UNIVERSALIZAÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSALIZAÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES"

Transcrição

1 UNIVERSALIZAÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES Marcelo Rodrigues Superintendência de Universalização SUN São Paulo, 18 de Julho de 2011

2 Universalização - LGT é garantir o direito de acesso de toda pessoa ou instituição, independentemente de sua localização e condição sócio-econômica, aos serviços de telecomunicações prestados em regime público [ Art Lei nº 9.472/97 LGT ]

3 Classificação dos Serviços Telefonia Fixa COLETIVO ABRANGÊNCIA DO INTERESSE RESTRITO REGIME JURÍDICO PÚBLICO PRIVADO Prestado mediante Concessão ou Permissão, com atribuição de obrigações de Universalização e de continuidade Prestado mediante Autorização, sem obrigações de Universalização e de continuidade Não existente Prestado mediante Autorização, sem obrigações de Universalização e expansão, de acesso restrito

4 Universalização Instrumentos UNIVERSALIZAÇÃO REGULAMENTAÇÃO Plano Geral de Metas para a Universalização (Dec. 7512/2011) PGMU Custos suportados pelas Concessionárias Plano de Metas para a Universalização PMU Custos não recuperáveis suportados pelo FUST

5 Metas mantidas no novo PGMU Direitos Conquistados e Mantidos

6 Metas mantidas no novo PGMU Acessos individuais Acessos coletivos atendimento às localidades com mais de trezentos habitantes; prazo de 7 dias para atendimento às solicitações; atendimento prioritário às instituições (ensino, segurança, saúde, bibliotecas e museus públicos, órgãos de defesa do consumidor, Ministério Público e do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário). atendimento às localidades com mais de cem habitantes; distância de 300 metros a um orelhão de qualquer ponto da localidade; atendimento com orelhão às instituições (ensino, segurança, saúde, bibliotecas e museus públicos, órgãos de defesa do consumidor, Ministério Público e do Poder Judiciário), mediante solicitação.

7 Metas mantidas no novo PGMU Acessibilidade orelhões adaptados para para cada tipo de necessidades especiais, (locomoção, auditiva ou da fala) disponibilidade de central de intermediação da comunicação serviço 142 Acesso aos Serviços de Emergência chamada gratuita aos serviços de emergência 190 polícia, 192 ambulância, 193 bombeiros, etc. Backhaul manutenção das obrigações de instalação de infraestrutura de rede de suporte de telefonia fixa para conexão em banda larga (Decreto nº 6.424/2008)

8 Novas Metas do PGMU Atendimento às áreas rurais, e às famílias de menor poder aquisitivo.

9 Uso de Radiofrequências Ampliação da penetração de serviços de telecomunicações de voz e dados nas áreas rurais e nas regiões remotas. Previsão de licitação das subfaixas de radiofrequência de 450 MHz e 2,5 MHz até 30 de abril de Garantias editalícias de cobertura e atendimento das metas rurais.

10 Novas metas do PGMU Acessos Coletivos em Locais Rurais Escolas Públicas Postos de Saúde Telefonia em Área Rural Comunidades Quilombolas Assentamentos Rurais Aldeias Indígenas Unidades de Conservação de Uso Sustentável Postos de Polícia Rodoviária Federal Aeródromos Públicos Organizações Militares Cooperativas com Posto de Serviço Multifacilidades na Área Rural, com voz, internet e equipamento para digitalização de imagens Distância > 30 km Concessionária LDN, LDI Distância < 30 km Concessionária Local

11 Novas metas do PGMU Oferta de Plano de Serviço para atendimento com acessos individuais na Área Rural Benefício à família do campo Desenvolvimento do Agronegócio até 30 km (2015) Sede do Município ATB Área de Tarifa Básica Acesso individual na área rural

12 Novas metas do PGMU Adequação da densidade de orelhões agora por município Beneficia cerca de municípios atualmente com menos de 4 TUP/1.000 hab. sistema de gestão de ocupação e disponibilidade amplia o controle social

13 Novas metas do PGMU Acesso Individual Classe Especial para famílias de baixa renda Acesso individual Classe especial tarifa mais acessível, aprox. R$ 14,00 com impostos Assinante assinante baixa renda Baixa Renda Decreto nº 6.135/2007 Cadastro único para programas Sociais do governo

14 Revisão de Regulamentos Regulamento do PGMU Regulamento de Acompanhamento e Controle das Obrigações de Universalização Regulamento do Acesso Individual Classe Especial - AICE PGMU Regulamento de Atendimento a Área Rural FATB (fora da área de tarifação básica) Regulamento de Funcionamento do Telefone de Uso Público

