TERMO DE REFERÊNCIA N 01/2016/Departamento de Engenharia PROJETO DE URBANISMO DA ÁREA DO PARQUE DO PRESIDENTES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA N 01/2016/Departamento de Engenharia PROJETO DE URBANISMO DA ÁREA DO PARQUE DO PRESIDENTES"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA N 01/2016/Departamento de Engenharia PROJETO DE URBANISMO DA ÁREA DO PARQUE DO PRESIDENTES 1. OBJETIVO O presente Termo de Referência tem como objetivo a Contratação de pessoa jurídica especializada em serviços técnicos para a elaboração do Projeto de Urbanismo da área do Parque dos Presidentes (Agual), conforme Auto Demarcatório publicado pelo Cartório de Registro de Imóveis Municipal, incluindo a regularização dos serviços de abastecimento de água e energia elétrica já existentes e disponibilizados pelos respectivos fornecedores públicos, definição do traçado das vias, calçadas, lotes, memoriais descritivos para fins de abertura de matrículas no Cartório de Registro de Imóveis, considerando os respectivos possuidores segundo o Cadastro Socioeconômico, tudo em conformidade com as fases já cumpridas do processo em curso no FORO Municipal, no Cartório Registro de Móveis da Comarca de Tramandaí e da legislação corresponde em vigor. Imóveis aproximados objetos do Projeto de Urbanismo: Uma mil e quinhentas e vinte unidades (1.520). 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: a) Elaborar o Projeto Urbanístico da área do Parque dos Presidentes segundo a Legislação Federal, Estadual, Municipal e técnica vigente, considerando para tanto a situação de ocupação já mapeada e socioeconomicamente cadastrada; b) O levantamento Urbanístico, além dos resultados usuais, deverá apontar, respeitando o máximo possível a situação fática, sem prejuízo da boa técnica, o traçado das ruas, dos lotes de terrenos, das redes de abastecimento, da circulação de veículos e pedestres, da sinalização, e demais serviços pertinentes; c) Para fins de emissão de documentos relativos à posse de cada Cidadão, a Contratada deverá entregar o Memorial Descritivo de cada lote de terreno existente nas áreas do Parque dos Presidentes em conformidade com os preceitos da Lei 6.015/73 de 31/12/1973 e suas alterações; d) A contratada deverá divulgar e elaborar reuniões explanativas para a comunidade, autoridades, Associações de bairros, produzir relatórios e dar divulgação nos meios locais do andamento dos trabalhos; e) Viabilizar o exercício da participação cidadã, elucidando e esclarecendo dúvidas, mediante trabalho de atendimento permanente com caráter informativo e educativo, que favoreça a organização da população, a gestão comunitária e capacitação de lideranças comunitárias; 3. JUSTIFICATIVA O presente Projeto Urbanístico torna-se parte integrante do processo de Regularização Fundiária em curso e busca atender a legislação vigente com a definição técnica do traçado das ruas, avenidas, dos lotes e a produzir o memorial descritivo de cada lote de terreno identificado no levantamento topográfico cadastral, atendendo as necessidades de Página 1 de 7

2 informações para abertura das respectivas matrículas junto ao Cartório de Registro de Imóveis da Comarca, com base nos dados socioeconômicos da Secretaria Municipal de Planejamento, gestora do banco de dados, garantindo a propriedade do imóvel ocupado, requisitos fundamentais para o atendimento do direito constitucional de moradia digna. 4. PROJETOS EXECUTIVOS: 4.1 Quadras e Lotes: Projeto de Regularização do traçado das quadras; Projeto de Regularização do traçado dos lotes; Aproveitamento máximo da situação fática existente; Identificação, lote a lote, com os dados socioeconômicos conhecidos, quando da necessidade de remoção de um lote; Memorial descritivo de todos os lotes. O Memorial Descritivo deve ser elaborado por Quadra e, no mínimo, deverá conter: Medidas das Testada, das Laterais e dos fundos do lote; Área quadrada do imóvel; Possuidores confrontantes nas laterais e nos Fundos do Imóvel; Orientação magnética das divisas laterais, fundos e testada; Nome dos confrontantes conforme Cadastro Socioeconômico e Logradouro para qual faz frente Sistema de Abastecimento de Água: Interação com o já implantado pela concessionária Corsan; Memorial Descritivo; Planilha de dimensionamento Cálculo das vazões e das pressões. 4.3 Rede de Distribuição de Energia e Iluminação Pública: Integração com o já implantado pela concessionaria CEE; Memorial Descritivo Documentos padronizados da Concessionária. 4.4 Sistema Viário: Regularização do traçado das ruas e vias existentes; Definição do gabarito de cada via; Memorial descritivo e quadro de áreas do sistema viário; Adequação da situação existente, em grau máximo, ao planejamento viário; Demonstração da proposta do Sistema Viário em Mapa Cartográfico georreferenciado, informado o traçado proposto e a situação atual existente, bem como as quadras e lotes atingidos no caso de alteração da situação existente; 4.5 Mapas e Demonstrativos: Página 2 de 7

3 4.5.1 Todos os projetos de serviços, de Sistema Viário, Abastecimento, Distribuição de Energia, assim como o traçado das ruas existentes e Novas Propostas, deverão ser apresentados em Mapa Georreferenciado do Loteamento devidamente legendado, demonstrando de forma clara, a situação existente e a Situação Projetada; O mesmo mapa deverá conter uma Planilha explicativa demonstrando as áreas de cada rua, da quadra, dos lotes e outras informações técnicas. Toda a documentação técnica deverá ser acompanhada da competente anotação de Responsabilidade Técnica (ART), ou recibo de responsabilidade técnica (RRP) uma vez que se trata de trabalho de competência exclusiva de profissional registrado no CREA/CAU e cujo escopo da profissão contemple as ações objeto deste TR. 5. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Os Levantamentos, perícia e análise jurídico-urbano deverão atender os princípios e diretrizes da política urbana e habitacional nacional e local, assim como a legislação vigente Validação/verificação do Levantamento Topográfico e Cadastral A validação do levantamento topográfico, georreferenciado, deverá atender a NBR e consiste na análise topográfica de campo da situação fática contra a situação apresentada no primeiro levantamento topográfico para fins de Regularização Fundiária realizado. 6. PRAZOS PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS O prazo para execução dos serviços será de 06 (seis) meses, conforme cronograma físico-financeiro. 7. ORÇAMENTO O orçamento para a realização das atividades propostas é o que segue no quadro abaixo e no anexo I, sendo este o limite orçamentário; Item Serviço Unidade Quantidade aproximada Preço Unitário Total Projeto Urbanístico e Projetos de regularização de serviços Memoriais descritivos Visitações e procedimentos administrativos Projeto , ,00 Unidade , ,00 Mensal , ,00 04 Acompanhamento Jurídico Mensal , ,00 Total Geral do Projeto , ,00 Página 3 de 7

