PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROAVI

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROAVI"

Transcrição

1 PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROAVI 1

2 CONTEXTO NACIONAL. DOS PROGRAMAS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO Envolvendo Conselho Nacional de Educação, Secretaria de Educação Superior SESu e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP I - Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES Diretrizes e Roteiro para o Programa Institucional de Autoavaliação Instrumento de Avaliação Institucional Externa II - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes ENADE III - Verificação in loco das condições de ensino (Comissões de Especialistas e CPA) Legislação Básica no site da PUC-Campinas 2

3 CONTEXTO NACIONAL. DOS PROGRAMAS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO Envolvendo Conselho Nacional de Educação, Secretaria de Educação Superior SESu e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP IV - Procedimentos para autorização, credenciamento reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos e instituições (Comissões de Especialistas) Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação set/2008) Conceito Preliminar de Cursos Superiores CPC (Port. Normativa MEC nº 4, de ) Índice Geral de Cursos da Instituição de Educação Superior (Port. Normativa MEC nº 12, de ) Legislação Básica no site da PUC-Campinas 3

4 CONTEXTO NACIONAL. DOS PROGRAMAS E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO Envolvendo Conselho Nacional de Educação, Secretaria de Educação Superior - SESu e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP V - VI - Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM VII - Análise das condições fiscais e parafiscais (Art. 15, Decreto Federal 53/2006) VIII - Censo da Educação Superior (e-mec) IX - X - XI - Cadastro Nacional de Docentes Relatório CAPES/CNPq Cadastro de Pós-Graduação Lato Sensu Legislação Básica no site da PUC-Campinas 4

5 ATORES ENVOLVIDOS 1 - Comissão Própria de Avaliação CPA 2 Núcleo Técnico de Avaliação NTA 3 Gestores e Comunidade Universitária Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 5

6 ATORES ENVOLVIDOS 1 - Comissão Própria de Avaliação CPA Prevista no Art Lei n o /04, de e Regulamentada pelo Art. º da Portaria MEC n o 2.051/04, de Regulamentada internamente pelo CONSUN, reunião de Publicação da Resolução Normativa PUC n o 015/10 de Nomeada pela Portaria PUC n o 180/10, de 1º Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 6

7 ATORES ENVOLVIDOS 1 - Comissão Própria de Avaliação CPA Atribuições: Coordenação dos processos internos de avaliação da instituição Sistematização e prestação de informações solicitadas pelo MEC/INEP Planejamento e acompanhamento das avaliações externas Atuação autônoma em relação a conselhos e demais órgãos colegiados da IES Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas

8 ATORES ENVOLVIDOS 1 - Comissão Própria de Avaliação CPA Membros: Corpo Docente Celso Pedroso de Campos Filho José Benedito de Almeida David (Coordenador) Orandi Mina Falsarella Sonia Regina Blasi Cruz Corpo Técnico-Administrativo Elisabete Matallo Marchesini de Pádua Rosa Maria Cruz Gontijo Sandro Pinheiro de Assis Cosso Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 8

9 ATORES ENVOLVIDOS Membros: 1 - Comissão Própria de Avaliação CPA Corpo Discente Bruno Pompeo de Camargo Ortolani Ra Oz Solon Chovghi Iazdi Ra Sociedade Civil Organizada Cláudio Aparecido Violato Sebastião Ximenes Júnior Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 9

10 ATORES ENVOLVIDOS 2 - Núcleo Técnico de Avaliação - NTA Criado através da Portaria PUC n 039/0 como suporte técnico à CPA Membros: Dennis Carrara Sigrist Elisabete Matallo Marchesini de Pádua (Coordenadora) Fabiana Benine Florípes Gebra Jorge Luís Moreira Alberto Marco Wandercil da Silva Sonia Regina Blasi Cruz Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 10

11 ATORES ENVOLVIDOS 2 - Núcleo Técnico de Avaliação - NTA Atribuições: apoiar e assessorar os setores internos e a Comissão Própria de Avaliação da PUC - Campinas, dando-lhes suporte técnico na implementação de processos de melhoria da qualidade e de atividades de avaliação; acompanhar os processos internos e externos de avaliação que focalizem a universidade ou suas atividades de ensino, pesquisa, extensão e sua gestão, fornecendo-lhes apoio técnico; organizar e manter atualizados os bancos de dados de suporte às atividades de avaliação, bem como a documentação, os relatórios, os estudos produzidos e os projetos realizados; Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 11

12 ATORES ENVOLVIDOS 2 - Núcleo Técnico de Avaliação - NTA Atribuições: disponibilizar, a diferentes setores internos da Universidade, dados e informações da Instituição a serem utilizados nos processos internos de avaliação; solicitar, de todas as unidades da PUC-Campinas e da SCEI, informações e dados, pertinentes à Universidade, necessários aos processos de avaliação; dar suporte à atividades de avaliação; elaboração de material de divulgação das Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 12

