Laudo de avaliação da Redecard S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laudo de avaliação da Redecard S.A."

Transcrição

1 Laudo de avaliação da Redecard S.A. 05 de abril de 2012

2 Conteúdo Seções 1 Sumário executivo 6 2 Informações e declarações do Rothschild 9 3 Visão geral da Companhia e do setor de atuação 14 4 Metodologia de avaliação 23 5 Avaliação pelo preço médio ponderado por volume de negociação 28 6 Avaliação pelo valor do patrimônio líquido por ação 31 7 Avaliação por fluxo de caixa descontado 33 8 Avaliação por múltiplos de mercado 42 9 Glossário 44 1

3 Notas de ressalva 1. O N M Rothschild & Sons (Brasil) Ltda. ( Rothschild ) foi contratado pela Redecard S.A. ( Redecard ou Companhia ) para preparar um laudo de avaliação ( Laudo ) das ações ordinárias da Companhia ( Ações ) no âmbito exclusivo da oferta pública de aquisição de Ações para cancelamento de seu registro de companhia aberta e saída do Novo Mercado da BMF&BOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ( BM&FBOVESPA e OPA, respectivamente), a ser espontaneamente realizada pelo Itaú Unibanco Holding S.A. ou qualquer de suas controladas ( Itaú Unibanco ), de acordo com o disposto (i) na Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de 1976, conforme alterada ( Lei nº 6.385/76 ), (ii) na Lei nº 6.404, de 15 de novembro de 1976, conforme alterada, ( Lei das Sociedades por Ações ), (iii) nos artigos 35, 36, 37 e 38 do Estatuto Social da Companhia; (iv) das Seções X e XI do Regulamento de Listagem do Novo Mercado da BMF&BOVESPA ( Regulamento do Novo Mercado ), e (v) observadas as regras estabelecidas pela Instrução da Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) nº 361, de 5 de março de 2002, em sua atual redação ( Instrução CVM 361 ). 2. Este Laudo foi preparado para uso exclusivo no contexto da OPA nos termos da Lei no /76 e da Instrução CVM 361 e atende aos requisitos e disposições da mesma, especialmente aqueles constantes do seu Anexo III, não devendo ser utilizado para quaisquer outros propósitos, incluindo, mas sem limitação, para fins do artigo 8º, caput, 45, 227, 2º, 228, 2º, 229, 5º, 252, 1º e 264 da Lei das Sociedades por Ações, e da Instrução CVM nº 319, de 3 de dezembro de 1999, conforme alterada. Este Laudo não deve ser utilizado para qualquer outra finalidade que não neste contexto sem a autorização prévia e por escrito do Rothschild. Este Laudo, incluindo suas análises e conclusões, (i) não constitui uma recomendação para qualquer membro da administração ou acionista da Redecard ou do Itaú Unibanco, tampouco de quaisquer de suas controladoras, controladas ou coligadas ( Afiliadas ) sobre como votar ou agir em qualquer assunto relacionado à OPA; (ii) não deve ser entendido como recomendação a respeito do preço da oferta e (iii) não poderá ser utilizado para justificar o direito de voto de qualquer pessoa sobre qualquer assunto. 3. Para chegar às conclusões apresentadas neste Laudo, realizamos os seguintes procedimentos, dentre outros: (i) revisamos as demonstrações financeiras auditadas da Redecard para os exercícios findos em 31 de dezembro de 2009, 2010 e 2011; (ii) revisamos os relatórios de resultados consolidados (press releases) divulgados pela Redecard com relação aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2009, 31 de dezembro de 2010 e 31 de dezembro de 2011; (iii) revisamos e discutimos com a administração da Redecard as projeções financeiras, operacionais e gerenciais fornecidas pela Companhia para os próximos anos; (iv) conduzimos discussões com a administração da Redecard sobre os negócios e perspectivas da Companhia; e (v) levamos em consideração outras informações públicas e não públicas, tais como estudos financeiros, análises, pesquisas e critérios financeiros, econômicos e de mercado que consideramos relevantes (em conjunto, as Informações ). 4. No âmbito da nossa revisão não assumimos qualquer responsabilidade por investigações independentes de nenhuma das Informações e confiamos que tais Informações estavam completas e precisas em todos os seus aspectos relevantes. Além disso, não fomos solicitados a realizar, e não realizamos, (i) verificação independente de tais Informações ou da documentação que embasa tais Informações; (ii) auditoria técnica das operações da Companhia, (iii) verificação independente ou avaliação de quaisquer ativos ou passivos (incluindo qualquer contingência, responsabilidade ou financiamento não contabilizado, propriedade ou ativos) da Redecard; (iv) avaliação da solvência da Companhia, de acordo com qualquer legislação de falência, insolvência ou questões similares; ou (v) qualquer inspeção física das propriedades, instalações ou ativos da Companhia. Não somos uma firma de contabilidade e não prestamos serviços de contabilidade ou auditoria em relação a este Laudo ou à OPA. Não somos uma sociedade de advogados e não prestamos serviços legais, regulatórios, tributários ou fiscais em relação a este Laudo ou à OPA. A preparação deste Laudo pelo Rothschild não inclui qualquer serviço ou opinião relacionada a tais serviços. 2

