Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante"

Transcrição

1 22 Entrevista Número de casos de aids em pessoas acima de 60 anos é extremamente preocupante Texto: Guilherme Salgado Rocha Fotos: Denise Vida O psicólogo Nilo Martinez Fernandes, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, participou, de 28 a 31 de agosto, no Anhembi, em São Paulo, do IX Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e AIDS; VI Fórum Latino-americano e do Caribe em HIV/AIDS e DST e V Fórum Comunitário Latino-americano e do Caribe em HIV/AIDS e DST, onde foi entrevistado para o Portal do Envelhecimento. Afirma que é um grande equívoco considerar a aids controlada, e lamenta o crescimento de casos em jovens de 15 a 24 anos. Portal Você nasceu, mora e trabalha no Rio de Janeiro? Nilo Exatamente. Nasci no dia 30 de março de 1952, no bairro de Jacarepaguá. Fiz 60 anos. Sou casado há 32 anos, tenho dois filhos: o Pablo é fisioterapeuta, e a Maira está cursando Medicina. Portal E sua formação? Nilo Primeiramente fiz o curso de Filosofia, que terminei em Depois cursei Psicologia, formei-me em Alguns anos depois fiz o mestrado em

2 23 Saúde Pública Atualmente estou no doutorado em Pesquisa Clínica, pelo Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz, conhecido como Ipec/Fiocruz. O objeto do meu estudo é a vulnerabilidade dos casais sorodiscordantes para o HIV/AIDS. Portal Começou então como psicólogo clínico? Nilo - Desde 1982 trabalho com Psicologia. Comecei no acompanhamento domiciliar terapêutico, e depois da formação em Psicanálise, com consultório particular. Em 1986 fui aprovado por concurso público, e passei a trabalhar com saúde mental nos Hospitais Teixeira Brandão e Jurujuba. Em 1990, me transferi para o Programa de DST/AIDS da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, iniciando o percurso nas ações de prevenção de DST/AIDS. Tornei-me um dos consultores do Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde para a Área de Aconselhamento em DST/AIDS. Tive a honra de pertencer à equipe que elaborou o primeiro Manual de Aconselhamento em DST/AIDS do Brasil. Portal E aí entra a Fiocruz? Nilo Um pouco mais tarde. Em 1998, comecei a trabalhar com pesquisa em DST/AIDS no primeiro estudo de vacina anti-hiv, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e o National Institute of Health (NIH), correlato norte-americano do Ministério da Saúde do Brasil. Lá não existe ministério, mas Institutos Nacionais de Saúde. A sede fica em Bethesda, Washington. Em 2002, aí sim, fui convidado pelo Ipec/Fiocruz para, por meio de uma bolsa de pesquisa, ser o coordenador das áreas de Aconselhamento em DST/AIDS e Educação Comunitária nas pesquisas do Ipec. Iniciamos o trabalho com uma pesquisa sobre a possibilidade de as medicações antirretrovirais - remédios para tratamento para pessoas com aids - serem utilizadas como forma de prevenção pelos casais sorodiscordantes para o HIV, em que um parceiro é positivo para o HIV e o outro é negativo. Finalmente, em 2005 fui aprovado, por concurso público, como funcionário do Ipec/Fiocruz. Esse é o meu percurso, de grande aprendizado. Portal Antes de começar a entrevista, você comentava sobre a aids presente entre os idosos. A que se deve isso? À desinformação? Nilo Os dados são mesmo muito impressionantes. No início dos anos 1980 havia 2847 casos de aids entre pessoas com 60 anos ou mais, casos notificados no Departamento de DST/AIDS do Ministério da Saúde. Em junho de 2011, chegamos a casos, nessa mesma faixa etária, um aumento de mais de 400%. São 8830 homens e 4584 mulheres. Embora esse número corresponda a cerca de apenas 2,2% do total de casos de aids na população geral, que são , é extremamente preocupante. Portal Qual a principal via de transmissão dessas pessoas infectadas?

3 24 Nilo - A via sexual, sem dúvida, principalmente a heterossexual. Portal E as razões para o crescimento desse número? Nilo O crescimento se deve a alguns fatores combinados. Do ponto de vista das pessoas com mais de 60 anos, elas têm a representação social da aids como doença que atinge apenas jovens e pessoas promíscuas, com vários parceiros sexuais, portanto, estariam fora dos grupos de risco. Portal Não usam o preservativo? Nilo É outro fator, não há dúvida. O preservativo não faz parte dessa geração. Portanto, não conhecem ou não sabem utilizá-lo. Finalmente, a melhora na qualidade de vida e saúde das pessoas dessa faixa etária e o advento dos medicamentos para impotência, como Viagra e outros, permitiram que se viva a vida afetiva e a sexualidade de maneira mais efetiva. Portal Os agentes de saúde se assustaram com esses números? Nilo Naqueles que trabalham com prevenção, havia o preconceito de achar que a geração dos nossos avós não fazia sexo. E esse grupo acabou sendo esquecido nas populações sob risco da infecção pelo HIV. Portal - A aids continua como epidemia? É equívoco dizer que está controlada? Nilo Sim, isso é um equívoco. Não está controlada em hipótese alguma. Os Boletins Epidemiológicos, ano 2011, da UNAIDS, que é o Departamento de AIDS das Nações Unidas, e do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde ressaltam que desde 1980, até junho de 2011, houve 34 milhões e 200 mil pessoas, em todo o mundo, vivendo com HIV e aids, e casos acumulados de aids no Brasil. Segundo esses mesmos dados, a epidemia está estabilizada. Isso não quer dizer que ela está controlada, mas que o número de novos casos não está aumentando e nem diminuindo. Portal Em nenhum lugar se constata aumento? Nilo - Apenas em algumas regiões, como na África subsaariana e na Ásia, e na faixa etária de 15 a 24 anos está havendo aumento. O aumento nessas regiões se deve aos altos índices de pobreza e escolaridade, além da falta de acesso à informação. Portal E entre os jovens, a que se deve o aumento? Nilo - O aumento de novos casos entre os 15 e 24 anos é realmente preocupante. Dois fatores contribuiriam para esse aumento: banalização do HIV pela geração que não viveu os piores momentos da aids, em que pessoas

