Classificação Nacional da Atividade Econômica - CNAE 2.1 (até o 3º nível) Descrição CNAE

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Classificação Nacional da Atividade Econômica - CNAE 2.1 (até o 3º nível) Descrição CNAE"

Transcrição

1 Classificação Nacional da Atividade Econômica - CNAE 2.1 (até o 3º nível) Legenda 1 2 Divisão Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aqüicultura 1 A Agricultura, pecuária e serviços relacionados 2 A Produção de lavouras temporárias 3 A Horticultura e floricultura 3 A Produção de lavouras permanentes 3 A Produção de sementes e mudas certificadas 3 A Pecuária 3 A Atividades de apoio à agricultura e à pecuária; atividades de pós-colheita 3 A Caça e serviços relacionados 3 A Produção florestal 2 A Produção florestal - florestas plantadas 3 A Produção florestal - florestas nativas 3 A Atividades de apoio à produção florestal 3 A Pesca e aqüicultura 2 A Pesca 3 A Aqüicultura 3 A Indústrias extrativas 1 B Extração de carvão mineral 2 B Extração de carvão mineral 3 B Extração de petróleo e gás natural 2 B Extração de petróleo e gás natural 3 B Extração de minerais metálicos 2 B Extração de minério de ferro 3 B Extração de minerais metálicos não-ferrosos 3 B Extração de minerais não-metálicos 2 B Extração de pedra, areia e argila 3 B Extração de outros minerais não-metálicos 3 B Atividades de apoio à extração de minerais 2 B Atividades de apoio à extração de petróleo e gás natural 3 B Atividades de apoio à extração de minerais, exceto petróleo e gás natural 3 B Indústrias de transformação 1 C Fabricação de produtos alimentícios 2 C Abate e fabricação de produtos de carne 3 C Preservação do pescado e fabricação de produtos do pescado 3 C Fabricação de conservas de frutas, legumes e outros vegetais 3 C Fabricação de óleos e gorduras vegetais e animais 3 C Laticínios 3 C Moagem, fabricação de produtos amiláceos e de alimentos para animais 3 C Fabricação e refino de açúcar 3 C Torrefação e moagem de café 3 C Fabricação de outros produtos alimentícios 3 C Fabricação de bebidas 2 C Fabricação de bebidas alcoólicas 3 C Fabricação de bebidas não-alcoólicas 3 C Fabricação de produtos do fumo 2 C Processamento industrial do fumo 3 C Fabricação de produtos do fumo 3 C Fabricação de produtos têxteis 2 C Preparação e fiação de fibras têxteis 3 C Tecelagem, exceto malha 3 C Fabricação de tecidos de malha 3 C Acabamentos em fios, tecidos e artefatos têxteis 3 C Fabricação de artefatos têxteis, exceto vestuário 3 C Confecção de artigos do vestuário e acessórios 2 C Confecção de artigos do vestuário e acessórios 3 C Fabricação de artigos de malharia e tricotagem 3 C Preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados 2 C Curtimento e outras preparações de couro 3 C Fabricação de artigos para viagem e de artefatos diversos de couro 3 C Fabricação de calçados 3 C Fabricação de partes para calçados, de qualquer material 3 C Fabricação de produtos de madeira 2 C Desdobramento de madeira 3 C Fabricação de produtos de madeira, cortiça e material trançado, exceto móveis 3 C Fabricação de celulose, papel e produtos de papel 2 C Fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel 3 C Fabricação de papel, cartolina e papel-cartão 3 C Fabricação de embalagens de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado 3 C Fabricação de produtos diversos de papel, cartolina, papel-cartão e papelão ondulado 3 C Impressão e reprodução de gravações 2 C Atividade de impressão 3 C Serviços de pré-impressão e acabamentos gráficos 3 C Reprodução de materiais gravados em qualquer suporte 3 C Fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis 2 C Coquerias 3 C Fabricação de produtos derivados do petróleo 3 C Fabricação de biocombustíveis 3 C Fabricação de produtos químicos 2 C.20

2 Fabricação de produtos químicos inorgânicos 3 C Fabricação de produtos químicos orgânicos 3 C Fabricação de resinas e elastômeros 3 C Fabricação de fibras artificiais e sintéticas 3 C Fabricação de defensivos agrícolas e desinfestantes domissanitários 3 C Fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pess 3 C Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes, lacas e produtos afins 3 C Fabricação de produtos e preparados químicos diversos 3 C Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos 2 C Fabricação de produtos farmoquímicos 3 C Fabricação de produtos farmacêuticos 3 C Fabricação de produtos de borracha e de material plástico 2 C Fabricação de produtos de borracha 3 C Fabricação de produtos de material plástico 3 C Fabricação de produtos de minerais não-metálicos 2 C Fabricação de vidro e de produtos do vidro 3 C Fabricação de cimento 3 C Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais semelhantes 3 C Fabricação de produtos cerâmicos 3 C Aparelhamento de pedras e fabricação de outros produtos de minerais não-metálicos 3 C Metalurgia 2 C Produção de ferro-gusa e de ferroligas 3 C Siderurgia 3 C Produção de tubos de aço, exceto tubos sem costura 3 C Metalurgia dos metais não-ferrosos 3 C Fundição 3 C Fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos 2 C Fabricação de estruturas metálicas e obras de caldeiraria pesada 3 C Fabricação de tanques, reservatórios metálicos e caldeiras 3 C Forjaria, estamparia, metalurgia do pó e serviços de tratamento de metais 3 C Fabricação de artigos de cutelaria, de serralheria e ferramentas 3 C Fabricação de equipamento bélico pesado, armas de fogo e munições 3 C Fabricação de produtos de metal não especificados anteriormente 3 C Fabricação de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos 2 C Fabricação de componentes eletrônicos 3 C Fabricação de equipamentos de informática e periféricos 3 C Fabricação de equipamentos de comunicação 3 C Fabricação de aparelhos de recepção, reprodução, gravação e amplificação de áudio e vídeo 3 C Fabricação de aparelhos e instrumentos de medida, teste e controle; cronômetros e relógios 3 C Fabricação de aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação 3 C Fabricação de equipamentos e instrumentos ópticos, fotográficos e cinematográficos 3 C Fabricação de mídias virgens, magnéticas e ópticas 3 C Fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos 2 C Fabricação de geradores, transformadores e motores elétricos 3 C Fabricação de pilhas, baterias e acumuladores elétricos 3 C Fabricação de equipamentos para distribuição e controle de energia elétrica 3 C Fabricação de lâmpadas e outros equipamentos de iluminação 3 C Fabricação de eletrodomésticos 3 C Fabricação de equipamentos e aparelhos elétricos não especificados anteriormente 3 C Fabricação de máquinas e equipamentos 2 C Fabricação de motores, bombas, compressores e equipamentos de transmissão 3 C Fabricação de máquinas e equipamentos de uso geral 3 C Fabricação de tratores e de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária 3 C Fabricação de máquinas-ferramenta 3 C Fabricação de máquinas e equipamentos de uso na extração mineral e na construção 3 C Fabricação de máquinas e equipamentos de uso industrial específico 3 C Fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias 2 C Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários 3 C Fabricação de caminhões e ônibus 3 C Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para veículos automotores 3 C Fabricação de peças e acessórios para veículos automotores 3 C Recondicionamento e recuperação de motores para veículos automotores 3 C Fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores 2 C Construção de embarcações 3 C Fabricação de veículos ferroviários 3 C Fabricação de aeronaves 3 C Fabricação de veículos militares de combate 3 C Fabricação de equipamentos de transporte não especificados anteriormente 3 C Fabricação de móveis 2 C Fabricação de móveis 3 C Fabricação de produtos diversos 2 C Fabricação de artigos de joalheria, bijuteria e semelhantes 3 C Fabricação de instrumentos musicais 3 C Fabricação de artefatos para pesca e esporte 3 C Fabricação de brinquedos e jogos recreativos 3 C Fabricação de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e de artigos ópticos 3 C Fabricação de produtos diversos 3 C Manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos 2 C Manutenção e reparação de máquinas e equipamentos 3 C Instalação de máquinas e equipamentos 3 C Eletricidade e gás 1 D Eletricidade, gás e outras utilidades 2 D.35