15 Formas de Divulgação para a Sociedade Relatório de Universalização por Estado Cartilhas de Universalização Propagandas em Rádio e Televisão

16 Resultados

17 OBRIGADO! Superintendência de Universalização (61)

18 Características observadas numa localidade para fins de atendimento com telefonia fixa aglomerado permanente de habitantes domicílios permanentes e adjacentes (até 50 m) área continuamente construída arruamento reconhecível ou disposta ao longo de uma via de comunicação Área de tarifa básica inclui franja de 500m

19 Obrigações de Transporte em banda larga Backhaul é a infraestrutura da rede de telefonia fixa para suporte à banda larga Decreto nº 6.424/2008 (troca de metas) A capacidade mínima de transmissão do backhaul, para atendimento às sedes dos municípios, deverá considerar a população do respectivo município, observando as seguintes disposições: Habitantes até entre até entre até mais de Capacidade de Transmissão 8 Mbps 16 Mbps 32 Mbps 64 Mbps

20 Backhaul Metas e Cronograma Total de Municípios Já atendidos (2007) (140 milhões de hab.) Atendidos até dez/ (50 milhões de hab.) Legenda: Já atendidos em 2007 Atendidos até 2010

21 Acompanhamento e Controle A Fiscalização Sistêmica tem sido realizada desde 2006 com Foco no Município pio: Teledensidade PMU II Demandas Pontuais MUNICÍPIOS Inconsistência nos Registros Registro SQP Backhaul Os resultados têm sido expressivos para a sociedade, valendo citar, entre outros: - Entre 2006 a 2009, foram atendidas novas localidades - Queda de 53,65% no total de irregularidades encontradas entre 2007 e 2009

22 Atual PGMU a 2015 Decreto 7.512, de 30 de junho de 2011 Banda Larga Infra/ Transp. manutenção das metas de backhaul (PGMU) oferta de capacidade de transporte de tráfego em todos os municípios, onde a Concessionária detém PMS Banda Larga Acesso oferta de plano de serviço para acesso à internet com velocidade, preços e demais condições adequadas à massificação do acesso

23 Implementação do PGMU - Desafios e Ações com foco na demanda DESAFIOS dificuldades na identificação de localidades para atendimento com pelo menos um orelhão. atendimento às cooperativas com acesso de voz, dados e envio e digitalização de imagens. acessibilidade atendimento às pessoas com deficiência. Informação, conscientização e exercício dos direitos. AÇÕES REALIZADAS ofício e reuniões com prefeituras cadastro de informações dos municípios cooperação técnica com OCB ações conjuntas com MDA cartilha de telefonia rural cooperação técnica com CORDE regulamentação da central de intermediação da comunicação (Res. 509/2008) Divulgação direta Obrigação de divulgação Parcerias

24 Implementação do PGMU - Desafios e Ações com foco na oferta DESAFIOS Prazo de instalação de acesso Individual (até 7 dias) Disponibilidade de Orelhão em Localidades sem ac. individual Distribuição por município e ocupação de TUPs Oferta de alternativas de acesso para baixa renda AÇÕES REALIZADAS Fiscalização Acompanhamento e Controle Evolução da regulamentação Oferta de acessos rurais (coletivo e individual)

25 Acompanhamento e Controle Municípios Fiscalizados entre 2007 e 2010:

Novo Plano Geral de Metas para a Universalização 2011 a 2015. Telefonia em Área Rural

Novo Plano Geral de Metas para a Universalização 2011 a 2015. Telefonia em Área Rural Novo Plano Geral de Metas para a Universalização 2011 a 2015 Telefonia em Área Rural Metas mantidas no novo PGMU Direitos Conquistados e Mantidos Metas mantidas no novo PGMU Acessos individuais atendimento

Leia mais

Plano Geral de Metas para a Universalização PGMU III

Plano Geral de Metas para a Universalização PGMU III Novo Plano Geral de Metas para a Universalização 2011 a 2015 Reunião com o Conselho Consultivo da Anatel 10 de junho de 2011 Telefonia em Área Rural Plano Geral de Metas para a Universalização PGMU III

Leia mais

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. Audiência Pública

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. Audiência Pública Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Audiência Pública para Discutir sobre a possível licitação da Faixa de Radiofrequência de 450 MHz, com vistas a oferecer

