ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA"

Transcrição

1 ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA

2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia- Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2

3 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdos Cores primárias, secundárias e terciárias Cores quentes e cores frias O mundo das cores: Cor e luz, harmonia das cores, equilíbrio e harmonia 3

4 CONTEÚDOS E HABILIDADES Habilidades Reconhecer diferentes funções da arte, do trabalho da produção dos artistas em seus meios culturais. Analisar as diversas produções artísticas como meio de explicar diferentes culturas, padrões de beleza e preconceitos. 4

5

6 O que são cores primárias? As cores primárias ou cores puras são: o vermelho, o azul e o amarelo. Temos também as cores: secundaria e terciária 6

7 Teoria das Cores Cor Pigmento 7

8 Preview A cor que percebemos é definida por fatores naturais ou físicos e está relacionada à fonte de luz sobre o objeto e a reação do mesmo. Quando essa fonte, que possuí todas as cores, atinge determinado objeto, ele reflete de volta as cores, porém aquela que não é refletida de volta é a que nós conseguiremos visualizar, sendo possível dizer que aquela é a cor do objeto. 8

9 A ciência que estuda a medida das cores é chamada de colorimetria. A colorimetria desenvolve métodos de quantificação da cor e estuda o tom, a saturação e a intensidade da cor. 9

10 Cores A cor vermelha Possui vários significados, dentre eles paixão, energia e fogo. Um dos significados da cor vermelha na cromoterapia é o incentivo ao recomeço e à motivação. 10

11 O Azul É uma cor fria. É a mais fria entre as cores frias quando comparada com as de tom violeta e verde. A cor, está associada à calma, à harmonia e à serenidade, como seus aspectos positivos. O azul também está ligado à aristocracia e aos reis e rainhas, aqueles que têm o sangue azul. 11

12 O amarelo É uma cor suave e alegre que simboliza o otimismo. 12

13 O azul misturado com o amarelo origina o verde. O azul misturado com o vermelho origina o roxo, O vermelho misturado com o amarelo origina o laranja. 13

14 Círculo Cromático 14

15 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Criação das cores secundárias 15

16 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 1. Agora é o momento que nós teremos para fazer nossas experiências. Observe o vídeo e em seguida crie as cores secundárias a partir das primárias. 16

17 Cor Cor e pigmento podem ser extraídos da natureza. 17

18 Preview Você sabia que foram os gregos os primeiros a preocuparse com o estudo das cores? Mas também sabemos que os homens pré-históricos já se preocupavam em colorir seus desenhos nas cavernas (pinturas rupestres) e, para isso, copiavam as cores da natureza. 18

19 Cores quentes As cores quentes transmitem-nos energia e calor, pois nos lembram o sol e o fogo. São cores alegres que têm poder de aproximar as imagens e faze-las parecer maiores do que são. São elas: Amarelo, Laranja e Vermelho com todas as nuances dessas cores. 19

20 Cores frias As cores frias transmitem-nos calma, tranquilidade e tristeza, pois nos lembram água, mares vegetais, florestas. Têm o poder de afastar imagens e fazê-las parecer menores. São elas: Verde, Azul e Roxo e todas as suas nuances. 20

21 Monocromia (Mono = Uma; Cromo = Cor; uma cor) 21

22 Monocromia é a variação tonal das nuances e matizes de uma determinada cor. Nuanças ou matizes são graduações quase imperceptíveis de uma cor, Aplicam-se a todas elas, pois dar-lhes sobretons, como, por exemplo: vermelho + branco = cor-derosa ou vermelho + preto = bordô. 22

23 Policromia (Poli = Muitos; Cromo = Cor; muitas cores) Policromia é o emprego de variadas cores com ou sem ordem estabelecida. Causando um belo impacto visual. 23

24 Cores no nosso dia a dia 24

25 Cores no nosso dia a dia 25

26 Desenho e pintura O tema pode ser uma paisagem, uma natureza morta, uma cena mitológica ou cotidiana. Já a pintura abstrata não procura retratar objetos ou paisagens, pois está inserida em uma realidade própria. Paisagem Natureza morta 26

27 Mitológica Cotidiana 27

28 Histórica Folclórica Autorretrato 28

29 Já a pintura abstrata não procura retratar objetos ou paisagens, pois está inserida em uma realidade própria. 29

30 Pintura digital O desenho digital é uma técnica de desenho onde o desenhista deve dominar as mesmas técnicas básicas do desenho em papel e, também conhecer bem as mais utilizadas ferramentas de trabalho para este ramo, o programa photoshop. Mas só isto não é o bastante, o desenhista de desenho digital de saber ler, interpretar e conceitualizar a ilustração digital a partir de textos jornalísticos, ensaios, colunas e livros didáticos e paradidáticos. 30

