Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2014"

Transcrição

1 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2014 Apreciação Global A análise dos diversos indicadores relativos ao primeiro trimestre de 2014, para além de confirmar a tendência de abrandamento da intensidade do processo de recessão que se verificou ao longo do ano de 2013, apresenta, finalmente, indícios de uma inversão favorável que se poderá concretizar nos próximos meses e que, embora não sendo ainda generalizada, já é percetível nos segmentos da reabilitação de edifícios e da construção não residencial. O motor desta recuperação tem sido a animação sentida no mercado imobiliário, em boa medida assente no sucesso dos chamados vistos gold, cujos reflexos já se fazem sentir ao nível do número de transações e na evolução dos preços. De fato, no primeiro trimestre de 2014, o Índice de Preços da Habitação registou um aumento de 4,0% face ao mesmo trimestre do ano anterior e o número de transações de alojamentos, por sua vez, cresceu 16,7%, atingindo as transações. Ao nível da construção, os primeiros sinais positivos registaram-se nos indicadores relativos ao licenciamento, que, como sabemos, é percussor das alterações que virão a registar-se na atividade concreta das empresas de construção e de materiais. De fato, a evolução trimestral das obras licenciadas foi ligeiramente positiva (0,3%), contrastando com os -2,2% verificados no 4º trimestre). Por sua vez a variação homóloga trimestral registou uma diminuição de apenas 4,7% (contra 14,3% no trimestre anterior). A variação trimestral do número total de fogos licenciados em construções novas para habitação familiar voltou, também, após a forte queda registado no último trimestre do ano, a terreno ligeiramente positivo, cifrando-se em cerca de 1,2%.Todavia a variação homóloga manteve-se negativa, cifrando-se em -16,7% e a variação média anual nos -26,6%. O número total de fogos licenciados em construções novas para habitação no ano terminado em março de 2014 caiu, assim, para 7 118, contra licenciados no ano de Também o número de licenças de obras de reabilitação registou, pelo segundo trimestre consecutivo, um aumento, que se cifrou, face ao trimestre anterior em 3,3%. Este aumento não foi ainda o bastante para compensar as descidas da primeira metade de 2013, pelo que a variação homóloga das licenças para obras de reabilitação no primeiro trimestre de 2014 foi de -4% e a variação anual média foi de -20,1%. Apesar da recente evolução positiva do licenciamento, a atividade da construção ainda permanece em queda, tendência que só deverá inverter-se ao longo da segunda metade deste ano. Na verdade, o índice de produção no sector da construção e obras públicas diminuiu 4,34% no primeiro trimestre de 2014 (contra uma variação de -3,2% no trimestre anterior), sobretudo devido à descida no segmento de obras de engenharia que atingiu os 7,09%, enquanto no segmento de construção de edifícios a redução se ficou pelos 2,36%. Apesar da variação trimestral ter sido ligeiramente mais negativa que a observada no trimestre anterior, a variação homóloga, embora negativa, foi menos intensa. Assim, em termos homólogos, verificou-se uma diminuição de 13,1% no índice total da produção na construção e obras públicas, o que correspondeu a uma diminuição de 11,7% na construção de edifícios e de 14,9% nas obras de engenharia. A evolução trimestral das vendas de cimento para o mercado interno confirmou a tendência de estabilização que já tínhamos identificado na última metade de Assim, não obstante os primeiros meses terem sido particularmente chuvosos, verificou-se que a diminuição homóloga das vendas de cimento das empresas nacionais para o mercado interno se quedou pelos 11%, ligeiramente superior à do último trimestre de 2013 que havia sido de 9,8%, mas bem menor que as da primeira metade de 2013 (20,5% no 2º trimestre e 39,2% no 1º trimestre). A confiança também tem vindo a melhorar entre os empresários da construção, mas anunciar o fim da recessão pode ser, ainda, prematuro. De acordo com as opiniões dos empresários, expressas através do Inquérito Mensal à Atividade da FEPICOP, o Indicador de Confiança na Construção, nos dois primeiros meses de 2014, registou uma variação homóloga acumulada de +61%, após um crescimento de 1,6% registado ao longo do ano de 2013, para o que contribuíram as variações positivas das avaliações referentes quer à carteira de encomendas, quer às perspetivas de evolução futura do emprego do setor. Como a evolução do licenciamento deixa perceber, a esperança, para já, encontra-se do lado da reabilitação e, também, da construção não residencial. Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 1

