Sumário. Prestação de Contas 3. Apresentação 4. Mensagem aos Policiais 5. A Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares 6

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário. Prestação de Contas 3. Apresentação 4. Mensagem aos Policiais 5. A Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares 6"

Transcrição

1

2 Sumário Prestação de Contas 3 Apresentação 4 Mensagem aos Policiais 5 A Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares 6 O Testemunho dos Senhores Deputados acerca da Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares Registro Formal de uma Conquista nos Segundos Finais da Aprovação da Lei nº , de 29 de Junho de Capitão Tadeu, Carreira, Lutas e Vitórias 9 Carreira do Capitão Tadeu na Polícia Militar 10 As Lutas do Capitão Tadeu pela Polícia Militar 11 Conquistas Obtidas 14 Sementes Plantadas, Vitórias Futuras 26 Estatuto do Policial Militar - Lei Nº 7.990/ Prestação de Contas - Conclusão 72 2

3 Prestação de Contas Mandato do Deputado Estadual Capitão Tadeu Projeto Político Implantado e seus Resultados Positivos Uma História de Lutas, Sacrifícios e Vitórias na Polícia Militar Desde 1992, há 18 anos atrás, que tenho lutado muito pela Segurança Pública, com vistas a melhorar a proteção da população através de melhores condições sócio-profissionais dos policiais. Nesses 18 anos de luta, foram muitas conquistas e, também, muitas sementes plantadas para conquistas futuras. Sou sempre otimista e vejo em cada luta sem resultados imediatos, uma vitória a ser alcançada no futuro. Dentro desse otimismo que carrego nas minhas lutas, reafirmo o meu compromisso com a Segurança Pública e a esperança de um futuro melhor para todos nós. Aproveito este momento, em que o Estatuto do Policial Militar da Bahia foi alterado para melhor, pela Lei , de 29 de junho de 2010, para distribuí-lo com cada policial militar, junto com a necessária prestação de contas do nosso mandato. Assembleia Legislativa da Bahia Junho de 2010 Capitão Tadeu Fernandes Deputado Estadual - PSB 3

4 Apresentação Ao editar esta Coleção Cidadão Legal, tenho por propósito disseminar textos jurídicos e legislativos voltados para estimular a Cultura da Paz através do conhecimento das nossas leis. Como efeito colateral desse propósito, esperamos desenvolver e fortalecer a cidadania na sua plenitude. Aliás, a ONU nos diz que ser cidadão é ter direitos e deveres, é ser súdito e soberano ao mesmo tempo. Conclui-se, dessa forma, que a leitura de textos jurídicos e legislativos é imprescindível para o cidadão, já que ninguém poderá saber dos seus direitos e deveres, se não tiver acesso às leis. Por pensar assim, é que idealizei esta coleção, na certeza de que estou contribuindo para uma sociedade melhor. Este é o primeiro volume, Estatuto do Policial Militar da Bahia, dentre muitos outros que virão. Assembleia Legislativa da Bahia, Junho de 2010 Capitão Tadeu Fernandes Presidente da Sub Comissão de Segurança Pública e Defesa Civil 4

5 Mensagem aos Policiais Nenhum ser humano detém poder suficiente para resolver todos os problemas. É certo, também, que ninguém luta sozinho e consegue vitórias isoladamente. Só as lutas em grupo trazem vitórias. As conquistas de todos nós foram frutos das lutas do CAPITÃO TADEU junto com a tropa, com os voluntários do Observatório da Cidadania e de todas as Associações de Praças e de Oficiais, da Capital e do Interior, pois ninguém é herói sozinho! CONCLUSÃO: Se não fosse a incessante luta de todos nós, a situação de todos os policiais estaria ainda pior! MORAL DA HISTÓRIA: Não podemos parar de lutar nunca! Não podemos desistir jamais! Não podemos nos desunir em hipótese alguma! A seguir, apresento - lhe a prestação de contas do nosso mandato com as conquistas ao longo de 18 anos de luta, muitas das quais já esquecidas. Abraços, Capitão Tadeu Deputado Estadual Líder do PSB 5

6 A Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares Pronunciamento do Deputado Capitão Tadeu no dia 08/06/10 da Tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia Parte I O Sr. PRESIDENTE (Marcelo Nilo): - Questão de ordem do Deputado Capitão Tadeu. O Sr. Capitão Tadeu: - Sr. Presidente, peço essa questão de ordem para fazer um esclarecimento muito oportuno e pedir o apoio de todos os Srs. Deputados desta Casa e corrigir injustiças. Ao apresentar essa Emenda transferindo R$400,00 da GAP do oficial para o soldo e de R$ 200,00 da GAP do praça para o soldo, eu tive um único propósito: cumprir o Princípio da Isonomia no Estado. (...) Por isso que peço aos companheiros que votem favoravelmente ao projeto, é importante. (...) É injusto vermos companheiros morrendo e lutando na justiça pelos seus direitos e morrerem sem recebêlos. A Polícia Militar é a instituição onde se morre mais servidores públicos no exercício da função. É a instituição onde se tem mais servidores públicos entrando para o alcoolismo, para a depressão e para doenças mentais em razão do stress da profissão. Não é justo que essa corporação não tenha a sua valorização reconhecida pelo Estado. Por isso, eu gostaria de conclamar todos os companheiros aqui presentes que esse é o momento de apoiar esse projeto. É o mínimo que estamos pedindo. Outras instituições tiveram R$1.050,00 incorporado ao salário base e nós estamos pedindo apenas R$400,00 para os oficiais e R$200,00 para os praças. Portanto, Senhores, tenho certeza que ninguém quer ver o seu nome, a sua imagem associada a um trabalho contra a Polícia Militar. Por isso, eu peço o apoio de todos os companheiros. Parte II O Sr. PRESIDENTE (Junior Magalhães): - Questão de ordem do Deputado Capitão Tadeu. O Sr. Capitão Tadeu: - Sr. Presidente, eu gostaria aqui de fazer um esclarecimento, o porquê (...) da minha Emenda que incorpora 400 reais da GAP do oficial ao soldo e 200 reais da GAP do praça ao soldo. Isso, obviamente, tem uma repercussão muito grande no salário de todos os integrantes da Polícia Militar, da ativa e da reserva, oficiais e praças. (...) Então, eu não poderia, neste momento, ficar contra os meus colegas da Polícia Militar, porque eu tenho dito: eu estou Deputado, mas sou Capitão da Polícia Militar. Por isso eu não vou ficar contra os eus colegas da polícia Militar, eu não vou ficar contra este capitão, porque eu sou capitão da Polícia Militar até a morte. Então, se hoje eu ficasse contra a Polícia Militar eu estaria contra mim mesmo, eu estaria contra a minha família, e isso eu jamais faria. (...) quero deixar claro, como eu tenho deixado ao longo da minha história neste Parlamento: o que for para beneficiar os Policiais da Bahia, o que for para beneficiar a segurança pública, eu fico contra tudo e contra todos, mas a favor dos meus colegas da polícia militar, porque não se esqueçam: eu sou, com muito orgulho, um PM. Obrigado. A Imprensa Registrou a Fidelidade do Capitão Tadeu à Polícia Militar 6

7 O Testemunho dos Senhores Deputados acerca da Fidelidade do Capitão Tadeu aos Policiais Militares Dep. Gabam - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10...Votar contra isso é votar contra a Polícia Militar, é não procurar um salário digno que atenda a todas as categorias indistintamente. É isso que nós queremos, tratamento uniforme para todas as categorias da Polícia Militar do nosso Estado, e essa emenda é do capitão Tadeu... Dep. Leur Lomanto - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10 Sr. Presidente, tendo em vista que esse é o destaque mais importante, dentre os três destaques apresentados na noite de hoje, essa Emenda apresentada pelo deputado Capitão Tadeu, inclusive quero parabenizar aqui a atitude do Capitão Tadeu, que tem mantido a sua postura firme de estar votando com os projetos de interesse da Polícia Militar. Dep. João Carlos Bacelar - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10 Sr. Presidente, quero, inicialmente, parabenizar o deputado Capitão Tadeu, o único deputado da Base do Governo que marcou a presença, mostrando que o compromisso do deputado Capitão Tadeu não é com o governo e sim com a instituição. Dep. Junior Magalhães - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10 O deputado Capitão Tadeu, que é coerente, ontem ficou contra o governo, mas ficou com a sua categoria que sempre lhe elegeu... o deputado Capitão Tadeu foi o único da base do governo que segurou a onda e veio aqui e firmou posição contra o governo em favor da Polícia Militar... Dep. Gabam - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10...O Capitão Tadeu, mais uma vez, está demonstrando que não é só conversa, não, que na hora de votar põe a cara na tela valorizando a sua corporação. Dep. Leur Lomanto - Plenário da Assembleia Legislativa, em 08/06/10 O que diz respeito a Emenda nº33, do Capitão Tadeu, que incorporaram R$400,00 da gratificação da atividade pública da Polícia Militar aos soldos oficiais e R$200,00 aos soldos dos Praças da Polícia Militar diferente do valor proposto pelo Governo de apenas R$100,00 de incorporação. 7

