Dispõe sobre a escolha e registro de candidatos nas eleições de 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dispõe sobre a escolha e registro de candidatos nas eleições de 2016"

Transcrição

1 Dispõe sobre a escolha e registro de candidatos nas eleições de 2016

2 Possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição; Estar com sua filiação deferida, até o dia 02 de abril de 2016, em qualquer partido político; Proibida candidatura avulsa (sem estar filiado em algum partido); Nacionalidade brasileira; Alistamento eleitoral; Quitação eleitoral; Idades : mínima 21 anos (prefeito e vice-prefeito) mínima de 18 anos (vereador); Ocupantes de cargos ou funções públicas, devem se desincompatibilizar de suas atividades;

3 Período de realização de 20 de julho a 05 de agosto de 2016; O que deliberar na convenção: Formação ou não de coligação; Cargos e numero que irão disputar; Sorteio do representante e/ou delegado, conforme o caso. Pode ser usado prédios públicos gratuitamente, desde que informe por escrito o responsável por 72 horas mínima de antecedência; Lavrar a ata em 02 vias, juntamente com a lista de presença e em 24 horas protocolar na Justiça eleitoral de sua comarca.

4 Para os cargos de prefeito e vice-prefeito, cada partido pode lançar apenas 01 candidato. A apresentação será em chapa única; Para vereadores, tanto chapa única ou coligação é obrigatória o preenchimento da cota mínima para o registro da chapa, sendo 30% o mínimo e 70% máximo, para candidatura de cada sexo; No cálculo do número total de candidatos a serem apresentados, a fração resultante será sempre desprezada, se inferior a meio, e igualada a um, se igual ou superior; No cálculo da porcentagem de vagas, toda fração resultante do cálculo percentual mínimo (30%) será igualada a um e, desprezada, no cálculo do percentual máximo (70%) para candidatura de cada sexo;

5 Para vereador, cada partido ou coligação poderá lançar até 150%, do número de vagas nos municípios com mais de 100 mil eleitores. Exemplo de 150%: 17 cadeiras = ,5 = 25,5 = 26 candidatos 70% + 30% (18 homens e 8 mulheres) 19 cadeiras = ,5 = 28,5 = 29 candidatos 70% + 30% (20 homens e 9 mulheres) 21 cadeiras = ,5 = 31,5 = 32 candidatos. 70% + 30% (22 homens e 10 mulheres)

6 Para vereador, no caso de coligação poderá lançar até 200%, do número de vagas nos municípios com menos de 100 mil eleitores. Exemplo de 200%: 09 cadeiras = = 18 = 18 candidatos 70% + 30% (12 homens e 6 mulheres) 11 cadeiras = = 22 = 22 candidatos 70% + 30% (15 homens e 7 mulheres) 13 cadeiras = = 26 = 26 candidatos 70% + 30% (18 homens e 8 mulheres)

7 Candidaturas de fachada não serão efetuadas; Se o TSE constatar a existência da fraude à cota mínima, poderá cassar o registro de toda a chapa.

8 Nomes de candidatos: Poderá ser utilizado seu nome, prenome, sobrenome, cognome, nome abreviado, apelido pelo qual é conhecido (desde que não atente contra o pudor e não seja ridículo ou irrelevante; Não poderá usar siglas de órgão de administração pública. Exemplo: JOÃO DO SAMU MARIA DO INSS

9 Deverá ser feito por meio do CANDEX, módulo externo do sistema de candidatura; Pode ser obtido na pagina do T.S.E. e do T.R.E. ( no campo eleições 2016; O prazo de registro é improrrogável e expira as 19 horas do dia 15 de agosto de 2016; O registro deverá ser feito pelo partido político ou pela coligação; Recomendamos que o candidato fique atento e conferir se foi feito seu registro, caso não tenha sido feito, ele terá 48 horas após a publicação do edital coletivo dos candidatos.

10 Documentos necessários para o registro: a) Foto 5x7; b) Cópia RG e CPF; c) Cópia título de eleitor ou certidão fornecida pelo cartório, informando que o candidato é eleitor; d) Certidão de quitação eleitoral; e) Declaração de bens; f) Comprovante de escolaridade ou declaração de próprio punho;

11 g) Propostas de governo defendidas pelo o candidato ao cargo majoritário; h) Comprovante de desincompatibilização ou afastamento, se for o caso; i) Certidões criminais fornecidas pelos órgãos de distribuição da Justiça Eleitoral, Federal e Estadual: Justiça Eleitoral - no endereço eletrônico: ou no cartório eleitoral da circunscrição; Justiça Federal no endereço eletrônico: ou na Subseção Judiciária Federal mais próxima da sua circunscrição ( criminal, cível, cível criminal, eleitoral 1º grau, eleitoral trf);

12 Justiça Estadual no endereço eletrônico: ou no fórum da comarca que integra o município ( 1º e 2º grau); Recomendo que as certidões sejam expedidas a partir de 16 de julho de 2016 uma vez que as certidões acima mencionadas tem o prazo de validade de 30 dias. Caso falte algum tipo de documento do registro, o candidato será intimado e terá o prazo de 72 horas para cumprir a solicitação, sob pena de indeferimento do pedido do registro.

13 A PARTIR DO DIA 16 DE AGOSTO DE 2016, INCLUSIVE, OS PRAZOS SERÃO CONTÍNUOS, INCLUSIVE AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS; Após o pedido de registro, os partidos, as coligações e os candidatos, poderão consultar no site da Receita Federal, na internet, o número do CNPJ a ser utilizado pelo candidato; Qualquer candidato, partido político ou coligação e o Ministério Público Eleitoral podem impugnar o pedido de registro de candidatura dentro de 5 dias, contados da publicação do edital do mesmo, em petição fundamentada, tendo como motivo a ausência de condições de elegibilidade, causa de inelegibilidade, bem como incompatibilidade ou descumprimento de alguma formalidade legal.

