Semana Tecnológica Projetos do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Semana Tecnológica 2009. Projetos do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet"

Transcrição

1 Semana Tecnológica 2009 Projetos do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Barbacena Outubro de 2009

2 PROJETO: Montagem, configuração e utilização de um cluster de computadores Anderson José Simplício Augusto Henrique Teixeira Daniele Cristina Braga Santana Flávio da Silva Coelho Francisco Thiene Filardi Júlio César Durand Fontana Rafael José de Alencar Almeida Ronie Miranda Martins Devido à crescente demanda por poder de processamento e à queda acentuada dos preços dos equipamentos de hardware, a utilização de um cluster de computadores torna-se uma opção cada vez mais viável. O uso de softwares livres também colabora para a diminuição acentuada dos custos. No entanto, seu uso ainda é pouco difundido e a apresentação em um evento como a Semana Tecnológica contribuirá para a sua divulgação na sociedade local, com claros benefícios tanto para a comunidade, que será apresentada a um novo e poderoso recurso computacional, quanto para os alunos, que terão aberto um novo campo de trabalho, e mesmo para a instituição, que logrará reconhecimento pela sociedade como apoiadora de projetos de alta tecnologia. Objetivos específicos: 1. Montar, configurar e executar um cluster de computadores. 2. Demonstrar as vantagens do uso do cluster tomando por base um comparativo entre o desempenho de aplicações executadas em um computador stand-alone e no cluster.

3 PROJETO: Segurança: Invasão a Máquinas Vulneráveis e Formas de se Prevenir Bianca Couto Fortuna Patrícia Malvina de Sousa Priscila Sad de Sousa 1. Entender o porquê de manter os sistemas atualizados; 2. Demonstrações de invasão à sistemas vulneráveis; 3. Como prevenir o seu sistema e manter-se seguro na Internet.

4 PROJETO: Power Line Communications (Internet via rede elétrica) Fabrício Paiva Eron Pereira EMPRESA: Cemig INTRUTOR: Rafael Bergamaschi 1. Mostrar aos visitantes mais sobre essa tecnologia a pouco no mercado; 2. Falar sobre vantagens e desvantagens do projeto de internet pela rede elétrica; 3. Expor aos possíveis usuários como esta funcionará, banda máxima possível, equipamentos utilizados, instalação, custos; 4. Focalizar no lado do uso para o usuário;

5 PROJETO: Esteganografia e esteganálise trasmissã o de mensagens ocultas em sistemas digitais. Maurício Eduardo Loschi Batista Rafael José de Alencar Almeida Com o crescente nível de transmissções de dados por redes sujeitas à interceptação, como a Internet, é imprescindível a busca de tecnologias que permitam a troca de informações confidenciais de forma íntegra e secreta. Enquanto na criptografia é de conhecimento do interceptador a existência de uma mensagem protegida, a esteganografia consiste em ocultar a existência da própria mensagem. Com o advento dos computadores tornou-se possível o desenvolvimento de técnicas esteganográficas altamente avançadas e eficientes. Dentre os seus muitos empregos, destacam-se: Implementação de mecanismos de verificação de direitos autorais em imagens e outras mídias; Marcas d'água totalmente invisíveis a olho nu; Transmissão segura de informações: uma simples imagem em um site pode conter mensagens confidenciais, chaves criptográficas, textos e até outras imagens. Dentre as técnicas computacionais para implementação da esteganografia de imagens, uma das mais eficientes é a Least Significant Bit (LSB), que consiste em se ocultar os bits da mensagem nos bits menos significativos dos componentes RGB de cada pixel da imagem. Este método foi empregado no presente trabalho, juntamente com téccnicas de esteganálise, que consistem em analisar uma imagem e identificar se há alguma mensagem oculta na mesma.

6 Objetivos específicos do trabalho: Explicar os conceitos de esteganografia e esteganáise e sua importância para a comunicação digital; Explicar e demonstrar a técnica de esteganografia LSB; Explicar e demonstrar as principais técnicas de esteganálise: ataque visual e ataque estatístico. Softwares utilizados: Serão empregado um software desenvolvido por nós utilizando a linguagem de programação Python e interface gráfica GTK. Dentre as funcionalidades do software, estão a inserção/recuperação de mensagens em imagens, anáise das imagens com técnicas de esteganálise, e tranferência de mensagens esteganografadas via rede/internet.