3 Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica 3 D Produção e distribuição de combustíveis gasosos por redes urbanas 3 D Produção e distribuição de vapor, água quente e ar condicionado 3 D Água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação 1 E Captação, tratamento e distribuição de água 2 E Captação, tratamento e distribuição de água 3 E Esgoto e atividades relacionadas 2 E Esgoto e atividades relacionadas 3 E Coleta, tratamento e disposição de resíduos; recuperação de materiais 2 E Coleta de resíduos 3 E Tratamento e disposição de resíduos 3 E Recuperação de materiais 3 E Descontaminação e outros serviços de gestão de resíduos 2 E Descontaminação e outros serviços de gestão de resíduos 3 E Construção 1 F Construção de edifícios 2 F Incorporação de empreendimentos imobiliários 3 F Construção de edifícios 3 F Obras de infra-estrutura 2 F Construção de rodovias, ferrovias, obras urbanas e obras-de-arte especiais 3 F Obras de infra-estrutura para energia elétrica, telecomunicações, água, esgoto e transporte por dutos 3 F Construção de outras obras de infra-estrutura 3 F Serviços especializados para construção 2 F Demolição e preparação do terreno 3 F Instalações elétricas, hidráulicas e outras instalações em construções 3 F Obras de acabamento 3 F Outros serviços especializados para construção 3 F Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas 1 G Comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas 2 G Comércio de veículos automotores 3 G Manutenção e reparação de veículos automotores 3 G Comércio de peças e acessórios para veículos automotores 3 G Comércio, manutenção e reparação de motocicletas, peças e acessórios 3 G Comércio por atacado, exceto veículos automotores e motocicletas 2 G Representantes comerciais e agentes do comércio, exceto de veículos automotores e motocicletas 3 G Comércio atacadista de matérias-primas agrícolas e animais vivos 3 G Comércio atacadista especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo 3 G Comércio atacadista de produtos de consumo não-alimentar 3 G Comércio atacadista de equipamentos e produtos de tecnologias de informação e comunicação 3 G Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e equipamentos, exceto de tecnologias de informação e comunica 3 G Comércio atacadista de madeira, ferragens, ferramentas, material elétrico e material de construção 3 G Comércio atacadista especializado em outros produtos 3 G Comércio atacadista não-especializado 3 G Comércio varejista 2 G Comércio varejista não-especializado 3 G Comércio varejista de produtos alimentícios, bebidas e fumo 3 G Comércio varejista de combustíveis para veículos automotores 3 G Comércio varejista de material de construção 3 G Comércio varejista de equipamentos de informática e comunicação; equipamentos e artigos de uso doméstico 3 G Comércio varejista de artigos culturais, recreativos e esportivos 3 G Comércio varejista de produtos farmacêuticos, perfumaria e cosméticos e artigos médicos, ópticos e ortopédicos 3 G Comércio varejista de produtos novos não especificados anteriormente e de produtos usados 3 G Comércio ambulante e outros tipos de comércio varejista 3 G Transporte, armazenagem e correio 1 H Transporte terrestre 2 H Transporte ferroviário e metroferroviário 3 H Transporte rodoviário de passageiros 3 H Transporte rodoviário de carga 3 H Transporte dutoviário 3 H Trens turísticos, teleféricos e similares 3 H Transporte aquaviário 2 H Transporte marítimo de cabotagem e longo curso 3 H Transporte por navegação interior 3 H Navegação de apoio 3 H Outros transportes aquaviários 3 H Transporte aéreo 2 H Transporte aéreo de passageiros 3 H Transporte aéreo de carga 3 H Transporte espacial 3 H Armazenamento e atividades auxiliares dos transportes 2 H Armazenamento, carga e descarga 3 H Atividades auxiliares dos transportes terrestres 3 H Atividades auxiliares dos transportes aquaviários 3 H Atividades auxiliares dos transportes aéreos 3 H Atividades relacionadas à organização do transporte de carga 3 H Correio e outras atividades de entrega 2 H Atividades de correio 3 H Atividades de malote e de entrega 3 H Alojamento e alimentação 1 I Alojamento 2 I Hotéis e similares 3 I Outros tipos de alojamento não especificados anteriormente 3 I.55.9

