Acadêmico: Fabiano Bender. Orientadora: Joyce Martins FURB 2012/2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Acadêmico: Fabiano Bender. Orientadora: Joyce Martins FURB 2012/2"

Transcrição

1 Acadêmico: Fabiano Bender Orientadora: Joyce Martins FURB 2012/2

2 Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento do aplicativo Resultados Conclusão Extensões

3 Ampla utilização dos SGBDs Dificuldades da utilização da linguagem PL/PgSQL Necessidade da utilização de um depurador

4 O objetivo principal este trabalho é desenvolver uma ferramenta para depuração de funções PL/PgSQL. Os objetivos específicos são: Efetuar as análises léxica, sintática e semântica das funções, para detectar erros de compilação, bem como extrair as informações necessárias para a depuração Depurar as estruturas sintáticas procedurais de algumas funções internas disponíveis no banco de dados Disponibilizar uma interface para mostrar os valores das variáveis da função depurada

5 Sistemas Gerenciadores De Banco de Dados SGBD PostgreSQL Linguagem SQL Linguagem Procedural PL/PgSQL

6 Sistemas Gerenciadores De Banco de Dados PL/PgSQL --Cabeçalho da função CREATE OR REPLACE FUNCTION nome_da_funcao (nome_do_parametro_de_entrada TIPO_DE_DADO_DO_PARAMETRO) RETURNS TIPO_DE_DADO_DE_RETORNO AS $$ --Escopo principal da função DECLARE --Declaração de variáveis utilizadas no escopo principal nome_da_variavel 1 TIPO_DE_DADO; nome_da_variavel 2 TIPO_DE_DADO; BEGIN --Código da função RETURN conteudo_do_tipo_de_dado_de_retorno; --opcional END; --Rodapé da função $$ LANGUAGE plpgsql;

7 Compiladores e Depuradores

8 Compiladores e Depuradores Análise léxica #biblioteca para operações com expressões regulares >>> import re >>> token = "Fabiano 123 Bender" #pesquisa pelo caractere 'a' na variável token >>> re.findall('a', token) ['a', 'a'] #pesquisa por uma sequência de dígitos na variável token >>> re.findall('\d+', token) ['123'] #pesquisa por uma sequência de letras na variável token >>> re.findall('[a-za-z\_]+', token) ['Fabiano', 'Bender']

9 Compiladores e Depuradores Análise sintática <expressão> ::= <expressão> + <termo> <expressão> - <termo> <termo> <termo> ::= <termo> * <fator> <termo> / <fator> <fator> <fator> ::= ( <expressão> ) identificador Análise semântica

10 Trabalhos Correlatos PL SQL Developer (Sun Software)

11 Trabalhos Correlatos SQL Navigator (Quest Software)

12 Trabalhos Correlatos PostgreSQL Maestro (SQL Maestro Group)

13 Trabalhos Correlatos Protótipo de um compilador para a linguagem PL/SQL (Hiebert)

14 Requisitos Funcionais Permitir depurar comando a comando as funções que estão no banco de dados Analisar léxica, sintática e semanticamente funções PL/PgSQL Permitir inserir no banco de dados funções PL/PgSQL Permitir conectar em um banco de dados PostgreSQL Possuir uma tela para edição e para depuração de funções PL/PgSQL Permitir inserir no banco de dados funções que estão sendo depuradas

15 Requisitos Não Funcionais Executar no sistema operacional Windows e Linux Ser implementada utilizando a linguagem de programação Python Utilizar a ferramenta Qt Designer para desenho da interface gráfica Utilizar a biblioteca PyQt para interligação da interface com a ferramenta Utilizar a biblioteca PLY para geração dos analisadores léxico e sintático

16 Definição da gramática da linguagem PL/PgSQL Tipos de dados suportados Tipo SQL bigint bigserial boolean bytea date double precision integer Tipo SQL interval numeric serial smallint text timestamp

