BIBLIOGRAPHIE. JP VAN DE VOORT, De Westindische plantages van 1720 tot 1795: financiën en handel, Eindhoven, De Witte, 1973.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BIBLIOGRAPHIE. JP VAN DE VOORT, De Westindische plantages van 1720 tot 1795: financiën en handel, Eindhoven, De Witte, 1973."

Transcrição

1 Evelyne OLIEL-GRAUSZ BIBLIOGRAPHIE Ruud BEELDSNIJDER, «Om werk van jullie te hebben»: plantageslaven in Suriname, , Utrecht, Vakgroep culturele antropologie, Herbert I. BLOOM, The Economic Activities of the Jews of Amsterdam in the Seventeenth and Eighteenth Centuries. Williamsport, Penn.: Bayard Press, Robert COHEN, Jews in another environment: Surinam in the second half of the eighteenth century, Leyde, Brill, 1991 ; «Health and mortality among the Jews of Surinam in the eighteenth century», Papers in Jewish Demography, 1985 (1989) p ; Cohen R, éd., The Jewish nation in Surinam: historical essays, Amsterdam, S. Emmering, JP VAN DE VOORT, De Westindische plantages van 1720 tot 1795: financiën en handel, Eindhoven, De Witte, Jan DE VRIES, «Dutch Atlantic Economies», The Atlantic Economy During the Seventeenth and Eighteenth Centuries: Organization, Operation, Practice, and Personnel, Peter COCLANIS, ed., Univ of South Carolina Press, 2005, p Toby L. DITZ, Formative Ventures: Eighteenth-Century Commercial Letters and the Articulation of Experience. In Epistolary Selves: Letters and Letter-Writers, , ed. Rebecca Earle. Aldershot, U.K.: Ashgate, 1999, p Isaac S. EMMANUEL, Suzanne A. EMMANUEL, History of the Jews of the Netherlands Antilles, Cincinnati: American Jewish Archives, Cornelis Christiaan GOSLINGA, A short history of the Netherlands Antilles and Surinam, M. Nijhoff, Jonathan I. ISRAEL, Diasporas Within a Diaspora: Jews, Crypto-Jews and the World Maritime Empires, , Leiden, Brill, Joost JONKER, Keetie E SLUYTERMAN, At Home on the World Markets: Dutch International Trading Companies from the 16th Century Until the Present, McGill-Queen s Press, MQUP, Richard L. KAGAN, Philip D. MORGAN, eds., Atlantic Diasporas: Jews, Conversos, and Crypto-Jews in the Age of Mercantilism, , Baltimore, The Johns Hopkins University Press, 2009 Christiaan Karel KESSLER, «Amsterdam Bankers and the West in the 18th Century», Dutch authors on West Indian history: a historiographical selection, Marie-Antoinette MEILINK- ROELOFSZ ed., Leyde, Brill, 1982, p

2 Wim KLOOSTER, «Networks of colonial entrepreneurs : the founders of the Jewish settlements in Dutch America, 1650s and 1660s», Atlantic Diasporas, Atlantic Diasporas: Jews, Conversos, and Crypto-Jews in the Age of Mercantilism, Baltimore, Johns Hopkins University Press, p.50-74, 2009, p ; «The Jews in Suriname and Curaçao», in The Jews and the Expansion of Europe to the West, , P. BERNARDINI ed., 2001, p Xabier LAMIKIZ, Trade and Trust in the Eighteenth-Century Atlantic World: Spanish Merchants and their Overseas Networks, The Boydell Press and The Royal Historical Society, Woodbridge, Suffolk, Luis LISANTI, Negocios Coloniais: Uma Correspondencia Comercial Do Seculo XVIII. (vol 5) : Cartas expedidas de Lisboa para o Brasil, Angola, Macau, Europa e Portugal, , Sao Paulo: Visao Ed., Silvia MARZAGALLI, Atlantic Trade and Sephardim Merchants in Eighteenth-Century France. The Case of Bordeaux, in The Jews and the Expansion of Europe to the West, , Paolo BERNARDINI, Norman FIERING ed., New York, Berghahn Books, 2001, p David de Isaac Cohen NASSY, Essai historique sur la colonie de Surinam, sa fondation, ses révolutions, ses progrès: depuis son origine jusqu à nos jours... avec l histoire de la nation juive portugaise & allemande y établie..., Amsterdam : S. Emmering, Evelyne OLIEL-GRAUSZ, «Communication, marchandise et religion : les négociants séfarades au XVIIIe siècle», in Commerce, voyage et expérience religieuse, XVIe-XVIIIe siècles, Albrecht Burkardt ed., Presses universitaires de Rennes, 2007, pp Johannes POSTMA, V. ENTHOVEN, Riches from Atlantic commerce: Dutch transatlantic trade and shipping, , Brill, Johannes POSTMA, The Dutch in the Atlantic Slave Trade, , Cambridge University Press, Jean-Pierre RICARD, Le négoce d Amsterdam, contenant tout ce que doivent savoir les marchands et banquiers, tant ceux qui sont établis à Amsterdam que ceux des pays étrangers..., Amsterdam: N. E. Lucas, 1722 Ana Crespo SOLANA ed., Comunidades transnacionales. Colonias de mercaderes extranjeros en el Mundo Atlántico ( ), Madrid, Holly SNYDER, English markets, Jewish merchants, and Atlantic endeavors : Jews and the making of British transatlantic commercial culture, , Atlantic Diasporas, Atlantic Diasporas: Jews, Conversos, and Crypto-Jews in the Age of Mercantilism, Baltimore, Johns Hopkins University Press, p.50-74, Daniel M. SWETCHINSKI, Reluctant Cosmopolitans, London, Littman, 2000.

3 Francesca TRIVELLATO, The Familiarity of Strangers : The Sephardic Diaspora, Livorno, and Cross cultural Trade in the Early Modern Period, New Haven and London, Yale UP, 2009; «Merchants Letters across geographical and social boundaries» Cultural Exchange in Early Modern Europe, vol III, Correspondence and Cultural Exchange in Europe, , Francisco BETHENCOURT, Florike EGMOND ed., Cambridge, European Science Foundation- Cambridge University Press, 2007, p SOUTY, FJ-L., «Agriculture et système agricole au Suriname de la fin du XVII à la fin du XVIII siècle», Revue Française d Histoire d Outre-Mer, vol. 69(256), 1982, p Vink WIEKE, Creole Jews: negotiating community in colonial Suriname, Leyde, KITLV Press, Nuala ZAHEDIEH, Credit, Risk and Reputation in Late Seventeenth-Century Colonial Trade. In Merchant Organization and Maritime Trade in the North Atlantic, , ed. Olaf Uwe JANZEN, St. John s, Newfoundland: International Maritime Economic History Association, 1998, p

4 Source : Stadsarchief Amsterdam, Copiador da Costa, f 40 Muy Magnificos SS res do Mahamad oss res Jacob Henriques de Barrios, Ab m da Costa, emosseh de Britto Amsterdam a 31 março 1723 que coresponde as 6 de adar seny 5483 Achamonos favoresidos com a muy estimada de vms de 11 de 8 bro passado, pela qual vemos haverem VMs rezolvido nossa corespondencia, para esse K.K. o que aseytamos com muyto zello y gusto, em tudo que foor [for] De seu agrado, Em virtude de sua ordem de vms nos ocupamos com todo cuidado y zello em companhia dos r nosso Haham Aylon y Hazan David Abenatar, para procurar hum moço para server nesse Santo Kahal de Ruby y ajudante Hazan, y depois de se nos haverem prezentado diferentes moços, fizemos eleisão da pessoa de Mordohay mendes Quiros, moço de idade de 26 annos solteiro desobrigado, virtuoso y de boa familha, y de prezente excertitava o cargo de Hazan em Narde como tambem o excercitou ditto cargo 6 annos em Bajona, lugar de seu nasimento, y tambem achamos ser moço muy pasifico y cortes y asim por ultimo lhe asiguramos avms, lhe acompanhão todas as dignidades que deve de ter hum moço de bem y asim esperamos seija esta eleisão a contentamento de vms y de todo este Santo Kahal.

5 Nos ajustamos com ditto Quiros, que lhe darão vms de salario f.750 dinheyro corrente dessa colonia, y mais lhe demos en conta do f.250 de prezente para sua matalotage y frette de transporte para essa e mais f.300 para d o depach (sic) a descontar de seo salario, tudo asima, em virtude de sua ordem de vms; y pr ser moço de toda virtude esperamos ficarão vms satisfeitos de sua pessoa y da nossa eleisão que fizemos, como escrevemos a vms em 2 jerays firmadas por os r nosso H.H. e Hazan abenatar e nos outros. Com esta vay incluzo o contracto, que firmamos com d o Mordohay Mendes Quiros como Ruby y ajudante Hazan para server nesse K.K. aoqual cargamos dittos f.550 como consta por ditto contracto havelos ressebido d o Quiros, o qual leva hua segunda via de ditto contracto, seo despacho hasido com toda brevidade para não perder ocaziao, y asim se enbarcou ditto Mendes Quiros no navio o Serenamse Coopman Cap o Jan Neyman, o qual parte em compahia de outros 3 ou 4 navios vay bem recomendado a d o Capitão para que lhe fassa bom passage, y o frette vay pago y asim suplicamos a vms favoresao a d o Capitão em seo despacho com algum frette de asucar. No demais nos refirimos a ditas cartas jerays sendo quanto se nos ofrese e ficharemos rogando a Deos G de y prospere a vms como dezeijao estes seu Muy servidores de vms SMB

6 Source : Stadsarchief Amsterdam, Copiador da Costa, f F 181 Amsterdam a 28 Março 1725 S r Jacob Henriquez de Barrios Ressebemos 2 muy estimadas de vm. De 4 dezembro passado com os Cap m Jan Blom e Simon Quaboer pelas quays vemos haverem ressebido as nossas de 24 de Julio e 1 de agosto passado. Vemos apontar vm. não poder aprovar o aluguer de pacus das fazendas que lhe remeteremos paresendolhe ser novidade inventada por nos outros e Abrabanel, ao que lhe respondemos a vm. : que esta muy abuzado pois he estilo mercantil, eos que nao ocaregão sigurese vm. ocargarão em gastos de levar a bordo, ou de sobrecargar nas fazendas que remetem e tocante aoque vm. dis que as fazendas e provizoems que remetemos não nessesitão ressebelas em Pacus fala vm. contra seo interese, por quanto seos vendedores das fazendas e provizoems que remetemos cada qual mandar o que vende a bordo cargara no jeneros q. entregar, o salio que paga ao barqueiro, e gasto de hum despacho p a cada partida, eomontara m te mais do que monto oaluguer de hum mez de pacus ademais ser imposivel mandar algum jeneros a bordo : como por exemplo a Cael vem em enbarcasoems do rim, a qual semide (?) no mercado onde chega ditta enbarcasão e dahi p a opacus por nao haver navio a carga p a Serinaem ; a manteiga vem de Leide em barcos da sirga os quais descaregão dentro da cidade ; as carnes como somos Judeus se mandão salgar em pacus propio com hum guardeão Judeó a par para casserar salgar e enpacar. O sal compram s p r partida grande por avansar 25 p.c to no presso, porquanto quando se compra por miudo custa de 5 athe f. 6 por OHH, easim muitos jeneros mays pelo conseguinte, que não referim s p r não nos alargar na escritura e asim servimos a vm. A seo beneficio com zello e consiensia, eos correspondentes framengos que vm. aponta uzão bem ao contrario, pois se nao cargar aluguer de pacus caregara interese a 4 ea 6 p. c to por anno

7 do dinheiro que estão em desembolso, e sobrecaregão en algums jeneros, oque nos outros não fazemos, pezame havenos alargado tanto neste ponto de tão pouco valor e enfadar a vm. Com nossa dilatada escritura, easim avizara vm.. Para oadiante sequer pagar o aluguer de pacus que he couza muy tenua ou siquer milhor pagar os gastos de cada jenero ao barqueiro por levalos abordo que montarao muito mais os gastos, como temos ditto em volta. F 182 Tocante ao presso do pão letro fica enpatado p r não haver ocasião de vendelo com reputasão algums afogados que não que não [sic] querem estar em desenbolso por suas correspondentes e venderao a f3.15 por 100 (?) o que não acham s convinhente fazer, pois não vindo dessa em 2 frettas mais pão letro sertam te bolvera a subir, isto fazemos a beneficio de vm. ahinda que estamos en desenbolso. Em virtude de sua ordem de vm.. Fizemos siguro de 10 OHH de asucar a f.50 por OHH o premio a 4 p. c to no navio o Gekroon de lam Cap-o Jurian Schonevelt como tambem siguramos em d o navio 12 OHH por ordem do s r Ab m da Costa a f.50 e guardaremos o pão letro athe ficarem de 41/2 a f.5 por 100 liquido rendim to como vm.. Nos ordena, e bolvemos a pedir a vm. não nos mande mais pão letro. Precuraremos resseber e vender 2 OHH de asucar que vm.. Remete com Jan Blom de sua conta particular. Mandamos fazer de pão letro hum glaze Kas, huma enprensa, hum espelho, 12 pes de meza torneados, tudo como vm.. Nos aponta, porem os 8 pedasos lizos que vm.. Nos manda pedir a saber 4 pedasos de 28 pes de longo e 4 pedasos de 18 pes de longo, jamais vimos nem ressebemos pedasos de pão letro tão longos, e asim considramos sera abuzo de pluma de que espero reposta de vm. Nos informamos quanto custara de feitio huma duzia de cadeiras e huma de encosto e nos pidirão f.8 a f. 16 o dando o pão letro [rajout au dessus de la ligne]- que sirva de governo. Em 8 deste escrevemos a vm. com o Cap o Vet haver dado a Costa o navio o Conde Carlo Boromeo Cap o Jacob de Jongh, e por se achar o navio incapas de proseguir seo viagem se transportarão todas as fazendas no navio o Maria Theresa Gerret Cocq como podra vm. Ver pelo incluzo conhesim to e com d o Cocq vao as cartas de Jacob de Jongh como tambem as contas do custo das provizoems e miudezas que remetemos ass ras Abigail e Simha de Castro e asim ficados anulados os conhesim tos de d o Jacob de Jongh. F 183 Com esta vão incluzas duas contas correntes huma de sua conta particular de vm. naqual nos fica devendo f e outra de conta de Comp a na qual lhe fica devendo f.170.9, cuyas duas sommas cargamos e abonamos [ces deux derniers mots en rajout au dessus de la ligne] em contas novas e achando as vm. ao dever nos dara avizo sendo quanto se nos ofrese ficando como sempre muy pronto as ordems de vm. A quem Deus guarde muitos annos. Muy amigos e servidores de vm. Com o navio o Maria Theresa Cap o Gerrit Cocq

História Econômica I: o problema do principal agente do medievo a contemporaneidade. Docente Responsável: Daniel Strum. Objetivos:

História Econômica I: o problema do principal agente do medievo a contemporaneidade. Docente Responsável: Daniel Strum. Objetivos: História Econômica I: o problema do principal agente do medievo a contemporaneidade Docente Responsável: Daniel Strum Objetivos: Examinar instituições que permitiram a expansão comercial em escala e escopo

Leia mais

Simone Soares! Diretora de Vendas Ind. Mary Kay. Como Iniciar sem dinheiro

Simone Soares! Diretora de Vendas Ind. Mary Kay. Como Iniciar sem dinheiro Simone Soares Diretora de Vendas Ind. Mary Kay Como Iniciar sem dinheiro Você pode ir tão longe quanto sua mente for capaz de imaginar... VOCÊ É PODEROSA, ACREDITE Como Iniciar sem Dinheiro (19) 98169-7683

Leia mais

COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações

COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações R E A L I Z A Ç Ã O A P O I O COMO PARTICIPAR EM UMA RODADA DE NEGÓCIOS: Sugestões para as comunidades e associações

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1 Documento 123 Requerimento do Bacharel Antonio José Pereira Barroso, provido no lugar de Ouvidor-geral das Alagoas, ao rei Dom João V, a pedir certidões das ordens

Leia mais

Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais

Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais Periódicos eletrônicos especializados em Propriedade Intelectual e Inovação 113 títulos, com acesso aos textos integrais Diretoria de Cooperação para o Desenvolvimento DICOD Centro de Disseminação da Informação

Leia mais

- O surgimento dos cristãos novos em Portugal e na Espanha

- O surgimento dos cristãos novos em Portugal e na Espanha Cristãos novos: identidade e redes de comércio no período Filipino (1580-1640) Docentes: Ana Paula Torres Megiani Ana Hutz P R O G R A M A OBJETIVOS: O curso tem como objetivo analisar a relação entre

Leia mais

Um Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses? *

Um Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses? * Um Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses? * Presume-se que uma das primeiras elucidações de uma obra seja a explicitação do seu título. O Dicionário Histórico dos Sefarditas Portugueses. Mercadores

Leia mais

Horse Racing Betting By: Filipe Mendes

Horse Racing Betting By: Filipe Mendes Horse Racing Betting By: Filipe Mendes Summary : Parte 1 Introdução O porque Parte 2 Analise ao mercado Analise Grafica Cuidados a ter no trade em cavalos Tendência Volume Trades Parte 1 Introdução Boas,

Leia mais

Plano de Ensino. EMENTA (parte permanente) PROGRAMA (parte variável) PROGRAMA (parte variável) Ceticismo e Ilustração: o caso de Voltaire

Plano de Ensino. EMENTA (parte permanente) PROGRAMA (parte variável) PROGRAMA (parte variável) Ceticismo e Ilustração: o caso de Voltaire Plano de Ensino DISCIPLINA: Tópicos Especiais em História da Filosofia Moderna I PRÉ-REQUISITOS: HF300 ou HF305 ou HF362 ou HF397 PROFESSOR: Rodrigo Brandão C.H. SEMANAL: 04 CÓDIGO: HF334 SEMESTRE: 2 /

Leia mais

PROGRAMA. Colóquio Internacional Utreque 1715-2015: Diplomacia, Cultura e Fronteiras. Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal, 15-17 de Junho de 2015

PROGRAMA. Colóquio Internacional Utreque 1715-2015: Diplomacia, Cultura e Fronteiras. Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal, 15-17 de Junho de 2015 PROGRAMA Colóquio Internacional Utreque 1715-2015: Diplomacia, Cultura e Fronteiras Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal, 15-17 de Junho de 2015 DIA 15 10:30-11:00 - BOAS VINDAS E ACTO INAUGURAL 11:00-12:00

Leia mais

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 A SALVAÇÃO É A PRÓPRIA PESSOA DE JESUS CRISTO! VOCÊ SABE QUAL É O ENDEREÇO DE JESUS! MAS ISSO É SUFICIENTE? Conhecer o endereço de Jesus, não lhe garantirá

Leia mais

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado Mateus Geraldo Xavier Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral Dissertação de Mestrado Programa de Pós-graduação em Teologia do Departamento de Teologia

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 Documento 34 Requerimento do Padre António Correia Pais, sacerdote do habito de São Pedro e morador do termo da vila de Alagoas, ao ouvidor e auditor-geral

Leia mais

Identificação do projeto

Identificação do projeto Seção 1 Identificação do projeto ESTUDO BÍBLICO Respondendo a uma necessidade Leia Neemias 1 Neemias era um judeu exilado em uma terra alheia. Alguns dos judeus haviam regressado para Judá depois que os

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS HPE I A. Os Fundadores da Economia Política: Petty, Law, Hume, Cantillon

CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS HPE I A. Os Fundadores da Economia Política: Petty, Law, Hume, Cantillon CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS HPE I A Prof. Maria Heloisa Lenz Os Fundadores da Economia Política: Petty, Law, Hume, Cantillon Período de transição o desenvolvimento do capitalismo industrial NA METADE

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL

UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL Frutos-1 Impact0 LIÇÃO 1 VIVENDO A VIDA COM DEUS 9-11 Anos UNIDADE 1: PRECISA DE SABEDORIA? A BÍBLIA É A AUTORIDADE FINAL CONCEITO CHAVE A BÍBLIA ORIGINOU- SE COM DEUS E NÓS PODEMOS OLHAR PARA ELA COMO

Leia mais

PESQUISA SOBRE DIVIDA MEDICA JUNTO AO CONSUMIDOR

PESQUISA SOBRE DIVIDA MEDICA JUNTO AO CONSUMIDOR PESQUISA SOBRE DIVIDA MEDICA JUNTO AO CONSUMIDOR Agradecemos pelo seu tempo respondendo esse questionario. Esta pesquisa sera usada para reunir informacoes sobre quanto o problema de dividas medicas afetam

Leia mais

Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO.

Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO. Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO. TEXTO: 1 Entrando em Jericó, atravessava Jesus a cidade. 2 Eis que um homem, chamado Zaqueu, maioral dos publicanos e rico, 3 procurava ver

Leia mais

NEWSLETTER 39 28 Out/Oct 2015

NEWSLETTER 39 28 Out/Oct 2015 NEWSLETTER 39 28 Out/Oct 2015 Eventos do CIDEHUS / Events organized by CIDEHUS: Para um estudo dos italianos em Portugal na primeira metade do século XIX nos arquivos de Lisboa (Torre do Tombo e Arquivo

Leia mais

REVISTA PORTUGUESA DE CIÊNCIA DAS RELIGIÕES, LISBOA, UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS, CENTRO

REVISTA PORTUGUESA DE CIÊNCIA DAS RELIGIÕES, LISBOA, UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS, CENTRO REVISTA PORTUGUESA DE CIÊNCIA DAS RELIGIÕES, LISBOA, UNIVERSIDADE LUSÓFONA DE HUMANIDADES E TECNOLOGIAS, CENTRO DE ESTUDOS EM CIÊNCIA DAS RELIGIÕES ACESSO AOS TEXTOS INTEGRAIS EM http://cienciareligioes.ulusofona.pt/

Leia mais

O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos.

O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos. O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos. Um deles lhe devia dez mil talentos. Como não tivesse como pagar tudo, o rei mandou que fossem vendidos ele e toda sua família.

Leia mais

Contribuição para a História do Futebol em Portugal

Contribuição para a História do Futebol em Portugal Série Documentos de Trabalho Working Papers Series Contribuição para a História do Futebol em Portugal Ana Bela Nunes Nuno Valério DT/WP nº 01 ISSN 2183-1785 Instituto Superior de Economia e Gestão Universidade

Leia mais

PORTUGUESES EM TERRAS

PORTUGUESES EM TERRAS CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA PORTUGUESES EM TERRAS E MARES DA CHINA MING-QING 24 HORAS (8 SESSÕES DE 3 HORAS) 8 DE JUNHO A 27 DE JULHO DE 2013 (SÁBADOS DAS 10H00 ÀS 13H00) COORDENAÇÃO: CRISTINA COSTA GOMES

Leia mais

NEWSLETTER N.º 1/2013. Eventos do CIDEHUS: Outros Eventos:

NEWSLETTER N.º 1/2013. Eventos do CIDEHUS: Outros Eventos: NEWSLETTER N.º 1/2013 Eventos do CIDEHUS: Colóquio Internacional O Património Industrial: dos objectos ao território 21 a 23 de Março de 2013 Link: http://coloquio-patrimonio-industrial-2013.blogspot.be/p/o-coloquio.html

Leia mais

... A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z

... A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z Lista das Publicações Periódicas Recebidas no ISP A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z A ACÓRDÃOS DOUTRINAIS DO SUPREMO TRIBUNAL ADMINISTRATIVO.

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA MISSIONÁRIOS JESUÍTAS NA CHINA MING/QING ISABEL MURTA PINA Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA > OBJECTIVOS Partindo de uma panorâmica

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

[fl. 1] 01 Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor

[fl. 1] 01 Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor AHU, Alagoas Avulsos, Documento 270 1 Documento 270 Aviso do [Secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Conde de Linhares] D. Rodrigo de Sousa Coutinho ao [Presidente do Conselho Ultramarino] conde de

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS

FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE DE MACAU RELAÇÕES ECONÓMICAS REGIONAIS (Programa e bibliografia geral seleccionada) Revista em 05/11/2014 5.º Ano Ano Lectivo 2014/2015 Regente Rui Pedro de Carvalho

Leia mais

VALIDAÇÃO DE DIPLOMA PARA O PROGRAMA EXPRESS ENTRY

VALIDAÇÃO DE DIPLOMA PARA O PROGRAMA EXPRESS ENTRY VALIDAÇÃO DE DIPLOMA PARA O PROGRAMA EXPRESS ENTRY Um passo fundamental e inevitável para quem quer aplicar para os programas de imigração canadenses é a validação dos diplomas de estudos realizados no

Leia mais

Escapadinha em Luanda

Escapadinha em Luanda Anoitecer em Luanda Tive a oportunidade de me deslocar em trabalho a Luanda, entre 20 de Abril e 3 de Maio de 2006. Não sendo propriamente um destino onde se vai frequentemente (aliás, pode mesmo ter sido

Leia mais

A Maior Triagem Odontológica do Mundo. Tá, entendi. Agora, como eu vou fazer isso?

A Maior Triagem Odontológica do Mundo. Tá, entendi. Agora, como eu vou fazer isso? A Maior Triagem Odontológica do Mundo. Em 18 de Março de 2013, o mundo inteiro vai sorrir mais bonito. Neste dia, realizaremos juntos em todo o Brasil, 10 países da América Latina e Portugal a MAIOR TRIAGEM

Leia mais

ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA

ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS MODERNAS SETOR DE INGLÊS ESTUDO DE TÓPICO: LITERATURA E CINEMA SÚMULA COMGRAD 1.Característica da Disciplina Nome:

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação

UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação UNIVERSIDADE DO ALGARVE Escola Superior de Educação e Comunicação Ano Letivo 2014-2015 Designação do Curso Mestrado em Educação Social Unidade Curricular «Racismo e Etnicidade» Área Científica Sociologia

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais

Quiz: Expedito Extremista ou Marcelo Moderado

Quiz: Expedito Extremista ou Marcelo Moderado Quiz: Expedito Extremista ou Marcelo Moderado A vida pode ser caótica e desequilibrada se a gente não souber quando algo já teve seu tempo ou é demais. Sendo assim, qual o meio termo entre muito e DEMAIS?

Leia mais

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 Virginia Beach 46.960 US$ PIB per Capita (4º) Chicago 12,8 M hab (5º) 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 6º mercado da procura externa

Leia mais

Entre os embargos e a Inquisição: cristãos-novos e "framenguos" na rota do açúcar

Entre os embargos e a Inquisição: cristãos-novos e framenguos na rota do açúcar Entre os embargos e a Inquisição: cristãos-novos e "framenguos" na rota do açúcar DANIEL STRUM Geralmente se considera que as condições de comércio existentes na Idade Moderna exigiam que os mercadores

Leia mais

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço Joaquim Filipe Peres de Castro Resumo: Palavras-chave Códigos JEL Abstract: Keywords JEL Codes 67 estudos regionais

Leia mais

- Licenciado em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 1988.

- Licenciado em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 1988. Luciano Amaral Data de nascimento: 16/5/1965 Naturalidade: Porto, Portugal Graus académicos: - Licenciado em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, 1988.

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil SOARES, Nathalia Fernandes Brasil - Angola: aproximando-os

Leia mais

Guia para líderes em educação

Guia para líderes em educação Guia para líderes em educação Índice O que é o Duolingo?...3 Como funciona o Duolingo?...4 Mantendo a motivação dos alunos...5 Aprender e ensinar...6 Ideias fáceis para a sala de aula...7 Aproveitando

Leia mais

ACasa da Moeda de Lisboa, O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa. Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822

ACasa da Moeda de Lisboa, O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa. Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822 Margarida Ortigão Ramos Paes Leme Responsável pelo Arquivo da Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Lisboa. O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822

Leia mais

A União Europeia contra a Exclusão Social. Inclusion Europe. Inclusion Europe. Inclusion Europe. Relatório

A União Europeia contra a Exclusão Social. Inclusion Europe. Inclusion Europe. Inclusion Europe. Relatório Inclusion Europe The European Association of Societies of Persons with Intellectual Disability and their Families A União Europeia contra a Exclusão Social A Inclusion Europe representa as pessoas com

Leia mais

Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas

Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas 1 UNIVERSIDADE DE ÉVORA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA Curso de Mestrado em Arquivos, Bibliotecas e Ciências da Informação Ano Lectivo de 2006/2007- Ramo Bibliotecas Seminário de Bibliotecas Prof. Dr. Francisco

Leia mais

OS JUDEUS DE AMESTERDÃO E O COMÉRCIO COM A COSTA OCIDENTAL AFRICANA, 1580-1660

OS JUDEUS DE AMESTERDÃO E O COMÉRCIO COM A COSTA OCIDENTAL AFRICANA, 1580-1660 ANAIS DE HISTÓRIA DE ALÉM-MAR, Vol. XIV, 2013, pp. 121-144 OS JUDEUS DE AMESTERDÃO E O COMÉRCIO COM A COSTA OCIDENTAL AFRICANA, 1580-1660 por Filipa Ribeiro da Silva * Introdução No Verão de 1614, na sequência

Leia mais

A Aposentadoria Mercado e Seguro o Papel da Auto Previdência

A Aposentadoria Mercado e Seguro o Papel da Auto Previdência A Aposentadoria Mercado e Seguro o Papel da Auto Previdência Agenda Prioridades Financeiras 1 Presença da Aposentadoria Hoje Quando Parar Definitivamente A Previdência Social Composição Estimada da Renda

Leia mais

Uma reflexão sobre A Missão de Deus de Christopher Wright

Uma reflexão sobre A Missão de Deus de Christopher Wright Uma reflexão sobre A Missão de Deus de Christopher Wright A MISSÃO DE DEUS Christopher Wright Christopher Wright faz duas contribuições importantes. Primeiro, ele demonstra que a Bíblia, do início até

Leia mais

Agenda. Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007

Agenda. Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007 O MERCADO RESSEGURADOR LONDRINO Margo Black CEO Willis Re Junho de 2008 Agenda Estrutura do Mercado Londrino Introdução Histórico e Antecedentes O Mercado de Lloyd s Resultados do Ano de 2007 Estrutura

Leia mais

A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO

A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO A PRÁTICA DO PRECEITO: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO Vimos na videoaula anterior que nas diversas

Leia mais

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0).

(com Volodymyr Dubovyk) (eds.), Perceptions of NATO and the New Strategic Concept, Amesterdão, IOS Press, 2011, 120 pp. (ISBN: 978-1-60750-669-0). Luís Nuno Rodrigues é Doutorado em História Americana pela Universidade do Wisconsin e em História Moderna e Contemporânea (especialidade História das Relações Internacionais na Época Contemporânea) pelo

Leia mais

ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013. Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1

ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013. Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1 Biblioteca ÚLTIMAS AQUISIÇÕES OUTUBRO 2013 Marques, Maj Aires Manuel Tavares, 2013,Forças Armadas Portuguesas Lisboa EMGFA, ISNB 978-972-99516-7-1 Global History and International Studies IV, 2012, New

Leia mais

CATEQUESE. Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Sala Paulo VI Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2013

CATEQUESE. Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Sala Paulo VI Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2013 CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Sala Paulo VI Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2013 Queridos irmãos e irmãs, O Natal do Senhor ilumina mais uma vez com a sua luz as trevas

Leia mais

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus

FEB EADE - Livro III - Módulo II Roteiro 2 A autoridade de Jesus OBJETIVOS 1) Analisar em que se resume a autoridade do Cristo. 2) Esclarecer como o Espiritismo explica essa autoridade. IDEIAS PRINCIPAIS 1) Sob a autoridade moral do Cristo, somos guiados na busca pela

Leia mais

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros. Mensagens de Santa Paula Frassinetti (Extraídas do livro: PALAVRA VIDA) Abri o coração às maiores esperanças para o futuro. Esteja alegre e, quanto possível, contribua também para a alegria dos outros.

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Homens de Nação e de Negócio: redes comerciais no Mundo Ibérico (1580-1640)

Homens de Nação e de Negócio: redes comerciais no Mundo Ibérico (1580-1640) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA ECONÔMICA Homens de Nação e de Negócio: redes comerciais no Mundo

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI Bíblia para crianças apresenta O SÁBIO REI SALOMÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional 1. NOME COMPLETO: HYANNA C. DIAS DE MEDEIROS 2. E-MAIL: hyanna.medeiros@usp.br 3. ALUNO: X EX-ALUNO: 4. PESQUISA : X INICIAÇÃO CIENTÍFICA MESTRADO DOUTORADO 5. ÁREA DE PESQUISA: X LÍNGUA, LINGUÍSTICA E

Leia mais

PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO NA MAÇONARIA - Joaquim Monte

PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO NA MAÇONARIA - Joaquim Monte 1 PRESENÇA E PARTICIPAÇÃO NA MAÇONARIA - Joaquim Monte INTRODUÇÃO: FAZER PARTE DA Profissão PARTICIPAR DA Profissão a mesma coisa? Ou, existe alguma diferença? Então, qual o significado de FAZER PARTE?

Leia mais

TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME

TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME TÓPICO ESPECIAL: IMPÉRIOS IBÉRICOS NO ANTIGO REGIME Optativa / Carga Horária: 60hs Ementa: O curso visa analisar a formação dos Impérios Ibéricos entre os séculos XV e XVIII, considerando-se a perspectiva

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 004/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência

Leia mais

PROVE BRASIL: sistema para catalogação de pesquisas e desenvolvimento de projetos na administração pública 1

PROVE BRASIL: sistema para catalogação de pesquisas e desenvolvimento de projetos na administração pública 1 PROVE BRASIL: sistema para catalogação de pesquisas e desenvolvimento de projetos na administração pública 1 Gilda Catarina Laurentino Fernandes 2 ; Fábio Alexandrini 3 ; Lucas Pasqualini 4 ; Hélton José

Leia mais

Façamos o bem, sempre!

Façamos o bem, sempre! Façamos o bem, sempre! Gl 6:9,10 "E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. Então, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos, mas principalmente

Leia mais

Cátia Antunes* A história da análise de redes e a análise de redes em história

Cátia Antunes* A história da análise de redes e a análise de redes em história Cátia Antunes* A história da análise de redes e a análise de redes em história R E S U M O O presente artigo tem como objectivo principal a definição do conceito de redes aplicado à investigação histórica

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais

Justiça Restaurativa, Experiências Brasileiras, Propostas e. Direitos Humanos

Justiça Restaurativa, Experiências Brasileiras, Propostas e. Direitos Humanos 1 Universidade Metodista de Piracicaba Faculdade de Direito Neemias Moretti Prudente Justiça Restaurativa, Experiências Brasileiras, Propostas e Direitos Humanos Piracicaba Fevereiro de 2009 2 Universidade

Leia mais

Para onde vou Senhor?

Para onde vou Senhor? Para onde vou Senhor? Ex 40:33-38 "Levantou também o pátio ao redor do tabernáculo e do altar e pendurou a coberta da porta do pátio. Assim, Moisés acabou a obra. Então a nuvem cobriu a tenda da congregação,

Leia mais

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs) Plano de ensino História contemporânea I Disciplina: FLH0331 - História Contempôranea I Créditos Aula: 5 Créditos Trabalho: 1 Carga Horária Total: 105 hs (Práticas como Componentes Curriculares= 20 hs)

Leia mais

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING)

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) Thiago Batista de Oliveira¹, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil thiagoolyveira@gmail.com,juliocesarp@unipar.br

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 6º

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 6º Diploma: CIVA Artigo: 6º Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Localização das operações Sujeito passivo na Holanda onde importa bens, os quais são vendidos a consumidores finais em território nacional, através de

Leia mais

DIREITO DOS MERCADOS FINANCEIROS. Regente Coordenador Professor Doutor Luis Silva Morais

DIREITO DOS MERCADOS FINANCEIROS. Regente Coordenador Professor Doutor Luis Silva Morais DIREITO DOS MERCADOS FINANCEIROS Licenciatura em Direito Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa FDL Ano letivo 2015-2016 3.º Ano Turma A Turno diurno PROGRAMA Regente Coordenador Professor Doutor

Leia mais

Curriculum Vitae. Março de 2011. Maria Clara Loureiro Borges Paulino

Curriculum Vitae. Março de 2011. Maria Clara Loureiro Borges Paulino Curriculum Vitae Março de 2011 Maria Clara Loureiro Borges Paulino Nacionalidade Local de residência Portuguesa, Norte-Americana Porto, Portugal Telefone 351.965235579 e-mail paulino.mariaclara@gmail.com

Leia mais

Qual o lugar da história oficial na história da historiografia?

Qual o lugar da história oficial na história da historiografia? What s the place of official history in the history of historiography? KAGAN, Richard K. Clio and the crown: the politics of history in Medieval and Early- Modern Spain. Baltimore: The Johns Hopkins University

Leia mais

CURRICULUM VITAE RESUMIDO RUI MANUEL MOURA RAMOS

CURRICULUM VITAE RESUMIDO RUI MANUEL MOURA RAMOS CURRICULUM VITAE RESUMIDO RUI MANUEL MOURA RAMOS A) Identificação pessoal e profissional Rui Manuel Moura Ramos Professor Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Jurisconsulto Rua

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

Aportes sobre a Teologia da Pregação Desde alguns fundamentos à sua finalidade Por Silas Barbosa Dias i

Aportes sobre a Teologia da Pregação Desde alguns fundamentos à sua finalidade Por Silas Barbosa Dias i 1 Aportes sobre a Teologia da Pregação Desde alguns fundamentos à sua finalidade Por Silas Barbosa Dias i Pregação é quando a teologia extravasa de uma pessoa que está em chamas. 1 Melhor intenso que extenso!

Leia mais

4 Passos Para Criar Um Ebook Lucrativo Em Menos de 30 Dias

4 Passos Para Criar Um Ebook Lucrativo Em Menos de 30 Dias 4 Passos Para Criar Um Ebook Lucrativo Em Menos de 30 Dias Copyright 2014 por Mindbank Publicado por: Mindbank Autor: Matheus Beirão Primeira edição: Maio de 2014 Todos os direitos reservados. Nenhuma

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DISTINTIVAS: QUERO SER: INTERESSES: OUTROS:

CARACTERÍSTICAS DISTINTIVAS: QUERO SER: INTERESSES: OUTROS: 4.1. Apresente-se para o mundo Identidade O estado de possuir características de identificação únicas, não possuídas por nenhuma outra pessoa. As características individuais pelas quais uma pessoa ou coisa

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 1: Orçamento

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 1: Orçamento Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 1: Orçamento Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre a importância da organização financeira e do planejamento orçamentário como alicerce de conforto,

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA

Marcos Puglisi de Assumpção 10. PLANOS DE PREVIDÊNCIA Marcos Puglisi de Assumpção 10. 2010 Uma das maiores preocupações de um indivíduo é como ele vai passar o final de sua vida quando a fase de acumulação de capital cessar. É preciso fazer, o quanto antes,

Leia mais

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal.

Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. Confira a entrevista do Pastor Juanribe Pagliarin, da Rádio SuperVida FM, concedida para a Onda Gospel, em Portugal. ONDA GOSPEL - Quando revelou ao seu amigo, Luis Melancia a vontade de adquirir a rádio,

Leia mais

Curriculum Vitae JOANA PEREIRA LEITE jleite@iseg.utl.pt

Curriculum Vitae JOANA PEREIRA LEITE jleite@iseg.utl.pt Curriculum Vitae JOANA PEREIRA LEITE jleite@iseg.utl.pt NOME / name Joana Helena Maria Fajardo Pacheco Pereira Leite DATA DE NASCIMENTO / date of birth 01/02/1953 LOCAL DE NASCIMENTO / Place of birth Lourenço

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO

TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO Com a popularização da banda larga, uma das tecnologias que ganhou muita força foi o VOIP (Voz sobre IP). Você com certeza já deve ter ouvido

Leia mais

história. mais especiais. Seja bem vindo! Esportália Ao Sul da Europa, no pequeno e pacato país de Esportália, foi onde vivemos por muito

história. mais especiais. Seja bem vindo! Esportália Ao Sul da Europa, no pequeno e pacato país de Esportália, foi onde vivemos por muito eta do meu avô. Ganhei esta cadern s importantes para escrever coisa ia ar us só e qu Prometi a ele ra registrar esta há melhor lugar pa o nã o, iss r po is, e especia história. ajuda das pessoas foi escrita

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Em Conferência no Tribunal da Relação do Porto I. INTRODUÇÃO:

Em Conferência no Tribunal da Relação do Porto I. INTRODUÇÃO: PN 4481.07-5; Ag: TC Matosinhos, 5º J (6183/06.9TBMTS) Ag.e: Totta Crédito Especializado, SA Instituição Financeira de Crédito, Rua Basílio Teles, 35, Lisboa 1 Agº: Ferseque, Sociedade de Construção e

Leia mais

TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL

TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL TEXTO PARA DISCUSSÃO N 328 REDES E POLARIZAÇÃO URBANA E FINANCEIRA: UMA EXPLORAÇÃO INICAL PARA O BRASIL Marco Crocco Ricardo Machado Ruiz Anderson Cavalcante Março de 2008 Ficha catalográfica 333.73981

Leia mais

FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL

FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL FLUIDO CÓSMICO UNIVERSAL O Livro dos Espíritos, qq. 1 e 27 Obra codificada por Allan Kardec Figuras: Elio Mollo Deus é a inteligência s uprema, causa primária de todas as coisas. Resposta dada pelos Espíritos

Leia mais

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco!

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco! Paixão do Povo de Cristo x Paixão de Cristo Texto Base: provérbios 24.10 na Linguagem de Hoje: Quem é fraco numa crise, é realmente fraco. Na Bíblia A Mensagem : Quem Desiste num momento de crise é porque

Leia mais

Miscelânea de Tempos Verbais

Miscelânea de Tempos Verbais Miscelânea de Tempos Verbais Leia o texto adaptado do artigo do Brasil para o mundo e preencha as lacunas, conjugando corretamente os verbos entre parênteses: a) Há alguns anos a cachaça (cruzar) as fronteiras

Leia mais