9. América Latina: lutas pela emancipação política. Páginas 04 à 17.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "9. América Latina: lutas pela emancipação política. Páginas 04 à 17."

Transcrição

1 9. América Latina: lutas pela emancipação política Páginas 04 à 17.

2 Mas por que essa parte da América é denominada latina? TROCA DE IDEIAS LEITURA DO TEXTO PÁGINA 04. QUESTÕES 1 e 2 PÁGINA 05.

3 América Latina espanhola

4 Após a ocupação espanhola, houve o surgimento de uma nova estrutura social (espanhóis, nativos e africanos escravizados); ELITE SOCIAL: Criollos filhos de pais espanhóis que colonizavam a região; Criollos estavam descontentes com o monopólio do comércio e queriam ocupar altos cargos na administração da colônia; e Independência das Treze Colônias, a Revolução Francesa e os ideais iluministas contribuíram para o avanço dos movimentos de emancipação.

5 Estopim para o início das lutas Invasão de Napoleão Bonaparte ao território espanhol; Espanha ficou enfraquecida e direcionou seus esforços para tentar controlar a situação na Europa; e Criollos deram início as lutas por independência.

6 Organizando a História... Página 07. Questões 1 à 3.

7 Emancipação política das colônias espanholas Vice - Reino da Nova Espanha iniciou-se o movimento de libertação no atual México; 2. Padres Hidalgo e Morelos e o camponês Guerrero queriam emancipação política, reformas sociais, reforma agrária e o fim das distinções jurídicas entre as pessoas;

8 3. Seus interesses eram contrários ao da elite criolla, que queria a independência sem alterar a estrutura social; 4. General Agustín de Iturbide, membro da elite criolla, combateu a revolta indígena, proclamou a independência e tornou-se imperador; mas 5. Vários criollos eram republicanos e não concordavam com a monarquia. Assassinaram Iturbide, elegendo em 1824 seu primeiro presidente.

9 Capitania Geral da Guatemala Tornou-se independente da Espanha, mas ainda respondia ao México; Tornou-se independente do México, configurando as Províncias Unidas do Centro da América; 3. Fragmentou-se em vários países: Honduras (1838), Costa Rica (1838), Nicarágua (1838), São Salvador (1841), Guatemala ( ) e Panamá (1903).

10 Organizando a História Página 09. Questões 01 à 03.

11 Capitania Geral da Venezuela 1. Independência proclamada em 1811 pelo general Francisco de Miranda; 2. Espanha não aceitou a declaração e enviou tropas; 3. Miranda foi capturado e morreu na prisão; e 4. Simón Bolívar assumiu a liderança, estabeleceu alianças com a elite criolla e libertou a Venezuela.

12 Vice-Reino de Nova Granada 1. Também liderado por Simón Bolívar; 2. Após libertar a Venezuela, promoveu lutas em prol da libertação da Colômbia e Equador; 3. Atingiu seus objetivos, e em 1823 Venezuela, Colômbia e Equador formavam a Grã-Colômbia; e 4. Mais tarde tornaram-se Estados soberanos.

13 Vice-Reino do Rio da Prata 1. Iniciou-se na Argentina em 1810; 2. Elite criolla organizou-se em um cabildo (conselho que deveria decidir como ficaria a organização local após a ruptura com os espanhóis); 3. Alguns queriam manter os criollos no poder, outros queriam o fim de qualquer vestígio do colonialismo; e 4. Criollos mantiveram-se no poder, 1816 declararam sua independência formando as Províncias Unidas do Rio da Prata.

14 5. No Paraguai, os próprios paraguaios tomaram o poder das mãos de Velasco (representante da coroa espanhola) em 1811; 6. No Uruguai, José Artigas representava as classes mais humildes e buscava a expulsão dos espanhóis e uma reforma social; 7. A postura de Artigas gerou oposição com a elite criolla e ele foi obrigado a se exilar no Paraguai; 8. Em 1816, os portugueses invadiram o território e o anexaram ao Brasil, com o nome de Província Cisplatina; e 9. Conseguiram sua independência em 1828.

15 Capitania Geral do Chile 1. Iniciou-se em 1810, quando a França invadiu a Espanha; 2. Primeiros levantes foram contidos pelos espanhóis, graças a intervenção do vice-rei do Peru Abascal que conseguiu se manter no poder; 3. Sob o comando do chileno Bernardo O Higgins e do argentino José de San Martín conseguiram derrotar o exército espanhol e chegar a independência; e 4. O Higgins assumiu a presidência.