17 Definição da gramática da linguagem PL/PgSQL Funções internas suportadas Função Função Função avg length round coalesce lower substr count max to_char current_date min trim current_time now trunc current_timestamp r_pad upper l_pad l_trim r_trim replace

18 Especificação: Diagrama de Casos de Uso

19

20 Especificação: Diagrama de Classes

21

22 Implementação: Ferramentas Utilizadas Python Qt Designer PyQt PLY

23 Implementação: Analisador léxico #Método com a expressão regular que identifica se o token é um tipo def t_type(self, t): r'bigint bigserial boolean bytea date double\ precision integer interval numeric serial smallint text timestamp void time' if self.var_flag: self.variavel[self.var_id] = [t.value, None] return t #Método com a expressão regular que identifica se o token é um identificador def t_id(self, t): r'[a-za-z\_][a-za-z0-9\_]*' if self.var_flag: self.var_id = t.value.strip() return t #Método com a expressão regular que identifica se o token é um decimal def t_decimal(self, t): r'\d+(\.\d+)?' return t

24 Implementação: Analisador sintático #Regra inicial def p_statement_assign(self, p): """statement : CREATE OR REPLACE FUNCTION ID LPAREN expression_type RPAREN RETURNS TYPE LANGUAGE PLPGSQL AS DOLLAR DECLARE expression_variavel BEGIN expression_comando END SEMICOLON DOLLAR empty""" pass #Regra que define um tipo de regra sintática def p_expression_type(self, p): """expression_type : TYPE TYPE COMMA expression_type""" pass #Regra que define um tipo de regra sintática def p_expression_where(self, p): """expression_where : ID OPERADOR ID DECIMAL OPERADOR ID expression_where OR expression_where""" pass def p_empty(self, p): "empty :" pass

25 Implementação: Analisador Semântico def testa_tipo_dado(self, k, v): v = str(v) if v: tipo = self.tipo_dado[self.variavel[k][0]] dado = "%s(%s)" % (tipo, v) if self.debug: print " ==> %s - %s - %s" % (v, tipo, dado) try: if tipo == 'int' and v.find('.') > -1: raise elif tipo == 'date' and ' '!= re.sub('\d', '0', v): raise elif tipo == 'time' and '00:00:00'!= re.sub('\d', '0', v[:8]): raise elif tipo == 'datetime' and ' :00:00'!= re.sub('\d', '0', v[:19]): raise return True except Exception, e: print e return False

26 Implementação: Depurador def analisa_expressao(self, linha, comando): if comando.startswith('if'): if not self.cmd_if: self.ret_if = self.depuradorbase.executa_comando_if(comando) self.cmd_if = True else: self.cmd_if = False if comando.startswith('select'): k, v = self.depuradorbase.executa_select(comando) self.token_valor.append( (linha, k, v) ) self.variavel[k][1] = v or 'None ret_teste = self.testa_tipo_dado(k, v) if comando.find(':=') > -1: k, v = self.depuradorbase.executa_atribuicao(comando) self.token_valor.append( (linha, k, v) ) self.variavel[k][1] = v ret_teste = self.testa_tipo_dado(k, v)

27 Implementação: Operacionalidade (Debugres)

28 Objetivos propostos atingidos Delimitação da gramática Python PLY PyQt Qt Designer

29

30 Delimitação da gramática Facilidade na utilização de um depurador Vantagens da ferramenta Debugres

31 Aperfeiçoar a gramática, não restringindo os tipos de dados e os comandos disponíveis para o SGBD PostgreSQL Melhorar as mensagens dos erros identificadas pelos analisadores, deixando mais específicas as correções a serem efetuadas Integrar o depurador diretamente ao SGBD PostgreSQL, eliminando a parte gráfica e facilitando a depuração das funções