Leia mais

icat el Produtos e propostas para a melhoria da acessibilidade nos serviços públicos de comunicação

icat el Produtos e propostas para a melhoria da acessibilidade nos serviços públicos de comunicação Produtos e propostas para a melhoria da acessibilidade nos serviços públicos de comunicação GRUPO ICA TELECOM. LTDA icat el 1600 Funcionários; Desenvolvimento, produção e comercialização de equipamentos

Leia mais

Solução Vsat PGMU OI 24/11/ 2009

Solução Vsat PGMU OI 24/11/ 2009 Solução Vsat PGMU OI 24/11/ 29 Plataforma Multimídia e Serviços A Hispamar e o PGMU PGMU o que é? PGMU Algumas das principais metas Novo PGMU Implantação PGMU Plataforma Multimidia e Serviços A plataforma

Leia mais

TELEFÔNICO FIXO COMUTADO PRESTADO NO REGIME PÚBLICO - PGMU

TELEFÔNICO FIXO COMUTADO PRESTADO NO REGIME PÚBLICO - PGMU A N E X O PLANO GERAL DE METAS PARA A UNIVERSALIZAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO PRESTADO NO REGIME PÚBLICO - PGMU CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 o Para efeito deste Plano, entende-se

Leia mais

Banda Larga rural e urbana

Banda Larga rural e urbana Banda Larga rural e urbana Edital de Licitação 004/2012/PVCP/SPV-Anatel (450 MHz e 2,5 GHz) Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados Anatel Brasília/DF Abril/2012 Premissas e objetivos

Leia mais

Revisão dos Contratos de Concessão do STFC -- Plano Geral de Metas para a Universalização

Revisão dos Contratos de Concessão do STFC -- Plano Geral de Metas para a Universalização Agência Nacional de Telecomunicações Revisão dos Contratos de Concessão do STFC -- Plano Geral de Metas para a Universalização José Alexandre Bicalho Superintendente de Planejamento e Regulamentação 02/09/2014

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL JARBAS JOSÉ VALENTE Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Outubro/2013 Modelo Regulatório Princípios Legais QUANTO AO REGIME DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO: REGIME PÚBLICO: CONCESSÃO COM

Leia mais

Relatório sobre a Revisão Especial de Cumprimento da Antecipação do Plano Geral de Metas para a Universalização Estado do Maranhão

Relatório sobre a Revisão Especial de Cumprimento da Antecipação do Plano Geral de Metas para a Universalização Estado do Maranhão ANEXO 2 DECLARAÇÃO DE AUDITORIA INDEPENDENTE Relatório sobre a Revisão Especial de Cumprimento da Antecipação do Plano Geral de Metas para a Universalização Estado do Maranhão Ilmos. Srs. Acionistas e

Leia mais

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural

Investimentos em 4G, refarming. de frequência e telefonia rural Investimentos em 4G, refarming de frequência e telefonia rural Carlos Baigorri Superintendente Anatel Brasília/DF Fevereiro/2014 Nos últimos 12 anos pudemos ver no mercado as tecnologias passando por diferentes

Leia mais

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro II LATIN AMERICAN PUBLIC POLICY FORUM ON INTERNET, E- COMMERCE AND MOBILE TECHNOLOGIES Economic, Social and Cultural Impact on Latin America's Development Keynote speech by Senator Walter Pinheiro Discussion

Leia mais

Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento

Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento Infra-estrutura para inovação e desenvolvimento Painel: Telecomunicações, acessibilidade, TICs e inovação As telecomunicações constituem um setor de infra-estrutura de importante impacto no crescimento

Leia mais

PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais

PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de qualidade, a serem cumpridas pelas prestadoras de

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais

Capítulo I Das Disposições Gerais PLANO GERAL DE METAS DA QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de qualidade a serem cumpridas pelas prestadoras do Serviço

Leia mais

Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga

Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga Painel III - Alternativas para Universalização da Banda Larga Secretaria de Telecomunicações Roberto Pinto Martins 29-09-2009 i Banda Larga no Cenário Internacional Contexto da Banda Larga Banda Larga

Leia mais

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite. Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite. Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT Rio de Janeiro, 16 de Agosto de 2011 2 Referência Internacional

Leia mais

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano.

