Relatório mensal que compila as informações de grande relevância do setor de Defensivos. Elaborado pela equipe técnica AENDA.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório mensal que compila as informações de grande relevância do setor de Defensivos. Elaborado pela equipe técnica AENDA."

Transcrição

1 Notícias da Aenda Jul/2014 Relatório mensal que compila as informações de grande relevância do setor de Defensivos. Elaborado pela equipe técnica AENDA.

2 Ministério da Agricultura 01. ATO 34 PEDIDOS DE REX Traz 25 pleitos de Registro de Exportação. Syngenta = 14 Fmc = 10 Milenia = ATO 35 ÙLTIMOS REGISTROS DE 2013 Este Ato de 15jul2014 apresentou no DOU os registros de números 091 a 110 de Esta resenha mensal já mostrou todos os registros de 2013, pois haviam sido disponibilizados no portal do MAPA. 03. ATOS 36 E 37 - REGISTROS CONCEDIDOS EM 2014 Foram publicados no DOU os registros de nrs 001 a 060 (Atos 36 e 37). Até março haviam sido divulgados no portal do MAPA 26 registros, de números 001 a 027, sendo que o registro nr 009 apareceu como cancelado. Agora em julho, já são apresentados até o nr 062. A tabela abaixo dá continuidade à tabela de março mostrando do nr 028 ao 062. Nº Registro Marca comercial Ingrediente Ativo Tipo Empresa Clomazone Tecnico GAT Clomazone PTE Vitalis Cloreto de Mepiquate Tecnico Luxembourg Cloreto de Mepiquate PTE Luxembourg Tiodicarbe Tecnico Consagro Tiodicarbe PTE Consagro Metarfito Metarhizium anisopliae Agente biológico Fitoagro Fipronil Alta 250 FS Fipronil PF/PTE Alta Cruiser Advanced Metalaxil-M + Tiabendazol + Fludioxonil + Tiametoxam PF Syngenta Granary Imidacloprido PF/PTE Consagro Rephon 800 WG Fipronil PF/PTE Rotam Clomazone Tecnico Ouro Fino Clomazone PTE Ouro Fino Mazotam 800 WG Fipronil PF/PTE Rotam Eminent XL Tetraconazol + Azoxistrobina PF Isagro Glizmax NF Glifosato PF Dow Ace Tecnico Acefato PTE Allier Metiz Metribuzim PF/PTE Agroimport Clorimuron Sinon Clorimurom etil PF/PTE Sinon Pyroxsulam Tecnico Piroxsulam PT Dow Tricea Piroxsulam PF Dow Erradicur Tebuconazol PF/PTE Genbra Rustler WG Glifosato PF Monsanto Stinger WG Glifosato PF Monsanto Fusta WG Glifosato PF Monsanto Epoxiconazole Tecnico Sinon Epoxiconazole PTE Sinon Clomazone Tecnico Genbra Clomazone PTE Genbra Difcor Tecnico Difenoconazol PTE Cross Link Diurom Tecnico Hailir Diurom PTE Vigna Assessoria Ametista Zeta cipermetrina + Bifentrina PF Fmc Azoxystrobina Tecnica Nufarm Azoxistrobina PTE Nufarm Tebutiurom Alta 500 SC Tebutiurom PF/PTE Alta ,4-D Alta 806 SL 2,4-D PF/PTE Alta 2

3 05714 Azoxistrobina + Flutriafol Alta 500 SC Azoxistrobina + Flutriafol PF/PTE Alta Monaris Azoxistrobina + Ciproconazol PF/PTE Agrobio Galop M Picloram + 2,4-D PF/PTE Milenia Shyper Tecnico Cipermetrina PTE Allier Fera Ultra Glifosato + Carfentrazona PF/PTE Fmc Imazacure Imazalil PF/PTE Defensive OBS.: Os produtos de nrs 061 e 062 estão apresentados apenas no portal do MAPA. 04. ATO 38 PEDIDOS DE PRODUTOS TÉCNICOS Este Ato mostra mais 26 pleitos de Registro: AllierBrasil = Tiametoxam (2) e Glifosato Mitsui = Cletodin Atanor = Tiametoxam Nortox = Lufenuron, Imazetapir e Imidacloprid Biorisk = Azoxistrobina Rainbow = Mesotrione e Clotianidina Ccab = Ciclanilida Rotam = Piriproxifen Consagro = Glifosato e Hexazinona Sapec = Tiametoxam, Tiofanato-metil e Profenofós Cropchem = Tiametoxam, Tiofanato-metíl e Lufenurom Sipcam Upl = Tiametoxam Isk = Ciclaniliprole Tradecorp = Tiacloprido Milenia = Mesotriona Upl do Brasil = Abamectina 05. ATOS 33 ALTERAÇÕES DIVERSAS TRANSFERÊNCIA DE TITULARIDADE -- Foi aprovada a transferência de titularidade do produto Fastac Duo_reg (ACETAMIPRIDO + ALFA-CIPERMETRINA da IHARABRAS) para a empresa BASF. TRANSFERÊNCIA DE TITULARIDADE -- O produto Azoxistrobina + Flutriafol Alta 500 SC_reg 5714 (AZOXISTROBINA + FLUTRIAFOL da ALTA) alterou sua marca comercial para Evos. -- O produto 2,4-D Alta 806 SL_reg 5614 (2,4-D da ALTA) alterou sua marca comercial para Field. -- O produto Tebutiurom Alta 500 SL_reg 5614 (TEBUTIUROM da ALTA) alterou sua marca comercial para Ameris. Aenda: Estes registros ainda não foram publicados em Diário Oficial ou sequer divulgados no site do MAPA. Aliás, desde o registro n o 091 de 2013, não há publicação em Diário Oficial dos registros concedidos, conforme exige a legislação. RECOMENDAÇÕES DE USO -- Foi aprovada a inclusão da modalidade de aplicação aérea nas recomendações de uso do produto Turuna_reg (PICLORAM + 2,4-D da STOCKTON). -- Foi aprovada a inclusão do Tomate, para tratamento de sementes, nas recomendações de uso do produto Cultar 250 SC_reg (PACLOBUTRAZOL da SYNGENTA). INCLUSÃO DE FABRICANTE -- Foi incluído o fabricante Deccan Fine Chemicals Ltd, localizado em Andra Pradesh / China, no produto Clethodim Tecnico_reg (CLETODIM da ARYSTA). AUTORIZAÇÃO DE IMPORTAÇÃO 3

4 -- Foi autorizada a importação do produto Manfil 800 WP_reg (MANCOZEBE da PROPHYTO) pela empresa NUFARM, em suas unidades de Cambé/PR, Sumaré/SP e Maracanaú/CE. 06. REGISTROS EMERGENCIAIS EM 2014 Essa resenha publicou em março 11 registros emergenciais de Este mês no site do MAPA foram disponibilizados mais 14 registros. Nº Registro Marca comercial Ingrediente Ativo Tipo Empresa 01214E Tarik EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 01314E Bac-Control EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 01414E Helymax EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 01514E Stregga EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 01614E Winner Max EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 01714E Noctovirus Hear Max Baculovirus Emergencial Isca Tecnologias 01814E Noctovirus Alfa Max Baculovirus Emergencial Isca Tecnologias 01914E Spyder EC Bacillus thuringiensis Emergencial Vector Control 02014E Noctovirus Alfa Baculovirus Emergencial Isca Tecnologias 02114E Phosal (1) Fosfeto de Alumínio Emergencial Syncrom 02214E Gemstar-Max Baculovirus Emergencial Mitsui 02314E Lepinox WG Bacillus thuringiensis Emergencial Mitsui 02414E Thuricide SC Bacillus thuringiensis Emergencial Mitsui 02514E Best HD Bacillus thuringiensis Emergencial Farroupilha (1) Para expurgo de madeira. Os demais registros foram para Helicoverpa armigera. 07. RELATÓRIOS SEMESTRAIS Por Ofícios de n os 186 e 197 o MAPA informou sobre a abertura do Sistema AGROFIT para recepção do 1º Relatório Semestral de 2014 elaborados pelas empresas e, também, das correções de qualquer semestre anterior que se faça necessário. O MAPA informa que a empresa deve usar o navegador Internet Explorer IE para evitar incompatibilidades e melhor funcionamento do sistema 08. REQUISITOS E PROCEDIMENTOS PARA ADESÃO AO SUASA A adesão dos Estados e Distrito Federal ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária - SUASA teve as regras definidas na Instrução Normativa n o PROJETOS DE EXTENSÃO RURAL A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, do MAPA, promoveu as Chamadas Públicas n os 1 e 2/2014 para escolha de projetos de assistência técnica e extensão rural para médios produtores rurais na região do semiárido do Nordeste. Essas Chamadas abrangem Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe. 10. RELATÓRIO SOBRE REUNIÃO DE RESÍDUOS NA CHINA Foi disponibilizado o Relatório do Grupo Técnico GTPR do MAPA que esteve em Nanjing entre 05 a 10mai para participar da 46ª Reunião do Comitê Codex Alimentarius sobre Resíduos de Pesticidas CCPR. 4