4 Alimentação 2 I Restaurantes e outros serviços de alimentação e bebidas 3 I Serviços de catering, bufê e outros serviços de comida preparada 3 I Informação e comunicação 1 J Edição e edição integrada à impressão 2 J Edição de livros, jornais, revistas e outras atividades de edição 3 J Edição integrada à impressão de livros, jornais, revistas e outras publicações 3 J Atividades cinematográficas, produção de vídeos e de programas de televisão; gravação de som e edição de mú 2 J Atividades cinematográficas, produção de vídeos e de programas de televisão 3 J Atividades de gravação de som e de edição de música 3 J Atividades de rádio e de televisão 2 J Atividades de rádio 3 J Atividades de televisão 3 J Telecomunicações 2 J Telecomunicações por fio 3 J Telecomunicações sem fio 3 J Telecomunicações por satélite 3 J Operadoras de televisão por assinatura 3 J Outras atividades de telecomunicações 3 J Atividades dos serviços de tecnologia da informação 2 J Atividades dos serviços de tecnologia da informação 3 J Atividades de prestação de serviços de informação 2 J Tratamento de dados, hospedagem na internet e outras atividades relacionadas 3 J Outras atividades de prestação de serviços de informação 3 J Atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados 1 K Atividades de serviços financeiros 2 K Banco central 3 K Intermediação monetária - depósitos à vista 3 K Intermediação não-monetária - outros instrumentos de captação 3 K Arrendamento mercantil 3 K Sociedades de capitalização 3 K Atividades de sociedades de participação 3 K Fundos de investimento 3 K Atividades de serviços financeiros não especificadas anteriormente 3 K Seguros, resseguros, previdência complementar e planos de saúde 2 K Seguros de vida e não-vida 3 K Seguros-saúde 3 K Resseguros 3 K Previdência complementar 3 K Planos de saúde 3 K Atividades auxiliares dos serviços financeiros, seguros, previdência complementar e planos de saúde 2 K Atividades auxiliares dos serviços financeiros 3 K Atividades auxiliares dos seguros, da previdência complementar e dos planos de saúde 3 K Atividades de administração de fundos por contrato ou comissão 3 K Atividades imobiliárias 1 L Atividades imobiliárias 2 L Atividades imobiliárias de imóveis próprios 3 L Atividades imobiliárias por contrato ou comissão 3 L Atividades profissionais, científicas e técnicas 1 M Atividades jurídicas, de contabilidade e de auditoria 2 M Atividades jurídicas 3 M Atividades de contabilidade, consultoria e auditoria contábil e tributária 3 M Atividades de sedes de empresas e de consultoria em gestão empresarial 2 M Sedes de empresas e unidades administrativas locais 3 M Atividades de consultoria em gestão empresarial 3 M Serviços de arquitetura e engenharia; testes e análises técnicas 2 M Serviços de arquitetura e engenharia e atividades técnicas relacionadas 3 M Testes e análises técnicas 3 M Pesquisa e desenvolvimento científico 2 M Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais 3 M Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências sociais e humanas 3 M Publicidade e pesquisa de mercado 2 M Publicidade 3 M Pesquisas de mercado e de opinião pública 3 M Outras atividades profissionais, científicas e técnicas 2 M Design e decoração de interiores 3 M Atividades fotográficas e similares 3 M Atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas anteriormente 3 M Atividades veterinárias 2 M Atividades veterinárias 3 M Atividades administrativas e serviços complementares 1 N Aluguéis não-imobiliários e gestão de ativos intangíveis não-financeiros 2 N Locação de meios de transporte sem condutor 3 N Aluguel de objetos pessoais e domésticos 3 N Aluguel de máquinas e equipamentos sem operador 3 N Gestão de ativos intangíveis não-financeiros 3 N Seleção, agenciamento e locação de mão-de-obra 2 N Seleção e agenciamento de mão-de-obra 3 N Locação de mão-de-obra temporária 3 N Fornecimento e gestão de recursos humanos para terceiros 3 N Agências de viagens, operadores turísticos e serviços de reservas 2 N Agências de viagens e operadores turísticos 3 N.79.1

5 Serviços de reservas e outros serviços de turismo não especificados anteriormente 3 N Atividades de vigilância, segurança e investigação 2 N Atividades de vigilância, segurança privada e transporte de valores 3 N Atividades de monitoramento de sistemas de segurança 3 N Atividades de investigação particular 3 N Serviços para edifícios e atividades paisagísticas 2 N Serviços combinados para apoio a edifícios 3 N Atividades de limpeza 3 N Atividades paisagísticas 3 N Serviços de escritório, de apoio administrativo e outros serviços prestados às empresas 2 N Serviços de escritório e apoio administrativo 3 N Atividades de teleatendimento 3 N Atividades de organização de eventos, exceto culturais e esportivos 3 N Outras atividades de serviços prestados principalmente às empresas 3 N Administração pública, defesa e seguridade social 1 O Administração pública, defesa e seguridade social 2 O Administração do estado e da política econômica e social 3 O Serviços coletivos prestados pela administração pública 3 O Seguridade social obrigatória 3 O Educação 1 P Educação 2 P Educação infantil e ensino fundamental 3 P Ensino médio 3 P Educação superior 3 P Educação profissional de nível técnico e tecnológico 3 P Atividades de apoio à educação 3 P Outras atividades de ensino 3 P Saúde humana e serviços sociais 1 Q Atividades de atenção à saúde humana 2 Q Atividades de atendimento hospitalar 3 Q Serviços móveis de atendimento a urgências e de remoção de pacientes 3 Q Atividades de atenção ambulatorial executadas por médicos e odontólogos 3 Q Atividades de serviços de complementação diagnóstica e terapêutica 3 Q Atividades de profissionais da área de saúde, exceto médicos e odontólogos 3 Q Atividades de apoio à gestão de saúde 3 Q Atividades de atenção à saúde humana não especificadas anteriormente 3 Q Atividades de atenção à saúde humana integradas com assistência social, prestadas em residências coletivas e 2 Q Atividades de assistência a idosos, deficientes físicos, imunodeprimidos e convalescentes, e de infra-estrutura e 3 Q Atividades de assistência psicossocial e à saúde a portadores de distúrbios psíquicos, deficiência mental e depe 3 Q Atividades de assistência social prestadas em residências coletivas e particulares 3 Q Serviços de assistência social sem alojamento 2 Q Serviços de assistência social sem alojamento 3 Q Artes, cultura, esporte e recreação 1 R Atividades artísticas, criativas e de espetáculos 2 R Atividades artísticas, criativas e de espetáculos 3 R Atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental 2 R Atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental 3 R Atividades de exploração de jogos de azar e apostas 2 R Atividades de exploração de jogos de azar e apostas 3 R Atividades esportivas e de recreação e lazer 2 R Atividades esportivas 3 R Atividades de recreação e lazer 3 R Outras atividades de serviços 1 S Atividades de organizações associativas 2 S Atividades de organizações associativas patronais, empresariais e profissionais 3 S Atividades de organizações sindicais 3 S Atividades de associações de defesa de direitos sociais 3 S Atividades de organizações associativas não especificadas anteriormente 3 S Reparação e manutenção de equipamentos de informática e comunicação e de objetos pessoais e domésticos 2 S Reparação e manutenção de equipamentos de informática e comunicação 3 S Reparação e manutenção de objetos e equipamentos pessoais e domésticos 3 S Outras atividades de serviços pessoais 2 S Outras atividades de serviços pessoais 3 S Serviços domésticos 1 T Serviços domésticos 2 T Serviços domésticos 3 T Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 1 U Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 2 U Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais 3 U.99.0 Fonte: /CNAE 2.1 < Estrutura

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne 4,3-3,7-7,1-3,8 0,5 2,0-0,9 4,9-11,8 2,4 4,5 5,2 Abate de reses, exceto suínos 1,1-9,2-9,2-10,0-7,3-6,0-4,3 4,9-19,6-1,8 5,7 10,0 Abate de suínos, aves e outros