31 Pintura digital 31

32 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Agora é a sua vez, que tal criar uma variação tonal? Escolha apenas uma cor e faça o exercício da variação tonal. 32

33 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA 33

34 DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Exemplo com cor azul: pode-se usar o azul, azul-claro, azulescuro ou outras cores que tendem para o azulado. pode-se acrescentar preto ou branco para alterar a tonalidade da cor escolhida. Capriche! 34

35 RESUMO DO DIA 35

36 RESUMO DO DIA 36

37 RESUMO DO DIA Preview Em nossa interatividade, nossos alunos apresentarão o resumo das nossas aulas utilizando uma das áreas da arte: pintura, escultura, teatro, música, poesia, dança, cordel. A escolha é livre, mais é de extrema importância que seja apresentado o nosso momento da arte. 37

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 Aula 3.1 Conteúdo: Luz e sombra. 3 Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas de arte, com procedimentos

Leia mais

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq.

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq. Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES Professora Arq. SIMONE CAMILLO A cor A ciência que estuda a medida das cores é chamada de colorimetria.

Leia mais

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor

Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor O tom da cor Arte da cor. Se no desenho o que mais se utiliza é o traço, na pintura o mais importante é a cor Ao escrever, cada pessoa tem uma maneira própria de fazer as letras. O mesmo acontece com a

Leia mais

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique:

Levando em consideração o valor das cores nas obras de arte, explique: Atividade extra Módulo 1 Fascículo 1 Artes Unidade 1 Artes: Princípios e Linguagens Questão 1 As cores são capazes de nos transmitir diversas sensações, criar espaços, dar volume a um objeto, aproximá-lo

Leia mais

APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º

APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II APOSTILA DE ARTES VISUAIS 7º ano 1º trimestre Unidade I Cor Nome: Nº.: Turma: Ano: Professor(a): 1 Cor No momento, meu espírito está inteiramente tomado pela lei

Leia mais

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq.

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq. Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES Professora Arq. SIMONE CAMILLO Você já tentou perceber o mundo em preto e branco? Você já pensou

Leia mais

A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO

A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO A Luz-Cor EDUCAÇÃO VISUAL 8º ANO O que é a cor? ? O que é a cor? O que é a cor? A cor é uma perceção visual provocada pela ação de um feixe de ondas eletromagnéticas sobre células especializadas da retina,

Leia mais

imagem COMUNICAÇÃO VISUAL

imagem COMUNICAÇÃO VISUAL imagem COMUNICAÇÃO VISUAL Imagem (do latim imago) é toda e qualquer visualização gerada pelo ser humano, seja em forma de objeto, de obra de arte, de registro foto-mecânico, de construção pictórica (pintura,

Leia mais

Cores. Misturando apenas essas três cores, em proporções e intensidades variadas, podemos obter todas as outras, mesmo as que não estão no

Cores. Misturando apenas essas três cores, em proporções e intensidades variadas, podemos obter todas as outras, mesmo as que não estão no Cores A cor é uma sensação provocada pela luz sobre o órgão da visão, isto é, sobre nossos olhos. A cor-luz pode ser observada através dos raios luminosos. Cor-luz é a própria luz que pode se decompor

Leia mais

Professor Gerson Witte Artes - EMI Informática. As Cores. Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I

Professor Gerson Witte Artes - EMI Informática. As Cores. Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I As Cores Professor Gerson Witte EMI Informática Artes I Apesar de serem o mesmo fenômeno físico, existe duas maneiras de entender as cores. A cor é uma radiação eletromagnética, corresponde à parte do

Leia mais

Design da Informação. Aula 08 Usando. Prof. Dalton Martins

Design da Informação. Aula 08 Usando. Prof. Dalton Martins Design da Informação Aula 08 Usando cores Prof. Dalton Martins dmartins@gmail.com Gestão da Informação Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás Círculo cromático Um círculo cromático

Leia mais

AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS. Daniel C. Zanotta 22/06/2017

AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS. Daniel C. Zanotta 22/06/2017 AULA 9 TRANSFORMAÇÃO RGB IHS Daniel C. Zanotta 22/06/2017 SISTEMA ADITIVO DE CORES (LUZ) LUZ: A LUZ É COMPOSTA DE VIBRAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS QUE CORRESPONDEM ÀS CORES. ESSAS VIBRAÇÕES TEM ESPECÍFICAS FREQUÊNCIAS

Leia mais

Teoria da Cor - Fundamentos Básicos

Teoria da Cor - Fundamentos Básicos Teoria da Cor - Fundamentos Básicos O objetivo desse material de apoio é trazer algumas informações básicas sobre teoria da cor, embora seu estudo seja muito mais amplo e envolve diversos aspectos de percepção,