32

Consultoria e Treinamento em Bancos de Dados Relacionais

Consultoria e Treinamento em Bancos de Dados Relacionais Tabela de conteúdos CREATE TABLE AS...1 CREATE DOMAIN...1 Funções de dados...2 Funções de data e hora...2 Funções de agregação...3 Expressões condicionais...4 CASE...4 COALESCE...4 NULLIF...4 Controle

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Stored Procedure e Trigger A tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com

SQL Procedural. Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Josino Rodrigues Neto josinon@gmail.com SQL Procedural Agregada em SQL-92 As ferramentas têm nomes para suas linguagens SQL procedurais/embutidas Oracle : PL/SQL Postgres PL/Pgsql SQL Server

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger a tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

FERRAMENTA PARA DEPURAÇÃO DE FUNÇÕES PL/PGSQL

FERRAMENTA PARA DEPURAÇÃO DE FUNÇÕES PL/PGSQL UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO FERRAMENTA PARA DEPURAÇÃO DE FUNÇÕES PL/PGSQL FABIANO BENDER BLUMENAU 2012 2012/2-10 FABIANO

Leia mais

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE Formando: Dyckson Dyorgio Dolla Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl Julho / 2001 ROTEIRO DA

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Bem vindos ao fabuloso mundo dos bancos de dados! PROJETO DE BANCO DE DADOS Ciclo

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br INTRODUÇÃO AO SQL Ferramentas brmodelo Ferramenta Case PostgreSQL versão 8 ou superior SGBD Em 1986 o American

Leia mais

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE

FUNCTION ) RETURNS INTEGER AS $$ DECLARE PERFORM O comando PERFORM permite a execução de um comando SELECT desprezando o resultado do comando. PERFORM query; A variável especial FOUND é definida como verdadeiro se a instrução produzir pelo menos

Leia mais

Bancos de Dados I. Integridade semântica

Bancos de Dados I. Integridade semântica Bancos de Dados I PUC-Rio Departamento de Informática (DI) Eng./Ciência da Computação e Sist. Informação Contrôle de Integridade em SGBDs: procedimentos armazenados, gatilhos e funções Prof. sergio@inf.puc-rio.br

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 10 - PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS - STORED PROCEDURES 1. INTRODUÇÃO Em muitas situações será necessário armazenar procedimentos escritos com a finalidade de se utilizar recursos como loop, estruturas

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

Logado no OracleXE vamos acessar a opção:

Logado no OracleXE vamos acessar a opção: Tutorial PL/SQL O PL/SQL é uma linguagem procedural que roda diretamente no núcleo do SGBD Oracle. O objetivo deste tutorial é mostrar a criação de funções e procedimentos em PL/SQL, interagindo com comandos

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Rules and Triggers André Restivo Sistemas de Informação 2006/07 Rules e Triggers Nem todas as restrições podem ser definidas usando os mecanismos que estudamos anteriormente: - CHECK

Leia mais

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com Linguagem de Programação de Banco de Dados Triggers em PostgreSQL Todos os bancos de dados comerciais possuem uma linguagem procedural auxiliar para a

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL 1) Visão Geral A PL/pgSQL é uma linguagem de programação procedural para o Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. josineys@inf.ufpr.br Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 2 (07/08/15) Introdução ao Python História Características Estrutura dos código-fonte Primeiros elementos

Leia mais

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Funções e Gatilhos no PostgreSQL Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM/BCC Página 2 Prgrama Teórico/Prático - SQL Linguagem

Leia mais

Oracle PL/SQL Overview

Oracle PL/SQL Overview Faculdades Network Oracle PL/SQL Overview Prof. Edinelson PL/SQL Linguagem de Programação Procedural Language / Structured Query Language Une o estilo modular de linguagens de programação à versatilidade

Leia mais

PL/pgSQL. Introdução. Introdução. Introdução

PL/pgSQL. Introdução. Introdução. Introdução Introdução PL/pgSQL Banco de Dados II Prof. Guilherme Tavares de Assis PL/pgSQL (Procedural Language for the PostgreSQL) é uma linguagem procedural carregável desenvolvida para o SGBD PostgreSQL, que possui