Leia mais

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne -3,7 4,3-3,7-7,1-3,8 0,5 2,0-0,9 4,9-11,8 2,4 5,0 Abate de reses, exceto suínos 0,1 1,1-9,2-9,2-10,0-7,3-6,0-4,3 4,9-19,6-1,8 6,9 Abate de suínos, aves e outros

Leia mais

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne 12,2-19,0-0,9-1,6 0,7-1,3 1,1-1,5-7,8 2,5 7,6-2,5 1,9 Abate de reses, exceto suínos 27,7-10,5 10,3 6,6 10,1 7,2 8,7 4,6-4,7 3,8 10,3-4,7-1,2 Abate de suínos, aves

Leia mais

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne -7,1-3,8 0,5 2,0-0,9 4,9-11,8 2,5 4,7 5,4 1,1 5,7 Abate de reses, exceto suínos -9,2-10,0-7,3-6,0-4,3 5,0-19,7-1,6 6,1 11,3 3,4 6,2 Abate de suínos, aves e outros

Leia mais

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne 4,2 0,0 3,8-3,8-3,4 12,2-19,1 1,3-1,6 0,7-1,3 1,4-0,5 Abate de reses, exceto suínos 10,8 12,7 7,0-4,0 1,0 27,7-10,5 10,2 6,6 10,1 7,2 8,7 6,3 Abate de suínos, aves

Leia mais

Cronograma de validações do GTIN na Nota Fiscal. Descrição Detalhada de CNAE

Cronograma de validações do GTIN na Nota Fiscal. Descrição Detalhada de CNAE Cronograma de validações do GTIN na Nota Fiscal Data (a partir de) Setores (por CNAE) 01/09/2017 I - grupo CNAE 324 01/10/2017 II - grupo CNAE 121 a 122 01/11/2017 III - grupo CNAE 211 e 212 01/12/2017

Leia mais

B Indústrias extrativas Fabricação de produtos alimentícios

B Indústrias extrativas Fabricação de produtos alimentícios Tabela A.3.4.4. Número de doutores titulados no Brasil no período 1996-2006, empregados em 2008, por seção e divisão da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) dos estabelecimentos empregadores

Leia mais

MS Produtos Vida. MS Vida Corporate MS Vida Capital Global MS Vida PME MS Acidentes Pessoais

MS Produtos Vida. MS Vida Corporate MS Vida Capital Global MS Vida PME MS Acidentes Pessoais PRODUTOS VIDA MS Produtos Vida MS Vida Corporate MS Vida Capital Global MS Vida PME MS Acidentes Pessoais MS Vida Corporate Seguro de Vida em Grupo Grupos a partir de 501 vidas Idade para adesão entre

Leia mais

ANEXO III COMPOSIÇÃO DOS GRUPAMENTOS DE ATIVIDADE AGRÍCOLA

ANEXO III COMPOSIÇÃO DOS GRUPAMENTOS DE ATIVIDADE AGRÍCOLA ANEXO III COMPOSIÇÃO DOS GRUPAMENTOS DE ATIVIDADE CÓDIGO DENOMINAÇÕES Agricultura, pecuária e serviços relacionados com estas atividades 01101 Cultivo de arroz 01102 Cultivo de milho 01103 Cultivo de outros

Leia mais

TAIÓ. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial

TAIÓ. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial Representatividade Setorial 1 AGRICULTURA, PECUARIA E SERVICOS RELACIONADOS 2 FABRICACAO DE CELULOSE, PAPEL E PRODUTOS DE PAPEL 3 FABRICACAO DE PRODUTOS ALIMENTICIOS 4 COMERCIO VAREJISTA 5 COMERCIO POR

Leia mais

Anexo 1 - Estrutura detalhada da CNAE 2.0 (seções B, C e D): códigos e denominações

Anexo 1 - Estrutura detalhada da CNAE 2.0 (seções B, C e D): códigos e denominações (continua) B INDÚSTRIAS EXTRATIVAS 05 EXTRAÇÃO DE CARVÃO MINERAL 05.0 Extração de carvão mineral 05.00-3 Extração de carvão mineral 06 EXTRAÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL 06.0 Extração de petróleo e gás

Leia mais

QUADRO Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE (Versão 2.0)

QUADRO Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE (Versão 2.0) QUADRO I (Alterado pela Portaria SIT n.º 76, de de novembro de 008) Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE (Versão.0)*, com correspondente Grau de Risco - GR para fins de dimensionamento

Leia mais

Anexo I - CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE ATIVIDADES ECONÔMICAS E GRAU DE RISCO DE ACIDENTE DO TRABALHO ASSOCIADO

Anexo I - CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE ATIVIDADES ECONÔMICAS E GRAU DE RISCO DE ACIDENTE DO TRABALHO ASSOCIADO Anexo I - CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE ATIVIDADES ECONÔMICAS E GRAU DE RISCO DE ACIDENTE DO TRABALHO ASSOCIADO Código CNAE 2.0 Denominação Grau de Risco (%) A AGRICULTURA, PECUÁRIA, PRODUÇÃO FLORESTAL, PESCA

Leia mais

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou sindicato 15 0,32. Cooperativa 6 0,13

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou sindicato 15 0,32. Cooperativa 6 0,13 1 DADOS GERAIS - Data de emancipação: 17/12/1958 - Distância da capital: 12 km - Área: 120 Km 2 - Localização Mesorregião: Leste Potiguar Microrregião: Natal - População: 172.751 (IBGE/2007) - Número de

Leia mais

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS. 23 de maio de 2018

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS. 23 de maio de 2018 EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS 23 de maio de 2018 Emprego nas atividades de Sistemas Prediais Atividades econômicas diretas no setor da construção Montagem de Instalações

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 76, DE 1 DE NOVEMBRO DE 008 (DOU de 5/11/08 Seção 1 Págs. 7 a 77) Altera o Quadro I da Norma Regulamentadora n.º 4 A SECRETÁRIA

Leia mais

Publicado no DO em 25 novembro 2008 Altera o Quadro I da Norma Regulamentadora nº 4.

