Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2 Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional Águeda Oliveira do Bairro Figueira da Foz Pombal

3

4 Fábricas em Pombal e Águeda.

5 Tijolo PRECERAM

6 Tijolo PRECERAM Aposta na sustentabilidade (ambiental, económica e funcional) Redução do consumo de matérias-primas e recursos; Correcta gestão de resíduos privilegiando a reciclagem; Utilização de combustíveis sólidos (biomassa); Acompanhamento das melhores técnicas.

7 Tijolo Térmico e Acústico Preceram

8 Paredes EFICIENTES Tem que assegurar: Estabilidade Estrutural Em paredes duplas pano ext. > 15

9 Paredes EFICIENTES Tem que assegurar: Estabilidade Estrutural Resistência ao fogo paredes de tijolo em geral cumprem

10 Paredes EFICIENTES Tem que assegurar: Estabilidade Estrutural Resistência ao fogo Isolamento ao Ruído depende também do número e tipo de vãos envidraçados

11 Paredes EFICIENTES Tem que assegurar: Estabilidade Estrutural Resistência ao fogo Isolamento ao Ruído Isolamento Térmico depende da zona climática

12 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Térmicos (Hotbox) Acústicos ITeCons Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico em Ciências da Construção, Coimbra

13 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Controlo de qualidade Marcaçao CE EN 771-1:2011

14 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Controlo de qualidade Marcaçao CE EN 771-1:2011 Declarações de Desempenho (DOP) Disponíveis em

15 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Aposta na diversidade

16 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Características melhoradas

17 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Produto mais eficiente: o JUNTA VERTICAL SEM ARGAMASSA o MAIOR RESISTÊNCIA MECÂNICA o MAIOR ISOLAMENTO TÉRMICO E ACÚSTICO o BOM RENDIMENTO DE ASSENTAMENTO

18 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Aplicação

19 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Suporte ideal para sistemas de isolamento pelo exterior

20 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Isolamento pelo exterior Características melhoradas. Revestimento Final Regulador de Fundo Massa Barbotherm Rede Fibra de Vidro Massa Barbotherm Aglomerado de Cortiça Expandida Tijolo Térmico e Acústico 30x19x24 Sistema ETICS com Tijolo Cerâmico Térmico 24 Isolante ICB 60 mm U = 0.36 (W/m 2. o C) Rw (C, C tr ) = 54 (-2,-5) db Ensaio ACU 101/12

21 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Isolamento pelo exterior Características melhoradas. Parede com tijolo 22 Parede com Térmico 24 Fonte:

22 Tijolo Térmico e Acústico Preceram Isolamento pelo exterior Características melhoradas. Sistema SECILVIT Cork. Fonte:

23 Caso Prático Será mais caro?

24 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro

25 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro

26 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro

27 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro

28 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro

29 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro U= 1,11 W/(m²C) Preço de custo estimado Área de paredes exteriores 141,78 m² U= 0,79 W/(m²C)

30 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² U= 0,45 W/(m²C) Zona Centro Preço de custo estimado Área de paredes exteriores 141,78 m² U= 0,39 W/(m²C)

31 Caso Prático Moradia Unifamiliar Dois pisos Área bruta 271 m² Zona Centro Preço de custo estimado Área de paredes exteriores 141,78 m² E se o Isolamento fosse em Cortiça? + 7,00 x 142 m² = / = 0,56 %

32 OBRAS de referência GAIART S PLAZA CENTRUM V. N. GAIA

33 OBRAS de referência HOSPITAL ESCOLA DA UNIV. FERNANDO PESSOA

34 OBRAS de referência

35 Para mais informações: Mais do que um website Uma ferramenta de trabalho Obrigado

Argamassas Térmicas, uma solução

Argamassas Térmicas, uma solução Argamassas Térmicas, uma solução na melhoria do Desempenho Térmico dos Edifícios André Correia Associação Portuguesa de Fabricantes de Argamassas e ETICS Fachadas Energeticamente Eficientes TEKtónica,

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil

Ávila e Sousa, Eng. Civil Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional Águeda Oliveira do Bairro Figueira da Foz Pombal www.solucoesparaconstrucao.com PLACAS DE GESSO GYPTEC Gyptec

Leia mais

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK A nova placa GYPCORK reúne dois produtos portugueses de excelência: as placas de gesso laminado Gyptec produzidas na Figueira da Foz, utilizando matérias

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil

Ávila e Sousa, Eng. Civil www.solucoesparaconstrucao.com Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional www.solucoesparaconstrucao.com Tijolo Térmico e Acústico Preceram Tijolo Térmico

Leia mais

PLACA DE GESSO + ICB SOLUÇÃO GYPCORK ICB ICB , /2500 9,2 550/210 0,55 52, / ,3 550/210 1,05

PLACA DE GESSO + ICB SOLUÇÃO GYPCORK ICB ICB , /2500 9,2 550/210 0,55 52, / ,3 550/210 1,05 Solução Sustentável CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL Placa Gypcork A placa GYPCORK reúne dois produtos portugueses de excelência: as placas de gesso Gyptec produzidas na Figueira da Foz, utilizando matérias primas

