Elementos Mínimos. do Relatório de. Avaliação Atuarial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Elementos Mínimos. do Relatório de. Avaliação Atuarial"

Transcrição

1 Elementos Mínimos do Relatório de Avaliação Atuarial Comissão de Normas Técnicas 1

2 ÍNDICE 1. Sumário Executivo Dados de Participantes (Avaliação atual e anterior) Hipóteses (Avaliação atual e anterior) Regimes e Métodos de Financiamento Resultado Financeiro-Atuarial (Avaliação atual e anterior) 7 6. Custo e Custeio Parecer Atuarial...10 Anexos...12 Anexo A: Resumo do Plano...12 Anexo B: Projeções Atuariais:

3 1. Sumário Executivo o Objetivo da Avaliação Neste tópico, deverá ser informada a razão pela qual está sendo elaborada a avaliação atuarial, tais como avaliação anual, retirada de patrocinadora, cisão de planos ou qualquer outra situação que requeira uma avaliação atuarial, visando mensurar custo e dimensionar as provisões matemáticas. o Principais Resultados (comparativo entre a última avaliação e a avaliação atual) Resultado financeiro-atuarial Os resultados financeiros deverão ser apresentados com as informações patrimoniais, assim como sua composição, e ainda, as provisões matemáticas de benefícios concedidos e a conceder, e informações de superávit ou déficit. Custo e Custeio O custo deverá ser apresentado em R$ e percentual da folha, separadamente por tipo de benefício, quando aplicável, totalizando as parcelas do custeio que caberão aos participantes e a patrocinadora. Alterações de Hipóteses Hipóteses financeiras e atuariais que eventualmente venham a ser alteradas, quer seja por determinação legal, mudança de cenário econômico, políticas internas da patrocinadora, ou qualquer outra razão, deverão ser mencionadas neste item. Outros aspectos relevantes Demais informações não mencionadas anteriormente, como particularidades do plano de benefícios ou da massa de participantes, que o atuário julgar ser relevante, deverão ser relacionadas neste tópico. 2. Dados de Participantes (Avaliação atual e anterior) 3

4 o Data-base do cadastro o Data da Avaliação o Informações de Participantes Ativos (os empregados e os afastados por doença) Quantidade Distribuição por Sexo Folha Salarial de Participação Idade média Salário de Participação médio Tempo de Plano médio Tempo de Empresa médio Tempo de Serviço/Contribuição Futuro médio (conforme nomenclatura do regulamento do Plano) Tempo de INSS (quando aplicável) o Informações de Participantes Autopatrocinados Quantidade Distribuição por Sexo Idade média Salário de Participação médio Tempo de Plano médio Tempo de Plano/Contribuição/Diferimento Futuro médio (conforme nomenclatura do regulamento do Plano) Tempo de INSS (quando aplicável) o Informações de Participantes BPD (Aguardando benefício) Quantidade Distribuição por Sexo Idade média Benefício, Salário de Participação médio ou Saldo de Conta médio (conforme o regulamento do Plano) Tempo de INSS (quando aplicável) o Informações de Aposentados Válidos Quantidade Distribuição por Sexo Idade média Folha de Benefício mensal Benefício Médio o Informações de Aposentados Inválidos Quantidade Distribuição por Sexo 4

5 Idade média Folha de Benefício mensal Benefício Médio o Informações de Beneficiários (discriminar conforme o Regulamento do Plano) Quantidade de grupos familiares, ou, Quantidade de beneficiários (incluindo cônjuges ou filhos) Idade média Folha de Benefício mensal Benefício Médio o Outros (conforme o Regulamento do Plano) 3. Hipóteses (Avaliação atual e anterior) A seleção de hipóteses demográficas e econômicas deve obedecer aos dispositivos legais vigentes determinados pelos órgãos governamentais competentes, e observadas as disposições das Normas Atuariais expedidas pelo Instituto Brasileiro de Atuária. Neste tópico, o Atuário responsável deverá apresentar o resumo das hipóteses utilizadas na avaliação atuarial. O detalhamento de eventuais mudanças e suas justificativas deve ser elaborado no Parecer Atuarial. o Demográficas O conjunto de hipóteses demográficas deve considerar as hipóteses mais relevantes, adequadas e aplicáveis a cada plano avaliado. As hipóteses geralmente utilizadas são apresentadas a seguir: - Hipótese de Aposentadoria; - Hipótese de Rotatividade; - Tábua de Mortalidade para Participantes Válidos; - Tábua de Entrada em Invalidez; 5