Publicado no DO em 25 novembro 2008 Altera o Quadro I da Norma Regulamentadora nº 4. CNAE x Grau de Risco Portaria SIT/DSST nº 76 de 1/11/008 Publicado no DO em 5 novembro 008 Altera o Quadro I da Norma Regulamentadora nº 4. A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO e a DIRETORA DO DEPARTAMENTO

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Metropolitana

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Metropolitana Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Metropolitana Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Entorno do DF

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Entorno do DF Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Entorno do DF Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor

Leia mais

Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais

Fabricação de artefatos de concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais Códigos DENOMINAÇÃO GR A AGRICULTURA, PECUÁRIA, PRODUÇÃO FLORESTAL, PESCA E A Q Ü I C U LT U R A 0 AGRICULTURA, PECUÁRIA E SERVIÇOS RELACIONADOS 0. Produção de lavouras temporárias 0. - Cultivo de cereais

Leia mais

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS

EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS EVOLUÇÃO DO EMPREGO NAS CONSTRUTORAS ESPECIALIZADAS EM SISTEMA PREDIAIS 23 de maio de 2018 Emprego nas atividades de Sistemas Prediais Atividades econômicas diretas no setor da construção Montagem de Instalações

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Nordeste

Unidade de Gestão Estratégica. Regional Nordeste Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Nordeste Sebrae em Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor Superintendente

Leia mais

CURRAIS NOVOS 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS

CURRAIS NOVOS 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS 1 DADOS GERAIS - Data de emancipação: 15/10/1890 - Distância da capital: 172 km - Área: 864 Km 2 - Localização Mesorregião: Central Potiguar Microrregião: Seridó Oriental - População: 42.066 (IBGE/2007)

Leia mais

Boletim Informativo. Emprego em Guarulhos: Fevereiro de 2015.

Boletim Informativo. Emprego em Guarulhos: Fevereiro de 2015. Boletim Informativo Emprego em Guarulhos: Fevereiro de 2015. Boletim Informativo - Emprego em Fevereiro de 2015 Diretoria Presidente Aarão Ruben de Oliveira Vice-Presidente Jorge Alberto Taiar Secretário

Leia mais

AGRONÔMICA. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial

AGRONÔMICA. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial Representatividade Setorial 1 AGRICULTURA, PECUARIA E SERVICOS RELACIONADOS 2 COMERCIO VAREJISTA 3 FABRICACAO DE MAQUINAS, APARELHOS E MATERIAIS ELETRICOS 4 TELECOMUNICACOES 5 ATIVIDADES DE SERVICOS FINANCEIROS

Leia mais

Setor produtivo G08 - Metalurgia (3). Contém estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE /99 Extração de outros minerais não-metálicos não

Setor produtivo G08 - Metalurgia (3). Contém estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE /99 Extração de outros minerais não-metálicos não Setor produtivo G08 - Metalurgia (3). Contém 1393107 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 0899-1/99 Extração de outros minerais não-metálicos não especificados anteriormente 1091-1/01 Fabricação de

Leia mais

POUSO REDONDO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial

POUSO REDONDO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial Representatividade Setorial 1 AGRICULTURA, PECUARIA E SERVICOS RELACIONADOS 2 FABRICACAO DE PRODUTOS DE MADEIRA 3 COMERCIO POR ATACADO, EXCETO VEICULOS AUTOMOTORES E MOTOCICLETAS 4 FABRICACAO DE PRODUTOS

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS ATIVIDADES PESQUISADAS

PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS ATIVIDADES PESQUISADAS PESQUISA MENSAL DE SERVIÇOS PMS ATIVIDADES PESQUISADAS Serviços prestados às famílias Alojamento e alimentação Hotéis, motéis, pousadas, albergues de turismo, etc. Restaurantes, bares, churrascarias, cantinas,

Leia mais

RIO DO CAMPO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial

RIO DO CAMPO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial Representatividade Setorial 1 AGRICULTURA, PECUARIA E SERVICOS RELACIONADOS 2 FABRICACAO DE CELULOSE, PAPEL E PRODUTOS DE PAPEL 3 COMERCIO VAREJISTA 4 FABRICACAO DE PRODUTOS DE MADEIRA 5 ATIVIDADES DE

Leia mais

Setor produtivo G03 - Borracha e Plástico. Contém estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE /01 Confecção de roupas profissionais, exceto sob

Setor produtivo G03 - Borracha e Plástico. Contém estabelecimentos. DESCRIÇÃO DO CNAE /01 Confecção de roupas profissionais, exceto sob Setor produtivo G03 - Borracha e Plástico. Contém 1114186 estabelecimentos. CNAE DESCRIÇÃO DO CNAE 1413-4/01 Confecção de roupas profissionais, exceto sob medida 1413-4/02 Confecção, sob medida, de roupas

Leia mais

Torrefação e moagem de café C Fabricação de produtos à base de café C Fabricação de produtos de panificação C-2 10.

Torrefação e moagem de café C Fabricação de produtos à base de café C Fabricação de produtos de panificação C-2 10. QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas - CNAE (versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento de CIPA 05.00-3 Extração de carvão mineral 1 06.00-0 Extração

Leia mais

Desoneração da Folha de Pagamento Estimativa de Renúncia e Metodologia de Cálculo.

Desoneração da Folha de Pagamento Estimativa de Renúncia e Metodologia de Cálculo. SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Carlos Alberto Freitas Barreto CHEFE DO CENTRO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS E ADUANEIROS Claudemir Rodrigues Malaquias COORDENADOR DE PREVISÃO E ANÁLISE Raimundo Eloi

Leia mais

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou Sindicato 3 0,87. Cooperativa 1 0,29

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou Sindicato 3 0,87. Cooperativa 1 0,29 1 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS Tabela 1 Tipo de empreendimento Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou Sindicato 3 0,87 Cooperativa 1 0,29 Empresário Individual (Antiga Firma

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul O emprego formal na Indústria sul-mato-grossense encerrou mais um mês com redução liquida de postos de trabalho. Em abril, o conjunto

Leia mais

Núcleo Estadual de Ações Transversais nos APLs

Núcleo Estadual de Ações Transversais nos APLs DELIMITAÇÃO - ARRANJO PRODUTIVO LOCAL METALMECÂNICO E AUTOMOTIVO DA SERRA GAÚCHA DESCRIÇÃO DAS CLASSES DAS ATIVIDADES INDUSTRIAIS, SEGUNDO AS CNAES 2.0, CONTEMPLADAS NO APL METALMECÂNICO E AUTOMOTIVO DA

Leia mais

FONTES DE POLUIÇÃO. Fabricação de acessórios do vestuário, exceto para segurança e proteção. 18 Fabricação de meias /00 2,5

FONTES DE POLUIÇÃO. Fabricação de acessórios do vestuário, exceto para segurança e proteção. 18 Fabricação de meias /00 2,5 FONTES DE POLUIÇÃO COD. CNAE VALOR DE W 1 Fabricação de sorvetes e outros gelados comestíveis. 1053-8/00 3,0 2 Fabricação de biscoitos e bolachas. 1092-9/00 3,0 3 Fabricação de produtos derivados do cacau

Leia mais

METODOLOGIA DOS COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL

METODOLOGIA DOS COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL METODOLOGIA DOS COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL Versão 2.0 - Brasília - Março/2012 METODOLOGIA DOS COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Robson Braga de Andrade

Leia mais

Anexo VI Requisitos Urbanísticos para o Uso do Solo QUADRO DE USOS ADMITIDOS (Tabela 1 de 7)

Anexo VI Requisitos Urbanísticos para o Uso do Solo QUADRO DE USOS ADMITIDOS (Tabela 1 de 7) Anexo VI (Tabela 1 7) MACROZONA RURAL USO OU ATIVIDADE Prioritário AUAP Secundário Controlado Especial Urbana Ambiental AUPA Rural Natural ARPA Rural Utilização Controlada ARUC RESIDENCIAL UNIFAMILIAR,

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral Contribuinte, Confira os dados de Identificação da Pessoa Jurídica e, se houver qualquer divergência, providencie junto à RFB a sua atualização cadastral.