2 Com efeito, a área destinada a edifícios de turismo apresentou um crescimento assinalável em 2013, +35,1% (tendo representado 11,4% da área total licenciada no ano), mas os edifícios destinados aos transportes e comunicações foram os que conheceram o maior acréscimo (+156%), embora mantendo pouca relevância no total (1,2%). Os edifícios destinados à agricultura e à indústria também conheceram expansões significativas (+14,5% e +5,3%, respetivamente) e, em conjunto, responderam por mais de 45% da área total licenciada. Contudo, as áreas dedicadas a edifícios não mercantis, comerciais ou de uso geral registaram decréscimos em termos acumulados anuais. No domínio das obras públicas também há boas notícias. O andamento dos principais indicadores associados à evolução deste mercado revelou-se positivo nos dois meses iniciais de 2014, após o decréscimo anual de 20% registado no valor global de concursos adjudicados em 2013 e do ligeiro aumento, em termos homólogos, verificado no montante de obras lançadas a concurso no mesmo período. Assim, em termos homólogos e até fevereiro, observou-se um forte crescimento do montante de obras lançadas a concurso (+ 82%), a par de um acréscimo, se bem que mais ligeiro, do valor dos contratos celebrados (+14,5%). Nesse período, foram lançadas 304 obras no valor de 449,1 milhões de euros e divulgada a celebração de 104 contratos de empreitadas de obras públicas, no montante de 75,9 milhões de euros. Todavia, é no plano financeiro que a situação se encontra mais fragilizada. Para além das dificuldades orçamentais que são conhecidas, importa referir que o stock de crédito bancário às empresas de construção se manteve em queda, rondando os 17,1 mil milhões de euros em janeiro de 2014, menos 13,4% do que o montante apurado no mesmo mês de Por seu turno, o montante de crédito mal parado da responsabilidade das empresas de construção continua a assumir um peso excessivo no montante de crédito concedido ao setor: 24,2% em janeiro último (19,3% um ano antes) e equivalente a 35% do total de crédito mal parado da responsabilidade das empresas de todos os setores de atividade. É natural que o setor venha a experimentar algum alívio nos próximos meses, mas enquanto permanecerem as restrições financeiras no país e o setor bancário continuar atulhado de imóveis, vai ser difícil ao setor da construção, em especial, retomar um verdadeiro dinamismo. Obras Licenciadas Comparativamente com o 4º trimestre de 2013, o número de edifícios licenciados no 1º trimestre de 2014 aumentou 0,3% (contra uma redução de 2,2% no trimestre anterior). A variação homóloga trimestral registou, ainda assim, uma diminuição na ordem dos 4,7% (contra 14,3% no trimestre anterior). Edifícios Licenciados (Valores Trimestrais nº) Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 2

3 A redução média anual no número de edifícios licenciados situou-se, no primeiro trimestre de 2014, em 16%, contra 19,9% no período anterior, confirmando a tendência para inversão do comportamento deste indicador. Edifícios Licenciados (Variação média anual) Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 3

4 A variação trimestral do número total de fogos licenciados em construções novas para habitação familiar voltou, após a forte queda registado no último trimestre do ano, a terreno ligeiramente positivo, cifrando-se em cerca de 1,2%. A variação homóloga, todavia, manteve-se negativa, cifrando-se em -16,7% e a variação média anual nos -26,6%. Licenciamento de Obras (Valores Trimestrais nº) No que diz respeito ao número de licenças de obras de reabilitação, verificou-se, pelo segundo trimestre consecutivo, um aumento, em termos trimestrais, de 3,3%. Licenças para Obras de Reabilitação (Valores Trimestrais nº) Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 4

