Laboratório 1. Laboratório 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laboratório 1. Laboratório 1"

Transcrição

1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Laboratório 1 Observe as guias Physical e CLI Na Physical temos a simulação da interface física de um roteador Na CLI temos acesso ao software do roteador 2

2 Physical X CLI Sequência dos Comandos - CLI ENTER Enable erase startup-config ENTER Ao final desligue e ligue novamente o roteador em Physical e observe o diálogo MAS NÃO CONTINUE COM A CONFIGURAÇÃO! 3

3 Sistema Cisco/IOS IOS = Internetwork Operating System Todos os roteadores/switches da Cisco acompanham uma variante do IOS O sistema possui 2 modos de acesso: Usuário Privilegiado Além dos seguintes submodos... Principais Modos do IOS Router> (modo usuário): somente é possível exibir informações básicas do equipamento Router# (modo privilegiado): acesso total Router(config)# (submodo de conf. Geral): configurações globais Router(config-line)# (submodo de conf. Linha): acessos local e remoto Router(config-if)# (submodo de conf. Interface): 4

4 Principais Modos do IOS Router(config-if)# (submodo de conf. Interface): configurações de interfaces Router(config-subif)# (submodo de conf. De subinterface): configurações de interfaces lógicas sobre interfaces físicas Router(config-router)# (conf. de roteamento): configuração de protocolos de roteamento de roteador Comandos Parte 1 de 3 Comando no IOS Router> enable Router# configure terminal Daqui pra frente estamos no modo terminal... hostname Roteador no ip domain-lookup banner enable secret SENHA service password-encryption line vty 0 15 Descrição/Ação Entra no modo privilegiado Modo de configuração geral Altera o nome do roteador Desativa a resolução de nomes Msg. Personalizada de Login Habilita a senha no modo privilegiado Ativa criptografia de senhas Modo de configuração remoto 5

5 Daqui pra frente estamos no modo remoto... password SENHA login exec-timeout 0 0 logging synchronous exit line console 0 Daqui pra frente estamos no modo terminal... password SENHA exit interface f 0/0 Habilita a senha no modo remoto Permite tentativa de acesso remoto Restringe o tempo de acessor remoto (0 0 = infinito) Desativa msg. Administrativas Volta para o modo anterior Modo de acesso terminal Habilita a senha no modo terminal Volta para o modo anterior Modo de configuração da interface Comandos Parte 2 de 3 Daqui pra frente estamos no modo interface... ip address Configura um ip e máscara no shut end copy run start show running-config show startup-config show ip interface brief show ip route ativa a interface retorna ao modo privilegiado copia as configurações para a memória exibe as configurações correntes exibe as configurações de inicialização exibe um resumo das interfaces de rede exibe a tabela de rotas 6

6 Telnet Desse ponto em diante qualquer máquina pode fazer um acesso nesse roteador via: telnet Para finalizar o telnet digite: exit Laboratório 2 7

7 Exercício Lab4 Análise das Saídas Digite o comando (nos 3 roteadores): show ip route Análise e saída de dados... Laboratório 6 27

8 Conf. de switches e VLANs Conf. de switches e VLANs 2 switches CISCO interligados com redundância (dois cabos) em um cenário que requer a utilização de VLANs (redes virtuais) No cenário proposto, serão configurados: VLANs; Roteamento Inter-VLANs (802.1q) e; VTP (Virtual Trunk Protocolo). 28

9 Detalhes Existe redundância entre os 2 switches Os modelos da CISCO fazem isso automaticamente via STP STP = Spanning Tree Protocol Esse protocolo bloqueia uma das portas redundantes para evitar a ocorrência de loops Configuração nos PCs das sub-redes O fato das máquinas estarem fisicamente conectadas aos mesmos switches não é suficiente para garantir a comunicação entre os computadores que estejam logicamente configurados em sub-redes distintas Não existe comunicação na camada de REDE, porém o domínio de broadcast na camda de ENLACE ainda é único para todo o switch... Continua... 29

10 Configuração nos PCs das sub-redes... dessa forma, quadros podem ser capturados e o desempenho da rede ficará comprometido Para contornar essa limitação, faremos uso de VLANs associadas às sub-redes para quebrar o domínio de broadcast (segurança e desempenho) VLANs Uma instância virtualizada de um swtich lógico dentro de um switch físico Por exemplo, se criarmos 4 VLANs num switch físico equivale a 4 switches lógicos 30

