Exercício Opcional: FAMILIARIZAÇÃO COM O SOFTWARE CIRCUIT MAKER 2000

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exercício Opcional: FAMILIARIZAÇÃO COM O SOFTWARE CIRCUIT MAKER 2000"

Transcrição

1 Laboratório de Sistemas Digitais /0 Exercício Opcional: FAMILIARIZAÇÃO COM O SOFTWARE CIRCUIT MAKER 000 OBJETIVO Aprender a utilizar o Editor de Esquemáticos e o Simulador Lógico Criar e simular os esquemáticos e macros de projetos simples INICIALIZ AÇÃO DO SOFTWAR E Abra o Circuit Maker. A janela que aparecerá contém uma região para se desenhar o esquemático e, à esquerda da tela, a lista de componentes disponíveis. Para posicionar os componentes no esquemático, basta selecioná-lo nesta lista e clicar em Place. O símbolo acompanhará o mouse e basta clicar na posição desejada para que o mesmo seja posicionado lá. O arquivo inicial é automaticamente chamado de untitled.ckt. Para salvá-lo, basta clicar em File e Save, ou simplesmente clicar no ícone correspondente (com figura de disquete). Uma sugestão é salvar os projetos incluindo o número da experiência e o nome dos autores. PORTA LÓGICA XOR. Esquemático Na lista de componentes, selecione Digital by Function e posicione no esquemático portas inversoras ( Gates Inverters, 70), portas AND ( Gates AND, 708) e porta OR ( Gates OR, 7), de acordo com a disposição da Figura. Para adicionar os fios, clique no botão + e depois nos terminais dos componentes que se quer conectar. Se quiser interromper um fio antes de se chegar a um terminal, clique duas vezes com o botão esquerdo do mouse. Para adicionar os nomes dos terminais (X, Y e Z), use a ferramenta Text Tool com Alt+T ou usando o ícone A. Uma sugestão é mostrar o número dos pinos nas portas, de maneira a se facilitar o posicionamento dos fios na implementação do circuito com os chips. Para isso, clique em Options, e em Schematic Display Data. Em seguida, selecione a opção Show Pin Numbers. X Y UA UB UA UB UA Z Figura Esquemático da porta XOR de entradas Para simular o esquemático, deve-se adicionar chaves nas entradas e um led na saída. Na lista de componentes, vá em Digital e, em seguida, Power e selecione Logic Switch. Acrescente duas chaves para as entradas X e Y. Para adicionar o led na saída Z, vá em Digital Animated e selecione Displays e Logic Display.. Simulação Para verificar se o seu circuito está de fato funcionando, você deve simulá-lo. Como este circuito é bem simples e só possui duas entradas, pode-se verificar as combinações das mesmas, que são apenas, conforme mostra a Tabela. No menu principal, selecione Simulation e, em seguida, Digital Mode. Ainda em Simulation, selecione a opção Trace. Esta opção muda a cor do fio de acordo com o nível lógico do mesmo. Finalmente, no menu Simulation, selecione Run e verifique a Tabela variando as entradas e observando o led na saída Z (Figura ). Tabela - Tabela Verdade da Função XOR X Y Z

2 Laboratório de Sistemas Digitais /0 0 X Y V UA UA UB UA Z UB Figura - Simulação da Porta XOR. Criação de uma Macro A melhor forma de usar um esquemático dentro de outro esquemático é criando um símbolo macro. Para criar uma macro da porta XOR que você acabou de desenhar, apague os instrumentos de teste (chaves e leds). Em seguida, clique em Macros e New Macro. Selecione Sim para incluir o circuito na macro. Digite o nome da nova macro (XOR_) e o número de portas XOR por encapsulamento (), e clique OK. A janela Symbol Editor aparecerá. No botão Add Package, selecione DIP, digite o número de pins per package (), clique em Add Pkg e posicione o símbolo na tela utilizando o mouse. Após escolher a posição, clique com o botão esquerdo do mouse. UA UB UA UB No quadrado Element List, apague o pino P. Selecione os pinos P, P e P com o mouse, usando Shift, e clique em Copy. No quadrado Edit Buffer, mude o nome dos pinos P, P e P para X, Y, Z, respectivamente. Em seguida, clique em Replace e, em seguida, OK. Você irá retornar para a tela onde estava o circuito da porta XOR. Posicione a macro na tela clicando com o mouse. Em seguida conecte os pinos X,Y e Z do circuito aos pinos correspondentes da macro. Clique no menu Macros e em Macro Utilities. No quadrado Major Device Class selecione User Defined, que é a biblioteca na qual a sua macro será salva, e no quadrado Minor Device Class, digite XOR. Finalmente, clique em Save Macro. Pronto, você criou um componente chamado XOR_, como pode ser visto na Figura. UA XOR_ 7 Figura - Criação da Macro da Porta XOR Verifique o funcionamento da macro que você acabou de criar utilizando o mesmo procedimento visto na simulação. Observe que, na lista de componentes, foi criada uma pasta com o nome XOR na biblioteca User Defined. A macro XOR_ se encontra nesta pasta. Caso queira simular uma macro em outro computador, é necessário copiar o arquivo User.lib (normalmente localizado no diretório C:\Program Files\CircuitMaker 000 Trial), pois neste arquivo existe a descrição dos elementos da biblioteca User Defined.