4 8. CRONOGRAMA FÍSICO FINANCEIRO: O serviço será contratado pelo regime de empreitada por preço global. A execução do serviço é por preço justo, certo e suficiente para a sua total execução. Os serviços serão pagos quinzenalmente conforme cronograma, como segue: PRODUTOS 1. Projeto Urbanístico e Projetos de regularização de serviços. 2. Memoriais descritivos 3. Visitações e procedimentos administrativos 4. Acompanhamento Jurídico MESES Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5 Mês 6 9. DISPOSIÇÕES FINAIS: Todo o processo deverá ser necessariamente participativo e contar com o envolvimento direto da comunidade em todas as etapas do projeto; A CONTRATADA deverá manter equipe com a qualificação adequada para a prestação dos serviços especificados, incluindo responsável pela supervisão de todas as atividades necessárias ao cumprimento do objeto, com destaque para: a. Orientar e monitorar a equipe em todos os aspectos necessários à manutenção da qualidade da prestação dos serviços contratados; b. Comunicar, com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas, a substituição de qualquer profissional alocado para os serviços. A Contratada deverá exigir acompanhamento de profissional indicado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação para fiscalizar e acompanhar os trabalhos. Este profissional desempenhará o trabalho de contato imediato com a CONTRATANTE, a quem caberá permitir acesso à informações fundamentais para a realização do trabalho, dirimir dúvidas e consensuar procedimentos. Qualquer alteração do disposto neste Termo de Referência somente poderá ser efetivada após ser consensada com a fiscalização, mediante autorização por escrito; Não serão aceitas reclamações por parte da CONTRATADA pelo não conhecimento do projeto, das condições locais e dos procedimentos jurídicos em curso aos quais o presente projeto se incorpora, quando da execução do mesmo, tendo em vista que os licitantes deverão, obrigatoriamente, avaliar as condições e instalações disponíveis para a adequada prestação do serviço e esclarecer as dúvidas inerentes ao objeto deste certame, do qual será emitido o Atestado de Visita e Esclarecimento Técnico, integrante da documentação de habilitação, para a adequada formulação da proposta. 10. ATESTADO TÉCNICO /PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Na apresentação do atestado de Capacidade Técnica e Planilha orçamentária a ser fornecido pela empresa no processo licitatório a parcela de maior relevância a serem considerados na análise da Capacidade Técnica serão: Página 4 de 7

5 10.1. Empreitada Global (material e Mão de Obra) para elaboração do Projeto de Urbanismo, contemplando execução de projetos de loteamentos, desmembramentos ou condomínios, execução de projeto de Terraplanagem, projeto de Pavimentação, projeto de Sinalização, projeto de Drenagem, projeto de Rede de Abastecimento de Água e projeto de Rede Coletora de esgoto Sanitário Valor significativo para parâmetro na análise: R$ ,00 de Empreitada Global (material e Mão de Obra) para elaboração do Projeto de Urbanismo, contemplando execução de projetos de loteamentos, desmembramentos ou condomínios, execução de projeto de Terraplanagem, projeto de Pavimentação, projeto de Sinalização, projeto de Drenagem, projeto de Rede de Abastecimento de Água e projeto de Rede Coletora de esgoto Sanitário Esta comprovação poderá se dar através de um ou mais Atestados Técnicos devidamente registrados no CREA/CAU. 11. OBSERVAÇÕES Deverá ser agendada visita técnica antes da data de entrega dos envelopes com o engenheiro Milton Roberto Pedrollo Bittencourt, de 2ª a 6ª das 08:30 hs às 11:30 e dás 14:00 às 17:00 hs com ANA ou Milton, pelo telefone para esclarecimentos e conhecimento do local da obra. Ao final da visita será fornecido o atestado de visita técnica. Esta documentação deverá ser entregue juntamente com os demais documentos. Tramandaí, 06 de janeiro de Milton Roberto Pedrollo Bittencourt Eng Civil CREA RS Diretor de Engenharia Página 5 de 7

6 ANEXO - I Item Serviço Unidade 01 Projeto Urbanístico e Projetos de regularização de serviços Quantidade aproximada R$ Unitário R$ Total Projeto 01 R$ ,00 R$ ,00 02 Memoriais descritivos Unidade 1.520,00 R$ 21,60 R$ ,00 03 Visitações e procedimentos administrativos Unidade 05 R$7.500,00 R$ ,00 04 Acompanhamento Jurídico Unidade 05 R$ 4.595,00 R$ ,00 Total Geral do Projeto R$ ,00 Tramandaí, 06 de janeiro de Milton Roberto Pedrollo Bittencourt Eng Civil CREA RS Diretor de Engenharia Página 6 de 7

7 ATESTADO Atestamos que a empresa..., participante da licitação..., cumpriu visita, junto ao Departamento de Engenharia e Secretaria de Planejamento Urbano e Habitação da Prefeitura Municipal de Tramandaí, e recebeu os esclarecimentos necessários para o objeto desta licitação. Tramandaí,... de... de Página 7 de 7

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA Termo de referência para contratação de projeto de pavimentação, drenagem superficial e profunda no ramal de acesso ao Hotel

