Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor"

Transcrição

1 Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de junho de 2016 (OR. en) 10786/16 EF 216 ECOFIN 674 DELACT 137 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 29 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Jeppe TRANHOLM-MIKKELSEN, Secretário-Geral do Conselho da União Europeia C(2016) 3944 final Assunto: REGULAMENTO DELEGADO (UE) /... DA COMISSÃO de que complementa o Regulamento (UE) n.º 600/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas de regulamentação para especificar a obrigação de compensação dos derivados negociados em mercados regulamentados e os prazos de aceitação para compensação Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento C(2016) 3944 final. Anexo: C(2016) 3944 final 10786/16 mjb DGG 1B PT

2 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, C(2016) 3944 final REGULAMENTO DELEGADO (UE) /... DA COMISSÃO de que complementa o Regulamento (UE) n.º 600/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas de regulamentação para especificar a obrigação de compensação dos derivados negociados em mercados regulamentados e os prazos de aceitação para compensação (Texto relevante para efeitos do EEE) PT PT

3 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS 1. CONTEXTO DO ATO DELEGADO Nos termos do artigo 29.º, n.º 2, do Regulamento (UE) n.º 600/2014 (MiFIR), as plataformas de negociação, as contrapartes centrais (CCP) e os membros compensadores devem dispor de sistemas, procedimentos e mecanismos para assegurar que os derivados compensados são apresentados e aceites para compensação tão rapidamente quanto seja tecnologicamente praticável. O artigo 29.º, n.º 2, especifica também o alcance, em termos de tipos de transações de derivados, da definição de «derivados compensados», que engloba tanto os derivados do mercado de balcão (derivados OTC) como os derivados negociados em mercado regulamentado sujeitos à obrigação de compensação, bem como todos os outros derivados que as partes relevantes decidam de outra forma sujeitar a compensação. Nos termos do mesmo artigo, a Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA) deve elaborar projetos de normas técnicas de regulamentação (RTS) a fim de especificar os requisitos destinados a assegurar que as transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação ou numa base bilateral são apresentadas e aceites para compensação tão rapidamente quanto seja tecnologicamente praticável utilizando sistemas automatizados. A análise que se segue tem em conta as respostas recebidas relativamente ao documento de reflexão, ao documento de consulta e ao questionário de análise custobenefício distribuídos pela ESMA. Os projetos de normas técnicas de regulamentação foram apresentados à Comissão em 28 de setembro de Em conformidade com o artigo 10.º, n.º 1, do Regulamento (UE) n.º 1095/2010 que cria a ESMA (Regulamento ESMA), no prazo de três meses a contar da receção de um projeto de norma, a Comissão deve decidir da sua aprovação. A Comissão pode igualmente aprovar os projetos de normas apenas parcialmente ou com alterações, se o interesse da União o requerer, tendo em conta o procedimento específico previsto nesses artigos. 2. CONSULTAS PRÉVIAS À ADOÇÃO DO ATO Em conformidade com o artigo 10.º do Regulamento (UE) n.º 1095/2010, a ESMA realizou uma consulta pública sobre os projetos de normas técnicas de regulamentação. Foi publicado um documento de consulta no sítio da ESMA em 19 de dezembro de 2014, tendo a consulta sido encerrada em 2 de março de Além disso, a ESMA solicitou a opinião do Grupo de Interessados do Setor dos Valores Mobiliários e dos Mercados, instituído nos termos do artigo 37.º do Regulamento ESMA. O grupo optou por não se pronunciar sobre estas questões, devido à natureza técnica das normas. Juntamente com os projetos de normas técnicas de regulamentação, e em conformidade com o artigo 10.º, n.º 1, terceiro parágrafo, do Regulamento (UE) n.º 1095/2010, a ESMA apresentou a sua avaliação de impacto, incluindo a análise dos custos e benefícios associados aos projetos de normas técnicas. Esta análise PT 2 PT

4 encontra-se disponível em _annex_ii_-_cba_-_draft_rts_and_its_on_mifid_ii_and_mifir.pdf. 3. ELEMENTOS JURÍDICOS DO ATO DELEGADO O presente projeto de normas técnicas de regulamentação especifica os requisitos destinados a assegurar que os derivados compensados são apresentados e aceites para compensação tão rapidamente quanto seja tecnologicamente praticável, um processo também designado como processamento direto automatizado (STP straightthrough processing). O objetivo é assegurar que as transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação ou numa base bilateral são processadas, apresentadas e aceites para compensação rapidamente, promovendo a certeza relativamente à compensação e à negociação. A fim de alcançar estes objetivos, as normas técnicas de regulamentação estabelecem requisitos relativos à transferência das informações, aos controlos pré-negociação e aos prazos para a transferência dessas informações no que se refere às transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação ou numa base bilateral. Prevê igualmente regras sobre o tratamento das transações de derivados compensados que não são aceites para compensação pela CCP. PT 3 PT

5 REGULAMENTO DELEGADO (UE) /... DA COMISSÃO de que complementa o Regulamento (UE) n.º 600/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas de regulamentação para especificar a obrigação de compensação dos derivados negociados em mercados regulamentados e os prazos de aceitação para compensação (Texto relevante para efeitos do EEE) A COMISSÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, Tendo em conta o Regulamento (UE) n.º 600/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, relativo aos mercados de instrumentos financeiros e que altera o Regulamento (UE) n.º 648/2012 1, nomeadamente o artigo 29.º, n.º 3, Considerando o seguinte: (1) A fim de gerir os riscos, operacionais e de outra natureza, quando transações de derivados compensados são apresentadas e aceites para compensação, e a fim de proporcionar certeza às contrapartes com a maior brevidade possível, é importante determinar se uma transação de derivados compensados irá ou não ser aceite para compensação por uma CCP, numa fase precoce, se possível antes de a transação ser efetuada, bem como as consequências do facto de uma CCP não aceitar a transação de derivados apresentada para compensação. (2) Para aplicar soluções técnicas moduláveis que assegurem que as transações de derivados compensados podem ser apresentadas e aceites para compensação tão rapidamente quanto seja tecnologicamente praticável, convém estabelecer previamente, e descrever de forma clara na documentação das plataformas de negociação e das CCP, quais as informações de que as plataformas de negociação e as CCP precisam para desempenharem as suas funções. (3) Para fixarem corretamente os preços nas transações de derivados, as contrapartes têm em conta o facto de as transações que são objeto de compensação centralizada estarem sujeitas a um regime de garantia diferente do das transações que não são objeto de compensação centralizada, independentemente de a transação ser compensada por tal ser obrigatório ou porque as partes relevantes decidiram de outra forma sujeitá-las a compensação. Por conseguinte, as contrapartes devem ter o benefício de aplicar o 1 Regulamento (UE) n.º 600/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de maio de 2014, relativo aos mercados de instrumentos financeiros e que altera o Regulamento (UE) n.º 648/2012 (JO L 173 de , p. 84). PT 4 PT