13 ATORES ENVOLVIDOS 2 - Núcleo Técnico de Avaliação - NTA Atribuições: elaborar relatórios sobre as atividades de avaliação e qualificação realizados na Universidade; identificar e encaminhar à(s) área(s) competente(s) as necessidades de suporte tecnológico para o desempenho de suas atividades. Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 13

14 ATORES ENVOLVIDOS 3 - Gestores e Comunidade Universitária Participação através dos projetos e processos avaliativos que estão sendo realizados em cada área: graduação, pós-graduação, pesquisa, extensão e gestão, sob a orientação das respectivas Pró- Reitorias, Direções de Centros e de Faculdades, bem como Órgãos Auxiliares e Complementares. Relatórios disponíveis no site do PROAVI da PUC-Campinas 14

15 DIRETRIZES DO PROAVI PUC-CAMPINAS Respeito à identidade católica e comunitária da PUC-Campinas, sua missão, objetivos, estratégias e metas, bem como sua experiência acumulada em processos de avaliação; Articulação permanente da CPA e do NTA com os diferentes setores acadêmico-administrativos internos e comissões externas de avaliação, respeitando-se as esferas de competências já estabelecidas; Transparência em todas as etapas do processo avaliativo, respeitando-se a hierarquia, a pluralidade e diversidade de opiniões e concepções de gestores, professores, alunos e funcionários; Proposta Completa do PROAVI no site da PUC-Campinas 15

16 DIRETRIZES DO PROAVI PUC-CAMPINAS Compromisso social evidenciado pela divulgação permanente dos resultados da avaliação junto aos diferentes segmentos da comunidade acadêmica e à sociedade loco-regional; Troca permanente de experiências avaliativas internas, que possam subsidiar as adequações que se fizerem necessárias ao PROAVI e às ações decorrentes de todo o processo avaliativo. Proposta Completa do PROAVI no site da PUC-Campinas 16

17 PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensões: 1. Comunicação com a Sociedade 2. Gestão Institucional 3. Infraestrutura e Bibliotecas 4. Planejamento e Avaliação 5. Política de Atendimento a Estudantes e Egressos 6. Política de Extensão. Política de Graduação 8. Política de Pós-Graduação e Pesquisa 9. Política de Recursos Humanos 10. Responsabilidade Social 11. Sustentabilidade Financeira 1

18 PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Os projetos geraram a elaboração de relatórios das ações desencadeadas e dos processos avaliativos desenvolvidos pela Reitoria (e seus Órgãos Complementares e Auxiliares) e pelas Pró-Reitorias, cujo montante totalizou, por ano: 2005: 109 projetos/ações (134 relatórios); 2006: 2 projetos/ações (90 relatórios); 200: 3 projetos/ações (89 relatórios); 2008: 82 projetos/ações (91 relatórios); 2009: 1 projetos/ações (85 relatórios). 18

19 PROJETOS PROAVI - PROGRAD / 2009 Nº TÍTULO DO PROJETO PROAVI Dimensão do PROAVI a que se vincula Projeto Continuidade Projeto Desenvolvimento 1 Acompanhamento do Desempenho do Aluno - PAAA 5 2 Acompanhamento Acadêmico do Aluno (Ingressantes) - PAAA 5 3 Aprimoramento Didático-Pedagógico das Práticas de Formação 4 Avaliação do Ensino 5 Avaliação dos Projetos Pedagógicos - EEAP 6 Do mundo acadêmico ao mundo do trabalho - PAAA 5 Implantação da Nova Estrutura Organizacional e Pedagógica para o Estágio 8 Mostra de Projetos de Práticas de Ensino e Estágios Supervisionados 19

20 PROJETOS PROAVI - PROGRAD / 2009 Nº TÍTULO DO PROJETO PROAVI Dimensão do PROAVI a que se vincula Projeto Continuidade Projeto Desenvolvimento 9 Programa de Acessibilidade (PROACES) - Ações Desencadeadas 10,2 10 Programa Institucional de Monitoria 11 Programa Permanente de Capacitação Pedagógica (PPCP) 9 12 Projeto Minha PUC (Pesquisas: Evasão, concluintes) 5 13 Qualificação da Revista Série Acadêmica 14 Qualificação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 20

21 PROJETOS PROAVI - PROGRAD / 2009 Nº TÍTULO DO PROJETO PROAVI Dimensão do PROAVI a que se vincula Projeto Continuidade Projeto Desenvolvimento 15.1 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Arquitetura e Urbanismo 15.2 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Ciências Biológicas 15.3 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Ciências Sociais 15.4 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Engenharia Ambiental 15.5 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Engenharia Civil 15.6 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Engenharia de Computação 15. Avaliação do resultado do ENADE Curso de Eng. Elétrica Telecom Avaliação do resultado do ENADE Curso de Filosofia 15.9 Avaliação do resultado do ENADE Curso de Geografia Avaliação do resultado do ENADE Curso de História Avaliação do resultado do ENADE Curso de Letras Avaliação do resultado do ENADE Curso de Matemática Avaliação do resultado do ENADE Curso de Pedagogia Avaliação do resultado do ENADE Curso de Química Tecnológica 16 Programa de Apoio à Aprendizagem (PROAP) 21