8 Registro Formal de uma Conquista do Deputado Capitão Tadeu nos Segundos Finais da Aprovação da Lei nº , de 29 de Junho de 2010 O Sr. PRESIDENTE (Marcelo Nilo): - Questão de ordem do Deputado Capitão Tadeu. O Sr. Capitão Tadeu: - Sr. Presidente, este projeto que acaba de ser aprovado aqui com esse destaque deixou de contemplar os cabos da Polícia Militar que forem para o Curso Especial de Sargento, Pela lei como está, o cabo teria que esperar 7 anos para ir para o Curso Especial de Sargento, o que seria um prejuízo muito grande. Por conta disso, Sr. Presidente, já houve um acordo aqui com os líderes, estou apresentando um destaque para fazer esta correção e reduzir o interstício de 7 anos para os cabos. Então, já há acordo para a aprovação. O Sr. PRESIDENTE (Marcelo Nilo): - Pois não. Deputado Waldenor concorda? Deputado Elmar concorda? Deputado Leur Lomanto também concorda? Vou ler: (lê) Requeiro, na forma regimental, a apresentação e votação do Destaque a seguir para modificar o art. 2º do Projeto de Lei nº /2010, que trata do 3º, do art. 9º da Lei nº , de 06 de janeiro de 2009, na forma que se segue: 3º - Fica assegurado aos cabos PM, pelo critério de antiguidade, o ingresso direto no curso especial de sargento, ficando dispensado do cumprimento do interstício previsto no art. 134, 2º, letra g, da Lei 7.990, de 27 de dezembro de 2001, desde que observados os demais requisitos legais. Em votação o destaque. (pausa) Aprovado por unanimidade. O projeto irá para a sanção de S.Exª o senhor Governador. Por acordo e por dispensa de formalidade, vou colocar em votação o projeto do Judiciário. 8

9 Se pudesse voltar no tempo, há 30 anos, cruzaria de novo os portões da bela Vila Policial Militar do Bonfim e me alojaria nos bancos acadêmicos da gloriosa Academia de Polícia Militar, pois lá aprendi valores morais que alicerçam a minha conduta honesta e ética na política. Por isso, tenho muito orgulho de ser PM. Obrigado, PM, por tudo! 9

10 Carreira do Capitão Tadeu na Polícia Militar Academia de Polícia Militar do Bonfim. Aluno a Oficial ( ); 1º Batalhão PM - Feira de Santana. Aspirante a Oficial (1983); Academia de Polícia Militar do Bonfim. Salvador. Instrutor ( ); Batalhão de Choque - Salvador. Comandante de Pelotão (1983); Pelotão Águia - Salvador. Subcomandante ( ); Esquadrão Águia - Salvador. Comandante do 1º Pelotão ( ); Justiça Militar Estadual. Juiz Militar (1985); 8º Batalhão PM - Salvador. Comandante da 5ºCIA Trânsito - Adjunto 3º Sessão do Estado Maior/ Instrução e Operações. Secretário - Oficial de Relações Pública ( ); DETRAN /BA - Salvador. Chefe da Seção de Operações - Chefe do Serviço de Conciliação de Acidentes ( ); Justiça Militar Estadual. Juiz Militar (1988); 3º Seção do Estado Maior da PMBA - Salvador. Adjunto da Sub-Seção de Operações (1988); Comando de Policiamento da Capital - Salvador. Adjunto da 3º Sessão do Estado Maior/Instrução e Operações - Oficial de Trânsito ( ); 6º Batalhão PM - Salvador. Comandante da 4ºCIA / POI - Chefe da 1º Sessão do Estado Maior/Pessoal - Secretário ( ); 8º Batalhão PM - Salvador. Chefe da 1º Sessão do Estado Maior/Pessoal (1991); Comando de Policiamento da Capital - Salvador. Adjunto da 3º Sessão do Estado Maior/Instrução e Operações - Oficial de Trânsito (1992); 14º Batalhão PM - Santo Antonio de Jesus. Chefe da 3º Sessão do Estado Maior/Instrução e Operações(1992); SOS Trânsito - Escritório de Direito do Trânsito, Fundador ( ); Comando de Policiamento do Interior - Salvador. Chefe da 3º Sessão do Estado Maior/Instrução e Operações (1993); Centro de Estudos de Trânsito. Fundador e Professor ( ); Comando de Policiamento da Capital - Salvador. Coordenador do COPOM ( ); Comando do Corpo de Bombeiros - Salvador. Subcomandante do Grupamento de Busca e Salvamento Chefe da 3º Sessão do Estado Maior/Instrução e Operações do Grupamento de Busca e Salvamento - Coordenador do COBOM ( ); Vereador do Município de Salvador votos ( ); Deputado Estadual da Bahia votos ( ); CENAJUR - Escritório de Advocacia. Idealizador ( ); Vereador do Município de Salvador votos ( ); CENAJUR-Escola de Direito e Cidadania. Diretor Geral e Professor ( ); Observatório da Cidadania. Fundador e Coordenador Geral ( ); Deputado Estadual da Bahia votos ( ). 10

11 As Lutas do Capitão Tadeu pela Polícia Militar Reivindicação Salarial em 1992 Em setembro de 1992 um grupo de oficiais e praças enfrentaram o mais truculento dos governadores da história da Bahia, ACM, com o objetivo de exigir respeito, dignidade e condições sociais e profissionais para os policiais militares, foram eles, os corajosos oficiais e praças que jogaram para o alto suas carreiras pela luta: Cel Etiene, Maj Elmo, Ten Cel R/R Albênzio Thadeu Kuhn Fernandes, Cap Luiz Fernandes, Cap Tadeu Fernandes, Cap Silvio Santos, Cap Júlio Silva Filho, Cap Feitosa, Cap Ubiracy (à época SGT), dentre outros oficiais e praças. O truculento Governador ACM reprimiu violentamente a nossa luta, o que ensejou uma grave greve de fome do Capitão Fernandes por 9 dias (sem comida, nem água) e um forte desafio feito pela televisão do Capitão Tadeu ao então déspota ACM, o que lhe acarretou uma série de prisões disciplinares e uma ferrenha perseguição. Daquela luta, ganhamos muitas perseguições e uma grande experiência para lutas futuras. 11

12 Greve de Julho de Luta Histórica De 05 a 13 de Julho de 2001, os policiais militares e civis realizaram a maior greve na Segurança Pública do Brasil. A Bahia parou por falta de policiais. As escolas, os bancos, transporte coletivo e lojas pararam. Os cidadãos não saiam às ruas, com receio. Esse fato social demostrou o quanto os policiais são importantes para a sociedade. Aquela luta representou um grito de alerta dos policiais. Naquela luta, tiveram papéis de liderança importantes: o Deputado Capitão Tadeu, o Sgt Isidório, o Ten Everton, o Soldado Jesus, o SGT Dias, o Cb Tanure, a Sd Andréia, o Cap Germano, o Sd Amparo, o SGT Lúcio, o SGT Stone, o Sd Freitas, o Sd Pinto, o SGT Alberto e muitas outras lideranças, além da Associação de Praças da PM e do SINDPOC e, claro, da corajosa participação de todos os policiais militares e civis. 12

13 Movimento Polícia Legal - Agosto de 2009 Capitão Tadeu no COPM Em 2009, os policiais militares, inconformados com os desrespeitos aos seus direitos e discriminação sofrida em relação às demais categorias, demonstravam uma imensa insatisfação contra o Governo e cobravam uma ação do Deputado Capitão Tadeu. Atendendo as solicitações da tropa, o deputado Capitão Tadeu, junto com a União das Associações de Policiais, que representa todas as Associações de oficiais e praças da Bahia, organizou o mais inteligente movimento reinvidicatório de toda a nossa história, que ganhava força, chamava a atenção da população e preocupava o governo. O desfecho não foi o desejado por todos nós já que três Associações assinaram um acordo com o governo sem garantias de ganhos. Todavia, apesar desse desfecho indesejado, o Movimento Polícia Legal forçou o governo a apresentar o Projeto de Lei nº /2010, que se transformou na Lei /2010 e que garantiu 16 ganhos importantes, como o fim da GAP Percentual, fim do interstício de 7 anos para promoção de cabo para 1º SGT, promoção a Major do Cap QOA, 6 meses de licença maternidade para as nossas queridas PFem s, CET para praças operacionais, CET diferenciado para motoristas PM, 28 vagas de Cap QOA e 10 de Maj QOAPM e 3 de Maj QOABM, retorno para a ativa dos PM s parlamentares, média de 1,9% de aumento de capitão a coronel, etc. 13