7 PROJETO: Competição entre cursos em jogos para Linux Victor Hugo Miranda Fontana Isabela Cássia Moraes Maria da Conceição de S. Dornelas Josemar Lima de Assis Wagner Afonso da Silva Allan Augusto de A. Cézar Luiz Fernando R. Silva Flávio Lúcio da Silva André Felipe M. de Souza Fabrício Wesley Assumpção Renato Nadalim Gabriel Rômulo Kosawa Buscando promover a popularização do SO Linux e também a integração entre os vários cursos do IFET, será realizada uma competição entre as várias equipes inscritas, através de variados jogos em cada uma das noites em que estiver ocorrendo a semana tecnológica. No ultimo dia, será entregue um prêmio para a equipe que tiver acumulado mais pontos no final dos dias de competição.

8 PROJETO: Mini-Curso de Formação de Desenvolvedores para Web 2.0 EMPRESA: On The Web Design e Desenvolvimento INTRUTOR: Robson Loschi PERÍODO: 19 A 23 de outubro LOCAL: Laboratório de Desenvolvimento de Sistemas Prédio de Informática TURMAS: Serão disponibilizadas 3 turmas para participação dos alunos do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet e Curso Técnico de Informática no mini-curso, nos turnos da manhã, tarde e noite, com 25 vagas cada uma. PROPÓSITO DO MINI-CURSO DE DESENVOLVEDORES PARA WEB Preparar os alunos para o mercado de trabalho utilizando o ambiente WEB 2.0; 2. Incentivar os alunos para participação no Projeto Open Source FNF FNF is not a framework que é uma metodologia para desenvolvimento de sistemas para WEB 2.0, em desenvolvimento na empresa On The Web Design e Desenvolvimento; 3. Desenvolver as aptidões necessárias aos alunos para criação e disseminação de idéias criativas na área de WEB 2.0; 4. Reconhecer novos desenvolvedores com aptidão para estagiar na empresa On The Web Design e Desenvolvimento. PRÉ-REQUISITOS É desejável que o aluno possua conhecimentos básicos em HTML, PHP e MySQL. Os alunos poderão adquirir tais conhecimentos a partir das apostilas disponibilizadas no site da empresa, no endereço,

9 APOIO DA EMPRESA A empresa On The Web Design e Desenvolvimento disponibiliza, através do site um apoio constante aos interessados nesta tecnologia (antes, durante e após o mini-curso). OBS.: O mini-curso será gratuito. COMPROMISSO DA EMPRESA O responsável pela empresa On The Web Design e Desenvolvimento, Robson Loschi, se compromete a cumprir a proposta de mini-curso de Formação de Desenvolvedores para Web 2.0, nas condições supracitadas.

6º Semestre de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. - 6 Inscritos -

6º Semestre de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. - 6 Inscritos - 6º Semestre de SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - 6 Inscritos - Tema: [Área 9]: Comunidade - Tema: 4. Iniciativas para a redução das desigualdades sociais Título: Aplicação de IHC para Inclusão Social e Digital

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Ferramentas Online. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Ferramentas Online. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. 2º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2013.

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR. 2º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2013. FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS PROJETO INTEGRADOR 2º PERÍODO Gestão da Tecnologia da Informação GOIÂNIA 2013. 1. INFORMAÇÕES GERAIS Coordenadora do Curso: Lucília Gomes Ribeiro Professora coorientadora:

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GPSis Grupo de Pesquisa em Sistemas de Informação

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS GPSis Grupo de Pesquisa em Sistemas de Informação NOME DA LINHA: Análise e Desenvolvimento de Sistemas Computacionais OBJETIVO: a) estimular a produção cientifica entre docentes e alunos visando à participação em congressos; b) desenvolver softwares em

Leia mais

Ferramenta Colaborativa para Groupware

Ferramenta Colaborativa para Groupware Ferramenta Colaborativa para Groupware Rodolpho Brock UFSC Universidade Federal de Santa Catarina INE Deparrtamento de Informática e Estatística Curso de Graduação em Sistema de Informação rbrock@inf.ufsc.br

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PRONATEC PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA ALUNOS: ANA CAROLINA, ROMÁRIO, WAGNER.

