VIGÉSIMA TERCEIRA SESSÃO ESPECIAL DA SEGUNDA SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA DÉCIMA SÉTIMA LEGISLATURA, REALIZADA EM 03 DE DEZEMBRO DE 2012.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VIGÉSIMA TERCEIRA SESSÃO ESPECIAL DA SEGUNDA SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA DÉCIMA SÉTIMA LEGISLATURA, REALIZADA EM 03 DE DEZEMBRO DE 2012."

Transcrição

1 VIGÉSIMA TERCEIRA SESSÃO ESPECIAL DA SEGUNDA SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA DÉCIMA SÉTIMA LEGISLATURA, REALIZADA EM 03 DE DEZEMBRO DE ÀS DEZENOVE HORAS E TRINTA E SETE MINUTOS, O SENHOR DEPUTADO DOUTOR HÉRCULES OCUPA A CADEIRA DA PRESIDÊNCIA. A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Senhoras e Senhores, Senhor Deputado presente, telespectadores da TV Assembleia, boa-noite. É com satisfação que a Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo recebe todos para a sessão especial para discutir e debater o Dia Mundial de Combate à Aids. O proponente, Senhor Deputado Doutor Hércules, fará os procedimentos regimentais de abertura desta sessão especial. O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Invocando a proteção de Deus, declaro aberta a sessão e procederei à leitura de um versículo da Bíblia. (O Senhor Deputado Doutor Hércules lê Provérbios, 16:24) O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Dispenso a leitura da ata da sessão anterior. Informo aos presentes que esta sessão é especial, para debater e discutir o Dia Mundial de Combate à Aids. Passo a palavra à Senhora Cerimonialista. A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Convido para compor a Mesa a Doutora Lúcia Helena Melo de Lima, Coordenadora Estadual de Doenças Sexualmente Transmissíveis, DST/Aids; e a Senhora Simone Almeida Guedes, representante estadual do Movimento Social Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, RNP + ES. (Pausa) (Tomam assento à Mesa as referidas convidadas) A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Convido todos para, de pé, ouvirmos a execução do Hino Nacional. (Pausa) (É executado o Hino Nacional) A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Neste momento, fará uso da palavra o Senhor Deputado Doutor Hércules, proponente desta sessão. O SR. PRESIDENTE - (DOUTOR HÉRCULES) - (Sem revisão do orador) - Boa noite a todos! Agradecemos a presença de todos e a Deus por, neste momento, podermos estar discutindo a questão da Aids. Esta sessão especial é importante para quem está nos assistindo através da TV Educativa e da TV Assembleia. Certamente esse programa será reprisado e muitos poderão conhecer as atividades de pessoas tão importantes como a Doutora Lúcia Helena Melo de Lima, Coordenadora Estadual do DST/Aids; e a Senhora Simone Almeida Guedes, Representante Estadual do Movimento Social Rede Nacional de pessoas Vivendo com Aids HIV no Espírito Santo. Muito obrigado pela presença. Essas pessoas têm, naturalmente, valorizado muito esse trabalho importante no nosso Estado. Todo ano tenho procurado realizar esta sessão, evidentemente, para chamar a atenção das autoridades e das pessoas para se prevenirem com relação a essa doença. Como todos sabem, 1.º de dezembro é o Dia Mundial de Combate à Aids. Foi celebrado e instituído em 1987 pela Assembleia Mundial de Saúde, em parceria com a Organização das Nações Unidas. Aids é a síndrome de imunodeficiência adquirida. É causada pelo HIV, vírus que ataca as células de defesa do nosso corpo. Com o sistema imunológico comprometido, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças. Um simples resfriado ou infecções mais graves, como tuberculose e câncer podem complicar o quadro clínico do paciente. O próprio tratamento dessas doenças, chamadas oportunistas, fica prejudicado. Mas atenção! A Aids é o estágio mais avançado da infecção pelo HIV. Uma pessoa pode passar muitos anos com o vírus sem apresentar qualquer sintoma. A duração desse período depende da saúde e dos cuidados do indivíduo soropositivo com o corpo e a alimentação. Quanto mais cedo a infecção for descoberta, melhor. Portanto, faça o teste sempre que se expuser ao HIV. É importante fazer o teste. Não espere aparecer nenhum sintoma. Há alguns anos receber um diagnóstico de Aids era quase uma sentença de morte. Atualmente, porém, a Aids pode ser considerada uma doença de perfil crônico. Isso significa que é uma doença que não tem cura, mas tem tratamento. E uma pessoa infectada com HIV pode viver com o vírus por um longo período, sem apresentar nenhum sintoma ou sinal. Então essa doença é controlável. A pessoa pode conviver e ter todas as suas atividades normais, desde que controle também, é importante que saiba. Isso tem sido possível graças aos avanços tecnológicos e às pesquisas que 1

2 propiciam o desenvolvimento de medicamentos cada vez mais eficazes. Deve-se também à experiência obtida ao longo dos anos por profissionais de saúde. É bom que se frise profissionais de saúde, não é só o médico, todos são importantes nesse contexto. Todos esses fatores possibilitam aos portadores do vírus ter uma sobrevida cada vez maior e de melhor qualidade. O HIV pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal e pelo leite materno. Antigamente era muito comum nas maternidades me lembro desse tempo ainda quando dava plantão uma mãe passando o neném para amamentar em outra. Praticamente ainda não existia o diagnóstico dessa doença e isso contaminava mesmo. Essa prática não é mais aceita, mesmo porque toda paciente quando chega ao hospital, faz logo no início pré-natal, e no final do pré-natal outro teste, quando chega à maternidade se submete a mais testes, existe uma segurança muito grande. Apesar disso, é uma prática que não deve ser recomendada. No Espírito Santo, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, estima-se que aproximadamente seis mil e quinhentas pessoas tenham o HIV e não sabem. Então, meus senhores, seis mil e quinhentas pessoas no Espírito Santo, aproximadamente, devem ser soropositivas e não sabem. Por isso, é necessário estimular as pessoas a realizarem o teste. O objetivo é diagnosticar a presença do HIV o quanto antes e iniciar o tratamento para levar uma vida normal. Fiquei muito preocupado porque, segundo relatos de profissionais que trabalham na área da saúde com prevenção de HIV/Aids, sobram preservativos nos postos de saúde do Espírito Santo e a população jovem está cada vez mais displicente em relação à doença. A população, principalmente a mais jovem, não acredita que existe o vírus e que se é mesmo contaminado por meio da relação sexual. Esse dado é relevante, já que em todo o mundo, e tem crescido o número de casos de jovens atingidos. Segundo o relatório do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre Aids, em 2010 ocorreram por dia, em todo o mundo, mais de sete mil novas infecções, sendo trinta e quatro por cento delas em jovens de quinze a vinte e quatro anos. Vejam a importância desse dado: trinta e quatro por cento desses casos são de jovens de quinze a vinte e quatro anos. Celebrar o Dia Internacional de Luta contra a Aids é atentar-se para a valorização do ser humano. É demonstrar ao próximo que o preconceito contra a doença e o portador do vírus da Aids não deve jamais existir. A pior doença que existe é o preconceito. Por isso, encerro lembrando oito bons motivos para eliminarmos qualquer resquício de preconceito: 1 - A Aids pode afetar qualquer um. Homens e mulheres de todas as idades, orientações sexuais e classes sociais podem ser contaminados. Todos estamos vulneráveis. 2- A Aids tem tratamento. Sabendo que tem o vírus e fazendo o acompanhamento no serviço de saúde, a pessoa pode ter uma vida normal, com qualidade de vida muito boa. 3 - A solidariedade aproxima as pessoas. Lidar com o preconceito é muito difícil. As pessoas que vivem com HIV/Aids podem até perder a vontade de se cuidar por conta do julgamento dos outros, inclusive de profissionais de saúde. Às vezes, mesmo nós profissionais de saúde temos preconceito. Isso é um absurdo. 4 - O amor não transmite Aids. Carinho, afeto e beijo na boca não transmitem Aids. E, com o uso correto da camisinha durante todas as relações sexuais, o vírus não é transmitido. 5 - Quem vive com HIV/Aids pode continuar trabalhando. Quem vive com HIV/Aids pode ser tão produtivo quanto qualquer outra pessoa. 6 - O apoio da família, dos amigos e do profissional de saúde é essencial. Como qualquer outra pessoa, quem vive com HIV/Aids se sente mais estimulado a se cuidar quando é amado e acolhido. É muito importante darmos atenção. Com camisinha você se protege. 7 - Todos devem usar camisinha, tendo HIV ou não. A proteção não é só para quem tem o vírus. A responsabilidade de evitar a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis é de todos. 8 - Sem preconceito, mais pessoas se previnem. Ao falar abertamente sobre HIV/Aids, mais gente busca informação, mais gente faz o exame, e mais gente se protege usando camisinha. Como sempre falamos em nossos discursos, em nossos ofícios, é sempre bom falar de saúde. Para encerrar, agradecemos a todos a presença e mais uma vez dizemos: Saúde, saúde e saúde. Muito obrigado. (Muito bem!) (Palmas!) A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Convidamos o Senhor Adauto Vieira de Almeida, da ONG Pró-Vidas, para compor a Mesa. (Pausa) 2

