NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO"

Transcrição

1 NORMAS PARA ELABORAÇÃO E TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA DA DISSERTAÇÃO VIÇOSA - MINAS GERAIS Maio 2007

2 I. DO PROJETO 1. Todo estudante de pós-graduação deverá, obrigatoriamente, preparar um Projeto de Pesquisa da Dissertação como parte das exigências acadêmicas para obtenção do título de Magister Scientiae. 2. O Projeto de Pesquisa é o instrumento que fornece as bases para a elaboração da dissertação e constitui um passo importante na aplicação do método científico. 3. O Projeto de Pesquisa será preparado sob a supervisão do professor orientador e, subsidiariamente, por, pelo menos, dois co-orientadores. II. DO PRAZO 1. Conforme Regimento da Pós-Graduação da UFV, o projeto de pesquisa dos estudantes candidatos ao título de Magister Scientiae, será entregue obrigatoriamente, para registro na PPG, no máximo, no término das aulas do terceiro semestre letivo; 2. Para cumprimento do prazo determinado no item anterior, e ainda, das exigências do tramite para o registro na PPG, todo estudante deverá entregar seu projeto de pesquisa na secretaria do PPESTBIO, no máximo, 30 dias após o início das aulas do terceiro semestre letivo. III. DO FORMATO 1. O Projeto de Pesquisa deverá obedecer ao formato exigido pelo Conselho Técnico de Pesquisa da UFV e ser acompanhado de folha de rosto própria (Anexo I). 1

3 2. A estrutura básica do projeto é formada pelos componentes apresentados no Anexo II. 3. O projeto deverá conter também o resumo (Anexo III), o cronograma (Anexo IV) e o orçamento (Anexo V). O resumo deverá estar contido em uma só página. 4. A folha de rosto deverá conter as assinaturas dos responsáveis pelo Projeto de Pesquisa, isto é, as do professor orientador, dos co-orientadores e do estudante. 5. O texto do Projeto de Pesquisa da Dissertação não deverá ultrapassar 15 páginas incluindo a bibliografia, e deverá ser digitado em espaço um e meio, fonte Times New Roman 13, ou Arial 12. IV. DO TRÂMITE PARA O REGISTRO NA PPG 1. O estudante deverá submeter uma cópia impressa do projeto de pesquisa ao seu orientador, no início do terceiro semestre letivo, para que o mesmo faça correções e/ou sugestões e posteriormente aprove a versão corrigida; 2. O estudante deve submeter uma cópia impressa do projeto de pesquisa revisado pelo orientador a cada um dos professores co-orientadores para que os mesmos façam correções e/ou sugestões e posteriormente aprovem a versão corrigida; 3. O estudante deve submeter uma cópia impressa do projeto de pesquisa revisado pelos co-orientadores, ao orientador para que o mesmo certifique-se que os objetivos iniciais do projeto não foram alterados e posteriormente aprove a versão corrigida; 2

4 4. O estudante deve preencher e assinar a folha de rosto do projeto de pesquisa (anexo I) e posteriormente colher a assinatura do orientador e dos coorientadores na mesma folha; 5. O estudante deve submeter à secretaria do PPESTBIO, o seu projeto de pesquisa; 6. A secretaria do PPESTBIO encaminhará, ao presidente da comissão de pesquisa (CP) do departamento de informática (DPI), o projeto de pesquisa do estudante; 7. Caso o projeto necessite de alterações, o presidente da CP encaminhará à secretaria do PPESTBIO as alterações solicitadas. A secretaria, por sua vez, encaminhará as sugestões ao estudante, para que juntamente com o seu orientador avalie as alterações. Desta forma, o estudante deverá submeter uma nova versão do projeto, para que o mesmo seja encaminhado a CP e esta emita um novo parecer. Tal procedimento deve ser repetido até que a CP emita parecer favorável ao projeto apresentado; 8. Quando não houver mais a necessidade de alteração, a secretaria do PPESTBIO colherá as assinaturas do orientador, dos co-orientadores, do estudante, do presidente da comissão de pesquisa e do chefe do departamento de informática no formulário para registro de projetos de pesquisa, e iniciará o fluxo para registro do projeto na PPG. 9. O estudante deverá encaminhar à secretaria do PPESTBIO uma cópia digital no formato pdf do projeto de pesquisa aprovado pela CP do DPI, com fins de arquivamento. 3