Leia mais

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos

Introdução às funções e procedimentos. SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos Bases de Dados Stored procedures e triggers Introdução às funções e procedimentos SQL suporta funções e procedimentos úteis com tipos de dados específicos p.ex. objectos geométricos, imagens intersecção

Leia mais

Triggers e mais... Instituto Militar de Engenharia IME 1o. Semestre/2005 Triggers Propósito mais amplo que restrições Restrições onde se explicita o evento Regras event-condition-action (ECA) Eventos:

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando nossas aulas sobre

Leia mais

Treinamento em PHP. Aula 7. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com

Treinamento em PHP. Aula 7. Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Treinamento em PHP Aula 7 Ari Stopassola Junior stopassola@acimainteractive.com Banco de Dados Robustes no armazenamento Segurança, velocidade e facilidade na manipulação dos dados Controle e escalabilidade

Leia mais

Como construir um compilador utilizando ferramentas Java

Como construir um compilador utilizando ferramentas Java Como construir um compilador utilizando ferramentas Java p. 1/3 Como construir um compilador utilizando ferramentas Java Aula 5 Análise Léxica com JavaCC Prof. Márcio Delamaro delamaro@icmc.usp.br Como

Leia mais

Introdução ao SQL Avançado

Introdução ao SQL Avançado Introdução ao SQL Avançado Introdução as consultas, manipulação e a filtragem de dados com a linguagem SQL Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão

Leia mais

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL Objetivos Revisando a sintaxe SQL SELECT, UPDATE, INSERT, DELETE Manipulando expressões Funções matemáticas, etc Condições de Pesquisa Funções de Agregação

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL

Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia. Manual referência PostgreSQL Bases de Dados 2012/2013 Funções/procedimentos e triggers em PostgreSQL Helena Galhardas Bibliografia Manual referência PostgreSQL http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/ plpgsql.html http://www.postgresql.org/docs/9.2/static/

Leia mais

Linguagens de programação

Linguagens de programação Prof. André Backes Linguagens de programação Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve ser descrito em termos de 1 s ou 0 s

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJECT PASCAL/DELPHI

INTRODUÇÃO OBJECT PASCAL/DELPHI Introdução Object Pascal/Delphi 1 INTRODUÇÃO OBJECT PASCAL/DELPHI Objetivo Demonstrar a sintaxe e a semântica do Object Pascal e a forma como esse linguagem de programação será aplicada na disciplina de

Leia mais

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br PostgreSQL www.postgresql.org André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br Características Licença BSD (aberto, permite uso comercial) Multi-plataforma (Unix, GNU/Linux,

Leia mais

Conceitos de Linguagens de Programação

Conceitos de Linguagens de Programação Conceitos de Linguagens de Programação Aula 07 Nomes, Vinculações, Escopos e Tipos de Dados Edirlei Soares de Lima Introdução Linguagens de programação imperativas são abstrações

Leia mais

Instituto Educacional de Castro Tecnologia em Sistemas para Internet

Instituto Educacional de Castro Tecnologia em Sistemas para Internet Instituto Educacional de Castro Tecnologia em Sistemas para Internet Profº. Luciano R. Rocha INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE BANCO DE DADOS TIPOS DE DADO Nome Aliases Descrição bigint int8 inteiro de oito bytes

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003 Bases de Dados Introdução à linguagem SQL História Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R Renomeada para SQL (Structured Query Language) Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89,

Leia mais

Formação em Banco de Dados

Formação em Banco de Dados Formação em Banco de Dados Sobre a KTEC A KTEC Escola de Tecnologia oferece uma série de cursos, para os que procuram uma base sólida no aprendizado, com foco nas boas práticas que fazem a diferença no

Leia mais

António Rocha Nuno Melo e Castro

António Rocha Nuno Melo e Castro António Rocha Nuno Melo e Castro ! Transact-SQL (T-SQL) Extensão ao SQL Permite controlo do fluxo de execução Permite comandos DDL (contrariamente ao PLSQL) T-SQL combina: poder de manipulação de dados

Leia mais

Introdução ao SQL. O que é SQL?