3 3 (Toma assento à Mesa o referido convidado) A SR.ª CERIMONIALISTA (ESPERANÇA ALLEMAND) Agradecemos a presença à Senhora Therezinha Maria da Silva, representando a Casa da Esperança; ao Senhor Edson Ferreira, Vice-Presidente da Associação de Gays do Espírito Santo; à Senhora Bárbara Silva, representando o Movimento de Apoio Humano aos portadores de HIV e às Senhoras Regina de Jesus Correia e Elizabeth dos Santos, Coordenadoras da Associação Capixaba de Redução de Danos. Passo a palavra ao Senhor Deputado Doutor Hércules. O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Ouviremos, neste momento, a representante estadual do Movimento Social Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/ Aids, Senhora Simone Almeida Guedes. A SR.ª SIMONE ALMEIDA GUEDES (Sem revisão da oradora) Boa noite a todos, aos Senhores Deputados, ao Senhor Deputado Doutor Hércules, à Sociedade Civil, à RNP Vivendo e Convivendo com HIV/Aids, parceiros do nosso Movimento. Agradecemos a todos a presença nesta sessão especial. Meu nome é Simone Almeida Guedes e estou no Estado do Espírito como representante Estadual da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids, a RNP+, como chamamos. A RNP existe em todo o território brasileiro, existe no Estado do Espírito Santo e há, em quase todos os municípios do Estado, um ponto focal como denominamos. Completamos neste ano trinta anos de epidemia de Aids no Brasil. Durante todos esses anos muitas conquistas e descobertas surgiram: Antirretrovirais, que nos dão expectativa de vida, mas que nos deixam sequelas que só sabemos agora, com o passar de vinte, trinta anos de Aids; atendimento especializado - antigamente tínhamos, hoje em dia está precário; verba específica - uma Programação Anual de Metas, PAM, para que a temática da Aids possa ser investida na assistência, prevenção e promoção às DSTs/Aids. Não teremos, a partir do ano que vem, o PAM. Não teremos mais a verba específica para a Aids, a partir do ano que vem. O Brasil já teve o melhor programa de Aids do mundo, porém, hoje, o próprio Ministro da Saúde, Senhor Alexandre Rocha Santos Padilha, confessou, em reunião com o Movimento Nacional de Luta Contra Aids, que a situação atual é de alerta e de muita preocupação. Isso é fala do Ministro Alexandre Padilha. Diante disso, perguntamos: onde erramos? Será que está nos municípios que não investem em políticas voltadas na prevenção? Haja vista que existem municípios no Estado do Espírito Santo em que a verba, o PAM, está parada, não tem investimento. Alguns Municípios como Vitória investem todo o dinheiro, mas alguns Municípios como Vila Velha e o Município de Guarapari não usam essa verba, não fazem políticas públicas para DSTs-Aids. O que sabemos é que a cada dia, mais pessoas se contaminam com o vírus da Aids, aumentando o número de infectados o que tem como consequência a superlotação nos serviços. E, parece que vai voltar a peste gay. Tenho que puxar um pouquinho a orelha do movimento gay em relação às políticas públicas para que isso não torne de novo ser um estigma, a peste gay, em relação aos jovens também. Aumentando o número de infectados que tem por consequência a superlotação dos serviços, à falta de profissionais e de equipes multidisciplinar e aumento com gastos com medicações, internações, etc. No Brasil, cerca de doze mil pessoas morrem de Aids por ano e cerca de trinta mil se infectam. No Espírito Santo existem cerca de oito mil pessoas diagnosticadas com o vírus do HIV, sendo que estes dados podem ser muito maiores, pois sabemos que muitas pessoas não sabem de sua condição sorológica. Esse diagnóstico é o diagnóstico de Aids. Segundo a Secretaria de Saúde a Sesa, o Governo não diagnostica a pessoa com HIV, mas aquela que toma antirretroviral. Então se temos um número x de quem tem Aids, que é quem o Governo conta, imagine o HIV que não é contado. Existe muito mais além daquelas pessoas que o Senhor Deputado Doutor Hércules falou que ainda não sabem que têm o vírus HIV. Ano passado, estivemos aqui em nossa primeira Sessão Especial, onde ficamos felizes com a proposta do Senhor Deputado Doutor Hércules, de formação da Frente Parlamentar de Aids, porém, até hoje não conseguimos institucionalizá-la. Durante o ano tivemos problemas com concessão de passagens por parte da Secretaria Estadual de Saúde para nós do movimento social participarmos de eventos fora do Estado, eventos em rede nacional, o que até o último Governo era perfeitamente possível. Hoje, devido à Portaria n.º 010-R/2007, o Governo do Estado tornou-se impossível, o engraçado é que o atual Governo tem um Secretário de Articulação com Movimentos Sociais e uma subsecretaria que nada se encaminha quando se diz respeito a movimentos sociais, pelo menos no que se refere à Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids. Talvez nossos governantes se esqueçam de que todas as políticas universais em vigor em nosso País têm origem nesses movimentos. Nesse sentido, não falo só pelo movimento da Aids, mas por todos os movimentos da LGBT, movimento negro, trans, movimento da mulher; que para participarem de reuniões, capacitações, conferências e congressos encontram a maior dificuldade para conseguirem meios financeiros para arcarem com os custos. Até porque todos sabem que o trabalho de movimento social é cem por cento voluntário, completamente 0800, pelo contrário tiramos do nosso bolso, para o movimento fluir. Nesse sentido, Senhor Deputado Doutor Hércules, peço encarecidamente que V. Ex.ª veja quais as