5 11. TÉCNICOS EM EVENTOS INTERNACIONAIS -- Comitê Sanitário da OMC na Suiça: Alexandre Pontes Pontes, da Secretaria de Relações Internacionais, esteve em Genebra de 06 a 11jul para a 60ª Reunião Ordinária do Comitê de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias da OMC. -- Visitas de pesquisa e parceria com Universidades do Japão: Alexandre Lima Nepomuceno - da EMBRAPA_Soja, Adilson Kenji Kobayashi e Hugo Bruno Correa Molinari ambos da EMBRAPA_Agroenergia realizam visitas e entendimentos de parceria com o Centro Intenacional de Pesquisas para Ciencias Agrarias (JIRCAS), com Miazaki University e com Naro Institute of Livestock and Grassland Science (NLGS), em Tsukuba (Ibaraki), de 20jul a 02ago. -- Treinamento de identificação de Psylloidea na Suiça: Dalva Luiz de Queiroz, da EMBRAPA_Florestas, irá participar de treinamento em identificação e descrição taxonômica de Psylloidea (tipo de inseto hemíptero) coletado no Brasil, no Museu de História Natural de Basel, no período 20set a 08nov º IUPAC nos Estados Unidos: Rômulo Penna Scorza Junior, da EMBRAPA_Agropecuária Oeste, irá ao International Congress of Pesticide Chemistry apresentar trabalho sobre sorção de pesticidas em solos tropicais e também de Simpósio Novas Visões, em San Francisco, de 09 a 16ago. Cláudia Vieira Godoy, da EMBRAPA_Soja fará palestra sobre resistência de fungicidas no controle da ferrugem da soja no IUPAC em San Francisco, de 09 a 16ago. -- Cocotech Meeting no Sri Lanka: Marcelo Ferreira Fernandes, da EMBRAPA_Tabuleiros Costeiros, esteve no 46º Asian and Pacific Coconut, em Colombo, de 05 a 18jul. -- Reunião sobre OGM em níveis baixos, no Chile: Marcus Vinicius Segurado Coelho e André Felipe Carrapatoso Peralta da Silva, ambos da Secretaria de Defesa Agropecuaria, participaram da Reunião Tecnica sobre Presença de OGM em baixos níveis, em Santiago, de 23 a 26jul. -- Resistência à Pyriculariose do arroz na França: Marta Cristina Corsi de Filippi, da EMBRAPA_Arroz e Feijão, visitou o Laboratório Agronutrition em Toulouse e da Reunião Final do Projeto Gestion Agronomique de La Resistance a La Pyriculariose de Riz (GARP), em Montpellier, de 05 a 12jul. -- Codex Alimentarius na Suiça: Marcelo Junqueira Ferraz Secretário de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) e Rui Samarcos Lora, Coordenador-Geral da SRI, estiveram representando o MAPA em reuniões preparatórias para a 37ª Sessão da Comissão do Codex Alimentarius e de reuniões bilaterais, em Genebra, de 05 a 12jul. -- Congresso de Acarologia no Japão: Denise Navia Magalhães Ferreira, da EMBRAPA_Cenargen, palestrou no XIV Congresso Internacional de Acarologia, de 11 a 20jul, em Kyoto. -- 3rd Sugar and Ethanol Brazil Day na Inglaterra: Cid Jorge Caldas, da Secretaria de Produção e Agroenergia, esteve em Londres, de 16 a 20jul, acompanhando o Secretário Executivo José Gerardo Fontelles, neste evento. -- Monitoramento Agrícola Global para o Brasil nos USA: Divino Cristino de Figueiredo e Fernando Arthur Santos Lima, ambos da CONAB, estiveram na Universidade de Maryland (UMD), de 12 a 16jul, em reunião sobre Customização do Sistema de Monitoramento para o Brasil, na cidade de Maryland. -- Conferência de Agricultura de Precisão nos USA: Alberto Carlos de Campos Bernardi, EMBRAPA_Pecuária Sudeste, e Fabricio Vieira Juntolli, da Secretaria de 5

6 Desenvolvimento e Cooperativismo do MAPA, participaram da 12th International Conference on Precision Agriculture e visitar a University of California, de 18 a 26jul, em Sacramento. -- Grupo Bilateral Brasil-Peru: Luiz Marcelo Martins Araujo, da Secretaria de Defesa Agropecuaria, participou da II Reunião do Grupo de Trabalho Bilateral em Matéria Sanitária e Fitossanitária, em Lima/Peru, de 20 a 25jul. -- Syngenta Entomology Advisory Group em Portugal: Décio Luiz Gazzoni, da EMBRAPA_Soja, estará participando desta Reunião Técnica, em Lisboa, de 26jul a 03ago. -- Seminário Um Século de Melhoramento do Trigo, no Uruguai: Pedro Luiz Scheeren, da EMBRAPA_Trigo, vai palestrar neste Seminário Internacional, de 26 a 30ago, em Colonia Del Sacramento. -- Cúpula Mundial do Cacau no Equador: José Basílio Vieira Leite, da CEPLAC, ministra palestra sobre cultivo intensivo do cacaueiro na II Cúpula Mundial, em Guaiaquil, de 24 a 29ago. -- Workshop sobre Diagnóstico de Bactérias na Colombia: Valacia Lemes da Silva Lobo, da EMBRAPA_Arroz e Feijão, participa do Workshop sobre metodologias moleculares para o diagnóstico de bactérias fitopatogênicas em sementes de arroz, na cidade de Cali, de 27jul a 01ago. 12. COMISSÃO PARA DOCUMENTOS SIGILOSOS Em 2012 foi criada a Comissão Permanente de Avaliação de Documentos Sigilosos pela Portaria Ministerial n o 745, composta por 11 membros (11 titulares e 11 suplentes). Agora, foi publicada a Portaria Ministerial n o 664 para substituir 4 titulares e 5 suplentes. 13. CONAB_10 o LEVANTAMENTO DA SAFRA DE GRÃOS 2013/2014 Produto Produção Área Plantada (mil toneladas) (mil hectares) Algodão Caroço_2.605, ,1 Pluma_1.697,2 Amendoim 315,5 104,3 Arroz , ,2 Feijão 3.530, ,2 Girassol 247,0 143,5 Mamona 60,6 103,3 Milho , ,7 Soja , ,2 Sorgo 2.127,4 797,5 Trigo, Aveia, Canola, 8.329, ,4 Centeio, Cevada e Triticale TOTAL (1) , ,4 (1) Exclui-se a produção de algodão em pluma, considerando-se somente a produção de caroço de algodão 14. MUDANÇAS EM ALGUNS POSTOS -- José Maria dos Anjos assumiu a Diretoria do Departamento de Comercialização e Abastecimento Agrícola e Pecuário da SPA (Secretaria de Política Agrícola) do MAPA, no lugar de Edilson Guimarães. 6

7 -- Ricardo Gomes dos Santos foi nomeado para Diretor do Departamento de Gestão de Risco Rural da SPA, no lugar de Vicente de Paulo Diniz. -- Fábio Florêncio Fernandes é o novo Diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal da Secretaria de Defesa Agropecuária, no lugar de Ricardo da Cunha Cavalcanti Junior ATA DA 4ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CTA - Ata de 04jun14: (a) Minuta de proposta para Adjuvantes: O IBAMA informou que a proposta está sendo trabalhada e o GT poderá se reunir em 16jun; (b) Minuta de alteração da INC 01/2008: O IBAMA está finalizando a proposta; (c) Retorno de processos pós-registros do protocolo da ANVISA: ANVISA entende que o rito foi devidamente informado no Ofício 04/2012 e nos ofícios de devolução do protocolo à empresa. A documentação pós-registro devolvida por falta de pagamento da taxa deve ser adequada e protocolada diretamente na ANVISA e não retornar ao MAPA; (d) Proposta de alteração do rito de encaminhamento de processos pós-registro pelo MAPA: A minuta está sendo preparada, na conformidade do parágrafo 2º do art 22 do Decreto 4074/2002; (e) Redistribuição de pleitos de PTE pelo MAPA: Foi aceito que o MAPA redistribua 19 processos de avaliação por equivalência para o IBAMA; INFORMES: O MAPA relatou a reunião com as empresas sobre os Relatórios Semestrais e vai encaminhar uma memória para que o assunto da harmonização desses Relatórios entre em pauta. 7