6 - Tábua de Mortalidade de Inválidos; - Hipótese de Morbidez; - Hipótese de Composição Familiar; - Outras. o Econômicas O conjunto de hipóteses econômicas deve considerar as hipóteses mais relevantes, adequadas e aplicáveis a cada plano avaliado. As hipóteses geralmente utilizadas são apresentadas a seguir: - Taxa Real anual de juros; - Projeção de Crescimento Real Anual do Salário; - Projeção de Crescimento Real Anual dos Benefícios do Plano; - Projeção de Crescimento Real Anual do Maior Salário de Benefício do INSS; - Fator de Determinação do valor real dos Salários ao longo do tempo; - Fator de Determinação do valor real dos Benefícios ao longo do tempo; - Fator de Determinação do valor real dos Benefícios do INSS ao longo do tempo; - Índice de Atualização de valores do Plano de Benefícios; - Outras. 4. Regimes e Métodos de Financiamento Para cada benefício previsto no plano, deverá ser informado o regime financeiro e o método atuarial sob os qual o benefício está sendo avaliado, podendo ainda ser dada uma breve descrição do funcionamento de cada 6

7 um dos regimes e métodos utilizados e as perspectivas da evolução do custo. 5. Resultado Financeiro-Atuarial (Avaliação atual e anterior) I. Situação Atuarial a. Ativo Líquido do Plano de Benefícios b. Reservas Totais a. Reservas de Benefícios a Conceder; b. Reserva de Benefícios Concedidos; c. Reserva a Amortizar; c. Resultado de Equilíbrio Técnico; II. Compromissos Totais: a. Benefícios Concedidos (valor bruto Valor atual dos benefícios futuros discriminado por tipo de benefício); b. Benefícios a Conceder (valor bruto - Valor atual dos benefícios futuros discriminado por tipo de benefício). III. Contribuições em vigor e Contribuiçoes Propostas: a. Valor Atual das Contribuições futuras do Patrocinador e do Participante, referente aos benefícios concedidos e a conceder. b. O valor atual das contribuições deverá estar discriminado por tipo de contribuição (normal, extraordinária) conforme o Plano de Custeio. IV. Ativo Líquido patrimonial: a. Ativo Total b. Exigíveis c. Fundos d. Ativo Líquido V. Consideração de Contratos e dívidas: a. Discriminar o valor atual de eventual contrato(s) do(s) Patrocinador(es) para amortização de dívidas ou dotações, observado quando registrado no ativo do Plano. b. Valor das contribuições em atraso. 7

8 VI. Rentabilidade dos Investimentos (*) x Meta Atuarial: a. Taxa Interna de Retorno (TIR) Bruta b. TIR Líquida da Meta (*) Indicar origem do cálculo (se por fluxos contábeis ou se fornecido pela Entidade) VII. Constituição e Utilização de Fundos Previdenciais: a. Discriminar o objetivo e o fundamento da constituição de cada fundo; b. Discriminar a forma de utilização de cada fundo constituído. 6. Custo e Custeio Custo (*): 1 Em Regime de Capitalização: Custo normal (valor bruto - discriminado por tipo de benefício, quando aplicável) em percentual e em R$; 2 Em Regime de Repartição: Custo normal (valor bruto - discriminado por tipo de benefício, quando aplicável) em percentual e em R$; 3 Outros Custos Custo extraordinário; Custo de Administração; Fundos de Garantias Especiais Riscos de Hipóteses ou outros custos. (*) Indicação as Folhas salariais mensal, anual e futura. a. Folha salarial anual dos participantes ativos e autopatrocinados; b. Folha salarial futura dos participantes ativos e autopatrocinados; 8

9 c. Folha de benefícios dos assistidos. II CUSTEIO 1. Contribuição mensal alíquotas de equilíbrio. Caso haja segregação das alíquotas de contribuição por faixa salarial, idade ou outros critérios, tal divisão deverá ser detalhada na avaliação. a) Patrocinador i. Custo normal ii. Custo extraordinário iii. Outros Custos b) Participantes ativos i. Custo normal ii. Custo extraordinário iii. Outros Custos c) Assistidos (Participantes inativos e Pensionistas) i. Custo normal ii. Custo extraordinário iii. Outros Custos 2. Prazo para amortização (anos): a. Da Reserva a Amortizar; b. Dos contratos de dívida; c. Outros. 3. Data em que o plano de custeio passará a vigorar 4. Base de incidência das contribuições. 9

