Programação II. Aula 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programação II. Aula 2"

Transcrição

1 Programação II Aula 2

2 Introdução Para que serve programação? Resolver algum problema computacionalmente. Desenvolver um programa de computador (solução) cuja execução leve a um resultado (aceitável) de um dado problema. * Nem todos os problemas têm solução computacional viável Entender a natureza do problema e estar atento aos requisitos da solução desejada **** Escolha do paradigma de programação; Escolha do método/estrutura de dados (procedural); Escolha da linguagem de programação;

3 Paradigmas de Programação Visões sobre a estruturação da solução do problema. Prog. Funcional: consiste em representar a solução em forma de funções (matemáticas). Prog. Procedural: consiste em representar a solução em forma de uma série de ações/procedimentos que são executados sequencialmente para produzir a solução. Prog. Orientada a Objetos: consiste em representar a solução em forma de objetos que enviam e recebem mensagens entre si e assim produzem a solução. Prog. em Lógica: consiste em representar o problema em forma de lógica simbólica e usar um processo de inferência para produzir resultados.

4 Prog. Procedural X Funcional Descreve como computar (manipulando variáveis) Fatorial(n) begin a := 1; while n>0 do begin a := a*n; n := n-l end; return n; end;

5 Prog. Procedural - Conceitos Básicos Programa: solução computacional para um dado problema. Programa correto: implementação (correta) de um algoritmo (correto) em uma dada linguagem de programação (adequada). Algoritmo: qualquer procedimento computacional bem definido que toma algum valor como entrada e produz algum valor como saída. [Cormen] Algoritmo correto é tal que para cada instância de entrada ele termina e produz a saída esperada (no tempo esperado) para um dado problema. Análise de algoritmos (antes de implementar): Corretude: mostrar que o algoritmo sempre produz a saída esperada. Complexidade: envolve prever os recursos necessários como tempo, espaço (memória), hardware, largura de banda. Testes (alternativa** à análise depois de implementar)

6 Algoritmo para escovar dentes Algoritmo: qualquer procedimento bem definido que toma algum valor como entrada e produz algum valor como saída. Entrada: Dentes sujos com restos de alimentos, uma escova dental em condições de uso, 90 gramas de creme dental e 300 mililitros de água tratada. Saída: Dentes limpos (sem restos de alimentos visíveis), uma escova dental em condições de uso e 85 gramas de creme dental. Toda a quantidade de água deve ser utilizada.

7 Algoritmo para escovar dentes 1. Pegar a escova e a pasta de dentes; 2. Colocar um pouco de pasta sobre as cerdas da escova; 3. Escovar os dentes do maxilar inferior; 4. Escovar os dentes do maxilar superior; 5. Expelir da boca o excesso de espuma; 6. Bochechar um pouco de água; 7. Lavar a escova e guardá-la; 8. Enxugar o rosto.

8 Algoritmo para escovar dentes Técnica de refinamentos sucessivos: dividir um processo complexo em processos-componentes menores, especificando-se a entrada e a saída de cada um deles. Processo-componente pegar a escova e a pasta de dentes : 1. Enquanto não encontrar a escova e o tubo de pasta, continuar procurando por cada gaveta do armário; 2. Caso tenham acabado as gavetas e não tenha encontrado a escova e o tubo, interromper a tarefa.

9 Etapas de programação Entendimento do problema a ser resolvido; Planejamento de uma solução => algoritmo; Formalização da solução usando uma linguagem de programação; Verificação da conformidade da solução obtida com o problema proposto.

10 Algoritmo para ordenar lista de números Construir uma lista ordenada à partir de uma lista original Entrada: lista qualquer Saída: lista ordenada 1. Se a lista tem menos de 2 elementos, termina; 2. Senão, para cada posição da lista, Percorre-se a lista da posição final até a atual, efetuando a troca dos elementos quando o valor da posição à frente for menor que o valor da posição atual.

