GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM"

Transcrição

1 GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM

2 OUTLINE CONFIGURAR O SETUP CONFIGURAR O DNS

3 O obje0vo passa por criar um cenário com as seguintes redes: Uma rede para 6 servidores (Rede /29); Uma rede para 12 professores (Rede /28). Uma rede para 30 alunos (Rede /27); Rede backbone ( /30) Para tal devem, nesta fase, adicionar: 3 routers Cisco módulo HWIC- 2T (um por rede). 1 switch Cisco 2960 para cada uma das redes. 1 cliente de teste.

4

5 Ao clicar no router0 navegar até CLI e aceder à consola do router. Configurar acessos de configuração e consola: 1. Entrar em modo root: enable 2. Entrar em modo de configuração global: config t 3. Definir o nome do host: hostname router0 4. Definir a password do modo de configuração: enable secret gsr_class 5. Entrar em modo de linha de comandos: line con 0 6. Definir password de linha de comandos: password gsr_cisco 7. A0var a password criada: login 8. Sair do modo de linha de comandos: exit

6 Configurar acessos de telnet: 1. Entrar em modo de terminal virtual: line vty Definir a password: password gsr_telnet 3. Efetuar login: login 4. Sair: exit

7 Configurar interface FastEthernet0/0: 1. Entrar na interface: interface FastEthernet0/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R0 FE0/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

8 Configurar a interface Serial0/1/0: 1. Entrar na interface: interface Serial0/1/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R0 S0/1/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

9 Adicionar rotas está0cas 1. Adicionar rota para a rede 1: ip route s0/1/0 2. Adicionar rota para a rede 2: ip route s0/1/0 3. Sair: exit 4. Verificar: show ip route

10 Copiar a configuração atual para o boot 1. Consultar a configuração atual: show running- config 2. Copiar a configuração para o startup: copy running- config startup- config 1. Confirmar com enter 3. Sair: exit 4. Configuração concluída. Fechar a janela

11 Ao clicar no router1 navegar até CLI e aceder à consola do router. Configurar acessos de configuração e consola: 1. Entrar em modo root: enable 2. Entrar em modo de configuração global: config t 3. Definir o nome do host: hostname Router1 4. Definir a password do modo de configuração: enable secret gsr_class 5. Entrar em modo de linha de comandos: line con 0 6. Definir password de linha de comandos: password gsr_cisco 7. A0var a password criada: login 8. Sair do modo de linha de comandos: exit

12 Configurar acessos de telnet: 1. Entrar em modo de terminal virtual: line vty Definir a password: password gsr_telnet 3. Efetuar login: login 4. Sair: exit

13 Configurar interface FastEthernet0/0: 1. Entrar na interface: interface FastEthernet0/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R1 FE0/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

14 Configurar a interface Serial0/1/0: 1. Entrar na interface: interface Serial0/1/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R1 S0/1/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

15 Configurar a interface Serial0/1/1: 1. Entrar na interface: interface Serial0/1/1 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R1 S0/1/1 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

16 Adicionar rotas está0cas 1. Adicionar rota para a rede 1: ip route s0/1/0 2. Adicionar rota para a rede 2: ip route s0/1/1 3. Sair: exit 4. Verificar: show ip route

17 Copiar a configuração atual para o boot 1. Consultar a configuração atual: show running- config 2. Copiar a configuração para o startup: copy running- config startup- config 1. Confirmar com enter 3. Sair: exit 4. Configuração concluída. Fechar a janela

18 Ao clicar no router2 navegar até CLI e aceder à consola do router. Configurar acessos de configuração e consola: 1. Entrar em modo root: enable 2. Entrar em modo de configuração global: config t 3. Definir o nome do host: hostname router2 4. Definir a password do modo de configuração: enable secret gsr_class 5. Entrar em modo de linha de comandos: line con 0 6. Definir password de linha de comandos: password gsr_cisco 7. A0var a password criada: login 8. Sair do modo de linha de comandos: exit

19 Configurar acessos de telnet: 1. Entrar em modo de terminal virtual: line vty Definir a password: password gsr_telnet 3. Efetuar login: login 4. Sair: exit

20 Configurar interface FastEthernet0/0: 1. Entrar na interface: interface FastEthernet0/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R2 FE0/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