Leia mais

INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Ago.2016 REGIÃO CENTRO-OESTE. Regional Centro-Oeste Divinópolis ANÁLISE SETORIAL

INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Ago.2016 REGIÃO CENTRO-OESTE. Regional Centro-Oeste Divinópolis ANÁLISE SETORIAL #8 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS Ago.2016 REGIÃO CENTRO-OESTE Regional Centro-Oeste Divinópolis INDICADORES ANÁLISE SETORIAL TABELAS I N D I CADORES IN DUST RIAIS D A RE GIÃO LESTE FIEMG INDEX.

Leia mais

CIDADE ALTA 1 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS. Tabela 1 Tipo de empreendimento

CIDADE ALTA 1 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS. Tabela 1 Tipo de empreendimento 1 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS Tabela 1 Tipo de empreendimento Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou Sindicato 31 3,33 Cooperativa 5 0,54 Empresa Individual (Antiga Firma

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana Aparecida

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana Aparecida Cenários Perfil Socioeconômico Regional Metropolitana Aparecida Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3, DE 29 DE MAIO DE 2012 (publicada no Diário Oficial da União de, nº, sessão, página )

RESOLUÇÃO Nº 3, DE 29 DE MAIO DE 2012 (publicada no Diário Oficial da União de, nº, sessão, página ) RESOLUÇÃO Nº 3, DE 29 DE MAIO DE 2012 (publicada no Diário Oficial da União de, nº, sessão, página ) Expede a LISTA DE RAMOS DE ATIVIDADES EMPRESARIAIS para fins de aplicação do artigo 37 da Lei nº 12.529,

Leia mais

Nova Metodologia do PIB. DEPECON 28/Março/2007

Nova Metodologia do PIB. DEPECON 28/Março/2007 Nova Metodologia do PIB DEPECON 28/Março/2007 1 1 Sumário 1. Modificações Metodológicas 2. Mudanças na Estrutura de Oferta e demanda 3. Novas Taxas de Crescimento 4. Setores da Indústria 2 2 Mudança na

Leia mais

O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE CLASSIFICAÇÃO - CONCLA, no uso de suas atribuições, resolve:

O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE CLASSIFICAÇÃO - CONCLA, no uso de suas atribuições, resolve: MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO COMISSÃO NACIONAL DE CLASSIFICAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 6, DE 9 DE OUTUBRO DE 2002 O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE CLASSIFICAÇÃO - CONCLA, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Mudança estrutural e política industrial siste micaestrutural: uma análise dos setores-chave da economia brasileira

Mudança estrutural e política industrial siste micaestrutural: uma análise dos setores-chave da economia brasileira Conferência Internacional LALICS 2013 Sistemas Nacionais de Inovação e Políticas de CTI para um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável 11 e 12 de Novembro, 2013 - Rio de Janeiro, Brasil Mudança estrutural

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE ESTÍMULO À CIDADANIA FISCAL. Mês/Ano - Código de Nacional de Atividade Econômica - CNAE

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE ESTÍMULO À CIDADANIA FISCAL. Mês/Ano - Código de Nacional de Atividade Econômica - CNAE CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE ESTÍMULO À CIDADANIA FISCAL Mês/Ano - Código de Nacional de Atividade Econômica - CNAE OUTUBRO/2007 5611_2/01 - RESTAURANTES E SIMILARES NOVEMBRO/2007 4721_1/01

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul Julho registrou o quinto mês consecutivo com redução de postos de trabalho na Indústria sul-matogrossense. No mês, o saldo negativo para

Leia mais

PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM ABRIL DE 2004: FÔLEGO CURTO

PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM ABRIL DE 2004: FÔLEGO CURTO PRODUÇÃO INDUSTRIAL EM ABRIL DE 2004: FÔLEGO CURTO Segundo o IBGE, a produção física industrial brasileira permaneceu virtualmente estagnada, com variação positiva de 0,1% em abril na comparação com o

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul O emprego formal na Indústria sul-mato-grossense começou 2015 do mesmo modo que terminou 2014, com redução liquida de postos de trabalho.

Leia mais

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005

Dados gerais referentes às empresas do setor industrial, por grupo de atividades - 2005 Total... 147 358 6 443 364 1 255 903 923 1 233 256 750 157 359 927 105 804 733 1 192 717 909 681 401 937 511 315 972 C Indústrias extrativas... 3 019 126 018 38 315 470 32 463 760 4 145 236 2 657 977 35

Leia mais

REGIÃO LESTE. Fev.2016 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares

REGIÃO LESTE. Fev.2016 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares #2 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS Fev.2016 REGIÃO LESTE Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares INDICADORES ANÁLISE SETORIAL TABELAS I N D I CADORES IN DUST RIAIS

Leia mais

REGIÃO LESTE. Mar.2016 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares

REGIÃO LESTE. Mar.2016 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS. Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares #3 INDICADORES INDUSTRIAIS DE MINAS GERAIS Mar.2016 REGIÃO LESTE Regional Vale do Aço - Ipatinga Regional Rio Doce Governador Valadares INDICADORES ANÁLISE SETORIAL TABELAS I N D I CADORES IN DUST RIAIS

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana do DF

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana do DF Cenários Perfil Socioeconômico Regional Metropolitana do DF Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios

Leia mais

Processo (CPROD): / Quintino Marques Severo / Representante Titular da CUT no CODEFAT

Processo (CPROD): / Quintino Marques Severo / Representante Titular da CUT no CODEFAT Ministério do Trabalho erfffso PE«iv,hv Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e Identificação Profissional

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA LB% ATIVIDADE ECONÔMICA Comércio a varejo de automóveis, camionetas e utilitários novos

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA LB% ATIVIDADE ECONÔMICA Comércio a varejo de automóveis, camionetas e utilitários novos GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA ANEXO ÚNICO À PORTARIA SEFAZ N o 1799, de 30 de dezembro de 2002. (Redação dada pela Portaria nº 011 de 11.01.07). CÓDIGO CÓDIGO 1.0 2.0 LB% ATIVIDADE