11 Partes de um Programa Nome da receita; Ingredientes: descreve todo o material necessário para o preparo da receita; Modo de preparo: descreve a forma de trabalhar com os ingredientes para que se obtenha o resultado esperado; Comentários sobre certos procedimentos ou ingredientes a fim de detalhar alguma peculiaridade que o cozinheiro poderia não conhecer previamente.

12 Partes de um Programa Cabeçalho: contém informações sobre o programa, como o seu nome; Dicionário de dados: define quais são os dados manipulados pelo programa; Corpo: define os procedimentos que o programa deve executar; Documentação: explica certos aspectos não muito claros do programa, tanto no corpo do programa quanto no cabeçalho ou no dicionário de dados.

13 Partes de um Programa

14

15 Variáveis e Memória Variáveis: espaço da memória reservado para guardar os dados a serem manipulados pelo programa. Declaração: <Tipo de Dado> <Identificador> Tipos de dados básicos Inteiro Ponto Flutuante Caracter

16 Variáveis e Células de Memória Atribuição de valor à variável Atribuição estática Na declaração da variável: <Tipo de Dado> <Identificador> = <expressão> No corpo do programa <Identificador> = <expressão> Atribuição Dinâmica Leitura do teclado scanf Leitura de arquivo Veremos mais adiante

17 Tipo de Dados Básicos Inteiro (int) Representa um intervalo finito do conjunto matemático dos números inteiros [-32768, 32767] Ponto flutuante (float) Representa um intervalo finito do conjunto matemático dos números racionais Caracter (char) Representa símbolos pré-definidos na tabela ASCII

18

19 Constantes # define <identificador> <valor>

20 Expressões Aritméticas

21 Expressões Aritméticas

22 Exercício Construa um programa em C que: Declara três variáveis do tipo inteiro, a, b, e c, e atribui a elas valores constantes quaisquer. Imprime na tela o valor das variáveis Soma b com c e guarda em a. Imprime na tela o valor de a.

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Processamento da Informação Teoria. Algoritmos e Tipos de dados

Processamento da Informação Teoria. Algoritmos e Tipos de dados Processamento da Informação Teoria Algoritmos e Tipos de dados Semana 01 Prof. Jesús P. Mena-Chalco 24/04/2013 (*) Slides adaptados das aulas do Prof. Harlen Costa Batagelo Algumas definições de algoritmo

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://manoelcampos.com mcampos at ifto.edu.br Versão

Leia mais

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br

LP II Estrutura de Dados. Introdução e Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br LP II Estrutura de Dados Introdução e Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Considerações Gerais Introdução a Linguagem C Variáveis e C Tipos de

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

Introdução à Programação

Introdução à Programação Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Construções Básicas Programa em C #include int main ( ) { Palavras Reservadas } float celsius ; float farenheit ; celsius = 30; farenheit = 9.0/5

Leia mais

Algoritmos e Tipos de Dados

Algoritmos e Tipos de Dados Algoritmos e Tipos de Dados 2015/1 Programação Básica de Computadores (INF 09325) Archimedes Detoni www.inf.ufes.br/~archimedesdetoni archimedesdetoni@inf.ufes.br Programa / Bibliografia 1. Conceitos básicos

Leia mais

Algoritmos e Programação. Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com.

Algoritmos e Programação. Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com. Algoritmos e Programação Curso de Engenharia de Produção Prof. Ms. Rogério Cardoso rogerio.cardoso@aedu.com professor@rogeriocardoso.com.br 2012 Conteúdo e Objetivos da Aula Introdução a Linguagem C Revisão

Leia mais

QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Desenvolvimento De Sistemas - Lógica De Programação. 1. Lógica de Programação I 1.1 Introdução á Lógica de Programação 1.2 O que é lógica? 1.3 Lógica Matemática 1.4 Lógica de Programação 1.5 Seqüência

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 02 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Lógica de Programação Lógica de Programação é a técnica de criar sequências lógicas de ações para

Leia mais

Programação para Computação

Programação para Computação Universidade Federal do Vale do São Francisco Programação para Computação Professor: Marcelo Santos Linder E-mail: marcelo.linder@univasf.edu.br Ementa Conceito de algoritmo. Lógica de programação e programação

Leia mais

e à Linguagem de Programação Python

e à Linguagem de Programação Python Introdução a Algoritmos, Computação Algébrica e à Linguagem de Programação Python Curso de Números Inteiros e Criptografia Prof. Luis Menasché Schechter Departamento de Ciência da Computação UFRJ Agosto

Leia mais

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson.

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios Aula 01 Slide 1 BIBLIOGRAFIA SCHILDT H. C Completo e Total, Makron Books. SP, 1997. Curso de linguagem C da UFMG. ZIVIANI,

Leia mais

Curso de Linguagem C

Curso de Linguagem C Curso de Linguagem C 1 Aula 1 - INTRODUÇÃO...4 AULA 2 - Primeiros Passos...5 O C é "Case Sensitive"...5 Dois Primeiros Programas...6 Introdução às Funções...7 Introdução Básica às Entradas e Saídas...

Leia mais

3/19/2014. Compilador DEV C++ ENGENHARIAS LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Henry Lubanco/ Joelio Piraciaba

3/19/2014. Compilador DEV C++ ENGENHARIAS LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Henry Lubanco/ Joelio Piraciaba Compilador DEV C++ 101 Compilador DEV C++ 102 1 Compilador DEV C++ Compilar (Ctrl+F9) Executar (Ctrl+F10) Compilar e executar (F9) 103 Compilador DEV C++ Escolher a pasta Escolher o nome e o tipo de arquivo

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores I. Prof. Eduardo

Algoritmos e Programação de Computadores I. Prof. Eduardo Algoritmos e Programação de Computadores I Prof. Eduardo Professor Eduardo Machado Real - Mestrado em Ciência da Computação - Especialização em Desenvolvimento de Aplicação para a World Wide Web - Licenciatura

Leia mais

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Introdução O computador como ferramenta indispensável: Faz parte das nossas vidas; Por si só não faz nada de útil; Grande capacidade de resolução

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Conceitos básicos de algoritmos

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Conceitos básicos de algoritmos Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Conceitos básicos de algoritmos Prof. Renato Pimentel 1 Computação Dados Informações vindas de usuários ou de outras máquinas; Processamento transformação

Leia mais

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá.

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá. INTRODUÇÃO A lógica de programação é extremamente necessária para as pessoas que queiram trabalhar na área de programação, seja em qualquer linguagem de programação, como por exemplo: Pascal, Visual Basic,

Leia mais

13 Números Reais - Tipo float

13 Números Reais - Tipo float 13 Números Reais - Tipo float Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até omomentonoslimitamosaouso do tipo inteiro para variáveis e expressões aritméticas. Vamos introduzir agora o tipo real. Ao final

Leia mais

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis

MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis MC102 Algoritmos e programação de computadores Aula 3: Variáveis Variáveis Variáveis são locais onde armazenamos valores na memória. Toda variável é caracterizada por um nome, que a identifica em um programa,

Leia mais

Tabela de Símbolos. Análise Semântica A Tabela de Símbolos. Principais Operações. Estrutura da Tabela de Símbolos. Declarações 11/6/2008

Tabela de Símbolos. Análise Semântica A Tabela de Símbolos. Principais Operações. Estrutura da Tabela de Símbolos. Declarações 11/6/2008 Tabela de Símbolos Análise Semântica A Tabela de Símbolos Fabiano Baldo Após a árvore de derivação, a tabela de símbolos é o principal atributo herdado em um compilador. É possível, mas não necessário,

Leia mais

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ #include { Este trecho é reservado para o corpo da função, com a declaração de suas variáveis locais, seus comandos e funções

Leia mais

2 Um Primeiro Programa em C

2 Um Primeiro Programa em C 2 Um Primeiro Programa em C Ronaldo F. Hashimoto, Carlos H. Morimoto e José A. R. Soares OobjetivodessaaulaéintroduzirvocêàlinguagemCemambienteLinux,primeiramentemostrandoasua estrutura, e a seguir com

Leia mais

Folha Prática 2. Lab. 2

Folha Prática 2. Lab. 2 Programação Folha Prática 2 Lab. 2 Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal 2010 Copyright 2010 All rights reserved. 1. Revisão dos conceitos fundamentais da programação de computadores

Leia mais

20 Caracteres - Tipo char

20 Caracteres - Tipo char 0 Caracteres - Tipo char Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até agora vimos como o computador pode ser utilizado para processar informação que pode ser quantificada de forma numérica. No entanto,

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Problema 1 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em

Leia mais

Italo Valcy

Italo Valcy <italo@dcc.ufba.br> Programação C Módulo 01 Introdução à linguagem C Italo Valcy www.ieee.org/ufba Italo Valcy Programação em C Licença de uso e distribuição Todo o material aqui disponível pode, posteriormente,

Leia mais

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo INF01040 Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação s Seqüenciais Sumário Elaboração de um programa/algoritmo Formas de representação de um algoritmo Elementos manipulados em um programa/algoritmo

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação 1 Estruturas de dados Representação computacional das informações do problema ser resolvido Informações podem ser de

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

ENG1000 Introdução à Engenharia

ENG1000 Introdução à Engenharia ENG1000 Introdução à Engenharia Aula 04 Introdução a Linguagem Lua Edirlei Soares de Lima Linguagem Lua Lua é uma linguagem de programação projetada para dar suporte à programação

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA. CC 2º Período

PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA. CC 2º Período PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CC 2º Período PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA Aula 06: Ponteiros Declarando e utilizando ponteiros Ponteiros e vetores Inicializando ponteiros Ponteiros para Ponteiros Cuidados a serem

Leia mais

Linguagem algorítmica: Portugol

Linguagem algorítmica: Portugol Programação de Computadores I Aula 03 Linguagem algorítmica: Portugol José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/34 Introdução I Lógica A lógica é usada

Leia mais

10/02/2015. As linguagens. Algoritmos e Lógica de programação. Os produtos. Os ingredientes. Introdução. Atuais:.Net Java Delphi PHP

10/02/2015. As linguagens. Algoritmos e Lógica de programação. Os produtos. Os ingredientes. Introdução. Atuais:.Net Java Delphi PHP s e Lógica de programação Introdução Atuais:.Net Java Delphi PHP Anteriores: Dbase Clipper VB6 As linguagens Ruby on Rails Python / Perl Objective-C Android (Java) Outras: PL/SQL T-SQL ADVPL Html5 C++

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme

AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C. Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme AULA 2: INTRODUÇÃO A LINGUAGEM DE C Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme Agenda Introdução a linguagem C Compiladores Variáveis IDEs Exemplos Exercícios Introdução A Linguagem C

Leia mais

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular 17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante 17

Leia mais

Algoritmo e Programação

Algoritmo e Programação Algoritmo e Programação Professor: José Valentim dos Santos Filho Colegiado: Engenharia da Computação Prof.: José Valentim dos Santos Filho 1 Ementa Noções básicas de algoritmo; Construções básicas: operadores,

Leia mais

Métodos Os métodos de uma classe podem ser classificados como construtores, destrutores, funções ou procedimentos.

Métodos Os métodos de uma classe podem ser classificados como construtores, destrutores, funções ou procedimentos. Métodos Os métodos de uma classe podem ser classificados como construtores, destrutores, funções ou procedimentos. Construtor: método executado por uma CLASSE (e não por um objeto, instância da classe)

Leia mais

Algoritmos e Técnicas de

Algoritmos e Técnicas de INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Algoritmos e Técnicas de Programação Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com eberton.marinho@ifrn.edu.br

Leia mais

Estrutura de Dados. Introdução a Ponteiros. Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1

Estrutura de Dados. Introdução a Ponteiros. Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1 Estrutura de Dados Introdução a Ponteiros Prof. Gerson Borges Estrutura de Dados I 1 Sumário è Explicação da importância do planejamento de ensino; è Métodos e técnicas que iremos trabalhar durante o semestre;

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Operadores básicos Toda linguagem de programação, existem

Leia mais

Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código

Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código Cap.2.5: Design de Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código 1 Sumário Problemas e algoritmos Desenho de algoritmos/programas Passos na construção de algoritmos Método

Leia mais

Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO Problemas & Algoritmos Para resolver um problema através dum computador é necessário encontrar em primeiro lugar uma maneira de descrevê-lo

Leia mais

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto ALGORITMOS PARTE 01 Fabricio de Sousa Pinto Algoritmos: Definição 2 É uma sequência de instruções finita e ordenada de forma lógica para a resolução de uma determinada tarefa ou problema. Algoritmos 3

Leia mais

Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código

Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada. Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código Prof. Dr. Abel Gomes (agomes@di.ubi.pt) Cap.4: Design de Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos, fluxogramas e pseudo-código 1 Sumário Problemas e algoritmos Desenho de algoritmos/programas Passos

Leia mais

Curso de C. Introdução. Copyright @ 2005 by Arnaldo V. Moura e Daniel F. Ferber

Curso de C. Introdução. Copyright @ 2005 by Arnaldo V. Moura e Daniel F. Ferber Curso de C Introdução Introdução Roteiro: Recordando Algoritmos Linguagem de Programação O computador Instruções de Máquina Níveis de Abstração Compilação Algoritmos Recordando: Algoritmo: conjunto finito

Leia mais

1. PROLOGO ==========

1. PROLOGO ========== 1997 - Hackers Iniciantes em Linguagem C 1997 - RoyalBug - thedarkage@mail.geocities.com thedarkage2@mail.geocities.com 1997 - The Black Church MANUAL C 01 ================ 1997 - http://www.pcs.usp.br/~peasilva/

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Introdução a Linguagem C Princípios de Programação em C Gil Eduardo de Andrade Conceitos Iniciais: Linguagem C Introdução É uma linguagem estruturada; Foi desenvolvida na década

Leia mais

O Processo de Programação

O Processo de Programação Programação de Computadores I Aula 04 O Processo de Programação José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/23 Algoritmo Um algoritmo é uma seqüência de

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Introdução à Programação Carga horária total: 60 Carga horária teórica: 0 Carga horária prática: 60 Código da Disciplina: CCMP0041 Período de oferta: 2010.2 Turma: CA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Objetivos Compreender os conceitos de lógica de programação e de algoritmos. Conhecer

Leia mais

Paradigmas de Programação

Paradigmas de Programação Paradigmas de Programação Tipos de Dados Aula 5 Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Prof. Edilberto Silva / edilms.eti.br Tipos de Dados Sistema de tipos Tipos de Dados e Domínios Métodos

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

Programas simples em C

Programas simples em C Programas simples em C Problema 1. Escreve um programa em C que dados dois inteiros indique se são iguais ou qual o maior. Utilizar a construção em 5 etapas... quais? 1. Perceber o problema 2. Ideia da

Leia mais

Algoritmos. Cláudio Barbosa contato@claudiobarbosa.pro.br

Algoritmos. Cláudio Barbosa contato@claudiobarbosa.pro.br Algoritmos Partes básicas de um sistema computacional: Hardware, Software e Peopleware Hardware - Componentes físicos de um sistema de computação, incluindo o processador, memória, dispositivos de entrada,

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 12 Cadeia de Caracteres (Strings) Edirlei Soares de Lima Caracteres Até o momento nós somente utilizamos variáveis que armazenam números (int, float ou

Leia mais

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores 2ª Aula Programa, entrada e saída de dados

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores 2ª Aula Programa, entrada e saída de dados MC102 Algoritmos e Programação de Computadores 2ª Aula Programa, entrada e saída de dados 1. Objetivos Falar sobre programa de computador, diferenciando programa em linguagem de máquina, de programa em

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP Algoritmos e Programação Ricardo Argenton Ramos Baseado nos slides do professor Jadsonlee da Silva Sá Ementa Conceito de algoritmo. Lógica de programação e programação estruturada. Linguagem de definição

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Continuando as aulas sobre os fundamentos

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9. Introdução a linguagem C Estruturas de decisão

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9. Introdução a linguagem C Estruturas de decisão CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9 Introdução a linguagem C Estruturas de decisão Introdução à Linguagem C Linguagem compilada. Desenvolvida sobre os paradigmas de programação procedural. Uma das linguagens

Leia mais

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA COMBA DÃO CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 2012-2015 PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MÓDULO 2 Mecanismos de Controlo de

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO Carga horária total: 60 h Carga horária teórica: 30 h Carga horária prática: 30 h Código da Disciplina: CCMP0041 Período de oferta: 2015.2 Turma:

Leia mais

Exemplos. char c; int i=67;... c= A ; c=c+1; if (c== B )... c=i; i=c; i++; if (i>= C )...

Exemplos. char c; int i=67;... c= A ; c=c+1; if (c== B )... c=i; i=c; i++; if (i>= C )... Caracteres Conceitos Tipo de dados simples (char), cujo valor é a codificação numérica de um caracter; Caracteres literais são representados por aspas simples, como em A e a ; Variáveis do tipo char podem

Leia mais

Aula 4 Pseudocódigo Tipos de Dados, Expressões e Variáveis

Aula 4 Pseudocódigo Tipos de Dados, Expressões e Variáveis 1. TIPOS DE DADOS Todo o trabalho realizado por um computador é baseado na manipulação das informações contidas em sua memória. Estas informações podem ser classificadas em dois tipos: As instruções, que

Leia mais

COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL. Algoritmos e Programação APG0001

COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL. Algoritmos e Programação APG0001 COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL Algoritmos e Programação APG0001 Objetivos da aula Entender o princípio de funcionamento dos computadores; Entender o conceito de programa e sua dinâmica de

Leia mais

Introdução à Programação e Algoritmos. Aécio Costa

Introdução à Programação e Algoritmos. Aécio Costa Aécio Costa Programação é a arte de fazer com que o computador faça exatamente o que desejamos que ele faça. O que é um Programa? Uma seqüência de instruções de computador, para a realização de uma determinada

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria)

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) PC PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) Aula 01 Prof. Ricardo Veras (prof.rveras@gmail.com) ALGORITMOS "Seqüência ordenada de passos, que deve ser seguida para a realização de um tarefa" "Algoritmo é um

Leia mais

Variáveis e Comandos de Atribuição

Variáveis e Comandos de Atribuição BCC 201 - Introdução à Programação Variáveis e Comandos de Atribuição Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/47 Estrutura Básica de um programa C I < d i r e t i v a s do pré p r o c e s s a d o r > < d e c l

Leia mais

Primeiro Curso de Programação em C 3 a Edição

Primeiro Curso de Programação em C 3 a Edição Edson Luiz França Senne Primeiro Curso de Programação em C 3 a Edição Visual Books Sumário Prefácio da Terceira Edição 9 Prefácio da Primeira Edição 11 Aula 1 13 Regras de sintaxe de uma linguagem de programação...

Leia mais

Estrutura de um programa em linguagem C

Estrutura de um programa em linguagem C Estrutura de um programa em linguagem C Estrutura de um programa em linguagem C Exemplo de um programa em linguagem C Directivas de Pré-Processamento #include Declarações Globais Declarações

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Introdução à Lógica de Programação Sistemas Numéricos As informações inseridas em um computador são traduzidos em dados, ou seja, em sinais que podem ser manipulados pelo computador. O computador trabalha

Leia mais

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Básico de Computadores Computador: dispositivos físicos + programas Dispositivos físicos: hardware Programas: as instruções que dizem aos dispositivos

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Figura 13.1: Um exemplo de árvore de diretório.