8 ANVISA/ Ministério da Saúde ANVISA SETOR FITOSSANITÁRIO 01. MONOGRAFIAS EM CONSULTA PÚBLICA -- BOSCALIDA (Fungicida) (a) Inclusão de Alface para aplicação foliar (LMR = 11,0 mg/kg e IS = 30 dias); (b) Inclusão de Feijão para aplicação foliar (LMR = 0,01 mg/kg e IS = 14 dias); (c) Inclusão de Morango para aplicação foliar (LMR = 5 mg/kg e IS = 1 dia); (d) Inclusão de Pimentão para aplicação foliar (LMR = 0,5 mg/kg e IS = 3 dias); (e) Alteração do LMR para Melão (LMR = de 0,05 para 0,5 mg/kg e IS = 7 dias). -- FLUTRIAFOL (Fungicida) (a) Inclusão de Eucalipto, na modalidade de aplicação foliar (LMR e IS são dispensados, pois se trata de uso não alimentar). -- TIOFANATO METÍLICO (Fungicida) (a) Inclusão de Eucalipto, na modalidade de aplicação foliar (LMR e IS são dispensados, pois se trata de uso não alimentar). -- BUPROFEZINA (Inseticida e Acaricida) (a) Inclusão pelo sistema CSFI, em aplicação foliar: (a) Abacate, Abacaxi, Abóbora, Abobrinha, Anonáceas, Cacau, Chuchu, Cupuaçu, Guaraná, Kiwi, Mamão, Manga, Maracujá, Maxixe, Melancia e Romã (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 7 dias); (b) Berinjela, Jiló, Pimenta, Pimentão e Quiabo (LMR = 0,5 mg/kg e IS = 7 dias). -- CASUGAMICINA (Fungicida e Bactericida) A. Inclusão pelo CSFI, em aplicação foliar: (a) Acelga, Agrião, Alecrim, Alho porró, Almeirão, Brócolis, Cebolinha, Chicória, Coentro, Couve, Couve-chinesa, Couve-de-bruxelas, Couve-flor, Erva-doce, Espinafre, Estévia, Estragão, Hortelã, Manjericão, Manjerona, Mostarda, Orégano, Repolho, Rúcula, Salsa e Salvia (LMR = 0,01 mg/kg e IS = 1 dia); (b) Abóbora, Abobrinha, Chuchu e Maxixe (LMR = 0,03 mg/kg e IS = 5 dias); (c) Batata-doce, Batata-yacon, Cará, Jengibre, Inhame, Mandioca, Mandioquinha-salsa, Nabo e Rabanete (LMR = 0,05 mg/kg e IS = 10 dias); (d) Alho e Chalota (LMR = 0,05 mg/kg e IS = 10 dias); (e) Berinjela, Jiló, Pimenta e Quiabo (LMR = 0,05 mg/kg e IS = 1 dia). B. Alteração do Limite Máximo de Resíduo no Pepino (de 0,03 mg/kg para 0,05 mg/kg), em aplicação foliar. -- CLORFENAPIR (Inseticida e Acaricida) (a) Inclusão de Eucalipto, na modalidade de aplicação foliar (LMR e IS são dispensados, pois se trata de uso não alimentar). -- INDOXACARBE (Inseticida) A. Inclusão pelo CSFI, em aplicação foliar: (a) Abóbora, Abobrinha, Chuchu e Maxixe (LMR = 0,05 mg/kg e IS = 1 dia); (b) Maracujá (LMR = 0,07 mg/kg e IS = 15 dias); (c) Acelga, Agrião, Alface, Almeirão, Brócolis, Couve, Couvechinesa, Couve-de-bruxelas, Couve-flor, Chicoria, Espinafre, Estevia, Mostarda e Rúcula (LMR = 0,02 mg/kg e IS = 1 dia); (d) Melancia (LMR = 0,5 mg/kg e IS = 1 dia); (e) Berinjela, Jiló, Pimenta e Pimentão (LMR = 0,1 mg/kg e IS = 1 dia); B. Alteração do Limite Máximo de Resíduo na Manga (de 0,02 mg/kg para 0,07 mg/kg), em aplicação foliar. -- METCONAZOL (Fungicida) (a) Inclusão de Aveia para aplicação foliar (LMR = 0,5 mg/kg e IS = 30 dias); e (b) Inclusão de Cevada para aplicação foliar (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 30 dias). -- PIMETROZINA (Inseticida) (a) Inclusão de Pepino para aplicação foliar (LMR = 0,05 mg/kg e IS = 3 dias). -- METIRAM (Fungicida) - Inclusão, em aplicação foliar: (a) Alface (LMR = 3,0 mg/kg e IS = 3 dias); (b) Beterraba (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 3 dias); (c) Maracujá (LMR = 1,0 mg/kg e IS = 7 dias); e (d) Pêssego (LMR = 4,0 mg/kg e IS = 7 dias). -- MANCOZEB (Fungicida e Acaricida) A. Incluir, em aplicação foliar: (a) Algodão (LMR = 1,0 mg/kg e IS = 30 dias); (b) Milho (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 30 dias); e (c) Soja (LMR = 8

9 0,3 mg/kg e IS = 30 dias). B. Alterar no Arroz o LMR de 3,0 mg/kg para 0,1 mg/kg, em aplicação foliar. -- DIMETOMORFE (Fungicida) Incluir pelo sistema CSFI, em aplicação foliar: (a) Alface, Agrião, Almeirão, Espinafre e Rúcula (LMR = 2,0 mg/kg e IS = 7 dias); (b) Alho (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 14 dias); (c) Abóbora, Abobrinha e Pepino (LMR = 0,1 mg/kg e IS = 7 dias); (d) Guaraná, Mamão e Maracujá (LMR = 0,7 mg/kg e IS = 7 dias); (e) Berinjela, Jiló, Pimenta e Pimentão (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 7 dias) -- DIFENOCONAZOLE (Fungicida) A. Alterações e Intervalo de Segurança: (a) Alterar no Abacate o LMR de 0,3 mg/kg para 0,2 mg/kg e o IS de 14 dias para 7 dias; (b) Alterar na Abobrinha o LMR de 0,06 mg/kg para 0,02 mg/kg e o IS de 3 dias para 1 dia; (c) Alterar no Maracujá o LMR de 0,05 mg/kg para 0,2 mg/kg e o IS de 14 dias para 7 dias; B. Incluir pelo sistema CSFI, para aplicação foliar: (a) Caju, Caqui e Figo (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 2 dias); e (b) Abóbora (LMR = 0,02 mg/kg e IS = 1 dia) -- CIAZOFAMIDA (Fungicida) Incluir pelo sistema CSFI, para aplicação foliar: (a) Brócolis, Couve-chinesa, Couve-flor e Repolho (LMR = 0,1 mg/kg e IS = 28 dias). -- CARFENTRAZONA-ETÍLICA (Herbicida) Incluir pelo sistema CSFI, para pósemergência: (a) Mandioca (LMR = 0,02 mg/kg e IS = 10 dias) -- AZOXISTROBINA (Fungicida) A. Alterar no Figo o LMR de 1,0 mg/kg para 0,2 mg/kg e o IS de 7 dias para 2 dias. B. Incluir pelo sistema CSFI, em aplicação foliar: (a) Abacate e Maracujá (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 7 dias); (b) Abóbora e Abobrinha (LMR = 0,5 mg/kg e IS = 2 dias); (c) Caju e Caqui (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 2 dias); e (d) Ervilha (LMR = 0,1 mg/kg e IS = 7 dias) -- S-METOLACLORO (Herbicida) Incluir pelo sistema CSFI, para pré-emergência: (a) Canola (LMR = 0,01 mg/kg e IS = Não determinado devido à modalidade de emprego). 02. MONOGRAFIAS ALTERADAS -- TIAMETOXAM (Inseticida) (a) Inclusão em emprego domissanitário, por entidades especializadas (Suspensão Concentrada, na concentração máxima permitida de 141 g/l); (b) Inclusão em emprego domissanitário, tanto por entidades especializadas quanto por venda livre (Granulado, na concentração máxima permitida de 1% p/p). -- CIPRODINIL (Fungicida) Inclusão em aplicação foliar de: (a) Algodão (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 25 dias); (b) Feijão (LMR = 0,3 mg/kg e IS = 7 dias); (c) Girassol (LMR = 0,2 mg/kg e IS = 21 dias); e, (d) Soja (LMR = 0,1 mg/kg e IS = 30 dias). -- LAMBDA-CIALOTRINA (Inseticida) (a) Para emprego domissanitário, por entidade especializada (Suspensão Concentrada, na concentração máxima permitida de 106 g/l). 03. DATA LIMITE PARA RELATÓRIO SEMESTRAL O Relatório de Produção, Importação, Comercialização e Exportação referente ao 1º Semestre de 2014 deverá ser entregue até 31jul2014. As informações deverão estar em planilhas EXCEL editável e encaminhadas para o ou protocolado em meio magnético (CD ou PEN DRIVE) junto à ANVISA. Atenção, é um Relatório para cada CNPJ. 04. ATOS DE AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA Foi publicada a Resolução contendo os seguintes diversos resultados de avaliação: DEFERIDOS -- Para inclusão de fabricantes = Para inclusão de culturas = 07 9

10 -- Para alterações x Reavaliação = Para alteração de formulação = Para avaliação toxicológica de PF/PTE = Para avaliação toxicológica de PF = Para avaliação de RET = 26 ARQUIVADOS A PEDIDO -- Para inclusão de fabricante = TÉCNICOS EM EVENTOS INTERNACIONAIS -- Comissão do Codex Alimentarius na Suiça: Antonia Maria de Aquino, Gerente de Produtos Especiais, e Bianca Zimon Giacomini Ribeiro Tito, Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária, participaram da 37ª Reunião da Comissão do Codex, em Genebra, de 12 a 20jul. -- Conferencia sobre Vetores e Pragas Urbanas na Suiça: Gunther Carvalho Blank, Especialista em Regulação, e Weber Gonçalves de Santana, Analista Administrativo, participaram da 8ª Conferencia Internacional sobre Vetores e Pragas Urbanas, de 18 a 24jul, em Zurich. 06. FILA DE PEDIDOS DE REGISTRO ANVISA publicou no seu portal tabelas atualizadas dos pleitos de registro. Em resumo: Pedidos de PTE Produtos Técnicos Equivalentes -- Produtos em análise: Produtos na fila: 563 Pedidos de Produtos Formulados e de outros tipos de Produtos Técnicos -- Produtos em análise: Produtos na fila: REAVALIAÇÃO DO GLIFOSATO ANVISA está retomando os trabalhos de reavaliação do produto, conforme Resolução 10/ Houve reunião no final do mês das empresas com registros ou com interesse no ingrediente ativo para tratar do assunto. 08. HABILITAÇÃO DE LABORATÓRIOS NA REBLAS A Superintendência de Fiscalização e Controle e Monitoramento, agora é que expede resoluções sobre essas homologações. Foram habilitados na Rede Brasileira de Laboratórios Analíticos em Saúde os seguintes laboratórios: -- Venturo Análises Ambientais Ltda = Rua Castro Alves 1036, Araraquara/SP -- Centerlab Ambiental Laboratorio de Análises Ltda = Av. Brivaldo Prado 25, Araraquara/SP -- Labteste Análises e Ensaios de Materiais Metálicos Ltda = Rua Tupis 1393, bairro Distrito Federal II, Santa Bárbara do Oeste/SP -- Keller Empresa de Saneamento e Ecologia EIRELI EPP = Av. Padre José de Anchieta 287, Araraquara/SP -- Controle Analítico Análises Técnicas Ltda = Rua leão XIII 281, bairro Vila dos Remédios, Osasco/SP 10