Leia mais

Sem luz não existe cor

Sem luz não existe cor Estudo da cor Sem luz não existe cor Aristóteles, um filósofo grego, que viveu de 384 a 322 ac, parece ter sido o primeiro a perceber que os olhos não podem ver a cor sem luz. A cor está presente na nossa

Leia mais

Colégio Drummond/Anglo Cultura Artística e Literária 8º ano HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES

Colégio Drummond/Anglo Cultura Artística e Literária 8º ano HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES HARMONIA DE CORES OU ESQUEMA DE CORES As cores harmoniosas são aquelas que funcionam bem em conjunto ou justapostas, e que produzem um esquema de cores atrativo. O círculo cromático ou roda das cores pode

Leia mais

Estudo da cor [breve síntese]

Estudo da cor [breve síntese] Estudo da cor [breve síntese] Sem luz não existe cor Aristóteles, filósofo grego que viveu de 384 a 322 ac, parece ter sido o primeiro a perceber que os olhos não podem ver a cor sem luz. A cor está presente

Leia mais

Cores. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado

Cores. Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Cores Profa. Dra. Rúbia Gomes Morato Prof. Dr. Reinaldo Paul Pérez Machado Quais as cores das palavras abaixo? NÃO LEIA O QUE ESTÁ ESCRITO!!! A VARIÁVEL VISUAL COR As cores que percebemos são produzidas

Leia mais

PROGRAMAÇÃO VISUAL COR. Prof. Carlos Café Dias

PROGRAMAÇÃO VISUAL COR. Prof. Carlos Café Dias PROGRAMAÇÃO VISUAL COR Prof. Carlos Café Dias O mundo à nossa volta é repleto de cores, mas tudo está na nossa cabeça, é ativado em nós. Experimentamos as cores por apenas um sentido: a visão. As cores

Leia mais

SEMIÓTICA DAS CORES. A cor é estímulo (cromoterapia) É elemento de diferenciação Determina um estilo

SEMIÓTICA DAS CORES. A cor é estímulo (cromoterapia) É elemento de diferenciação Determina um estilo SEMIÓTICA DAS CORES SEMIÓTICA DAS CORES A cor é uma sensação visual, uma onda luminosa, um raio de luz branca que atravessa nossos olhos. Não tem existência material, trata-se apenas de sensação produzida

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário.

Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário. Aula 06 Uma boa palheta de cores pode chamar seu público para seu site, fornecer uma sensação de imersão poderosa. Boa palheta de cores Impacto no usuário. Cor cria emoção Páginas que usam bem a cor têm

Leia mais

Uso de Cores no Design de Interfaces

Uso de Cores no Design de Interfaces CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Uso de Cores no Design de Interfaces Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Interação Homem-Computador Faculdade de

Leia mais

Prof. a Graciela Campos

Prof. a Graciela Campos Blog Design com Poesia [ http://gracicampos.wordpress.com/ ] Facebook GracicamposDesign [www.facebook.com/gracicamposdesign ] Prof. a Graciela Campos Blog Design e Poesia Prof. a Graciela Campos Link aulas

Leia mais

Teoria das Cores Cor Pigmento

Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Primárias Teoria das Cores Cor Pigmento Cores Secundárias Cores Terciárias Cores Quentes Cores Neutras Cores Frias 1 Cores Complementares Cores Análogas Análogas do amarelo Análogas do verde Análogas

Leia mais

TEORIA DAS CORES. Então, contrariando o CMYK, no RGB a mistura de todas as cores resulta em branco e, a ausência delas, em preto.

TEORIA DAS CORES. Então, contrariando o CMYK, no RGB a mistura de todas as cores resulta em branco e, a ausência delas, em preto. TEORIA DAS CORES Basicamente há duas escalas para cores: o CMYK (composto por ciano, magenta, yellow e black) usado na impressão e tinturaria, além do RGB (red, green e blue) usado em monitores de projeção.

Leia mais

Apostila de rendering automotivo

Apostila de rendering automotivo Apostila de rendering automotivo idealização/ execução/ ilustrações: Leonardo Castilho INTRODUÇÃO Rendering, é uma forma de arte rápida, limpa, essencialmente é algo 3D projetado em uma folha de papel.