Leia mais

APÊNDICE 01 PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DAS OBRAS PARQUE DE INFRA-ESTRUTURA DA FASE ZERO DO SAPIENS

APÊNDICE 01 PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DAS OBRAS PARQUE DE INFRA-ESTRUTURA DA FASE ZERO DO SAPIENS APÊNDICE 01 PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DAS OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA DA FASE ZERO DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 Objetivo... 3 2 Características Principais... 4 2.1 Área de Intervenção... 4 2.2 Projetos

Leia mais

Regularização Fundiária

Regularização Fundiária Regularização Fundiária Prefeitura de COM VOCÊ. FAZENDO ACONTECER. O que é Regularização Fundiária? A regularização fundiária é o conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais para

Leia mais

ANEXO I da TP 03/2016-CPL/UNIVASF PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO

ANEXO I da TP 03/2016-CPL/UNIVASF PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO ANEXO I da TP 03/2016-CPL/UNIVASF PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO Contratação de empresa especializada na elaboração de projetos de engenharia para construção do acesso viário em rodovia tipo BR para o Campus

Leia mais

ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE

ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 Objetivo... 4 2 Características Principais... 4 2.1 Área de Intervenção...

Leia mais

CONTRATO Nº 026/10 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DE MÃO DE OBRA

CONTRATO Nº 026/10 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DE MÃO DE OBRA CONTRATO Nº 026/10 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA EXECUÇÃO DE MÃO DE OBRA CONTRATANTE: Município de Nova Alvorada, pessoa jurídica de direito público, com sede administrativa na Av. Vicente Guerra, 1429,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Secretaria Municipal de Transportes Empresa Pública de Transporte e Circulação TERMO DE REFERÊNCIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Secretaria Municipal de Transportes Empresa Pública de Transporte e Circulação TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA SINALIZAÇÃO VIÁRIA VERTICAL, HORIZONTAL E SEMAFÓRICA EM DIVERSOS LOGRADOUROS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONTRATO CAF REQUALIFICAÇÃO DO PAVIMENTO 1 1 GENERALIDADES 1.1. A Sinalização

Leia mais

PO - Procedimento Operacional Revisão: 02 Folha: 1 de 6

PO - Procedimento Operacional Revisão: 02 Folha: 1 de 6 PO - Procedimento Operacional Revisão: 02 Folha: 1 de 6 1. OBJETIVO Orientar a condução dos processos de de forma a garantir a uniformidade e eficiência dos procedimentos, ferramentas e técnicas utilizadas,

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO

DIÁRIO OFICIAL ELETRÔNICO fevereiro de 2016 a 04 de março de 2016. PALÁCIO RIO BRANCO, 22 de fevereiro de 2016. Ailton Cardozo de Araujo : Presidente Poder Executivo PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA - PMC DECRETO Nº 140 Regulamenta

Leia mais

CARTA CONVITE N.º 003/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE /2012 ANEXO I

CARTA CONVITE N.º 003/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE /2012 ANEXO I CARTA CONVITE N.º 003/2012 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º DE.01.03.0044/2012 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAL PÉTREO PARA INFRAESTRUTURA DOS LAGOS 01 E 02 DA FASE ZERO DO SAPIENS

Leia mais

Regularização Fundiária em São Mateus

Regularização Fundiária em São Mateus Regularização Fundiária em São Mateus Legislações Pertinente: Lei 6.015/73 Lei 6.766/79 Lei 9.785/99 Lei 10.257/01 Lei 11.977/09 Lei 12.424/11 Legislações Municipais Regularização Fundiária Conceito -

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Desenvolvimento, produção e realização da 19ª Festa do Imigrante.

CARTA CONVITE Nº 012/2014. Desenvolvimento, produção e realização da 19ª Festa do Imigrante. São Paulo, 20 de fevereiro de 2014. CARTA CONVITE Nº 012/2014 Desenvolvimento, produção e realização da 19ª Festa do Imigrante. A, Organização Social gestora do Museu da Imigração, de acordo com seu Regulamento

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PROJETO E EXECUÇÃO DE PARCELAMENTO DE SOLO ANEXO C LISTA DE DOCUMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PROJETO E EXECUÇÃO DE PARCELAMENTO DE SOLO ANEXO C LISTA DE DOCUMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA PROJETO E EXECUÇÃO DE PARCELAMENTO DE SOLO ANEXO C LISTA DE DOCUMENTOS Agosto / 2016 RUA CALDAS JÚNIOR, 120-18 o ANDAR - EDIFÍCIO BANRISUL - PORTO ALEGRE RS LISTA DE DOCUMENTOS

Leia mais

Manual. Cartório de registro. A Engenharia nos Empreendimentos. Anexo X

Manual. Cartório de registro. A Engenharia nos Empreendimentos. Anexo X Manual A Engenharia nos Empreendimentos Cartório de registro Anexo X CARTÓRIO DE REGISTRO 1 Empreendimento Descrição: Cartório de Registro é o empreendimento cuja atividade exercida está sob a responsabilidade

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 02/2015

COLETA DE PREÇOS nº 02/2015 COLETA DE PREÇOS nº 02/2015 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério menor preço, objetivando

Leia mais

CONTRATO Nº 015/11 EMPREITADA GLOBAL COM FORNECIMENTO DE MATERIAL E MÃO DE OBRA

CONTRATO Nº 015/11 EMPREITADA GLOBAL COM FORNECIMENTO DE MATERIAL E MÃO DE OBRA CONTRATO Nº 015/11 EMPREITADA GLOBAL COM FORNECIMENTO DE MATERIAL E MÃO DE OBRA CONTRATANTE: Município de Nova Alvorada, pessoa jurídica de direito público, com sede administrativa na Av. Vicente Guerra,

Leia mais

IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO

IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO IT 1819 R.4 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PARCELAMENTO DO SOLO Notas: Aprovada pela Deliberação CECA nº 872 de 08 de maio de 1986. Publicada no DOERJ de 17 de junho de 1986. 1. OBJETIVO

Leia mais

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO

ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO ANEXO I MINUTA DE CONTRATO ADMINISTRATIVO O MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA URTIGA-RS, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob nº 90.483.082/0001-65, com sede na Avenida Professor Zeferino, n.