11 09. DESPACHOS SOBRE SANEANTES O Diretor-Presidente da ANVISA fez publicar três Despachos atinentes à área de Saneantes: -- Despacho 51 = Proposta de iniciativa sobre requisitos técnicos e operacionais para fins de regularização de produtos saneantes risco Despacho 52 = Revisão dos requisitos relativos à comprovação do cumprimento de Boas Práticas de Fabricação de Saneantes, para esterilizante, desinfetante de alto nível, desinfetante de nível intermediário e desinfetante de água para consumo humano. -- Despacho 53 = Revisão do modelo regulatório de produtos saneantes semelhantes a agrotóxicos. 10. REGULAMENTO PARA ÁGUA SANITÁRIA Está em Consulta Pública que dispõe sobre o Regulamento Técnico para produto saneante caracterizado como ÁGUA SANITÁRIA. Pelo Regulamento são abrangidos: desinfecção de ambientes, superfícies inanimadas, tecidos, hortifrutícolas, água para consumo humano e alvejamento de objetos e ambientes. 11

12 IBAMA / Ministério do Meio Ambiente 01. CONAMA: CONTROLE DE REMEDIADORES Foi publicada a Resolução Conama 463, que dispõe sobre o controle ambiental de produtos remediadores(*). (*) Remediador: produto ou agente de processo físico, químico ou biológico destinado à recuperação de ambientes e ecossistemas contaminados e ao tratamento de efluentes e resíduos. 12

13 Outros Órgãos PRESIDÊNCIA 01. MEDIDA PROVISÓRIA 651 Entre outras medidas, essa MP 651 torna permanente a contribuição de 1% da Receita Bruta para o INSS (no lugar de 20% sobre a folha de pagamento) e acrescenta 1% a título de COFINS sobre importações dos produtos classificados no capítulo da TIPI (produtos formulados). -- Parte das empresas do setor de Defensivos se beneficiou com a chamada desoneração da folha de pagamento e parte foi prejudicada. -- Com relação ao COFINS na importação de produtos formulados as empresas tinham convicção que não precisavam pagar esse acréscimo, porquanto a Lei /2004 isenta os Defensivos desta contribuição. Entretanto, as importações pelo aeroporto de Viracopos estão tendo essa incidência, fato que está provocando dúvidas. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO - MDIC 01. INMETRO_TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS Está em Consulta Pública, pela Portaria Inmetro n o 313, os Requisitos de Avaliação da Conformidade para Tanques de Carga Rodoviários Destinados ao Transporte de Produtos Perigosos. 02. INMETRO_ANUÊNCIA EM LICENÇA DE IMPORTAÇÃO Licença de Importação registrada no SISCOMEX e que tenham tratamento administrativo do INMETRO, terá a análise realizada através do sistema informatizado Orquestra, disponível em segundo dispõe uma Consulta Pública publicada pela Portaria Inmetro n o CAMEX_REDUÇÃO DE ALÍQUOTAS DE IMPORTAÇÃO Foi editada a Resolução 56 com redução temporária de imposto de importação referente a alguns componentes/matérias-primas utilizadas em Defensivos, tais como Dimetilamina e Monoisopropilamina. A redução é para 2% por 12 meses, condicionada a uma quantidade determinada na Resolução. MINISTÉRIO DA FAZENDA E BACEN 01. INTRUÇÕES NORMATVAS DA RECEITA FEDERAL -- IN 1478 = Altera a IN 1110/2010, referente à Declaração de Débitos e Créditos Tributários -- IN 1479 = Altera a IN 102/1994, referente aos procedimentos aduaneiros para carga aérea. 02. RESOLUÇÕES DO BANCO CENTRAL -- Resolução 4347 = Altera a Res 4298/2013, referente a rebates nas operações do PRONAF -- Resolução 4348 = Cálculo de exigibilidade_manual de Crédito Rural 13

14 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 01. DECLARAÇÃO DE ATIVIDADES INDUSTRIAIS MCTI encaminhou o Ofício Circular N o 161 da Coordenadoria-Geral de Bens Sensíveis a respeito do preenchimento obrigatório de formulários informativos sobre a utilização de materiais químicos controlados pela Convenção sobre a Proibição de Armas Químicas. As empresas que trabalhem com qualquer produto listado nos anexos daquele Ofício devem remeter a Declaração até 31jul2014. Contato: (61) e 02. MÉTODOS PARA TESTES SEM USO DE ANIMAIS A Resolução Normativa n o 17 dispôs sobre o reconhecimento de métodos alternativos ao uso de animais em atividades de pesquisa. O CONCEA (Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal) já está avaliando 17 métodos alternativos, entre eles o potencial de irritação e corrosão da pele, o de absorção cutânea e o de irritação e corrosão ocular. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO 01. PROJETOS PARA FINANCIAR SISTEMAS AGROECOLÓGICOS A Portaria 38 da Secretaria da Agricultura Familiar disciplina os planos simplificados ou projetos técnicos de crédito para o financiamento de sistemas de base agroecológica ou para transição agroecológica no âmbito do PRONAF. As instituições de ATER habilitadas para a elaboração desses projetos devem estar cadastradas junto ao agente financeiro do PRONAF e credenciadas no Sistema Informatizado de ATER-SIATER do MDA. MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 01. CADE APROVA ACORDO SOBRE FLUMIOXAZINA O Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou, sem restrições, o acordo firmado entre a japonesa SUMITOMO e a americana MONSANTO para fornecimento de herbicida à base de FLUMIOXAZINA, pertencente à primeira. O acordo não prevê exclusividade. O herbicida será comercializado pela MONSANTO sob a marca Sumisoya. 02. CADE APROVA ACORDO SOBRE METOMINOSTROBIN O Conselho Administrativo de Defesa Econômica aprovou, sem restrições, o acordo firmado em março deste ano entre a japonesa SUMMIT, do grupo Sumitomo Corporation, e a IHARABRÁS, fabricante brasileira de defensivos na qual o grupo tem 22% de participação. O acordo prevê a exploração conjunta, no Brasil, de direitos sobre o fungicida METOMINOSTROBIN, para ser usado no controle da ferrugem da soja. MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL 01. INQUÉRITO CIVIL SOBRE CLOROTALONIL O MPF abriu esse inquérito para cobrar das Entidades envolvidas as ações descritas nas conclusões da Reavaliação do produto ocorrida em Enviou Ofício ao SINDIVEG solicitando esclarecimentos pertinentes. -- Houve reunião no SINDIVEG com as empresas interessadas no produto e uma resposta foi desenvolvida. 14

15 PODER LEGISLATIVO SENADO 01. PL 6432/2013 PROÍBE SEMENTE TRANSGÊNICA O Dep. Fed. Ivan Valente (PSOL/SP) apresentou em 25set2013 esse Projeto de Lei que propõe a proibição de toda semente transgênica que possua tolerância a herbicidas. Em 18mar2014, na Comissão de Agricultura da Câmara, o Relator Dep. Wellington Roberto (PR/PB) apresentou Parecer favorável; porém, em 08abr2014, o Dep. Moreira Mendes (PSD/RO) apresentou Voto em Separado, contra o PL. Em consequência, o Relator acatou os argumentos do Voto em Separado e apresentou Complementação de Parecer, em 28mai, optando pela rejeição do PL

16 Estados 01. AMAPÁ -- AUMENTA o combate à mosca da carambola: O relatório desse monitoramento mostra o aumento do esforço da DIAGRO de 2006 a 2013: Ano N o de rotas N o de servidores N o de servidores em fiscalização N o de servidores em educação sanitária BAHIA -- NORDESTE AMBIENTAL está apta para serviços FitoQuarentenários: A empresa Nordeste Ambiental Serviços Fitossanitários e Ambientais Ltda, de Conceição do Jacuipe, foi credenciada para: (a) Fumigação em Conteires; (b) Fumigação em Câmara de Lona; (c) Fumigação em Porões de Navio; e, (d) Fumigação em Silos Hermeticos. -- GM AMBIENTAL renova licença FitoQuarentenária: A empresa GM Ambiental Ltda, de Salvador, renovou sua credencial para: (a) Fumigação em contêineres; (b) Fumigação em Câmaras de lona; e (c) Fumigação em Porões de navios. -- Seminário de Fitossanidade para Abacaxi: No dia 01ago a ADAB realiza o 1º Seminário de Fitossanidade da Cultura do Abacaxi, com apoio da Prefeitura Municipal de Bonito. Serão distribuídas mudas de abacaxi aos produtores., além de recursos para preparo do solo e adubação. 03. ESPÍRITO SANTO -- FÊNIX expande serviços FitoQuarentenários: A empresa Fênix Imunização e Agricultura Ltda, de Cachoeiro de Itapemirim, incluiu os seguintes tratamentos em srviços habilitados: (a) Unidade móvel de tratamento térmico com sistema FITOLOG, instalada em veículo; e, (b) Unidade móvel de tratamento térmico com câmara metálica em veículo adaptado. 04. MATO GROSSO -- Taxa de cadastro para julho: A UPF mudou para R$ 108,31, de acordo com a Portaria Sefaz n o 153. Em consequência, a taxa relativas a cadastro estadual de agrotóxicos ficou alterada para R$ 2.894,04 (26, 72 UPF). -- Nova funcionária no cadastro de agrotóxicos: INDEA informou que foi contratada a Eng. Agr. Marina Lange Rubin para integrar o time do INDEA que cuida dos agrotóxicos. -- INDEA devolve Benzoato de Emamectina: O Instituto de Defesa Agropecuária devolveu aos agricultores as 38,8 toneladas que havia recolhido por decisão judicial. -- Justiça mantém Benzoato liberado: O MPF pediu reconsideração do caso para impedir o uso do produto, mas o Juiz Jirair Aram Meguerian manteve a liberação. -- MPF recorre contra a liberação do Benzoato de Emamectina: No início do mês o Ministério Público Federal encaminhou ao TRF da 1ª Região em Brasília um pedido para que o relator do processo, desembargador federal Jirair Aram Meguerian reconsidere a 16