4 possibilidades de alteração da Portaria n.º 010-R/2007. Outra demanda nossa é a implantação do Passe Livre no Transcol, pois muitas pessoas que vivem com o vírus de HIV e Aids, encontram dificuldade para aderirem ao tratamento, pois não têm quatro reais e noventa centavos para irem ao serviço médico para consultas, exames e buscar sua medicação. No Município de Vitória temos o Hucan, a Santa casa e o HPM. A maioria da demanda é de fora. Quem está no Município de Serra não quer se tratar no município, por causa do preconceito, e assim sobrecarrega o Município de Vitória e por isso precisamos do passe, para adesão ao tratamento. A última notícia que tivemos do processo que tramita nesta Casa desde o ano passado, se encontra na Comissão de Constituição e Justiça. Também ressaltamos que nós, Pessoas vivendo com HIV/Aids, estamos lutando e temos lutado pelo direito e acesso ao mercado de trabalho, enquanto isso o Governo do Estado permite que exijam testes de HIV/Aids para os candidatos, o que é totalmente ilegal e fere os Direitos Humanos. Queremos lembrar que esta é uma atitude condenada pela OIT - Organização Internacional do Trabalho. Solicitamos a esta Casa que interceda também nesse sentido por nós. É público e notório que pessoas têm morrido menos em decorrência da Aids e as que morrem, morrem por outros motivos. Estudos recentes demonstram que nós, Pessoas vivendo com HIV/Aids, agora estamos morrendo de infarto, derrame, câncer, lipodistrofia, envelhecimento precoce, problemas neurológicos em favor do antirretroviral. Na época não se sabia o que isso acarretaria a longo prazo. Para aqueles que não sabem, a lipodistrofia é o acúmulo ou toda a retirada de gordura do nosso organismo. E a questão de osteoporose, enfraquecimento de ossos, de necrose, estamos nesse pé. Senhores e senhoras, estes são alguns dos efeitos adversos decorrentes de nossa medicação. Queremos dizer com isso, que não morremos mais de Aids, porém morremos e continuaremos morrendo devido à toxidade de nossas medicações. O Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória está credenciado desde 2009 para realização de cirurgias de lipodistrofia, pois tais deformidades afetam diretamente o comprometimento da adesão, qualidade de vida, exclusão social, alterações anatômicas, musculoesqueléticas, formação de escaras, distúrbios emocionais, psiquiátricos com perda da autoestima e desagregação familiar gerando agravamento da patologia. E até hoje nenhum procedimento foi realizado, são várias e várias reuniões com o diretor clínico, com a Secretaria de Saúde e a cada reunião é mais um pedido, ora é falta de pessoal, ora é falta de aparelho, repasse de verba e agora estamos com uma emenda parlamentar no valor de quatrocentos e vinte e cinco mil para a compra de diversos materiais para fazerem essas cirurgias. Desde 2009 temos quarenta e quatro pessoas com HIV/Aids e dentre elas adolescentes e adultos necessitando urgentemente dessas cirurgias. Mulheres com lipodistrofia na vagina, o músculo da vagina cai todo e até hoje nenhum procedimento foi realizado. E a cada reunião com o diretor clínico, a Coordenação de DSTs/Aids e nós, do movimento social vivendo com HIV/Aids, sempre temos uma nova exigência ou desculpa por parte deste hospital. Os anos passam, nada se faz e continuamos vivendo com nossas deformidades. Outra coisa de extrema urgência é a realização de concurso público para a Secretaria de Estado da Saúde. Essa promessa foi feita no gabinete do Senhor Tadeu Marino, Secretário de Estado da Saúde, que o edital seria divulgado em junho deste ano e até hoje nada de edital. A coordenação estadual tem sido penalizada com a aposentadoria de diversos funcionários efetivos, sobrecarregando os poucos funcionários que ali trabalham, sem contar com os hospitais que se encontram com terceirizadas e com escassez de profissionais. Falo isso porque, apesar de ser portadora do vírus HIV/Aids, também posso vir a necessitar de outros atendimentos. Senhoras e senhores, não podemos esperar. Onde está a conclusão das ampliações dos Hospitais Dório Silva e São Lucas? Será que vão esperar para inaugurá-los em 2014, época de eleição? Quantos mais terão que morrer em nosso Estado por causa de um Governo que negligencia o mais importante bem que podemos possuir, que é a nossa vida. Queremos ter dignidade, respeito e nossos direitos garantidos. Hoje poderíamos estar no anonimato fazendo nosso tratamento e pronto, mas decidimos nos ajudar mutuamente e ajudar também para que outras pessoas não venham a se contaminar com este vírus, que já levou e levará tantas e tantas pessoas de nosso convívio. Mas para isso devemos ter apoio dos governos e gestores para que consigamos êxito nesta batalha. Para encerrar, esclareço que esse é um boletim de Aids, que peguei hoje na Sesa Secretaria de Estado da Saúde. O Espírito Santo está em oitavo lugar em âmbito nacional na taxa de incidência alta. Algumas ponderações a respeito do discurso do Senhor Deputado Doutor Hércules. Temos, sim, o medicamento antirretroviral, mas os efeitos colaterais são pesados, dificultando até o trabalho. Os preservativos existem na rede pública, mas muitas vezes não estão na unidade de Saúde, porque o farmacêutico não pede para a Sesa, para o município ou para a Semus - Secretaria Municipal de Saúde. Digo isso porque faço a vistoria nos postos de Saúde. Semana passada, ministrei uma palestra. Fui a uma farmácia e pedi o preservativo feminino, porque quero que tenha na unidade de Saúde o preservativo feminino e o masculino. Uma enfermeira formada, com graduação, informou-me que aquela camisinha era muito cara, que era para eu tomar cuidado. Ela não me deu a quantidade certa que eu queria. Deu-me mais preservativo masculino e me pediu para ter cuidado com o feminino, porque é caro. Aquilo custa dez reais. E o tratamento de HIV? E uma vida, custa quanto? Falamos sobre os homossexuais, puxando a orelha do pessoal do movimento gay, e Aids/Trabalho Fizemos 4