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PRONATEC PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA ALUNOS: ANA CAROLINA, ROMÁRIO, WAGNER. 1 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PRONATEC PROFESSOR: NATANIEL VIEIRA ALUNOS: ANA CAROLINA, ROMÁRIO, WAGNER. TURMA: 2 TERMOS TÉCNICOS PELOTAS, 2012 ANA CAROLINA, ROMÁRIO,

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Tratamento de Imagens com Software Livre. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Tratamento de Imagens com Software Livre. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CURSO: TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE

Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE Proposta do projeto de extensão: Inclusão digital dos softwares livres na comunidade escolar da rede pública em Aracaju SE Resumo O projeto tem como objetivo principal promover a inclusão digital dos softwares

Leia mais

Projeto Software Livre Goiás I Fórum Goiano de Software Livre "Software Livre: Para quem?" 23 a 27 de Novembro

Projeto Software Livre Goiás I Fórum Goiano de Software Livre Software Livre: Para quem? 23 a 27 de Novembro Projeto Software Livre Goiás I Fórum Goiano de Software Livre "Software Livre: Para quem?" 23 a 27 de Novembro 1. Projeto Software Livre Goiás - PSL-GO O Projeto Software Livre Goiás é um movimento aberto

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE. Edital Nº 05/2012 APOIO A INDÚSTRIA CRIATIVA PROGRAMA RS TECNÓPOLE

RELATÓRIO DE ANÁLISE. Edital Nº 05/2012 APOIO A INDÚSTRIA CRIATIVA PROGRAMA RS TECNÓPOLE RELATÓRIO DE ANÁLISE Edital Nº 05/2012 APOIO A INDÚSTRIA CRIATIVA PROGRAMA RS TECNÓPOLE Apresentação: Gestor do Projeto: André Fagundes Pase COREDE: Município de Porto Alegre Instituição Gestora / Mantenedora:

Leia mais

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO

AUTOR(ES): VINICIUS RUIZ PONTES SILVA, JAQUELINE CRISTINA DA SILVA, JOÃO PAULO DE OLIVEIRA HONESTO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA INTERCÂMBIOS ESTUDANTIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS

Leia mais

: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS

: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS Título: LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA : OTIMIZANDO RECURSOS Área Temática: Educação e Comunicação / Tec. Educacionais Autores: FREDERICO HENRIQUE GOLDSCHMIDT NETO e EDEMILSON JORGE BRANDÃO Instituição: Universidade

Leia mais

Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line

Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line Estatística Básica via MySQL para Pesquisas On-Line Gabriel Ramos Guerreiro - DEs, UFSCar 1 2 Anderson Luiz Ara-Souza - DEs, UFSCar 1 3 Francisco Louzada-Neto - DEs, UFSCar 1 4 1. INTRODUÇÃO Segundo Cavalcanti

Leia mais

II Workshop Regional Latinoamericano FLOSSWorld. Buenos Aires, 30 de novembro e 1 1 de dezembro de 2006

II Workshop Regional Latinoamericano FLOSSWorld. Buenos Aires, 30 de novembro e 1 1 de dezembro de 2006 II Workshop Regional Latinoamericano FLOSSWorld Buenos Aires, 30 de novembro e 1 1 de dezembro de 2006 Forte política tecnológica que prioriza o software livre como opção estratégica em busca da: 1. redução

Leia mais

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO

MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO MANUAL DE IMPLANTAÇÃO SISTEMA DE INVENTÁRIO CACIC Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais GOVERNO FEDERAL SOFTWARE PÚBLICO software livre desenvolvido pela Dataprev Sistema de Administração

Leia mais

Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Ambientes Virtuais de Aprendizagem SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS Modelagem Computacional de Ambientes de Apredizagem Profa. Silvia

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 05: Editores de Imagem Paint / GIMP

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 05: Editores de Imagem Paint / GIMP PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Aula 05: Editores de Imagem Paint / GIMP Desenho e Edição de Imagem Paint O Paint é um software utilizado para a criação de desenhos simples

Leia mais

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia

PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC. Multimídia PROJETO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC Multimídia Prof.ª Sylvia Augusta Catharina Fernandes Correia de Lima Floresta - PE 2013 CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA - FIC 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2012-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Sistemas de Informação 2012-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Sistemas de Informação 2012-2 SISTEMA GERENCIADOR DE REVENDAS DE COSMÉTICOS Alunos: BARROS,

Leia mais

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Fabiana Pacheco Lopes 1 1 Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) fabipl_21@yahoo.com.br Resumo.Este