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS TOMADA DE PREÇOS N 3/2007 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS 2 ÍNDICE 1. Objeto 3 2. Justificativa 3 3. Diretrizes 4 3.1.

Leia mais

trabalho a seguir trata-se de um modelo da parte técnica de um edital de licitação para uma concorrência, tomada de preços ou carta

trabalho a seguir trata-se de um modelo da parte técnica de um edital de licitação para uma concorrência, tomada de preços ou carta O trabalho a seguir trata-se de um modelo da parte técnica de um edital de licitação para uma concorrência, tomada de preços ou carta convite para fornecimento de aduelas (galerias celulares), de concreto

Leia mais

CARTA CONVITE 016/2015 II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 016/2015 II - TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇO NACIONAL DEAPRENDIZAGEM COMERCIAL DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS CARTA CONVITE 016/2015 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para Contratação de Empresa Especializada paraa Construção

Leia mais

Por meio deste aditamento, alteramos o edital, conforme segue: 1. No Item 3. RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS, das Instruções à Proponente, onde se lê:

Por meio deste aditamento, alteramos o edital, conforme segue: 1. No Item 3. RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS, das Instruções à Proponente, onde se lê: Aditamento nº 01 Pregão Eletrônico nº 16/03323 Objeto: Contratação de empresa especializada para a prestação de serviço de apoio e assessoria no planejamento e definição dos projetos básicos preliminares

Leia mais

CONCORRÊNCIA COMPAGAS Nº 001/2015 ESCLARECIMENTO 01 ALTERAÇÕES AO EDITAL

CONCORRÊNCIA COMPAGAS Nº 001/2015 ESCLARECIMENTO 01 ALTERAÇÕES AO EDITAL OBJETO: contratação dos serviços de elaboração de Inventário Florestal e Laudo Técnico, para fins de obtenção de Autorização Florestal para a supressão de vegetação às margens da BR-476 e da PR-427, entre

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PARANÁ CONCORRÊNCIA 15/2013

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PARANÁ CONCORRÊNCIA 15/2013 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PARANÁ CONCORRÊNCIA 15/2013 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO E ADEQUAÇÃO DE SEMIRREBOQUE FURGÃO CARGA SECA, COM AVANÇO LATERAL,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS OBRAS ANEXO I DOCUMENTOS E PRAZOS

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE GOIÁS OBRAS ANEXO I DOCUMENTOS E PRAZOS TIPO Edital DOCUMENTOS DE CITAÇÃO DESCRIÇÃO Fase Interna GEO-OBRAS OBRAS ANEXO I DOCUMENTOS E PRAZOS Planilha de Orçamento elaborada pela Administração (em formato pdf e xls ou similar) Cronograma físico-financeiro

Leia mais

LEI /01 E NBR /98

LEI /01 E NBR /98 LEI 10.257/01 E NBR 14.166/98 Legislação ///////////////////////////////////////////// ///////////////////////////////////////////// Charles Fernando da Silva Cynthia Roberti Lima Everton Bortolini Natália

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA APROVAÇÃO DE PROJETOS HABITACIONAIS SECRETARIA DE ESTADO DA HABITAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA APROVAÇÃO DE PROJETOS HABITACIONAIS SECRETARIA DE ESTADO DA HABITAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA APROVAÇÃO DE PROJETOS HABITACIONAIS SECRETARIA DE ESTADO DA HABITAÇÃO 1 1. APROPRIAÇÃO FÍSICA DE GLEBAS URBANAS: 1.1. PARCELAMENTO DO SOLO (Lei Federal nº 6.766/79, alterada pela

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUAÇU ESTADO DE GOIÁS PODER EXECUTIVO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO CNPJ /

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUAÇU ESTADO DE GOIÁS PODER EXECUTIVO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO CNPJ / Lei nº 1.589/2010 Regulamenta a implantação de CONDOMÍNIO RESIDENCIAL HORIZONTAL e CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VERTICAL e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUAÇU, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Manual. Loteamentos. A Engenharia nos Empreendimentos. Anexo XVIII

Manual. Loteamentos. A Engenharia nos Empreendimentos. Anexo XVIII Manual A Engenharia nos Empreendimentos Loteamentos Anexo XVIII LOTEAMENTOS 1- Empreendimento Descrição: Entende-se como loteamento o empreendimento que trata da subdivisão de gleba em lotes destinados

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 01/2014

COLETA DE PREÇOS nº 01/2014 COLETA DE PREÇOS nº 01/2014 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério de menor preço, objetivando

Leia mais

ANEXO I REFERENCIAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE TOPOGRAFIA PARA O EMPREENDIMENTO SAPIENS PARQUE

ANEXO I REFERENCIAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE TOPOGRAFIA PARA O EMPREENDIMENTO SAPIENS PARQUE ANEXO I REFERENCIAL PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE TOPOGRAFIA PARA O EMPREENDIMENTO SAPIENS PARQUE Sumário 1 Objetivo... 3 2 Características Gerais... 3 Descrição do Projeto...