4 Notas de ressalva 5. O Rothschild, seus administradores, empregados, consultores, agentes ou representantes não prestam, e não prestarão, qualquer declaração, expressa ou implícita, ou garantia relacionada à precisão ou completude das Informações (incluindo projeções financeiras e operacionais fornecidas pela administração da Redecard ou presunções e estimativas nas quais tais projeções se basearam) utilizadas na elaboração deste Laudo. 6. Não foi realizado processo de diligência contábil, financeira, legal, fiscal ou de qualquer espécie na Redecard ou em quaisquer terceiros. 7. Nenhuma declaração ou garantia, expressa ou tácita, é feita pelo Rothschild no tocante à veracidade, correção e suficiência das informações aqui contidas e nas Informações nas quais foi baseado este Laudo. Nada contido neste Laudo será interpretado ou entendido como sendo uma declaração do Rothschild quanto ao passado ou ao futuro. 8. As projeções operacionais e financeiras incluídas ou utilizadas neste Laudo foram baseadas em Informações obtidas junto à administração da Companhia e em outras informações públicas, e assumimos que tais projeções refletem as melhores estimativas atualmente disponíveis com relação à futura performance financeira da Companhia, que foi avaliada em bases correntes (stand-alone) e, portanto, não incluem benefícios ou perdas operacionais, fiscais ou de outra natureza, incluindo mas não se limitando a eventual ágio, nem quaisquer sinergias, valor incremental ou custos, caso existam, que o Itaú Unibanco ou a Companhia possam ter a partir da conclusão da OPA, caso efetivada, ou de qualquer outra operação. Este Laudo também não leva em conta eventuais ganhos ou perdas operacionais e financeiras que possam haver posteriormente à OPA em função da alteração comercial dos negócios atualmente existentes entre o Itaú Unibanco e a Companhia. 9. Com o consentimento da administração da Companhia, assumimos que as projeções operacionais e financeiras e as projeções relacionadas à demanda e ao crescimento do mercado, fornecidas ao Rothschild pela administração da Companhia, (i) foram preparadas de modo razoável em bases que refletem as melhores estimativas atualmente disponíveis e o melhor julgamento da administração da Companhia com relação à futura performance financeira da Companhia e à demanda e ao crescimento do mercado; e (ii) que, desde a data da entrega das Informações e até o presente momento, a Companhia ou sua administração não têm ciência de qualquer informação que impacte materialmente o negócio, a situação financeira, os ativos, passivos, as perspectivas de negócio, transações comerciais ou o número de ações emitidas pela Companhia, assim como não têm ciência de qualquer outro fato significativo que pudesse alterar o seu desempenho futuro, as Informações, ou torná-las incorretas ou imprecisas em quaisquer aspectos materiais ou que poderia causar um efeito material neste Laudo. 10. Este Laudo não é e não deve ser utilizado como (i) uma opinião sobre a adequação (fairness opinion) da OPA; (ii) uma recomendação relativa a quaisquer aspectos da OPA; (iii) um laudo de avaliação emitido para quaisquer fins que não aqueles previstos na Instrução CVM 361 e, se a OPA for eventualmente registrada na U.S. Securities and Exchange Commission ( SEC ) ou divulgada nos Estados Unidos da América em razão de regras emitidas pela SEC, aqueles previstos nas leis e regulamentação aplicáveis dos Estados Unidos da América; ou (iv) uma opinião sobre a adequação ou uma determinação do preço justo da OPA. Este Laudo não foi compilado ou elaborado visando ao cumprimento de qualquer dispositivo legal ou regulamentar no Brasil ou no exterior, exceto por aqueles aplicáveis à OPA. 3

5 Notas de ressalva 11. Na metodologia de fluxo de caixa descontado, utilizamos certos parâmetros e variáveis financeiras divulgados pelo Banco Central do Brasil em seu Relatório Focus, o qual reflete a média das expectativas do mercado para os dados que compõem tal cenário, e pode diferir substancialmente do cenário econômico que efetivamente será verificado no futuro. Dado que a análise e os valores são baseados em previsões de resultados futuros, informados pela administração da Companhia, eles não necessariamente indicam a realização de resultados financeiros reais e futuros para a Companhia, os quais podem ser significativamente mais ou menos favoráveis do que os utilizados em nossa análise. Além disso, tendo em vista que essas análises são intrinsecamente sujeitas a incertezas, sendo baseadas em diversos eventos e fatores que estão fora do nosso controle e do controle da Companhia, não seremos responsáveis de qualquer forma caso os resultados futuros da Redecard difiram dos resultados apresentados neste Laudo. Não há nenhuma garantia de que os resultados futuros da Companhia corresponderão às projeções financeiras utilizadas como base para nossa análise, e, nesse sentido, as diferenças entre as projeções utilizadas e os resultados financeiros da Companhia poderão ser relevantes. Os resultados futuros da Companhia também podem ser afetados pelas condições econômicas e de mercado. O método do fluxo de caixa descontado não antecipa mudanças nos ambientes interno e externo em que a Redecard está inserida, exceto aquelas apontadas neste Laudo. 12. A preparação de uma análise financeira é um processo complexo que envolve julgamentos subjetivos e várias definições a respeito dos métodos de análise mais apropriados e relevantes, bem como da aplicação de tais métodos às circunstâncias específicas e, portanto, este Laudo não é suscetível a uma análise parcial. Para chegar às conclusões apresentadas neste Laudo, não atribuímos importância específica a determinados fatores considerados neste Laudo, mas, pelo contrário, realizamos um raciocínio qualitativo a respeito das análises e fatores considerados às circunstâncias específicas da Companhia. Chegamos a uma conclusão final com base nos resultados de toda a análise realizada, considerada como um todo, e não chegamos a conclusões baseadas em, ou relacionadas a qualquer dos fatores ou métodos de nossa análise isoladamente. Desse modo, nossa análise deve ser considerada como um todo e que a seleção de partes da nossa análise e fatores específicos, sem considerar toda a nossa análise e conclusões, pode resultar em um entendimento incompleto e incorreto dos processos utilizados para nossas análises e conclusões. As estimativas constantes da análise deste Laudo e a avaliação resultante de qualquer análise específica não são necessariamente indicativas dos valores reais ou de resultados ou valores futuros, os quais podem ser significantemente mais ou menos favoráveis em relação àqueles sugeridos por esta análise. Não expressamos qualquer opinião a respeito dos valores pelos quais poderiam ser negociadas as Ações relacionadas à OPA no mercado de valores mobiliários a qualquer tempo. 13. Este Laudo busca indicar somente o intervalo de valor para as Ações no âmbito da OPA, nas datas base utilizadas em cada metodologia, nos termos da Instrução CVM no. 361, e não avalia qualquer outro aspecto ou implicação da OPA ou de qualquer contrato, acordo ou entendimento firmado com relação à OPA. Este Laudo não trata dos méritos da OPA se comparada a outras estratégias comerciais que podem estar disponíveis para a Companhia ou para seus respectivos acionistas, nem trata da eventual decisão comercial dos mesmos de realizar ou aceitar a OPA. Os acionistas da Companhia deverão buscar aconselhamento de suas respectivas assessorias financeiras para obterem opiniões sobre a realização e aceitação da OPA. Os resultados apresentados neste Laudo referem-se exclusivamente à OPA e não se aplicam a qualquer outra questão ou operação, presente ou futura, relativa à Companhia, aos grupos econômicos dos quais fazem parte ou aos setores em que atuam. 4