14 Conquistas Obtidas Ações Diretas e Indiretas do CAPITÃO TADEU, junto com as Lutas da Tropa, do Observatório da Cidadania, de outras Lideranças, das Associações de Oficiais e Praças da Capital e do Interior e com o apoio do CMDº da PM. 1º) Fundação do Centro de Estudos de Trânsito (1992) Em 1992, o Capitão Tadeu, por idealismo, fundou o CENTRO DE ESTUDOS DE TRÂNSITO/PROJETO SOS TRÂNSITO, com o objetivo de desenvolver o estudo, a pesquisa e o ensino de disciplinas ligadas ao trânsito. O CENTRO DE ESTUDO DE TRÂNSITO, desenvolve, além de pesquisas, a coordenação de diversos cursos e o ensino de disciplinas voltadas para o trânsito, utilizando, sempre, a educação como instrumento de busca por um trânsito mais civilizado. Quadro Resumo das Atividades do CET a 2010 Atividades Pessoas Atendidas Curso de Primeiros Socorros e Resgate 2701 Curso de Formação e Atualização de Condutores Curso de Atualização de Taxistas Curso de Registro Técnico de Acidente de Trânsito 603 Curso de Primeiros Socorros e Incêndio 297 Curso de Direito do Trânsito 60 Curso de Segurança Trânsito 180 Total de Alunos do CET Além desses cursos, o CET produziu e editou os seguintes livros e manuais: Livros Código de Trânsito Brasileiro Ilustrado; Manuais de Embriaguez no Trânsito; Manuais de Sinalização de Trânsito; Manuais de Regras de Circulação; Manuais de Crimes de Trânsito; Manuais de Direção Defensiva; Manuais de Meio Ambiente e Cidadania; Manuais de Mecânica Básica. 2º) Implantação do Salvar no Corpo de Bombeiros (1994) Em Agosto de 1994 o Capitão Tadeu, através do CENTRO DE ESTUDOS DE TRÂNSITO-CET, realizou o 1º Curso de Primeiros Socorros e Resgate para Bombeiros e Policiais com médicos e bombeiros do Estado de São Paulo, o que foi o embrião do atual Salvar. Pela 1ª vez praças puderam fazer cursos com direito a brevê. Em 1996, o Capitão Tadeu conseguiu com o Dr. Jardivaldo Costa Batista, então Secretário de Saúde do Estado, seis ambulâncias novas para dar início ao Salvar em Esse trabalho, na verdade, foi a união de esforços do Capitão Tadeu com vários outros Bombeiros da Bahia, de São Paulo, do CET e da Faculdade de Medicina da UFBA. 3º) Gratuidade sem Farda no Transporte Coletivo de Salvador (1997) Em 1997, quando vereador de Salvador, o Capitão Tadeu conseguiu o SMART CARD para os PMs da ativa, reserva, reforma e para os servidores civis, através de uma negociação com o Dr. Horário Brasil do SETEPS, no CENTRO DE CONVENÇÕES com a participação de cerca de 100 PM s. Na época os PMs só podiam entrar gratuitamente nos ônibus com farda, o que era causa de mortes. Muitos davam carteirada e alguns eram presos por isso. 14

15 4º) Devolução do Valor em Dinheiro de Armas Adquiridas pelos PMs e não Entregues (1997) Em 1997, armas foram compradas pelos PMs diretamente nas fábricas, com a intermediação da PM e não entregues pelo Governador Paulo Souto. Até o dinheiro pago pelos PM s o governo não queria devolver. O Capitão Tadeu colocou advogados para os PMs e após centenas de vitórias no Juizado do Consumidor dos Barris o governo resolveu devolver o dinheiro. 5º) Promoção de Todos os Sd PM 2ª Classe a 1ª Classe (1997) Na época, a espera era de, no mínimo, 10 anos para a elevação de Sd 2ª Classe para 1ª Classe. Era um desejo dos Sd PM s 2ª usar a bandinha no ombro da farda. Com a extinção da graduação de Cb PM essa elevação de Sd PM 2ª classe para a 1ª Classe possibilitou que todos pudessem ser promovidos diretamente a 1º SGT e irem para reserva com os proventos de 1º Ten PM. Antes desta lei, a maioria dos Sd 2ª classe iam para a reserva com os proventos de Cb PM, o chamado cabo velho. Em Julho /97, ocorreu uma greve na PMMG. Na Bahia, o então vereador Capitão Tadeu liderou uma assembleia no antigo Palace Hotel, em Salvador, para reivindicar direitos. O então Governador Paulo Souto, preocupado com uma possível greve, aprovou às pressas a Lei de 19/08/97, concedendo, sob pressão, essa vantagem. É bom esclarecer que essa luta teve a providencial ajuda do CMDº à época, que elaborou estudos para modernizar a PMBA, junto com a faculdade de Administração da UFBA e que incluiu essas mudanças. Lógico que a pressão de todos nós foi que desencadeou todo esse processo. 6º) Promoção de Todos os Cb PM, 3º SGT e 2º SGT a 1º SGT PM (exceto uns poucos que estavam Impedidos por lei) (1997) Essa Promoção, combinada com a extinção de Sub Ten, possibilitou que hoje, quase todos os Sd PM 1ª Classe possam ir para a reserva com os proventos de 1º Ten PM. Essa conquista foi fruto da Luta de Julho de 1997, explicada no item anterior. 7º) Promoção de Todos os Sub Ten a 1º Ten PM (1997) A lei 7.145/97 extinguiu a graduação de Sub Ten, o que possibilitou a promoção de todos a 1º Ten PM QOAPM, após a conclusão do CFOAPM. Essa conquista foi fruto das lutas de Julho de 1997, explicada no item 5º e do Sub Ten Leal, Presidente da Sociedade Beneficente dos SGT e Sub Ten da PMBA. 8º) GAP III (1997) Em 1997 a lei 7.145/97 criou a GAP III, IV, e V. A GAP III representou um aumento significativo (cerca de 25%) em relação aos vencimentos anteriores à lei 7.145/97. O Governador Paulo Souto pagou a GAP III a poucos PM s e PC s, mas com a continuidade da luta [a greve de 2001] conseguimos estender a todos. Essa conquista foi fruto da Luta de Julho de 1997, explicada no item 5º. Até os dias atuais o governo não pagou as GAP IV e V, o que é motivo para continuarmos a luta. 9º) Limitação da jornada de Trabalho do PM em 40 horas/semana (1997) Antes da pressão de todos nós e da lei 7.145/97, não havia limites para a escalação de PM s em serviço. Após a Pressão, o governo editou a lei 7.145/97 que limitou a carga horária do PM em 40 horas/semanais para quem recebe a GAP III e 30 horas semanais para quem recebe a GAP II. Só para comparar, todos os trabalhadores no Brasil trabalham 44 horas semanais e estão lutando no Congresso Nacional, através de uma PEC, para reduzir para 40 horas semanais. Essa conquista foi fruto da Luta de Julho de 1997, explicada no item 5º. 10º) Hospedagem para os Policiais do Interior (1997) Em 1997, o então vereador Capitão Tadeu montou e deixou a disposição dos policiais do interior um apartamento mobiliado para hospedar os colegas no bairro da Boa Viagem em Salvador. Isso ajudou centenas de companheiros. Em 2001, o CMDº da PM implantou na VPMB um hotel de acolhimento. Em 2003, com o término do mandato de deputado estadual, o Capitão Tadeu teve que fechar o apartamento da Boa Viagem. 11º) Ampliação de 66 para Cerca de 660 Cargos de Confiança (DAS) (2000) Até 2000 a PM possuía apenas 66 DAS, enquanto outros órgãos possuíam milhares. Em 2000, o Capitão Tadeu fez um Estudo Comparativo dos cargos em comissão na PM e nos demais órgãos para evidenciar o absurdo desnível e a discriminação contra a PMBA feita pelo Governador César Borges à época. 15