16 Vice-Reinado do Peru 1. San Martín partiu do Chile para o Peru e enfrentou dificuldades para vencer os espanhóis; 2. Com reforços levados por Simón Bolívar venceram os espanhóis; e 3. O local em que se deu a última batalha entre espanhóis e latino-americanos foi chamado de Bolívia em homenagem a líder venezuelano.

17 Capitania Geral de Cuba e República Dominicana 1. A República Dominicana proclamou sua independência em 1821, mas foi dominada pelo Haiti, permanecendo sob sua tutela até 1844; 2. Em Cuba a luta começou em 1850, mas a liberdade só aconteceu em 1901com o apoio dos Estados Unidos; e 3. José Martí liderou o movimento em busca de reformas sociais, mas só com a intervenção dos EUA junto à Coroa, fez com que a Espanha reconhecesse a independência de Cuba.

18 Emancipação política do Haiti 1. Por quais motivos a revolução que obteve a independência em São Domingos tornou-se um modelo mal visto pela elite criolla? 2. Quem foi Toussaint L Oouverture? 3. Quem foi Jean Jacques Dessalines? 4. Qual o nome foi dado a São Domingos após a independência?

19 Interpretando documentos... Páginas 15 e 16. Exercícios 1 e 2.

20 Atividades Páginas 16 e 17. Exercícios 1, 4 e 5.

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes

INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA LATINA (1808-1826) Profª Adriana Moraes A independência foi o processo político e militar que afetou todas as regiões situadas entre os vicereinados da Nova Espanha e do Rio da

Leia mais

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL BASES COMUNS DO SISTEMA COLONIAL PACTO-COLONIAL Dominação Política Monopólio Comercial Sistema de Produção Escravista ESTRUTURA SOCIAL DAS COLONIAS ESPANHOLAS Chapetones

Leia mais

Ideais revolucionários do século XVIII

Ideais revolucionários do século XVIII Ideais revolucionários do século XVIII O que é Liberdade? Simón Bolívar Venezuela? livro pg. 158. Toussanint-L Overture Haiti livro pg.158. Camponeses mexicanos? livro pg. 158. Indígenas do Peru? livro

Leia mais

América: a formação dos estados

América: a formação dos estados América: a formação dos estados O Tratado do Rio de Janeiro foi o último acordo importante sobre os limites territoriais brasileiros que foi assinado em 1909, resolvendo a disputa pela posse do vale do

Leia mais

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE

AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE AMÉRICA: PROJETOS DE INTEGRAÇÃO GEOGRAFIA 8ºANO PRFª BRUNA ANDRADE A FORMAÇÃO DOS ESTADOS LATINO- AMERICANOS OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA FORMARAM-SE A PARTIR DA INDEPENDÊNCIA DA ESPANHA E PORTUGAL. AMÉRICA

Leia mais

A América de colonização Espanhola. Justificativas que os espanhóis utilizaram para as conquistas espanhola. A invasão do Império Inca e Asteca.

A América de colonização Espanhola. Justificativas que os espanhóis utilizaram para as conquistas espanhola. A invasão do Império Inca e Asteca. A América de colonização Espanhola Justificativas que os espanhóis utilizaram para as conquistas espanhola. Na época essa era uma questão complicada para os europeus e foi alvo de muitas discussões entre

Leia mais

Serviços universitários Projetos académicos. 18,3 milhões de

Serviços universitários Projetos académicos. 18,3 milhões de Informação global / Primeiro semestre 2015 Serviços universitários Projetos académicos 1.345 universidades 23 países da Ibero-américa 18,3 milhões de professores e estudantes universitários 1Andorra 83Argentina

Leia mais

Brasil fica em quarto lugar em desigualdade social

Brasil fica em quarto lugar em desigualdade social Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 4 o Bimestre 5 o ano Geografia 1. Leia a notícia, divulgada em vários jornais brasileiros, no dia 21

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

Estágios profissionais são bons para ganhar experiência

Estágios profissionais são bons para ganhar experiência 79% dos universitários portugueses garantem Estágios profissionais são bons para ganhar experiência A rede Universia e o portal de empregos www.trabalhando.com realizaram em nove países um questionário

Leia mais

Curso Wellington: História da América Independência- Prof Hilton Franco

Curso Wellington: História da América Independência- Prof Hilton Franco 1. Se de fato a Grã-Bretanha tivesse sido a maior força por detrás da Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai, ela estaria adotando política e comportamento totalmente incompatíveis com as políticas

Leia mais

A Revoluções Burguesas na Inglaterra: o surgimento do Parlamentarismo

A Revoluções Burguesas na Inglaterra: o surgimento do Parlamentarismo A Revoluções Burguesas na Inglaterra: o surgimento do Parlamentarismo Parlamento Inglês -Rainha Elizabeth I (1558-1603) maior exemplo de poder absoluto na Inglaterra daquele tempo; - Maquiavélica; - Enquanto