22 ETAPAS DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL 1ª. Fase: Análise e definição dos Projetos Encaminhamento de Planilha contendo propostas de relatórios de Autoavaliação às áreas (Pró-Reitorias, Órgãos Auxiliares e Complementares) para análise/validação. Roteiro com critérios para análise e elaboração dos relatórios CPA/NTA Agrupamento e acompanhamento dos relatórios por dimensão do PROAVI CPA/NTA/DPLAN 22

23 ETAPAS DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL 2ª. Fase: Elaboração do relatório de Autoavaliação Elaboração dos relatórios propostos pelas áreas Elaboração dos extratos por dimensão NTA Análise dos relatórios e extratos CPA Balanço final pela CPA/NTA: indicação dos avanços, fragilidades e sugestões para a Política de uso dos dados do PROAVI Consolidação do relatório final pela CPA/NTA/DPLAN. Encaminhamento anual (30/03) ao MEC via site e-mec conforme Port. Nº 821, de 24 de agosto de

24 ETAPAS DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL 3ª. Fase: Organização, divulgação, registro e arquivo Inserção do Relatório no site do PROAVI Manutenção do site: 24

25 ETAPAS DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL. POLÍTICA DE GRADUAÇÃO AVANÇOS Prática de Formação: Análise e revisão do elenco de Práticas de Formação; Desenvolvimento de Práticas de Formação em Ciclo de Palestras para 2009; Produção de vídeo para apresentação das Práticas; Revisão do folder; Organização da Semana Especial de Prática de Formação. FRAGILIDADES Prática de Formação: Dificuldade de inscrição em Práticas de interesse do aluno. RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES Prática de Formação: Continuidade, retomando o Projeto dos Encontros Didáticos para Capacitação Pedagógica dos Professores que oferecem Práticas de Formação; Pesquisa junto aos alunos visando ampliação do elenco e interesse em novas práticas. 25

26 ETAPAS DO PROCESSO DE ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL. POLÍTICA DE GRADUAÇÃO AVANÇOS Avaliação dos Projetos Pedagógicos: Realização de reuniões de socialização dos trabalhos, em todos os Centros, ao final do primeiro semestre/2008, pelas Equipes de Avaliação do Projeto Pedagógico. FRAGILIDADES Avaliação dos Projetos Pedagógicos: Suspensão do Projeto no segundo semestre/2008. RECOMENDAÇÕES E SUGESTÕES Avaliação dos Projetos Pedagógicos: Continuidade do projeto após avaliação mais detalhada da mudança estrutural ocorrida a partir do 2 o semestre de

27 PLANO DE COMUNICAÇÃO Divulgação e socialização das informações com a comunidade Boletins (Professores, funcionários e alunos) Reuniões nos Centros CPA/NTA Revistas Cadernos de Avaliação CDs dos Relatórios às instâncias superiores Site do PROAVI Cartazes e Folders Encaminhamento de Revistas e Boletins às IES Comunitárias 2

28 REFERÊNCIAS Lei nº , de 14 de abril de Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES e dá outras Providências. Decretos Portarias externas e internas Pareceres Resoluções Internas Roteiro para elaboração de Relatório Final Instrumento de Avaliação Institucional Externa 28

SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AUTO-AVALIA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AUTO-AVALIA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AVALIA Apresentação aos Centros março/2009 1 I II III IV CONTEXTO NACIONAL DOS PROGRAMAS E PROCEDIMENTOS DE Envolvendo Conselho Nacional de Educação, Secretaria

Leia mais

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS ATUAÇÃO DA CPA Avaliação do ensino superior Roteiro Avaliação do Ensino Superior Legislação SINAES Autoavaliação Institucional Dimensões Autoavaliação na UFMS Instrumentos AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

PDI UNIVASF Notas sobre questões legais-normativas e sobre o processo de elaboração

PDI UNIVASF Notas sobre questões legais-normativas e sobre o processo de elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Propladi Av. José de Sá Maniçoba, s/n, Centro Petrolina-PE - CEP.: 56.304-917 Fone: (87) 2101-6804

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade:

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade: Resolução n 225, de 21 de junho 2016. Aprova emendas ao Regimento Geral da Universidade, cria setores e dá outras providências. O Conselho Universitário CONSUNI, da Universidade do Planalto Catarinense

Leia mais

Art. 1º. Aprovar o Regulamento relativo à Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel.

Art. 1º. Aprovar o Regulamento relativo à Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel. Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel Av. Tito Muffato, 2317 Bairro Santa Cruz 85806-080 Cascavel PR Fone: (45) 3036-3636 30363806 http://www.univel.br cpe@univel.br RESOLUÇÃO Nº 01 DE JULHO

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE DE INHUMAS

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE DE INHUMAS FACULDADE DE INHUMAS REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE DE INHUMAS INHUMAS, JANEIRO DE 2015. SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA NATUREZA E DAS FINALIDADES... 3 CAPÍTULO II - DA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA- 2016

PLANO DE TRABALHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA- 2016 Faculdades Unidas do Vale do Araguaia Rua Moreira Cabral, 1.000 Setor Mariano CEP: 78.600-00 Barra do Garças MT Tel. (66) 3401-1602 www.univar.edu.br PLANO DE TRABALHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA-

Leia mais

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DO DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Apresentação à Comissão Externa de Avaliação FevereiroMarço/24 1 ATORES ENVOLVIDOS 1 Comissão

Leia mais

SÍNTESE DAS ATIVIDADES E AÇÕES A DESENCADEADAS 2004/2009

SÍNTESE DAS ATIVIDADES E AÇÕES A DESENCADEADAS 2004/2009 CPA Comissão Própria de Avaliação NTA Núcleo Técnico T de Avaliação SÍNTESE DAS ATIVIDADES E AÇÕES A DESENCADEADAS 2004/2009 Apresentação à Comissão Externa de Avaliação março/2009 1 PUC-CAMPINAS Comissão

Leia mais

PDI Plano de Desenvolvimento Institucional AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PDI

PDI Plano de Desenvolvimento Institucional AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PDI PDI Plano de Desenvolvimento Institucional 2005-2009 6 AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO PDI 6. AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Coordenação: Maria Helena Krüger Diretora de Desenvolvimento

Leia mais

REGIMENTO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS COMISSÃO PROPRIA DE AVALIAÇÃO COMISSÃO CENTRAL Avenida Prof.

Leia mais

E I X O S

E I X O S 0011 0010 1010 1101 0001 0100 1011 5 E I X O S 10 dimensões 5 eixos 8- Planejamento e Avaliação. 1- Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional. 0011 3- Responsabilidade 0010 1010 1101 Social 0001

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCURADORIA EDUCACIONAL INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO DO CURSO SINAES ENADE. Prof. Nandi

PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCURADORIA EDUCACIONAL INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO DO CURSO SINAES ENADE. Prof. Nandi PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCURADORIA EDUCACIONAL INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO DO CURSO SINAES ENADE Prof. Nandi Lages, fevereiro de 2017 INFORMAÇÕES DO CURSO Ciência da Computação IFSC - Campus Lages Bacharelado

Leia mais

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume II

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume II PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Relatório de Atividades PROAVI 2008 Volume II Comissão Própria de Avaliação

Leia mais

O Sistema de Avaliação da Educação Superior no Brasil

O Sistema de Avaliação da Educação Superior no Brasil O Sistema de Avaliação da Educação Superior no Brasil Jacqueline Moreno Theodoro Silva Outubro/2016 Avaliação Educacional Avaliar é o ato de atribuir valor ou mérito a alguma coisa. Avaliação educacional:

Leia mais

SEMINÁRIO LOCAL ENADE - UNIFESSPA 2017

SEMINÁRIO LOCAL ENADE - UNIFESSPA 2017 Temas : SEMINÁRIO LOCAL ENADE - UNIFESSPA 2017 Sinaes avaliação e regulação Enade ciclos avaliativos e indicadores de qualidade Enade regularização e matricula de estudantes Enade sistema enadies SINAES

Leia mais

PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7)

PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7) PORTARIA Nº 300 DE 30 DE JANEIRO DE 2006 (D. O nº 22 Seção I 31/01/2006 Pág. 5 a 7) Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação

Leia mais

Perspectivas para o ENADE 2011 e demais instrumentos de avaliação JULHO, 2011

Perspectivas para o ENADE 2011 e demais instrumentos de avaliação JULHO, 2011 Seminário sobre Avaliação da Educação Superior Perspectivas para o ENADE 2011 e demais instrumentos de avaliação JULHO, 2011 EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA ALGUNS INDICADORES¹ 2.314 IES 245 públicas (10,6%)

Leia mais

Faculdade de Direito da Alta Paulista Faculdade da Alta Paulista Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Faculdade de Direito da Alta Paulista Faculdade da Alta Paulista Comissão Própria de Avaliação (CPA) PLANO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FAP 2016 1. Introdução Desde 2004, a avaliação interna da Instituição Dom Bosco de Ensino e Cultura Ltda. está sob as normas do Sistema Nacional de Avaliação dos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP Diretoria de Avaliação da Educação superior

Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP Diretoria de Avaliação da Educação superior Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas em Educação - INEP Diretoria de Avaliação da Educação superior NOTA TÉCNICA APLICAÇÃO DO CONCEITO PRELIMINAR DE CURSOS DE GRADUAÇÃO (CPC)

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ARAPUTANGA MT RESOLUÇÃO N.º 011/CONDIR, DE 27 DE SETEMBRO DE 2004.