Leia mais

CONTRIBUTO DAS ARGAMASSAS NA SUSTENTABILIDADE. Roca Lisboa Gallery LISBOA

CONTRIBUTO DAS ARGAMASSAS NA SUSTENTABILIDADE. Roca Lisboa Gallery LISBOA CONTRIBUTO DAS ARGAMASSAS NA SUSTENTABILIDADE Roca Lisboa Gallery LISBOA 01.04.2016 ÍNDICE Sobre a Secil Argamassas Perspectiva de melhoramento do conforto O contributo das Argamassas Térmicas na Sustentabilidade

Leia mais

Soluções SecilArgamassas. Barreiro

Soluções SecilArgamassas. Barreiro Soluções SecilArgamassas Barreiro 15.12.2014 Agenda A SECIL Argamassas Cal Hidráulica - NHL Argamassas Secas _ sustentáveis Argamassa Térmicas Gama ecocork; Soluções de ETICS: Secil Vit Cork; Conclusões

Leia mais

A obrigatoriedade da marcação CE

A obrigatoriedade da marcação CE Adesivos cimentícios e a EN 12004: A obrigatoriedade da marcação CE Rogério Tomás, Cimentos Cola, Lda. Concreta 2004 1 Adesivos cimentícios, o que são? Argamassas para a colagem de peças cerâmicas, pedra

Leia mais

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação

Isolamento Sustentável. Soluções Ideais para Reabilitação Isolamento Sustentável A Gyptec Ibérica de capital nacional e inserida no Grupo Preceram, dedica-se à produção de placas de gesso laminado, através de métodos não poluentes e ambientalmente sustentáveis

Leia mais

Soluções de reabilitação de paredes/fachadas com desempenho térmico melhorado. Luís Silva Coimbra, 31 de Julho 2014

Soluções de reabilitação de paredes/fachadas com desempenho térmico melhorado. Luís Silva Coimbra, 31 de Julho 2014 Soluções de reabilitação de paredes/fachadas com desempenho térmico melhorado Luís Silva Coimbra, 31 de Julho 2014 Introdução As exigências da reabilitação na relação com o existente A compatibilidade

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil

Ávila e Sousa, Eng. Civil www.solucoesparaconstrucao.com Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional Águeda Oliveira do Bairro Figueira

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil

Ávila e Sousa, Eng. Civil www.solucoesparaconstrucao.com Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional www.solucoesparaconstrucao.com Placas de Gesso Conforto e Segurança Material

Leia mais

Marcação CE em colas para construção. Saint-Gobain Weber Cimenfix César Correia

Marcação CE em colas para construção. Saint-Gobain Weber Cimenfix César Correia Marcação CE em colas para construção Saint-Gobain Weber Cimenfix César Correia Conforme Requisitos Essenciais Resistência mecânica e estabilidade Segurança em caso de incêndio Higiene, saúde e ambiente

Leia mais

Contribuição das argamassas em camada fina para a redução da transmissão térmica da alvenaria Projecto cbloco

Contribuição das argamassas em camada fina para a redução da transmissão térmica da alvenaria Projecto cbloco Contribuição das argamassas em camada fina para a redução da transmissão térmica da alvenaria Projecto cbloco A. Baio Dias 12 de Novembro 2008 UMinho, Portugal 1 Projecto cbloco 1. Objectivos do Projecto

Leia mais

HISTÓRIA. 2.2 Características Térmicas do Bloco CCA: Transmitância e capacidade térmica conceitos e valores

HISTÓRIA. 2.2 Características Térmicas do Bloco CCA: Transmitância e capacidade térmica conceitos e valores 1. HISTÓRIA O Concreto Celular Autoclavado foi desenvolvido na Suécia em 1924 por Joahan Axel Erickon, que buscava por um produto com características semelhantes à da madeira, com estrutura sólida, bom

Leia mais

O que é o ICF? Vantagens

O que é o ICF? Vantagens O que é o ICF? É um sistema de construção constituído por blocos isolantes em EPS, poliestireno expandido (conhecido em Portugal como esferovite), que após montagem, são preenchidos com betão armado, formando

Leia mais

Sustentabilidade ambiental, económica e energética da envolvente dos edifícios

Sustentabilidade ambiental, económica e energética da envolvente dos edifícios UNIVERSIDADE DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Departamento de Engenharia Civil, Arquitetura e Georrecursos Sustentabilidade ambiental, económica e energética da envolvente dos edifícios José Dinis

Leia mais

1.- SISTEMA ENVOLVENTE...

1.- SISTEMA ENVOLVENTE... ÍNDICE.- SISTEMA ENVOLVENTE.....- Pavimentos em contacto com o terreno......- Lajes térreas.....- Fachadas......- Parte opaca das fachadas......- Aberturas em fachada.....- Paredes meeiras... 5..- Coberturas...

