CIRCUITO ELÉTRICO. Um circuito elétrico é um caminho ou itinerário para a corrente elétrica. CORRENTE ELÉTRICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CIRCUITO ELÉTRICO. Um circuito elétrico é um caminho ou itinerário para a corrente elétrica. CORRENTE ELÉTRICA"

Transcrição

1 CIRCUITO ELÉTRICO Um circuito elétrico é um caminho ou itinerário para a corrente elétrica. CORRENTE ELÉTRICA A corrente elétrica é um fluxo de eletrões que transportam energia elétrica. COMPONENTES DE UM CIRCUITO ELÉTRICO Um circuito elétrico tem diversos componentes, tais como: fontes de energia, fios de ligação e recetores de energia. ESQUEMAS DOS CIRCUITOS ELÉTRICOS Estes esquemas são desenhos elaborados a partir dos símbolos dos componentes dos circuitos elétricos, para facilitar a compreensão do percurso da corrente elétrica. SENTIDO DA CORRENTE ELÉTRICA Para a corrente elétrica há a considerar dois sentidos: O sentido real, que corresponde ao sentido do deslocamento dos eletrões e dá-se do pólo negativo para o pólo positivo da fonte de energia. O sentido convencional, que vai do pólo positivo para o pólo negativo da fonte de energia. Para o sentido da corrente elétrica, atribuiu-se o sentido convencional. Exemplo:

2 CIRCUITOS EM SÉRIE E EM PARALELO Num circuito elétrico, os recetores de energia podem montar-se em série ou em paralelo. As figuras em baixo mostram um exemplo de cada um destes circuitos. Circuito em série Circuito em paralelo BONS CONDUTORES ELÉTRICOS São materiais por onde passa a corrente elétrica. Exemplos: cobre e outros metais, corpo humano, água da torneira e grafite. MAUS CONDUTORES ELÉTRICOS OU ISOLADORES São materiais por onde não passa a corrente elétrica. Exemplos: plástico, vidro e a borracha. PARTÍCULAS CONDUTORAS DE CORRENTE ELÉTRICA Nos metais, as partículas que conduzem a corrente elétrica são os eletrões. Nas soluções aquosas condutoras, as partículas que conduzem a corrente elétrica são os iões.

3 CORRENTE CONTÍNUA E ALTERNADA A corrente contínua (corrente DC) tem sempre o mesmo sentido tem a forma de uma linha reta. A corrente alternada (corrente AC) muda periodicamente de sentido tem a forma de uma onda. DIFERENÇA DE POTENCIAL Um corpo pode ter carga elétrica. Caso isso aconteça, essa carga pode ser positiva ou negativa. Um corpo com carga positiva tem potencial positivo e um corpo com carga negativa tem potencial negativo. A diferença entre o potencial dos dois corpos designa-se por diferença de potencial e representa-se pela letra U. A unidade SI de diferença de potencial é o Volt (V). Múltiplos do Volt 1 kv = V 1 MV = V 1 GV = V Submúltiplos do Volt 1 mv = 0, 001 V 1 μv = 0, V Os aparelhos usados para medir a diferença de potencial podem ser voltímetros ou multímetros, que são colocados em paralelo no circuito elétrico. DIFERENÇA DE POTENCIAL DE UMA ASSOCIAÇÃO DE RECETORES EM SÉRIE Obtém-se a partir da fórmula: U = U 1 + U 2 + U 3 +

4 U Diferença de potencial da associação de recetores U 1 Diferença de potencial do recetor 1. U 2 Diferença de potencial do recetor 2. U 3 Diferença de potencial do recetor 3. DIFERENÇA DE POTENCIAL DE UMA ASSOCIAÇÃO DE RECETORES EM PARALELO Obtém-se através da igualdade: U = U 1 = U 2 = U 3 = U Diferença de potencial da associação de recetores U 1 Diferença de potencial do recetor 1. U 2 Diferença de potencial do recetor 2. U 3 Diferença de potencial do recetor 3. INTENSIDADE DE CORRENTE (I) A intensidade de corrente determina o número de cargas elétricas que atravessam uma dada secção do condutor metálico por segundo. A unidade SI de intensidade de corrente é o ampere (A). Exemplo 1 A corresponde à passagem de 6, eletrões numa secção de fio metálico durante um segundo. Múltiplos do Ampére 1 ka = A 1 MA = A 1 GA = A Submúltiplos do Ampére 1 ma = 0, 001 A 1 μa = 0, A

5 Os aparelhos que são usados para medir a intensidade de corrente podem ser amperímetros ou multímetros, que são colocados em série no circuito elétrico. INTENSIDADE DE CORRENTE DE UMA ASSOCIAÇÃO DE RECETORES EM SÉRIE Obtém-se através da igualdade: I = I 1 = I 2 = I 3 = I Intensidade da associação de recetores I 1 Intensidade do recetor 1. I 2 Intensidade do recetor 2. I 3 Intensidade do recetor 3. INTENSIDADE DE CORRENTE DE UMA ASSOCIAÇÃO DE RECETORES EM PARALELO Obtém-se a partir da fórmula: I = I 1 + I 2 + I 3 + I Intensidade da associação de recetores I 1 Intensidade do recetor 1. I 2 Intensidade do recetor 2. I 3 Intensidade do recetor 3. RESISTÊNCIA ELÉTRICA Esta grandeza determina a oposição que cada condutor apresenta à passagem de corrente elétrica. A unidade SI de resistência é o ohm (Ω).