3 Laboratório de Sistemas Digitais /0 V V V UA XOR_ 7 L chave em cada entrada e leds nas saídas do circuito. Verifique a Tabela. Figura - Teste da Macro XOR SOMADOR COMPLETO. Esquemático e Simulação Crie um novo esquemático chamado Somador Completo usando a Figura como guia. Você irá usar a macro da porta XOR criada anteriormente. As entradas são A, B, e CIN ( vai um antecipado ) e as saídas são S e COUT ( vai um ). Depois de criar o esquemático, salve-o e simule-o colocando uma Cin A UA UB Tabela - Tabela Verdade do Somador Completo UA A B Cin S Cout UB Cout B 0 9 UC 8 UB X XOR_ Y P P Z S UA X XOR_ YP P Z 7 Figura - Somador Completo Usando a Macro XOR

4 Laboratório de Sistemas Digitais /0 Figura - Criando a Macro do Somador Completo. Criação da Macro Para criar a macro do somador completo, substitua as macros XOR_ do circuito da Figura pelas portas originais 78. Em seguida, siga os mesmos passos descritos no item.. Figura 7 - Teste da Macro do Somador Completo SOMADOR DE BITS. Esquemático e Simulação Crie um novo esquemático chamado Somador usando a Figura 8 como guia. Neste esquemático você vai usar barramentos. Um barramento é um conjunto de sinais (bits) que formam uma palavra. Ele é representado por um fio mais grosso do que os fios comuns. Quando usamos um barramento, faz parte da convenção chamar o nome do barramento de bus_name[x:y], onde bus_name é o nome da variável e X é o bit mais significativo e Y é o bit menos significativo. Sinais individuais no barramento são chamados bus_namen, onde N está entre X e Y. Sinais individuais podem ser acessados por um fio comum partindo do barramento até um terminal. Para desenhar um barramento, selecione a ferramenta Wire Tool. Aperte a tecla Shift, clique com o botão esquerdo do mouse no ponto de início do barramento, solte o botão e arraste o mouse até o ponto final do barramento. Então, clique duas vezes com botão esquerdo do mouse. Na janela que aparecerá, digite o nome do barramento (por exemplo, B0). Observe que, quando você for conectar um fio ao barramento (por exemplo, B0), aparecerá uma janela para nomear esse fio.

