O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam. medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério."

Transcrição

1 Senador Pedro Taques Discurso contas da Saúde MT (06/2013) Senhor presidente, Senhoras senadoras, senhores senadores, Amigos que nos acompanham pela Agência Senado A saúde de Mato Grosso pede socorro. O tratamento dado pelo governo estadual ao setor tem sido catastrófico, irresponsável, e causado inúmeros transtornos ao cidadão que depende exclusivamente da ação dos entes públicos para ter saúde de qualidade. Na semana passada, tivemos a triste notícia que ultrapassa os limites da incompetência e da corrupção: o Tribunal de Contas da União apontou que a Secretaria de estado de Saúde (SES) comprou medicamentos com sobrepreços para os pacientes da rede pública de saúde em Mato Grosso entre 2003 e Dez anos depois do início do que chamo de pilantragem, temos conhecimento de que os valores contratados pelo governo variavam entre 300 a 400% acima dos preços do mercado. A Teicoplamina, por exemplo, (um medicamento usado para tratamento de infecções graves) foi comprado pelo governo de Mato Grosso por R$ 109 enquanto o Hospital Júlio Muller comprou o mesmo remédio por R$ 84 a menos. Já outro medicamento usado no tratamento de Psoríase e problemas reumáticos, custou R$ 640 a mais aos cofres públicos. O próprio secretário de saúde afirmou que seus antecessores adquiriam medicamentos através de compras direcionadas e sem qualquer critério. A constatação fez com que o TCU notificasse o estado recomendando que se orientasse por uma tabela de preços mínimos oferecida pelo Ministério da Saúde. Uma tentativa de impedir novos casos de superfaturamento.

2 Mas, essa é só a ponta do iceberg. A imprensa local tem noticiado e tenho recebido dezenas de denúncias de pacientes que tiveram seus tratamentos interrompidos por falta de remédio. São cidadãos que padecem acometidos pelo HIV, câncer e outras doenças graves ou terminais, de tratamento caro e longo. Além do problema de sobrepreço, o TCU investiga a utilização de verba do Ministério da Saúde em Mato Grosso para aquisição dos remédios de alto custo cujos prazos de validade venceram dentro da farmácia do próprio governo. Somente neste esquema, o desperdício do dinheiro público pode chegar a R$ 3 milhões. A explicação para isso é que o fato ocorreu devido à compra de quantidades acima da necessidade de determinados rótulos, os quais acabaram sobrando em virtude da impossibilidade (ou falhas) em fazer permutas ou doações daqueles produtos com risco de vencimento. A sucessão de atos de incompetência resulta em centenas de casos como o do senhor João Acelino de Brito, aposentado, de Cuiabá, que espera há seis meses seu remédio para tratamento de câncer. Isso é muito grave! O problema aqui não é a falta de recursos e, sim, má gestão. É o dinheiro público escorrendo pelos ralos da corrupção. E quem paga a conta é o mesmo cidadão que morre nas filas dos hospitais por falta de atendimento ou que corre o risco de consumir medicamentos fora do prazo de validade. Amigos de Mato Grosso, O caso dos remédios superfaturados e do vencimento desses medicamentos antes mesmo de chegar aos pacientes ilustram bem como esse governo resiste, e tenta maquiar o que realmente vem acontecendo nos últimos anos. As tentativas de estabelecer números satisfatórios e construir cenários positivos, mediante o uso de procedimentos estatísticos e econométricos, sobretudo na análise da situação da saúde em Mato Grosso, estão sujeitas a restrições de lógica.