5 Todavia, estes aumentos ainda não foram o bastante para compensar as descidas dos trimestres anteriores, pelo que a variação homóloga das licenças para obras de reabilitação no primeiro trimestre de 2014 foi de -4% e a variação anual média foi de -20,1%. Produção na Construção e Obras Públicas O índice de produção no sector da construção e obras públicas diminuiu 4,34% no primeiro trimestre de 2014 quando comparado com o trimestre anterior. A descida no segmento de construção de edifícios foi de 2,36% e no segmento de obras de engenharia foi de 7,09%. Apesar da variação trimestral ter sido ligeiramente mais negativa que a observada no trimestre anterior, a variação homóloga, embora negativa, foi menos intensa. Assim, em termos homólogos, verificou-se uma diminuição de 13,1% no índice total da produção na construção e obras públicas, o que correspondeu a uma diminuição de 11,7% na construção de edifícios e de 14,9% nas obras de engenharia. Índice de Produção na Construção e Obras Públicas Índice corrigido de sazonalidade Índice médio mensal no trimestre em referência (Base 2005=100) A variação média anual no índice de produção total foi de -14,5% (contra -15,9% no trimestre anterior), verificando-se uma quebra de 14,3% no sector dos edifícios e uma quebra de 14,9% nas obras de engenharia. Vendas de Cimento No primeiro trimestre de 2014 as vendas de cimento das empresas nacionais para o mercado interno diminuíram, em termos homólogos 11%, verificando-se a manutenção de níveis mais baixos de intensidade na redução das vendas quando comparados com o que se verificou entre meados de 2012 e meados de De acordo com os Inquéritos de Opinião da Comissão Europeia, o índice de confiança no sector da construção continuou a recuperar, fixando-se nos -48 pontos. Aliás, a trajetória relativa ao índice de confiança tem sido sempre positiva desde o último trimestre de 2012, data em que o índice se situava nos -72 pontos. Vendas de Cimento e Indicador de Confiança na Construção Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 5

6 (Indicador no Trimestre em Referência) Emprego No primeiro trimestre do ano de 2014, o emprego na construção e obras públicas registou uma taxa de variação homóloga trimestral de -9,6% e uma taxa de variação trimestral de -2,5%. A variação média nos últimos 12 meses terminados em março de 2014 foi de -13,5%. Remunerações No primeiro trimestre de 2014, o índice de remunerações registou uma taxa de variação homóloga de -8,7% e uma variação trimestral de -12,1% (o trimestre anterior foi influenciado pelo pagamento dos subsídios de natal). A variação média nos últimos 12 meses terminados em março foi de -13,82%. Taxas de Juro A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação fixou-se em março o valor de 1,445%, o que traduz um aumento trimestral de 0,036 pontos percentuais face ao mês de dezembro de Nos contratos para Aquisição de Habitação, a taxa de juro implícita observada em dezembro foi de 1,459%, aumentando 0,025 p.p. em relação à taxa observada no mês de dezembro. Taxa de Juro do Regime Geral Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 6

7 Fontes: Banco de Portugal, Instituto Nacional de Estatística Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção pag. 7

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 4º trimestre 2014

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 4º trimestre 2014 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 4º trimestre 2014 Apreciação Global No 4º trimestre de 2014 o setor da construção registou, à semelhança do que se observara no trimestre anterior, um comportamento

Leia mais

Empresários mais confiantes no futuro da Construção

Empresários mais confiantes no futuro da Construção FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2017

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2017 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 1º trimestre 2017 Apreciação Global No primeiro trimestre de 2017 os diversos indicadores do setor da construção apresentaram um perfil positivo, evidenciado

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2.

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2. Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 76 junho

Leia mais

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 3º trimestre 2016

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 3º trimestre 2016 Análise de Conjuntura do Sector da Construção 3º trimestre 216 Apreciação Global No 3º trimestre de 216 os diversos indicadores do setor da construção voltaram a apresentar um comportamento misto, depois

Leia mais

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 4º trimestre 2016

Análise de Conjuntura do Sector da Construção 4º trimestre 2016 Análise de Conjuntura > t2 Análise de Conjuntura do Sector da Construção testre 2 Apreciação Global No último testre de 2 os diversos indicadores do setor da construção regressaram a terreno positivo,

Leia mais

Desemprego na Construção atinge novo máximo

Desemprego na Construção atinge novo máximo Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 59 Fevereiro

Leia mais

Consumo de cimento em 2012: o menor dos últimos 39 anos

Consumo de cimento em 2012: o menor dos últimos 39 anos FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

Desemprego da Construção em máximo histórico

Desemprego da Construção em máximo histórico Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 62 Agosto