14 DISPÕE DA ARRECADAÇÃO E GASTO DE RECURSOS POR PARTIDOS POLÍTICOS E CANDIDATOS E SOBRE A PRESTAÇÃO DE CONTAS NAS ELEIÇÕES DE 2016

15 Os candidatos, comitês financeiros e partido políticos, terão que observar alguns requisitos para viabilizarem a arrecadação desses recursos para custear os gastos da campanha, são eles: Requerimento de registro de comitê financeiro, conforme o caso; Inscrição no CNPJ; Abertura de conta bancária; Emissão de recibo eleitoral.

16 O partido político, deverá abrir a conta bancária até o dia 15/08/2016, com o mesmo CNPJ e com a denominação ELEIÇÕES 2016 PARTIDO DA REPÚBLICA (CIDADE); O candidato, deverá abrir a conta bancária até 10 dias a contar da concessão do CNPJ; A abertura de conta bancária específica de campanha é obrigatória para todos os partidos políticos e candidatos MESMO QUE NÃO HAJA MOVIMENTAÇÃO; A emissão de recibo eleitoral, deverá ser emitida para toda a arrecadação de recursos de campanha eleitoral, financeiros ou estimáveis em dinheiro, inclusive os recursos próprios e aqueles arrecadados por meio da internet;

17 Os recursos destinados a campanha são: Recursos próprio do candidato; Doações financeiras ou estimáveis em dinheiro de pessoas físicas; Doações de outros partidos políticos e de outros candidatos; Recursos do próprios do partido político; Receitas decorrentes da comercialização de bens/serviços e/ou promoção de eventos de arrecadação realizados pelo candidato ou pelo partido político; Recursos decorrentes da aplicação financeira dos recursos de campanha.

18 Os recursos estimáveis em dinheiro são os bens cedidos para a campanha eleitoral (veículos, imóveis, entrega de santinho, motorista, contador, advogado); É dispensada a emissão do recibo eleitoral, no caso de cessão de bens móveis, limitada ao valor de R$ 4.000,00 por cedente, e doações estimáveis em dinheiro entre candidatos e partidos, decorrentes de uso comum de sedes e de materiais de propaganda eleitoral; O candidato poderá contrair empréstimo pessoal para sua campanha, desde que estejam caucionados por bem que integre seu patrimônio no registro da candidatura e não ultrapasse a capacidade de pagamento do seu rendimento de sua atividade econômica;

19 O limite de doação de pessoa física é 10% do rendimentos brutos recebidos em 2015 e exceção ao limite de doação de recursos estimáveis de até R$ ,00; Não é permitido receber doação de pessoa jurídica, origem estrangeira e pessoa física que exerça atividade comercial decorrente de concessão ou permissão pública; A doação entre partidos políticos e candidatos e entre candidatos, não se submetem aos limites legalmente fixados para pessoas físicas; Os candidatos poderão arrecadar recursos até o dia 02 de outubro de 2016.

20 O limite de gastos nas campanhas eleitorais dos candidatos à prefeito, vice prefeito e vereador, será definido com base nos valores gastos nas eleições do ano de 2012, sendo: Para prefeito e vice-prefeito: 70% do maior gasto declarado, onde houve 1º turno e 50% do maior gasto declarado, onde houve os dois turnos; Caso haja 2º turno, o limite será de 30%; Para vereadores: 70% do maior gasto declarado;

21 Para municípios de até 10 mil eleitores, fica estabelecido o valor de R$ ,00 para prefeito e R$ ,00 para vereadores, ou se o estabelecido pelo T.S.E. for maior; O TSE, atualizará monetariamente os valores constantes no anexo I, resolução 23459/2015, divulgando até o dia 20 de julho de 2016;

22 No site do TSE, estará disponibilizado o programa de Prestação de Contas Eleitorais; Todos os candidatos, diretórios políticos, nacionais, estaduais, distritais e municipais, deverão prestar contas a Justiça Eleitoral; Os candidatos e partidos políticos, deverão informar pelo sistema SPCE, todos os recursos em dinheiro recebidos em financiamento de sua campanha eleitoral, no prazo de 72 horas a partir da data do crédito da doação bancária; Os candidatos e partidos políticos, deverão encaminhar pela internet, a prestação de contas parcial, durante o período de 09 à 13 de setembro de 2016, toda a movimentação financeira do início da campanha até o dia 08 de setembro de 2016;

23 Nessas eleições, após consolidar as informações referentes ao exercício financeiro a ser apurado, o Tribunal encaminhará as informações à Receita Federal, que fará o cruzamento dos valores doados com os rendimentos da pessoa física. Havendo indício de excesso na doação, a Receita comunicará o fato, até 30 de julho do ano seguinte da apuração, ao Ministério Público Eleitoral, que pode apresentar representação até o final do exercício financeiro.

24 O prazo final para a entrega da prestação de contas no 1º turno é no dia 01 de novembro de 2016; O prazo final para a entrega da prestação de contas no 2º turno é no dia 19 de novembro de 2016; Nos dois casos deverá gerar a prestação via internet, para a Justiça Eleitoral, imprimir e assinar o extrato da prestação de contas e protocolizar no cartório eleitoral;

25 ESTAREI A DISPOSIÇÃO PARA QUAISQUER ESCLARECIMENTOS DURANTE O PERÍODO ELEITORAL. AGRADEÇO A PRESENÇA DE TODOS!

Eleições municipais Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA

Eleições municipais Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA Eleições municipais 2016 Reforma eleitoral Principais mudanças Dr. JOSÉ ANTONIO ROSA OBJETIVOS DA REFORMA A reforma eleitoral Lei. N.º 13.165/2015, alterou substancialmente a Lei 9.504/97- Lei Eleitoral,

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ELEIÇÕES 2012 ORIENTAÇÕES SOBRE NORMAS DO PROCESSO DE ARRECADAÇÃO, GASTOS E A PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ELEIÇÕES 2012.