6 Múltiplos do Ohm 1 kω = Ω 1 MΩ = Ω 1 GΩ = Ω Submúltiplos do Ohm 1 mω = 0, 001 Ω 1 μω = 0, Ω Os aparelhos usados na medição da resistência elétrica podem ser ohmímetros ou multímetros. Para medir a resistência elétrica de um condutor, este não necessita de estar montado num circuito elétrico. LEI DE OHM A diferença de potencial nos terminais de um condutor metálico homogéneo e filiforme, a temperatura constante é diretamente proporcional à intensidade de corrente que o percorre. U I U I constante Esta constante é a resistência elétrica, pelo que, a Lei de Ohm também se pode escrever através da fórmula: R U I Os condutores que obedecem à Lei de Ohm designam-se por condutores lineares ou óhmicos.

7 FATORES QUE INFLUENCIAM A RESISTÊNCIA DE UM CONDUTOR A resistência de um condutor aumenta quando: Aumenta o comprimento do condutor. Diminui a espessura do condutor. O material de que é feito o condutor também influencia a resistência do condutor, sendo: R(prata) < R(cobre) < R(alumínio) < R(tungsténio) < REÓSTATO O reóstato é um aparelho que permite variar a resistência.

Circuitos elétricos e Grandezas elétricas

Circuitos elétricos e Grandezas elétricas Energia AQUECIMENTO ILUMINAÇÃO ENERGIA ELÉTRICA COMUNICAÇÕES TRANSPORTES Energia e correntes elétricas Distribuição da energia elétrica As linhas de alta tensão permitem o transporte da energia elétrica

Leia mais

Elementos básicos de um circuito eléctrico. Receptores recebem a energia eléctrica e transformam-na noutro tipo de energia.

Elementos básicos de um circuito eléctrico. Receptores recebem a energia eléctrica e transformam-na noutro tipo de energia. Elementos básicos de um circuito eléctrico Fonte de Energia Fornece energia ao circuito. Fios Condutores conduzem a corrente eléctrica. Receptores recebem a energia eléctrica e transformam-na noutro tipo

Leia mais

O que é um circuito eléctrico?

O que é um circuito eléctrico? SISTEMAS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS A produção em larga escala é recente e revolucionou por completo o nosso dia-a-dia A electricidade é tão antiga como o Universo! O que é um circuito eléctrico? Éum conjunto

Leia mais

Energia e fenómenos elétricos

Energia e fenómenos elétricos Energia e fenómenos elétricos 1. Associa o número do item da coluna I à letra identificativa do elemento da coluna II. Estabelece a correspondência correta entre as grandezas elétricas e os seus significados.

Leia mais

Resistência elétrica e lei de Ohm. Maria do Anjo Albuquerque

Resistência elétrica e lei de Ohm. Maria do Anjo Albuquerque Resistência elétrica e lei de Ohm O que é a resistência elétrica? É uma grandeza física que caracteriza os condutores elétricos; Representa-se pela letra R; Traduz a oposição que um condutor oferece à

Leia mais

Diferença de potencial e intensidade de corrente elétrica. Maria do Anjo Albuquerque

Diferença de potencial e intensidade de corrente elétrica. Maria do Anjo Albuquerque Diferença de potencial e intensidade de corrente elétrica Nas fontes de energia vem escrito o valor da sua diferença de potencial. A diferença de potencial de uma fonte de energia relaciona-se com a energia

Leia mais

Curso Técnico em Informática. Eletricidade Instrumental Prof. Msc. Jean Carlos

Curso Técnico em Informática. Eletricidade Instrumental Prof. Msc. Jean Carlos Curso Técnico em Informática Eletricidade Instrumental 2012.1 Prof. Msc. Jean Carlos Eletricidade Instrumental Aula_04 Na aula de hoje... CONCEITOS INICIAIS Principais grandezas elétricas Carga Corrente

Leia mais

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA REVISÃO ENEM Eletrodinâmica CORRENTE ELÉTRICA Corrente elétrica em um condutor é o movimento ordenado de suas cargas livres devido a ação de um campo elétrico estabelecido no seu interior pela aplicação

Leia mais

Cap. 3 Resistência Elétrica e Lei de Ohm

Cap. 3 Resistência Elétrica e Lei de Ohm Cap. 3 Resistência Elétrica e Lei de Ohm Instituto Federal Sul-rio-grandense Curso Técnico em Eletromecânica Disciplina de Eletricidade Básica Prof. Rodrigo Souza 3.1 Resistência Elétrica Resistência Elétrica

Leia mais

O que é um circuito eléctrico?

O que é um circuito eléctrico? SISTEMAS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS A produção em larga escala é recente e revolucionou por completo o nosso dia-a-dia A electricidade é tão antiga como o Universo! O que é um circuito eléctrico? Éum conjunto

Leia mais

Circuitos eléctricos

Circuitos eléctricos Circuitos eléctricos O que é? n Designa-se de circuito eléctrico o caminho por onde a corrente eléctrica passa. n A corrente eléctrica é um movimento orientado de cargas, que se estabelece num circuito

Leia mais

ANALOGIA ENTRE INTENSIDADE DE CORRENTE ELÉCRICA E CAUDAL DE UM LÍQUIDO

ANALOGIA ENTRE INTENSIDADE DE CORRENTE ELÉCRICA E CAUDAL DE UM LÍQUIDO ANALOGA ENTRE NTENSDADE DE CORRENTE ELÉCRCA E CADAL DE M LÍQDO Exemplo de revisão do conceito de caudal: Para medir o caudal de uma torneira, podemos encher um balde com água e medir o tempo que o balde