6 Notas de ressalva 14. Este Laudo é necessariamente baseado em informações que nos foram disponibilizadas até esta data, e os pontos expressados são passíveis de mudança considerando uma série de fatores, como condições de mercado, econômicas e outras condições, bem como os negócios e as perspectivas da Companhia. O Rothschild assumiu que todas as autorizações ou anuências necessárias à consumação do negócio proposto neste Laudo serão obtidas e que nenhuma alteração, limitação relevante, restrição ou condição será imposta para a obtenção das referidas autorizações e anuências. O Rothschild não assume a responsabilidade de atualizar, retificar ou revogar este Laudo, no todo ou em parte, após esta data, ou de apontar para quaisquer terceiros fatos ou matérias de que o Rothschild venha a tomar ciência e que alterem o conteúdo deste Laudo depois desta data, sem prejuízo do disposto no item II do 9º do art. 8º da Instrução CVM no O Itaú Unibanco concordou em nos reembolsar pelas nossas despesas e a Companhia a nos indenizar, e indenizar algumas pessoas relacionadas a nós, por conta de determinadas responsabilidades e despesas que possam surgir em decorrência de nossa contratação. Nós receberemos uma remuneração relativa à preparação deste Laudo, independentemente do fechamento da OPA ou de nossas conclusões daqui constantes. A remuneração que será devida a nós pela preparação deste Laudo está detalhada no item Informações sobre o Avaliador constante da página 12 deste Laudo e será paga pelo Itaú Unibanco. 16. Prestamos, de tempos em tempos, no passado, serviços de assessoria financeira e outros serviços financeiros para o Itaú Unibanco e para a Companhia ou suas Afiliadas, pelos quais fomos remunerados, e poderemos no futuro prestar tais serviços para o Itaú Unibanco ou para a Companhia ou suas Afiliadas, pelos quais esperamos ser remunerados. 17. Este Laudo é de propriedade intelectual do Rothschild e não poderá ser publicado, reproduzido, resumido, citado em quaisquer outros documentos públicos, copiado, divulgado ou distribuído, no todo ou em parte, nem poderá ser utilizado por terceiros sem o consentimento prévio e por escrito do Rothschild, exceto conforme requerido pela Lei no /76 e pelas normas da CVM e, se a OPA for eventualmente registrada na SEC ou divulgada nos Estados Unidos da América em razão de regras emitidas pela SEC, pelas leis e regulamentação aplicáveis dos Estados Unidos da América. Caso seja necessária a sua divulgação de acordo com a lei aplicável, este Laudo somente poderá ser divulgado se reproduzido em seu conteúdo integral, e qualquer descrição ou referência ao Rothschild deverá ser em uma forma razoavelmente aceitável pelo Rothschild. 18. Os cálculos financeiros contidos nesse Laudo podem não resultar sempre em soma precisa em razão de arredondamento. 19. Este Laudo foi preparado exclusivamente em português e, caso venha a ser traduzido para outro idioma, a versão em português deverá prevalecer para todos os efeitos. 20. A data-base deste Laudo é 30 de março de

7 1. Sumário executivo

8 1.1 Introdução 1. Sumário executivo Conforme fato relevante divulgado em 7 de fevereiro de 2012 ( Fato Relevante ), o Itaú Unibanco Holding S.A. ( Itaú Unibanco ), acionista controlador indireto da Redecard S.A. ( Redecard ou Companhia ), comunicou ao Conselho de Administração da Redecard a intenção de realizar, diretamente ou por meio de suas controladas, aquisição das ações dos acionistas não controladores da Redecard por meio de oferta pública unificada para fins de cancelamento do registro de companhia aberta da Redecard e saída do Novo Mercado da BM&FBovespa S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ( Novo Mercado ), nos termos do parágrafo 4º do artigo 4º da Lei nº 6.404/76, Instrução da Comissão de Valores Mobiliários nº 361/02 e Seções X e XI do Regulamento do Novo Mercado ( OPA ). Conforme o Fato Relevante, a OPA tem por objeto ações ordinárias de emissão da Redecard ( Ações ), representativas de 49,9859% do capital social da Redecard, sendo o preço a ser ofertado de R$35,00 (trinta e cinco reais) por ação. Adicionalmente, em comunicado ao mercado datado de 14 de março de 2012, o Itaú Unibanco informou que não é sua intenção descontar desse preço o dividendo relativo aos resultados obtidos pela Redecard em 2011 cuja declaração deverá ser aprovada pela Assembleia Geral Ordinária da Redecard a ser realizada até 5 de abril de 2012, no valor de R$1,1065 por ação. Assim sendo, todas as análises constantes desse Laudo assumem que o referido dividendo terá sido distribuído. Nesse contexto, o N M Rothschild & Sons (Brasil) Ltda. ( Rothschild ) foi contratado pela Redecard para elaborar um laudo de avaliação ( Laudo ) no âmbito da OPA de ações da Redecard conforme o Fato Relevante. O presente Laudo apurou o valor das ações da Redecard de acordo com os seguintes critérios: Preço médio das ações ponderado por volume de negociação Nos 12 (doze) meses imediatamente anteriores à publicação do Fato Relevante, e Entre a data do Fato Relevante e 30 de março de 2012 Valor do patrimônio líquido por ação em 31 de dezembro de 2011 Valor econômico calculado pela metodologia do fluxo de caixa descontado ( FCD ) Valor econômico calculado pela metodologia de múltiplos de mercado 7

9 1.2 Resultado da avaliação Valor econômico das ações da Redecard entre R$34,18 e R$37,59 1. Sumário executivo Resumo da avaliação das ações da Redecard (R$ por ação) Fluxo de caixa descontado Múltiplos de mercado VWAP - 12 meses anterior ao Fato Relevante ,18 36,13 24,77 37,59 37,11 Metodologia escolhida A avaliação das ações de emissão da Redecard foi elaborada de acordo com as seguintes metodologias Preço médio ponderado das ações da Companhia em bolsa de valores Valor do patrimônio líquido por ação Valor econômico, calculado pela metodologia do fluxo de caixa descontado Valor econômico, calculado pela metodologia de múltiplos de mercado VWAP - Desde o Fato Relevante Valor patrimonial ajustado 4 5 1,24 34,66 A metodologia adotada para determinação do valor econômico das ações da Redecard foi a de Fluxo de Caixa Descontado (FCD) Leva em consideração as especificidades operacionais e financeiras da Companhia e suas perspectivas de crescimento futuro 0,00 10,00 20,00 30,00 40,00 50,00 8 Notas 1 Fluxo de caixa descontado para o acionista conforme detalhado na seção 7 e ajustado para dividendos propostos referentes ao exercício de 2011, com variação de 4,75% para cima e para baixo do ponto central da avaliação e taxa de desconto de 10,4% em US$ nominais 2 Assume lucro líquido em 2012 e 2013 e múltiplos Preço / Lucro por Ação em 2012 e 2013 conforme detalhado na seção 8 3 Preço médio ponderado por volume de 7 de fevereiro de 2011 a 6 fevereiro de 2012 menos o dividendo proposto de R$1,1065 por ação 4 Preço médio ponderado por volume de 7 de fevereiro até 30 de março de 2012 menos o dividendo proposto de R$1,1065 por ação 5 Valor patrimonial da ação com base nas demonstrações financeiras de 31 de dezembro de 2011 ajustado para o dividendo proposto de R$1,1065 por ação

10 2. Informações e declarações do Rothschild

11 2. Informações e declarações do Rothschild 2.1 Informações sobre o Rothschild O Rothschild é um empresa com atuação global e foco em assessoria financeira, incluindo fusões e aquisições, reestruturações societárias e reestruturações financeiras. O Rothschild conta atualmente com mais de 50 escritórios ao redor do mundo. Experiência relevante O Rothschild possui grande experiência em assessoria financeira a grandes empresas no Brasil e no mundo. Dentre as transações recentes que participamos, destacamos: Telemar Groupe Casino Petróleo Brasileiro Comitê Independente Unibanco BM&F Reestruturação societária US$15 bi Análise e rejeição de oferta não solicitada para o Pão de Açúcar Assessor financeiro exclusivo no processo de capitalização através da emissões de ações US$70 bi Fusão com a Perdigão US$10 bi Associação do Unibanco com o Banco Itaú Holding Financeira US$45 bi Integração de atividades da BM&F com a Bovespa Holding US$20 bi Processo interno de aprovação O processo interno de aprovação do Laudo de Avaliação consiste na revisão das análises realizadas pela equipe do projeto por um comitê interno de avaliação, no qual participam profissionais especializados em fusões e aquisições e assessoria financeira. Esse comitê reuniu-se com a equipe do projeto e discutiu as principais premissas e aspectos relativos às metodologias de avaliação utilizadas e aprovou a emissão deste Laudo. 10

12 2.2 Informações sobre o Rothschild 2. Informações e declarações do Rothschild Experiência em operações com empresas brasileiras que envolveram avaliações de companhias abertas nos últimos 3 anos Ano 2012 Companhia Descrição Assessoria a Oi/Telemar em sua reestruturação societária no valor total de US$15 bilhões Camargo Corrêa S,A, Assessoria ao Casino na análise e rejeição de oferta não solicitada para o Pão de Açúcar Assessoria à Camargo Correa na venda de seu bloco de ações, representativas de 11,4% das ONs da Itaúsa para a Petros por US$1,7 bilhão Venda de seu bloco de 11,4% das ONs de Itaúsa para a Petros Andrade US$1,7bi Gutierrez Concessões 2011 JBS SA Venda de participação de 25% no grupo de controle da Light S,A, para CEMIG US$450MM Comitê Independente Aquisição da Pilgrim s Pride Corporation 2010 US$2,8bi Emissão de opinião na aquisição da MD1 pela DASA por US$1,2 bilhão Assessoria à AG Concessões na venda de participação de controle da Light para Cemig por US$450 milhões Assessoria à JBS na aquisição da Pilgrim's Pride Corporation por US$2,8 bilhões Assessoria ao comitê independente da Sadia na avaliação da fusão com a Perdigão em um valor de US$10 bilhões Fusão com a Perdigão US$10bi

13 2.3 Profissionais responsáveis pela avaliação 2. Informações e declarações do Rothschild Luiz O. Muniz Histórico Luiz é sócio global e responsável pelos escritórios do Rothschild no Brasil e na América Latina. Ele possui mais de 20 anos de experiência em fusões e aquisições, captação de recursos, assessoria estratégica e privatizações. Antes de se juntar ao Rothschild, ele trabalhou no CSFB Garantia por 8 anos e no Salomon Brothers em Nova York por 4 anos. Luiz possui MBA with Honors da Universidade de Chicago e é formado em Engenharia Civil pela PUC-RJ. Experiência Sua experiência inclui assessoria a Oi / Telemar, BM&F Bovespa, Casino, The Carlyle Group, Unibanco, JBS, Andrade Gutierrez, Usiminas, Petrobrás, Gafisa, Magazine Luiza, Camargo Correa e Almeida Júnior, entre outras Gustavo Saito Gustavo tem 12 anos de experiência em fusões e aquisições, assessorias estratégicas e captação de recursos. Ingressou no Rothschild em 2003, tendo trabalhado anteriormente no Credit Suisse. É formado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Sua experiência inclui assessoria ao Casino, Camargo Correa, Magazine Luíza, BM&F Bovespa, DASA, GP Investments, ABN AMRO, Fibria, Vivo, Copersucar e Tereos Internacional entre outras Eduardo Terra Eduardo Terra ingressou no Rothschild em 2010, tendo trabalhado anteriormente no Banco de Investimentos Credit Suisse. Eduardo é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) e possui certificado profissional em Investment Banking pela School of Continuing and Professional Studies da New York University (SCPS-NYU). Sua experiência inclui assessoria ao Casino, Magazine Luíza, Petrobrás, Rede Energia, Copersucar, Tereos Internacional, entre outras André Funari André Funari ingressou no Rothschild em 2012, tendo trabalhado anteriormente no banco de investimentos Morgan Stanley. André é formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP) Sua experiência inclui assessoria à Brasil Ecodiesel, entre outros. 12

14 2.4 Declarações do avaliador 2. Informações e declarações do Rothschild 1 Na data deste Laudo, nem Rothschild, diretamente ou através de suas controladas ou pessoas a eles vinculadas, nem suas controladoras Rothschild Latin American N.V. e Rothschild Continuation Holdings AG possuem ações de emissão da Redecard, ou derivativos nelas referenciados, seja em nome próprio ou sob sua administração discricionária. 2 O Rothschild declara que não possui informações comerciais e creditícias de qualquer natureza que possam impactar o Laudo. 3 O Rothschild não possui conflito de interesses que lhe diminua a independência necessária ao desempenho de suas funções. 4 Pelos serviços referentes ao Laudo, o Rothschild receberá a remuneração fixa líquida de R$ ,00 (dois milhões de reais) e não receberá remuneração variável. 5 Nos 12 (doze) meses anteriores à presente data, o Rothschild recebeu, a título de remuneração por serviços de assessoria financeira, a quantia equivalente a R$ ,04 da Redecard e nenhuma remuneração do Itaú Unibanco. Este valor não inclui os honorários a receber relativos ao Laudo mencionado acima. 13

15 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação

16 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação 3.1 Visão geral da Redecard Visão geral Uma das 10 maiores companhias da indústria de meios de pagamentos do mundo, com uma capitalização de mercado de R$23,9 bilhões 1 Modelo de negócios focado exclusivamente em credenciamento Estratégia multi-bandeiras, com um portfólio de 25 bandeiras, incluindo: VISA, Master Card, Diners, Hipercard, Aura e Discover Presente em todos os estados e em 100% das cidades com energia elétrica e infraestrutura de telecomunicação Mais de um milhão de terminais de captura instalados 2 Receitas provenientes da cobrança de uma taxa de administração nas transações capturadas, aluguel dos terminais de captura e prépagamento a estabelecimentos, entre outros Estrutura acionária simplificada Itaú Unibanco Ações em circulação 50,01% 49,99% Fonte Companhia Modelo de negócios simplificado Base de cartões Bandeiras Aceitação Credenciadores Bancos emissores Valor da transação (-) taxa de intercâmbio Fatura Valor da transação Portadores de cartão Bens serviços Cartões de Crédito e Débito Aluguel de equipamentos Pré-pagamento Estabelecimentos comerciais Valor da transação (-) Taxa de Administração Dados da Transação Fonte Companhia 15 Notas 1 Em 30 de março de Em 31 de dezembro de 2011

17 3.2 Destaques da Redecard Desempenho histórico operacional e financeiro 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação Detalhamento da receita operacional líquida em % 82% Receita de serviços líquida Receita financeira líquida Fonte Companhia Detalhamento da receita de serviços em 2011 Receita operacional líquida 1 (R$ mi) e crescimento % 19% 10% 7% Receita operacional líquida Crescimento Fonte Companhia Volume financeiro (R$ bi) 2 e número de transações (mi) Lucro líquido (R$ mi) e margem líquida % 45% 38% 41% 39% Lucro Líquido Margem Fonte Companhia Net MDR após parcerias 23% 6% 53% ,50% 1,49% 1,47% 1,32% 1,14% 0,78% 0,79% 0,79% 0,75% 0,73% 18% Crédito Débito Aluguel de Equipamentos Outras Receitas Fonte Companhia Volume financeiro Número de transações Fonte Companhia Crédito Débito Fonte Companhia 16 Notas 1 Apresentado conforme versão Recorrente presente nas apresentações de resultados da Companhia 2 Transações capturadas sob o modelo full acquirer

18 3.3 Demonstrativos financeiros Balanço patrimonial exercícios findos em 31 de dezembro 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação R$ milhões ATIVO CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber de bancos emissores Outras contas a receber Adiantamento a terceiros e funcionários Despesas antecipadas Total ativo circulante NÃO CIRCULANTE IR e contribuição social diferidos Depósitos judiciais Imobilizado Intangível Total ativo não circulante Total do ativo Fonte Companhia 17