11 Plano de IPs por VLAN HOST IP MASK GW VLAN10-PC / VLAN10-PC / VLAN20-PC / VLAN20-PC / VLAN30-PC / VLAN30-PC / VLAN40-PC / VLAN40-PC / Configuração dos switches e VLANs Faremos a ativação do VTP (Virtual Trunk Protocolo) para que todas as configurações de VLAN de um switch operando em modo SERVIDOR sejam automaticamente propagadas para todos os demais switches CLIENTES da rede Teremos um domínio de switches chamado de NOME 31

12 Modos de um Switch SERVIDOR: adicionam, alteram e removem VLANs e propagam as alterações CLIENTE: recebem as configurações do switch servidor TRANSPARENTE: membro do domínio, mas não aplica as configurações de VLANs para ele mesmo, somente no seu contexto local, não propagando para os demais Switch SERVIDOR Parte 1 de 2 enable configure terminal hostname Switch1 vtp mode server vtp domain NOME vlan 10 name VLAN-10 vlan 20 name VLAN-20 vlan 30 name VLAN-30 vlan 40 name VLAN-40 end 32

13 Switch SERVIDOR Parte 2 de 2 configure terminal interface f 0/1 switchport access vlan 10 interface f 0/2 switchport access vlan 20 interface f 0/3 switchport access vlan 30 interface f 0/4 switchport access vlan 40 interface f 0/24 switchport mode trunk interface range g 1/1-2 switchport mode trunk end Swtich CLIENTE enable configure terminal hostname Switch2 vtp mode client vtp domain NOME end configure terminal interface f 0/1 switchport access vlan 10 interface f 0/2 switchport access vlan 20 interface f 0/3 switchport access vlan 30 interface f 0/4 switchport access vlan 40 interface range g 1/1-2 switchport mode trunk end 33

14 Roteador Temos agora 4 redes distintas conectadas em 2 switch fazendo uso de VLANs Essas redes não se comunicam entre si, mas um roteador pode realizar tal procedimento Em tese precisaríamos de 4 interfaces físicas no roteador para ligar cada uma das 4 redes, o que não é interessante ($$$) Fazemos uso então do modo trunk (com encapusulamento dot1q) Roteador enable configure terminal interface f 0/0 no shutdown interface f 0/0.10 encapsulation dot1q 10 ip address interface f 0/0.20 encapsulation dot1q 20 ip address interface f 0/0.30 encapsulation dot1q 30 ip address interface f 0/0.40 encapsulation dot1q 40 ip address end 34

15 Exercício Lab6 Análise das Saídas Digite o comando (nos 2 switches): show mac-address-table show vlan show interface trunk show vtp status Análise e saída de dados... Laboratório 9 35

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratório 1 1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Laboratório 1 Observe as guias

Leia mais

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO. Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito

Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO. Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratórios 1, 2, 3, 4, 6, 9 e 10 Roteadores CISCO Prof. Alexandre Beletti Baseado no livro de Samuel Brito Laboratório 1 Laboratório 1 Laboratório 1 Abra o Lab01.pkt Clique no roteador Observe as guias

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Packet Tracer Configuração de switches e roteadores 1 Configuração de um switch No Packet Tracer, insira um switch e

Leia mais

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec Laboratórios de Tecnologias Cisco em Infraestrutura de Redes Samuel Henrique Bucke Brito Novatec Copyright 2012 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998.

Leia mais

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. 2a Edição. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec

Laboratórios de Tecnologias. Cisco. em Infraestrutura de Redes. 2a Edição. Samuel Henrique Bucke Brito. Novatec Laboratórios de Tecnologias Cisco em Infraestrutura de Redes 2a Edição Samuel Henrique Bucke Brito Novatec Copyright 2012, 2014 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei

Leia mais

Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB

Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB Compreendendo e Configurando VLAN Routing e Bridging em um Roteador Usando o Recurso IRB Índice Introdução Antes de Começar Convenções Pré-requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Conceito

Leia mais

1- Entrar no modo privilegiado. switch>enable. Password:******* switch# 2- Configurar ou alterar a senha do modo privilegiado.

1- Entrar no modo privilegiado. switch>enable. Password:******* switch# 2- Configurar ou alterar a senha do modo privilegiado. 1- Entrar no modo privilegiado. switch>enable Password:******* switch# 2- Configurar ou alterar a senha do modo privilegiado. switch(config)#enable secret ****** digite a senha 3- Configurar um nome para

Leia mais

CNS011 TURMA 3/2014 GERÊNCIA MAN/WAN CADERNO DE LABORATÓRIO Atividade 1: Familiarização com o IOS (extra) Prática

CNS011 TURMA 3/2014 GERÊNCIA MAN/WAN CADERNO DE LABORATÓRIO Atividade 1: Familiarização com o IOS (extra) Prática Atividade 1: Familiarização com o IOS (extra) Use o roteador do cenário para treinar a vontade as maneiras de interagir com o IOS conforme foi explicado em aula. Passo 1. Clique no roteador do cenário.

Leia mais

Packet Tracer - Definição das configurações iniciais do switch

Packet Tracer - Definição das configurações iniciais do switch Topologia Objetivos Parte 1: Verificar a configuração padrão do switch Parte 2: Configurar uma configuração básica do switch Parte 3: Configurar um banner MOTD Parte 4: Salvar os arquivos de configuração

Leia mais

Exercício Prático: Conexão Router 1841 Fa0/0 192.168.1.1 255.255.255.0 Switch (PRINCIPAL) Fa0/1 trunk ------ Router (EMPRESA

Exercício Prático: Conexão Router 1841 Fa0/0 192.168.1.1 255.255.255.0 Switch (PRINCIPAL) Fa0/1 trunk ------ Router (EMPRESA UNISUL UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIDADE DIBI MUSSI DISCIPLINA/UA REDE DE COMPUTADORES PROFª ANA LÚCIA R. WIGGERS Exercício Prático: Fa 0/0 IP 192.168.1.1/24 Dispositivo

Leia mais

Configurando e Testando a sua Rede

Configurando e Testando a sua Rede Configurando e Testando a sua Rede Fundamentos de Rede Capítulo 11 1 Objetivos Definir o papel do Internetwork Operating System (IOS). Definir o propósito de um arquivo de configuração. Identificar várias

Leia mais

Trabalho de VLANs e Redes IP. FEUP/DEEC Redes de Banda Larga MIEEC 2008/09 José Ruela

Trabalho de VLANs e Redes IP. FEUP/DEEC Redes de Banda Larga MIEEC 2008/09 José Ruela Trabalho de VLANs e Redes IP FEUP/DEEC Redes de Banda Larga MIEEC 2008/09 José Ruela Bancada de trabalho Configuração inicial Inicialmente todos os computadores gnuxy devem estar configurados na mesma

Leia mais

Pontos de acesso Aironet autônomos e SSID múltiplos no exemplo da configuração do IOS da Cisco

Pontos de acesso Aironet autônomos e SSID múltiplos no exemplo da configuração do IOS da Cisco Pontos de acesso Aironet autônomos e SSID múltiplos no exemplo da configuração do IOS da Cisco Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Vídeo Configuração

Leia mais

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN

Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Laboratório - Identificação e Solução de Problemas de Configuração de VLAN Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-rede Gateway padrão S1 VLAN 1 192.168.1.2 255.255.255.0

Leia mais

Tronco entre um Catalyst 2948G-L3 e um exemplo de configuração do Catalyst 6500 Series Switch

Tronco entre um Catalyst 2948G-L3 e um exemplo de configuração do Catalyst 6500 Series Switch Tronco entre um Catalyst 2948G-L3 e um exemplo de configuração do Catalyst 6500 Series Switch Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Configurar

Leia mais

Comandos Packet Tracer

Comandos Packet Tracer Comandos Packet Tracer Professor Victor Sotero 1 Interface do Usuário Utiliza uma estrutura hierárquica; O IOS que é o sistema próprio da cisco, fornece um serviço de interpretação de comandos, conhecido

Leia mais

Packet Tracer Usando Traceroute para Descobrir a Rede

Packet Tracer Usando Traceroute para Descobrir a Rede Topologia Cenário A empresa para a qual você trabalha adquiriu uma nova filial. Você solicitou um mapa da topologia do novo local, mas aparentemente ele não existe. Entretanto, você tem informações de

Leia mais

Exemplo de configuração do ISDN - IP

Exemplo de configuração do ISDN - IP Exemplo de configuração do ISDN - IP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Explicação da configuração C2503 Explicação

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 3 - Configurando um Roteador 1 Objetivos do Capítulo Dar nome a um roteador; Definir senhas; Examinar comandos show; Configurar uma interface

Leia mais

Administração de Redes

Administração de Redes Administração de Redes Rui Prior 2012 Introdução às VLAN Este documento pretende dar uma breve introdução às Virtual LAN (VLAN), um conceito fundamental nas redes locais da actualidade. Conceito Por razões

Leia mais

Introdução Fourth level à Tecnologia Cisco

Introdução Fourth level à Tecnologia Cisco Instituto Federal do Ceará IFCE Campus de Canindé Prof. DSc. Rodrigo Costa - rodrigo.costa@ifce.edu.br Introdução à Tecnologia Cisco Definições Básicas Mercado em Redes Componentes Básicos Funcionamento

Leia mais

Packet Tracer - Conectar um roteador a uma LAN

Packet Tracer - Conectar um roteador a uma LAN Packet Tracer - Conectar um roteador a uma LAN Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway Padrão G0/0 192.168.10.1 255.255.255.0 ND R1 G0/1 192.168.11.1

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Dispositivos de Rede I Aula 03 Configuração Básica Cisco IOS Prof: Jéferson Mendonça de Limas O que é um Roteador? O roteador é composto de: CPU (Processador) RAM ROM Sistema

Leia mais

Configuração de Roteadores e Switches CISCO

Configuração de Roteadores e Switches CISCO Configuração de Roteadores e Switches CISCO Introdução ao CISCO IOS Comandos Básicos Módulo - III v1.3-08/06/2014 Professor do Curso de CISCO Prof. Robson Vaamonde, consultor de Infraestrutura de Redes

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM GESTÃO DE SISTEMAS E REDES DOMAIN NAME SYSTEM OUTLINE CONFIGURAR O SETUP CONFIGURAR O DNS O obje0vo passa por criar um cenário com as seguintes redes: Uma rede para 6 servidores (Rede 0-172.16.0.0/29);

Leia mais

1ª Ficha de Avaliação Prática 06/10/2010. Figura 1. Switch 2950.

1ª Ficha de Avaliação Prática 06/10/2010. Figura 1. Switch 2950. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores Redes de Internet (LEIC/LEETC/LERCM) 1ª Ficha de Avaliação Prática 06/10/2010 1

Leia mais

Senhas Telnet, Console e de Portas AUX no Exemplo de Configuração de Roteadores da Cisco

Senhas Telnet, Console e de Portas AUX no Exemplo de Configuração de Roteadores da Cisco Senhas Telnet, Console e de Portas AUX no Exemplo de Configuração de Roteadores da Cisco Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações Complementares Configure

Leia mais

Configurando Catalyst Switches para telefones da conferência de Polycom

Configurando Catalyst Switches para telefones da conferência de Polycom Configurando Catalyst Switches para telefones da conferência de Polycom Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados Convenções Informações de Apoio Configurar

Leia mais

GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA INICIANDO O ROTEADOR MODO DE SETUP

GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA INICIANDO O ROTEADOR MODO DE SETUP GUIA LAB I - REDES DE COMPUTADORES / ECO008 PROF. ISAÍAS LIMA Objetivo: Neste laboratório você aprenderá comandos básicos do roteador. Existem diferentes formas de se conectar ao roteador, mas a primeira

Leia mais

ROTEADORES. Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes

ROTEADORES. Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes ROTEADORES Introdução ao roteamento e ao encaminhamento de pacotes Laboratório de Redes de Computadores Introdução do capítulo As redes atuais têm um impacto significativo em nossas vidas alterando a forma

Leia mais

Segurança em um roteador Cisco

Segurança em um roteador Cisco Configurando senhas em um roteador Cisco Segurança em um roteador Cisco As senhas em um roteador Cisco são de extrema importância segurança para a do sist A enable secret é a senha mais A enable password

Leia mais

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento

CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 2 - Introdução aos Roteadores 1 Objetivos do Capítulo Descrever a finalidade e operação básica do IOS; Identificar vários recursos do IOS; Identificar

Leia mais

Exemplo de Configuração de Catalyst Switches da Camada 3 para Oferecer Suporte ao Wake-On-LAN Através de VLANs

Exemplo de Configuração de Catalyst Switches da Camada 3 para Oferecer Suporte ao Wake-On-LAN Através de VLANs Exemplo de Configuração de Catalyst Switches da Camada 3 para Oferecer Suporte ao Wake-On-LAN Através de VLANs Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações

Leia mais

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch

Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Laboratório - Configuração de um endereço de gerenciamento do switch Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway Padrão Objetivos S1 VLAN 1 192.168.1.2

Leia mais

Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco

Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco Disciplina: Dispositivos de Rede I Professor: Jéferson Mendonça de Limas 3º Semestre Aula 03 Comandos Básicos do IOS Cisco 2014/1 Roteiro de Aula Correção Exercícios Aula Anterior O que é o Roteador? Componentes

Leia mais

CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR

CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR CARLOS RAFAEL GUERBER EXERCÍCIOS ROTEADOR Mafra 2009 Exercício 1 Utilizando o bloco de endereços 200.0.0.0/24, proponha uma solução para configurar os IP s da rede abaixo: 1 2 3 4 10.0.0.1/24 10.0.0.2/24

Leia mais

Configurando o entroncamento do EtherChannel e do 802.1Q entre switch de configuração fixa do catalizador L2 e um roteador (roteamento de intervlan)

Configurando o entroncamento do EtherChannel e do 802.1Q entre switch de configuração fixa do catalizador L2 e um roteador (roteamento de intervlan) Configurando o entroncamento do EtherChannel e do 802.1Q entre switch de configuração fixa do catalizador L2 e um roteador (roteamento de intervlan) Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Antes de começar a configurar o seu switch, você deve estabelecer suas conexões. Existem dois tipos de conexões: através da porta de console e através da porta Ethernet. A porta

Leia mais

Configurando o hub and spoke do roteador para roteador do IPsec

Configurando o hub and spoke do roteador para roteador do IPsec Configurando o hub and spoke do roteador para roteador do IPsec Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Verificar Troubleshooting

Leia mais

Configuração automática CUCM para gateways SCCP

Configuração automática CUCM para gateways SCCP Configuração automática CUCM para gateways SCCP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Compatibilidade Configurar Etapas sumárias Etapas detalhadas Exemplo Seções relevantes

Leia mais

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal

Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Laboratório - Gerenciamento de arquivos de configuração de roteador com software de emulação de terminal Topologia Tabela de Endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway

Leia mais

Redes de Automação VLan s. Robson Manfredi Outubro/2010

Redes de Automação VLan s. Robson Manfredi Outubro/2010 Redes de Automação VLan s Robson Manfredi Outubro/2010 Evolução das Redes Depois do cabo coaxial surgiram os Hubs, Evolução das Redes Introdução de Switches Domínio de Colisão Domínios de colisão correspondem

Leia mais

Entroncamento 802.1Q entre Catalyst Switches Executando CatOS e Cisco IOS System Software

Entroncamento 802.1Q entre Catalyst Switches Executando CatOS e Cisco IOS System Software Entroncamento 802.1Q entre Catalyst Switches Executando CatOS e Cisco IOS System Software Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Background Theory Configuração Diagrama

Leia mais

Configuração do Roteamento entre VLANs com Switches Catalyst 3750/3560/3550 Series

Configuração do Roteamento entre VLANs com Switches Catalyst 3750/3560/3550 Series Configuração do Roteamento entre VLANs com Switches Catalyst 3750/3560/3550 Series Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados Convenções Material de Suporte

Leia mais

Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente

Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações

Leia mais

Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente

Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente Exemplo de Configuração de Migração de Domínio VTP Completamente Transparente para Domínio VTP Servidor-Cliente Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações

Leia mais

Erratas CCNA 5.0 (atualizado )

Erratas CCNA 5.0 (atualizado ) Erratas CCNA 5.0 (atualizado 27-09-2014) Página 40 5º parágrafo, deveria ser: "Já alguns dos protocolos desenhados para atuar em redes geograficamente dispersas (WAN) são definidos nas três primeiras camadas

Leia mais

Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico

Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico Como Evitar Loops de Roteamento ao Usar NAT Dinâmico Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Diagrama de Rede Convenções Cenário de exemplo Informações Relacionadas Introdução

Leia mais

Laborato rio: Roteamento Esta tico

Laborato rio: Roteamento Esta tico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE IFRN CURSO TÉCNICO INTEGRADO EM INFORMÁTICA Nesta atividade prática, compreenderemos a importância do serviço de roteamento ao

Leia mais

Configurando uma rede privado para privado de túnel IPSec de roteador com NAT e uma estática

Configurando uma rede privado para privado de túnel IPSec de roteador com NAT e uma estática Configurando uma rede privado para privado de túnel IPSec de roteador com NAT e uma estática Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Por que o recusar instrução no

Leia mais

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet.

Este documento requer uma compreensão do ARP e de ambientes Ethernet. Proxy ARP Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Como o Proxy ARP Funciona? Diagrama de Rede Vantagens do Proxy ARP Desvantagens do Proxy ARP Introdução Este documento

Leia mais

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN

Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Laboratório 9.3.6 Configurando o roteamento Inter-VLAN Objetivo Criar uma configuração básica de switch e verificá-la. Criar várias VLANs, nomeá-las e atribuir várias portas a elas. Criar uma configuração

Leia mais

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas.