Leia mais

SENAC/PR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CONCORRÊNCIA 19/2011

SENAC/PR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CONCORRÊNCIA 19/2011 SENAC/PR Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial CONCORRÊNCIA 19/2011 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSTRUÇÃO CIVIL PARA A EXECUÇÃO DA OBRA DO PRÉDIO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL CEP/SENAC

Leia mais

MUNICÍPIO DE JARINU PREFEITURA MUNICIPAL PROJETO DE LEI MUNICIPAL N DE 31 DE JULHO DE 2015

MUNICÍPIO DE JARINU PREFEITURA MUNICIPAL PROJETO DE LEI MUNICIPAL N DE 31 DE JULHO DE 2015 PROJETO DE LEI MUNICIPAL N DE 31 DE JULHO DE 2015 Camará Municipal de Jarinu 55 Projelo de Lai N 00012/201fc i)dlõ 31 '07/20lb Horò 15 51 Interessado VICENTE CRHDIDO TEIXÉJRP F "Dispõe sobre a regularização

Leia mais

Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde

Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde Município de Sinimbu Secretaria Municipal de Saúde AÇÕES E SERVIÇOS EM SAÚDE, NAS ÁREAS DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR, DE ATENÇÃO AMBULATORIAL, DE APOIO DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICO, DE CARÁTER ELETIVO E URGÊNCIA/EMERGÊNCIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU Solicitante: 1 CASO O IMÓVEL SEJA ATINGIDO POR ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) - MARGEM DE CURSO D ÁGUA, DEVERÁ OBEDECER A LEI FEDERAL Nº 12651 - CÓDIGO FLORESTAL, DE 25 DE MAIO DE 2012. CONFORME

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARTUR NOGUEIRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARTUR NOGUEIRA DECRETO N.º 199/2012 Aprova o projeto do Loteamento RESIDENCIAL DA TORRE e dá outras providências. MARCELO CAPELINI, Prefeito do Município de Artur Nogueira, comarca de Moji-Mirim, estado de São Paulo,

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado Gestão do Território e Habitação SEGETH PARCELAMENTO DO SOLO URBANO

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Secretaria de Estado Gestão do Território e Habitação SEGETH PARCELAMENTO DO SOLO URBANO SEGETH URBANO PROCEDIMENTOS CONPLAN 30/04/2015 TEREZA LODDER COORDENADORA DE URBANISMO - / URBANO Sob o ponto de vista legal, o parcelamento do solo é o processo físico-jurídico pelo qual o proprietário

Leia mais

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes

PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA Oferta Pública de Recursos para municípios com população de até 50mil habitantes MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação Departamento de Produção Habitacional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PREFEITURA UNIVERSITÁRIA SOLICITAÇÃO DE PROJETOS Projeto de Arquitetura e Engenharia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PREFEITURA UNIVERSITÁRIA SOLICITAÇÃO DE PROJETOS Projeto de Arquitetura e Engenharia UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ PREFEITURA UNIVERSITÁRIA SOLICITAÇÃO DE PROJETOS Projeto de Arquitetura e Engenharia COMO SOLICITAR UM PROJETO? Para solicitações de projetos de arquitetura e engenharia,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC"

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL CRC MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" DO MUNICÍPIO DE PARAÚNA/GO, PARA CADASTRO DE FORNECEDORES/PRESTADORES DE SERVIÇOS. RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

Leia mais

ANEXO XV - PROJETO BÁSICO

ANEXO XV - PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REFORMULAÇÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DA RUA PADRE CHAGAS E PROXIMIDADES ANEXO XV - PROJETO BÁSICO 1) GENERALIDADES O presente Projeto Básico tem como objetivo estabelecer

Leia mais

PLANO DE REGULARIZAÇÃO CONSIDERAÇÕES GERAIS

PLANO DE REGULARIZAÇÃO CONSIDERAÇÕES GERAIS PLANO DE REGULARIZAÇÃO MUNICÍPIO: Peruíbe DATA: 25/11/2010 NÚCLEO: Núcleo Jardim Quiles CONSIDERAÇÕES GERAIS Em 25 de Novembro de 2010, no Prédio da Secretaria da Habitação, Departamento do Programa Cidade

Leia mais

Do: Gabinete do Prefeito Para: Procuradoria Jurídica

Do: Gabinete do Prefeito Para: Procuradoria Jurídica Do: Gabinete do Prefeito Para: Procuradoria Jurídica Solicito seja analisada a possibilidade legal de firmatura de contrato com a empresa MASPER CONSULTORIA LTDA ME, para prestação de serviços, mediante

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA Inscrição Imobiliária 63.3.0011.0034.00-4 Sublote 0000 Indicação Fiscal 79.073.253 Nº da Consulta / Ano Bairro: SANTA FELICIDADE Quadrícula: F-07 Rua da Cidadania: Santa Felicidade Motivo Incompleta: IMÓVEL

Leia mais

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR

PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR PROJETO BÁSICO GRAMADOTUR 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na contratação de prestação de serviços de resgate de urgência e emergência das 19h30 às 23h30,

Leia mais

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 1. Recursos SEF 1.1. Custeio - Dotação Básica - Manutenção e Reposição de Equipamentos de Informática - Treinamento de Recursos Humanos

Leia mais

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública Magno Subtil Registro de Preços Decreto Estadual 7.437/2011 Sistema de Registro de Preços é o conjunto de procedimentos para registro

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário PROJETO BASICO REFORMA DA COBERTURA ICEB 01-02 BLOCOS ALA NORTE UFOP - CAMPUS MORRO DO CRUZEIRO Projeto básico é o conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para

Leia mais

Agência Nacional de Energia Elétrica- ANEEL Resolução n.º 414/2010

Agência Nacional de Energia Elétrica- ANEEL Resolução n.º 414/2010 Agência Nacional de Energia Elétrica- ANEEL Resolução n.º 414/2010 Até a Resolução Normativa n.º 414/2010, o Serviço de Iluminação Pública, em geral, era prestado pelas concessionárias distribuidoras de

Leia mais

1º PASSO: 2º PASSO: CAPTAR E APLICAR RECURSOS DIAGNOSTICAR PROBLEMAS. imagem

1º PASSO: 2º PASSO: CAPTAR E APLICAR RECURSOS DIAGNOSTICAR PROBLEMAS. imagem Apresentação Para a realização de obras em condomínios é importante que todos os procedimentos sejam coordenados com planejamento e informação. Mais do que apenas vontade ou necessidade, a reforma de um

Leia mais

Orgão/Unidade/Função/Sub-Função/Programa/Elemento/Fonte de Recurso Fornecedor CPF/CNPJ Data Empenho Contrato Proc. Adm.