Leia mais

Desempregados da Construção já ultrapassam os 110 mil

Desempregados da Construção já ultrapassam os 110 mil Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 67 Fevereiro

Leia mais

Em Julho, empresários da Construção Revelam-se mais pessimistas

Em Julho, empresários da Construção Revelam-se mais pessimistas Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

Construção com menos 74 mil empregos num ano

Construção com menos 74 mil empregos num ano Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 69 Maio

Leia mais

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Abril de Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Abril de Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Abril de 2011 25 de Maio de 2011 Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente A taxa de juro implícita no conjunto

Leia mais

Construção regista novos mínimos da década

Construção regista novos mínimos da década Construção: Obras licenciadas e concluídas 4º Trimestre de 2011- Dados preliminares 15 de março de 2012 Construção regista novos mínimos da década O licenciamento de obras bateu os valores mínimos da última

Leia mais

Com produção a diminuir, nível de confiança da Construção volta a aproximar-se de mínimo histórico

Com produção a diminuir, nível de confiança da Construção volta a aproximar-se de mínimo histórico Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

Obras licenciadas atenuaram decréscimo

Obras licenciadas atenuaram decréscimo Construção: Obras licenciadas e concluídas 1º Trimestre de 2014- Dados preliminares 12 de junho de 2014 Obras licenciadas atenuaram decréscimo No 1º trimestre de 2014 os edifícios licenciados diminuíram

Leia mais

Caderno de Economia e Negócios AHRESP

Caderno de Economia e Negócios AHRESP Caderno de Economia e Negócios AHRESP Nº5 NOVEMBRO 2017 Av. Duque de Ávila, 75, 1049-011 Lisboa 213 527 060 www.ahresp.com AHRESP A Sua rede de INFORMAÇÃO Nº5_NOVEMBRO ÍNDICE DESTAQUE ESTE MÊS Emprego:

Leia mais

Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos

Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos Estatísticas da Construção e Habitação 2016 17 de julho de 2017 Figura 7 retificada (pág. 5) às 17h00 de 17-07-2017 Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos Em 2016 o número

Leia mais

Taxa de Juro no crédito à habitação a manteve redução

Taxa de Juro no crédito à habitação a manteve redução Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação 27 de Maio de 2010 Abril de 2010 Taxa de Juro no crédito à habitação a manteve redução A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação

Leia mais

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2%

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% Construção: Obras licenciadas e concluídas 2º Trimestre de 2017 - Dados preliminares 13 de setembro de 2017 Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% No 2º trimestre

Leia mais

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Julho de Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Julho de Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação Julho de 2011 29 de Agosto de 2011 Taxa de juro e prestação média no crédito à habitação 1 mantêm tendência crescente Em Julho, a taxa de juro implícita

Leia mais

Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA.

Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA. 12 de Dezembro de 2006 Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas Outubro de 2006 CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA. A produção no sector

Leia mais

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO 1.º SEMESTRE 215 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE SEGURADORA ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 215 I. Produção e custos

Leia mais

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 8,0%

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 8,0% 2T2012 3T2012 4T2012 1T2013 2T2013 3T2013 4T2013 1T2014 2T2014 3T2014 4T2014 1T2015 2T2015 3T2015 4T2015 1T2016 2T2016 3T2016 4T2016 1T2017 2T2017 20 de setembro de 2017 Índice de Preços da Habitação 2º

Leia mais

Dez-09. Out-09. Fev-10. Ver Quadro síntese de resultados no final deste Destaque e respectiva nota de apresentação na caixa da página 4.

Dez-09. Out-09. Fev-10. Ver Quadro síntese de resultados no final deste Destaque e respectiva nota de apresentação na caixa da página 4. Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação 29 de Março 2010 Fevereiro de 2010 Redução da Taxa de Juro no crédito à habitação pelo 14º mês consecutivo a A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos

Leia mais

Crise da construção acentua-se, embora com quebras menos pronunciadas

Crise da construção acentua-se, embora com quebras menos pronunciadas Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 70 Julho

Leia mais

Indicador de Clima - Indústria, Comércio e Construção -

Indicador de Clima - Indústria, Comércio e Construção - 3 de Junho de 24 INQUÉRITOS DE CONJUNTURA ÀS EMPRESAS E AOS CONSUMIDORES Maio de 24 INDICADOR DE CLIMA E INDICADOR DE CONFIANÇA DOS SERVIÇOS MANTÊM TENDÊNCIA RECENTE DE RECUPERAÇÃO. CONFIANÇA DOS CONSUMIDORES