17 decisão anterior, que autorizou o uso do produto nas lavouras mato-grssenses. Caso isso não aconteça, o recurso será levado a julgamento na 6ª Turma. -- FAMATO alerta para Programa de Saúde Ocupacional: Produtores rurais que têm empregados em suas propriedades, independente da quantidade, devem elaborar um Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). A obrigação está nas Normas Regulamentadoras NR 7 e NR 31 do MTE, e quem não cumprir pode ser autuado. -- Estação Experimental da AGRODINÂMICA: A Superintendência Federal da Agricultura credenciou a empresa Agrodinâmica Consultoria e Pesquisa Agropecuária Ltda para o desenvolvimento de pesquisa e experimentos com agrotóxicos, bem como para a emissão de laudos de eficiência e praticabilidade agronômica para fins de registro. A empresa tem escritório na Av. Mauá 309-S, em Tangará da Serra, e a Estação fica na Rodovia BR 364 km 873+5,3 à esquerda, em Campo Novo dos Parecis. 05. MATO GROSSO DO SUL -- Apreensão de 34,6 ton por falta de licença de transporte: A Polícia Militar Ambiental apreendeu, nas imediações de Costa Rica, duas carretas transportando 34,6 toneladas de agrotóxicos por não apresentarem a licença ambiental para o transporte de produtos perigosos. Foi emitido um auto de infração, onde consta uma multa de R$ ,00 e os responsáveis pela empresa responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão (Lei 9.605/1998). 06. MINAS GERAIS -- Emergência fitossanitária para broca do café: Essa emergência fitossanitária foi declarada em março (Portaria 188 do MAPA). Agora, foram definidas as medidas fitossanitárias para controle da praga, através da Portaria 711. Entre outras medidas a Portaria autoriza a importação e uso de produtos à base de CIANTRANILIPROLE para aplicação foliar, em duas aplicações, com dose de 175 g de ingrediente ativo por hectare. -- Credenciado laboratório para análise em amostras oficiais área vegetal: (a) GMO_Belo Horizonte; (b) IBERPHARM_Machado; (c) LBqA/UFMF_Belo Horizonte. -- EXPUREX renova licença FitoQuarentenária: A empresa Expurex Serviços de Expurgo Ltda, de Itatiaiuçu, para prestar serviço de Tratamento por Ar Quente Forçado. -- FUMIPHITOS renova credencial FitoQuarentenaria: A empresa Fumiphitos Tecnologia em Tratamento Fitossanitário e Quarentenário Ltda, de Várzea da Palma, renovou por 5 anos sua licença para: (a) Fumigação em Conteineres e (b) Fumigação em Câmara de Lona, ambos com brometo de metila. 07. PARAÍBA -- Taxa de cadastro para agosto: A Unidade Fiscal de Referência passa a valer R$ 38,32 a partir de 01ago, conforme a Portaria 160/GSER. Com isso um cadastro passa a custar R$ 229,92 e uma atualização R$ 114, PARÁ -- SUPERINSPECT está apta para serviços FitoQuarentenários: A empresa Superinspect Ltda, de Vila dos Cabanos Barcarena, recebeu credenciamento para Fumigação em Porões de Navios c/ Fosfina. 17

18 -- SERRA AZUL renova credencial FitoQuarentenária: A empresa Agroflorestal e Industrial Serra Azul Ltda, de Belém, renovou sua licença para Tratamento Térmico. -- EBATA renova serviços FitoQuarentenários: A empresa EBATA Produtos Florestais Ltda, de Belém, continua a prestar serviços na modalidade de Tratamento Térmico. 09. PARANÁ -- Credenciado laboratório para análise em amostras oficiais área vegetal: (a) CENTRO DE DIAGNÓSTICO DA ADAPAR_Curitiba; (b) ALLABOR Laboratórios Ltda_Toledo; (c ) SÃO CAMILO_em Maringá -- Apreensão de 1 ton de contrabando em Guaíra: A Polícia Federal apreendeu cerca de 1 tonelada de agrotóxico, em uma carreta, dia 11jul. Segundo a PF, os produtos tinham procedência do Paraguai e da China. -- Chefia da SFA-PR na fiscalização de insumos: Jorge Augusto Szczypior foi nomeado chefe da fiscalização de insumos agrícolas. -- UTRAs em Guarapuava e Londrina: A Superintendencia Federal da Agricultura instalou mais duas Unidades Técnicas Regionais, nas cidades de Guarapuava e Londrina. 10. RIO GRANDE DO SUL -- Forte pressão da FEPAM contra Nonil-fenol nas formulações: Com base em imposições da Europa com severa restrição ao uso do Nonil-Fenol nos produtos químicos, a FEPAM está obrigando as empresas de pesticidas a substituírem o componente nas formulações. -- Credenciado laboratório para análise em amostras oficiais área vegetal: (a) UNIANALISES Laboratorio de Prestação de Serviços da UNIVATES_Lageado; (b) CEPA da UNIVERSIDADE PASSO FUNDO_Passo Fundo; (c) NSF BIOENSAIOS_em Viamão; (d) AGRONÔMICA_Porto Alegre -- PEREIRA E ÁVILA renova credencial FitoQuarentenária: A empresa Pereira e Ávila Ltda, de Santana do Livramento, renovou sua licença para realizar os serviços: (a) Fumigação em Conteineres c/ fosfina; (b) Fumigação em Porões de Navio c/ fosfina; (c) Fumigação em Câmaras de Lona c/ fosfina; e, (d) Fumigação em Silos Herméticos-Silos Pulmão c/ fosfina. -- CONSEA-RS emite nota de repudio sobre Paraquat: O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional do RS publicou nota em repúdio à decisão da Justiça em liberar o Paraquat e o Trifenil Hidróxido de Estanho. -- PL 154/2014 sobre localização dos depósitos revendas: O Deputado Marlon Santos (PDT) apresentou esse Projeto de Lei que propõe a instalação desses depósitos de agrotóxicos a qualquer distância de residências, em zonas rurais, urbanas mistas, comerciais ou industriais, em consonância com o Plano Diretor do Município e demais leis municipais de parcelamento do solo urbano. -- Reação da FEPAM ao PL 154: Em Parecer a FEPAM informa que a proposta contraria os critérios de licenciamento ambiental utilizados desde 2003, que resguardam o meio ambiente e as pessoas residentes no entorno dos depósitos de agrotóxicos. 11. SANTA CATARINA -- Credenciado laboratório para análise em amostras oficiais área vegetal: (a) LANAL_Chapecó; (b) CIDASC_Joinville. 18

19 -- Treinamento para cadastrar agrotóxicos: A CIDASC está implantando um novo sistema de cadastramento que permite realizar a tarefa pela Internet, denominado SIGEN. As duas primeiras turmas (técnicos das empresas cadastrantes) receberão esse treinamento nos dias 05 e 06ago. -- MADEIREIRA VOSS renova licença FitoQuarentenária: A empresa madeireira Voss Ltda, de Indaial, renovou seu credenciamento para Tratamento Térmico. 12. SÃO PAULO -- Credenciados laboratórios para análise em amostras oficiais área vegetal: (a) CERELAB_em São Paulo; (b) CLINICA FITOPATOLÓGICA DO IAC_em Cordeirópolis; (c) SFDK_em São Paulo; (d) LABTEC_em Hortolândia; (e) LABOR_em São Paulo; (f) MICROBIOTICOS_em Campinas; (g) JLA BRASIL_Marilia; (h) LABCENTRO_Votuporanga; (i) LAZARI_Lins; (j) INSTITUTO BIOLÓGICO_São Paulo; (k) LACI_Lins; (l) EUROFINS_Indaiatuba. -- JLA BRASIL recebe credencial FitoQuarentenária: A empresa JLA Brasil Laboratório de Análises de Alimentos S.A., de Marília, já pode executar os seguintes serviços: (a) Fumigação em Conteineres e (b) Fumigação em Câmaras de Lona, ambos com Fosfina. -- CCPU tem licença paratratamento FitoQuarentenário: A empresa CCPU Controle de Pragas, Tratamentos Fitossanitários Ltda, de Santos, obteve credenciamento para: (a) Fumigação em Conteineres c/ brometo de metila e fosfina; (b) Fumigação em Câmara de Lona c/ brometo de metila e fosfina; (c) Fumigação em Silos Herméticos c/ fosfina; e (d) Fumigação em Porões de Navios c/ fosfina. -- Escritório JUANGSU em Guarulhos: A província chinesa JIANGSU, forte produtora de químicos, abriu escritório na Av. Ladslau Kardos 700, Cidade Aracília, Guarulhos/SP, (11) e (11) Luis Barreto é o responsável por esse Departamento de Negócios de Jiangsu. -- Livro sobre colheita e pós-colheita de Citros: O livro foi lançado em Cordeirópolis e aborda aspectos ligados à colheita, as principais doenças e desordens fisiológicas dos frutos e formas de reduzir suas incidências, e os principais tratamentos póscolheita dos citros. Autores: Ricardo Alfredo Kluge (ESALQ), Lenice Magali do Nascimento (IAC) e Juan Saavedra Del Aguila (UNIPAMPA-RS). Informações: (11)