10 7. Parecer Atuarial o Parágrafos sucintos apresentando os seguintes pontos: Objetivo da Avaliação Descrever a finalidade da avaliação (reavaliação anual, retirada de patrocínio, alteração de plano, impacto de redução da massa de participantes, etc.) Informações sobre o cadastro: Informar a data base da avaliação, a consistência dos dados fornecidos, a origem dos dados (entidade ou patrocinador), bem como qualquer outra especificidade relativa ao estudo Tipo de Plano Informar a modalidade do plano e, se necessário, descrever alguma particularidade. Hipóteses e métodos Descrever as hipóteses que foram alteradas, bem como a justificativa para tanto; o O impacto oriundo das alterações poderá ser informado. o Se mais de uma hipótese for alterada ao mesmo tempo é recomendado demonstrar o impacto global; Descrever as hipóteses atuariais formuladas na avaliação atuarial imediatamente anterior, indicando a margem de erro das suposições formuladas em relação ao observado. Dívidas contratadas Descrever se há algum compromisso firmado entre a Entidade e o Patrocinador Informar o valor a amortizar e prazo remanescente; Alteração de regulamento As alterações de regulamento ocorridas desde a última avaliação atuarial deverão ser informadas, inclusive o número do ofício da SPC; Resultado financeiro-atuarial O resultado da avaliação atuarial deverá ser informado, resumidamente, conforme o plano de contas vigente; 10

11 Deverão ser apresentados os motivos que levaram ao déficit, ou em caso de superávit por 3 anos consecutivos, a utilização do mesmo (aguardar decisão da SPC sobre o superávit) Apresentar os Fundos Previdenciais e Administrativos constituídos, bem como o objetivo da sua constituição; Apresentar o grau de cobertura das reservas matemáticas face ao ativo líquido patrimonial (o atuário deverá avaliar a utilização de eventuais contratos de amortização de dívidas) Custo e custeio Apresentação dos custos e custeio para o próximo exercício, inclusive a recomendação do custeio necessário, quando for o caso. Eventos Subseqüentes Materialidade (importância relativa ou absoluta do valor de recursos envolvidos, mensurável a partir do risco inerente ao volume de receitas, despesas, reservas ou ativo do plano). Implicação nos Resultados Recomendações Parecer conclusivo Conclusão do atuário, sobre premissas, métodos e resultados apurados na avaliação atuarial. Considerações do Parecer: os tópicos abordados neste item estão adequados para apresentação do Parecer Atuarial, quando parte integrante do DRAA, contudo em outras situações, a fim se evitar repetições dentro no mesmo relatório, o Parecer pode ser adequado apenas com as conclusões e comentários de fatos relevantes, tal como as justificativas de alterações de hipóteses, análise de ganhos/perdas, comentários gerais sobre a avaliação e a conclusão final. 11

12 Anexos Anexo A: Resumo do Plano Descrição dos benefícios oferecidos, regras de cálculo, carências e formas de pagamento. Número de contribuições/benefícios ao ano. Anexo B: Projeções Atuariais: Na existência de reserva a amortizar, contratos de dívidas ou afins, anexar fluxo de receitas, despesas, Ativo Líquido a Integralizar e Integralizado no prazo de finalização do pagamento das parcelas a integralizar citadas. 12

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: UNISYS-PREVI 2- CÓDIGO: 02071 3- RAZÃO SOCIAL: UNISYS-PREVI ENTIDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Leia mais

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 4 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA

Leia mais

Página 1 de 8 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.020.043-74 - PLANO DE BENEFÍCIOS II - TROPICAL 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

Leia mais

Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.015-18 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - FNTTA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8-

Leia mais

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS

PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PARECER ATUARIAL PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS A data base da avaliação atuarial do Plano Misto de Benefícios, administrado pela Mendesprev Sociedade Previdenciária, objeto deste parecer é 31/12/2010. Objetivo

Leia mais

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência

Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de 31/12/2013 Unisys-Previ - Entidade de Previdência Parecer Atuarial dos Planos de Benefícios Unisys Brasil Ltda. e Unisys Tecnologia Ltda. de Unisys-Previ - Entidade de Previdência Complementar 21 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 6 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.050.020-38 - PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PAQUETÁPREV DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ISBRE 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO BRDE DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR - ISBRE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.012-19 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Page 1 of 10 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

PARECER ATUARIAL FUNDAÇÃO ENERSUL

PARECER ATUARIAL FUNDAÇÃO ENERSUL PARECER ATUARIAL Exercício de 2016 FUNDAÇÃO ENERSUL Plano de Benefícios I Janeiro de 2017 2 PARECER ATUARIAL Avaliamos atuarialmente o PLANO DE BENEFÍCIOS I da FUNDAÇÃO ENERSUL, que foi instituído em 18/07/1989