Orgão/Unidade/Função/Sub-Função/Programa/Elemento/Fonte de Recurso Fornecedor CPF/CNPJ Data Empenho Contrato Proc. Adm. Página: 1/1 Relação de Empenhos Fornecedor CPF/CNPJ Data Empenho Contrato Proc. Adm. Valor 02 - GABINETE DO PREFEITO 02.02.04.122.002-33903900 - 0.1.00-00 R C DOS SANTOS SILVA - ME 18.388.265/0001-74 814

Leia mais

MUNiCíPIO DE GUARAPUAVA Estado do Paraná LEI N 2074/2012

MUNiCíPIO DE GUARAPUAVA Estado do Paraná LEI N 2074/2012 LEI N 2074/2012 SÚMULA: Altera o Capitulo 111,do Artigo 5, da Lei no045187, que dispõe sobre o Parcelamento do Solo para Fins Urbanos no Municipio de Guarapuava e revoga as Leis nos 1023/2001 e 1025/2001.

Leia mais

Acessibilidade na gestão da cidade Arq. Adriana Romeiro de Almeida Prado

Acessibilidade na gestão da cidade Arq. Adriana Romeiro de Almeida Prado Acessibilidade na gestão da cidade Arq. Adriana Romeiro de Almeida Prado Porto Alegre, 1º de junho de 2015 Construção de um Plano Municipal de Acessibilidade Acessibilidade Desenho Universal Rota Acessível

Leia mais

Primeira Edição: 23/08/2010 Página 1 de 6 Revisão 02 AUDITORIA INTERNA PROCEDIMENTO

Primeira Edição: 23/08/2010 Página 1 de 6 Revisão 02 AUDITORIA INTERNA PROCEDIMENTO Página 1 de 6 REGISTRO DE ALTERAÇÕES REV. DATA ALTERAÇÃO EFETUADA 00 23/08/2010 Emissão do Documento 01 05/04/2011 Revisão do procedimento 02 09/11/2011 Alteração da logomarca Claudiane Freire de Oliveira

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA TREINAMENTO PRÁTICO OFICINA DE ELABORAÇÃO DE EDITAL, TERMO DE REFERÊNCIA, PROJETO BÁSICO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS PARA OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA MACEIÓ - AL 8 e 9 JUNHO/2015 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico

Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico Monitoramento e assessoria técnica para ações de saneamento básico EIXO3: Desenvolvimento de Projeto Executivo dos sistemas de esgotamento sanitário dos Povoados de Chapada e Manchão do Meio em Xambioá/TO

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 2. Leia-se: A documentação relativa à qualificação técnica do LICITANTE limitar-se-á à comprovação de

SUPLEMENTO Nº 2. Leia-se: A documentação relativa à qualificação técnica do LICITANTE limitar-se-á à comprovação de CO.GCM.A.00006.2016 1/6 SUPLEMENTO Nº 2 FURNAS Centrais Elétricas S.A. torna públicas as seguintes alterações no edital referente ao processo licitatório CO.GCM.A.00006.2016: Alteração 1) 1.1) SEÇÃO II

Leia mais

"PROJETO EXECUTIVO DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NOS DISTRITOS DE BELISARIO, BOA FAMÍLIA, BOM JESUS E ITAMURI"

PROJETO EXECUTIVO DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NOS DISTRITOS DE BELISARIO, BOA FAMÍLIA, BOM JESUS E ITAMURI ' DEPARTAMENTO MUNICIPAL CNPJ: 02.31 S.39G/000-!-45 "PROJETO EXECUTIVO DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO NOS DISTRITOS DE BELISARIO, BOA FAMÍLIA, BOM JESUS E ITAMURI" TERMO DE REFERÊNCIA AV.

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRINHO

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRINHO EDITAL Nº 005/2016 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS PARA INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO NO CADASTRO DE FORNECEDORES DA. De conformidade com o disposto no artigo 34 da Lei Federal nº 8666, de

Leia mais

Licitações e Gestão de Contratos Administrativos

Licitações e Gestão de Contratos Administrativos Licitações e Gestão de Contratos Administrativos Por: José Luiz Lima Abreu 1 A RESPONSABILIDADE DO GESTOR NA EXECUÇÃO CONTRATUAL LEI 8.666 Art. 67 A execução do contrato deverá ser acompanhada e fiscalizada

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PROFISSIONAIS ÁREA ENGENHARIA CORRIGIDA ANUALMENTE PELO ÍNDICE IPC FIPE

TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PROFISSIONAIS ÁREA ENGENHARIA CORRIGIDA ANUALMENTE PELO ÍNDICE IPC FIPE TABELA DE HONORÁRIOS MÍNIMOS PROFISSIONAIS ÁREA ENGENHARIA CORRIGIDA ANUALMENTE PELO ÍNDICE IPC FIPE I - GLOSSÁRIO - CLASSIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS CONSIDERAÇÕES INICIAIS: O Projeto de Prefeitura

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Curso de Educação Física - Licenciatura - objetiva a formação pedagógica, ao contemplar uma visão geral da educação e dos processos formativos dos educandos. Adequar-se-á

Leia mais

APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR

APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR APROVAÇÃO E LICENÇA - RESIDENCIAL UNIFAMILIAR 1. Formulário Padrão (fornecido pelo IMPLURB) devidamente preenchido, sendo imprescindível conter o nome do interessado, número do telefone, número do celular

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1025/09 CONFEA. Dispõe sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica e o Acervo Técnico Profissional.

RESOLUÇÃO Nº 1025/09 CONFEA. Dispõe sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica e o Acervo Técnico Profissional. RESOLUÇÃO Nº 1025/09 CONFEA Dispõe sobre a Anotação de Responsabilidade Técnica e o Acervo Técnico Profissional. Procedimentos para registro, baixa, cancelamento e anulação da ART e registro do Atestado

Leia mais

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos

CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos REGULAMENTO GERAL TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC Ensino Técnico do Centro Paula Souza CAPÍTULO I - Conceituação e Objetivos Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC constitui-se numa atividade

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unid. BATERIA 12v 100 A/H RT 100 LE, para caminhão VOLKSWAGEM MODELO 13180, ano fabricação 2008.