21 Configurar a interface Serial0/1/0: 1. Entrar na interface: interface Serial0/1/0 2. Configurar o IP: ip address Adicionar descrição: descripvon R2 S0/1/0 4. Definir para nunca se desligar: no shutdown 5. Sair: exit

22 Adicionar rotas está0cas 1. Adicionar rota para a rede 1: ip route s0/1/0 2. Adicionar rota para a rede 2: ip route s0/1/0 3. Sair: exit 4. Verificar: show ip route

23 Copiar a configuração atual para o boot 1. Consultar a configuração atual: show running- config 2. Copiar a configuração para o startup: copy running- config startup- config 1. Confirmar com enter 3. Sair: exit 4. Configuração concluída. Fechar a janela

24 CONFIGURAR HOSTS Abrir o PC0 - > Config - > FastEthernet0 - > IP Configura0on Selecionar : StaVc IP Address: Subnet Mask: Abrir PC0 - > Config - > Sehngs Gateway:

25 CONFIGURAR HOSTS Abrir o Laptop0 - > Config - > FastEthernet0 - > IP Configura0on Selecionar : StaVc IP Address: Subnet Mask: Abrir Laptop0 - > Config - > Sehngs Gateway:

26 CONFIGURAR HOSTS Abrir o PC1 - > Config - > FastEthernet0 - > IP Configura0on Selecionar : StaVc IP Address: Subnet Mask: Abrir PC1 - > Config - > Sehngs Gateway:

27 CONFIGURAR HOSTS Abrir a consola do PC0 e testar as cone0vidades: Pingar o Laptop0: ping

28 CONFIGURAR HOSTS Abrir a consola do PC0 e testar as cone0vidades: Pingar o PC1: ping

29 OUTLINE CONFIGURAR O SETUP CONFIGURAR O DNS

30 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER Adicionar um servidor genérico na rede 0 com o nome DNServer. Configurar o IP está0co: Configurar o default gateway:

31 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER Adicionar um servidor genérico na rede 0 com o nome WebServer Este segundo servidor será só para questões de contexto. Configure- o com o IP Em Services - > HTTP Garanta que o hnp e hnps estão a0vos. Personalize a página.

32 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER Voltando ao DNServer, vamos configurar vários domínios. Ir a Services - > DNS Selecionar ON Adicionar o seguinte registo A:

33 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER No PC0 ir a Config - > Sehngs Definir o servidor DNS como o DNServer criado:

34 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER No PC0 ir a Desktop- > Web Browser Inserir o endereço gsr.autonoma.pt e testar

35 IMPLEMENTAR UM SERVIDOR DNS NO PACKET TRACER Repe0r o processo para o PC1 localizado na rede 2 Configurar o DNS para Ir a Desktop- > Web Browser Inserir o endereço gsr.autonoma.pt e testar

36 THE CUTTING EDGE COURSE RMSILVA AT UAL DOT PT Capítulo 13: George Coulouris, Jean Dollimore, Tim Kindberg and Gordon Blair, "Distributed Systems: Concpets and Design", Fith Edi0on, published by Addison Wesley, May 2011 ISBN Parte 4: Jorge Granjal, Gestão de Sistemas e Redes em Linux, FCA, 2013

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM OUTLINE DOMAIN NAME SYSTEM NOMES DE DOMINIO CONSULTAS DNS SERVIDORES DE NOMES NAVEGAÇÃO E CONSULTA REGISTO DE RECURSOS O DNS é um serviço de nomes, normalizado

Leia mais

CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR

CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR Mafra 2009 Exercício 1 Utilizando o bloco de endereços 200.0.0.0/24, proponha uma solução para configurar os IP s da rede abaixo: 1 2 3 4 10.0.0.1/24 10.0.0.2/24

Leia mais

Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO

Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO Caio Marcio Packet Tracer v3.2 1. APRESENTAÇÃO Packet Tracer v3.2 é um simulador de ambiente de redes desenvolvido pela Cisco Systems para projetar, diagnosticar, configurar e sanar dúvidas em relação

Leia mais

Capítulo 2. Laboratório 2.1. Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização

Capítulo 2. Laboratório 2.1. Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização Capítulo 2 Laboratório 2.1 Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização tel (41) 430457810 ou (41) 4063-7810 - info@dltec.com.br - www.dltec.com.br INDICE 1 Objetivo do Laboratório...