05) Um mesmo assinante poderá ter em casa o acesso normal do STFC e o AICE? - O assinante poderá ter somente um AICE e poderá ter outro plano. 01) O que é AICE? Significa Acesso Individual Classe Especial. É um Plano básico e com regulamentação própria (Regulamentado pela Resolução Nº 586, da ANATEL, de 05 de abril de 2012). Modalidade de telefonia

Leia mais

Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese

Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese Revisão dos Contratos de Concessão. O PGMU. Desafio do Backhaul 390 Encontro Tele.Síntese Mario Dias Ripper F&R Consultores Brasília, 02 de setembro de 2014. PGMU III Geografia Características do Brasil

Leia mais

1. OBJETIVO 2. ESCOPO

1. OBJETIVO 2. ESCOPO Rua Bela Cintra, 881 01415-910 São Paulo SP Brasil Telefone: (11) 3150 1800 Fac-símile: (11) 231 2694 www.deloitte.com.br 1. OBJETIVO Avaliar se a empresa, Telecomunicações de São Paulo S.A. TELESP, dentro

Leia mais

Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz

Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz Maximiliano Salvadori Martinhão Secretário de Telecomunicações

Leia mais

Ministério das Comunicações 2015

Ministério das Comunicações 2015 Ministério das Comunicações 2015 _dados setoriais TELEFONIA Mais de 320 milhões de acessos! Número de acessos (em milhões) 350 300 250 200 150 100 50 0 261,8 271,1 280,7 282,4 242,2 202,9 174 150,6 121

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga

Programa Nacional de Banda Larga Programa Nacional de Banda Larga Metas e eixos de ação Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal Brasília, 31 de agosto de 2011 Dados de acesso à Internet em

Leia mais

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel Banda Larga Telefonia Fixa TV por Assinatura Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel 1. Adesão A prestação do Serviço

Leia mais

INFORME 22/12/2011 NÚMERO E ORIGEM: 1.264/2011/PVCPR/ PVCP/SPB/SUN/SPV DATA:

INFORME 22/12/2011 NÚMERO E ORIGEM: 1.264/2011/PVCPR/ PVCP/SPB/SUN/SPV DATA: INFORME NÚMERO E ORIGEM: 1.264/2011/PVCPR/ PVCP/SPB/SUN/SPV DATA: 22/12/2011 1. DESTINATÁRIO Superintendência de Serviços Privados - SPV 2. INTERESSADO Conselho Diretor da Anatel - CD 3. ASSUNTO Proposta

Leia mais

Igor Vilas Boas de Freitas

Igor Vilas Boas de Freitas 18ª Reunião Extraordinária da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. 26 de maio de 2010 Igor Vilas Boas de Freitas Consultor Legislativo do Senado Federal 1. Quais são os

Leia mais

Painel 1 A Banda Larga como Política Pública

Painel 1 A Banda Larga como Política Pública Painel 1 A Banda Larga como Política Pública Marco A O Tavares Gerente Operacional de Planejamento Engenharia do Espectro tavares@anatel.gov.br Agenda A Anatel neste Contexto Passos Percorridos E para

Leia mais

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás

O QUE É. Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento. Eletrobrás O QUE É Uma política de governo para redução da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor de desenvolvimento 1 QUEM SÃO Total de Pessoas: 12.023.703 84% Rural 16% Urbano Total: 10.091.409 Total:

Leia mais

Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC)

Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) Superintendência de Serviços Públicos (SPB) Gerência-Geral de Outorga, Acompanhamento e Controle das Obrigações Contratuais (PBOA) Gerência de Outorga de Serviços

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

PNBL e deficiências na transmissão de dados via internet Região Norte. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados Anatel

PNBL e deficiências na transmissão de dados via internet Região Norte. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados Anatel PNBL e deficiências na transmissão de dados via internet Região Norte Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados Anatel Agenda Região Norte Ações da Anatel* Anuência Prévia Oi-BrT Projeto

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS 366 ESPELHO DE AUTOR DA Chico D'angelo 24970001 Compartilhamento de infra estrutura para banda larga (unbundling) 0751 - Expandir a infraestrutura e os

Leia mais

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT Suporte: TELECO - Inteligência em Telecomunicações Brasília,

Leia mais

Comissão Especial PL nº 1.481/2007. AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008. Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel

Comissão Especial PL nº 1.481/2007. AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008. Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel Comissão Especial PL nº 1.481/2007 AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008 Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel 1 O QUE É O CONSELHO CONSULTIVO DA ANATEL Art.33 da Lei nº 9.472, de 1997:

Leia mais

29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações

29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE. Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações 29º Encontro JARBAS JOSÉ VALENTE Conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 17de abril de 2012 Agenda Serviços de Telecomunicações: Convergência de Plataformas, Redes e Outorgas Premissas

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Caio Bonilha Telebras 1 Câmara dos Deputados, 06/12/2011 Mercado de Banda Larga no Brasil Conexões Banda Larga por região 9% 2% 17% 63% 9% Norte Nordeste

Leia mais

Parágrafo único. A instalação dos equipamentos e mobiliários referidos no art. 2º desta Lei deverá respeitar o direito à paisagem.