16 Com o estudo pronto, o Capitão Tadeu fez uma MOÇÃO DE REPÚDIO e com a divulgação o governo foi obrigado a aumentar a quantidade de DAS e DAI na PMBA. 12º) 21% de Aumento Salarial para Policiais Civis e Militares, além do aumento normal (2001) Em 2001, em razão da greve da PM, que teve a participação decisiva do Capitão Tadeu e de várias outras lideranças e associações, o governo, sob pressão, concedeu um reajuste de 21%, parcelado em três vezes. Esse aumento não estava previsto e só saiu em função da pressão de todos nós. 13º) Vagas para Filhos de Policiais no CPM (2001) Até 2001 só indicados por políticos tinham acesso ao CPM. Filhos de PM s não tinham acesso. Em 2001, em razão da greve da PM, os filhos dos policiais passaram a ter acesso ao CPM. Foi uma vitória conquistada com a luta de todos nós! 14º) 10% de Aumento, sob a Forma de Auxílio Fardamento (2001) Até 2001 os praças não recebiam auxílio fardamento. Em 2001, com a greve da PM, os praças passaram a receber 10% a Título de auxílio fardamento. Esse valor, pelo acordo em 2001, é para o PM e não é para aquisição de farda. Foi uma vitória conquistada com a luta de todos nós! 15º) GAP III Para Todos os Policiais (2001) Entre 1997 e 2001, poucos policiais da capital recebiam a GAP III. Os demais só recebiam a GAP II. Em razão da greve de 2001, que teve a participação decisiva do Capitão Tadeu e de várias outras lideranças, todos passaram a receber a GAP III, o que significou um aumento de cerca de 25% no salário de todos os policiais. Foi uma vitória conquistada com a luta de todos nós! 16º) Fim da Absurda Punição do Detido à Disposição do CMDº (2001) Em 2001, em razão das denúncias e pressões do deputado Capitão Tadeu e da própria tropa, foi aprovado o novo Estatuto do Policial Militar, que acabou com as punições sumárias. 17º) Seguro de Vida para os Policiais (2001) Em 2001, em razão da luta de todos nós, na greve de 2001, passamos a ter direito ao Seguro de Vida, que não tínhamos antes. 18º) Curso Especial de SGT para os Soldados (2001) Os cabos é que realizavam o Curso Especial de SGT. Com a extinção da graduação de cabo em 1997, ficamos sem Curso Especial de SGT. Só em 2001, em razão da luta de todos nós, na greve, é que os soldados passaram a fazer o Curso Especial de Sargento, o que possibilitou a reserva com os proventos de 1º Ten PM. Durante as negociações da greve de 2001, o Capitão Tadeu mostrou ao CMT Geral, junto com Cb Pires (Hoje SGT R/R Pires) e o Sd Pinto (Hoje Sgt Pinto), que se não havia mais a graduação de cabo, era natural que se interpretasse que o Soldado era que teria que fazer o Curso Especial de SGT. O que prevalece até hoje e beneficia todos os soldados. 19º) Seleção Interna para o Curso de Formação de Sargento (2001) Até 2001, o concurso para seleção para o Curso de Formação de Sargento era aberto para civis. Poucos soldados passavam porque não tinham tempo para estudar. Em razão da luta de todos nós, na greve de 2001, os soldados não mais concorreram com os civis para o Curso de Formação de Sargento. 20º) Auxílio Alimentação para os Policiais da Capital (2001) Em 2001 conquistamos o Auxílio Alimentação em função da luta de todos nós na greve. Em 2001 apenas os PMs da capital receberam, o que foi mais uma discriminação contra os colegas do interior. 21º) Porte de Arma para os Policiais na Folga (2001) Quando governador em 1991, ACM editou um Decreto proibindo o porte de arma na folga por parte dos praças, alegando despreparo. 16

17 Depois de alguns anos de protestos, em 2001, o Capitão Tadeu informou ao governo que iria fazer uma campanha para que os policiais não carregassem armas para o serviço. Assim, sem arma no serviço, os policiais nada poderiam fazer. Na prática os policiais iriam cruzar os braços. A argumentação do Capitão Tadeu para o governo era que se os praças eram despreparados na folga, eram também no serviço, visto que o homem era o mesmo na folga ou no serviço e que o governo tinha que preparar os policiais, ao invés de proibí-los de se proteger na folga. Que punisse quem usasse a arma indevidamente, mas não punisse todos os praças indistintamente. Assim foi concedido o porte de arma na folga aos policiais. 22º) Fundação do CENAJUR (Centro de Apoio Jurídico para Policiais) (2002) Até Julho de 2002 os policiais tinham sérias dificuldades para o exercício da cidadania, para a busca e respeito aos seus direitos, porque não possuíam recursos para contratação de advogados. A partir de Julho de 2002, com o projeto do Capitão Tadeu que criou o CENAJUR (Centro de Apoio Jurídico para Policiais), os policiais, que acreditaram no CENAJUR, tiveram expressivas vantagens e vitórias. Os números mostram que o CENAJUR é um gigante na defesa jurídica dos policiais. Graças ao CENAJUR, milhares de policiais foram, estão e serão beneficiados, com o reconhecimento de direitos e o respeito à sua cidadania. É claro que a Justiça é lenta e dificulta o trabalho de todos os advogados, no Brasil inteiro, mas isso não tira o brilho das Conquistas do CENAJUR. Quadro Resumo das Atividades no CENAJUR - Jul/2002 a Dez/2009 Consultas Atendimentos Consultas Jurídicas Audiências Jurídicas Audiências de Defesa em PDS/PAD Audiências Extrajudiciais 227 Audiências em Delegacias 196 Audiências Judiciais Individuais Audiências Judiciais Coletivas 566 Processos Judiciais Individuais Processos Judiciais Coletivos 851 Processos Judiciais Arquivados Processos Administrativos Arquivados 851 Procedimentos em Delegacias 52 PM Soltos 78 Ninguém pode negar a importância da ideia do Projeto CENAJUR, do CAPITÃO TADEU, que trouxe SEGURANÇA JURÍDICA para milhares de policiais. 23º) Início na Justiça do Retorno Gradativo da Gratificação de Habilitação (2002) Em 2002, por alerta e organização do Capitão Tadeu, milhares de policiais ingressaram na justiça, através do CENAJUR, para pleitear o retorno da Gratificação de Habilitação, que foi extinta em 1997, em desrespeito ao Direito Adquirido. Milhares de PMs já estão recebendo a Gratificação de Habilitação e muitos outros milhares estão com processos em andamento. Foi e está sendo uma vitória conquistada com a organização jurídica do CENAJUR pelo Capitão Tadeu. 24º) Início do Pagamento na Justiça da GAP para os PMs Inativos (2002) Em 1997, quando foi criada a GAP, os PMs inativos não recebiam. Em 2002, por alerta e organização do Capitão Tadeu, milhares de PMs inativos ingressaram na Justiça, através do CENAJUR, para pleitear a implantação da GAP. Milhares de PMs inativos já estão recebendo e outros milhares estão com processos em andamento. Foi e está sendo uma vitória conquistada com a organização jurídica do CENAJUR, pelo Capitão Tadeu. 17

18 25º) Aumento de 22% sobre o valor da GAP, com Pagamento Parcelado do Retroativo (2005). Em 2002 o Governador César Borges aumentou o Soldo em 33%, mas não aumentou a GAP no mesmo percentual, contrariando a lei da época. De 2002 a 2005 lutamos, denunciamos, cobramos e estimulamos aos policiais a entrarem na Justiça cobrando esse reajuste de 33% sobre a GAP. O Cenajur ingressou com milhares de processos. Em 2005, diante da pressão do Cenajur na Justiça e do ganho no STF do Sindipoc, o governo propôs um acordo aos policiais civis e militares, onde aumentou a GAP em 22% e parcelou parte do retroativo. 26º) Fundação do Observatório da Cidadania - OBCI - (2005) No carnaval de Salvador de 2005, algumas organizações se uniram e criaram o Observatório de Combate à Violência Policial. Na época nós protestamos porque eles não incluíram a violência contra os policiais. Como protesto, criamos o Observatório de Respeito aos Direitos Humanos dos Policiais. Nos carnavais seguintes, mantivemos o serviço em Salvador e em algumas micaretas do interior. Devido ao crescimento das necessidades e da importância desse serviço, em 2008 o tornamos permanente e simplificamos o nome para OBSERVATÓRIO DA CIDADANIA OBCI. Algumas ações do OBCI realizadas: Fiscalização das condições de trabalho dos policiais com pedidos de providências para correção dos abusos; Apoio aos policiais nos carnavais e micaretas; Acompanhamento e pressão pela aprovação da PEC 300; Protesto pelos 10 anos de calote da GAP IV e V, no Plenário da Assembleia Legislativa, em 2007; Carreata em protesto pelas mortes de policiais em Salvador, dos Dendezeiros à Itapuã, em 2008; Protesto com cruzes na Assembleia Legislativa pelas mortes de policiais, em 2008; Protesto com cruzes na orla marítima de Salvador pelas mortes de policiais, em 2008; Protesto com distribuição de PIZZA pelos 12 anos de desrespeito à GAP IV e V, em 2009; Movimento Polícia Legal, em 2009; Operação Policial Vivo, 2009/2010, em protesto pelas mortes de policiais e pela falta de condições de trabalho; Advocacia Preventiva. 27º) Melhoria no Tratamento aos Policiais no Carnaval de Salvador e Micaretas do Interior (2005) Os policiais sempre tiveram um tratamento desumano durante os carnavais e micaretas sejam na escala de serviço, na alimentação, no transporte, na diária ou no alojamento. Através do Observatório da Cidadania, com suas ações de apoio e fiscalização das condições de trabalho, muita coisa melhorou no tratamento dos policiais. Hoje ainda não está bom, mas graças ao trabalho do Observatório da Cidadania melhorou muito. 28º) Manutenção da Gratuidade no Transporte Coletivo de Salvador (2005) Em 2005, a Câmara Municipal de Salvador elaborou uma Lei sobre o transporte coletivo, onde os policiais iriam perder a gratuidade e teriam que receber o auxílio transporte do Governo do Estado. Como nós sabemos que o governo é mau pagador, os policiais terminariam tendo que pagar do próprio bolso. Na condição de vereador de Salvador, o Capitão Tadeu pressionou o prefeito João Henrique e os demais vereadores e aprovou uma Emenda na lei garantindo que enquanto o governo do Estado não pagasse o auxílio transporte, os policiais da ativa e reserva, inclusive os servidores civis, continuariam usando o SMART CARD gratuitamente. Até hoje está mantida a gratuidade! Foi a 2ª Vitória da luta do Capitão Tadeu sobre gratuidade no transporte coletivo dos policiais. 18