20 Notícias Diversas 01. BRASILEIRO É VICE-PRESIDENTE DO CODEX Guilherme Antonio da Costa Junior foi eleito vice-presidente da Comissão do Codex Alimentarius (FAO e OMS), durante a 37ª Reunião do CODEX, realizada em Genebra/Suiça. Ele já foi adido agrícola em Genebra, e, trabalhou na Secretaria de Relações Internacionais do MAPA, coordenando assuntos junto à OMC. 02. GOVERNO PREOCUPADO COM SOJA SAFRINHA Os baixos preços do milho entre o fim de 2013 e início deste ano, estimularam o plantio de uma segunda safra de soja. Segundo a CONAB foram 319 mil hectares, uma área pequena diante dos 14,4 milhões de hectares da 1ª safra, mas foi o suficiente para preocupar as autoridades fitossanitárias, pela possibilidade de alastramento as ferrugem da soja na entressafra. Medidas de desestímulo a essa prática são esperadas. 03. REVISÃO DO DECRETO 4074/2002 Para tratar da proposta FPA sobre a revisão do Decreto 4074/2002 reuniram-se em São Paulo as lideranças das entidades do setor industrial e do setor agrícola. Afora essa revisão, foi discutida uma possível proposta de nova lei. 04. AGRONEGÓCIO: PROPOSTA AOS PRESIDENCIÁVEIS O setor privado ligado ao agronegócio elaborou um Plano de Ação aos Presidenciáveis, lastreado em 5 princípios: Desenvolvimento sustentável, Competitividade, Orientação a mercados, Segurança jurídica e Governança institucional. A morosidade dos registros de agrotóxicos está inserido no Princípio da Competitividade: Internamente, a morosidade e falta de padronização nos critérios para registro, adotados pelo MAPA, ANVISA e IBAMA penaliza todo o setor produtivo. 05. CONAMA X EMBALAGENS COM SOBRA DE AGROTÓXICO A Câmara Técnica de Controle Ambiental do CONAMA esteve discutindo mudança na Resolução 334/2003 de forma a possibilitar inclusão das embalagens com alguma sobra não aproveitável de produto no recebimento e destino das embalagens vazias 06. PRÊMIO ANDEF 2013/2014 Nesta safra recém encerrada a ANDEF recebeu premiados, autoridades e convidados na 17ª edição do PRÊMIO ANDEF, que aplaude projetos destacados de (a) profissionais, (b) postos e centrais de recebimento de embalagens; (c) distribuidores; (d) projetos de responsabilidade social e responsabilidade ambiental; (e) cooperativas; (f) entidades de ensino; (g) jornalistas; (h) matéria de televisão; (i) fotografia; e, (j) produtor rural. 07. A COPA DAS PRAGAS Luis Carlos Ribeiro, da ANDEF, apresentou na revista AGROANALYSIS, uma alerta sobre as possibilidades de ingresso de pragas exóticas no meio de meio milhão de turistas estrangeiros. 20

SEGURO RURAL BRASILEIRO

SEGURO RURAL BRASILEIRO SEGURO RURAL BRASILEIRO Gestão de Risco Rural Programa de Subvenção Econômica ao Prêmio do Seguro Rural 2011 O QUE É O SEGURO RURAL? O seguro rural é uma importante ferramenta de gestão de riscos que protege

Leia mais

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL

SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL SITUAÇÃO DO MERCADO DE AGROTÓXICOS NO MUNDO E NO BRASIL - Fontes oficiais de diversos estudos realizados por: BNDES, FIESP, SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS, DIEESE E ANVISA CAMPANHA NACIONAL

Leia mais

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal Depto. Fitossanidade Tecnologia de Aplicação Introdução Cultivo de plantas graníferas (culturas anuais) na safra 2014/15: Área de 57,21 milhões de ha

Leia mais

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira

SEGURO RURAL BRASILEIRO. Elaine Cristina dos Santos Ferreira SEGURO RURAL BRASILEIRO Elaine Cristina dos Santos Ferreira MODALIDADES OFERTADAS DE SEGURO RURAL Agrícola Pecuário Florestas Aqüícola Penhor rural Benfeitorias e produtos agropecuários CPR Vida do Produtor

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROL DE CALIDAD EN LOS ALIMENTOS-RESIDUOS DE PESTICIDAS EN SAN PABLO - BRASIL

PROGRAMA DE CONTROL DE CALIDAD EN LOS ALIMENTOS-RESIDUOS DE PESTICIDAS EN SAN PABLO - BRASIL Buenos Aires/2009 PROGRAMA DE CONTROL DE CALIDAD EN LOS ALIMENTOS-RESIDUOS DE PESTICIDAS EN SAN PABLO - BRASIL Laboratório de Resíduos de Pesticidas/IB/APTA Legislação de Pesticidas Brasil - Fluxograma

Leia mais

I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI. Roberson Marczak Innovation Manager

I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI. Roberson Marczak Innovation Manager I Encontro Nacional sobre Registro de Agrotóxicos para CSFI Brasilia- 26 / 10 / 2011 Roberson Marczak Innovation Manager Portfolio MILENIA para CSFI Fungicidas Inseticidas arcadia supra SC Herbicidas 2

Leia mais

Título da. Apresentação

Título da. Apresentação SITUAÇÃO ATUAL DO SISTEMA DE PRODUÇÃO INTEGRADA PI-BRASIL Título da Coordenação de Produção Integrada da Cadeia Agrícola Apresentação Luzia Maria Souza Gisele Ventura Garcia Grilli Brasília-DF Setembro-2014

Leia mais

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008 Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial Recife, 04 de dezembro de 2008 Lei 7.802/1989 artigo 3º Agrotóxicos só poderão ser produzidos, importados, exportados, manipulados comercializados

Leia mais

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização:

Ações de manejo da. Helicoverpa armigera. Realização: Ações de manejo da Helicoverpa armigera Realização: Quem é a praga? A Helicoverpa armigera é uma praga exótica, polífaga, que se alimenta de várias culturas agrícolas e plantas daninhas. Na fase de larva

Leia mais

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Seminário Legislação de Agrotóxicos, Receituário Agronomico, Comercialização e Uso - Aspectos Técnicos e Legais Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Engº Agrº Júlio Sérgio

Leia mais

Culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente Câmara Setorial de Palma de Óleo 21 de Setembro de 2012

Culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente Câmara Setorial de Palma de Óleo 21 de Setembro de 2012 Culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente Câmara Setorial de Palma de Óleo 21 de Setembro de 2012 Culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Desenvolvimento de novas moléculas Registro

Leia mais

A FORÇA DO COMPRADOR NA ADOÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS. Setembro de 2014

A FORÇA DO COMPRADOR NA ADOÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS. Setembro de 2014 ANEXO V A FORÇA DO COMPRADOR NA ADOÇÃO DE BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS Setembro de 2014 Algumas considerações Agricultura e abastecimento O desenvolvimento da agricultura é responsável pela evolução da humanidade.

Leia mais

Projeções da demanda por fertilizantes no Brasil

Projeções da demanda por fertilizantes no Brasil Projeções da demanda por fertilizantes no Brasil índice 3 4 5 6 8 9 o mercado Números e importância do setor projeções de longo prazo planos/produtos metodologia condições, prazo e investimento formulário

Leia mais

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS

SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS SEGURO RURAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Histórico do Seguro Agrícola no Brasil 1878 - Congresso Agrícola do Recife; Lei n 2.168, de 11 de janeiro de 1954, estabelece normas para a instituição do seguro agrário

Leia mais

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos

Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos Acesso a Sementes, Soberania e Segurança alimentar Painel da Mesa de Controvérsias sobre Transgênicos CONSEA Vicente Almeida Presidente do SINPAF O que é o SINPAF? É o Sindicato Nacional que representa

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS.

PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS. PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS. O QUE É IMPORTANTE VOCÊ SABER SOBRE AGROTÓXICOS, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. O que são os AGROTÓXICOS? Agrotóxicos, pesticidas, produtos fitossanitários, defensivos agrícolas

Leia mais

Boletim DATALUTA Artigo do mês II: setembro de 2015. ISSN 2177-4463

Boletim DATALUTA Artigo do mês II: setembro de 2015. ISSN 2177-4463 MERCADOS INSTITUCIONAIS COMO ALTERNATIVA PARA O FORTALECIMENTO DOS MERCADOS LOCAIS DE ALIMENTOS: O CASO DO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) NO MUNICÍPIO DE TUPI PAULISTA/SP Valmir José de Oliveira

Leia mais

Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos

Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos Sobre a incompetência do sistema de registro de agrotóxicos Reginaldo Minaré A produção agrícola ocupa posição de destaque na comunidade brasileira, produz, de fato, os alimentos necessários à população

Leia mais

Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes

Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes Fresh Connections:Brazil Carlos Alexandre Oliveira Gomes #freshconnections BR 21 de Agosto de 2014 PRODUCE MARKETING ASSOCIATION Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência-Geral de Toxicologia Segurança

Leia mais

Eng. Agr. M.Sc. Waldemar Sanchez. Projetos Bayer para Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI)

Eng. Agr. M.Sc. Waldemar Sanchez. Projetos Bayer para Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Eng. Agr. M.Sc. Waldemar Sanchez Projetos Bayer para Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Agenda Produtos / Culturas / Alvos Projetos Bayer: Investimentos & Prazos Bayer CropScience Visão

Leia mais

AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO

AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO AJUSTE E FIXAÇÃO DE ÍNDICES DE RENDIMENTO QUE INFORMAM O CONCEITO DE PRODUTIVIDADE Março 2005 APLICAÇÃO DOS ÍNDICES Função Social da Propriedade exige níveis satisfatórios de produtividade Vistoria do

Leia mais

48º Congresso Brasileiro de Olericultura

48º Congresso Brasileiro de Olericultura Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 48º Congresso Brasileiro de Olericultura Lei dos agrotóxicos e implicações em minor crops Dr. Débora Maria Rodrigues Cruz Maringá, 29 de julho de 2008

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, o SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Seguro Rural. Desafios para a sua Operacionalização

Seguro Rural. Desafios para a sua Operacionalização Seguro Rural Desafios para a sua Operacionalização GESTÃO DE RISCO RURAL Riscos Rurais: - Climatológicos; Incêndio; Vida animal; Propriedades; Equipamentos; Armazenagem; Transporte; e, Preço. Seguro Rural

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR P N A E 250 mil famílias poderão ser beneficiadas (estimativa) Cerca de R$1 bilhão 47 milhões de alunos da educação básica da rede pública GRANDE DESAFIO: AS

Leia mais

Na mesma reunião foram realizadas as seguintes considerações que envolvem a Helicoverpa armigera:

Na mesma reunião foram realizadas as seguintes considerações que envolvem a Helicoverpa armigera: NOTA DE ESCLARECIMENTO - DTE/FAEP 19/11/13 A EMBRAPA e a ADAPAR com apoio do Sistema FAEP/SENAR estão realizando o Projeto de Monitoramento e identificação da Helicoverpa armigera Paraná safra 2013/2014.