Parágrafo único. A instalação dos equipamentos e mobiliários referidos no art. 2º desta Lei deverá respeitar o direito à paisagem. LEI Nº 13.516, de 04 de outubro de 2005 Dispõe sobre a exploração da utilização e da comercialização, a título oneroso, das faixas de domínio e das áreas adjacentes às rodovias estaduais e federais delegadas

Leia mais

Σ Nº de Municípios Garantia para execução dos Compromissos de Abrangência (R$) Nº de Municípios Garantia para execução dos Compromissos de Abrangência (R$) Nº de Municípios Garantia

Leia mais

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Dimensões das TIC e Políticas Públicas Apresentação de indicadores sobre os seguintes

Leia mais

Telefonia Fixa Ruralcel / Ruralvan

Telefonia Fixa Ruralcel / Ruralvan Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços Públicos Telefonia Fixa Ruralcel / Ruralvan Gilberto Alves Superintendente de Serviços Públicos Outubro, 2007 1 Agenda 1. Como era a prestação:

Leia mais

O uso da radiofrequência para a inclusão social: alternativas para o regime jurídico da radiofrequência no Brasil

O uso da radiofrequência para a inclusão social: alternativas para o regime jurídico da radiofrequência no Brasil O uso da radiofrequência para a inclusão social: alternativas para o regime jurídico da radiofrequência no Brasil IV Acorn-Redecom Conference Brasília, 14 de maio de 2010 Gabriel Boavista Laender Universidade

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014

Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014 Programa Nacional de Banda Larga: principais ações e resultados Brasília, novembro de 2014 Meta do PNBL Se pacote PNBL de 1 Mbps for ofertado por R$ 15 em todos os municípios Se pacote PNBL de 1 Mbps for

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2008

PROJETO DE LEI N o, DE 2008 PROJETO DE LEI N o, DE 2008 (Da Sra. Elcione Barbalho) Altera a Lei n.º 9.998, de 17 de agosto de 2000, estendendo o uso dos recursos do Fundo de Universalização das Telecomunicações (Fust) à prestação

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO. Acesso Individual Classe Especial (AICE) Relator Cons. Marcelo Bechara

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO. Acesso Individual Classe Especial (AICE) Relator Cons. Marcelo Bechara PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO Acesso Individual Classe Especial (AICE) Relator Cons. Marcelo Bechara contextualização Público alvo Forma de Pagamento AICE Atual Qualquer indivíduo (142.263 acessos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES 1. APRESENTAÇÃO Este relatório é uma síntese da 2ª Reunião Gerencial relativa à avaliação de desempenho das Concessionárias do Serviço Telefônico Fixo Comutado, destinado

Leia mais

UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST

UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST FORUM NACIONAL do CONSECTI - Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I - SALVADOR - 08/07/2008 Vilson Vedana Consultor Legislativo 1 Câmara dos Deputados

Leia mais

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA

Senado Federal. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA 4 de novembro de 2014 Flávia Lefèvre Guimarães flavia@lladvogados.com.br Lei Geral de Telecomunicações

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

1 Qualificar os serviços de Abastecimento de água potável

1 Qualificar os serviços de Abastecimento de água potável nos núcleos rurais com mais de 10 economias nas áreas quilombolas nas áreas indígenas Planilha de Objetivos, Indicadores e Ações Viabilizadoras GT Saneamento A Santa Maria que queremos Visão: "Que até

Leia mais

Regulamento. PROMOÇÃO DUO Plano Fale a Vontade e Banda Larga

Regulamento. PROMOÇÃO DUO Plano Fale a Vontade e Banda Larga PROMOÇÃO DUO Plano Fale a Vontade e Banda Larga Esta Promoção é realizada pela TELEFÔNICA BRASIL S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, 851 - São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62,

Leia mais

NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA

NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA NOVA REGULAMENTAÇÃO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA Luiz Fernando Fauth Agência Nacional de Telecomunicações ANATEL ibusiness 2011 Curitiba, 24/11/2011 SUMÁRIO Cenário atual do SCM Consulta Pública

Leia mais

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente São Paulo, 2 de Julho de 2015 Eduardo Koki Iha Smart Cities & Inovação IoT eduardo.iha@telefonica.com - @kokiiha 1 Por que Cidades Inteligentes?_