4 25 importantes e amigos morreram infectados pelo HIV. Outro fator seria um certo otimismo, algo como a aids não é mais aquela!, em relação à aids, por causa dos avanços no tratamento antirretroviral. Portal E ainda há, como você afirmava, a feminização da aids. Comente esse fato, por favor. Nilo - O aumento de novos casos entre mulheres é igualmente preocupante. Em 1985, a proporção de casos de aids entre homens e mulheres era de 26 casos de homens com aids para uma mulher. Em 2011, esse número impressiona: para 1,7 caso de homens há uma mulher. A perspectiva é que as mulheres, em um futuro próximo, ultrapassem o número de homens com aids. Portal Por quê? Nilo - As mulheres estão muito vulneráveis porque acreditam que estão protegidas em suas relações amorosas fixas, e em uma sociedade machista não têm poder de negociação no relacionamento conjugal, principalmente no uso do preservativo. É preciso que as ações de prevenção desmistifiquem esses mitos existentes entre os jovens e as mulheres, que os colocam em posição de vulnerabilidade frente ao HIV/aids. Portal - Quais os avanços em relação ao combate? Nilo - Além dos avanços laboratoriais, com exames modernos de diagnóstico do HIV, contagem da quantidade do vírus no organismo (carga viral) e das células de defesa (CD4+) e no tratamento com mais de 20 antirretrovirais, as pesquisas recentes ressaltam o sucesso de novas tecnologias na prevenção. Elas mostram que o tratamento antirretroviral eficaz das pessoas que têm aids, tornando a carga viral indetectável, pode proteger em 96% o parceiro negativo, se caso em uma relação sexual o preservativo furar ou não for utilizado, por algum motivo. Outro estudo indica que pessoas que não têm o HIV e não conseguem utilizar o preservativo, se beneficiariam por tomar um antirretroviral chamado Truvada, que deu proteção contra a infecção pelo HIV entre 42% a 72%. Essa variação da proteção se deu pelo uso inconsistente da medicação que deveria ser usada todos os dias do mês. Assim, aqueles que utilizaram mais dias a medicação tiveram mais proteção, e aqueles que a utilizaram menos tiveram menos proteção. Essa tecnologia, chamada de profilaxia préexposição sexual, foi aprovada para uso pelo FDA, órgão que fiscaliza alimentos e remédios nos EUA, no dia 16 de agosto passado, deste ano de 2012, mas ainda não foi aprovada no Brasil. Outra tecnologia, a profilaxia pósexposição sexual, que é o uso de antirretrovirais por 28 dias, está disponível no Brasil e no mundo em caso de um preservativo rasgar ou furar na relação sexual com pessoas com alto risco para o HIV. Portal - Qual a importância dos voluntários nessa luta? Nilo - As leis brasileiras que regulam as pesquisas com seres humanos são as mais rigorosas do mundo. Por exemplo, enquanto nos EUA uma pessoa pode

5 26 receber para participar de uma pesquisa, no Brasil isso é proibido. O voluntário brasileiro pode receber apenas ajuda de transporte e alimentação para participar de uma pesquisa. Parece-me que a lei brasileira está corretíssima, porque sem ela acabaríamos por ter voluntários profissionais de pesquisa que, por interesse em receber o dinheiro, não se preocupariam com os riscos para a saúde envolvidos em certos estudos e perderiam a autonomia para escolher participar ou não. Desse modo, quem participa de pesquisa no Brasil são pessoas que de fato levam a fundo o sentimento de voluntariado. Devemos a milhares de pessoas anônimas os avanços da ciência e da medicina. Elas nos ensinam o verdadeiro sentido de solidariedade. Portal Cite, por favor, ao menos uma fonte de informação. Nilo - Um site sério para tirar dúvidas é o do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais do Ministério da Saúde: Guilherme Salgado Rocha - Jornalista e revisor. Formado pela Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) em 1979, tem 53 anos. Desde dezembro 2011 passou a integrar a equipe do Portal do Envelhecimento.

Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS

Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS Truvada: o medicamento que pode revolucionar a história da AIDS e está causando processos contra o SUS Você já deve ter ouvido falar que mulheres grávidas portadoras do HIV, ao fazerem o tratamento antirretroviral

Leia mais

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS RESULTADOS, AVANÇOS E PERSPECTIVAS A Epidemia Prevenção Diagnóstico Assistência e Tratamento Sustentabilidade e

Leia mais

O retrato do comportamento sexual do brasileiro

O retrato do comportamento sexual do brasileiro O retrato do comportamento sexual do brasileiro O Ministério da Saúde acaba de concluir a maior pesquisa já realizada sobre comportamento sexual do brasileiro. Entre os meses de setembro e novembro de

Leia mais

Gtp+ PROGRAMAS E PROJETOS Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo (GTP+) Fundação em 2000, Recife-PE O Grupo de Trabalhos em Prevenção Posithivo é a única ONG da Região Nordeste do Brasil coordenada

Leia mais

PEP SEXUAL Recomendações para abordagem da exposição sexual ao HIV Um guia para profissionais de saúde

PEP SEXUAL Recomendações para abordagem da exposição sexual ao HIV Um guia para profissionais de saúde PEP SEXUAL Recomendações para abordagem da exposição sexual ao HIV Um guia para profissionais de saúde O que é a PEP sexual? O emprego de antirretrovirais vem sendo discutido em todo mundo como estratégia

Leia mais

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014 Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 30/12/2014 Jornal Diário do Amazonas - Brasil Pág. 15-30 de dezembro de 2014 Jornal Diário do Amazonas Radar de Notícias Pág. 32-30.12. 2014 Portal D24AM - Saúde 29

Leia mais

A AIDS NA TERCEIRA IDADE: O CONHECIMENTO DOS IDOSOS DE UMA CASA DE APOIO NO INTERIOR DE MATO GROSSO

A AIDS NA TERCEIRA IDADE: O CONHECIMENTO DOS IDOSOS DE UMA CASA DE APOIO NO INTERIOR DE MATO GROSSO A AIDS NA TERCEIRA IDADE: O CONHECIMENTO DOS IDOSOS DE UMA CASA DE APOIO NO INTERIOR DE MATO GROSSO SATO, Camila Massae 1 Palavras-chave: Idoso, AIDS, conhecimento Introdução A população idosa brasileira

Leia mais

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro

MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro MS divulga retrato do comportamento sexual do brasileiro Notícias - 18/06/2009, às 13h08 Foram realizadas 8 mil entrevistas com homens e mulheres entre 15 e 64 anos. A análise das informações auxiliará

Leia mais

Clipping Eletrônico - Sexta-feira dia 17/07/2015

Clipping Eletrônico - Sexta-feira dia 17/07/2015 Clipping Eletrônico - Sexta-feira dia 17/07/2015 Jornal A Crítica Cidades Pág. C5 17 de Julho de 2015. Jornal A Crítica Cidades Pág. C5 17 de Julho de 2015. Jornal Em Tempo Dia a Dia pág. C3 17 de Julho

Leia mais

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO DAS DST/AIDS NA TERCEIRA IDADE Marília Viana Berzins Secretaria Municipal da Saúde /Cidade de São Paulo mariliaa@prefeitura.sp.gov.br

Leia mais

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS UMA REVISÃO SISTEMÁTICA: O PROFISSIONAL DE SAÚDE E SEU OLHAR SOBRE O IDOSO E A AIDS Nayara Ferreira da Costa¹; Maria Luisa de Almeida Nunes ²; Larissa Hosana Paiva de Castro³; Alex Pereira de Almeida 4

Leia mais

A evolução e distribuição social da doença no Brasil

A evolução e distribuição social da doença no Brasil A evolução e distribuição social da doença no Brasil Por Ana Maria de Brito Qualquer epidemia é o resultado de uma construção social, conseqüência do aparecimento de uma doença com características biomédicas,

Leia mais

O uso do preservativo entre jovens homens que fazem sexo com homens, frequentadores de boates gays, no Município do Rio de Janeiro, Brasil.

O uso do preservativo entre jovens homens que fazem sexo com homens, frequentadores de boates gays, no Município do Rio de Janeiro, Brasil. Universidade Veiga de Almeida Centro de Ciências Biológicas da Saúde Curso de Graduação em Enfermagem Campus Tijuca O uso do preservativo entre jovens homens que fazem sexo com homens, frequentadores de

Leia mais

SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida

SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida SAúDE e PReVENÇãO NaS ESCoLAS Atitude pra curtir a vida UNAIDS/ONUSIDA Relatório para o Dia Mundial de Luta contra AIDS/SIDA 2011 Principais Dados Epidemiológicos Pedro Chequer, Diretor do UNAIDS no Brasil

Leia mais

AIDS e envelhecimento: repercussões na saúde pública

AIDS e envelhecimento: repercussões na saúde pública AIDS e envelhecimento: repercussões na saúde pública Por Guilherme Wendt, Equipe SIS.Saúde INTRODUÇÃO Devido aos avanços técnico-científicos observados no mundo, consequentes transformações foram percebidas,

Leia mais

Por que esses números são inaceitáveis?