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO DE ESTUDOS INDEPENDENTES - 2016 ESCOLA REFERENCIA Aluno: Série Ano Data: Matéria: _Artes Turno: tarde Valor: Nota: Professora: Ana Carolina Supervisoras:

Leia mais

Processamento Digital de Imagens. Cor

Processamento Digital de Imagens. Cor Processamento Digital de Imagens Cor Em uma descrição física a cor está associada ao seu comprimento de onda. Ao se analisar o espectro eletromagnético na região do visível, os menores comprimentos de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA TERRA DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO GB 097 AULA 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA TERRA DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO GB 097 AULA 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS DA TERRA DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA MAPEAMENTO GEOMORFOLÓGICO GB 097 AULA 2 Professor: Fabiano A. Oliveira 2017 RECUPERAÇÃO DE CONCEITOS: CARTOGRAFIA TEMÁTICA

Leia mais

Cores na Inteface Gráfica

Cores na Inteface Gráfica Cores na Inteface Gráfica Ana Paula Costa Fabiano Gonçalves Maria Cristina Díez Renato Pantel Introdução O uso correto da cor, facilita a formação do modelo mental. O uso adequado da cor pode facilitar

Leia mais

Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar

Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar M A N U A L D E I D E N T I D A D E V I S U A L Cinco eixos, dentro da Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, visam fortalecer as políticas públicas e dar voz e vez às pessoas

Leia mais

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS

PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS PROCESSAMENTO DE IMAGENS COLORIDAS Fundamentos da cor A visão da cor É a capacidade de um organismo ou máquina de distinguir objetos baseando-se nos comprimentos de onda (ou freqüências) da luz sendo refletida,

Leia mais

E-book. Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos

E-book. Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos E-book Guia de Cores: entenda seus conceitos e usos Introdução Como vemos as cores Cores primárias, secundárias e terciárias Aspectos da cor Temperatura da cor Harmonia das cores 4 7 10 13 16 20 O que

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 1.2

Leia mais

CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL

CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL CORES CONHEÇA SUA COLORAÇÃO PESSOAL As cores que usamos emitem luminosidade ao nosso rosto, realçando ou apagando a coloração da pele. Existe um conjunto de cores específico para cada pessoa, de acordo

Leia mais

A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA. Prof. Clésio

A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA. Prof. Clésio A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA: A LINGUAGEM DO MAPA Prof. Clésio O domínio da representação gráfica se inclui no universo da comunicação visual, que por sua vez faz parte da comunicação social. Participa, portanto,

Leia mais

CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES DE ARTE 3 TRIMESTRE 2017 Professora: Fernanda Bastos TURMA DATA AVALIAÇÂO CONTEÚDOS PESO

CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES DE ARTE 3 TRIMESTRE 2017 Professora: Fernanda Bastos TURMA DATA AVALIAÇÂO CONTEÚDOS PESO CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES DE ARTE 3 TRIMESTRE 2017 Professora: Fernanda Bastos TURMA DATA AVALIAÇÂO CONTEÚDOS PESO 611 22/11 Trabalho 1: Desenho inspirado nos Gatos do artista Aldemir Martins e pintura

Leia mais

Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco

Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco Professora Cristina Cardoso 8º Ano- EDUCAÇÃO VISUAL Escola Básica e Secundária D. Martinho Vaz de Castelo Branco LUZ E COR A COR A cor é um produto cultural; não existe se não for percebida, isto é, se

Leia mais

EBOOK O PODER DAS CORES NA DECORAÇÃO

EBOOK O PODER DAS CORES NA DECORAÇÃO EBOOK O PODER DAS CORES NA DECORAÇÃO As cores são elementos presentes em nossa vida de diversas formas, aparecendo nas roupas, nos ambientes, na alimentação, e em tantas outras coisas, pois cada uma tem

Leia mais

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de

Copiright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total desta aula só é permitida através de autorização por escrito de 1 O estudo das cores não é peculiar apenas da pintura ou do desenho; é um estudo amplo, que sem dúvida está presente dentro de muitas outras áreas e que estão diretamente interconectados. Veja nesta aula

Leia mais

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS. MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores

CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS. MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS MÓDULO 02 Composição/Decoração de Interiores CURSO COMPLETO DE PROJETO DE MÓVEIS MÓDULO 02 Aula 06 Assuntos a serem abordados 08. Elementos da Composição do Ambiente:

Leia mais

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão.

Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Introdução Meu Nome é David Rocha Amante da Colorimetria capilar estou aqui para entregar o meu conhecimento que adquiri em anos de Profissão. Nesse Livro Digital vamos falar da Estrela de Oswald e resolver

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES

Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: Aula 1: Cores primárias e cores secundária Aula 2: Luz e sombra 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

Professor Roberson Calegaro

Professor Roberson Calegaro Elevar? Libertar? O que é arte? Do latim ars, significando técnica e/ou habilidade) pode ser entendida como a atividade humana ligada às manifestações de ordem estética ou comunicativa, realizada por meio

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. Apresentação. Teste Diagnóstico prova teórico-prática

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. Apresentação. Teste Diagnóstico prova teórico-prática ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES 3º C.E.B. DISCIPLINA: EDUCAÇÃO VISUAL ANO: 8º ANO LECTIVO 010/011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS INSTRUMENTOS

Leia mais

COLORINDO SEUS SONHOS...