Leia mais

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 0,8%

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 0,8% 25 de junho de 2015 Índice de Preços da Habitação 1º trimestre de 2015 Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 0,8% No primeiro trimestre de 2015, o Índice de Preços da Habitação

Leia mais

Taxa de juro subiu 0,2 pontos base

Taxa de juro subiu 0,2 pontos base dez/14 fev/15 abr/15 ago/15 out/15 fev/16 abr/16 ago/16 out/16 fev/17 abr/17 ago/17 out/17 Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação Dezembro de 2017 18 de janeiro de 2018 Taxa de juro subiu 0,2

Leia mais

Nova subida da Taxa de Juro no crédito à habitação a

Nova subida da Taxa de Juro no crédito à habitação a Janeiro de 2011 25 de Fevereiro de 2011 Nova subida da Taxa de Juro no crédito à habitação a A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação aumentou 0,056 pontos percentuais

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO EMPREGO 4º trimestre de 2006

ESTATÍSTICAS DO EMPREGO 4º trimestre de 2006 ESTATÍSTICAS DO EMPREGO 4º trimestre de 2006 15 de Fevereiro de 2007 A TAXA DE DESEMPREGO DO 4º TRIMESTRE DE 2006 FOI DE 8,2 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2006 foi de 8,2. Este valor

Leia mais

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Março de 2011

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Março de 2011 10 de Maio de 2011 Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Março de 2011 Volume de Negócios nos Serviços acentua variação homóloga negativa Em Março, o volume

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição 25 de novembro de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Outubro de 2014 Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País diminuiu 1,5%

Leia mais

Valor médio da habitação aumentou 6 euros/m 2

Valor médio da habitação aumentou 6 euros/m 2 dez/16 jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17 Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2017 25 de janeiro de 2018 Valor médio da habitação aumentou 6 euros/m

Leia mais

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação por Período de Celebração dos Contratos. abr-15. ago-15. jun-15. fev-15

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação por Período de Celebração dos Contratos. abr-15. ago-15. jun-15. fev-15 dez-13 fev-14 abr-14 ago-14 out-14 fev-15 abr-15 ago-15 out-15 fev-16 abr-16 ago-16 out-16 Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação Dezembro de 2016 23 de janeiro de 2017 Taxa de juro 1 continuou

Leia mais

Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005

Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005 Estatísticas da Construção e Habitação 2006 31 de Julho 2007 Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005 Com base nos dados das Estatísticas da Construção e Habitação 2006, a partir

Leia mais

Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 2016

Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 2016 Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 216 A AECOPS divulga a sua análise do comportamento do mercado imobiliário residencial em 216, detalhando a evolução das vendas de alojamentos novos e em

Leia mais

GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 11 novembro 2016 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores diminui e de indicador de clima económico aumenta

Indicador de confiança dos Consumidores diminui e de indicador de clima económico aumenta %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Julho 2016 28 de julho de 2016 Indicador de confiança dos Consumidores diminui e de indicador de clima económico aumenta O indicador de confiança

Leia mais

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7%

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7% Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2008 18 de Novembro de 2008 A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2008 foi de 7,7. Este valor

Leia mais

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 4,0% no primeiro trimestre de 2014

Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 4,0% no primeiro trimestre de 2014 01 de julho de 2014 ÍNDICE DE PREÇOS DA HABITAÇÃO 1º trimestre de 2014 Taxa de variação homóloga do índice de preços da habitação foi 4,0% no primeiro trimestre de 2014 No primeiro trimestre de 2014, o

Leia mais

O Setor da Construção em Portugal 2013

O Setor da Construção em Portugal 2013 O Setor da Construção em Portugal 2013 1º semestre Novembro 2013 Ficha Técnica Título: Relatório Semestral do Setor da Construção em Portugal 1º Sem. 2013 Autoria: Catarina Gil Coordenação Geral: Pedro

Leia mais

Sistema Bancário Português Desenvolvimentos Recentes 2.º trimestre de 2016

Sistema Bancário Português Desenvolvimentos Recentes 2.º trimestre de 2016 Sistema Bancário Português Desenvolvimentos Recentes.º trimestre de 1 Redigido com informação disponível até 3 de setembro de 1 Índice Sistema bancário português Avaliação global Indicadores macroeconómicos