Leia mais

Serviço de Comunicação Multimídia - SCM

Serviço de Comunicação Multimídia - SCM Serviço de Comunicação Multimídia - SCM Carlos Evangelista Gerência de Outorga e Licenciamento de Estações - ORLE Superintendência de Outorga e Recursos à Prestação - SOR Agência Nacional de Telecomunicações

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DUO Esta Promoção é realizada pela Telefônica Brasil S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, 851 - São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62, doravante

Leia mais

Advogada do Idec. São Paulo, 02 de junho de 2014. Ilmo. Sr. João Batista de Rezende. Presidente. ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações

Advogada do Idec. São Paulo, 02 de junho de 2014. Ilmo. Sr. João Batista de Rezende. Presidente. ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações São Paulo, 02 de junho de 2014. Ilmo. Sr. João Batista de Rezende Presidente ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações Prezado Senhor, O Idec Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - vem apresentar

Leia mais

Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências. 700 MHz

Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências. 700 MHz Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências 700 MHz Lotes e Áreas de Prestação Preços (*) Somente será licitado caso não exista Proponente vencedor em algum dos Lotes

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DATA: 13 de agosto de 2015 HORÁRIO: 15:30h LOCAL: Setor de Autarquias Sul, Quadra 06, Bloco C - Espaço Cultural. ASSUNTOS:

Leia mais

mensagem do PreSidente

mensagem do PreSidente Sumário Mensagem do Presidente Perfil Institucional Estrutura organizacional Desempenho da Anatel Acesso aos serviços Oferta de serviços Competição Gestão do espectro Certificação de produtos Fiscalização

Leia mais

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 1 SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 2 Sumário Conceitos Gerais SCM em Números Proteção e Defesa de Direitos dos Assinantes Regulamentos em Estudo 3 Conceitos Gerais Lei

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Unidade Familiar. 9 de agosto de 2011

Plano de Desenvolvimento Sustentável da Unidade Familiar. 9 de agosto de 2011 Plano de Desenvolvimento Sustentável da Unidade Familiar 9 de agosto de 2011 Agricultura familiar é a forma de produção em que predominam: interação entre gestão, trabalho e direção do processo produtivo;

Leia mais

HOJE SISTEMAS DE INFORMÁTICA LTDA (HOJE TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO

HOJE SISTEMAS DE INFORMÁTICA LTDA (HOJE TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO HOJE SISTEMAS DE INFORMÁTICA LTDA (HOJE TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO RESOLUÇÃO N.º 410, de 11 de julho de 2005 da ANATEL D.O.U. de 13/07/2005. INTERCONEXÃO DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES DE INTERESSE

Leia mais

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO N 037/2014. O Prefeito Municipal de Santa Teresa Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais, DECRETO N 037/2014 Regulamenta aplicação das Instruções Normativas SDE Nº 01/2014 a 02/2014, que dispõem sobre as Rotinas e Procedimentos do Sistema de Desenvolvimento Econômico a serem observados no âmbito

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações IV Seminário Telcomp 2011 Competição e Inovação A Perspectiva de Governo e Políticas Públicas: Políticas Públicas para incentivo à expansão de redes e serviços de telecomunicações Maximiliano S. Martinhão

Leia mais

Políticas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional

Políticas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional Encontro Provedores Regionais Políticas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional Manaus, janeiro de 2015 Evolução da penetração do acesso domiciliar à Internet Proporção de

Leia mais

Jovino Francisco Filho Secretaria de Telecomunicações

Jovino Francisco Filho Secretaria de Telecomunicações GOVERNO FEDERAL AÇÕES PÚBLICAS PARA IMPLEMENT TAÇÃO DE BANDA LARGA BRASIL. Jovino Francisco Filho Secretaria de Telecomunicações BANDA LARGA INFRAESTRUTURA PARA REDUÇÃO DAS DISPA ARIDADES REGIO ONAIS BANDA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 581, DE 29 DE OUTUBRO DE 2002

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 581, DE 29 DE OUTUBRO DE 2002 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 581, DE 29 DE OUTUBRO DE 2002 Estabelece os requisitos mínimos aplicáveis ao cumprimento do disposto no "caput" do art. 5º do Regulamento Conjunto

Leia mais

Projeto RuralMAX. Soluções para massificação do acesso à Internet em Banda Larga para Áreas Rurais

Projeto RuralMAX. Soluções para massificação do acesso à Internet em Banda Larga para Áreas Rurais Projeto RuralMAX Soluções para massificação do acesso à Internet em Banda Larga para Áreas Rurais Rural Connectivity Forum 2011 15 a 17/11 - Maputo - Moçambique NEGER Tecnologia e Sistemas Fundada em 1987

Leia mais

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008 MINAS GERAIS 12/04/2008 Diário do Judiciário Chefe de Gabinete: Dalmar Morais Duarte 11/04/2008 PRESIDÊNCIA Portaria 2.176/2008 Institucionaliza o Programa Conhecendo o Judiciário do Tribunal de Justiça.