5 A N E X O I (folha de rosto) PROJETO DE PESQUISA TÍTULO DO PROJETO Assinatura Nome do estudante Mestrando em Estatística Aplicada e Biometria Assinatura Nome do Orientador (Orientador) Assinatura Nome do Co-Orientador (Co-Orientador) Assinatura Nome do Co-Orientador (Co-Orientador) VIÇOSA - MINAS GERAIS Maio

6 A N E X O II PROJETO DE PESQUISA ESTRUTURA BÁSICA - 1. FOLHA DE ROSTO (ver modelo) 2. RESUMO (ver modelo) 3. INTRODUÇÃO 3.1. O tópico a ser pesquisado e sua relevância ou importância na área de aplicação considerada 3.2. Objetivos 4. REFERENCIAL TEÓRICO 5. MATERIAL E MÉTODOS 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (ver normas ABNT) 7. ANEXOS (Tabelas, Questionário, Formulário, etc.) 8. CRONOGRAMA (ver modelo) 9. ORÇAMENTO (ver modelo) 5

7 A N E X O III RESUMO (modelo) (Todos os itens abaixo devem ocupar somente 1 página) TÍTULO DO PROJETO EQUIPE Nome do orientador (Orientador) - CPF Nome do estudante (Estudante) - CPF Nome do co-orientador (Co-Orientador) - CPF Nome do co-orientador (Co-Orientador) - CPF INSTITUIÇÕES PATROCINADORAS UFV, CAPES, CNPq, FAPEMIG, etc. RESUMO (contendo introdução, objetivos, e metodologia) PALAVRAS-CHAVE Citar de 3 a 5 palavras-chave. ÁREA DE CONHECIMENTO Ver tabela do CNPq e colocar o nome e o código LINHA DE PESQUISA (escolher uma linha) Métodos Estatísticos Biometria 6

8 A N E X O IV CRONOGRAMA (modelo) Atividades Revisão bibliográfica X X 2. Levantamento dos dados. X X X 3. Levantamento de informações complementares em literatura especializada. X X 4. Sistematização e processamento dos dados. X X X 5. Redação da tese. X X X 6. Defesa da tese e correções finais. X X OBS.: O projeto iniciará em (Colocar o mês e o ano de início). 7

9 A N E X O V ORÇAMENTO (modelo) ITE ESPECIFICAÇÃO DAS DESPESAS M 1. PESSOAL Ajuda de custo para execução da 1.1. pesquisa (valor da bolsa x 12 meses) Comitê de orientação (10% do salário dos 1.2. professores do comitê x 12 meses) Subtotal 1 2. MATERIAL BIBLIOGRÁFICO VALOR (R$)* FONTE DE RECURSOS CNPq, CAPES FAPEMIG, etc UFV 2.1. Livros, revistas técnicas, etc Recursos próprios 3. MATERIAL DE CONSUMO Subtotal Resmas de papel Recursos próprios 3.2. Cartuchos de tinta para impressora Recursos próprios 3.3. Disquetes Recursos próprios 4. SERVIÇOS DE TERCEIROS Subtotal Digitação e formatação Recursos próprios 4.2. Revisão linguística Recursos próprios 4.3. Reprografia/Encardenação Recursos próprios 4.4. Correios Recursos próprios 5. DIÁRIAS Subtotal Viagens para coleta de dados Recursos próprios 6. RESERVA TÉCNICA Subtotal % do total dos itens anteriores Recursos próprios Subtotal 6 Total [(1)+(2)+(3)+(4)+(5)+(6)] 8

Regimento da Disciplina de Estágio de Docência

Regimento da Disciplina de Estágio de Docência Regimento da Disciplina de Estágio de Docência 1. Caracterização geral O Estágio de Docência constitui-se numa disciplina eletiva que visa complementar a formação do pós-graduando a partir do desenvolvimento

Leia mais

NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE

NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE NORMAS PARA DEFESA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO OU TESE Estabelece os procedimentos relativos à defesa de projeto de pesquisa, a serem desenvolvidos pelos acadêmicos do curso de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO

ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO ORIENTAÇÃO PARA DEFESA DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO Orientações para elaboração e defesa do projeto O projeto de pesquisa será apresentado na disciplina de Seminário II, no seguinte formato: O projeto deverá

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Criada em 1933

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Criada em 1933 Orientações e Regras para elaboração TCCs - PÓS-GRADUAÇÃO As orientações que se seguem são válidas para todos os cursos de Pós- Graduação da Fespsp. A apresentação de trabalhos acadêmicos é normalizada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM GERONTOLOGIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) São Carlos 2012 SUMÁRIO Capitulo I Da definição e objetivos... 03 Capítulo II Da

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Informática

Programa de Pós-graduação em Informática Resolução Nº 001/2007 Regula as atividades acadêmicas no Programa de Pós-graduação em Informática ART. 1º - Sobre o curso de nivelamento: 1º - O curso de nivelamento para os novos alunos selecionados no

Leia mais

i. Pré-projeto de Mestrado - PPM

i. Pré-projeto de Mestrado - PPM 004 Assunto Finalidade Versão/Substitui a Versão A /não há 07/05/2014 Entrada em Critérios para a Dissertação de Mestrado Vigor 07/05/2014 Esta diretriz estabelece os critérios para as etapas de construção

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PESQUISA EDITAL PROIC VOLUNTARIO 1º/2012

COORDENAÇÃO DE PESQUISA EDITAL PROIC VOLUNTARIO 1º/2012 FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE - ICS FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI COORDENAÇÃO DE PESQUISA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC VOLUNTARIO

Leia mais

ROTEIRO PRÉ-DEFESA A SER SEGUIDO PELOS CANDIDATOS A MESTRADO E DOUTORADO NA COPPE

ROTEIRO PRÉ-DEFESA A SER SEGUIDO PELOS CANDIDATOS A MESTRADO E DOUTORADO NA COPPE Revisado em 19.12.2012 ROTEIRO PRÉ-DEFESA A SER SEGUIDO PELOS CANDIDATOS A MESTRADO E DOUTORADO NA COPPE O aluno deverá depositar no Setor de Registro os seguintes itens: a) versão impressa da parte pré-textual

Leia mais

FACULDADE DO GUARUJÁ

FACULDADE DO GUARUJÁ FACULDADE DO GUARUJÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 01/2011 REGULAMENTO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO NORMAS GERAIS Artigo 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso TCC constitui-se em pré-requisito para

Leia mais

Capítulo II Da Banca

Capítulo II Da Banca A Comissão de Avaliação de Projetos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, em reunião realizada em 19/10/2011, aprovou as normas para Defesa de Projeto de Pesquisa, nos seguintes termos:

Leia mais

1 Edital para submissão de materiais para o Congresso

1 Edital para submissão de materiais para o Congresso DIGICONGRESS 2014 Congresso de Comunicação e Marketing Digital 1 Edital para submissão de materiais para o Congresso 1.1 Informações gerais - O DIGICONGRESS (Congresso de Comunicação e Marketing Digital)

Leia mais

PROCEDIMENTOS REFERENTES À DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PROCEDIMENTOS REFERENTES À DISSERTAÇÃO DE MESTRADO MESTRADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO PROCEDIMENTOS REFERENTES À DISSERTAÇÃO DE MESTRADO 2015 Coordenadores : Prof. Byron Leite Dantas Bezerra Prof. Bruno José Torres Fernandes ETAPA 1 O aluno que pretende

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC VOLUNTARIO 2014-2015

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC VOLUNTARIO 2014-2015 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC VOLUNTARIO 2014-2015 A Coordenação de Pesquisa convida professores orientadores com títulos de especialista, mestre ou doutor e estudantes de graduação

Leia mais

EDITORA UNICENTRO REGULAMENTO DE PUBLICAÇÃO

EDITORA UNICENTRO REGULAMENTO DE PUBLICAÇÃO EDITORA UNICENTRO REGULAMENTO DE PUBLICAÇÃO O Conselho Editorial da UNICENTRO, no uso de suas atribuições regulamenta a submissão e o trâmite de propostas de livros a serem publicados pela Editora UNICENTRO,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015

Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015 Edital para Pleito a Bolsa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais PIBIC / FAPEMIG - 2015 1. Descrição Este programa procura desenvolver nos estudantes de graduação

Leia mais

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES EDITAL 2014 Estabelece inscrições para o Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI. O Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI, Prof. Clauder Ciarlini

Leia mais

Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação UTFPR, campus Pato Branco

Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação UTFPR, campus Pato Branco Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Engenharia de Computação Regulamento Complementar do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Engenharia de Computação

Leia mais

Instituto Educacional Cândida de Souza

Instituto Educacional Cândida de Souza Belo Horizonte, 5 de janeiro de 2011 PORTARIA Nº 01/2011 INSTITUI PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO, ORIENTAÇÃO, CONSTITUIÇÃO DE BANCA EXAMINADORA, AVALIAÇÃO E ENTREGA DA VERSÃO FINAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Entregar 1 exemplar definitivos do trabalho para biblioteca (+ CD com PDF)

Entregar 1 exemplar definitivos do trabalho para biblioteca (+ CD com PDF) 1/5 Checklist PÓS-DEFESA (DEVERES DO MESTRANDO) Art. 78 º O discente tem um prazo máximo de noventa dias para entregar, na Secretaria do Programa, os exemplares definitivos do trabalho, a contar da aprovação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC UNIVERSAL 2015-2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC UNIVERSAL 2015-2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC UNIVERSAL 2015-2016 O Centro de Pesquisa convida professores orientadores com títulos de especialista, mestre ou doutor a apresentarem propostas para

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO E PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO E PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO E PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO São Paulo, 15 de junho de 2015. EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações

PEC-PG CNPq e CAPES. 8. Recomendações PEC-PG CNPq e CAPES 8. Recomendações a) O Estudante-Convênio deverá matricular-se no primeiro semestre letivo do ano imediatamente subseqüente ao que se candidatou ao PEC-PG. Poderá, no entanto, ser concedida

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 013/2013 - CEPE

RESOLUÇÃO nº 013/2013 - CEPE RESOLUÇÃO nº 013/2013 - CEPE Regulamenta a Monografia como Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação, no âmbito da Faculdade Santa Terezinha, a partir do 2º semestre letivo de 2013 O Presidente do Conselho

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO - FAINTVISA NÚCLEO DE PESQUISA - NUPEQ EDITAL Nº 01/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO - FAINTVISA NÚCLEO DE PESQUISA - NUPEQ EDITAL Nº 01/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO - FAINTVISA NÚCLEO DE PESQUISA - NUPEQ EDITAL Nº 01/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 1 - APRESENTAÇÃO As Faculdades Integradas da Vitória

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS

LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS 1. MODELO DE DECLARAÇÃO DO PESQUISADOR 2. MODELO PARA

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica PIBIC/FAPEMIG/FUCAMP 2015/2016 Edital Nº 01/2015 - Convocação de Projetos de Pesquisa para Bolsas de Iniciação Científica O Núcleo de

Leia mais

Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM

Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores CTISM/UFSM MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso do

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10. Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica

FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10. Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10 Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica O Diretor da Faculdade Metodista Granbery, nos termos da legislação vigente,

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO E MONTAGEM DE PROJETO

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO E MONTAGEM DE PROJETO ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO E MONTAGEM DE PROJETO Os projetos deverão ser configurados em: folha A4, fonte Times New Roman e/ou Arial 12, espaçamento um e meio, justificado e em Word 97 ou versão mais atual.

Leia mais

comprovante de submissão de 1 artigo em Revista Qualis B1, B2, A1 e A2, HOMOLOGAR no colegiado;

comprovante de submissão de 1 artigo em Revista Qualis B1, B2, A1 e A2, HOMOLOGAR no colegiado; 1/5 Checklist PÓS-DEFESA (DEVERES DO MESTRANDO) Art. 77 º O discente tem um prazo máximo de noventa dias para entregar, na Secretaria do Programa, os exemplares definitivos do trabalho, a contar da aprovação

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RESUMO EXPANDIDO PARA O V SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CNPq/IEPA INSTRUÇÕES AOS AUTORES

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RESUMO EXPANDIDO PARA O V SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CNPq/IEPA INSTRUÇÕES AOS AUTORES NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RESUMO EXPANDIDO PARA O V SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CNPq/IEPA OBJETIVOS INSTRUÇÕES AOS AUTORES O V Seminário de Iniciação Científica do CNPq/IEPA, que está sendo organizada

Leia mais

RESOLUÇÃO PPGPV Nº 05/2013

RESOLUÇÃO PPGPV Nº 05/2013 RESOLUÇÃO PPGPV Nº 05/2013 A Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal PPGPV da Universidade Estadual de Santa Cruz UESC, no uso de suas atribuições, fundamentada no Regimento Interno

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Orientações para cadastro, aprovação e prorrogação de Projetos de Pesquisa Os tópicos abaixo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO TRIÂNGULO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO TRIÂNGULO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC EDITAL N. º 01/2014 Convocação de Projetos de Pesquisa para Programa de Iniciação Científica Unitri A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (PPPGE) torna público o presente Edital de âmbito

Leia mais

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

Universidade CEUMA REITORIA Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão EDITAL DE APOIO A PUBLICAÇÃO APUB EDITAL Nº 05/PROP/2015 A Universidade CEUMA, por meio da (PROP), torna público o presente edital e convida docentes a apresentarem propostas no âmbito do programa de Divulgação

Leia mais

Projeto de Pesquisa. ocupando no máximo 20 páginas digitadas em espaço duplo, com margem inferior e

Projeto de Pesquisa. ocupando no máximo 20 páginas digitadas em espaço duplo, com margem inferior e Projeto de Pesquisa O projeto de pesquisa deve ser apresentado de maneira clara e resumida, ocupando no máximo 20 páginas digitadas em espaço duplo, com margem inferior e superior de 2,5 cm e margem direita

Leia mais

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB INTRODUÇÃO A atividade de pesquisa científica é parte da tríade das funções das Instituições

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PESQUISA EDITAL PROIC BOLSA 1º/2012

COORDENAÇÃO DE PESQUISA EDITAL PROIC BOLSA 1º/2012 FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE - ICS FACULDADE DE SAÚDE IBITURUNA FASI COORDENAÇÃO DE PESQUISA PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROIC EDITAL PROIC BOLSA

Leia mais

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CÂMPUS CERES NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUÇÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA CAMPUS SÃO NORBERTO

FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUÇÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA CAMPUS SÃO NORBERTO FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUÇÃO COORDENAÇÃO DE PESQUISA CAMPUS SÃO NORBERTO EDITAL UNIVERSAL DE PESQUISA 1º /2010 AS FACULDADES INTEGRADAS DO NORTE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE FISIOTERAPIA

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE FISIOTERAPIA ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE FISIOTERAPIA NORMAS GERAIS PARA REALIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Conforme decisão do colegiado do Curso

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO São Paulo, 27 de abril de 2015. EDITAL 01/2015 PROCESSO SELETIVO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2015-2016 A

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 52/2011, DE 13 DE SETEMBRO DE 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA)

FACULDADE SANTA TEREZINHA CEST COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA) NORMAS COMPLEMENTARES DE TRABALHO DE CURSO (MONOGRAFIA) Art. 1º. O presente documento tem por finalidade normatizar, no âmbito dos Cursos de Graduação da Faculdade Santa Terezinha CEST, o Trabalho de Curso

Leia mais

Procedimento para entrega da versão final de Dissertação ou Tese

Procedimento para entrega da versão final de Dissertação ou Tese Procedimento para entrega da versão final de Dissertação ou Tese Estabelece os passos necessários para a entrega da versão final da dissertação ou tese do concluinte dos programas de pós-graduação da UFABC.

Leia mais

Resolução 053/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de julho de 2015

Resolução 053/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de julho de 2015 Resolução 053/Reitoria/Univates Lajeado, 20 de julho de 2015 Aprova o Edital Propex/Pós-Graduação 06/2015 abertura de inscrições para processo de seleção para os Programas de Pós-Graduação destinado a

Leia mais

Regulamento do Estágio Supervisionado em Biologia Geral II

Regulamento do Estágio Supervisionado em Biologia Geral II UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE COMISSÃO COORDENADORA DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Fone: (0XX31) 3899-2526 Regulamento do Estágio Supervisionado em Biologia Geral

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS FACULDADE DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EDITAL PPGEdu/FAED/UFGD Nº 03 DE 30 DE ABRIL DE 2015. A COORDENADORA DO da da, no uso de suas atribuições, torna público o presente edital, para a abertura de inscrições visando a seleção de candidato

Leia mais

DO PROJETO DE MONOGRAFIA. Art. 2º. A elaboração da monografia deverá ser precedida de elaboração e aprovação de projeto de monografia.

DO PROJETO DE MONOGRAFIA. Art. 2º. A elaboração da monografia deverá ser precedida de elaboração e aprovação de projeto de monografia. Art. 1º. Este regulamento é aplicável aos cursos que em seu projeto definiram a monografia como trabalho final, conforme previsto no Regimento Interno do Instituto Superior do Ministério Público ISMP.

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

CURSO DE FARMÁCIA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) AVISOS GERAIS 1- CONDUÇÃO DA DISCIPLINA E DO TCC Os trabalhos de conclusão de curso poderão ser realizados

Leia mais

Art. 2º - Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. Professora Sandra Denise Kruger Alves Chefe do DEC

Art. 2º - Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. Professora Sandra Denise Kruger Alves Chefe do DEC RESOLUÇÃO DEC No 01/2013 Fixa normas para Elaboração e Apresentação dos Trabalhos de Conclusão do Curso de Graduação em Engenharia Civil. A Chefia do Departamento do Curso de Engenharia Civil, no uso de

Leia mais

I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE

I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE I. INSTRUÇÕES PARA APRESENTAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE A dissertação ou tese deve ser impressa em papel A4, com margens de 25 a 35mm, impressa em apenas um lado, em espaço duplo, com fonte Arial ou Times

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA. Capítulo I Da Origem e Finalidade

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA. Capítulo I Da Origem e Finalidade REGULAMENTO DA MONOGRAFIA Capítulo I Da Origem e Finalidade Art. 1º. A monografia é exigida nos cursos de pós-graduação lato sensu, conforme resolução nº 1 de 3 de abril de 2001 do CNE/CES (Conselho Nacional

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTO DE QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO PARA O PROGRAMA

Leia mais

ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS DE TURMAS ANTERIORES 2008.1

ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS DE TURMAS ANTERIORES 2008.1 ORIENTAÇÃO AOS ALUNOS DE TURMAS ANTERIORES 2008.1 1.- Objetivos do Curso de Mestrado: a. Formação de professores para o magistério superior; b. Formação de pesquisadores; c. Capacitação para o exercício

Leia mais

R E S O L V E. Artigo 3º - Esta portaria gera efeitos a partir de 01 de março de 2012, revogadas as disposições em contrário.

R E S O L V E. Artigo 3º - Esta portaria gera efeitos a partir de 01 de março de 2012, revogadas as disposições em contrário. P O R T A R I A N º 0 27/ 2 0 1 5 - P BF A Prof.ª Dr.ª Débora de Mello Gonçales Sant Ana, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Biociências e fisiopatologia, no uso de suas atribuições legais e

Leia mais

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA 1. Prazos Os prazos para entrega de Trabalho Final encerram em 30 de maio (1º

Leia mais

II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS

II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS II SEMANA AMBIENTAL DA UNICESUMAR NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS Os trabalhos poderão ser inscritos na forma de resumo expandido (mínimo 3 e máximo 5 páginas); Serão aceitos trabalhos que sejam resultados

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF

FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF 2015 SUMÁRIO Introdução... 01 2. Da Inscrição... 03 3. Da Orientação... 03 4. Da Apresentação... 03 5. Da Avaliação...

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA FINAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA FINAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA REGULAMENTO DA MONOGRAFIA FINAL DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DAS FACULDADES INTEGRADAS DE VITÓRIA Este regulamento normatiza as atividades relacionadas com o Projeto de Monografia e a Monografia Final da

Leia mais

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO E LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO E LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO E LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS ARTIGO 1 - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um instrumento de iniciação científica

Leia mais

PROGRAMA INTEGRADO DE PÓS-GRADUAÇÃO PARA ESTRANGEIROS DA FIOCRUZ (PRINTE/PG)

PROGRAMA INTEGRADO DE PÓS-GRADUAÇÃO PARA ESTRANGEIROS DA FIOCRUZ (PRINTE/PG) 1 PROGRAMA INTEGRADO DE PÓS-GRADUAÇÃO PARA ESTRANGEIROS DA (PRINTE/PG) 1. Objetivo Geral Promover a cooperação para a qualificação de estrangeiros de nível superior nas áreas de conhecimento para as quais

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu

FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu FACULDADES INTEGRADAS DE CASSILÂNDIA - FIC PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DA MONOGRAFIA DOS CURSOS DE PÓS GRADUAÇÃO Lato sensu DA FIC Cassilândia - 2010 APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº002 (05/09/2012) alterado em 04/12/2013 e do Regimento Interno do PPGEP-S

Leia mais

COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL PIBIC / FAPEMIG / FTM-2015

COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL PIBIC / FAPEMIG / FTM-2015 COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EDITAL PIBIC / FAPEMIG / FTM-2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: PIBIC/ FAPEMIG/FTM- 2015 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação e

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO

ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO ORIENTAÇÕES AOS DISCENTES E DOCENTES DA PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA/UFJF MESTRADO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO. A seleção consta de prova escrita de conhecimentos gerais em Química, conhecimentos

Leia mais

Apresentação da Disciplina. Metodologia de Pesquisa

Apresentação da Disciplina. Metodologia de Pesquisa Apresentação da Disciplina Metodologia de Pesquisa Objetivo / Método de Ensino- Aprendizagem Objetivo: Ementa: Fundamentos da metodologia da pesquisa científica. Normas de apresentação de pesquisas. Testes

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade SEDAC

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade SEDAC Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso de Pós-Graduação Lato Sensu da Faculdade SEDAC O Trabalho de Conclusão de Curso, neste Regulamento também designado como TCC, requisito curricular obrigatório

Leia mais

Inscrições/Submissões

Inscrições/Submissões Inscrições/Submissões Orientações Gerais As inscrições serão feitas exclusivamente online, no site do evento, pelo link Inscrições/Submissões > Formulário de inscrição. O preenchimento correto dos dados

Leia mais

RESOLUÇÃO DE ESTÁGIO DOCENTE

RESOLUÇÃO DE ESTÁGIO DOCENTE Resolução ColPPGA 02/2012 RESOLUÇÃO DE ESTÁGIO DOCENTE Estabelece normas para a realização de Estágio Docência do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina. O

Leia mais

Formulário de Acompanhamento de Atividade da Disciplina de TCC pelo Orientador

Formulário de Acompanhamento de Atividade da Disciplina de TCC pelo Orientador 01 Formulário de Acompanhamento de Atividade da Disciplina de TCC pelo Orientador A Coordenação do TCC não receberá relatórios sem a assinatura do Orientador e do Orientado ou sem o acompanhamento desse

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PPGLET. O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Letras, Cultura e Regionalidade, da Universidade RESOLVE:

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PPGLET. O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Letras, Cultura e Regionalidade, da Universidade RESOLVE: INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001/2013 PPGLET Estabelece os procedimentos para o Exame de Qualificação para os discentes vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Letras, Cultura e Regionalidade Mestrado O Colegiado

Leia mais

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC)

ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) ANEXO II - Trabalho de conclusão de curso (TCC) O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) compreende a elaboração de trabalho de caráter individual teórico, projetual ou aplicativo, com observância de exigências

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA)

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº007 (05/09/2012) e do Regimento Interno do PPGEP-S 1. Sobre os

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1. Das Disposições Preliminares Art. 1 o. Este Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone: (35)

Leia mais

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC 1) INTRODUÇÃO A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, define o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC como: Documento que representa o resultado

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE BIOMEDICINA

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE BIOMEDICINA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE NORMAS ESPECÍFICAS DA FEA SÃO PAULO I Taxas 1. Não serão cobradas taxas nos processos seletivos dos programas de pós-graduação desta Faculdade. 2. Não será cobrada dos alunos especiais taxa de matrícula

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia

Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Curso de Pedagogia Carta aos Professores Caro/a professor/a: Agradecemos muito sua contribuição e disposição para as orientações do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Pedagogia da UFPR. Assim, apresentamos,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012 1 de 12 19/7/2012 10:28 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL PORTARIA CPGSS/PRPG Nº 399/2012 DE 18/07/2012 O Pró-Reitor de Pós-Graduação da Universidade Federal de Lavras, no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE

Leia mais

Parágrafo Único Nos casos de matrícula por disciplina, o TC só será apresentado no ciclo de conclusão do Curso.

Parágrafo Único Nos casos de matrícula por disciplina, o TC só será apresentado no ciclo de conclusão do Curso. 1 Estabelece procedimentos para a realização do Trabalho de Conclusão TC II, no âmbito da graduação, bacharelados e licenciaturas, para fins de conclusão de curso, nos termos regimentais. Art. 1º. Os alunos

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA Este roteiro não dispensa a leitura do Regulamento do Curso de Pós- Graduação Stricto Sensu Mestrado Acadêmico

Leia mais

3. DOS ITENS FINANCIÁVEIS

3. DOS ITENS FINANCIÁVEIS EDITAL PROPPI Nº 011/2015 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP

Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP Ministério da Educação - MEC Universidade Federal de Santa Maria UFSM Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PRPGP Tutorial de Solicitação de Defesa de MDT Monografia Dissertação Tese AGOSTO DE 2013

Leia mais

INSTRUÇÕES NORMATIVAS Aprovada pelo Conselho do Programa em 16/06/2015 Aprovado pelo Conselho Deliberativo do CAUNESP em 03/07/2015

INSTRUÇÕES NORMATIVAS Aprovada pelo Conselho do Programa em 16/06/2015 Aprovado pelo Conselho Deliberativo do CAUNESP em 03/07/2015 INSTRUÇÕES NORMATIVAS Aprovada pelo Conselho do Programa em 16/06/2015 Aprovado pelo Conselho Deliberativo do CAUNESP em 03/07/2015 O Conselho do Programa de Pós-Graduação em Aquicultura aprova as Instruções

Leia mais

I T P A C Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Faculdade de Medicina de Araguaína Coordenação do Curso de Medicina

I T P A C Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Faculdade de Medicina de Araguaína Coordenação do Curso de Medicina I T P A C Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos Faculdade de Medicina de Araguaína Coordenação do Curso de Medicina NORMATIVAS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC I - INTRODUÇÃO De acordo

Leia mais

PROGRAMA DE MESTRADO EM PSICOLOGIA

PROGRAMA DE MESTRADO EM PSICOLOGIA Resolução nº 01 de 12 de março de 2010. Determina as regras para a redação do Trabalho de Qualificação e para o Exame de Qualificação Do objeto Art. 1º. O Exame de Qualificação é uma atividade obrigatória

Leia mais

RM 12 DIRETRIZES PARA REALIZAÇÃO DE AVALIAÇÕES 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA

RM 12 DIRETRIZES PARA REALIZAÇÃO DE AVALIAÇÕES 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA SUMÁRIO 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 METODOLOGIA 1 OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO O presente documento tem como objetivo estabelecer diretrizes e orientações para realização

Leia mais

NORMAS PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC1 e TCC2)

NORMAS PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC1 e TCC2) ANEXO V NORMAS PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC1 e TCC2) DEFINIÇÃO E OBJETIVOS O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se numa atividade curricular, de caráter individual e de natureza

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º Este Regulamento estabelece a normatização das disciplinas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2014 Processo de acompanhamento de avaliação do Trabalho de Conclusão

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO Edital 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS A Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 - O presente regulamento tem por finalidade estatuir a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), do Curso

Leia mais

Diretrizes para Elaboração de Projeto para Apresentação ao Programa de Iniciação Científica da FAAL (Pic-FAAL)

Diretrizes para Elaboração de Projeto para Apresentação ao Programa de Iniciação Científica da FAAL (Pic-FAAL) Diretrizes para Elaboração de Projeto para Apresentação ao Programa de Iniciação Científica da FAAL (Pic-FAAL) O projeto de pesquisa deverá ser elaborado de maneira clara e concisa em, no máximo, 15 páginas,

Leia mais