Por que esses números são inaceitáveis? MANIFESTO DAS ONGS AIDS DE SÃO PAULO - 19/11/2014 AIDS: MAIS DE 12.000 MORTOS POR ANO NO BRASIL! É DESUMANO, É INADMISSÍVEL, É INACEITÁVEL. PRESIDENTE DILMA, NÃO DEIXE O PROGRAMA DE AIDS MORRER! Atualmente,

Leia mais

Palavras-chave: HIV/AIDS; Velhice; Crenças; Vulnerabilidade.

Palavras-chave: HIV/AIDS; Velhice; Crenças; Vulnerabilidade. AIDS É UMA DOENÇA DE JOVENS : VULNERABILIDADE AO HIV/AIDS EM PESSOAS NA MATURIDADE E VELHICE Josevânia da Silva; Katharine Silva Fontes; Ana Alayde Werba Saldanha Universidade Federal da Paraíba, João

Leia mais

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque tem uma relação em que é o parceiro VIH positivo.

Estudo PARTNER. Foi convidado a participar neste estudo porque tem uma relação em que é o parceiro VIH positivo. Informação ao participante e consentimento informado para o parceiro VIH positivo Estudo PARTNER O estudo PARTNER é um estudo levado a cabo com casais em que: (i) um parceiro é VIH positivo e o outro é

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL Objetivo 1: Contribuir para a redução das vulnerabilidades às DST, hepatites e HIV/aids,

Leia mais

PARECER DE AVALIAÇÃO Comitê de Seleção Edital 01/2010 Formulário Padrão Concorrência 2010 Data da avaliação: Projeto nº:

PARECER DE AVALIAÇÃO Comitê de Seleção Edital 01/2010 Formulário Padrão Concorrência 2010 Data da avaliação: Projeto nº: PARECER DE AVALIAÇÃO Comitê de Seleção Edital 01/2010 Formulário Padrão Concorrência 2010 Data da avaliação: Projeto nº: Nome da Instituição: Título do Projeto: Repasse Solicitado: Respeitou o limite máximo

Leia mais

Hélio Vasconcellos Lopes

Hélio Vasconcellos Lopes HIV/AIDS no Município de Santos e dados brasileiros Hélio Vasconcellos Lopes Coordenador do Programa Municipal DST/AIDS/Hepatites da Secretaria Municipal de Saúde Professor titular da Faculdade de Medicina

Leia mais

A POLÍTICA DE DST/AIDS NA VISÃO DE UM TRABALHADOR DO SUS. SORAIA REDA GILBER Farmacêutica Bioquímica LACEN PR

A POLÍTICA DE DST/AIDS NA VISÃO DE UM TRABALHADOR DO SUS. SORAIA REDA GILBER Farmacêutica Bioquímica LACEN PR A POLÍTICA DE DST/AIDS NA VISÃO DE UM TRABALHADOR DO SUS SORAIA REDA GILBER Farmacêutica Bioquímica LACEN PR BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO DA AIDS NO BRASIL Desde o início de 1980 até junho de 2012 foram registrados

Leia mais

Gravidez precoce e a saúde da mulher. Geografia da Saúde Prof. Raul Borges Guimarães

Gravidez precoce e a saúde da mulher. Geografia da Saúde Prof. Raul Borges Guimarães Gravidez precoce e a saúde da mulher Geografia da Saúde Prof. Raul Borges Guimarães Gravidez indesejada? https://www.youtube.com/watch?v=fzg3mtvbhdu O que você acha desta charge? Essa imagem tem circulado

Leia mais

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE

SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE SEXUALIDADE E PREVENÇÃO ÀS DST E HIV/AIDS NA TERCEIRA IDADE MARIA BEATRIZ DREYER PACHECO Membro do MOVIMENTO NACIONAL DAS CIDADÃS POSITHIVAS Membro do MOVIMENTO LATINO-AMERICANO E CARIBENHO DE MULHERES

Leia mais

Panorama de 25 anos da mortalidade por Aids no Estado de São Paulo

Panorama de 25 anos da mortalidade por Aids no Estado de São Paulo Resenha de Estatísticas Vitais do Estado de São Paulo Ano 12 nº 2 Maio 2012 Panorama de 25 anos da mortalidade por Aids no Estado de São Paulo As estatísticas de mortalidade produzidas pela Fundação Seade,

Leia mais

INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV).

INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV). INCLUSÃO SOCIAL E A POLÍTICA PÚBLICA DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV). Maria Mabel Nunes de Morais; Raiany Augusto Carvalho; Samara Pereira de Sousa; Édja Larissa Simão de Lacerda; Maria

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) Roteiro de áudio. Programa: Hora de Debate. Campanhas.../ Monica G. Zoppi-Fontana 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 Combatendo o preconceito: argumentação e linguagem Programa Hora de Debate. Campanhas de

Leia mais

Protagonismo Juvenil 120ª Reunião da CNAIDS. Diego Callisto RNAJVHA / Youth Coalition for Post-2015

Protagonismo Juvenil 120ª Reunião da CNAIDS. Diego Callisto RNAJVHA / Youth Coalition for Post-2015 Protagonismo Juvenil 120ª Reunião da CNAIDS Diego Callisto RNAJVHA / Youth Coalition for Post-2015 E como está a juventude HOJE aos olhos da sociedade? - 22% perderam a virgindade antes dos 15 anos - 18%