5 Laboratório de Sistemas Digitais /0 Cin 9 CP 0 CP DS Data Seq B0 B B B0 B0 A0 A0 A A A0 A0 B0 FullAdder 7 Cin 8 A S 9 B Cout0 UA S0 S0 S0 FullAdder B A B A Cin A B UB Cout S S S FullAdder B A B A 7 8 Cin A S 9 B Cout0 UA S Cout S Figura 8 - Somador de bits Nesta simulação, você vai usar um intrumento chamado Data Seq, ao invés das chaves. Para adicioná-lo, vá em Digital, Instruments e Data Seq. Clique duas vezes em cima do CI Data Seq. Ajuste Start Address=, Stop Address=, Tick Increment=. Clique em Pattern e selecione a seqüência Count Up e Increment=. Clique OK. O Tick Increment deve ser sempre maior do que o valor máximo do atraso das portas. Você pode utilizar o Trace para verificar os níveis lógicos das entradas e saídas e apertando a tecla F9 (Step). Observe também o atraso das portas. Outra opção é utilizar um instrumento chamado Scope. Na lista de dispositivos, escolha Instruments, Digital e SCOPE. Adicione um SCOPE em cada entrada e em cada saída. Com isso, pode-se observar as formas de onda nesses pontos. No menu View, selecione Split Horizontal. Assim, é possível observar o esquemático e as formas de onda simultaneamente. Observe que, ao rodar a simulação, as formas de onda mudam muito rapidamente. Para diminuir a velocidade de simulação, mude o Speed para. Mantenha o Step Size =, Units em Ticks e X Magnification = 8. Faça algumas somas entre números de bits e observe se o circuito está funcionando corretamente. Obs: Foi verificado que quando incluímos mais de uma macro no circuito, a simulação nem sempre funciona adequadamente. Portanto, para um circuito composto de vários blocos, inclua um bloco de cada vez, testando o circuito para cada novo bloco. Quando o circuito não funcionar, substitua a macro por uma cópia do circuito original. GERADOR DE PULSOS. Esquemático e simulação Crie um novo esquemático chamado GeradorDePulsos usando a Figura 9 como guia. Neste esquemático você vai usar um gerador de pulsos. O gerador de pulsos oscila entre o bit e 0 periódicamente. Para adicionar o gerador de pulsos, vá ao menu Digital, Instruments e Pulser. Para testar o funcionamento do gerador de pulsos, acrescente um led a cada saída do gerador de pulsos e inicie a simulação. Durante a simulação, aumente e diminua o valor da variável Speed no menu Digital localizado à esquerda do circuito.

6 Laboratório de Sistemas Digitais /0 barra de ferramentas, ao lado do botão Run Digital Simulation ou pela tecla F9. Figura 9 - Teste do gerador de pulsos A seguir, monte o circuito apresentado na Figura 0. Calcule as tabelas verdades do circuito para as saídas e 0 do gerador de função. Verifique o comportamento do circuito na simulação do circuitmaker e compare com as tabelas verdades que foram encontradas. Para compreender melhor o que está ocorrendo na simulação, utilize o modo de simulação Step, que pode ser encontrado no menu Simulação, na 7 PERGUNT AS PARA REFLETIR Porque é importante simular um circuito? Qual o comportamento do gerador de pulsos em relação à variável Speed? (item.) Qual a vantagem de se utilizar Macros? Em quais ocasiões elas são mais úteis? (item.) Qual a vantagem de se utilizar barramentos? Em quais ocasiões eles são mais úteis? (item.) 8 RELATÓR IO Não será necessário relatório ou pré-relatório deste experimento. V +V UA UA UA UB UA L V CP CP Q Q Figura 0 - Circuito para analisar o comportamento das portas em relação ao gerador de pulsos.

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DO PROTEUS 1 Para iniciar a edição de um esquema elétrico para posterior simulação, busque no menu Iniciar do Windows, a opção Todos os Programas. Localize a pasta onde foi instalado o Proteus e selecione o programa

Leia mais

Tutorial do Quartus II

Tutorial do Quartus II Tutorial do Quartus II Introdução A seguir, você tomará contato com a ferramenta de projeto digital Quartus II, da Altera Corporation, que além de permitir descrever e simular circuitos lógicos complexos,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista EXPERIMENTO 1 INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO A. Introdução O Quartus II é um software utilizado para

Leia mais

Conhecendo o Proteus

Conhecendo o Proteus Conhecendo o Proteus Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Em uma série de 3 artigos, veremos como usar o Proteus. Introdução Iremos neste momento iniciar nosso estudo no Proteus usando para isso as

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Portas Lógicas Básicas: Parte 2 Simulação Lógica

Portas Lógicas Básicas: Parte 2 Simulação Lógica Laboratório 1 - continuação Portas Lógicas Básicas: Parte 2 Simulação Lógica 5. Introdução à Simulação Lógica Neste laboratório, você tomará contato com a ferramenta de projeto digital Max+Plus II, da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIMAP

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIMAP UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E MATEMÁTICA APLICADA DIMAP Disciplina: DIM0403 Laboratório de Circuitos Lógicos Professor: Sílvio Fernandes 08 Introdução

Leia mais

Laboratório de Arquitetura de Computadores IST - Taguspark 2014/2015 Introdução ao simulador Guião 1 23 a 27 fevereiro de 2015

Laboratório de Arquitetura de Computadores IST - Taguspark 2014/2015 Introdução ao simulador Guião 1 23 a 27 fevereiro de 2015 Laboratório de Arquitetura de Computadores IST - Taguspark 2/25 Introdução ao simulador Guião 23 a 27 fevereiro de 25 (Semana 2) Objectivos Com este trabalho pretende-se que os alunos se familiarizem com

Leia mais

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa.