5 uma parceria com a Previdência para as desaposentadorias. Algumas PVHAs Pessoas Vivendo com HIV/Aids serão sim desaposentadas. Outras dependerão de um novo critério que está sendo elaborado. Tivemos um avanço. O principal preconceito que encontramos hoje é realmente nos serviços de Saúde, no acolhimento, que é onde deveríamos ter todo apoio. Não temos psicólogo. No HPM - Hospital da Polícia Militar e no Hucam - Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes não existem psicólogos. Nutricionista não existe em canto nenhum. Não existe uma saúde interdisciplinar para a Aids. Porque a Aids, como o Senhor Deputado Doutor Hércules falou, é imunodeficiência. Vai destruindo todas as células. A doença está em todo o organismo. Precisamos de saúde interdisciplinar. (Muito bem!) O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Parabenizo a Senhora Simone Almeida Guedes e assino embaixo do discurso de S. S.ª com relação à questão política. Infelizmente tenho que falar isso. Sou político, não posso negar depois de alguns mandatos. O comportamento da maioria dos políticos é assim mesmo. Saúde é discurso para época de eleição. É sempre assim. Quando é eleito, esquece-se da Saúde. Citarei um exemplo: toda primeira segunda-feira do mês acontece uma missa, para os políticos católicos, com o Arcebispo Dom Luiz Mancilha Vilela, na Ponta Formosa, atrás do Colégio Sacré-Coeur de Marie. Sou católico. Desde que V. Ex.ª Rev. ma instituiu essa missa, não faltei nenhuma. Hoje, fui à missa às 8h e só havia três políticos: eu, o Senhor Zezito Maio e o Senhor Sérgio Augusto de Magalhães e Souza, Serjão, ambos vereadores pelo Município de Vitória. Antes das eleições, a missa ficava lotada de políticos. Acabaram as eleições e hoje só havia três. É lamentável ter que registrar esse fato. Sexta-feira, por requerimento nosso, e presidimos a sessão, fizemos uma conferência nacional sobre o Assine + Saúde. É um movimento da Igreja Católica, mas não precisa ser católico para fazer esse trabalho. Pode ser feito por qualquer igreja. Há o reforço da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil; da AOB Nacional; da Associação dos Municípios; da OAB seccional do Estado do Espírito Santo; do Conselho Regional de Medicina; da Associação Médica do Estado do Espírito Santo; da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado do Espírito Santo, ou seja, Santas Casas e hospitais, principalmente, os Hospitais Evangélicos. Compareceu a esta reunião apenas uma deputada estadual, representando o Senhor Deputado Theodorico Ferraço, que havia viajado para o casamento do seu filho, Senador Ricardo Ferraço, no Município de Salvador. A bancada federal capixaba é composta por dez deputados, sendo cinco médicos. Apenas um compareceu. E tenho registrar o nome do que compareceu: Senhor Deputado Lelo Coimbra. Esta Casa de Leis é composta por trinta deputados, faltaram vinte e oito. Estavam presentes deputados dos Estados de Pernambuco, Rondônia, Santa Catarina, Acre, Paraná, o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, o Presidente da Comissão de Saúde do Estado de Minas Gerais. São os que me lembro no momento. Compareceram preocupados com o que está acontecendo. Precisamos fazer com que Brasília tome juízo e destine dez por cento da receita bruta, ou seja, dos impostos, da arrecadação bruta, ao financiamento da Saúde. Saúde não é despesa, é investimento. O Governo precisa tomar juízo e pensar nisso. Esse projeto surgiu de um movimento com a Associação Médica, com a OAB, com a Academia Nacional de Medicina, porque o Governo tem dinheiro para tudo, para fazer prédio bonito. Precisam ver as instalações da Petrobras na Avenida Nossa Senhora da Penha. Que palácio. Mas compareçam ao Hospital das Clínicas, que é do Governo Federal também. Cento e vinte leitos desativados por falta de pessoal de apoio, mas o palácio da Petrobrás está construído. A Avenida Reta da Penha deixou de ser reta para fazer aquele palácio, enquanto o povo está morrendo por falta de recursos. E está morrendo no Brasil inteiro, não só no Estado do Espírito Santo. Enquanto não fizermos este projeto de lei de iniciativa popular, como foi feito o projeto de lei da Ficha Limpa, que o povo reagiu e assinou o abaixo-assinado, não sairemos do lugar. Continuaremos assistindo pessoas morrendo no chão, em cima da maca e nos corredores. Precisamos de um milhão e meio de assinaturas nesse abaixo-assinado em cinco estados. Parece muito, mas não é. Depende da nossa vontade. Se formos aos hospitais, na porta de bancos, de shoppings, da Assembleia Legislativa e pedir às pessoas que coloquem o nome completo, a assinatura, o endereço e o número do título de eleitor, pois precisa constar o número, conseguiremos. Se no momento a pessoa não tiver o número do título, anote o nome da mãe, porque por ele achamos o número do título. Vamos conseguir se Deus quiser, e Ele quer. Vamos conseguir que o Governo Federal pare de ficar fazendo propaganda mentirosa, como estamos assistindo a várias que, infelizmente, não chegam a lugar nenhum. Precisamos de rua bonita? Precisamos. De asfalto bonito? Precisamos. De prédio bonito? Precisamos. Mas tudo pode esperar, agora, o doente não pode esperar. Vai morrer memo. A nossa luta é essa e vamos continuar lutando. (Palmas) Antes de chamar a próxima palestrante para fazer uso da palavra, tenho que fazer um registro porque é uma pessoa muito querida, foi minha auxiliar na Pró-Matre quando dava plantão ainda. E aconteceu um fato inusitado que nunca vi em livro nenhum, não está escrito em livro de medicina. Estávamos de plantão e chegou uma mulher que devia ter um metro e meio, mais ou menos, mas devia ter uns três metros de barriga. A perna e a coxa do neném estavam para fora. Essa criança não tinha condição nenhuma de nascer de parto normal. Pensei: e agora? O que faço? Não havia anestesista de plantão. Falei com a Lúcia Helena de Melo Lima: se prepara. Vou fazer a anestesia e vou operar essa paciente. Eu também não sabia o que fazer porque nunca tinha visto. A Lúcia se preparou, preparei a paciente, fiz a anestesia e pequei a perna, o pé e a coxa da criança, fiz assepsia. Coloquei para dentro do ventre da paciente novamente. Jogamos o campo luminoso em cima, corremos e 5