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS CIRCUITOS ELÉTRICOS

INTRODUÇÃO AOS CIRCUITOS ELÉTRICOS INTRODUÇÃO AOS CIRCUITOS ELÉTRICOS Circuito Elétrico Está associado à: Presença de corrente elétrica: agente que transfere energia da fonte (pilha) para o aparelho (lâmpada). O que é necessário para se

Leia mais

Associações de componentes elétricos em série e em paralelo

Associações de componentes elétricos em série e em paralelo Componentes de um circuito elétrico Gerador Transforma qualquer tipo de energia em energia elétrica, fornecendo-a ao circuito elétrico. As pilhas são geradores de tensão contínua. Símbolo de gerador. Um

Leia mais

A T E C T e r t ú l I a P e d a g ó g I c a / M a n u e l T e I x e I r a E l e c t r I c I d a d e p a r a T ó t ó s Slide.

A T E C T e r t ú l I a P e d a g ó g I c a / M a n u e l T e I x e I r a E l e c t r I c I d a d e p a r a T ó t ó s Slide. A T E C T e r t ú l I a P e d a g ó g I c a / M a n u e l T e I x e I r a E l e c t r I c I d a d e p a r a T ó t ó s 2 5 0 7-2 0 1 2 Slide. 2 Introdução ü Matéria é tudo aquilo que possui massa e ocupa

Leia mais

Medidas Elétricas, 2013.

Medidas Elétricas, 2013. , Medidas Elétricas.., 2013. Bibliografia para esta aula... Nesta aula Medidas Elétricas: 1. O laboratório de eletrônica: Ferramentas básicas; Kit para eletrônica. 2. Principais grandezas elétricas: Corrente

Leia mais

Resistor e resistência

Resistor e resistência LEIS DE OHM Resistor e resistência O resistor é um dispositivo cujas principais funções são: dificultar a passagem da corrente elétrica e transformar energia elétrica em energia térmica por efeito Joule.

Leia mais

Etapa 1: Questões relativas aos resultados Lei de Ohm. 1.1 A partir dos dados tabelados, calcule o valor médio da resistência do resistor.

Etapa 1: Questões relativas aos resultados Lei de Ohm. 1.1 A partir dos dados tabelados, calcule o valor médio da resistência do resistor. Respostas Questões relativas ao resultado Etapa 1: Questões relativas aos resultados Lei de Ohm 1.1 A partir dos dados tabelados, calcule o valor médio da resistência do resistor. Resposta: O valor encontrado

Leia mais

ELETRICIDADE. Eletrodinâmica. Eletrostática. Eletromagnetismo

ELETRICIDADE. Eletrodinâmica. Eletrostática. Eletromagnetismo ELETRICIDADE Eletrodinâmica Eletrostática Eletromagnetismo Átomo Núcleo Prótons carga positiva (+e). Nêutrons carga neutra. Eletrosfera Eletrons carga negativa (-e). Carga Elétrica Elementar e = 1,6 x

Leia mais

CORRECÇÃO 1. Indica três regras de segurança e de prevenção de acidentes na utilização de equipamento eléctrico.

CORRECÇÃO 1. Indica três regras de segurança e de prevenção de acidentes na utilização de equipamento eléctrico. 4 DISCIPLINA C.F.Q. 9ºANO Março 2011 CORRECÇÃO 1. Indica três regras de segurança e de prevenção de acidentes na utilização de equipamento eléctrico. Não manusear equipamentos eléctricos com as mãos molhadas,

Leia mais

RESISTOR É O ELEMENTO DE CIRCUITO CUJA ÚNICA FUNÇÃO É CONVERTER A ENERGIA ELÉTRICA EM CALOR.

RESISTOR É O ELEMENTO DE CIRCUITO CUJA ÚNICA FUNÇÃO É CONVERTER A ENERGIA ELÉTRICA EM CALOR. Resistores A existência de uma estrutura cristalina nos condutores que a corrente elétrica percorre faz com que pelo menos uma parte da energia elétrica se transforme em energia na forma de calor, as partículas

Leia mais

AULA 02 PRIMEIRA LEI DE OHM APOSTILA 1 FSC-C

AULA 02 PRIMEIRA LEI DE OHM APOSTILA 1 FSC-C AULA 02 PRIMEIRA LEI DE OHM APOSTILA 1 FSC-C DIFERENÇA DE POTENCIAL (DDP) CRIAR UMA DIFERENÇA ENTRE DOIS PONTOS. NUM DOS PONTOS HÁ EXCESSO E NO OUTRO FALTA DE ELETRONS QUANTO MAIOR A DIFERENÇA, MAIOR VAI

Leia mais

CORRECÇÃO. 1 pilha; 1 interruptor; 3 lâmpadas; 1 resistência

CORRECÇÃO. 1 pilha; 1 interruptor; 3 lâmpadas; 1 resistência 4 DISCIPLINA C.F.Q. 9ºANO Março 2011 CORRECÇÃO 1. Indica três regras de segurança e de prevenção de acidentes na utilização de equipamento eléctrico. Não manusear equipamentos eléctricos com as mãos molhadas,

Leia mais

Circuitos eléctricos Profª Helena Lança Ciências Físico-Química 9ºano

Circuitos eléctricos Profª Helena Lança Ciências Físico-Química 9ºano Profª Helena Lança Ciências Físico-Química 9ºano Um circuito eléctrico é um caminho por onde passa a corrente eléctrica. É constituído obrigatoriamente por um gerador e um receptor, podendo-se também intercalar

Leia mais

INSTITUTO SÃO JOSÉ - RSE LISTA PREPARATÓRIA PARA PROVA DO TERCEIRO TRIMESTRE

INSTITUTO SÃO JOSÉ - RSE LISTA PREPARATÓRIA PARA PROVA DO TERCEIRO TRIMESTRE 1. (Unesp) Mediante estímulo, 2 10 íons de K atravessam a membrana de uma célula nervosa em 1,0 milisegundo. Calcule a intensidade dessa corrente elétrica, sabendo-se que a carga elementar é 1,6 10 ª C.

Leia mais

Medida da resistência elétrica

Medida da resistência elétrica Medida da resistência elétrica 1 Fig.31.1 31.1. No circuito da Fig. 31.1 o amperímetro e o voltímetro são reais (isto é, R A 0 e R V ). Eles fornecem, respectivamente, as leituras i e U. Podemos afirmar

Leia mais

Física Experimental II. Instrumentos de Medida

Física Experimental II. Instrumentos de Medida Física Experimental II Instrumentos de Medida Conceitos Básicos I 1. Corrente Elétrica: chamamos de corrente elétrica qualquer movimento de cargas de um ponto a outro. Quando o movimento de cargas se dá

Leia mais

Força Elétrica. A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é:

Força Elétrica. A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é: Eletricidade Força Elétrica A Lei de Coulomb estabelece que duas cargas elétricas pontuais se atraem ou repelem com uma força cuja intensidade é: Campo Eléctrico O campo eléctrico é uma medida da ação

Leia mais

PARÂMETROS E RELAÇÕES BÁSICAS

PARÂMETROS E RELAÇÕES BÁSICAS UNIDADE II PARÂMETROS E RELAÇÕES BÁSICAS 1. INTRODUÇÃO Para diagnosticar o comportamento de uma instalação elétrica é necessário medir os seus parâmetros elétricos, relacioná-los, analisar os seus resultados

Leia mais

U = U 1 + U 2 + U 3. I = i 1 = i 2 = i 3. R eq = R 1 + R 2 + R 3. R eq = resistência equivalente (Ω) U = ddp da associação (V)

U = U 1 + U 2 + U 3. I = i 1 = i 2 = i 3. R eq = R 1 + R 2 + R 3. R eq = resistência equivalente (Ω) U = ddp da associação (V) Acesse. www.professorarnon.com Eletricidade Básica. Associação de Resistências em Série Vários resistores estão associados em série quando são ligados um em seguida do outro, de modo a serem percorridos

Leia mais

236 Conjunto eletrômetro

236 Conjunto eletrômetro 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP Equipamentos 127 V 220 V Multímetro digital 07134.00 07134.00 1 Cabo de conexão, 32A, 50cm, vermelho

Leia mais

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Corrente elétrica Num condutor metálico em equilíbrio eletrostático, o movimento dos elétrons livres é desordenado. Em destaque, a representação de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CEB DE RIO TINTO. Nome: Nº: Classificação: O EE:

ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CEB DE RIO TINTO. Nome: Nº: Classificação: O EE: V/V ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CEB DE RIO TINTO QA 1: Lei de Ohm 7 1. Complete os espaços em branco. (A) Um amperímetro é um aparelho que serve para medir a da corrente eléctrica e a sua unidade no SI é o.

Leia mais

Aparelhos de medidas elétricas

Aparelhos de medidas elétricas Aparelhos de medidas elétricas Os aparelhos de medidas elétricas são instrumentos que fornecem uma avaliação da grandeza elétrica, baseando-se em efeitos físicos causados por essa grandeza. Vários são

Leia mais

Prof. Ulisses. Recuperação 2º ano. Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores.

Prof. Ulisses. Recuperação 2º ano. Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores. Prof. Ulisses Recuperação 2º ano Conteúdo: Leis de Ohms, resistores e associação de resistores. 01- A diferença de potencial entre os extremos de uma associação em série de dois resistores de resistências

Leia mais

Aluno. Resposta do exercício - Questões de concurso

Aluno. Resposta do exercício - Questões de concurso Aluno Resposta do exercício - Questões de concurso 1) (PETROBRÁS 2008) Qual a potência, em, dissipada na carga 17,2Ωquando esta consome uma corrente de 0,5 A? (A) 9,0 (B) 6,0 (C) 4,6 (D) 4,3 (E) 3,0 Sabendo

Leia mais

CONDUTORES E ISOLANTES

CONDUTORES E ISOLANTES ELETRICIDADE CONDUTORES E ISOLANTES O FÍSICO INGLÊS STEPHEN GRAY PERCEBEU QUE ALGUNS FIOS CONDUZIAM BEM A ELETRICIDADE E CHAMOU-OS DE CONDUTORES E, AOS QUE NÃO CONDUZIAM OU CONDUZIAM MAL A ELETRICIDADE,

Leia mais

Eletricidade e magnetismo

Eletricidade e magnetismo Eletricidade e magnetismo Circuitos elétricos Prof. Luís Perna 014/15 Corrente elétrica Qual a condição para que haja corrente elétrica entre dois condutores A e B? Que tipo de corrente elétrica se verifica?

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva 9º Ano Físico Química

Calendarização da Componente Letiva 9º Ano Físico Química AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANDRÉ SOARES (150952) Calendarização da Componente Letiva 9º Ano Físico Química 1º 2º 3º Períodos Período Período Período Número de aulas previstas (45 minutos) 39 36 21 Apresentação

Leia mais

Resumo de Eletrodinâmica

Resumo de Eletrodinâmica Resumo de Eletrodinâmica i = Corrente Elétrica (A) Δq = quantidade de carga elétrica no fio em movimento (C = coulomb) milicoulomb: microcoulomb: nanocoulomb: n = número de elétrons e = carga elementar

Leia mais

Exercícios 6 1. real 2. Resp: 3. o sentido convencional Resp: 4. Resp: 5. (a) (b) (c) Resp: (b) (c) Resp:

Exercícios 6 1. real 2. Resp: 3. o sentido convencional Resp: 4. Resp: 5. (a) (b) (c) Resp: (b) (c) Resp: Exercícios 6 1. A corrente elétrica real através de um fio metálico é constituída pelo movimento de: a) Cargas positivas do maior para o menor potencial. b) Cargas positivas. c) Elétrons livres no sentido

Leia mais

3ª Ficha de Avaliação Física e Química 9ºAno. Nome: Nº. Turma: 9º VERSÃO 1

3ª Ficha de Avaliação Física e Química 9ºAno. Nome: Nº. Turma: 9º VERSÃO 1 3ª Ficha de Avaliação Física e Química 9ºAno Ano Letivo: 2014/2015 Data: fevereiro 2015 Prof: Paula Silva Nome: Nº. Turma: 9º Avaliação: Professor: E. Educação: 1. Na figura está representada uma montagem

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE CIRCUITOS ELÉTRICOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE CIRCUITOS ELÉTRICOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE MONSERRATE FICHA TRABALHO CIRCUITOS ELÉTRICOS 10º Ano Física e Química A 07_F10 Grandezas elétricas 1. Faça a associação correta entre os elementos das colunas. [R.: (1)-(b)-(D); (2)-(c)-(B);

Leia mais

Experimento Prático N o 4

Experimento Prático N o 4 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Departamento de Engenharia Área de Eletricidade Experimento Prático N o Eletricidade para Engenharia Lei de Ohm e Potência Elétrica L A B O R A T Ó R I O D E E L E T R I

Leia mais

Ohmímetro, Amperímetro e Voltímetro

Ohmímetro, Amperímetro e Voltímetro PONTIFÍCI UNIERSIDDE CTÓLIC DE GOIÁS ESCOL DE ENGENHRI Engenharia de Controle e utomação (Mecatrônica) Exper. 1 Ohmímetro, mperímetro e oltímetro Objetivo Realizar medidas de resistência, tensão e corrente

Leia mais

Tópico 01: Estudo de circuitos em corrente contínua (CC) Profa.: Ana Vitória de Almeida Macêdo

Tópico 01: Estudo de circuitos em corrente contínua (CC) Profa.: Ana Vitória de Almeida Macêdo Disciplina Eletrotécnica Tópico 01: Estudo de circuitos em corrente contínua (CC) Profa.: Ana Vitória de Almeida Macêdo Conceitos básicos Eletricidade Eletrostática Eletrodinâmica Cargas elétricas em repouso

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 3º ANO PROF. FELIPE KELLER ELETROSTÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 3º ANO PROF. FELIPE KELLER ELETROSTÁTICA LISTA DE EXERCÍCIOS 01 3º ANO PROF. FELIPE KELLER ELETROSTÁTICA 1 (UNIFESP) Um condutor é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade i = 800 ma. Conhecida a carga 19 elétrica elementar, e = 1,6

Leia mais

PRIMEIRA E SEGUNDA LEIS DE OHM

PRIMEIRA E SEGUNDA LEIS DE OHM PRIMEIRA E SEGUNDA LEIS DE OHM Introdução No início do século XIX, Georg Simon Ohm verificou experimentalmente que, para alguns condutores, a relação entre a tensão aplicada (V) e a corrente elétrica (I)

Leia mais

Fundamentos de Eletrônica

Fundamentos de Eletrônica 6872 - Fundamentos de Eletrônica Elvio J. Leonardo Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Bacharelado em Ciência da Computação 2014 Roteiro Revisão Matemática Função matemática, função

Leia mais

O USO DO SIMULADOR PhET PARA O ENSINO DE ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES. Leonardo Dantas Vieira

O USO DO SIMULADOR PhET PARA O ENSINO DE ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES. Leonardo Dantas Vieira Universidade Federal de Goiás - Regional Catalão Instituto de Física e Química Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física O USO DO SIMULADOR PhET PARA

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Técnico Integrado em Informática. Resposta: Resposta:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Técnico Integrado em Informática. Resposta: Resposta: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE 4ª Lista de Exercícios Eletricidade Instrumental Técnico Integrado em Informática Aluno (a): Ano/Série: Matrícula: Professor:

Leia mais

FICHA DE PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO Nº6- Eletricidade e Modelos atómicos

FICHA DE PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO Nº6- Eletricidade e Modelos atómicos FICHA DE PREPARAÇÃO PARA A AVALIAÇÃO Nº6- Eletricidade e Modelos atómicos 1. Considera o aparelho de medida que se representa de seguida. 1.1 Indica o valor do seu alcance: 1.1.1 em V; 1.1.2 em mv; 1.1.3

Leia mais

Lista de Instrumentos de Medidas

Lista de Instrumentos de Medidas Lista de Instrumentos de Medidas 01. (EEM SP) É dado um galvanômetro de resistência interna igual a 0,25 Ω, que se funde, quando por ele passa uma corrente maior do que 0,15 A. a) Explique o que se deve