Este documento não se restringe a versões de software e hardware específicas. Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Identifique o legado e a próxima geração ISR Configurar Exemplo de configuração do legado ISR Exemplo de configuração

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Repeater No modo * Repeater o DWL-G700AP vai repetir o sinal Wireless do DI-524. * O DWL-G700AP somente apresenta a função Repeater a partir da versão

Leia mais

Como configurar um roteador Cisco atrás de um Cable Modem de terceiros

Como configurar um roteador Cisco atrás de um Cable Modem de terceiros Como configurar um roteador Cisco atrás de um Cable Modem de terceiros Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Verificar

Leia mais

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT

Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Laboratório 1.1.4b Configuração do PAT Objetivo Configurar um roteador para que use PAT (Port Address Translation, tradução de endereços de porta) para converter endereços IP internos, normalmente privados,

Leia mais

Administração de Redes 2015/16. Virtual Local Area Networks (VLAN)

Administração de Redes 2015/16. Virtual Local Area Networks (VLAN) Administração de Redes 2015/16 Virtual Local Area Networks (VLAN) 1 Introdução Frequentemente é necessário dividir uma rede em ilhas sem ligação directa entre si (domínios de difusão) Organização da rede,

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater 1 Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater No modo Repeater o DWL-2100AP vai repetir o sinal do DI-624 pela rede Wireless. Neste manual vamos apresentar a seguinte topologia: A posição

Leia mais

Mobilidade DHCP interno expresso

Mobilidade DHCP interno expresso Mobilidade DHCP interno expresso Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Configurar Configuração de GUI Configuração de CLI Verificar Troubleshooting Introdução Este documento

Leia mais

Switches do 3550/3560 Series do catalizador usando o exemplo de configuração com base na porta do controle de tráfego

Switches do 3550/3560 Series do catalizador usando o exemplo de configuração com base na porta do controle de tráfego Switches do 3550/3560 Series do catalizador usando o exemplo de configuração com base na porta do controle de tráfego Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Vista

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater

Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater Procedimentos para configuração do DWL-2100AP em modo Repeater No modo Repeater o DWL-2100AP vai repetir o sinal do DI-624 pela rede Wireless. Neste manual vamos apresentar a seguinte topologia: A posição

Leia mais

TRANSPORTE DE PREFIXOS VIA VPNV4

TRANSPORTE DE PREFIXOS VIA VPNV4 TRANSPORTE DE PREFIXOS VIA VPNV4 Nesse artigo vou descrever as configurações para utilizar o transporte de prefixos. Neste senário nosso objetivo é transportar o prefixo de nosso Switch de acesso pela

Leia mais

Capítulo 4: Conceitos de Roteamento

Capítulo 4: Conceitos de Roteamento Capítulo 4: Conceitos de Roteamento Protocolos de roteamento 1 Capítulo 4 4.0 Conceitos de Roteamento 4.1 Configuração inicial de um roteador 4.2 Decisões de roteamento 4.3 Operação de roteamento 4.4 Resumo

Leia mais

VLAN (Virtual Local Area Network)

VLAN (Virtual Local Area Network) ISEP - Administração de Sistemas 2007/2008 1/6 VLAN (Virtual Local Area Network) É um grupo de dispositivos de rede no mesmo domínio de broadcast Segmenta de uma forma lógica em contraste com a segmentação

Leia mais

Policy Routing with Catalyst 3550 Series Switch Configuration Example

Policy Routing with Catalyst 3550 Series Switch Configuration Example Policy Routing with Catalyst 3550 Series Switch Configuration Example Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Verificar Troubleshooting

Leia mais

Configuração de VLANS em ambientes CISCO

Configuração de VLANS em ambientes CISCO Configuração de VLANS em ambientes CISCO Vanderlei Lemke Kruger, André Moraes 1 Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas (FATEC - Senac) Rua Gonçalves Chaves, 602 Centro Curso Superior de Tecnologia em Redes

Leia mais

Configurar o SSH em linhas Tty com opção de menu no servidor terminal

Configurar o SSH em linhas Tty com opção de menu no servidor terminal Configurar o SSH em linhas Tty com opção de menu no servidor terminal Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Configurar Diagrama de Rede Verificar Troubleshooting Introdução

Leia mais

Parte 2 Usando o CLI do Roteador

Parte 2 Usando o CLI do Roteador Parte 2 Usando o CLI do Roteador O acesso à CLI Comand Line Interface, é feita pelo usuário no roteador com um terminal ou remotamente. Quando acessamos um roteador, devemos efetuar login nele antes de

Leia mais

Chave manual do IPsec entre o exemplo de configuração do Roteadores

Chave manual do IPsec entre o exemplo de configuração do Roteadores Chave manual do IPsec entre o exemplo de configuração do Roteadores Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Verificar Troubleshooting

Leia mais

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT

Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Laboratório 1.1.4a Configuração do NAT Objetivo Configurar um roteador para que use tradução de endereços de rede (NAT) para converter endereços IP internos, normalmente privados, para endereços públicos