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa. Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa Sistemas Digitais Introdução ao Ambiente de Projecto da Xilinx Paulo Lopes, Horácio

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

Sistemas Digitais. Tutorial Placa de Prototipação - Altera

Sistemas Digitais. Tutorial Placa de Prototipação - Altera Sistemas Digitais Tutorial Placa de Prototipação - Altera Monitoria SD 2012.1 Daniel Alexandro/Vanessa Ogg/Gustavo Benevides/Gilliano Ginno/Sidney Marlon Editado por (DARA) Placa Altera 1 Antes de Usar

Leia mais

Laboratório de Arquitectura de Computadores IST - Taguspark 2008/2009 Introdução aos sistemas binários Guião 1 9 a 13 de Março 2009

Laboratório de Arquitectura de Computadores IST - Taguspark 2008/2009 Introdução aos sistemas binários Guião 1 9 a 13 de Março 2009 Laboratório de Arquitectura de Computadores IST - Taguspark 2008/2009 Introdução aos sistemas binários Guião 9 a 3 de Março 2009 (Semana 2) Objectivos Com este trabalho pretende-se que os alunos se familiarizem

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa Sistemas Digitais

Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa Sistemas Digitais Departamento de Engenharia Electrotécnica e de Computadores Instituto Superior Técnico Universidade Técnica de Lisboa Sistemas Digitais Introdução ao Ambiente de Projecto da Xilinx Paulo Lopes, Horácio

Leia mais

PASSO A PASSO COMO CRIAR UM NOVO PROJETO EM SCHEMATIC NO SOFTWARE QUARTUS II

PASSO A PASSO COMO CRIAR UM NOVO PROJETO EM SCHEMATIC NO SOFTWARE QUARTUS II PASSO A PASSO COMO CRIAR UM NOVO PROJETO EM SCHEMATIC NO SOFTWARE QUARTUS II 1) Após abrir o quartus II, clique em CREATE A NEW PROJECT (tela abaixo). Se estiver utilizando windows 7, execute como administrador.

Leia mais

3.a Aula Prática Projeto de Circuitos Sequenciais com FPGA. Projeto e simulação de um gerador de frequência

3.a Aula Prática Projeto de Circuitos Sequenciais com FPGA. Projeto e simulação de um gerador de frequência 3.a Aula Prática Projeto de Circuitos Sequenciais com FPGA Prof. Cesar da Costa Projeto e simulação de um gerador de frequência Muitas vezes, várias frequências de clock são necessárias em um circuito

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard.

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard. 1 Windows Movie Maker XP O Windows Movie Maker é um software de edição de vídeos que permite criar e editar filmes caseiros, inserindo efeitos, músicas, legendas e transições. O vídeo pode ser criado a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CURSO DIDÁTICO SOBRE O SIMULADOR DE CIRCUITOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CURSO DIDÁTICO SOBRE O SIMULADOR DE CIRCUITOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA - DEE CURSO DIDÁTICO SOBRE O SIMULADOR DE CIRCUITOS ELÉTRICOS E ELETRÔNICOS Prof. Fortaleza, Agosto de 2003 ORCAD

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL O que é o Windows Movie Maker? É um programa que permite criar nossos próprios filmes com som, músicas, transição e efeito de vídeo.

Leia mais

96 cartuchos simultâneos ou não. Copiar e Colar Cartucho: O usuário poderá copiar e colar os cartuchos, e até mesmo colar o cartucho selecionado em um outro perfil. Além de ter o recurso para mudar a cor

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Instalação - SGFLeite 1

Instalação - SGFLeite 1 Instalação SGFLeite Sistema Gerenciador de Fazenda de Leite Instalação - SGFLeite 1 Resumo dos Passos para instalação do Sistema Este documento tem como objetivo auxiliar o usuário na instalação do Sistema

Leia mais

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT Esse tutorial traz passo a passo instruções para criação de um desenho no ambiente Draft. Na criação dos desenhos você aprenderá as técnicas

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Usando o simulador MIPS

Usando o simulador MIPS Usando o simulador MIPS O objetivo desta aula prática será a utilização do simulador MipsIt para executar programas escritos em linguagem de máquina do MIPS. 1 Criando um projeto Cada programa a ser executado