6 retiramos essa criança que já deve ser um rapaz, hoje. Infelizmente, até hoje não vi em livro nenhum esse procedimento que fizemos. Graças a Deus, Ele nos ajudou a salvar essa criança. Ouviremos agora a palavra da Doutora Lúcia Helena Melo de Lima. A SR.ª LÚCIA HELENA MELO DE LIMA (Sem revisão da oradora) - Boa-noite! Parabenizo o Senhor Deputado Doutor Hércules por essa comemoração do Dia Internacional da Luta contra a Aids e falar que sou da época em que dava plantão junto com S. Ex.ª, quando as mães davam os bebês para outras amamentarem. A gente perguntava: Onde está o seu bebê? Ah, acho que não tenho leite, estou com pouco leite. Então davam para a mãe da cama ao lado amamentar. Demos muitos plantões juntos, passamos por essa cesariana e graças a Deus deu tudo certo. Estou representando a Doutora Sandra Fagundes Moreira da Silva, Coordenadora Estadual de DST/Aids, e em nome da Coordenação quero agradecer a presença de todos. Parabenizo todos os presentes porque temos sempre trabalhado e lutado para que não falte nenhum material - preservativos, leite tudo que é necessário para combater essa epidemia. Falando um pouquinho sobre a epidemia, temos oito mil quinhentos e cinco casos de Aids notificados, como A Simone já falou muito bem. Só são de notificação compulsória os casos de Aids/ doença. Os pacientes HIV-positivos não são de notificação compulsória, então não temos como saber. Esse número pode ser muito maior. Quero parabenizar a Senhora Simone Almeida Guedes pela brilhante fala. Temos trabalhado em relação, por exemplo, à transmissão vertical, que teve uma diminuição muito grande. Em 2000, 2003, tínhamos em torno de vinte e sete casos de crianças acometidas pelo vírus da Aids, por transmissão vertical, e no ano de 2011 tivemos apenas três crianças. Houve uma queda de oitenta e sete por cento nesse modo de transmissão. Temos toda a profilaxia para fazer nas gestantes, como o uso de antirretrovirais, uso do AZT na hora do parto, cesariana eletiva, xarope de AZT para crianças, tudo isso é disponibilizado. Os profissionais são capacitados, temos também cursos de capacitação. Agora, com o teste rápido, estamos capacitando todos os setenta e oito municípios do Estado para realizá-lo no pré-natal, tanto o do HIV quanto o da sífilis e das hepatites B e C. Temos visto que todas essas ações têm apresentado uma melhora muito grande nesse quadro. Vimos também neste ano uma coisa que não é muito boa. No ano de 2000, houve uma queda bastante acentuada no número de casos entre homossexuais, e no ano de 2011 houve um aumento. Temos 14,5 casos por cem mil habitantes no Espírito Santo. Como disse a Senhora Simone Almeida Guedes, o Estado está em oitavo lugar. Temos alguns municípios com incidência superior à do Estado, como Viana, Cariacica, Serra e outros. Temos visto que houve uma queda bem acentuada na mortalidade. Existe toda a medicação, que está disponível na Coordenação Estadual de DST/Aids. Sempre disponibilizamos os testes. A campanha do Ministério da Saúde este ano é Não fique na dúvida, fique sabendo. Fizemos uma ação na Secretaria de Estado de Saúde na sexta-feira, fazendo teste rápido para todos os funcionários e pessoas que compareceram. Em nome da Doutora Sandra Fagundes, que não pôde comparecer, agradecemos a todos os presentes. Estamos na Coordenação Estadual de DST/Aids, disponíveis para qualquer problema, para tudo que for necessário para ajudarmos, para que todas as pessoas portadoras vivam bem, e para que essa epidemia seja combatida, sempre com uso de preservativo. Falando em prevenção, temos preservativo feminino disponível também, que distribuímos para todos os municípios. Por fim, agradecemos ao Senhor Deputado Doutor Hércules pela realização desta sessão. Obrigada a todos. (Muito bem!) O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Antes de conceder a palavra ao próximo palestrante, aproveito para fazer um convite a todos. No dia 13 de dezembro, na próxima quinta-feira, às quinze horas, receberemos nesta Casa a Doutora Linamara Rizzo Battistella, Secretária de Estado dos Direitos das Pessoas com Deficiência de São Paulo. Lutamos há seis anos para que o Governo deste Estado crie pelo menos uma subsecretaria para atender pessoas com necessidades especiais ou com deficiência. Infelizmente, não conseguimos sensibilizar os dois governos. Mas continuaremos lutando, porque se tivermos uma secretaria, haverá um endereço para quem sai do interior já ter lugar certo para ir e procurar as providências de que precisa. Isso custa muito barato. Basta uma sala com três cadeiras e uma mesa, um assistente social e mais algumas pessoas direcionando quem precisa. Estamos lutando com relação à anemia falciforme, transplante de órgãos sobre o que o Senhor Adauto Vieira falará, transplante de medula óssea, implante coclear para pessoas surdas, fenda palatina, doença celíaca, mal de Alzheimer, doença de Parkinson, diabete, enfim, uma série de patologias sobre as quais podemos direcionar as pessoas e diminuir seu sofrimento. Gostaria que alguns dos senhores fossem ao Hospital das Clínicas, para o lado em frente ao Hospital Santa Rita. Já levei essas fotografias para o pessoal ver pessoas na grama, em cima de uma toalha, comendo em uma marmitinha, uma quentinha. Não há nenhum banheiro para fazer as necessidades fisiológicas. Se chover, não podem nem colocar a toalha para se sentarem na grama. E as autoridades que podem resolver isso ainda não se sensibilizaram. Começaremos a trazer as fotografias e mostrar da tribuna desta Casa de Leis. Vamos ver se fazendo isso as autoridades se sensibilizarão. 6

7 Registramos, ainda, a presença do Senhor Ernandes Vilson Lepaus Miller, presidente da Casa de Apoio de Campo Grande. Uma salva de palmas para S. S.ª. (Palmas). Neste momento fará uso da palavra o Senhor Adauto Vieira, presidente da Associação Pró-Vida de Transplante. O SR. ADAUTO VIEIRA (Sem revisão do orador) Boa noite a todos e a todas, ao Senhor Deputado Doutor Hércules, Presidente desta Sessão Especial, e às demais companheiras componentes da Mesa. Quando vimos a uma sessão nesta Casa de Leis ficamos prestando atenção nas coisas que acontecem. Sinceramente, como representante da sociedade civil e como presidente de uma ONG de transplante, e agora de hepatites, vemos, com todo o respeito, Senhor Deputado Doutor Hércules, representantes do Governo virem a esta Casa de Leis e falarem que estão fazendo, que têm disposição. Mas ficamos indignados quando andamos pelas repartições do Governo, porque não vemos vontade das pessoas de realmente resolverem as coisas; não vemos isso! Como presidente do Pró-Vida, percorro as secretarias, os lugares, e digo aos Senhores, muitas vezes culpamos o Governo, que tem culpa, porque é Governo, mas temos que começar a olhar o segundo e o terceiro escalões, porque as pessoas olham para nós e acham que estamos com o chapéu na mão pedindo pelo amor de Deus por uma coisa que deveria ser nossa, que deveria ser feita para nós. Eles são servidores públicos pagos, Senhor Deputado Doutor Hércules, para nos atender. São servidores públicos pagos com o dinheiro dos nossos impostos. E ninguém conscientizou essas pessoas ainda. Levamos dez meses para fazer um curso de capacitação para Agentes Comunitários de Saúde, sobre hepatites virais e as pessoas diziam para mim, Senhor Deputado Doutor Hércules, que eles não precisavam, pois estavam capacitados. Mostramos para as pessoas o questionário anterior e posterior à capacitação; uma aberração, pois não entendiam nada, ou quase nada sobre hepatite. Ficamos indignados com uma coisa desse tipo. A incidência do vírus HIV está crescendo de novo, por quê? Temos, nesta Casa de Leis, uma fotografia muito real: esta sessão especial é para discutir e debater sobre o Dia Mundial da Aids. Deveríamos ter a Casa de Leis lotada, primeiro pelas pessoas do movimento, que são os principais interessados; segundo, pelas pessoas do Governo, que deveriam estar nesta sessão especial e se inteirarem do que está acontecendo, porque o Estado do Espírito Santo está doente em muitas áreas. Infelizmente, temos que dizer, o Estado está carente em muitas áreas. Ficamos triste quando ouvimos dizer que, a partir do ano que vem, não teremos a verba do PAM. Nós já não temos a verba do PAM hoje, porque ela fica parada, não está sendo dividida, não é comunicada, não participamos das reuniões, não há democratização nisso, a verba está lá e temos participação nessa verba do PAM. Não entendemos certas coisas. Viemos a esta Casa de Leis a convite dos Senhores Deputados, principalmente do Senhor Deputado Doutor Hércules. Queremos abrir um parêntese e dizer que está desse jeito e temos esse Deputado que luta por nós. Fico na minha casa, às vezes, pensando no dia em que não tivermos um homem como esse à frente, lutando pela nossa saúde, pelas nossas causas. Não sei como será sincera e honestamente. (Palmas) Senhor Deputado Doutor Hércules, temos acompanhado o trabalho de V. Ex.ª e, com todo o respeito, vejo que é um lutador incansável, que abre a mão e estende a mão para as ONGs; que abre a mão e estende a mão para as pessoas querendo fazer cada vez mais, mas não consegue, porque V. Ex.ª é um que está lutando. Seria necessário que todas as pessoas da sociedade civil interessadas pela causa lutassem. Pelo amor de Deus, somos nós que estamos morrendo. Eu, com o transplante; meu pessoal, com a hepatite; o pessoal de vocês, com o HIV. Precisamos nos unir, precisamos lutar e mostrar que temos força. Como disse o Senhor Deputado Doutor Hércules, não adianta apenas ouvir os políticos nos comícios, nas vésperas de eleições. Ano que vem tem mais, não é, Senhor Deputado Doutor Hércules; ano que vem começam os preparativos para as novas eleições. Antes dessa eleição, por exemplo, fui procurado por alguns políticos que diziam assim: se entrarmos - não irei declinar o seu nome nesta Casa, por respeito a sua pessoa -, Senhor Adauto Vieira. Pode ter certeza de que faremos muito mais por vocês! Tenho certeza de que esse político está me ouvindo nesta hora, que será transmitido a ele, e virou-me as costas. Telefonei várias vezes ao gabinete e não tive nenhum retorno. No entanto, se vocês voltarem a fita, no site do nosso Governador Renato Casagrande, deponho favorável a essa pessoa, a quem respeito e gosto muito, porque me ajudou no começo. Só que virou as costas depois de eleito. Para se ter ideia, ainda este ano, nos dias 13 ou 14, faremos o III Congresso Capixaba de Doação e Transplantes de Órgãos, que é algo que o Governo deveria abraçar. É bom para o povo do Estado do Espírito Santo, e estou correndo como doido para viabilizá-lo. Sabe por quê? Não que o Governo não esteja ajudando. O Senhor Tadeu Marino, Secretário de Estado da Saúde, está se esforçando, mas temos que correr, lutar, arrancar, como dizia na minha cidade, arrancar mandioca à mão até fazer calo. Por quê? Porque, realmente, precisa haver união entre o Governo e o povo, e temos que entender que o Governo é para o povo. É isso que nos falam quando estão no palanque, não é? _ Farei mais para a educação! Farei mais para a segurança! Não é assim, Senhor Deputado Doutor Hércules? Ouvimos isso há trinta, quarenta ou cinquenta anos! _ A saúde deste Estado vai melhorar! Faremos mais! Só que tem cento e vinte leitos parados, não é Senhor Deputado Doutor Hércules? Se vocês andarem por outros hospitais, por exemplo, verão a grande demanda. Não tenho coragem de pedir ao Senhor Tadeu Marino, para ter um leito especial, como no Estado de São Paulo, para a doação de órgãos. Não tem como e não tenho nem coragem, porque tem um monte de gente precisando de leito na nossa frente, infelizmente. É o nosso Governo que elegemos, que acreditamos e ainda continuamos acreditando? Ainda dá tempo de 7

