Aula 03 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro Turma 8º

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 03 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro Turma 8º"

Transcrição

1 Aula 03 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro Turma 8º ano A Professor (a)/supervisor (a): Inês Pacheco Tema: As Transnacionais

2 As Transnacionais O que são? Primeiro Vamos Diferenciar; Até pouco tempo na geografia existia e existe até hoje o termo multinacional. O que é Multinacional? Multinacional com o nome já diz quer dizer multinações, ou seja uma instituição que tem participação de várias nações; Por isso caiu em desuso é parecido mas não é Igual transnacional; O termo Transnacional é diferente, este, sugere que é uma empresa que tem uma matriz em um país com várias filiais espalhadas por vários países.

3

4 Há também outras diferenças entre multinacionais e transnacionais A multinacional por exemplo tem suas filiais muito dependentes da matriz, geralmente é regida por um único interesse, sem ideias diferentes, seus produtos seguem uma especificação da matriz. A transnacional é mais independente apesar de ter sua sede em uma nação, seus produtos podem ser modificados para um determinado tipo de mercado, é um tipo de empresa que não depende tanto de uma matriz, no final de tudo a transnacional se adapta ao mercado consumidor local e sua produção é mais distribuída, em alguns casos há a troca de tecnologia entre concorrentes.

5 Quadro de Como funciona cada conceito.

6 O que causou este fenômeno Ao termino da segunda guerra mundial as empresas de países desenvolvidos viram a oportunidade de expandir seus negócios em países subdesenvolvidos. Para desenvolver essas atividades essas empresas procuravam países que lhe oferecessem condições de melhor custo benefício para sua atividade.

7 O que eram essas condições? As empresas transnacionais faziam e até hoje fazem exigências e procuram para se instalar os países que atendem a alguns requisitos predeterminados. Locais para implantação de fábricas ou qualquer outro tipo de bem físico da empresa; Leis trabalhistas, ambientais e fiscais maleáveis; Proximidade de um potencial Mercado consumidor; Mão de obra barata e abundante; Estratégias fiscais de impostos; Energia e/ou matéria-prima de baixo custo.

8 O que essas condições trazem ao países? Hoje as transnacionais tem um grande poder sobre os países, com essas condições exigidas os países abrem brechas na sua legislação para gerar e empregos e movimentar a economia local; As vezes a legislação branda causa uma série de prejuízos sociais e ambientais no local no qual está no momento, há relatos de exploração de mão de obra com maus salários e más condições de trabalho e uso abusivo dos recursos ambientais.

9 Más condições de trabalho uma das maiores críticas as transnacionais

10 As transnacionais e economia Hoje algumas transnacionais superam o PIB ( Produto Interno Bruto) de vários países, isso faz com que essas empresas consigam um poder tão grande que em alguns casos influenciam os governos. Essa influencia faz com que fique cada vez mais difícil o controle do estado sobre essas empresas, Outra parte da influencia das transnacionais é a facilidade com que se é construída as relações exteriores.

11 Faturamento de Algumas transnacionais superando o PIB de alguns países.

12 Transnacionais: Concorrência e Parceria Uma característica forte das transnacionais é a maior autonomia e concorrência, isso faz com que as empresas possam se unir entre si para obter uma concorrência melhor, trocar tecnologias ou dominar um setor do mercado. Há três tipos de concorrências. Truste Holding E Cartel

13 O Que são esses três tipos de concorrência? Truste: É Quando empresas de um determinado setor se unem para dominar este mesmo setor do mercado. A truste pode ser vertical ou horizontal; Vertical : é quando a varias empresas se unem e dominam desde a matéria-prima até o produto acabado. E Horizontal: É o modo mais comum quando empresas do mesmo setor mas de diferentes marcas se unem.

14 Holding: é uma empresa criada para administrar várias empresas de uma determinado setor: este tipo de empresa é apenas jurídico não se envolvendo diretamente na produção. Cartel: é quando várias empresas se associam, porém sem união jurídica criando apenas uma organização para fixar preços e controlar o mercado.

15 Transnacionais Brasileiras Com a crescente globalização o Brasil não ficou para trás, O Brasil hoje tem várias transnacionais que brigam de igual para igual com outras que de origem estrangeira, seja em faturamento ou em tecnologia; Uma Dessas Transnacionais, a primeira Brasileira com esse fim foi a Petrobras fundada na década de 1950 no então governo do presidente Getúlio Vargas; Hoje a Petrobras está entre as cinco primeiras empresas na área petrolífera e segue como uma das maiores dominadoras da tecnologia neste setor ; Atualmente além da Petrobras o Brasil tem uma extensa gama de várias outras transnacionais.

Classificação Histórica da Industrialização Mundial. Industrialização - Brasil e Mundo 13/04/2016. Evolução das técnicas produtivas.

Classificação Histórica da Industrialização Mundial. Industrialização - Brasil e Mundo 13/04/2016. Evolução das técnicas produtivas. Industrialização - Brasil e Mundo Evolução das técnicas produtivas Geografia Prof. Edmilson 1. Quanto ao histórico do nascimento: industrialização Clássica industrialização Planificada industrialização

Leia mais

TRANSNACIONAIS Origens e evolução H I N O N A C I O N A L D A P R O P A G A N D A

TRANSNACIONAIS Origens e evolução H I N O N A C I O N A L D A P R O P A G A N D A TRANSNACIONAIS Origens e evolução H I N O N A C I O N A L D A P R O P A G A N D A 1 O QUE É DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO >> Forma como a produção e comercialização de bens e serviços se organiza mundialmente,

Leia mais

Aulas 04,05,06 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro

Aulas 04,05,06 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro Aulas 04,05,06 Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência Bolsistas: Dayan Muniz e Marlúcio Neto Escola Estadual Imperial Marinheiro Turma 8º ano A Professor (a)/supervisor (a): Inês Pacheco

Leia mais

As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade;

As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade; A DINÂMICA INDUSTRIAL E A CONCENTRAÇÃO FINANCEIRA 1 A Dinâmica Industrial As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade; As cidades negras; Mudanças nas relações sociais;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Data:

Leia mais

Comércio Mundial e Brasileiro

Comércio Mundial e Brasileiro EXTENSIVO 2016 Comércio Mundial e Brasileiro Camila Ferreira Década de 1990 Crise econômica mundial e brasileira Neoliberalismo Globalização Especulação Financeira Expansão do crédito fictício BOLHAS Banco

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Escola Estadual Professor Jerônimo Gueirros Professor (a) Supervisor (a): Ary Bolsistas: Carla e Thalita

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Escola Estadual Professor Jerônimo Gueirros Professor (a) Supervisor (a): Ary Bolsistas: Carla e Thalita UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Escola Estadual Professor Jerônimo Gueirros Professor (a) Supervisor (a): Ary Bolsistas: Carla e Thalita 9ºB BLOCOS ECONÔMICOS São parcerias que os países

Leia mais

Geografia: o capitalismo e a formação do espaço geográfico mundial. 9º Ano

Geografia: o capitalismo e a formação do espaço geográfico mundial. 9º Ano Geografia: o capitalismo e a formação do espaço geográfico mundial 9º Ano Características do Capitalismo Propriedade privada dos meios de produção (tudo aquilo usado para se realizar uma atividade econômica).

Leia mais

Entretanto, todas essas dimensões se materializam no espaço geográfico em suas diversas escalas: mundial, nacional, regional e local.

Entretanto, todas essas dimensões se materializam no espaço geográfico em suas diversas escalas: mundial, nacional, regional e local. GLOBALIZAÇÃO Embora tenha suas origens mais imediatas na expansão econômica ocorrida após a Segunda Guerra e na Revolução Técnico-científica ou Informacional, a globalização é a continuidade do longo processo

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL /CUTBrasil /cut_brasil /cutbrasil /cutbrasil O QUE É PRÉ-SAL? Pré-Sal é uma grande área de reserva petrolífera situada no subsolo oceânico, a cerca

Leia mais

Blackfoot Cosméticos Ltda

Blackfoot Cosméticos Ltda Blackfoot Cosméticos Ltda INTRODUÇÃO A empresa Blackfoot é uma multinacional de origem Norte Americana, presente em mais de 180 países e tem como foco principal a venda de cosméticos com base em um enorme

Leia mais

Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A

Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A globalização surgiu por necessidade primária do e na

Leia mais

Aula 2 Capítulo 2: a circulação de mercadoria, de informação e de capital financeiro nos diversos territórios

Aula 2 Capítulo 2: a circulação de mercadoria, de informação e de capital financeiro nos diversos territórios Aula 2 Capítulo 2: a circulação de mercadoria, de informação e de capital financeiro nos diversos territórios Revisando o que estudamos até aqui A Globalização é um processo onde a economia, cultura e

Leia mais

FASES DO CAPITALISMO, REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E A GLOBALIZAÇÃO PROFº CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA

FASES DO CAPITALISMO, REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E A GLOBALIZAÇÃO PROFº CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA FASES DO CAPITALISMO, REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E A GLOBALIZAÇÃO PROFº CLAUDIO FRANCISCO GALDINO GEOGRAFIA O QUE CAPITALISMO? É um sistema socioeconômico que regula as relações sociais e a economia da sociedade

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San.

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.org.br Política e Relações Internacionais TEM NO LIVRO, pág. 174 a 180 A organização do mundo bipolar no pós IIª Guerra Mundial veio a fomentar as doutrinas

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II REVOLUÇÃO INDUSTRIAL I E II Definição: conjunto de transformações tecnológicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica, da ferramenta pela máquina e da manufatura

Leia mais

REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO

REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS E DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO www.infoescola.com Revolução da técnica Introduz Forma eficiente de padronizar a mercadoria Menor tempo Menor custo Agrupamento de trabalhadores

Leia mais

9 Ano Lista de Exercícios

9 Ano Lista de Exercícios 9 Ano Lista de Exercícios 1- A Revolução industrial foi um conjunto de mudanças que aconteceu na Europa nos séculos XVIII e XIX. A principal particularidade dessa revolução foi a substituição da manufatura

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações I 5º Encontro - 02/03/2012 18:40 às 20:30h Prof. Adm. Sérgio David Ferreira Cruz CRA-BA N 9813 COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? 02

Leia mais

A Primeira Revolução Industrial

A Primeira Revolução Industrial A Primeira Revolução Industrial Iniciou-se em 1750, na Inglaterra; Predominava inicialmente a mão-de-obra desqualificada (população camponesa migrante); Sua fonte de energia era o carvão mineral, utilizado

Leia mais

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo O Desenvolvimento do sistema socioeconômico capitalista As fases do capitalismo As fases do capitalismo Dois eventos marcaram o fim do socialismo pelo mundo: Queda do Muro de Berlim (1989); Desmembramento

Leia mais

29/03/2016. Oferta e Demanda. Oferta e Demanda. O Que São os Mercados? Mercado. Mercado. Preços

29/03/2016. Oferta e Demanda. Oferta e Demanda. O Que São os Mercados? Mercado. Mercado. Preços Oferta e Demanda Oferta e Demanda ARTE I São as duas palavras mais usadas por economistas. São as forças que fazem os mercados funcionarem. A microeconomia moderna lida com a oferta, demanda e o equilíbrio

Leia mais

Objetivo geral: Desenvolver nos alunos uma forma melhor de se orientarem no espaço geográfico.

Objetivo geral: Desenvolver nos alunos uma forma melhor de se orientarem no espaço geográfico. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: 34 Data:

Leia mais

Localização. Introdução à Engenharia de Produção

Localização. Introdução à Engenharia de Produção Localização Introdução à Engenharia de Produção 1 Estratégias de Localização Localização das empresas: Localização + arranjo físico: impacto significativo sobre os custos operacionais, preço cobrado por

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO.

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. Instruções Instruções ENSINO MÉDIO Geografia Conteúdos da 2ª Série 1º/2º Bimestre 2017 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Tatiana Data: / /2017 Unidade: Cascadura Mananciais Méier

Leia mais

Segunda Revolução Industrial. Um mundo cheio de mudanças

Segunda Revolução Industrial. Um mundo cheio de mudanças Segunda Revolução Industrial Um mundo cheio de mudanças Nas relações humanas da contemporaneidade, a informação circula com muita rapidez. A globalização envolve diferentes esferas sociais tais como a

Leia mais

BEPS Ação 3 Regras CFC. VI Congresso Brasileiro de Direito Tributário Internacional 2015 João Francisco Bianco

BEPS Ação 3 Regras CFC. VI Congresso Brasileiro de Direito Tributário Internacional 2015 João Francisco Bianco BEPS Ação 3 Regras CFC VI Congresso Brasileiro de Direito Tributário Internacional 2015 João Francisco Bianco Introdução Objetivo do BEPS coerência do IRPJ no nível internacional Action 3 uso da CFC para

Leia mais

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as condições materiais (econômicas) da vida social TODAS AS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: I Duração

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA

A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA A IMPORTÂNCIA DA TERCEIRIZAÇÃO PARA A INDÚSTRIA QUÍMICA A IMPORTÂNCIA DA INDÚSTRIA QUÍMICA PARA O BRASIL A indústria química é um dos mais importantes e dinâmicos setores da economia brasileira, representando

Leia mais

1.1: que Capitalismo: Sistema socioeconômico que propriedade dos meios de produção

1.1: que Capitalismo: Sistema socioeconômico que propriedade dos meios de produção 1 O Capitalismo. 1.1: O que é o Capitalismo: Sistema socioeconômico em que a propriedade dos meios de produção é privada, e pertence a uma classe, em contraposição a outra de não-proprietários. 1.2 Características:

Leia mais

Definição. é um sistema econômico (e por. vezes político) em que os meios de produção, distribuição, decisões sobre oferta, demanda, preço

Definição. é um sistema econômico (e por. vezes político) em que os meios de produção, distribuição, decisões sobre oferta, demanda, preço Definição O é um sistema econômico (e por vezes político) em que os meios de produção, distribuição, decisões sobre oferta, demanda, preço e investimentos são em grande parte ou totalmente de propriedade

Leia mais

Considerando que o pôr do Sol se dá ao Oeste, responda as seguintes questões:

Considerando que o pôr do Sol se dá ao Oeste, responda as seguintes questões: ATIVIDADE INDICADOR 34 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Data:

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE EXPANSÃO Licenciamento, Franquias, e outras formas contratuais NEGÓCIOS INTERNACIONAIS

ESTRATÉGIAS DE EXPANSÃO Licenciamento, Franquias, e outras formas contratuais NEGÓCIOS INTERNACIONAIS ESTRATÉGIAS DE EXPANSÃO Licenciamento, Franquias, e outras formas contratuais NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Estratégias de Expansão a decisão de ir (ou não para o ambiente internacional deve considerar os riscos

Leia mais

CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO

CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO CONCEITO DE GLOBALIZAÇÃO p.5 Globalização é o processo de integração econômica, cultural, social,

Leia mais

CAPITALISMO FINANCEIRO OU CAPITALISMO MONOPOLISTA. Gustavo Rodrigues Lemos - EPUFABC

CAPITALISMO FINANCEIRO OU CAPITALISMO MONOPOLISTA. Gustavo Rodrigues Lemos - EPUFABC CAPITALISMO FINANCEIRO OU CAPITALISMO MONOPOLISTA Gustavo Rodrigues Lemos - EPUFABC Capitalismo Financeiro Após a II Revolução Industrial (~1850), as disputas entre os países se tornaram ainda maiores.

Leia mais

UMPR - UNIDADE DE MISTURA E PRÉ-CONDICIONAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS Resolução Conama nr. 264 de 26/08/1999

UMPR - UNIDADE DE MISTURA E PRÉ-CONDICIONAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS Resolução Conama nr. 264 de 26/08/1999 UMPR - UNIDADE DE MISTURA E PRÉ-CONDICIONAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS Resolução Conama nr. 264 de 26/08/1999 CONCEPÇÃO DO PROJETO FATORES IMPORTANTÍSSIMOS E JÁ MATERIALIZADOS: OS DOIS GRUPOS CIMENTEIROS

Leia mais

Evolução do capitalismo

Evolução do capitalismo Evolução do capitalismo EVOLUÇÃO DO CAPITALISMO Prof. JÚLIO CÉSAR GABRIEL http://br.groups.yahoo.com/group/atualidadesconcursos Modo de produção Maneira como o seres humanos se organizam para produzirem

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Geografia Ano: 2º - Ensino Médio Professor: Pedro H. O. Figueiredo Assunto: Industrialização e Urbanização Suporte teórico: Livro didático Suporte

Leia mais

Logística E gerenciamento da cadeia de abastecimento

Logística E gerenciamento da cadeia de abastecimento Logística E gerenciamento da cadeia de abastecimento Conceitos básicos Logística e Varejo Entendendo a cadeia de abastecimento integrada OBJETIVOS Os conceitos, definições e importância da cadeia de abastecimento;

Leia mais

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA Dado que as atividades de inovação podem estar tanto reunidas como espalhadas pelas mais diversas áreas da empresa, concentramos nossa atenção em quatro áreas: (1) Desenvolvimento, (2) Operações, (3) Administração,

Leia mais

PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB)

PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB) PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB) REFERE-SE AO VALOR AGREGADO DE TODOS OS BENS E SERVIÇOS FINAIS PRODUZIDOS DENTRO DO TERRITÓRIO ECONÔMICO DO PAÍS, INDEPENDENTEMENTE DA NACIONALIDADE DOS PROPRIETÁRIOS DAS UNIDADES

Leia mais

Política para a definição e coordenação do Grupo Iberdrola e bases da organização corporativa 31 de março de 2017

Política para a definição e coordenação do Grupo Iberdrola e bases da organização corporativa 31 de março de 2017 1 Políticas de governança corporativa e cumprimento normativo Política para a definição e coordenação do Grupo Iberdrola e bases da organização corporativa 31 de março de 2017 Índice. Política para a definição

Leia mais

2ª REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Prof. Lincoln Marques

2ª REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Prof. Lincoln Marques 2ª REVOLUÇÃO INDUSTRIAL 1860-1914 Prof. Lincoln Marques DEFINIÇÕES CONCEITUAIS Conjunto de transformações técnicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica,

Leia mais

Módulo A Administração global de Recursos Humanos

Módulo A Administração global de Recursos Humanos Módulo A Administração global de Recursos Humanos slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. RH e a internacionalização dos negócios. 2. Melhorias das missões internacionais por meio da seleção. 3. Formação

Leia mais

Práticas Administrativas

Práticas Administrativas Faculdades Integradas de Botucatu Campus de Botucatu Práticas Administrativas Curso de Graduação em Administração de Empresas Prof. Esp. Robson Diaz Baptista robsondiaz@hotmail.com UNIFAC Faculdades Integradas

Leia mais

INDÚSTRIA MÁQUINAS Sistemas de produção: MESTRES APRENDIZES,

INDÚSTRIA MÁQUINAS Sistemas de produção: MESTRES APRENDIZES, L A I R T S U D O C FI Á R G G O E IN O QUE É INDÚSTRIA? O termo INDÚSTRIA é empregado para indicar a fabricação, quase sempre com o uso de MÁQUINAS do mais variados produtos, por exemplo: a) alimentos;

Leia mais

O Processo de Globalização

O Processo de Globalização O Processo de Globalização O Processo de Globalização O que é: Fenômeno de integração econômica e cultural em consequência da intensificação das trocas internacionais de mercadorias e da circulação de

Leia mais

Contabilização dos Custos Critério Simples

Contabilização dos Custos Critério Simples Contabilização dos Custos Critério Simples Pelo critério simples, os custos são contabilizados de forma sintética, por totais, deixando de mostrar a origem dos custos nos estoques dos produtos. No entanto,

Leia mais

Geografia. Claudio Hansen (Rhanna Leoncio) Brasil em Crise

Geografia. Claudio Hansen (Rhanna Leoncio) Brasil em Crise Brasil em Crise Brasil em Crise 1. Com base na análise do gráfico, verifica-se que, em 1995 e em 2000, a balança comercial do Brasil apresentou saldo negativo. De acordo com os dados apresentados, indique

Leia mais

Mecken Golden Corporation 1439 S Ocean Blvd, FL 33062 Phone: 954 5547138

Mecken Golden Corporation 1439 S Ocean Blvd, FL 33062 Phone: 954 5547138 Consultoria Empresarial, Financeira e Jurídica. Equipe de profissionais altamente qualificada e comprometida com o cliente. Porque abrir uma empresa nos Estados Unidos Porque escolher a Flórida Vistos

Leia mais

MANUAL DO COOPERADO COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS COLABORADORES DO GRUPO SAINT-GOBAIN

MANUAL DO COOPERADO COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS COLABORADORES DO GRUPO SAINT-GOBAIN MANUAL DO COOPERADO COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS COLABORADORES DO GRUPO SAINT-GOBAIN A MELHOR SOLUÇÃO PARA OS SEUS PROBLEMAS O que é cooperativa? Cooperativas são associações formadas por

Leia mais

CARTOGRAFIA DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

CARTOGRAFIA DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO LICENCIATURA EM CIÊNCIAS EXATAS PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID CARTOGRAFIA DA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO Ana Paula de O. Ramos anapauladeoliveira@yahoo.com.br

Leia mais

Aula 1.2. Ambientes e forças que afetam o projeto Resumo e Exercícios. Referencial Bibliográfico. ADM Desenvolvimento de produto e Projetos

Aula 1.2. Ambientes e forças que afetam o projeto Resumo e Exercícios. Referencial Bibliográfico. ADM Desenvolvimento de produto e Projetos ADM Desenvolvimento de produto e Projetos 1 Isnard Martins Ambientes e forças que afetam o projeto Resumo e Exercícios Referencial Bibliográfico Gerenciamento de Projetos Ralph Kelling Claudio Jordão Aula

Leia mais

Empresas de variados setores se tornam cada vez mais dependentes de profissionais de estatística para pesquisas e estudos.

Empresas de variados setores se tornam cada vez mais dependentes de profissionais de estatística para pesquisas e estudos. A matéria a seguir foi publicada no jornal O Globo no dia 9 de outubro de 2005. Matéria do jornal O Globo - Caderno Boa Chance, por Luciana Calaza Índices de trabalho em crescimento Empresas de variados

Leia mais

Prof. Clovis Alvarenga Netto

Prof. Clovis Alvarenga Netto Escola Politécnica da USP Departamento de Engenharia de Produção Materiais e processos de produção IV Maio/200 Prof. Clovis Alvarenga Netto Aula 11 Rede física: Localização de unidades da rede de operações

Leia mais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Empresa Deve: Ser organizada: padronização administrativa (planejamento e controle) Ter qualidade: atender a necessidade dos consumidores (prazo, preço,

Leia mais

GEOGRAFIA SÉRIE: 2º ano Previdência Social Profº Luiz Gustavo Silveira

GEOGRAFIA SÉRIE: 2º ano Previdência Social Profº Luiz Gustavo Silveira GEOGRAFIA SÉRIE: 2º ano Previdência Social Profº Luiz Gustavo Silveira Prof. Luiz Gustavo - Profão RELAÇÃO PEA POPULAÇAO ECONOMICAMENTE ATIVA X PEI POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE INATIVA BÔNUS DEMOGRÁFICO IDEAL:

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE GEOGRAFIA. o verificado nos anos anteriores. Cobrou assuntos importantes e aguardados. Mesmo diante do desequilíbrio entre

COMENTÁRIO DA PROVA DE GEOGRAFIA. o verificado nos anos anteriores. Cobrou assuntos importantes e aguardados. Mesmo diante do desequilíbrio entre COMENTÁRIO DA PROVA DE GEOGRAFIA A prova de geografia da 2ª fase do vestibular UFPR/2016 manteve o caráter de uma prova difícil e abrangente, como o verificado nos anos anteriores. Cobrou assuntos importantes

Leia mais

EDITAL Nº 001/2017/UEPB/PROEX/PRO-ENEM PROCESSO DE INSCRIÇÕES E FORMAÇÃO DE NOVAS TURMAS PARA O ANO DE 2017.

EDITAL Nº 001/2017/UEPB/PROEX/PRO-ENEM PROCESSO DE INSCRIÇÕES E FORMAÇÃO DE NOVAS TURMAS PARA O ANO DE 2017. UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA-UEPB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX PRÓ-ENEM - UEPB EDITAL Nº 001/2017/UEPB/PROEX/PRO-ENEM PROCESSO DE INSCRIÇÕES E FORMAÇÃO DE NOVAS TURMAS PARA O ANO DE 2017. A Pró-reitoria

Leia mais

DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS

DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS WORKSHOP DIREITO DO PETRÓLEO E GÁS CONTEXTO As atividades de Exploração e Produção de petróleo são relevantes para o desenvolvimento de qualquer economia. No atual cenário brasileiro, essas atividades

Leia mais

Caracterização e objetivos do PET

Caracterização e objetivos do PET UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE EDUCAÇÂO TUTORIAL - PET EDITAL DE SELEÇÃO PARA TUTOR(A) DO GRUPO PET CIÊNCIAS SOCIAIS EDITAL Nº 01/2017 A PROGRAD divulga,

Leia mais

O que é produção do espaço?

O que é produção do espaço? O que é produção do espaço? É o espaço onde há a interação entre as sociedades humanas e seu meio ambiente. Evoluiu principalmente após o século XVIII, com a Revolução Industrial, do qual o aumento da

Leia mais

Introdução ao Estudo da Economia. Contextualização. Aula 3. Instrumentalização. Estruturas de Mercado. Prof. Me. Ciro Burgos

Introdução ao Estudo da Economia. Contextualização. Aula 3. Instrumentalização. Estruturas de Mercado. Prof. Me. Ciro Burgos Introdução ao Estudo da Economia Aula 3 Contextualização Prof. Me. Ciro Burgos É fundamental conhecer as estruturas de mercado, onde a empresa atua, para agir de forma correta Como agem; impactos sobre

Leia mais

Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações. Prof. Valdir Tavares de Lucena

Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações. Prof. Valdir Tavares de Lucena Gestão de Produção Aula 4: Localização das Instalações Prof. Valdir Tavares de Lucena O que faz uma empresa estar localizada em determinado endereço? Trata-se de uma decisão estratégico com fortíssimo

Leia mais

G stão o d a d P r P op o r p ie i da d de d In I t n ele l ctua u l

G stão o d a d P r P op o r p ie i da d de d In I t n ele l ctua u l Gestão da Propriedade Intelectual Rodolfo Politano AGENDA Intangíveis e a Propriedade Intelectual Processo Decisório em Propriedade Intelectual O Valor da Propriedade Intelectual Intangíveis e a Propriedade

Leia mais

Única dos Petroleiros

Única dos Petroleiros FUP Federação Única dos Petroleiros Filiada à Posição dos trabalhadores Petroleiros sobre o Marco Regulatório do Setor Petróleo www.fup.org.br FUP Federação Única dos Petroleiros Pré-sal História geológica

Leia mais

Aula 06 - Sequência Metodológica do Plano Estratégico. Prof. Marcopolo Marinho

Aula 06 - Sequência Metodológica do Plano Estratégico. Prof. Marcopolo Marinho Aula 06 - Sequência Metodológica do Plano Estratégico Prof. Marcopolo Marinho O que é necessário para montar o plano estratégico? 1. Ambiente e estímulos propícios à criação e à inovação, dando liberdade

Leia mais

Lei /2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e

Lei /2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e Lei 13.303/2016 Estatuto Jurídico das Empresas Públicas, Sociedades de Economia Mista e suas subsidiárias no âmbito da União, Estados e Municípios e Distrito Federal A nova lei extingue a modalidade carta-convite

Leia mais

Negócios Internacionais

Negócios Internacionais International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan Negócios Internacionais Capítulo 2.3 O Meio Económico 2004 Prentice Hall, Inc 4-1 Objectivos do Capítulo Aprender as diferenças entre os maiores sistemas

Leia mais

Como fazer avaliação econômico financeira de empresas. Este conteúdo faz parte da série: Balanço Patrimonial Ver 3 posts dessa série

Como fazer avaliação econômico financeira de empresas. Este conteúdo faz parte da série: Balanço Patrimonial Ver 3 posts dessa série Este conteúdo faz parte da série: Balanço Patrimonial Ver 3 posts dessa série O que é: Basicamente, é uma metodologia de análise que você pode usar para entender a estrutura econômico e financeira da empresa

Leia mais

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES

BASES PARA AS NOSSAS AÇÕES QUEM SOMOS Uma Instituição sem fins econômicos, voltada para o estudo, pesquisa e divulgação de informações e conhecimentos técnicos e científicos que digam respeito à busca de respostas e soluções economicamente

Leia mais

RETIFICADO (Prorrogada a data de término das inscrições)

RETIFICADO (Prorrogada a data de término das inscrições) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE EDUCAÇÂO TUTORIAL - PET EDITAL DE SELEÇÃO PARA TUTOR(A) DO GRUPO PET CIÊNCIAS SOCIAIS EDITAL Nº 01/2017 RETIFICADO (Prorrogada

Leia mais

1. Assinale a alternativa que contém alguns os elementos necessários para a instalação de uma fábrica.

1. Assinale a alternativa que contém alguns os elementos necessários para a instalação de uma fábrica. Atividade extra Fascículo 5 Geografia Unidade 9 Questão 1 1. Assinale a alternativa que contém alguns os elementos necessários para a instalação de uma fábrica. a) ( ) árvores, mão de obra, capital, energia

Leia mais

Módulos 11 e 12: O modo de produção industrial e A indústria brasileira

Módulos 11 e 12: O modo de produção industrial e A indústria brasileira Módulos 11 e 12: O modo de produção industrial e A indústria brasileira Artesanato é essencialmente o próprio trabalho manual ou produção de um artesão (de artesão + ato). Manufatura é um sistema de fabricação

Leia mais

Benefício Fiscal Previdência Privada

Benefício Fiscal Previdência Privada Benefício Fiscal Previdência Privada Saiba como você pode utilizar a previdência complementar a seu favor, ampliando para toda a sua família, de forma e gerar benefícios para todos. 1º Exemplo: Sem CONTRIBUIÇÃO

Leia mais

Modalidade de incubação A ITfetep irá selecionar empreendimentos nos regimes de incubação residente e incubação não residente na estrutura da Incubado

Modalidade de incubação A ITfetep irá selecionar empreendimentos nos regimes de incubação residente e incubação não residente na estrutura da Incubado PN - ITfetep Canvas Visualização PN ItFetep - Incubadora Tecnológica de São Bento do Sul R. Luiz Fernando Hastreiter, 320 Centenário 89283-081 - São Bento do Sul - SC Fone: (47) 3631-4350 www.itfetep.org.br

Leia mais

Resultados da Pesquisa sobre Internacionalização de Empresas no âmbito de Plano Nacional de Exportação

Resultados da Pesquisa sobre Internacionalização de Empresas no âmbito de Plano Nacional de Exportação Resultados da Pesquisa sobre Internacionalização de Empresas no âmbito de Plano Nacional de Exportação Coordenação de Internacionalização Gerência de Investimentos Amostra e Escopo da Pesquisa Todos os

Leia mais

Questionário Simplificado

Questionário Simplificado Contrato BNDES/FINEP/FUJB Arranjos e Sistemas Produtivos Locais e as Novas Políticas de Desenvolvimento Industrial e Tecnológico Questionário Simplificado A ser aplicado nas pequenas empresas Fevereiro/2000

Leia mais

Conjunto de regras entre o que é certo e errado; um modelo ou padrão que define o comportamento das pessoas.

Conjunto de regras entre o que é certo e errado; um modelo ou padrão que define o comportamento das pessoas. disciplina FUNDAMENTOS DE GESTÃO TERCEIRIZAÇÃO Paradigmas - Definições Conjunto de regras entre o que é certo e errado; um modelo ou padrão que define o comportamento das pessoas. Velhos Paradigmas: burocracia,

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO. Questão 2 Quais os agentes responsáveis pelo processo de globalização?

ESTUDO DIRIGIDO. Questão 2 Quais os agentes responsáveis pelo processo de globalização? MODALIDADE: EJA Ensino Médio PERÍODO 3º Período Disciplina: Geografia Gabarito do estudo dirigido Professor (a): Kátia Silene Data: 17/11/2015 Nome do Aluno: Questão 1 O que é globalização? ESTUDO DIRIGIDO

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO PARA O SETOR SUPERMERCADISTA

ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO PARA O SETOR SUPERMERCADISTA ESTRATÉGIAS DE CRESCIMENTO PARA O SETOR SUPERMERCADISTA Preparado pela Profa. Greice de Bem Noro - Curso de Administração UNIFRA Destinado exclusivamente ao estudo e discussão em classe, sendo proibida

Leia mais

Plano Financeiro. Projeto Empreendedor Redes de Computadores

Plano Financeiro. Projeto Empreendedor Redes de Computadores Plano Operacional e Plano Financeiro Projeto Empreendedor Redes de Computadores Plano Operacional 1.Layout Por meio do layout ou arranjo físico, você irá definir como será a distribuição dos diversos setores

Leia mais

Economia Subdesenvolvida

Economia Subdesenvolvida Aula 5 O aluno será capaz de reunir dados, sobre as questões que afetam diretamente as economias subdesenvolvidas, como: a) Estrutura de uma economia subdesenvolvida. b) Crescimento no longo prazo. c)

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA INTRODUÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DO CERES CURSO DE MATEMÁTICA APOSTILA 1 ARITMÉTICA PARTE I INTRODUÇÃO Durante muitos períodos da história

Leia mais

A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02

A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02 A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02 Sistema político econômico que tem como principal foco a acumulação de capitais, ou seja, moedas, recursos ou produtos que de alguma forma representem o

Leia mais

TD DE GEOGRAFIA - ESPECÍFICA PROF. DAVI COSTA / DATA: 05/04/2014

TD DE GEOGRAFIA - ESPECÍFICA PROF. DAVI COSTA / DATA: 05/04/2014 TD DE GEOGRAFIA - ESPECÍFICA PROF. DAVI COSTA / DATA: 05/04/2014 01. Durante o processo de industrialização da economia brasileira, dois presidentes se destacaram no estímulo ao desenvolvimento deste setor

Leia mais

CONTABILIDADE DE CUSTOS PROFESSOR: Salomão Dantas Soares TURMA: 4º CCN1

CONTABILIDADE DE CUSTOS PROFESSOR: Salomão Dantas Soares TURMA: 4º CCN1 Classificação de custos: custos diretos, custos fixos e variáveis. Separação entre custos e despesas Custos diretos e indiretos: Custos diretos São custos diretos aqueles relacionados diretamente com a

Leia mais

Legislação trabalhista: Impactos na gestão de Pessoas, Cenários e Perspectivas

Legislação trabalhista: Impactos na gestão de Pessoas, Cenários e Perspectivas Legislação trabalhista: Impactos na gestão de Pessoas, Cenários e Perspectivas WOLNEI TADEU FERREIRA ABRH AMAZONAS 20 de JULHO de 2016 O panorama econômico, social e cultural nacional impõe desafios empresariais.

Leia mais

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI DO PETRÓLEO - Nº 9.478, DE 6 DE AGOSTO DE 1997 Presidência da República - Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a política energética nacional, as atividades relativas ao monopólio do petróleo,

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Geografia 8 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. O processo de expansão do capitalismo constituiu a chamada economia global. Sobre ela, responda às questões a seguir: a)

Leia mais

MODULO 2. DESENVOLVIMENTO, SUBDESENVOLVIMENTO E A NOVA ORDEM MUNDIAL Páginas

MODULO 2. DESENVOLVIMENTO, SUBDESENVOLVIMENTO E A NOVA ORDEM MUNDIAL Páginas MODULO 2 DESENVOLVIMENTO, SUBDESENVOLVIMENTO E A NOVA ORDEM MUNDIAL Páginas 211 1 213 Pós-Segunda Guerra Mundial Sistema capitalista Sistema Socialista Estados Unidos(EUA) X União Soviética(URSS) GUERRA

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 9B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA Industrialização - Entre 1500 e 1808 - quando o país ainda era colônia: a metrópole não aceitava a implantação de

Leia mais

A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III. Referências ( Livros): BibliEx e PNLD

A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III. Referências ( Livros): BibliEx e PNLD A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III Referências ( Livros): BibliEx e PNLD DIFERENTES MODOS DE VER O MUNDO Regionalização do Mundo (outro critério) Critério utilizado Econômico A regionalização

Leia mais

mantida pela iniciativa privada.

mantida pela iniciativa privada. JUNIOR ACHIEVEMENT mantida pela iniciativa privada. A Junior Achievement é a maior e mais antiga organização de educação prática em economia e negócios do mundo. Criada nos Estados Unidos, em 1919, por

Leia mais

Mão de obra estrangeira: perspectivas e novos parâmetros

Mão de obra estrangeira: perspectivas e novos parâmetros Mão de obra estrangeira: perspectivas e novos parâmetros Realização: Local: São Paulo / SP Data: 04 de julho de 2013 1 Apresentação O Brasil vive um momento de crescentes oportunidades empresariais. Transformá-las

Leia mais

Segundo o Relatório 2010 do EIA, no grupo que não integra a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o Brasil, o Cazaquistão e a

Segundo o Relatório 2010 do EIA, no grupo que não integra a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o Brasil, o Cazaquistão e a 1 Introdução Segundo a Lei nº 9.478, de 6/8/1997, também chamada Lei do Petróleo, o petróleo pode ser definido como todo e qualquer hidrocarboneto líquido em seu estado natural. Entende-se então que o

Leia mais

A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR

A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR CAPITALISMO X SOCIALISMO Economia de mercado lei da oferta e procura; Propriedade privada dos meios de produção; Obtenção de lucro; Sociedade dividida em classes sociais; Trabalho

Leia mais

Economia ESTRUTURAS DE MERCADO. Prof. Me. Diego Fernandes

Economia ESTRUTURAS DE MERCADO. Prof. Me. Diego Fernandes Economia ESTRUTURAS DE MERCADO 1 Leitura Leitura do capítulo 7 (p. 165-203) do livro: Introdução à Economia do Marco Antonio S. Vasconcellos, 2012 - livro online disponível no site da biblioteca. Para

Leia mais