Leia mais

Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real. História C Aula 08 Prof. Thiago

Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real. História C Aula 08 Prof. Thiago Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real História C Aula 08 Prof. Thiago Movimentos de Pré- Independência Século XVIII e XIX Crise do mercantilismo e do Estado Absolutista Hegemonia de

Leia mais

Projeto Simon: Medindo a conec*vidade entre paises. Darío Gómez, dario @ lacnic.net

Projeto Simon: Medindo a conec*vidade entre paises. Darío Gómez, dario @ lacnic.net Projeto Simon: Medindo a conec*vidade entre paises Darío Gómez, dario @ lacnic.net Projecto Simon Os Começos O projeto começou em 2009 como um esforço colabora*vo, aberto e que procura a integração da

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

SOUZA, Ailton Benedito de. Haiti: A recorrente ira de Spartacus, In_ Comunicação & Política, n.s., v. XI, n.1.

SOUZA, Ailton Benedito de. Haiti: A recorrente ira de Spartacus, In_ Comunicação & Política, n.s., v. XI, n.1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DISCIPLINA: AMÉRICA III ALUNO: IRLAN VILELA RESENHA BIBLIOGRAFIA: SOUZA, Ailton Benedito de. Haiti: A recorrente ira de Spartacus,

Leia mais

MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural)

MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural) MOTOS E SEGURANÇA RODOVIÁRIA A convivência segura das motos em uma rede viária desenhada para carros (urbana e rural) São Paulo, 11 e 12 de setembro de 2013 Antecedentes O crescimento acelerado da frota

Leia mais

e-readiness na América Latina

e-readiness na América Latina sobre as condições para o crescimento do e-commerce na região na América Latina A região melhorou em 47,6% suas condições para o desenvolvimento do comércio eletrônico nos últimos quatro anos. Entretanto,

Leia mais

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS

FIT FOR A NEW ERA ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS LÍNGUA, COMÉRCIO EXTERNO E Paternoster Square Londres ECONOMIA DAS LÍNGUAS PORTUGUESA E ESPANHOLA INVESTIMENTO ESTRANGEIRO PERSPECTIVAS EMPRESARIAIS Francisco Cary 19 de Maio de 2011 O Mercado dos Países

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

R E M J A VIII. 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010

R E M J A VIII. 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010 R E M J A VIII Brasília, Brasil 24, 25 e 26 de fevereiro de 2010 Antecedentes da Rede Institucionalização da Rede Composição da Rede Progressos desde a REMJA VII Novos Avanços Propósito: aumentar e melhorar

Leia mais

SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA

SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA SEM FRONTEIRAS NA AMÉRICA LATINA Case vencedor do VII Prêmio ANATEC na categoria B2B Serviços BANCA ASSINATURA CUSTOMIZADA PORTFÓLIO A maior provedora de conteúdo de economia, negócios e finanças da América

Leia mais

Aulas 16 e 17 A independência da América Espanhola

Aulas 16 e 17 A independência da América Espanhola Aulas 16 e 17 A independência da América Espanhla 1 - A independência da América Espanhla Cnceit: Quand: A) Fatres externs: Prcess de libertaçã das clônias espanhlas. Aprximadamente entre 1810 e 1830.

Leia mais

QUEM SOMOS VISÃO MISSÃO HISTÓRICO BRIEF INSTITUCIONAL 2013

QUEM SOMOS VISÃO MISSÃO HISTÓRICO BRIEF INSTITUCIONAL 2013 BRIEF INSTITUCIONAL 2013 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

A ESET premiará três organizações com licenças de soluções ESET pelo período de 1 ano para todos os equipamentos.

A ESET premiará três organizações com licenças de soluções ESET pelo período de 1 ano para todos os equipamentos. Protegendo Laços. Construindo uma comunidade segura é um Programa de doação de licenças desenvolvido pela ESET América Latina, que tem o objetivo de premiar a iniciativa das organizações sem fins lucrativos

Leia mais

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas.

