Informe SOCEGO. Publicação Oficial da Associação Cearense de Ginecologia e Obstetrícia Nº 192 abril/maio/junho de 2011

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informe SOCEGO. Publicação Oficial da Associação Cearense de Ginecologia e Obstetrícia Nº 192 abril/maio/junho de 2011"

Transcrição

1 Informe SOCEGO Publicação Oficial da Associação Cearense de Ginecologia e Obstetrícia Nº 192 abril/maio/junho de 2011 SOCEGO SOCEGO

2 2 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. Homenagem Prof. Dr. Helvécio Neves Feitosa É um homem de hábitos simples nascido na região dos Inhamuns, no município de Parambu em 29/11/1957. É o décimo sétimo filho de Pedro Alves Feitosa e Vale, agricultor, e Otacília Neves de Araújo, dona de casa. Iniciou seus estudos na fazenda Olho d água em Parambu aos sete anos de idade e posteriormente no Colégio Municipal da mesma cidade. Prestou exame de admissão no município de Tauá onde cursou o ginasial. Fez o científico em Fortaleza, tendo estudado no Liceu Ceará e Colégio Castelo. Em 1977 ingressou no curso de medicina da Universidade Federal do Ceará que foi concluído em Fez residência médica em ginecologia e obstetrícia no Hospital César Cals em Fortaleza no período de 1983 a Foi aprovado em 1985 na prova para o título de especialista em ginecologia e obstetrícia (TEGO). Em 1989 iniciou curso de pós-graduação na Escola Paulista de Medicina, onde apresentou tese de mestrado e doutorado no período de 1989 a Foi presidente da Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia no período de , e posteriormente presidiu a Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Norte e Nordeste entre 1996 e 1998, e também o Congresso Norte e Nordeste da especialidade em 1998, em Fortaleza. É conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Ceará desde 1998 até hoje, tendo sido vice-presidente e da entidade no período de 2003 a É médico do serviço de obstetrícia do Hospital Geral de Fortaleza desde 1985, aprovado em concurso público, sendo também preceptor da residência médica. É médico legista do Instituto de Medicina Legal de Fortaleza desde 2007, aprovado em concurso público. É professor do curso de medicina da Universidade de Fortaleza desde Helvécio é uma pessoa inteligente e sábia que construiu amigos e venceu obstáculos. Exerce sua profissão com bastante zelo e determinação, fazendo dela um verdadeiro sacerdócio. Tem na responsabilidade e no respeito à dignidade humana como seus pontos fortes. Estuda diariamente buscando sempre o conhecimento e o aprimoramento do saber. Sua força vem de sua imensa capacidade e de uma vontade indomável. Exerce como ninguém a não violência, odeia privilégios e monopólios. Acredita que há lugar para todos. Sua maior satisfação e vocação está em transmitir e compartilhar com seus alunos e residentes seus conhecimentos, baseados nos princípios da ética e da moral. Sempre faz o melhor que pode em tudo que se dedica, e a sua persistência é o segredo do sucesso. A paz é o seu caminho. É paciente, espera o momento certo de fazer ou dizer as coisas sem criar nenhum tipo de rejeição. É sereno diante das dificuldades, tem a calma necessária para solucionar situações das mais adversas. É otimista, mesmo sabendo que o futuro é incerto. Age sempre com equilíbrio e ponderação. No âmbito familiar, é dedicação total, filho eternamente grato e atencioso, irmão e amigo para todos os momentos, pai extremamente carinhoso e responsável, esposo presente e amigo. É uma pessoa admirável. Ieda Ma Silveira Diógenes Feitosa. A Clínica CONCEPTUS é um conceituado Centro de Reprodução Humana. Fundada em 1998, domina todas as técnicas de Reprodução Assistida. Compartilhe conosco a alegria de realizar sonhos. Equipe médica: Dr. Marcelo Rocha CRM: 1266 Dr. Oswaldo Dias CRM: 2846 Dra. Marjorie Mota CRM: 4667 Dr. Marcelo Cavalcante CRM: 6876 Dr. Marcelo Gondim Rocha CRM: 9360 Dra. Ivana Pontes Dias CRM: Rua Coronel Linhares, nº 950 Sala Aldeota Fortaleza-CE Fone: (85)

3 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. 3 Palavra da Presidente Caros colegas ginecologistas e obstetras do Ceará, estamos na reta final de nossa gestão. Neste momento, invade-me o sentimento do dever cumprido, por saber que dediquei muito de meu tempo cuidando dos interesses da SOCEGO e da nossa especialidade no Ceará. Mas valeu a pena, pois muito aprendi como médica e cidadã. A nossa Associação vivencia um momento de grande pujança e é chegada a hora de fazermos um balanço das atividades desenvolvidas e prestarmos contas de nossas ações. Primeiramente é necessário registrar que essa é uma obra coletiva, da diretoria atual e de todas as que nos antecederam. Cada diretoria, a seu tempo, deu a sua contribuição para o desenvolvimento da SOCEGO, permitindo que esta cumprisse cada vez mais com os seus reais objetivos de buscar estratégias para a melhoria da saúde da mulher. Nestes três anos procuramos fazer uma administração transparente, independente e dinâmica, dando oportunidade a todos os que se dispuseram a contribuir para o engrandecimento da nossa Associação, tendo sido ponto de honra para nós a descentralização e democratização destas ações. A SOCEGO passou por várias mudanças nestes últimos anos e ultrapassamos alguns marcos anteriormente atingidos, tais como: o número de associados nas educações continuadas realizadas mensalmente, sempre com palestrantes de renome, abordando temas atualizados e baseados em evidências científicas; a quantidade de Expediente Comissão Editorial José Aluízio da Silva Soares (Presidente) Gilda Maria Leite de Araújo Juarez de Souza Carvalho Antônio Edson Almeida Liduína Albuquerque Rocha de Souza Apoio dos Socegados à Comissão Editorial Cristina Helena Forte Batista Fernando Amaral de Paula Pessoa Diretoria 2008/2011 Presidente: Gilda Maria Leite de Araújo eventos realizados em parcerias com outras entidades médicas ou públicas; realizando a maior jornada da nossa história e realizaremos este ano o I Congresso Cearense de Ginecologia e Obstetrícia, colocando este evento em um novo patamar; aumentamos e disponibilizamos diversos meios de Muito já foi feito, mas o trabalho não pode parar, é preciso avançar sempre, melhorar continuamente. Portanto, é muito importante que cada associado exerça o seu direito de votar, para pormos em prática a democracia em nossa associação. comunicação entre o associado e a associação; fizemos quatro jornadas no interior do estado (Tianguá, Sobral, Iguatu e Juazeiro do Norte) em uma única gestão, e por fim quebramos o recorde do número de tocoginecologista que associaram-se nestes últimos três anos, passando de 680 para 1008 associados. Vice-presidente: Francisco Herlânio Costa Carvalho 1º Secretário: Flávio Lúcio Pontes Ibiapina 2º Secretário: Antônio Edson Almeida Diretor Financeiro: Antônio Eliézer Arraes Mota Filho Diretora de Ética e Defesa Profissional: Joana Adalgisa F. M. Andrade 1º Suplente: Lucíola Campos Lavor 2º Suplente: Rosana Pereira Sá Busgaib Criamos ainda uma seccional em Iguatu, alugamos uma sede para a seccional de Sobral e restabelecemos os repasses para as antigas seccionais de Sobral e Juazeiro do Norte. Além disso, todos os eventos realizados foram gratuitos para os sócios quites, e fizemos a aquisição de nova sala com garagem para a sede administrativa da SOCEGO, duplicamos e modernizamos o nosso auditório, com lugar para cadeirantes e com instalação de equipamentos que permitem teleconferência. Muito já foi feito, mas o trabalho não pode parar, é preciso avançar sempre, melhorar continuamente. Portanto, é muito importante que cada associado exerça o seu direito de votar, para pormos em prática a democracia em nossa associação. SOCEGO e paz no coração de todos vocês, Gilda Leite Informativo trimestral, contendo artigos, entrevistas e matérias sobre a SOCEGO. Conselho Fiscal: Helvécio Neves Feitosa, Arnaldo Afonso Alves de Carvalho, Francisco Edson de Lucena Feitosa Diretores Seccionais Gláucia Valéria Rezende de Brito ( Juazeiro do Norte) Emmanuel Filizola Cavalcante (Sobral) Joab Soares de Lima (Iguatu) Fundador 1º Informe SOCEGO Francisco João da Silva Jornalista Responsável: Fred Miranda Projeto Gráfico e Diagramação: Júlio Amadeu e Fred Miranda Impressão: Expressão Gráfica Tiragem: 800 exemplares Os artigos publicados representam essencialmente os pontos de vista dos autores e não, obrigatoriamente, o ponto de vista da Diretoria da SOCEGO.

4 4 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. ENTREVISTA Dr. Francisco José Costa Eleutério Temos a grata satisfação de entrevistar um associado que é o protótipo do profissional que, de exemplar plantonista na reconhecida Maternidade João Moreira, ascendeu a posição de Mestre de várias gerações de médicos. Pergunta: Sua vida sempre esteve vinculada à formação dos especialistas em Ginecologia e Obstetrícia(G.O) Como o senhor analisa o número exagerado da criação de escolas médicas para o exercício desses profissionais? Resposta: No Ceará, as cinco escolas de medicina formam em torno de 530 médicos por ano. Há que ser lembrado que nos últimos dez anos, quatro escolas surgiram, sendo que três delas oriundas da iniciativa privada. No Brasil contamos hoje com 181 escolas de medicina. Ostentamos o segundo lugar no ranking dos países com maior número de faculdades de medicina. Perdemos apenas para a Índia. Convenhamos, um despropósito! Uma preocupação advinda deste exagerado número de escolas é que tipo de profissional está sendo colocado no mercado. Devemos exigir sem receios, qualidade e não quantidade: médicos humanitários e com apurado senso de responsabilidade social. Não meros técnicos com diplomas de médico. Pergunta: Complementando a pergunta anterior, a evolução surpreendentemente rápida da tecnologia, não separa médicos em níveis diferentes de conhecimento? Resposta: Vivemos em plena era do conhecimento, um passo além da era da informação. A Medicina como ciência e arte continua absorvendo com sofreguidão os avanços tecnológicos. Assim, os novos profissionais devem receber conhecimentos técnicos atualizados, mas sem nunca perderem de vista o lado humanístico inerente à arte de cuidar do outro. Podemos vislumbrar médicos com muita ciência e pouca arte (algo temerário), com muita arte e pouca ciência (também deplorável) e um pequeno grupo portador de muita ciência e muita arte (mantenedores dos ideais hipocráticos: estes sim indispensáveis). Pergunta: Como especialista destacado na clínica privada, qual sua interpretação nessa fase de uma clientela amarrada aos planos de saúde, seguros ou à medicina de grupos? Resposta: A medicina como profissão liberal encontra-se em seus estertores. No estado mais rico do país - São Paulo - apenas 2% dos médicos vivem exclusivamente de renda auferida de pacientes particulares. No Ceará, tal número deve ser bem mais modesto. O restante sobrevive da parca receita obtida a duras penas da medicina estatal e da famigerada medicina suplementar, em suas várias e similares feições. Cumpre àqueles que reverenciamos a arte de cuidar do outro, terçar armas para reverter tal descalabro. Resignar, não; indignar, sim. Pergunta: O Cooperativismo vem ao encontro das expectativas da classe médica? Resposta: As cooperativas médicas deveriam desempenhar um proeminente papel no desenvolvimento e na justiça social da população. Surgiram, assim, como um sistema aberto, democrático e transparente, cuja essência era a solidariedade. Um de seus propósitos era combater as distorções e excrecências das outras modalidades da medicina suplementar. O caminho percorrido desde seus primórdios no Brasil na década de 60 do século passado mostra avanços nalgumas poucas áreas e um penoso retrocesso em outras. Falta muito nos dias correntes, algo que possa trazer alento para uma clientela desconfiada e exigente, bem como um prestador / cooperado sofrido e mal remunerado. Pergunta: Poderia opinar a respeito da implantação do Sistema Ùnico de Saúde - (SUS) no Ceará, na promoção, prevenção e assistência na qualidade e expectativa de vida da mulher? Resposta: O SUS em suas três décadas de existência, vem contribuindo através da área técnica da saúde da mulher para garantir àquelas que somam 51,4 % da população brasileira políticas de direitos sexuais e reprodutivos. Há muito que ser feito ainda, mas o projeto em si representa um avanço incomensurável nas políticas públicas de saúde do Brasil. Ajustes nas formas de remunerar seus múltiplos prestadores, maior controle nos gastos e por fim, uma justa política de cargos e salários dos servidores da área estão na pauta para um aprimoramento do ambicioso projeto do SUS. Pergunta: Seus comentários finais. Resposta: Nos tormentosos dias de hoje, a despeito das inúmeras mazelas presentes no dia -a- dia do exercício da medicina ainda é meritória a busca de jovens que procuram as escolas médicas na ânsia de auferir conhecimentos que lhes possibilitem ajudar de forma correta e humanizada um seu semelhante. Isto representa um dos motivos pelos quais ainda vislumbra-se uma chance para nossa espécie humana neste minúsculo planeta terra.

5 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. 5 UM SONHO QUE SE ETERNIZA(II)... Dr. José Asfor PORQUE SE CONCRETI- ZOU. Deus fez o mundo que estava envolto nas trevas e Deus disse: Faça- -se a luz e com ela vieram os astros, as estrelas, os mares, os animais e todo o Universo (gênesis). No 6º dia fez o homem e depois a mulher, que multiplicaram e se espalharam pelos continentes. Sentiram a necessidade de se unir em sociedades, agremiações e mais tarde em cooperativas. Os egípcios criaram o papiro, os gregos o pergaminho (espécies de papel), e no ano 105 A.C os chineses um papel rudimentar, extraído do bambu. Em 1440 o alemão Gutemberg implanta os alicerces da imprensa. Mas o verdadeiro papel surgiu em 1849, com a invenção da máquina de desfibrar a madeira, pelos alemães Keller e Volter. A seguir aparecem e crescem os jornais, revistas e livros, pelos quais as pessoas se comunicam. Nascida de parto normal e feliz, após gravidez planejada e anciosamente aguardada, a SOCEGO precisava comunicar ao mundo ginecoobstétrico sua chegada e estabelecer ligação com as congêneres. Plantão no IJF, o brilhante citopatologista Prof. Dr. João Silva mostra um número do Informe SOCEGO e, gentilmente nos oferece a chance de colaborar com o mesmo. Ainda feito à máquina de escrever e depois em mimeógrafo, ficamos empolgados com a apresentação daquele informativo. Foi seu único idealizador, editor e remetente aos companheiros de especialidade, mesmo em detrimento da vida profissional. A parceria foi edificante: passamos a editor-assistente, co-editor, supervisor e depois editor. A partir do no. 68, Dr. João Silva consegue a impressão no Diário Oficial do Estado, o que veio melhorar bastante a apresentação. Visávamos mais a parte social e informativa de eventos, entrevistas e jornadas, pois os laboratórios Farmacêuticos propagavam revistas com assuntos e artigos médicos. A maioria dos editoriais, de quando supervisor, foram baseados ou inspirados em entrevistas e viagens. Artigos nossos chegaram a ser publicados em informativos de outros estados, com os quais mantínhamos trocas de informes. A partir da octogésima edição, com a eleição de uma nova diretoria da nossa Sociedade, o bastão foi transferido para outros editores. Sodalício de abençoados idealistas Onde ciência e devoção se abraçam numa Concórdia vibrante de entusiasmo puro E lealdade médica fraternal. Ginecologia: adolescência e juventude Obstetrícia: ser mãe e ser MULHER José Asfor Mensagem da Comissão de Mortalidade Materna NOTA DE FALECIMENTO É com extremo pesar que a SOCEGO comunica o falecimento dos nossos associados EDMAR TEIX- EIRA VIEIRA, Ex-presidente na gestão de e de JOSÉ EXPEDITO CÉSAR. Comungamos aos familiares nossas saudades. A Comissão da Mortalidade Materna da SOCEGO, conclama os obstetras a melhorar a Assistência pré-natal, identificando as gestantes de riscos reprodutivos por meio de individualização de consultas pré-natais em intervalos de tempo prédeterminado de forma que haja: consultas a cada 4 semanas nas primeiras 28 semanas de gravidez, a cada duas semanas até 36 semanas e, semanalmente até o término da gravidez.

6 6 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. PEC - Aspectos Atuais da Síndrome Metabólica Tivemos, recentemente, a grata satisfação de coordenar uma sessão de Educação Continuada promovida pela SOCEGO, que ensejou a vinda do grande endocrinologista Prof Osmar Monte de São Paulo. O tema escolhido Aspectos Atuais da Síndrome Metabólica suscitou bastante discussão e, as questões foram respondidas de forma muito prática pelo ilustre palestrante. Contamos também com a prestigiosa presença do Dr. José Aluizio Soares, que a pedido de nossa presidente Dra. Gilda Leite, qpresentou-nos aos colegas ali presentes. Hoje sabe-se que ela resulta da associação de inúmeros fatores de risco para doenças cardiovasculares, tais como Hipertensão, Obesidade e valores elevados de Triglicérides, dentre os mais prevalentes. Além disso, a Síndrome Metabólica tem como base a resistência à ação da insulina, tratando-se de uma doença da civilização moderna, pois está sempre associada à obesidade, como resultado da alimentação inadequada, e ao sedentarismo que nos trouxe o avanço tecnológico. Citou o Prof. Monte alguns destes avanços, tais como o uso de controle remoto para a manobra de aparelhos eletrônicos (a televisão como exemplo), o uso constante do carro para locomoção, e, ultimamente já automatizado, prescindindo até do esforço de usar o cambio de marchas, a preferência de nossos jovens por jogos eletrônicos de computador ao invés de brincadeiras lúdicas que favorecem o exercício aeróbico, aos esportes ou ao simples andar de bicicleta ou patins. Praticamente todos os componentes da síndrome são inimigos ocultos porque não provocam sintomas e por isso as manifestações começam na idade adulta ou na meia-idade e aumentam muito com o envelhecimento. Como a obesidade é o fator que costuma precipitar o aparecimento da síndrome, dieta adequada e atividade física regular são as primeiras medidas necessárias para reverter o quadro. No caso de existirem fatores de risco de difícil controle, a intervenção com medicamentos se torna obrigatória. Todo este banquete científico foi ofertado, permeado por um lauto café da manhã no Hotel Mareiro. Profa. Silvia Bomfim Hyppólito Até há bem pouco tempo a síndrome metabólica era uma incógnita e por isso denominada de Síndrome X.

7 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. 7 PEC - Programa de Educação Continuada - MEDICINA FETAL No último dia 14 de maio de 2011, contamos com o Prof Jaime Emilio de Paiva Hipólito de NataL-RN, proferindo uma manhã de palestras sobre Medicina Fetal. O evento contou com a participação de 60 associados, tendo sido realizado no Hotel Mareiro. Na oportunidade o Dr Emilio abordou as infecções congênitas, revisando seu diagnóstico, possíveis repercussões fetais e a conduta adotada, com base na melhor evidência científica disponível. Foram também objeto de discussão o exame ultrassonográfico morfológico, a dopplervelocimetria e as principais malformações do sistema urinário fetal, com bastante interação por parte da audiência, que esclareceu dúvidas acerca das aplicações práticas destes exames, configurando-se em aprendizagem contextualizada e significativa para a vida profissional dos presentes. O evento, que foi a PEC número 16 na atual gestão, encerrou-se com almoço para todos os participantes, com a presença do palestrante, que pôde ainda, gentilmente, esclarecer dúvidas e detalhar alguns dos aspectos abordados em suas aulas. Flávio Lúcio

8 8 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. Artigo Científico SÍNDROME METABÓLICA Síndrome Metabólica (SM) é um conjunto de alterações metabólicas que ocorrem no mesmo indivíduo com uma freqüência maior do que a esperada. Cada componente da SM é responsável por um determinado risco cardiovascular. Estes fatores de risco, quando combinados, potencializam-se. Existe relação evidente entre resistência insulínica (RI), SM e as complicações cardiovasculares. Existem várias síndromes associadas à SM: diabetes tipo 2 (DM2), hipertensão arterial (HÁ), doença cardiovascular (DCV), síndrome dos ovários policísticos (SOP), câncer, apnéia do sono e esteatohepatite não alcoólica (EHNA). Existem várias verdades associados à DCV: a presença de DM2 equivale a um evento CV anterior; existe relação evidente entre obesidade e DCV no adulto; a lesão aterosclerótica se inicia na infância; dieta com redução do peso, associada à atividade física podem reduzir o desenvolvimento da aterosclerose. Não existe consenso em relação à definição da SM. Um critério privilegia a presença de alterações metabólicas, outro a resistência insulínica e o outro a presença de fatores de risco CV. (figuras 1,2 e 3) Fig. 4 Definição de SM para crianças e adolescente. GJA=glicemia de jejum alterada. IG=intolerância à glicose. DM=diabetes melitus. RI=resistência insulínica. A prevalência da SM aumenta com a idade tanto no homem como na mulher. A epidemia atual de obesidade, a inatividade física, os maus hábitos alimentares e o estresse da vida moderna, fazem aumentar a prevalência da SM. Ao avaliarmos o excesso de peso pelo índice de massa corporal (IMC), devemos levar em conta a distribuição da gor- Fig 1 Definição de SM pela OMS Fig 2 Definição de SM pelo NCEP dura corporal através da medida da circunferência abdominal (CA). O mesmo IMC confere risco maior quanto maior for a CA. A gordura visceral é a responsável pela produção de citocinas inflamatórias (TNF-a, IL-6), conferindo um estado inflamatório e também produz PAI-1 e fibrinogênio desenvolvendo estado pró trobótico. A liberação de ácidos graxos livres faz aumentar a oferta desses ao fígado e isso é o responsável pelo desenvolvimento da EHNA. A RI característica da SM acarreta intolerância à glicose e dislipidemia com aumento do triglicéride, diminuição do HDL-c e aumento da LDL-c pequena e densa. No rim há aumento da reabsorção de sódio favorecendo o desenvolvimento da hipertensão arterial. O DM, dislipidemia e a HÁ levam à disfunção endotelial o que facilita o desenvolvimento da placa aterosclerótica e a DCV. O hiperinsulinismo resultante da RI, faz aumentar a produção androgênica pelo estímulo insulínica nas células da teca ovariana, acarretando o estado hiperandrogênico e alteração do ciclo menstrual caracterizando a SOP. Os cuidados básicos no tratamento do paciente com SM se iniciam com a orientação alimentar e aumento da atividade física com o intuito de reduzir o peso e melhorar a ação insulínica. Convém ressaltar que para diminuir o risco da DCV, cada componente da SM deve ser muito bem tratado, colocando-se o paciente dentro das metas preconizadas para cada componente. Osmar Monte Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e doutorado em Medicina (Clínica Médica) pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Atualmente é médico chefe - Irmandade da Santa Casa de Misericórdia

9 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. 9 Fig 3 Definição de SM pelo IDF Para crianças e adolescentes existem vários critérios como o descrito na figura 4. de São Paulo e professor adjunto da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Endocrinologia. É Professor do curso de pós graduação em Ciências da Saúde da Faculdade de Ciências Médica da Santa Casa de São Paulo. Atualmente é vice-diretor do Curso de Medicina para o triênio 2009/2011. Solenidade de Aposição de Fotografia A Dra. Gilda Leite, Presidente da SOCEGO, no dia 30 de maio passado, inaugurou o auditório da Associação Cearense de Ginecologia e Obstetrícia, com a solenidade de aposição da foto do Ex-Presidente Prof. Dr. José Eleutério Júnior, na galeria dos Ex- Presidentes da SOCEGO.

10 10 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. I CONGRESSO CEARENSE DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA Hotel Praia Centro - Fábrica de Negócios - Fortaleza/Ceará 15 a 17 de junho de 2011 PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA Ginecologia 15/06/2011 Quarta-Feira 08:00 às 12:00 CURSO PRÉ-CONGRESSO DE UROGINECOLOGIA 08:30 às 09:00 Avaliação clínica da disfunção do assoalho pélvico 09:00 às 09:30 Interpretação básica do Estudo Urodinämico 09:30 às 10:00 Síndrome da Bexiga Hiperativa: O que o ginecologista deve saber 10:00 às 10:30 Visita aos estandes 10:30 às 11:00 Fisioterapia e tratamento comportamental da incontinência urinária: abordagem interdisciplinar 11:00 às 11:30 Tratamento cirúrgico da incontinência urinária de esforço: Sling trans- obturatório ou retropúbico - quando indicar 11:30 às 12:00 Correção cirúrgica do prolapso genital: Opções atuais 14:00 às 16:00 MESA REDONDA: TRATO GENITAL INFERIOR DO NORMAL AO PATOLÓGICO 14:00 às 14:30 As variações anatômicas da normalidade, a olho nu e sob visão Colposcópica 14:30 às 15:00 Cervicites, vaginites, vaginoses e vulvites sob visão colposcópica 15:30 às 16:00 Conduta frente ao laudo citológico de ASC, AGC, LSIL e HSIL 16:00 às 16:30 Visita aos estandes 16:30 às 18:00 SIMPÓSIO PATROCINADO Lab. MSD: A importância da vacinação, recomendações internacionais (ACIP / CDC, OMS) e evidências clínicas da vacina quadrivalente contra o HPV (6,11,16,18) 16/06/ QUINTA-FEIRA 08:00 às 09:00 CONFERÊNCIA: Conduta Ética no Atendimento à Saúde do Adolescente 09:00 às 10:00 SIMPÓSIO PATROCINADO LAB. MSD Anticoncepção: Nuvaring 10:00 às 10:30 Visita aos estandes 10:30 às 12:00 SESSÃO INTERATIVA: Hemorragias Uterinas Disfuncional 14:00 às 16:00 MESA REDONDA: Endocrinologia Ginecológica 14:00 às 14:30 SOMP 14:30 às 15:00 Hiperprolactinemia 15:00 às 15:30 Osteoporose 16:00 às 16:30 Visita estandes 16:30 às 18:00 CONFERÊNCIA: Aspectos Atuais da Saúde da Mulher - Um Novo Olhar para TRH 17/06/ SEXTA-FEIRA 08:00 às 10:00 DEBATE INFORMAL: Reprodução Assistida Técnicas Alternativas Resolução do CFM Bioétitca Aspectos Legais 10:00 às 1020 Visitas aos estandes 10:20 às 11:00 SIMPÓSIO PATROCINADO Lab. Astra Zeneca: Atualização em Mioma 11:00 às 12:00 CONFERÊNCIA: Conceitos Atuais de Anatomia do Assoalho Pélvico e suas Implicações na escolha do Tratamento do Prolapso Genital 14:00 às 14:40 CONFERÊNCIA: A individualização na Contracepção 14:40 às 16:00 DEBATE INFORMAL: Histeroscopia 16:00 às 16:20 Visita aos estandes 16:20 às 17:00 SIMPÓSIO PATROCINADO Lab. MSD - Implanon 17:00 às 18:00 Situações Especiais: lesão pré-invasiva na adolescência;neoplasia Intraepitelial na gestação; Lsil persistente; NIC-II tem abordagem diferenciada? Como abordar o canal cervical?

11 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. 11 Obstetrícia 15/06/2011 QUARTA-FEIRA 08:00 às 12:00 CURSO PRÉ-CONGRESSO 08:30 às 09:00 Ultra-sonografia Morfológica 1º. Trimestre. Contribuições e Limites 09:00 às 09:30 Uso Seguro de Fármacos na Gravidez e Lactação 09:30 às 10:00 Ressonância Magnética Fetal 10:00 às 10:30 Reconstrução em 3D por ultrassonografia e Ressonância Magnética 10:30 às 11:00 Visita aos Estandes 11:00 às 11:30 Aconselhamento genético 11:30 às 12:00 Procedimentos invasivos em Medicina Fetal com fins diagnósticos 16/06/2011- QUINTA-FEIRA 08:00 às 09:30 MESA REDONDA Prematuridade 08:00 às 08:20 Aspectos atuais na predição e prevenção do trabalho de parto prematuro 08:20 às 08:40 Amniorrexe prematura: como abordar a prematuridade precoce e tardia 08:40 às 09:00 Gemelaridade e suas controvérsias: cerclagem, progesterona, corticóide, medida do colo uterino e fibronectina 09:00 às 09:30 Discussão 09:30 às 10:20 DEBATE INFORMAL - Avaliação da vitalidade fetal em situações especiais (sangramentos, doença hipertensiva, endocrinopatias, gestação prolongada e amniorrexe prematura) 10:20 às 10:40 Visita aos Estandes 10:40 às 11:20 CONFERÊNCIA - Sistemas de Qualidade em Operações de Saúde: Foco em Obstetrícia 11:20 às 12:00 CONFERÊNCIA - Antibioticoterapia em obstetrícia: ITU, Estreptococos agalactiae, Vaginose bacteriana, Doença periodontal 14:00 às 15:30 SESSÃO INTERATIVA - HIPERTENSÃO E GRAVIDEZ 14:00 às 14:20 CASO CLÍNICO: Uso de Anti-hipertensivos na gestação - em situações de terapia de manutenção 14:20 às 14:40 CASO CLÍNICO: Conduta na síndrome HELLP 14:40 às 15:00 CASO CLÍNICO: PE grave e prematuridade extrema: ganhos e perdas da conduta conservadora 15:30 às 16:20 DEBATE INFORMAL - Via de parto em situações especiais: Cesárea anterior; Prematuridade extrema; Macrossomia; Gemelar; Apresentação pélvica 16:20 às 16:40 Visita aos Estandes 16: 40 às 17:20 CONFERÊNCIA - Crescimento intrauterino restrito: como rastrear e conduzir 17: 20 às 18:00 CONFERÊNCIA - Choque hemorrágico em Obstetrícia: diagnóstico e conduta hematológica 17/06/2011- SEXTA-FEIRA 08:00 às 09:30 MESA REDONDA Ultrassom em Obstetrícia 08:00 às 08:20 Avaliação da Vitalidade pelo ultrassom 08:20 às 08:40 Dopplervelocimetria e isoimunização Rh 08:40 às 09:00 Predição de peso fetal: US2D x US3D 09:00 às 09:30 Discussão 09:30 às 10:20 DEBATE INFORMAL - Cardiopatia e gravidez: Anticoagulação, Endocardite Infecciosa, ICC graus III/ IV, Cardiomiopatia Periparto, Manejo Parto e puerpério. 10:20 às 10:40 Visita aos Estandes 10:40 às 11:20 CONFERÊNCIA Mortalidade Materna e Morbidade Grave no Brasil 11:20 às 12:00 SIMPÓSIO PATROCINADO Estado atual do Ácido Fólico no período pré- e pós-concepcional 14:00 às 15:30 MESA REDONDA - Endocrinopatias e Gravidez 14:00 às 14:20 Consenso atual de DMG da SBD/ FEBRASGO 14:20 às 14:40 Análogos de insulina e hipoglicemiantes orais na gestação 14:40 às 15:00 Tireoidopatias e gravidez 15:30 às 16:20 DEBATE INFORMAL - Gravidez na mulher obesa e Gravidez após cirurgia bariátrica 16:20 às 16:40 Visita aos Estandes 16:40 às 17:20 CONFERÊNCIA - Aspectos futuros na predição da pré-eclâmpsia: fatores angiogênicos 17:20 às 18:00 CONFERÊNCIA - Indução do trabalho de parto indicações e procedimentos utilizados na atualidade

12 12 SOCEGO - BLOG OFICIAL: entrevista - artigos - eventos - curiosidades e muito mais. PROFESSORES CONVIDADOS Ana Maria Ponte (CE) Angela Clotilde Ribeiro Falanga e Lima (CE) Ariel G Scafuri (CE) Arnaldo Afonso A. Carvalho (CE) Carlos Augusto Alencar Jr (CE) César Eduardo Fernandes (SP) Cláudia Márcia de Azevedo Jacyntho (RJ) Denise Nunes Oliveira (CE) Edson Almeida (CE) Edson Lucena(CE) Edson Natal Fedrizzi (SC) Eduardo Cordioli (PB) Eduardo Fonseca (PB) Elmar Pereira Pequeno Filho (CE) Enizia Maria Rodrigues Queiroz Fernandes(CE) Erlane Marques (CE) Estefania Araripe (CE) Everardo Macedo Guanabara (CE) Fábio Eugênio Magalhães Rodrigues (CE) Flavio Lúcio Ponte (CE) Francisco das Chagas Medeiros (CE) Francisco Eleuterio (CE) Francisco Nogueira Chaves (CE) Glaucia Valéria Resende de Brito (CE) Guilherme Loureiro (SP) Helvêcio Neves Feitosa (CE) Helvécio Neves Feitosa (CE) Herlânio Costa (CE) Heron Werner (RJ) Jacó Arkader (RJ) Jaime Alencar Benevides Filho (CE) João de Assis Parente (CE) José Eleutério Júnior (CE) José Fernandes Magalhães Campos (CE) José Juvenal Linhares (CE) Joyceane Bezerra de Menezes (CE) Juarez Carvalho CE Leonardo Robson Pinheiro Sobreira Bezerra (CE) Liana Rabelo Cavalcante (CE) Liduina Rocha (CE) Lindemberg (CE) Manoel Martins Neto (CE) Márcio Fragoso (CE) Marcus Aurélio Bessa Paiva (CE) Maria de Lourdes Caltabiano Magalhães (CE) Marinaldo Cavalcanti e Melo Júnior (CE) Melânia Amorim (PB) Nelson Sass (SP) Rafaela Correa (CE) Raimundo César Pinheiro (CE) Raquel Autran Coelho (CE) Regina Coeli (CE) Renan Montenegro Jr. (CE) Rodrigo Aquino de Castro (SP) Rosana Pereira Sá Busgaib (CE) Sandra Rebouças (CE) Sebastião Evangelista Torquato Filho (CE) Seizo Myadahira (SP) Sidney Pearce Furtado (CE) Virginia Fernandes (CE) Waldemar Naves do Amaral (GO) Walkiria Samuel Ávila (SP) PROFESSORES CONVIDADOS SEMINÁRIO Dr. Almir de Castro Neves Filho (CE) Dra. Ângela Alencar Araripe Pinheiro (CE) Sr. João Joaquim Freitas do Amaral (CE) Dr. José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres (CE) Dra. Márcia Lessa Fernandes Ribeiro (CE) Dra. Maria de Lourdes Caltabiano Magalhães (CE) Sra. Mõnica Araújo Gomes (CE) PROFESSORES CONVIDADOS MASTOLOGIA Dr. Antonio de Pádua (CE) Dr. Ércio Gomes (CE) Dr. Fernando Melo (CE) Dr. Flávio Ximenes (CE) Dr. Francisco Pimentel (CE) Dr. Jader Ribeiro (RN) Dr. Josmara Ximenes (CE) Dr. Júlio Marcos (CE) Dr. Luiz Ayrton (PI) Dra. Márcia Freitas (CE) Dr. Marnewton Pinheiro (CE) Dra. Paulla Valente (CE) Dr. Paulo Aguiar (CE) Dr. Paulo Coelho (CE) Dr. Pedro Wilson (CE) Dr. Ranieri Rolim (CE) Dr. Ruffo de Freitas (GO) Dr. Sérgio Juaçaba (CE) Dr. Vicente Pedro (CE) PROGRAMAÇÃO SOCIAL 15/06/2011 quarta-feira 18h Solenidade de Abertura Local: Cobertura do Hotel Praia Centro Atração Musical: Felipe Adjafre 17/06/2011 sexta-feira 20h - Encerramento do Evento Local: La Maison Buffet Atração: Banda Dona Zefa

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR. 08:00-08:30 Inscrições e Entrega de Material. 08:30-10:30 Mesa Redonda: Gravidez na Adolescência

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR. 08:00-08:30 Inscrições e Entrega de Material. 08:30-10:30 Mesa Redonda: Gravidez na Adolescência PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA PRELIMINAR DIA 27/11/2014 (QUINTA-FEIRA) - AUDITÓRIO AUDITÓRIO CREMEGO 08:00-08:30 Inscrições e Entrega de Material 08:30-10:30 Mesa Redonda: Gravidez na Adolescência Maria Laura

Leia mais

V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ

V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ V CONGRESSO CIENTÍFICO E ÉTICO DO CREMEC SECCIONAL DO CARIRI 12, 13 e 14 de agosto de 2010 JUAZEIRO DO NORTE/CEARÁ 12 DE AGOSTO DE 2010- QUINTA FEIRA 10h 12h - Mesa-Redonda: CICLO DE VIDA SAÚDE DO IDOSO

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS DIABETES MELLITUS Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem atualmente cerca de 171 milhões de indivíduos diabéticos no mundo.

Leia mais

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 CURSO: Fisioterapia DEPARTAMENTO: Fisioterapia DISCIPLINA: Uroginecologia e Obstetrícia SÉRIE: 3º. Ano PROFESSOR RESPONSÁVEL: Prof. Esp.

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA - IFF SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA ESCOLA BRASILEIRA DE MASTOLOGIA

MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA - IFF SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA ESCOLA BRASILEIRA DE MASTOLOGIA Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Instituto Fernandes Figueira Projeto Câncer de Mama e Genética MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ INSTITUTO FERNANDES FIGUEIRA - IFF SOCIEDADE BRASILEIRA

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL

A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL Programa BemVindo - www.bemvindo.org.br A OMS - Organização Mundial da Saúde diz que "Pré-Natal" é conjunto de cuidados médicos, nutricionais, psicológicos e sociais, destinados

Leia mais

1 dia 15/09/11. 8:30 8:50 CIRURGIA CONSERVADORA PÓS-QT NEOADJUVANTE: Técnica cirúrgica e pacientes elegíveis Dra. Márcia Freitas Mastologista ICC (CE)

1 dia 15/09/11. 8:30 8:50 CIRURGIA CONSERVADORA PÓS-QT NEOADJUVANTE: Técnica cirúrgica e pacientes elegíveis Dra. Márcia Freitas Mastologista ICC (CE) 1 dia 15/09/11 8:00 8:30 ABERTURA DO EVENTO Dr. Carlos Alberto Ruiz Presidente da SBM Dra. Ana Gabriela Oliveira Presidente da SBM-MA Dra. Maria Helena Pestana - Presidente da SOGIMA Dr. Ruffo de Freitas

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ATENÇÃO A SAÚDE DA MULHER E DO HOMEM II Código: ENF- 213 CH

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

A Psiquiatria dos Últimos 25 anos

A Psiquiatria dos Últimos 25 anos XXII JORNADA PERNAMBUCANA DE PSIQUIATRIA Centro de Convenções de PE - 4, 5 e 6 de agosto de 2005 A Psiquiatria dos Últimos 25 anos HOMENAGEM A JOSÉ CARLOS SOUTO 1 o. presidente da SPP José Francisco de

Leia mais

PROGRAMA CIENTÍFICO PRELIMINAR SEXTA-FEIRA 16 DE MARÇO DE 2012

PROGRAMA CIENTÍFICO PRELIMINAR SEXTA-FEIRA 16 DE MARÇO DE 2012 PROGRAMA CIENTÍFICO PRELIMINAR SEXTA-FEIRA 16 DE MARÇO DE 2012 SALÃO ALTAMIRANDO SANTANA (180) SALÃO DOMINGOS COUTINHO (60) 08h00-10h00 Sessão 1: Uso dos implantes hormonais em ginecologia Coordenadores:

Leia mais

ORIENTADOR(A): ANTÔNIO AUGUSTO MOURA DA SILVA BOLSISTA: POLIANA CRISTINA DE ALMEIDA FONSÊCA

ORIENTADOR(A): ANTÔNIO AUGUSTO MOURA DA SILVA BOLSISTA: POLIANA CRISTINA DE ALMEIDA FONSÊCA LOCAL: HALL PAULO FREIRE ÁREA: MEDICINA SESSÃO DE PÔSTER Dia 06/11/2012 Tarde Horário 14:30 às 18:00 M01 - DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS CASOS NOVOS DE TUBERCULOSE PULMONAR NO ESTADO DO MARANHÃO ENTRE 2001

Leia mais

Divulga PROEX II MOSTRA DE EXTENSÃO IFF/UENF/UFF VIII WORKSHOP DE EXTENSÃO DA UENF VII SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2010

Divulga PROEX II MOSTRA DE EXTENSÃO IFF/UENF/UFF VIII WORKSHOP DE EXTENSÃO DA UENF VII SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA 2010 Divulga PROEX Informativo da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UENF Pró-Reitor: Prof. Silvério de Paiva Freitas Assessor: Prof. Gustavo de Castro Xavier II MOSTRA DE EXTENSÃO IFF/UENF/UFF

Leia mais

I Simpósio Cearense de Plantão Psicológico Conceitos e Experiências

I Simpósio Cearense de Plantão Psicológico Conceitos e Experiências O Projeto Florescer (SPA/NAMI/UNIFOR), a Liga Maria Villas-Bôas de Estudos em Abordagem Centrada na Pessoa (UNIFOR), o Curso de Psicologia (UNIFOR) e o Serviço de Psicologia Aplicada (SPA/NAMI/UNIFOR)

Leia mais

Elevar a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) à referência nacional nos âmbitos do ensino, pesquisa e extensão.

Elevar a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) à referência nacional nos âmbitos do ensino, pesquisa e extensão. APRESENTAÇÃO No intuito de qualificar estudantes e profissionais de diversas áreas da saúde, a Liga Acadêmica de Clínica Médica de Sobral (LACMS) está realizando no período de 16 a 19 de junho, no (),

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa, Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária PROPOSTA DE PROGRAMA Número da Ação (Para

Leia mais

Programação. 10:30h às 11:00h REDE DE RELACIONAMENTOS (Coffee break)

Programação. 10:30h às 11:00h REDE DE RELACIONAMENTOS (Coffee break) Programação Dia 22 de Setembro - manhã 07:30h às 08:30h CREDENCIAMENTO 08:30h às 09:00h SOLENIDADE DE ABERTURA Composição da mesa Palavra do Presidente CRC/RN Contador Everildo Bento da Silva Palavra do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos E D I T A L Nº 04/2007 Seleção ao II Curso de Especialização em Mastologia A Coordenação do, extensão do Departamento de Cirurgia da da Universidade Federal do Ceará FAZ SABER aos interessados que estarão

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Dia 22 de Setembro manhã. Sala 01 09:00h às 09:45h Trabalho Aprovado / Autor(es) 09:45h às 10:30h. Sala 04 09:00h às 09:45h

PROGRAMAÇÃO. Dia 22 de Setembro manhã. Sala 01 09:00h às 09:45h Trabalho Aprovado / Autor(es) 09:45h às 10:30h. Sala 04 09:00h às 09:45h PROGRAMAÇÃO Dia 22 de Setembro manhã 07:30h às 08:30h CREDENCIAMENTO 08:30h às 09:00h SOLENIDADE DE ABERTURA - Local: Auditório principal e transmissão simultânea para as 4 salas Composição da mesa Palavra

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão FORMULÁRIO DE AÇÃO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO: CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES DA PRIMEIRA INFÂNCIA,

Leia mais

Pós graduação Lato Sensu Curso de especialização em medicina interna. Manual de Pós-Graduação

Pós graduação Lato Sensu Curso de especialização em medicina interna. Manual de Pós-Graduação Pós graduação Lato Sensu Curso de especialização em medicina interna Manual de Pós-Graduação CARACTERIZAÇÃO DO CURSO Desde 2014 INSTITUIÇÕES Instituto ID Or- Hospital Quinta D Or (HQD) ENDEREÇO HOSPITAL

Leia mais

Programação Detalhada

Programação Detalhada CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO NORTE INSTITUTO SOCIAL IRIS VIII ENCONTRO NORTERIOGRANDENSE DE CIÊNCIAS

Leia mais

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas

Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Adolescentes e jovens preparados para tomar suas próprias decisões reprodutivas Andrea da Silveira Rossi Brasília, 15 a 18 out 2013 Relato de adolescentes e jovens vivendo com HIV Todo adolescente pensa

Leia mais

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR Ações já realizadas pela ANS desde 2004 Sensibilização do setor, promoção e participação ii em eventos para discussão com especialistas nacionais e internacionais

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Conselho Regional de Medicina rayer@usp.br RELAÇÃO DOS MÉDICOS COM A INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS, ÓRTESES/ PRÓTESE E EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES Conhecer

Leia mais

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA

PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA PROGRAMA IV BRASIL PREVENT & II LATIN AMERICAN PREVENT DATA: 05 A 07 DEZEMBRO 2013 BAHIA OTHON PALACE HOTEL SALVADOR BAHIA Sábado 07 de Dezembro de 2013 09:00 10:30 Sessão 4 Novas Estratégias Para Prevenção

Leia mais

ATENÇÃO PRIMÁRIA (SAÚDE COLETIVA, PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEMELHANTES)

ATENÇÃO PRIMÁRIA (SAÚDE COLETIVA, PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEMELHANTES) ATENÇÃO PRIMÁRIA (SAÚDE COLETIVA, PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEMELHANTES) ID: 103 A IMPORTÂNCIA DA CONSULTA DE ENFERMAGEM NO PRÉ-NATAL, NA PERSPECTIVA DO ENFERMEIRO Enfa. Aryhadne Michelle Chimicoviacki Machado

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE BIOMEDICINA I. INTRODUÇÃO Este documento regulamenta os estágios obrigatórios e não obrigatórios do Curso de Bacharelado em Biomedicina visando à formação integral do

Leia mais

MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE

MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE MODELO PROJETO: PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE 1 Identificação Título Câncer de Colo de útero: a importância de diagnostico precoce. Área temática Comunicação, Promoção e Educação em Saúde Lotação Boninal

Leia mais

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com.

informe 30 anos de história no RN COOPERATIVA ODONTOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Outubro 2012 www.uniodontorn.com. Outubro 2012 NATAL www.unirn.com.br (84) 4009-4664 Rua Açu, 665 - Tirol Natal/RN - CEP 59020-110 30 anos de história no RN www.unirn.com.br COOPERATIVA LÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE ANS - n.º 34531-8 Palavra

Leia mais

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 CURSO: Fisioterapia DEPARTAMENTO: Fisioterapia DISCIPLINA: Fisioterapia Uroginecológica e Obstetrica SÉRIE: 4º. Ano PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

Ética do Nutricionista na Internet e Redes Sociais. Dulcilene Montalvão da Silva Comissão de Ética do CRN1

Ética do Nutricionista na Internet e Redes Sociais. Dulcilene Montalvão da Silva Comissão de Ética do CRN1 Ética do Nutricionista na Internet e Redes Sociais Dulcilene Montalvão da Silva Comissão de Ética do CRN1 PARA FALAR DE ÉTICA... O Nutricionista e sua Profissão As entidades de Classe A missão dos Conselhos

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL E SOCIAL

PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL E SOCIAL PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL E SOCIAL Dia 16/05/2012 (4º Feira) 19:00 às 21:00 Sessão de Abertura Local: Centro de Convenções de Sobral (Rua Dr. Arimatéia Monte Silva, 300 - Campo dos Velhos Sobral

Leia mais

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria

Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Curso de Especialização em Nutrição Clínica em Pediatria Descrição do curso Período do curso De 18/02/2013 a 29/01/2014 Carga horária Total de horas = 476 horas 292 h de aulas teóricas, 120 h de prática

Leia mais

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA

AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA AÇÕES EDUCATIVAS COM UNIVERSITÁRIOS SOBRE FATORES DE RISCO PARA SÍNDROME METABÓLICA Reângela Cíntia Rodrigues de Oliveira Lima UFPI/cynthiast_89@hotmail.com Gislany da Rocha Brito - UFPI/gislanyrochasj@hotmail.com

Leia mais

REDE DOS CMDCA s DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA TERMO DE ADESÃO

REDE DOS CMDCA s DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA TERMO DE ADESÃO REDE DOS CMDCA s DA REGIÃO METROPOLITANA DA BAIXADA SANTISTA TERMO DE ADESÃO Os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA s) da Região Metropolitana da Baixada Santista, Estado

Leia mais

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 I. Chamada de Ordem Adm. Glaucia Pascoaleto Araujo Conselho Regional dos Administradores de São Paulo. Reunião com Coordenadores dos

Leia mais

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente 16 Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente Leidiane Silva Oliveira Chagas Gestora de Recursos Humanos - Anhanguera Educacional

Leia mais

Avaliação do Programa de Alimentação do Trabalhador na Região Metropolitana do Recife (1976-2013)

Avaliação do Programa de Alimentação do Trabalhador na Região Metropolitana do Recife (1976-2013) CHAMADA MCTI-CNPq/MDS-SAGI Nº 24/2013 DESENVOLVIMENTO SOCIAL Avaliação do Programa de Alimentação do Trabalhador na Região Metropolitana do Recife (1976-2013) TEMA 4: SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

Leia mais

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente Palavra do Presidente José Eleutério Jr. Caros colegas, Estamos no fim de mais um ano. E que a n o! Ti v e m o s a o p o r t u n i d a d e d e u n i d o s a FEBRASGO, a Comissão Executiva do 52º CBGO e

Leia mais

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto.

Agradeço aos conselheiros que representam todos os Associados do Estado, o que faço na pessoa do Conselheiro Decano, João Álfaro Soto. Agradecimentos: Cumpre-me inicialmente agradecer a toda Diretoria Executiva, especialmente ao Teruo, por confiarem no meu trabalho e me darem toda a autonomia necessária para fazer o melhor que fui capaz

Leia mais

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER Área Temática: Saúde Adriane de Castro Martinez Martins 1 (Coordenadora) Claudecir Delfino Verli 2 Aline Maria de Almeida Lara 3 Modalidade: Comunicação

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE 1º período Saúde, Trabalho e Meio- Ambiente I 150 10 UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO BIOMÉDICO FACULDADE DE ENFERMAGEM PRÓ-SAUDE Identificação da relação entre os modos de viver e o processo

Leia mais

2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil.

2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão. Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil. 2 o Prêmio Jovem Jornalista Fernando Pacheco Jordão Um paciente muito especial: retrato da saúde do adolescente no Brasil. Sumário Pauta...2 Justificativa...2 Objetivos...3 Metodologia...3 Potencial de

Leia mais

CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL

CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL CONCEPÇÕES DE IDOSOS ACERCA DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM PARA UM ENVELHECER SAUDÁVEL Ocilma Barros de Quental. Faculdade de Medicina do ABC(ocilmaquental2011@hotmail.com) Sheylla Nadjane Batista Lacerda.

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO

SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO SERVIDORES EM ESTÁGIO PROBATÓRIO A Assessoria de Gestão da Secretaria de Recursos Humanos torna pública a listagem dos servidores em Estágio Probatório e o período em que os mesmos deverão ser avaliados,

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO

X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO É NOTÍCIA - Nº 18 2011 EDIÇÃO ESPECIAL X ENCONTRO NACIONAL: A MISSÃO DAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E A CERTIFICAÇÃO DAS ENTIDADES DE ATENDIMENTO FEBRAEDA - CAMP SÃO BERNARDO DO CAMPO 08 DE ABRIL

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde

Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde Linhas de Cuidado na Perspectiva de Redes de Atenção à Saúde Linhas de Cuidado na RELEMBRANDO... Perspectiva de RAS A RAS é definida como arranjos organizativos de ações e serviços de saúde, de diferentes

Leia mais

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE II CONFERÊNCIA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Instrumental de Trabalho baseado nas Propostas Aprovadas na I Conferencia Estadual

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ JOVEM APRENDIZ Eu não conhecia nada dessa parte administrativa de uma empresa. Descobri que é isso que eu quero fazer da minha vida! Douglas da Silva Serra, 19 anos - aprendiz Empresa: Sinal Quando Douglas

Leia mais

Balanço Social UNINORTE 2015

Balanço Social UNINORTE 2015 Balanço Social UNINORTE 2015 Diretora Acadêmica Vanessa Voglio Igami Diretora Administra va Ká a Cris na Do o Gasparini Diretora Comercial Indira Maria Kitamura Diretor Financeiro Fábio Ricardo Leite Secretária

Leia mais

Clipping Eletrônico Quinta-feira dia 16/07/2015

Clipping Eletrônico Quinta-feira dia 16/07/2015 Clipping Eletrônico Quinta-feira dia 16/07/2015 Jornal Acrítica Cidades Pág. C4 16 de Julho de 2015. Jornal Acrítica Política Pág. A7 16 de Julho de 2015. Av. Mário Ypiranga, 1695 Adrianópolis Jornal

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 14.10.15 EDITORIA: ECONOMIA

FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 14.10.15 EDITORIA: ECONOMIA FECOMÉRCIO VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 14.10.15 EDITORIA: ECONOMIA VEÍCULO: PORTAL NO AR DATA: 13.10.15 Em 13 de outubro de 2015 às 16:10 Cidades Sesc Saúde Mulher inicia atendimentos na Maternidade

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE

Leia mais

DOCENTES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM CAMPUS AMÍLCAR FERREIRA SOBRAL

DOCENTES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM CAMPUS AMÍLCAR FERREIRA SOBRAL DOCENTES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENFERMAGEM CAMPUS AMÍLCAR FERREIRA SOBRAL CHEFE DO CURSO DE ENFERMAGEM Profa. MSc. Izabel Cristina Falcão Juvenal Barbosa Possui graduação em Terapia Ocupacional pela

Leia mais

PROJETO: AÇÃO DE SAÚDE

PROJETO: AÇÃO DE SAÚDE PROJETO: AÇÃO DE SAÚDE FEIRAS DE SAÚDE EM UBÁ MG Projeto realizado pela Prefeitura de Ubá MG, administração 2009-2012, em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora. Coordenador Geral: Vereador

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Jean Wyllys) Dá nova redação à Lei nº 6.202, de 17 de abril de 1975, que Atribui à estudante em estado de gestação o regime de exercícios domiciliares instituído pelo

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning.

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. Autor(a): Gliner Dias Alencar Coautor(es): Joaquim Nogueira Ferraz Filho, Marcelo Ferreira de Lima, Lucas Correia de Andrade, Alessandra

Leia mais

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com.

Rua Antônia Lara de Resende, 325 Centro CEP: 36.350-000 Fone: (0xx32) 3376.1438/ 2151 Fax: (0xx32) 3376.1503 pmstsaude@portalvertentes.com. - SECRETARIA DE SAÚDE - SÃO TIAGO MINAS GERAIS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE 04 A 19 ANOS 1 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR E INCENTIVO À ATIVIDADE

Leia mais

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO

Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO Tudo sobre TELEMEDICINA O GUIA COMPLETO O QUE É TELEMEDICINA? Os recursos relacionados à Telemedicina são cada vez mais utilizados por hospitais e clínicas médicas. Afinal, quem não quer ter acesso a diversos

Leia mais

Sexta-Feira (13.03.2015)

Sexta-Feira (13.03.2015) Sexta-Feira (13.03.2015) 8:00 - Abertura - Dr. Ércio Ferreira Gomes (Presidente do Congresso) 8:30 - Conferência - rastreamento do cancer de mama após 40 anos: devemos fazer? Presidente: Dr. Luis Porto

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 30/06/2015 Boletim Administrativo Eletrônico de Pessoal Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 Revisa e altera os objetivos estratégicos do plano

Leia mais

1 Relatório de atividades da Diretoria Executiva

1 Relatório de atividades da Diretoria Executiva ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO IBRI-INSTITUTO BRASILEIRO DE RELAÇÕES COM INVESTI- DORES, REALIZADA NO DIA 26 DE MAIO DE 2004, ÀS 12:30 HORAS, NO CLUBE SÃO PAULO, SITUADO À AV. HIGIE- NÓPOLIS,

Leia mais

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS Campus Floriano Teresina (PI), 31 de outubro de 2014. PORTARIA Nº001/2014, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014. Designar os servidores Lázaro Miranda Carvalho, Professor do Ensino

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 70 A ONG brasileira está em crise? 06 de fevereiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE

CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE CENTRO DE OSTEOPATIA MAÇÃS PLACE Quem somos A nossa equipa apresenta um atendimento personalizado ao nível da Osteopatia através de uma abordagem multidisciplinar de qualidade, avaliação, diagnóstico e

Leia mais

D I A B E T E S. Organização e Coordenação: Prof. Leão Zagury e Dr. Roberto Luís Zagury. Apoio. Windsor Barra Hotel & Congressos

D I A B E T E S. Organização e Coordenação: Prof. Leão Zagury e Dr. Roberto Luís Zagury. Apoio. Windsor Barra Hotel & Congressos 2 0 C U R S O D E A T U A L I Z A Ç Ã O N O T R ATA M E N TO D O D I A B E T E S Organização e Coordenação: Prof. Leão Zagury e Dr. Roberto Luís Zagury Apoio DE Windsor Barra Hotel & Congressos Rio de

Leia mais

EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA

EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA Autores: FIGUEIREDO 1, Maria do Amparo Caetano de LIMA 2, Luana Rodrigues de LIMA 3, Thalita Silva Centro de Educação/

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADE CURSO DE INICIAÇÃO POLÍTICA ETEC-CEPAM - 2010 Autoria: Prof. Dr. Introdução Entre os dias 08 e 10 de dezembro de 2010 ocorreu na sede da Etec-Cepam a primeira edição do curso de

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 81 O Ajuste Fiscal e as ONGs 08 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan;

Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan; 1 Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan; Janaina Lopes; Eveline Batista Rodrigues; Cristiane

Leia mais

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal

DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal DIREITO À VIDA A GESTÃO DA QUALIDADE E DA INTEGRALIDADE DO CUIDADO EM SAÚDE PARA A MULHER E A CRIANÇA NO SUS-BH: a experiência da Comissão Perinatal Grupo temático: Direito à vida, à saúde e a condições

Leia mais

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido 6. CONCLUSÕES Conclusões 49 Os resultados deste estudo indicam boa reprodutibilidade do exame de ressonância magnética, por meio da análise da variabilidade intra e interobservadores, na aferição do comprimento

Leia mais

A Rede Pública Municipal de Ensino de Maceió atende cerca de 55 mil alunos, de acordo com o censo escolar de 2014. Dessa clientela, cerca de 40%

A Rede Pública Municipal de Ensino de Maceió atende cerca de 55 mil alunos, de acordo com o censo escolar de 2014. Dessa clientela, cerca de 40% OFICINA MAIS COMUNICAÇÃO ENSINA TÉCNICAS DE TEXTO, FOTO E AUDIOVISUAL EM MACEIÓ Adriana Thiara de Oliveira SILVA 1 Delane Barros dos SANTOS 2 Maria Janaina de Farias SOARES 3 Resumo Euforia, barulho, trabalho

Leia mais

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE Cabe a denominação de novas diretrizes? Qual o significado das DCNGEB nunca terem sido escritas? Educação como direito Fazer com que as

Leia mais