Leia mais

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS

DADOS DOS PLANOS DATAS PLANOS APROVAÇÃO INÍCIO ÚLTIMA ALTERAÇÃO VALOR DE RESGATE NÚMERO DE EMPREGADOS SIGLA: FUNCEF 1 CÓDIGO: 01523 RAZÃO SOCIAL: FUNCEF-FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS FEDERAIS NÚMERO DE PLANOS: 2 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Guarujá UF: SP DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Julio Machado Passos MTE: 1275 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 44.959.21/1-4 PREFEITURA

Leia mais

Dados do Plano. Resultado da Avaliação Atuarial. Data da Avaliação: 31/12/2009

Dados do Plano. Resultado da Avaliação Atuarial. Data da Avaliação: 31/12/2009 AVALIAÇÃO ATUARIAL Data da Avaliação: 31/12/2009 Dados do Plano Nome do Plano: Plano Único da CGTEE CNPB: 19.790.045-11 Patrocinadora: Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica - CGTEE Data Início:

Leia mais

Page 1 of 13 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.980.012-29 - PLANO II DE APOSENTADORIA DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: ITAUBANCO 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO ITAUBANCO 4- NÚMERO DE PLANOS: NÚMERO DE EMPREGADOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.009-56 - PLANO DE BENEFÍCIOS 002 DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO

Leia mais

Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV. ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012

Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV. ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012 Parecer Atuarial Plano de Aposentadoria ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 8 DE MARÇO DE 2012 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos Participantes... 2 Participantes Ativos... 2 Participantes

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. 29 de janeiro de 2013

Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - BANESES. 29 de janeiro de 2013 Parecer Atuarial do Plano II de Aposentadoria Fundação Banestes de Seguridade Social - 29 de janeiro de 2013 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 Perfil dos Participantes... 1 Participantes Ativos... 1 Participantes

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.026-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Página 1 de 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 7 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: FUSESC 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.026-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS I 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR

Leia mais

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12 Anexo ao JM/0847/2011-3 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS: 01 (UM) 4 DATAS

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Montividiu UF: GO DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Mauricio Zorzi MTE: 2458 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 5.548.251/1-29 FUNDO MUNICIPAL

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Volta Redonda UF: RJ DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Julio Machado Passos MTE: 1275 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 32.512.51/1-43 Prefeitura

Leia mais

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano Misto de Benefício Suplementar

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano Misto de Benefício Suplementar 12 de fevereiro de 2007 Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN Plano Misto de Benefício Suplementar Conteúdo 1. Introdução...1 2. Posição do Exigível Atuarial e das Reservas e Fundos...2

Leia mais

Página 1 de 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 32 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.820.016-74 - PLANO DE BENEFÍCIOS I - SNA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Teófilo Otoni UF: MG DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Thiago Matheus da Costa MTE: 2178 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 5.11.612/1-5 INSTITUTO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: FACHESF 2- CÓDIGO: 00361 3- RAZÃO SOCIAL: Fundação CHESF de Assistência e Seguridade Social

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Benefícios Previdenciais dos Empregados da CAPESESP - CNPB n 19.840.001-11 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2012

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO DEMONSTRATIVO DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS 1- SIGLA: FACHESF 2- CÓDIGO: 00361 3- RAZÃO SOCIAL: Fundação CHESF de Assistência e Seguridade Social

Leia mais

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano de Suplementação da Média Salarial

12 de fevereiro de Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN. Plano de Suplementação da Média Salarial 12 de fevereiro de 2007 Parecer Atuarial CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN Plano de Suplementação da Média Salarial Conteúdo 1. Introdução...1 2. Posição do Exigível Atuarial e das Reservas

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Xangri-lá UF: RS DADOS DO ATUÁRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO Nome: Lucília Nunes de Souza MTE: 431 DADOS DOS ORGÃOS/ENTIDADES CNPJ Nome Poder Tipo Competência da Base Cadastral 94.436.474/1-24 Município

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [18.868.955/0001-20] FUNDACAO GEAPPREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0006-47] GEAPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável ADILSON MORAES DA

Leia mais

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12

Observações: (*) OFÍCIO 546 DA SPC DE 19/08/97. 12 Anexo ao JM/0327/2007-3 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL 3 DADOS DOS PLANOS NÚMERO DE PLANOS: 01 (UM) 4 DATAS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável MAGDA TSUÊ MASSIMOTO ARDISSON MIBA:

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.689.795/0001-50] BRF PREVIDENCIA PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1996.0047-19] PSPP ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MONICA TEIXEIRA DE ANDRADE MIBA:

Leia mais

Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial 2004

Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial 2004 Demonstrativo de Resultados da Avaliação Atuarial 2004 SP PREFEITURA MUNICIPAL DE CONCHAL CNPJ : 45331188000199 SIAFI : 986345 Cadastro de Nome do Plano : Novo Plano QUADRO 1 Dados do Regime Próprio de