COLORINDO SEUS SONHOS... COLORINDO SEUS SONHOS... DICAS PARA PINTURA DE QUARTO DE SEU MAIOR TESOURO: UM FILHO... Escolhendo a cor e a tinta certa para o quarto do bebê Prezar pelo bem-estar da criança é o ponto primordial na hora

Leia mais

A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções.

A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções. A cor exerce múltiplas ações: impressionar, expressar e a de construir Uma imagem. A cor vista: impressiona ; a cor sentida : provoca emoções. A cor é construtiva: pois tendo um significado próprio, possui

Leia mais

Características da cor

Características da cor Características da cor Qualquer cor particular pode ser obtida a partir da combinação de VERMELHO AZUL VERDE (Primárias aditivas) (no caso de transmissão) Isto é, uma fonte de luz vermelha, uma fonte de

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Série: 6ª - Ensino Fundamental Professora: Ione A. Botelho Atividades para Estudos Autônomos Data: 23 / 05 / 2016 Aluno(a): N o.: Turma: ORIENTAÇÕES:

Leia mais

ARTE MÓDULO 2 CEESVO. 2ª Série Ensino Médio. Módulo 2

ARTE MÓDULO 2 CEESVO. 2ª Série Ensino Médio. Módulo 2 2ª Série Ensino Médio Módulo 2 1 ORIENTAÇÃO INICIAL DE ARTE ENSINO MÉDIO Caro aluno (a), seja bem-vindo (a). Você está iniciando uma nova etapa em sua vida: seus estudos. Juntos estaremos iniciando o curso

Leia mais

Filosofia da Arte. Unidade II O Universo das artes

Filosofia da Arte. Unidade II O Universo das artes Filosofia da Arte Unidade II O Universo das artes FILOSOFIA DA ARTE Campo da Filosofia que reflete e permite a compreensão do mundo pelo seu aspecto sensível. Possibilita compreender a apreensão da realidade

Leia mais

03/12/2014. Prof. Fabiano Taguchi. (66) FERRAMENTAS PARA AUTORIA

03/12/2014. Prof. Fabiano Taguchi.  (66) FERRAMENTAS PARA AUTORIA Prof. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com (66) 9953-7642 FERRAMENTAS PARA AUTORIA 1 MICROSOFT POWER POINT: Ferramenta voltada para orientação de slides; ACROBAT

Leia mais

SÉRIE: 6 ANO TURMA(S): A,B,C,D DISCIPLINA: ARTES PROFESSOR(A): ROBSON REIS. copo descartável, revistas, cola e tesoura. Valor: 1.5

SÉRIE: 6 ANO TURMA(S): A,B,C,D DISCIPLINA: ARTES PROFESSOR(A): ROBSON REIS. copo descartável, revistas, cola e tesoura. Valor: 1.5 SÉRIE: 6 ANO TURMA(S): A,B,C,D DISCIPLINA: ARTES PROFESSOR(A): ROBSON REIS TEMA DA ETAPA: ESTUDO DAS CORES 1. Tema da atividade: Produção de capa da I Etapa (desenho livre) Escrever a palavra I Etapa de

Leia mais

Cor SCC0251 Processamento de Imagens

Cor SCC0251 Processamento de Imagens Cor SCC0251 Processamento de Imagens Prof. Moacir Ponti Jr. www.icmc.usp.br/~moacir Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação USP 2012/1 Moacir Ponti Jr. (ICMCUSP) Cor 2012/1 1 / 39 Sumário 1 Introdução

Leia mais

(17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA DOS AVÓS / (31) ANIVERSÁRIO DO BERÇÁRIO. Estratégia:

(17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA DOS AVÓS / (31) ANIVERSÁRIO DO BERÇÁRIO. Estratégia: TURMA: B.1 MÊS: JULHO (01/07 até 31/07) PROJETO A NATUREZA / CORES Dia da Proteção das Florestas - Dia do Amigo - Dia dos Avós - Berçário (17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio DISCIPLINA: ARTE SÉRIE/ TURMA: 6º ANO BIMESTRE: 1º 01 O mundo da arte É hora de produzir - pág. 5 Caso não der tempo de realizar a atividade em sala a mesma ira para casa. 02 O ponto gráfico Atividade

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa Ano: 7 Turma: 71

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa Ano: 7 Turma: 71 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: ARTE Professor (a): JANAINA Ano: 7 Turma: 71 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça

Leia mais

diariodocabelo.com.br

diariodocabelo.com.br Este e-book foi feito carinhosamente para você, reunindo as melhores dicas de colorimetria capilar e cortes que você precisa para alcançar seus objetivos profissionais. Cortes de Cabelo Técnicas maravilhosas

Leia mais

Ondas Eletromagnéticas

Ondas Eletromagnéticas Luz e Cor Ondas Eletromagnéticas Uma fonte de radiação emite ondas eletromagnéticas. Possuem diferentes comprimentos de onda. O olho humano é sensível a somente alguns: Distinção das cores Ao falarmos

Leia mais

Volume I. Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior

Volume I. Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior Volume I Na Arte de Fotografar! Vivaldo Armelin Júnior 2013 Luz & Cores 2013 FotoMBoé 2 Neste primeiro volume apresentaremos as propriedades das cores e as suas três classificações que são elas: Cores-Pigmento

Leia mais

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO:

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: COORDENAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS: ANÁLIA DO VALLY COORDENAÇÃO GERAL: MOISÉS MALHEIROS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA: FELIPE LUCENA DIREÇÃO GERAL: VALÉRIA VAZ LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: OBJETIVO A cultura

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO

METODOLOGIA DE PROJETO METODOLOGIA DE PROJETO DE INTERIORES AULA 11: DIMENSÕES DO MOBILIÁRIO. CARÁTER, ATMOSFERA E ESTILO NA COMPOSIÇÃO. O PROJETO NO PAPEL. Disciplina do Curso Superior em Design de Interiores da UNAES/Anhanguera

Leia mais

estudo das cores e as formas formas geométricas.

estudo das cores e as formas formas geométricas. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC - CENTRO DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA COLÉGIO DE APLICAÇÃO PLANO BIMESTRAL 1º BIMESTRE DISCIPLINA SÉRIE (S) TURMA (S) Arte

Leia mais

Elementos de linguagem: A cor

Elementos de linguagem: A cor Profa Ana Rezende Ago /set 2006 A todo o momento recebemos informações através dos sentidos, da visão, do olfacto,... em cada cem informações que recebemos oitenta são visuais dessas, quarenta são cromáticas,

Leia mais

Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO. Suélen Dayane Martins. Professora

Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO. Suélen Dayane Martins. Professora Teoria das Cores MODULO III DESIGNER GRÁFICO Suélen Dayane Martins Professora Aspectos Históricos Aristóteles entendia a cor como propriedade dos corpos, defendido em sua obra De sensu et sensibili. Para

Leia mais

Fonte imagem:

Fonte imagem: Atividade extra As Artes Visuais Questão 1 Fonte imagem: http://www.fumdham.org.br/fotos/pintura06.jpg Fonte imagem: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/file/tvmultimidia/imagens/2sociologia/2arteurbana.jpg

Leia mais

As formas básicas para o desenho. por: Jaime Nhancule

As formas básicas para o desenho. por: Jaime Nhancule As formas básicas para o desenho por: Jaime Nhancule Elementos Básicos da Comunicação Visual os elementos básicos para comunicação visual soa elementos que auxiliam na elaboração e composição de formas

Leia mais

CORES ELECTRIC INK 2017

CORES ELECTRIC INK 2017 CORES ELECTRIC INK 2017 VÁRIAS MANEIRAS DE USAR ELECTRIC INK Para obtermos a cor ideal para cada tipo de pele é preciso falarmos a respeito de fototipo, ou seja, precisamos falar da característica da cor

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO

METODOLOGIA DE PROJETO METODOLOGIA DE PROJETO DE INTERIORES AULA 11: DIMENSÕES DO MOBILIÁRIO. CARÁTER, ATMOSFERA E ESTILO NA COMPOSIÇÃO. Disciplina do Curso Superior em Design de Interiores da UNAES/Anhanguera Educacional Arq.

Leia mais

INSTITUTO MARIA AUXILIADORA

INSTITUTO MARIA AUXILIADORA PLANO DE ESTUDO 6º ANO B 3º TRIMESTRE CAPÍTULO 9 Ritos e rituais sociais e de Estado. (adicional à ENSINO RELIGIOSO Atividade Avaliativa Atividade em sala consulta no material do aluno No decorrer do trimestre

Leia mais

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores

Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores Cor.doc Página 1 de 5 Teoria das Cores As imagens formadas na retina são planas, entretanto, conseguimos enxergar o volume dos objetos, uma das razões disto ocorrer é devido à iluminação nas diferentes

Leia mais

Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Marrom, vermelho e preto

Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Marrom, vermelho e preto Tabela para mistura de cores Verde Azul, amarelo, mais amarelo Abóbora ou laranja Vermelho e amarelo Vinho Marrom, vermelho e preto Cinza Roxo Marrom Marrom oliva Marrom telha Marrom castanha Marrom claro

Leia mais

Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/ /08/2016 Temas

Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/ /08/2016 Temas Nome Nº Ano Ensino Turma 8 o Fund. II Disciplina Professor Natureza Trimestre/Ano Data Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/2016 05/08/2016 Temas 8. Expressão musical início da manifestação musical no Brasil.