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL ELEIÇÕES 2012 ORIENTAÇÕES SOBRE NORMAS DO PROCESSO DE ARRECADAÇÃO, GASTOS E A PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ELEIÇÕES 2012. ELEIÇÕES 2012 ORIENTAÇÕES SOBRE NORMAS DO PROCESSO DE ARRECADAÇÃO, GASTOS E A PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ELEIÇÕES 2012. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL...1 1. NORMATIVOS...3 2. REQUISITOS DE ARRECADAÇÃO...3 3.

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 1. PRAZOS ELEITORAIS PARA OS PARTIDOS: 1.1 ESCOLHA DOS CANDIDATOS: 20.07.2016 a 05.08.2016 (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput); 1.2 REGISTRO DE CANDIDATURA:

Leia mais

ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS (arts.17 a 27, Lei 9.504/97)

ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS NAS CAMPANHAS ELEITORAIS (arts.17 a 27, Lei 9.504/97) - Gasto eleitoral: todas as despesas com bens ou serviços durante a campanha (art.26). - Limite dos gastos de campanha: deve ser fixado, em lei, até 10 de junho de cada ano eleitoral. Caso não editada,

Leia mais

Registro de Candidaturas

Registro de Candidaturas Registro de Candidaturas Registro de Candidaturas Legislação: - Código Eleitoral - Lei n. 4.737, de 15/7/1965; - Lei Complementar n. 64, de 18/5/1990; - Lei n. 9.504, de 30/9/1997; - Resolução TSE n. 23.450/2015,

Leia mais

Direitos Eleitoral - Parte 1

Direitos Eleitoral - Parte 1 Direitos Eleitoral - Parte 1 Com base no Código Eleitoral- Lei 4737/65, Lei n. 9.096/95, Lei 13165/2015, entre outras fontes do direito eleitoral e em questões de provas anteriores do Qconcursos.com. 1.

Leia mais

DOMICÍLIO ELEITORAL (art. 11, 2º, Res. TSE nº /15) FILIAÇÃO PARTIDÁRIA (art. 11, 2º, Res. TSE nº /15)

DOMICÍLIO ELEITORAL (art. 11, 2º, Res. TSE nº /15) FILIAÇÃO PARTIDÁRIA (art. 11, 2º, Res. TSE nº /15) Qualquer cidadão pode pretender investidura em cargo eletivo, respeitadas as condições constitucionais e legais de elegibilidade e de incompatibilidade, desde que não incida em quaisquer das causas de

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel REGISTRO DE CANDIDATURA Eduardo Rangel 1 Conceito: É a fase inicial do chamado microprocesso eleitoral na qual um partido político ou coligação requer, junto a Justiça Eleitoral, a inscrição de seus candidatos

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL 137ª Zona Eleitoral/PE

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL 137ª Zona Eleitoral/PE RECOMENDAÇÃO Nº 01/2016 PJE/137ªZE O Ministério Público Eleitoral, no exercício de suas atribuições constitucionais e legais conferidas pelos artigos 127, caput, e 129, IX, da Constituição Federal e nos

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS ELEIÇÃO MUNICIPAL 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS ELEIÇÃO MUNICIPAL 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS ELEIÇÃO MUNICIPAL 2016 Tópico 01: Providências que antecedem a realização das convenções municipais Partido em âmbito municipal: a) constituição de órgão de direção municipal e anotação

Leia mais

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE 6 de agosto de 2014 LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral: Conquistas e Desafios para Eleições Limpas PROJETO DE LEI 6.316,

Leia mais

Resolução Nº , de 15/12/2015 Dispõe sobre a escolha e registro dos candidatos para as eleições 2016.

Resolução Nº , de 15/12/2015 Dispõe sobre a escolha e registro dos candidatos para as eleições 2016. 1 Resolução Nº 23.455, de 15/12/2015 Dispõe sobre a escolha e registro dos candidatos para as eleições 2016. Elaborada já considerando as modificações trazidas pela Lei nº 13.165 de 29/09/2015 (Reforma

Leia mais

PROVIDÊNCIAS URGENTES A SEREM OBSERVADAS PELOS DIRETÓRIOS ABERTURA DE CONTA BANCÁRIA ESPECÍFICA ATÉ 05 DE JULHO

PROVIDÊNCIAS URGENTES A SEREM OBSERVADAS PELOS DIRETÓRIOS ABERTURA DE CONTA BANCÁRIA ESPECÍFICA ATÉ 05 DE JULHO DA: SECRETARIA NACIONAL DE FINANÇAS E PLANEJAMENTO DN/PT PARA: DIRETÓRIOS ESTADUAIS E MUNICIPAIS ASSUNTO: ABERTURA DE CONTA BANCÁRIA ESPECÍFICA PARA AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS de 2012 ATENÇÃO! PROVIDÊNCIAS

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais Eleições 2016

Prestação de Contas Eleitorais Eleições 2016 Instrutores: Rodrigo Morais (SECEP/TRE-PE) Ronaldo Pontes (SECEP/TRE-PE) 1 Visão Geral do Processo Eleitoral: Convenções Partidárias Registro de Candidatura Propaganda Eleitoral Prestação de Contas Parcial

Leia mais

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral 2012/2014 2016 20/07 a 05/08 Data das Convenções Partidárias 10/06 a 30/06 (Art. 8º da Lei nº. 9.504/97 e 93, 2º da Lei 4.737/65) Prazo de filiação partidária Comunicação de desfiliação partidária Janela

Leia mais

Slide 1. Slide 2. Slide 3. Legislação aplicável. Principais Inovações

Slide 1. Slide 2. Slide 3. Legislação aplicável. Principais Inovações Slide 1 Movimentação Financeira e Aspectos contábeis sobre a Prestação de Contas eleitoral do ano de 2016. Anderson Pedrosa anderson@contacnet.com.br 1 Slide 2 Lei nº 9.504/97 Legislação aplicável Estabelece