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ARAPUTANGA MT RESOLUÇÃO N.º 011/CONDIR, DE 27 DE SETEMBRO DE 2004. FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ARAPUTANGA MT RESOLUÇÃO N.º 011/CONDIR, DE 27 DE SETEMBRO DE 2004. Regulamenta os procedimentos de auto-avaliação da FCARP, conforme Lei Federal n. º 10.861, de 14 de abril

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a Função da CPA neste contexto Profa. Dra. Marion Creutzberg Coordenadora da CPA / PUCRS Papel da CPA na avaliação de cursos de graduação

Leia mais

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume I

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume I PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Relatório de Atividades PROAVI 2013 Volume I Comissão Própria de Avaliação

Leia mais

I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES FEFISO Faculdade de Educação Física da ACM de Sorocaba - Comissão Própria de Avaliação CPA REGULAMENTO INTERNO Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente Regulamento contém as disposições

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIÃO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIÃO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIÃO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO São José do Rio Preto 2015 REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Realidade e perspectivas do ENADE

Realidade e perspectivas do ENADE Avaliação de cursos de Graduação em Ciência Contábeis: Realidade e perspectivas do ENADE Profa. Dra. Marion Creutzberg Coordenadora da Comissão Própria de Avaliação (CPA/PUCRS) Tópicos Coordenador x avaliação

Leia mais

Tema 2 - Avaliação do estudante no ENADE

Tema 2 - Avaliação do estudante no ENADE Eixo 3 - Processos de avaliação na formação de qualidade em Enfermagem Tema 2 - Avaliação do estudante no ENADE Prof. Dr. Marcos Antonio Ferreira Júnior Universidade Federal do Rio Grande do Norte Comissão

Leia mais

REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO IFMT TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO IFMT TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTITUTO FEDERAL MATO GROSSO REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DO IFMT TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regimento disciplina a constituição, o funcionamento e as competências

Leia mais

Regulamento do Programa de Avaliação Acadêmica-Institucional

Regulamento do Programa de Avaliação Acadêmica-Institucional Regulamento do Programa de Avaliação Acadêmica-Institucional I AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO INSTITUCIONAL 1.1 Natureza A avaliação institucional da Faculdade Moraes Júnior Mackenzie Rio FMJ

Leia mais

POR DENTRO DO ENADE. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG

POR DENTRO DO ENADE. Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG POR DENTRO DO ENADE Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG O QUE É O ENADE? O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) é um dos instrumentos de avaliação institucional

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Curso de Bacharelado em Estatística RESOLUÇÃO N o 01/2011, DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Regulamenta a composição, as competências

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES EXECUTADAS PELA CPA- Ano: 2011

RELATÓRIO DE ATIVIDADES EXECUTADAS PELA CPA- Ano: 2011 COMISSÃO PROPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES EXECUTADAS PELA CPA- Ano: 2011 São Luis- MA 2011 1 RELATÓRIO DE ATIVIDADES EXECUTADAS PELA CPA - 2011 Programa de sensibilização de discente, coordenadores

Leia mais

ENADE 2016: ASPECTOS TÉCNICO- METODOLÓGICOS

ENADE 2016: ASPECTOS TÉCNICO- METODOLÓGICOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Coordenadoria de Avaliação e Currículos Prof. Dr. Eugenio Pacelli Leal Bittencourt ENADE 2016: ASPECTOS TÉCNICO- METODOLÓGICOS BELÉM, 15 DE JUNHO DE 2015 S I N A E S

Leia mais

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU Profa. Gilcinéa de Cássia Santana Coordenadora da COREMU/UFMG COREMU RESOLUÇÃO Nº 2, DE 4 DE MAIO

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE CESUMAR DE PONTA GROSSA. CAPÍTULO I DA NATUREZA, OBJETIVOS E FINALIDADES. Art. 1º O

Leia mais

RESULTADOS AVIN FACULDADE PERUÍBE Elaboração coordenação CPA: Profa. Msc. Indira Coelho de Souza

RESULTADOS AVIN FACULDADE PERUÍBE Elaboração coordenação CPA: Profa. Msc. Indira Coelho de Souza RESULTADOS AVIN 2016 - FACULDADE PERUÍBE Elaboração coordenação CPA: Profa. Msc. Indira Coelho de Souza OBJETIVO: A Comissão Própria de Avaliação é um órgão de natureza consultiva e deliberativa com a

Leia mais

RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE O que podemos aprender com eles?

RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE O que podemos aprender com eles? RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE 2014 O que podemos aprender com eles? Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES Lei nº 10.861 de 2004 Objetivos: 1. Identificar mérito e valor das instituições,

Leia mais

PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO SUPERIOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO 2016-207 São Luís 2016 1 INTRODUÇÃO O plano de ações da CPA define os rumos dos trabalhos que serão desenvolvidas pela

Leia mais

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação 25 de maio de 2016 EIXO 1: PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e avaliação Fragilidades Melhorar as reuniões da CPA e reestruturar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA-UNILA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGIMENTO INTERNO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA-UNILA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGIMENTO INTERNO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA-UNILA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regimento disciplina

Leia mais

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume II

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume II PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Relatório de Atividades PROAVI 2011 Volume II Comissão Própria de Avaliação

