AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AHU, Alagoas Avulsos, Documento 123 1"

Transcrição

1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento Documento 123 Requerimento do Bacharel Antonio José Pereira Barroso, provido no lugar de Ouvidor-geral das Alagoas, ao rei Dom João V, a pedir certidões das ordens que se passaram aos seus antecessores AHU, Alagoas Avulsos. Cx.2 Documento 123 [9 de Setembro de 1748]. [fl. 1] 01 Senhor 02 Diz o Bacharel Antonio Jozé Pereira Barrozo que Vossa Magestade 03 foy servido fazer-lhe merce do lugar de Ouvidor 04 Geral das Alagoas, e porque para poder requerer 05 o seo ordenado lhe he necessário mandar por Certidam 06 o Theor da ordem que para esse officio se passou a seu 07 antecessor, e de todas outras ordens que ao 08 mesmo se passarão. 09 Pede a Vossa Magestade lhe faça merce mandar que na se- 10 cretaria se lhe pase a dita certidam na 11 forma do estilo. 12 Espera Real Merce. 13 A folha 213 do livro 9º de provizoens da secretaria do Com- 14 selho Ultramarino se achão registadas as provizoens que 15 se passarão a seu antecessor das quais o seu theor he o seguinte. 16 Dom João por Graça de Deus Rey de Portugal e dos 17 Algarves da quêm e dalém mar em África, Senhor de. [despachos acima] 01 Passe semm[sic] consulta Lisboa 9 de Septembro de [rubricas,3] [sinal publico,1] [fl. 1v] 01 de Guiné etc Faço saber aos que esta minha Provizão 02 virem que tendo respeito ao Bacharel Joachim Álvares 03 Nunnes estar provido pello tribunal do Dezembargo 04 do Paço no lugar de Ouvidor Geral das Alagoas e Rio 05 de São Francisco Cappitania de Pernambuco com or-

2 AHU, Alagoas Avulsos, Documento denado de trezentos mil réis cada anno. Hey por bem 07 que com elle vença o mantimento que lhe he ordenado 08 o qual comesará a vencer por ajuda de custo desde o 09 dia que daqui se embarcar não se excedendo o tempo 10 de dois mezes e meyo. Pello que mando ao Governa- 11 dor e Capitão General da Cappitania de Pernambuco, 12 e ao Provedor da minha fazenda della cumpra e 13 guardem esta Provizão e a faça comprir e goardar 14 inteiramente como nella se conthem sem duvida 15 alguma a qual vallera como carta e não passará 16 pella chancellaria sem embargo da ordenação do livro 17 2º títulos 39, e 40 em comtrario. El Rey Nosso Senhor 18 o mandou por Alexandre de Gusmão e Thomé Joachim 19 da Costa Corte Real Conselheiros do Seu Conselho Ul- 20 tramarino Caetano Ricardo da Silva a fez em Lis- 21 boa a seis de Março de mil setesentos quarenta e 22 quatro o Secretario Manoel Caetano Lopes de Lavre 23 a fez escrever.// Alexandre de Gusmão// Thomé Joachim 24 da Costa Corte Real. 25 Dom João por graça de Deos Rey de Portugal e dos Al- 26 garves da quem e dalem mar em África Senhor de 27 Guiné etc. Faço Saber aos que esta minha Provizão 28 virem que tendo respeito ao Bacharel Joachim Álvares [fl. 2] 01 Nunnes e me reprezentar que eu fora servido nomealo 02 no lugar de ouvidor geral das Alagoas, e por rendimen- 03 to pobre e se não achava com posses para se tratar com 04 aquella decência conveniente, e que seu antecessor 05 fora [b]em servido mandar dar de ajuda de custo cem 06 mil reis, por ser notório que aquelle lugar hé de mui 07 pouco Rendimento, e que precizamente havia de fazer 08 grande gasto com seu transporte pedindo me lhe man- 09 dase dar de ajuda de custo a mesma quantia que se deu 10 a seu antecessor e tendo concideração ao que alega. 11 Hey por bem fazer-lhe mercê de que lhe dem de ajuda 12 de custo cem mil réis, pagos pellos effeitos da fazenda 13 Real de Pernambuco. Pello que mando ao Governa- 14 dor e Capitão General da Cappitania de Pernambuco, Pro- 15 vedor da fazenda, mais Menistros, e pessoas a que tocar 16 cumprão e guardem esta Provizão e a fação cumprir

3 AHU, Alagoas Avulsos, Documento e goardar inteiramente como nella se conthem 18 sem duvida alguma a qual valerá como carta, e não 19 passará pella chancellaria sem embargo da ordena- 20 ção do livro 2º títulos 39, e 40 em contrario e pagou de novo 21 direito dois mil reis, que se carregarão ao thezou- 22 reiro Manoel Botelho Ferreira a folha secenta 23 e sete do livro quinto de sua receita como constou 24 de seu conhecimento em forma registado no livro ou- 25 tavo registo geral a folhas duzentos quarenta e qua- 26 tro. El Rey nosso senhor o mandou por Alexandre de 27 Gusmão, e Thomé Joachim da Costa Corte Real conse- 28 lheiros do seu Conselho Ultramarino e se passou por duas [fl. 3] 01 vias Caetano Ricardo da Silva a fez em Lisboa a sinco de 02 Março de mil setesentos quarenta e quatro. Etc. 03 Dom João por graça de Deos Rey de Portugal e dos Algarves da 04 quem e dalem mar em África Senhor de Guiné etc. Faço Sa- 05 ber aos que esta minha Provizão virem que tendo respeito 06 a haver feito merce ao Bacharel Joachim Álvares Nunnes 07 do lugar de Ouvidor Geral da villa das Alagoas,e Rio de São 08 Francisco, e ser justo que se lhe dé a sua apozentadoria 09 que he o que mandey dar a seu antecessor para cazas em 10 que houver de viver. Hey por bem que o dito ouvidor 11 geral das Alagoas, e Rio de São Francisco se lhe dé a sua 12 apozentadoria como se deu a seu antecessor pello que 13 mando ao Governador e Capitão General da Cappitania 14 de Pernambuco e mais Menistros a que tocar, cumprão 15 e guardem esta Provizão; e o fação comprir e guardar 16 interamente como nella se conthem sem duvida al- 17 guma pella qual se levará em conta aos officiais da Ca- 18 mara da dita villa das Alagoas, e de peza que com virtude 19 della hão de fazer com o dito ouvidor geral como fizerão 20 com seu antecessor e vallerá como carta, e não passará 21 pella chancellaria sem embargo da ordenação do livro 2º títulos e 40 em contrario. El Rey nosso senhor a mandou por 23 Alexandre de Gusmão e Thomé Joachim da Costa Corte Re- 24 al conselheiros de seu conselho Ultramarino. Caetano Ri- 25 cardo da Silva a fez em Lisboa a sinco de Março de Mil 26 setesentos quarenta e quatro etc. E para que do Refferido 27 conste passey a prezente. Lisboa 10 de setembro de 174[corroído].

4 AHU, Alagoas Avulsos, Documento [fl. 4] 01 Senhor 02 Diz o Bacharel Antonio Jozé Pereira Barrozo que 03 do bilhete junto consta fazer-lhe Vossa Magestade a merce 04 do lugar de Ouvidor Geral da Comarca das Alagoas 05 e da certidam também junta consta as provizoins, que 06 por este Tribunal se passarão a seu antecessor, e porque 07 o suplicante não dezmerece as mesmas graças, por ser tam- 08 bem merecedor dellas. [sinal público] 09 Pede a Vossa Magestade lhe faça merce mandar 10 se lhe passe as ditas provizoins que consta da certidam 11 junta na forma que se passarão a seu ante- 12 cessor. 13 Espera Real Merce. [despachos acima] 01 Passe merce as tais contas que constar da Certidam incluza 02 Lisboa 10 de Setembro de [rubricas, 4]. [fl. 4] 01 Ao Bacharel Antonio Jozé Pereira Barrozo 02 nomeado ouvidor geral da Comarca das Alagoas, se há de passar Pro- 03 vizão para vancer cem mil reis de ajuda de custo; e para 04 pagar o novo direito que dever se lhe deu este bilhete. 05 Lisboa 10 de setembro de Joaquim Miguel Lopes de Lavre [sinal publico] 07 nº 14 A folha 20 do livro 4º da Receita dos novos direitos ficão carregados ao Thezoureiro delles Dois mil reis. Lisboa 11 de setembro de

5 AHU, Alagoas Avulsos, Documento Manoel de Faria e Souza Theodoro da Silva Castro 11 A folha 284 verso do livro 9º do Registo geral do novo direito fica registrada 12 a conhecimento o sinco. Lisboa 11 de Setembro de Silva[?] [fl. 5] 01 Ao Bacharel Antonio Joze Pereira Barrozo que serviu de Ju[iz] 02 de fora de Monttemor[?] velho faz em grande merce do lugar de 03 ouvidor das Alagoas. Lisboa 3 de Agosto de João Galvão de Castelo Branco [sinal público] Obs: O documento refere-se ao antecessor de Antonio José Pereira Barroso como sendo Joachim Álvares Nunnes, entretanto, creio ser um erro do escrivão que a fez, afinal quem servia no referido ano de 1744 era, como se pode ver em outros documentos, Joaquim Alves Muniz. Transcrição: Arthur Almeida Santos de Carvalho Curvelo Orientação: Antonio Filipe Pereira Caetano Data: 20/03/2010

[fl. 1] Senhor, Despacho à esquerda: Como parece. Lisboa, 16 de novembro de 1689 [?] [rubrica]

[fl. 1] Senhor, Despacho à esquerda: Como parece. Lisboa, 16 de novembro de 1689 [?] [rubrica] AHU, Alagoas Avulsos, Documento 2 (Versão Adaptada) 1 Documento 2 Consulta do Conselho Ultramarino ao rei D. Pedro II sobre o requerimento de D. Maria da Silveira, viúva de Francisco Álvares Camelo, em

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 170(Versão Adaptada) 1 Documento 170 Consulta do Conselho Ultramarino ao rei [D. José] sobre o requerimento do vigário da igreja de Alagoas, Bispado de Pernambuco, padre

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 34(Versão Adaptada) 1 Documento 34 Requerimento do Padre António Correia Pais, sacerdote do habito de São Pedro e morador do termo da vila de Alagoas, ao ouvidor e auditor-geral

Leia mais

[fl. 1] 01 Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor

[fl. 1] 01 Ilustríssimo e Excelentíssimo Senhor AHU, Alagoas Avulsos, Documento 270 1 Documento 270 Aviso do [Secretário de Estado da Marinha e Ultramar, Conde de Linhares] D. Rodrigo de Sousa Coutinho ao [Presidente do Conselho Ultramarino] conde de

Leia mais

[fl. 1] 01 Senhor. [sinal público, 2]

[fl. 1] 01 Senhor. [sinal público, 2] AHU, Alagoas Avulsos, Documento 285 1 Documento 285 Requerimento do Cabo de Esquadra da 6ª Companhia dos Homens Pardos Auxiliares, Manuel Gonçalves Medina, morador na vila de Alagoas, ao Príncipe Regente

Leia mais

Fls.1 JOSE NARCIZO CRUZ

Fls.1 JOSE NARCIZO CRUZ Fls.1 JOSE NARCIZO CRUZ Termo de aforamento de José Narcizo Cruz, de seis braças e um quarto de frente com quinze e meia de fundo que lhe conceda a Câmara na rua da Matriz desta cidade, esquina da travessia

Leia mais

INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE SÃO JOÃO EVANGELISTA TIRADENTES-MG XVIII XX

INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE SÃO JOÃO EVANGELISTA TIRADENTES-MG XVIII XX ARQUIVO ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE SÃO JOÃO DEL-REI INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE SÃO JOÃO EVANGELISTA TIRADENTES-MG XVIII XX BISPO DIOCESANO Revmo. Dom Waldemar Chaves de Araújo DIREÇÃO Monsenhor

Leia mais

Banco de dados e website da História Colonial Alagoana

Banco de dados e website da História Colonial Alagoana 1 Banco de dados e website da História Colonial Alagoana Alex Rolim Machado Graduando em História/Ufal Colaborador PIBIC GEAC Grupo de Estudos Alagoas Colonial Prof. Orientador: Antonio Filipe Pereira

Leia mais

Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888

Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888 Núcleo de Pesquisa Pró-Memória - Câmara Municipal de São José dos Campos Transcrição do processo nº 20, caixa 744-2º Cível, ano 1888 Ação: Tutoria Autor: Vitoriano José Machado Réu: O órfão José, filho

Leia mais

Notas sobre administração e a questão jurisdicional em Minas (1710 1750). Thiago Rodrigues da Silva*

Notas sobre administração e a questão jurisdicional em Minas (1710 1750). Thiago Rodrigues da Silva* Notas sobre administração e a questão jurisdicional em Minas (1710 1750). Thiago Rodrigues da Silva* Pretendo, de forma sucinta, apontar práticas administrativas e especificidades regionais. O Antigo Regime

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A CONTRATOS DO SAL EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A CONTRATOS DO SAL EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES A CONTRATOS DO SAL EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO HISTÓRICO

Leia mais

EDIÇÃO E ESTUDO DE UM DOCUMENTO MANUSCRITO DO ARQUIVO HISTÓRICO DA CIDADE DO SALVADOR Gilberto Nazareno Telles Sobral (UNEB / FIB) gsobral@uneb.

EDIÇÃO E ESTUDO DE UM DOCUMENTO MANUSCRITO DO ARQUIVO HISTÓRICO DA CIDADE DO SALVADOR Gilberto Nazareno Telles Sobral (UNEB / FIB) gsobral@uneb. EDIÇÃO E ESTUDO DE UM DOCUMENTO MANUSCRITO DO ARQUIVO HISTÓRICO DA CIDADE DO SALVADOR Gilberto Nazareno Telles Sobral (UNEB / FIB) gsobral@uneb.br INTRODUÇÃO O interesse pela edição de documentos manuscritos

Leia mais

INVENTÁRIO DE FONTES DO ACERVO DE SANTO ANTÔNIO DO RIO DAS MORTES PEQUENO RIO DAS MORTES DISTRITO DE SÃO JOÃO DEL REI XVIII XX

INVENTÁRIO DE FONTES DO ACERVO DE SANTO ANTÔNIO DO RIO DAS MORTES PEQUENO RIO DAS MORTES DISTRITO DE SÃO JOÃO DEL REI XVIII XX ARQUIVO ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE SÃO JOÃO DEL REI INVENTÁRIO DE FONTES DO ACERVO DE SANTO ANTÔNIO DO RIO DAS MORTES PEQUENO RIO DAS MORTES DISTRITO DE SÃO JOÃO DEL REI XVIII XX BISPO DIOCESANO Revmo.

Leia mais

As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo

As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo As Categorias de Nobreza e Prestigio em uma Conquista Colonial (Comarca das Alagoas, XVII-XVIII) Dimas Bezerra Marques * Resumo O processo de análise e compreensão da formação, distribuição e funcionamento

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS REFERENTES À CAPITANIA DO CEARÁ EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS REFERENTES À CAPITANIA DO CEARÁ EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA GISAFRAN NAZARENO DA MOTA JUCÁ Professor do Departamento de História da Universidade Federal do Ceará Revisão: AVANETE PEREIRA SOUSA Mestre em História pela Universidade Federal da Bahia CATÁLOGO DE DOCUMENTOS

Leia mais

INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO TIRADENTES-MG XVIII XX

INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO TIRADENTES-MG XVIII XX ARQUIVO ECLESIÁSTICO DA DIOCESE DE SÃO JOÃO DEL-REI INVENTÁRIO DE FONTES DA IRMANDADE DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO TIRADENTES-MG XVIII XX BISPO DIOCESANO Revmo. Dom Waldemar Chaves de Araújo DIREÇÃO Monsenhor

Leia mais

O desgosto do governador e capitão-general de Goiás João Manuel de Melo.

O desgosto do governador e capitão-general de Goiás João Manuel de Melo. O desgosto do governador e capitão-general de Goiás João Manuel de Melo. Deusdedith Rocha Junior * Entre 1725, quando Bartolomeu Bueno da Silva retornou a São Paulo e anunciou seus descobertos de ouro,

Leia mais

Das desordens na Provedoria de Defuntos e Ausentes, Capelas e Resíduos na América Portuguesa

Das desordens na Provedoria de Defuntos e Ausentes, Capelas e Resíduos na América Portuguesa Das desordens na Provedoria de Defuntos e Ausentes, Capelas e Resíduos na América Portuguesa Wellington Júnio Guimarães da Costa 1 A Provedoria das Fazendas dos Defuntos e Ausentes, Capelas e Resíduos

Leia mais

Marquês de Loulé Rua de São Jerónimo, Belém, Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda

Marquês de Loulé Rua de São Jerónimo, Belém, Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda TT, Orfanológicos, Letra M, Maço 134, nº 14 Marquês de Loulé Rua de São Jerónimo, Belém, Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda Inventário que se faz dos bens que ficarão pelo falecimento do Ilustríssimo

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À VISITA DO OURO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À VISITA DO OURO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À VISITA DO OURO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO ESPÍRITO SANTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DA NOVA COLÓNIA DO SACRAMENTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DA NOVA COLÓNIA DO SACRAMENTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DA NOVA COLÓNIA DO SACRAMENTO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora:

Leia mais

Transcrição e Índice... Manuel Faria. AHU_CU_Açores, Cx. 39, doc. 6

Transcrição e Índice... Manuel Faria. AHU_CU_Açores, Cx. 39, doc. 6 Cidade de Ponta DELGADA Transcrição e Índice... Manuel Faria AHU_CU_Açores, Cx. 39, doc. 6 C i d a d e d e Po n t a De l g a d a 499 ÍNDICE N.º da Postura Página Abertura da certidão 501 Certidão do auto

Leia mais

ANEXO I. Principais referências à música feita no convento de Santa Marta

ANEXO I. Principais referências à música feita no convento de Santa Marta ANEXO I Principais referências à música feita no convento de Santa Marta Arquivo Nacional da Torre do Tombo Listam-se em seguida as principais referências à música feita no convento de Santa Marta e aos

Leia mais

Totaes. Classes LOJAS Cidade Fóra da Cidade

Totaes. Classes LOJAS Cidade Fóra da Cidade Estatistica das casas e lojas sujeitas aos Impostos de que trata o Regulamento de 15 de Junho de 1844, da Provincia de para o anno financeiro de 1844-1845 Classes LOJAS Cidade Fóra da Cidade Totaes 1 Armadores

Leia mais

Auto de Proclamação da República (7 Outubro de 1910) Cota CMPV 4343 Auto de Proclamação

Auto de Proclamação da República (7 Outubro de 1910) Cota CMPV 4343 Auto de Proclamação Auto de Proclamação da República (7 Outubro de 1910) Cota CMPV 4343 Auto de Proclamação NEWSLETTER: Dando continuidade à nossa nova rubrica on-line: Páginas de História com Estórias, passamos a apresentar

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SANTA CATARINA EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SANTA CATARINA EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SANTA CATARINA EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO

Leia mais

Fundo do Conselho Ultramarino. Série Cabo Verde. Documentos manuscritos avulsos. Catálogo parcial ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO.

Fundo do Conselho Ultramarino. Série Cabo Verde. Documentos manuscritos avulsos. Catálogo parcial ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO. Fundo do Conselho Ultramarino Série Cabo Verde Documentos manuscritos avulsos Catálogo parcial ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO Setembro de 2014 PÁG. - 1 / 389 Este catálogo parcial resulta inicialmente do

Leia mais

AR.CO CENTRO DE ARTE E COMUNICAÇÃO VISUAL

AR.CO CENTRO DE ARTE E COMUNICAÇÃO VISUAL AR.CO CENTRO DE ARTE E COMUNICAÇÃO VISUAL Certifico que, por escritura de 22 de Janeiro de 1975, lavrada a fl.7 e fl.14 vº do livro nº 266-D das notas do 5º Cartório Notarial de Lisboa, a cargo do notário

Leia mais

Diretrizes da Administração Alfandegária do Rio de Janeiro (1700-1750)

Diretrizes da Administração Alfandegária do Rio de Janeiro (1700-1750) Diretrizes da Administração Alfandegária do Rio de Janeiro (1700-1750) Valter Lenine Fernandez 1 Resumo: Este artigo analisa a Administração Alfandegária do Rio de Janeiro na primeira metade do século

Leia mais

Ponte Velha 4º CENTENÁRIO EXPOSIÇÃO MEIMOA JULHO 2007

Ponte Velha 4º CENTENÁRIO EXPOSIÇÃO MEIMOA JULHO 2007 Ponte Velha 4º CENTENÁRIO EXPOSIÇÃO MEIMOA JULHO 2007 Origem e designação Sabemos que não é romana e que também não é medieval (o alvará de construção data, efectivamente, de 22 de Junho de 1607), mas

Leia mais

BR REHEG PH AT.LE.1835/06:1835. A 1º Lei Goiana sobre Instrução Pública Lei nº 13 de 23 de junho de 1835.

BR REHEG PH AT.LE.1835/06:1835. A 1º Lei Goiana sobre Instrução Pública Lei nº 13 de 23 de junho de 1835. A 1º Lei Goiana sobre Instrução Pública Lei nº 13 de 23 de junho de 1835. BR REHEG PH AT.LE.1835/06:1835 Jose Rodrigues Jardim, Presidente da Provincia de Goyas: Faço saber a todos os seos Habitantes,

Leia mais

TOMAR EM LINHA DE CONTA O CONTROLO DAS CONTAS E A SUA REGULAMENTAÇÃO

TOMAR EM LINHA DE CONTA O CONTROLO DAS CONTAS E A SUA REGULAMENTAÇÃO TOMAR EM LINHA DE CONTA O CONTROLO DAS CONTAS E A SUA REGULAMENTAÇÃO Judite Cavaleiro Paixão Directora do Arquivo Histórico e Biblioteca/Centro do Arquivo Histórico de Documentação e Informação do Tribunal

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ATA Nº 8/2013 - ABRIL --- DATA DA REUNIÃO: Nove de Abril de dois mil e treze. ---------------------------------- ---- LOCAL DA REUNIÃO:

Leia mais

As primeiras Aulas do Comércio do Brasil no Século XIX. Aluna Doutoramento: Wilde Gomes Araujo Orientadora: Prof.ª Dra. Lúcia Lima Rodrigues

As primeiras Aulas do Comércio do Brasil no Século XIX. Aluna Doutoramento: Wilde Gomes Araujo Orientadora: Prof.ª Dra. Lúcia Lima Rodrigues As primeiras Aulas do Comércio do Brasil no Século XIX. Aluna Doutoramento: Wilde Gomes Araujo Orientadora: Prof.ª Dra. Lúcia Lima Rodrigues LISBOA/2013 1 INTRODUÇÃO OBJETIVO GERAL: Mostrar como se deu

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO RIO GRANDE DO NORTE EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO RIO GRANDE DO NORTE EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DO RIO GRANDE DO NORTE EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO

Leia mais

(I) 1f251~~~~~~ tes, que relultam do excelfo, e devaffidaó, '.' com que contra as Leys, e coílumes de ou

(I) 1f251~~~~~~ tes, que relultam do excelfo, e devaffidaó, '.' com que contra as Leys, e coílumes de ou (I) U ELREY. Faço Caber aos que eíle AI....."'f'III-,...~,~"" vará com força de Ley virem, 'lue fendo in llt"._r..~ ~/nlll. ~ formado dos muitos, e grandes inconvenien- 1f251~~~~~~ tes, que relultam do

Leia mais

ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA ARQUIVO DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA COLÉGIO DE SANTA RITA Ludovina Cartaxo Capelo 2010 1. FUNDO CÓDIGO DE REFERÊNCIA: TÍTULO: PT/AUC/MC/CSRCBR Colégio de Santa Rita dos Agostinhos Descalços de Coimbra DATAS:

Leia mais

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 265 1

AHU, Alagoas Avulsos, Documento 265 1 AHU, Alagoas Avulsos, Documento 265 1 Documento 265 Carta de Bento Bandeira de Melo ao [Secretário de Estado da Marinha e Ultramar], conde de Linhares, D. Rodrigo de Sousa Coutinho sobre a geografia, navegação,

Leia mais

M 2013. A Fábrica de Louça de Santo António de Vale de Piedade, em Gaia: arquitetura, espaços e produção semi-industrial oitocentista VOLUME II

M 2013. A Fábrica de Louça de Santo António de Vale de Piedade, em Gaia: arquitetura, espaços e produção semi-industrial oitocentista VOLUME II M 2013 A Fábrica de Louça de Santo António de Vale de Piedade, em Gaia: VOLUME II LAURA CRISTINA PEIXOTO DE SOUSA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO APRESENTADA À FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO EM ARQUEOLOGIA

Leia mais

Supremo Tribunal de Justiça Descritivo: Tabela da Sessão de 05-11-2015 10:00 1ª Secção

Supremo Tribunal de Justiça Descritivo: Tabela da Sessão de 05-11-2015 10:00 1ª Secção Tabela da de 05-11-2015 10:00 Adiados para Conferência 2-D/2000.E1.S1 Tribunal Judicial de Santarém ( Extinto ) - 3º Juízo Cível - Proc. 2- D/2000 Gabriel Catarino 1º - Maria Clara 2º - Sebastião Póvoas

Leia mais

PAUTA DE JULGAMENTO Nº. 44 44ª SESSÃO ORDINÁRIA

PAUTA DE JULGAMENTO Nº. 44 44ª SESSÃO ORDINÁRIA PAUTA ORDINÁRIA Nº 44/2011 1ª CÂMARA CRIMINAL PAUTA DE JULGAMENTO Nº. 44 44ª SESSÃO ORDINÁRIA Data: 6/12/2011 Publicada(s) no(s) D.J(s). de 18/10, 14/11 e 29/11/2011 Desembargador DANIEL NEGRY Presidente

Leia mais

B Relação dos créditos reconhecidos, nos termos do nº 2 do artigo 129º do Código

B Relação dos créditos reconhecidos, nos termos do nº 2 do artigo 129º do Código Exmo(a). Senhor(a) Doutor(a) Juiz de Direito do Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão 4º Juízo Cível Processo nº 3242/12.2TJVNF Insolvência de Temas Simples Estampagem, Unipessoal, Lda. Apenso da

Leia mais

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SÃO PAULO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA

CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SÃO PAULO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA CATÁLOGO DE DOCUMENTOS MANUSCRITOS AVULSOS REFERENTES À CAPITANIA DE SÃO PAULO EXISTENTES NO ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO DE LISBOA ORGANIZAÇÃO DESIGNAÇÃO CÓDIGO / COTA Entidade Detentora: ARQUIVO HISTÓRICO

Leia mais

A vila de Carrazeda de Ansiães situa-se na zona meridional do Distrito

A vila de Carrazeda de Ansiães situa-se na zona meridional do Distrito Revista da Faculdade de Letras CIÊNCIAS E TÉCNICAS DO PATRIMÓNIO Porto, 2003 I Série vol. 2, pp. 473-498 A IGREJA DE SANTA ÁGUEDA EM CARRAZEDA DE ANSIÃES E A INTEGRAÇÃO NO SEU ESPAÇO DA CAPELA DO MORGADO

Leia mais

ACTA N. 13/XIV. Carlos 1, n. 128. Senhor Dr. Nuno

ACTA N. 13/XIV. Carlos 1, n. 128. Senhor Dr. Nuno 9 icomissão Nacional de Eleições ACTA N. 13/XIV lugar no dia treze de Dezembro de is mil e onze, a sessão número treze da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na Av. D. Carlos 1, n.

Leia mais

Marques,Valentim Francisco Pedro Caetano e João António Pires Tavares, respectivamente.

Marques,Valentim Francisco Pedro Caetano e João António Pires Tavares, respectivamente. FL 66 ACTA DE / /19 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito sete de Julho mil novecentos e noventa e nove. Acta º16 -------- Aos sete dias do mês

Leia mais

ACasa da Moeda de Lisboa, O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa. Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822

ACasa da Moeda de Lisboa, O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa. Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822 Margarida Ortigão Ramos Paes Leme Responsável pelo Arquivo da Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Lisboa. O Arquivo da Casa da Moeda de Lisboa Seu interesse para a história do Brasil colonial 1686-1822

Leia mais

O FUTURO DA RECUPERAÇÃO DE CRÉDITOS (agir sobre o sistema vigente, potenciando as suas virtudes e agindo sobre as suas fragilidades)

O FUTURO DA RECUPERAÇÃO DE CRÉDITOS (agir sobre o sistema vigente, potenciando as suas virtudes e agindo sobre as suas fragilidades) O FUTURO DA RECUPERAÇÃO DE CRÉDITOS (agir sobre o sistema vigente, potenciando as suas virtudes e agindo sobre as suas fragilidades) Tempos de crise são tempos de exigência nas propostas e responsabilidade

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

Carta de D. Luís Cerqueira ao Assistente de Portugal. Nagasaki, 20 de Outubro de. // [fl. 185] Muy Reuerendo Em Christo Padre

Carta de D. Luís Cerqueira ao Assistente de Portugal. Nagasaki, 20 de Outubro de. // [fl. 185] Muy Reuerendo Em Christo Padre Carta de D. Luís Cerqueira ao Assistente de Portugal. Nagasaki, 20 de Outubro de 1598 in ARSI, Japonica-Sinica 13 I, fl. 185-186 // [fl. 185] Muy Reuerendo Em Christo Padre Pax Christi Auendo se o Bispo

Leia mais

Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias:

Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias: Dá-se conhecimento público que, na Sessão do Plenário Ordinário, de 03-03-2015, pelas 12:00 hr., foram apreciadas as seguintes matérias: Acelerações Processuais. 2015-XXX-/AP - Foi deliberado por unanimidade

Leia mais

Estatutos para a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, aprovados por alvará do Governo Civil datado de 2 de Junho de 1879

Estatutos para a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, aprovados por alvará do Governo Civil datado de 2 de Junho de 1879 Estatutos para a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, aprovados por alvará do Governo Civil datado de 2 de Junho de 1879 Capítulo I - ORGANIZAÇÃO E FINS DA IRMANDADE Artigo 1.º Sob a denominação

Leia mais

DOCUMENTOS DE D. DUARTE (1433-1438) CATÁLOGO

DOCUMENTOS DE D. DUARTE (1433-1438) CATÁLOGO DOCUMENTOS DE D. DUARTE (1433-1438) CATÁLOGO Sumário elaborados por Miguel Gomes Martins Design Joana Pinheiro Arquivo Municipal de Lisboa 2009 1 1433, Setembro, 23, Sintra D. Duarte solicita ao concelho

Leia mais

De Miranda a Bragança: arquitectura religiosa de função paroquial na época moderna

De Miranda a Bragança: arquitectura religiosa de função paroquial na época moderna FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO LUIS ALEXANDRE RODRIGUES De Miranda a Bragança: arquitectura religiosa de função paroquial na época moderna Volume II Dissertação de DoutoramentoranHistória

Leia mais

Os Contratos dos Caminhos de Ouro

Os Contratos dos Caminhos de Ouro Os Contratos dos Caminhos de Ouro Sofia Lorena Vargas Mestranda - UFMG A prática da arrematação dos contratos a terceiros está presente desde os primórdios do Estado Absolutista. São caracterizadas por

Leia mais

REGISTO DE ENTRADA DOS EXPOSTOS DA RODA (1826-1839)

REGISTO DE ENTRADA DOS EXPOSTOS DA RODA (1826-1839) REGISTO DE ENTRADA DOS EXPOSTOS DA RODA (1826-1839) Para este mês de Abril, o documento em destaque é um Livro que há-de servir para a entrada dos expostos*, datado de 1826 a 1839 e pertencente à série

Leia mais

Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses

Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses Data: 14-03-2011 Tipo: Mensal Origem: Portugal Pág: Secção: Notícias Jancis Robinson prova mais de 100 vinhos portugueses A conhecida crítica de vinhos britânica publicou recentemente no seu site um conjunto

Leia mais

2º Cível. Caixa: 742 Controle: 34. Ação: Sexagenários. Autor: Pelo juízo de órfãos. Réu: Diversos Sexagenários. Data: 1887

2º Cível. Caixa: 742 Controle: 34. Ação: Sexagenários. Autor: Pelo juízo de órfãos. Réu: Diversos Sexagenários. Data: 1887 2º Cível Caixa: 742 Controle: 34 Ação: Sexagenários Autor: Pelo juízo de órfãos Réu: Diversos Sexagenários Data: 1887 (1) 1887 Juízo de órfãos de SJC. Escrivão de órfãos Nascimento Diversos sexagenários

Leia mais

A HONRA, O SERVIÇO E O PROVEITO os capitães da Praia

A HONRA, O SERVIÇO E O PROVEITO os capitães da Praia A HONRA, O SERVIÇO E O PROVEITO os capitães da Praia por José Guilherme Reis Leite * O fenómeno político e administrativo das capitanias na expansão portuguesa tem sido sobejamente estudado, 1 mas quase

Leia mais

n: 128 A. REGULAMENTO.

n: 128 A. REGULAMENTO. ( 17 ) N.* 128.!SEnclo presente a Sua Magestade, em Consulta do Conselho da Real Fazenda de 2 de Setembro de 1806, a dúvida, em que o mesmo Tribunal entrava, a respeito de dever, ou não cumprir as Provisões

Leia mais

MEMÓRIAS PAROQUIAIS Bemposta Inquérito realizado aos párocos do Reino em 1758

MEMÓRIAS PAROQUIAIS Bemposta Inquérito realizado aos párocos do Reino em 1758 MEMÓRIAS PAROQUIAIS Inquérito realizado aos párocos do Reino em 1758 José Pereira (www.bemposta.net) Na Torre do Tombo estão depositados com a designação de Dicionário Geográfico, as Memórias paroquiais,

Leia mais

As relações comerciais do Pará no início do século XIX. Siméia de Nazaré Lopes (Aluna Doutorado PPGHIS/UFRJ). pinheirolopes@hotmail.

As relações comerciais do Pará no início do século XIX. Siméia de Nazaré Lopes (Aluna Doutorado PPGHIS/UFRJ). pinheirolopes@hotmail. As relações comerciais do Pará no início do século XIX. Siméia de Nazaré Lopes (Aluna Doutorado PPGHIS/UFRJ). pinheirolopes@hotmail.com Resumo: Nesse artigo, busca-se analisar a constituição de redes comerciais

Leia mais

Lei de 11 de Agosto de 1827 - Crêa dous Cursos de sciencias Juridicas e Sociaes, um na cidade de S. Paulo e outro na de Olinda.

Lei de 11 de Agosto de 1827 - Crêa dous Cursos de sciencias Juridicas e Sociaes, um na cidade de S. Paulo e outro na de Olinda. Lei de 11 de Agosto de 1827 - Crêa dous Cursos de sciencias Juridicas e Sociaes, um na cidade de S. Paulo e outro na de Olinda. Decreto de 9 de Janeiro de 1825 - Crêa provisoriamente um Curso Jurídico

Leia mais

Prefeitura Municipal de Alto Paraíso de Goiás Estado de Goiás

Prefeitura Municipal de Alto Paraíso de Goiás Estado de Goiás jjpparaíso Adm 201312016 Prefeitura Municipal de Alto Paraíso de Goiás Estado de Goiás FUNDO MUNICIPAL DE SÃ ÚDE E SANEAMENTO Contrato Prestação de Serviços FMS n. 007 12015 Contrato de prestação de serviços

Leia mais

II. COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES

II. COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES 7 0 * ATA N. 116/XIV Teve lugar no dia um de outubro de dois mil e treze, a reunião número cento e dezasseis da Comissão Nacional de Eleições, na sala de reuniões sita na D. Carlos 1, n. 128 andar, em

Leia mais

U O PRINCIPE REGENTE/ Fa~o.saber àós

U O PRINCIPE REGENTE/ Fa~o.saber àós 1/ ~ ' ' /I \ li \ U O PRINCIPE REGENTE/ Fa~o.saber àós que este Alvará virem : ~e, Attendendo ao maior trabalho, que tem accrescido ho Arsenal Real da Marinha desta Cidade., atégora regido por hum lntende,

Leia mais

VI CONGRESSO DO CENTRO DE ARBITRAGEM DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGUESA (CENTRO DE ARBITRAGEM COMERCIAL)

VI CONGRESSO DO CENTRO DE ARBITRAGEM DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGUESA (CENTRO DE ARBITRAGEM COMERCIAL) 1 VI CONGRESSO DO CENTRO DE ARBITRAGEM DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGUESA (CENTRO DE ARBITRAGEM COMERCIAL) 2 e 3 de julho de 2012 2 de julho de 2012, parte da manhã Sessão Sub-40 09:00-09:15

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Pará. A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5)

Tribunal de Contas do Estado do Pará. A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5) A C Ó R D Ã O Nº.44.000. (Processo nº.2002/50366-5) Assunto: Prestação de Contas referente ao Convênio nº. 05/2001, celebrado entre a ASSOCIAÇÃO AMAZÔNICA EVANGÉLICA e a SEOP. Responsável: Sr. GILBERTO

Leia mais

EDITAL. Notificação de cancelamento da inscrição de mediadores de seguros

EDITAL. Notificação de cancelamento da inscrição de mediadores de seguros EDITAL Notificação de cancelamento da inscrição de mediadores de seguros Ao abrigo da alínea d) do n.º 1 do artigo 70.º do Código do Procedimento Administrativo, na sequência da devolução pelos serviços

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Associaram-se à iniciativa 34 entidades, desde organizações não governamentais, institutos públicos, tribunais e associações de cidadãos.

Associaram-se à iniciativa 34 entidades, desde organizações não governamentais, institutos públicos, tribunais e associações de cidadãos. 12.1. Semana Advogar pela Cidadania No seguimento do Dia da Consulta Jurídica Gratuita, realizado a 18 de Maio de 2006, o Conselho Distrital de Lisboa organizou a Semana ADVOGAR pela Cidadania que decorreu

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. A REALIZAR, NA SEDE SOCIAL, NO DIA 24 DE ABRIL DE 2014, PELAS 12.00 HORAS ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DA COFINA, SGPS, S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO PONTO SEGUN DA ORDEM S TRABALHOS O Conselho de Administração da COFINA, SGPS, S.A. propõe à Assembleia Geral que os resultados

Leia mais

VESTIBULAR 2007 PAGINA - 1 105 - CIENCIAS BIOLOGICAS (LICENCIATURA) ENTRADA: 01 TURNO: NOT FACULDADE DE FORMACAO DE PROFESSORES DE NAZARE DA MATA - FFPNM JULIANA GOMES DE OLIVEIRA 1050293 106 536.10 Nao

Leia mais

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. 18 Abril 2012. do Património Mundial ao. Património Local

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. 18 Abril 2012. do Património Mundial ao. Património Local Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 18 Abril 2012 do Património Mundial ao Património Local Memória do Mundo O Registo Memória do Mundo da UNESCO está vocacionado para a identificação e preservação

Leia mais

SINOREG-SP GESTOR DO FUNDO DE CUSTEIO DO REGISTRO CIVIL

SINOREG-SP GESTOR DO FUNDO DE CUSTEIO DO REGISTRO CIVIL SINOREG-SP GESTOR DO FUNDO DE CUSTEIO DO REGISTRO CIVIL MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA COMPENSAÇÃO DOS ATOS GRATUITOS E DA COMPLEMENTAÇÃO DA RECEITA MÍNIMA DOS CARTÓRIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS

Leia mais

DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL

DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL DE SERVIÇOS DE SEGUROS Entre o de Vila Velha de pessoa coletiva 506 642 798, representado pelo Presidente da Municipal, Miguel Ferro Pereira, casado, natural Vila Velha de

Leia mais

Prova Escrita de História e Geografia de Portugal

Prova Escrita de História e Geografia de Portugal PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de História e Geografia de Portugal 6º Ano de Escolaridade Prova 05 / 2.ª Fase 12 Páginas Duração da Prova: 90 minutos.

Leia mais

Aos vinte e nove dias do mês de novembro do ano de dois mil e doze, às dezoito horas e trinta minutos, na sala de reuniões das dependências da

Aos vinte e nove dias do mês de novembro do ano de dois mil e doze, às dezoito horas e trinta minutos, na sala de reuniões das dependências da 5 10 15 20 25 30 Aos vinte e nove dias do mês de novembro do ano de dois mil e doze, às dezoito horas e trinta minutos, na sala de reuniões das dependências da Reitoria da Universidade Municipal de São

Leia mais

1.1 Os serviços, objeto deste TERMO DE CONTRATO têm por finalidade a LOCAÇÃO DE

1.1 Os serviços, objeto deste TERMO DE CONTRATO têm por finalidade a LOCAÇÃO DE TERMO DE CONTRATO Nº 014/2014 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CELEBRADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PARINTINS E A EMPRESA P. T. A. DE CARVALHO NETO CNPJ Nº 12.347.939/0001-06 PARA LOCAÇÃO DE RETROESCAVADEIRA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA Nº 49.020 - SP (2015/0199845-0) RELATOR : MINISTRO RAUL ARAÚJO RECORRENTE : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL ADVOGADO : LÍLIAN CARLA FÉLIX THONHON E OUTRO(S) RECORRIDO : KATAL BIOTECNOLOGICA

Leia mais

Delegações Portuguesas às Conferências Internacionais do Trabalho - Marítimas, de 1919 até 2012

Delegações Portuguesas às Conferências Internacionais do Trabalho - Marítimas, de 1919 até 2012 Quadragé sima Primeira Sessão (7ª Marítima ) enebra, 1958 Vigésima Oitava Sessão (6ª Marítima) Seattle 1946 Vigésima Primeira e Vigésima Segunda Sessões (4ª e 5ª Marítimas) enebra, 1936 Décima Sessão (3ª

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N 033/2009-TCE/TO Pleno

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS RESOLUÇÃO N 033/2009-TCE/TO Pleno RESOLUÇÃO N 033/2009-TCE/TO Pleno 1. Processo nº: 6141/2008 2. Classe de Assunto: Contrato nº 140/2008 3. Origem: Secretaria de Estado da Saúde 4. Responsável: Eugênio Pacceli de Freitas Coelho Secretário

Leia mais

Portos e cidades: comércio, política e sociedade no Rio de Janeiro colonial

Portos e cidades: comércio, política e sociedade no Rio de Janeiro colonial Portos e cidades: comércio, política e sociedade no Rio de Janeiro colonial Valter Lenine Fernandes 1 Victor Hugo Abril Resumo O porto do Rio de Janeiro colonial ao longo do século XVIII torna-se o principal

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.682, DE 24 DE JANEIRO DE 1923. Crea, em cada uma das emprezas de estradas de ferro existentes no paiz, uma caixa de aposentadoria

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALCOCHETE

MUNICÍPIO DE ALCOCHETE MUNICÍPIO DE ALCOCHETE ASSEMBLEIA MUNICIPAL N.º 05/08 ACTA DA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL REALIZADA EM 19 DE NOVEMBRO DE 2008 1 Aos dezanove dias do mês de Novembro do ano de 2008, nesta

Leia mais

Tribunal Central Administrativo Sul

Tribunal Central Administrativo Sul S. R. Tribunal Central Administrativo Sul 2º Juízo - 2ª Secção (Contencioso Tributário) Tabela da Sessão de:10-09-2015 03552/09 04789/11 05782/12 05827/12 05904/12 05949/12 06107/12 06271/12 06272/12 Espécie

Leia mais

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA letreiro 1: Sem o modernismo dos tempos atuais, o samba sertanejo era uma espécie de baile rústico, que ia noite à dentro até o raiar do dia, com seus matutos dançando e entoando

Leia mais

5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A INFEÇÃO VIH/SIDA

5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A INFEÇÃO VIH/SIDA FUNDAÇÃO PORTUGUESA A COMUNIDADE CONTRA A SIDA CENTRO DE DIREITO BIOMÉDICO ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE BIOÉTICA ORDEM DOS MÉDICOS SECÇÃO REGIONAL DO NORTE 5. as JORNADAS NACIONAIS ÉTICO JURÍDICAS SOBRE A

Leia mais

O ESTADO DEMONSTRATIVO DA COMPANHIA DOS VINHOS DO DOURO EM 31 DE JULHO DE 1834

O ESTADO DEMONSTRATIVO DA COMPANHIA DOS VINHOS DO DOURO EM 31 DE JULHO DE 1834 O ESTADO DEMONSTRATIVO DA COMPANHIA DOS VINHOS DO DOURO EM 31 DE JULHO DE 1834 Joana Dias INTRODUÇÃO O estudo que aqui apresento reporta-se ao Estado Demonstrativo da Companhia dos Vinhos do Douro em 31

Leia mais

MUNICÍPIO DE OURÉM Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE OURÉM Câmara Municipal MUNICÍPIO DE OURÉM Câmara Municipal ACTA DA 2.ª REUNIÃO DO JÚRI DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA RECRUTAMENTO DE 1 TÉCNICO SUPERIOR, LICENCIADO EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO (REF.A), EM REGIME DE CONTRATO DE

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE-RS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE-RS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE-RS Ref. Processo no. 1050330891-2 Falência LUIS HENRIQUE GUARDA, sindico da MASSA FALIDA DE

Leia mais

Disponibilizado: terça-feira, 09 de novembro de 2010 Publicado: quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Disponibilizado: terça-feira, 09 de novembro de 2010 Publicado: quarta-feira, 10 de novembro de 2010 Disponibilizado: terça-feira, 09 de novembro de 2010 Publicado: quarta-feira, 10 de novembro de 2010 Publicações Beckhauser & Associados para correspondência Pellon Associados Publicações em nome do Dr.

Leia mais

A Feira de Dom Dinis O mercador

A Feira de Dom Dinis O mercador A Feira de Dom Dinis O mercador. Escola lombarda (séc. XV). Manuscrito latino De Sphera, n.º 209. Biblioteca Municipal de Modena. LE GOFF, Jacques Por amor das cidades: conversas com Jean Lebrun. Lisboa:

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO

1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS BRASIL INSTITUTO PIAGET / VISEU PORTUGAL 1 IDENTIFICAÇÃO DO PROJECTO TÍTULO DO PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO O contributo português no processo de criação de bandas amadoras

Leia mais

te te 4di riptm,,~1 1 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

te te 4di riptm,,~1 1 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA é n 4di te te riptm,,~11 ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ACÓRDÃO Agravo Interno nq 073.2006.000030-1/001 Relator : Desembargador Frederico Martinho da Nóbrega Coutinho Agravante

Leia mais

Conflitos e Negociações: Construção das Identidades e Ação Política dos Índios na Aldeia dos Padres.

Conflitos e Negociações: Construção das Identidades e Ação Política dos Índios na Aldeia dos Padres. Conflitos e Negociações: Construção das Identidades e Ação Política dos Índios na Aldeia dos Padres. Talita Almeida Ferreira 1 O aldeamento de Nossa Senhora da Escada foi um dos espaços de inserção indígena

Leia mais

LIVRO DE VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA DO ANO DE 1637. Transcrição paleográfica

LIVRO DE VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA DO ANO DE 1637. Transcrição paleográfica LIVRO DE VEREAÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA DO ANO DE 1637 Transcrição paleográfica Joaquim Filipe Mósca Suplemento do Boletim Informativo n.º 2_2015 NOTÍCIAS DO ADBJA JUNHO 2015 Os Livros de Vereações

Leia mais

Instruções de Uso. 1 - Imprima 3 cópias da petição, pois 2 ficarão no protocolo e 1 será devolvida com o nº do processo e data da audiência;

Instruções de Uso. 1 - Imprima 3 cópias da petição, pois 2 ficarão no protocolo e 1 será devolvida com o nº do processo e data da audiência; Instruções de Uso Depois de finalizada a petição inicial, você deverá seguir os seguintes passos: 1 - Imprima 3 cópias da petição, pois 2 ficarão no protocolo e 1 será devolvida com o nº do processo e

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PROCESSO N 2004.QXD.TCE.03953/07 ENTIDADE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ INTERESSADO: ANA KARINE SERRA LEOPÉRCIO PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE QUIXADÁ RESPONSÁVEIS: ANTÔNIO ALMEIDA VIANA PRESIDENTE

Leia mais