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: CNBPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CNBPREV - FUNDO DE PREVIDENCIA 4- NÚMERO DE PLANOS: 1

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: CNBPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CNBPREV - FUNDO DE PREVIDENCIA 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.070.014-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS CNBPREV 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL RESUMO

RELATÓRIO ANUAL RESUMO RELATÓRIO ANUAL RESUMO 2015 ÍNDICE 03 INFORMAÇÕES SOBRE AS DESPESAS 03 RENTABILIDADE DOS PERFIS DE INVESTIMENTO 03 INVESTIMENTOS 04 PARTICIPANTES AVONPREV 04 RESUMO DO PARECER ATUARIAL 06 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 19.800.006-38 - BENEFÍCIO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 3 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO DA PATROCINADORA

Leia mais

PARECER ATUARIAL PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014

PARECER ATUARIAL PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014 PLANO DE APOSENTADORIA ABBPREV ABBPREV - Sociedade de Previdência Privada 14 DE FEVEREIRO DE 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos Participantes... 2 3. Hipóteses e Métodos Atuariais Utilizados...

Leia mais

3.2: O cadastro que serviu de base para o processamento dessa Avaliação foi levantado nas seguintes datas de referência:

3.2: O cadastro que serviu de base para o processamento dessa Avaliação foi levantado nas seguintes datas de referência: Parecer Atuarial Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2013. STEA:- 64/2013/051 Ilmo. Sr. Dra. Mariza Giannini M.D. Diretora Superintendente da FAPES Ref:- Parecer Atuarial sobre a Avaliação Atuarial de 31/12/2012

Leia mais

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC

Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC Relatório PREVI 2013 Parecer Atuarial 2013 162 Plano de Benefícios 1 Plano de Benefícios PREVI Futuro Carteira de Pecúlios CAPEC 1 OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [75.054.940/0001-62] FUNDACAO COPEL DE PREVIDENCIA E ASSISTENCIA SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0007-56] PLANO PECÚLIO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Telemig Celular Exercício: 2013 e 2012 dezembro R$ Mil Descrição 2013 2012 Variação (%) Relatório Anual 2013 Visão Prev 1. Ativos Disponível Recebível

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [61.155.248/0001-16] FUNDACAO ITAU UNIBANCO - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1980.0015-29] PLANO BÁSICO ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário

Leia mais

ANEXO I - TÁBUA DE MORTALIDADE IBGE-2012 (M/F) E HUNTER/ÁLVARO VINDAS

ANEXO I - TÁBUA DE MORTALIDADE IBGE-2012 (M/F) E HUNTER/ÁLVARO VINDAS ANEXO I TÁBUA DE MORTALIDADE IBGE2012 (M/F) E HUNTER/ÁLVARO VINDAS x Masculina Feminina HUNTER AV ii ii x x 0 0.017032 0.014283 0.000000 1 0.001076 0.000880 0.000000 2 0.000702 0.000558 0.000000 3 0.000537

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Page 1 of 9 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.790.039-47 - PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO CIFRÃO - PBDC 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 2013 e dezembro - R$ Mil

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 2013 e dezembro - R$ Mil Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios PBS Tele Centro Oeste Celular Exercício: 20 e 202 dezembro R$ Mil Descrição 20 202 Variação (%) Relatório Anual 20 Visão Prev. Ativos Recebível Investimento

Leia mais

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA

Secretaria de Previdência Complementar - DRAA Page 1 of 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.920.010-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS 001 12- OBSERVAÇÕES: Data da última alteração

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telest Celular Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telest Celular Período: 2014 e 2013 dezembro R$ Mil Descrição 2014 2013 Variação (%)

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Pecúlios - CNPB n 1979.0055-83 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2015 1. Patrimônio Social, Patrimônio de Cobertura

Leia mais

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - Previc - DRAA Page 1 of 11 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 2 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO 9- VALOR DE RESGATE 10- NÚMERO DE EMPREGADOS 11- FOLHA SALÁRIO

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.850.013-65 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 005 - PIRATINI 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS DA AVALIAÇÃO ATUARIAL - DRAA ENTE Nome: Carazinho UF: RS CNPJ: 87.613.535/1-16 Endereço: AV FLORES DA CUNHA Complemento: Bairro: Centro CEP: 995- Telefone: (54) 3331-2699 Fax: E-mail: prefeitura@carazinho.rs.gov.br REPRESENTANTE LEGAL

Leia mais

PARECER ATUARIAL. Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012.