Leia mais

PROPOSTA DE AUTO-AVALIAÇÃO

PROPOSTA DE AUTO-AVALIAÇÃO PROPOSTA DE AUTO-AVALIAÇÃO Nesta proposta, que se enquadra perfeitamente no objetivo da Autoavaliação que é identificar o perfil e o significado de atuação da UFSJ, por meio de suas atividades, cursos,

Leia mais

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume I

PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS. Relatório de Atividades PROAVI. Volume I PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PROGRAMA DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Relatório de Atividades PROAVI 2011 Volume I Comissão Própria de Avaliação

Leia mais

Programa de Avaliação Acadêmica- Institucional

Programa de Avaliação Acadêmica- Institucional Programa de Avaliação Acadêmica- Institucional PROGRAMA DE AVALIAÇÃO ACADÊMICA- INSTITUCIONAL I. AVALIAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DO DESEMPENHO INSTITUCIONAL A avaliação institucional da Faculdade Presbiteriana

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC.

RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC. RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC. Dispõe sobre o Regulamento das Atribuições da Coordenação Técnico Pedagógica COTEP do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre IFAC. O PRESIDENTE SUBSTITUTO

Leia mais

SEMINÁRIOS ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)

SEMINÁRIOS ENADE O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) SEMINÁRIOS ENADE 2016 O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) Diretoria de Avaliação da Educação Superior - Daes Brasília-DF

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI 1 REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI Outubro/2005 Atualizado em jan.2013 2 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. A Comissão Própria de Avaliação

Leia mais

2. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2. PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL A avaliação é um processo inerente ao desenvolvimento contínuo das instituições. Nesse sentido, a avaliação não se deve restringir apenas a uma coleta de dados,

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS DA UEPG SINAES ENADE 2011

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS DA UEPG SINAES ENADE 2011 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS DA UEPG SINAES ENADE 2011 Ponta Grossa 2013 REITORIA Reitor João Carlos Gomes Vice-Reitor Carlos Luciano Sant Ana Vargas PRÓ-REITORIA DE

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional data Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - 2016-2020 Prof. Esper Cavalheiro Pró-Reitor de Planejamento - PROPLAN Profa. Cíntia Möller Araujo Coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Estudos

Leia mais

Demandas e Perspectivas CPA: Olhar do INEP Universidade Federal de Pernambuco Novembro de Ana Carolina Oliveira Pesquisadora - Tecnologista

Demandas e Perspectivas CPA: Olhar do INEP Universidade Federal de Pernambuco Novembro de Ana Carolina Oliveira Pesquisadora - Tecnologista Demandas e Perspectivas CPA: Olhar do INEP Universidade Federal de Pernambuco Novembro de 2011 Ana Carolina Oliveira Pesquisadora - Tecnologista Introdução O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC-SP. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC-SP. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares REGULAMENTO INTERNO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC-SP CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º O presente regulamento interno disciplina a organização,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO

PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE AVALIAÇÃO E INFORMAÇÕES DEAVI PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INTERNA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIFAP Macapá/AP Maio/2015 1. Apresentação A proposta de autoavaliação

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses.

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica (3) (4) (5) previsão de alunos por turma em disciplina teórica de, no máximo, 80. relação aluno por docente,

Leia mais

UFPA. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAN) /DINFI. Maria da Conceição Gonçalves Ferreira

UFPA. Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAN) /DINFI. Maria da Conceição Gonçalves Ferreira UFPA Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAN) /DINFI Maria da Conceição Gonçalves Ferreira 1 ENADE 2 Agenda Enade no contexto do sinaes Legislação ENADE 2015 Enquadramento de cursos 3 Enade

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL: UMA CONSTRUÇÃO COLETIVA Vanessa Martins Hidd Santos NOVAFAPI INTRODUÇÃO A avaliação institucional constitui objeto de preocupação e análise na NOVAFAPI, desde sua fundação quando

Leia mais

CADERNOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NO CONTEXTO DO SINAES II BALANÇO CRÍTICO CPA / NTA ( )

CADERNOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NO CONTEXTO DO SINAES II BALANÇO CRÍTICO CPA / NTA ( ) 1 2 ISSN 1984-2929 CADERNOS DE AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NO CONTEXTO DO SINAES II BALANÇO CRÍTICO CPA / NTA (2010-2012) 3 Ficha Catalográfica Elaborada pelo Sistema de Bibliotecas e Informação

Leia mais

INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL

INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL INDICADORES DE QUALIDADE DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL Jacqueline Moreno Theodoro Silva Outubro/2016 Indicadores de Qualidade da Educação Superior Portaria Normativa 40 de 2007 republicada em 2010 Capítulo

Leia mais

PRINCIPAIS ÓRGÃOS E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS

PRINCIPAIS ÓRGÃOS E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS PRINCIPAIS ÓRGÃOS E POLÍTICAS INSTITUCIONAIS COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - CPA PAI 2016 INFRAESTRUTURA MEMBROS: 1. Paulo Sérgio Presidente 2. Eduardo Gonçalves Vice-Presidente 3. Lângesson Silva Representante