Leia mais

II Encontro sobre culturas de suporte fitossanitário insuficiente (CSFI) Brasília, 06 novembro 2012 Aline Popin

II Encontro sobre culturas de suporte fitossanitário insuficiente (CSFI) Brasília, 06 novembro 2012 Aline Popin II Encontro sobre culturas de suporte fitossanitário insuficiente (CSFI) Brasília, 06 novembro 2012 Aline Popin Quem somos e o que fazemos A Syngenta é uma das empresas líderes globais com mais de 25.000

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Política Econômica CMN 29.07.2009 Votos Agrícolas Brasília-DF, 29 de julho de 2009. RESUMO DOS VOTOS DA ÁREA AGRÍCOLA REUNIÃO DO CMN JULHO 2009 1 ESTABELECE NOVO PRAZO

Leia mais

O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL

O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL O VENENO ESTA NA MESA: MODELO DE ALIMENTAÇÃO, AGRICULTURA E SAÚDE NO BRASIL Marilia Carla de Mello Gaia 1 Qual a primeira coisa que nos vem à cabeça quando nos deparamos com as lindas frutas e legumes

Leia mais

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 Mais crédito, mais segurança e juros menores. Do Plano Safra 2002/2003 ao Plano Safra 2010/2011, o volume de recursos oferecidos por meio do Pronaf para custeio

Leia mais

CAMARA SETORIAL DA BORRACHA CARLOS ALFREDO B GUEDES BRASILIA JULHO 2015

CAMARA SETORIAL DA BORRACHA CARLOS ALFREDO B GUEDES BRASILIA JULHO 2015 CAMARA SETORIAL DA BORRACHA A CARLOS ALFREDO B GUEDES BRASILIA JULHO 2015 LEGISLAÇÃO Decreto nº 68.678, de 25 de maio de 1971 cria a Comissão Especial de Planejamento, Controle e Avaliação das Estatísticas

Leia mais

CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16

CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16 CADASTRO E PLANO DE TRABALHO SIMPLIFICADO ANTECIPAÇÃO DO VAZIO SANITÁRIO DA SOJA - SAFRA 2015/16 IDENTIFICAÇÃO DO IRRIGANTE Nome do Produtor: Nome da Propriedade: Endereço da Lavoura: CEP: Município: Estado:

Leia mais

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO PRODUÇÃO DE SEMENTES DE SOJA NO BRASIL: NOVOS DESAFIOS E PERSPECTIVAS SÉRGIO PAULO COELHO PROMOVER O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E A COMPETIVIDADE DO AGRONEGÓCIO EM BENEFÍCIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA LEGISLAÇÃO

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº DE DE DE 2016.

Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº DE DE DE 2016. Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº DE DE DE 2016. O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS

Leia mais

4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste. Carta de Goiânia

4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste. Carta de Goiânia 4º ENCONTRO DE FISCALIZAÇÃO E SEMINÁRIO REGIONAL SOBRE AGROTÓXICOS Regional Sul/ Sudeste/ Centro-Oeste Carta de Goiânia Aos 15 dias do mês de abril do ano de, nesta cidade de Goiânia, GO, representantes

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br

A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL. www.brasileirarural.com.br A IMPORTÂNCIA DE PROGRAMA DE SUBVENÇÃO PARA O SEGURO RURAL INSTRUMENTOS DE Minimização de Riscos I Proagro Mais II Seguro Privado. Coberturas: - Variações Climáticas - Preços - Índices III Cobertura Complementar

Leia mais

Documento Assinado Digitalmente

Documento Assinado Digitalmente LICENÇA DE OPERAÇÃO LO N.º 5415 / 2011-DL Processo n.º A Fundação Estadual de Proteção Ambiental, criada pela Lei Estadual n.º 9.077, de 04/06/90, e com seus Estatutos aprovados pelo Decreto n.º 33.765,

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº. 3, DE 10 DE MARÇO DE 2006

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº. 3, DE 10 DE MARÇO DE 2006 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº. 3, DE 10 DE MARÇO DE 2006 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, O DIRETOR PRESIDENTE DA AGÊNCIA NACIONAL DE

Leia mais

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA

INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA TEL +55 34 3229 1313 FAX +55 34 3229 4949 celeres@celeres.com.br celeres.com.br IB13.02 16 de dezembro de 2013 INFORMATIVO BIOTECNOLOGIA Conteúdo Análise Geral... 2 Tabelas... 5 Figuras Figura 1. Adoção

Leia mais

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE AGROTOXICOS NO BRASIL 2003-2007 Resumo com base em dados publicados pela Andef- Associação Nacional das Empresas de Defensivos Agrícolas (ORGANIZADOS pelo Diretor executivo da ANDEF

Leia mais

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor Presidente, determino a sua publicação:

adota a seguinte Consulta Pública e eu, Diretor Presidente, determino a sua publicação: Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública nº 37, de 15 de junho de 2009. D.O.U de 17/06/09 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das

Leia mais

Avanços e Desafios. Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Gerência Geral de Toxicologia

Avanços e Desafios. Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA. Gerência Geral de Toxicologia Gerência Geral de Toxicologia Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos PARA Avanços e Desafios Carlos Alexandre Oliveira Gomes Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária Gerência

Leia mais

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários

VI Congresso Brasileiro de Algodão. Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários VI Congresso Brasileiro de Algodão Seguro Agrícola como Alternativa para redução dos Riscos Agropecuários Segmentação do Mercado Segurador Brasileiro Danos SEGUROS Pessoas PREVI- DÊNCIA CAPITA- LIZAÇÃO

Leia mais

Alexandre de Sene Pinto

Alexandre de Sene Pinto Alexandre de Sene Pinto transformação Crise dos alimentos Perdas na produção por fatores ambientais Crise dos alimentos Países estão comendo mais: China, Índia e Brasil Áreas agrícolas 450.000 Área (ha)

Leia mais

O SEGURO RURAL NO BRASIL: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS

O SEGURO RURAL NO BRASIL: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS O SEGURO RURAL NO BRASIL: SITUAÇÃO ATUAL E PERSPECTIVAS Organização das Cooperativas Brasileiras OCB Gerência de Apoio ao Desenvolvimento em Mercados GEMERC 1. INTRODUÇÃO O agronegócio brasileiro representa

Leia mais

Segurança e Qualidade dos Alimentos Rastreabilidade

Segurança e Qualidade dos Alimentos Rastreabilidade Segurança e Qualidade dos Alimentos Rastreabilidade Segurança e Qualidade dos Alimentos Lei 12.593/12 institui o PPA 2012-2015 Programa 2028 Defesa Agropecuária Objetivo 0570 Assegurar a qualidade dos

Leia mais

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Fiscal Federal Agropecuária

Leia mais

TOXICIDADE DO AGROTÓXICO BENZOATO DE EMAMECTINA E O PAPEL DA AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA-ANVISA

TOXICIDADE DO AGROTÓXICO BENZOATO DE EMAMECTINA E O PAPEL DA AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA-ANVISA TOXICIDADE DO AGROTÓXICO BENZOATO DE EMAMECTINA E O PAPEL DA AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA-ANVISA WÉLTIMA TEIXEIRA CUNHA SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA DIRETORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI DO TOCANTINS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE BURITI DO TOCANTINS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CHAMADA PÚBLICA N.º- 01/2015, PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR COM DISPENSA DE LICITAÇÃO, LEI N.º 11.947, DE 16/06/2009, RESOLUÇÃO N.º 38 DO FNDE,

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

FISCALIZAÇÃO DO COMÉRCIO E USO DE AGROTÓXICOS NO RIO GRANDE DO SUL. Departamento de Defesa Agropecuária Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários

FISCALIZAÇÃO DO COMÉRCIO E USO DE AGROTÓXICOS NO RIO GRANDE DO SUL. Departamento de Defesa Agropecuária Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários FISCALIZAÇÃO DO COMÉRCIO E USO DE AGROTÓXICOS NO RIO GRANDE DO SUL Departamento de Defesa Agropecuária Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários 1 O que são agrotóxicos e afins? DEFINIÇÃO (Art. 1, inciso

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2011 Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 747 CEP 80.510-040 Curitiba PR - Fone (41) 3221-7504 Internet: http://www.claspar.pr.gov.br e.mail: claspar@claspar.pr.gov.br APRESENTAÇÃO

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

ROTULAGEM Resolução SESA nº 748/2014

ROTULAGEM Resolução SESA nº 748/2014 ORIENTAÇÕES SOBRE ROTULAGEM Resolução SESA nº 748/2014 ORIENTAÇÕES SOBRE ROTULAGEM Resolução SESA nº 748/2014 Expediente: Textos: Elisangeles Souza e Marcos Andersen Revisão: Elisangeles Souza, Maria Silvia

Leia mais

Controvérsias sobre agrotóxicos no Brasil. Leticia Rodrigues da Silva Brasília, 20 de setembro de 2012

Controvérsias sobre agrotóxicos no Brasil. Leticia Rodrigues da Silva Brasília, 20 de setembro de 2012 Controvérsias sobre agrotóxicos no Brasil Leticia Rodrigues da Silva Brasília, 20 de setembro de 2012 Algum mau-olhado fôra atirado àquela comunidade. Por tôda parte se via uma sombra de morte. Os lavradores

Leia mais

Anexo I - Relatório Anual de Produção e Comercialização de Sementes de Espécies Florestais;

Anexo I - Relatório Anual de Produção e Comercialização de Sementes de Espécies Florestais; MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 56, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2011 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁ- RIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

AGROTÓXICOS E SAÚDE. Yamira Rodrigues - CCC Coletivo de Comunicação da Campanha

AGROTÓXICOS E SAÚDE. Yamira Rodrigues - CCC Coletivo de Comunicação da Campanha AGROTÓXICOS E SAÚDE Yamira Rodrigues - CCC Coletivo de Comunicação da Campanha Uma das matérias mais comentadas na nossa página no facebook foi com relação às amostras de alimentos com resíduos de agrotóxicos.