Leia mais

Configurando um roteador como uma ALMOFADA para o XOT a um host assíncrono

Configurando um roteador como uma ALMOFADA para o XOT a um host assíncrono Configurando um roteador como uma ALMOFADA para o XOT a um host assíncrono Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Configurar Diagrama de Rede

Leia mais

Autenticação do proxy de autenticação de partida - Nenhuma Cisco IOS Firewall ou configuração de NAT

Autenticação do proxy de autenticação de partida - Nenhuma Cisco IOS Firewall ou configuração de NAT Autenticação do proxy de autenticação de partida - Nenhuma Cisco IOS Firewall ou configuração de NAT Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de

Leia mais

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento.

Switch>: User mode Limitado a comandos básicos de monitoramento. Faculdade de Tecnologia Senac Pelotas Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Laboratório de Redes I Professor Eduardo Maroñas Monks Resumo de Comandos Cisco IOS (Switch 2960) versão 1b Modos

Leia mais

Exemplo de configuração de pontos de acesso VLANs on Aironet

Exemplo de configuração de pontos de acesso VLANs on Aironet Exemplo de configuração de pontos de acesso VLANs on Aironet Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Diagrama de Rede Configurar Configurar o VLAN nativo no AP Configurar

Leia mais

Exemplo de Configuração do EtherSwitch Service Module (ES)

Exemplo de Configuração do EtherSwitch Service Module (ES) Exemplo de Configuração do EtherSwitch Service Module (ES) Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Produtos Relacionados Convenções Módulos EtherSwitch - Conceitos Configuração

Leia mais

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH

Laboratório - Acesso a dispositivos de rede com SSH Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de subrede Gateway padrão Objetivos R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 ND S1 VLAN 1 192.168.1.11 255.255.255.0 192.168.1.1 PC-A

Leia mais

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não

Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não Este documento é propriedade exclusiva da Cisco Systems, Inc. É concedida permissão para cópia e impressão deste documento para distribuição não comercial e uso exclusivo pelos instrutores no curso CCNA

Leia mais

Telnet, senhas da Console e Porta AUX no exemplo de configuração dos roteadores Cisco

Telnet, senhas da Console e Porta AUX no exemplo de configuração dos roteadores Cisco Telnet, senhas da Console e Porta AUX no exemplo de configuração dos roteadores Cisco Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Configurar senhas

Leia mais

Utilizando NAT em redes sobrepostas

Utilizando NAT em redes sobrepostas Utilizando NAT em redes sobrepostas Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Configurar Diagrama de Rede Configurações Verificar Troubleshooting Informações Relacionadas

Leia mais

10/03/2015. IEEE 802.1Q Virtual LAN (VLAN) Virtual Trunk Protocol(VTP) Prof. Alexandre Beletti IEEE 802.1Q

10/03/2015. IEEE 802.1Q Virtual LAN (VLAN) Virtual Trunk Protocol(VTP) Prof. Alexandre Beletti IEEE 802.1Q IEEE 802.1Q Virtual LAN (VLAN) Virtual Trunk Protocol(VTP) Prof. Alexandre Beletti IEEE 802.1Q 1 IEEE 802.1Q Norma e protocolo definidos pelo IEEE Permite a criação de VLANsdentro de uma rede ethernet

Leia mais

PRÁTICA. Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade

PRÁTICA. Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade PRÁTICA Múltiplas rotas até o mesmo destino com custos definidos em função da velocidade Cenário 10Mbps Qual o melhor caminho? Observando o desenho veja que o caminho entre o computador PC0 e o Servidor

Leia mais

Montagem e Configuração de Redes de Computadores

Montagem e Configuração de Redes de Computadores Montagem e Configuração de Redes de Computadores Roteadores Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a redes de computadores

Leia mais

Capítulo 4 - Aprendendo sobre Outros Dispositivos

Capítulo 4 - Aprendendo sobre Outros Dispositivos CCNA 2 Conceitos Básicos de Roteadores e Roteamento Capítulo 4 - Aprendendo sobre Outros Dispositivos 1 Objetivos do Capítulo Aprender a ativar e desativar o CDP; Usar o comando show cdp neighbors; Determinar

Leia mais

Configurando o balanceamento de carga do servidor FTP utilizando IOS SLB

Configurando o balanceamento de carga do servidor FTP utilizando IOS SLB Configurando o balanceamento de carga do servidor FTP utilizando IOS SLB Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Configurar Diagrama de Rede Configurações