TERMO DE REFERÊNCIA. Item Descrição Unid. BATERIA 12v 100 A/H RT 100 LE, para caminhão VOLKSWAGEM MODELO 13180, ano fabricação 2008. FUNDO NACION DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA. OBJETO. Aquisição de BATERIA 2v, 00 a/h RT 00 LE, para uso em veículo oficial pesado, de acordo com os critérios estabelecidos neste Termo

Leia mais

IAR 01: RELATÓRIOS PERIÓDICOS RP

IAR 01: RELATÓRIOS PERIÓDICOS RP GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES E PAVIMENTAÇÃO URBANA Gerência de Estudos e Projetos IAR 01: RELATÓRIOS PERIÓDICOS RP 1 CONTEÚDO Os Relatórios Periódicos RP, devem

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA CÂMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES SECRETARIA GERAL TERMO DE REFERÊNCIA

ESTADO DE RONDÔNIA CÂMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES SECRETARIA GERAL TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO Em cumprimento ao Artigo 7º c/c Artigo 6º, IX da Lei 8.666/93, alterada pela Lei 8.883/94, ao disposto no Artigo 3º, incisos I, II e III da Lei 10.520/2002 elaboramos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Prefeitura do Campus Universitário PROJETO BASICO REFORMA DAS COBERTURAS DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO E CENTRO DE VIVÊNCIA UFOP - CAMPUS MORRO DO CRUZEIRO Projeto básico é o conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de

Leia mais

COMPANHIA MUNICIPAL DE ENERGIA E ILUMINAÇÃO RIOLUZ. Eng Roberto da Maia DTP/GPE-RIOLUZ

COMPANHIA MUNICIPAL DE ENERGIA E ILUMINAÇÃO RIOLUZ. Eng Roberto da Maia DTP/GPE-RIOLUZ COMPANHIA MUNICIPAL DE ENERGIA E ILUMINAÇÃO RIOLUZ Eng Roberto da Maia DTP/GPE-RIOLUZ Objetivo A empresa que se habilitar ao projeto de iluminação pública deverá ser especializada na área de Engenharia

Leia mais

ANEXO I PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DT 01/2016

ANEXO I PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DT 01/2016 ANEXO I TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS RELATIVOS AO FORNECIMENTO DE SANGUE E HEMOCOMPONENTES PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº DE DE DE (Autoria do Projeto: Poder Executivo)

LEI COMPLEMENTAR Nº DE DE DE (Autoria do Projeto: Poder Executivo) LEI COMPLEMENTAR Nº DE DE DE 2.013 (Autoria do Projeto: Poder Executivo) Dispõe sobre loteamento fechado e dá outras providências. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, FAÇO SABER QUE A CÂMARA LEGISLATIVA

Leia mais

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO

4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO 4.6. ATENDIMENTO ÀS METAS DO PLANO/PROGRAMA/PROJETO A planilha de atendimento às metas do projeto é apresentada na sequência. Metas Proporcionar os elementos necessários para que seja definido o processo

Leia mais

Município de Teixeira de Freitas - Bahia

Município de Teixeira de Freitas - Bahia Município de Teixeira de Freitas - Bahia Esquema de definição dos programas do PLHIS Situação institucional; Situação normativa e legal; Informação e dados municipais; Dinâmica urbana e mercado de solo;

Leia mais

CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB

CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB CRITÉRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO ELÉTRICO VIA CPRE WEB Sumário 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO... 3 3. OBJETIVO... 3 4. APLICAÇÃO... 3 5. REFERÊNCIA... 3 6. DEFINIÇÕES... 4 7. DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES...

Leia mais

Plano do Projeto. 1. Escopo ou finalidade do projeto. 2. Alinhamento estratégico. 3. Clientes do projeto

Plano do Projeto. 1. Escopo ou finalidade do projeto. 2. Alinhamento estratégico. 3. Clientes do projeto 1. Escopo finalidade do projeto O presente projeto tem por escopo a modernização dos processos dos cartórios de registro de imóveis da, abrangendo todo o ciclo, desde o ingresso até a manutenção e guarda

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA (Preenchido por Analista na

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 01/2016 PROCESSO SESI-CN 0201/2016 SESSÃO DE ABERTURA: 16/12/2016 às 10h00 SESI - CONSELHO NACIONAL ESCLARECIMENTO 1

CONCORRÊNCIA Nº 01/2016 PROCESSO SESI-CN 0201/2016 SESSÃO DE ABERTURA: 16/12/2016 às 10h00 SESI - CONSELHO NACIONAL ESCLARECIMENTO 1 CONCORRÊNCIA Nº 01/2016 PROCESSO SESI-CN 0201/2016 SESSÃO DE ABERTURA: 16/12/2016 às 10h00 SESI - CONSELHO NACIONAL ESCLARECIMENTO 1 A Comissão de Licitação do Conselho Nacional do SESI vem por meio desta

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 2016/02373 (7421) REGISTRO DE PREÇOS ESCLARECIMENTO 3

CONCORRÊNCIA Nº 2016/02373 (7421) REGISTRO DE PREÇOS ESCLARECIMENTO 3 CONCORRÊNCIA Nº 2016/02373 (7421) REGISTRO DE PREÇOS ESCLARECIMENTO 3 OBJETO: Registro de Preços para eventuais e futuras contratações visando à instalação, relocalização e adequações diversas em agências

Leia mais

I ENCONTRO NACIONAL DO PROINFÂNCIA DOCUMENTAÇÃO DE ENGENHARIA PROJETO DE IMPLANTAÇÃO

I ENCONTRO NACIONAL DO PROINFÂNCIA DOCUMENTAÇÃO DE ENGENHARIA PROJETO DE IMPLANTAÇÃO I ENCONTRO NACIONAL DO PROINFÂNCIA DOCUMENTAÇÃO DE ENGENHARIA PROJETO DE IMPLANTAÇÃO Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação MEC SEB SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PROINFÂNCIA DADOS DO PROGAMA : Criado