8 fazer alguma coisa e pelo povo que o elegeu. Fico triste quando venho a esta tribuna. Perdoe-me, Senhor Deputado Doutor Hércules, perdoem-me Senhoras e Senhores. É um desabafo que estou guardando faz tempo. Achei que deveria falar hoje, porque estou vendo a situação da Aids, vejo a situação das pessoas e sei que esse Governo pode fazer mais. Só não está fazendo porque está faltando vontade política. Ano que vem nos dirão novamente que se votarmos neles melhorará e assim votaremos novamente. (Muito bem!) O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Senhor Adauto Vieira, muito obrigado pelas palavras. V. S.ª tem toda razão em desabafar. A primeira pessoa a falar foi a Senhora Simone Almeida Guedes. E, Senhora Simone Almeida Guedes, gostaria que V. S.ª protocolasse as reivindicações na Comissão de Saúde, da qual sou o Presidente, e as encaminharei ao Secretário. A palavra está franqueada para quem desejar fazer uso, expor algum problema, encaminhar alguma providência. Podem falar à vontade. (Pausa) O SR. FERNANDO SÉRGIO DE ANDRADE REIS Boa noite a todos e a todas. Muito obrigado, Senhor Deputado Doutor Hércules, pela oportunidade, por meio de quem cumprimento todos os integrantes da Mesa. Sou diretor-executivo da Junta de Ação Social Batista, mantenedora da Casa Esperança e Vida, no Município de Vitória, uma das casas de apoio a portadores de HIV/Aids. Vim a esta Casa hoje, Senhor Deputado Doutor Hércules; estive no ano passado, mas não me pronunciei. Esperava ver o encaminhamento das coisas e venho nesta oportunidade pedir ajuda à Assembleia Legislativa por meio de V. Ex.ª, porque tanto as Casas de Apoio do tipo I quanto as do tipo II vivem um momento muito difícil e já faz tempo que estamos trabalhando com recursos próprios. E falo de financiamento da operação. Apenas para explicar rapidamente, Senhor Deputado Doutor Hércules, Casas de Apoio tipo II são aquelas casas que, como o próprio nome está dizendo, oferecem apoio às pessoas que convivem com HIV. As pessoas no nosso caso, tipo II, soropositivas sintomáticas e via de regra em extrema vulnerabilidade social, ou seja, que além do fato de manifestarem os sintomas da doença, também não tem nenhuma estrutura social; foram abandonadas pela família ou não tem recursos próprios, enfim, estão em alguma situação dramática do ponto de vista social. E as casas de apoio do tipo II sobrevivem pela misericórdia. Passamos um tempo bastante complicado, Senhor Deputado Doutor Hércules. Existem recursos de origem federal, mas de quinhentos reais/mês, por leito. Então, fizemos as contas e, para se ter uma ideia, em números, a Casa da Esperança tem um custo de cento e cinquenta reais/dia, por leito. Então, o recurso que vem do Governo Federal dá para um pouco mais de três dias por mês, por leito. Por que esse custo? Porque na Casa de Apoio do tipo II temos que ter uma equipe completa de enfermagem - uma profissional de enfermagem com nível superior, como técnica responsável, e uma coordenação. Precisamos ter também uma cozinha, onde a comida precisa ser reforçada porque as pessoas estão debilitadas. E juntando todos os custos, temos isso ai, na faixa de cento e cinquenta reais/dia, por leito. Senhor Deputado Doutor Hércules, a realidade é que as Casas de Apoio tipo II... Não vejo aqui meus colegas das outras Casas, então me permito falar em nome deles também, porque sei que também vivem o problema. Acontece que esse financiamento praticamente inexiste do ponto de vista do Governo do Estado. E falo, com propriedade, porque estivemos na Secretaria Estadual de Saúde, expusemos o problema, conversamos na Secretaria Estadual da Assistência Social também, porque entendemos que a assistência social deve participar desse financiamento, porém até hoje, 03 de dezembro, quase 20h, nada aconteceu, infelizmente! Então, deixo essas palavras ao Senhor Deputado Doutor Hércules, esperançoso. E vejo no cartaz ali acima: Dia do Servidor: a esperança continua. E nós temos a Casa da Esperança! Então, fico na esperança de que todos que falaram e os que ainda falarão possam realmente obter algum resultado, em especial quando o Senhor Deputado fala sobre a valorização do ser humano. O que estamos trabalhando? Trabalhamos com aquele ser humano que, via de regra, perdeu quase toda a esperança. Ainda há uma esperança. A Casa da Esperança, em nome das Casas de Apoio, vem neste Plenário, nesta noite, pedir mesmo, não há outra palavra. Venho pedir ao Senhor Deputado Doutor Hércules para que efetivamente possa conversar, negociar e trabalhar em prol do financiamento das Casas de Apoio tipo I e II porque a situação já não era boa e para o ano de 2013, com o fim da PAM, da obrigatoriedade dos recursos carimbados para as Casas de Apoio, a tendência é muito ruim. Então, faço esse apelo e deixo esse recado agradecendo ao Senhor Deputado por este tempo. Muito obrigado! (Muito bem!) O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Obrigado pelas palavras. Quero conhecer mais o trabalho de vocês e prometo que lutarei, não posso garantir que conseguirei, mas vontade de lutar e de correr atrás não faltará. Então, pode encaminhar o seu pedido para a Comissão de Saúde, que é de saúde e de assistência social também. Mais alguém gostaria de usar a palavra?(pausa) Concedo a palavra à Senhora Simone Almeida Guedes. A SR.ª SIMONE ALMEIDA GUEDES Quero ressaltar a importância de todas as casas de apoio, em especial da Casa Esperança, única casa do Município de Vitória que recebe as PVHAs - Pessoas Vivendo com HIV/Aids aidéticos. São acamados, com sequelas e abandonadas pela família. Na verdade, ficariam só um tempo, mas acabam morando dentro da Casa Esperança. O problema todo é esse. 8