Introdução ao SQL. O que é SQL? Introdução ao SQL 1 O que é SQL? Inicialmente chamada de Sequel, SQL (Structured Query Language), é a linguagem padrão utilizada para comunicar-se com um banco de dados relacional. A versão original foi

Leia mais

Pratica JFlex. Prática criando o primeiro analisador léxico

Pratica JFlex. Prática criando o primeiro analisador léxico UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA CAMPUS DE SÃO MIGUEL DO OESTE CURSO: CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: COMPILADORES PROFESSOR: JOHNI DOUGLAS MARANGON Pratica JFlex JFlex é uma ferramenta que permite

Leia mais

Triggers. um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre.

Triggers. um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre. Triggers um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre. o evento pode ser INSERT, UPDATE, ou DELETE. o trigger pode ser accionado imediatamente

Leia mais

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127 Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Triggers e Regras. Fernando Lobo. Base de Dados, Universidade do Algarve

Triggers e Regras. Fernando Lobo. Base de Dados, Universidade do Algarve Triggers e Regras Fernando Lobo Base de Dados, Universidade do Algarve 1 / 14 Triggers Um trigger permite que uma determinada sequência de comandos SQL seja accionada quando um determinado evento ocorre.

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Banco de Dados I Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Plano de Aula SQL Definição Histórico SQL e sublinguagens Definição de dados (DDL) CREATE Restrições básicas em SQL ALTER DROP 08:20 Definição de

Leia mais

Hugo Pedro Proença, 2007

Hugo Pedro Proença, 2007 Stored Procedures À medida que a complexidade dos sistemas aumenta, torna-se cada vez mais difícil a tarefa de integrar o SQL com as aplicações cliente. Além disto, é necessário que todas as aplicações

Leia mais

Allisson Barros 12/0055619 Daniel Luz 13/0007714 Leandro Bergmann 14/0149007 Luiz Fernando Vieira 13/0013757 Uriel Silva 12/0137232

Allisson Barros 12/0055619 Daniel Luz 13/0007714 Leandro Bergmann 14/0149007 Luiz Fernando Vieira 13/0013757 Uriel Silva 12/0137232 Allisson Barros 12/0055619 Daniel Luz 13/0007714 Leandro Bergmann 14/0149007 Luiz Fernando Vieira 13/0013757 Uriel Silva 12/0137232 Início da Implementação Python 0.9.0 alt.sources Python 1.0 Python 2.0

Leia mais

Triggers no PostgreSQL

Triggers no PostgreSQL Triggers no PostgreSQL Traduzido do manual do PostgreSQL Pode-se utilizar PL/pqSQL para a definição de triggers (gatilhos). Um procedimento do tipo trigger é criado com o comando CREATE FUNCTION, declarando

Leia mais

Formação em Banco de Dados. Subtítulo

Formação em Banco de Dados. Subtítulo Formação em Banco de Dados Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Regras de Negócios é com o Elefante!

Regras de Negócios é com o Elefante! Regras de Negócios é com o Elefante! HARDWARE SOFTWARE Pesquisa Quantas camadas? Regras na Aplicação? Regras numa Camada Intermediária? Regras no Banco de Dados? Explain / Plano de Consulta? E as minhas

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

Sintaxe e Semântica. Fases da Compilação. programa fonte

Sintaxe e Semântica. Fases da Compilação. programa fonte Sintaxe e Semântica mleal@inf.puc-rio.br Fases da Compilação programa fonte tokens parse tree árvore anotada ou outra forma intermediária código intermediário código objeto código objeto otimizado scanner

Leia mais

André Milani. Novatec

André Milani. Novatec André Milani Novatec Sumário Agradecimentos...19 Sobre o autor...21 Prefácio...23 Capítulo 1 Bem-vindo ao PostgreSQL...25 1.1 O que é o PostgreSQL?...25 1.1.1 História do PostgreSQL...26 1.1.2 Licença

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Relatório. Projecto de Base de Dados Parte 2. Turno: quinta-feira, 11:30 Grupo 25: André Gonçalves 64027 Rui Barradas 68239 Hélton Miranda 68477

Relatório. Projecto de Base de Dados Parte 2. Turno: quinta-feira, 11:30 Grupo 25: André Gonçalves 64027 Rui Barradas 68239 Hélton Miranda 68477 Relatório Projecto de Base de Dados Parte 2 Turno: quinta-feira, 11:30 Grupo 25: André Gonçalves 64027 Rui Barradas 68239 Hélton Miranda 68477 1. Criação da base de dados De seguida vem escrito um script

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Algoritmos e Estrutura de Dados Aula 1 Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Linguagem a ser Utilizada? Nossa disciplina é de Algoritmos e Estrutura de Dados, e não de linguagem

Leia mais

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus

PostgreSQL 8.0. Diogo Biazus PostgreSQL 8.0 Diogo Biazus PostgreSQL 7.X Totalmente ACID MVCC Tipos e operadores customizáveis Diversas linguagens procedurais Hot backup Código aberto (BSD) Facilidade de extensão PL/pgSQL, PL/Python,

Leia mais

GERADOR DE CÓDIGO JAVA A PARTIR DE ARQUIVOS DO ORACLE FORMS 6I

GERADOR DE CÓDIGO JAVA A PARTIR DE ARQUIVOS DO ORACLE FORMS 6I UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO ALUNO:CLAUDIO SCHVEPE ORIENTADORA: JOYCE MARTINS GERADOR DE CÓDIGO JAVA A PARTIR DE ARQUIVOS

Leia mais

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani

Minicurso de Python Aula 1. Raphael Lupchinski Marcelo Millani Minicurso de Python Aula 1 Raphael Lupchinski Marcelo Millani Introdução Python é uma linguagem de programação poderosa e fácil de aprender Possui estruturas de dados eficientes e de alto nível, além de

Leia mais

Algoritmos e Linguagem de Programação I

Algoritmos e Linguagem de Programação I Algoritmos e Linguagem de Programação I Roberto Ferreira roberto.ferreira@lapa.ifbaiano.edu.br 2014.1 Módulo I Aula 4 Introdução ao C Linguagem de Programação É um conjunto de regras sintáticas e semânticas

Leia mais

AULA 7 FUNÇÕES AGREGADAS. Funções Agregadas

AULA 7 FUNÇÕES AGREGADAS. Funções Agregadas BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 AULA 7 FUNÇÕES AGREGADAS Funções Agregadas São funções aquelas que tomam uma coleção (um conjunto ou subconjunto) de valores como entrada, retornando um único valor. O número

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA APLICADA Responda 1) Quem desenvolveu a linguagem C? Quando? 2) Existe alguma norma sobre a sintaxe da linguagem C? 3) Quais são os tipos básicos de dados disponíveis na linguagem C? 4) Quais são as principais

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. JDBC - Java Database Connectivity A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. JDBC - Java Database Connectivity A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 JDBC - Java Database Connectivity 2 1 JDBC conceito JDBC é uma API (Application Program Interface) para acesso a SGBD s (Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados) relacionais

Leia mais

Linguagem PL/SQL e Triggers

Linguagem PL/SQL e Triggers TECNOLOGIA DE BASES DE DADOS Linguagem PL/SQL e Triggers António Manuel Silva Ferreira UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA asfe@di.fc.ul.pt Sumário Linguagem PL/SQL

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

Administração de Banco de Dados

Administração de Banco de Dados Administração de Banco de Dados Adriano J. Holanda http://holanda.xyz 28/8/2015 Índices Para os testes com os índices criaremos uma tabela chamada tteste com o comando teste=> CREATE TABLE tteste (id int4);

Leia mais

e à Linguagem de Programação Python

e à Linguagem de Programação Python Introdução a Algoritmos, Computação Algébrica e à Linguagem de Programação Python Curso de Números Inteiros e Criptografia Prof. Luis Menasché Schechter Departamento de Ciência da Computação UFRJ Agosto

Leia mais

Programação em Banco de Dados. Dailton Trevisan prof@tontrevisan.com.br

Programação em Banco de Dados. Dailton Trevisan prof@tontrevisan.com.br Programação em Banco de Dados Dailton Trevisan prof@tontrevisan.com.br PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Plano de Ensino e Aprendizagem Objetivos Aplicação da linguagem SQL através de comandos de inserção,

Leia mais

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01

IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 IFTO TÉCNICO EM INFORMÁTICA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AULA 01 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://lab.ifto.edu.br/~mcampos

Leia mais

SQL DDL Criando Tabelas e Restrições

SQL DDL Criando Tabelas e Restrições SQL DDL Criando Tabelas e Restrições Fernanda Baião UNIRIO Material parcialmente extraído a partir das notas de aula de Maria Luiza M. Campos, Arnaldo Rocha e Maria Cláudia Cavalcanti Comandos de Definição

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

Funções. Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL Campus Sapucaia do Sul

Funções. Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL Campus Sapucaia do Sul Funções Professor: Ricardo Luis dos Santos IFSUL 2015 Clash of Students 3I Anular uma questão na prova Grupo Xerife Pontos Brogo Squad Hedo 1 First DBAs Bruno 1 300 FPS Gregory 4??? 2 Clash of Students

Leia mais

WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98

WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98 Código do Documento: S142U01 Revisão: 0 WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98 1. INTRODUÇÃO WDM_1256.SYS é um kernel mode driver que gerencia o acesso à placa A/D CAD12/56 no sistema operacional

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um determinado

Leia mais

Algoritmos e programação

Algoritmos e programação Algoritmos e programação Introdução à Programação Prof. Bonadia dos Santos Conceitos básicos Desde o início de sua existência, o homem procurou criar máquinas que o auxiliassem em seu trabalho. Dentre

Leia mais

Implementação de um analisador léxico: a primeira etapa na construção do compilador Marvel

Implementação de um analisador léxico: a primeira etapa na construção do compilador Marvel Implementação de um analisador léxico: a primeira etapa na construção do compilador Marvel Cláudio Lopes (peso 0.3), Gildo Leonel (peso 0.3), Sérgio Rossini (peso 0.3) 1. Visão Geral Departamento de Ciência

Leia mais

Introdução. A verificação de tipos pode ser estática e dinâmica

Introdução. A verificação de tipos pode ser estática e dinâmica Análise Semântica Introdução Verifica se as construções sintaticamente corretas possuem significado lógico dentro da linguagem Verifica a consistência da declaração e uso dos identificadores Além disso,

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Ambiente Virtual de Avaliações Utilizando Certificados Digitais. Fernando Gevard Acadêmico Paulo Fernando da Silva - Orientador

Ambiente Virtual de Avaliações Utilizando Certificados Digitais. Fernando Gevard Acadêmico Paulo Fernando da Silva - Orientador Ambiente Virtual de Avaliações Utilizando Certificados Digitais Fernando Gevard Acadêmico Paulo Fernando da Silva - Orientador Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Avaliações

Leia mais

Capítulo 1. Acesso a Banco de Dados com JDBC (Java Database Connectivity) e o Padrão de Projeto DAO (Data Access Object)

Capítulo 1. Acesso a Banco de Dados com JDBC (Java Database Connectivity) e o Padrão de Projeto DAO (Data Access Object) Capítulo 1 Acesso a Banco de Dados com JDBC (Java Database Connectivity) e o Padrão de Projeto DAO (Data Access Object) Introdução Os programas desenvolvidos em Java comunicam se com um banco de dados

Leia mais

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa

CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS. João Gabriel Ganem Barbosa CONCEITOS DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO CARACTERÍSTICAS João Gabriel Ganem Barbosa Sumário Motivação História Linha do Tempo Divisão Conceitos Paradigmas Geração Tipos de Dados Operadores Estruturada vs

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 5 Instruções de controle: Parte 2 Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 5.1 Introdução Instrução de repetição for Instrução de repetição do while Instrução de seleção

Leia mais

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Básico de Computadores Computador: dispositivos físicos + programas Dispositivos físicos: hardware Programas: as instruções que dizem aos dispositivos

Leia mais

AMBIENTE PARA DESENVOLVIMENTO E CONVERSÃO DE FUNCTIONS DOS BANCOS DE DADOS ORACLE E SQL SERVER

AMBIENTE PARA DESENVOLVIMENTO E CONVERSÃO DE FUNCTIONS DOS BANCOS DE DADOS ORACLE E SQL SERVER UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO AMBIENTE PARA DESENVOLVIMENTO E CONVERSÃO DE FUNCTIONS DOS BANCOS DE DADOS ORACLE E SQL

Leia mais

Programando em C++ Histórico da Linguagem C

Programando em C++ Histórico da Linguagem C Programando em C++ Joaquim Quinteiro Uchôa joukim@comp.ufla.br DCC-UFLA, 2002 Programando em C++ p.1/38 Histórico da Linguagem C Linguagem C: 1972 - Laboratório Bells, por Dennis Ritchie, a partir da linguagem

Leia mais

APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL

APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL APLICATIVO PARA CÁLCULO DE MÉTRICA DE SOFTWARE EM CÓDIGO-FONTE PL/SQL Karine Trevisani Cunha Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro Introdução Objetivos Motivação Fundamentação Teórica Desenvolvimento

Leia mais

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI

Python. Introdução à Programação SI1 - BSI Python Introdução à Programação SI1 - BSI Conteúdo História Instalação Apresentação da Interface Comandos Básicos Exercícios 07/06/2013 2 História Criada em 1989 pelo holandês Guido van Rossum no Centrum

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA. Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ELETRÔNICA Sistema de Gerenciamento Eletrônico de Documentos Autor: Evandro Bastos Tavares Orientador: Antônio Claudio Gomez

Leia mais

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados

Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Tarefa Orientada 18 Procedimentos armazenados Objectivos: Criar Procedimentos armazenados Chamar procedimentos armazenados Utilizar parâmetros de entrada e de saída Um procedimento armazenado representa

Leia mais

Ferramenta de Análise Código Fonte em Delphi. Aluno - Roque César Possamai Orientador - Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de Análise Código Fonte em Delphi. Aluno - Roque César Possamai Orientador - Everaldo Artur Grahl Ferramenta de Análise Código Fonte em Delphi Aluno - Roque César Possamai Orientador - Everaldo Artur Grahl Roteiro Introdução Fundamentação Teórica Conceitos Básicos Métricas de Software Métricas de Software

Leia mais

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2012

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2012 MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2012 1. Nomes e localização dos arquivos do projeto: O template

Leia mais

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents Banco de dados Linguagens de Banco de Dados II 1 Linguagem de Definição de Dados - DDL Comandos utilizados para criação do esquema de dados; Um DDL permite ao utilizador definir tabelas novas e elementos

Leia mais

Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação Sintaxe e Semântica

Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação Sintaxe e Semântica Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação Sintaxe e Semântica 28 de Fevereiro de 2013 Nesta aula apresentam-se dois dos aspetos fundamentais das linguagens de programação, sintaxe e semântica.

Leia mais