Leia mais

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2008 17 de Fevereiro de 2009 A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8%. Este

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2014

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2014 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2014 Abril 2014 1

Leia mais

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014 Empresas em Portugal 2010-28 de setembro de 2015 VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em Os dados preliminares de das estatísticas das empresas reforçam os sinais positivos

Leia mais

Ligeira diminuição do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação

Ligeira diminuição do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Maio de 2010 29 de Junho de 2010 Ligeira diminuição do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação O valor médio de avaliação bancária 1 de habitação no total

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam 30 de outubro de 2013 INQUÉRITOS DE CONJUNTURA ÀS EMPRESAS E AOS CONSUMIDORES Outubro de 2013 Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam O indicador de confiança dos

Leia mais

Construção: Obras licenciadas e concluídas 1 2º Trimestre de

Construção: Obras licenciadas e concluídas 1 2º Trimestre de Construção: Obras licenciadas e concluídas 1 2º Trimestre de 2010 2 10 de Setembro 2010 Construção prossegue tendência descendente No 2º trimestre de 2010 foram licenciados 7,1 mil edifícios e concluídos

Leia mais

Indicador de Clima - Indústria, Comércio e Construção -

Indicador de Clima - Indústria, Comércio e Construção - INQUÉRITOS DE CONJUNTURA ÀS EMPRESAS E AOS CONSUMIDORES Dezembro de 23 6 de Janeiro de 24 INDICADOR DE CLIMA E INDICADORES DE CONFIANÇA NOS CONSUMIDORES E NOS SERVIÇOS EM DEGRADAÇÃO Com os dados recolhidos

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 3º Trimestre 2014

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 3º Trimestre 2014 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida COMERCIO EM FEIRA 3º Trimestre 2014 Outubro 2014

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente Dez-14 Jan-15 Fev-15 Mar-15 Abr-15 Mai-15 Jun-15 Jul-15 Ago-15 Set-15 Out-15 Nov-15 Dez-15 Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2015 25 de janeiro de 2016 Valor médio de avaliação bancária acentuou

Leia mais

Taxa de Juro no Crédito à Habitação voltou a subir a

Taxa de Juro no Crédito à Habitação voltou a subir a Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação 27 de Setembro de 2010 Agosto de 2010 Taxa de Juro no Crédito à Habitação voltou a subir a A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito

Leia mais

Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 2015

Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 2015 Os números do Mercado Imobiliário Residencial em 2015 A AECOPS divulga a sua análise do comportamento do mercado imobiliário residencial em 2015, detalhando a evolução das vendas de alojamentos novos e

Leia mais

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação por Período de Celebração dos Contratos. Dez-13. Jun-14. Ago-14. Abr-14. Fev-14

Taxas de Juro implícitas no Crédito à Habitação por Período de Celebração dos Contratos. Dez-13. Jun-14. Ago-14. Abr-14. Fev-14 Dez-12 Fev-13 Abr-13 Ago-13 Out-13 Fev-14 Abr-14 Ago-14 Out-14 Fev-15 Abr-15 Ago-15 Out-15 Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação Dezembro de 2015 22 de janeiro de 2016 Taxa de juro 1 manteve

Leia mais

Fundamentação Económica da Proposta Sindical

Fundamentação Económica da Proposta Sindical Fundamentação Económica da Proposta Sindical CALÇADO CCT 2008 GABINETE DE ESTUDOS DA FESETE Enquadramento macroeconómico De acordo com a informação do Banco de Portugal 1 e com a estimativa rápida das

Leia mais

1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem

1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem 1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem 2. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia

Leia mais

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO 1.º SEMESTRE 2015 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DOS FUNDOS DE PENSÕES ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Relatório de evolução dos fundos de pensões 1.º Semestre 2015 SUMÁRIO 1. Evolução

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal março 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República aumentam em dezembro Os anúncios de concursos publicados durante o mês de dezembro de 217 aumentaram relativamente ao mês

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Setembro de 2016 29 de setembro de 2016 Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza O indicador

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Fevereiro de 2017 27 de fevereiro de 2017 Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam O indicador de confiança

