Desenvolvimento de aplicações web com JSP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desenvolvimento de aplicações web com JSP"

Transcrição

1 Desenvolvimento de aplicações web com JSP Leandro Soares de Sousa, Paulo Henrique de Sousa Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Cx. Postal Palmas TO Brasil {leandroleo2, Resumo: O desenvolvimento de aplicações web tornou-se dinâmico e personalizado com a evolução da internet. Diversas tecnologias influenciaram nesta revolução. Dentre estas se destaca o JSP (Java Server Pages), pois todas as vantagens como portabilidade, independência de plataforma e programação orientada a objetos foram herdadas da linguagem Java. Isoo tornou o JSP uma linguagem bastante difundida na construção de Web Sites. 1. Introdução Desde a criação da web a forma de disposição das informações foi sendo constantemente modificadas. No inicio, as informações era apresentadas de maneira estática, ou seja, sem modificações em tempo de execução. Atualmente os dados são manipulados tornando possível a personalização de apresentação da informação. No presente trabalho serão apresentados conceitos de construção de aplicativos web com a utilização de JSP. No mercado existem diversas ferramentas capazes de fornecer o ambiente para o desenvolvimento de aplicações com JSP. Para o mini-curso (que é o objetivo deste trabalho) será utilizada a IDE Netbeans, pois está dispõe de um ambiente completo no que tange o desenvolvimento de aplicações web com JSP. Este trabalho está organizado da seguinte forma: na seção 2 será apresentada a estrutura cliente/servidor, na seção 3 demonstra o processo de interpretação de paginas JSP, na seção seguinte (4) elucida a conexão a uma base de dados, por fim, na seção 5 é demonstrada a conclusão. 2. Arquitetura de aplicações web A arquitetura em que o JSP foi concebido (cliente/servidor) permite que as páginas desenvolvidas troquem informações dentro de uma rede. Essa arquitetura é usualmente utilizada em contextos onde o servidor aguarda requisições, processa as solicitações enviadas e devolve o resultado deste processamento. A aplicação cliente é responsável por fazer chamadas a eventos do servidor além de receber e apresentar o resultado da solicitação (Duchessi & Chehgalur-Smith, 1998). A figura a seguir exemplifica o modelo de comunicação.

2 Figura 1. Modelo de arquitetura cliente/servidor. Na figura anterior é possível observar que o funcionamento se dá pela solicitação ao servidor pelo navegador cliente via HTTP. O servidor por sua vez processa a solicitação e devolve o resultado pelo mesmo protocolo ao cliente. 3. Interpretação e compilação de páginas JSP JSP é uma tecnologia voltada para o desenvolvimento de web sites por meio da utilização da linguagem Java (JCP, 2003). Como conseqüência as aplicações desenvolvidas em JSP herdam todas as vantagens de utilização da referida linguagem: orientação a objetos, multiplataforma e gerenciamento de memória. Os documentos desenvolvidos em JSP apresentam o resultado do processamento do servidor mediante alguma solicitação. Quando uma página JSP é solicitada pela primeira vez, um Servlet correspondente a página é acionado, após sua execução/compilação uma página HTML é gerada e enviada para o navegador do cliente responsável pela requisição. A partir da segunda requisição o processo de compilação não será mais necessário trazendo um ganho no tempo de resposta ao cliente. A figura a seguir demonstra um exemplo simples de uma pagina JSP.

3 Figura 2. Exemplo de uma página JSP. A figura acima apresenta uma estrutura básica de formação de um documento JSP. Nota-se a disposição de conteúdo estático, mas principalmente de conteúdo que é passível de processamento no servidor. Este conteúdo processável pelo servidor é delimitado pelos símbolos (tags) de <% e %>. Ao ser solicitado o conteúdo processado no servidor é transformado em HTML ocultando o código originário. Em algumas situações deseja-se proteger determinada parte da informação, pois nem todos os usuários podem efetuar alterações ou até mesmo visualizar determinado conteúdo. Diante de tal situação, a tecnologia JSP dispõe de objetos implícitos responsáveis por auxiliar no controle de acesso a determinados arquivos. O principal objeto para tal controle é chamado de session. Dentre as suas características destacam-se (Nickk & Mark, 2003): Armazenar informações de data e hora do ultimo acesso para uma sessão particular; Permitir à adição de outros objetos a sessão para utilização posteriormente. Com a utilização de tais características o controle das informações de acesso pode ser facilmente aplicado a todo o sistema, garantindo a integridade de informações particulares a determinado contexto.

4 4. Acessando uma fonte de dados Quando se necessita acessar qualquer base de dados é necessária a utilização de API`s JDBC (Java Database Connectivy). As classes JDBC`s são compostas de métodos para interação direta com as bases de dados como: inserção, alteração, exclusão e consulta de dados. Diversas são as API`s encontradas no mercado. Para cada base de dados existente no mercado existe um drive JDBC correspondente. Figura 3. Modelo de conexão com base de dados A figura 3 apresenta os passos para estabelecimento de uma conexão com o banco de dados MySQL. Na primeira linha é recuperado o drive para a base de dados que será acessada, logo após, é estabelecida a conexão com a base por meio da instanciação da classe Connection através do método getconnection da classe DriverManager. Na instanciação da classe Connection é informado o tipo da conexão, caminho da base de dados, usuário e senha para o acesso a fonte de dados. A partir de então operações como abertura de conexão, inserção e deleção de dados tornam-se possíveis. 5. Conclusão Com a evolução da web e a competitividade cada vez maior no mercado de desenvolvimento de sistemas torna-se fundamental a utilização de maneiras dinâmicas e praticas de disponibilizar a informação. O presente trabalho teve como objetivo explanar brevemente sobre a tecnologia JSP e alguns de seus recursos, apresentado-a como uma opção relevante para aplicações web personalizadas. Isso se deve em parte pelas características herdadas da linguagem Java e pelo simplificado processo de interpretação e compilação de seus arquivos. Em meio às várias opções de tecnologias voltadas a construção de web sites o JSP torna-se bastante para o desenvolvimento de soluções multiplataformas e com as qualidades advindas de uma linguagem em plena expansão como é o caso do Java.

5 Referências Bibliográficas Duchessi, P. & Chengalur-Smith, I. (1998). Client/Server benefits, problems, Best practices. Communications of the ACM, 41(5) JCP (2003). JCP JAVASERVER PAGES SPECIFICATION JAVA COMMUNITY PROCESS, JSR JavaServer PagesTM 2.0 Specifications. Disponível em: < Acessado em: Outubro de 2006; JCP (2003b). SERVLET SPECIFICATION JAVA COMMUNITY PROCESS, JSR JavaTM Servlet 2.4 Specifications. Disponível em: < Acessado em: Outubro de 2006; T., Nick e S., Mark. (2003). JavaServer Pages: o guia de desenvolvimento / Tood, Nick e Szolkowski, Rio de Janeiro: Elsevier, ISBN

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://professor.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Prof. Fernando 1 Ementa Instalação e configuração básica do NetBeans e

Leia mais

JDBC Java Database Connectivity

JDBC Java Database Connectivity 5 JDBC Java Database Connectivity Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Trabalhar com bancos de dados em aplicações web em JSP através das classes

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE

SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA CAROLINE VISOTO 1 EDUARDO RUBIN 2 THIAGO X. V. OLIVEIRA 3 WILINGTHON PAVAN 4 JOSÉ MAURÍCIO CUNHA FERNANDES 5 CRISTIANO ROBERTO CERVI

Leia mais

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Tiago Peres Souza 1, Jaime Willian Dias 1,2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagop_ti@hotmail.com 2 Universidade

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB

HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB HIBERNATE EM APLICAÇÃO JAVA WEB Raul Victtor Barbosa Claudino¹, Ricardo Ribeiro Rufino¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil victtor.claudino@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo: Este

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://blog.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Conteúdo Programático Instalação e configuração básica do Eclipse Indigo e do

Leia mais

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br JSP (Java Server Pages) - JavaServer Pages (JSP) - Tecnologia de programação serverside - Permite

Leia mais

Introdução a Servlets

Introdução a Servlets Linguagem de Programação para Web Introdução a Servlets Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta aula os

Leia mais

Aula 03 - Projeto Java Web

Aula 03 - Projeto Java Web Aula 03 - Projeto Java Web Para criação de um projeto java web, vá em File/New. Escolha o projeto: Em seguida, na caixa Categorias selecione Java Web. Feito isso, na caixa à direita selecione Aplicação

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Arquiteturas de Aplicações Web Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Aplicações Convencionais vs. Web Aplicações convencionais Escritas usando uma linguagem de programação (ex.: Java) Sites de

Leia mais

Linux - Servidor de Redes

Linux - Servidor de Redes Linux - Servidor de Redes Servidor Web Apache Prof. Roberto Amaral WWW Breve histórico Início 1989 CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares) precisava de um meio de viabilizar o trabalho cooperativo

Leia mais

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Versão 1.0 Autores Bruna Cirqueira Mariane Dantas Milton Alves Robson Prioli Nova Odessa, 10 de Setembro de 2013 Sumário Apoio 1. Licença deste

Leia mais

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins

GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD. Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins GERADOR DE CÓDIGO JSP BASEADO EM PROJETO DE SGBD Acadêmico: Maicon Klug Orientadora: Joyce Martins Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento do trabalho Conclusão Extensões

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Modelo Cliente-Servidor: Introdução aos tipos de servidores e clientes Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando o módulo 03 da primeira unidade, iremos abordar sobre o Modelo Cliente-Servidor

Leia mais

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO Hoje as empresas necessitam e muito de uma ferramenta de Gestão de Clientes! Porém, o alto custo de tal ferramenta inviabiliza sua implantação em empresas de pequeno

Leia mais

Documento de Arquitetura

Documento de Arquitetura Documento de Arquitetura A2MEPonto - SISTEMA DE PONTO ELETRÔNICO A2MEPonto - SISTEMA DE PONTO ELETRÔNICO #1 Pág. 1 de 11 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 28/10/2010 1 Elaboração do documento

Leia mais

WebApps em Java com uso de Frameworks

WebApps em Java com uso de Frameworks WebApps em Java com uso de Frameworks Fred Lopes Índice O que são frameworks? Arquitetura em camadas Arquitetura de sistemas WEB (WebApps) Listagem resumida de frameworks Java Hibernate O que são frameworks?

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Programando em PHP. Conceitos Básicos

Programando em PHP. Conceitos Básicos Programando em PHP www.guilhermepontes.eti.br lgapontes@gmail.com Conceitos Básicos Todo o escopo deste estudo estará voltado para a criação de sites com o uso dos diversos recursos de programação web

Leia mais

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala

Programação para a Internet. Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala Programação para a Internet Prof. M.Sc. Sílvio Bacalá Jr sbacala@gmail.com www.facom.ufu.br/~bacala A plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068) Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br

JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br JSTL: Uma forma padrão de desenvolver página WEB dinâmica Plácido Antonio de Souza Neto placidoneto@cefetrn.br 26/11/2005 JSTL 1 Agenda Histórico e motivação; Servlets e JSP; Introdução e conceituação

Leia mais

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2

Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Desenvolvimento Web III Manipulação de Dados em PHP (Visualizar, Inserir, Atualizar e Excluir) Parte 2 Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Nesta aula iremos trabalhar a manipulação de banco de dados através

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões. Prof. MSc. Hugo Souza Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Cookies e Sessões Prof. MSc. Hugo Souza Se você precisar manter informações sobre seus usuários enquanto eles navegam pelo seu site, ou até quando eles saem

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor

Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Introdução ao Modelos de Duas Camadas Cliente Servidor Desenvolvimento de Sistemas Cliente Servidor Prof. Esp. MBA Heuber G. F. Lima Aula 1 Ciclo de Vida Clássico Aonde estamos? Page 2 Análise O que fizemos

Leia mais

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI PERFIL TÉCNICO Versão 2.0 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES PREFEITURA DE GUARULHOS SP 1 Objetivo: Esse manual tem como objetivo principal instruir os

Leia mais

Aula 4. Objetivos. Conteúdo dinâmico na internet.

Aula 4. Objetivos. Conteúdo dinâmico na internet. Aula 4 Objetivos Conteúdo dinâmico na internet. Para uma solicitação da Web mais simples, um navegador solicita um documento HTML e o servidor Web encontra o arquivo correspondente e devolve. Se o documento

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Programação para Web Artefato 01. AT5 Conceitos da Internet

Programação para Web Artefato 01. AT5 Conceitos da Internet Programação para Web Artefato 01 AT5 Conceitos da Internet Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 24/10/2014 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr Instrutor Hélio Engholm Jr Livros publicados

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br Manual do Usuário Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0 www.spider.ufpa.br Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Criação da seção de instalação/configuração

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado Web Services Autor: Rômulo Rosa Furtado Sumário O que é um Web Service. Qual a finalidade de um Web Service. Como funciona o serviço. Motivação para o uso. Como construir um. Referências. Seção: O que

Leia mais

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC

Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC 1 Projeto Disciplinar de Infra-Estrutura de Software SISPA FACULDADE SENAC Edilberto Silva 1, André Luiz (1012545), Andreia Pereira da Silva (1012547) Carlos Alberto (1012206), Humberto César de Carvalho

Leia mais

Java para Desenvolvimento Web

Java para Desenvolvimento Web Java para Desenvolvimento Web Servlets A tecnologia Servlet foi introduzida pela Sun Microsystems em 1996, aprimorando e estendendo a funcionalidade e capacidade de servidores Web. Servlets é uma API para

Leia mais

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CORPVS SEGURANÇA SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ACESSO GLPI ABERTURA E ACOMPANHAMENTO DE CHAMADOS NO SERVICE DESK DATA: 1 0 /0 9 /201 5 VERSÃO: 1.0 AUTOR: Italo Rocha APROVADOR: Raphael Dantas Introdução

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA)

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DE FLUXO DE CAIXA DO SETOR DE APOIO FINANCEIRO (ULBRA GUAÍBA) Alessandra Lubbe 1 Alexandre Evangelista 2 Jeandro Perceval 3 José Ramiro Pereira 4 Luiz Gustavo Mahlmann 5 RESUMO

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi Introdução ao PHP Prof. Késsia Marchi PHP Originalmente PHP era um assíncrono para Personal Home Page. De acordo com convenções para atribuições de nomes recursivas do GNU foi alterado para PHP Hypertext

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 4 Aplicações em camadas

Leia mais

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico)

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico) Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular Manual do sistema (Médico) ÍNDICE 1. O sistema... 1 2. Necessidades técnicas para acesso ao sistema... 1 3. Acessando o sistema...

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.

Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android. Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com. Consumindo um Web Service através de uma Aplicação Comercial em Android Alex Malmann Becker www.alex.porthal.com.br alex@porthal.com.br 08/2014 Agenda Introdução Conceitos Web Service Por que utilizar

Leia mais

JSP: JAVA SERVER PAGES

JSP: JAVA SERVER PAGES PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB JSP: JAVA SERVER PAGES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o que é e como funciona o JSP Compreender as tags do JSP Capacitar para a substituição

Leia mais

PHP AULA1. Prof. Msc. Hélio Esperidião

PHP AULA1. Prof. Msc. Hélio Esperidião PHP AULA1 Prof. Msc. Hélio Esperidião NAVEGADOR O navegador também conhecido como web browseré um programa que habilita seus usuários a interagirem com documentos hospedados em um servidor Web. SERVIDOR

Leia mais

2 Geração Dinâmica de Conteúdo e Templates de Composição

2 Geração Dinâmica de Conteúdo e Templates de Composição 2 Geração Dinâmica de Conteúdo e Templates de Composição Alguns dos aspectos mais importantes na arquitetura proposta nesta dissertação são: a geração dinâmica de conteúdo e a utilização de templates de

Leia mais

Desenvolvendo para WEB

Desenvolvendo para WEB Nível - Básico Desenvolvendo para WEB Por: Evandro Silva Neste nosso primeiro artigo vamos revisar alguns conceitos que envolvem a programação de aplicativos WEB. A ideia aqui é explicarmos a arquitetura

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

MODELO CLIENTE SERVIDOR

MODELO CLIENTE SERVIDOR SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Modelo Cliente Servidor Modelo que estrutura um S.O. como um grupo de processos cooperantes, chamados servidores, que oferecem serviços a processos usuários, denominados clientes;

Leia mais

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20

Índice. Para encerrar um atendimento (suporte)... 17. Conversa... 17. Adicionar Pessoa (na mesma conversa)... 20 Guia de utilização Índice Introdução... 3 O que é o sistema BlueTalk... 3 Quem vai utilizar?... 3 A utilização do BlueTalk pelo estagiário do Programa Acessa Escola... 5 A arquitetura do sistema BlueTalk...

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Um Driver NDIS Para Interceptação de Datagramas IP

Um Driver NDIS Para Interceptação de Datagramas IP Um Driver NDIS Para Interceptação de Datagramas IP Paulo Fernando da Silva psilva@senior.com.br Sérgio Stringari stringari@furb.br Resumo. Este artigo apresenta o desenvolvimento de um driver NDIS 1 para

Leia mais

Programação Web Prof. Wladimir

Programação Web Prof. Wladimir Programação Web Prof. Wladimir Linguagem de Script e PHP @wre2008 1 Sumário Introdução; PHP: Introdução. Enviando dados para o servidor HTTP; PHP: Instalação; Formato básico de um programa PHP; Manipulação

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED Este documento, denominado Política de Privacidade, tem por finalidade estabelecer as regras sobre a obtenção, uso e armazenamento dos dados e informações coletados

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO 1) ORACLE VIRTUALBOX ; 2) MICROSOFT WINDOWS ; 3) SUMÁRIOS GENEPLUS.

MANUAL DE INSTALAÇÃO 1) ORACLE VIRTUALBOX ; 2) MICROSOFT WINDOWS ; 3) SUMÁRIOS GENEPLUS. PROGRAMA EMBRAPA DE MELHORAMENTO DE GADO DE CORTE MANUAL DE INSTALAÇÃO 1) ORACLE VIRTUALBOX ; 2) MICROSOFT WINDOWS ; 3) SUMÁRIOS GENEPLUS. MANUAL DE INSTALAÇÃO: 1) ORACLE VIRTUALBOX ; 2) MICROSOFT WINDOWS

Leia mais

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5

1. Escritório Virtual... 5. 1.1. Atualização do sistema...5. 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1 2 Índice 1. Escritório Virtual... 5 1.1. Atualização do sistema...5 1.2. Instalação e ativação do sistema de Conexão...5 1.3. Cadastro do Escritório...5 1.4. Logo Marca do Escritório...6...6 1.5. Cadastro

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Disciplina: Computação Móvel Professor: Mauro Nacif Rocha Data: 27/02/2007 Hadriel Toledo Lima 50290 Juliana Pinheiro Campos 47683 Luis Felipe Hussin Bento

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Por quê JSP? Com Servlets é fácil Ler dados de um formulário Recuperar dados de uma requisição Gerar informação de resposta Fazer gerenciamento

Leia mais

A ferramenta que você necessitava para seu Buffet Infantil.

A ferramenta que você necessitava para seu Buffet Infantil. A ferramenta que você necessitava para seu Buffet Infantil. O SeuBuffet é um software que foi criado para facilitar e gerenciar a contratação dos serviços de buffets infantis. O Software surgiu da parceria

Leia mais

Acessando um Banco de Dados

Acessando um Banco de Dados Acessando um Banco de Dados Introdução Agora que você já está craque em JSP e já instalou seu servidor, vamos direto para a parte prática! Neste tutorial vamos aprender a acessar um banco de dados. Para

Leia mais

Hoje é inegável que a sobrevivência das organizações depende de dados precisos e atualizados.

Hoje é inegável que a sobrevivência das organizações depende de dados precisos e atualizados. BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br INTRODUÇÃO Hoje é

Leia mais

JSP: JAVA SERVER PAGES

JSP: JAVA SERVER PAGES PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB JSP: JAVA SERVER PAGES Prof. Dr. Daniel Caetano 2011-2 Visão Geral 1 2 3 4 O que é um JSP? Tags de JSP Trocando um Servlet por JSP Atividade Material de Estudo Material

Leia mais

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação.

ANEXO 11. Framework é um conjunto de classes que colaboram para realizar uma responsabilidade para um domínio de um subsistema da aplicação. ANEXO 11 O MATRIZ Para o desenvolvimento de sites, objeto deste edital, a empresa contratada obrigatoriamente utilizará o framework MATRIZ desenvolvido pela PROCERGS e disponibilizado no início do trabalho.

Leia mais

Plano de Gerenciamento do Projeto

Plano de Gerenciamento do Projeto Projeto para Soluções Contábeis 2015 Plano de Gerenciamento do Projeto Baseado na 5ª edição do Guia PMBOK Brendon Genssinger o e Elcimar Silva Higor Muniz Juliermes Henrique 23/11/2015 1 Histórico de alterações

Leia mais

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br CONCEITOS DE INTERNET E INTRANET CONCEITOS DE INTERNET E INTRANET INTERNET => CONJUNTO DE REDES LIGANDO COMPUTADORES MUNDO A FORA. INTRANET => REDE

Leia mais

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.72

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.72 Documentação Programa de Evolução Contínua Versão 1.72 Sumário Resumo das Novidades... 3 Configuração das Novidades... 5 Exibição de variações nas listagens... 5 Novo Sistema de Lista de Desejos... 7 Resumo

Leia mais

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem 1 JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem orientada a objectos. Tal como em ASP e PHP, os ficheiros

Leia mais

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador VM Card Manuais do Utilizador Referência das Definições Web das Funções Avançadas 1 Introdução 2 Ecrãs 3 Definição de Arranque 4 Informações de Função Avançada 5 Instalar 6 Desinstalar 7 Ferramentas do

Leia mais

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Software cliente: browser e outros Protocolo HTTP Infraestrutura de transporte

Leia mais

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 Apresentação Tecnologia Java Daniel Wildt dwildt@gmail.com FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 1. Java 2. JCP 3. Tecnologia Java 4. J2ME/J2SE/J2EE 5. Certificações 6. JUG 7. RSJUG Agenda 8. Ambiente

Leia mais

Cookies. Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz

Cookies. Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz Krishna Tateneni Jost Schenck Tradução: Lisiane Sztoltz 2 Conteúdo 1 Cookies 4 1.1 Política............................................ 4 1.2 Gerenciamento....................................... 5 3 1

Leia mais

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc.

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. MODELAGEM DE DADOS PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS Aula 1 Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord 1 Objetivos: Apresenta a diferença entre dado e informação e a importância

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

TUTORIAL PORTAL EMPRESA

TUTORIAL PORTAL EMPRESA TUTORIAL PORTAL EMPRESA Prezado cliente, O NatalCard trabalha pensando em soluções para facilitar o seu dia a dia. Por isso, o sistema para solicitação do cartão Vale-Transporte Eletrônico, o Portal Empresa,

Leia mais

SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO

SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. ACESSO AO SISTEMA... 1 1.2. TELA INICIAL

Leia mais

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL. Prof. MSc.

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL. Prof. MSc. Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Instalando e configurando um ambiente de ferramentas PHP e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Na última aula falamos um pouco sobre as ferramentas

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO SERVIDOR WEBSERVICES EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB WEBSERVICES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o que é um WebService e sua utilidade Compreender a lógica de funcionamento de um WebService Capacitar

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC jdbc_response série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte.

MANUAL DE SUPORTE. Controle de Suporte. Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. MANUAL DE SUPORTE Controle de Suporte Este manual descreve as funcionalidades do controle de suporte. SUMÁRIO Considerações Iniciais... 3 Acesso... 4 Controle de Suporte... 5 1. Solicitação de Atendimento...

Leia mais

Documento de Análise e Projeto VideoSystem

Documento de Análise e Projeto VideoSystem Documento de Análise e Projeto VideoSystem Versão Data Versão Descrição Autor 20/10/2009 1.0 21/10/2009 1.0 05/11/2009 1.1 Definição inicial do documento de análise e projeto Revisão do documento

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DAS CAMADAS Inference Machine e Message Service Element PARA UM SERVIDOR DE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE Workflow HOSPITALAR

IMPLEMENTAÇÃO DAS CAMADAS Inference Machine e Message Service Element PARA UM SERVIDOR DE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE Workflow HOSPITALAR IMPLEMENTAÇÃO DAS CAMADAS Inference Machine e Message Service Element PARA UM SERVIDOR DE SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE Workflow HOSPITALAR Jeferson J. S. Boesing 1 ; Manassés Ribeiro 2 1.Aluno do Curso

Leia mais