Leia mais

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS USUÁRIOS DA REDE NACIONAL DE PESSOAS VIVENDO E CONVIVENDO COM HIV/AIDS NÚCLEO DE CAMPINA GRANDE- PB

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS USUÁRIOS DA REDE NACIONAL DE PESSOAS VIVENDO E CONVIVENDO COM HIV/AIDS NÚCLEO DE CAMPINA GRANDE- PB PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS USUÁRIOS DA REDE NACIONAL DE PESSOAS VIVENDO E CONVIVENDO COM HIV/AIDS NÚCLEO DE CAMPINA GRANDE- PB Elizângela Samara da Silva 1, Anna Marly Barbosa de Paiva 2, Adália de Sá Costa

Leia mais

AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE CAMISINHA É A ÚNICA PROTEÇÃO.

AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE CAMISINHA É A ÚNICA PROTEÇÃO. ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA DAS DST/HIV/AIDS E HEPATITES VIRAIS CARNAVAL 2011 AIDS NÃO TEM CARA. A DOENÇA ESTÁ SEMPRE

Leia mais

ÉTICA E CIDADANIA: CONHECIMENTO DAS PARTURIENTES DE DE 5 HOSPITAIS AMIGOS DA DA CRIANÇA ACERCA DA DA REALIZAÇÃO DO DO TESTE RÁPIDO ANTI-HIV POR OCASIÃO DO DO PARTO, RIO RIO DE DE JANEIRO, 2006. Suzana

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

PESQUISA SAÚDE E EDUCAÇÃO: CENÁRIOS PARA A CULTURA DE PREVENÇÃO NAS ESCOLAS BRIEFING

PESQUISA SAÚDE E EDUCAÇÃO: CENÁRIOS PARA A CULTURA DE PREVENÇÃO NAS ESCOLAS BRIEFING BR/2007/PI/H/3 PESQUISA SAÚDE E EDUCAÇÃO: CENÁRIOS PARA A CULTURA DE PREVENÇÃO NAS ESCOLAS BRIEFING Brasília 2007 PESQUISA SAÚDE E EDUCAÇÃO: CENÁRIOS PARA A CULTURA DE PREVENÇÃO NAS ESCOLAS BRIEFING -

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

TÍTULO DA PROPOSTA INSTITUIÇÃO CIDADE

TÍTULO DA PROPOSTA INSTITUIÇÃO CIDADE Em cumprimento ao item 8.8. do Edital para seleção de subprojetos de pesquisa em DST, HIV/AIDS e Hepatites Virais - Processo Licitatório N.º 01/2013, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais e o

Leia mais

TESTAGEM CONVENCIONAL VOLUNTÁRIA PARA HIV: PERFIL E COMPORTAMENTO DE PESSOAS COM PARCEIRO FIXO

TESTAGEM CONVENCIONAL VOLUNTÁRIA PARA HIV: PERFIL E COMPORTAMENTO DE PESSOAS COM PARCEIRO FIXO TESTAGEM CONVENCIONAL VOLUNTÁRIA PARA HIV: PERFIL E COMPORTAMENTO DE PESSOAS COM PARCEIRO FIXO Nelise Coelho 1 ; Janete Lane Amadei 2 ; Eliane Aparecida Tortola 3 ; Marta Evelyn Giasante Storti 3 ; Edilson

Leia mais

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo

Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Contracepção de Emergência entre Estudantes de Ensino Médio e Público do Município de S. Paulo Regina Figueiredo Instituto de Saúde SES/SP reginafigueiredo@uol.com.br Equipe de Pesquisa: Regina Figueiredo,

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Areado, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 282,6 km² IDHM 2010 0,727 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 13731 hab. Densidade demográfica

Leia mais

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO

SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO SITUAÇÃO DO HIV/AIDS NO BRASIL E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A INFECÇÃO Jader Dornelas Neto 1 ; Daniel Antonio Carvalho dos Santos 2 ; Guilherme Elcio Zonta 3 ; Simone Martins Bonafé 4 RESUMO: O objetivo

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO OBJETIVO GERAL DO PLANO ESTADUAL Enfrentar a epidemia do HIV/aids e das DST entre gays, outros HSH

Leia mais

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!*

Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* Educação Sexual: Quem ama cuida. Cuide-se!* SANTOS, Jessica Suriano dos 1 ; ANJOS, Antônio Carlos dos 2 ; RIBEIRO, Álvaro Sebastião Teixeira 3 Palavras-chave: Educação Sexual; Doenças Sexualmente Transmissíveis;

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Botelhos, MG 29/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 335,24 km² IDHM 2010 0,702 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14920 hab. Densidade

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS: A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR JOSÉ GOMES, PATOS, PARAÍBA, BRASIL

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS: A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR JOSÉ GOMES, PATOS, PARAÍBA, BRASIL DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS: A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR JOSÉ GOMES, PATOS, PARAÍBA, BRASIL Kelvy Fellipe Gomes de Lima 1 ; Lucas Silva Leite 1 ; Anna Fernanda Beatriz Amorim

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

Evem gerando cada vez mais vagas

Evem gerando cada vez mais vagas 0 VÍRUS ATRÁS DAS GRADES A superlotação de um ônibus ou de um carro de metrô pode, no máxima acarretar doses variáveis de mau humor ou uma e outra enxaqueca. Já a superlotação de uma cela de presídio pode