Leia mais

BRAÇO DO TROMBUDO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial

BRAÇO DO TROMBUDO. Relatório do Movimento Econômico. Representatividade Setorial Representatividade Setorial 1 FABRICACAO DE PRODUTOS DE METAL, EXCETO MAQUINAS E EQUIPAMENTOS 2 AGRICULTURA, PECUARIA E SERVICOS RELACIONADOS 3 FABRICACAO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS 4 ATIVIDADES DE SERVICOS

Leia mais

QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA

QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA (Dado pela Portaria SIT n.º 14, de 21 de junho de 2007)

Leia mais

QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA

QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA QUADRO III Relação da Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE (Versão 2.0), com correspondente agrupamento para dimensionamento da CIPA (Dado pela Portaria SIT n.º 14, de 21 de junho de 2007)

Leia mais

PROJETO DE ACOMPANHAMENTO MENSAL DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL DE ARACAJU E DA PESQUISA NACIONAL DA CESTA BÁSICA DO DIEESE

PROJETO DE ACOMPANHAMENTO MENSAL DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL DE ARACAJU E DA PESQUISA NACIONAL DA CESTA BÁSICA DO DIEESE PROJETO DE ACOMPANHAMENTO MENSAL DO MERCADO DE TRABALHO FORMAL DE ARACAJU E DA PESQUISA NACIONAL DA CESTA BÁSICA DO DIEESE TABELA 2 Trabalhadores admitidos e desligados em Aracaju Janeiro de 2008 Setor

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul 2017 1) Outubro 2017: Fechamento de 584 postos de trabalho na indústria estadual. Resultado de 4.158 contratações e 4.742 demissões; Maiores

Leia mais

Dispõe sobre a adoção, pela SRF, do novo Código Nacional de Atividades Econômicas - CNAE.

Dispõe sobre a adoção, pela SRF, do novo Código Nacional de Atividades Econômicas - CNAE. SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL INSTRUÇÃO NORMATIVA SRF Nº 26, DE 26 DE MAIO DE 1995 Dispõe sobre a adoção, pela SRF, do novo Código Nacional de Atividades Econômicas - CNAE. Nota: Formalmente revogada,

Leia mais

Região Norte. Regional Maio 2015

Região Norte. Regional Maio 2015 Regional Maio 2015 O mapa mostra a divisão do estado de Minas Gerais para fins de planejamento. A região de planejamento Norte engloba a Fiemg Regional Norte, Vale do Jequitinhonha e Mucuri. Região Norte

Leia mais

International Workshop in Energy Statistics

International Workshop in Energy Statistics REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTRY OF MINES AND ENERGY SECRETARIAT OF ENERGY PLANNING AND DEVELOPMENT DEPARTMENT OF ENERGY PLANNING International Workshop in Energy Statistics Session 3: Classifications

Leia mais

ALECRIM ALECRIM. Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS

ALECRIM ALECRIM. Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS ALECRIM Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS NATAL/RN SETEMBRO/2010 1 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte SEBRAE/RN Serviço de Apoio às Micro e Pequenas

Leia mais

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou sindicato 13 0,98. Cooperativa 04 0,30

Forma de Funcionamento Número de negócios Percentual (%) Associação ou sindicato 13 0,98. Cooperativa 04 0,30 1 DADOS GERAIS - Data de emancipação: 04/09/1856 - Distância da capital: 400 km - Área: 260 Km 2 - Localização Mesorregião: Oeste Potiguar Microrregião: Pau dos Ferros - População: 26.728 (IBGE/2007) -

Leia mais

lista setores 3 dig Lerner 3 dig IHH 3 dig correlação Aço Açúcar Açúcar e Álcool

lista setores 3 dig Lerner 3 dig IHH 3 dig correlação Aço Açúcar Açúcar e Álcool lista setores 3 dig Lerner 3 dig IHH 3 dig correlação Aço 0.260629942 0.100597642 0.219608483 Açúcar 0.055219472 0.258237853 Açúcar e Álcool Integradas 0.063122945 0.02834294 Administração de Imóveis Próprios

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação nº 01/OCF.08-1 Accreditation Annex nº

Anexo Técnico de Acreditação nº 01/OCF.08-1 Accreditation Annex nº Nº de Accreditation nr Acreditado de acordo com (Accredited to) NP EN 45012 Localização: ARQUIPARQUE - Edifício Somague Rua Dr. António Loureiro Borges, N.º 9/9A - 3º piso 1495-131 Algés Contacto (Contact)

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana Goiânia

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana Goiânia Cenários Perfil Socioeconômico Regional Metropolitana Goiânia Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios

Leia mais

SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO MÓDULO 11 SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO 11.1 SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE PESSOAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SUMÁRIO ASSUNTO PÁGINA 11.1. SERVIÇO

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sudoeste

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sudoeste Cenários Perfil Socioeconômico Regional Sudoeste Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios Empresariais...

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul Dezembro 2016 A indústria estadual regularmente apresenta saldos negativos de contratação no último mês do ano. E esse comportamento se

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Sudeste

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Sudeste Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Sudeste Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sudeste

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sudeste Cenários Perfil Socioeconômico Regional Sudeste Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios Empresariais...

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul 2018 1) Maio 2018: Fechamento de 140 postos de trabalho na indústria estadual. Resultado de 4.828 contratações e 4.968 demissões; Maiores

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Entorno do DF

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Entorno do DF Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Entorno do DF Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sul-Sudoeste

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sul-Sudoeste Cenários Perfil Socioeconômico Regional Sul-Sudoeste Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios Empresariais...

Leia mais

Atividades de apoio à agricultura não especificadas anteriormente Atividades de apoio à produção florestal Serviços de pré-impressão

Atividades de apoio à agricultura não especificadas anteriormente Atividades de apoio à produção florestal Serviços de pré-impressão CÓDIGO CNAE DESCRIÇÃO 0161099 Atividades de apoio à agricultura não especificadas 0230600 Atividades de apoio à produção florestal 1821100 Serviços de pré-impressão 1822999 Serviços de acabamentos gráficos,

Leia mais

NR-4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO

NR-4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO NR-4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO. Alterada pela Portaria MTPS 510/16. Alterada pela Portaria MTE.018/14. Alterada pela Portaria MTE 590/14. Alterada pela

Leia mais

Considerando a necessidade de adequação da Norma Regulamentadora nº 05 à versão 2.0 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE),

Considerando a necessidade de adequação da Norma Regulamentadora nº 05 à versão 2.0 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), PORTARIA SIT/DSST Nº 14, DE 21 DE JUNHO DE 2007 Altera os Quadros II e III da Norma Regulamentadora nº 05. A Secretária de Inspeção do Trabalho e o Diretor do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho,

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Cenários Perfil Socioeconômico Regional Centro Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios Empresariais...