PARECER ATUARIAL. Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012. PARECER ATUARIAL Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2012. STEA 60/2012/051 Ilmo. Sr. Dr. Aluysio Antonio da Motta Asti M.D. Diretor Superintendente da FAPES Ref: Parecer Atuarial sobre a Avaliação Atuarial

Leia mais

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado

Nota Técnica Atuarial. Plano Misto de Benefício Saldado Nota Técnica Atuarial Plano Misto de Benefício Saldado Julho de 2010 ÍNDICE 1 - OBJETIVO...2 2 - HIPÓTESES ATUARIAIS...2 3 - MODALIDADE DOS BENEFÍCIOS...3 4 REGIMES FINANCEIROS E MÉTODOS ATUARIAIS...3

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.900.016-29 - PLANO DE COMPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA E PENSÃO - SISTEMA FCEMG 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE

Leia mais

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA

ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 1- SIGLA: SUPREV 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA SUPLEMENTAÇAO PREVIDENCIARIA FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.850.012-92 - PLANO DE BENEFÍCIOS N.º 003 - USIBA 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 8- ÚLTIMA ALTERAÇÃO

Leia mais

ENTIDADE 1- SIGLA: CAVA 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA DADOS DOS PLANOS

ENTIDADE 1- SIGLA: CAVA 2- CÓDIGO: RAZÃO SOCIAL: CAIXA VICENTE DE ARAUJO DO GRUPO MERCANTIL DO BRASIL - CAVA DADOS DOS PLANOS , MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE DADOS DOS PLANOS 4- NÚMERO DE PLANOS: 1 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 19.800.011-38 - PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS CAVA

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [30.030.696/0001-60] PRECE - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2006.0018-92] PLANO PRECE III ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015 Atuário Responsável MARIANA

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

Suplementação à Previdência Social 29/11/79 01/06/80 06/2006 R$ , R$ ,00,38

Suplementação à Previdência Social 29/11/79 01/06/80 06/2006 R$ , R$ ,00,38 Anexo ao JM/0143/2008 MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO ENTIDADE RAZÃO SOCIAL: FUNDAÇÃO CORSAN - DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO 3 DADOS

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balanço de

Parecer Atuarial sobre o Balanço de CAPESESP - Caixa de Previdência e Assistência dos Servidores da FUNASA Plano de Benefícios Previdenciais dos Trabalhadores da FUNASA - CNPB n 1984.0002-92 Parecer Atuarial sobre o Balanço de 31.12.2015

Leia mais

PARECER ATUARIAL PA 07/2017

PARECER ATUARIAL PA 07/2017 PARECER ATUARIAL PA 07/2017 PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DO ADVOGADO - PREVER CNPB: 2005.0042-11 FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA SECCIONAL DE SÃO PAULO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL E DA

Leia mais

Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1

Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1 Previndus - Plano Básico de Benefícios I - Sistema Firjan 1 Parecer Atuarial Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2016 do Plano Básico de Benefícios I da Previndus Associação de Previdência

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [01.689.795/0001-50] BRF PREVIDENCIA MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável MONICA TEIXEIRA DE ANDRADE MIBA: 1117 MTE: 1117 DA transmitida à Previc

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [83.564.443/0001-32] FUNDACAO CODESC DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2002.0006-38] MULTIFUTURO I ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

PARECER ATUARIAL 2015

PARECER ATUARIAL 2015 PARECER ATUARIAL 2015 Plano de Benefícios 1 1. OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre a qualidade da base cadastral, as premissas atuariais, o custo e plano de custeio

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [17.312.597/0001-02] FUNDACAO DE PREVIDENCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PUBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO (FUNPRESP-EXE) PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2013.0006-18] LEGISPREV

Leia mais

RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015.

RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015. RN/149/2015/OABPREV-MG Belo Horizonte, 13 março de 2015. Ao Sr. Armando Quintão Bello de Oliveira Júnior Presidente do OABPrev Fundo Multipatrocinado da OAB, Seccional de Minas Gerais Prezado Senhor, Apresentamos,

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de

Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de Parecer Atuarial do Plano de Benefício Definido do Encerramento do Exercício de 31/12/2013 Instituto de Seguridade Social da CEG - GASIUS 26 de fevereiro de 2014 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Perfil dos

Leia mais

12) Parecer Atuarial

12) Parecer Atuarial 12) Parecer Atuarial 1 - OBJETIVO 1.1 O presente Parecer Atuarial tem por objetivo informar sobre a consistência da base de dados, situação financeiro-atuarial, metodologia de cálculo e premissas atuariais,

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [48.789.424/0001-03] UBB PREV - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [1981.0012-47] PLANO DE BENEFÍCIOS ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2011 Atuário Responsável