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Prevenção Total

Mostra de Projetos 2011. Prevenção Total Mostra Local de: Dois Vizinhos Categoria do projeto: Projetos finalizados. Cidade: Marmeleiro Contato: lucianiberti@yahoo.com.br Autor (es): Luciani Aparecida Berti Mostra de Projetos 2011 Prevenção Total

Leia mais

PROGRAMA DE SAÚDE SEXUAL GOVERNAMENTAL: CONTRIBUIÇÕES, DIFICULDADES E LIMITAÇÕES

PROGRAMA DE SAÚDE SEXUAL GOVERNAMENTAL: CONTRIBUIÇÕES, DIFICULDADES E LIMITAÇÕES PROGRAMA DE SAÚDE SEXUAL GOVERNAMENTAL: CONTRIBUIÇÕES, DIFICULDADES E LIMITAÇÕES MARTYRES, Thais Raffaela dos Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco Acadêmica do Curso de Farmácia Membro do Grupo de Bolsista

Leia mais

Revelação Diagnóstica do HIV A arte de comunicar más notícias Tânia Regina C. de Souza, Karina Wolffenbuttel, Márcia T. F.

Revelação Diagnóstica do HIV A arte de comunicar más notícias Tânia Regina C. de Souza, Karina Wolffenbuttel, Márcia T. F. Revelação Diagnóstica do HIV A arte de comunicar más notícias Tânia Regina C. de Souza, Karina Wolffenbuttel, Márcia T. F. dos Santos A aids é ainda uma doença ameaçadora. Apesar de todos os avanços no

Leia mais

CONSOLIDADO DAS AVALIAÇÕES DAS ATIVIDADES DE CONVIVÊNCIA, ACOLHIMENTO, INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO DE VOLUNTÁRIOS EM 2011

CONSOLIDADO DAS AVALIAÇÕES DAS ATIVIDADES DE CONVIVÊNCIA, ACOLHIMENTO, INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO DE VOLUNTÁRIOS EM 2011 CONSOLIDADO DAS AVALIAÇÕES DAS ATIVIDADES DE CONVIVÊNCIA, ACOLHIMENTO, INTEGRAÇÃO E INCLUSÃO DE VOLUNTÁRIOS EM 2011 Total de Avaliações Preenchidas: 30 Rio de Janeiro, 21 de dezembro de 2011. 1) QUAL A

Leia mais

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica?

As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? As prostitutas de BH perguntam: e a gente, como fica? Categories : Copa Pública Date : 18 de setembro de 2012 Maria Aparecida Menezes Vieira, a Cida, de 46 anos, há mais de 20 anos faz ponto na rua Afonso

Leia mais

MORTALIDADE POR AIDS EM SÃO PAULO: DEZOITO ANOS DE HISTÓRIA

MORTALIDADE POR AIDS EM SÃO PAULO: DEZOITO ANOS DE HISTÓRIA MORTALIDADE POR AIDS EM SÃO PAULO: DEZOITO ANOS DE HISTÓRIA Bernadette Waldvogel 1 Lilian Cristina Correia Morais 1 1 INTRODUÇÃO O primeiro caso brasileiro conhecido de morte por Aids ocorreu em 1980,

Leia mais

Veja os 8 desafios para a saúde de quem vive no planeta de 7 bilhões de pessoas - Saúde - R7

Veja os 8 desafios para a saúde de quem vive no planeta de 7 bilhões de pessoas - Saúde - R7 1 de 7 1/11/2011 07:26 publicado em 31/10/2011 às 12h00: Veja os 8 desafios para a saúde de quem vive no planeta de 7 bilhões de pessoas População tende a enfrentar problemas no acesso à água e alimentos

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Santos, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 281,35 km² IDHM 2010 0,840 Faixa do IDHM Muito Alto (IDHM entre 0,8 e 1) (Censo 2010) 419400 hab. Densidade

Leia mais

Anexo II - Termo de Referência

Anexo II - Termo de Referência Anexo II - Termo de Referência I IDENTIFICAÇÃO Contratação de pessoa jurídida para realizar estudo sobre O acesso e efeito dos programas de proteção social, em homens e mulheres trabalhadores na economia

Leia mais

ESSA CAMPANHA VAI COLAR!

ESSA CAMPANHA VAI COLAR! ESSA CAMPANHA VAI COLAR! O selo postal é um importante veículo de comunicação dos valores de uma sociedade. Com a emissão dos 8 (oito) selos apresentados nesta Cartilha, os Correios, por meio da Filatelia,

Leia mais

GÊNERO, ENVELHECIMENTO E DENGUE

GÊNERO, ENVELHECIMENTO E DENGUE GÊNERO, ENVELHECIMENTO E DENGUE Ms. SANDRA MARIA DE CARVALHO BRITO 1 DENISE DE SENA ABINTES COBELLO 2 RESUMO O presente artigo terá como objetivo discutir a dengue e a velhice, a partir da identificação

Leia mais

Clipping Eletrônico - Quarta-feira dia 01/04/2015. Preço dos remédios sobe de 5% a 7,7% a partir desta 3ª feira

