ÉRICA DE CÁSSIA FERRAZ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÉRICA DE CÁSSIA FERRAZ"

Transcrição

1 ÉRICA DE CÁSSIA FERRAZ Recomendações para publicação científica em Saúde da Comunicação Humana Dissertação apresentada ao Curso de Pós- Graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo para obtenção do Título de Mestra em Saúde da Comunicação Humana. SÃO PAULO 2015

2 ÉRICA DE CÁSSIA FERRAZ Recomendações para publicação científica em Saúde da Comunicação Humana Dissertação apresentada ao curso de Pós-Graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo para obtenção do Título de Mestra em Saúde da Comunicação Humana. Área de concentração: Saúde da Comunicação Humana Orientador: Profa. Dra. Ana Luiza G. P. Navas SÃO PAULO 2015

3 FICHA CATALOGRÁFICA Preparada pela Biblioteca Central da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Ferraz, Érica de Cássia Recomendações para publicação científica em Saúde da Comunicação Humana./ Érica de Cássia Ferraz. São Paulo, Dissertação de Mestrado. Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Curso de Pós-Graduação em Saúde da Comunicação Humana. Área de Concentração: Saúde da Comunicação Humana Orientadora: Ana Luiza Gomes Pinto Navas 1. Fonoaudiologia 2. Domínios científicos 3. Comunicação e divulgação científica 4. Comunicação em saúde 5. Publicações BC-FCMSCSP/17-15

4

5 Ao meu querido amigo, amado e eterno companheiro, que partiu sem que eu tivesse mais tempo livre para ele. Ao meu amado marido, pela cumplicidade, paciência, compreensão, por me apoiar e por estar sempre ao meu lado. Ao meu querido e único irmão, por me entender e compartilhar minhas angústias. Aos meus pais, pela dedicação, por me incentivarem e por compreenderem meus momentos de ausência. À querida tia Ju, pelo carinho e atenção.

6 Escrever é fácil. Você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca as ideias. Pablo Neruda

7 AGRADECIMENTOS À querida Profa. Dra. Ana Luiza Navas, não só por participar intensamente de todas as etapas de planejamento e elaboração deste trabalho, mas por todas as oportunidades que proporcionou em minha vida. Agradeço por sua disponibilidade, confiança e parceria; por compartilhar minhas ideias e pelo incentivo nos momentos difíceis. À Profa. Dra. Kátia de Almeida, pela atenciosa leitura do manuscrito e pelas sugestões agregadas ao formato final da dissertação. Ao Prof. Dr. Osmar Mesquita de Sousa Neto, pela leitura cuidadosa do manuscrito e pelas contribuições para o aprimoramento do trabalho. À Dra. Juliana Perina Gândara, pelas valiosas sugestões incorporadas à versão final deste trabalho. Agradeço por sua amizade, por fazer parte da minha trajetória profissional e por todo o aprendizado que me proporcionou. À Profa. Dra. Noemi Takiuchi pela leitura criteriosa do manuscrito e pelas importantes contribuições. Ao Prof. Dr. Carlos Arturo Navas, por sua contribuição, interesse e entusiasmo. À Profa. Dra. Eliane Schochat, por sua colaboração e atenção. Às coordenadoras dos Cursos de Pós-Graduação em Fonoaudiologia, Profa. Dra. Ana Cristina Côrtes Gama, Profa. Dra. Brasília Maria Chiari, Profa. Dra. Célia Maria Giacheti, Profa. Dra. Cláudia Giglio de Oliveira Gonçalves, Profa. Dra. Eliane Schochat, Profa. Dra. Kátia de Almeida, Profa. Dra. Kátia de Freitas Alvarenga, Profa. Dra. Márcia Keske-Soares e Profa. Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, por autorizarem a participação dos alunos, pela atenção e colaboração. Aos alunos, avaliadores e editores, pela disponibilidade, participação e importante contribuição à pesquisa. Aos Professores do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional em Saúde da Comunicação Humana, da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, por compartilharem seus conhecimentos. À Sonia Alves, analista de secretaria do Programa de Pós-Graduação da

8 Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, pelo auxílio em todas as questões pertinentes ao programa. À Sonia Regina Iaia Vespa, secretária da diretoria do Curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, por sua atenção e presteza. Ao parceiro Hermano Matos, pela prestatividade, pela diagramação do trabalho e pelas incríveis sugestões de layout. À Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, por mais um período de aprendizado. Aos meus amigos, pela compreensão nos momentos de ausência. À todos que participaram ativamente ou em pensamento, para que a realização deste estudo fosse possível.

9 ABREVIATURAS E SÍMBOLOS ABA: Academia Brasileira de Audiologia ABEC: Associação Brasileira de Editores Científicos ABNEURO: Academia Brasileira de Neurologia ABNT: Associação Brasileira de Normas Técnicas ABP: Associação Brasileira de Psiquiatria ACR: Audiology Communication Research ASHA: American Speech-Language-Hearing Association BVS: Biblioteca Virtual em Saúde CAPES: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CIOMS: Council for International Organizations of Medical Sciences COPE: Committee on Publication Ethics DeCS: Descritores em Ciências da Saúde DIC: Distúrbios da Comunicação FAPESP: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FCMSCSP: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo IB: Instituto de Biociências ICMJE: International Committee of Medical Journal Editors ICPLA: International Clinical Phonetics & Linguistics Association INEP: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais JCR: Journal Citation Reports MeSH: Medical Subject Headings NLM: National Library of Medicine PUC-SP: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo SBFa: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia SciELO: Scientific Electronic Library Online SIBi: Sistema Integrado de Bibliotecas Universidade de São Paulo SJR: SCImago Journal Rank TCLE: Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

10 UFMG: Universidade Federal de Minas Gerais UFSM: Universidade Federal de Santa Maria UNESP: Universidade Estadual Paulista UNIFESP: Universidade Federal de São Paulo USP-Bauru: Universidade de São Paulo, campus Bauru USP-SP: Universidade de São Paulo, campus São Paulo UTP: Universidade Tuiuti do Paraná

11 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS Objetivo geral Objetivos específicos MATERIAL E MÉTODO Aspectos éticos Procedimentos e instrumentos Etapa 1: Levantamento de livros e páginas eletrônicas sobre a elaboração e publicação de artigos científicos Etapa 2: Levantamento e seleção de periódicos (nacionais e internacionais) da área da Saúde da Comunicação Humana Etapa 3: Elaboração e aplicação de questionários a autores, avaliadores e editores de periódicos científicos Caracterização da amostra RESULTADOS (APRESENTAÇÃO DO PRODUTO) CONSIDERAÇÕES FINAIS ANEXOS REFERÊNCIAS...81 FONTES CONSULTADAS...83 RESUMO...84 ABSTRACT...85 LISTAS E APÊNDICES...86

12 1. INTRODUÇÃO Nos últimos anos, houve um grande crescimento de novas instituições e o ingresso de um número cada vez maior de alunos em cursos de nível superior no Brasil. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) (1), entre 2011 e 2012 o número de ingressantes nas instituições de educação superior cresceu 17,1%. Isso inclui também os cursos tecnológicos e à distância, que aumentaram o número de matrículas, respectivamente, em 8,5% e 12,2%. Houve grande destaque para os cursos à distância, já que o incremento em cursos presenciais foi de apenas 3,5%. No período entre 2002 e 2012, o número de ingressantes nas instituições de ensino superior da rede federal cresceu em 124%. Esse novo perfil da população estudantil do Ensino Superior tem gerado maior produção de conhecimento nas diversas áreas, que, por sua vez, faz aumentar também a procura por cursos de pós-graduação e o interesse pela escrita e pela pesquisa científica no país. Na área da saúde, o número de discentes matriculados em cursos de pós-graduação stricto sensu no Brasil em 2011 era de Em 2013, esse valor aumentou para (GEOCAPES) (2). O crescente interesse e o acesso gratuito às bases de dados e aos periódicos nacionais e internacionais fazem com que a possibilidade de divulgação das informações científicas também aumente. Entretanto, a maior quantidade de pesquisadores e, consequentemente, do número de artigos publicados, não significam, necessariamente, acréscimo na qualidade das pesquisas e publicações. Atualmente, os periódicos brasileiros, responsáveis por mais de 25% da produção científica nacional indexada internacionalmente, influenciam positivamente a classificação cientométrica internacional do país em relação à quantidade de artigos publicados. Entretanto, influenciam de forma negativa em número de citações recebidas por artigo (3,4). Entre 2001 e 2011, o Brasil passou de 17º para 13º colocado mundialmente, em relação ao número de artigos publicados. Entretanto, o país caiu de 31º para 40º quanto ao número de citações recebidas por artigo (SCImago Journal Rank) (5,6). Os periódicos científicos são veículos de divulgação de pesquisas e de validação do conhecimento, além de serem acervos da produção científica. Per-

13 2 mitem rapidez na disseminação das pesquisas e possuem um grande alcance geográfico (7). Assim como acontece com a pesquisa, a qualidade e a confiabilidade dos periódicos também devem ser consideradas. São recorrentes as informações sobre periódicos tanto nacionais quanto internacionais que publicam artigos sem sentido, produzidos por softwares que combinam sequências de palavras de forma aleatória, como aconteceu com a editora Springer, com artigos publicados entre 2008 e 2013 (8). Outros periódicos, sem credibilidade, publicam artigos sem passar pelo processo de revisão por pares, ou apenas mediante o pagamento de taxas de publicação. Essas situações são, obviamente, condenadas pela comunidade científica que segue, inclusive, códigos de conduta em pesquisa e de boas práticas científicas para embasar suas atividades (COPE, FAPESP) (9,10). Apesar dessas condutas negativas, o Brasil tem buscado a melhoria da qualidade e da internacionalização dos bons periódicos. O Scientific Electronic Library Online (SciELO), que democratizou o sistema de publicação open access no Brasil e é extremamente representativo nas publicações nacionais há alguns anos tem a internacionalização como prioridade de suas linhas de ação, a fim de aumentar a visibilidade das publicações brasileiras (3). Tendo em vista essas informações, o nível de exigência dos periódicos científicos de qualidade tem aumentado, tanto no cenário nacional como internacional. Assim, a qualidade da escrita científica torna-se, cada vez mais, um fator indispensável para a divulgação do conhecimento e para o fortalecimento profissional. Materiais bem escritos e bem elaborados têm maiores possibilidades de alcançar visibilidade e reconhecimento (11,12). Na área da Saúde da Comunicação Humana, o número de publicações de impacto ainda é limitado, se comparado à produção científica de outras áreas da saúde. Informações do SCImago Journal Rank (13) mostram que no Brasil, em 2013, a Medicina publicou documentos, a área de Ciências Agrárias e Biológicas publicou , enquanto a área de Profissões da Saúde, na qual a Fonoaudiologia está inse-

14 3 rida, publicou somente documentos. Especificamente na área de Profissões da Saúde (14), o número de publicações de autores brasileiros nas revistas que constam no SCImago, em 2013, foi de 583 na Educação Física, 578 na Fisioterapia, 42 na Fonoaudiologia e 1 na Terapia Ocupacional. No Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) avalia e recomenda os programas de pós-graduação no país. Os primeiros programas na área da Fonoaudiologia surgiram na década de 1970 e 1980 e eram ligados à Medicina ou à Educação (15). Hoje em dia, a Fonoaudiologia está inserida na Área 21 da CAPES, uma das que compõem a grande área da Saúde, junto com as subáreas de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Atualmente, a Fonoaudiologia brasileira conta com 8 programas de pós-graduação stricto sensu recomendados, com 118 docentes atuantes. Uma pesquisa realizada em 2014 indicou que, entre os anos de 2007 e 2011 (5 anos), 1829 artigos foram publicados por esses docentes (16). No período entre 2010 e 2012 (3 anos), o número de publicações das subáreas da Área 21 foi de na Educação Física, na Fisioterapia, 979 na Fonoaudiologia e 101 na Terapia Ocupacional. Em programas interdisciplinares, estima-se que o total de publicações foi de (17). Pode haver diferentes hipóteses para a baixa taxa de publicações, desde questões de financiamento até de qualificação das pesquisas (18), no entanto, um dos aspectos principais é a escassez de formação específica para a elaboração de artigos. Além disso, não existem manuais ou guias que discutam as políticas de incentivo à elaboração e submissão de artigos de alto impacto, para auxiliar os autores no planejamento e na divulgação da produção científica da área.

15 4 2. OBJETIVOS 2.1. Objetivo geral Elaborar um guia de recomendações para auxiliar pesquisadores iniciantes na preparação de artigos científicos para submissão, assim como para lidar com os trâmites do processo de avaliação e publicação do manuscrito, e recomendar materiais de consulta na área da Saúde da Comunicação Humana Objetivos específicos Identificar materiais já publicados sobre a elaboração de artigos científicos, para indicar como sugestão de leitura a pesquisadores iniciantes. Identificar os periódicos científicos nacionais e internacionais de maior relevância na área da Saúde da Comunicação Humana e áreas correlatas, para indicar como fonte de consulta e de publicação a pesquisadores iniciantes. Identificar as principais dificuldades de autores e as impressões de avaliadores e editores de periódicos científicos sobre o processo de elaboração, submissão e avaliação de artigos científicos, para propor recomendações que facilitem a preparação e a publicação desses manuscritos.

16 5 3. MATERIAL E MÉTODO 3.1. Aspectos éticos A pesquisa foi submetida ao Comitê de Ética em Pesquisa da Irmandade da Santa Casa de São Paulo e aprovada sob parecer , CAEE Para obedecer aos preceitos éticos na realização de pesquisas com seres humanos, foi elaborada uma Carta de Informação ao Participante e um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). O documento foi lido e aceito pelos participantes (Apêndices 1, 2, 3 e 4) Procedimentos e instrumentos Foram consultadas livrarias online, bibliotecas virtuais, páginas eletrônicas, portais e bases de dados, livros e periódicos que contém material sobre artigos científicos. Foram elaborados e aplicados questionários específicos a autores, avaliadores e editores de periódicos científicos. A intenção foi reunir dados para a elaboração de um guia prático, de acesso e leitura fáceis, para auxiliar pesquisadores iniciantes na preparação de seus artigos para submissão. As informações obtidas estão apresentadas no guia final como fonte de consulta. A coleta de dados foi dividida em três etapas Etapa 1: Levantamento de livros e páginas eletrônicas sobre a elaboração e publicação de artigos científicos Foi realizado um levantamento de livros e de páginas eletrônicas específicas sobre a elaboração, submissão e publicação de artigos científicos, com o objetivo de identificar o que existe de material disponível sobre esse tema e de indicá-los como sugestão de leitura a pesquisadores. Tentamos reunir o maior número possível de informações sobre o tema (artigo científico), por isso optamos por livros e páginas eletrônicas, considerando que sejam materiais de fácil acesso e consulta.

17 6 Buscamos apenas publicações em Português Brasileiro a fim de limitar a amostra, e por ser o idioma nativo da população que queremos atingir com o nosso guia. Apesar de o Inglês ser o idioma internacional da ciência, muitos autores brasileiros ainda têm dificuldade com essa língua. Desta forma, acreditamos que podemos atingir um número maior de leitores brasileiros com as indicações em Português. Fontes de busca Para a pesquisa de livros foram consultadas bibliotecas virtuais de diversas faculdades e universidades do Estado de São Paulo, assim como o SciELO livros e o Portal de Periódicos CAPES. Entretanto, essas buscas não retornaram resultados ou eles não foram relacionados ao tema de interesse. Por esse motivo, foi considerado apenas o levantamento realizado na biblioteca virtual da Universidade de São Paulo que possui um Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBi-USP - Portal de busca integrada) que além de ser uma biblioteca abrangente, retornou resultados pertinentes *. Ainda para o levantamento de livros foi consultada a versão online de livrarias comerciais. A seleção dessas livrarias foi baseada na pesquisa da palavra livraria em um site de buscas (Google ). Foram incluídas apenas as que apareceram na primeira página do site de buscas: Livraria Cultura, FNAC, Livraria da Folha, Livraria Martins Fontes, Livraria Nobel, Livraria Saraiva, Livraria Siciliano, Livraria UNESP e Livraria da Vila. As livrarias Nobel e da Vila foram desconsideradas, por não terem campo de busca em suas páginas. A livraria Siciliano também não foi considerada, por não existir mais com esse nome (a página é redirecionada para a da livraria Saraiva). Para a pesquisa de páginas eletrônicas foi consultado somente um site de buscas (Google ). Termos de busca Inicialmente, utilizamos para a busca de livros, descritores relacionados à pu- * Em todo o trabalho foram considerados pertinentes os resultados relevantes relacionados ao tema/assunto de interesse, de acordo com o julgamento das autoras.

18 7 blicação científica que constam nos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS): atividades científicas, indicadores de produção científica, publicações científicas e técnicas, editoração, artigo de revista, publicações de divulgação científica, comunicação e divulgação científica, comunicação em saúde e revisão da pesquisa por pares. No entanto, o resultado foi escasso e/ou não pertinente. A busca retornou dicionários e livros de português/gramática/redação/normalização e metodologia científica, que não eram objetivos deste trabalho. Por esse motivo, optamos por utilizar apenas termos livres. Os termos livres foram definidos pelas autoras, com base na relevância ao tema de interesse. Foram utilizados os termos: artigo científico, comunicação científica, divulgação científica, escrita científica, publicação científica e redação científica, tanto para a busca de livros quanto de páginas eletrônicas. O número de livros localizados com todos esses termos, entretanto, foi muito extenso. Para restringir os resultados de livros, consideramos somente a busca com o termo artigo científico, que era o nosso foco principal e retornou dados mais pertinentes. Para a pesquisa de páginas eletrônicas foram utilizados todos os termos livres. As fontes, termos e endereços de busca estão resumidos no Quadro 1.

19 8 Quadro 1. Fontes, termos de busca e endereços consultados na pesquisa de livros e páginas eletrônicas Materiais pesquisados Livros Páginas eletrônicas Fontes de busca Termos de busca Endereços Biblioteca virtual Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBi-USP) Livrarias comerciais Livraria Cultura FNAC Livraria da Folha Livraria Martins Fontes Livraria Saraiva Livraria UNESP Site de buscas Google Artigo científico Artigo científico Artigo científico Comunicação científica Divulgação científica Escrita científica Publicação científica Redação científica primo_library/libweb/action/ search.do livrariaunesp Critérios de inclusão Foram incluídas apenas as versões mais recentes e impressas de livros escritos originalmente em Português Brasileiro, publicados entre os anos 2000 e 2014, que continham o termo artigo(s) científico(s) no título ou subtítulo. Foram excluídos os que restringiam o tema a trabalho acadêmico, trabalho científico, TCC, monografias, dissertações e teses, no título e/ou subtítulo, por não serem o objetivo da pesquisa. Para os livros com mesmo título/autor, mas edições diferentes, foi incluída apenas a edição mais atual. Não foram consideradas versões eletrônicas (e-books) por serem repetidas das versões impressas. O Português Brasileiro foi definido a fim de limitar a amostra e por ser o idioma nativo da população que queremos atingir com o nosso guia. A data de publicação foi limitada aos últimos dez anos, por considerarmos esse prazo suficiente para incluir materiais relevantes e atualizados. A seleção do

20 9 termo artigo científico no título ou subtítulo foi um critério definido pelas autoras para restringir os resultados, de acordo com o assunto de interesse. Não foram incluídos livros de português/gramática/redação/normalização ou metodologia científica, por não serem o foco principal do estudo. Foram excluídos também os títulos duplicados ou não pertinentes. Aqueles que geraram dúvidas em relação à inclusão foram definidos pela concordância entre as autoras, a partir da leitura da sinopse e/ou do sumário. Os que não tinham sinopse ou sumário disponíveis online não foram incluídos. Em relação às páginas eletrônicas, foram verificadas apenas as que apareceram na primeira página do site de busca. Todas foram acessadas, mas foram incluídas somente aquelas consideradas relevantes e confiáveis pelas autoras, utilizando como critério a autoria da página (instituição reconhecida ou professor universitário com experiência no assunto). Não foram incluídas páginas de empresas comerciais que fazem revisão e editoração de artigos (por exemplo: Publicase, Editage etc.), nem de editoras (por exemplo: Cubo), mesmo sendo confiáveis, para evitar questões de conflito de interesses. Foram incluídas também outras páginas importantes (em Português e Inglês) e com informações confiáveis, relacionadas à redação/publicação científica e à ética em pesquisa, porém, não localizadas por meio da busca com termos livres, mas a partir do conhecimento prévio das autoras. Critérios de busca As opções de refinamento da pesquisa são diferentes nas bibliotecas virtuais e nas livrarias online. Elas podem ser definidas pelo tipo de busca (geral ou avançada), por termos (descritores ou palavras-chave), por assunto, por tipo de material (livros, artigos), por idioma, por ano de publicação e assim por diante. Tentamos estabelecer um padrão de busca semelhante, sempre que possível. Quando disponíveis, utilizamos os seguintes filtros: busca em todo o site (ou busca geral), termo de busca: artigo científico, idioma: Português, país de publicação: Brasil, categoria: livro (sem con-

21 10 siderar e-book), ano de publicação: 2000 a 2014, ordem: por relevância. Apenas em uma das livrarias foi utilizado o refinamento por assunto (Metodologia de pesquisa), para restringir os resultados, já que o número de livros localizados foi muito extenso. O passo a passo da pesquisa está detalhado no Quadro 2. As páginas eletrônicas foram pesquisadas por meio dos termos livres no site de busca, sem refinamentos específicos. Foram verificadas apenas as que apareceram na primeira página do site de busca. Quadro 2. Refinamentos utilizados na busca de livros Material pesquisado Livros Local de busca Biblioteca virtual Sistema Integrado de Bibliotecas da Universidade de São Paulo (SIBi-USP) Livrarias comerciais Livraria Cultura FNAC Livraria da Folha Livraria Martins Fontes Livraria Saraiva Livraria UNESP Refinamento de busca 1. Busca geral 2. Termo: artigo científico 3. Tipo de recurso: livros 4. Data de publicação: 2000 a Idioma: Português 1. Busca em todo o site 2. Termo: artigo científico 3. Idioma: Português 4. País da publicação: Brasil 5. Categoria: livro 6. Assunto: Metodologia de pesquisa 1. Busca em todo o site 2. Termo: artigo científico Não há opção de refinamento 1. Busca em todo o site 2. Termo: artigo científico 3. Categoria: livro 1. Busca em todo o site 2. Termo: artigo científico 1. Termo: artigo científico 2. Categoria: livro 1. Busca em todo o site 2. Termo: artigo científico Organização dos dados Após a aplicação dos critérios de inclusão e do refinamento da pesquisa, os títulos localizados foram listados, separadamente, por biblioteca e por livraria. Os não pertinentes e repetidos (edições diferentes) foram excluídos, em cada fonte de

22 11 pesquisa. Os que geraram dúvidas foram discutidos entre as autoras e definidos em relação à inclusão. Foi elaborada uma lista geral, com os livros de todas as livrarias e da biblioteca. Os duplicados foram excluídos. A relação de pré-selecionados foi organizada em ordem alfabética de títulos e a sinopse e/ou o sumário de todos eles foi consultada. A lista final de livros contempla somente os materiais considerados mais relevantes, a partir da concordância das autoras. Todos foram caracterizados em relação a: ano de publicação, editora, número de páginas, preço, indicação de público alvo e diferencial. As páginas eletrônicas localizadas foram acessadas, uma a uma. Aquelas consideradas relevantes foram selecionadas e listadas com o respectivo termo de busca. Outras páginas, de conhecimento prévio das autoras foram adicionadas, junto com uma sugestão de assunto e público alvo para cada endereço. Inicialmente, foram localizados 281 livros, sendo 31 da biblioteca virtual e 250 das livrarias. No total, foram excluídos 269 livros, considerando os não pertinentes, os repetidos (de edições diferentes), os duplicados e os que não atenderam os critérios de inclusão. A lista final apresenta 12 livros e consta no Guia de recomendação. Foram localizadas 55 páginas eletrônicas, a partir da busca com termos livres. Dessas, foram incluídas somente quatro páginas pertinentes ao assunto. Foram adicionadas 11 páginas de conhecimento prévio das autoras (cinco em português e seis em inglês). A lista final apresenta 15 páginas eletrônicas e consta no Guia de recomendação Etapa 2: Levantamento e seleção de periódicos (nacionais e internacionais) da área da Saúde da Comunicação Humana Foi realizada uma pesquisa de periódicos nacionais e internacionais da área da Saúde da Comunicação Humana e áreas correlatas, para identificar as revistas científicas de maior relevância, que poderão ser utilizadas como fonte de consulta para os pesquisadores buscarem informações e para publicarem seus trabalhos. Consideramos extremamente importante incluir os periódicos internacionais, por serem respei-

23 12 tados mundialmente, por possibilitarem um número maior de opções de pesquisa e também pela necessidade de publicar internacionalmente. Fontes de busca Foram consultadas as seguintes bibliotecas, páginas eletrônicas, portais, bases estatísticas e bases de dados: Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), LILACS (via BVS), MEDLINE (via BVS), PubMed, Portal de Periódicos CAPES, SciELO, Science Direct, SCImago Journal Rank (SJR), Journal Citation Reports (JCR), Elsevier, Thomson Reuters e Webqualis. Essas fontes de pesquisa foram selecionadas por serem as mais conhecidas e por incluírem os periódicos indexados mais representativos na área da saúde. Critérios de inclusão Foram selecionados apenas os periódicos relevantes à Saúde da Comunicação Humana e áreas correlatas, que publicam artigos em Português Brasileiro e/ou Inglês, por serem, respectivamente, o idioma nativo da nossa população e o idioma internacional da ciência. Não houve limitação em relação à data de início da primeira publicação do periódico, nem quanto ao meio de publicação (impresso ou online). No caso de periódicos que mudaram de título, foram consideradas apenas as versões atuais. Foram excluídos os periódicos encerrados ou duplicados. Foram excluídos também aqueles relacionados à linguagem e sistemas computacionais, assim como os com título e/ou escopo não pertinentes à área de interesse, de acordo com o julgamento das autoras. Aqueles que geraram dúvidas em relação à pertinência foram definidos pela concordância entre as autoras, a partir da consulta ao escopo da revista. O Journal Citation Reports (JCR) e o SCImago Journal Rank (SJR) foram consultados para verificar o fator de impacto dos periódicos selecionados. Entretanto, as revistas pertinentes, que apareceram nessas duas bases estatísticas e não constavam na lista de periódicos selecionados, foram incluídas na relação final.

24 13 Critérios de busca Nos portais e bases de dados, há diferentes opções de refinamento da pesquisa, que pode ser definido por assunto, autor, ano de publicação, área e subárea do conhecimento, idioma, tipo de artigo ou por periódico, por exemplo. Em todas as fontes de pesquisa, filtramos a busca por tipo de publicação, idioma, área e subárea do conhecimento, quando disponíveis, já que essas opções e os termos de área e subárea variam de acordo com o portal ou base de dados. Selecionamos a opção periódico, os idiomas Português e Inglês, a área Ciências da Saúde, e a subárea Fonoaudiologia, sempre que possível. Quando essas opções não estavam disponíveis, procuramos pela área mais próxima da Fonoaudiologia, que em algumas bases está inserida na área da saúde, e em outras, na área de humanas. Selecionamos a subárea com termos equivalentes à Fonoaudiologia como Patologias da Fala e Linguagem, Audiology and Speech-Language Pathology, Linguistics and Language, Speech and Hearing etc. Os termos utilizados em cada base de dados e o refinamento da pesquisa estão detalhados no Quadro 3. A base PubMed foi consultada, entretanto, por não possuir filtro por periódico nem por área ou subárea, não foi possível sua utilização como fonte de dados. A base disponibiliza apenas a lista completa de revistas indexadas. Tal lista contempla 3822 páginas com os títulos de todos os periódicos, tornando a pesquisa inviável. Na base SciELO, apesar de também não haver critério de refinamento por periódico nem por subárea, foi possível especificar a busca por área e por idioma, a partir da lista completa de periódicos da área de Ciências da Saúde, já que as revistas da coleção SciELO são identificadas pelo país de origem, e publicam apenas em Inglês, Português ou Espanhol. Para a consulta do fator de impacto, foram utilizados os filtros disponíveis nas bases estatísticas, com enfoque à área e subárea pesquisadas nas demais bases de dados. Foi consultado também o Qualis das revistas selecionadas. Os detalhes aparecem no Quadro 3.

SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia

SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia SciELO Brasil e o processo de avaliação da área de odontologia Fabiana Montanari Lapido Projeto SciELO FAPESP, CNPq, BIREME, FapUNIFESP 27ª Reunião Anual da SBPqO Águas de Lindóia, 9 setembro 2010 Apresentação

Leia mais

Como fazer uma Revisão Bibliográfica

Como fazer uma Revisão Bibliográfica Como fazer uma Revisão Bibliográfica Objetivos da Revisão Bibliográfica Aprendizado sobre uma determinada área Levantamento dos trabalhos realizados anteriormente sobre o mesmo tema Identificação e seleção

Leia mais

Apresentação. Critérios SciELO Brasil para admissão de periódicos e procedimentos do processo de seleção

Apresentação. Critérios SciELO Brasil para admissão de periódicos e procedimentos do processo de seleção Seleção SciELO Brasil: critérios e procedimentos para a admissão e permanência de periódicos científicos na coleção Fabiana Montanari Lapido BIREME/OPAS/OMS Unidade SciELO VI Encontro Internacional de

Leia mais

Qualis 2007 Perguntas Mais Frequentes

Qualis 2007 Perguntas Mais Frequentes Qualis 2007 Perguntas Mais Frequentes Conteúdo: 1. Há diferença nos conceitos de Qualis das Áreas e Qualis? 2. O que é WebQualis? 3. Como é construído o Qualis? 4. Gostaria de saber como faço para indicar

Leia mais

CONCEITOS ELEMENTARES: BUSCA BIBLIOGRÁFICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE NA INTERNET

CONCEITOS ELEMENTARES: BUSCA BIBLIOGRÁFICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE NA INTERNET CONCEITOS ELEMENTARES: BUSCA BIBLIOGRÁFICA EM CIÊNCIAS DA SAÚDE NA INTERNET São Paulo, 2008 2008 INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA ARMÊNIO CRESTANA Superintendente: Dra. Norma Araujo Assessor Executivo: Clóvis

Leia mais

MANUAL PARA PESQUISAS EM BASE DE DADOS 2013

MANUAL PARA PESQUISAS EM BASE DE DADOS 2013 MANUAL PARA PESQUISAS EM BASE DE DADOS 2013 CÉLIA ROMANO MARIANO BIBLIOTECONOMISTA 2013 1 APRESENTAÇÃO Manter-se atualizado nas evidências relevantes em uma área de atuação é um desafio para qualquer profissional

Leia mais

Guia Portal de Periódicos CAPES

Guia Portal de Periódicos CAPES Guia Portal de Periódicos CAPES Manaus, abril de 2010 ACESSO AO PORTAL CAPES DE PERIÓDICOS APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra do Centro Universitário Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ GUIA DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TESES E DISSERTAÇÕES

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ GUIA DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TESES E DISSERTAÇÕES FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ GUIA DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: TESES E DISSERTAÇÕES Evaldo Marchi Maria Cristina Traldi Monica Vannucci Nunes Lipay Aiko Shibukawa Eliana Blumer Rodrigues

Leia mais

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira

Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP. Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Guia Básico de Utilização da Biblioteca Virtual da FAPESP Thais Fernandes de Morais Fabiana Andrade Pereira Centro de Documentação e Informação da FAPESP São Paulo 2015 Sumário Introdução... 2 Objetivos...

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS Questão: Há diferença nos conceitos de Qualis das Áreas e Qualis Resposta: Apesar de senso comum considerar esses dois termos como sinônimos, tecnicamente eles remetem

Leia mais

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO

ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO Tutorial de Pesquisa do Portal de Periódicos da CAPES Manaus 2014 ACESSO AO PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES APRESENTAÇÃO A Biblioteca Aderson Dutra da Universidade Nilton Lins disponibiliza um moderno conjunto

Leia mais

Características das revistas científicas da área de saúde pública

Características das revistas científicas da área de saúde pública Características das revistas científicas da área de saúde pública Fórum de Editores Científicos da Área de Saúde Pública 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva º Congresso Mundial de Saúde Pública Rio

Leia mais

Orientações para pesquisas na área de Ciências da Saúde

Orientações para pesquisas na área de Ciências da Saúde MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Subsecretaria de Assuntos Administrativos Orientações para pesquisas na área de Ciências da Saúde Série A. Normas e Manuais Técnicos Brasília DF 2007 2007 Ministério

Leia mais

MEC/CAPES. Portal de Periódicos

MEC/CAPES. Portal de Periódicos MEC/CAPES Portal de Periódicos A CAPES e a formação de recursos de alto nível no Brasil Criada em 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é uma agência vinculada ao

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTO DE QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO PARA O PROGRAMA

Leia mais

FAQs sobre a publicação de artigos nos periódicos da SBFa. RSBF e JSBFa

FAQs sobre a publicação de artigos nos periódicos da SBFa. RSBF e JSBFa FAQs sobre a publicação de artigos nos periódicos da SBFa RSBF e JSBFa As dúvidas relacionadas neste documento foram coletadas ao longo de nosso trabalho editorial nas publicações da SBFa. Algumas respostas

Leia mais

Sumário. 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação. 2. Fluxos da busca e recuperação da informação

Sumário. 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação. 2. Fluxos da busca e recuperação da informação Sumário 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação 1. Conhecimento sobre temas pesquisados 2. Padronização da Linguagem 3. Tesauros 4. Critérios de Confiabilidade da Informação Online 5. Bom Senso

Leia mais

Processo de Seleção de Periódicos para LILACS Brasil

Processo de Seleção de Periódicos para LILACS Brasil Processo de Seleção de Periódicos para LILACS Brasil Objetivo: Apresentar os conceitos e os critérios de seleção de documentos e inclusão de revistas para LILACS Conteúdos desta aula Processo de Seleção

Leia mais

REVISTA BRASILEIRA DE FARMÁCIA HOSPITALAR E SERVIÇOS DE SAÚDE

REVISTA BRASILEIRA DE FARMÁCIA HOSPITALAR E SERVIÇOS DE SAÚDE REVISTA BRASILEIRA DE FARMÁCIA HOSPITALAR E SERVIÇOS DE SAÚDE Uma publicação da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde (SBRAFH) A Revista Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E TRABALHOS

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO. Política de Desenvolvimento de Coleções

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO. Política de Desenvolvimento de Coleções UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE BIBLIOTECA PAULO LACERDA DE AZEVEDO Política de Desenvolvimento de Coleções Porto Alegre 2013 2 1 APRESENTAÇÃO A Biblioteca Paulo Lacerda de Azevedo

Leia mais

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~

_áääáçíéå~= `Éåíêç=ÇÉ=fåÑçêã~ ç=é=oéñéêæååá~ _áääáçíéå~ `ÉåíêçÇÉfåÑçêã~ çéoéñéêæååá~ DIRETRIZES PARA A SELEÇÃO E AQUISIÇÃO DE LIVROS, MONOGRAFIAS E SIMILARES PARA A BIBLIOTECA DA FACULDADE DE SAÚDE PÚBLICA/ USP 1. INTRODUÇÃO O fluxo crescente de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SISTEMA DE BIBLIOTECAS BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UFPR DIRETRIZES DA BIBLIOTECA DIGITAL DE PERIÓDICOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ (UFPR) Curitiba 2013 Conselho

Leia mais

Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de Avaliação. 20.enfe@capes.gov.br

Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diretoria de Avaliação. 20.enfe@capes.gov.br COMUNICADO Nº 001/2013 ÁREA DE ENFERMAGEM ATUALIZAÇÃO DO WEBQUALIS DA ÁREA REF. 2011 Brasília, 11 de janeiro de 2013. No WebQualis da Área 20 Enfermagem do ano de 2010 constavam 784 periódicos classificados

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES A Biblioteca da Faculdade do Guarujá tem por objetivos: - Colaborar em pesquisas e projetos desenvolvidos pelo corpo docente e discente da Faculdade do Guarujá;

Leia mais

A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto

A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto XVII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias Gramado, 16-18 de Setembro de 2012 A evolução dos periódicos brasileiros e o acesso aberto Lewis Joel Greene Editor, Brazilian Journal of Medical and

Leia mais

PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES: orientações para pesquisa

PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES: orientações para pesquisa UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS Lívia Sandes Mota Rabelo Maria do Carmo Sá Barreto Ferreira PORTAL DE PERIÓDICOS DA CAPES: orientações para pesquisa Feira de

Leia mais

TUTORIAL DE PESQUISA EM BASES DE DADOS

TUTORIAL DE PESQUISA EM BASES DE DADOS TUTORIAL DE PESQUISA EM BASES DE DADOS UBERABA 2014 SUMÁRIO 1 Portal da CAPES... 2 1.1 Bases disponibilizadas com texto completo:... 2 1.2 Busca por assunto... 3 1.3 Busca por Periódico... 5 1.3.1 Busca

Leia mais

Normas para Redação da Dissertação/Tese

Normas para Redação da Dissertação/Tese Normas para Redação da Dissertação/Tese Estrutura A estrutura de uma dissertação, tese ou monografia compreende três partes fundamentais, de acordo com a ABNT (NBR 14724): elementos prétextuais, elementos

Leia mais

Seção de Acesso a Bases de Dados. Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação

Seção de Acesso a Bases de Dados. Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação Seção de Acesso a Bases de Dados Estratégias de busca e recuperação de informação online para Profissionais de Informação Sumário 1. Instrumentos de Busca 2. Bom atendimento ao usuário 3. Conhecimento

Leia mais

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES sobre Ensino em fonoaudiologia A Comissão de Ensino da SBFa apresenta a seguir respostas para algumas das dúvidas mais frequentes relativas aos diferentes níveis de

Leia mais

AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO: um relato de experiência da Biblioteca Central Julieta Carteado

AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO: um relato de experiência da Biblioteca Central Julieta Carteado PÔSTER IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Uso estratégico das tecnologias em informação documentária AS BASES DE DADOS EM SAÚDE COMO FERRAMENTAS DE BUSCA DA INFORMAÇÃO:

Leia mais

Centro Cochrane Brasil

Centro Cochrane Brasil Centro Cochrane Brasil ENTIDADE SEM FINS LUCRATIVOS SEM FINANCIAMENTOS DE EMPRESAS NACIONAIS OU INTERNACIONAIS Representante no Brasil da Cochrane Collaboration Internacional Membro da Assembléia Mundial

Leia mais

Normas de publicação da Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício

Normas de publicação da Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício Normas de publicação da Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício A Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício é uma publicação com periodicidade bimestral e está aberta para a publicação e divulgação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADES DE ENGENHARIAS E DESIGN REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADES DE ENGENHARIAS E DESIGN REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADES DE ENGENHARIAS E DESIGN REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e é um componente curricular obrigatório

Leia mais

A Internacionalização dos Periódicos Científicos Brasileiros

A Internacionalização dos Periódicos Científicos Brasileiros A Internacionalização dos Periódicos Científicos Brasileiros O Fórum de Editores Científicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), criado em outubro de 2014 no âmbito da Vice-Presidência de Ensino, Informação

Leia mais

SciELO Livros. O que é e como participar

SciELO Livros. O que é e como participar SciELO - Scientific Electronic Library On-line FAPESP - CNPq - BIREME - FapUnifesp Rua Machado Bittencourt, 430 - Vila Clementino CEP 04044-001 - São Paulo - SP - Brasil - Tel.: 55-11-5083-3639 http://www.scielo.org

Leia mais

18 e 19 de agosto no Campus Itapina

18 e 19 de agosto no Campus Itapina 18 e 19 de agosto no Campus Itapina PROGRAMA 18/09 19/09 Os ventos não sopram na direção daqueles que não sabem para onde vão Busca integrada Descritores ISSN ISBN Periódico Base de dados bibliográfica

Leia mais

PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST. Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner

PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST. Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner Agenda ProQuest Dissertations and Theses Histórico da UMI e PQDT Como e por que usar a PQDT? Processo de publicação

Leia mais

Regras ABNT. Espaçamento entre Parágrafos: 02 enter; dar 01 enter e escrever no 2º enter.

Regras ABNT. Espaçamento entre Parágrafos: 02 enter; dar 01 enter e escrever no 2º enter. Regras ABNT 1. FORMATAÇÃO Fonte: Arial Tamanho da fonte: 12 Margens: - superior e esquerda: 3 cm - inferior e direita: 2 cm Parágrafo: 1,0cm a partir da margem esquerda de 3 cm. Espaçamento entre linhas:

Leia mais

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Versão Março 2008 1 Introdução Este documento tem por objetivo

Leia mais

Programas de Apoio a Normalização de Trabalhos Acadêmicos

Programas de Apoio a Normalização de Trabalhos Acadêmicos Programas de Apoio a Normalização de Trabalhos Acadêmicos As Bibliotecas da (Unidade Serraria e Antares) tem como intuito, auxiliar os usuários em suas necessidades de ensino, pesquisa e orientação voltados

Leia mais

I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE

I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE A dissertação ou tese deve ser impressa em papel A4, com margens de 25 a 35mm, impressa em apenas um lado, em espaço duplo, com fonte Arial ou Times

Leia mais

Pesquisa Bibliográfica Prof. Alessandro Leite Cavalcanti

Pesquisa Bibliográfica Prof. Alessandro Leite Cavalcanti Pesquisa Bibliográfica Prof. Alessandro Leite Tipos de Dados em Pesquisa Dados Primários: São aqueles coletados em uma pesquisa de campo, ou seja, são dados originais. Por exemplo, um questionário, formulário,

Leia mais

Edital 01/2013 PRPPG/Unespar Apoio à publicação de artigos em periódicos científicos

Edital 01/2013 PRPPG/Unespar Apoio à publicação de artigos em periódicos científicos Edital 01/2013 PRPPG/Unespar Apoio à publicação de artigos em periódicos científicos A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Estadual do Paraná PRPPG/Unespar torna pública a seleção

Leia mais

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário São Paulo, junho de 2007 1º Versão SUMÁRIO 1 Introdução... 3 2 Autor... 5 2.1 Cadastro no sistema (http://submission.scielo.br),

Leia mais

CURSO SOBRE ACESSO ÀS BIBLIOTECAS ON-LINE DA MEDLINE/PubMed

CURSO SOBRE ACESSO ÀS BIBLIOTECAS ON-LINE DA MEDLINE/PubMed TUTORIAL PARA ACESSO BIBLIOTECA ON-LINE da MEDLINE/PUBMED CURSO SOBRE ACESSO ÀS BIBLIOTECAS ON-LINE DA MEDLINE/PubMed Este tutorial faz parte do curso de extensão da UNIFESP sobre acesso on-line às publicações

Leia mais

Publicações Médicas Nacionais Passado, Presente e Futuro

Publicações Médicas Nacionais Passado, Presente e Futuro Publicações Médicas Nacionais Passado, Presente e Futuro Helena Donato helenadonato@huc.min-saude.pt Sumário 1. Passado 2. Presente Cinco medidas para uma revista ser credível Cinco medidas para conseguir

Leia mais

TUTORIAL DE ACESSO AO FATOR IMPACTO ATRAVÉS DO WEB OF SCIENCE JOURNAL CITATION REPORTS (JCR) SIBI/PUCPR Biblioteca Virtual

TUTORIAL DE ACESSO AO FATOR IMPACTO ATRAVÉS DO WEB OF SCIENCE JOURNAL CITATION REPORTS (JCR) SIBI/PUCPR Biblioteca Virtual TUTORIAL DE ACESSO AO FATOR IMPACTO ATRAVÉS DO WEB OF SCIENCE JOURNAL CITATION REPORTS (JCR) SIBI/PUCPR Biblioteca Virtual Objetivo Este tutorial tem a finalidade de orientar sobre o uso das ferramentas

Leia mais

Metodologia Científica. Profa. Alessandra Martins Coelho

Metodologia Científica. Profa. Alessandra Martins Coelho Metodologia Científica Profa. Alessandra Martins Coelho julho/2014 Ementa O Sistema acadêmico brasileiro. O conhecimento científico e outros tipos de conhecimento. Virtudes do texto técnico Modalidades

Leia mais

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Normas técnicas para elaboração Projetos de Pesquisa

Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico. Normas técnicas para elaboração Projetos de Pesquisa Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico Normas técnicas para elaboração Projetos de Pesquisa Ana Cláudia Moreira Melo Augusto Ricardo Andrighetto Flávio Bortolozzi Ivete Aparecida

Leia mais

MARKETING DE SERVIÇOS: experiência da biblioteca do Instituto Biomédico da Universidade Federal Fluminense

MARKETING DE SERVIÇOS: experiência da biblioteca do Instituto Biomédico da Universidade Federal Fluminense TRABALHO ORAL EMPREENDEDORISMO EM BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS Qualidade dos serviços e foco no usuário MARKETING DE SERVIÇOS: experiência da biblioteca do Instituto Biomédico da Universidade Federal Fluminense

Leia mais

Guia para o registro e publicação de errata, retratações e manifestações de preocupação

Guia para o registro e publicação de errata, retratações e manifestações de preocupação Programa SciELO Guia para o registro e publicação de errata, retratações e manifestações de preocupação Versão maio 2015 1. Introdução Este documento descreve os procedimentos para o registro e publicação

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Este regulamento se baseia nos termos da Resolução CNE/CES 5 de 19 de fevereiro de 2002, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais do

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Publicação em contexto académico: OJS na prática

Publicação em contexto académico: OJS na prática Publicação em contexto académico: OJS na prática sumário 1. Publicações científicas em ambiente académico: um cenário pouco homogéneo 1.1 o papel das bibliotecas de ensino superior 2. OJS Open Journal

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES Art. 1 O presente documento desenvolvido na Biblioteca Professor Doutor N. de Carvalho da FACSETE, através da Comissão de Biblioteca, estabelece os parâmetros que

Leia mais

comprovante de submissão de 1 artigo em Revista Qualis B1, B2, A1 e A2, HOMOLOGAR no colegiado;

comprovante de submissão de 1 artigo em Revista Qualis B1, B2, A1 e A2, HOMOLOGAR no colegiado; 1/5 Checklist PÓS-DEFESA (DEVERES DO MESTRANDO) Art. 77 º O discente tem um prazo máximo de noventa dias para entregar, na Secretaria do Programa, os exemplares definitivos do trabalho, a contar da aprovação

Leia mais

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP

POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1. POLÍTICA DE EXPANSÃO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DA FAIP 1.1. Objetivos Nas últimas décadas as bibliotecas passaram por mudanças

Leia mais

BIREME / OPAS / OMS. Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde

BIREME / OPAS / OMS. Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde BIREME / OPAS / OMS Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde Acesso às fontes de informação da Biblioteca Virtual em Saúde Versão 2 São Paulo - Março 2008 Copyright Março

Leia mais

Bases de dados. Biblioteca FEAUSP 2015 Seção de Atendimento ao Usuário. Elaborado por Giseli Adornato de Aguiar

Bases de dados. Biblioteca FEAUSP 2015 Seção de Atendimento ao Usuário. Elaborado por Giseli Adornato de Aguiar Bases de dados Biblioteca FEAUSP 2015 Seção de Atendimento ao Usuário Elaborado por Giseli Adornato de Aguiar ACESSO REMOTO VPN BASES DE DADOS USP DEDALUS BIBLIOTECA DIGITAL DE TESES E DISSERTAÇÕES DA

Leia mais

Conclusões do Fórum Geral de Áreas: XII ENEC

Conclusões do Fórum Geral de Áreas: XII ENEC XII Encontro Nacional de Editores Científicos Águas de Lindóia, São Paulo, Brasil 23 a 27 de novembro de 2009 Conclusões do Fórum Geral de Áreas: XII ENEC Benedito Barraviera Carlos Roberto Grandini Edna

Leia mais

1. DADOS DO(S) ESTUDANTE(S)

1. DADOS DO(S) ESTUDANTE(S) Este formulário é válido apenas para projetos submetidos através do correio. Visite o nosso site www.lsi.usp.br/febrace para submeter o projeto eletronicamente. A FEBRACE não recebe projetos submetidos

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina. Regulamento do Programa de Pós-Graduação de Oftalmologia

Universidade de São Paulo Faculdade de Medicina. Regulamento do Programa de Pós-Graduação de Oftalmologia Regulamento do Programa de Pós-Graduação de Oftalmologia I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA (CCP) A CCP terá como membros titulares 3 (três) orientadores plenos credenciados no Programa,

Leia mais

BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública. Projeto BVS-SP-7 Atualização da terminologia e áreas temáticas em saúde pública (01 de julho de 2002) 1.

BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública. Projeto BVS-SP-7 Atualização da terminologia e áreas temáticas em saúde pública (01 de julho de 2002) 1. BIREME/OPAS/OMS BVS Saúde Pública Projeto BVS-SP-7 Atualização da terminologia e áreas temáticas em saúde pública (01 de julho de 2002) 1. Introdução Este documento descreve o projeto para atualização

Leia mais

PPGEM - Iniciação a Pesquisa

PPGEM - Iniciação a Pesquisa UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS ESCOLA DE ENGENHARIA Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas Av. Antonio Carlos, 6627 Bloco II - sala 2230 31270-901 Belo Horizonte,

Leia mais

FONTES DE INFORMAÇÃO NA INTERNET

FONTES DE INFORMAÇÃO NA INTERNET FONTES DE INFORMAÇÃO NA INTERNET O desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação (TIC) facilita o aparecimento, cada vez mais rápido, de fontes de informação na internet. Porém, nem todas

Leia mais

Rev@Odonto: o catálogo de revistas eletrônicas da área de odontologia

Rev@Odonto: o catálogo de revistas eletrônicas da área de odontologia Rev@Odonto: o catálogo de revistas eletrônicas da área de odontologia Telma de Carvalho Diretora Técnica SDO/FOUSP VI ENCONTRO INTERNACIONAL DE EDITORES E AUTORES DE PERIÓDICOS CIENTÍFICOS DA ÁREA DE ODONTOLOGIA.

Leia mais

Curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP. Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Curso de Graduação em Enfermagem da FCMSCSP Normas 1 para a Apresentação de Monografia do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 1 Baseadas na Normatização para apresentação de dissertações e teses da Comissão

Leia mais

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA GESTÃO E SAÚDE 1. APRESENTAÇÃO

NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA GESTÃO E SAÚDE 1. APRESENTAÇÃO NORMAS DE PUBLICAÇÃO DA REVISTA GESTÃO E SAÚDE 1. APRESENTAÇÃO A Revista Gestão & Saúde é um periódico científico de acesso livre, pública e de revisão por pares, publicado quadrimestralmente em formato

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO SEST-SUS/SES-GO

REVISTA CIENTÍFICA DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO SEST-SUS/SES-GO 1. NORMAS EDITORIAIS DA REVISTA A Revista da Escola de Saúde Pública (RESAP), editada pela Superintendência em Educação e Trabalho para o SUS da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás, é uma revista científica

Leia mais

Dar Crédito a Quem Merece:

Dar Crédito a Quem Merece: Série de Melhores Práticas da AJE Dar Crédito a Quem Merece: Melhores Práticas de Atribuição de Autoria Michaela Panter, PhD Sobre a autora A Dra. Panter é editora da AJE desde 2008. Ela se formou na Yale

Leia mais

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 1 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO DO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

CRIAÇÃO DO SITE DA DISCIPLINA DE EXPERIMENTAÇÃO E DA CENTRAL DE ANÁLISES ESTATÍSTICAS NA UTFPR-DV

CRIAÇÃO DO SITE DA DISCIPLINA DE EXPERIMENTAÇÃO E DA CENTRAL DE ANÁLISES ESTATÍSTICAS NA UTFPR-DV CRIAÇÃO DO SITE DA DISCIPLINA DE EXPERIMENTAÇÃO E DA CENTRAL DE ANÁLISES ESTATÍSTICAS NA UTFPR-DV 1. Identificação do proponente Nome: Moeses Andrigo Danner Vínculo com a instituição: Docente permanente

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ BIREME - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ - OPAS - OMS CENTRO DE INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA CICT PROJETO BVS DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS BRASIL Rio de Janeiro 2002 Doenças Infecciosas e Parasitárias na BVS

Leia mais

CURSO EXCLUSIVO IBECO

CURSO EXCLUSIVO IBECO PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR EM ESTÉTICA CURSO EXCLUSIVO IBECO Destinado aos docentes que atuam ou que pretendem atuar no ensino superior e profissionalizante da área estética, o curso

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC CURVELO 2010 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES...3 1.1Objetivos...3. 1.2 Comissão

Leia mais

Estratégias de busca e recuperação de informação online em

Estratégias de busca e recuperação de informação online em Estratégias de busca e recuperação de informação online em Educação para Pós-graduação Eliane Colepícolo São Carlos, junho/2010 Sumário 1. Requisitos de Busca e Recuperação de Informação 1. Conhecimento

Leia mais

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília.

O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. O Comportamento informacional dos pós-graduandos em Ciências Sócias e Humanas: um estudo com os pós-graduandos da UNESP de Marília. Eixo Temático: Livre Nome: Etiene Siqueira de Oliveira - Bolsista: PIBIC/CNPq

Leia mais

R E S O L V E. Artigo 3º - Esta portaria gera efeitos a partir de 01 de março de 2012, revogadas as disposições em contrário.

R E S O L V E. Artigo 3º - Esta portaria gera efeitos a partir de 01 de março de 2012, revogadas as disposições em contrário. P O R T A R I A N º 0 27/ 2 0 1 5 - P BF A Prof.ª Dr.ª Débora de Mello Gonçales Sant Ana, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Biociências e fisiopatologia, no uso de suas atribuições legais e

Leia mais

Pesquisa na base PubMed

Pesquisa na base PubMed Pesquisa na base PubMed A PESQUISA CONCEITO Uma pesquisa é um processo de construção do conhecimento que tem como metas principais gerar novos conhecimentos e/ou corroborar ou refutar algum conhecimento

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO NA RECeT POLÍTICA EDITORIAL

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO NA RECeT POLÍTICA EDITORIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO CNPJ 10.882.594/0001-65 Al. José Ramos Júnior, 27-50, Jardim Tropical Presidente Epitácio

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

I Oficina de Pesquisa Científica na Pós- Graduação (OPC-PG) Prof. Dr. Sidnei Alves de Araújo saraujo@uninove.br

I Oficina de Pesquisa Científica na Pós- Graduação (OPC-PG) Prof. Dr. Sidnei Alves de Araújo saraujo@uninove.br I Oficina de Pesquisa Científica na Pós- Graduação (OPC-PG) Prof. Dr. Sidnei Alves de Araújo saraujo@uninove.br Programa de Pós-Graduação em Informática e Gestão do Conhecimento Setembro/2015 MÓDULO I

Leia mais

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Instrumento para a gestão da informação em Saúde Objetivo: Apresentar o Modelo da BVS: conceitos, evolução, governabilidade, estágios e indicadores. Conteúdo desta aula

Leia mais

Apresentação: Busca de artigos, dissertações e teses em bases de dados

Apresentação: Busca de artigos, dissertações e teses em bases de dados Apresentação: Busca de artigos, dissertações e teses em bases de dados Sibele Gomes de Santana Assistente de Pesquisa UNINOVE SÃO PAULO Contexto Acesso e uso da informação nas IES vêm provocando mudanças

Leia mais

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Bibliotecária Juliana Ribeiro de Campos Solla CRB-8 201/2013 Provisório Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00 h às 12:00 h e das 17:00 h às 21:00

Leia mais

Fontes de Informação. Direito

Fontes de Informação. Direito Fontes de Informação Direito Ana Maria Neves Maranhão anamaria@dbd.puc-rio.br Edson Sousa Silva edson@dbd.puc-rio.br Divisão de Bibliotecas e Documentação Novembro/2009 BASES DE DADOS Conjunto de dados,

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Diretoria de Avaliação - DAV DOCUMENTO DE ÁREA 2009 Identificação Área de Avaliação: EDUCAÇÃO Coordenadora de Área: CLARILZA PRADO DE SOUSA Coordenadora-Adjunta de Área: ELIZABETH FERNANDES DE MACEDO Modalidade: Acadêmica I. Considerações gerais sobre o

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES E MANUTENÇÃO DA INFRAESTRUTURA FÍSICA DA BIBLIOTECA UNIFAMMA MARINGÁ 2012 1 APRESENTAÇÃO O Desenvolvimento de Coleções, qualquer que seja o tipo de biblioteca (pública,

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA - CEP Considerações iniciais: 1- Hoje os projetos são submetidos para os Comitês de Ética somente

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (PROJETO DE PESQUISA E RELATÓRIO FINAL DE PESQUISA) ARARUAMA / RIO DE JANEIRO AGOSTO / 2013 Diretor Geral: Prof. Rogério Leopoldo Rocha Diretor Acadêmico:

Leia mais

Normas de publicação. 1. A Revista Brasileira de Cardiologia. 2. Instruções redatoriais. 3. Avaliação pelos pares (peer review)

Normas de publicação. 1. A Revista Brasileira de Cardiologia. 2. Instruções redatoriais. 3. Avaliação pelos pares (peer review) Revista Brasileira de Cardiologia 1 Normas de publicação 1. A Revista Brasileira de Cardiologia A Revista Brasileira de Cardiologia (Rev Bras Cardiol.) é a publicação oficial da Sociedade de Cardiologia

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS Laboratório associado www.ces.uc.pt PLATAFORMAS DE AVALIAÇÃO DE REVISTAS CIENTÍFICAS Maria José P. F. Carvalho Biblioteca Norte Sul Centro de Estudos Sociais) Objetivos 1. Informar

Leia mais