3 Darei um exemplo: ao tratar dos repasses por área, o Governo atribui o sucesso ao mero cumprimento do seu dever constitucional de aplicar 12% em saúde. Mas, isso seria suficiente para garantir saúde pública de qualidade? Os dois casos citados anteriormente já respondem esta indagação. Passo agora a citar dados das contas anuais do exercício de 2012 do Governo do Estado para mostrar a falta de comprometimento com a saúde. Embora o Tribunal de Contas tenha emitido parecer prévio favorável à aprovação das contas, foram apresentadas 27 irregularidades e 38 recomendações. No ano passado, o Estado de Mato Grosso aplicou R$ 728,4 milhões em serviços e ações de saúde, valor esse que corresponde a 12,75% da receita de impostos e transferências constitucionais. Conforme já disse, foram cumpridos os limites constitucionais. No entanto, o governador não cumpriu a promessa eleitoral de investir 15% do orçamento em saúde. Na comparação da evolução da receita com a despesa, se verifica que o aumento da despesa com serviços e ações de saúde foi inferior ao aumento da receita base para aplicação. Enquanto a receita cresceu 35,36%, a despesa cresceu 26,92%. Ou seja: houve um decréscimo na proporção do gasto em relação à receita base. Senhoras senadoras, senhores senadores, O relatório do TCE MT também traz números reveladores sobre volume de recursos transferidos aos Fundos Municipais de Saúde durante o exercício de O Estado transferiu para os municípios apenas 32,15% do total programado, o equivalente a R$ 52 milhões. O montante não repassado chega a R$ 110 milhões. Dentro desse contexto, foi constatado que 83 municípios receberam menos de 50% do que foi programado e 27 municípios receberam mais do que o total programado. Na verdade, o governo cortou os repasses aos municípios sob a alegação de que os valores anteriores eram inexequíveis e que agora o Estado poderá honrar os compromissos. Isso após cidades ficaram mais de 10 meses sem receber a verba. Ressalte se que os municípios de Araguainha e Água Boa receberam menos de 1% do programado e os municípios de Várzea Grande e Cuiabá receberam mais de 1.000% do programado. Cidadão de Mato Grosso que nos acompanha pela TV Senado, E as outras promessas?

4 Na eleição, o nosso governador prometeu a construção de 120 UPAs em quatro anos. E o que saiu do papel? Infelizmente, menos da metade: apenas 11 delas estão em atividade. Prometeu também Levar o Samu s para os 141 municípios a informação da própria Secretaria de Saúde é que hoje o estado tem não mais que 56 veículos de SAMU, em apenas quatro regiões. Garantiu que iria Implantar o hospital estadual da criança Não fez absolutamente nada para isso. Assegurou aos mato grossenses que iria "Fortalecer a rede de hospitais regionais ao invés disso, privatizou os hospitais regionais entregando os nas mãos das OSS. Aqui, o governador realmente extrapolou: o Tribunal de Contas do Estado descobriu ainda que o governo pagou mais de R$ 10 milhões a essas organizações sociais valor muito maior que o que repassa aos municípios que ainda tentam manter públicos os seus respectivos hospitais regionais. E mesmo com tanto dinheiro, essas organizações pseudo sociais não prestaram os serviços hospitalares à população. Os dados constam do relatório do Tribunal de Contas do Estado que apontou o número inacreditável de 134 irregularidades no Fundo Estadual de Saúde, muitas delas consideradas gravíssimas. O problema da privatização, do jeitinho, por meio dessas ditas organizações sociais é tão grave que um novo relatório deve sair nos próximos dias, analisando exclusivamente esse caso de mau uso do dinheiro público. Mas o governador também disse que ia Colocar em funcionamento o hospital metropolitano de Várzea Grande Ao invés de ativar o hospital, resolveu privatizá lo por meio de uma dessas organizações sociais ; Isso mostra que governador não entrega aos prefeitos os recursos do SUS que devem, por lei, ser aplicados por eles na manutenção da saúde pública. Mas não tem qualquer dúvida na hora de pagar a entidades privadas valores muito acima dos que paga aos próprios Municípios e que sequer são aplicados na prestação do serviço público que foi contratado. Senhores senadores, senhoras senadoras,

5 Nesse quadro tão difícil, é muito triste constatar que os erros de gestão, as prioridades erradas, as promessas não cumpridas, a corrupção... Tudo isso vai minando os poucos recursos que o Estado de Mato Grosso investe na saúde da nossa gente, e vão trazendo desalento à população, que passa a desacreditar nas instituições. Se temos dinheiro para conceder generosos incentivos fiscais às grandes empresas; para o luxo de reconstruir um estádio para a Copa do Mundo... Se também temos dinheiro para encher Cuiabá de obras de transporte e pavimentação destinadas a melhor receber a Copa do Mundo (pelo último levantamento do Tribunal de Contas do Estado, o valor dessas obras era superior a um bilhão e oitocentos milhões de reais)... Por que o atendimento no posto de saúde, na emergência, nos hospitais, vai cada vez pior? Até quando continuaremos sendo cúmplices desse tratamento desigual na assistência de saúde do nosso povo? Até quando assistiremos a desumana condição a que está relegado o cidadão que necessita do amparo governamental? Senhor governador: Saúde pública se faz com boa gestão, com seriedade, não com jeitinho. Obrigado!