Solidariedade - É uma empatia fundamental com as causas das famílias mais excluídas, que nos move a # querer estar e trabalhar junto com elas. BRIEF INSTITUCIONAL 2015 QUEM SOMOS TETO é uma organização presente na América Latina e no Caribe, que busca superar a situação de pobreza em que vivem milhões de pessoas nos assentamentos precários, através

Leia mais

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial ONU A ONU (Organização das Nações Unidas) foi fundada no dia 24 de outubro de 1945, em São Francisco, Estados Unidos. O encontro

Leia mais

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL: CRISE DO SISTEMA COLONIAL E VINDA DA FAMÍLIA REAL * Três etapas: 1) Revoltas Nativistas 2) Revoltas Emancipacionistas 3) Período Joanino Família Real no Brasil (1808-1822)

Leia mais

Programa de Incentivo para Gestoras de Fundos de Investimento na América Latina Perguntas e Respostas Janeiro de 2015

Programa de Incentivo para Gestoras de Fundos de Investimento na América Latina Perguntas e Respostas Janeiro de 2015 Programa de Incentivo para Gestoras de Fundos de Investimento na América Latina Perguntas e Respostas Janeiro de 2015 1. O que é o Programa de Incentivo para Fundos de Investimento na América Latina? O

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS Perfil Terra é parte da Telefônica Digital, braço da Telefônica

Leia mais

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável História do Brasil Professora Agnes (Cursinho Etec Popular de São Roque) Política Interna O SEGUNDO REINADO (1840-1889) * Apogeu da monarquia brasileira. * Centralização política e administrativa. * Pacificação

Leia mais

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa.

1530 O regime de capitanias hereditárias é instituído por D. João III. Primeira expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Sousa. Vera, Use a seguinte legenda: Amarelo: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.info.lncc.br/wrmkkk/tratados.html Rosa: o documento para o link encontra-se neste site: http://www.webhistoria.com.br

Leia mais

A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES

A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES A IFC na América Latina e no Caribe CRIANDO OPORTUNIDADES IFC: Sua Parceira no Investimento Sustentável A IFC, membro do Grupo Banco Mundial, é a principal instituição global de desenvolvimento dedicada

Leia mais

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO

VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO VII. VIAGENS DO SECRETÁRIO-GERAL E DO SECRETÁRIO-GERAL ADJUNTO 140 Viagens do Secretário-Geral Conferência sobre o Sistema Interamericano São Domingos, República Dominicana, 2 e 3 de junho de 2005 Trigésimo

Leia mais

Mercado em Foco: Chile

Mercado em Foco: Chile Mercado em Foco: Chile EXPOMIN, 2014 Breve estudo com informações sobre as perspectivas de negócios da economia do Chile. Apresentamos também uma análise do comércio exterior de máquinas e equipamentos

Leia mais

Objetivos: - ANALISAR a expansão comercial europeia, demonstrando seus efeitos sobre as áreas e povos atingidos.

Objetivos: - ANALISAR a expansão comercial europeia, demonstrando seus efeitos sobre as áreas e povos atingidos. Objetivos: - ANALISAR a expansão comercial europeia, demonstrando seus efeitos sobre as áreas e povos atingidos. - COMPARAR os processos de colonização promovidos pelos espanhóis na América. - COMENTAR

Leia mais

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como:

1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: 1) Em novembro de 1807, a família real portuguesa deixou Lisboa e, em março de 1808, chegou ao Rio de Janeiro. O acontecimento pode ser visto como: a) incapacidade dos Braganças de resistirem à pressão

Leia mais

CRISE DO PRIMEIRO REINADO RECONHECIMENTO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

CRISE DO PRIMEIRO REINADO RECONHECIMENTO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL CRISE DO PRIMEIRO REINADO RECONHECIMENTO DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL O que seria necessário, para que o Brasil, após a independência fosse reconhecido como uma Nação Livre e soberana? Seria necessário que

Leia mais

EUA: Expansão Territorial

EUA: Expansão Territorial EUA: Expansão Territorial Atividades: Ler Livro didático págs. 29, 30 e 81 a 86 e em seguida responda: 1) Qual era a abrangência do território dos Estados Unidos no final da guerra de independência? 2)

Leia mais

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001 Assim é a Telefónica A aquisição da Lycos, aliada ao fato de a nova empresa Terra Lycos operar em 43 países, permitiu, por um lado, uma maior penetração nos Estados Unidos e no Canadá. Por outro lado,

Leia mais

SECRETARIA-GERAL IBERO-AMERICANA

SECRETARIA-GERAL IBERO-AMERICANA SECRETARIA-GERAL os esforços que os nossos países envidam no espaço ibero-americano produzem resultados práticos para os nossos povos e para a comunidade internacional, a bem da paz, da segurança e do

Leia mais

História do Brasil Colônia

História do Brasil Colônia História do Brasil Colônia Aula VII Objetivo: a expansão e a consolidação da colonização portuguesa na América. A) A economia política da colônia portuguesa. Em O tempo Saquarema, o historiador Ilmar R.

Leia mais

CAPÍTULO 13 CAPÍTULO 14 CAPÍTULO 15. A independência da América Latina, 203. O processo de Independência do Brasil, 230

CAPÍTULO 13 CAPÍTULO 14 CAPÍTULO 15. A independência da América Latina, 203. O processo de Independência do Brasil, 230 CAPÍTULO 13 A independência da América Latina, 203 CAPÍTULO 14 As reformas pombalinas e as contestações coloniais, 217 CAPÍTULO 15 O processo de Independência do Brasil, 230 A imagem acima traz a Alegoria

Leia mais

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo

História. Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Antigo regime, Estados nacionais e absolutismo Índice Clique sobre tema desejado: A origem dos Estados Nacionais Contexto Histórico: crise feudal (séc. XIV-XVI) Idade Média Idade Moderna transição Sociedade

Leia mais

Santander Elite Platinum

Santander Elite Platinum Santander Elite Platinum SEGURO MÉDICO DE EMERGENCIAS MÉDICAS... 2 SERVIÇO DE CONCIERGE... 2 SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA EM VIAGENS... 3 SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA... 4 SEGURO DE ACIDENTES EM VIAGEM... 4 SEGURO

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - História - 1º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 8º Ano - História - 1º Bimestre Capítulo 1 1) Qual a diferença entre as colônias do Norte e as colônias do sul, na colonização inglesa na América? 2) Explique o comércio triangular. 3) Relacione a Guerra dos Sete Anos (1767-1773), entre

Leia mais

A LEI 11.161 E A REALIDADE DO ENSINO DO ESPANHOL NAS ESCOLAS ESTADUAIS EM LONDRINA.

A LEI 11.161 E A REALIDADE DO ENSINO DO ESPANHOL NAS ESCOLAS ESTADUAIS EM LONDRINA. A LEI 11.161 E A REALIDADE DO ENSINO DO ESPANHOL NAS ESCOLAS ESTADUAIS EM LONDRINA. Massao Kawahama 1 Orientadora: Profª. Drª. Amanda Pérez Montañés 2 RESUMO O objetivo principal deste trabalho é mostrar

Leia mais

Coordenadoria. de Educação HISTÓRIA 8º ANO 2º BIMESTRE / 2011

Coordenadoria. de Educação HISTÓRIA 8º ANO 2º BIMESTRE / 2011 EDUARDO PAES PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CLAUDIA COSTIN SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGINA HELENA DINIZ BOMENY SUBSECRETARIA DE ENSINO MARIA DE NAZARETH MACHADO DE BARROS VASCONCELLOS COORDENADORIA

Leia mais

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE:

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: Copa do mundo, o mundo em sua escola BRASIL 1 TITULO DO PROJETO: Copa do mundo, o mundo em sua escola PAÍSES PARTICIPANTES:

Leia mais

Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1

Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1 Programas de Formação Docente em Educação Musical na América Latina 1 Teresa Mateiro Universidade do Estado de Santa Catarina Silvia Málbran Universidad de La Plata Edith Cisneros-Cohernour Universidad

Leia mais

Programas Sociais. A recente experiência paulistana

Programas Sociais. A recente experiência paulistana Programas Sociais A recente experiência paulistana Mapa da fome no Brasil na década de 1950 Fonte: Banco Central do Brasil Fonte: CASTRO, Josué. Geografia da Fome. São Paulo: Brasiliense, 1957 10.000 9.000

Leia mais

O mercado de PPPs na visão do Setor Privado. Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP

O mercado de PPPs na visão do Setor Privado. Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP O mercado de PPPs na visão do Setor Privado Seminário Formação em Parcerias Público-Privadas 05 e 06 de Novembro de 2013 São Paulo/SP OS AGENTES PRIVADOS DO MERCADO DE PPPS Principais Players do Setor

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A BUENOS AIRES EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A BUENOS AIRES EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A BUENOS AIRES EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO

Leia mais

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras O descobrimento de novas terras e riquezas (o pau-brasil) estimulou a cobiça de várias nações européias que iniciavam as suas aventuras

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento A BASE DA PIRÂMIDE É DIFERENTE MUNDIALMENTE POR REGIÃO, POR SETOR MAS SEMPRE UM MERCADO ENORME UMA GRANDE OPORTUNIDADE Na América Latina há cerca de 400

Leia mais

IDÉIA DE PROJETO PROGRAMA IBEROEKA

IDÉIA DE PROJETO PROGRAMA IBEROEKA IDÉIA DE PROJETO PROGRAMA IBEROEKA Projetos em colaboração com empresas dos seguintes países: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Espanha, Guatemala, Honduras,

Leia mais

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL

MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL MINERAÇÃO E REVOLTAS NO BRASIL COLONIAL Portugal: crises e dependências -Portugal: acordos comerciais com a Inglaterra; -Exportação de produtos brasileiros; -Tratado de Methuen: redução fiscal para os

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas.