Leia mais

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD 1 1. INTRODUÇÃO. RETAS CAD Iniciaremos o estudo das retas construindo no CAD alguns exercícios já construídos na aula teórica utilizando a régua e o compasso. Entretanto, o nosso compasso aqui será o comando

Leia mais

DICAS PARA CONFECÇÃO DE PLACAS DE CIRCUITO IMPRESSO

DICAS PARA CONFECÇÃO DE PLACAS DE CIRCUITO IMPRESSO DICAS PARA CONFECÇÃO DE PLACAS DE CIRCUITO IMPRESSO Esse material contém algumas dicas que irão ajudar na confecção de placas de circuito impresso. Também foram incluídos os passos necessários para se

Leia mais

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre 17:47:08 Introdução à Informática com Software Livre 1 17:47:09 Audacity 2 Audacity 17:47:09 Audacity é um Software Livre de edição digital de áudio, disponível principalmente nas plataformas: Windows,

Leia mais

Simulação de Circuitos Microcontrolados com o Proteus

Simulação de Circuitos Microcontrolados com o Proteus Universidade Federal do Pará Laboratório de Processamento de Sinais (LaPS) Simulação de Circuitos Microcontrolados com o Proteus Flávio Hernan Figueiredo Nunes flaviohernanfnunes@gmail.com 25 de janeiro

Leia mais

Como fazer uma imagem em 3 cores Atividade Adaptada National School s Observatory

Como fazer uma imagem em 3 cores Atividade Adaptada National School s Observatory Como fazer uma imagem em 3 cores Atividade Adaptada National School s Observatory Faça o download do LTIMAGE, o software que vocês utilizarão para a atividade. http://www.schoolsobservatory.org.uk/obs/software/ltimage

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Índice 3 Introdução 4 Requisitos Necessários 5 Visão Geral da Instalação 5 Passo 1: Buscar atualizações 5 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 5 Passo 3: Instalar

Leia mais

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede GUIA DO USUÁRIO: NOVELL CLIENT PARA WINDOWS* 95* E WINDOWS NT* Usar Atalhos para a Rede USAR O ÍCONE DA NOVELL NA BANDEJA DE SISTEMA Você pode acessar vários recursos do software Novell Client clicando

Leia mais

1. Abra o ambiente Solid Edge Assembly.

1. Abra o ambiente Solid Edge Assembly. SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 10 MONTANDO O CONJUNTO O objetivo deste tutorial é fazer com que você tenha um contato inicial com o ambiente Assembly e introduzir conceitos básicos de montagem. É importante que

Leia mais

YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR

YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para YAMAHA MAGICSTOMP GUITAR EFFECTS PROCESSOR. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP

Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP Utilizando o correio eletrônico da UFJF com Thunderbird e IMAP O cliente de e-mail web utilizado pela UFJF é um projeto OpenSource que não é desenvolvido pela universidade. Por isso, pode ocorrer que alguns

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 1 Sumário 1. Instalando a Chave de Proteção 3 2. Novas características da versão 1.3.8 3 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 4. Executando o PhotoFacil Álbum 9 3.1. Verificação da Chave 9 3.1.1. Erro 0001-7

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software O Animail é um software para criar campanhas de envio de email (email Marketing). Você pode criar diversas campanhas para públicos diferenciados. Tela Principal do sistema Para melhor apresentar o sistema,

Leia mais

TUTORIAL WEEBLY. 2-Crie um cadastro (lembrando que palavra passe é a senha). Após preencher o formulário, clique em Sign Up. It s Free!

TUTORIAL WEEBLY. 2-Crie um cadastro (lembrando que palavra passe é a senha). Após preencher o formulário, clique em Sign Up. It s Free! TUTORIAL WEEBLY 1- Entre no site do Weebly: www.weebly.com 2-Crie um cadastro (lembrando que palavra passe é a senha). Após preencher o formulário, clique em Sign Up. It s Free! 3- Irão aparecer algumas

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

Apostila de Windows Movie Maker

Apostila de Windows Movie Maker Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva 2 Índice Introdução ao Windows Movie Maker...03 O que é o Windows Movie Maker?...03

Leia mais

LIÇÃO 42: APLICAÇÃO SIMPLES CLP-IHM. Projeto botão na IHM que aciona uma saída do CLP. Vá em menu > File > New. Nome do projeto