Leia mais

Ávila e Sousa (Eng. Civil)

Ávila e Sousa (Eng. Civil) www.solucoesparaconstrucao.com Ávila e Sousa (Eng. Civil) Inovação e Sustentabilidade no Gesso Laminado Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional Águeda Oliveira do Bairro Figueira da Foz Pombal

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil

Ávila e Sousa, Eng. Civil www.solucoesparaconstrucao.com Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram-grupo familiar de capital nacional www.solucoesparaconstrucao.com Placas de Gesso Conforto e Segurança Material

Leia mais

ARGAMASSAS MAIS SUSTENTÁVEIS LISBOA 02.07.2015

ARGAMASSAS MAIS SUSTENTÁVEIS LISBOA 02.07.2015 ARGAMASSAS MAIS SUSTENTÁVEIS LISBOA 02.07.2015 ÍNDICE ARGAMASSAS SUSTENTÁVEIS Sobre a Secil Argamassas Gama ecocork ETICS em harmonia com a construção sustentável André Correia 2 SOBRE A SECIL ARGAMASSAS

Leia mais

Revestimentos de isolamento térmico de fachadas com base em argamassa: comportamento e avaliação da qualidade

Revestimentos de isolamento térmico de fachadas com base em argamassa: comportamento e avaliação da qualidade Revestimentos de isolamento térmico de fachadas com base em argamassa: comportamento e avaliação da qualidade MARIA DO ROSÁRIO VEIGA TEKTÓNICA 2010 Contribuição das Argamassas e dos ETICS para a Eficiência

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL ÁREA DE CONSTRUÇÃO 1. Para determinar a porosidade aberta de uma pedra calcária, utilizou-se um provete com as dimensões de 7.1 7.1 7.1 cm 3. Determinou-se a massa no estado

Leia mais

H E R M A L. Uma reflexão sobre 19/11/2015

H E R M A L. Uma reflexão sobre 19/11/2015 Uma reflexão sobre soluções alternativas ao ETICS Argamassas e ETICS. Reflexões actuais Concreta 2015 EXPONOR Feira Internacional do Porto, 19 de Novembro de 2015 Nuno Simões & Márcio Gonçalves E T H E

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE Regulamento dos Produtos da Construção CTCV/APFAC CONCRETA, 2011-10-20 Marta Silva Gestora de Processo Temas Aspectos gerais da Marcação CE Directiva Produtos

Leia mais

CATÁLOGO 2011 SÉRIE DE BATENTE THERMOSTOP. Vidros e Alumínios, Lda - Fabricante de Vidro Duplo

CATÁLOGO 2011 SÉRIE DE BATENTE THERMOSTOP. Vidros e Alumínios, Lda - Fabricante de Vidro Duplo CATÁLOGO 2011 24 SÉRIE DE BATENTE THERMOSTOP Índice Introdução Perfis. Aros. Travessas Pormenores Acessórios 03 04 06 08 10 A Lusedividro, Lda dedica-se ao armazenamento e comercialização de perfis de

Leia mais

PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS

PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS PATOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ESTUDO DE CASOS Vasco Peixoto de Freitas Vasco Peixoto de Freitas FC_FEUP Novembro de 2007-1 www.patorreb.com Estrutura do Site Vasco Peixoto de Freitas FC_FEUP Novembro de 2007-2

Leia mais

DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES

DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS: UNISINOS INSTITUTO TECNOLÓGICO EM DESEMPENHO E CONSTRUÇÃO CIVIL NORMA DE DESEMPENHO E OS SISTEMAS VERTICAIS DE VEDAÇÃO DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES Prof. Dr. Bernardo

Leia mais

Evento PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS, SUSTENTABILIDADE E CONFORTO INTERIOR OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS AVALIAÇÕES ACÚSTICAS

Evento PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS, SUSTENTABILIDADE E CONFORTO INTERIOR OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS AVALIAÇÕES ACÚSTICAS Evento PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE EDIFÍCIOS, SUSTENTABILIDADE E CONFORTO INTERIOR OPTIMIZAÇÃO DE SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS Técnicas de Inspecção e Avaliação do Desempenho de Edifícios Paulo Amado

Leia mais

PENSANDO BLOCOS E TIJOLOS COMO VEDAÇÕES VERTICAIS

PENSANDO BLOCOS E TIJOLOS COMO VEDAÇÕES VERTICAIS PENSANDO BLOCOS E TIJOLOS COMO VEDAÇÕES VERTICAIS ABNT NBR 15270-1:2005 - BLOCOS CERAMICOS PARA ALVENARIA DE VEDACÃO - TERMINOLOGIA E REQUISITOS ABNT NBR 15270-2:2005 - BLOCOS CERAMICOS PARA ALVENARIA

Leia mais

CATÁLOGO 2011 SÉRIE DE BATENTE THERMOSTOP. Vidros e Alumínios, Lda - Fabricante de Vidro Duplo

CATÁLOGO 2011 SÉRIE DE BATENTE THERMOSTOP. Vidros e Alumínios, Lda - Fabricante de Vidro Duplo CATÁLOGO 2011 Índice Introdução Perfis. Aros. Travessas. Diversos 03 04 06 07 Pormenores Acessórios 08 09 A Lusedividro, Lda dedica-se à comercialização de alumínio de secções variadas, com maior ou menor

Leia mais

CERTIFICAÇÃO PEDRAS NATURAIS

CERTIFICAÇÃO PEDRAS NATURAIS Indústria Extractiva e Transformadora de Rocha CERTIFICAÇÃO PEDRAS NATURAIS Empresas - Agregados Rocha Ornamental 1 Certificação de Empresas Referenciais (exemplos): NP EN ISO 9001 (Sistemas de Gestão

Leia mais

ARGILA EXPANDIDA. Agregado leve de argila de forma arredondada

ARGILA EXPANDIDA. Agregado leve de argila de forma arredondada 2-4 Densidade aparente seca (Baridade) 358 4,0-8,0 mm NP EN 933-1:2000 Superfícies esmagadas e partidas N.A. (% massa) NP EN 933-5:2002 Resistência ao esmagamento (± 10%) 4,8 (MPa) EN 13055-1 (Anexo A)

Leia mais

Blocos de vidro com isolamento acústico

Blocos de vidro com isolamento acústico Blocos de vidro com isolamento acústico 1919/8 Light Diffusing (ex code: 198 LIGHT DIFFUSING WHITE) 1919/8 Light Diffusing é o bloco de vidro da Linha Technology que permite difundir a luz conferindo uma

Leia mais

DESEMPENHO DAS EDIFICAÇÕES

DESEMPENHO DAS EDIFICAÇÕES DESEMPENHO DAS EDIFICAÇÕES SUMÁRIO Conceito e Definição de Desempenho Histórico do desempenho das edificações; Abordagem de desempenho nas edificações; Norma Prescritivas X Normas de Desempenho; Metodologia

Leia mais

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO EPS POLIESTIRENO EXPANDIDO NO ISOLAMENTO TÉRMICO PELO EXTERIOR ETICS NICOLAU TIRONE SEMINÁRIO APFAC FACHADAS ENERGETICAMENTE EFICIENTES LNEC, LISBOA

Leia mais

BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça

BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça BloCork Desenvolvimento de blocos de betão com cortiça N. Simões, I. Castro, J. Nascimento, A. Nascimento SEMINÁRIO TECNOLOGIAS E SISTEMAS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL - INVESTIGAÇÃO EM ACÇÃO - Viabilizar

Leia mais

ALVENARIA ESTRUTURAL E RACIONALIZADA COM BLOCOS CERÂMICOS. Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER

ALVENARIA ESTRUTURAL E RACIONALIZADA COM BLOCOS CERÂMICOS. Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER ALVENARIA ESTRUTURAL E RACIONALIZADA COM BLOCOS CERÂMICOS Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER Belo Horizonte, MG, setembro de 2016 ANICER Assoc. Nac. da Ind. Cerâmica

Leia mais

18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP. Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz

18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP. Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz 18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP Desempenho potencial de alvenarias de blocos cerâmicos vazados Eng Ercio Thomaz 1 Quem deve atender é o sistema construtivo como um todo (paredes,

Leia mais

K-FLEX K-FLEX K-FONIK SYSTEM 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO

K-FLEX K-FLEX K-FONIK SYSTEM 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO 58 UMA NOVA GERAÇÃO DE MATERIAIS DE ISOLAMENTO K-FONIK SYSTEM Aplicações: - Canalizações e sistemas de drenagem - Tubulação industrial, maquinaria civil e industrial - Isolamento acústico para paredes

Leia mais

Painéis X-Lam da KLH nova geração de edifícios

Painéis X-Lam da KLH nova geração de edifícios Painéis X-Lam da KLH nova geração de edifícios Luís Jorge Jornada Técnica Eficiência Energética em Edifícios FABRICANTE DE PAINÉIS X-LAM MAIOR PRODUTOR EUROPEU APROVAÇÃO TÉCNICA EUROPEIA GABINETE DE ENGENHARIA

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO II CÓDIGO: IT837 CRÉDITOS: T2-P2 INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO OBJETIVO DA DISCIPLINA: Fornecer ao aluno as informações necessárias sobre a constituição,

Leia mais

Introduz áreas adicionais de conhecimento (reabilitação, segurança, sustentabilidade...)

Introduz áreas adicionais de conhecimento (reabilitação, segurança, sustentabilidade...) Aprofunda conhecimentos específicos já introduzidos nos anos anteriores nas cadeiras de Materiais de Construção, Física das Construções, Tecnologia das Construções e Direcção de Obras; Introduz áreas adicionais

Leia mais

Lacunas de conhecimento tecnológico para o desempenho de edificações residenciais Luis Carlos Bonin

Lacunas de conhecimento tecnológico para o desempenho de edificações residenciais Luis Carlos Bonin 18/junho/2015 Caesar Business Faria Lima São Paulo, SP Lacunas de conhecimento tecnológico para o desempenho de edificações residenciais Luis Carlos Bonin Esta apresentação mostra os resultados de um trabalho

Leia mais

Catálogo de Estores Compactos e Acessórios

Catálogo de Estores Compactos e Acessórios Catálogo de Estores Compactos e Acessórios COMPACTO DE PVC Tamanhos Disponíveis: 155, 170, 185, 200, 225 Saida da Fita Como Tirar Medidas INFERIOR FRONTAL altura total (incluindo caixa) Largura tota l

Leia mais

Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt

Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Ávila e Sousa, Eng. Civil avila@preceram.pt Grupo Preceram - grupo familiar de capital nacional Águeda Oliveira do Bairro Figueira da Foz Pombal www.solucoesparaconstrucao.com Fábricas em Pombal e Águeda.