Leia mais

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 Dr. Felipe Ferreira Lima Diretor do Instituto Egídio Ferreira Lima 1. Introdução: O debate sobre a Reforma Política no Brasil 2. Registro de Candidatura

Leia mais

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014

RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 RECOMENDAÇÃO PRE-MG n.º 001/2014 Recomenda aos Órgãos de Direção Regionais dos Partidos Políticos condutas que devem ser adotadas no Requerimento de Registro de Candidatura. O PROCURADOR REGIONAL ELEITORAL

Leia mais

ASPECTOS JURÍDICOS E CONTÁBEIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ASPECTOS JURÍDICOS E CONTÁBEIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 PALESTRA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEITORAL { ASPECTOS JURÍDICOS E CONTÁBEIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 Minirreforma Eleitoral Principais Normas Eleições 2016 Lei nº 9.504/1997 (normativo geral aplicável às

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 ARRECADAÇÃO E GASTOS DE CAMPANHA ELEITORAL QUAIS OS PRÉ-REQUISITOS QUE DEVEM SER OBSERVADOS PARA ARRECADAÇÃO DE RECURSOS?

ELEIÇÕES 2016 ARRECADAÇÃO E GASTOS DE CAMPANHA ELEITORAL QUAIS OS PRÉ-REQUISITOS QUE DEVEM SER OBSERVADOS PARA ARRECADAÇÃO DE RECURSOS? ELEIÇÕES 2016 ARRECADAÇÃO E GASTOS DE CAMPANHA ELEITORAL QUAIS OS PRÉ-REQUISITOS QUE DEVEM SER OBSERVADOS PARA ARRECADAÇÃO DE RECURSOS? A arrecadação de recursos para campanha eleitoral de qualquer natureza

Leia mais

ANEXO IV DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA (PARA TODOS OS CANDIDATOS)

ANEXO IV DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA (PARA TODOS OS CANDIDATOS) ANEXO IV DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA (PARA TODOS OS CANDIDATOS) a) Certificado de Conclusão do Ensino Médio ou equivalente; b) Histórico Escolar do Ensino Médio ou equivalente; c) Certidão de nascimento

Leia mais

CURSO PARA PRÉ-CANDIDATOS LEGISLAÇÃO ELEITORAL 2016

CURSO PARA PRÉ-CANDIDATOS LEGISLAÇÃO ELEITORAL 2016 CURSO PARA PRÉ-CANDIDATOS LEGISLAÇÃO ELEITORAL 2016 ESCOLHA E REGISTRO DE CANDIDATOS PSDB Municipal realiza as Convenções de 20/07 a 05/08 PSDB Municipal ou a Coligação deve registrar seus candidatos na

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Promotoria de Justiça da 1ª Zona Eleitoral/MS. RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL Promotoria de Justiça da 1ª Zona Eleitoral/MS. RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral RECOMENDAÇÃO Nº 03/2016 PJE/1ª Zona Eleitoral O MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL, no exercício de suas atribuições constitucionais e legais, na esfera eleitoral, conferidas pelos artigos 127, caput, e 129,

Leia mais

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 Modelos de EDITAL DE CONVOCAÇÃO CÉDULA DE VOTAÇÃO ATA DA CONVENÇÃO PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados filiados do PSD Pará, O PSD está cada vez mais forte e unido em todo

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS SÃO ROQUE PROCESSO SELETIVO 1º/2016 5ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS SÃO ROQUE PROCESSO SELETIVO 1º/2016 5ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS SÃO ROQUE PROCESSO SELETIVO 1º/2016 5ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA Considerando o Edital IFSP 556, de 07 de outubro de 2015, Após as

Leia mais

Os candidatos aprovados devem comparecer para a matrícula respeitando o cronograma e a documentação exigida para matrícula.

Os candidatos aprovados devem comparecer para a matrícula respeitando o cronograma e a documentação exigida para matrícula. Os candidatos aprovados devem comparecer para a matrícula respeitando o cronograma e a documentação exigida para matrícula. DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA (TODOS OS CANDIDATOS): a) Certificado de Conclusão

Leia mais

Catalogação na Publicação (CIP)

Catalogação na Publicação (CIP) GUIA AOS ELEITORES Catalogação na Publicação (CIP) P221 Pará. Ministério Público. Guia aos eleitores: Perguntas e respostas sobre as eleições municipais de 2016 / Elaboração e Organização de José Edvaldo

Leia mais

Cartilha de Campanha:

Cartilha de Campanha: Cartilha de Campanha: Segunda Edição PRAZO DAS CONVENÇÕES PARTIDÁRIAS: De 20 de julho a 5 de agosto. QUANTIDADE DE CANDIDATOS A VEREADOR: REGRA GERAL Partidos e coligações podem registrar até 150% do número

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL

ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL ELEIÇÕES 2016 COM ÊNFASE NA MINIRREFORMA ELEITORAL Em outubro (02/10) os brasileiros voltam às urnas, dessa vez para votar em Prefeitos e Vereadores. Esta será a primeira eleição depois da minirreforma

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO Informações para Registro de Candidaturas.

GUIA DO CANDIDATO Informações para Registro de Candidaturas. APRESENTAÇÃO Neste ano de 2012, teremos Eleições em todos os municípios do nosso país. As regras para escolha e registro de candidatos estão contidas na Lei nº 9.504/97 e também na Resolução nº 23.373/2011/TSE,

Leia mais

PROCESSO Nº: PROTOCOLO Nº 75847/2016

PROCESSO Nº: PROTOCOLO Nº 75847/2016 PROCESSO Nº: 418-25.2016.6.20.0029 PROTOCOLO Nº 75847/2016 ASSUNTO: PRESTAÇÃO DE CONTAS RELATIVA À ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS NA CAMPANHA ELEITORAL DE 2016. PRESTADOR : GUSTAVO MONTENEGRO

Leia mais

ANEXO I VAGAS 2ª CHAMADA EDITAL 385/2017 PROCESSO SELETIVO TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

ANEXO I VAGAS 2ª CHAMADA EDITAL 385/2017 PROCESSO SELETIVO TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL ANEXO I VAGAS 2ª CHAMADA EDITAL 385/2017 PROCESSO SELETIVO TÉCNICO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Câmpus Curso Período A0 L7 L2 L5 L1 L8 L4 L6 L3 CUBATÃO Técnico em Automação Industrial Noturno 20 1 3 2 2 0 3

Leia mais

EDITAL DE MATRÍCULA Nº 01/2016

EDITAL DE MATRÍCULA Nº 01/2016 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃ DE ENSINO SECRETARIA

Leia mais

EDITAL DE MATRÍCULA Nº 02/2017 CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE AO NÍVEL MÉDIO

EDITAL DE MATRÍCULA Nº 02/2017 CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SUBSEQUENTE AO NÍVEL MÉDIO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ENSINO SECRETARIA

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016

EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 EDITAL IFPR Nº 22/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL IFPR Nº 019/2016 O Reitor em exercício do INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ IFPR, no uso da competência que lhe confere a Portaria nº 976 de 26 de julho de 2016,

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Processo Seletivo IFSP Câmpus Piracicaba 2º CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA - MECÂNICA

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Processo Seletivo IFSP Câmpus Piracicaba 2º CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA - MECÂNICA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Processo Seletivo IFSP Câmpus Piracicaba 2º CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA - MECÂNICA Considerando o Edital PRC-IFSP 001, de 30 de novembro de

Leia mais

ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS

ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INGRESSO a) 01 (uma) foto 3x4 colorida, recente de frente; b) Cédula de identidade do Paraná ou protocolo de seu requerimento junto ao

Leia mais

ERRATA DO EDITAL Nº 04/2016, DE 27 DE JUNHO DE 2016.

ERRATA DO EDITAL Nº 04/2016, DE 27 DE JUNHO DE 2016. ERRATA DO EDITAL Nº 04/2016, DE 27 DE JUNHO DE 2016. A DIRETORIA- GERAL DO, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ, no uso de suas atribuições legais, torna pública a presente retificação

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Processo Seletivo 1º/2017 6ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA CÂMPUS SÃO JOÃO DA BOA VISTA

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Processo Seletivo 1º/2017 6ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA CÂMPUS SÃO JOÃO DA BOA VISTA Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Processo Seletivo 1º/2017 6ª CONVOCAÇÃO PARA MATRÍCULA CÂMPUS SÃO JOÃO DA BOA VISTA Considerando o Edital IFSP 717, de 07 de outubro de

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais Eleições 2016

Prestação de Contas Eleitorais Eleições 2016 Instrutores: Rodrigo Morais (SECEP/TRE-PE) Ronaldo Pontes (SECEP/TRE-PE) 1 Visão Geral do Processo Eleitoral: Convenções Partidárias Registro de Candidatura Propaganda Eleitoral Prestação de Contas Parcial

Leia mais

que cursou todo o ensino médio em Escola Pública Histórico Escolar do Ensino Médio, mesmo para candidatos que já tenham curso superior.

que cursou todo o ensino médio em Escola Pública Histórico Escolar do Ensino Médio, mesmo para candidatos que já tenham curso superior. Item 8 do Edital nº 02/2015 1 ANÁLISE DOCUMENTAL (Check-list)/ Processo Seletivo de Ingresso em Cursos de Graduação da UFT por meio do SISU para o 1º semestre de 2015 GRUPO L1:Lei nº 12.711/12; Renda Familiar

Leia mais

EDITAL Nº 04/2017, DE 22 DE MARÇO DE Dispõe sobre o Processo Seletivo de candidatos para ingresso no Curso de Licenciatura em Química.

EDITAL Nº 04/2017, DE 22 DE MARÇO DE Dispõe sobre o Processo Seletivo de candidatos para ingresso no Curso de Licenciatura em Química. EDITAL Nº 04/2017, DE 22 DE MARÇO DE 2017. Dispõe sobre o Processo Seletivo de candidatos para ingresso no Curso de Licenciatura em Química. O Diretor Geral do Campus Paulistana do Instituto Federal de

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO E ÉTICA ELEITORAL ELEIÇÕES 2012

MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO E ÉTICA ELEITORAL ELEIÇÕES 2012 ELEIÇÕES 2012 ORIENTAÇÕES AOS AGENTES PÚBLICOS DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E CONDUTAS VEDADAS PORTO ALEGRE 2012 APRESENTAÇÃO Considerando a incumbência legal desta Comissão de Acompanhamento e Ética Eleitoral

Leia mais

DIRETÓRIO ESTADUAL - PSOL SÃO PAULO - GESTÃO

DIRETÓRIO ESTADUAL - PSOL SÃO PAULO - GESTÃO DIRETÓRIO ESTADUAL - PSOL SÃO PAULO - GESTÃO 2016-2017 Endereço: Rua Dr. José Queiroz Aranha, 342 Vila Mariana -São Paulo/SP -CEP 04106-061 Fones: (11) 5082-4005 / 5085-5017 E-mail: contato@psolsp.org.br

Leia mais

EDITAL Nº 209/2017 INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE RETIFICAÇÃO 01. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO 2018 PARA OS CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE DE 2018 Onde se lê:

EDITAL Nº 209/2017 INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE RETIFICAÇÃO 01. EXAME DE CLASSIFICAÇÃO 2018 PARA OS CURSOS TÉCNICOS 1º SEMESTRE DE 2018 Onde se lê: EDITAL Nº 209/2017 RETIFICAÇÃO 01 Dispõe sobre o Exame de Classificação para ingresso nos cursos técnicos de nível médio, oferecidos pelo Instituto Federal Catarinense (IFC), na forma integrada ao ensino

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais 2010

Prestação de Contas Eleitorais 2010 Prestação de Contas Eleitorais 2010 Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Controle Interno e Auditoria Contas Eleitorais e Partidárias pcontas@tre-rs.gov.br Legislação

Leia mais

ELEIÇÕES Março/2016

ELEIÇÕES Março/2016 ELEIÇÕES 2016 Março/2016 ARRECADAÇÃO DE RECEITAS E REALIZAÇÃO DE GASTOS ELEITORAIS & PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CAMPANHA LIMITES DE GASTOS ELEITORAIS Ao TSE, em cada eleição, cabe definir os limites de gastos

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ANALISE DE CRÉDITO IMÓVEL IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA do Cartão de CNPJ Inscrição Estadual ou Municipal IMÓVEL URBANO 1ª ETAPA - DOCUMENTOS CONSORCIADO PESSOA JURÍDICA Contrato Social e sua última alteração ou Estatuto de Constituição Comprovante de renda

Leia mais

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL

CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL CHECK-LIST TRANSFERÊNCIA DE COTA CONTEMPLADA COM O BEM IMÓVEL Cedente: cliente atual que está vendendo a cota. Cessionário: cliente que está adquirindo a cota. A apresentação dos documentos solicitados

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 959/16

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 959/16 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 959/16 Dispõe acerca do processamento dos requerimentos de registro de candidatura relativos às eleições de 2016. O TRIBUNAL

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATO

REGISTRO DE CANDIDATO LEGISLAÇÃO APLICÁVEL - Constituição Federal - Código Eleitoral (Lei n. 4737/65) - Lei n. 9.504/97 (Lei das Eleições) - Lei Complementar n. 64/90 (Lei das Inelegibilidades) DISPOSIÇÕES GERAIS REGISTRO DE

Leia mais

Seminário de Prestação de Contas Eleitorais

Seminário de Prestação de Contas Eleitorais Seminário de Prestação de Contas Eleitorais TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE DEALAGOAS Atuação da Justiça Eleitoral Palestrante: Raquel Helena Paixão Tavares (Assessora de Contas Eleitorais) 2 Fluxo do Processo

Leia mais

FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO

FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO FAQ SOLICITAR ORIGINAIS E CÓPIAS DE TODA DOCUMENTAÇÃO 1. Todos os membros do grupo familiar são maiores de idade? Menores de idade: solicitar apenas RG, Certidão de Nascimento e CPF; Maiores de idade:

Leia mais

REFORMA ELEITORAL LEI n.º /15

REFORMA ELEITORAL LEI n.º /15 REFORMA ELEITORAL LEI n.º 13.165/15 Lei n.º 13.165/15, de 29 de setembro de 2015, altera dispositivos da Lei das Eleições (Lei n.º 9.504/97), da Lei dos Partidos Políticos (Lei n.º 9.096/95) e do Código

Leia mais

Manual Convenções 2016

Manual Convenções 2016 Manual Convenções 2016 Com as alterações da legislação eleitoral a partir da última reforma de 2015. Democratas Paraná Rua Napoleão Lopes, 75, São Francisco, Curitiba/PR, CEP 80530-090 Fone/Fax: 41 3206-6473

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS)

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) SUBSTITUTIVO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 14,

Leia mais

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE.

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA OBS: TRAZER IMPRESSA A INSCRIÇÃO DO FIES, DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE. ATENÇÃO! O atendimento somente será realizado com horário agendado. Para agendar, favor entrar em contato pelo telefone 3244-7212 ou pelo nosso e-mail setordebolsas@izabelahendrix.edu.br. DOCUMENTOS DO

Leia mais

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República.

Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Principais alterações promovidas pela Lei aprovada no Congresso Nacional e que espera a sanção da Presidencia da República. Observação: como podemos perceber as mudanças propostas são justamente pra não

Leia mais

O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL

O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL AUTORIDADE DE REGISTRO CERTIFICA PRESENTE NO XXVI CONBRAT O QUE É NECESSÁRIO PARA A EMISSÃO DO SEU CERTIFICADO DIGITAL CERTIFICADO DIGITAL PARA PESSOA JURÍDICA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS A etapa de validação

Leia mais

DA DOCUMENTAÇÃO. Documentos do Fiador deverão ser entregues somente no Agente Financeiro (Banco). DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

DA DOCUMENTAÇÃO. Documentos do Fiador deverão ser entregues somente no Agente Financeiro (Banco). DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA DOCUMENTAÇÃO Prazo para entrega da documentação após inscrição realizada: Após a conclusão da inscrição no Fies, o estudante deverá: I. Validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão

Leia mais

ERRATA DO EDITAL Nº 81/2017 Errata nº 1

ERRATA DO EDITAL Nº 81/2017 Errata nº 1 ERRATA DO EDITAL Nº 81/2017 Errata nº 1 1.5 Após preencher o questionário eletrônico, o candidato deverá imprimir o boleto bancário (GRU) e pagar a taxa no valor de R$ 100,00 (cem reais) que deverá ser

Leia mais

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3)

Certificado Digital - Pessoa Jurídica. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Certificado Digital - Pessoa Jurídica DOCUMENTOS NECESSÁRIOS DA PESSOA JURÍDICA (CNPJ A ou CNPJ A3) Além dos documentos da Pessoa Jurídica, são necessários, também, dois documentos de identificação do

Leia mais

Provimento Nº 172/2016

Provimento Nº 172/2016 Provimento Nº 172/2016 Altera o art. 5º do Provimento n. 91/2000, o inciso "g" do art. 2º e o 3º do art. 3º do Provimento n. 94/2000, o parágrafo único do art. 2º, o caput do art. 3º e o 5º do art. 4º

Leia mais

LIBERDADE IGUALDADE FRATERNIDADE Grande Oriente do Brasil SUPERIOR TRIBUNAL ELEITORAL

LIBERDADE IGUALDADE FRATERNIDADE Grande Oriente do Brasil SUPERIOR TRIBUNAL ELEITORAL ELEIÇÕES PARA GRÃO-MESTRE GERAL E GRÃO-MESTRE GERAL ADJUNTO 17 DE MARÇO DE 2018 CÓDIGO ELEITORAL MAÇÔNICO RESUMO DOS DISPOSITIVOS LEGAIS PERTINENTES À ELEIÇÃO PARA OS CARGOS DE GRÃO-MESTRE GERAL E GRÃO-MESTRE

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES

RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES RESOLUÇÃO TSE 23.276 DAS DOAÇÕES As doações poderão ser realizadas por pessoas físicas ou jurídicas em favor do candidato, comitê financeiro e/ou partido político, mediante (art.22): I cheques cruzados

Leia mais

ITCMD Aspectos Relacionados ao Terceiro Setor

ITCMD Aspectos Relacionados ao Terceiro Setor ITCMD Aspectos Relacionados ao Terceiro Setor Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel Imposto sobre Transmissão "Causa Mortis" e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos ITCMD Conceito

Leia mais

EDITAL Nº 15/2016, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016.

EDITAL Nº 15/2016, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016. EDITAL Nº 15/2016, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2016. Dispõe sobre o Processo Seletivo de candidatos para ingresso no Curso Técnico de Nível Médio em Informática, na modalidade Concomitante/Subsequente. O DIRETOR

Leia mais

Prestação de Contas Eleitorais 2010

Prestação de Contas Eleitorais 2010 Prestação de Contas Eleitorais 2010 Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Controle Interno e Auditoria Contas Eleitorais e Partidárias pcontas@tre-rs.gov.br Legislação

Leia mais

ARRECADAÇÃO DE RECURSOS, GASTOS DE CAMAPNHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

ARRECADAÇÃO DE RECURSOS, GASTOS DE CAMAPNHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS ARRECADAÇÃO DE RECURSOS, GASTOS DE CAMAPNHA E PRESTAÇÃO DE CONTAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS Elaboração: Mauro A. Prezotto OAB/SC 12.082 Renata Guimarães OAB/SC 34.533 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 4 1. PROVIDÊNCIAS

Leia mais

1. DA PROPAGANDA ELEITORAL

1. DA PROPAGANDA ELEITORAL Período de veiculações de propaganda eleitoral: 06 de julho a 03 de outubro de 2014. 1. DA PROPAGANDA ELEITORAL A propaganda eleitoral não pode ultrapassar, por edição, 35 cm no formato tabloide ou revista

Leia mais

EDITAL DE ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA

EDITAL DE ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA EDITAL DE ACESSO POR TRANSFERÊNCIA CURSO DE MEDICINA ENTRADA 2014.2 A Faculdade Pernambucana de Saúde FPS, no uso de suas atribuições declara aberto processo seletivo para preenchimento de 09 (nove) vagas

Leia mais

Carta de Serviços aos Cidadãos. Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul

Carta de Serviços aos Cidadãos. Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul Carta de Serviços aos Cidadãos Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul Missão Garantir a legitimidade do processo eleitoral. Visão Consolidar a credibilidade da Justiça Eleitoral, especialmente

Leia mais

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD

INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD INFORMAÇÕES, RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE BOLSA E FICHA DE INSCRIÇÃO NA INSTITUIÇÃO FEAD FEAD Faculdade de Estudos Administrativos de MG FEAD Faculdade de Estudos Superiores de MG CANDIDATOS

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI BELO HORIZONTE REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERENCIA EXTERNA E OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO 1º SEMESTRE 2014

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI BELO HORIZONTE REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERENCIA EXTERNA E OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO 1º SEMESTRE 2014 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI BELO HORIZONTE REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERENCIA EXTERNA E OBTENÇÃO DE NOVO TÍTULO 1º SEMESTRE 2014 1. DO OBJETIVO O processo seletivo será destinado ao preenchimento

Leia mais

Instruções para a Solicitação de Matrícula SISU Preparação do envelope de Solicitação de matrícula.

Instruções para a Solicitação de Matrícula SISU Preparação do envelope de Solicitação de matrícula. Instruções para a Solicitação de Matrícula SISU 2016.1 Preparação do envelope de Solicitação de matrícula. 1. Em um envelope de dimensões 260 mm x 360 mm ou similar DEVIDAMENTE IDENTIFICADO COM O NOME,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS CAPIVARI

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS CAPIVARI INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CÂMPUS CAPIVARI PROCESSSOS QUIMICOS L2 - Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARATIBA. Rua Luis Loeser, 287 Centro Fone: (54) CNPJ

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARATIBA. Rua Luis Loeser, 287 Centro Fone: (54) CNPJ Edital nº004/2016 ABRE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE ENFERMEIRA (O) PARA ATUAÇÃO JUNTO A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROGRAMA PSF O Município de Aratiba, Estado

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DEPARTAMENTO DE SELEÇÃO EDITAL Nº 114/2016

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DEPARTAMENTO DE SELEÇÃO EDITAL Nº 114/2016 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DEPARTAMENTO DE SELEÇÃO EDITAL Nº 114/2016 Dispõe sobre o Processo Seletivo, em caráter excepcional, para ingresso na Educação Profissional

Leia mais

Convenções Partidárias Municipais

Convenções Partidárias Municipais TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO Convenções Partidárias Municipais Eleição Suplementar Itatinga/SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO DO MANUAL... 02 2. LEGISLAÇÃO BÁSICA A SER OBSERVADA... 03 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

NORMAS E REGULAMENTOS

NORMAS E REGULAMENTOS NORMAS E REGULAMENTOS Lei nº 9.096/1995; Lei nº 9.504/1997; Resolução TSE nº 23.406/2014; Comunicado BACEN nº 25.091/2014; IN Conjunta RFB/TSE nº 1.019/2010. REQUISITOS PARA ARRECADAR E REALIZAR GASTOS

Leia mais

EDITAL Nº 068/2016 ERRATA

EDITAL Nº 068/2016 ERRATA 1 EDITAL Nº 068/2016 ERRATA PROCESSO SELETIVO DISCENTE DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS SOCIAIS, DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS, CAMPUS DE BELO HORIZONTE No cabeçalho

Leia mais

CONTABILIZAÇÃO DAS ELEIÇÕES 2016 DÉCIO V. GALDINO CARDIN

CONTABILIZAÇÃO DAS ELEIÇÕES 2016 DÉCIO V. GALDINO CARDIN www.apoioeleicoes2016.com.br Guarapuava, 21/05/2016 DÉCIO VICENTE GALDINO CARDIN www.apoioeleicoes2016.com.br diretoria@apoioeleicoes2016.com.br http://deciogaldino.blogspot.com.br deciogaldino@gmail.com

Leia mais

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Dirigentes sindicais e servidores que pretendem disputar as eleições de 2010 devem ficar atentos às datas e prazos de desincompatibilização.

Leia mais

Segunda chamada matrícula Cursos Técnicos

Segunda chamada matrícula Cursos Técnicos Segunda chamada matrícula Cursos Técnicos 2016.2 O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação de São Paulo Câmpus Avançado Tupã, no uso de suas atribuições legais, torna pública, a segunda chamada

Leia mais

JUSTIÇA ELEITORAL PRESTAÇÃO DE CONTAS - ELEIÇÕES 2014

JUSTIÇA ELEITORAL PRESTAÇÃO DE CONTAS - ELEIÇÕES 2014 JUSTIÇA ELEITORAL PRESTAÇÃO DE CONTAS - ELEIÇÕES 20 PROCESSO Nº: 81-63.20.6.05.0000 PROTOCOLO Nº 46.934/20 ASSUNTO: PRESTAÇÃO DE CONTAS RELATIVA À ARRECADAÇÃO E APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS NA CAMPANHA

Leia mais

MANUAL DE DOCUMENTAÇÃO PROUNI Manual de Documentação a ser apresentada para concessão de PROUNI. Setor de Processos

MANUAL DE DOCUMENTAÇÃO PROUNI Manual de Documentação a ser apresentada para concessão de PROUNI. Setor de Processos MANUAL DE DOCUMENTAÇÃO PROUNI Manual de Documentação a ser apresentada para concessão de PROUNI Setor de Processos Sumá rio 1. Documentos de Identificação e Comprovantes... 2 2. Documentos do Ensino Médio...

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA EVENTUAL CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL N.º 001/2013

PROCESSO SELETIVO DE FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA EVENTUAL CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL N.º 001/2013 PROCESSO SELETIVO DE FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA EVENTUAL CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL N.º 001/2013 A Prefeitura Municipal de São Bento do Sul, através da Secretaria Municipal de Administração,

Leia mais

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015 Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL Comentários à Lei 13.165, de 29 de setembro de 2015 Barreiros Neto-Reforma Eleitoral-1ed.indb 3 30/05/2016 09:16:57 Capítulo 2 A LEI 13.165/2015 E AS REGRAS RELATIVAS

Leia mais

Arrecadação Gastos Prestação de contas

Arrecadação Gastos Prestação de contas Arrecadação Gastos Prestação de contas Tatão Bom de Voto História ilustrativa e simplificada de como arrecadar recursos, realizar despesas e prestar contas à Justiça Eleitoral. Arrecadação Gastos Prestação

Leia mais

Documentação do Candidato

Documentação do Candidato Documentação do Candidato Documentos de identificação do candidato: Apresentar um dos documentos abaixo para fins de identificação Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO Informações para registro de candidaturas

GUIA DO CANDIDATO Informações para registro de candidaturas ÍNDICE Eleições municipais... 3 Cargos em disputa... 3 Requisitos para participação dos partidos políticos... 3 Requisitos para participação dos candidatos... 3 Condições de elegibilidade... 4 Convenções

Leia mais

ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA

ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA ANEXO I LISTA DE DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA A) CANDIDATOS OPTANTES DA AMPLA CONCORRÊNCIA: 1. Fotocópias autenticadas: a) Documento de identidade* b) CPF c) Título de eleitor, para maiores de 18 (dezoito)

Leia mais

Anexo I. BENEFÍCIOS QUE PRECISA MANTER: ( ) Auxílio Alimentação ( ) Auxílio Transporte ( ) Moradia Estudantil ( ) Auxílio Moradia

Anexo I. BENEFÍCIOS QUE PRECISA MANTER: ( ) Auxílio Alimentação ( ) Auxílio Transporte ( ) Moradia Estudantil ( ) Auxílio Moradia Anexo I MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENAÇÃO DE INTEGRAÇÃO ESTUDANTIL NÚCLEO DE SERVIÇO SOCIAL REAVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA Nome do aluno

Leia mais

TÍTULO I CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE

TÍTULO I CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE CAMPUS RIO POMBA EDITAL DE CONVOCAÇÃO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DOS SERVIDORES DOCENTES E TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DO CAMPUS RIO POMBA NO CONSELHO SUPERIOR (CONSU) E NO CONSELHO DE ENSINO,

Leia mais

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 004 DE 11, DE SETEMBRO DE 2015. ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Dispõe sobre as eleições da OAB/MT no ano de 2015 e dá outras providências. O Conselho Seccional da OAB/MT, no uso de

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família Página 4 de 8 ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS Obrigatório para todos os membros da família Não serão analisados processos com documentação incompleta e/ou ficha socioeconômica incompleta e/ou rasurada. Nesses

Leia mais

EDITAL N 002 /2016 DA COMISSÃO ELEITORAL ESPECIAL DA COMPETÊNCIA DA COMISSÃO ELEITORAL ESPECIAL

EDITAL N 002 /2016 DA COMISSÃO ELEITORAL ESPECIAL DA COMPETÊNCIA DA COMISSÃO ELEITORAL ESPECIAL EDITAL N 002 /2016 NORMAS DO PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS MEMBROS DA COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL DOCENTE (CPPD) DO INSTITUTO FEDERAL GOIANO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO CRISTALINA.

Leia mais