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

ERRATA AO EDITAL 1/2014: PROCESSO SELETIVO PARA

ERRATA AO EDITAL 1/2014: PROCESSO SELETIVO PARA ERRATA AO EDITAL 1/2014: PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO CATEGORIA: ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO Níveis Superior e Técnico O Diretor Acadêmico do Campus de Itabira da Universidade Federal de

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Tecnologia em Sistemas para Internet FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

IV Seminário de Iniciação Científica

IV Seminário de Iniciação Científica ANÁLISE DA APLICABILIDADE DE SOFTWARE LIVRE NAS INSTITUIÇÕES DO ESTADO DE GOIÁS E A INCLUSÃO DIGITAL Daniel Seabra 1,4 e Ly Freitas Filho 1,4 RESUMO Este estudo tem o intuito de auxiliar os gestores organizacionais

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº21 29/07-04/08 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº21 29/07-04/08 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional EDITAIS DE MONITORIA E ESTÁGIO Até o dia 16 de agosto de 2013, estão abertas as inscrições para o preenchimento

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO DE PESSOAS PROFESSOR: Itair Pereira da Silva DISCENTES: Maria das Graças João Vieira Rafael Vitor ORGANOGRAMA PRESIDENTE GERENTE

Leia mais

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar Muitos empresários e profissionais liberais gostariam de estar na Internet, mas, na maioria dos casos, não sabem muito bem por que e nem mesmo sabem a diferença

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales

Firewall. Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales Firewall Alunos: Hélio Cândido Andersson Sales O que é Firewall? Firewall pode ser definido como uma barreira de proteção, que controla o tráfego de dados entre seu computador e a Internet (ou entre a

Leia mais

M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações

M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações M3D4 - Certificados Digitais Aula 2 Certificado Digital e suas aplicações Prof. Fernando Augusto Teixeira 1 2 Agenda da Disciplina Certificado Digital e suas aplicações Segurança Criptografia Simétrica

Leia mais

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO

ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO ANEXO 1 - QUESTIONÁRIO 1. DIMENSÃO PEDAGÓGICA 1.a) ACESSIBILIDADE SEMPRE ÀS VEZES NUNCA Computadores, laptops e/ou tablets são recursos que estão inseridos na rotina de aprendizagem dos alunos, sendo possível

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Apresentação da Disciplina Edirlei Soares de Lima Introdução a Programação de Jogos Design de Jogos + Programação de Jogos Objetivos da Disciplina

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DE VOTAÇÃO WEB UTILIZANDO TECNOLOGIA TOUCHSCREEN José Agostinho Petry Filho 1 ; Rodrigo de Moraes 2 ; Silvio Regis da Silva Junior 3 ; Yuri Jean Fabris 4 ; Fernando Augusto

Leia mais

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid)

Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Tipos de Sistemas Distribuídos (Cluster e Grid) Sistemas Distribuídos Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

CACIC. Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal

CACIC. Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal CACIC Inventário de Hardware e Software para o Governo Federal Origem Software originário do escritório da DATAPREV ( Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social) no Espírito Santo. Desenvolvido

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC 1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC Edilberto Silva 1, André Luiz (1012545), Andreia Pereira da Silva (1012547) Carlos Alberto (1012206), Humberto César de Carvalho

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

GUILHERME ALBUQUERQUE PINTO Reservas: Curso Vagas/Curso 22A - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 20 35A - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

GUILHERME ALBUQUERQUE PINTO Reservas: Curso Vagas/Curso 22A - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 20 35A - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA SIGA - Sistema Integrado de Gestão Acadêmica Relação de turmas oferecidas por departamento no ano semestre 3. DEP DCC - DEPTO DE CIENCIA DA COMPUTACAO /ICE Disciplina:

Leia mais

REFORÇO DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA EM LINGUAGEM C PARA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

REFORÇO DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA EM LINGUAGEM C PARA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA REFORÇO DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA EM LINGUAGEM C PARA GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA Andréa Willa Rodrigues Villarim (Voluntário) Marcelo Pereira Rufino (Bolsista) Larissa Aguiar (Bolsista) Nady Rocha

Leia mais

Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth

Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth Técnicas para interação de computador de bordo com dispositivo móvel usando tecnologia bluetooth João Paulo Santos¹, Wyllian Fressaty¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Jpsantos1511@gmail.com,

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO À WEB COM O ALT LINUX SCHOOL. Douglas Henrique Ribeiro da Silva ¹ Samuel Apolo Ferreira Lourenço ² Eduardo Alves de Almeida ³