Leia mais

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO

ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO ACEPE ASSOCIAÇÃO INDUSTRIAL DO POLIESTIRENO EXPANDIDO EPS POLIESTIRENO EXPANDIDO NO ETICS A ESCOLHA PARA UM ISOLAMENTO EFICIENTE, ECONÓMICO E SUSTENTÁVEL NICOLAU TIRONE SEMINÁRIO APFAC/ ITeCons FACHADAS

Leia mais

Sistemas de Paredes. Parede Segurança

Sistemas de Paredes. Parede Segurança Parede Segurança CATÁLOGO TÉCNICO 2014 Parede composta por duas linhas de perfis guias e montantes em aço galvanizado intercaladas por tela metálica, com duas camadas de chapa de gesso sobrepostas em cada

Leia mais

ISO... Sistema ETICS. therm

ISO... Sistema ETICS. therm ISO... Sistema ETICS therm By O Isolamento térmico de qualidade O sistema ETICS ISOtherm tem na sua composição diferentes soluções de acordo com as distintas necessidades das habitações/edifícios. Propomos

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL Válido até 11/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA, 115, LOJA 3 Localidade PAREDE Freguesia CARCAVELOS E PAREDE Concelho CASCAIS GPS 38.688617, -9.343011 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL

Certificado Energético Pequeno Edifício de Comércio e Servicos IDENTIFICAÇÃO POSTAL Válido até 11/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA, 115, LOJA 2 Localidade PAREDE Freguesia CARCAVELOS E PAREDE Concelho CASCAIS GPS 38.688617, -9.343011 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais

PARA MORADIA FORSTYL

PARA MORADIA FORSTYL PORTAS PARA MORADIA FORSTYL PORTAS PARA MORADIA PORTAS PARA MORADIA FORSTYL PERFORMANCE COM ELEGÂNCIA SUPREMA Integração perfeita As portas blindadas Forstyl integram-se perfeitamente no estilo da sua

Leia mais

1.- SISTEMA ENVOLVENTE...

1.- SISTEMA ENVOLVENTE... ÍNDICE.- SISTEMA ENVOLVENTE.....- Envolvente exterior......- Fachadas.....- Muros abaixo da rasante.....- Pavimentos......- Lajes térreas.....- Coberturas......- Coberturas planas....5.- Aberturas verticais....-

Leia mais

WWW.PAINEISTERMOISOLANTES.COM.BR Novas tecnologias para isolamento térmico na construção civil: PIR e PUR Rodnei Massamiti Abe Gerente Técnico em Eficiência Energética Dow Brasil Painéis Termoisolantes

Leia mais

NORMA DE DESEMPENHO. Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER

NORMA DE DESEMPENHO. Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER NORMA DE DESEMPENHO Antônio Carlos Pimenta Araújo Consultor Técnico e da Qualidade ANICER Belo Horizonte, MG, setembro de 2016 ANICER Assoc. Nac. da Ind. Cerâmica Produtos de cerâmica vermelha Dados da

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE PROPRIEDADES TÉRMICAS DE PAREDES DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO EM BLOCOS DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE PROPRIEDADES TÉRMICAS DE PAREDES DE ALVENARIA DE VEDAÇÃO EM BLOCOS DE CONCRETO CELULAR AUTOCLAVADO UNIVERSADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO TECNOLÓGICO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL Campus Universitário Trindade Florianópolis SC CEP 88040-970 Caixa Postal 476 Laboratório de Eficiência Energética

Leia mais

Sistema ATi

Sistema ATi www.anicolor.pt 35 Sistema ATi Sistema ATi Sistema de batente com RPT - 55 mm Características do sistema Sistema de batente com rotura térmica e de elevadas prestações térmicas e acústicas. O sistema ATi

Leia mais

NORMA DE DESEMPENHO ABNT NBR 15575

NORMA DE DESEMPENHO ABNT NBR 15575 A solução sustentável em tijolos, blocos estruturais, blocos de vedação e elementos cerâmicos. NORMA DE DESEMPENHO ABNT NBR 15575 De Vedações Verticais Internas e Externas dos blocos CERÂMICA ROQUE Peças

Leia mais

INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DOS NANOMATERIAIS NA SEQUÊNCIA DE UM MESTRADO EM ENGENHARIA QUÍMICA

INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DOS NANOMATERIAIS NA SEQUÊNCIA DE UM MESTRADO EM ENGENHARIA QUÍMICA SEMANA DA INVESTIGAÇÃO INVESTIGAÇÃO NA ÁREA DOS NANOMATERIAIS NA SEQUÊNCIA DE UM MESTRADO EM ENGENHARIA QUÍMICA MARIA DE FÁTIMA JÚLIO Estudante de Doutoramento em Engenharia de Materiais Centro de Química-Física

Leia mais

7. Exercício 1 (resolver em sala)

7. Exercício 1 (resolver em sala) 7. Exercício (resolver em sala) A parede externa de uma casa é composta por uma camada de 20cm de espessura de tijolo comum e uma camada de 5cm de gesso. Qual a taxa de transferencia de calor por unidade

Leia mais

COMPONENTES DE EDIFÍCIOS Aspectos de segurança e resistência mecânica do vidro. Índice

COMPONENTES DE EDIFÍCIOS Aspectos de segurança e resistência mecânica do vidro. Índice COMPONENTES DE EDIFÍCIOS Aspectos de segurança e resistência mecânica do vidro Índice 1 INTRODUÇÃO... 1 1.1 - Aspectos gerais... 1 1.2 Vidro... 2 1.2.1 - Vidro na construção... 2 1.2.2 - Vidro temperado...