9 São pessoas sequeladas pelo AVC, que é um dos efeitos colaterais dos medicamentos anti-retrovirais. Quero ressaltar a importância da Casa Esperança, que existe há quase vinte anos, quando recebi meu diagnóstico de HIV. Já pedi cesta básica, logo no começo... Fui assistida pelos senhores e parabenizo o Senhor Fernando Sérgio de Andrade Reis pelo trabalho. O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Senhor Fernando Sérgio de Andrade Reis, V. S.ª já falou com os representantes da Conab sobre a doação de alimentos? Ainda não? Entraremos em contato e depois falaremos com V. S.ª sobre esse assunto. Continua com a palavra a Senhora Simone Almeida Guedes. A SR.ª SIMONE ALMEIDA GUEDES Quero ressaltar a importância do pessoal da Acard Associação Capixaba de Redução de Danos, uma ONG que faz a redução de danos, com um público alvo. É a única ONG que eu conheço que trabalha à noite, com redução de danos, dentro do Estado do Espírito Santo. Parabenizamos o trabalho desenvolvido pela Acard. O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Uma salva de palmas para a Acard Associação Capixaba de Redução de Danos. (Palmas!) Senhor Adauto Vieira, V. S.ª quer fazer um convite para o congresso que acontecerá nos dias 13 e 14 de dezembro? Concedo a palavra ao Senhor Adauto Vieira. O SR. ADAUTO VIEIRA Pedimos aos senhores que divulguem que nos dias 13 e 14 de dezembro, acontecerá o Congresso Capixaba de Doação e Transplantes de Órgãos, no Hotel Golden Tulip, para todo o pessoal da área médica, para todos os escalões da área da Saúde. Já é o terceiro ano que realizamos esse congresso. Falaremos sobre todos os tipos de transplantes. Dentro do congresso acontecerá o II Simpósio Nacional de Hepatites Virais; prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais, que também é um agravante. Deixo esse recado. Por favor, divulguem-no. Esse trabalho dos agentes continuará no ano que vem. Podemos associar e fazer o trabalho também com o pessoal do HIV, até porque no Ministério já estamos juntos: hepatite e HIV. O SR. PRESIDENTE (DOUTOR HÉRCULES) Para quem não sabe, o Senhor Adauto Vieira é um transplantado hepático. De vez em quando, S. S.ª fala isto: meu fígado está aqui; meu problema está resolvido. Preciso resolver o problema dos outros. É isso. É a sua missão. Esperamos que, um dia, algum conhecido do governador, dos deputados federais, dos senadores, dos deputados estaduais não esteja na fila dos transplantes esperando alguém ter morte encefálica para receber um órgão e continuar a viver. Esperamos que isso não aconteça. Esperamos que as autoridades se sensibilizem muito antes disso. O Poder Público deveria estar correndo atrás dos senhores, e não os senhores correrem atrás do serviço público. É lamentável ter que falar isso neste Plenário. Os senhores estão executando uma tarefa que é do Poder Público, e este ainda vira as costas para os senhores. Realmente, Senhor Adauto Vieira, S. S.ª falou muito pouco, tem que falar muito mais mesmo. Continuaremos lutando. Enquanto tiver meu mandato dado pelo povo, continuarei falando sobre o assunto. Agradecemos a Deus e a todos. Hoje é dia de São Francisco Xavier. Agradecemos aos que, como eu, acreditam que possamos pedir a São Francisco Xavier que continue nos abençoando. Nada mais havendo a tratar, vou encerrar a presente sessão. Antes, porém, convoco os Senhores Deputados para a próxima, ordinária, dia 4 de dezembro de 2012, à hora regimental, para qual designo EXPEDIENTE: O que ocorrer. ORDEM DO DIA: anunciada na centésima décima sexta sessão ordinária, realizada em 03 de dezembro de *Encerra-se a sessão às vinte horas e cinquenta e cinco minutos. 9

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira O SR. JOSÉ ANTÔNIO ROSA (PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira Mendes, na pessoa de quem cumprimento todos

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo DISCURSO PROFERIDO PELO VEREADOR NATALINI NA 126ª SESSÃO ORDINARIA, REALIZADA EM 24/03/10 GRANDE EXPEDIENTE O SR. NATALINI (PSDB) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, telespectadores da TV Câmara

Leia mais

Cuidando da Minha Criança com Aids

Cuidando da Minha Criança com Aids Cuidando da Minha Criança com Aids O que é aids/hiv? A aids atinge também as crianças? Como a criança se infecta com o vírus da aids? Que tipo de alimentação devo dar ao meu bebê? Devo amamentar meu bebê

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Brasil vive "epidemia descontrolada" de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda

Brasil vive epidemia descontrolada de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/06/08/brasil-vive-epidemiadescontrolada-de-aids-diz-presidente-do-grupo-pela-vidda.htm 08/06/201207h00 Brasil vive "epidemia descontrolada"

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 65 Discurso na solenidade do Dia

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Entrevista 1.02 - Brenda

Entrevista 1.02 - Brenda Entrevista 1.02 - Brenda (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento)

Leia mais

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae.

HIV. O vírus da imunodeficiência humana HIV-1 e HIV-2 são membros da família Retroviridae, na subfamília Lentividae. A Equipe Multiprofissional de Saúde Ocupacional da UDESC lembra: Dia 01 de dezembro é dia mundial de prevenção à Aids! Este material foi desenvolvido por alunos do Departamento de Enfermagem da Universidade

Leia mais

O Sr. CELSO RUSSOMANNO (PP-SP) pronuncia o. seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores

O Sr. CELSO RUSSOMANNO (PP-SP) pronuncia o. seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores O Sr. CELSO RUSSOMANNO (PP-SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, transcorreram já mais de duas décadas desde que a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

Leia mais

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS Carta ANAIDS 1º de Dezembro - Dia Mundial de Luta contra a AIDS Cada um tem sua cara e a aids também tem... A ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra Aids - colegiado que reúne os Fóruns de ONG Aids

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante cerimônia de lançamento do PAC Saneamento e Urbanização no estado de Sergipe Aracaju - SE, 26 de julho de 2007 Meus queridos companheiros

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante

Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante 22 Entrevista Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante Texto: Guilherme Salgado Rocha Fotos: Denise Vida O psicólogo Nilo Martinez Fernandes, pesquisador da Fundação

Leia mais

E X P E D I E N T E. GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org.