LIÇÃO 42: APLICAÇÃO SIMPLES CLP-IHM. Projeto botão na IHM que aciona uma saída do CLP. Vá em menu > File > New. Nome do projeto LIÇÃO 42: APLICAÇÃO SIMPLES CLP-IHM O software de edição da IHM KINKO, já instalado na lição anterior, é de uso bastante simples. Ele contém menus padrão Windows bem conhecidos dos alunos. As funções simples

Leia mais

Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação. Arquitectura de Computadores ETI IGE

Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação. Arquitectura de Computadores ETI IGE Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação Tutorial Arquitectura de Computadores ETI IGE 02 XILINX 1. Criação de um projecto Edição e simulação

Leia mais

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características:

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características: Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Conhecendo o NSBASIC para Palm Vitor Amadeu Vitor@cerne-tec.com.br 1. Introdução Iremos neste artigo abordar a programação em BASIC para o Palm OS. Para isso, precisaremos

Leia mais

COMO CRIAR UMA APRESENTAÇÃO NO IMPRESS

COMO CRIAR UMA APRESENTAÇÃO NO IMPRESS COMO CRIAR UMA APRESENTAÇÃO NO IMPRESS 1 COMO CRIAR UMA APRESENTAÇÃO NO IMPRESS Como criar uma apresentação no Impress Primeiramente, localize na internet as imagens que utilizaremos, usando os endereços

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação Guia didático para professores sobre o Windows Movie Maker Prof. Dr Sérgio Ferreira Amaral

Leia mais

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração

Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Boot Camp Guia de Instalação e Configuração Conteúdo 3 Introdução 4 Visão geral da instalação 4 Passo 1: Buscar atualizações 4 Passo 2: Preparar o Mac para Windows 4 Passo 3: Instalar o Windows no seu

Leia mais

Guia de transmissão IPTV 2012 (Nova versão do IPTV)

Guia de transmissão IPTV 2012 (Nova versão do IPTV) Guia de transmissão IPTV 2012 (Nova versão do IPTV) Versão: 1.1 Data: 02/10/2012 Site do IPTV: http://www.iptv.usp.br Sumário: 1. Introdução 2. Instalação do Flash Media Encoder 3. Criando uma transmissão

Leia mais

BlackBerry Messenger SDK

BlackBerry Messenger SDK BlackBerry Messenger SDK Versão: 1.2 Getting Started Guide Publicado: 2011-10-11 SWD-1391821-1011103456-012 Conteúdo 1 Requisitos do sistema... 2 2 Dependências de versão do BlackBerry Messenger... 3 3

Leia mais

Clique na célula sobre a qual você deseja comentar.

Clique na célula sobre a qual você deseja comentar. , *+!!!!& Um comentário é uma anotação que você anexa a uma célula, separado do restante do conteúdo da célula. Os comentários são úteis como lembretes para você mesmo, como anotar como funciona uma fórmula,

Leia mais

Table of Contents. PowerPoint XP

Table of Contents. PowerPoint XP Table of Contents Finalizando a apresentação...1 Usando anotações...1 Desfazer e repetir...1 Localizar e substituir...2 Substituir...2 Efeitos de transição...3 Esquema de animação...6 Controlando os tempos

Leia mais

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - MILLENNIUM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Requisitos... 3 3. Diretório do Millennium... 3 4. Procedimento para Transferência de Servidor... 3 4.1 Compartilhamento

Leia mais

Banner Flutuante. Dreamweaver

Banner Flutuante. Dreamweaver Banner Flutuante Dreamweaver Começamos com um arquivo em branco no Dreamweaver MX. Para que o banner apareça sobre a página, precisamos inserir uma camada a mais no arquivo HTML. Selecione o menu Inserir

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização http://www.pdfsam.org Sumário Apresentação... 3 Ferramenta... 3 Finalidade... 3 Instalação... 4 Utilizando o PDFsam... 8 Dividir... 9 Mesclar/Extrair... 11 Rotacionar...

Leia mais

Cartão Smart Card PKI

Cartão Smart Card PKI Cartão Smart Card PKI 1 MANUAL DE INSTRUÇÕES Manual de instalação Safesign Standard Versão 3.0.101 2 Selecione o driver adequado ao tipo de sistema do seu computador: 32 ou 64 bits, para verificar o tipo

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE DADOS SÉRIES ZT20 E ZIPP10. Para isto pressione o botão vermelho menu durante 3s.