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS ARTES CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na

Leia mais

A simbologia das cores e Harmonias de Cores

A simbologia das cores e Harmonias de Cores A simbologia das cores e Harmonias de Cores A cor tem o poder de atração da sua marca, estímulo da compra na sua loja, transmissão de confiabilidade no seu site, inúmeras influências e fatores de decisão

Leia mais

Computação Aplicada à Saúde e Ambiente. O sistema Visual Humano.

Computação Aplicada à Saúde e Ambiente. O sistema Visual Humano. Computação Aplicada à Saúde e Ambiente O sistema Visual Humano. Dr. Ricardo Argenton Ramos ricardo.aramos@univasf.edu.br 02/04/2014 #1 Roteiro Receptores na nossa retina; Como utilizar este conhecimento

Leia mais

Curso de Bacharelado em Design de Moda. Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1

Curso de Bacharelado em Design de Moda. Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1 Curso de Bacharelado em Design de Moda Cor aplicada ao Design Claudia Albert Aula 1 Material 1. Papel A4 2. Um pacote A4 de papel color set 3. Lápis de cor ou caneta colorida ou pastel 4. Tesoura 5. Cola

Leia mais

Nome Nº Ano Ensino Turma

Nome Nº Ano Ensino Turma Nome Nº Ano Ensino Turma 6º Fund. II 6ABCD Disciplina Professora Natureza Trimestre/Ano Data Arte Cátia Roteiro 2º/2016 Temas: COR 1. Orientações para estudo Este Roteiro de Estudos tem o objetivo de rever

Leia mais

Pintura a lápis de cor

Pintura a lápis de cor Ebook 1.0 Pintura a lápis de cor Dicas de como pintar com lápis de cor Leida Nogueira Índice 3 - Introdução 5 - Materiais essenciais / lápis de cor 7 - Materiais essenciais / borracha 8 - Materiais essenciais

Leia mais

MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica. Atividade fotocopiada

MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica. Atividade fotocopiada MATERNAL I TARDE MATERNAL I MANHÃ MATERNAL I MANHÃ - Antes de executar suas tarefas, revise a parte teórica 2ª E 3ª AULA Parlendas atividade prática ( colorir painéis de acordo com o que estão ouvindo)

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Professor (a):_marcia Oliveira Disciplina:_Arte Ano: 6º_A Período: º bimestre METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS

PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Professor (a):_marcia Oliveira Disciplina:_Arte Ano: 6º_A Período: º bimestre METODOLÓGICO E RECURSOS DIDÁTICOS PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Professor (a):_marcia Oliveira Disciplina:_Arte Ano: 6º_A Período: 2014 1º bimestre ESTRUTURANTES CONTEÚDO BÁSICO ESPECÍFICOS JUSTIFICATIVA ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E

Leia mais

Ilustração 2. Blog Design com Poesia [ ] Facebook GracicamposDesign [ ]

Ilustração 2. Blog Design com Poesia [  ] Facebook GracicamposDesign [  ] Blog Design com Poesia [ http://gracicampos.wordpress.com/ ] Facebook GracicamposDesign [ www.facebook.com/gracicamposdesign ] Ilustração 2 Blog Design e Poesia Prof. Graciela Campos I Ilustração 2 HARMONIAS

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O manual da marca do Consultório na Rua tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o serviço, compreendendo os padrões e regras de aplicação

Leia mais

Isabel Varajão IMAGEM EM EDUCAÇÃO. Mestrado em Ciências da Educação Tecnologia Educativa. Docente Professor Doutor Amadeu Alvarenga

Isabel Varajão IMAGEM EM EDUCAÇÃO. Mestrado em Ciências da Educação Tecnologia Educativa. Docente Professor Doutor Amadeu Alvarenga Isabel Varajão IMAGEM EM EDUCAÇÃO Docente Professor Doutor Amadeu Alvarenga 2009/2010 A IDEIA DE IMAGEM A QUESTÃO DO ALFABETISMO VISUAL Uma abordagem ao alfabetismo visual 1 A IDEIA DE IMAGEM I: A QUESTÃO

Leia mais

CORES ELECTRIC INK 2017

CORES ELECTRIC INK 2017 CORES ELECTRIC INK 2017 VÁRIAS MANEIRAS DE USAR ELECTRIC INK Para obtermos a cor ideal para cada tipo de pele é preciso falarmos a respeito de fototipo, ou seja, precisamos falar da característica da cor

Leia mais

Manual de Identidade Visual Centro de Artes e Letras. Universidade Federal de Santa Maria

Manual de Identidade Visual Centro de Artes e Letras. Universidade Federal de Santa Maria Manual de Identidade Visual Centro de Artes e Letras Universidade Federal de Santa Maria Responsáveis Marília Abreu amariliadeabreu@gmail.com (55)30255014 e (55)99179709 Acadêmica do Curso de Desenho Industrial

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.1

Leia mais

DEPARTAMENTO DISCIPLINAR DE EXPRESSÕES

DEPARTAMENTO DISCIPLINAR DE EXPRESSÕES 1º PERÍODO 26/26 aulas previstas PERÍODIZA ÇÃO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO VISUAL ANO LETIVO 2017-2018 ANO: 6º A/B DEPARTAMENTO DISCIPLINAR DE EXPRESSÕES (Dois blocos semanais de 60 minutos cada) CONTEÚDOS/ OBJETIVOS

Leia mais

A. INTRODUÇÃO B. RADIAÇÃO VISÍVEL C. LUZ NATURAL E VISÃO D. DISPONIBILIDADE DA LUZ NATURAL E. DEFINIÇÕES E UNIDADES A LUZ NATURAL

A. INTRODUÇÃO B. RADIAÇÃO VISÍVEL C. LUZ NATURAL E VISÃO D. DISPONIBILIDADE DA LUZ NATURAL E. DEFINIÇÕES E UNIDADES A LUZ NATURAL A LUZ NATURAL A. INTRODUÇÃO B. RADIAÇÃO VISÍVEL C. LUZ NATURAL E VISÃO 1. LUZ VISÍVEL 2. VISÃO E CONFORTO VISUAL D. DISPONIBILIDADE DA LUZ NATURAL E. DEFINIÇÕES E UNIDADES Product training program http://www.osram.com/osram_com/tools

Leia mais

Para a micropigmentação da pele as variações de marrons são as mais utilizadas, uma vez que todo tom de pele é originário do marrom.

Para a micropigmentação da pele as variações de marrons são as mais utilizadas, uma vez que todo tom de pele é originário do marrom. Para a micropigmentação da pele as variações de marrons são as mais utilizadas, uma vez que todo tom de pele é originário do marrom. Há uma variedade de marrons que vai dos tons quentes ou frios, claros

Leia mais

SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005.

SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005. SANTAELLA, L. Por que as comunicações e as artes estão convergindo? São Paulo: Paulus, 2005. Maria Lúcia Santaella Braga (Catanduva, 13 de agosto de 1944). Pesquisadora brasileira e professora titular

Leia mais

Índice CORES. Naturais Superclareadores Marrons Cinzas Tizianos Matizadores Beges Dourados Acajus Acobreados Vermelhos Bronze Violetas Mix Tons

Índice CORES. Naturais Superclareadores Marrons Cinzas Tizianos Matizadores Beges Dourados Acajus Acobreados Vermelhos Bronze Violetas Mix Tons Índice Quem Somos Nossa Missão Nossos Valores Parque Fabril Nosso Atendimento Conceitos básicos Coloração Permanente Tecnologia e Mecanismo de Ação CORES 3 4 5 6 7 8 9 10 Naturais Superclareadores Marrons

Leia mais

Materiais necessários:

Materiais necessários: Materiais necessários: Tela 30x40; Óleo de Linhaça; Solvente para limpeza dos pincéis; Pincéis Condor: Pincel Referência 456 tamanho 24; Pincel Referência 484 tamanhos: 2 / 8 / 12 / 16/ 20; Pincel Referência

Leia mais

Tonalidade, luminosidade, saturação.

Tonalidade, luminosidade, saturação. Tonalidade, luminosidade, saturação. O mundo da cor é uma mistura desses três atributos. Figura 1: Roda das cores. Amarelo-Verde Amarelo Laranja Vermelho Verde Vermelho-Violeta Azul-Verde Azul Azul-Violeta

Leia mais

Centro de Artes e Letras

Centro de Artes e Letras Manual de Identidade Visual Centro de Artes e Letras Universidade Federal de Santa Maria Responsáveis Marília Abreu amariliadeabreu@gmail.com (55)30255014 e (55)99179709 Acadêmica do Curso de Desenho Industrial

Leia mais