19 29º) Fundação da Escola de Direito e Cidadania - CENAJUR - EDC (2005) Convencido de que a educação jurídica era fundamental para o fortalecimento da cidadania e crescimento profissional dos policiais e dos demais cidadãos, o Capitão Tadeu fundou a Escola de Direito e Cidadania do CENAJUR (CENAJUR EDC). Com o CENAJUR-EDC, milhares de policiais, familiares de policiais e demais cidadãos concluiram diversos cursos na área jurídica. Muitos passaram em concursos públicos para o CFOPM, CFOAPM, curso para SGT, Guarda Municipal, etc. Mas o principal resultado obtido pelo CENAJUR-EDC não foi a aprovação de seus alunos em concursos, mas sim, o crescimento como cidadãos, conhecedor de seus direitos e deveres. Veja os importantes números do CENAJUR-EDC: Quadro Resumo das Atividades do CENAJUR/EDC a 2010 Cursos Curso Preparatório para o Cursos de Formação de Oficiais, QOPM, QOAPM, SGT e Soldado Nº de alunos Curso Direitos Constitucionais do Cidadão Curso de Direito Penal 376 Ciclo de Palestras 836 Curso Fundamental de Direito 561 Curso de Direito do Trabalho 22 Total de Alunos º) Soldo Equivalente ao Salário Mínimo (2007) Em 2006, o governador Paulo Souto colocou o soldo abaixo do salário mínimo, para dar reajustes menores do que o concedido ao salário mínimo, que são sempre acima da inflação. De 2006 a 2007 lutamos, denunciamos, cobramos, apresentamos Indicação para que o soldo voltasse a ser igual ao salário mínimo. Através da luta de todos nós, do OBSERVATÓRIO DA CIDADANIA, das ASSOCIAÇÕES e, principalmente dos protestos da tropa, amplificados na Assembleia Legislativa pelas denúncias e críticas do deputado Capitão Tadeu, o governador Jaques Wagner em 2007 cedeu e equiparou o soldo ao salário mínimo. Em 2007, o Governador Wagner concedeu um reajuste aos soldados de 17,28% para equiparar o soldo ao salário mínimo. Foi um bom aumento sobre o soldo e GAP, porém em 2009 e 2010 esse mesmo governo retirou parte da GAP e incorporou ao soldo para fugir do aumento do salário mínimo. 31º) Extensão do Auxílio Alimentação para a Tropa do Interior (2008) Desde 2001 que a luta de todos nós propiciou o auxílio alimentação para os policiais da capital. Em 2008, após Indicação do Deputado Capitão Tadeu, Emenda ao orçamento do Estado, críticas e denúncias, o governo estendeu o auxílio alimentação para os policiais do interior. Foi uma vitória da luta de todos nós. 32º) Aumento de 40% sobre o valor do auxílio alimentação de todos os PMs, para Equiparar ao Valor do Auxílio dos Servidores Civis (2008) No Governo César Borges em 2001, foi concedido o auxílio alimentação para os policiais militares da capital, após a pressão de todos nós. Mas o valor era 40% menor do que o pago aos civis. Era uma discriminação! Exemplo: Em 2008 o PM recebia R$ 5,00 por dia, enquanto os servidores civis recebiam R$ 7,00. Para o governo Cesar Borges o PM podia se alimentar com uma qualidade pior do que os demais civis. Isso era uma vergonha! Em 2008, após muita pressão e críticas de todos nós, o governo Jaques Wagner equiparou o valor do auxílio alimentação dos PM s aos civis, elevando de R$ 5,00 para R$ 7,00, o que significou um aumento de 40%. 19

20 33º) Aumento de 28,57% sobre o Valor do Auxílio Alimentação, Após Equiparação dos PMs aos Demais Servidores (2008) Em 2008, na esteira das nossas lutas, conseguimos, ainda, além da equiparação do valor dos PMs com os civis de R$ 5,00 para R$ 7,00, um outro reajuste do auxílio alimentação para R$ 9,00 por dia, o que significou mais um aumento de 28,57%, além dos 40% referentes à equiparação com os servidores civis. 34º) Aumento de 30% para 50% na Gratificação para os PM s R/R Convocados para Ativa (2008) Em 2008, o Deputado Capitão Tadeu foi o Relator do Projeto que virou Lei e aumentou essa gratificação. A iniciativa foi do CMT Geral. 35º) Regulamentação do Abono Permanência (2008) Em 2008 o governo suspendeu o abono permanência para os policiais militares alegando falta de regulamentação para os militares estaduais. O abono permanência consiste na devolução do valor do FUNPREV ao PM que completar 30 anos de serviço e optar por continuar na ativa. O deputado Capitão Tadeu foi o relator do Projeto de Lei que garantiu o Abono Permanência. A iniciativa foi do CMT Geral. Antes, porém, houve pressão do deputado Capitão Tadeu sobre o Governo para regularizar o abono permanência. 36º) Porte de Arma para os Policiais Militares Recém Formados (2008) Em 2008, por solicitação de Alunos a Soldado do Núcleo de Simões Filho ao Capitão Tadeu, através do Observatório da Cidadania, foi intensificada uma campanha para conceder o porte de arma aos soldados recém formados. Por solicitação do Capitão Tadeu, o CMT Geral, Cel Mascarenhas, autorizou o porte de arma aos soldados recém formados, aceitando a argumentação do Capitão Tadeu de que na rua, os marginais não distinguiam soldado veterano de soldado recém formado e que isso era uma questão de segurança desses policiais. 37º) Liberação da Idade para os Praças Ingressarem na Academia de Polícia Militar (2008) Por proposta verbal do Capitão Tadeu, o CMT Geral, Cel Mascarenhas, aceitou e facilitou o acesso dos praças à Academia de Polícia Militar sem limite de idade. 38º) Fundação do Clube da Solidariedade (2009) O Observatório da Cidadania cresceu de importância, tomou dimensões maiores e até criou o CLUBE DA SOLIDARIEDADE, que tem ajudado colegas. Hoje, tanto o OBSERVATÓRIO DA CIDADANIA quanto o CLUBE DA SOLIDARIEDADE são patrimônios sociais e culturais de cada cidadão, de cada profissional, de cada policial, pois expandiu seus horizontes e seus ideais. Algumas ações do Clube da Solidariedade: Internamento de policiais e familiares com dificuldade de vaga em hospitais; Providência para a realização de exames médicos; Providência de medicamentos a companheiros doentes e feridos; Auxílio funeral para companheiros em dificuldade; Providência de cestas básica para colegas em dificuldade; Auxílio viagem para policiais doentes; Auxílio hospedagem para colegas em dificuldade; Central de Permutas; Campanhas de arrecadação de recursos financeiros para apoio a colegas e familiares em dificuldade; Fundo de amparo social; Advocacia preventiva. 39º) Manutenção do Posto Imediato (2009) Em 2009, o governo tentou acabar com o Posto Imediato, alegando que era inconstitucional e que não existia nas outras categorias. Através de uma Emenda do Deputado Capitão Tadeu e da pressão dos policiais militares, do Observatório da Cidadania e de todas as Associações foi mantido o Posto Imediato. Beneficiando assim, oficiais e praças. 20