Leia mais

Componentes eletrónicos. Maria do Anjo Albuquerque

Componentes eletrónicos. Maria do Anjo Albuquerque Componentes eletrónicos Motherboard de um computador e respetivos componentes eletrónicos Alguns componentes eletrónicos Características dos díodos de silício São o tipo mais simples de componente eletrónico

Leia mais

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 Técnico em Eletromecânica - Agosto o de 2009 Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 Eletrostática: CONTEÚDO Átomo-Lei

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 3º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Bleidiana e Rose 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 3º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Bleidiana e Rose 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA COLÉGIO MAISTA - PATOS DE MINAS 3º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professoras: Bleidiana e ose 1ª ECUPEAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA OTEIO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / OTEIO DE ESTUDO Capítulo

Leia mais

2º Experimento 1ª Parte: Lei de Ohm

2º Experimento 1ª Parte: Lei de Ohm 2º Experimento 1ª Parte: Lei de Ohm 1. Objetivos: Verificar a lei de Ohm. Determinar a resistência elétrica através dos valores de tensão e corrente. 2. Teoria: No século passado, George Ohm enunciou:

Leia mais

RESISTORES ELÉTRICOS I) RESUMO DE RESISTOR

RESISTORES ELÉTRICOS I) RESUMO DE RESISTOR RESISTORES ELÉTRICOS I) RESUMO DE RESISTOR Diferentemente dos receptores, os resistores elétricos são dispositivos que convertem energia elétrica exclusivamente em energia térmica. Algumas vezes nos circuitos

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA RESISTÊNCIA INTERNA DE UMA PILHA

DETERMINAÇÃO DA RESISTÊNCIA INTERNA DE UMA PILHA TLHO PÁTCO DETEMNÇÃO D ESSTÊNC NTEN DE UM PLH Objectivo Este trabalho compreende as seguintes partes: comparação entre as resistências internas de dois voltímetros, um analógico e um digital; medida da

Leia mais

Tema 6: O Mundo da Eletricidade. Semestre 2 de 2014

Tema 6: O Mundo da Eletricidade. Semestre 2 de 2014 Tema 6: O Mundo da Eletricidade Semestre 2 de 2014 I ampere Q +q Coulomb Corrente Elétrica Finalmente, chegamos ao fenômeno fundamental da eletricidade: Quando há um movimento ordenado de eletrões livres

Leia mais

Notas de Aula ELETRICIDADE BÁSICA

Notas de Aula ELETRICIDADE BÁSICA Notas de ula ELETICIDDE ÁSIC Salvador, gosto de 2005. . Conceitos ásicos Fundamentais Estrutura tômica figura.0 é a representação esquemática de um átomo de ohr. Elétron () Núcleo( ou 0) Este átomo é composto

Leia mais

Corrente elétrica pode ser entendida como sendo a quantidade de elétrons que atravessa a secção de um condutor em um segundo.

Corrente elétrica pode ser entendida como sendo a quantidade de elétrons que atravessa a secção de um condutor em um segundo. Corrente, Tensão, Resistência, Potência e Freqüência. Conceitos Básicos Mesmo pensando somente em Informática, temos que conhecer algumas grandezas elétricas básicas. Essas grandezas são: Corrente, tensão,

Leia mais

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1

H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 H1- Compreender as grandezas relacionadas com o campo de conhecimento em eletricidade. Aula 1 Técnico em Eletromecânica - Julho de 2010 Prof. Dr. Emerson S. Serafim 1 Eletrostática: CONTEÚDO Átomo-Lei

Leia mais

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1. Objetivos Ler o valor nominal de cada resistor por meio do código de cores; Determinar a máxima potência dissipada pelo resistor por meio de suas

Leia mais

Eletrodinânica - Exercícios

Eletrodinânica - Exercícios Eletrodinânica - Exercícios Professor Walescko 13 de outubro de 2005 Sumário 1 Exercícios 1 2 Vestibulares UFRGS 7 3. O gráfico representa a corrente elétrica i em função da diferença de potencial V aplicada

Leia mais

EXPERIMENTO 2: ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E A LEI DE OHM

EXPERIMENTO 2: ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E A LEI DE OHM EXPERIMENTO 2: ASSOCIAÇÃO DE RESISTORES E A LEI DE OHM 2.1 OBJETIVOS Ler o valor nominal de cada resistor através do código de cores. Medir as resistências equivalentes das associações Verificar o comportamento

Leia mais

Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando

Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Curso Profissional Técnico de Eletrónica, Automação e Comando Disciplina de Eletricidade e Eletrónica Módulo 1 Corrente Contínua Trabalho Prático nº 2 Verificação da lei de Ohm Trabalho realizado por:

Leia mais

Observação: É possível realizar o experimento com apenas um multímetro, entretanto, recomenda-se um multímetro por grupo de alunos.