Figura 13.1: Um exemplo de árvore de diretório. 13. Árvores W. Celes e J. L. Rangel Nos capítulos anteriores examinamos as estruturas de dados que podem ser chamadas de unidimensionais ou lineares, como vetores e listas. A importância dessas estruturas

Leia mais

Feature-Driven Development

Feature-Driven Development FDD Feature-Driven Development Descrição dos Processos Requisitos Concepção e Planejamento Mais forma que conteúdo Desenvolver um Modelo Abrangente Construir a Lista de Features Planejar por

Leia mais

Lógica de Programação PROF. FLÁVIO IZO

Lógica de Programação PROF. FLÁVIO IZO Lógica de Programação PROF. FLÁVIO IZO Dúvidas! FLÁVIO IZO (28) 99986-5273 (somente urgência) fizo@ifes.edu.br APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Objetivos 1.0 Apresentações: Área que mais gosta? 2.0 Ementa; 3.0

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 4 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D)

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 4 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D) Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 1 AULA TEÓRICA 4

Leia mais

Algoritmos e Programação Estruturada

Algoritmos e Programação Estruturada Algoritmos e Programação Estruturada Virgínia M. Cardoso Linguagem C Criada por Dennis M. Ritchie e Ken Thompson no Laboratório Bell em 1972. A Linguagem C foi baseada na Linguagem B criada por Thompson.

Leia mais

Algoritmos Computacionais ( Programas )

Algoritmos Computacionais ( Programas ) Algoritmos Computacionais ( Programas ) A partir deste tópico, consideramos a utilização do universo Computacional na solução de problemas. Para tanto devemos lembrar que a transposição de problemas do

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo 1.1 Introdução A Lógica é forma de organizar os pensamentos e demonstrar o raciocínio de maneira correta. A utilização da lógica é a melhor maneira de solucionar

Leia mais

ALGORITMO I VARIÁVEIS INDEXADAS

ALGORITMO I VARIÁVEIS INDEXADAS VARIÁVEIS INDEXADAS Array Auxiliadora Freire Slide 1 Array: Conjunto de informações do mesmo tipo, cada informação é representada na memória do computador por uma variável. O nome de qualquer variável

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

Disciplina: Organização de computadores

Disciplina: Organização de computadores Disciplina: Organização de computadores Professora: Carolina D. G. dos Santos E-mail: profcarolinadgs@gmail.com Página: profcarolinadgs.webnode.com.br Unip / Prof. a Carolina 1 à Computador Conceitos Básicos

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2. Introdução à Programação de Computadores. Aula - Tópico 1

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2. Introdução à Programação de Computadores. Aula - Tópico 1 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/2 Introdução à Programação de Computadores Aula - Tópico 1 1 Por que usar um computador? Como conversar com um computador? 0101001001010100101011 0010100110101011111010

Leia mais

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções)

Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução. (procedimentos e funções) Aulas anteriores... Formulação adequada do problema Identificação das variáveis de entrada; resultados/variáveis de saída e método ou solução Definição do algoritmo Método de decomposição hierárquica utilizando

Leia mais

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C;

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; Aula 3 Estruturas de controle Objetivos Esperamos que, ao final desta aula, você seja capaz de: compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; construir programas em

Leia mais

Princípios de funcionamento dos computadores

Princípios de funcionamento dos computadores Princípios de funcionamento dos computadores Objetivos da aula: - Entender o princípio de funcionamento dos computadores - Entender o conceito de programa e sua dinâmica de execução Tópicos da aula: -

Leia mais

Algoritmos e Programação Parte Teórica

Algoritmos e Programação Parte Teórica Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte Teórica Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Entender o mecanismo de um programa em C/C++ Apresentar e estrutura da Linguagem C/C++

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. A Linguagem C Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação A Linguagem C Prof. Renato Pimentel 1 Programação Quando queremos criar ou desenvolver um software para realizar determinado tipo de processamento

Leia mais