TRANSFERÊNCIA DE DADOS SÉRIES ZT20 E ZIPP10. Para isto pressione o botão vermelho menu durante 3s. TRANSFERÊNCIA DE DADOS SÉRIES ZT20 E ZIPP10. Introdução. Este guia ensina de forma prática como transferir dados das estações Totais Geomax ZT20 e ZIPP10 para o software Topograph e vice versa. Ligue a

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - SLIM

GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - SLIM GUIA MUDANÇA E FORMATAÇÃO DE SERVIDOR - SLIM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Requisitos... 3 3. Diretório do Slim... 3 4. Procedimento para Transferência de Servidor... 3 4.1 Compartilhamento da

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior 2000 Mozart de Melo Alves Júnior INTRODUÇÃO O Excel 7.0 é um aplicativo de planilha desenvolvido para ser usado dentro do ambiente Windows. As planilhas criadas a partir desta ferramenta poderão ser impressas,

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Manual do Usuário. Minha Biblioteca

Manual do Usuário. Minha Biblioteca Manual do Usuário Minha Biblioteca Sumário Acesso a Minha Biblioteca... 3 Tela Principal... 3 Para que serve o ícone Minha Biblioteca?... 3 O que você encontra no campo Pesquisar?... 4 Quando utilizar

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL ACRESCENTANDO UMA NOVA COMPOSIÇÃO UNITÁRIA DE CUSTO AO BANCO GERAL DE DADOS (cunitgr.xls) Os arquivos cunitgr.xls e Bennett Profissional 04.xls são "pastas de trabalho"

Leia mais

OpenOffice.org Impress

OpenOffice.org Impress OpenOffice.org Impress OpenOffice.org Impress - Jusiana do Prado 1 SUMÁRIO CONHEÇA A JANELA PRINCIPAL... 3 EXIBA AS BARRAS DE FERRAMENTAS E OS PAINÉIS QUE SERÃO UTILIZADOS... 3 CONHEÇA OS MODOS DE EXIBIÇÃO

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o

Veja abaixo um exemplo de como os dados são mostrados quando usamos o Objeto DataGridView O controle DataGridView é um dos objetos utilizados para exibir dados de tabelas de um banco de dados. Ele está disponível na guia de objetos Data na janela de objetos do vb.net. Será

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático Virtual Box Instalação do Virtual Box Instalação do Extension Pack Criando uma Máquina Virtual Instalando o Windows

Leia mais

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente

Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Instalando o Sysloc versão 2.9.2 manualmente Você só deverá instalar o Sysloc manualmente se a instalação automática não funcionar. Normalmente você vai utilizar o instalador do Sysloc e tudo funcionará,

Leia mais

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix)

Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) Sistema Modelix-G (Modelix-Grafix) 1) Introdução 1 2) Utilizando o Sistema Modelix-G impresso (paper) 1 3) Utilizando o Sistema Modelix-G com software 4 4) Divulgando seus projetos e idéias 7 1) Introdução

Leia mais

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2.

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRIScan TM Mouse 2. As descrições fornecidas nesta documentação são baseadas nos sistemas operacionais Windows 7 e Mac OS X Mountain Lion. Leia

Leia mais

Planilha Eletrônica Excel

Planilha Eletrônica Excel COLÉGIO LA SALLE CANOAS Técnico em Informática Planilha Eletrônica Excel Excel Prof. Valter N. Silva Colégio La Salle Canoas Página 2 1. NOÇÕES BÁSICAS O Microsoft Excel 7.0 é um programa de planilha eletrônica,

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Aula 03 PowerPoint 2007

Aula 03 PowerPoint 2007 Aula 03 PowerPoint 2007 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o PowerPoint; 2. Conhecendo a Tela do PowerPoint; 3. Criando uma Nova

Leia mais

Somador e subtrator de 8 bits

Somador e subtrator de 8 bits Somador e subtrator de 8 bits Nota: Para desenvolver o somador e subtrator de 8 bits na Plataforma Windows, utilize preferencialmente Windows XP ou Vista. Você poderá encontrar problemas durante algumas

Leia mais

Windows Explorer. Prof. Valdir

Windows Explorer. Prof. Valdir Do Inglês Explorador de Janelas, o é o programa para gerenciamento de discos, pastas e arquivos no ambiente Windows. É utilizado para a cópia, exclusão, organização e movimentação de arquivos além de criação,