Observação: É possível realizar o experimento com apenas um multímetro, entretanto, recomenda-se um multímetro por grupo de alunos. Lista de Materiais 1 multímetro. 4 pilhas de 1,5V. 2 resistores com resistências da mesma ordem de grandeza. Exemplo: R1 = 270 Ω e R2 = 560 Ω. Lâmpada com soquete com bulbo esférico (6,0V-500 ma). Resistor

Leia mais

ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF

ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF ELETROTÉCNICA ELM ROTEIRO DA AULA PRÁTICA 01 A LEI DE OHM e AS LEIS DE KIRCHHOFF NOME: TURMA: DATA: / / OBJETIVOS: Ler o valor nominal de cada resistor através do código de cores. Conhecer os tipos de

Leia mais

INTRODUÇÃO A ELETRICIADE BÁSICA

INTRODUÇÃO A ELETRICIADE BÁSICA 1 INTRODUÇÃO A ELETRICIADE BÁSICA Na eletricidade básica existem três grandezas fundamentais que são a tensão elétrica, a corrente elétrica, a resistência elétrica. Para estuda-las utilizaremos o conceito

Leia mais

Agrupamento de Escolas Padre Himalaia EBI/ JI de Távora Físico-Química

Agrupamento de Escolas Padre Himalaia EBI/ JI de Távora Físico-Química Agrupamento de Escolas Padre Himalaia EBI/ JI de Távora Físico-Química Trabalho realizado por: -José Eduardo Pinto Amorim Nº9 9ºA O que é um circuito eléctrico? A corrente eléctrica chega até nós através

Leia mais

defi departamento de física

defi departamento de física defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt Estudo de um Amperímetro Instituto Superior de Engenharia do Porto- Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino de Almeida,

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Leis de Ôhm e Resistores

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Leis de Ôhm e Resistores Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 2º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Leis de Ôhm e Resistores 1. (Unicamp 2013) O carro elétrico é uma alternativa aos veículos com motor

Leia mais

Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica

Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica Cap. 2 Princípios da Eletrodinâmica Instituto Federal Sul-rio-grandense Curso Técnico em Eletromecânica Disciplina de Eletricidade Básica Prof. Rodrigo Souza Conteúdos 2 Princípios da Eletrodinâmica 2.1

Leia mais

EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE

EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE EXERCÍCIOS DE ELETRICIDADE Revisão de Eletricidade (Física) do Ensino Médio A - Corrente e Tensão Elétrica 1. Numa seção reta de um condutor de eletricidade, passam 12 C a cada minuto. Nesse condutor,

Leia mais

Apostila de Física 25 Corrente Elétrica

Apostila de Física 25 Corrente Elétrica Apostila de Física 25 Corrente Elétrica 1.0 Definições Gerador elétrico: Mantém entre seus terminais (pólos) uma diferença de potencial elétrico. Pólo positivo Maior potencial. Pólo negativo Menor potencial.

Leia mais

Aluno(a):... nº:... - Data:.../.../2010

Aluno(a):... nº:... - Data:.../.../2010 SENAI - Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini Curso Técnico em Eletrônica 1º Período Avaliação de Tecnologia Eletrônica 7 pontos Instrutor: Gabriel Vinicios Silva Maganha Aluno(a):... nº:...

Leia mais

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra Circuitos Elétricos DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: NOTA: ASS: - Circuito Simples: Esquema: Bateria: Corrente elétrica i Resistência: i = corrente elétrica V = d.d.p.

Leia mais

Roteiro-Relatório da Experiência N o 01 RESISTORES E A LEI DE OHM

Roteiro-Relatório da Experiência N o 01 RESISTORES E A LEI DE OHM Roteiro-Relatório da Experiência N o 01 RESISTORES E A LEI DE OHM COMPONENTES DA EQUIPE: ALUNOS NOTA 1 2 3 Data: / / : h OBJETIVOS: Ler o valor nominal de cada resistor através do código de cores. Conhecer

Leia mais

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Corrente elétrica Num condutor metálico em equilíbrio eletrostático, o movimento dos elétrons livres é desordenado. Em destaque, a representação de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO 22 4.2 Experimento 2: Resistência e Resistores, Voltagem, Corrente e Lei de Ohm 4.2.1 Objetivos Fundamentar os conceitos de resistência e resistor. Conhecer o código de cores, utilizado para especificar

Leia mais

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO t RESOLÇÃO COMECE DO BÁSICO SOLÇÃO CB. 01 Para ser resistor ôhmico o gráfico deve ser linear. Neste caso, a linearidade se observa no trecho BC. SOLÇÃO CB. 0 ' r '. i ( Equação 10 7 r'.4 4r 48 do receptor)

Leia mais

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 3ª Ficha Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 1- Um condutor eléctrico projectado para transportar corrente elevadas possui um comprimento de 14.0 m e uma secção recta circular com diâmetro

Leia mais

CIRCUITOS ELETRICOS I: RESISTORES, GERADOR E 1ª LEI DE OHM CIÊNCIAS DA NATUREZA: FÍSICA PROFESSOR: DONIZETE MELO Página 1

CIRCUITOS ELETRICOS I: RESISTORES, GERADOR E 1ª LEI DE OHM CIÊNCIAS DA NATUREZA: FÍSICA PROFESSOR: DONIZETE MELO Página 1 Diretoria Regional de Ensino de Araguaína Colégio Estadual Campos Brasil Tocantins - Brasil Um circuito elétrico pode ser definido como uma interligação de componentes básicos formando pelo menos um caminho

Leia mais

Exercícios de Física Eletrodinâmica

Exercícios de Física Eletrodinâmica Exercícios de Física Eletrodinâmica Lista elaborada pelo Professor Fernando Valentim nandovalentim@yahoo.com.br 01. No circuito da figura, o gerador é ideal. A intensidade da corrente elétrica que passa

Leia mais

Prof. Fábio de Oliveira Borges

Prof. Fábio de Oliveira Borges Corrente Elétrica Prof. Fábio de Oliveira Borges Curso de Física II Instituto de Física, Universidade Federal Fluminense Niterói, Rio de Janeiro, Brasil http://cursos.if.uff.br/fisica2-0116/ Corrente elétrica