6 mesmo processo e os mesmos requisitos às transações de derivados compensados a título obrigatório e a título voluntário, a fim de assegurar que as transações de derivados compensados são apresentadas e aceites para compensação logo que seja tecnologicamente praticável. (4) Nos casos em que as transações de derivados compensados são concluídas numa plataforma de negociação, se se pretende saber, antes de a transação ser efetuada, se esta será ou não compensada por uma CCP, a plataforma de negociação e a CCP devem dispor de regras destinadas a garantir que essa transação pode ser compensada automaticamente. Caso contrário, a plataforma de negociação deverá habilitar os membros compensadores da CCP a verificar as ordens tendo em conta os limites fixados para os seus clientes. (5) O prazo concedido a uma plataforma de negociação para processar uma transação de derivados compensados deve ser mais curto para as transações de derivados compensados negociadas por via eletrónica do que para as transações de derivados compensados que não são negociadas por via eletrónica, uma vez que o nível do processamento automatizado deve ser mais elevado no primeiro caso. (6) As plataformas de negociação devem transmitir as informações relacionadas com as transações de derivados compensados às CCP num formato eletrónico predefinido, tanto no caso das transações de derivados compensados negociadas por via eletrónica como no caso das que não são negociadas por via eletrónica. Por conseguinte, o prazo concedido a uma CCP para decidir se uma transação de derivados compensados pode ser aceite para compensação deve ser o mesmo para as transações de derivados compensados negociadas por via eletrónica e para as transações que não são negociadas por via eletrónica. (7) O processamento das transações de derivados compensados efetuadas numa base bilateral é geralmente menos automatizado do que o processamento das transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação. Por conseguinte, o prazo concedido às contrapartes para apresentarem uma transação de derivados compensados efetuada numa base bilateral a uma CCP deve ser mais longo do que o prazo concedido para a apresentação de uma transação de derivados compensados concluída numa plataforma de negociação. (8) A fim de gerirem os riscos de crédito associados às transações de derivados compensados que são efetuadas numa base bilateral, as CCP devem autorizar os membros compensadores a analisar os dados das transações dos seus clientes e a decidir quanto à sua aceitação. Uma vez que o processo entre as CCP e os membros compensadores é geralmente automatizado, este processo deve exigir um tempo limitado. (9) As CCP e os membros compensadores gerem o risco de crédito associado à acumulação das posições em risco correntes resultante da compensação de derivados compensados. Geralmente, tal inclui a fixação, pela CCP ou pelo membro compensador, de limites por contraparte, a fim de atenuar o risco de exposição associado, o que pode dar origem à não aceitação de novos pedidos de compensação de certas transações de derivados compensados pelo membro compensador ou pela CCP. Assegurar que as transações de derivados compensados são apresentadas para compensação tão rapidamente quanto seja tecnologicamente praticável não implica, PT 5 PT

7 portanto, que todas as transações de derivados compensados sejam aceites para compensação em todas as circunstâncias. Quando as transações de derivados compensados não são aceites para compensação, as contrapartes devem assegurar clareza no tratamento dessas transações, de modo a cobrir os seus riscos. (10) Uma vez que o processamento de uma transação de derivados compensados concluída por via eletrónica numa plataforma de negociação e apresentada para compensação a uma CCP requer um tempo limitado, o tempo em que podem ocorrer movimentações no mercado e alterações do valor e do risco da transação de derivados compensados, entre a ordem e a não aceitação, é também muito limitado. Tendo em conta que o prejuízo potencialmente sofrido pelas contrapartes cujas transações não são aceites para compensação pela CCP é negligenciável, e a fim de proporcionar certezas às contrapartes, as transações de derivados compensados concluídas por via eletrónica numa plataforma de negociação e não aceites para compensação por uma CCP devem ser consideradas nulas. (11) Uma vez que o processamento de transações de derivados compensados que não sejam concluídas por via eletrónica numa plataforma de negociação demora, geralmente, mais tempo, este período de tempo pode ser suficientemente longo para que ocorra a uma movimentação no mercado e para que o valor e o risco da transação de derivados compensados sofram uma alteração significativa. Por conseguinte, a anulação da transação poderá não ser o tratamento adequado para todas as transações não aceites pela CCP. A fim de garantir a certeza sobre o tratamento das transações de derivados compensados que não são concluídas por via eletrónica numa plataforma de negociação e que não são aceites por uma CCP para compensação, as regras das plataformas de negociação e as disposições contratuais entre as contrapartes, se for caso disso, devem clarificar antecipadamente o modo como estas transações devem ser tratadas. (12) Sempre que uma transação de derivados compensados não é aceite para compensação por razões não relacionadas com o risco de crédito, nomeadamente problemas técnicos ou administrativos decorrentes da transmissão de informações inexatas ou incompletas, as contrapartes podem, ainda assim, pretender compensar a transação de derivados em questão. Se ambas as contrapartes decidirem voltar a apresentar a transação, desde que esta seja apresentada num prazo relativamente curto após a primeira apresentação e a nova apresentação permita a investigação e a resolução do motivo pelo qual a transação não foi aceite para compensação, pode ser autorizada uma segunda apresentação sob a forma de uma nova transação de derivados compensados com os mesmos termos económicos, uma vez que ainda garante a boa gestão dos riscos operacionais ou de outros riscos não relacionados com o crédito. (13) Por motivos de coerência e para garantir o bom funcionamento dos mercados financeiros, é necessário que as disposições previstas no presente regulamento e as disposições previstas no Regulamento (UE) n.º 600/2014 sejam aplicáveis a partir da mesma data. (14) O presente regulamento tem por base os projetos de normas técnicas de regulamentação apresentados pela Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA) à Comissão. PT 6 PT