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. CARTA-CIRCULAR N 2.070 Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. Divulga relação das missões diplomáticas, repartições consulares de carreira e representações

Leia mais

Panorama Econômico e Político da América Latina -Por que a região vai tão bem

Panorama Econômico e Político da América Latina -Por que a região vai tão bem Panorama Econômico e Político da América Latina -Por que a região vai tão bem economicamente? Thomas J Trebat Centro de Estudos Brasileiros Columbia University Junho de 2011 Uma visão mais favorável sobre

Leia mais

Quero um empréstimo É uma ordem!

Quero um empréstimo É uma ordem! Quero um empréstimo É uma ordem! 2 de abril de 2014 Por Jesus Gonzalez-Garcia e Francesco Grigoli A participação estatal em bancos ainda é comum no mundo todo, apesar do grande número de privatizações

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Como Economizar US$ 36 Bilhões em Eletricidade

Como Economizar US$ 36 Bilhões em Eletricidade Como Economizar US$ 36 Bilhões em Eletricidade (sem desligar as luzes) UMA PESQUISA SOBRE A PRODUTIVIDADE ENERGÉTICA NAS AMERICAS CONTINUE POR FAVOR 6 1,9 1 0,1 4 3 14 4 8 O Futuro Sem Eficiência Uma maneira

Leia mais

Números Significativos: Certificados emitidos

Números Significativos: Certificados emitidos Números Significativos: Certificados emitidos Qualidade: 24.672 ISO 9000 523 ISO/TS 16949 86 EN 9100 MEIO AMBIENTE: 5.923 ISO 14000 99 Cadeia de Custodia madeira 553 EMAS 1.069.038,29 Ha Gestão Florestal

Leia mais

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br EUROPA NO SÉCULO XIX A INGLATERRA NO SÉCULO XIX: Era Vitoriana (1837-1901): Hegemonia marítima inglesa. Fortalecimento do poder político da burguesia. Expansão da economia industrial 2ª Revolução Industrial.

Leia mais

everis Health Inovando e criando valor no setor da Saúde Apresentação corporativa

everis Health Inovando e criando valor no setor da Saúde Apresentação corporativa everis Health Inovando e criando valor no setor da Saúde Apresentação corporativa 1 confidencialidade Aviso: Este documento é material confidencial e propriedade de everis. É proibida a reprodução ou a

Leia mais

Entidades realizadoras FPAA Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos. A FPAA é uma das entidades mais importantes da corporação dos

Entidades realizadoras FPAA Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos. A FPAA é uma das entidades mais importantes da corporação dos Entidades realizadoras FPAA Federación Panamericana de Asociaciones de Arquitectos. A FPAA é uma das entidades mais importantes da corporação dos arquitetos no mundo, fundada em abril de 1950. Congrega

Leia mais

Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas

Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas Logo! O nosso site está disponível em Português. Enquanto isso, baixe as regras do concurso em Português clicando aqui. LEMBRE-SE: As candidaturas devem ser em espanhol. PRÊMIO INOVADORES DA AMÉRICA BASES

Leia mais

REDES SOCIAIS PARA EDUCAÇÃO: ATUAÇÃO DO EMPRESARIADO NO CONTEXTO LATINOAMERICANO 1 Erika Moreira Martins FE/UNICAMP Agência Financiadora: FAPESP

REDES SOCIAIS PARA EDUCAÇÃO: ATUAÇÃO DO EMPRESARIADO NO CONTEXTO LATINOAMERICANO 1 Erika Moreira Martins FE/UNICAMP Agência Financiadora: FAPESP REDES SOCIAIS PARA EDUCAÇÃO: ATUAÇÃO DO EMPRESARIADO NO CONTEXTO LATINOAMERICANO 1 Erika Moreira Martins FE/UNICAMP Agência Financiadora: FAPESP No limiar do século XX, constata-se o surgimento na América

Leia mais

Os desafios da intermediação financeira no setor informal

Os desafios da intermediação financeira no setor informal Os desafios da intermediação financeira no setor informal VI Seminário Banco Central de Microfinanças 14.06.2007 Porto Alegre - RS Dinheiro, segundo o provérbio, chama dinheiro. Quando se tem um pouco,

Leia mais

Loja FileMaker Brasil Termos e Condições

Loja FileMaker Brasil Termos e Condições Loja FileMaker Brasil Termos e Condições 1.Sobre estes Termos e Condições Nestes termos e condições, doravante "nós" significa FileMaker, Inc. e/ou FileMaker International, e "você" significa o cliente.