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar. Escola Superior de Tecnologia de Tomar. Departamento de Engenharia Electrotécnica ELECTRÓNICA DE INSTRUMENTAÇÃO

Instituto Politécnico de Tomar. Escola Superior de Tecnologia de Tomar. Departamento de Engenharia Electrotécnica ELECTRÓNICA DE INSTRUMENTAÇÃO Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar Departamento de Engenharia Electrotécnica EECTRÓNICA DE INSTRUMENTAÇÃO Trabalho Prático N.º 2 MEDIÇÃO DO VAOR DA INDUTÂNCIA DE UMA

Leia mais

Um circuito DC é aquele cuja alimentação parte de uma fonte DC (do inglês Direct Current), ou em português, CC (corrente contínua).

Um circuito DC é aquele cuja alimentação parte de uma fonte DC (do inglês Direct Current), ou em português, CC (corrente contínua). Um circuito DC é aquele cuja alimentação parte de uma fonte DC (do inglês Direct Current), ou em português, CC (corrente contínua). Como vimo anteriormente, para que haja fluxo de corrente pelo circuito,

Leia mais

NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA I 3º ANO EM TURMA 232 PROFº FABIANO 1º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA I 3º ANO EM TURMA 232 PROFº FABIANO 1º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CADERNO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA I 3º ANO EM TURMA 232 PROFº FABIANO 1º

Leia mais

Turma: _3º ANO FG e TI

Turma: _3º ANO FG e TI COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2012 Disciplina: FÍSICA Ano: 2012 Professor (a): Marcos Vinicius Turma: _3º ANO FG e TI Caro aluno, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

NR-10 ELETRICIDADE. Tópicos de. Prof. Pedro Armando da Silva Jr. Engenheiro Eletricista, Dr.

NR-10 ELETRICIDADE. Tópicos de. Prof. Pedro Armando da Silva Jr. Engenheiro Eletricista, Dr. NR-10 Tópicos de ELETRICIDADE Prof. Pedro Armando da Silva Jr. Engenheiro Eletricista, Dr. pedroarmando@ifsc.edu.br Matéria É tudo aquilo que possui massa e ocupa lugar no espaço. Os átomos são formados

Leia mais

Circuitos de Corrente Contínua

Circuitos de Corrente Contínua UNVESDDE nstituto de Física de São Carlos Nesta prática estudaremos as leis de Kirchoff para análise de circuitos de corrente contínua. Nos experimentos, investigaremos alguns circuitos simples formados

Leia mais

Escola E.B. 2,3 / S do Pinheiro

Escola E.B. 2,3 / S do Pinheiro Escola E.B. 2,3 / S do Pinheiro Ciências Físico Químicas 9º ano Movimentos e Forças e Circuitos Eléctricos 1.º Período 1.º Unidade 2010 / 2011 Momento de Força 1 - Para abrir uma porta, exerce-se no puxador

Leia mais

Ficha Técnica 1 Introdução à Eletrónica

Ficha Técnica 1 Introdução à Eletrónica Ficha Técnica 1 Introdução à Eletrónica 1. Grandezas fundamentais dos circuitos eletrónicos 1.1 Diferença de potencial Entre dois corpos carregadas eletricamente existe sempre uma força elétrica que será

Leia mais

Temperatura. Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. Escalas termométricas. Conceitos importantes. Relação entre as escalas 2/6/2011

Temperatura. Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. Escalas termométricas. Conceitos importantes. Relação entre as escalas 2/6/2011 Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE Professor Miguel Neto Temperatura É a ciência que estuda e desenvolve os instrumentos de medidas de temperatura. Está divida em: Pirometria: Medição de altas temperaturas,

Leia mais

Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz

Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Física Física III 2014/2 Cap. 5 - Corrente, Resistência e Força Eletromotriz Prof. Elvis Soares Nesse capítulo, estudaremos a definição de corrente,

Leia mais

Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Física Ensino Médio, 3 Ano Diferença de potencial

Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Física Ensino Médio, 3 Ano Diferença de potencial Ciências da Natureza e suas Tecnologias - Física Ensino Médio, 3 Ano DIFERENÇA DE POTENCIAL Curiosamente, os pássaros conseguem pousar sobre fios elétricos, encapados ou não, sem levar choque. Aparentemente

Leia mais

QUESTÕES DE FÍSICA A RESUMO BIMESTRAL AULA 25 A 32

QUESTÕES DE FÍSICA A RESUMO BIMESTRAL AULA 25 A 32 Processo Avaliativo AVP - 3º Bimestre/2016 Disciplina: Física 2ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: entregar a resolução de todas as questões. ATENÇÃO: Esta lista é o trabalho

Leia mais

Física C Extensivo V. 5

Física C Extensivo V. 5 GABAITO Física C Extensivo V. 5 Exercícios 0) a) = 4 + = 6 Ω 06) = Ω b) V = 48 = 6 i = A c) = = 4. = V V = V =. = 6 V d) P = P = 4. = 6 w P = P =. = 08 w e) P total = P + P = 44 w f) gerador ideal P fornecida

Leia mais

Como usar o multímetro?

Como usar o multímetro? Como usar o multímetro? Usar o Multímetro Usar um multímetro é algo muito importante para quem trabalha em Hardware, na área da eletrotécnica e eletrônica, é um aparelho que nos permite fazer medições

Leia mais