Leia mais

ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 10/2009 NOME DA INSTITUIÇÃO: SKY BRASIL SERVIÇOS LTDA.

ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 10/2009 NOME DA INSTITUIÇÃO: SKY BRASIL SERVIÇOS LTDA. ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTES À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 10/2009 NOME DA INSTITUIÇÃO: SKY BRASIL SERVIÇOS LTDA. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO: (Resolução nº, de de de 2009

Leia mais

Audiência Pública PLS nº 483/2008. Serviço de Televisão Comunitária

Audiência Pública PLS nº 483/2008. Serviço de Televisão Comunitária Audiência Pública PLS nº 483/2008 Agência Nacional de Telecomunicações Ara Apkar Minassian Superintendente de Serviços de Comunicação de Massa Serviço de Televisão Comunitária Senado Federal Comissão de

Leia mais

Relatório de acompanhamento trimestral das Ações Regulatórias. 2014-2015 Julho a setembro de 2014

Relatório de acompanhamento trimestral das Ações Regulatórias. 2014-2015 Julho a setembro de 2014 Relatório de acompanhamento trimestral das Ações Regulatórias 2014-2015 Julho a setembro de 2014 Relatório Introdução Esse relatório tem o objetivo de apresentar o acompanhamento das Ações Regulatórias

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009

CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009 CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009 Proposta de Alteração do Regulamento sobre Condições de Uso de 2.690 MHz. O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições

Leia mais

Políticas públicas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional

Políticas públicas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional Ministério das Comunicações Encontro Provedores Regionais Políticas públicas de incentivo à banda larga O papel dos prestadores de porte regional Recife, outubro de 2014 Meta do PNBL Se pacote PNBL de

Leia mais

CIDADE DIGITAL E COPA DO MUNDO: ASPECTOS TECNOLÓGICOS E ESTRATÉGICOS

CIDADE DIGITAL E COPA DO MUNDO: ASPECTOS TECNOLÓGICOS E ESTRATÉGICOS CIDADE DIGITAL E COPA DO MUNDO: ASPECTOS TECNOLÓGICOS E ESTRATÉGICOS Prefeitura Municipal de Fortaleza Coordenadoria de Tecnologia da Informação Cristiano Therrien Motivação Prover conectividade em alta

Leia mais

Regulamento do Telefone de Uso Público TUP

Regulamento do Telefone de Uso Público TUP Regulamento do Telefone de Uso Público TUP JARBAS JOSÉ VALENTE Conselheiro Relator Brasília, 18 de junho de 2014 Objetivo A Anatel busca alternativas regulatórias para fomentar a revitalização do TUP e

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Direto. Direito Administrativo 3 Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC)

Universidade de Brasília Faculdade de Direto. Direito Administrativo 3 Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) Universidade de Brasília Faculdade de Direto Direito Administrativo 3 Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) Débora Bosco 13/0061509 Igor Martins Silva 13/0028258 Luiz Claudio Gomes da Silva Junior 12/0127164

Leia mais

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA - CCTCI

COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA - CCTCI COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA - CCTCI PROJETO DE LEI Nº 6835, DE 2010 Dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de pontos de acesso sem fio à Internet nas ERB Estações

Leia mais

Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos

Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos Acessibilidade e inclusão social para os cidadãos surdos e deficientes auditivos No Brasil há necessidade de conscientização e cumprimento de Decretos e Leis para a promover acessibilidade e inclusão social

Leia mais

Programa Segundo Tempo. Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional. Manual de Orientação de Cadastramento On-Line

Programa Segundo Tempo. Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional. Manual de Orientação de Cadastramento On-Line Programa Segundo Tempo Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional Manual de Orientação de Cadastramento On-Line SNEED-SE/SPOA/CGMI/ME Índice Introdução... 3 Apresentação de Pleitos... 4 Apresentação

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver.