E X P E D I E N T E. GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org. 1 2 E X P E D I E N T E GIV Grupo de Incentivo à Vida Rua Capitão Cavalcanti, 145 Vila Mariana São Paulo Fone: 5084-0255 giv@giv.org.br www.giv.org.br Diretoria: Gilvane Casimiro Edson Arata Luiz Donizete

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 20 Discurso na cerimónia "Jovens

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

Marcos Leôncio suka02@uol.com.br 1 VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio. Elenco: Olga Barroso. Renato Beserra dos Reis

Marcos Leôncio suka02@uol.com.br 1 VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio. Elenco: Olga Barroso. Renato Beserra dos Reis VOTO VENDIDO, CONSCIÊNCIA PERDIDA. Escrita por: Marcos Leôncio Elenco: Olga Barroso Renato Beserra dos Reis Zilânia Filgueiras Sérgio Francatti Dodi Reis Preparação de Atores e Direção: Dodi Reis Coordenação

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 41 Discurso na cerimónia de celebração

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS

Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS Você já deve ter ouvido falar que mulheres grávidas portadoras do HIV, ao fazerem o tratamento antirretroviral

Leia mais

Balanço SEMESTRAL da Gestão (Fev/Agosto 2012) Secretaria de Articulação Institucional e Ações Temáticas/SPM

Balanço SEMESTRAL da Gestão (Fev/Agosto 2012) Secretaria de Articulação Institucional e Ações Temáticas/SPM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 ANEXO II ATA DA 10ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DOS DIREITOS DA MULHER REALIZADA NOS DIAS 04 E 05 DE SETEMBRO

Leia mais

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África

Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT. Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD. Fundação Portugal - África Instituto de Higiene e Medicina Tropical/IHMT APOIO: Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento/FLAD Casa de Cultura da Beira/CCB CERjovem ATENÇAÕ MULHER MENINA! Fundação Portugal - África RESPOSTAS

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

ESSA CAMPANHA VAI COLAR!

ESSA CAMPANHA VAI COLAR! ESSA CAMPANHA VAI COLAR! O selo postal é um importante veículo de comunicação dos valores de uma sociedade. Com a emissão dos 8 (oito) selos apresentados nesta Cartilha, os Correios, por meio da Filatelia,

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014 Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014 Jornal Diário do Amazonas - Brasil Pág. 15-30 de dezembro de 2014 Jornal Diário do Amazonas Radar de Notícias Pág. 32-30.12. 2014 Portal D24AM - Saúde 29

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REVISÃO DE COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REVISÃO DE COMISSÕES TEXTO COM REDAÇÃO FINAL CÂMARA DOS DEPUTADOS DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO NÚCLEO DE REVISÃO DE COMISSÕES TEXTO COMISSÃO EXTERNA - CONFERÊNCIA MUNDIAL ÁFRICA DO SUL EVENTO: Reunião ordinária N : 001197/00 DATA:

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

PLANEJANDO A GRAVIDEZ

PLANEJANDO A GRAVIDEZ dicas POSITHIVAS PLANEJANDO A GRAVIDEZ Uma pessoa que vive com HIV/aids pode ter filhos biológicos? Pode. As pessoas que vivem com HIV/aids não devem abandonar seus sonhos, incluindo o desejo de construir

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 97 Discurso no banquete oferece/do

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE MARIA BEATRIZ DREYER PACHECO Membro do MOVIMENTO NACIONAL DAS CIDADÃS POSITHIVAS Membro do MOVIMENTO LATINO-AMERICANO E CARIBENHO DE MULHERES

Leia mais

PARTE A. Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV

PARTE A. Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV DEPARTAMENTO DE SAÚDE DO ESTADO DE NOVA YORK Instituto da AIDS Consentimento Informado para fazer o exame de HIV O exame de HIV é voluntário. O consentimento pode ser revogado a qualquer momento, mediante

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO HQ se lga! i CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO Defender a CONSTITUINTE é um erro! Erro, por que? A direita vai aproveitar uma Constituinte

Leia mais

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #25 Nã Po o s s o c s on c o ig lo o c á cuidar dos m - l os e m u m a e u cl s ín p ic ais a?. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Por que esses números são inaceitáveis?

Por que esses números são inaceitáveis? MANIFESTO DAS ONGS AIDS DE SÃO PAULO - 19/11/2014 AIDS: MAIS DE 12.000 MORTOS POR ANO NO BRASIL! É DESUMANO, É INADMISSÍVEL, É INACEITÁVEL. PRESIDENTE DILMA, NÃO DEIXE O PROGRAMA DE AIDS MORRER! Atualmente,

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores?

Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Entrevista Noemi Rodrigues (Associação dos Pescadores de Guaíba) e Mário Norberto, pescador. Por que de ter uma associação específica de pescadores? Noemi: É a velha história, uma andorinha não faz verão,

Leia mais

A importância do tratamento contra a aids

A importância do tratamento contra a aids dicas POSITHIVAS A importância do tratamento contra a aids Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 13 Discurso na solenidade de abertura

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

SABE, ESSA É A MINHA FAMÍLIA. É isso mesmo! A gente nem pensa nisso, não é? Mas vamos ver como acontece. Venha comigo.

SABE, ESSA É A MINHA FAMÍLIA. É isso mesmo! A gente nem pensa nisso, não é? Mas vamos ver como acontece. Venha comigo. Apoio: A Constituição Federal do Brasil diz que: É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à

Leia mais

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO Apresentação Esta cartilha representa um grito dos educadores, dos estudantes, dos pais, dos trabalhadores e da sociedade civil organizada em defesa da educação pública de qualidade, direito de todos e

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro Notícias - 18/06/2009, às 13h08 Foram realizadas 8 mil entrevistas com homens e mulheres entre 15 e 64 anos. A análise das informações auxiliará

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning)

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) DISCURSOS 1, 2, 3 e 4 sem mensagem de raça ou classe (o texto do discurso é para ser lido duas vezes por cada ator,

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS

EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM NA BUSCA E PREVENÇÃO DO HIV/AIDS 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXPOSIÇÃO DE RISCO DOS PARTICIPANTES DO PROJETO UEPG-ENFERMAGEM

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

NUPE NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO PROJETO DE EXTENÇÃO UNIVERSITÁRIA FEUC SOLIDÁRIA 2008 COMBATE À AIDS: UM DEVER DE TODOS

NUPE NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO PROJETO DE EXTENÇÃO UNIVERSITÁRIA FEUC SOLIDÁRIA 2008 COMBATE À AIDS: UM DEVER DE TODOS NUPE NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO PROJETO DE EXTENÇÃO UNIVERSITÁRIA FEUC SOLIDÁRIA 2008 COMBATE À AIDS: UM DEVER DE TODOS Professores responsáveis: Luiz Arcúrio Júnior Leiri Valentin Isabela Custódio

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO

SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO FAÇA ACONTECER AGORA MISSÃO ESPECIAL SEU GUIA DEFINITIVO PARA PLANEJAR E EXECUTAR DE UMA VEZ POR TODAS SEU SONHO ENGAVETADO RENATA WERNER COACHING PARA MULHERES Página 1 Q ue Maravilha Começar algo novo

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) Roteiro de áudio. Programa: Hora de Debate. Campanhas.../ Monica G. Zoppi-Fontana 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 Combatendo o preconceito: argumentação e linguagem Programa Hora de Debate. Campanhas de

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais