equipe e Coordenação de Curso 03 Estrutura Física e Material de Uso na central de Tutoria 04 Calendário da tutoria 04 Produção e Veiculação do Material Didático 05

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE FÍSICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A unidade nacional do Sescoop Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5. TERMINOLOGIA

1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5. TERMINOLOGIA Aprovado ' Elaborado por Andrea Gaspar/BRA/VERITAS em 04/11/2014 Verificado por Cristiane Muniz em 04/11/2014 Aprovado por Andrea Gaspar/BRA/VERITAS em 19/11/2014 ÁREA GRH Tipo Procedimento Regional Número

Leia mais

EDITAL 02/2014 - SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA

EDITAL 02/2014 - SELEÇÃO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA - PPGECIM e-mail: ppgecim@furb.br Rua Antônio da Veiga 140 Fones:

Leia mais

Regulamento do Programa de Ideias Ciclo 2012

Regulamento do Programa de Ideias Ciclo 2012 Regulamento do Programa de Ideias Ciclo 2012 1. A UGB Qualidade coordena o Programa SIM / Ideias, sendo responsável pelo treinamento dos auditores, pela condução das reuniões de avaliação das ideias e

Leia mais

CAPACITAÇÃO DE EGRESSOS PARA DOCENTES - CAED

CAPACITAÇÃO DE EGRESSOS PARA DOCENTES - CAED CAPACITAÇÃO DE EGRESSOS PARA DOCENTES - CAED Edital N 004/2014 1ª EDIÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO a. Capacitação de Egressos para Docência CAED é um programa para preparação didático/pedagógica de possíveis docentes,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

Edital nº 016/2010. 2.1. O Processo Seletivo de que trata o presente Edital terá validade para o ano letivo de 2010.

Edital nº 016/2010. 2.1. O Processo Seletivo de que trata o presente Edital terá validade para o ano letivo de 2010. Edital nº 016/2010 Estabelece normas do Processo Seletivo de Tutores de Polo de Estágio Supervisionado e Orientadores Acadêmicos para o curso de Graduação a distância de Licenciatura em Ciências Biológicas

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2016 BACKSTAGE TO THE FUTURE BACKSTAGE PARA O FUTURO

CHAMADA PÚBLICA 2016 BACKSTAGE TO THE FUTURE BACKSTAGE PARA O FUTURO CHAMADA PÚBLICA 2016 BACKSTAGE TO THE FUTURE BACKSTAGE PARA O FUTURO Programa de capacitação para jovens profissionais das áreas de produção de eventos, sonorização, iluminação e gestão de palco. 1 Apresentação

Leia mais

Manual de ingresso de novos voluntários.

Manual de ingresso de novos voluntários. Manual de ingresso de novos voluntários. Revisão n 01 de 28 de Janeiro de 2016. DESENVOLVIDO POR: Diretoria Operacional CBV Eldorado do Sul - Seção de Instrução e Ensino CBV Eldorado do Sul - Comando Operacional

Leia mais

MBA EM GESTÃO PÚBLICA

MBA EM GESTÃO PÚBLICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO PÚBLICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0589-2012-01 ASSISTENTE DE SERVIÇOS JURÍDICOS DIRETORIA JURÍDICA R$ 3.380,66 40 HORAS SEMANAIS

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0589-2012-01 ASSISTENTE DE SERVIÇOS JURÍDICOS DIRETORIA JURÍDICA R$ 3.380,66 40 HORAS SEMANAIS COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0589-2012-01 ASSISTENTE DE SERVIÇOS JURÍDICOS DIRETORIA JURÍDICA R$ 3.380,66 40 HORAS SEMANAIS DRH-SS-SE 0589-2012-01 A Diretoria de Recursos Humanos do SESI-SP abre

Leia mais

MBA em Gestão Industrial (Curso em Parceria com o SENAI Criciúma)

MBA em Gestão Industrial (Curso em Parceria com o SENAI Criciúma) FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI FLORIANÓPOLIS EM PARCERIA COM O SENAI CRICIÚMA DIREÇÃO GERAL DA FACULDADE: João Roberto Lorenzett COORDENAÇÃO DA FACULDADE: Priscila Basto Fagundes COORDENAÇÃO DO CURSO DE

Leia mais