Leia mais

Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013

Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013 Parecer Atuarial do Plano Misto de Benefício Suplementar CBS - Caixa Beneficente dos Empregados da CSN 31 de janeiro de 2013 CONTEÚDO 1. Introdução... 1 2. Posição do Patrimônio Social e dos Fundos...2

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [61.155.248/0001-16] FUNDACAO ITAU UNIBANCO - PREVIDENCIA COMPLEMENTAR PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2014.0020-29] PLANO ITAUCARD SUPLEMENTAR ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2015

Leia mais

Relatório Anual. São Rafael Sociedade de Previdência Privada

Relatório Anual. São Rafael Sociedade de Previdência Privada 2011 Relatório Anual São Rafael Sociedade de Previdência Privada Prezados Participantes: O ano de 2011 foi mais um ano marcado por muitas incertezas nas economias mundiais acarretando uma instabilidade

Leia mais

Plano PBS-Telebrás. Junho/15

Plano PBS-Telebrás. Junho/15 Plano PBS-Telebrás Junho/15 Plano PBS-Telebrás Benefícios programados e de risco na modalidade de Benefício Definido (BD); Benefícios programados e de risco são determinados conforme regra de cálculo préestabelecida

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [06.184.184/0001-73] SEBRAE PREVIDENCIA - INSTITUTO SEBRAE DE SEGURIDADE SOCIAL PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2004.0028-83] SEBRAEPREV ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014

Leia mais

PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015

PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015 PARECER ATUARIAL N.º 061/2016 TESOURO MUNICIPAL AMERIPREV MUNICÍPIO DE: AMERICANA - SP DATA BASE: 31/12/2015 CURITIBA 23/06/2016 1. INTRODUÇÃO A Lei Municipal n 5.111 de 23/11/2010 e suas alterações, criou

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [09.350.840/0001-59] FUNDO DE PENSAO MULTINSTITUIDO POR ASSOCIACOES DO MINISTERIO PUBLICO E DA JUSTICA - JUSPREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2007.0035-38] PLANJUS ENCERRAMENTO

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [16.619.488/0001-70] PREVIDENCIA USIMINAS PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: TIPO: RETIFICADORA: [1979.0035-56] PB1 ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 COMPLETA SIM Atuário Responsável

Leia mais

PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE APOSENTADORIA

PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE APOSENTADORIA A nr n MAKE TOMORROW, TODAY PARECER ATUARIAL DE 31/12/2016 PLANO 11 DE - FUND ÇAO BANESTES DE SEGURIDADE - BANESES 24 DE FEVEREIRO DE 2017 MARSH & McLENNAN O I PARECER ATUARIAL DE 31/12/2015 PLANO 11 DE

Leia mais

7 Disponível. 1. Adições. -7 Recebível Investimento -31. (+) Contribuições. -18 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações

7 Disponível. 1. Adições. -7 Recebível Investimento -31. (+) Contribuições. -18 Empréstimos e Financiamentos. 2. Destinações Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 205 e 204 dezembro R$ Mil Demonstração da Mutação do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 205 e 204 dezembro

Leia mais

Page 1 of 13 FOLHA DE ENCAMINHAMENTO DO 1 ENTIDADE 4- NÚMERO DE PLANOS: 8 5- PLANOS 6- APROVAÇÃO 7- INÍCIO 20.000.077-83 - PLANO DE BENEFÍCIOS Nº 007 - SISTEMA FCEMG 12- OBSERVAÇÕES: ENTIDADE DADOS DOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [49.323.025/0001-15] SUPREV-FUNDACAO MULTIPATROCINADA DE SUPLEMENTACAO PREV PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2005.0015-38] PB DME - II ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2012 Atuário

Leia mais

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL

JESSÉ MONTELLO Serviços Técnicos em Atuária e Economia Ltda. PARECER ATUARIAL PARECER ATUARIAL V.1- Custos para o exercício seguinte em relação ao anterior: 1) A aplicação da metodologia de cálculo atuarial estabelecida para o plano de benefícios da FUNCASAL, utilizando as hipóteses

Leia mais

MF - Ministério da Fazenda SPPS - Secretaria de Políticas de Previdência Social DRPSP - Departamento dos Regimes de Previdência no Serviço Público

MF - Ministério da Fazenda SPPS - Secretaria de Políticas de Previdência Social DRPSP - Departamento dos Regimes de Previdência no Serviço Público MF - Ministério da Fazenda SPPS - Secretaria de Políticas de Previdência Social DRPSP - Departamento dos Regimes de Previdência no Serviço Público GESTÃO ATUARIAL ABIPEM - 4º CONGRESSO BRASILEIRO DE CONSELHEIROS