Leia mais

ALTO DO RODRIGUES 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS

ALTO DO RODRIGUES 1 DADOS GERAIS 2 PERFIL DOS EMPREENDIMENTOS 1 DADOS GERAIS - Data de emancipação: 28/03/1963 - Distância da capital: 339 km - Área: 191 Km 2 - Localização Mesorregião: Oeste Potiguar Microrregião: Vale do Açu - População: 11.443 (IBGE/2007) - Número

Leia mais

Região Centro-Oeste. Regional Fevereiro 2015

Região Centro-Oeste. Regional Fevereiro 2015 O mapa mostra a divisão do estado de Minas Gerais para fins de planejamento. A região de planejamento Centro- Oeste engloba a Regional Fiemg Centro-Oeste. Região Centro-Oeste GLOSSÁRIO Setores que fazem

Leia mais

Informações: Os slides a seguir foram apresentados no Painel de Especialistas da regional metropolitana do Espírito Santo, no dia 17/08/2018.

Informações: Os slides a seguir foram apresentados no Painel de Especialistas da regional metropolitana do Espírito Santo, no dia 17/08/2018. Informações: Os slides a seguir foram apresentados no Painel de Especialistas da regional metropolitana do Espírito Santo, no dia 17/08/2018. O Painel de Especialistas é uma das etapas do projeto Setores

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Sul-Sudoeste

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Sul-Sudoeste Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Sul-Sudoeste Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel Xavier Ferreira Filho Diretor

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Metropolitana Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Metropolitana Sebrae em Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Diretoria Executiva Manoel avier Ferreira Filho Diretor Superintendente

Leia mais

Rendimento Medio nos Empregos nas Industrias (ano 2005) Região Administrativa de Franca

Rendimento Medio nos Empregos nas Industrias (ano 2005) Região Administrativa de Franca Rendimento Medio nos Empregos nas Industrias (ano 2005) Região Administrativa de Franca Franca Total da Indústria 740,14 647,67 Indústria Extrativa 848,98 X Indústria de Transformação 739,97 647,52 Extração

Leia mais

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO Publicação D.O.U. Portaria GM n.º.4, de 08 de junho de 978 06/07/78 Alterações/Atualizações D.O.U. Portaria SSMT n.º,

Leia mais

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO Publicação D.O.U. Portaria GM n.º.4, de 08 de junho de 978 06/07/78 Alterações/Atualizações D.O.U. Portaria SSMT n.º,

Leia mais

PORTARIA SIT DSST Nº 01, DE

PORTARIA SIT DSST Nº 01, DE PORTARIA SIT DSST Nº 01, DE 12-05-1995 O Secretário-Adjunto de Segurança e Saúde no Trabalho, no uso de suas atribuições legais, e CONSIDERANDO o disposto no artigo 162 da Consolidação das Leis do Trabalho

Leia mais

Região Sul. Regional Abril 2015

Região Sul. Regional Abril 2015 Regional Abril 2015 O mapa mostra a divisão do estado de Minas Gerais para fins de planejamento. A região de planejamento Sul engloba a Fiemg Regional Sul. Região Sul GLOSSÁRIO Setores que fazem parte

Leia mais

Para efeitos da seleção da amostra, a base de amostragem que serviu de base ao Inquérito aos Custos de

Para efeitos da seleção da amostra, a base de amostragem que serviu de base ao Inquérito aos Custos de 1. NOTA METODOLÓGICA 7.1 BASE DE AMOSTRAGEM Para efeitos da seleção da amostra, a base de amostragem que serviu de base ao Inquérito aos Custos de contexto (IaCC), foi estratificada por duas variáveis:

Leia mais

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sul

Cenários. Perfil Socioeconômico. Regional Sul Cenários Perfil Socioeconômico Regional Sul Sumário Apresentação... 03 Dados Socioeconômicos... 04 Municípios... 06 Área e População... 08 Aspectos Socioculturais... 09 PIB... 11 Negócios Empresariais...

Leia mais

Nº 32 COMPORTAMENTO PRODUTIVO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE Brasília, setembro de 2016.

Nº 32 COMPORTAMENTO PRODUTIVO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE Brasília, setembro de 2016. COMPORTAMENTO PRODUTIVO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 Luiz Dias Bahia Alexandre Messa Peixoto da Silva Nº 32 Brasília, setembro de 2016. As opiniões emitidas nesta publicação são

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 04 9/05/1995 GRAU DE RISCO - REDIMENSIONAMENTO DA CIPA E SESMT - ALTERAÇÃO

Leia mais

CAPIM MACIO PERFIL DOS BAIRROS DE NATAL CAPIM MACIO. Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS

CAPIM MACIO PERFIL DOS BAIRROS DE NATAL CAPIM MACIO. Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS PERFIL DOS BAIRROS DE NATAL CAPIM MACIO Trabalho realizado por: SEBRAE/RN ESTUDOS E PESQUISAS NATAL/RN SETEMBRO/2010 1 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte SEBRAE/RN Serviço

Leia mais

Crise econômica e mercado de trabalho: Medidas de Auxílio ao trabalhador. Alexandre Ferraz Economista do DIEESE. Doutor em Ciência Política pela USP.

Crise econômica e mercado de trabalho: Medidas de Auxílio ao trabalhador. Alexandre Ferraz Economista do DIEESE. Doutor em Ciência Política pela USP. Crise econômica e mercado de trabalho: Medidas de Auxílio ao trabalhador Alexandre Ferraz Economista do DIEESE. Doutor em Ciência Política pela USP. O Papel do CODEFAT diante da crise As soluções de auxílio

Leia mais

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul

Emprego Industrial em Mato Grosso do Sul Comportamento do emprego formal na Indústria em Mato Grosso do Sul A indústria voltou a registrar saldo positivo na geração de empregos. Até o momento, em 2016, o saldo das contratações nas atividades

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Indústria PIM-PF BRASIL. Resultados de Maio de 2017

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Indústria PIM-PF BRASIL. Resultados de Maio de 2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Indústria PIM-PF BRASIL Resultados de o de 2017 Data: 04/07/2017 Resumo o/2017 Variação (%) Grandes Categorias Econômicas Acumulado nos o 2017/il 2017* o 2017/o 2016

Leia mais

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO ( ) (Aprovada pela Portaria nº 33, de 27/10/1983)

NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO ( ) (Aprovada pela Portaria nº 33, de 27/10/1983) NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO (04.000-6) (Aprovada pela Portaria nº, de 7/0/98) Aprovado pela Portaria GM nº.4, de 08/06/978 - DOU de 06/07/978 Alterado

Leia mais