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº 5.773 de 09 de maio de 2006 I Introdução A edição do Decreto n. 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre

Leia mais

ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN

ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INTERNA CPA REGULAMENTO INTERNO CPA/IESRN A

Leia mais

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG

POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG POR DENTRO DO ENADE CURSO DE CAPACITAÇÃO 2017 Procuradoria Educacional Institucional Pró-Reitoria de Ensino IFG Avaliação Institucional Processos de avaliação institucional Interna Relatórios da CPA Externa

Leia mais

COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTOAVALIAÇÃO

COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTOAVALIAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO- SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PARÁ COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO-CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AUTOAVALIAÇÃO PLANO DE TRABALHO BELEM-

Leia mais

CPA. Comissão Própria de Avaliação

CPA. Comissão Própria de Avaliação CPA Comissão Própria de Avaliação CPA O espelho da instituição A Avaliação reflete os sentidos, sentimentos e percepções. A consciência é requisito básico para garantir a veracidade do diagnóstico. CPA

Leia mais

RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE O que podemos aprender com eles?

RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE O que podemos aprender com eles? RESULTADOS E RELATÓRIOS DO ENADE 2014 O que podemos aprender com eles? Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES Lei nº 10.861 de 2004 Objetivos: 1. Melhorar a qualidade da educação superior,

Leia mais

ENADE / 2011 Garanta o seu diploma

ENADE / 2011 Garanta o seu diploma UNIVERSIDADE NILTON LINS ENADE / 2011 Garanta o seu diploma Pró-Reitoria de Planejamento e Avaliação Dra. Cleuciliz Santana Setembro/2011 EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES (ENADE 2011) PERGUNTAS

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2011-2015 1. PERFIL INSTITUCIONAL Com base no artigo 16 do Decreto Federal nº 5.773, de 09 de maio de 2006. 1.1 Missão (ASPLAN)

Leia mais

CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGULAMENTO INTERNO. Regulamento Interno CPA Comissão Própria de Avaliação

CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGULAMENTO INTERNO. Regulamento Interno CPA Comissão Própria de Avaliação CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGULAMENTO INTERNO MANTENEDORA ACRTS Associação Cultural de Renovação Tecnológica Sorocabana CNPJ: 45.718.988/0001-67 MANTIDA Faculdade de Engenharia de Sorocaba FACENS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE COORDENAÇÃO GERAL DE PLANEJAMENTO COGEPLAN COORDENAÇÃO DE PLANEJAMENTO ACADÊMICO COPAC 2 1 Aspectos gerais da avaliação O Ministério da Educação (MEC) divulgou, no

Leia mais

Capítulo I Das Atividades Complementares

Capítulo I Das Atividades Complementares página 1 de 5 FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO REGIMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Capítulo I Das Atividades Complementares Art. 1º O presente Regimento trata das Atividades Complementares

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ENADE LEGISLAÇÃO Constituição da República

Leia mais

ENADE / O Enade integra o Sinaes, juntamente com a Avaliação Institucional e a Avaliação dos Cursos de Graduação.

ENADE / O Enade integra o Sinaes, juntamente com a Avaliação Institucional e a Avaliação dos Cursos de Graduação. ENADE / 2011 O Enade integra o Sinaes, juntamente com a Avaliação Institucional e a Avaliação dos Cursos de Graduação. ENADE É um instrumento de avaliação, cujos resultados produzirão dados para o debate

Leia mais

DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA

DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - Sinaes Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 25/10/2011, Seção 1, Pág. 22. Portaria n 1536, publicada no D.O.U. de 25/10/2011, Seção 1, Pág. 21. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Equipe Central de Gestão Universitária Secretaria Especial de Avaliação Institucional (SEAVI) ENADE 2014

Equipe Central de Gestão Universitária Secretaria Especial de Avaliação Institucional (SEAVI) ENADE 2014 Equipe Central de Gestão Universitária Secretaria Especial de Avaliação Institucional (SEAVI) ENADE 2014 Ações Realizadas 3- Videoconferências com Coordenadores (13/06 e 09/07) 4- Campanha de comunicação

Leia mais

Avaliação da Educação Superior SINAES e Indicadores de Qualidade. Brasília-DF 25 de abril de 2016

Avaliação da Educação Superior SINAES e Indicadores de Qualidade. Brasília-DF 25 de abril de 2016 Avaliação da Educação Superior SINAES e Indicadores de Qualidade Brasília-DF 25 de abril de 2016 Indicador de Desempenho no Enade (IDE) 1 - O Conceito Enade, atualmente, é calculado pela metodologia de

Leia mais

Cadernos de Avaliação Institucional

Cadernos de Avaliação Institucional CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO - CPA Cadernos de Avaliação Institucional Engenharia de Minas Araxá Resultado da Avaliação

Leia mais

Indicadores de Qualidade da Educação Superior. Brasília-DF Agosto 2015

Indicadores de Qualidade da Educação Superior. Brasília-DF Agosto 2015 Indicadores de Qualidade da Educação Superior Brasília-DF Agosto 2015 Sobre o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES MARCOS LEGAIS da AVALIAÇÃO da EDUCAÇÃO SUPERIOR Constituição Federal

Leia mais

EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Institucional* Título da Ação (o que?

EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação Institucional* Título da Ação (o que? ANEXO 2 PLANO DE AÇÃO COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO CCSH Questão Geral 1.1 Como você percebe a utilização dos resultados da autoavaliação como subsídio à revisão, proposição e implementação das ações

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COAI COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE I O DISCENTE AVALIA AS AÇÕES DO CURSO Prezado(a)

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ ESTÁCIO AMAPÁ

REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ ESTÁCIO AMAPÁ REGULAMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ ESTÁCIO AMAPÁ MACAPÁ-AP MARÇO DE 2015 0 CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO Art. 1º A COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO da Faculdade Estácio

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA DA UEPG SINAES ENADE 2010

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA DA UEPG SINAES ENADE 2010 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA DA UEPG SINAES ENADE 2010 Ponta Grossa 2012 REITORIA Reitor João Carlos Gomes Vice-reitor Carlos Luciano Sant Ana Vargas PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERALDE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE IFSul COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERALDE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE IFSul COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERALDE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE IFSul COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA REGULAMENTO PRÓPRIO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. O

Leia mais

Comissão de Revisão dos Instrumentos

Comissão de Revisão dos Instrumentos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - CONAES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

Atribuições das Decanias, Direção de Unidade Acadêmicas, Chefias de Departamento e Coordenação de Curso

Atribuições das Decanias, Direção de Unidade Acadêmicas, Chefias de Departamento e Coordenação de Curso Atribuições das Decanias, Direção de Unidade Acadêmicas, Chefias de Departamento e Coordenação de Curso Reunião de 01/11/2012 Considerando o atual Regimento interno da UNIRIO Acréscimo de novas atribuições

Leia mais

Manual de referência para Visitas In loco

Manual de referência para Visitas In loco Manual de referência para Visitas In loco Com vistas a orientar as coordenações de curso e demais gestores da UFAL no processo de visita in loco, a procuradoria divulga um manual de referência para visita

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO Cria o Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO e aprova o seu Regulamento. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE,

Leia mais

Cartilha Orientadora para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional/2016

Cartilha Orientadora para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional/2016 Cartilha Orientadora para a elaboração do Relatório de Autoavaliação Institucional/2016 Diretoria de Avaliação Institucional - Comissão Própria de Avaliação Outubro 2016 1 Conteúdo 1 Contextualização da

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

SEMINÁRIO ENADE 2016

SEMINÁRIO ENADE 2016 SEMINÁRIO ENADE 2016 Universidade Federal da Bahia (UFBA) Pró- Reitoria de Ensino de Graduação (PROGRAD) Núcleo de Estatística e Documentação (NED) Comissão Própria de Avaliação (CPA) APRESENTAÇÃO SOBRE

Leia mais

IUNI Educacional FIS FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, GERENCIAS E EDUCAÇÃO DE SINOP

IUNI Educacional FIS FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, GERENCIAS E EDUCAÇÃO DE SINOP IUNI Educacional FIS FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, GERENCIAS E EDUCAÇÃO DE SINOP RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL R.A.I. Documento elaborado pelos membros da CPA FIS FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS,

Leia mais

FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO

FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR FACULDADES DOS GRANDES LAGOS - UNILAGO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO São José do Rio Preto 2015 REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO AO PSICOPEDAGÓGICO

Leia mais

PROPLAN. Diretoria de Informações Institucionais

PROPLAN. Diretoria de Informações Institucionais Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional SisRAA e a importação dos dados do Censo da Educação Superior 2014 Ana Carla Macedo da Silva IV Encontro de Relatório

Leia mais

FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA

FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA FACULDADE SANTA MARIA DA GLÓRIA - SMG REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Maringá 01/2017 1 REGIMENTO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA CAPÍTULO I Da Comissão Própria de Avaliação CPA Concepção

Leia mais

RELATÓRIO DA AUTO AVALIAÇÃO CICLO 8

RELATÓRIO DA AUTO AVALIAÇÃO CICLO 8 Instituto Paulista de Ensino FIPEN CPA - Comissão Própria de Avaliação RELATÓRIO DA AUTO AVALIAÇÃO CICLO 8 Dezembro/2014 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 4 A O PROCESSO DE AUTO AVALIACÃO... 6 B - DIMENSÕES... 7 1.

Leia mais

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX

INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX INSTITUTO METODISTA IZABELA HENDRIX CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX RELATÓRIO AVALIAÇÃO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA PERÍODO 2015 TABELA 1 Adesão de docentes e discentes na avaliação 2015

Leia mais

Processo eleitoral COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA

Processo eleitoral COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA Processo eleitoral COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA 2015-2018 O QUE É UMA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO? COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO REGIMENTO GERAL A CPA é um órgão de assessoramento do IFRN. Regulamentação:

Leia mais