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES YNAMIC HOST CONFIGURATION PROTOCOL

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES YNAMIC HOST CONFIGURATION PROTOCOL GESTÃO DE SISTEMAS E REDES YNAMIC HOST CONFIGURATION PROTOCOL OUTLINE DHCP PROTOCOLO RELAY AGENT EXEMPLO LINUX EXEMPLO IOS DHCP Dynamic Host Configuration Protocol, ou DHCP, é um dos protocolos de suporte

Leia mais

Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco

Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco Para esse exemplo, usarei o Packet Tracer (download aqui). Esse software foi desenvolvido pela própria Cisco para que os interessados pudessem

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES INTERNET PROTOCOLO VERSION 6

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES INTERNET PROTOCOLO VERSION 6 GESTÃO DE SISTEMAS E REDES INTERNET PROTOCOLO VERSION 6 OUTLINE INTERNET PROTOCOL V6 NEIGHBOR DISCOVERY PROTOCOL DYNAMIC HOST CONFIGURATION PROTOCOL V6 INTERNET PROTOCOLO O rápido crescimento da Internet

Leia mais

Configurando uma rede Frame Relay + EIGRP

Configurando uma rede Frame Relay + EIGRP Configurando uma rede Frame Relay + EIGRP Para configurarmos uma rede Frame Relay, é importante antes de tudo definir as redes para melhor nos orientarmos. Iremos trabalhar com 3 filiais, sendo: SP, RJ,

Leia mais

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Objetivo Configurar um roteador para que use PAT (Port Address Translation, tradução de endereços de porta) para converter endereços IP internos, normalmente privados,

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores 1 Configuração de um switch No Packet Tracer, insira um switch e

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº6

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº6 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº6 Configuração básica de um router Configuração do protocolo de routing RIP 1 Objectivo

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Sumário 1. Fundamentos e Infraestrutura de Redes de Computadores... 5 1.1. Laboratório 01 IP... 6 1.2. Laboratório 02 IP... 8 1.3. Laboratório 03 DHCP... 10 1.4. Laboratório 04 NAT... 13 1.5. Laboratório

Leia mais

Exercício Prático: Conexão Router 1841 Fa0/0 192.168.1.1 255.255.255.0 Switch (PRINCIPAL) Fa0/1 trunk ------ Router (EMPRESA

Exercício Prático: Conexão Router 1841 Fa0/0 192.168.1.1 255.255.255.0 Switch (PRINCIPAL) Fa0/1 trunk ------ Router (EMPRESA UNISUL UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIDADE DIBI MUSSI DISCIPLINA/UA REDE DE COMPUTADORES PROFª ANA LÚCIA R. WIGGERS Exercício Prático: Fa 0/0 IP 192.168.1.1/24 Dispositivo

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 3 - Configurando um Roteador 1 Objetivos do Capítulo Dar nome a um roteador; Definir senhas; Examinar comandos show; Configurar uma interface

Leia mais

Introdução Fourth level à Tecnologia Cisco

Introdução Fourth level à Tecnologia Cisco Instituto Federal do Ceará IFCE Campus de Canindé Prof. DSc. Rodrigo Costa - rodrigo.costa@ifce.edu.br Introdução à Tecnologia Cisco Definições Básicas Mercado em Redes Componentes Básicos Funcionamento

Leia mais

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway

Leia mais

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não comercial e uso exclusivo pelos instrutores no curso CCNA

Leia mais

Relató rió. Gestão de equipamento activo de rede

Relató rió. Gestão de equipamento activo de rede Relató rió INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO Gestão de equipamento activo de rede Trabalho realizado por: Tiago Conceição Nº 11903 Tiago Maques Nº 11904 Paulo Martins

Leia mais

Laboratório 1. Laboratório 1

Laboratório 1. Laboratório 1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Laboratório 1 Observe as guias Physical e CLI Na Physical temos a simulação da interface física de um roteador Na CLI temos acesso ao software do roteador

Leia mais

Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP

Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP Objetivo Cabear e configurar as estações de trabalho e os roteadores Configurar um esquema de endereçamento IP usando redes classe B

Leia mais

Comandos Packet Tracer

Comandos Packet Tracer Comandos Packet Tracer Professor Victor Sotero 1 Interface do Usuário Utiliza uma estrutura hierárquica; O IOS que é o sistema próprio da cisco, fornece um serviço de interpretação de comandos, conhecido

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 2 - Introdução aos Roteadores 1 Objetivos do Capítulo Descrever a finalidade e operação básica do IOS; Identificar vários recursos do IOS; Identificar

Leia mais

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway Padrão Objetivos S1 VLAN 1 192.168.1.2

Leia mais

CISCO PACKET TRACER. Kelvin Lopes Dias Diego dos Passos Silva (kld/dps4@cin.ufpe.br)

CISCO PACKET TRACER. Kelvin Lopes Dias Diego dos Passos Silva (kld/dps4@cin.ufpe.br) CISCO PACKET TRACER Kelvin Lopes Dias Diego dos Passos Silva (kld/dps4@cin.ufpe.br) INTRODUÇÃO Packet Tracer v5.3 é um simulador de redes desenvolvido pela Cisco Systems ; Capaz de simular o funcionamento

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Antes de começar a configurar o seu switch, você deve estabelecer suas conexões. Existem dois tipos de conexões: através da porta de console e através da porta Ethernet. A porta

Leia mais

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida.

O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. O conteúdo Cisco Networking Academy é protegido e a publicação, distribuição ou compartilhamento deste exame é proibida. 1 Quando protocolos sem conexão são implementados nas camadas mais inferiores do

Leia mais

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Objetivo Configurar um roteador para que use tradução de endereços de rede (NAT) para converter endereços IP internos, normalmente privados, para endereços públicos

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Dispositivos de Rede I Aula 03 Configuração Básica Cisco IOS Prof: Jéferson Mendonça de Limas O que é um Roteador? O roteador é composto de: CPU (Processador) RAM ROM Sistema

Leia mais

Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco

Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco Disciplina: Dispositivos de Rede I Professor: Jéferson Mendonça de Limas 3º Semestre Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco 2014/1 Roteiro de Aula Correção Exercícios Aula Anterior O que é o Roteador? Componentes

Leia mais

GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE REDES

GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE REDES 1º ENTREGÁVEL - AM CURSO TECNÓLOGO DE REDES DE COMPUTADORES TERCEIRO SEMESTRE - 2015 GERENCIAMENTO E MONITORAMENTO DE REDES Prof.: João Gilberto Pinho 2 TRCR Cristiano Gama RM: 70320 Iago Gomes RM: 71277

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys Manual de Configuração do ATA SPA2102 Linksys Indíce 1 Introdução... 3 2 Upgrade de Firmware... 3 2.1 Verificação da Versão da FW... 3 2.2 Configuração do IP Fixo sem DHCP Server... 4 2.3 Obtenção do IP

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES. VIRTUAL LANs & VTP

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES. VIRTUAL LANs & VTP GESTÃO DE SISTEMAS E REDES VIRTUAL LANs & VTP OUTLINE VIRTUAL LAN IEEE802.1Q FORMATO DA FRAME ENCAMINHAMENTO DE FRAMES INTERNETWORKING VLAN TRUNKING PROTOCOL DOMÍNIOS MODOS ANÚNCIOS PRUNING VTP- CDP IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA INICIANDO O ROTEADOR MODO DE SETUP

GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA INICIANDO O ROTEADOR MODO DE SETUP GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA Objetivo: Neste laboratório você aprenderá comandos básicos do roteador. Existem diferentes formas de se conectar ao roteador, mas a primeira

Leia mais

Laboratório 2.3.1 Configurando o Processo de Roteamento OSPF

Laboratório 2.3.1 Configurando o Processo de Roteamento OSPF Laboratório 2.3.1 Configurando o Processo de Roteamento OSPF Objetivo Configurar um esquema de endereçamento IP para a área 0 OSPF. Configurar e verificar o roteamento OSPF (Open Shortest Path First) Fundamentos

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Manual de Configuração do ATA SPA3102 Linksys Indíce 1 Introdução... 3 2 Upgrade de Firmware... 3 2.1 Verificação da Versão da FW... 3 2.2 Configuração do IP Fixo sem DHCP Server... 4 2.3 Obtenção do IP

Leia mais

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Objetivo Criar uma configuração básica de switch e verificá-la. Criar várias VLANs, nomeá-las e atribuir várias portas a elas. Criar uma configuração

Leia mais

Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF

Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF 1 Introdução Este trabalho tem como objectivo familiarizar os alunos com os protocolos de encaminhamento dinâmico RIP e OSPF e a utilização de rotas estáticas.

Leia mais

TeamWork Manual do Utilizador FortiClient

TeamWork Manual do Utilizador FortiClient Manual do Utilizador FortiClient para Windows 2000, Windows XP, Windows Vista e Windows 7 (32 e 64 bits) Nota Importante: Este manual aplica-se apenas a usernames com o formato usxxxx.@tmwk.webside.pt.

Leia mais

L A B O RATÓRIO DE REDES

L A B O RATÓRIO DE REDES L A B O RATÓRIO DE REDES TRÁFEGO, ENQUADRAMEN TO, DEFAU LT G A TEWA Y E ARP. VALE 2,0 P ONT OS. INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO Nosso laboratório é composto de três hosts Linux, representados pelo símbolo de

Leia mais

Introdução ao Cisco Packet Tracer

Introdução ao Cisco Packet Tracer Introdução ao Cisco Packet Tracer Uma solução interessante que pode ajudar a quem for criar uma rede na prática, seria antes de tudo, criar, configurar e simular o funcionamento de uma rede de computador

Leia mais

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec Laboratórios de Tecnologias Cisco em Infraestrutura de Redes Samuel Henrique Bucke Brito Novatec Copyright 2012 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998.

Leia mais

Handson Policy Based Routing

Handson Policy Based Routing Handson Policy Based Routing Esquema de Rede Esquema Endereçamento Nome Interface IP Máscara Descrição PBR Serial 0/0/0 10.0.0.1 /30 Protected Connection Serial 0/0/1 10.0.0.5 /30 Free Connection FastEthernet

Leia mais

Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF

Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF Laboratório 2.3.4 Configurando a Autenticação OSPF Objetivo Configurar um esquema de endereçamento IP para a área OSPF (Open Shortest Path First). Configurar e verificar o roteamento OSPF. Introduzir a

Leia mais

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB.

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-301U deve ser conectado via cabo

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

Laborato rio: Roteamento Esta tico

Laborato rio: Roteamento Esta tico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CURSO TÉCNICO INTEGRADO EM INFORMÁTICA Nesta atividade prática, compreenderemos a importância do serviço de roteamento ao

Leia mais

Configuração para PPPoE ( Autenticação no Modem Modo Router )

Configuração para PPPoE ( Autenticação no Modem Modo Router ) Caso haja algum problema para se fazer a configuração do Modem via software, utilizando-se o CD de Auto-Instalação, existe a possibilidade de se fazê-la manualmente, acessando a página de configuração

Leia mais

Montagem e Configuração de Redes de Computadores

Montagem e Configuração de Redes de Computadores Montagem e Configuração de Redes de Computadores Roteadores Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a redes de computadores

Leia mais

Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas

Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas Laboratório 11.2.2b Listas de acesso simples e estendidas 262-294 CCNA 2: Roteadores e Roteamento, Conc. Básicos v 3.1 - Laboratório 11.2.2b Copyright 2003, Cisco Systems, Inc. Objetivo Situação Neste

Leia mais

2- Instale no seu computador o programa Installation Wizard que você encontra no CD da câmera ou no site http://www.dlink.com.br/suporte.

2- Instale no seu computador o programa Installation Wizard que você encontra no CD da câmera ou no site http://www.dlink.com.br/suporte. Este manual mostra a maneira de configurar as seguintes câmeras IP: DCS-5300, DCS-5300G, DCS-5300W, DCS-6620 e DCS-6620G. Utilizaremos como exemplo a câmera DCS-5300W. 1- Antes de iniciar a configuração

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-rede Gateway padrão S1 VLAN 1 192.168.1.2 255.255.255.0

Leia mais

Cisco Packet Tracer 5.3

Cisco Packet Tracer 5.3 Cisco Packet Tracer 5.3 www.rsobr.weebly.com O PT 5.3 (Packet Tracer) permite criar ambientes de redes LANs e WANs e além disso simular também, permitindo realizar diversas situações como por exemplo:

Leia mais

REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS

REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS ETEC ALBERT EINSTEIN REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS (PRÁTICA) Prof. Wilson Carvalho de Araújo Curso Técnico de Eletrônica 2 Apresentação Esta apostila nasceu do agrupamento dos exercícios praticados em

Leia mais

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO. Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO. Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratório 1 Laboratório 1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Observe as guias

Leia mais

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. 2a Edição. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. 2a Edição. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec Laboratórios de Tecnologias Cisco em Infraestrutura de Redes 2a Edição Samuel Henrique Bucke Brito Novatec Copyright 2012, 2014 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei

Leia mais

Laboratório 3.2.3 Verificando a Configuração Básica de EIGRP

Laboratório 3.2.3 Verificando a Configuração Básica de EIGRP Laboratório 3.2.3 Verificando a Configuração Básica de EIGRP Objetivo Configurar um esquema de endereçamento IP para a rede. Configurar e verificar o funcionamento do EIGRP (Enhanced Interior Gateway Routing

Leia mais

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal.

Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima. Carregar o arquivo de texto para configurar outro roteador usando o HyperTerminal. Laboratório / ECO Configurando o Roteador Prof. Isaías Lima Objetivos: Capturar a configuração atual de um roteador para um arquivo de texto ASCII com o HyperTerminal do Windows XP. Editar ou modificar

Leia mais

LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Prof: José Gonçalves - LPRM/DI/UFES (baseado no original de Rostan Piccoli)

LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES Prof: José Gonçalves - LPRM/DI/UFES (baseado no original de Rostan Piccoli) LABORATÓRIO 1: Montagem da rede física, definição do endereçamento IP com diferentes sistemas operacionais e roteamento estático. Roteiro: 1) Montar a rede física, que deve ser baseadq na lista de material

Leia mais

Protocolos básicos de LANs IP (primeiro trabalho laboratorial)

Protocolos básicos de LANs IP (primeiro trabalho laboratorial) Protocolos básicos de LANs IP (primeiro trabalho laboratorial) FEUP/DEEC Redes de Banda Larga MIEEC 2009/10 José Ruela Bancada de trabalho Bancada de trabalho equipamento Existem seis bancadas no laboratório

Leia mais

Configuração de Roteadores e Switches CISCO

Configuração de Roteadores e Switches CISCO Configuração de Roteadores e Switches CISCO Introdução ao CISCO IOS Comandos Básicos Módulo - II v1.3-08/06/2014 Professor do Curso de CISCO Prof. Robson Vaamonde, consultor de Infraestrutura de Redes

Leia mais

VLANs and IP networks. 1. Computadores ligados ao Switch

VLANs and IP networks. 1. Computadores ligados ao Switch LAB-VLANs 1 VLANs and IP networks Manuel P. Ricardo João Neves Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto LAB-VLANs 2 1. Computadores ligados ao Switch Bancada x, computador y Computadores gnuxy

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO

PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO PROCEDIMENTOS PARA SERVIÇOS REALIZADOS NO PLANTÃO A primeira coisa a ser verificada é a navegação dos servidores e isso será possível com o Programa PuTTY. Selecione o servidor que está na caixa Load,

Leia mais

Protocolos em Redes de Dados 2000-2001 Ficha de Laboratório Número 4 BGP

Protocolos em Redes de Dados 2000-2001 Ficha de Laboratório Número 4 BGP Protocolos em Redes de Dados 2000-2001 Ficha de Laboratório Número 4 BGP Luís Pires e Luís Rodrigues 12 de Dezembro de 2000 Agradecimento Os encaminhadores utilizados neste trabalho foram amavelmente cedidos

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES CISCO DISCOVERY PROTOCOL (DCP)

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES CISCO DISCOVERY PROTOCOL (DCP) GESTÃO DE SISTEMAS E REDES (DCP) OUTLINE CDP EM IOS O CDP é um protocolo da camada 2, independente de qualquer meio ou rede, que corre nos dispositivos CISCO e permite às aplicações de rede conhecer os

Leia mais

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP)

Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Conversor IP Shellby RS-232 ( TCP-IP) Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Conversor RS-232 Ethernet 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DO APARELHO... 3 DESCRIÇÃO:... 3 CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS:... 3 PINAGEM... 4

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS

Procedimentos para configuração em modo WDS Procedimentos para configuração em modo WDS 1- WDS (Wireless Distribution System) permite o acesso de um DAP-1353 com o outro DAP-1353 de um modo padronizado. Dessa forma pode simplificar a infraestrutura

Leia mais

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de subrede Gateway padrão Objetivos R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 ND S1 VLAN 1 192.168.1.11 255.255.255.0 192.168.1.1 PC-A

Leia mais

Figura 2 - Menu "Config. Rede"

Figura 2 - Menu Config. Rede Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu Principal. clicando com o botão

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo Router Static IP.

Procedimentos para configuração em modo Router Static IP. O equipamento DWL-G730AP tem 3 modos possíveis de configuração: Router, Access Point ou Client. Em baixo do equipamento há um chaveador para que seja efetuada a mudança de modo de configuração. Neste caso,

Leia mais

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratório 1 1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Laboratório 1 Observe as guias

Leia mais

Trabalho de VLANs e Redes IP

Trabalho de VLANs e Redes IP Trabalho de VLANs e Redes IP FEUP/DEEC Redes de Banda Larga MIEEC 2008/09 José Ruela Bancada de trabalho Configuração inicial Inicialmente todos os computadores gnuxy devem estar configurados na mesma

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento. Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 5 - Gerenciamento do Software Cisco IOS 1 Objetivos do Capítulo Descrever a seqüência e a importância da inicialização do IOS nos roteadores

Leia mais

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes Redes de Computadores LEIC-T 2012/13 Guia de Laboratório Configuração de Redes Objectivos O objectivo do trabalho consiste em configurar uma rede simples usando o sistema Netkit. O Netkit é um emulador

Leia mais

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice Manual B.P.S ATA 5xxx Índice 1. Conectando o Adaptador para Telefone Analógico (ATA)...02 2. Configurações básicas...05 2.1 Configuração dos parâmetros de usuário e senha para acessos de banda larga do

Leia mais

Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho

Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho Laboratório 1.1.7 Usando ping e tracert a partir de uma Estação de Trabalho Objetivo Aprender a usar o comando TCP/IP Packet Internet Groper (ping)a partir de uma estação de trabalho. Aprender a usar o

Leia mais

Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova

Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova Semestre 4 do CCNA Prova final baseada em habilidades Treinamento do aluno Diretrizes para o instrutor Visão geral e administração da prova Esta prova deve ser utilizada nas aulas regulares do CCNA ministradas

Leia mais

Cisco ASA Firewall Guia Prático

Cisco ASA Firewall Guia Prático Cisco ASA Firewall Guia Prático 2014 v1.0 Renato Pesca 1 Sumário 2 Topologia... 3 3 Preparação do Appliance... 3 3.1 Configurações de Rede... 7 3.2 Configurações de Rotas... 8 3.3 Root Básico... 9 3.4

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº 4

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº 4 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº 4 Configuração Básica de um Switch; Configuração de VLANs 1 Objectivo Criar e verificar

Leia mais

Tutorial: Autor: Osmar Santos de Souza. Revisado por: Adrielle Fernandes Anschau. Abril, 2011. http://www.spidersofthouse.

Tutorial: Autor: Osmar Santos de Souza. Revisado por: Adrielle Fernandes Anschau. Abril, 2011. http://www.spidersofthouse. Tutorial: Básica do Mikrotik RouterOS Abril, 2011 Autor: Osmar Santos de Souza Revisado por: Adrielle Fernandes Anschau http://www.spidersofthouse.com 67-4063-9436 Instalando o Mikrotik RouterOS Com o

Leia mais

Arquivos de configuração alternativos e da restauração

Arquivos de configuração alternativos e da restauração Arquivos de configuração alternativos e da restauração Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Fazer um backup da configuração Usar um Servidor TFTP para Fazer Backup

Leia mais

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento.

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento. Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Laboratório de Redes I Professor Eduardo Maroñas Monks Resumo de Comandos Cisco IOS (Switch 2960) versão 1b Modos

Leia mais

Handson Cisco IOS VPN. (Guião CE1)

Handson Cisco IOS VPN. (Guião CE1) Handson Cisco IOS VPN (Guião CE1) Esquema de Rede Esquema Endereçamento Nome Interface IP Máscara Descrição CE1 Serial 0/0/0 191.18.24.2 255.255.255.252 Ligação Service Provider FastEthernet 0/0 192.168.1.1

Leia mais

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto.

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto. Endereçamento IP Para que uma rede funcione, é necessário que os terminais dessa rede tenham uma forma de se identificar de forma única. Da mesma forma, a interligação de várias redes só pode existir se

Leia mais

Net:Manual:Rv0XX - Wikiproducao

Net:Manual:Rv0XX - Wikiproducao 1 de 7 25-02-2013 10:49 Net:Manual:Rv0XX De Wikiproducao Sumário de Informações do Documento Tipo do Documento: MediaWiki Título do Documento: Manual de configuração RV042 e RV082 Estado do Documento:

Leia mais

Laboratório - Configuração de NAT dinâmico e estático

Laboratório - Configuração de NAT dinâmico e estático Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão Objetivos Gateway G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/1 209.165.201.18 255.255.255.252 N/A ISP

Leia mais

Formação IPv6 Maputo Moçambique 26 Agosto 29 Agosto 08

Formação IPv6 Maputo Moçambique 26 Agosto 29 Agosto 08 Formação IPv6 Maputo Moçambique 26 Agosto 29 Agosto 08 Pedro Lorga (lorga@fccn.pt) Carlos Friaças (cfriacas@fccn.pt) Exercício Prático: Objectivos Neste laboratório deve conseguir completar a seguintes

Leia mais

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio:

Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Produto: CL Titânio Assunto: Como acessar o CL Titânio remotamente via browser? Em primeiro lugar, deve-se realizar as configurações de rede do CL Titânio: Entre no menu clicando com o botão direito do

Leia mais

Laboratório Configuração do SNMP

Laboratório Configuração do SNMP Topologia Tabela de Endereçamento Objetivos Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/0 192.168.2.1 255.255.255.252 N/A R2 S0/0/0 192.168.2.2

Leia mais

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor.

Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Como configurar o SSL para VPN Esta nota apresenta como definir o SSL VPN no roteador Vigor. Dividiremos o tutorial em cinco partes: Parte A: Como criar uma conta de SSL. Parte B: Como configurar a segurança

Leia mais

Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP):

Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP): Configurando o Adaptador de Telefone na interface WEB para conexões de IP dinâmico (DHCP): Abaixo segue informações com os passos a serem tomados, bem como os campos a serem preenchidos na interface web

Leia mais

Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração)

Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração) 1.0 Exigências de Sistema Apple ipad ( ipad Primeira Geração, ipad 2, ou ipad terceira geração) Yamaha M7CL ou LS9 ou CL series Ponto de acesso Wi-Fi ( preferencialmente com 802.11n, 5GHz, embora 2.4GHz

Leia mais

Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs.

Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs. Laboratório 8.2.4 Verificando Configurações de VLANs. Objetivo Criar uma configuração básica de switch e verificá-la. Criar duas VLANs. Nomear as VLANs e atribuir várias portas a elas. Testar a funcionalidade,

Leia mais

ZyXEL ZyWALL 5/35/70 e PRT662HW: VPN IPSec IPs públicos dinâmicos

ZyXEL ZyWALL 5/35/70 e PRT662HW: VPN IPSec IPs públicos dinâmicos ZyXEL ZyWALL 5/35/70 e PRT662HW: VPN IPSec IPs públicos dinâmicos Sumário Como estabelecer uma ligação segura entre duas redes locais através da Internet usando ZyXEL ZyWALL e PRT662HW com IPs públicos

Leia mais

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas

Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1 Procedimento para configuração de Redirecionamento de Portas 1- Para realizar a configuração de redirecionamento de portas o computador deve estar conectado via cabo Ethernet em uma das portas LAN do

Leia mais

Configuração Básica Ip phone utilizando o packet tracer 5.3.

Configuração Básica Ip phone utilizando o packet tracer 5.3. Configuração Básica Ip phone utilizando o packet tracer 5.3. Este material foi criado para ajudá-lo a configurar voz sobre IP (VoIP), recursos disponíveis no Packet Tracer 5.3. Ira mostrar os passos necessários

Leia mais

Curso Superior em Redes de Computadores

Curso Superior em Redes de Computadores Curso Superior em Redes de Computadores Roteamento IP UNICAST Prof. Sales Filho Objetivo Apresentar o simulador Packet Tracer 5 Implementar uma topologia utilizando o protocolo

Leia mais