Leia mais

INTRODUÇÃO AO PSPICE. Usaremos o PSPICE para simular o circuito mostrado na Figura 1. Figura 1. Exemplo No. 1

INTRODUÇÃO AO PSPICE. Usaremos o PSPICE para simular o circuito mostrado na Figura 1. Figura 1. Exemplo No. 1 INTRODUÇÃO AO PSPICE 1. O QUE É O PSPICE? O programa PSPICE (ORCAD) é um simulador digital de circuitos eletrônicos, que emula os comportamentos de um circuito real. Deste modo ele permite fazer todos

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

SPARK - CONFIGURAÇÃO

SPARK - CONFIGURAÇÃO SPARK - CONFIGURAÇÃO ATENÇÃO: No caso de usuários VPN (GPRS ou Velox), somente funciona com o usuário conectado à sua VPN. Faça o download do aplicativo do seguinte endereço: http://www.igniterealtime.org/downloads/download-landing.jsp?file=spark/spark_2_6_3.exe

Leia mais

Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014

Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014 Tutoriais de apoio para a migração do e-mail @pmmc.com.br para @se-pmmc.com.br Atualização: 30/04/2014 Sumário Introdução... 3 1. Redirecionando e-mails novos... 4 2. Fazendo backup e encaminhando e-mails

Leia mais

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração

Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração Mac OS X 10.6 Snow Leopard Guia de instalação e configuração Leia este documento antes de instalar o Mac OS X. Ele inclui informações importantes sobre como instalar o Mac OS X. Requisitos do sistema Para

Leia mais

1. Usar o scanner IRISCard

1. Usar o scanner IRISCard O Guia Rápido do Usuário ajuda você a instalar e começar a usar scanners IRISCard Anywhere 5 e IRISCard Corporate 5. Os softwares fornecidos com esses scanners são: - Cardiris Pro 5 e Cardiris Corporate

Leia mais

Guia para Atualização do Firmware AM-310

Guia para Atualização do Firmware AM-310 Guia para Atualização do Firmware AM-310 Rev. A.1 sales@acuraglobal.com Tel.: +55 11 3028-4600 Matriz: Rua Reginata Ducca, 73 09626-100 São Bernardo do Campo SP Fábrica: Doutor Domiciano Costa Moreira,

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Excel 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Adicionar comandos à Barra de Ferramentas

Leia mais

Como usar o Wordsmith Tools 1 (Scott, 1999), versão 3. Elisa Duarte Teixeira Universidade de São Paulo (apostila - versão 08/2006)

Como usar o Wordsmith Tools 1 (Scott, 1999), versão 3. Elisa Duarte Teixeira Universidade de São Paulo (apostila - versão 08/2006) Como usar o Wordsmith Tools 1 (Scott, 1999), versão 3 A. Como instalar a versão 3 demo (gratuita): Elisa Duarte Teixeira Universidade de São Paulo (apostila - versão 08/2006) 1. Na internet, acesse link:

Leia mais

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWERPOINT BÁSICO Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWER POINT INICIANDO O POWERPOINT 2000 Para iniciar o PowerPoint 2000. A partir

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS Relembrando... Gabinete Ligando o computador São três passos básicos O ambiente Windows O Windows é um tipo de software chamado sistema operacional

Leia mais

Em seguida leia com atenção o manual de instruções para obter um melhor aproveitamento de seu painel.

Em seguida leia com atenção o manual de instruções para obter um melhor aproveitamento de seu painel. MANUAL - Manual De Instruções Do Software - Termo De Garantia Manual de instruções do software LEDMIDIA Seu Painel Ledmidia tem as seguintes características: 1 Exibe qualquer tipo de fonte de letra que

Leia mais

Pastas São indicadas pelo ícone correspondente a uma pasta suspensa.

Pastas São indicadas pelo ícone correspondente a uma pasta suspensa. Janela do Windows Explorer Logo abaixo dos componentes que já conhecemos (barra de título, barra de menus e barra de ferramentas), existe uma divisão vertical, é a exibição de todas as pastas. Modos de

Leia mais

Enviando Arquivos para a Neoband

Enviando Arquivos para a Neoband www.neoband.com.br (11) 21991200 suporte técnico - suporte@neoband.com.br atendimento gráfica - atend@neoband.com.br atendimento sinalização - atendbig@neoband.com.br 05/07/2011 Enviando Arquivos para

Leia mais