19 3.4 Demonstrativos financeiros Balanço patrimonial exercícios findos em 31 de dezembro 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação R$ milhões PASSIVO CIRCULANTE Contas a pagar a estabelecimentos Valores a repassar as bandeiras Valores a repassar a bancos domiciliadores Fornecedores Obrigações trabalhistas IR e contribuição social a recolher Outras obrigações tributárias Empréstimos e financiamentos Notas promissórias Juros sobre capital próprio Outras contas a pagar Total circulante NÃO CIRCULANTE Provisão para contingências Empréstimos e financiamento Total não circulante PATRIMÔNIO LÍQUIDO Total do patrimônio líquido Total do passivo e do patrimônio líquido Fonte Companhia 18

20 3. Visão geral da Companhia e do setor de atuação 3.5 Demonstrativos financeiros Demonstrativo do resultado exercícios findos em 31 de dezembro R$ milhões Crédito Débito Aluguel de equipamentos Outros Receita operacional bruta ISS (18) (19) (28) PIS (36) (37) (38) COFINS (165) (170) (174) Impostos (219) (226) (240) Receita financeira líquida Receita operacional Líquida Custo dos serviços prestados (511) (679) (820) Depreciação e amortização (117) (134) (170) Custo dos serviços prestados (627) (813) (991) Pessoal (129) (187) (217) Administrativas (103) (134) (159) Marketing (71) (82) (47) Provisão para participação nos resultados (27) (30) (34) Depreciação e amortização (9) (9) (10) Outras receitas (despesas) operacionais (42) (69) (94) Despesas e receitas operacionais (380) (511) (561) Resultado operacional Outras receitas 0 1 (0) Lucro antes do imposto de renda e contribuição social Corrente (491) (493) (491) Diferido (183) (184) (183) Imposto de renda e contribuição social (674) (677) (675) Lucro líquido do exercicio Fonte Companhia. Apresentado conforme versão Recorrente presente nas divulgações de resultados da Companhia

Relatório de Avaliação Companhia de Saneamento do Paraná SANEPAR

Relatório de Avaliação Companhia de Saneamento do Paraná SANEPAR Relatório de Avaliação Companhia de Saneamento do Paraná SANEPAR 24 de julho de 2013 Este material não deverá ser utilizado ou servir de base para quaisquer propósitos que não os especificados em acordo

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11)

DESTAQUES DO PERÍODO (2T11) QUALICORP REGISTRA CRESCIMENTO DO TRIMESTRE NO NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS DE 18,5%, RECEITA LÍQUIDA DE 43,9%, EBITDA AJUSTADO DE 36,6% EM RELAÇÃO AO 2T10 1 São Paulo, 12 de agosto de 2011. A QUALICORP S.A.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

fls.45 REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. DE 23.7.12 FAIRNESS OPINION

fls.45 REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. DE 23.7.12 FAIRNESS OPINION fls.45 FAIRNESS OPINION Em 13 de julho de 2012 e 11 de julho de 2012, os bancos Goldman Sachs do Brasil Banco Múltiplo S.A. ("Goldman Sachs") e J. P. Morgan Securities LLC ("J. P. Morgan"), respectivamente,

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Preço Médio Ponderado das Ações 39. Fluxo de Caixa Descontado 42. Valor do Patrimônio Líquido Contábil 56

Preço Médio Ponderado das Ações 39. Fluxo de Caixa Descontado 42. Valor do Patrimônio Líquido Contábil 56 Preço Médio Ponderado das Ações 39 Fluxo de Caixa Descontado 42 Valor do Patrimônio Líquido Contábil 56 1. A Ceres Inteligência Financeira Ltda. Participações em Ativos de Energia Elétrica - 2. A CERES

Leia mais

Unopar. Dezembro 2011 KROT11

Unopar. Dezembro 2011 KROT11 Unopar Dezembro 2011 KROT11 Notas Importantes As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2009 e 2008 HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS

Leia mais

Laudo de Avaliação da Ferronorte. Data Base: Novembro de 2004

Laudo de Avaliação da Ferronorte. Data Base: Novembro de 2004 Laudo de Avaliação da Ferronorte Data Base: Novembro de 2004 Contexto Os administradores da Brasil Ferrovias nos solicitam a avaliação do preço das ações da Ferronorte a serem emitidas no aumento de capital

Leia mais

Avaliação econômico-financeira

Avaliação econômico-financeira Avaliação econômico-financeira 26 de julho de 2013 CONFIDENCIAL Nota Importante 1. O Banco Bradesco BBI S.A. ( Bradesco BBI ou Avaliador ) foi contratado pela Companhia de Saneamento do Paraná - SANEPAR

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Oferta Pública de Ações. Março 2009

Oferta Pública de Ações. Março 2009 Oferta Pública de Ações Março 2009 Aviso Importante Este material foi preparado pela Redecard S.A. ("Redecard" ou "Companhia") exclusivamente para as apresentações relacionadas à Oferta Pública Secundária

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T14

Divulgação de Resultados 1T14 Divulgação de Resultados 1T14 A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity ( Fundos

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES DURATEX COMERCIAL EXPORTADORA S.A. AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL APURADO POR MEIO DOS LIVROS CONTÁBEIS EM 31 DE AGOSTO DE 2015 Escritório Central: Rua Laplace, 96-10 andar - Brooklin - CEP 04622-000

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12

EARNINGS RELEASE 2T12 e 1S12 São Paulo, 15 de agosto de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do segundo

Leia mais

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013

Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 R$ milhões R$ milhões R$ milhões R$ milhões Divulgação de Resultados do 4T13 e 2013 As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto quando indicado o contrário e, a partir de 2011,

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - BANCO BRADESCO SA Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 5 Balanço Patrimonial Passivo 9 Demonstração do Resultado 12 Demonstração do Resultado

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011

Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 Abril Educação S.A. Informações Proforma em 30 de junho de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 30

Leia mais

Earnings Release 1T15

Earnings Release 1T15 Santo André, 05 de maio de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 2º Trimestre de 2013 . São Paulo, 06 de agosto de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e Fundo de Investimento Imobiliário Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2009 2008 Passivo e patrimônio

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15

Destaques do Período. Crescimento de dois dígitos em Reservas Confirmadas e Embarcadas, EBITDA e Lucro Líquido Ajustado no 2T15 Santo André, 05 de Agosto de 2015: CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo das Américas, informa aos seus acionistas e demais participantes do mercado

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO. Renner Participações S.A. 15 de dezembro de 2008

LAUDO DE AVALIAÇÃO. Renner Participações S.A. 15 de dezembro de 2008 LAUDO DE AVALIAÇÃO Renner Participações S.A. 15 de dezembro de 2008 Índice 1. Sumário Executivo Pág. 3 2. Qualificações e Declarações do Avaliador Pág. 8 3. Descrição da Renner Participações Pág. 14 4.

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

Medial Saúde S.A. Laudo de Avaliação. 18 de dezembro de 2009

Medial Saúde S.A. Laudo de Avaliação. 18 de dezembro de 2009 Medial Saúde S.A. Laudo de Avaliação 18 de dezembro de 2009 Disclaimer O presente Laudo de Avaliação foi elaborado pelo Banco BTG Pactual S.A. ( BTG Pactual ), mediante solicitação da Amil Assistência

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008. (Em milhares de reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DO EXERCÍCIO FINDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 e 2008 (Em milhares de reais) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Seguradora está autorizada a operar em seguros do

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T13

Apresentação dos Resultados do 2T13 Apresentação dos Resultados do 2T13 09 de agosto de 2013 Considerações Iniciais Esta apresentação pode conter certas declarações que expressam expectativas, crenças e previsões da administração sobre eventos

Leia mais

Earnings Release 4T14

Earnings Release 4T14 Santo André, 05 de fevereiro de 2015: A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A. (BM&FBOVESPA: CVCB3), maior operadora de turismo da América Latina, informa aos seus acionistas e demais participantes

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A.

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. 27 de fevereiro de 2015 Conteúdo Seções 1 Sumário executivo 2 2 Informações e declarações do avaliador 6 3 Informações sobre a Companhia e o mercado de

Leia mais

Reestruturação Societária Grupo Telesp. Criando Valor

Reestruturação Societária Grupo Telesp. Criando Valor Reestruturação Societária Grupo Criando Valor Novembro, 1999 Índice 8 Visão Geral da Reestruturação 2 8 Passos da Reestruturação 3 8 Benefícios da Reestruturação 4 8 Bases da Reestruturação 5 8 As Relações

Leia mais

Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A

Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A Suez Energia Renovável S.A. Laudo de Avaliação preparado exclusivamente para a Tractebel Energia S.A 21 de dezembro de 2009 Índice I Descrição do Projeto 2 ESTRITAMENTE CONFIDENCIAL Nota Importante O Banco

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA

ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA ALTERAÇÕES DA LEI DAS SOCIEDADES POR AÇÕES MARCELO CAVALCANTI ALMEIDA Sócio da Deloitte e autor de livros da Editora Atlas 1 EVOLUÇÃO Instrução CVM n 457/07 Demonstrações financeiras consolidadas a partir

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2014 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

Release de Resultados 2T14

Release de Resultados 2T14 Release de Resultados 2T14 Barueri, 31 de julho de 2014 A Smiles S.A. (BM&FBOVESPA: SMLE3), um dos maiores programas de coalizão do Brasil com mais de 10 milhões de participantes inscritos, anuncia seus

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 17.488 25.888 Fornecedores e outras obrigações 17.561 5.153 Contas a receber

Leia mais

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers.

Quanto vale FINANÇAS. Miguel A. Eiranova é diretor da área de corporate finance da Price Waterhouse, firma que integra a PricewaterhouseCoopers. Quanto vale O preço de uma empresa, referência fundamental nas negociações de qualquer tentativa de fusão ou aquisição, nunca é aleatório. Ao contrário, sua determinação exige a combinação da análise estratégica

Leia mais

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D

EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D EARNINGS RELEASE 2008 e 4T08 Cemig D (Em milhões de reais, exceto se indicado de outra forma) --------- Lucro do Período A Cemig Distribuição apresentou, no exercício de 2008, um lucro líquido de R$709

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2012 - COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS-AMBEV Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 4 Balanço Patrimonial Passivo 6 Demonstração do Resultado 9 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2014

Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2014 Divulgação de Resultados Quarto Trimestre de 2014 Barueri, 04 de março de 2014. Apresentação de Resultados 4T14 A Tempo Participações S.A. (BM&FBovespa: TEMP3; Reuters: TEMP3.SA; Bloomberg: TEMP3 BZ),

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras

Prática - desenvolvimento de sistemas Av. Assis Brasil 1800/302 - Porto Alegre - RS - CEP:91010-001. Empresa: Plano referencial 4 - Seguradoras 1 ATIVO 1.01 CIRCULANTE 1.01.01 DISPONÍVEL 1.01.01.01 Caixa 1.01.01.02 Valores em Trânsito 1.01.01.03 Bancos Conta Depósitos 1.01.01.04 Aplicações no Mercado Aberto 1.01.02 APLICAÇÕES 1.01.02.01 Títulos

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 (1T15 ) Resultados 1T15. www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 Resultados 1T15 www.lojasrenner.com.br/ri Página 0 de 9 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float,

Leia mais

EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/1999 01462-1 GLOBO CABO S.A. 00.108.786/0001-65

EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/03/1999 01462-1 GLOBO CABO S.A. 00.108.786/0001-65 08.01 - COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO NO TRIMESTRE A Globo Cabo é a maior operadora de TV a Cabo no Brasil, com participação acionária em 18 sistemas de TV a Cabo e 1 de MMDS, incluindo as três

Leia mais

EARNINGS RELEASE 1T12

EARNINGS RELEASE 1T12 São Paulo, 16 de maio de 2012 - A Inbrands S.A. ( Inbrands ou Companhia ), uma empresa de consolidação e gestão de marcas de lifestyle e moda premium do Brasil, anuncia hoje os resultados do 1º trimestre

Leia mais

Salus Infraestrutura Portuária S.A.

Salus Infraestrutura Portuária S.A. Salus Infraestrutura Portuária S.A. Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2014 e Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Deloitte

Leia mais

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Oi S.A. (atual denominação de BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão

Leia mais

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A.

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. 27 de fevereiro de 2015 Conteúdo Seções 1 Sumário executivo 2 2 Informações e declarações do avaliador 7 3 Informações sobre a Companhia e o seu mercado

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Demonstrações Financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 08. Custos de Transação e Prêmios na Emissão de Títulos e Valores Mobiliários

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 08. Custos de Transação e Prêmios na Emissão de Títulos e Valores Mobiliários COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 08 Custos de Transação e Prêmios na Emissão de Títulos e Valores Mobiliários Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 39 partes

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

Demonstrações contábeis auditadas ACS - Algar Call Center Service S.A. (anteriormente denominada Engeset Engenharia e Serviços de Telemática S.

Demonstrações contábeis auditadas ACS - Algar Call Center Service S.A. (anteriormente denominada Engeset Engenharia e Serviços de Telemática S. Demonstrações contábeis auditadas ACS - Algar Call Center Service S.A. (anteriormente denominada Engeset Engenharia e Serviços de Telemática S.A) com Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Leia mais

2 Referencial Teórico

2 Referencial Teórico 2 Referencial Teórico Baseado na revisão da literatura, o propósito deste capítulo é apresentar a estrutura conceitual do tema de Avaliação de Investimentos, sendo dividido em diversas seções. Cada seção

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Banrisul Automático Fundo de Investimento Curto Prazo e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Demonstrações financeiras e 2013 Índice

Leia mais

Relatório da Administração Dommo 2014

Relatório da Administração Dommo 2014 Relatório da Administração Dommo 2014 A Administração da Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A. apresenta o Relatório da Administração e as correspondentes Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios

Leia mais

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.) DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 30 DE SETEMBRO

Leia mais

Decretos Federais nº 8.426/2015 e 8.451/2015

Decretos Federais nº 8.426/2015 e 8.451/2015 www.pwc.com Decretos Federais nº 8.426/2015 e 8.451/2015 PIS e COFINS sobre receitas financeiras Maio, 2015 Avaliação de Investimento & Incorporação, fusão, cisão Breve histórico da tributação pelo PIS

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados APRESENTAÇÃO APIMEC Março de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base

Leia mais

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010

APIMEC 1T10. 27 de maio 2010 APIMEC 1T10 27 de maio 2010 Aviso Importante O material que segue é uma apresentação de informações gerais de Multiplus S.A. ( Multiplus" ou "Companhia") na data desta apresentação. Este material foi preparado

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Junho de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como

Leia mais

CRITÉRIOS / Indicadores

CRITÉRIOS / Indicadores CRITÉRIOS / Indicadores A lista de conceitos desta MELHORES E MAIORES Os valores usados nesta edição são expressos em reais de dezembro de 2014. A conversão para dólares foi feita, excepcionalmente, com

Leia mais

LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL

LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL LEI N 12.973/14 (CONVERSÃO DA MP N 627/13) ALTERAÇÕES RELEVANTES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA FEDERAL A Lei n 12.973/14, conversão da Medida Provisória n 627/13, traz importantes alterações à legislação tributária

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008 Alterações da Lei 6404/76 Lei 11638 de 28 de dezembro de 2007 Lei 11638/07 que altera a Lei 6404/76 Art. 1o Os arts. 176 a 179, 181 a 184, 187, 188, 197, 199, 226 e 248 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.)

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de março de

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

No prazo de 11 (onze) meses, no caso de aquisições ocorridas em agosto de 2011;

No prazo de 11 (onze) meses, no caso de aquisições ocorridas em agosto de 2011; Créditos sobre ativo imobilizado novas regras: A MP 540 artigo 4, de 2 de agosto de 2011 introduz novas regras para a tomada de crédito sobre itens do ativo imobilizado, conforme destacamos a seguir: O

Leia mais

AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13

AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13 AUMENTO DE 17,6% NO VOLUME FINANCEIRO, LUCRO LÍQUIDO DE R$689 MILHÕES E MARGEM EBITDA DE 53,5% NO 3T13 Barueri, 04 de Novembro de 2013 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTC: CIOXY) anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.638, DE 28 DEZEMBRO DE 2007. Mensagem de veto Altera e revoga dispositivos da Lei n o 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e

Leia mais

Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações

Leia mais

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado

RESULTADOS DO 1T11. Destaques do Resultado RESULTADOS DO 1T11 CAPTAÇÃO RECORDE com mais de 73 mil novos alunos (24% acima do 1T10) Aumento de 21% no EBITDA, que totalizou R$48 milhões, e ganho de 1,9 p.p. na Margem, que atingiu 17,4% no 1T11 Rio

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 4T14

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 4T14 VISÃO GERAL DA COMPANHIA A Iochpe-Maxion é uma companhia global, líder mundial na produção de rodas automotivas, um dos principais produtores de componentes estruturais automotivos nas Américas e também

Leia mais

Laudo de Avaliação conforme Instrução CVM n 361

Laudo de Avaliação conforme Instrução CVM n 361 Laudo de Avaliação conforme Instrução CVM n 361 Universo Online S.A. 29 de agosto de 2011 Nota importante 1. O Banco Bradesco BBI S.A. ( Bradesco BBI ) foi contratado pela Folhapar S.A. ( Folhapar ou Ofertante

Leia mais