Leia mais

Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Novembro de 2011

Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Novembro de 2011 06 de janeiro de 2012 Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Novembro de 2011 Índice de Volume de Negócios da Indústria desacelera O Índice de Volume de Negócios

Leia mais

Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente

Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente mm3m/%... Síntese Económica de Conjuntura Outubro de 2016 18 de novembro de 2016 Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente

Leia mais

estatísticos, da Madeiraa

estatísticos, da Madeiraa 29 de agosto de 2014 ESTATÍSTICAS DA CONSTRUÇÃO E HABITAÇÃO DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2013 1. Sistema de Indicadores das Operações Urbanísticas (SIOU) O Sistema de Indicadores das Operações Urbanísticas

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal abril 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República aumenta 8,3% relativamente a período homólogo, mas o número de contratos comunicados ao Portal BASE diminui 9,6% Os anúncios

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República aumenta em outubro assim como o número de contratos publicados no portal BASE (relativamente a período homólogo) Em outubro

Leia mais

Resumo do Relatório de Política Monetária

Resumo do Relatório de Política Monetária Resumo do Relatório de Política Monetária Produto Interno Bruto real cresceu 3,9% em 2016. Previsão para 2017 aponta para o intervalo entre 3% e 4%, de acordo com o Relatório de Política Monetária do Banco

Leia mais

Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos na União Europeia e +1.2 pontos na Área Euro.

Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos na União Europeia e +1.2 pontos na Área Euro. Mar-04 Mar-05 Mar-06 Mar-07 Mar-08 Mar-09 Mar-10 Mar-11 Mar-12 Análise de Conjuntura Abril 2014 Indicador de Sentimento Económico Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos

Leia mais

Necessidade de financiamento da economia diminui. Poupança das famílias aumenta.

Necessidade de financiamento da economia diminui. Poupança das famílias aumenta. 29 de junho de 2012 Contas Nacionais Trimestrais Por Sector Institucional (Base 2006) 1º Trimestre de 2012 Necessidade de financiamento da economia diminui. Poupança das famílias aumenta. No ano terminado

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Janeiro de 2017 30 de janeiro de 2017 Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam O indicador de confiança

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 13,7%

Taxa de desemprego estimada em 13,7% 6 de maio de 2015 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2015 Taxa de desemprego estimada em 13,7 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2015 foi de 13,7. Este valor é superior, em 0,2 pontos

Leia mais

Quebras de Produção Intensificam-se

Quebras de Produção Intensificam-se Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

Nos últimos sete anos, a população reduziu-se em 264 mil pessoas

Nos últimos sete anos, a população reduziu-se em 264 mil pessoas Estimativas de População Residente em Portugal 216 16 de junho de 217 Nos últimos sete anos, a população reduziu-se em 264 mil pessoas Em 31 de dezembro de 216, a população residente em Portugal foi estimada

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico reduz-se

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico reduz-se %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Dezembro de 2016 03 de janeiro de 2017 Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico reduz-se O indicador

Leia mais

Taxa de Juro no crédito à habitação volta a subir a

Taxa de Juro no crédito à habitação volta a subir a Dezembro de 2010 25 de Janeiro de 2011 Taxa de Juro no crédito à habitação volta a subir a A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 2,045% em Dezembro, aumentando 0,053

Leia mais

BOLETIM MENSAL JANEIRO DE 2017 Situação Monetária e Cambial. BANCO CENTRAL DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Disponível em:

BOLETIM MENSAL JANEIRO DE 2017 Situação Monetária e Cambial. BANCO CENTRAL DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Disponível em: BOLETIM MENSAL JANEIRO DE 2017 Situação Monetária e Cambial BANCO CENTRAL DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE Disponível em: www.bcstp.st/publicações Banco Central de S. Tomé e Príncipe Índice 1. SITUAÇÃO MONETÁRIA

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2003

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida. COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2003 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE INQUÉRITO DE CONJUNTURA Folha de Informação Rápida COMERCIO EM FEIRA 1º Trimestre 2003 Abril - 2003 Ficha Técnica Presidente Francisco Fernandes Tavares Editor

Leia mais

Habitação em recuperação e Obras Públicas em queda

Habitação em recuperação e Obras Públicas em queda Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 80 Junho

Leia mais

Em 2015, o Algarve foi a região com maior crescimento, impulsionado pelo setor do turismo

Em 2015, o Algarve foi a região com maior crescimento, impulsionado pelo setor do turismo Contas Regionais 2014 e 2015Pe 16 de dezembro de 2016 Em 2015, o Algarve foi a região com maior crescimento, impulsionado pelo setor do turismo De acordo com os resultados preliminares de 2015, no Algarve

Leia mais

Indicador de Sentimento Económico. 80 Portugal. Dez-08. Dez-07

Indicador de Sentimento Económico. 80 Portugal. Dez-08. Dez-07 Dez-03 Dez-04 Dez-05 Dez-06 Dez-07 Dez-08 Dez-09 Dez-10 Análise de Conjuntura Janeiro 2014 Indicador de Sentimento Económico O indicador de sentimento económico manteve em Dezembro, a tendência de melhoria

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal março 2017 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal outubro 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República e de contratos publicados no portal BASE continua a aumentar em Março Em termos homólogos, em março de 217 foram publicados

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

1. ECONOMIA E MERCADOS FINANCEIROS

1. ECONOMIA E MERCADOS FINANCEIROS . ECONOMIA E MERCADOS FINANCEIROS.. CONTEXTO MACROECONÓMICO Em a atividade económica permaneceu relativamente contida. O crescimento nas economias emergentes e nas economias em desenvolvimento abrandou

Leia mais

Produto Interno Bruto diminuiu 3,5% em volume

Produto Interno Bruto diminuiu 3,5% em volume 1ºT 2001 3ºT 2001 1ºT 2002 3ºT 2002 1ºT 2003 3ºT 2003 1ºT 2004 3ºT 2004 1ºT 2005 3ºT 2005 1ºT 2006 3ºT 2006 1ºT 2007 3ºT 2007 1ºT 2008 3ºT 2008 1ºT 2009 3ºT 2009 1ºT 2010 3ºT 2010 1ºT 2011 3ºT 2011 1ºT

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal julho 2017 - Newsletter ÍNDICE ÍNDICE... 1 EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global.......2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio

Leia mais

Em 2005, o PIB aumentou 0,9 em volume e 3,5% em valor

Em 2005, o PIB aumentou 0,9 em volume e 3,5% em valor Contas Nacionais Definitivas 2005 18 de Janeiro de 2008 Em 2005, o PIB aumentou 0,9 em volume e 3,5% em valor Em 2005, o PIB apresentou um crescimento nominal de 3,5%, fixando-se em cerca 149,1 mil milhões

Leia mais

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Janeiro de 2014

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Janeiro de 2014 06 de março de 2014 Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria Janeiro de 2014 Índice de Volume de Negócios na Indústria apresentou variação homóloga negativa

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal julho 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

Índice de Produção na Construção Civil

Índice de Produção na Construção Civil 15 de Setembro de 2017 Índice de Produção na Construção Civil 2º Trimestre 2017 Contactos: Próxima edição: 15 de Dezembro de 2017 Jacinta Galvão Jacinta.Galvao@ine.gov.cv Olga Cruz Olga.Cruz@ine.gov.cv

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República e de contratos publicados no Portal BASE aumentam em Janeiro Em janeiro de 217 foram publicados 924 anúncios, o que representou

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam

Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam %/mm3m Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Março de 2017 30 de março de 2017 Indicador de confiança dos Consumidores e indicador de clima económico aumentam O indicador de confiança

Leia mais

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores Outubro de 2017 30 de outubro de 2017 Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico estabiliza O indicador de confiança

Leia mais

GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 06 junho 2016 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia GPE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

Hotelaria com decréscimo nas dormidas e estabilização nos proveitos

Hotelaria com decréscimo nas dormidas e estabilização nos proveitos Actividade Turística Junho de 2010 09 de Agosto de 2010 Hotelaria com decréscimo nas dormidas e estabilização nos proveitos No mês de Junho de 2010, os estabelecimentos hoteleiros registaram 3,5 milhões

Leia mais

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003

ANÚNCIO DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS EM 2003 CIMPOR-CIMENTOS DE PORTUGAL, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Alexandre Herculano, 35 1250-009 LISBOA Capital Social: 672.000.000 Euros Registada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, sob

Leia mais