CONTROLE DE ACESSO À WEB COM O ALT LINUX SCHOOL. Douglas Henrique Ribeiro da Silva ¹ Samuel Apolo Ferreira Lourenço ² Eduardo Alves de Almeida ³ CONTROLE DE ACESSO À WEB COM O ALT LINUX SCHOOL Douglas Henrique Ribeiro da Silva ¹ Samuel Apolo Ferreira Lourenço ² Eduardo Alves de Almeida ³ Faculdade de Tecnologia de Ourinhos - FATEC INTRODUÇÃO O

Leia mais

NOTÍCIAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE CONSELHEIRO LAFAIETE CES-CL RÁPIDAS DO CES

NOTÍCIAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE CONSELHEIRO LAFAIETE CES-CL RÁPIDAS DO CES NOTÍCIAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE CONSELHEIRO LAFAIETE CES-CL RÁPIDAS DO CES Os 365 exemplares de livros adquiridos pelo CES-CL para o curso de Engenharia Elétrica já foram entregues e estão passando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE EDUCAÇÃO LABORATÓRIO DE CULTURA DIGITAL A coordenadoria do projeto Laboratório de Cultura Digital, vinculado ao Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, torna pública a seleção de equipe para o referido projeto, conforme previsto

Leia mais

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS

SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS SEGURANÇA EM REDES: HONEYPOTS E HONEYNETS Alexandre Henrique Picão Hidalgo, Júlio Cesar Pereira Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alexandrehidalgo@gmail.com, juliocesarp@unipar.br Resumo.

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II

GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II Servidores Definição Servidores História Servidores Tipos Servidores Hardware Servidores Software Evolução do Windows Server Windows Server 2003 Introdução Windows Server

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB Alan Francisco de Souza¹, Claudete Werner¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alanfsouza.afs@gmail.com,

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Quanto mais informações você disponibiliza na Internet, mais difícil se torna preservar a sua privacidade Nada impede que você abra mão de sua privacidade e, de livre e espontânea

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz

Tecnologia da Informação. Prof. Esp. Lucas Cruz Tecnologia da Informação Prof. Esp. Lucas Cruz Software A utilização comercial da informática nas empresas iniciou-se por volta dos anos 1960. O software era um item menos dispendioso que o hardware, e

Leia mais

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza

FIREWALL. Prof. Fabio de Jesus Souza. fabiojsouza@gmail.com. Professor Fabio Souza FIREWALL Prof. Fabio de Jesus Souza fabiojsouza@gmail.com Professor Fabio Souza O que são Firewalls? Os firewalls são sistemas de segurança que podem ser baseados em: um único elemento de hardware; um

Leia mais

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64:

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64: INTRODUÇÃO Orientador: Prof. Dr. Fernando Auil Turma 64: André Cavalcante dos Santos Bruno Croci de Oliveira Caio César Lemes Bastos Dan Shinkai Daniel Bissoli Moriera Daniel Pinheiro Barreto TEMA Conhecimento

Leia mais

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada na Educação 1. Público Alvo Este curso de Pós-Graduação Lato Sensu é destinado principalmente a alunos graduados em cursos da área de Educação (Pedagogia

Leia mais

Aplicação Prática de Lua para Web

Aplicação Prática de Lua para Web Aplicação Prática de Lua para Web Aluno: Diego Malone Orientador: Sérgio Lifschitz Introdução A linguagem Lua vem sendo desenvolvida desde 1993 por pesquisadores do Departamento de Informática da PUC-Rio

Leia mais

UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE

UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE Universidade Federal de Minas Gerais Elisa Castro Pedro Henrique Ferreira Simas Ricardo Freitas de Paula UNIVERSIDADE, EAD E SOFTWARE LIVRE Belo Horizonte 2011 O Ensino a Distância da Estatística Básica

Leia mais

Relação de Alunos Aprovados

Relação de Alunos Aprovados Página 1 de 8 Processo Seletivo: 2015.2 Curso: Técnico em Automação Turno: Noite Candidatos Classificados (ordem alfabética) 040 ABNER LUIZ DE FREITAS FERNANDES 100 ADRIANO MATIAS DA SILVA 134 ALEXANDRE

Leia mais

ANÁLISE E IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE COMPRESSÃO DE DADOS. Maria Carolina de Souza Santos 1 Orientador: Prof.º Ms.

ANÁLISE E IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE COMPRESSÃO DE DADOS. Maria Carolina de Souza Santos 1 Orientador: Prof.º Ms. ANÁLISE E IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE COMPRESSÃO DE DADOS Maria Carolina de Souza Santos 1 Orientador: Prof.º Ms. Mauricio Duarte 2 Centro Universitário Euripides de Marilia UNIVEM FATEC Faculdade de

Leia mais

PROJETO DE INFORMÁTICA

PROJETO DE INFORMÁTICA CEEBJA - CEAD Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos CEAD-Pólo Poty Lazzarotto PROJETO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA EDUCATIVA PARA PROFESSORES Ricardo Hasper Curitiba-PR 2001 A educação

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 10 Segurança na Camadas de Rede Redes Privadas Virtuais (VPN) Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br Curso: Sistemas de Informação 1º Semestre / 2015

Leia mais

GESTÃO INTEGRADA DE MÍDIAS (esboço) Cursista: Ricardo Hasper Tutora: Maria Helena de F. da Silva

GESTÃO INTEGRADA DE MÍDIAS (esboço) Cursista: Ricardo Hasper Tutora: Maria Helena de F. da Silva GESTÃO INTEGRADA DE MÍDIAS (esboço) Cursista: Ricardo Hasper Tutora: Maria Helena de F. da Silva INFORMÁTICA BÁSICA PARA PROFESSORES DA ESCOLA PUBLICA DO ESTADO, NO PROGRAMA PRD-PARANÁ DIGITAL Público

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

Construção de Wiki para a MISTOOL, uma Ferramenta de Aplicação do Método de Inspeção Semiótica

Construção de Wiki para a MISTOOL, uma Ferramenta de Aplicação do Método de Inspeção Semiótica Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM Construção de Wiki para a MISTOOL, uma Ferramenta de Aplicação do Método de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS

A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS A IMPORTÂNCIA DE FIREWALL S PARA AMBIENTES CORPORATIVOS Rafael Mariano Rodrigues Silva¹, Júlio Cesar Pereira¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil rafaelmarianors@gmail.com, juliocesarp@unipar.br

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO REINVENTANDO O ENSINO MÉDIO ÁREA DE EMPREGABILIDADE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROPOSTA CURRICULAR Belo Horizonte Novembro 2012 Governador de Minas Gerais Antônio Augusto Junho Anastasia Vice-Governador

Leia mais

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O

PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O PROPOSTA DE MELHORIA DA INTERFACE PARA O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Orientado: Nestor Vicente Soares Netto Orientador: André Luiz Zambalde Co-orientador: Ahmed Ali Abdalla Esmin Roteiro 1.

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ALEXANDRE PRADO BARBOSA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ALEXANDRE PRADO BARBOSA Relatório

Leia mais

Anexo I Formulário para Proposta

Anexo I Formulário para Proposta PLATAFORMA CGI.br Solicitação de Propostas SP Anexo I Formulário para Proposta Data: 05/07/2013 Versão: 1.1 Plataforma CGI.br Solicitação de Propostas - SP Anexo I Formulário para Proposta 1. Estrutura

Leia mais

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Serviços de Comunicações - 2014/2015 Autores: Xavier Araújo José Santos Índice 1. Introdução... 3 2. Asterisk Now... 4 3. Configuração dos Serviços de Comunicação... 5

Leia mais

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura.

Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. Módulo 14 Segurança em redes Firewall, Criptografia e autenticação Falaremos um pouco das tecnologias e métodos utilizados pelas empresas e usuários domésticos para deixar a sua rede segura. 14.1 Sistemas

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS. Processo nº 01P-24131/2014

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS. Processo nº 01P-24131/2014 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS Processo nº 01P-24131/2014 A(O) NEPAM da Unicamp faz saber que estão abertas, no período

Leia mais

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS Programa ESAG Sênior Mário César Barreto Moraes Bolsistas: Vanessa Vidal Riso Danielle Cândido Vecchietti Juliana Oliveira Lima de Souza A busca pro metodologias

Leia mais

CLASSCEEP MATEMÁTICA NAS REDES SOCIAIS

CLASSCEEP MATEMÁTICA NAS REDES SOCIAIS Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia e Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia MOSTRATEC Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira Ilhéus

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS ANO 2015

CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS ANO 2015 CORPO DOCENTE DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS ANO 2015 Carla de Cássia Carvalho Cassado (Doutora) Regime de Trabalho: Tempo Parcial Área de Conhecimento: Ciências Humanas Qualificação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2011. Qualificação: Auxiliar de informática para internet Módulo: 1º

Plano de Trabalho Docente 2011. Qualificação: Auxiliar de informática para internet Módulo: 1º Plano de Trabalho Docente 2011 Ensino Técnico ETEC Santa Isabel Código: 219 Município: Santa Isabel Área Profissional: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em informática para internet

Leia mais

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC

Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Artur Petean Bove Júnior Tecnologia SJC Objetivo O objetivo do projeto é especificar o desenvolvimento de um software livre com a finalidade de automatizar a criação de WEBSITES através do armazenamento

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

Construindo sítios profissionais com Mambo

Construindo sítios profissionais com Mambo 23/09/06 Construindo sítios profissionais com Mambo Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org 1 Sumário Software Livre Conceitos de CMS Mambo Configuração do Mambo Novidades Referências 2 O que é software

Leia mais

PSIU Protocolo Simples de Intercomunicação Unificado

PSIU Protocolo Simples de Intercomunicação Unificado PSIU Protocolo Simples de Intercomunicação Unificado Ricardo J. O. Mariz 1, Rodrigo Pessoa Medeiros 2, Henrique Braga Foresti 1, Fábio E. A. Aguiar 3 1 Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) 2 Universidade

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo o processo de atendimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PROJETO DE RESIDÊNCIA EM SOFTWARE PÚBLICO BRASILEIRO Filipe Henrique S. G. de Oliveira, Eugênio Cézar Maciel Marques, Francisco Caio Silva Ladislau, Jorge

Leia mais

O Conversor Serial Ethernet MUX-10

O Conversor Serial Ethernet MUX-10 O Conversor Serial Ethernet MUX-10 M. B. Pereira, E. Araujo, ENAUTEC e F. Santana, COELBA Resumo - O Conversor Serial Ethernet MUX-10 é um protótipo destinado a interconectar equipamentos baseados em porta

Leia mais

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux

Implementação de um serviço de Site Dinâmico para a Intranet do Pólo de Touros utilizando o ambiente Apache, MYSQL e PHP em um Servidor Linux UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ - EAJ CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA PROFESSOR CARLOS HENRIQUE GRILO DINIZ Projeto das Disciplinas de Sistemas Operacionais de Redes

Leia mais

Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental

Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental Treinamento em PHP com MySQL - Fundamental Sobre PHP PHP é uma linguagem interpretada livre, usada originalmente apenas para o desenvolvimento de aplicações presentes e atuantes no lado do servidor, capazes

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS II

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS II Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO

WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO WEB-RÁDIO MÓDULO 2: RÁDIO NOME DO PROJETO Web Rádio: Escola César Cals- Disseminando novas tecnologias via web ENDREÇO ELETRÔNICO www.eccalsofqx.seduc.ce.gov.br PERÍODO DE EXECUÇÃO Março a Dezembro de

Leia mais

VESTIBULAR - 2015. 4 Remanejamento (2ª Entrada) CURSO: 48 - Direito - Bacharelado ENTRADA: SEGUNDA ENTRADA TURNO: NOITE

VESTIBULAR - 2015. 4 Remanejamento (2ª Entrada) CURSO: 48 - Direito - Bacharelado ENTRADA: SEGUNDA ENTRADA TURNO: NOITE CAMPUS: Arcoverde CURSO: 48 - Direito - Bacharelado ENTRADA: SEGUNDA ENTRADA TURNO: NOITE 4003640 JONATAS HENRIQUE DOS SANTOS REMANEJAMENTO EXTERNO 64,940 NÃO 1 Página 1 de 22 CAMPUS: Benfica CURSO: 28

Leia mais

EQUIPE: ANA IZABEL DAYSE FRANÇA JENNIFER MARTINS MARIA VÂNIA RENATA FREIRE SAMARA ARAÚJO

EQUIPE: ANA IZABEL DAYSE FRANÇA JENNIFER MARTINS MARIA VÂNIA RENATA FREIRE SAMARA ARAÚJO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA DISCIPLINA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO II PROFESSORA: PATRÍCIA

Leia mais

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade

O que é o SAT. Principais características do SAT. Prazos e obrigatoriedade O que é o SAT SA T O SAT, Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos, é um sistema que tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais