TERCEIRIZAÇÃO. É uma falta de respeito. Uma injustiça. É como se a gente, terceirizado, fosse um copo descartável, que eles usam e depois jogam fora.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERCEIRIZAÇÃO. É uma falta de respeito. Uma injustiça. É como se a gente, terceirizado, fosse um copo descartável, que eles usam e depois jogam fora."

Transcrição

1 É uma falta de respeito. Uma injustiça. É como se a gente, terceirizado, fosse um copo descartável, que eles usam e depois jogam fora. X. Trabalhadora terceirizada. Empresa: CM3 Em atraso: salário janeiro, Valealimentação (3 meses) A receber: salário fevereiro, 3º Situação atual: demitida. TERCEIRIZAÇÃO PREJUÍZOS SOCIAIS, CORRUPÇÃO, LUCRO E DESRESPEITO AOS TRABALHADORES AS DEMISSÕES NA EDUCAÇÃO E A RESPONSABILIDADE DA PREFEITURA

2 Análise preliminar produzida pelo mandato, em março de 203. FONTES: Diário Oficial do Município (DOM). (Diversas edições, ) Orçamento 203. Portal prefeitura do Natal. < Contratos com terceirizadas na Educação. Fornecidos pela SME, em resposta à ofício do gabinete, e disponíveis no DOM. Entrevistas com trabalhadoras terceirizadas. Relatório Terceirização e Desenvolvimento. Uma conta que não fecha. DIEESE/CUT. 20. Disponível em: < downloads/dossie_terceirizacao_cut.pdf > POCHMANN, Marcio. Sindeepres, Trajetórias da Terceirização Disponível em: < pesquisa/trajetorias.pdf > Tribuna do Norte (7/0/200; 7/03/202; 07/06/202) Novo Jornal (24/0/203). Processo da Operação Hígia está pronto para sentença O Globo (25/09/202). STF decide que município não pode ter terceirizados na saúde Agência Senado. (06/09/202). Situação precária dos terceirizados domina debate na CDH Ilaese (Instituto LatinoAmericano de Estudos SócioEconômicos)

3 SIGNIFICADO DA TERCEIRIZAÇÃO Aterceirização é um fenômeno intimamente ligado à teoria da flexibilização do Direito do Trabalho e a privatização do serviço público. Eficiência e economia são as justificativas mais comuns utilizadas para transferir a execução de serviços a uma empresa. A terceirização é apresentada como sinônimo de modernidade, mas a verdade é que esse mecanismo é elemento central para a precarização das condições de trabalho e salário. Onde é aplicado, os resultados imediatos para os trabalhadores têm sido a redução de direitos, total instabilidade, assédio moral, enfraquecimento das relações sindicais, piora das condições de trabalho e de saúde, redução de benefícios e aumento da jornada e do ritmo de trabalho. Tudo isso acrescido, de enfraquecimento da representação sindical, resultado das relações precárias de trabalho e do temor do desemprego. O presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Carlos Eduardo Azevedo Lima, estima que mais de 0 milhões de brasileiros sejam trabalhadores terceirizados. Em audiência no Senado Federal, ele afirmou que esse tipo de empregado trabalha mais, ganha menos. Segundo Marcio Pochmann, expresidente do IPEA, até 200 o salário dos terceirizados não era mais do que metade do valor estimado do salário médio real dos trabalhadores em geral. Além de ganhar menos e trabalhar mais, estão em funções que trazem maior risco de acidentes. Segundo levantamento do DIEESE, na Petrobras, em um mesmo período ( ), 37 trabalhadores terceirizados perderam a vida em acidentes de trabalho, diante de 30 mortes entre os efetivos. No serviço público, o uso deste recurso têm avançado, inclusive através das Organizações Sociais ( OSs Lei Federal nº 9637/998) e das Organizações Sociedade Civil de Interesse Público (OscipsLei 9790/999), mesmo em áreas como assistência social, cultura, saúde e educação. No entanto, em setembro de 202, o Superior Tribunal Federal (STF) proibiu a terceirização na saúde no Rio de Janeiro, obrigando a administração a contratar médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem, mesmo em unidades geridas por OS. [O terceirizado] trabalha mais, ganha menos, tem maior rotatividade (fica, em média, três anos a menos no trabalho) e tem menos direitos CARLOS EDUARDO AZEVEDO LIMA Presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT). A terceirização se constitui na face mais perversa da precarização do trabalho porque ela oculta um discurso de modernização e eficiência. Poucos ousam afirmar no meio empresarial que é uma estratégia para redução de custos MARILANE O. TEIXEIRA Pesquisadora do Centro de Estudos sobre Sindicalismo e Relações do Trabalho da Unicamp. (Ag. Senado) ATIVIDADEMEIO E ATIVIDADEFIM Governos e empresas fazem uso intensivo da terceirização, apoiados no Enunciado 33 do TST, que permite o uso em atividadesmeio. Deste modo, a maior parte das funções tornaramse passíveis de terceirização, não sendo o objeto. Essa divisão é alvo de diferentes interpretações, já que todas as funções são essenciais para o objeto final: Em uma escola, os alunos não conseguirão aprender, sem a merenda, a limpeza, etc. Em outras áreas, o resultado desse uso controverso têm sido o aumento dos acidentes e piora do serviço. Um exemplo é o da Petrobras. Em dez anos, ( ), o número de terceirizados da empresa saltou de 29 mil para 43,7 mil trabalhadores, hoje superando em 4 vezes o total de efetivos. O resultado tem sido o aumento de acidentes fatais.

4 FONTE DE CORRUPÇÃO A terceirização tem sido uma fonte de desvio de dinheiro público, porque muitas destas empresas nasceram de acordos entre políticos no comando do aparato estatal, empresários e laranjas. Tornandose uma forma legal para nepotismo, tráfico de influência e o assalto aos cofres públicos, na medida que ano a ano aumenta a parcela de dinheiro destinado a terceirizações no Orçamento. As despesas com terceirização do governo federal tiveram um crescimento de 4% em 2009 em relação a 2008, conforme relatório prévio divulgado, do Tribunal de Contas da União, chegando a R$ 4, bilhões. Segundo relatório do mesmo TCU, em 20, o número saltou novamente, para R$ 5,5 bilhões. Os gastos com terceirização nos Estados e no Poder Legislativo também têm crescido e o Senado Federal e a Câmara dos Deputados gastaram juntos R$ 269 milhões em 20 neste ítem. Nacionalmente acompanhemos todos os dias escândalos de corrupção envolvendo governos e terceirizadas: Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal foram os mais recentes, inclusive na merenda escolar. Mas nosso Estado e a cidade de Natal também são marcados por estas sangrias. Relembramos aqui duas denúncias recentes de corrupção, entre governos e terceirizadas. Operação Assepsia Foi deflagrada pelo Ministério Público estadual do RN no dia 27 de junho de 202, com a prisão de membros do primeiro escalão da gestão Micarla de Sousa (PV) e ao posterior afastamento da própria prefeita. A Associação Marca, que firmou um contrato com a prefeitura de Natal para a gestão de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e cinco AMEs (Ambulatórios Médicos Especializados), sofreu intervenção e seus dirigentes foram presos. A Operação Assepsia apontou um esquema de corrupção na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), onde seriam feitas escolhas sem licitação para contratação de empresas que administrariam unidades da rede. A investigação também demonstrou que as entidades contratadas inseriram despesas fictícias nas prestações de contas apresentadas à SMS, para desviar recursos públicos. E que essas prestações jamais foram conferidas pelas autoridades. As investigações também apontaram negociações para levar a Associação Marca a Mossoró, onde iria gerir o Hospital da Mulher. O processo corre em segredo de Justiça. Operação Hygia Foi o nome da operação da Polícia Federal realizada no dia 3 de junho de 2008, na cidade de Natal (RN) e, em menor escala, na cidade de João Pessoa (PB). A operação cumpriu mais de 40 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão. Entre os presos, encontravase o filho da então governadora do Estado do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria, além de funcionários públicos. O escândalo teve repercussão nacional. A Operação Hígia é resultado de uma ramificação de outra investigação. Foi descoberto um esquema de facilitação em licitações, onde umas poucas empresas sempre saíam vencedoras e assinavam contratos superfaturados, com participação de funcionários públicos do próprio governo do estado. Entre esses funcionários, estava Lauro Maia, filho da então governadora do estado,wilma de Faria à data do evento, Lauro Maia trabalhava como assessor parlamentar no gabinete do pai, o deputado estadual Lavoisier Maia. Segundo cálculos da Polícia Federal, os desvios de dinheiro público chegariam a R$ 36 milhões.

5 COMO A TERCEIRIZAÇÃO VEM CORROENDO AS FINANÇAS DA CIDADE GASTOS COM TERCEIRIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO, ANO A ANO Em milhões de Reais 35,8 38,4* 29 5,2 7,5 23,3 24 9,4 8, Carlos Eduardo Variação de 2006 a 2008: 23,6% Micarla de Souza Variação de 2009 a 202: 75,26% Carlos Eduardo Fonte: Portal Transparência da PMN, FNDE/Siope, Orçamento 203. *203 Previsão no Orçamento. TERCEIRIZAÇÃO, DÍVIDA E TRANSFERÊNCIAS Gastos da Prefeitura, em milhões de Reais 389 EM % Fonte: Relatórios anuais Prefeitura do Natal. Percentual pago pela prefeitura com terceirizações, pagamentos da dívida pública e transferências.

6 SEMPRE AS MESMAS EMPRESAS Em Natal, a terceirização é maior na Saúde e na Edu cação. Ela, porém, está presente em toda a Administração Pública. Na Educação as empresas destacadas são: SS, Clean, Preservice, Limpia, SS e CM3, sendo que as duas últimas são as que possuem relações mais antigas e duradouras. A CM3, por exemplo, assinou um Contrato Licitatório em 2005, durante o governo de Carlos Eduardo, cujo termo foi prorrogado e reajustado em anos seguintes. Durante o primeiro governo de Carlos Eduardo / Justina Iva ( ), a CM3 e a SS receberam repasses de mais de R$ 7 milhões. As mesmas tiveram contratos renovados pela gestão Micarla de Souza. REPASSES NO GOVERNO CARLOS EDUARDO Principais repasses CM3 ( ) SS ( ) TERCEIRIZAÇÃO NA EDUCAÇÃO EM 203 Em milhões de Reais Previsão de gastos Realizados até fev. * Inclui atrasados de 202 R$ 7,07 milhões R$ 7,20 milhões 6,2* 38,4 Divisão dos pagamentos em 203 CM3 Preservice Límpia Clean SS 8,8 0,9,5 2, 2,8 SALÁRIOS E REPASSES Do ponto de vista financeiro, a administração pública perde com as terceirizações: gasta mais ao contratar um intermediário para o trabalhador do que diretamente contratandoo, mesmo somandose todos os custos adicionais ao salário: FGTS, contribuições, impostos, etc. Vivemos uma calamidade na Educação Pública, e parte dos poucos recursos vão para o lucro dos empresários. Função Assistente de Secretaria Técnico Administrativo Motorista Auxiliar de Cozinha Porteiro Noturno Porteiro Diurno Auxiliar de Serviços Gerais Valor repassado pela SME (por trabalhador) R$ 2 mil R$ 3,3 mil R$ 2,9 mil R$,9 mil R$ 2,4 mil R$ 2, mil R$,9 mil Fonte: Contratos com as empresas.

7 REGRA É PRORROGAR CONTRATOS CONTRATOS, TERMOS ADITIVOS E DISPENSAS DE LICITAÇÃO, DESDE 2007 SS Contratos novos TOTAL 3 Prorrogações (termo aditivo) Dispensa de Licitação 2 3 CM3 Contratos novos Prorrogações (termo aditivo) Dispensa de Licitação Fonte: Contratos com as empresas. Diário Oficial do Município (DOM) CONTRACHEQUE DE UM AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS Não dá pra fazer nada. Pagou o aluguel, comprou o botijão e fez uma feirinha, pronto. Acabou o dinheiro. Não dá nem pra viver. A gente sobrevive. Depoimento de terceirizado (a)

8 COM A PALAVRA, OS (AS) TERCEIRIZADOS(AS) Depoimentos de trabalhadores (as) das empresas CM3, Preservice e SS, contratados(as) como Auxiliar de Serviços Gerais, de Limpeza e Vigias. As identidades foram preservadas, para evitar perseguições. Atraso de salário e na alimentação A gente é obrigada a trabalhar sem receber. A gente tem que engolir calada. É como se a gente não precisasse comer, não tivesse contas, nem tivesse filho. O atraso de salário é constante. Agora mesmo, a gente tá com os de janeiro e fevereiro atrasados, o décimo não saiu e a rescisão a gente não sabe. Trabalhar sem receber é uma humilhação. Somos humilhadas duas vezes. O salário é baixo e ainda não pagam. Quando a gente vai pagar as contas de água e luz, vem juros. E os nossos atrasados? Vão pagar com juros? Eu recebo R$ 544. Tenho dois filhos. Com o salário atrasado, eu tava pedindo ajuda, fazendo bico. Tudo pra não faltar as coisas dentro de casa. É uma humilhação, ter um salário tão baixo e ainda não receber. Me vi forçado a andar de cabeça baixa no meu bairro. A gente liga pra empresa e atende uma pessoa ignorante dizendo que não há previsão de quando você vai receber seu salário. Estou com meu nome no SPC. Estava pagando bem direitinho, quando o salário atrasou. Eu quero receber pra ajeitar meu nome, que não estava sujo, estava limpo. Assédio Moral e perseguições É horrível. A gente tem que aguentar tanta coisa. A gente vive com medo de alguém ficar dizendo que a gente não trabalha direito e o gestor enviar um relatório pra secretaria pra botar a gente pra fora. A gente era obrigada a trabalhar sem receber. Se a gente se recusasse, o gestor dizia que ia fazer um relatório, para a secretaria ver o que faria com a gente. Isso aconteceu muitas vezes. Quem está no movimento está ameaçado pelas empresas. Me demitiram porque fui aos movimentos Tem gestor que grita, chama de vagabundo, que não quer trabalhar, diz que vai botar falta se for pro movimento reivindicar o salário. Pensam que a gente vive no tempo da escravidão ou do Hitler.

9 irregularidades trabalhistas A gente é porteiro, mas também é colocado pra trabalhar de vigia. A gente pega de seis da manhã até seis da noite. Quando falta um vigia, quem pegou de seis da manhã tem que dobrar até o outro da manhã chegar. E a gente não recebe adicional noturno, nem hora extra. Tem cinco meses que eu não recebo o sacolão (cesta básica). Do décimo terceiro, nada ainda. Desde agosto que não pagam o adicional noturno. Liguei lá na empresa e disseram que é assim mesmo. Eu estou me sentindo como um copo descartável. O trabalhador é usado. Quando não serve mais, eles amassam e jogam fora. Aqui não tem reciclagem, não. É como se a gente, terceirizado, fosse um copo descartável, que eles usam e depois jogam fora. A gente trabalhou um ano. E agora a gente não serve mais. Eu quero trabalhar. Eu tenho esse direito. Instabilidade A gente vive numa incerteza muito grande. Será que vou receber hoje? O que é que meu filho vai comer amanhã? Filha de trabalhadora terceirizada protesta na galeria da Câmara dos Vereadores Será que a secretária de Educação está sendo justa ao punir mais de 300 mães de famílias por um erro que não é delas, e sim da gestão passada?

10 NA CAMPANHA, CARLOS EDUARDO FOI CONTRA AS TERCERIZAÇÕES Em 24 de julho de 202, no Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Norte, o então candidato a Prefeito de Natal, Carlos Eduardo, apresentou seu Plano de Governo, destacando a mudança do modelo de gestão das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e dos Ambulatórios Médicos Especializados (AMEs), com a administração desses órgãos ficando inteiramente sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde e não mais a cargo de instituições alheias à estrutura da Prefeitura. O atual prefeito afirmou na época: Não concordamos com o modelo que é adotado atualmente, pois consideramos que a terceirização acaba tendo um custo maior que o necessário e traz resultados que também podem ser obtidos por funcionários capacitados da Prefeitura, confirmando que as UPAs e os AMEs, passarão a ter seus quadros geridos e compostos por servidores efetivos do Município. O prefeito apertou minha mão na campanha, foi no meu bairro. Mas ele não sai do gabinete dele pra fazer uma visita surpresa na empresa e ver como está o funcionário. Terceirizado(a) da SS DISPENSA DE LICITAÇÃO No dia 25 de fevereiro deste ano, o governo contratou três empresas, que já prestam serviços à Prefeitura há vários anos, sem licitação, por 90 dias. Não pode ser que práticas como contratação emergencial de empresa para atender às necessidades da Secretaria e da rede municipal de ensino continuem sendo utilizadas. A dispensa de licitação foi utilizada na gestão passada, no início do ano letivo, e, na época, recebeu críticas do Sindicato dos Professores (SINTE). Empresa Fevereiro 202 Micarla de Souza 25/02/203 Carlos Eduardo Alves Clean Locação de Mão de Obra Ltda R$ ,20 R$ ,80 Límpia Recursos Humanos Ltda ME CM3 Construções e Serviços Ltda R$ ,66 R$ ,30 R$ ,56 R$ ,25

11 PARA UMA SITUAÇÃO EMERGENCIAL, UMA SOLUÇÃO EMERGENCIAL! Trabalhadores (as) terceirizados (as) não podem pagar por uma ilegalidade cometida pela prefeitura. Governo precisa garantir os seus empregos, evitando que se confirme essa tragédia social. Prefeitura deve contratar diretamente estes(as) trabalhadores(as), até que se faça um concurso público, com pontuação e sistema de cotas específicas para estas pessoas. Como vimos, em seis anos ( ), apenas 4 contratos novos foram feitos, e, ao mesmo tempo, 8 termos aditivos foram assinados. São contratos praticamente eternos, que mantém a privatização do serviço público e a precarização do trabalho. Desta forma, temos trabalhadores(as) que estão há décadas nas mãos destas empresas, sendo jogadas de uma para outra, de acordo com suas conveniências, e tendo direitos negados, como as férias. Não é porque a terceirização seja permitida por lei, que tenha que figurar eterna. Se facilita a corrupção, se atenta contra a moralidade, se viola sistematicamente direitos históricos, se atenta contra a dignidade humana, então não serve. E se não serve, precisa ser expurgada como prática do município, podendo e devendo o poder público retomar seu lugar de origem, o óbvio, de administração do que é público. Inclusive do pessoa. A prefeitura sabe que estas empresas descumprem a lei, como no recente episódio dos funcionários fantasmas, que davam um custo de R$ 80 mil mensais ao município. Somase a isso os desrespeitos aos direitos trabalhistas de seus funcionários. A responsabilidade com estes trabalhadores, é, em última instância, do Poder Público, que contratou essas empresas. No caso das trabalhadoras contratadas como ASG para desempenhar uma função de auxiliar de sala, a responsabilidade é ainda maior. E não se trata de uma responsabilidade da antiga gestão, dada a impessoalidade da administração. A cidade e a prefeitura têm uma responsabilidade com estas pessoas. Defendemos que se contrate diretamente, seguindo outros casos semelhantes, como o dos agentes de combate às endemias e tantos outros. Aqui é necessário fazer justiça, antes de tudo. Por outro lado, também é responsabilidade do poder legislativo a qualquer momento em que se constate o abuso, o desgoverno, a perda de controle por parte de um governo que tome a importante iniciativa de se relocalizar nessa situação. Por isso defendemos: *Que emergencialmente a prefeitura e SME contrate diretamente estes trabalhadores que prestam serviço as empresas terceirizadas. *Realização imediata de Concurso público classificatório com pontuação por serviço prestado na prefeitura *Que a prefeitura e SME revogue o edital de contratação emergencial de empresa especializada na prestação de serviços de locação de mão de obra para atender às necessidades desta Secretaria e da rede municipal de ensino. *Fim das terceirizações *Contratação direta pela Prefeitura e SME dos auxiliares de sala de aula, que prestavam serviços às terceirizadas, enquanto não se realiza concurso para professor. * Fim das perseguições. Pagamento de todos os direitos e salários.

As Organizações Sociais e a Terceirização da Gestão e dos Serviços Públicos:

As Organizações Sociais e a Terceirização da Gestão e dos Serviços Públicos: As Organizações Sociais e a Terceirização da Gestão e dos Serviços Públicos: Inconstitucionalidade e afronta aos Direitos Sociais Maria Valéria Costa Correia Profa. Drª da Faculdade de Serviço Social/UFAL

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO

CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AO TRABALHADOR TERCEIRIZADO Mais segurança e benefícios para 40 milhões de brasileiros Chegou a vez do trabalhador terceirizado. Depois de nove anos de debates, negociações

Leia mais

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção

Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DEBATE Janot promete criar nova procuradoria anticorrupção DE BRASÍLIA - No último debate em busca do aval dos procuradores para permanecer por mais dois anos na chefia do Ministério Público, o procurador-geral

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS

MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS MPTT MOVIMENTO PELA PROTEÇÃO DOS TRABALHADORES TERCEIRIZADOS PROTEÇÃO JÁ AOS TERCEIRIZADOS CARTILHA DA LEI DE PROTEÇÃO AOS TRABALHADORES TERCERIZADOS Índice Entenda a lei de proteção ao trabalhador terceirizado

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs

Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores do Rio questiona SMS e defende instalação de CPI para investigar desrespeito à Lei das OSs O plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro ficou lotado durante

Leia mais

Conselho protesta contra prefeitura

Conselho protesta contra prefeitura Informativo Eletrônico da SE/CNS para os conselheiros nacionais Ano VI, Brasília, 08/04/2009. Prezado (a) conselheiro (a), Estamos encaminhando um clipping de notícias do CNS na mídia. A intenção é socializar

Leia mais

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas

Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas BOLETIM 6 Brasília, 9 de novembro de 2015 Livre estipulação das relações trabalhistas ameaça conquistas O deputado Benjamin Maranhão (SD-PB), presidente da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço

Leia mais

REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite)

REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite) REQUERIMENTO (Do Senhor Otavio Leite) Requer a convocação do Excelentíssimo Senhor Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e demais convidados envolvidos abaixado relacionados para prestarem esclarecimentos

Leia mais

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas

BANCÁRIOS. Uma História marcada por lutas e conquistas BANCÁRIOS Uma História marcada por lutas e conquistas 1 932 18/04/1932 1ª Greve dos Bancários Iniciada em Santos, formada por funcionários do Banco Banespa que reivindicavam melhorias salariais e das condições

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO ABRIL DE 2015

TERCEIRIZAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO ABRIL DE 2015 TERCEIRIZAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO ABRIL DE 2015 O QUE É TERCEIRIZAÇÃO? É uma estratégia de gestão caracterizada pelo repasse de um serviço ou produção de um bem para outras empresas ou entidades/instituições

Leia mais

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro

Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Aspásia Camargo (PV) e Rodrigo Dantas (DEM) debatem com médicos o futuro da saúde pública do Rio de Janeiro Os temas saúde pública e exercício profissional médico foram debatidos nesta 5ª (30/8), na sede

Leia mais

Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar

Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar Movimento SOS Saúde dá início a agenda externa na porta do Hospital Souza Aguiar Cumprindo determinação do Movimento SOS Saúde, médicos e dentistas da rede pública municipal realizaram manifestação na

Leia mais

mpf.empauta.com Ministério Público Clipping da imprensa Brasília, 14 de setembro de 2011 às 07h40 Seleção de Notícias

mpf.empauta.com Ministério Público Clipping da imprensa Brasília, 14 de setembro de 2011 às 07h40 Seleção de Notícias Ministério Público Clipping da imprensa às 07h40 Seleção de Notícias Globo.com/BR De 2002 a 2011, desvios de dinheiro público no setor somaram R$ 2,3 bilhões................. 3 PAÍS O Globo/BR Corrupção,

Leia mais

Diariamente somos bombardeados com notícias nos rádios, TV e jornais acerca de corrupção:

Diariamente somos bombardeados com notícias nos rádios, TV e jornais acerca de corrupção: www.agu.gov.br Diariamente somos bombardeados com notícias nos rádios, TV e jornais acerca de corrupção: Policiais cobram taxas para liberar motoristas infratores. Prefeitos desviam verbas da saúde. Deputados

Leia mais

Fantástico mostra o que aconteceu com as empresas e com as pessoas mostradas na reportagem há um ano.

Fantástico mostra o que aconteceu com as empresas e com as pessoas mostradas na reportagem há um ano. Fantástico mostra o que aconteceu com as empresas e com as pessoas mostradas na reportagem há um ano. Reportagem que chocou o país completou um ano esta semana. O Fantástico mostra o que aconteceu com

Leia mais

ENTREVISTA PARA O CONJUR DADA PELA PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO, JUÍZA ÁUREA REGINA DE SOUZA SAMPAIO.

ENTREVISTA PARA O CONJUR DADA PELA PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO, JUÍZA ÁUREA REGINA DE SOUZA SAMPAIO. ENTREVISTA PARA O CONJUR DADA PELA PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DA JUSTIÇA DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO, JUÍZA ÁUREA REGINA DE SOUZA SAMPAIO. ConJur A Justiça do trabalho é pró-trabalhador? Áurea

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 26.11.2015

C L I P P I N G DATA: 26.11.2015 C L I P P I N G DATA: 26.11.2015 GFIP: PL nº 7.512/2014 é aprovado por unanimidade na Câmara O Projeto de Lei nº 7512/2014, o qual prevê a anistia de dívidas tributárias referentes à Guia de Recolhimento

Leia mais

Guia de Discussão. Como acabar com a. Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas

Guia de Discussão. Como acabar com a. Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas Guia de Discussão Como acabar com a Corrupção? Projeto Democracia Deliberativa e o Papel das Universidades Públicas :: Introdução :: Ela está aqui, em toda parte, nos jornais, TV, rádios e tem um efeito

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 26.01.2015

C L I P P I N G DATA: 26.01.2015 C L I P P I N G DATA: 26.01.2015 DESTQUE: Reportagem distribuída na sexta-feira, 23 de janeiro, logo que foi fechado o acordo coletivo de trabalho dos serviços terceirizados no GDF, com repercussão na

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC REQUERIMENTO Nº, DE 2013 (do Sr. Fernando Francishcini) Requer que seja convocado o Sr. Manoel Dias, Ministro de Estado do Trabalho e Emprego para expor acerca dos últimos acontecimentos naquele Ministério,

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS CARTILHA DO ORÇAMENTO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS Sumário - Apresentação... 3 -As três leis básicas... 3 - Como é elaborado o orçamento da União?... 3 Prazos... 4 Esferas... 4 - Quem é responsável pela elaboração

Leia mais

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS

ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM CONTAGEM - Nº 23 - JUNHO - 2010 ESPECIAL SERVIÇOS PÚBLICOS Prefeitura valoriza servidores para melhorar qualidade dos serviços Nos últimos cinco anos,

Leia mais

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA.

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Relatório de Demandas Externas n 00205.000107/2010-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de

Leia mais

8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal

8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal 8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal FUP Federação Única dos Petroleiros Secretaria de Relações Internacionais e Setor Privado Anselmo Ernesto Ruoso Jr. Porto Alegre, 10 de maio de

Leia mais

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores

As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores As bandeiras de luta do movimento sindical atual, o seu significado e importância para os trabalhadores 40 HORAS SEMANAIS SEM REDUÇÃO SALARIAL A luta pela redução da jornada acontece desde os primórdios

Leia mais

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA O texto que se segue foi elaborado pela CUT, por meio do GT Terceirização, coordenado pela Secretaria

Leia mais

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo).

Desde 2013, nove direitos já estavam valendo, como hora extra e jornada de trabalho de 8 horas diárias (veja mais detalhes abaixo). 02/06/2015 07h40 - Atualizado em 02/06/2015 13h01 Regulamentação dos direitos das domésticas é publicada Trabalhadoras terão adicional noturno, seguro-desemprego e mais 5 direitos. Emenda constitucional

Leia mais

CURSO COMO FISCALIZAR OS CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CICLO DA FISCALIZAÇÃO PARA PREVENÇÃO DA RESPONSABILIDADE

CURSO COMO FISCALIZAR OS CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CICLO DA FISCALIZAÇÃO PARA PREVENÇÃO DA RESPONSABILIDADE CURSO COMO FISCALIZAR OS CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CICLO DA FISCALIZAÇÃO PARA PREVENÇÃO DA RESPONSABILIDADE PERÍODO DE REALIZAÇÃO E CARGA HORÁRIA O curso será realizado

Leia mais

Terceirização: o que é? terceirização

Terceirização: o que é? terceirização Terceirização: o que é? A terceirização é o processo pelo qual uma empresa deixa de executar uma ou mais atividades realizadas por trabalhadores diretamente contratados por ela, e as transfere para outra

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8

S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 S I N O P S E S I N D I C A L J U N H O D E 2 0 0 8 ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO. Doravante as empresas deverão estar atentas à questão envolvendo o pagamento do adicional de

Leia mais

Conselho Nacional de Controle Interno

Conselho Nacional de Controle Interno Veículo: Site Congresso em Foco Data: 13/07/2012 Editoria: Lei de Acesso Coluna: - Página: - Só 12% das prefeituras dão atenção a transparência Uma mesma pergunta foi feita às administrações de 133 cidades

Leia mais

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2011 (Do Sr. Antonio Carlos Magalhães Neto)

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2011 (Do Sr. Antonio Carlos Magalhães Neto) REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO Nº, DE 2011 (Do Sr. Antonio Carlos Magalhães Neto) Solicita informações ao Sr. Ministro de Estado do Esporte, Orlando Silva de Jesus Júnior, sobre o Programa Segundo Tempo e

Leia mais

Relatório Controle Interno 1º. Quadrimestre 2015

Relatório Controle Interno 1º. Quadrimestre 2015 Relatório Controle Interno 1º. Quadrimestre 2015 1. APRESENTAÇÃO Nos termos do artigo 74 da Constituição Federal, artigo 59 da Lei Complementar nº. 59, artigos, 63 a 66 da Lei Complementar nº. 33, de 28

Leia mais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. Denise Zandonadi dzandonadi@redegazeta.com.br O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encontrou com o governador Paulo Hartung no 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha. O presidente Luiz Inácio Lula da

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização.

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. O Direito do Trabalho não se preocupa apenas e tão somente com as relações entre empregado e empregador. Sua abrangência

Leia mais

Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber

Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber Negociação salarial dos servidores municipais O que você precisa saber Nunca se avançou tanto em tão pouco tempo A Prefeitura de Blumenau atendeu inúmeras reivindicações dos servidores públicos municipais

Leia mais

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6

S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 S I N O P S E S I N D I C A L S E T E M B R O D E 2 0 0 6 ALIMENTAÇÃO. Com data-base em 1º de setembro, o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação (Setor de Derivados de Milho e Soja), representando

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013

JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 JORNADA DE TRABALHO SINDIREPA LUCIANA CHARBEL GERÊNCIA DE RELAÇÕES TRABALHISTAS 20 DE JUNHO DE 2013 DURAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO DIÁRIA: 8 HORAS SEMANAL: 44 HORAS MENSAL: 220 HORAS INTERVALOS PARA DESCANSO

Leia mais

CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO

CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO CONDOMÍNIO - DIREITOS E DEVERES DOS EMPREGADOS E DO SÍNDICO Objetivo: Mostrar os direitos e os deveres de cada um: atribuições, responsabilidades, o que é permitido e o que é vedado, bem como expor aspectos

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania 1) RECURSOS DO IGD-M PERGUNTA: Sobre os recursos do IGD-M referentes a dezembro de 2011, mas que só foram creditados na conta em janeiro de 2012, o gestor pode gastar esse recurso normalmente ou terá que

Leia mais

Petições Trabalhistas 3.0

Petições Trabalhistas 3.0 Petições iniciais 1. Reclamação-trabalhista-relação-de-emprego-representação-comercialcomissão-pedido-pelo-espólio-inicial 2. Declaratória - incidental - data da admissão 3. Declaratória - incidental trabalhista

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB art. 7 CRFB São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: art. 7 CLT Os

Leia mais

LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP

LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP LUCIENI PEREIRA Auditora Federal de Controle Externo do TCU Professora de Gestão Fiscal Presidente da ANTC Diretora da CNSP Fortaleza, 25 de novembro de 2015 combate à corrupção na gestão dos serviços

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL:

TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL: TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL: Qual trabalho para o desenvolvimento sustentável Painel: A Evolução da Terceirização no Brasil e no Mundo Seminário Terceirização, Evolução e Marco Legal Valor Econômico Artur

Leia mais

Bosch Curitiba. Uma história de desrespeito aos direitos humanos e à liberdade de organização sindical. Departamento de Marketing e Imprensa do SMC

Bosch Curitiba. Uma história de desrespeito aos direitos humanos e à liberdade de organização sindical. Departamento de Marketing e Imprensa do SMC 1 2 Bosch Curitiba Uma história de desrespeito aos direitos humanos e à liberdade de organização sindical Departamento de Marketing e Imprensa do SMC 3 BOSCH CURITIBA Uma história de desrespeito aos direitos

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015. (Do Sr. Altineu Côrtes) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº, DE 2015 (Do Sr. Altineu Côrtes) Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, com auxílio do Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal

Leia mais

PESQUISA PLANOS DE SAÚDE

PESQUISA PLANOS DE SAÚDE 20 Junho 2013 REVISTA DO IDEC Saúde não é o que interessa Reajustes dos planos coletivos não são regulados pela ANS. Mas pesquisa inédita do Idec revela que, mesmo assim, a Justiça tem considerado abusivos

Leia mais

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS

PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS PRÍNCIPE E ADVOGADOS ASSOCIADOS Registro OAB 2561 S I N O P S E S I N D I C A L M A I O D E 2 0 1 0 BANCÁRIOS. Em decorrência da unificação do Unibanco ao Banco Itaú, até fevereiro de 2012, a totalidade

Leia mais

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS Alterações Conforme Novas Disposições da IN 06/13 MPOG de 23/12/2013 31/Mar e 01/Abr de 2014 -

Leia mais

Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública.

Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública. Exposição no Senado Federal sobre a Dívida Paulistana Audiência Pública. 11/11/2013 Carmen Bressane As dívidas do Município de São Paulo, são representadas por 9 contratos diversos, junto ao BNDES, à Receita

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

AMAJUM. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. No próximo dia 7 de outubro, o povo brasileiro retorna às urnas, desta vez para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Produção: Ação conjunta: Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso Parceiro:

Leia mais

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB

Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Gerência de Comunicação Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: www.jb.com.br Brasil 17/02/2014 WEB 16/02 às 06h14 - Atualizada em 17/02 às 14h13 Uenf

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Pesquisa de Opinião Pública Nacional Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Julho de 2008 Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Eleições e Política Corrupção eleitoral

Leia mais

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL

Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal de Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA AMANDA GURGEL PROJETO DE LEI 103/2015 Dispõe sobre a redução do subsídio do(a) prefeito(a), do(a) vice-prefeito(a), e dos(as) vereadores(as), para o equivalente ao dobro do fixado como piso salarial nacional para os(as)

Leia mais

GASTOS PÚBLICOS E REAJUSTE DE SERVIDORES EM ANO ELEITORAL. Número 15 Março de 2006 NOTA TÉCNICA

GASTOS PÚBLICOS E REAJUSTE DE SERVIDORES EM ANO ELEITORAL. Número 15 Março de 2006 NOTA TÉCNICA GASTOS PÚBLICOS E REAJUSTE DE SERVIDORES EM ANO ELEITORAL Número 15 Março de 2006 NOTA TÉCNICA Gastos públicos e reajuste de servidores em ano eleitoral Introdução A discussão sobre o aumento dos gastos

Leia mais

Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Niquelândia

Estado de Goiás Prefeitura Municipal de Niquelândia PROCEDIMENTOS E ROTINAS AO DARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Título: Instrução Normativa nº. 001/2012. Ementa: Recomenda procedimentos para o Departamento de Recursos Humanos dos Órgãos da Administração Direta

Leia mais

Lei estabelece multa para empregador

Lei estabelece multa para empregador Boletim 503/14 Ano VI 10/04/2014 Lei estabelece multa para empregador Por De Brasília A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei que prevê o pagamento de multa de um salário mínimo (atualmente R$ 724)

Leia mais

Crise dos Municípios

Crise dos Municípios Crise dos Municípios Crise Desde a promulgação da Constituição Federal em 1988, quando os Municípios foram elevados a condição de entes federados autônomos ocorre uma constante descentralização da execução

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

http://www.jeisael.com/ Cabo Campos elogia troca de comando na Polícia Militar

http://www.jeisael.com/ Cabo Campos elogia troca de comando na Polícia Militar ASSUNTO: SITE: EDITORIA: Cabo Campos elogia troca de comando na Polícia Militar http://www.jeisael.com/ POLÍTICA DATA: 18/01/2016 Cabo Campos elogia troca de comando na Polícia Militar O deputado estadual

Leia mais

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO.

PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. 1 PROGRAMA DE JAIR PEDRO AO GOVERNO DO ESTADO. Propostas para construir um Pernambuco para os trabalhadores Introdução As eleições, com financiamento de empresas, tornam-se um jogo de cartas marcadas,

Leia mais

Aula 00 Curso: Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento

Aula 00 Curso: Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento Curso: Matemática Financeira p/ ICMS RJ Prof. Ricardo Soncim - Aula 00 Aula 00 Curso: Raciocínio Lógico Professor: Custódio Nascimento APRESENTAÇÃO Futuros Técnicos do Seguro Social, Curso: Raciocínio

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

Gestão de contratos de limpeza e vigilância. Práticas realizadas no Ministério da Integração Nacional

Gestão de contratos de limpeza e vigilância. Práticas realizadas no Ministério da Integração Nacional Gestão de contratos de limpeza e vigilância Práticas realizadas no Ministério da Integração Nacional Gestão de contratos de limpeza Palestrantes: e vigilância Ana Lilia Lima dos Santos Chefe da Divisão

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 33/2014 Serviços de Vigiância Unidade da Federação: PE Data

Leia mais

PROPOSTAS PARA O COMBATE A ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO

PROPOSTAS PARA O COMBATE A ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO PROPOSTAS PARA O COMBATE A ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO PROPOSTAS PARA O COMBATE A ALTA ROTATIVIDADE DO MERCADO DE TRABALHO BRASILEIRO Considerando como movimentos desejáveis, tanto

Leia mais

1 de 5 16/11/2011 08:20

1 de 5 16/11/2011 08:20 1 de 5 16/11/2011 08:20 Nome E-mail OK Quarta-Feira, 16 de Novembro de 2011 Palavra chave 2 de 5 16/11/2011 08:20 Home Artigos Biblioteca Revista Notícias Informativo Galeria de Fotos Humor Livro de Visitas

Leia mais

Tarifa aumentará antes da licitação Ter, 16 de Junho de 2015 07:47

Tarifa aumentará antes da licitação Ter, 16 de Junho de 2015 07:47 A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) concederá o reajuste da tarifa de ônibus de Natal antes de finalizar o processo da licitação dos transportes. A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana

Leia mais

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA (TAC) (PEÇAS DE INFORMAÇÃO PI Nº 206/2006)

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA (TAC) (PEÇAS DE INFORMAÇÃO PI Nº 206/2006) TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA (TAC) (PEÇAS DE INFORMAÇÃO PI Nº 206/2006) O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, representado, neste ato, pelo Procurador Regional

Leia mais

PROCEDIMENTO DE FILIAÇÃO DO SESVESP

PROCEDIMENTO DE FILIAÇÃO DO SESVESP 1 PROCEDIMENTO DE FILIAÇÃO DO SESVESP Dispõe sobre os procedimentos, critérios e requisitos necessários para o ingresso no quadro de associados do SESVESP. A Diretoria do SESVESP, por meio de seu Presidente,

Leia mais

PESQUISA SOBRE TRABALHO DECENTE. COTEMINAS Companhia de Tecidos Norte de Minas

PESQUISA SOBRE TRABALHO DECENTE. COTEMINAS Companhia de Tecidos Norte de Minas PESQUISA SOBRE TRABALHO DECENTE COTEMINAS Companhia de Tecidos Norte de Minas Empresa do setor têxtil, fundada em 1967 em Montes Claros (MG) por José Alencar. Possui 14 unidades no Brasil, 5 nos EUA, uma

Leia mais

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 Regulamenta a Lei nº 12.949, de 14 de fevereiro de 2014 que estabelece mecanismos de controle do patrimônio público do Estado da Bahia, dispondo sobre provisões

Leia mais

Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência

Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência Joinville, 28 de fevereiro de 2014. OFÍCIO SINSEJ Nº 021/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE JOINVILLE Exmo. Sr. Udo Döhler - Prefeito Assunto: Apresentação de pauta da Campanha Salarial e pedido de audiência

Leia mais

Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública

Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Lei nº 481/XII 3.ª Programa Urgente de Combate à Precariedade Laboral na Administração Pública Exposição de Motivos I O recurso ilegal à precariedade

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO SOBRE A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL 1. O que é a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)? A Lei de Responsabilidade Fiscal é um código

Leia mais

RELATÓRIO DE JULGAMENTO EMPRESA: AMAZON CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA.

RELATÓRIO DE JULGAMENTO EMPRESA: AMAZON CONSTRUÇÕES E SERVIÇOS LTDA. PROCESSO Nº 51402.000225/2011-35 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 009/2012 RELATÓRIO DE JULGAMENTO Trata o presente de Relatório de Julgamento relativo à licitação na modalidade de Pregão Eletrônico, Tipo Menor Preço

Leia mais

CAMPANHA SALARIAL 2015-2016 PAUTA UNIFICADA DA CATEGORIA REPRESENTADA PELO SINDIPA EMPRESAS COM DATA BASE EM 01/11/2015 E 01/01/2016

CAMPANHA SALARIAL 2015-2016 PAUTA UNIFICADA DA CATEGORIA REPRESENTADA PELO SINDIPA EMPRESAS COM DATA BASE EM 01/11/2015 E 01/01/2016 CAMPANHA SALARIAL 2015-2016 PAUTA UNIFICADA DA CATEGORIA REPRESENTADA PELO SINDIPA EMPRESAS COM DATA BASE EM 01/11/2015 E 01/01/2016 1. REAJUSTE SALARIAL: O salário base nominal dos empregados da categoria

Leia mais

Petições Trabalhistas 3.0

Petições Trabalhistas 3.0 Contestações 1. Contestação - ação de cobrança de contribuição sindical 2. Contestação - ação rescisória trabalhista 3. Contestação - adicional de insalubridade - limpeza de banheiro - empresa 4. Contestação

Leia mais

Está provado que a participação dos trabalhadores no mercado de consumo interno foi essencial para ajudar o Brasil a superar a crise

Está provado que a participação dos trabalhadores no mercado de consumo interno foi essencial para ajudar o Brasil a superar a crise Page 1 of 6 PESQUISAR BLOG SINALIZAR BLOG COMPARTILHAR Próximo blog»criar um blog Login T E R Ç A - F E I R A, 2 2 D E S E T E M B R O D E 2 0 0 9 T V U G T Está provado que a participação dos trabalhadores

Leia mais

NEGOCIAÇÃO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009-2010

NEGOCIAÇÃO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009-2010 NEGOCIAÇÃO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009-2010 Ata da 6ª reunião entre o Serviço Federal de processamento de Dados (SERPRO) e a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados,

Leia mais

Cem edições para informar e formar cidadãos!

Cem edições para informar e formar cidadãos! ParaTod Mandato do Deputado Tadeu Veneri-PT nº 100 Dezembro 2014 s Acesse: www.tadeuveneri.com.br facebook.com/tadeuveneri Edição Especial Número 100 Cem edições para informar e formar cidadãos! Do primeiro

Leia mais

Clipagem. Sexta-feira, 25 de janeiro de 2013. Veículos clipados: Tribuna do Norte; Tribuna do Norte ; Novo Jornal

Clipagem. Sexta-feira, 25 de janeiro de 2013. Veículos clipados: Tribuna do Norte; Tribuna do Norte ; Novo Jornal Clipagem Veículos clipados: Tribuna do Norte; Tribuna do Norte ; Novo Jornal Sexta-feira, 25 de janeiro de 2013 CADERNO OPINIÃO / COLUNA JORNAL DE WM / PÁG. 02 CADERNO OPINIÃO / COLUNA JORNAL DE WM / PÁG.

Leia mais

Contratação de serviços de Limpeza

Contratação de serviços de Limpeza 19º Jornada de Controle de Infecção Hospitalar de Ribeirão Preto 1º Jornada de Inovação da Prática em Enfermagem Contratação de serviços de Limpeza próprio terceirizado Vantagens e desvantagens e como

Leia mais

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE ANÁPOLIS C/ EXTENSÃO DE BASE

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE ANÁPOLIS C/ EXTENSÃO DE BASE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2015 CAPÍTULO I DAS PARTES CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE ANÁPOLIS

Leia mais

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 3 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Elias Nunes Júnior, 20 do 10 de 1958. Nasci em Bom Jesus de Itabapoana, interior do estado. FORMAÇÃO Eu sou formado em Ciências Contábeis, tenho Pós em

Leia mais

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Banca: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO/RJ Edital SMA Nº 84/2010 (data da publicação: 27/09/2010) Carga horária (aulas presenciais): 126 horas

Leia mais

CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR 2 Esta cartilha do Tribunal de Contas da União TCU foi elaborada para os membros do Conselho de Alimentação Escolar - CAE. Os objetivos são dois: destacar a importância

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 31.03.2015

C L I P P I N G DATA: 31.03.2015 C L I P P I N G DATA: 31.03.2015 Empresários pressionam votação de projeto da terceirização para evitar decisão no Judiciário Nos gabinetes da Câmara, STF e TST é dado como certo que bancada empresarial

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO: QUESTÕES POLÊMICAS SOBRE A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS Inicialmente, agradecemos a oportunidade de apresentarmos o presente seminário. No presente e-mail, seguem as informações gerais do seminário e demais especificações para sua análise. SEMINÁRIO DE TERCEIRIZAÇÃO:

Leia mais