Leia mais

Série de batente THERMOSTOP

Série de batente THERMOSTOP A dedica-se à extrusão de perfis de alumínio de secções variadas, com maior ou menor complexidade, consoante as necessidades dos clientes. A extrusão de alumínio permite toda a liberdade de concepção em

Leia mais

FICHAS DE PATOLOGIAS DOS SISTEMAS ETICS

FICHAS DE PATOLOGIAS DOS SISTEMAS ETICS FICHAS DE PATOLOGIAS DOS SISTEMAS ETICS Vasco Peixoto de Freitas Andreia Mota Miranda Laboratório de Física das Construções FACULDADE DE ENGENHARIA UNIVERSIDADE DO PORTO Vasco Peixoto de Freitas e Andreia

Leia mais

CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS DE MADEIRA CLT UMA NOVA GERAÇÃO DE EDIFÍCIOS

CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS DE MADEIRA CLT UMA NOVA GERAÇÃO DE EDIFÍCIOS CONSTRUÇÃO COM PAINÉIS DE MADEIRA CLT UMA NOVA GERAÇÃO DE EDIFÍCIOS LISBOA, JULHO 2016 SISTEMA CONSTRUTIVO CLT - CONCEITO CARACTERÍSTICAS GERAIS ESTRATOS ORTOGONAIS ESPÉCIES RESINOSAS COLA EM POLIURETANO

Leia mais

TAFIPAN P2 FR. Descrição. Aplicações. Recomendações. Técnico. TAFIPAN P2 FR - aglomerado para uso interior, incluindo mobiliário, com comportamento ao

TAFIPAN P2 FR. Descrição. Aplicações. Recomendações. Técnico. TAFIPAN P2 FR - aglomerado para uso interior, incluindo mobiliário, com comportamento ao Propriedades Disponível com pigmento vermelho Fácil maquinabilidade Permite uma grande variedade de revestimentos Ignífugo Técnico TAFIPAN P2 FR TAFIPAN P2 FR - aglomerado para uso interior, incluindo

Leia mais

TRANSMISSÃO DO SOM TRANSMISSÃO DO SOM TRANSMISSÃO DO SOM 1º MODO DE VIBRAÇÃO ESTRUTURAL ÍNDICE DE REDUÇÃO SONORA DE ELEMENTOS DE CONSTRUÇÃO

TRANSMISSÃO DO SOM TRANSMISSÃO DO SOM TRANSMISSÃO DO SOM 1º MODO DE VIBRAÇÃO ESTRUTURAL ÍNDICE DE REDUÇÃO SONORA DE ELEMENTOS DE CONSTRUÇÃO A transmissão do som entre locais pode efectuar-se: por via aérea: quando a vibração do elemento é provocada pelo campo sonoro criado pela fonte no ar; por percussão: quando a vibração do elemento é provocada

Leia mais

Marcação CE obrigatória em Argamassas: uma garantia de Qualidade. Argamassas de Reboco

Marcação CE obrigatória em Argamassas: uma garantia de Qualidade. Argamassas de Reboco Marcação CE obrigatória em Argamassas: uma garantia de Qualidade Argamassas de Reboco João Garcia Lisboa, 18 de Março de 2005 O que é uma argamassa de reboco? 2 Argamassa de Reboco Mistura de um ou mais

Leia mais

Seminário: Fachadas Energeticamente Eficientes: ETICS, Argamassas Térmicas e Janelas. O que se deve exigir? 15 Novembro 2011

Seminário: Fachadas Energeticamente Eficientes: ETICS, Argamassas Térmicas e Janelas. O que se deve exigir? 15 Novembro 2011 Seminário: Fachadas Energeticamente Eficientes: ETICS, Argamassas Térmicas e Janelas. O que se deve exigir? 15 Novembro 2011 ETICS E ARGAMASSAS TÉRMICAS: EXIGÊNCIAS DE CONFORMIDADE MARIA DO ROSÁRIO VEIGA

Leia mais

Paredes Fichas de Aplicação

Paredes Fichas de Aplicação Fichas de Aplicação e Revestimento Painel Perfurado Painel Sandwich Consulte o Dossier Técnico Viroc disponível em www.viroc.pt, na página de Downloads. Outros Suplementos de Soluções Recomendadas Viroc

Leia mais

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda.

GET GESTÃO DE ENERGIA TÉRMICA Lda. 1 Dados climáticos de referência para a região do Porto: Inverno: Região climática I1, número de graus dias = 1610 (º dias), duração da estação de aquecimento = 6,7 meses. Verão: Região climática V1, Temperatura

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada TRAVESSA DE D. AFONSO III, 39, Localidade MAIA. Freguesia CIDADE DA MAIA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada TRAVESSA DE D. AFONSO III, 39, Localidade MAIA. Freguesia CIDADE DA MAIA Válido até 12/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada TRAVESSA DE D. AFONSO III, 39, Localidade MAIA Freguesia CIDADE DA MAIA Concelho MAIA GPS 41.228592, -8.601183 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL 1 ª Conservatória

Leia mais

Catálogo Geral. Harmony with nature. Harmony with nature Vale de Cambra - Portugal Tel:

Catálogo Geral. Harmony with nature. Harmony with nature Vale de Cambra - Portugal Tel: Harmony with nature Z. I. Lordelo Codal - Lote 9 - Apt. 148 3731-901 Vale de Cambra - Portugal Tel: +351 256 472 148 Fax: +351 256 427 134 E-mail: geral@plakamat.pt www.plakamat.pt Harmony with nature

Leia mais

A argamassa seca de confiança

A argamassa seca de confiança A argamassa seca de confiança PREFASEC é a família de produtos da Morteros Tudela Veguín que engloba as argamassas utilizadas nas obras de alvenaria (muros, rebocos, estuques, rejuntes, ), bem como outros

Leia mais

CTCV. centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal

CTCV. centro tecnológico da cerâmica e do vidro coimbra portugal Ação de sensibilização para a adoção de ferramentas de melhoria dos Sistemas de Controlo da Produção e promoção da sua implementação como fator crítico de competitividade Marta Ferreira CTCV 09-02-2017

Leia mais

Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito

Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito Os Painéis Cimentício são compostos de Cimento Portland, partículas de madeira, água, aditivos e pigmentos. Muito utilizados em fechamentos de edifícios comerciais e residências, estes painéis são uma

Leia mais

Tecnologia de construção para uma habitação unifamiliar

Tecnologia de construção para uma habitação unifamiliar Tecnologia de construção para uma habitação unifamiliar Módulo Processos de construção LABORATÓRIO DE CONSTRUÇÃO A68262 Sara Cardoso A68222 Ana Catarina Silva Guimarães, 07 de fevereiro de 2014 Índice

Leia mais

AMORIM ISOLAMENTOS, S.A

AMORIM ISOLAMENTOS, S.A AMORIM ISOLAMENTOS, S.A Universidade do Minho Floresta de Sobreiros Portugueses 725.000 HECT. DE ÁREA e 60 MILHÕES DE SOBREIROS FLORESTA DE SOBREIROS (HECTARES) PAÍSES HECTARES TONELADAS Portugal 725 000

Leia mais

CONTACTOS. Cerâmica Vale da Gândara Apartado 22, Gândara Mortágua Viseu Portugal

CONTACTOS. Cerâmica Vale da Gândara Apartado 22, Gândara Mortágua Viseu Portugal CERÂMICA VALE DA GÂNDARA A Cerâmica do Vale da Gândara foi criada em 1957. Localizada na zona centro de Portugal, entre as serras do Buçaco e do Caramulo transformou-se em 1994 na primeira e única empresa

Leia mais

MANUAL TÉCNICO INSTALAÇÃO DE SISTEMAS EM PLACAS DE GESSO. 2ª edição

MANUAL TÉCNICO INSTALAÇÃO DE SISTEMAS EM PLACAS DE GESSO.  2ª edição MANUAL TÉCNICO INSTALAÇÃO DE SISTEMAS EM PLACAS DE GESSO www.gyptec.eu 2ª edição MANUAL TÉCNICO INSTALAÇÃO DE SISTEMAS EM PLACAS DE GESSO A sua obra merece o melhor A Gyptec Ibérica - Gessos Técnicos,

Leia mais

Técnicas das Construções I ALVENARIA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana (14) AULA 6

Técnicas das Construções I ALVENARIA. Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana (14) AULA 6 200888 Técnicas das Construções I ALVENARIA Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 6 Objetivos: 1. DISCUTIR A IMPORTÂNCIA DA ALVENARIA DE VEDAÇÃO. 2. DISCUTIR

Leia mais

Argamassas e ETICS. Reflexões actuais.

Argamassas e ETICS. Reflexões actuais. Argamassas e ETICS. Reflexões actuais. Associação Portuguesa dos Fabricantes de Argamassas e ETICS Argamassas e ETICS. Reflexões actuais, Concreta, Porto, 2015.11.19 1 Agradecimentos Aos Participantes

Leia mais

Marcação CE de Janelas e Portas Pedonais Exteriores

Marcação CE de Janelas e Portas Pedonais Exteriores Marcação CE de Janelas e Portas Pedonais Exteriores Experiência de um Instalador na Implementação da Marcação CE CCIPD Ponta Delgada 7 de Abril C. PINHEIRO SISTEMAS POSIÇÃO DE VANGUARDA NO MERCADO PERFORMANCE

Leia mais

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável

PLACA GYPCORK. Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK Reabilitação Sustentável PLACA GYPCORK A nova placa GYPCORK reúne dois produtos portugueses de excelência: as placas de gesso Gyptec produzidas na Figueira da Foz, utilizando matérias primas

Leia mais

PISO / PAREDE. Prof. Francisco Buarque

PISO / PAREDE. Prof. Francisco Buarque PISO / PAREDE 1 Parte 01: Requisitos Gerais; Parte 02: Requisitos para os sistemas estruturais; Parte 03: Requisitos para os sistemas de pisos; Parte 04: Requisitos para os sistemas de vedações verticais

Leia mais

Alvenaria, aspecto final face à vista e correntes, rebocadas.

Alvenaria, aspecto final face à vista e correntes, rebocadas. Terminologia relativa a alvenarias Hipólito de Sousa ALVENARIAS Alvenaria associação de elementos naturais ou artificiais, constituindo uma construção. Correntemente a ligação é assegurada por uma argamassa.

Leia mais

Desempenho Térmico de edificações

Desempenho Térmico de edificações Desempenho Térmico de edificações PROFESSOR Roberto Lamberts ALEJANDRO NARANJO Unidade deportiva Atanasio Girardot - Medellín ECV 5161 UFSC FLORIANÓPOLIS estrutura introdução isolantes cálculos exemplos

Leia mais

CAL HIDRÁULICA NATURAL (NHL) PARA. Reabilitação e Construção Sustentável

CAL HIDRÁULICA NATURAL (NHL) PARA. Reabilitação e Construção Sustentável CAL HIDRÁULICA NATURAL (NHL) PARA Reabilitação e Construção Sustentável INTRODUÇÃO Fundada em 1891, a Secil Argamassas orgulha-se de ser um dos fabricantes mais antigos de Cal Hidráulica Natural (NHL),

Leia mais

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS COBERTURAS Imitação Telha (1/2/4 águas) -Aço galvanizado na qualidade S250GD+Z, segundo EN 10346:2009 + EN 10169, revestida com poliéster regular modificado, e tolerâncias de espessura

Leia mais

Curso de Certificação de Projetista de Térmica- REH

Curso de Certificação de Projetista de Térmica- REH Nome: TODAS AS RESPOSTAS DEVERÃO SER JUSTIFICADAS Grupo 1 (7,5 valores) Considere as peças desenhadas anexas correspondentes ao projeto de uma moradia a construir no concelho de Cascais, a uma altitude

Leia mais

PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS

PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS PLACAS DE GESSO E MASSAS PERFIS E ACESSÓRIOS PLACAS PLACAS A STANDARD PLACAS H HIDRÓFUGA PLACAS F ANTI-FOGO PLACAS D ALTA-DUREZA PLACAS PROTECT PLACAS COMPOSTAS Isolamento EPS Isolamento XPS Isolamento

Leia mais

APLICAÇÕES EM BETÃO LEVE DE ARGILA EXPANDIDA

APLICAÇÕES EM BETÃO LEVE DE ARGILA EXPANDIDA Seminário sobre Paredes de Alvenaria, P.B. Lourenço et al. (eds.), 2007 169 APLICAÇÕES EM BETÃO LEVE DE ARGILA EXPANDIDA A.C. FONTES DE MELO Maxit Alfredo MARQUES Maxit 1. INTRODUÇÃO A nova regulamentação

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA COSTA, Nº213, Localidade LEIRIA. Freguesia MARRAZES E BAROSA

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada RUA DA COSTA, Nº213, Localidade LEIRIA. Freguesia MARRAZES E BAROSA Válido até 15/06/2026 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada RUA DA COSTA, Nº213, Localidade LEIRIA Freguesia MARRAZES E BAROSA Concelho LEIRIA GPS 39.784620, -8.777592 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL 2 ª Conservatória

Leia mais

FICHA TÉCNICA Nº5. AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) AN STANDARD

FICHA TÉCNICA Nº5. AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) AN STANDARD FICHA TÉCNICA Nº5 AGLOMERADO NEGRO ( ou AGLOMERADO PURO EXPANDIDO) Referências: AN STANDARD Para Isolamento Térmico Regranulados Calibre 2 / 9 e 4,5 / 15 mm Nota: Por encomenda, fabricam-se ainda outros

Leia mais

ciclo de vida do alumínio

ciclo de vida do alumínio o alumínio ciclo de vida do alumínio bauxite produção de alumina alumínio primário reciclagem fase de uso semi fabricação produto manufacturado Grupo navarra 2016 www.navarraaluminio.com características

Leia mais

1.4. Sistemas estruturais em madeira

1.4. Sistemas estruturais em madeira 1.4. Sistemas estruturais em madeira 1.4.1. Análise estrutural Estuda as estruturas se preocupando basicamente com a determinação dos esforços e das deformações a que elas estão submetidas quando solicitadas

Leia mais

REH Regulamento dos Edifícios de Habitação

REH Regulamento dos Edifícios de Habitação Questões Tipo Cálculo dos coeficientes b tr, traçado das Questão 4 Considere as peças desenhadas anexas correspondentes ao projeto de uma moradia a construir no concelho da Maia, a uma altitude de 126

Leia mais

Desempenho Térmico de edificações Aula 12: Diretrizes Construtivas para Habitações no Brasil NBR15220

Desempenho Térmico de edificações Aula 12: Diretrizes Construtivas para Habitações no Brasil NBR15220 Desempenho Térmico de edificações NBR15220 PROFESSOR Roberto Lamberts ECV 5161 UFSC FLORIANÓPOLIS + objetivos + requisitos usuários + NBR 15220 + NBR 15220-3 + parâmetros e condições de contorno + estratégias

Leia mais

SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS PRÓ-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORTO TÉRMICO

SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS PRÓ-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORTO TÉRMICO António Curado SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS PRÓ-EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E CONFORTO TÉRMICO Índice 1. ENERGIA E CONFORTO TÉRMICO 2. SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS REGULAMENTARES 2.1. REQUISITOS DE DESEMPENHO 2.2. FACHADAS

Leia mais

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 1º A Localidade PAREDE

Certificado Energético Edifício de Habitação IDENTIFICAÇÃO POSTAL. Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 1º A Localidade PAREDE Válido até 11/06/2024 IDENTIFICAÇÃO POSTAL Morada AV. WENCESLAU BALSEIRO GUERRA,, 115, 1º A Localidade PAREDE Freguesia CARCAVELOS E PAREDE Concelho CASCAIS GPS 38.688617, -9.434011 IDENTIFICAÇÃO PREDIAL/FISCAL

Leia mais