Leia mais

Especificando um Endereço IP do Próximo Nó para Rotas Estáticas

Especificando um Endereço IP do Próximo Nó para Rotas Estáticas Especificando um Endereço IP do Próximo Nó para Rotas Estáticas Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Usados Teoria complementar Convenções Problema Solução Informações Relacionadas Introdução

Leia mais

Configuração de Tradução de Endereço de Rede e Tradução de Endereço de Porta Estática para Suportar um Servidor Interno de Web

Configuração de Tradução de Endereço de Rede e Tradução de Endereço de Porta Estática para Suportar um Servidor Interno de Web Configuração de Tradução de Endereço de Rede e Tradução de Endereço de Porta Estática para Suportar um Servidor Interno de Web Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções

Leia mais

Como Preencher Rotas Dinâmicas, Usando Injeção de Rota Reversa

Como Preencher Rotas Dinâmicas, Usando Injeção de Rota Reversa Como Preencher Rotas Dinâmicas, Usando Injeção de Rota Reversa Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informações de Apoio Configurar Diagrama de Rede Configurações

Leia mais

Ilustração 1: Exemplo de uma rede Frame Relay

Ilustração 1: Exemplo de uma rede Frame Relay Laboratório de RCO2 12 o experimento Objetivo: Introdução Configurar uma rede Frame Relay A tecnologia WAN Frame Relay é uma rede de transporte implantada como infraestrutura em operadoras de serviço (por

Leia mais

TECNOLOGIA PORTFAST. Antes das VLANs

TECNOLOGIA PORTFAST. Antes das VLANs TECNOLOGIA PORTFAST O PortFast é uma tecnologia da Cisco. Quando uma porta de switch configurada com o PortFast é configurada como uma porta de acesso, aquela porta faz imediatamente a transição do estado

Leia mais

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point

Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point 1 Procedimentos para configuração do DWL-G700AP em modo Access Point No modo Access Point o DWL-G700AP se conecta a várias máquinas, sejam elas notebooks ou desktops com adaptador wireless. Nesse Manual

Leia mais

Procedimentos para configuração de WDS With AP

Procedimentos para configuração de WDS With AP Procedimentos para configuração de WDS With AP No modo WDS with AP, o DWL-2100AP se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System) permite

Leia mais

Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco

Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco Configurando Interfaces e roteamento entre dois roteadores Cisco Para esse exemplo, usarei o Packet Tracer (download aqui). Esse software foi desenvolvido pela própria Cisco para que os interessados pudessem

Leia mais

Permita o LAT sobre um túnel GRE com exemplo de configuração da Conversão de protocolo

Permita o LAT sobre um túnel GRE com exemplo de configuração da Conversão de protocolo Permita o LAT sobre um túnel GRE com exemplo de configuração da Conversão de protocolo Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Background Funcionalidade do LAT Serviços do LAT

Leia mais

Laboratório - Criação de uma rede simples

Laboratório - Criação de uma rede simples Topologia Tabela de endereçamento Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de sub-rede Objetivos PC-A NIC 192.168.1.10 255.255.255.0 PC-B NIC 192.168.1.11 255.255.255.0 Parte 1: configurar a topologia

Leia mais

Exemplo de Configuração Básica de Conexão de LAN sem Fio

Exemplo de Configuração Básica de Conexão de LAN sem Fio Exemplo de Configuração Básica de Conexão de LAN sem Fio Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Diagrama de Rede Convenções Configuração Configuração do Ponto de Acesso Instruções

Leia mais

Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP

Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP Laboratório 1.2.3 Revisão da Configuração Básica do Roteador com RIP Objetivo Cabear e configurar as estações de trabalho e os roteadores Configurar um esquema de endereçamento IP usando redes classe B

Leia mais

Capítulo 2. Laboratório 2.1. Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização

Capítulo 2. Laboratório 2.1. Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização Capítulo 2 Laboratório 2.1 Introdução ao Packet Tracer, Roteadores, Switches e Inicialização tel (41) 430457810 ou (41) 4063-7810 - info@dltec.com.br - www.dltec.com.br INDICE 1 Objetivo do Laboratório...

Leia mais

Permita o acesso ao Internet para o módulo ips ASA 5500-X

Permita o acesso ao Internet para o módulo ips ASA 5500-X Permita o acesso ao Internet para o módulo ips ASA 5500-X Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Informação da característica Metodologia de Troubleshooting Solução

Leia mais

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP

Procedimentos para configuração em modo WDS with AP Procedimentos para configuração em modo WDS with AP 1- No modo WDS with AP, o DAP-1353 se conecta a várias redes, embora ainda funcionando como um Access Point wireless. WDS (Wireless Distribution System)

Leia mais