Leia mais

Elétrica, Eletros Fundação Eletrobrás de Seguridade Social e Eletrobras Centrais Elétricas Brasileiras SA. PLANO BD ELETROBRÁS

Elétrica, Eletros Fundação Eletrobrás de Seguridade Social e Eletrobras Centrais Elétricas Brasileiras SA. PLANO BD ELETROBRÁS PARECER ATUARIAL DO PLANO BD ELETROBRÁS - 31/12/2015 Pareceres PLANO BD ELETROBRÁS Para fins da avaliação atuarial referente ao exercício de 2015 do Plano de Benefícios BD Eletrobrás, administrado pela

Leia mais

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011

Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada. Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 CP3792010 Curitiba, 20 de dezembro de 2010. Sr. Renato Follador Presidente Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada Ref.: Plano J.MALUCELLI plano de custeio anual para 2011 Prezado Senhor, A fim de

Leia mais

Quadro de sugestões - CPA Nº CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC

Quadro de sugestões - CPA Nº CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC Quadro de sugestões - CPA Nº 003 - CLASSIFICAÇÃO DAS HIPÓTESES ATUARIAIS - SUPERVISIONADAS PREVIC Redação Original Redação Proposta Justificativa/Comentários/Entendimentos/Dú vidas I. INTRODUÇÃO 1. O presente

Leia mais

Parecer Atuarial sobre o Balancete de

Parecer Atuarial sobre o Balancete de Parecer Atuarial Belo Horizonte, 13 de fevereiro de 2017. Ao Sr. Henrique Rogério Lopes Ferreira da Silva Diretor-Superintendente da Fundação de Assistência e Previdência Social do BNDES - FAPES Prezado

Leia mais

RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG.

RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG. RN/094/2008/OABPREV-MG Belo Horizonte, 20 de março de 2008. Ao Sr. André Luís Moreira Marino Gerente Administrativo OABPrev-MG Prezado Senhor, Apresentamos em anexo o Parecer Atuarial sobre o Balancete

Leia mais

Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC. São Paulo, 29 de novembro de

Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC. São Paulo, 29 de novembro de Monitoramento de Riscos Atuariais CGMA/PREVIC São Paulo, 29 de novembro de 2011 1 Sistema de Previdência Complementar Planos de Previdência Avaliação Atuarial Mapeamento de Risco Atuarial no Mercado Novas

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telergipe Celular

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Visão Telergipe Celular Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Visão Telergipe Celular Período: 2014 e 2013 dezembro R$ Mil Descrição 2014 2013 Variação

Leia mais

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev

Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios - Vivo Prev Demonstrativos Financeiros Relatório Anual 2014 Visão Prev Demonstração do Ativo Líquido por Plano de Benefícios Vivo Prev Período: 2014 e 20 dezembro R$ Mil Descrição 2014 20 Variação (%) 1. Ativos 896.289

Leia mais

Parecer Atuarial. Rio de Janeiro, 24 de janeiro de STEA: 45/2014/051. Ilma. Sra. Dra. Mariza Giannini M. D. Diretora Superintendente da FAPES

Parecer Atuarial. Rio de Janeiro, 24 de janeiro de STEA: 45/2014/051. Ilma. Sra. Dra. Mariza Giannini M. D. Diretora Superintendente da FAPES Parecer Atuarial Rio de Janeiro, 24 de janeiro de 2014. STEA: 45/2014/051 Ilma. Sra. Dra. Mariza Giannini M. D. Diretora Superintendente da FAPES Ref: Parecer Atuarial sobre a Avaliação Atuarial em 31/12/2013

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL

DEMONSTRAÇÃO ATUARIAL ENTIDADE: [42.160.192/0001-43] FUND CHESF DE ASSIST E SEGURIDADE SOCIAL FACHESF PLANO DE BENEFÍCIOS: MOTIVO: DATA DA AVALIAÇÃO: [2001.0021-65] CD ENCERRAMENTO DE EXERCÍCIO 31/12/2014 Atuário Responsável

Leia mais

FUNDAÇÃO LIBERTAS. Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB Parecer Atuarial 031/16

FUNDAÇÃO LIBERTAS. Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB Parecer Atuarial 031/16 FUNDAÇÃO LIBERTAS Avaliação Atuarial Anual de 2015 PLANO DE BENEFÍCIOS 9 RP9 - PLANO COHAB SALDADO CNPB 1982.0027-19 Parecer Atuarial 031/16 Fevereiro/2016 PARECER ATUARIAL 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Atendendo

Leia mais