Leia mais

Características, Sistema de Registros de Produtos e Concorrência no Mercado

Características, Sistema de Registros de Produtos e Concorrência no Mercado Características, Sistema de Registros de Produtos e Concorrência no Mercado de Agrotóxicos no Brasil * Gesmar Rosa dos Santos** 1 INTRODUÇÃO A agropecuária brasileira, além de seus resultados diretos,

Leia mais

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011)

INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Seminário 09 A AMAZÔNIA E SUAS FRONTEIRAS NO CONTEXTO DA INTEGRAÇÃO REGIONAL E DO COMÉRCIO EXTERIOR (Versão 24/10/2011) Objetivo: Em consonância com a Política Externa do Governo Federal de Integração

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR Com a aprovação da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e da Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas

Leia mais

A PRODUÇÃO INTEGRADA DE CITROS - PIC Brasil

A PRODUÇÃO INTEGRADA DE CITROS - PIC Brasil A PRODUÇÃO INTEGRADA DE CITROS - PIC Brasil Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico José Antonio Alberto da Silva Pesquisador Científico APTA-Colina Coordenador da PIC no Estado de

Leia mais

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA

ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA ZONEAMENTO AGRÍCOLA DE RISCO CLIMÁTICO SPA/MAPA III Reunião Técnica do CEMADEN Tema: Extremos Climáticos e Colapso de Produção Agrícola Fortaleza/CE 02 e 03 de abril de 2012 Antecedentes Altos índices

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE OS ROYALTIES DA RR1 1) De que se trata a ação das entidades de Mato Grosso contra a Monsanto? A Famato - Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso - em parceria

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária Brasília / DF 2010 2010 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todos os direitos reservados. Permitida

Leia mais

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski

Evolução, Perspectivas e Desafios. J.C. Zukowski SEAF Evolução, Perspectivas e Desafios J.C. Zukowski Coordenador Geral do SEAF SEGUROS AGRÍCOLAS NO BRASIL Emergência ou Básico Agricultura Familiar Agricultura Comercial Garantia-Safra Subsídio ao Prêmio

Leia mais

REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC -

REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC - Tópicos Especiais em Proteção de Cultivares e Regulação de Plantas Transgênicas no Brasil REGISTRO NACIONAL DE CULTIVARES - RNC - Virgínia Arantes Ferreira Carpi Fiscal Federal Agropecuário Chefe do SCSM/CSM/DFIA/SDA

Leia mais

Perfil >>> O inpev coordena a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas pós-consumo

Perfil >>> O inpev coordena a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas pós-consumo 8 perfil Perfil O inpev coordena a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas pós-consumo O inpev, entidade sem fins lucrativos com sede em São Paulo (SP), foi criado pela indústria

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - www.anvisa.gov.br

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - www.anvisa.gov.br Page 1 of 5 Destaques do governo FAÇA SUA BUSCA AQUI INÍCIO A AGÊNCIA SALA DE IMPRENSA SERVIÇOS ALERTAS E INFORMES LEGISLAÇÃO EDUCAÇÃO E CONHECIMENTO CIDADÃO PROFISSIONAL DE SAÚDE SETOR REGULADO TAMANHO

Leia mais

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais.

Palavras chave: sustentabilidade, insumos agrícolas, empresas transnacionais. SEMEANDO A (IN) SUSTENTABILIDADE: DISCUSSÃO SOBRE A UTILIZAÇÃO DE INSUMOS QUÍMICOS NA AGRICULTURA Autora: Doris Sayago 1 Instituição: Centro de Desenvolvimento Sustentável CDS/UnB Palavras chave: sustentabilidade,

Leia mais

comparações interlaboratoriais propostos pelo MAPA e avaliação do desempenho dos técnicos do laboratório em treinamentos.

comparações interlaboratoriais propostos pelo MAPA e avaliação do desempenho dos técnicos do laboratório em treinamentos. ANEXO CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO, RECONHECIMENTO, EXTENSÃO DE ESCOPO E MONITORAMENTO DE LABORATÓRIOS NO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA Art. 1º Os critérios constantes deste

Leia mais

Orgânicos e desenvolvimento sustentável

Orgânicos e desenvolvimento sustentável Orgânicos e desenvolvimento sustentável SÉRGIO ANGHEBEN Gestor do Programa Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional A princípio, gostaria de chamar atenção no quadro 1 para a área plantada

Leia mais

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011)

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Seminário 4 Produção Orgânica: Organização produtiva versus Perspectiva de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Objetivo: Oferecer conhecimentos e informações para fortalecer as relações comerciais

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997.

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 6, DE 16 DE MAIO DE 2005 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS

1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS 1º PRÊMIO DE EXTENSÃO RURAL GRUPO NOVA CITRUS Organização de Produtores para produção e comercialização de laranjas in natura. MAURÍLIO SOARES GOMES - Engenheiro Agrônomo JOSÉ ROBERTO GOLFETE - Técnico

Leia mais

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS

PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS PLANO DE AÇÃO PARA EXECUÇÃO DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA MAPA x ABRAS Rosilene Ferreira Souto Luzia Souza Setembro 2014 Parceria Institucional com foco na rastreabilidade Acordo de Cooperação entre

Leia mais

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Francisco Sérgio Turra Presidente Executivo Soja no Mundo Mil toneladas Evolução da produção de soja por país (mil toneladas) 100 75 50 Brasil - 84 EUA - 82

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PÚBLICO ALVO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PÚBLICO ALVO SUMÁRIO 4 APRESENTAÇÃO DO PROJETO 6 JUSTIFICATIVA 7 OBJETIVOS 7 PÚBLICO ALVO 8 HISTÓRICO DO EVENTO 12 EMPRESAS E INSTITUIÇÕES PARCEIRAS APRESENTAÇÃO DO PROJETO Foto 1: Vista aérea do evento A Expoarroz

Leia mais

Apresentação AGRIANUAL 2015

Apresentação AGRIANUAL 2015 Apresentação Em anos de eleições, os empresários costumam ficar apreensivos quanto às posições dos candidatos em relação ao segmento em que operam. Mas quem está no agronegócio não precisa ter grandes

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10 1 ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL ANÁLISE DA CONJUNTURA AGROPECUÁRIA SAFRA 2009/10 OLERICULTURA Economista Marcelo Garrido Moreira Outubro de

Leia mais

QUEM SOMOS MISSÃO WORKSHOP O QUE FAZEMOS A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL. Associação Brasileira de Sementes e Mudas

QUEM SOMOS MISSÃO WORKSHOP O QUE FAZEMOS A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL. Associação Brasileira de Sementes e Mudas Associação Brasileira de Sementes e Mudas WORKSHOP AMOSTRAGEM, TESTES E ESTATÍSTICA SEMENTES, PLANTAS E GRÃOS Associação Brasileira de Sementes e Mudas A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL ILSI International

Leia mais

ASPECTOS LEGAIS DA PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE SEMENTES E MUDAS

ASPECTOS LEGAIS DA PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE SEMENTES E MUDAS ASPECTOS LEGAIS DA PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E FISCALIZAÇÃO DE SEMENTES E MUDAS CURSO SOBRE PROTEÇÃO E REGISTRO DE CULTIVARES 27 A 28 DE MAIO 2010 LONDRINA-PR SAMIRA OMAR MOHAMAD EL TASSA COLODEL FISCAL

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul

P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul P a n o r a m a dos insetos pragas das culturas de soja, milho e algodão na Defesa Sanitária Vegetal para Mato Grosso do Sul PAULO E. DEGRANDE Universidade Federal da Grande Dourados O CONVITE versus FALAR

Leia mais

CONTROLE HIGIÊNICO- SANITÁRIO DE PRODUTOS VEGETAIS

CONTROLE HIGIÊNICO- SANITÁRIO DE PRODUTOS VEGETAIS Secretaria de Defesa Agropecuária Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal CONTROLE HIGIÊNICO- SANITÁRIO DE PRODUTOS VEGETAIS Brasília/DF, 26 de novembro de 2010 LUZIA M. SOUZA FFA(ENGª AGRª,

Leia mais

ANEXO I PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS I - A INSTRUÇÃO NORMATIVA EMERGENCIAL DA SDA

ANEXO I PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS I - A INSTRUÇÃO NORMATIVA EMERGENCIAL DA SDA ANEXO I PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS I - A INSTRUÇÃO NORMATIVA EMERGENCIAL DA SDA Esta Instrução Normativa estabelece, EM CARÁTER EMERGENCIAL, os procedimentos a serem adotados pela Fiscalização Federal

Leia mais

Protocolo Oficial de Boas Práticas Agropecuárias

Protocolo Oficial de Boas Práticas Agropecuárias Produção Integrada Agropecuária PI Brasil Protocolo Oficial de Boas Práticas Agropecuárias Agosto/2011 CUSTO DA POSIÇÃO DE DESTAQUE DA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA * Pode ter sido produzido com antibióticos

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Homero Pereira) Requer o envio de Indicação ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, no sentido de implantar um Programa de Redução de Perdas de Produtos Agrícolas. Senhor

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Dezembro de 0 INTRODUÇÃO Para Filgueira, Fernando Reis, Olericultura é um termo técnico-científico, muito preciso, utilizado no meio agronômico. Derivado

Leia mais

Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios. Brasília, 1º de outubro de 2007

Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios. Brasília, 1º de outubro de 2007 Audiência Pública Senado Federal Comissão de Assuntos Econômicos Subcomissão de Marcos Regulatórios Brasília, 1º de outubro de 2007 A ANVISA Autarquia sob regime especial Independência administrativa e

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013.

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. ANO II / Nº56 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. Uma safra inteira se passou desde o início dos trabalhos do Programa Fitossanitário

Leia mais