Clipping Eletrônico - Quarta-feira dia 01/04/2015. Preço dos remédios sobe de 5% a 7,7% a partir desta 3ª feira Clipping Eletrônico - Quarta-feira dia 01/04/2015 Portal D24 AM 01 de abril de 2015. Fonte: http://new.d24am.com/noticias/saude/preco-remedios-sobe-5-77- partir-desta-3-feira/131497 Preço dos remédios

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Vigilância em Saúde. Programa Nacional de DST e Aids. Prevenção PositHIVa. junho 2007. Ministério da Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Programa Nacional de DST e Aids Prevenção PositHIVa junho 2007 Contexto 25 anos de epidemia; 10 anos de acesso universal à terapia anti-retroviral; Exames e insumos de

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes.

Mostra de Projetos 2011. Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra de Projetos 2011 Ações para enfrentamento da AIDS nos jovens e adolescentes. Mostra Local de: Paranavaí Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa:

Leia mais

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil SIMÕES, Jacqueline; GENOVESE, Paulo; DARÉ, Vânia; CASTRO,

Leia mais

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos

Pesquisa. A participação dos pais na Educação de seus filhos Pesquisa A participação dos pais na Educação de seus filhos 1 Objetivos do movimento Todos Pela Educação Ampliar os conhecimentos do Todos Pela Educação, da Fundação SM, de nossos parceiros e da sociedade

Leia mais

Seminário - Saúde, Propriedade Intelectual e Mídia DESAFIOS NO ACESSO A TRATAMENTOS PARA CRIANÇAS

Seminário - Saúde, Propriedade Intelectual e Mídia DESAFIOS NO ACESSO A TRATAMENTOS PARA CRIANÇAS Seminário - Saúde, Propriedade Intelectual e Mídia DESAFIOS NO ACESSO A TRATAMENTOS PARA Alexandre Magno Recife, 16 de outubro de 2010 Todos Todos juntos juntos pelas pelas crianças crianças DESAFIOS NO

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO Ministério da Saúde TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO Brasília - DF 2014 Ministério da Saúde TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Campanha DST 1. Enzo Maymone COUTO 2 Eduardo Perotto BIAGI 3 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS

Campanha DST 1. Enzo Maymone COUTO 2 Eduardo Perotto BIAGI 3 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS Campanha DST 1 Enzo Maymone COUTO 2 Eduardo Perotto BIAGI 3 Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS RESUMO: Este trabalho foi realizado na disciplina de Criação II do curso de Comunicação Social

Leia mais

AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE

AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE AIDS EM IDOSOS: PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM PERIÓDICOS ONLINE NO ÂMBITO DA SAÚDE Monica Ferreira de Vasconcelos. NEPB/UFPB. vaskoncelos.vaskoncelos@hotmai.com Rebecca Buriti Matias. FACENE. rebecca_buriti_@hotmail.com

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL Criar dados sobre a população de gays, HSH e das travestis. Encaminhamentos (SINAN x campos

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Alto Boa Vista, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 2248,35 km² IDHM 2010 0,651 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5247 hab. Densidade

Leia mais

DataSenado. Secretaria de Transparência DataSenado. Março de 2013

DataSenado. Secretaria de Transparência DataSenado. Março de 2013 Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher DataSenado Março de 2013 Mulheres conhecem a Lei Maria da Penha, mas 700 mil ainda sofrem agressões no Brasil Passados quase 7 desde sua sanção, a Lei 11.340

Leia mais

PLANEJANDO A GRAVIDEZ

PLANEJANDO A GRAVIDEZ dicas POSITHIVAS PLANEJANDO A GRAVIDEZ Uma pessoa que vive com HIV/aids pode ter filhos biológicos? Pode. As pessoas que vivem com HIV/aids não devem abandonar seus sonhos, incluindo o desejo de construir

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

Papiloma Vírus Humano - HPV

Papiloma Vírus Humano - HPV VACINAÇÃO HPV 2015 Papiloma Vírus Humano - HPV O vírus HPV é altamente contagioso, sendo possível contaminar-se com uma única exposição. A sua transmissão se dá por contato direto com a pele ou mucosa

Leia mais

GESTANTES ESPECIAIS AS DIFICULDADES DE UMA GESTAÇÃO COM O VÍRUS DA AIDS

GESTANTES ESPECIAIS AS DIFICULDADES DE UMA GESTAÇÃO COM O VÍRUS DA AIDS GESTANTES ESPECIAIS AS DIFICULDADES DE UMA GESTAÇÃO COM O VÍRUS DA AIDS Considerada a primeira epidemia internacional da era moderna, a AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) surgiu em meio às lutas

Leia mais

Brasil vive "epidemia descontrolada" de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda

Brasil vive epidemia descontrolada de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/06/08/brasil-vive-epidemiadescontrolada-de-aids-diz-presidente-do-grupo-pela-vidda.htm 08/06/201207h00 Brasil vive "epidemia descontrolada"

Leia mais

Informes do Departamento

Informes do Departamento Informes do Departamento Reunião ampliada CAMS/CNAIDS/CAPDA Local: Nobile LakeSide Hotel, Brasília/DF Data: 30 e 31 de outubro de 2012 Fique Sabendo - Mobilização Nacional de Ampliação da Testagem para

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sorriso, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9382,37 km² IDHM 2010 0,744 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 66521 hab. Densidade

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de 09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de diario.com.br, convidados especiais e pelos usuários. Todas as

Leia mais

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente

A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente A medicina da família e a humanização do atendimento ao paciente por Denise Marson Apesar da implantação do programa Saúde da família, a formação de profissionais especializados na área de medicina da

Leia mais

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - t t o y ç r n s s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Vocês acham possam a coleção Conversas #20 - MARÇO 2015 - cer d o t t o a r que ga cr ia n y ç a s s? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS

FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS FACULDADE CATÓLICA SALESIANA GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM DISCIPLINA DE DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS HIV/AIDS Descrição Doença que representa um dos maiores problemas de saúde da atualidade, em função de seu

Leia mais

CONHECIMENTOS, ATITUDES E PERCEPÇÃO DE RISCO: A VISÃO DOS ALUNOS DO CURSO DE PSICOLOGIA SOBRE A AIDS

CONHECIMENTOS, ATITUDES E PERCEPÇÃO DE RISCO: A VISÃO DOS ALUNOS DO CURSO DE PSICOLOGIA SOBRE A AIDS CONHECIMENTOS, ATITUDES E PERCEPÇÃO DE RISCO: A VISÃO DOS ALUNOS DO CURSO DE PSICOLOGIA SOBRE A AIDS DALILA CASTELLIANO DE VASCONCELOS YANA THAMIRES MENDES FELIX Universidade Federal da Paraíba (UFPB),

Leia mais

Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas

Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas Cenário Epidemiológico do Estado de Alagoas Situação epidemiológica da AIDS em Alagoas 1 Registro de caso Total de casos Nº de óbitos Até 06.2010 1986 3842 949 (fonte MS/SVS/Departamento de DST/Aids e

Leia mais

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX

DST/HIV PASSATEMPOS. Conhecer para prevenir. Bom pra cabeça. l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX DST/HIV Conhecer para prevenir Bom pra cabeça PASSATEMPOS l CAÇA-PALAVRAS l DIRETOX l DOMINOX l código secreto E MUITO MAIS! 2 coquetel Uma das grandes preocupações do Ministério da Saúde é a prevenção

Leia mais

Orientação para requerentes à Série 8 da Solicitação de Propostas ao Fundo Mundial de Luta contra a SIDA, a Tuberculose e o Paludismo

Orientação para requerentes à Série 8 da Solicitação de Propostas ao Fundo Mundial de Luta contra a SIDA, a Tuberculose e o Paludismo Orientação para requerentes à Série 8 da Solicitação de Propostas ao Fundo Mundial de Luta contra a SIDA, a Tuberculose e o Paludismo Minorias sexuais Historial: O conselho do Fundo Mundial de Luta contra

Leia mais

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1 Resumo do Perfil epidemiológico por regiões HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 Resumo do perfil epidemiológico por regiões SAÚDE 1 HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 APRESENTAçÃO Hoje, no

Leia mais

TÍTULO: ESTUDO SOBRE PREVENÇÃO E CONHECIMENTO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E AIDS ENTRE ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UNIABC

TÍTULO: ESTUDO SOBRE PREVENÇÃO E CONHECIMENTO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E AIDS ENTRE ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA UNIABC Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ESTUDO SOBRE PREVENÇÃO E CONHECIMENTO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS E AIDS ENTRE ACADÊMICOS

Leia mais

6. Considerações Finais

6. Considerações Finais 6. Considerações Finais O estudo desenvolvido não permite nenhuma afirmação conclusiva sobre o significado da família para o enfrentamento da doença, a partir da fala das pessoas que têm HIV, pois nenhum

Leia mais

HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares

HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares HIV / Aids Orientações para pacientes e familiares Serviço de Enfermagem Cirúrgica Este manual contou com a colaboração de: professora enfermeira Isabel Cristina Echer; enfermeiras Beatriz Guaragna, Ana

Leia mais

TÍTULO: Autores: INSTITUIÇÃO: Endereço: Fone (21) 22642082/ 25876570 - Fax (21) 22642082. E-mail: (cinfo_nesa@yahoo.com.

TÍTULO: Autores: INSTITUIÇÃO: Endereço: Fone (21) 22642082/ 25876570 - Fax (21) 22642082. E-mail: (cinfo_nesa@yahoo.com. TÍTULO: ADOLESCENTES E O USO DO PRESERVATIVO FEMININO Autores: Luiza Maria Figueira Cromack; Dulce Maria Fausto de Castro; Stella Regina Taquette; Francislene Pace; André Melo; Janice Dutra; Roberta Souza.

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

Para além m daquilo que se percebe: a/cor na saúde

Para além m daquilo que se percebe: a/cor na saúde Para além m daquilo que se percebe: a importância da raça/cor a/cor na saúde Fernanda Lopes Programa de Combate ao Racismo Institucional DFID, OPAS, PNUD O direito à saúde De acordo com a OMS a saúde é

Leia mais

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO SECRETARIA NACIONAL DE RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA APRESENTAÇÃO Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Leia mais