LEGISLAÇÃO DE INTERESSE DA DEFESA CIVIL / CBMERJ CONSTITUIÇÃO FEDERAL

LEGISLAÇÃO DE INTERESSE DA DEFESA CIVIL / CBMERJ CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEGISLAÇÃO DE INTERESSE DA DEFESA CIVIL / CBMERJ CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art.5º Todos são iguais perante a lei.. XI a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 463, DE 03 DE JANEIRO DE 2012. Dispõe sobre o subsídio dos Militares do Estado e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER

Leia mais

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES

RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES RECENTES DÚVIDAS DO REGIME PRÓPRIO FORMULADAS PELOS SERVIDORES DE AMERICANA - PROFESSORES 1) Já completei 25 anos como professora em sala de aula, tenho hoje 45 anos de idade, com esta idade vou aposentar

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR SECRETÁRIO DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO FABIANO CONTARATO, brasileiro, solteiro, com 48 anos de idade, Delegado de Polícia Civil e Professor Universitário,

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. PROMOÇÃO CONCEITO: O acesso na hierarquia

Leia mais

Projeto - Novo Plano de Carreira

Projeto - Novo Plano de Carreira ANTEPROJETO APRESENTADO PELO CMT GERAL BM Projeto - Novo Plano de Carreira Novo Plano de Carreira Proposto Pelo Sr. Cmt-Geral * Criação do Quadro Auxiliar de Oficiais de Policia Militar, a ser preenchido

Leia mais

LEI Nº 6.456, DE 20 DE JANEIRO DE 2004.

LEI Nº 6.456, DE 20 DE JANEIRO DE 2004. LEI Nº 6.456, DE 20 DE JANEIRO DE 2004. FIXA O SUBSÍDIO DOS MEMBROS DA POLÍCIA MILITAR E DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS, DEFINE AS VERBAS DE CARÁTER INDENIZATÓRIO, OS CARGOS E FUNÇÕES

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos Militares Estaduais passam a observar os preceitos estatuídos na presente Lei.

Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos Militares Estaduais passam a observar os preceitos estatuídos na presente Lei. ANTEPROJETO DE LEI Nº xx DE 2013. Dispõe sobre a carreira dos Militares do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. Art. 1º - Os Quadros de Organização da Brigada Militar e a carreira dos

Leia mais

PROJETO DE LEI CRIAÇÃO DO QOPMA

PROJETO DE LEI CRIAÇÃO DO QOPMA PROJETO DE LEI CRIAÇÃO DO QOPMA QUADRO DE OFICIAL POLICIAL MILITAR DE ADMINISTRAÇÃO (Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Administração Policial Militar) SÚMULA: A fim de dar continuidade na carreira

Leia mais

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR

ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Subordinação: Finalidade: ASSISTÊNCIA MILITAR DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SALVADOR - ADMINISTRAÇÃO DIRETA AO PREFEITO

Leia mais

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio

A data base dos Servidores da Prefeitura Municipal de Sapezal será sempre em 1º de maio S.I.M.S SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS SAPEZAL/MT PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SAPEZAL -20013 INTRODUÇÃO O Sindicato dos Servidores Municipais de Sapezal-SIMS/MT,

Leia mais

Senhoras e Senhores Parlamentares; está desenvolvendo a frente desta Casa, onde tem. demostrado uma postura séria e coerente, ajudando o nosso

Senhoras e Senhores Parlamentares; está desenvolvendo a frente desta Casa, onde tem. demostrado uma postura séria e coerente, ajudando o nosso Discurso proferido pelo Deputado Federal Capitão Wayne, dia 28/06/2005, por ocasião da Sessão Solene em Homenagem aos Bombeiros Militares. Senhor Presidente; Senhores Comandantes Geral do Bombeiro Militar;

Leia mais

CARTILHA TRABALHADOR DIREITO DE GREVE. Como romper o cerco? uma realização da:

CARTILHA TRABALHADOR DIREITO DE GREVE. Como romper o cerco? uma realização da: CARTILHA DO TRABALHADOR DIREITO DE GREVE Como romper o cerco? uma realização da: O que é DIREITO DE GREVE? 05 O que diz a Constituição Brasileira sobre o DIREITO DE GREVE? Como surgiu o DIREITO DE GREVE?

Leia mais

A Lei 17.169 de 2012, Art. 2º Assegurou ainda a todos os militares ativos, da reserva, da reforma, e gerador de pensão o direito:

A Lei 17.169 de 2012, Art. 2º Assegurou ainda a todos os militares ativos, da reserva, da reforma, e gerador de pensão o direito: Associação de Praças do Estado do Paraná, pessoa jurídica de direito privado, reconhecida e declarada como Entidade de Utilidade Pública, sem fins lucrativos, regidas por normas de direito privado, não

Leia mais

Informativo diário de dicas para concursos públicos - Nr 05 de 71/07/2011 P R A Z O S

Informativo diário de dicas para concursos públicos - Nr 05 de 71/07/2011 P R A Z O S P R A Z O S Processo/Procedimento Prazo Fundamento Comunicação Disciplinar 05 dias úteis art 56, parág 2º CEDM Entrada em vigor da Lei 14.310 45 dias artigo 98 CEDM Mudança de conceito cada ano sem punição

Leia mais

Para efeito desta Lei:

Para efeito desta Lei: LEI ORDINARIA n 39/1993 de 17 de Dezembro de 1993 (Mural 17/12/1993) Estabelece o Plano de carreira do Magistério público do Município, institui o respectivo quadro de cargos e dá outras providências.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015-DP/4

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2015-DP/4 ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO DIRETORIA DE PESSOAL Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n, Calhau, CEP.: 65.074-220, Fone: (98) 3227-4088 PROCESSO SELETIVO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N. 290, DE 28 DE JULHO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

LEI COMPLEMENTAR N. 290, DE 28 DE JULHO DE 2014 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI COMPLEMENTAR N. 290, DE 28 DE JULHO DE 2014 Altera a Lei Complementar n. 164, de 3 de julho de 2006, que Dispõe sobre o Estatuto dos Militares do Estado do Acre e dá outras providências. O GOVERNADOR

Leia mais

SEGURANÇA COM SEGURANÇA

SEGURANÇA COM SEGURANÇA SEGURANÇA COM SEGURANÇA Instruções para dar Segurança com Segurança ASSPMBM/RN, ACSPMBM/RN, ABM/RN, ASPRA/RN, APBMS/RN, APRAM/RN, ASSPRA/RN, ASPIPERN, ABM/RN Garantir direitos Constitucionais para os militares

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

GABINETE DO DEPUTADO LEONARDO GADELHA. EMENDA AO PROJETO DE LEI N.º 4.373, DE 2012 (Do Poder Executivo)

GABINETE DO DEPUTADO LEONARDO GADELHA. EMENDA AO PROJETO DE LEI N.º 4.373, DE 2012 (Do Poder Executivo) CÂMARA DOS DEPUTADOS GABINETE DO DEPUTADO LEONARDO GADELHA EMENDA AO PROJETO DE LEI N.º 4.373, DE 2012 (Do Poder Executivo) Extingue o Quadro Especial de Terceiros- Sargentos do Exército, cria o Quadro

Leia mais

Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência

Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência Joinville, 28 de fevereiro de 2014. OFÍCIO SINSEJ Nº 021/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE JOINVILLE Exmo. Sr. Udo Döhler - Prefeito Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 420. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI COMPLEMENTAR Nº 420. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI COMPLEMENTAR Nº 420 Dispõe sobre a modalidade de remuneração por subsídio para os militares do Estado do Espírito Santo e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber

Leia mais

BOLETIM INTERNO Nº. 011 Natal/RN, 14 de Março de 2014. (Sexta-feira)

BOLETIM INTERNO Nº. 011 Natal/RN, 14 de Março de 2014. (Sexta-feira) BI Nº. 011 CIPGd 14 DE MARÇO DE 2014 56 RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO METROPOLITANO COMPANHIA INDEPENDENTE DE

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003

LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Publicada D.O.E. Em 23.12.2003 LEI Nº 8.966 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003 Reestrutura o Plano de Carreira do Ministério Público do Estado da Bahia, instituído pela Lei nº 5.979, de 23 de setembro de 1990,

Leia mais

EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM

EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO COMANDO DO POLICIAMENTO DE ÁREA DO INTERIOR 4 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR EDITAL Nº 001/2014 P/3 2º BPM I Curso

Leia mais

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência

Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência Defensoria Pública do Estado de São Paulo Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com Deficiência O que é a Defensoria Pública? A Defensoria Pública do Estado é uma Instituição permanente

Leia mais

MENSAGEM Nº, de 2008.

MENSAGEM Nº, de 2008. MENSAGEM Nº, de 2008. = Tenho a honra de submeter à elevada consideração de Vossas Excelências o projeto de Lei anexo, que objetiva criar o Conselho Municipal Antidrogas COMAD. Um dos mais graves problemas

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES imprensa FESSERGS Novo esboço de Plano de Carreira do Quadro-Geral(para substituir no MURAL) July 19, 2012 2:32 PM Projeto de Lei nº00/2012 Poder Executivo Reorganiza o Quadro

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Competência da Justiça Militar Paulo Tadeu Rodrigues Rosa* A Justiça Militar é um dos órgãos do Poder Judiciário, com previsão constitucional e Lei de Organização Judiciária que

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 9 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 07/04/2014. Aos sete dias do mês de abril do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade de

Leia mais

Dispõe sobre a qualificação de entidades como Organizações Sociais e dá outras providências.

Dispõe sobre a qualificação de entidades como Organizações Sociais e dá outras providências. DESPACHO 2009 N O Projeto de Lei nº 2/2009 Dispõe sobre a qualificação de entidades como Organizações Sociais e dá outras providências. Autor do Projeto: Poder Executivo SUBSTITUTIVO Nº 1 /2009 Estabelece

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 18 de junho de 2015 BOLETIM INTERNO Nº 107. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 18 de junho de 2015 BOLETIM INTERNO Nº 107. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL 2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR

Leia mais

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009

LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 LEI Nº 11.375 DE 05 DE FEVEREIRO DE 2009 Reestrutura as carreiras de Analista Universitário e Técnico Universitário, integrantes do Grupo Ocupacional Técnico- Específico, criado pela Lei nº 8.889, de 01

Leia mais

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP

Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP Programa de Capacitação e Aperfeiçoamento do DAP LEGISLAÇÃO DE PESSOAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais Lei nº. 8.112/90 Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos

Leia mais

Faço saber que a Assembleia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei.

Faço saber que a Assembleia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei. ANTEPROJETO DE LEI Nº XXX, DE XX.XX.2014 Dispõe sobre a Carreira do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Sul - CBMRS e dá outras providências. GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Leia mais

LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 5026 DE 19 DE MAIO 2009 Dispõe sobre a qualificação de entidades como Organizações Sociais e dá outras providências. Autor: Poder Executivo O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, faço saber que

Leia mais

MENSAGEM Nº 09 /2014. Salvador, 09 de junho de 2014. Exmo. Sr. Vereador PAULO CÂMARA DD. Presidente da Câmara Municipal de Salvador Nesta

MENSAGEM Nº 09 /2014. Salvador, 09 de junho de 2014. Exmo. Sr. Vereador PAULO CÂMARA DD. Presidente da Câmara Municipal de Salvador Nesta MENSAGEM Nº 09 /2014 Salvador, 09 de junho de 2014 Exmo. Sr. Vereador PAULO CÂMARA DD. Presidente da Câmara Municipal de Salvador Nesta Senhor Presidente, Encaminho a Vossa Excelência, para apreciação

Leia mais

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO CAPÍTULO II DOS SERVIDORES E DOS MILITARES

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO CAPÍTULO II DOS SERVIDORES E DOS MILITARES PROJETO DE LEI Dispõe sobre as tabelas de salários, vencimentos, soldos e demais vantagens aplicáveis aos servidores civis, aos militares e aos empregados oriundos do ex-território de Rondônia integrantes

Leia mais

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL

ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL ESCLARECIMENTO SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA JORNADA DE 30 HORAS PARA ASSISTENTES SOCIAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL Desde a publicação da lei nº 12.317, de 27 de agosto de 2010, que estabeleceu a jornada de trabalho

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 193, DE 2015 Regulamenta o 7º do art. 144 da Constituição Federal, que versa sobre organização e funcionamento dos Órgãos

Leia mais

Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro AASSIJUR Fundada em 13 de maio de 1963 RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS

Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro AASSIJUR Fundada em 13 de maio de 1963 RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS Para incluir no site da ABRAP A Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro -, com sede própria localizada na Travessa do Ouvidor n 8, 3 andar,

Leia mais

NOSSOS POLICIAIS ESTÃO SOFRENDO

NOSSOS POLICIAIS ESTÃO SOFRENDO NOSSOS POLICIAIS ESTÃO SOFRENDO Tortura, assédio moral, corrupção: é o que mostra a maior pesquisa já feita nas polícias do país Por Nelito Fernandes, da Revista Época A vida de policial no Brasil não

Leia mais

BOLETIM INTERNO Nº. 046 Natal/RN, 22 de Novembro de 2013. (Sexta-feira)

BOLETIM INTERNO Nº. 046 Natal/RN, 22 de Novembro de 2013. (Sexta-feira) BI Nº. 046 CIPGD 22 DE NOVEMBRO DE 2013 247 RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO METROPOLITANO COMPANHIA INDEPENDENTE

Leia mais

Carta Aberta dos estudantes do ProUni ao Ministro de Estado da Educação

Carta Aberta dos estudantes do ProUni ao Ministro de Estado da Educação Carta Aberta dos estudantes do ProUni ao Ministro de Estado da Educação Senhor Ministro, Nós, estudantes bolsistas do ProUni, reunidos na cidade de São Paulo, dedicamos algumas palavras a Vossa Excelência,

Leia mais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais

As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais As diversas opções de aposentadoria para os Servidores Públicos Federais Secretaria de Estudos, Pesquisas e Políticas Públicas e Secretaria de Formação Política e Sindical. SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

Jurista Ives Gandra Martins analisa o fim da Carta Frete.

Jurista Ives Gandra Martins analisa o fim da Carta Frete. Jurista Ives Gandra Martins analisa o fim da Carta Frete. Considerado um dos juristas de maior atuação na área do Direito Tributário no Brasil, o Dr. Ives Gandra Martins gentilmente acolheu o nosso convite

Leia mais

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos.

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. META 4 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. EXERCÍCIO 1. (FGV - 2008 - Senado Federal - Policial Legislativo

Leia mais

Subseção I Disposição Geral

Subseção I Disposição Geral Subseção I Disposição Geral Art. 59. O processo legislativo compreende a elaboração de: I - emendas à Constituição; II - leis complementares; III - leis ordinárias; IV - leis delegadas; V - medidas provisórias;

Leia mais

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN

CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN CARTILHA: DIREITOS E VANTAGENS DOS SERVIDORES PÚBLICOS UNIDADE ADMINISTRATIVO FINANCEIRA - UNAFIN 1. Que vantagens além do vencimento podem ser pagas ao servidor? a) indenizações, que não se incorporam

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI COMPLEMENTAR N. 305, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015 Cria o Corpo Voluntário de Militares do Estado da Reserva Remunerada e dispõe sobre a convocação dos inscritos para serviço ativo em caráter transitório.

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA É REALIDADE NA PM

VIDEOCONFERÊNCIA É REALIDADE NA PM VIDEOCONFERÊNCIA É REALIDADE NA PM Comodidade, conforto, agilidade, economia. Estes são alguns dos benefícios que os policiais militares passam a contar a partir de agora. É que ontem, 10, a Polícia Militar,

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Dispõe sobre o Regime de Promoção das Praças da Polícia Militar e do

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013. Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013. Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013 NOME: Cargos: Agente Administrativo do CRAS e Auxiliar Administrativo do CREAS INSTRUÇÕES 1.1. A prova é individual 1.2. Leia cuidadosamente cada questão, escolha

Leia mais

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Elias Nunes Júnior, 20 do 10 de 1958. Nasci em Bom Jesus de Itabapoana, interior do estado. FORMAÇÃO Eu sou formado em Ciências Contábeis, tenho Pós em

Leia mais

EMEMDA DE REDAÇÃO. Deputado OSMAR SERRAGLIO Relator JUSTIFICAÇÃO

EMEMDA DE REDAÇÃO. Deputado OSMAR SERRAGLIO Relator JUSTIFICAÇÃO COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 2.844-C DE 2011 Dispõe sobre os requisitos para ingresso nos cursos de formação de militares de carreira do Exército. EMEMDA

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 7.645, DE 2014. Altera o art. 18 do Decreto-Lei nº 667, de 2 de julho de 1969, que extingue a pena de prisão disciplinar para as polícias

Leia mais

Estatuto do Idoso. Resumido. anos

Estatuto do Idoso. Resumido. anos Estatuto do Idoso Resumido 60 anos ESTATUTO DO IDOSO RESUMIDO O aumento da expectativa de vida do brasileiro representa um grande desafio para os governos bem como para a sociedade civil. O implemento

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL 1. O que é a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)? A Lei de Responsabilidade Fiscal é um código

Leia mais

Processo Legislativo

Processo Legislativo Processo Legislativo Os Projetos de Lei Ordinária e de Lei Complementar são proposições que visam regular toda a matéria legislativa de competência da Câmara e devem ser submetidos à sanção do prefeito

Leia mais

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS.

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS. Neste ano histórico em que completa 60 anos de vitoriosa trajetória associativa, a Amagis é agraciada ao ser escolhida para sediar, novamente, onze anos depois, outro importante encontro integrativo como

Leia mais

PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO I. INTRODUÇÃO: Plano de Carreira é o conjunto de normas que disciplinam o ingresso e instituem oportunidades e estímulos ao desenvolvimento

Leia mais

Câmara Municipal de Tijucas do Sul

Câmara Municipal de Tijucas do Sul ATA DA 16 a SESSÃO ORDINÁRIA DO PRIMEIRO PERÍODO ORDINÁRIO DA PRIMEIRA SESSÃO LEGISLATIVA DA 15 a LEGISLATURA EM 26/05/2014. Aos vinte e seis dias do mês de maio do ano de dois mil e quatorze, nesta cidade

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.749, DE 2013 Altera a Lei nº 8.906, de 4 de julho de 1994, dispondo sobre a criação da figura do paralegal. Autor: Deputado SERGIO

Leia mais

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO

CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO HQ se lga! i CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO CONSTITUINTE EXCLUSIVA E SOBERANA DO SISTEMA POLITICO Defender a CONSTITUINTE é um erro! Erro, por que? A direita vai aproveitar uma Constituinte

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA CONSULTA N o 20, DE 2011 Consulta sobre incompatibilidade entre o exercício do mandato parlamentar e a atividade de apresentação de programa em emissora

Leia mais

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.

LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011. LEI Nº 9.586, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 AUTORIA: PODER JUDICIÁRIO (PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO EM 15 DE DEZEMBRO DE 2011.) Dispõe sobre o plano de cargos e carreira e remuneração dos servidores

Leia mais

CAPÍTULO I Das Organizações Sociais

CAPÍTULO I Das Organizações Sociais Dispõe sobre a qualificação de entidades como organizações sociais e dá outras providências O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte

Leia mais

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar.

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 518, DE 26 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Assessoria Jurídica Estadual, estrutura a Carreira e o Grupo Ocupacional dos titulares

Leia mais

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA

PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA PARECER SOBRE O REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NA BAHIA I. Intróito Na qualidade de Professor de Servidor Público da UESB e de advogado da ADUSB, nos fora solicitado pela Diretoria desta entidade sindical

Leia mais

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM

Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no REDOM Email enviado em 09/09/2015 pedindo a presidente Dilma Rousseff pedindo mudanças no De: Mario Avelino [mailto:marioavelino@domesticalegal.org.br] Enviada em: quarta-feira, 9 de setembro de 2015 23:50 Para:

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Karina Balduino Leite e Rivadavio Anadão de Oliveira Guassú Maria da Penha foi uma entre as incontáveis vítimas de violência doméstica espalhadas pelo planeta.

Leia mais

PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012

PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012 PLANO DE CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL FUNDO: 1 RPMon GRUPO: 1ª SEÇÃO P1 EFETIVO SUBGRUPO: SUBSEÇÃO DE EFETIVO DATA: 02mar2012 Série: GESTÃO DE EFETIVO DO 1 RPMON (azul) Subsérie: Apoio ao Aperfeiçoamento dos

Leia mais

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi

O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado. caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi O SR. RAUL CUTAIT - Ministro Gilmar Mendes, estimado Ministro Cezar Peluso, senhoras e senhores. Inicialmente, quero dizer ao meu caro Ministro Gilmar Mendes que seu convite, para mim, foi uma convocação.

Leia mais

SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS

SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS SECRETARIA DE SEGURANÇA, DEFESA E CIDADANIA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE RONDÔNIA COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS EDITAL DO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE SARGENTOS Nº06/CRH/PMRO-2014 O COMANDANTE GERAL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA. DECISÃO MONOCRÁTICA. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA REMESSA OFICIAL N. 200.2010.034-761-21001. ORIGEM : 2.a Vara da Fazenda Pública da Comarca da

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 17/10/2013 13:46 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.165, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta o inciso I do art. 48 da Lei n o 6.450, de 14 de outubro

Leia mais

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225. Mossoró/RN, em 01 de Dezembro de 2014. (Segunda-feira)

P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225. Mossoró/RN, em 01 de Dezembro de 2014. (Segunda-feira) RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR QUARTEL DO COMANDO GERAL 12º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR 01 P-1 BOLETIM INTERNO N.º 225 Mossoró/RN, em 01

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC LEI COMPLEMENTAR Nº 034, de 13 de dezembro de 2005. Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos do Pessoal do Poder Legislativo do Município de Bombinhas e dá outras providências.. Júlio César Ribeiro,

Leia mais

TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS

TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS TIPOS E REGRAS DE APOSENTADORIAS O SINTFUB entende que o servidor que está para aposentar tem de ter esclarecimento sobre os tipos e regras para aposentadorias hoje vigentes antes de requerer esse direito.

Leia mais

Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da

Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da Ata da terceira sessão extraordinária. Aos doze dias do mês de abril do ano de dois mil e treze, às dez horas, no Plenário Rui Afonso de Almeida da Câmara Municipal de Perdizes, Estado de Minas Gerais

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE PEDAGÓGICO (CPCP)

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE PEDAGÓGICO (CPCP) POLÍCIA MILITAR DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO E CONTROLE PEDAGÓGICO (CPCP) Edital n.º DE - 042/10/2013 CURSO DE FEITOS INVESTIGATÓRIOS O Diretor de Ensino da PMBA, nos termos

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ARAPONGAS ESTADO DO PARANÁ 1 LEI Nº 2.879, DE 03 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre a estruturação do Plano de Cargos e Salários dos Servidores do Município de Arapongas, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ARAPONGAS, ESTADO

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 2.865, DE 2011 Altera o caput do art. 193 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5452, de 1º

Leia mais

Quartel em Mossoró/RN, 25 de julho de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 136. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte:

Quartel em Mossoró/RN, 25 de julho de 2014 BOLETIM INTERNO Nº 136. Para o conhecimento desta Unidade e devida execução, publico o seguinte: ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR COMANDO DE POLICIAMENTO DO INTERIOR COMANDO DE POLICIAMENTO REGIONAL - I 2º BATALHÃO DE POLÍCIA

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Emendas Constitucionais Emendas Constitucionais de Revisão Ato das Disposições

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005.

PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005. PROJETO DE LEI Nº 1.870 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2005. Dispõe sobre a organização do Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, institui o Departamento de Defesa do Consumidor e o Fundo Municipal de Defesa

Leia mais

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL WWW.SUPERVISORPATRIMONIAL.COM.BR SUPERVISOR PATRIMONIAL ELITE 1 OS 3 PASSOS PARA O SUCESSO NA CARREIRA DA SEGURANÇA PATRIMONIAL Olá, companheiro(a) QAP TOTAL. Muito prazer, meu nome e Vinicius Balbino,

Leia mais

Todos a favor da agilidade

Todos a favor da agilidade Todos a favor da agilidade Você sabia que agora os inventários, partilhas, separações e divórcios podem ser feitos no cartório? Pois é! Agora os cidadãos tiveram suas vidas facilitadas! Esses atos podem

Leia mais

Câmara Municipal de Cubatão

Câmara Municipal de Cubatão 2 ATA DA 1ª SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DO 2º ANO LEGISLATIVO DA 16ª LEGISLATURA REALIZADA EM 27 DE MAIO DE 2014 PRESIDÊNCIA - Sr. César da Silva Nascimento. SECRETARIAS - Sr. Fábio Alves Moreira e Sr. Ricardo

Leia mais

Crimes praticados por militares estaduais contra civis Procedimentos a serem adotados, CPP ou CPPM?

Crimes praticados por militares estaduais contra civis Procedimentos a serem adotados, CPP ou CPPM? Crimes praticados por militares estaduais contra civis Procedimentos a serem adotados, CPP ou CPPM? A Justiça Militar Estadual por força de expressa vedação contida no art. 125, 4º, da CF/88, não tem competência

Leia mais

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012 Licença e afastamento Hipóteses em que o servidor não presta serviço, sem perder o cargo. Há 7 hipóteses de licença e 4 hipóteses de afastamento. SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO Paula Freire Licenças:

Leia mais

Câmara Municipal de Carnaubal

Câmara Municipal de Carnaubal Câmara Municipal de Carnaubal ATA DA 2º ( SEGUNDDA) SESSÃO ORDINÁRIA DO 1º PRIMEIRO PERÍODO LEGISLATIVO ANO 2015 Ata da Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Carnaubal CE; realizada no dia 24 ( VINTE

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS

Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS Lei n.º 29/87, de 30 de Junho ESTATUTO DOS ELEITOS LOCAIS A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 164.º, alínea d), 167.º, alínea g), e 169.º, n.º 2, da Constituição, o seguinte: Artigo

Leia mais