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver. CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO PROJETO DE INCENTIVO AO PEQUENO NEGÓCIO 7ª EDIÇÃO, 2015 Realização: SEBRAE/SC e RICTV Record REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO O concurso MEU SONHO MEU NEGÓCIO é um projeto realizado

Leia mais

PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014

PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 2.662, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 O MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da Constituição, tendo

Leia mais

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM)

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM) Seminário O Projeto da Anatel para o Novo Cenário SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM) Luiz Tito Cerasoli Conselheiro Jarbas José Valente Superintendente de Serviços de Comunicação de Massa São Paulo,

Leia mais

PRÁTICA REQUISITOS MÍNIMOS PARA AS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARTICIPANTES DO PROGRAMA NACIONAL DE BANDA LARGA - PNBL

PRÁTICA REQUISITOS MÍNIMOS PARA AS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARTICIPANTES DO PROGRAMA NACIONAL DE BANDA LARGA - PNBL PÁG. 1 DE 8 PRÁTICA REQUISITOS MÍNIMOS PARA AS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARTICIPANTES DO PROGRAMA NACIONAL DE BANDA LARGA - PNBL ITEM SUMÁRIO PÁG. 1. OBJETIVO... 2 2. CAMPO

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR O QUE ÉO CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade

Leia mais

Recursos e Fontes de Financiamento

Recursos e Fontes de Financiamento Recursos e Fontes de Financiamento Recursos e Fontes de Financiamento A disponibilidade de recursos financeiros para a implementação do Plano Local de HIS é fundamental para a concretização dos objetivos

Leia mais

Desafios para a construção" de uma rede de telecomunicações governamental no Estado

Desafios para a construção de uma rede de telecomunicações governamental no Estado Desafios para a construção" de uma rede de telecomunicações governamental no Estado Cristiane Lima Guadagnin Cardoso I Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC Maio 2015. 1 AGENDA

Leia mais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais CDMA450 Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais São Paulo, 31 de Maio de 2011. Roteiro Faixa de 450 MHz Tecnologias

Leia mais

MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO

MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO RESOLUÇÃO NO. 410, de 11 de julho de 2005 da ANATEL D.O.U. de 13/07/2005. INTERCONEXAO DE REDES DE TELECOMUNICACOES DE INTERESSE

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática) Institui o Fundo de Aval para Pequenos Provedores de Internet, com a finalidade de garantir

Leia mais

Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso

Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso Como criar um modelo de negócio WiMAX de sucesso Exemplo São Paulo, 19 de novembro de 2008 Copyright 2008 PromonLogicalis. Todos os direitos reservados. Agenda 1 2 3 4 Oportunidade de negócio Análise Técnico-econômica

Leia mais

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian Planos Municipais de Mobilidade Urbana e Acessibilidade e o papel do TCE-RS na sua implementação Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian SUPORTE

Leia mais

Ações do Ministério das Comunicações

Ações do Ministério das Comunicações Ações do Ministério das Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Brasília, março de 2012. Crescimento do setor alguns destaques Serviço Número de Acessos Taxa de Crescimento

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Anatel Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Porto Alegre, 4 de junho de 2009. Eng. Mauricio Peroni Especialista

Leia mais

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015

Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação. Novembro de 2015 Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Educação Novembro de 2015 acesso móvel TV por assinatura telefone fixo banda larga fixa Panorama Setorial - Tradicional 44,1 milhões de assinantes 25,2

Leia mais

Saneamento Cachoeira Alta - GO

Saneamento Cachoeira Alta - GO ANEXO III INFORMAÇÕES PRELIMINARES DO MUNICÍPIO E DO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL Nome do Município/UF Cachoeira Alta- GO População 10.553habitantes Caracterização do sistema de saneamento Breve descrição

Leia mais

OFICINA Observatório Litoral Sustentável. Gestão da orla, regularização fundiária e os bens da União

OFICINA Observatório Litoral Sustentável. Gestão da orla, regularização fundiária e os bens da União OFICINA Observatório Litoral Sustentável Gestão da orla, regularização fundiária e os bens da União Cristiane Siggea Benedetto Coordenação Geral de Habitação e Regularização Fundíária Secretaria Nacional

Leia mais

Trilha 3 Banda larga no Brasil e inclusão digital: o que fazer?

Trilha 3 Banda larga no Brasil e inclusão digital: o que fazer? e inclusão digital: o que fazer? Coordenador da Trilha Eduardo Fumes Parajo (CGI.br, Abranet) Oradores iniciais indicados pelo setores do CGI.br: 3º Setor Beá Tibiriçá (Coletivo Digital) e Paulo Lima (Saúde

Leia mais

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Data:17 de Julho de 2009 Índice 01 Evolução da Internet - História (comercialização dos Backbones)

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 O QUE É O CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito

Leia mais