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº - REGIMENTO INTERNO Secretaria de Comunicação Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº 12.659/06 e Nº 15.052 I - Secretaria Executiva: - assessorar o Secretário Municipal no exercício de suas atribuições;

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação Belém, 05 de dezembro de 2012. Conforme disposto no art. 2º da Lei nº 8.666/93 as obras, serviços,

Leia mais

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas

Seminário. Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Seminário Projeto Básico e Executivo nas Contratações Públicas Objetivo Verificar os entendimentos entre contratantes e contratados na Administração Pública sobre questões que envolvem projeto básico e

Leia mais

Carta de esclarecimento da Comissão de espaço físico, infraestrutura e acessibilidade e inclusão

Carta de esclarecimento da Comissão de espaço físico, infraestrutura e acessibilidade e inclusão Carta de esclarecimento da Comissão de espaço físico, infraestrutura e acessibilidade e inclusão Guarulhos, 10 de abril de 2011 Ao Diretor Acadêmico e aos membros da Congregação da Escolha de Filosofia,

Leia mais

Local: ETFG, Rua Hum, 303 Santa Maria Contagem - MG. Público-alvo: Alunos do Sistema FG de Ensino: 200 alunos

Local: ETFG, Rua Hum, 303 Santa Maria Contagem - MG. Público-alvo: Alunos do Sistema FG de Ensino: 200 alunos Informações sobre a III Mostra Ambiental e de Segurança do Trabalho. Data: 31 de maio de 2008 Horário: De 13:00 às 17:00h Local: ETFG, Rua Hum, 303 Santa Maria Contagem - MG Público-alvo: Alunos do Sistema

Leia mais

LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global

LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global A Câmara Municipal de Centenário do Sul, Estado do Paraná, em conformidade com a Lei nº 8.666/93 de 21 de Junho de 1993, suas alterações e

Leia mais

CONCORRÊNCIA SUPRIMENTOS Nº 43/2016

CONCORRÊNCIA SUPRIMENTOS Nº 43/2016 CIRCULAR Nº 02/2016 CONCORRÊNCIA SUPRIMENTOS Nº 43/2016 OBJETO: Contratação de empresa especializada para a execução, sob o regime de empreitada por preço global, dos serviços de engenharia necessários

Leia mais

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I - TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO: Contratação de empresa especializada para instalação de 04 (quatro) reservatórios P190, em regime de comodato, e fornecimento de Gás GLP pelo período de 12 (doze)

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS Objetivos Gerais do Trabalho Contratação de empresa especializada para realizar a Pesquisa

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA SISTEMA DE GESTÃO PUBLICA MUNICIPAL

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA SISTEMA DE GESTÃO PUBLICA MUNICIPAL ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA SISTEMA DE GESTÃO PUBLICA MUNICIPAL CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES O presente termo de referência tem por objeto dar subsídio à Contratação de empresa especializada em implantação,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 02 DE 18 DE JUNHO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 02 DE 18 DE JUNHO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 02 DE 18 DE JUNHO DE 2015 Regulamenta a realização dos concursos públicos para a carreira do magistério

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA Exercício 2010 ANEXO 4 CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DE AUDITORIA INTERNA Exercício 2010 ANEXO 4 CONTROLADORIA GERAL DA UNIÃO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES INTERNA 3.1.1.2 241099 CONSTATAÇÃO: (005) Ausência de Anotação de Responsabilidade Técnica ART para elaboração do Projeto Básico, referente à construção dos Blocos de Salas

Leia mais

DIA 14/07/2016 às 10h20

DIA 14/07/2016 às 10h20 MEMORIAL DESCRITIVO SUBSTITUIÇÃO DE DIVERSOS VIDROS E APLICAÇÃO DE PELÍCULA DE PROTEÇÃO SOLAR 1. OBJETIVO O presente memorial descritivo tem por objetivo estabelecer as diretrizes que presidirão a contratação

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE TERMINAIS E DESVIOS FERROVIÁRIOS Informações para Apresentação de Projeto Revisão 21/06/12

IMPLANTAÇÃO DE TERMINAIS E DESVIOS FERROVIÁRIOS Informações para Apresentação de Projeto Revisão 21/06/12 IMPLANTAÇÃO DE TERMINAIS E Em atenção à solicitação de Implantação de Terminais e Desvios Ferroviários, informamos que para abertura do processo e análise do pedido, serão necessários os documentos abaixo:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 20, de 2012. Canoas, 29 de março de 2012. A Sua Excelência o Senhor Vereador Dario Francisco da Silveira Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas - RS Senhor Presidente, Na forma da

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA

TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO 2. JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO O objeto deste Termo de Referência é a contratação de serviços de consultoria especializada para a implantação de processos de modernização do atendimento presencial ao cidadão,

Leia mais

GT DESEMPENHO/BA Eng. Priscila Freitas

GT DESEMPENHO/BA Eng. Priscila Freitas GT DESEMPENHO/BA Eng. Priscila Freitas ENG. PRISCILA FREITAS Engenheira Civil, UEFS (2006) Especialista em Engenharia da Qualidade, UFBA (2007) Mestranda em Gestão e Tecnologia Industrial GETEC, SENAI

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO CONDIÇÕES ESPECÍFICAS PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO CONDIÇÕES ESPECÍFICAS PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.05.021 PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA - SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO...

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON Coleta de Preç164/2015

FUNDAÇÃO DE APOIO AO HEMOSC/CEPON Coleta de Preç164/2015 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Contratação de empresa especializada em consultoria de engenharia para elaboração de laudo técnico de análise de patologias que geraram o desprendimento das pastilhas externas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012.

PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012. PROJETO DE LEI Nº., DE DE DE 2012. Cria o Certificado de Inspeção de Manutenção Predial. A Assembléia Legislativa do Estado de Goiás, nos termos do art. 10 da Constituição Estadual, decreta e eu sanciono

Leia mais