Leia mais

Índice de Progresso Social 2015

Índice de Progresso Social 2015 Media Kit Índice de Progresso Social 2015 Neste documento: Resultados da edição 2015 do estudo (com ênfase para a América Latina e o Brasil) Principais destaques da nova edição Press release completo Conteúdo

Leia mais

PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES

PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES Estados Unidos 150 Japão 58 Alemanha 17 França 16 Italia 11 Reino Unido 11 Canadá 6 Espanha 6 México 5,6 Brasil 5,4 PRINCIPAIS

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

Ecoclubes. Juventude no Presente. Defesa do Ambiente. Associação dos Amigos do Mindelo para a. VIII Encontro Regional de Educação Ambiental

Ecoclubes. Juventude no Presente. Defesa do Ambiente. Associação dos Amigos do Mindelo para a. VIII Encontro Regional de Educação Ambiental Ecoclubes Associação dos Amigos do Mindelo para a Defesa do Ambiente VIII Encontro Regional de Educação Ambiental Furnas, S. Miguel, Açores 2006 Juventude no Presente A Visão Procura-se jovem com um profundo

Leia mais

O Impacto da Globalização e das Novas Tecnologias na Educação Superior

O Impacto da Globalização e das Novas Tecnologias na Educação Superior O Impacto da Globalização e das Novas Tecnologias na Educação Superior Prof. Claudio Rama (Dr. ED; Dr. DER) VII Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular. Mesa: Ensino Superior e Novas Tecnologias:

Leia mais

Cronologia Mundial das Independências I: 1755 1847

Cronologia Mundial das Independências I: 1755 1847 Cronologia Mundial das Independências I: 1755 1847 Autor: CARLOS MAURÍCIO 1ª Edição: Outubro de 2005 Estrutura das Entradas Cronológicas: Ano da Independência (*): NOME ACTUAL [Outros nomes adoptados enquanto

Leia mais

Palestra: A gestão comunitária do saneamento rural na América Latina e Caribe (ALC)

Palestra: A gestão comunitária do saneamento rural na América Latina e Caribe (ALC) IV SEMINÁRIO DE ENGENHARIA DE SAÚDE PÚBLICA Desenvolvimento Sustentável, Demandas Contemporâneas e Responsabilidade Socioambiental 18 a 22 de março de 2013, Belo Horizonte - MG Fundação Nacional de Saúde

Leia mais

INSS Diretoria de Benefícios

INSS Diretoria de Benefícios IV CONFERÊNCIA BRASILEIROS NO MUNDO INSS Diretoria de Benefícios Praia do Forte, 20 de novembro de 2013 ACORDOS INTERNACIONAIS Globalização Principais objetivos ou finalidades dos Acordos Internacionais

Leia mais

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) PORTUGAL -Atinge as Índias contornando

Leia mais

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio de Graduação PEC-G 28 a 30 de maio de 2008 Universidade Federal de Uberlândia Prof. Nivaldo Cabral Kuhnen Escritório de Assuntos Internacionais/UFSC

Leia mais

Concurso aberto a colaboradores para participarem no desenvolvimento de projetos no Laboratório Ibero Americano de Inovação Cidadã

Concurso aberto a colaboradores para participarem no desenvolvimento de projetos no Laboratório Ibero Americano de Inovação Cidadã Concurso aberto a colaboradores para participarem no desenvolvimento de projetos no Laboratório Ibero Americano de Inovação Cidadã A Secretaria Geral Ibero Americana (SEGIB), através da iniciativa Cidadania

Leia mais

Western Forms. Estrutura de Concreto. com Fôrmas de Alumínio Reutilizáveis

Western Forms. Estrutura de Concreto. com Fôrmas de Alumínio Reutilizáveis Moldagem in loco Estrutura de Concreto com Fôrmas de Alumínio Reutilizáveis Construção Sólida de Çoncreto Alta Resistência Eficiente Econômico Western Forms... Construindo estruturas de Concreto e Relacionamentos

Leia mais

REALIDADE E ATUAIS DESAFIOS PARA A COMUNIDADE TERAPÊUTICA. Juan Palacios H. Presidente Flact

REALIDADE E ATUAIS DESAFIOS PARA A COMUNIDADE TERAPÊUTICA. Juan Palacios H. Presidente Flact REALIDADE E ATUAIS DESAFIOS PARA A COMUNIDADE TERAPÊUTICA Juan Palacios H. Presidente Flact 1 SOBRE A ORIGEM DA COMUNIDADE TERAPEUTICA Nascido como uma tentativa de humanizar hospitais psiquiátricos do

Leia mais

Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo... 55

Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo... 55 Linha Temática II - Migrações Internas e Internacionais Contemporâneas em São Paulo...... 55 Distribuição relativa (%) de imigrantes bolivianos no Estado de São Paulo em 20 I O..._... 62 Distribuição relativa

Leia mais

Mídia Kit. Informação de líder para líder

Mídia Kit. Informação de líder para líder Mídia Kit Informação de líder para líder 2014 AméricaEconomia Brasil América Economia é a única revista brasileira que oferece cobertura exclusiva e especializada da economia da América Latina em contexto

Leia mais

R E V O LU Ç Ã O F R A N C E S A 17 8 9-17 9 9

R E V O LU Ç Ã O F R A N C E S A 17 8 9-17 9 9 R E V O LU Ç Ã O F R A N C E S A 17 8 9-17 9 9 A bandeira francesa - o azul representa o poder legislativo/liberdade (Liberté), branco o poder Executivo/Igualdade, (Égalité) e o vermelho o Povo/Fraternidade

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL

EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL Prof.ª Drª Dorisdaia C. de Humerez* Prof. Dr. José Vítor Jankevicius ** INTRODUÇÃO As Universidades são instituições pluridisciplinares de formação dos quadros

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Edvaldo Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

Nett Corp Consultoria & Telecomunicações (27) 3091.1492 /Paulo(27) 99239.8206 (27)3091.1492

Nett Corp Consultoria & Telecomunicações (27) 3091.1492 /Paulo(27) 99239.8206 (27)3091.1492 Nett Corp Consultoria & Telecomunicações (27) 3091.1492 /Paulo(27) 99239.8206 (27)3091.1492 Claro - Segmento Corporativo A Nett Corp é uma empresa líder de mercado, e ao longo do tempo busca empresas vencedoras

Leia mais

(VAINFAS, Ronaldo. Economia e Sociedade na América Espanhola. Rio de Janeiro: Graal, 1984, p. 44)

(VAINFAS, Ronaldo. Economia e Sociedade na América Espanhola. Rio de Janeiro: Graal, 1984, p. 44) 1. (G1 - cftrj 2014) O processo de conquista da América pelos Estados europeus na Época Moderna foi possível com o uso da força militar, da exploração econômica e da imposição de valores culturais aos

Leia mais

Demografia. População (milhões de habitantes) 1

Demografia. População (milhões de habitantes) 1 DEMOGRAFIA Em 2002, a população dos 38 Estados e territórios do espaço Caribe chega a quase 250 milhões de habitantes, com uma densidade populacional de 47 habitantes/km², representando 4% da população

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: A Revolução Francesa

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. Conteúdo: A Revolução Francesa Conteúdo: A Revolução Francesa Habilidades: Reconhecer nas origens e consequências da Revolução Francesa de 1789, os elementos fundamentais da formação política e social contemporânea para a história contemporânea.

Leia mais

Observatório Político Sul-Americano Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro IUPERJ/UCAM http://observatorio.iuperj.

Observatório Político Sul-Americano Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro IUPERJ/UCAM http://observatorio.iuperj. Observatório Político Sul-Americano Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro IUPERJ/UCAM http://observatorio.iuperj.br Um Panorama das Desigualdades na América Latina Análise de Conjuntura

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL AGÊNCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL AGÊNCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA AGÊNCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA SEGURANÇA GERAL E SEGURANÇA PÚBLICA: AÇÕES PREVENTIVAS E REPRESSIVAS Brasília, 17 de agosto de 2011 SUMÁRIO 1. SISTEMA BRASILEIRO DE INTELIGÊNCIA 2. AGÊNCIA BRASILEIRA

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império

1º ano. 1º Bimestre. Revolução Agrícola Capítulo 1: Item 5 Egito - política, economia, sociedade e cultura - antigo império Introdução aos estudos de História - fontes históricas - periodização Pré-história - geral - Brasil As Civilizações da Antiguidade 1º ano Introdução Capítulo 1: Todos os itens Capítulo 2: Todos os itens

Leia mais

Cenários do Mercado Educacional

Cenários do Mercado Educacional SEMINÁRIO ABMES Cenários do Mercado Educacional Silvia Cezar Diretora de Marketing do Grupo Estácio 04 de novembro de 2014 9h30 a 12h30 redeabmes @redeabmes www.abmes.org.br 1 Agenda Tendências do Mercado

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais