Professor Gerson Witte Artes - EMI Informática. As Cores. Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professor Gerson Witte Artes - EMI Informática. As Cores. Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I"

Transcrição

1 As Cores Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I

2 Apesar de serem o mesmo fenômeno físico, existe duas maneiras de entender as cores.

3 A cor é uma radiação eletromagnética, corresponde à parte do espectro que é visível (380 a 700 nanômetros - 4,3x10^14Hz a 7,5x10^14 Hz).

4 Luz branca sendo decomposta por um prisma de vidro

5 A primeira forma de entendimento é da cor sendo formado por luz.

6 Neste caso, o branco é a união de todas as cores e o preto é a ausência de cor.

7 Para criarmos todas as cores, dependemos de três cores que formarão as outras, chamadas de coresprimárias.

8 Vermelho Verde Azul Por causa do uso das iniciais dos nomes destas cores em inglês, RED, GREEN e BLUE, o sistema ficou conhecido como RGB.

9 Criamos as cores ao misturá-las.

10 vermelho + azul= magenta vermelho + verde= amarelo verde+ azul= ciano vermelho + verde + azul= branco

11 Este é o sistema utilizado pela televisão e pelos monitores de computador.

12 É chamado de sistema de cores aditivas, porque precisamos adicionar mais luz (cores) para chegar ao branco.

13 Mas conseguimos as cores também pelo uso de substâncias químicas, o que damos o nome de PIGMENTOS.

14 São os PIGMENTOS que dão as cores para as tintas, lápis, giz, etc.

15 Quando usamos pigmentos, o sistema de cores passa a ser chamado de Subtrativo, porque partimos do branco (papel) e a cada cor que colocamos perdemos luz, até chegar ao preto.

16 Neste caso, o branco e o preto passam a serem cores também conseguidas pelos pigmentos.

17 Para criarmos todas as cores, à excessão do preto e do branco, dependemos de três cores que formarão as outras, chamadas de coresprimárias.

18 ciano magenta amarelo

19 Criamos as cores ao misturá-las.

20 magenta + ciano= azul magenta + amarelo= vermelho amarelo +ciano= verde magenta + ciano+ amarelo= preto

21 A estas misturas damos o nome de coressecundárias. As principais são azul, vermelho e verde.

22 Mas todas as misturas entre duas cores primárias são também cores secundárias. Por exemplo, misturando ciano e magenta em quantidades diferentes:

23

24 Veja os secundários entre o ciano e o amarelo:

25

26 Veja os secundários entre o magenta e o amarelo:

27

28 As cores secundárias formam o chamado Círculo Cromático.

29 Croma é um sinônimo para a palavra cor, por isso se chama de cromático.

30 Quando misturamos as três cores primárias em quantidades iguais, formamos o preto.

31 Mas quando misturamos as três primárias em quantidades diferentes chamamos de Cores Terciárias

32 As Cores Terciárias são como se formam os marrons, castanhos, ocres e os demais Cinzas Cromáticos.

33 Atenção, as Cores Terciárias não são neutras.

34 Vamos conhecer agora as PROPRIEDADES DAS CORES

35 A primeira propriedade é a MATIZ. É a COR em si, sem misturar branco ou preto. Toda vez que fazemos uma mistura entre duas ou mais cores, criamos uma nova matiz.

36 Todas as cores primárias, secundárias e terciárias são diferentes matizes de cor.

37 A segunda propriedade é o TOM. É quando misturamos uma matiz de cor com o branco ou o preto.

38 O BRANCO E O PRETO não alteram a matiz, apenas deixam mais claro ou mais escuro, por isso são as únicas CORES NEUTRAS.

39 Os TONS CLAROS surgem quando misturamos o BRANCO com a cor.

40 Os TONS ESCUROS surgem quando misturamos o PRETO com a cor.

41 Quando misturamos branco ou preto à uma cor e criamos um TOM, este também é cor, porém não é uma nova MATIZ.

42 A terceira propriedade é a SATURAÇÃO. É a relação entre uma matiz com seu cinza correspondente.

43 Quanto mais cor, MAIS SATURADO. Quanto mais cinza, MENOS SATURADO.

44 foto com ALTA SATURAÇÃO foto com BAIXA SATURAÇÃO foto com SEM SATURAÇÃO Imagens sem saturação também são chamadas de fotos em ESCALA DE CINZA (GRAYSCALE).

45 Vamos conhecer agora as RELAÇÕES DAS CORES

46 Existem milhões de cores e é natural que elas se relacionem de alguma forma uma com as outras. As mais importantes relações são:

47 CORES ANÁLOGAS são aquelas que estão lado a lado no círculo cromático.

48

49 Quando usamos as cores análogas, elas nos passam harmonia, porque são parecidas entre si.

50 Não existe apenas um verde, ou azul ou um laranja, por exemplo, mas uma variedade de matizes parecidas.

51 Para explicar melhor, passei a chamar as cores análogas de FAMÍLIAS DE CORES

52 FAMÍLIA DOS AZUIS FAMÍLIA DO ROXOS FAMÍLIA DOS VERMELHOS

53 FAMÍLIA DOS LARANJAS FAMÍLIA DOS AMARELOS FAMÍLIA DOS VERDES

54 CORES CONTRASTANTES são aquelas que estão em lados opostos no círculo cromático.

55 Quando usamos as cores contrastantes, elas competem entre si pela nossa atenção, porque são as mais diferentes.

56

57 Por tradição, as principais cores contrastantes são:

58 Normalmente usamos a mistura das cores contrastantes para fazer as cores terciárias:

59 Ainda existem as relações psicológicas da cor, como as Cores Quentes e Cores Frias, mas elas dependem da percepção de cada pessoa.

60 As cores possuem ainda diversas características, mas aqui foi apresentado apenas as principais, para ajudar no entendimento deste elemento da Linguagem Visual.

Cores. Misturando apenas essas três cores, em proporções e intensidades variadas, podemos obter todas as outras, mesmo as que não estão no

Cores. Misturando apenas essas três cores, em proporções e intensidades variadas, podemos obter todas as outras, mesmo as que não estão no Cores A cor é uma sensação provocada pela luz sobre o órgão da visão, isto é, sobre nossos olhos. A cor-luz pode ser observada através dos raios luminosos. Cor-luz é a própria luz que pode se decompor

Leia mais

A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO

A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO O que é a cor? ? O que é a cor? O que é a cor? A cor é uma perceção visual provocada pela ação de um feixe de ondas eletromagnéticas sobre células especializadas da retina,

Leia mais

Teoria da Cor - Fundamentos Básicos

Teoria da Cor - Fundamentos Básicos Teoria da Cor - Fundamentos Básicos O objetivo desse material de apoio é trazer algumas informações básicas sobre teoria da cor, embora seu estudo seja muito mais amplo e envolve diversos aspectos de percepção,

Leia mais

Estudo da cor [breve síntese]

Estudo da cor [breve síntese] Estudo da cor [breve síntese] Sem luz não existe cor Aristóteles, filósofo grego que viveu de 384 a 322 ac, parece ter sido o primeiro a perceber que os olhos não podem ver a cor sem luz. A cor está presente

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 O estudo das cores não é peculiar apenas da pintura ou do desenho; é um estudo amplo, que sem dúvida está presente dentro de muitas outras áreas e que estão diretamente interconectados. Veja nesta aula

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Utilização de Cores em HTML Cores primárias Cores secundárias 2 Utilização de Cores em HTML Os comprimentos de onda vermelho, amarelo

Leia mais

Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Marrom, vermelho e preto

Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Marrom, vermelho e preto Tabela para mistura de cores Verde Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Vinho Marrom, vermelho e preto Cinza Roxo Marrom Marrom oliva Marrom telha Marrom castanha Marrom claro

Leia mais

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq.

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq. Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES Professora Arq. SIMONE CAMILLO Você já tentou perceber o mundo em preto e branco? Você já pensou

Leia mais

Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO. Suélen Dayane Martins. Professora

Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO. Suélen Dayane Martins. Professora Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO Suélen Dayane Martins Professora Aspectos Históricos Aristóteles entendia a cor como propriedade dos corpos, defendido em sua obra De sensu et sensibili. Para

Leia mais

PROGRAMAÇÃO VISUAL COR. Prof. Carlos Café Dias

PROGRAMAÇÃO VISUAL COR. Prof. Carlos Café Dias PROGRAMAÇÃO VISUAL COR Prof. Carlos Café Dias O mundo à nossa volta é repleto de cores, mas tudo está na nossa cabeça, é ativado em nós. Experimentamos as cores por apenas um sentido: a visão. As cores

Leia mais

Prof. a Graciela Campos

Prof. a Graciela Campos Blog Design com Poesia [ http://gracicampos.wordpress.com/ ] Facebook GracicamposDesign [www.facebook.com/gracicamposdesign ] Prof. a Graciela Campos Blog Design e Poesia Prof. a Graciela Campos Link aulas

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS Fundamentos da cor A visão da cor É a capacidade de um organismo ou máquina de distinguir objetos baseando-se nos comprimentos de onda (ou freqüências) da luz sendo refletida,

Leia mais

Colégio Drummond/Anglo Cultura Artística e Literária 8º ano HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES

Colégio Drummond/Anglo Cultura Artística e Literária 8º ano HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES As cores harmoniosas são aquelas que funcionam bem em conjunto ou justapostas, e que produzem um esquema de cores atrativo. O círculo cromático ou roda das cores pode

Leia mais

Sem luz não existe cor

Sem luz não existe cor Estudo da cor Sem luz não existe cor Aristóteles, um filósofo grego, que viveu de 384 a 322 ac, parece ter sido o primeiro a perceber que os olhos não podem ver a cor sem luz. A cor está presente na nossa

Leia mais

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq.

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq. Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES Professora Arq. SIMONE CAMILLO A cor A ciência que estuda a medida das cores é chamada de colorimetria.

Leia mais

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores As imagens formadas na retina são planas, entretanto, conseguimos enxergar o volume dos objetos, uma das razões disto ocorrer é devido à iluminação nas diferentes

Leia mais

Processamento Digital de Imagens. Cor

Processamento Digital de Imagens. Cor Processamento Digital de Imagens Cor Em uma descrição física a cor está associada ao seu comprimento de onda. Ao se analisar o espectro eletromagnético na região do visível, os menores comprimentos de

Leia mais

Computação Gráfica Síntese de Cores

Computação Gráfica Síntese de Cores Computação Gráfica Síntese de Cores Professora: Sheila Cáceres Natureza da cor O ser humano é capaz de visualizar só um subconjunto do espectro de luz solar: desde 380 nanômetros (violeta) a 780 nanômetros

Leia mais

Design da Informação. Aula 08 Usando. Prof. Dalton Martins

Design da Informação. Aula 08 Usando. Prof. Dalton Martins Design da Informação Aula 08 Usando cores Prof. Dalton Martins dmartins@gmail.com Gestão da Informação Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás Círculo cromático Um círculo cromático

Leia mais

Características da cor

Características da cor Características da cor Qualquer cor particular pode ser obtida a partir da combinação de VERMELHO AZUL VERDE (Primárias aditivas) (no caso de transmissão) Isto é, uma fonte de luz vermelha, uma fonte de

Leia mais

Cor SCC0251 Processamento de Imagens

Cor SCC0251 Processamento de Imagens Cor SCC0251 Processamento de Imagens Prof. Moacir Ponti Jr. www.icmc.usp.br/~moacir Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação USP 2012/1 Moacir Ponti Jr. (ICMCUSP) Cor 2012/1 1 / 39 Sumário 1 Introdução

Leia mais

TEORIA DAS CORES. Então, contrariando o CMYK, no RGB a mistura de todas as cores resulta em branco e, a ausência delas, em preto.

TEORIA DAS CORES. Então, contrariando o CMYK, no RGB a mistura de todas as cores resulta em branco e, a ausência delas, em preto. TEORIA DAS CORES Basicamente há duas escalas para cores: o CMYK (composto por ciano, magenta, yellow e black) usado na impressão e tinturaria, além do RGB (red, green e blue) usado em monitores de projeção.

Leia mais

Cores. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado

Cores. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Cores Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Quais as cores das palavras abaixo? NÃO LEIA O QUE ESTÁ ESCRITO!!! A VARIÁVEL VISUAL COR As cores que percebemos são produzidas

Leia mais

APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º

APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º ano 1º trimestre Unidade I Cor Nome: Nº.: Turma: Ano: Professor(a): 1 Cor No momento, meu espírito está inteiramente tomado pela lei

Leia mais

Luz e Cor. Luz. Onda eletro-magnética. Computação Gráfica Interativa - Gattass 10/26/2004. Luz e Cor. λ (m) f (Hertz)

Luz e Cor. Luz. Onda eletro-magnética. Computação Gráfica Interativa - Gattass 10/26/2004. Luz e Cor. λ (m) f (Hertz) Marcelo Gattass, PUC-Rio Luz Onda eletro-magnética 10 2 10 4 10 6 10 8 10 10 10 12 10 14 10 16 10 18 10 20 (m) rádioam FM,TV Micro-Ondas Ultra-Violeta Infra-Vermelho RaiosX f (Hertz) 10 6 10 4 10 2 10

Leia mais

A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções.

A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções. A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções. A cor é construtiva: pois tendo um significado próprio, possui

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 5)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 5) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 5) 1 Sistema de cores A modelagem dos sistemas de cor é essencial, pois para a visualização

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 Aula 3.1 Conteúdo: Luz e sombra. 3 Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas de arte, com procedimentos

Leia mais

Curso de Bacharelado em Design de Moda. Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1

Curso de Bacharelado em Design de Moda. Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1 Curso de Bacharelado em Design de Moda Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1 Material 1. Papel A4 2. Um pacote A4 de papel color set 3. Lápis de cor ou caneta colorida ou pastel 4. Tesoura 5. Cola

Leia mais

CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL

CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL As cores que usamos emitem luminosidade ao nosso rosto, realçando ou apagando a coloração da pele. Existe um conjunto de cores específico para cada pessoa, de acordo

Leia mais

Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário.

Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário. Aula 06 Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário. Cor cria emoção Páginas que usam bem a cor têm

Leia mais

Espaço de Cor Fotografia Digital Prof. Rogério Simões

Espaço de Cor Fotografia Digital Prof. Rogério Simões Espaço de Cor Prof. Rogério Simões Espaço de Cor Muito antes da invenção dos primeiros monitores coloridos, cientistas, artistas e técnicos já se preocupavam com a maneira de representar cores uniformemente.

Leia mais

2-) Descreva algumas das diferenças entre mistura de cores de luz e mistura de cores de tintas.

2-) Descreva algumas das diferenças entre mistura de cores de luz e mistura de cores de tintas. Lista cores 1-) Três fontes de luz projetam luz sobre um anteparo como mostrado na figura ao lado. Cada fonte projeta uma região circular de cor diferente. A. Nomeie cada parte do anteparo com a cor apropriada.

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor O tom da cor Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor Ao escrever, cada pessoa tem uma maneira própria de fazer as letras. O mesmo acontece com a

Leia mais

Aplicações Informáticas B 12º Ano

Aplicações Informáticas B 12º Ano Aplicações Informáticas B 12º Ano Prof. Adelina Maia 2013/2014 AIB_U4A 1 Bases sobre a teoria da cor aplicada aos sistemas digitais (red / Green / blue) Modelo CMYK (cyan / magenta / yellow + Black) Modelo

Leia mais

Luz, Cor e Percepção Visual

Luz, Cor e Percepção Visual Luz, Cor e Percepção Visual André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Capítulo 13 do Foley O que é luz? Luz é uma forma de energia. Tipo de radiação eletromagnética com um comprimento de onda que afeta

Leia mais

Fundamentos sobre. Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE. Antonio G. Thomé Sala AEP/1033. Processamento de Imagens

Fundamentos sobre. Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE. Antonio G. Thomé Sala AEP/1033. Processamento de Imagens Universidade Federal do Rio de Janeiro - IM/DCC & NCE Fundamentos sobre Processamento de Imagens Antonio G. Thomé thome@nce.ufrj.br Sala AEP/1033 Sumário do Curso Introdução Ambientação com o MatLab Aquisição

Leia mais

INTRODUçÃO ÀS. UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota

INTRODUçÃO ÀS. UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota INTRODUçÃO ÀS UNIVERSIDADE DE AVEIRO Departamento de Física Detecção Remota Raquel Diogo, 38961 2011/2012 O que é o RGB? RGB abreviatura do sistema de cores aditivas: vermelho, r, verde, g e azul, b. As

Leia mais

Modelo RGB - Aplicações

Modelo RGB - Aplicações Modelo RGB - Aplicações As aplicações do modelo RGB estão associadas à emissão de luz por equipamentos como monitores de computador e ecrãs de televisão. O monitor CRT é essencialmente um tubo de raios

Leia mais

ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA

ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia- Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdos Cores

Leia mais

A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA. Prof. Clésio

A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA. Prof. Clésio A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA Prof. Clésio O domínio da representação gráfica se inclui no universo da comunicação visual, que por sua vez faz parte da comunicação social. Participa, portanto,

Leia mais

Prof. Fernando Lang da Silveira

Prof. Fernando Lang da Silveira As sombras são coloridas com as três cores originais das lâmpadas (vermelho, verde e azul) e mais outras três cores (magenta, ciano e amarelo), além do branco e do preto. Prof. Fernando Lang da Silveira

Leia mais

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga

Processamento de Imagens Coloridas. Prof. Adilson Gonzaga Processamento de Imagens Coloridas Prof. Adilson Gonzaga 1 Aparência de um Objeto A aparência de um objeto é o resultado de uma complexa interação da luz incidente sobre este objeto, suas características

Leia mais

MODELO de COR (1) ORIENTADO PARA O EQUIPAMENTO. Finalidade? Especificação precisa das cores numa certa gama, para determinada classe de equipamentos.

MODELO de COR (1) ORIENTADO PARA O EQUIPAMENTO. Finalidade? Especificação precisa das cores numa certa gama, para determinada classe de equipamentos. MODELO de COR (1) ORIENTADO PARA O EQUIPAMENTO Finalidade? Especificação precisa das cores numa certa gama, para determinada classe de equipamentos. O que é? Sub-espaço 3D Sistema de coordenadas 3D Combinação

Leia mais

Cores na Inteface Gráfica

Cores na Inteface Gráfica Cores na Inteface Gráfica Ana Paula Costa Fabiano Gonçalves Maria Cristina Díez Renato Pantel Introdução O uso correto da cor, facilita a formação do modelo mental. O uso adequado da cor pode facilitar

Leia mais

E-book. Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos

E-book. Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos E-book Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos Introdução Como vemos as cores Cores primárias, secundárias e terciárias Aspectos da cor Temperatura da cor Harmonia das cores 4 7 10 13 16 20 O que

Leia mais

Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco

Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco LUZ E COR A COR A cor é um produto cultural; não existe se não for percebida, isto é, se

Leia mais

Elementos de linguagem: A cor

Elementos de linguagem: A cor Profa Ana Rezende Ago /set 2006 A todo o momento recebemos informações através dos sentidos, da visão, do olfacto,... em cada cem informações que recebemos oitenta são visuais dessas, quarenta são cromáticas,

Leia mais

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão.

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Introdução Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Nesse Livro Digital vamos falar da Estrela de Oswald e resolver

Leia mais

IntroduÄÅo a teoria da cor Material desenvolvido e organizado pelo professor AndrÉ Furtado Material elaborado para a disciplina de Projeto Visual 3

IntroduÄÅo a teoria da cor Material desenvolvido e organizado pelo professor AndrÉ Furtado Material elaborado para a disciplina de Projeto Visual 3 Material para a disciplina Projeto Visual 3 Teoria da cor - introduäåo Prof. www.ufrgs.br Teoria da cor. Propriedades das cores As cores têm algumas propriedades inerentes que lhes permite se distinguir

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DA CORES

CLASSIFICAÇÃO DA CORES CLASSIFICAÇÃO DA CORES Na nossa vida cotidiana, estamos cercados por cores e as escolhemos regularmente, para nos vestir, decorar nossas casas ou mesmo para comprar um carro. Ter um olhar para as cores

Leia mais

Guilherme Lima. Designer Gráfico

Guilherme Lima. Designer Gráfico Guilherme Lima Designer Gráfico TEORIA DAS CORES A teoria A Teoria das Cores afirma que a cor é um fenômeno físico relacionado a existência da luz, ou seja, se a luz não existisse, não existiriam cores.

Leia mais

CORES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA

CORES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA CORES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE FÍSICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE FÍSICA MESTRANDO PATRESE VIEIRA PORTO ALEGRE, MAIO DE 2013 Ondas Eletromagnéticas As ondas são

Leia mais

Manual de Identidade Visual Indústria de Impressoras Tecnológicas da Amazônia Ltda

Manual de Identidade Visual Indústria de Impressoras Tecnológicas da Amazônia Ltda Manual de Identidade Visual INTRODUÇÃO Com a importância que a IITA tem conquistado no Brasil, é essencial que a nossa marca seja utilizada seguindo o Manual de Identidade Visual. Uma marca sempre bem

Leia mais

Entendendo o Perfil das Cores Prof. Dr. Enio Leite 4 Comentários - Última Atualização a: 04/07/2017

Entendendo o Perfil das Cores Prof. Dr. Enio Leite 4 Comentários - Última Atualização a: 04/07/2017 Entendendo o Perfil das Cores Prof. Dr. Enio Leite 4 Comentários - Última Atualização a: 04/07/2017 Artigo originalmente escrito por Karen Lynne Dejean, Junho de 2017. A cor é um dos principais elementos

Leia mais

Prof. a Graciela Campos

Prof. a Graciela Campos Blog Design com Poesia [ http://gracicampos.wordpress.com/ ] Facebook GracicamposDesign [www.facebook.com/gracicamposdesign ] Prof. a Graciela Campos Prof. a Graciela Campos Link aulas / plano de aula

Leia mais

COR. Prof. Wanderlei Paré

COR. Prof. Wanderlei Paré DEFINIÇÃO Cada fonte, ou centro luminoso, emana ondas ou vibrações que, impressionando a vista, dão precisamente a sensação de luz. A luz se compõe de uma mistura de radiações de diferentes longitudes

Leia mais

COMBINAÇÃO DE CORES NA DECORAÇÃO: UM GUIA PARA NÃO ERRAR A MÃO!

COMBINAÇÃO DE CORES NA DECORAÇÃO: UM GUIA PARA NÃO ERRAR A MÃO! COMBINAÇÃO DE CORES NA DECORAÇÃO: UM GUIA PARA NÃO ERRAR A MÃO! Introdução 3 A roda de cores 6 Paleta de cores 10 Combinações que dão certo 15 Algumas dicas 20 Conclusão 26 Sobre a Valle Casa & Conforto

Leia mais

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris.

FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. FÍSICA B Aula 12 As cores do arco-íris. DISPERSÃO DA LUZ BRANCA Quando um prisma é atravessado obliquamente por luz branca, ela é decomposta nas cores do arco-íris, e a este fenômeno damos o nome de dispersão.

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O manual da marca do Consultório na Rua tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o serviço, compreendendo os padrões e regras de aplicação

Leia mais

Sistema de Cores. Guillermo Cámara-Chávez

Sistema de Cores. Guillermo Cámara-Chávez Sistema de Cores Guillermo Cámara-Chávez Conceitos Motivação - poderoso descritor de característica que simplifica identificação e extração de objetos da cena; - humanos podem distinguir milhares de tonalidades

Leia mais

Apostila de rendering automotivo

Apostila de rendering automotivo Apostila de rendering automotivo idealização/ execução/ ilustrações: Leonardo Castilho INTRODUÇÃO Rendering, é uma forma de arte rápida, limpa, essencialmente é algo 3D projetado em uma folha de papel.

Leia mais

Robert Grosseteste ( ):

Robert Grosseteste ( ): A Cor Idade Média Alhazen (965-1039): Descobriu as leis da refracção examinando a passagem de luz através de vários meios; Fez as primeiras experiências sobre a dispersão de luz nas suas cores constituintes;

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 7 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores explica como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu qualidade Modo

Leia mais

Primeira atividade Trabalhando com as cores primárias. Pintar os espaços do gráfico que representam as cores primárias. Objetivos

Primeira atividade Trabalhando com as cores primárias. Pintar os espaços do gráfico que representam as cores primárias. Objetivos Primeira atividade Trabalhando com as cores primárias Pintar os espaços do gráfico que representam as cores primárias. Objetivos - Desenvolver o pensamento lógico. - Fazer associações. - Usar o senso estético,

Leia mais

TEORIA DA COR NO DESIGN

TEORIA DA COR NO DESIGN FAUPUCRS Design Gráfico TEORIA DA COR NO DESIGN Prof. Arq. Mario Ferreira, Dr.Eng. Outubro, 2011 AXIOMAS NA ÁREA DO DESIGN Projeto cromático tipo e utilização do elemento (objeto ou imagem) tratado; Falta

Leia mais

Então, como saber se uma cor que esteja sendo vista na tela será obtida com a mesma aparência na impressão? É aí que entram os modos de cor.

Então, como saber se uma cor que esteja sendo vista na tela será obtida com a mesma aparência na impressão? É aí que entram os modos de cor. Variações de cores entre dispositivos Todo trabalho feito em computação gráfica, mais especificamente com impressão, pode apresentar variações do tipo exibido abaixo. Você vê as cores de um modo na tela,

Leia mais

As cores são ações e paixões da luz.

As cores são ações e paixões da luz. As cores são ações e paixões da luz. Goethe Robert Delunay, Drama políltico, óleo e colagem sobre cartão, 88,7 x 67,3, 1914 Cada olhar envolve uma observação, cada observação uma reflexão, cada reflexão

Leia mais

diariodocabelo.com.br

diariodocabelo.com.br Este e-book foi feito carinhosamente para você, reunindo as melhores dicas de colorimetria capilar e cortes que você precisa para alcançar seus objetivos profissionais. Cortes de Cabelo Técnicas maravilhosas

Leia mais

MANUAL DE MARCA HEXAGON ELO LINE MODE

MANUAL DE MARCA HEXAGON ELO LINE MODE MAUAL DE MARCA ODELO LI ODELO LIE MODEL ODELO LIE MODELO ELO LIE MODE M LO LI 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 SUMÁRIO Assinatura Principal Assinaturas Alternativas Padrão Tipográfico Padrão Cromático

Leia mais

NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015

NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015 NOTAS AULAS DE FÍSICA ÓPTICA 05/2015 Professor Danilo Lima Site: estudeadistancia.professordanilo.com PREFÁCIO Estas notas são divulgadas periodicamente no blog estudeadistancia.professordanilo.com A data

Leia mais

Diagramas e Camadas Representação e Linguagem em Arquitetura ARQ1342 Tópicos Especiais em Arquitetura XXVII Prof. Gabriel Duarte

Diagramas e Camadas Representação e Linguagem em Arquitetura ARQ1342 Tópicos Especiais em Arquitetura XXVII Prof. Gabriel Duarte Diagramas e Camadas Representação e Linguagem em Arquitetura ARQ1342 Tópicos Especiais em Arquitetura XXVII Prof. Gabriel Duarte AULA 04 Imagem Digital / Pós-Produção Cores & Contrastes Tutorial B (parte

Leia mais

LUZ DIVISÃO DAS CORES. PIGMENTO (tinta) RGB provoca problemas de impressão Quando for para uso em impressos nunca utilizar RGB.

LUZ DIVISÃO DAS CORES. PIGMENTO (tinta) RGB provoca problemas de impressão Quando for para uso em impressos nunca utilizar RGB. Processo ADITIVO Processo SUBTRATIVO LUZ PIGMENTO (tinta) CORES PRIMÁRIAS R = Red G = Green B = Blue Uso: Monitores (web) DIVISÃO DAS CORES CORES PRIMÁRIAS C = Cyan M = Magenta Y = Yellow + K = Black*

Leia mais

Prof. a Graciela Campos

Prof. a Graciela Campos Blog Design com Poesia [ http://gracicampos.wordpress.com/ ] Facebook GracicamposDesign [www.facebook.com/gracicamposdesign ] Prof. a Graciela Campos Blog Design e Poesia Prof. a Graciela Campos Link aulas

Leia mais

Fenômeno Físico Como a cor acontece

Fenômeno Físico Como a cor acontece Fenômeno Físico Como a cor acontece Teoria das Cores Definição Expressa uma sensação visual que nos oferece a natureza através dos raios de luz irradiados em nosso planeta. A cor não existe, materialmente

Leia mais

As imagens. As imagens. Representação digital de imagens. As imagens Wilson de Pádua Paula Filho 1

As imagens. As imagens. Representação digital de imagens. As imagens Wilson de Pádua Paula Filho 1 As As As Dispositivos gráficos Resolução espacial de : pixel - unidade de imagem, usada para medir resolução gráfica; visão humana - cerca de 3000 x 3000 pixels; fotografia - até 8000 x 8000 pixels. 2001

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Obrigado! Este manual apresenta as normas e orientações para o uso da identidade visual do INEA. No entanto, somente com a sua participação será atingido o objetivo de comunicar

Leia mais

Cores em Imagens e Vídeo

Cores em Imagens e Vídeo Aula 05 Cores em Imagens e Vídeo Diogo Pinheiro Fernandes Pedrosa Universidade Federal Rural do Semiárido Departamento de Ciências Exatas e Naturais Ciência da Computação Ciência das Cores A cor é fundamentada

Leia mais

SEMIÓTICA DAS CORES. A cor é estímulo (cromoterapia) É elemento de diferenciação Determina um estilo

SEMIÓTICA DAS CORES. A cor é estímulo (cromoterapia) É elemento de diferenciação Determina um estilo SEMIÓTICA DAS CORES SEMIÓTICA DAS CORES A cor é uma sensação visual, uma onda luminosa, um raio de luz branca que atravessa nossos olhos. Não tem existência material, trata-se apenas de sensação produzida

Leia mais

Imagem Digital. Claudio Carvilhe

Imagem Digital. Claudio Carvilhe Imagem Digital Claudio Carvilhe Imagem Digital Roteiro Introdução. Pixel. Resolução espacial. Cor. Processamento de imagens. Introdução Informação Visual: Imagem vista na tela. Informação Descritiva: Modelo

Leia mais

Teoria tricromática de Young-Helmholtz

Teoria tricromática de Young-Helmholtz ESPECIALIZAÇAO EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO Teoria tricromática de Young-Helmholtz Prof. Nelson Luiz Reyes Marques É um agente físico capaz de sensibilizar os nossos órgãos visuais. Dispersão

Leia mais

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração.

Tipos de cores. Entendendo as cores. Imprimindo. Usando cores. Manuseio de papel. Manutenção. Solucionando problemas. Administração. Sua impressora permite que você se comunique em cores. As cores chamam a atenção, indicam respeito e agregam valor ao material ou às informações impressas. O uso de cor aumenta o público leitor e faz com

Leia mais

imagem COMUNICAÇÃO VISUAL

imagem COMUNICAÇÃO VISUAL imagem COMUNICAÇÃO VISUAL Imagem (do latim imago) é toda e qualquer visualização gerada pelo ser humano, seja em forma de objeto, de obra de arte, de registro foto-mecânico, de construção pictórica (pintura,

Leia mais

Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, enquanto o preto é a ausência de luz. Uma luz branca pode ser

Considerando as cores como luz, a cor branca resulta da sobreposição de todas as cores, enquanto o preto é a ausência de luz. Uma luz branca pode ser Noções de cores Cor é como o olho dos seres vivos animais interpreta a reemissão da luz vinda de um objeto que foi emitida por uma fonte luminosa por meio de ondas eletromagnéticas; Corresponde à parte

Leia mais

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110

Fundamentos. da Cor. Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Fundamentos da Cor Aluno: Claudio Dreher de Araujo Número de matrícula: 0519503-9 Curso: Design (420) Turma: 0195A Disciplina: Teoria da Luz e Cor - EGR5110 Professora: Berenice Gonçalves Data de entrega:

Leia mais

STV 29 SET SINAL I esta tensão de vídeo é produzida na matriz do transmissor como a seguinte combinação de vermelho, verde e azul:

STV 29 SET SINAL I esta tensão de vídeo é produzida na matriz do transmissor como a seguinte combinação de vermelho, verde e azul: STV 29 SET 2008 1 LARGURA DE FAIXA DO SINAL Y este sinal é transmitido com a largura de faixa da freqüência de vídeo completa de 0-4 MHz, como na transmissão monocromática contudo, a maioria dos receptores

Leia mais

Atividade Prática. Rascunho

Atividade Prática. Rascunho Atividade Prática A oportunidade de explorar as cores é maravilhosa, pois, podemos ver o quão poderosas podem ser suas misturas. Heitor dos Prazeres foi um artista plástico que baseou suas obras na experimentação

Leia mais

Cores em Computação Gráfica

Cores em Computação Gráfica Cores em Computação Gráfica Uso de cores permite melhorar a legibilidade da informação, possibilita gerar imagens realistas, focar atenção do observador, passar emoções e muito mais. Colorimetria Conjunto

Leia mais

CORANTES A Química nas Cores. Brasil. Pau brasil. Da árvore, o corante. Das cores, o carnaval. Nas cores, a química!

CORANTES A Química nas Cores. Brasil. Pau brasil. Da árvore, o corante. Das cores, o carnaval. Nas cores, a química! CORANTES A Química nas Cores Brasil. Pau brasil. Da árvore, o corante. Das cores, o carnaval. Nas cores, a química! Por toda a história, corantes e pigmentos foram objetos de atividades comerciais. Hoje,

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Web Design - Cores

Tópicos de Ambiente Web Web Design - Cores Tópicos de Ambiente Web Web Design - Cores Professora: Sheila Cáceres Estudo de Cores O olho humano pode distinguir aproximadamente entre 7 e 10 milhões de cores. As cores que são vistas vêm da parte da

Leia mais

Volume I. Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior

Volume I. Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior Volume I Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior 2013 Luz & Cores 2013 FotoMBoé 2 Neste primeiro volume apresentaremos as propriedades das cores e as suas três classificações que são elas: Cores-Pigmento

Leia mais

Resistor Parte 2. Resistores com 5 faixas coloridas. Vanderlei Alves S. da Silva

Resistor Parte 2. Resistores com 5 faixas coloridas. Vanderlei Alves S. da Silva Resistor Parte 2 Vanderlei Alves S. da Silva Nesta segunda parte sobre resistores vamos aprender a interpretar o código de cores em resistores que trazem cinco cores para apresentar o valor de sua resistência

Leia mais

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS. MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS. MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS MÓDULO 02 Aula 06 Assuntos a serem abordados 08. Elementos da Composição do Ambiente:

Leia mais

COLORIMETRIA APLICADA - 2016

COLORIMETRIA APLICADA - 2016 COLORIMETRIA 2016 Essa apostila tem por objetivo esclarecer a matemática exta das cores e seu fundamento na Micropigmentação, numa linguagem simples e de fácil entendimento para profissionais que já atuam

Leia mais

Teoria das Cores Cor Pigmento

Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Primárias Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Secundárias Cores Terciárias Cores Quentes Cores Neutras Cores Frias 1 Cores Complementares Cores Análogas Análogas do amarelo Análogas do verde Análogas

Leia mais

Morfologia Matemática colorida

Morfologia Matemática colorida Morfologia Matemática colorida Conceitos fundamentais: Morfologia Matemática de imagens coloridas Amplamente explorada em sua forma binaria

Leia mais

Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01

Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01 Introdução ao Processamento de Imagens Digitais Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 06 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Formação: Graduação

Leia mais

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga

Gama do monitor. Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga Michael v.ostheim Tradução: Marcus Gama Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 4 2 Usando as imagens de teste 4 2.1 Imagem de teste da escala de cinza............................ 4 2.2

Leia mais