Panorama da Radioterapia no Brasil

Panorama da Radioterapia no Brasil Panorama da Radioterapia no Brasil Robson Ferrigno Presidente da Sociedade Brasileira de Radioterapia A radioterapia é definida como a especialidade médica que utiliza radiação ionizante para tratar e

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

PRONUNCIAMENTO SOBRE LOGÍSTICA DE TRANSPORTES

PRONUNCIAMENTO SOBRE LOGÍSTICA DE TRANSPORTES PRONUNCIAMENTO SOBRE LOGÍSTICA DE TRANSPORTES Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Senadores, Amigos que nos assistem e nos ouvem pela Rádio Senado e pela TV Senado Há poucos dias, um fato foi amplamente

Leia mais

Discurso: Avaliação dos resultados das políticas públicas de educação em MT

Discurso: Avaliação dos resultados das políticas públicas de educação em MT Discurso: Avaliação dos resultados das políticas públicas de educação em MT Senhor presidente, Senhores e senhoras senadoras, Amigos que nos acompanham pela agência Senado e redes sociais, Hoje, ocupo

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

DO SENADOR PEDRO TAQUES (PDT MT) Senhoras Senadoras e Senhores Senadores,

DO SENADOR PEDRO TAQUES (PDT MT) Senhoras Senadoras e Senhores Senadores, DO SENADOR PEDRO TAQUES (PDT MT) Senhor Presidente, Senhoras Senadoras e Senhores Senadores, cidadãos brasileiros que nos ouvem pelos veículos de comunicação do Senado Federal, No dia dezoito de março

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 37, DE 2015

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 37, DE 2015 PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº 37, DE 2015 Propõe que a Comissão de Fiscalização e Controle, com o auxílio do Tribunal de Contas da União realize ato de fiscalização e controle sobre a aquisição

Leia mais

Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral

Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral Ebserh, a crise dos planos de saúde e o financiamento de campanha eleitoral Gibran Jordão Segundo dados do próprio Tribunal superior Eleitoral (TSE), as empresas de Plano de Saúde privado doaram nas eleições

Leia mais

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE DIREITOS HUMANOS - SAÚDE PÚBLICA

PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE DIREITOS HUMANOS - SAÚDE PÚBLICA PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE DIREITOS HUMANOS - SAÚDE PÚBLICA Representante: De ofício Representados: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo- Superintendente e Provedor, e Secretaria Estadual

Leia mais

SAÚDE PÚBLICA: CAOS. Senhor Presidente,

SAÚDE PÚBLICA: CAOS. Senhor Presidente, Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 18/12/2013. SAÚDE PÚBLICA: CAOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Quem dormiu tranquilo na última sextafeira

Leia mais

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF

Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF Discurso da Presidenta da República, Dilma Rousseff, durante cerimônia lançamento do Marco Regulatório da Mineração - Brasília/DF Deputado André Vargas, presidente em exercício da Câmara dos Deputados.

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

Ninguém nasce em Poá

Ninguém nasce em Poá Ninguém nasce em Poá Jane Pinto Souza, mãe de duas filhas, que teve que realizar seus partos fora de Poá, em frente ao hospital municipal da cidade Jane Pinto Souza, moradora de Poá, cidade da região metropolitana

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comissão de Fiscalização Financeira e Controle CFFC REQUERIMENTO Nº, DE 2014 (do Sr. Fernando Francischini) Requer a realização de visita técnica de membros desta Comissão ao Ministério da Integração Nacional a fim de questionar o valor repassado pelo Governo

Leia mais

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32

NOTA DA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL - Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão Viernes 30 de Septiembre de 2011 17:32 There are no translations available. PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL Perguntas e Respostas sobre o processo de concessão A concessão Por que o governo resolveu fazer a concessão? Nos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

86 I Poderes em Revista

86 I Poderes em Revista Fotos: Divulgação O milagre das Santas Casas 86 I Poderes em Revista Criança em atendimento: risco na qualidade do serviço Responsáveis por 51% da assistência prestada pelo SUS, instituições sofrem com

Leia mais

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7

Sumário. Introdução - O novo hábito... 1. Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3. Sobre o vocabulário... 4. Benefícios... 7 Sumário Introdução - O novo hábito... 1 Capítulo 1 - Pra que serve tudo isso?... 3 Sobre o vocabulário... 4 Benefícios... 7 Perguntas Frequentes sobre o Orçamento Doméstico... 10 Capítulo 2 - Partindo

Leia mais

Produzido para você por: Clube Monetizar

Produzido para você por: Clube Monetizar Produzido para você por: Clube Monetizar Publicado por: Wanderson Bessa Copyright 2016 Clube Monetizar Todos os Direitos Reservados. Este conteúdo só pode ser compartilhado com os créditos e direitos do

Leia mais

EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais

EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA (ABP), associação civil sem fins lucrativos

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 101 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Cartilha do Orçamento Público

Cartilha do Orçamento Público Cartilha do Orçamento Público O QUE É O ORÇAMENTO? Nós cidadãos comuns, ganhamos e também gastamos dinheiro. Podemos receber dinheiro de uma ou várias fontes: salário, aluguel de imóveis, prestação de

Leia mais

FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS. LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA

FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS. LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA FINANCIAMENTO NO PNE E OS DESAFIOS DOS MUNICÍPIOS LUIZ ARAÚJO Doutor em Educação Professor da Universidade de Brasília Diretor da FINEDUCA O QUE ESTÁ EM JOGO? Em todo debate sobre financiamento educacional

Leia mais

AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL. Senhor Presidente, notícias UOL publicou uma reportagem evidenciando as

AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL. Senhor Presidente, notícias UOL publicou uma reportagem evidenciando as ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 23/10/2013. AS DISTORÇÕES DA SAÚDE NO BRASIL Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, No último dia 17, quinta-feira,

Leia mais

Câmara Municipal de São Paulo

Câmara Municipal de São Paulo DISCURSO PROFERIDO PELO VEREADOR NATALINI NA 126ª SESSÃO ORDINARIA, REALIZADA EM 24/03/10 GRANDE EXPEDIENTE O SR. NATALINI (PSDB) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Vereadores, telespectadores da TV Câmara

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador EDUARDO AMORIM I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, ao Diversos nº 42, de 1997 (Aviso nº 461-SGS-TCU, de 24 de julho de 1997, na origem), que encaminha ao Senado Federal cópia de Decisão adotada pelo

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado de Rondônia

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República no Estado de Rondônia Procuradoria da República no Estado de Rondônia RECOMENDAÇÃO N 001/12/4º OFÍCIO/5ª CCR/PR-RO CONSIDERANDO os termos da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que dispõe sobre as condições para a promoção,

Leia mais

Discurso Copa 2014. Senhoras Senadoras, Senhores Senadores. Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado

Discurso Copa 2014. Senhoras Senadoras, Senhores Senadores. Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado 1 Discurso Copa 2014 Senhor presidente, Senhoras Senadoras, Senhores Senadores Amigos que nos acompanham pelas redes sociais e pela Agência Senado Promessas são como juramentos. A beleza da promessa está

Leia mais

OBRIGATORIEDADE DA EXIGÊNCIA DA CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS NAS LICITAÇÕES

OBRIGATORIEDADE DA EXIGÊNCIA DA CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS NAS LICITAÇÕES OBRIGATORIEDADE DA EXIGÊNCIA DA CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS NAS LICITAÇÕES A Lei 8.666/93 foi alterada em 11 de julho de 2011 (artigos 27 e 29), pela Lei 12.440, sendo implementada a exigência

Leia mais

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados.

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. 1 O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Gostaria de falar um pouco sobre o Dia Mundial da Saúde, criado pela

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira

MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do. Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira O SR. JOSÉ ANTÔNIO ROSA (PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ) Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal, Doutor Professor Gilmar Ferreira Mendes, na pessoa de quem cumprimento todos

Leia mais

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver SESSÃO: 255-S0 DATA: 27/08/15 FL: 1 DE 5 O SR. TONINHO VESPOLI (PSOL) - Boa tarde novamente a todos e a todas. Sempre estou tranquilo nesta Casa, mas aqui temos posição política. Eu fico admirado de ver

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06

RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 RESOLUÇÃO NORMATIVA 003/06 Dispõe sobre a criação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O DO ESTADO DE GOIÁS, no uso de suas atribuições legais e constitucionais; Considerando que

Leia mais

ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL)

ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL) ROBERTO REQUIÃO 15 GOVERNADOR COLIGAÇÃO PARANÁ COM GOVERNO (PMDB/PV/PPL) PROPOSTAS PARA SAÚDE Temos plena convicção de que uma ambulância com destino à capital não pode ser considerada como um tratamento

Leia mais

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS A reportagem veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo, no domingo (04/01), trouxe à tona um drama que assola

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 52 Discurso por ocasião da inauguração

Leia mais

A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL. (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF)

A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL. (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF) A QUESTÃO DA SAÚDE NO DISTRITO FEDERAL (Documento elaborado pelo CEBES do Distrito Federal) Dossiê Corrupção na Saúde (Núcleo DF) O texto traça um breve histórico sobre a reforma sanitária no Brasil e

Leia mais

Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos

Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos Modelo concede flexibilidade a hospitais públicos Servidores continuariam a ser admitidos por concurso, mas passariam a ser regidos pela CLT, por exemplo Karine Rodrigues, RIO O Estado de S. Paulo, 31

Leia mais

RELATÓRIO DE AUDITORIA CONTAS ANUAIS DE GESTÃO - 2011 INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE

RELATÓRIO DE AUDITORIA CONTAS ANUAIS DE GESTÃO - 2011 INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE Fls.:366 RELATÓRIO DE AUDITORIA CONTAS ANUAIS DE GESTÃO - 2011 INSTITUTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DE PROCESSO N.º : 14248-4/2011 PRINCIPAL COTRIGUAÇU PREVI-COTRI MUNICÍPIO DE COTRIGUAÇU

Leia mais

Encontro tele.sintese 42

Encontro tele.sintese 42 Encontro tele.sintese 42 A reversibilidade e ampliac a o da concessa o para banda larga, uma contradic a o? Fim da concessa o e so servic o privado, uma sai da? Renata Mielli Secretária Geral do Fórum

Leia mais

Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde

Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde Planejamento e financiamento para a qualificação das ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica à Saúde Introdução O Município Y tem uma população de aproximadamente 3 milhões de habitantes. A Secretaria

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 CONSÓRCIO PÚBLICO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO NORTE PIONEIRO RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro -, no uso de suas

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE

AVALIAÇÃO DO GOVERNO DESEMPENHO PESSOAL DA PRESIDENTE Resultados da 127ª Pesquisa CNT/MDA Brasília, 23/03/2015 A 127ª Pesquisa CNT/MDA, realizada de 16 a 19 de março de 2015 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), mostra a avaliação dos

Leia mais

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde.

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde. O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA EM SANTA CATARINA Fevereiro/2013 SUS S O SUS é um SISTEMA, um conjunto de unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação

Leia mais

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015

C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 C L I P P I N G DATA: 09.12.2015 DESTAQUE: Empresários protestam contra o projeto que prevê fim do PIS/Cofins Para o setor produtivo, haverá, na prática, aumento de tributo. Governo afirma que proposta

Leia mais

TEORIA DA FIRMA Custos de Produção

TEORIA DA FIRMA Custos de Produção Referencia bibliográfica (básica) Economia - Administração VASCONCELOS, M. A. S. E. GARCIA, M. Fundamentos da Economia. São Paulo: Saraiva, 2004. Capitulo 6 Páginas 69 à 92 Alunos: TEORIA DA FIRMA Custos

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE - CFFC

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE - CFFC CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE - CFFC REQUERIMENTO Nº /2015 (Do Sr. Delegado Waldir) Solicita realização de Audiência Pública para discussão do tema: falta de vagas

Leia mais

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos

Banco Mundial. Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Banco Mundial Capacitação em Gestão de Convênios e Projetos Versão: Agosto/2011 O QUE É O PROGRAMA PRODUZIR? O PRODUZIR é um programa do Governo do Estado da Bahia, coordenado pela CAR - Companhia de Desenvolvimento

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O BANCO CENTRAL DO BRASIL

REFLEXÕES SOBRE O BANCO CENTRAL DO BRASIL REFLEXÕES SOBRE O BANCO CENTRAL DO BRASIL Cláudio Jaloretto Versão preliminar Dez/2015 Pico Della Mirandola em seu Oratio de Hominis Dignitate dizia que o homem traz em seu gene duas espécies de vida:

Leia mais

00.035.096/0001-23 242 - - - SP

00.035.096/0001-23 242 - - - SP PAGINA 1 O CARÁTER CRISTÃO 7. O CRISTÃO DEVE TER UMA FÉ OPERANTE (Hebreus 11.1-3) Um leitor menos avisado, ao ler o texto pode chegar à conclusão de que a fé cria coisas pelas quais esperamos. A fé não

Leia mais

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N DE 2013 (Dos Srs. Vanderlei Macris e Carlos Sampaio)

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N DE 2013 (Dos Srs. Vanderlei Macris e Carlos Sampaio) COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES REQUERIMENTO N DE 2013 (Dos Srs. Vanderlei Macris e Carlos Sampaio) Solicitam seja convocado o Ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Wellington

Leia mais

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO...

PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO. FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... CADÊ O BRASIL RICO? FICA DO OUTRO LADO DESSE ESPELHO. DESTE LADO, POUCO DINHEIRO NO BOLSO... PARECE IGUAL... MAS, DO OUTRO LADO, É O BRASIL QUE DÁ CERTO.... E AQUI, DINHEIRO SOBRANDO NO FIM DO MÊS. DESTE

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 007/2009

NOTA TÉCNICA Nº 007/2009 NOTA TÉCNICA Nº 007/2009 Brasília, 14 de abril de 2009. ÁREA: Jurídico TÍTULO: Proposta de alterações nas regras para pagamento de precatórios. REFERÊNCIA(S): art. 100 da Constituição Federal de 1988;

Leia mais

MUNICÍPIO DE DOURADOS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. REVOGADA PELA LEI Nº 3.548, DE 13.04.2012

MUNICÍPIO DE DOURADOS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL. REVOGADA PELA LEI Nº 3.548, DE 13.04.2012 REVOGADA PELA LEI Nº 3.548, DE 13.04.2012 LEI N 2.295 DE 19 DE OUTUBRO DE 1999. Dispõe sobre o Incentivo Fiscal para a cultura, cria o Fundo Municipal da Cultura - FMC no Município de Dourados - MS e dá

Leia mais

Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública.

Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública. Discussão Jurídica dos Direitos Humanos no âmbito da Saúde Pública. Caroline Apª. Lasso Galhardo, 2º termo E Direito. Professor orientador: Cláudio José Palma Sanchez Resumo: A calamidade da saúde pública

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE: DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS

ATENDIMENTO AO CLIENTE: DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS DIFERENCIE-SE DA CONCORRÊNCIA E VENDA MAIS Visa a ampliar a visão de empresários quanto à necessidade de aperfeiçoar o atendimento a clientes como forma de construir

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE CANTAGALO Secretaria Municipal de Governo e Planejamento

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE CANTAGALO Secretaria Municipal de Governo e Planejamento 1 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL GUIA PRÁTICO PARA O CIDADÃO O que é a LRF? A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ou Lei Complementar nº 101, é o principal instrumento regulador das contas públicas no

Leia mais

Sistema de Ouvidoria em Saúde Pública do Estado

Sistema de Ouvidoria em Saúde Pública do Estado No Ceará, as queixas de quem procura o sistema de saúde são atendidas, encaminhadas e respondidas, ajudando a melhorar os serviços SAÚDE Sistema de Ouvidoria em Saúde Pública do Estado (ESTADO DO CEARÁ)

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Discurso na cerimónia de assinatura

Leia mais

*8D22119A17* 8D22119A17

*8D22119A17* 8D22119A17 Senhor Presidente, Sras. e Srs. Deputados, sabemos que o poder de transformação ocorre graças à educação e cultura, principalmente, através dos ensinamentos entre as gerações, passados no âmbito familiar

Leia mais

PARECER Nº 6906/2015. tms Pagina 1 de 9

PARECER Nº 6906/2015. tms Pagina 1 de 9 PROCESSO Nº UNIDADE GESTORA : : 1513-0/2014 (AUTOS DIGITAIS) FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDENCIA SOCIAL DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃOZINHO ASSUNTO : CONTAS ANUAIS DE GESTÃO EXERCÍCIO DE 2014 GESTOR

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES COMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A Comissão de Política Geral reuniu no dia 11 de junho de 2014, na delegação de Ponta Delgada da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a fim de apreciar, relatar e dar parecer

Leia mais

CONTAS À VISTA Um ano depois, fica a pergunta: quem pagou a conta dos protestos de junho?

CONTAS À VISTA Um ano depois, fica a pergunta: quem pagou a conta dos protestos de junho? CONTAS À VISTA Um ano depois, fica a pergunta: quem pagou a conta dos protestos de junho? 1 de julho de 2014, 8h02 Por José Mauricio Conti Não, não me refiro às vidraças quebradas e outros vandalismos.

Leia mais

6HPLQiULR 6LVWHPD)LQDQFHLURGH+DELWDomR6)+ 3UREOHPDVH3URSRVWDVGH6ROXomRHP'HEDWH 'DWD

6HPLQiULR 6LVWHPD)LQDQFHLURGH+DELWDomR6)+ 3UREOHPDVH3URSRVWDVGH6ROXomRHP'HEDWH 'DWD 6HPLQiULR 6LVWHPD)LQDQFHLURGH+DELWDomR6)+ 3UREOHPDVH3URSRVWDVGH6ROXomRHP'HEDWH 'DWD 26LVWHPD)LQDQFHLURGH+DELWDomRQDDWXDOLGDGHAnálise técnica de várias possibilidades de financiamento imobiliário - TEOTÔNIO

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Institui o Programa Nacional de Incentivo à Educação Escolar Básica Gratuita (PRONIE). O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Programa Nacional de

Leia mais

COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE REQUERIMENTO Nº, DE 2015 (Do Sr. Elizeu Dionizio e Bruno Araújo)

COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE REQUERIMENTO Nº, DE 2015 (Do Sr. Elizeu Dionizio e Bruno Araújo) COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE REQUERIMENTO Nº, DE 2015 (Do Sr. Elizeu Dionizio e Bruno Araújo) Solicita seja convocado o Ministro de Estado da Pesca e Aquicultura, Senhor Helder Barbalho,

Leia mais

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP

Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Número: 00190.010346/2010-14 Unidade Examinada: Município de Avanhandava/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010346/2010-14 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.311, de 31 de dezembro de 2012

Instrução Normativa RFB nº 1.311, de 31 de dezembro de 2012 Instrução Normativa RFB nº 1.311, de 31 de dezembro de 2012 DOU de 31.12.2012 Altera a Instrução Normativa RFB nº 1.131, de 21 de fevereiro de 2011, que dispõe sobre os procedimentos a serem adotados para

Leia mais

EM PONTOS: vale a pena planejar

EM PONTOS: vale a pena planejar NO NEGÓCIO TEXTO DE MARCELO CASAGRANDE 5 EM PONTOS: vale a pena planejar A Gestão&Negócios reuniu cinco importantes motivos pelos quais o planejamento financeiro é fundamental para uma empresa. Saber o

Leia mais

VOCÊ SABIA? Isso significa transferir toda a saúde estadual para as Organizações Sociais de Saúde (OSS).

VOCÊ SABIA? Isso significa transferir toda a saúde estadual para as Organizações Sociais de Saúde (OSS). VOCÊ SABIA? O Governo Serra quer aprovar o Projeto de Lei Complementar 62/08. Isso significa transferir toda a saúde estadual para as Organizações Sociais de Saúde (OSS). O SindSaúde-SP, representante

Leia mais

LEI Nº 977, DE 24 DE ABRIL DE 2014.

LEI Nº 977, DE 24 DE ABRIL DE 2014. LEI Nº 977, DE 24 DE ABRIL DE 2014. Regulamenta os serviços funerários no Município de Chapadão do Sul e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Chapadão do Sul, Estado de Mato Grosso do Sul, no

Leia mais

TRATADO DE COOPERAÇÃO EM MATÉRIA DE PATENTES 1

TRATADO DE COOPERAÇÃO EM MATÉRIA DE PATENTES 1 Os Estados contratantes, TRATADO DE COOPERAÇÃO EM MATÉRIA DE PATENTES 1 Desejosos de contribuir para o desenvolvimento da ciência e da tecnologia, Desejosos de aperfeiçoar a proteção legal das invenções,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTO PÚBLICO Atualizado em 16/10/2015 ORÇAMENTO PÚBLICO O orçamento anual da União é composto pelos orçamentos: Fiscal, da Seguridade Social e de Investimento

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016

Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016 Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016 Orçamento e Lei de Responsabilidade Fiscal Patrícia Sibely D Avelar Secretária Municipal de Fazenda de Lagoa Santa FORMAÇÃO Graduada em Ciência Contábeis.

Leia mais

O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE

O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE O PONTO ELETRÔNICO EM XEQUE O velho relógio de ponto parecia destinado aos escaninhos da história. Sujeito à deturpação de toda a ordem, de um lado e de outro, era causa de infindáveis litígios entre empregados

Leia mais

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos

Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Geração Graças Peça: Os Cofrinhos Autora: Tell Aragão Personagens: Voz - não aparece mendigo/pessoa Nervosa/Ladrão faz os três personagens Menina 1 Menina 2 Voz: Era uma vez, duas irmãs que ganharam dois

Leia mais

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma

Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Exclusivo: Secretária de Gestão do MPOG fala sobre expectativas do Governo Dilma Entrevista, Ministério do Planejamento domingo, 6 de novembro de 2011 Carlos Bafutto O SOS Concurseiro discutiu, com exclusividade,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 30 Discurso na inauguração da nova

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Brasil vive "epidemia descontrolada" de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda

Brasil vive epidemia descontrolada de Aids, diz presidente do Grupo Pela Vidda http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/06/08/brasil-vive-epidemiadescontrolada-de-aids-diz-presidente-do-grupo-pela-vidda.htm 08/06/201207h00 Brasil vive "epidemia descontrolada"

Leia mais

ANÁLISE DA DEFESA DO RELATÓRIO DE AUDITORIA DAS CONTAS ANUAIS DE GESTÃO DO FUNDO DE APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO - FUNAMP

ANÁLISE DA DEFESA DO RELATÓRIO DE AUDITORIA DAS CONTAS ANUAIS DE GESTÃO DO FUNDO DE APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO - FUNAMP ANÁLISE DA DEFESA DO RELATÓRIO DE AUDITORIA DAS CONTAS ANUAIS DE GESTÃO DO FUNDO DE APOIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO - FUNAMP PROCESSO n : 12.788-4/2012 PRINCIPAL : Fundo de Apoio do

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T14 BHG (BHGR3 BZ) 27 de março de 2015. Luiz Felipe de Sá:

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T14 BHG (BHGR3 BZ) 27 de março de 2015. Luiz Felipe de Sá: Bom dia, senhoras e senhores. Sejam bem-vindos à teleconferência dos resultados referentes ao 4T14 da BHG S.A. Brazil Hospitality Group. Hoje temos a presença do Sr. Eduardo de Salles Bartolomeo, CEO,

Leia mais

TÉCNICAS DE AUDITORIA NOS TRABALHOS DE CAMPO

TÉCNICAS DE AUDITORIA NOS TRABALHOS DE CAMPO INDEPENDÊNCIA, OBJETIVIDADE E IMPARCIALIDADE A credibilidade da auditoria no setor público baseia-se na objetividade dos auditores no cumprimento de suas responsabilidades profissionais. A objetividade

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA DIRETORIA DE COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO COMITÊ DE ENTIDADES PÚBLICAS NO COMBATE À FOME E PELA VIDA

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA DIRETORIA DE COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO COMITÊ DE ENTIDADES PÚBLICAS NO COMBATE À FOME E PELA VIDA Z:\COEP\AMELIA\Pesquisa IPEA\Pesquisa Ipea.doc 1 IpeA INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA DIRETORIA DE COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO COEP COMITÊ DE ENTIDADES PÚBLICAS NO COMBATE À FOME E PELA VIDA

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE) Bom-dia, Excelentíssimo. Senhor Ministro-Presidente, bom-dia aos demais integrantes

DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE) Bom-dia, Excelentíssimo. Senhor Ministro-Presidente, bom-dia aos demais integrantes O SR. FRANCISCO BATISTA JÚNIOR (PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE) Bom-dia, Excelentíssimo Senhor Ministro-Presidente, bom-dia aos demais integrantes da nossa Mesa que, neste momento, estão dividindo

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo. Apelação nº 0198645-79.2011.8.26.0100 - São Paulo - VOTO Nº 4/9. fls. 4

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo. Apelação nº 0198645-79.2011.8.26.0100 - São Paulo - VOTO Nº 4/9. fls. 4 fls. 4 da cláusula porque realizado somente por ocasião da apelação, No recurso a autora passou a dizer que o pedido de indenização por danos morais é motivado pela privação da coisa, enquanto na inicial

Leia mais

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015 DESTINATÁRIO (S): ASSUNTO: Aos Senhores Magistrados e Servidores das Varas com competência Criminal, Juizado Especial Criminal e de Execução de Penas e Medidas Alternativas Instrução Normativa Conjunta

Leia mais

Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real

Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real Veículo: Bahia Negócios Data: 28/05/14 Estudo aponta que o salário mínimo aumentou 1.019,2% em 20 anos de Plano Real Em 1994, quando foi instituído o Plano Real, o salário mínimo custava R$ 64,79. Passados

Leia mais

O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA:

O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA: O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E A FIDELIDADE PARTIDÁRIA: RETORNO À EMENDA N 1/69? Por Francisco de Guimaraens 1 Introdução O presente ensaio tem por finalidade analisar criticamente os principais aspectos jurídicos

Leia mais

GUERRA FISCAL: SÃO PAULO E ESPÍRITO SANTO ICMS - IMPORTAÇÃO

GUERRA FISCAL: SÃO PAULO E ESPÍRITO SANTO ICMS - IMPORTAÇÃO GUERRA FISCAL: SÃO PAULO E ESPÍRITO SANTO ICMS - IMPORTAÇÃO Fábio Tadeu Ramos Fernandes ftramos@almeidalaw.com.br Ana Cândida Piccino Sgavioli acsgavioli@almeidalaw.com.br I INTRODUÇÃO Desde a década de

Leia mais

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental

2º CONCURSO DE REDAÇÃO CAMPANHA: ELEIÇÕES LIMPAS PELO VOTO LIVRE E CONSCIENTE. CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental CATEGORIA I 5ª e 6ª Série do Ensino Fundamental Tema: Voto livre e consciente, escolha que liberta 1º LUGAR: IZABEL ALINE DE ARAÚJO MATOS 6ª Série Educandário Madre Paulina Título (facultativo): A importância

Leia mais

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida

COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS. Fernando Carlos Almeida COMPETÊNCIAS E DESAFIOS DO SECRETÁRIO DE FINANÇAS Fernando Carlos Almeida A QUESTÃO Quais os compromissos do Secretário Municipal de Finanças com a gestão financeira moderna e responsável, com a execução

Leia mais