8 (15) A ESMA conduziu consultas públicas abertas sobre os projetos de normas técnicas de regulamentação que servem de base ao presente regulamento, analisou os seus potenciais custos e benefícios e solicitou o parecer do Grupo de Interessados do Setor dos Valores Mobiliários e dos Mercados, criado pelo artigo 37.º do Regulamento (UE) n.º 1095/2010 do Parlamento Europeu e do Conselho 2, ADOTOU O PRESENTE REGULAMENTO: Artigo 1.º Mecanismos para facilitar a transferência de informações 1. As plataformas de negociação devem especificar, nas suas normas, as informações que as contrapartes numa transação de derivados compensados lhes devem facultar para que essa transação seja apresentada a uma CCP para compensação, bem como o formato em que essas informações devem ser fornecidas. 2. As CCP devem especificar, nas suas normas, as informações que as contrapartes numa transação de derivados compensados e as plataformas de negociação lhes devem facultar para que essa transação seja compensada, bem como o formato em que essas informações devem ser fornecidas. Artigo 2.º Controlo pré-negociação para as transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação 1. As plataformas de negociação e os membros compensadores devem sujeitar as ordens de conclusão de transações de derivados compensados numa plataforma de negociação aos requisitos estabelecidos nos n. os 2, 3 e 4, exceto se estiverem preenchidas todas as condições estabelecidas nas alíneas a), b) e c) do presente número: (a) (b) (c) As regras da plataforma de negociação exigem que cada membro ou participante na plataforma de negociação que não seja um membro compensador de uma CCP através da qual a transação de derivados compensados é compensada tenha um acordo contratual com um membro compensador da CCP, ao abrigo do qual o membro compensador se torna automaticamente uma contraparte na transação de derivados compensados; As regras da CCP preveem que a transação de derivados compensados concluída numa plataforma de negociação seja compensada de forma automática e imediata e que o membro compensador a que se refere a alínea a) se torne a contraparte da CCP; As regras da plataforma de negociação preveem que o membro ou participante na plataforma de negociação ou o seu cliente passe a ser contraparte na transação de derivados compensados depois de a transação de derivados 2 Regulamento (UE) n.º 1095/2010 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 24 de novembro de 2010, que cria uma Autoridade Europeia de Supervisão (Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados), altera a Decisão n.º 716/2009/CE e revoga a Decisão 2009/77/CE da Comissão (JO L 331 de , p. 84). PT 7 PT

9 compensados ser compensada, ao abrigo de acordos diretos ou indiretos em matéria de compensação celebrados com o membro compensador. 2. As plataformas de negociação devem disponibilizar aos membros compensadores instrumentos que lhes permitam assegurar, para cada ordem e antes da conclusão das transações, a verificação dos limites definidos e mantidos por esse membro compensador para o seu cliente, nos termos do Regulamento Delegado (UE).../... da Comissão As plataformas de negociação devem garantir, antes da conclusão da ordem, que a ordem do cliente está dentro dos limites aplicáveis a esse cliente em conformidade com o n.º 2: (a) (b) No prazo de 60 segundos a contar da receção da ordem, quando esta é transmitida por via eletrónica; No prazo de 10 minutos a contar da receção da ordem, quando esta não é transmitida por via eletrónica. 4. Quando a ordem não se encontra dentro dos limites aplicáveis ao cliente em conformidade com o n.º 2, a plataforma de negociação deve informar o cliente e o membro compensador de que a ordem não pode ser concluída, respeitando os seguintes prazos: (a) (b) Se a ordem é transmitida por via eletrónica, em tempo real; Se a ordem não é transmitida por via eletrónica, no prazo de 5 minutos a contar do momento em que a ordem foi verificada para efeitos dos limites aplicáveis. Artigo 3.º Prazos aplicáveis à transferência de informações para as transações de derivados compensados concluídas numa plataforma de negociação 1. As plataformas de negociação, as CCP e os membros compensadores estão sujeitos aos requisitos estabelecidos nos n. os 2 a 5 do presente artigo, exceto se estiverem preenchidas todas as condições estabelecidas no artigo 2.º, n.º 1, alíneas a), b) e c). 2. Para as transações de derivados compensados que são concluídas numa plataforma de negociação por via eletrónica, a plataforma de negociação deve enviar as informações relativas a cada transação à CCP no prazo de 10 segundos a contar da conclusão da transação. 3. Para as transações de derivados compensados que são concluídas numa plataforma de negociação por via não eletrónica, a plataforma de negociação deve enviar as informações relativas a cada transação à CCP no prazo de 10 minutos a contar da conclusão da transação. 3 Regulamento Delegado (UE).../... da Comissão, de..., que complementa a Diretiva 2014/65/UE do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas de regulamentação que especificam os requisitos em matéria de organização para as empresas de investimento que se dedicam à negociação algorítmica (JO...) PT 8 PT

10 4. As CCP devem aceitar ou recusar a compensação de uma transação de derivados compensados concluída numa plataforma de negociação no prazo de 10 segundos a contar da receção das informações da plataforma de negociação e informar o membro compensador e a plataforma de negociação de uma eventual recusa em tempo real. 5. Os membros compensadores e as plataformas de negociação devem informar a contraparte que concluiu a transação de derivados compensados na plataforma de negociação da recusa logo que a CCP os tenha informado da mesma. Artigo 4.º Prazos aplicáveis à transferência de informações para as transações de derivados compensados concluídas numa base bilateral 1. Para as transações de derivados compensados concluídas por contrapartes numa base bilateral, o membro compensador deve: (c) (d) Obter elementos de prova do seu cliente sobre o prazo de conclusão da transação apresentada para compensação; Assegurar que as contrapartes enviam à CCP as informações referidas no artigo 1.º, n.º 2, no prazo de 30 minutos a contar da conclusão da transação. 2. A CCP deve enviar ao seu membro compensador as informações referidas no n.º 1, alínea b), relacionadas com a transação no prazo de 60 segundos a contar da receção dessas informações das contrapartes. O membro compensador deve aceitar ou recusar a transação no prazo de 60 segundos a contar da receção das informações da CCP. 3. A CCP deve aceitar ou recusar a compensação de uma transação de derivados compensados concluída numa base bilateral no prazo de 10 segundos a contar da receção da aceitação ou da recusa do membro compensador. 4. No entanto, os n. os 2 e 3 do presente artigo não são aplicáveis se estiverem preenchidas todas as seguintes condições: (a) (b) As regras da CCP asseguram a definição e a manutenção periódicas de limites, por parte de um membro compensador para os respetivos clientes, nos termos do Regulamento Delegado (UE).../... da Comissão 4 ; As regras da CCP preveem que uma transação de derivados compensados que esteja dentro dos limites, em conformidade com a alínea a) do presente número, é automaticamente compensada pela CCP no prazo de 60 segundos a contar da receção das informações sobre a transação de derivados compensados das contrapartes. 4 Regulamento Delegado (UE).../... da Comissão, de..., que complementa a Diretiva 2014/65/UE do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas técnicas de regulamentação que especificam os requisitos em matéria de organização para as empresas de investimento que se dedicam à negociação algorítmica (JO...) PT 9 PT

11 5. Uma CCP que não aceite para compensação uma transação de derivados compensados concluída numa base bilateral deve informar o membro compensador dessa recusa em tempo real. O membro compensador deve informar da recusa a contraparte que concluiu a transação, logo que seja informado pela CCP. Artigo 5.º Tratamento das transações de derivados compensados que não são aceites para compensação 1. Sempre que uma transação de derivados compensados concluída numa plataforma de negociação por via eletrónica não é aceite pela CCP, a plataforma de negociação anula o contrato correspondente. 2. Sempre que uma transação de derivados compensados que não seja concluída numa plataforma de negociação por via eletrónica não é aceite pela CCP, o tratamento dessa transação é determinado: (a) (b) Pelas regras da plataforma de negociação, se o contrato for apresentado para compensação em conformidade com as regras da plataforma de negociação; Pelo acordo entre as contrapartes, em todas as outras situações. 3. Se a recusa se dever a um problema técnico ou administrativo, a transação de derivados compensados pode ser apresentada mais uma vez para compensação no prazo de uma hora a contar da apresentação anterior, sob a forma de uma nova transação, mas com os mesmos termos económicos, desde que ambas as contrapartes tenham dado o seu acordo a uma segunda apresentação. A plataforma de negociação na qual a transação de derivados compensados foi concluída inicialmente não está sujeita aos requisitos previstos no artigo 8.º do Regulamento (UE) n.º 600/2014 relativamente à apresentação para compensação da segunda transação de derivados compensados. Artigo 6.º Entrada em vigor e aplicação O presente regulamento entra em vigor no vigésimo dia seguinte ao da sua publicação no Jornal Oficial da União Europeia. O presente regulamento é aplicável a partir da data referida no artigo 55.º, segundo parágrafo, do Regulamento (UE) n.º 600/2014. O presente regulamento é obrigatório em todos os seus elementos e diretamente aplicável em todos os Estados-Membros. PT 10 PT

12 Feito em Bruxelas, em Pela Comissão O Presidente Jean-Claude JUNCKER PT 11 PT

Conselho da União Europeia Bruxelas, 4 de outubro de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 4 de outubro de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 4 de outubro de 2017 (OR. en) 12866/17 EF 223 ECOFIN 782 DELACT 179 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 3 de outubro de 2017 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de maio de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de maio de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de maio de 2016 (OR. en) 14885/15 COR 1 (fr, pt) NOTA DE ENVIO de: data de receção: 20 de maio de 2016 para: n. doc. Com.: Assunto: EF 220 ECOFIN 943 DRS 71 DELACT

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) L 167/22 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2017/1158 DA COMISSÃO de 29 de junho de 2017 que estabelece normas técnicas de execução no respeitante aos procedimentos e formulários para a troca de informações

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 17.6.2016 L 160/29 REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2016/960 DA COMISSÃO de 17 de maio de 2016 que complementa o Regulamento (UE) n. o 596/2014 do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito às normas

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 12 de abril de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 12 de abril de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 12 de abril de 2017 (OR. en) 8199/17 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 10 de abril de 2017 para: n. doc. Com.: DENLEG 31 AGRI 197 SAN 150 DELACT 71 Secretário-Geral

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 17.6.2016 L 160/23 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/959 DA COMISSÃO de 17 de maio de 2016 que estabelece normas técnicas de execução para as sondagens de mercado no que se refere aos sistemas e modelos

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 14 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 14 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 14 de junho de 2016 (OR. en) 10246/16 EF 190 ECOFIN 613 DELACT 117 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 13 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da Comissão

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 30.6.2016 L 173/47 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/1055 DA COMISSÃO de 29 de junho de 2016 que estabelece normas técnicas de execução no que se refere às modalidades técnicas para a divulgação pública

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en) 12652/16 AGRI 506 AGRIORG 77 DELACT 201 NOTA DE ENVIO de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU,

Leia mais

REGULAMENTOS. (Texto relevante para efeitos do EEE)

REGULAMENTOS. (Texto relevante para efeitos do EEE) 30.4.2016 PT L 116/3 REGULAMENTOS REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/672 DA COMISSÃO de 29 de abril de 2016 que aprova o ácido peracético como substância ativa existente para utilização em s biocidas dos

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 11.3.2016 PT L 65/49 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/347 DA COMISSÃO de 10 de março de 2016 que estabelece normas técnicas de execução no que se refere ao formato exato das listas de s e ao formato para

Leia mais

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 19.9.2014

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 19.9.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 19.9.2014 C(2014) 6515 final REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO de 19.9.2014 que completa a Diretiva 2014/17/UE do Parlamento Europeu e do Conselho no que diz respeito

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 26 de setembro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 26 de setembro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 26 de setembro de 2016 (OR. en) 15041/14 COR 1 (fr,pt,sv) NOTA DE ENVIO de: ENT 251 MI 843 CONSOM 227 COMPET 600 DELACT 213 Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D034098/02.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D034098/02. Conselho da União Europeia Bruxelas, 23 de julho de 2014 (OR. en) 12140/14 DENLEG 135 AGRI 512 SAN 296 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 22 de julho de 2014 para: n. doc. Com.: D034098/02

Leia mais

DECISÃO DA COMISSÃO. de 11.12.2014

DECISÃO DA COMISSÃO. de 11.12.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 11.12.2014 C(2014) 9360 final DECISÃO DA COMISSÃO de 11.12.2014 relativa ao plano de transição nacional comunicado pela República Portuguesa, em conformidade com o artigo 32.º,

Leia mais

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS 10.11.2015 L 293/1 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2015/1970 DA COMISSÃO de 8 de julho de 2015 que complementa o Regulamento (UE) n. o 1303/2013 do Parlamento Europeu

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de maio de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de maio de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 19 de maio de 2017 (OR. en) 9533/17 AGRI 281 AGRIORG 51 DELACT 86 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 19 de maio de 2017 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da Comissão

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento da Comissão D019491/12.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento da Comissão D019491/12. CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 21 de março de 2012 (22.03) (OR. en) 7966/12 DENLEG 29 AGRI 168 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 19 de março de 2012 para: Secretariado-Geral do

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 423 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 423 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 5 de julho de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0195 (NLE) 10821/16 RC 6 PROPOSTA de: data de receção: 28 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Assunto:

Leia mais

REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2015/1971 DA COMISSÃO

REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2015/1971 DA COMISSÃO L 293/6 REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2015/1971 DA COMISSÃO de 8 de julho de 2015 que complementa o Regulamento (UE) n. o 1306/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho com disposições específicas sobre a comunicação

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de junho de 2016 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 24 de junho de 2016 (OR. en) 10651/16 EF 206 ECOFIN 654 DELACT 127 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 24 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da Comissão

Leia mais

Uwe CORSEPIUS, Secretário-Geral do Conselho da União Europeia

Uwe CORSEPIUS, Secretário-Geral do Conselho da União Europeia CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 6 de novembro de 2013 (OR. en) 15390/13 ENV 978 MI 923 DELACT 62 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 18 de outubro de 2013 para: n. doc. Com.: Assunto: Secretário-Geral

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de dezembro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de dezembro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de dezembro de 2016 (OR. en) 15756/16 NOTA DE ENVIO de: ENT 239 MI 810 ENV 822 DELACT 260 Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU,

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta alterada de REGULAMENTO DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta alterada de REGULAMENTO DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 10.3.2006 COM(2006) 110 final 2003/0218 (CNS) Proposta alterada de REGULAMENTO DO CONSELHO que altera o Regulamento (CE) nº 1030/2002 que estabelece um modelo

Leia mais

REGULAMENTOS. (Atos não legislativos)

REGULAMENTOS. (Atos não legislativos) 10.3.2017 L 65/1 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2017/389 DA COMISSÃO de 11 de novembro de 2016 que complementa o Regulamento (UE) n. o 909/2014 do Parlamento Europeu

Leia mais

DECISÃO (UE) 2017/935 DO BANCO CENTRAL EUROPEU

DECISÃO (UE) 2017/935 DO BANCO CENTRAL EUROPEU 1.6.2017 L 141/21 DECISÃO (UE) 2017/935 DO BANCO CENTRAL EUROPEU de 16 de novembro de 2016 sobre a delegação de poderes para a adoção de decisões relativas à adequação e idoneidade e a avaliação dos requisitos

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 6 de outubro de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 6 de outubro de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 6 de outubro de 2017 (OR. en) 12966/17 EF 229 ECOFIN 796 DELACT 182 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 5 de outubro de 2017 para: n. doc. Com.: Secretário-Geral da

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 13 de janeiro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 13 de janeiro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 13 de janeiro de 2016 (OR. en) 5215/16 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 12 de janeiro de 2016 para: n. doc. Com.: D041721/03 Assunto: Secretariado-Geral

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 101 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 101 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 1 de março de 2017 (OR. en) 6799/17 FIN 148 SOC 155 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor data de receção:

Leia mais

Orientações. relativas. ao tratamento de reclamações por. empresas de seguros

Orientações. relativas. ao tratamento de reclamações por. empresas de seguros EIOPA-BoS-12/069 PT Orientações relativas ao tratamento de reclamações por empresas de seguros 1/8 1. Orientações Introdução 1. Nos termos do artigo 16.º do Regulamento da EIOPA 1 (Autoridade Europeia

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de outubro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de outubro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de outubro de 2016 (OR. en) 13182/16 AGRILEG 147 VETER 97 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 11 de outubro de 2016 para: n. doc. Com.: D045867/03

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.2.2016 COM(2016) 89 final 2016/0053 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO que estabelece a posição a adotar pela União na 54.ª sessão do comité de peritos da OTIF para o

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D049730/04.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D049730/04. Conselho da União Europeia Bruxelas, 25 de agosto de 2017 (OR. en) 11730/17 AGRILEG 154 NOTA DE ENVIO data de receção: 21 de agosto de 2017 para: n. doc. Com.: D049730/04 Assunto: Secretariado-Geral do

Leia mais

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2017/717 DA COMISSÃO

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2017/717 DA COMISSÃO 26.4.2017 Jornal Oficial da União Europeia L 109/9 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2017/717 DA COMISSÃO de 10 de abril de 2017 que estabelece regras de aplicação do Regulamento (UE) 2016/1012 do Parlamento

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO

Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 3.10.2012 COM(2012) 578 final 2012/0280 (NLE) Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO relativo à utilização do ácido láctico para reduzir a contaminação superficial microbiológica

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 17.3.2017 L 72/57 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2017/461 DA COMISSÃO de 16 de março de 2017 que estabelece normas técnicas de execução no que se refere aos formulários, modelos e procedimentos comuns para

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D (2015) /08.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D (2015) /08. Conselho da União Europeia Bruxelas, 12 de novembro de 2015 (OR. en) 13998/15 CONSOM 190 MI 714 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 29 de outubro de 2015 para: Secretariado-Geral do Conselho

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 684 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 684 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 26 de outubro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0341 (NLE) 13399/16 PROPOSTA de: ECO 65 ENT 187 MI 644 UNECE 15 Secretário-Geral da Comissão Europeia,

Leia mais

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS L 146/1 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/879 DA COMISSÃO de 2 de junho de 2016 que estabelece, nos termos do Regulamento (UE) n. o 517/2014 do Parlamento Europeu

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de julho de 2015 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de julho de 2015 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 30 de julho de 2015 (OR. en) 11285/15 AVIATION 80 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 24 de julho de 2015 para: n. doc. Com.: D040413/02 Assunto: Secretariado-Geral

Leia mais

Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado»

Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado» Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado» Informação respeitante aos mercados de derivados sobre mercadorias ou aos mercados à vista relacionados para efeitos da definição de informação privilegiada

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia L 314/15

Jornal Oficial da União Europeia L 314/15 PT 14.11.2012 Jornal Oficial da União Europeia L 314/15 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 1065/2012 DA COMISSÃO de 13 de novembro de 2012 relativo à autorização de preparações de Lactobacillus 23375, CNCM

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE) (2014/287/UE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) (2014/287/UE) 17.5.2014 L 147/79 DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 10 de março de 2014 que define critérios para a criação e avaliação de redes europeias de referência e dos seus membros, bem como para facilitar o

Leia mais

Considerando o seguinte:

Considerando o seguinte: L 176/4 REGULAMENTO (UE) 2015/1088 DA COMISSÃO de 3 de julho de 2015 que altera o Regulamento (UE) n. o 1321/2014 no respeitante à simplificação dos procedimentos de manutenção aplicáveis às aeronaves

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento JOIN(2016) 26 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento JOIN(2016) 26 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 8 de junho de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0166 (NLE) 10023/16 COEST 150 PROPOSTA de: data de receção: 7 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Assunto:

Leia mais

Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado» Pessoas objeto de sondagens de mercado

Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado» Pessoas objeto de sondagens de mercado Orientações relativas ao Regulamento «Abuso de Mercado» Pessoas objeto de sondagens de mercado 10/11/2016 ESMA/2016/1477 PT Índice 1 Âmbito... 3 2 Referências, abreviaturas e definições... 3 3 Objetivo...

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 543 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 543 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 26 de setembro de 2017 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2017/0233 (NLE) 12544/17 FISC 199 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 653 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2016) 653 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 6 de outubro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0319 (NLE) 12884/16 AGRI 532 AGRIORG 85 PROPOSTA de: data de receção: 6 de outubro de 2016 para: n. doc.

Leia mais

5725/17 cp/jv 1 DGD 1A

5725/17 cp/jv 1 DGD 1A Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de janeiro de 2017 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0354 (NLE) 5725/17 SCH-EVAL 31 COMIX 66 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data:

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.10.2014 COM(2014) 611 final 2014/0283 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à posição a adotar pela União Europeia no Comité Misto criado pelo Acordo entre a Comunidade

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 18 de março de 2015 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 18 de março de 2015 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 18 de março de 2015 (OR. en) 7326/15 DENLEG 40 AGRI 140 SAN 76 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 17 de março de 2015 para: n. doc. Com.: D036607/01

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 16 de abril de 2013 (17.04) (OR. en) 8481/13 DENLEG 34 AGRI 240

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 16 de abril de 2013 (17.04) (OR. en) 8481/13 DENLEG 34 AGRI 240 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 16 de abril de 2013 (17.04) (OR. en) 8481/13 DENLEG 34 AGRI 240 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 11 de abril de 2013 para: Secretariado-Geral do

Leia mais

7079/17 mpm/aap/fc 1 DGD 1C

7079/17 mpm/aap/fc 1 DGD 1C Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de março de 2017 (OR. en) 7079/17 ENFOPOL 116 JAI 225 NOTA de: para: Presidência Delegações n.º doc. ant.: 7078/17 Assunto: Projeto de decisão de execução (UE) 2017/

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Auditoria financeira e de conformidade de partidos políticos e fundações políticas ao nível europeu 2016/S 114-202107

Bélgica-Bruxelas: Auditoria financeira e de conformidade de partidos políticos e fundações políticas ao nível europeu 2016/S 114-202107 1 / 7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:202107-2016:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Auditoria financeira e de conformidade de partidos políticos e fundações

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2015) 248 final. Anexo: COM(2015) 248 final. 9589/15 /ip 1 DGG3A

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2015) 248 final. Anexo: COM(2015) 248 final. 9589/15 /ip 1 DGG3A Conselho da União Europeia Bruxelas, 4 de junho de 2015 (OR. en) 9589/15 Dossiê interinstitucional: 2015/0124 (NLE) PROPOSTA de: ECO 69 ENT 103 MI 372 UNECE 4 Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado

Leia mais

L 252/26 Jornal Oficial da União Europeia

L 252/26 Jornal Oficial da União Europeia L 252/26 Jornal Oficial da União Europeia 19.9.2012 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 844/2012 DA COMISSÃO de 18 de setembro de 2012 que estabelece as disposições necessárias à execução do procedimento

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30.6.2016 COM(2016) 434 final 2016/0198 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que altera o Regulamento (CE) n.º 1030/2002 do Conselho que estabelece

Leia mais

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO

RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 18.12.2014 COM(2014) 743 final RELATÓRIO DA COMISSÃO AO PARLAMENTO EUROPEU E AO CONSELHO sobre o exercício do poder de adotar atos delegados conferido à Comissão nos termos

Leia mais

Instrução n. o 9/2016 BO n. o

Instrução n. o 9/2016 BO n. o Instrução n. o 9/2016 BO n. o 7 15-07-2016 Temas Supervisão Normas Prudenciais Índice Texto da Instrução Texto da Instrução Assunto: Autorização para a utilização de modelos internos para cálculo dos requisitos

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de fevereiro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0030 (COD) 6225/16 ADD 2 ENER 29 CODEC 174 IA 6 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia,

Leia mais

ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS LIMITES PARA AS POSIÇÕES EM RISCO SOBRE ENTIDADES DO SISTEMA BANCÁRIO PARALELO EBA/GL/2015/20 03/06/2016.

ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS LIMITES PARA AS POSIÇÕES EM RISCO SOBRE ENTIDADES DO SISTEMA BANCÁRIO PARALELO EBA/GL/2015/20 03/06/2016. EBA/GL/2015/20 03/06/2016 Orientações Limites para as posições em risco sobre entidades do sistema bancário paralelo que exerçam atividades bancárias fora de um quadro regulatório, nos termos do artigo

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO. relativa à celebração do Acordo entre a União Europeia e a República do Chile sobre o comércio de produtos biológicos

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO. relativa à celebração do Acordo entre a União Europeia e a República do Chile sobre o comércio de produtos biológicos COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 5.12.2016 COM(2016) 771 final 2016/0383 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à celebração do Acordo entre a União Europeia e a República do Chile sobre o comércio

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, L 219/22 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 802/2014 DA COMISSÃO de 24 de julho de 2014 que estabelece modelos para os programas nacionais e que estabelece os termos e as condições do sistema de intercâmbio

Leia mais

REGULAMENTO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de XXX

REGULAMENTO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de XXX COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, XXX SANCO/10387/2013 Rev.1 (POOL/E3/2013/10387/10387R1- EN.doc) D030733/02 [ ](2013) XXX draft REGULAMENTO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO de XXX que concede uma derrogação a certas

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de julho de 2014 (OR. en) Uwe CORSEPIUS, Secretário-Geral do Conselho da União Europeia

Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de julho de 2014 (OR. en) Uwe CORSEPIUS, Secretário-Geral do Conselho da União Europeia Conselho da União Europeia Bruxelas, 11 de julho de 2014 (OR. en) 11839/14 AGRILEG 152 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 9 de julho de 2014 para: n. doc. Com.: D032598/06 Assunto: Uwe

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en) 7316/17 ENV 259 MI 229 DELACT 50 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 13 de março de 2017 para: n. doc. Com.: Assunto: Secretário-Geral da

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, L 219/10 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 800/2014 DA COMISSÃO de 24 de julho de 2014 que estabelece procedimentos para a elaboração de relatórios e outras medidas práticas sobre o financiamento do apoio

Leia mais

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

REGULAMENTOS. Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, 28.5.2014 L 159/41 REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 574/2014 DA COMISSÃO de 21 de fevereiro de 2014 que altera o anexo III do Regulamento (UE) n. o 305/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 1.8.2015 L 206/21 REGULAMENTO (UE) 2015/1329 DA COMISSÃO de 31 de julho de 2015 que altera o Regulamento (UE) n. o 965/2012 no respeitante às operações, pelas transportadoras aéreas da União, das aeronaves

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor

Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en) Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado por Jordi AYET PUIGARNAU, Diretor Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de março de 2017 (OR. en) 7317/17 ENV 260 MI 230 DELACT 51 NOTA DE ENVIO de: data de receção: 13 de março de 2017 para: n. doc. Com.: Assunto: Secretário-Geral da

Leia mais

Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 7.10.2016 COM(2016) 644 final 2016/0314 (NLE) Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO que altera a Decisão 2013/678/UE que autoriza a República Italiana a continuar a aplicar

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de abril de 2017 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de abril de 2017 (OR. en) Conseil UE Conselho da União Europeia Bruxelas, 21 de abril de 2017 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0374 (CNS) 8076/17 LIMITE PUBLIC FISC 76 ECOFIN 272 NOTA de: para: Secretariado-Geral do Conselho

Leia mais

Título de injunção europeu

Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Título de injunção europeu VERBO jurídico VERBO jurídico Título de injunção europeu: 2 Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Mestre em Direito pela Escola de Direito da Universidade

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 22.12.2015 L 334/5 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2426 DA COMISSÃO de 18 de dezembro de 2015 que altera o Regulamento (UE) 2015/1998 no que se refere aos países terceiros reconhecidos por aplicarem

Leia mais

PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DO HOMEM E A BIOMEDICINA RELATIVO AO TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS E TECIDOS DE ORIGEM HUMANA

PROTOCOLO ADICIONAL À CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DO HOMEM E A BIOMEDICINA RELATIVO AO TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS E TECIDOS DE ORIGEM HUMANA Conselho da Europa - Série de Tratados europeus n. 186 Tradução espontânea de RA terminada em 5jul2013 A partir do original em http://conventions.coe.int/treaty/commun/quevoulezvous.asp?cl=fre&nt=186 PROTOCOLO

Leia mais

PE-CONS 40/17 DGE 1 UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 10 de outubro de 2017 (OR. en) 2017/0013 (COD) PE-CONS 40/17 ENV 658 MI 530 CODEC 1166

PE-CONS 40/17 DGE 1 UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 10 de outubro de 2017 (OR. en) 2017/0013 (COD) PE-CONS 40/17 ENV 658 MI 530 CODEC 1166 UNIÃO EUROPEIA PARLAMENTO EUROPEU CONSELHO 2017/0013 (COD) PE-CONS 40/17 Bruxelas, 10 de outubro de 2017 (OR. en) ENV 658 MI 530 CODEC 1166 ATOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: DIRETIVA PARLAMENTO

Leia mais

Proposal for a COUNCIL IMPLEMENTING DECISION

Proposal for a COUNCIL IMPLEMENTING DECISION EUROPEAN COMMISSION Brussels, 7.2.2017 COM(2017) 61 final 2017/0018 (NLE) Proposal for a COUNCIL IMPLEMENTING DECISION que autoriza a República da Estónia a aplicar uma medida especial em derrogação ao

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Projeto de. REGULAMENTO (UE) n.º / DA COMISSÃO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Projeto de. REGULAMENTO (UE) n.º / DA COMISSÃO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Projeto de Bruxelas, C REGULAMENTO (UE) n.º / DA COMISSÃO de [ ] que estabelece requisitos técnicos e procedimentos administrativos relacionados com as operações aéreas

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11 de dezembro de 2013 (OR. en) 17638/13 AVIATION 250

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11 de dezembro de 2013 (OR. en) 17638/13 AVIATION 250 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 11 de dezembro de 2013 (OR. en) 17638/13 AVIATION 250 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 6 de dezembro de 2013 para: n. doc. Com.: D028098/03 Assunto:

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA. Estrasburgo, 12 de junho de 2013 (OR. en) 2013/0104 (COD) LEX 1356 PE-CONS 23/1/13 REV 1

UNIÃO EUROPEIA. Estrasburgo, 12 de junho de 2013 (OR. en) 2013/0104 (COD) LEX 1356 PE-CONS 23/1/13 REV 1 UNIÃO EUROPEIA PARLAMENTO EUROPEU CONSELHO Estrasburgo, 12 de junho de 2013 (OR. en) 2013/0104 (COD) LEX 1356 PE-CONS 23/1/13 REV 1 UD 94 ENFOCUSTOM 77 MI 334 COMER 102 TRANS 185 CODEC 923 REGULAMENTO

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) L 313/14 PT REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/2023 DA COMISSÃO de 18 de novembro de 2016 relativo à de benzoato de sódio, sorbato de potássio, ácido fórmico e formato de sódio como aditivos em alimentos

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 15.7.2015 PT L 187/5 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/1152 DA COMISSÃO de 14 de julho de 2015 relativo à de extratos de tocoferol de óleos vegetais, de extratos ricos em tocoferol de óleos vegetais (ricos

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.12.2014 C(2014) 10066 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 17.12.2014 que aprova o programa operacional de distribuição de alimentos e/ou assistência material de base

Leia mais

RELATÓRIO. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu A8-0098/2016 7.4.2016

RELATÓRIO. PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu A8-0098/2016 7.4.2016 Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão A8-0098/2016 7.4.2016 RELATÓRIO sobre a quitação pela execução do orçamento da Agência Europeia para a Segurança das Redes e da Informação para o exercício

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 624 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento COM(2017) 624 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de outubro de 2017 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2017/0273 (NLE) 13774/17 FISC 240 N 44 ECOFIN 895 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia, assinado

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia

Jornal Oficial da União Europeia L 89/8 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2016/535 DA COMISSÃO de 5 de abril de 2016 que altera o anexo II do Regulamento (UE) n. o 206/2010 no que diz respeito à entrada relativa a Singapura na lista de países

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D048142/02.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento D048142/02. Conselho da União Europeia Bruxelas, 25 de janeiro de 2017 (OR. en) 5609/17 ENV 60 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 24 de janeiro de 2017 para: n. doc. Com.: D048142/02 Assunto: Secretariado-Geral

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 4.5.2015

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 4.5.2015 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 4.5.2015 C(2015) 2806 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 4.5.2015 que aprova a decisão de Portugal de utilizar mais de 13 do limite máximo nacional anual fixado no anexo

Leia mais

ANEXO. Documento que acompanha. proposta de Decision do Conselho

ANEXO. Documento que acompanha. proposta de Decision do Conselho COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 29.1.2015 COM(2015) 25 final ANNEX 1 ANEXO Documento que acompanha a proposta de Decision do Conselho relativa à posição a adotar, em nome da União Europeia, no âmbito do Conselho

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de junho de 2017 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de junho de 2017 (OR. en) Conseil UE Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de junho de 2017 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0406 (CNS) 10041/17 LIMITE PUBLIC FISC 128 ECOFIN 502 NOTA de: para: Secretariado-Geral do Conselho

Leia mais

Orientações. relativas à divulgação de ativos onerados e ativos não onerados. 27 de junho de 2014 EBA/GL/2014/03

Orientações. relativas à divulgação de ativos onerados e ativos não onerados. 27 de junho de 2014 EBA/GL/2014/03 ORIENTAÇÕES RELATIVAS À DIVULGAÇÃO DE ATIVOS ONERADOS E ATIVOS NÃO ONERADOS 27 de junho de 2014 EBA/GL/2014/03 Orientações relativas à divulgação de ativos onerados e ativos não onerados Orientações da

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 22.3.2016 COM(2016) 159 final 2016/0086 (COD) Proposta de REGULAMENTO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que fixa a taxa de ajustamento dos pagamentos diretos prevista no Regulamento

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia L 146/7

Jornal Oficial da União Europeia L 146/7 8.6.2007 Jornal Oficial da União Europeia L 146/7 REGULAMENTO (CE) N. o 633/2007 DA COMISSÃO de 7 de Junho de 2007 que estabelece requisitos para a aplicação de um protocolo de transferência de mensagens

Leia mais

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução.

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução. L 365/124 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 1362/2014 DA COMISSÃO de 18 de dezembro de 2014 que estabelece as regras relativas a um procedimento simplificado para a aprovação de certas alterações dos programas

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 14.6.2014 L 175/9 REGULAMENTO (UE) N. o 634/2014 DA COMISSÃO de 13 de junho de 2014 que altera o Regulamento (CE) n. o 1126/2008, que adota certas normas internacionais de contabilidade nos termos do Regulamento

Leia mais

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS

(Atos não legislativos) REGULAMENTOS 1.7.2015 L 167/1 II (Atos não legislativos) REGULAMENTOS REGULAMENTO (UE) 2015/1039 DA COMISSÃO de 30 de junho de 2015 que altera o Regulamento (UE) n. o 748/2012 no respeitante aos voos de ensaio (Texto

Leia mais

5455/02 PB/cdc DG H II PT

5455/02 PB/cdc DG H II PT CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 28 de Janeiro de 2002 (OR. en) 5455/02 EUROPOL 5 ACTOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: Iniciativa do Reino da Bélgica e do Reino da Espanha tendo em vista

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 3 de outubro de 2017 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 3 de outubro de 2017 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 3 de outubro de 2017 (OR. en) 12781/17 SAN 336 STATIS 55 SOC 613 NOTA DE ENVIO de: Comissão Europeia data de receção: 2 de outubro de 2017 para: n. doc. Com.: D052679/02

Leia mais

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO

REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO L 316/2 REGULAMENTOS REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) 2015/2222 DA COMISSÃO de 1 de dezembro de 2015 que altera o Regulamento de Execução (UE) n. o 908/2014 no que diz respeito às declarações de despesas,

Leia mais

Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 9.8.2017 COM(2017) 421 final 2017/0188 (NLE) Proposta de DECISÃO DE EXECUÇÃO DO CONSELHO que altera a Decisão de Execução 2014/797/UE que autoriza a República da Estónia a introduzir

Leia mais