Abril de Daniela Alexandra Diogo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Abril de 2008. Daniela Alexandra Diogo"

Transcrição

1 O Abril de 2008 Daniela Alexandra Diogo 16 1

2 Ambos os métodos podem criar severos danos ambientais, portanto, devem ser muito bem controlados. Conclusão Com este trabalho aprendemos que a água é muito importante e não se pode desperdiçar. O ambiente é tudo o que nos rodeia e é muito importante para a vida. Por isso temos que cuidar dele: não por lixo para o chão, tratar do lixo (reduzir, reutilizar ou reciclar). O lixo que não pode ser tratado assim deve ir para um lugar próprio, que se chama aterro sanitário. Se pusermos lixo para o chão estamos a fazer mal a nós próprios porque o nosso ambiente fica poluído e pode matar pessoas, animais, plantas ou provocar doenças. 2 15

3 vez de comprar-mos sacos novos. Esses objectos que vamos reutilizar devem ser limpos. O Reciclar Se um objecto não tem mais utilização devemos contribuir para a sua transformação. Muitos objectos quando já não são utilizados para outros fins, podem ser reciclados. Por isso é importante separá-los de acordo com os materiais de que são feitos: papel, plástico, vidro ou chapa. Tratamento do lixo O lixo que não pode ser reduzido, reutilizado ou reciclado, deve ser tratado de outra forma. Existem duas formas principais para tratar esse tipo de lixo: incineração (queima) e aterros sanitários. Ambiente Autores Daniela Alexandra Diogo Editora Arco-íris 14 3

4 Quando falamos de ambiente, normalmente estamos a falar de um conjunto de coisas ou forças que cercam e afectam directamente os seres vivos (por exemplo: o ar, a água, o solo). Podemos dizer que existem dois tipos de ambiente: meio ambiente abiótico e meio ambiente biótico 4 Meio Ambiente Abiótico O meio ambiente abiótico (sem vida própria) inclui factores como solo, água, atmosfera e radiações. É constituído de muitos objectos e forças que se influenciam entre si e influenciam a comunidade de seres vivos que os cercam. Por exemplo, a corrente de um rio 13 Respeitar o ambiente Regra dos 3 R Reduzir Devemos poupar os recursos e não comprar mais do que necessitamos Por vezes é necessário cuidar dos objectos que usamos para que não se estraguem. Assim podem ser utilizados durante mais tempo em vez de se estragarem e termos que comprar outros. Reutilizar Alguns objectos que já não servem para algumas coisas podem servir para outras. Por exemplo: podemos reutilizar frascos para guardar pregos, café ou brinquedos pequenos. Os sacos de compras podem ser reutilizados para arrumar o lixo em

5 A poluição pode ser considerada a libertação de elementos, radiações, vibrações, ruídos e substâncias ou agentes contaminantes num ambiente. pode influir na forma das pedras que jazem ao longo do fundo do rio. Mas a temperatura, limpidez da água e sua composição química também podem influenciar todas as plantas e animais e sua maneira de viver. Um importante grupo de factores ambientais abióticos constitui o que se chama de tempo. ar) 12 Tipos de poluição: Poluição da água Poluição do atmosférica (poluição do Poluição sonora Influência do ambiente abiótico nos seres vivos e não vivos Os seres vivos e os destituídos de vida são influenciados pela chuva, geada, neve, temperatura quente ou fria, evaporação da água, humidade (quantidade de vapor de água no ar), vento e muitas outras condições do tempo. Muitas plantas e animais morrem a cada ano por causa das condições do tempo. Os seres humanos constroem casas e usam roupas para proteger-se dos climas ásperos. Os homens 5

6 estudam o tempo para aprender a controlá-lo. 6 Meio Ambiente Biótico O meio ambiente biótico inclui alimentos, plantas e animais, e suas relações recíprocas (uns com os outros) e com o meio abiótico. A sobrevivência e o bem-estar do homem dependem grandemente dos alimentos que come, tais como frutas, verduras e carne. Depende igualmente de suas associações com outros seres vivos. Por exemplo, algumas bactérias do sistema digestivo do Com a produção de máquinas muito fortes, os homens começas a destruir ambientes para construir casas e estradas. A indústria é a maior responsável pela degradação ambiental, não respeita as florestas e as derrubam para utilizar-se de seu local e construir seus parques industriais ou para usar a madeira. Lança poluentes como enxofre que gera a chamada chuva ácida, chuva essa que causa danos às plantações, as florestas e indirectamente ao homem, que consome alimentos envenenados, devido à esse tipo de chuva. 11

7 utilizadas correctamente, contribuir muito para que o impacto humano sobre a natureza seja positivo e não negativo. O homem é o único ser vivo que pode provocar muitas alterações sobre o ambiente em que vive. 10 A relação homem Ambiente e a degradação da natureza A relação homem ambiente é muito desfavorável para o meio ambiente. Desde o surgimento da espécie humana, o homem está degradando, primeiro através de queimadas, depois com a evolução, surgem novas maneiras de agredir a natureza. homem ajudam-no a digerir certos alimentos. Os factores sociais e culturais que cercam o homem são uma parte importante de seu meio ambiente biótico. A forma como as pessoas se relacionam uma com as outras, o que ensinam e aprendem também faz parte do ambiente biótico. 7 Ambiente jurássico (no tempo dos dinossauros) Vulcões expelindo lava a grandes distâncias e pântanos rodeados por uma vegetação com árvores de até 10 metros de altura faziam parte do ambiente em que viviam os dinossauros. Essa é a mais nova descoberta sobre

8 o meio ambiente pré-histórico na Paraíba, no Brasil, há 30 milhões de anos. Um paleontólogo (estudioso de animais e vegetais fossilizadas) chamado José Augusto de Almeida disse que já conseguiu retirar troncos de até oito metros de altura, junto com pequenos moluscos que revelam o indício da existência do Pântano. Ecossistema Ecossistema designa o conjunto formado por todos os factores bióticos e abióticos que actuam simultaneamente sobre determinada região. Considerando como factores bióticos as diversas populações de animais, plantas e bactérias e 8 os abióticos os factores externos como a água, o sol, o solo, o gelo, o vento. Impacto Ambiental (alterações do ambiente) é qualquer alteração benéfica ou má causada pelas actividades, serviços e/ou produtos de uma actividade natural (vulcões, tsunamis, enchentes, terramotos e outras) ou humana (lançamento de efluentes, arranque de árvores, etc). As vezes, é o resultado da intervenção do ser humano sobre o meio ambiente. Pode ser positivo ou negativo, dependendo da qualidade da intervenção desenvolvida. A ciência e a tecnologia podem, se 9

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 Plante Árvores O

Leia mais

As camadas da atmosfera

As camadas da atmosfera A ATMOSFERA A Atmosfera Atmosfera significa esfera de ar; A atmosfera é uma camada formada por diversos gases e vapor de água, que envolve todo o nosso planeta; Sem a atmosfera provavelmente não haveria

Leia mais

Afinal, quem são os culpados pela destruição do planeta? Vinte anos após uma das maiores conferências ambientais do mundo, a ECO-92, os resultados

Afinal, quem são os culpados pela destruição do planeta? Vinte anos após uma das maiores conferências ambientais do mundo, a ECO-92, os resultados Afinal, quem são os culpados pela destruição do planeta? Vinte anos após uma das maiores conferências ambientais do mundo, a ECO-92, os resultados não poderiam ser piores para o meio ambiente. A cada dia,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013

ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013 ESCOLA ESTADUAL EDGAR BARBOSA OFICINA: QUÍMICA AMBIENTAL E RECICLAGEM NATAL/RN 2013 LIXO 2º ENCONTRO OBJETIVO: Relatar a composição química do lixo e os prováveis danos causados, além de discutir principais

Leia mais

PLANO DE AULA DOSCENTE

PLANO DE AULA DOSCENTE PLANO DE AULA DOSCENTE CIÊNCIAS NATURAIS 2º Ano Professora: Mariangela Morais Miguel Período: Aproximadamente dias 4. Superfície da Terra (interior/exterior noções de dentro e fora): 4.1. Terra superfície

Leia mais

Derretimento de gelo nas calotas polares Aumento do nível dos oceanos Crescimento e surgimento de desertos Aumento de furacões, tufões e ciclones

Derretimento de gelo nas calotas polares Aumento do nível dos oceanos Crescimento e surgimento de desertos Aumento de furacões, tufões e ciclones O Sr. ROBERTO BRITTO (PP-BA) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, venho a esta tribuna falar sobre o Aquecimento Global. Todos os dias acompanhamos na televisão,

Leia mais

Conteúdos e Competências. FUNDAMENTAL 2 o ANO

Conteúdos e Competências. FUNDAMENTAL 2 o ANO Conteúdos e Competências FUNDAMENTAL 2 o ANO SUMÁRIO ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA ENSINO RELIGIOSO COLEÇÃO IMAGINAÇÃO E ARTE... 3 7... 11... 17... 20... * Sujeito a alteração até

Leia mais

1. Observe as etapas do ciclo da água e descreva resumidamente as etapas desse ciclo.

1. Observe as etapas do ciclo da água e descreva resumidamente as etapas desse ciclo. CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII Lista 6 A água em contínuo movimento 6º anos 2º período - 2012 1. Observe as etapas do ciclo da água e descreva resumidamente as etapas desse ciclo. 2. Analise

Leia mais

Incinerados Reduzir Reutilizar Reciclar. com produzindo. contaminação. sanitários. Aterros. céu aberto. Lixeira a

Incinerados Reduzir Reutilizar Reciclar. com produzindo. contaminação. sanitários. Aterros. céu aberto. Lixeira a 64 BioDesafios 12 ọ Ano Guia do Professor 5 Mapa de conceitos Eliminar materiais sólidos Degradação dos recursos pode ser minimizada através de Tratamento de resíduos Águas residuais Resíduos sólidos Política

Leia mais

Higiene e problemas sociais

Higiene e problemas sociais Higiene e problemas sociais A saúde A nossa saúde depende dos nossos comportamentos e também do que nos rodeia, sendo influenciada por vários fatores: Higiene Problemas sociais Ambiente Clique nos tópicos

Leia mais

Preservação da madeira

Preservação da madeira CONTROLE DA POLUIÇÃO NA INDÚSTRIA DE PRESERVAÇÃO DE MADEIRA FABRICIO GOMES GONÇALVES Preservação da madeira Instalações responsáveis pelo armazenamento da madeira e pela sua impregnação de preservativos,

Leia mais

Ecologia Introdução - Natureza

Ecologia Introdução - Natureza Introdução - Natureza http://travel.guardian.co.uk www.cantodasaves.hpg.ig.com.br Introdução - Ecologia Ecologia - ciência Aplicação do método científico Ciência fundamentalmente empírica, baseada em experimentação

Leia mais

Plano Anual. - Valores (bom/mau) - Democracia - Independência - Regras de sala - Respeito (comunicação e diferenças)

Plano Anual. - Valores (bom/mau) - Democracia - Independência - Regras de sala - Respeito (comunicação e diferenças) aprendizagem/est ratégias - Início das sessões - Recepção com as crianças e os pais - Ser capaz de vestir a bata e ir à casa-de-banho sozinho - Conhecimento do espaço sala - Área de Conhecimento do Mundo,

Leia mais

Definição. é uma ciência que estuda o. tempo atmosférico e suas variações ao longo do. dia, sendo também conhecido como

Definição. é uma ciência que estuda o. tempo atmosférico e suas variações ao longo do. dia, sendo também conhecido como Definição A é uma ciência que estuda o tempo atmosférico e suas variações ao longo do dia, sendo também conhecido como. A meteorologia vem, portanto a se dedicar ao estudo das variações do tempo atmosférico

Leia mais

Riscos e catástrofes

Riscos e catástrofes Riscos e catástrofes Riscos e catástrofes Riscos e catástrofes Riscos e catástrofes Risco Perigo que pode ameaçar o ser humano ou o ambiente em geral, como é o caso dos sismos, furacões, secas, inundações,

Leia mais

Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos

Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos pólos e montanhas. Hoje, a humanidade utiliza metade das fontes

Leia mais

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 6 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo

Data: /08/2014 Bimestre: 2. Nome: 6 ANO B Nº. Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 6 ANO B Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Atividade: 2,0 (Dois) Nota: GRUPO 3 1- (0,5) Embora haja dificuldade em oficializar a data do primeiro mapa

Leia mais

Testes de Diagnóstico

Testes de Diagnóstico INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA agrinov.ajap.pt Coordenação Técnica: Associação dos Jovens Agricultores de Portugal Coordenação Científica: Miguel de Castro Neto Instituto Superior de Estatística

Leia mais

Fluxo de energia e ciclos de matéria

Fluxo de energia e ciclos de matéria Fluxo de energia e ciclos de matéria Transferência de matéria e energia num ecossistema Praticamente toda a energia necessária à vida na Terra provém do Sol. Este é por isso a principal fonte de energia

Leia mais

CREA SP GT ENGENHARIA E ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NA AUTO CONSTRUÇÃO

CREA SP GT ENGENHARIA E ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NA AUTO CONSTRUÇÃO RIO 92 CREA SP GT ENGENHARIA E ARQUITETURA SUSTENTÁVEL NA AUTO CONSTRUÇÃO O QUE É SUSTENTABILIDADE? TRATA-SE DE UM NOVO MODELO DE DESENVOLVIMENTO, QUE BUSCA COMPATIBILIZAR O ATENDIMENTO DAS NECESSIDADES

Leia mais

Avaliação Ciências 6º ano Unidade 7

Avaliação Ciências 6º ano Unidade 7 1. A ilustração abaixo representa um ecossistema. Com relação a esse ecossistema responda: a) O que é um ecossistema? b) Quais são os componentes vivos representados? c) Cite alguns dos elementos não vivos

Leia mais

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Ecossistemas Cadeias Alimentares Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. As condições abióticas,

Leia mais

Climatologia e meteorologia

Climatologia e meteorologia Climatologia e meteorologia 1. Introdução A climatologia é a ciência que se ocupa do estudo dos climas. Os estudos climatológicos referem-se, de uma maneira geral, a territórios mais ou menos vastos e

Leia mais

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1 Poluição do Solo Trabalho elaborado por: Diana Dinis Nº7 Inês Marques Nº9 Sónia Nunes Nº20 Vera Oliveira Nº23 Turma: Disciplina: Ciências Naturais Professora: Raquel Soares 1 Índice Poluição do Solo...

Leia mais

Aula 1. 3º)A biodiversidade inclui componentes físicos do ambiente como minerais, agua ar? Justifique

Aula 1. 3º)A biodiversidade inclui componentes físicos do ambiente como minerais, agua ar? Justifique Aula 1 1º) Conceitue meio ambiente É tudo que tem a ver com o ser ou com um grupo de seres vivos. É o conjunto de fatores, sociais e culturais que envolvem um individuo e com os quais ele interage. 2º)

Leia mais

Tratamento de resíduos

Tratamento de resíduos Tratamento de resíduos Resíduo: Um resíduo é qualquer substância ou objecto de que o ser humano pretende desfazer-se por não lhe reconhecer utilidade. Prioridades a seguir no tratamento de resíduos sólidos:

Leia mais

PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Plantas

PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Plantas PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Plantas *Algumas questões retiradas da prova da PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO e da Provinha Brasil. ** Base Nacional Comum Curricular 2 ano ciências previstas:

Leia mais

Alimentação e respiração de plantas e animais

Alimentação e respiração de plantas e animais Alimentação e respiração de plantas e animais Os animais se alimentam Herbívoros Animais que se alimentam somente de vegetais. Eles comem partes das plantas como folhas, sementes, raízes. Carnívoros -

Leia mais

Alimentação e respiração de plantas e animais

Alimentação e respiração de plantas e animais Alimentação e respiração de plantas e animais Os animais se alimentam Herbívoros Animais que se alimentam somente de vegetais. Eles comem partes das plantas como folhas, sementes, raízes. Carnívoros -

Leia mais

ENTRE A TERRA E O MAR

ENTRE A TERRA E O MAR ENTRE A TERRA E O MAR ESCOLA DE MAR INVESTIGAÇÃO, PROJECTOS E EDUCAÇÃO EM AMBIENTE E ARTES No mar existem muitos animais e todos eles se relacionam entre si de alguma forma! BIODIVERSIDADE A água é um

Leia mais

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução EPL Hélder Giroto Paiva - EPL 2 Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. 3 As condições abióticas,

Leia mais

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GISELLE PALMEIRA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Tecnologia 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 10.1 Conteúdo Fontes Alternativas de Energia

Leia mais

Clima: seus elementos e fatores de influência. Professor Fernando Rocha

Clima: seus elementos e fatores de influência. Professor Fernando Rocha Clima: seus elementos e fatores de influência Professor Fernando Rocha O que é Clima? Definições Não confundir Tempo e Clima Tempo (meteorológico): são condições atmosféricas de um determinado lugar em

Leia mais

INFORMATIVO AMBIENTAL

INFORMATIVO AMBIENTAL Nº24 Use menos possível equipamento e veículos que possam poluir o meio ambiente, pois provocam a poluição do ar. Procure sempre fazer caminhada, pois faz bem à saúde e ao bem estar. Assim você estará

Leia mais

Actividade nº 3 Influência dos Factores Abióticos nos Ecossistemas

Actividade nº 3 Influência dos Factores Abióticos nos Ecossistemas Actividade nº 3 Influência dos Factores Abióticos nos Ecossistemas Introdução Se a vida dos seres não fosse influenciada por factores abióticos, que variam, existiriam, em todo o mundo, os mesmos seres

Leia mais

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas.

Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. Troca de materiais entre os componentes bióticos e abióticos dos ecossistemas. CICLO do FÓSFORO CICLO SEDIMENTAR APATITA Ca 3 (PO 4 ) 2 erosão de rochas fosfatadas CICLO RÁPIDO CICLO LENTO PICO DO FÓSFORO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUDANÇAS CLIMÁTICAS O Clima está MUDANDO O que isto significa para VOCÊ? Qual a diferença entre tempo e clima? Tempo se refere à chuva, à temperatura,

Leia mais

Prova simulada de CIÊNCIAS Parcial II

Prova simulada de CIÊNCIAS Parcial II Prova simulada de CIÊNCIAS Parcial II QUESTÃO 1 A FLORESTA É UM AMBIENTE TERRESTRE, PORQUE POSSUI ( A ) SOLO E PEIXES. ( B ) ÁGUA E PEIXES. ( C ) AR E PEIXES. ( D ) SOLO E PLANTAS. QUESTÃO 2 SÃO SERES

Leia mais

GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL

GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL GESTÃO AMBIENTAL 1 POLÍTICA AMBIENTAL A Direcção da Organização, ao seu mais alto nível, deve traçar o seu caminho ambiental, explicitando-o num documento escrito, através do qual demonstrará

Leia mais

Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem

Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem Actividade Prática nº 3 O Guião da Compostagem Página 1 de 7 O que é a compostagem? A compostagem é um processo biológico em que os microrganismos transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas,

Leia mais

Impactos Ambientais Urbanos

Impactos Ambientais Urbanos Impactos Ambientais Urbanos Impactos locais e regionais CHUVA ÁCIDA Queima de combustíveis fósseis e carvão. Principais poluentes carros e indústrias. Resulta da combinação da água com dióxido de enxofre

Leia mais

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras);

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); - 97,5% é água salgada - 2,5% apenas é água doce Distribuição:

Leia mais

Rota de Aprendizagem 2015/16 8.º Ano

Rota de Aprendizagem 2015/16 8.º Ano Projeto 1 Condições que permitem a vida na Terra Ciências Naturais Compreender o ambiente! Tempo Previsto: 1 quinzena 1.ª Fase: Posição da Terra no Sistema Solar 2.ª Fase: Condições da Terra que permitem

Leia mais

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA INSTRUÇÃO: As questões de 07 a 12 baseiam-se no texto abaixo. Leia atentamente todo o texto antes de responder a elas. O AQUECIMENTO GLOBAL 5 10 15 20

Leia mais

PROJECTO ACES Diagramas casuais: perceber a relação entre serviços de ecossistemas e bem-estar rural. 5 de Agosto de 2015 Lichinga

PROJECTO ACES Diagramas casuais: perceber a relação entre serviços de ecossistemas e bem-estar rural. 5 de Agosto de 2015 Lichinga PROJECTO ACES Diagramas casuais: perceber a relação entre serviços de ecossistemas e bem-estar rural 5 de Agosto de 2015 Lichinga Introdução Acções para Melhorar o Bem Estar Rural e Ecossistema Florestal

Leia mais

ÁGUA. Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil

ÁGUA. Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil ÁGUA Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil Água Calcula-se que 70% do consumo mundialde água se destina à irrigação, 20% à indústria e apenas 10% ao abastecimento humano. Km3/ano

Leia mais

Previsão e avaliação de impactes no Ar

Previsão e avaliação de impactes no Ar Previsão e avaliação de impactes no Ar Poluição atmosférica É a presença um ou mais poluentes no ar ambiente atmosfera em quantidades e duração que possam ser nocivos para humanos, plantas ou vida animal,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS CIÊNCIAS

LISTA DE EXERCÍCIOS CIÊNCIAS LISTA DE EXERCÍCIOS CIÊNCIAS P2-4º BIMESTRE 6º ANO FUNDAMENTAL II Aluno (a): Turno: Turma: Unidade Data: / /2016 HABILIDADES E COMPETÊNCIAS Identificar os principais poluentes atmosféricos; Identificar

Leia mais

PROVA ESCRITA DE CIÊNCIAS NATURAIS

PROVA ESCRITA DE CIÊNCIAS NATURAIS PROVA ESCRITA DE CIÊNCIAS NATURAIS Duração da prova: 90 minutos 8. o Ano de Escolaridade Ano lectivo / I ECOSSISTEMAS 1. Os seres vivos organizam-se em interacção com o seu meio físico-químico formando

Leia mais

Grandes Problemas ambientais

Grandes Problemas ambientais Grandes Problemas ambientais O aumento do efeito de estufa; O aquecimento global; A desflorestação; A destruição da camada de ozono; As chuvas ácidas; O clima urbano; Os resíduos perigosos; A escassez

Leia mais

KIT CICLO PEDAGÓGICO ESTUDO DO MEIO. Propostas de investigação sobre o ambiente natural. Pedro Reis ISBN 978-111-11-2499-1

KIT CICLO PEDAGÓGICO ESTUDO DO MEIO. Propostas de investigação sobre o ambiente natural. Pedro Reis ISBN 978-111-11-2499-1 1. o CICLO KIT PEDAGÓGICO Pedro Reis ESTUDO DO MEIO 2 Propostas de investigação sobre o ambiente natural ISBN 978-111-11-2499-1 9 781111 124991 Introdução Num mundo caracterizado por uma exploração descontrolada

Leia mais

A Água e o Desenvolvimento Sustentável

A Água e o Desenvolvimento Sustentável A Água e o Desenvolvimento Sustentável Índice O que é a água? Porque precisamos da água? Importância da água para a vida O ciclo da água A poluição da água O que é água? A água é uma substância visualmente

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA 5ºAno 1.5 CIÊNCIAS 4º período 10 de dezembro de 2015 Cuide da organização da sua prova. Escreva de forma legível. Fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado na correção.

Leia mais

Importância da Água. Biosfera. Hidrosfera. Geosfera. Atmosfera

Importância da Água. Biosfera. Hidrosfera. Geosfera. Atmosfera Importância da Água Hoje em dia deparamo-nos com uma maior desigualdade em relação á distribuição de água, no planeta e em grande parte, devido às acções humanas. Como já vimos. É necessário perceber a

Leia mais

FONTES DE ENERGIA. Energia. [Do gr. energéia, pelo lat. energia]. 1. Maneira como se

FONTES DE ENERGIA. Energia. [Do gr. energéia, pelo lat. energia]. 1. Maneira como se Energia. [Do gr. energéia, pelo lat. energia]. 1. Maneira como se exerce uma força. 2. Força moral; firmeza. 3. Vigor, força. 4. Filos. Segundo Aristóteles, o exercício mesmo da atividade, em oposição

Leia mais

Floresta. Floresta - Um lugar magico...

Floresta. Floresta - Um lugar magico... Floresta Floresta - Um lugar magico... Florestas são áreas com alta densidade de árvores. Segundo alguns dados as florestas ocupam cerca de 30% da superfície terrestre. As florestas são vitais para a vida

Leia mais

Ciências Leda Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

Ciências Leda Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 7º Ciências Leda Av. Mensal 22/05/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova contém

Leia mais

Figura 1. Fase de enchimento com areão e terra. Figura 2. Vista superior do aquário com areão e terra.

Figura 1. Fase de enchimento com areão e terra. Figura 2. Vista superior do aquário com areão e terra. Já alguma vez pensou ter um lago? Pronto, mora num apartamento e pensa que isso o impede. Normalmente, teria de concordar mas, o melhor mesmo é ler o artigo que se segue. Para construir um lago, precisamos

Leia mais

A importância da água e os carboidratos

A importância da água e os carboidratos A importância da água e os carboidratos Paola Stephany e Elena Mateus A água é um recurso natural de valor inestimável. Mais que um insumo indispensável à produção e um recurso estratégico para o desenvolvimento

Leia mais

animais microscópicos.

animais microscópicos. Regina Coeli Vieira Machado Servidora da Fundação Joaquim Nabuco pesquisaescolar@fundaj.gov.br A definição de mangue pode ser dada a partir de uma paisagem vista como um mar de lama, onde floresce um tipo

Leia mais

2º TRIMESTRE REVISÃO PARA O TESTE

2º TRIMESTRE REVISÃO PARA O TESTE 2º TRIMESTRE REVISÃO PARA O TESTE CAPÍTULOS 2 E 3 Disciplina: Ciências Série: 6º anos Professora: Daniela AMBIENTES AQUÁTICOS E TERRESTRES Ambientes de água doce: são pouco profundos, boa luminosidade,

Leia mais

Capítulo 5 Chuva Ácida

Capítulo 5 Chuva Ácida Capítulo 5 Chuva Ácida Conceito Chuva ácida forma-se quando óxidos de enxofre e nitrogênio se combinam com o vapor d água da atmosfera gerando os ácidos sulfúrico e nítrico, que podem ser conduzidos pelas

Leia mais

UNESP ª Fase (Questões 43 a 48)

UNESP ª Fase (Questões 43 a 48) 1ª Fase (Questões 43 a 48) 1. (Questão 43) A análise da ação e do diálogo das personagens demonstram que a) não existe legislação brasileira específica para a conservação das florestas nas propriedades

Leia mais

Fontes renováveis e não-renováveis de energia. Amanda Vieira dos Santos Giovanni Souza

Fontes renováveis e não-renováveis de energia. Amanda Vieira dos Santos Giovanni Souza Fontes renováveis e não-renováveis de energia Amanda Vieira dos Santos 8941710 Giovanni Souza - 9021003 Fontes renováveis e não-renováveis de energia Usos para a energia: Com o avanço tecnológico passamos

Leia mais

USINA TERMOELÉTRICA DO NORTE FLUMINENSE,MACAE, RIO DE JANEIRO

USINA TERMOELÉTRICA DO NORTE FLUMINENSE,MACAE, RIO DE JANEIRO USINA TERMOELÉTRICA USINA TERMOELÉTRICA DO NORTE FLUMINENSE,MACAE, RIO DE JANEIRO O QUE É USINA TERMOELÉTRICA? Uma instalação industrial que serve para gerar energia através da queima de combustíveis fosseis.

Leia mais

Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD

Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD Sabias que as pilhas demoram cerca de 100 a 500 anos a decompor-se? Deposita-as no pilhão! TAR 3ºD Reduz a poluição nas ruas, não deites lixo para o chão Enche os ecopontos e não o chão. TAR 3ºD O tempo

Leia mais

COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): Ano: 6º Nº Professor: Sonali Componente Curricular: Ciências

COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): Ano: 6º Nº Professor: Sonali Componente Curricular: Ciências COLÉGIO MARISTA DE BRASÍLIA Educação Infantil e Ensino Fundamental Aluno(a): Ano: 6º Nº Professor: Sonali Componente Curricular: Ciências Quantos reinos de seres vivos há na natureza? Essa pergunta já

Leia mais

Prefácio. Educar é provocar a inteligência, é a arte do desafio. (Cury, 2004: 126).

Prefácio. Educar é provocar a inteligência, é a arte do desafio. (Cury, 2004: 126). 1 Prefácio O livro presente é um conjunto de textos, ilustrações e fotografias que surgiram da necessidade de se trabalhar cooperativamente, de modo a aprofundar-se melhor o tema do nosso Projecto Educativo

Leia mais

A profundidade do oceano é de 3794 m (em média), mais de cinco vezes a altura média dos continentes.

A profundidade do oceano é de 3794 m (em média), mais de cinco vezes a altura média dos continentes. Hidrosfera Compreende todos os rios, lagos,lagoas e mares e todas as águas subterrâneas, bem como as águas marinhas e salobras, águas glaciais e lençóis de gelo, vapor de água, as quais correspondem a

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Vittorio Medioli) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Vittorio Medioli) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Vittorio Medioli) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, relativa à redução de emissões de gases de efeito estufa. Senhor Presidente: Nos termos do art. 113, inciso I e 1

Leia mais

1.Nos parênteses escreva (L) ou (I), conforme o astro seja luminoso ou iluminado.

1.Nos parênteses escreva (L) ou (I), conforme o astro seja luminoso ou iluminado. COLÉGIO SHALOM Atividades de recuperação semestral 6º Ano - Disciplina: Ciências Profª: Nize G. Chagas Pavinato Aluno(a): Data: / / Valor: 12,0 1.Nos parênteses escreva (L) ou (I), conforme o astro seja

Leia mais

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO Katherine Scheeffer de Almeida Bucher. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Leia mais

Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e

Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e O Meio Ambiente Desde a escola ouvimos uma antiga definição de que meio ambiente era chamado de tudo o que é vivo, ou seja, todas as coisas que vivem neste planeta e estão ligadas a vida dos seres humanos.

Leia mais

Problemas Ambientais O R I G E N S, C A U S A S E C O N S E Q U Ê N C I A S

Problemas Ambientais O R I G E N S, C A U S A S E C O N S E Q U Ê N C I A S Problemas Ambientais O R I G E N S, C A U S A S E C O N S E Q U Ê N C I A S Origens... Desde os tempos mais remotos o homem atua sobre o meio buscando a sobrevivência. As sociedade agrícolas se desenvolveram

Leia mais

Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21. A Água e o Desenvolvimento Sustentável

Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21. A Água e o Desenvolvimento Sustentável Trabalho Realizado Por: Nicole Brito Nº 18 Ricardo Orge Nº 21 A Água e o Desenvolvimento Sustentável Poluição Marítima Como sabes, a poluição resulta da actividade humana que suja e contamina o Ambiente.

Leia mais

1 de Outubro Dia Nacional da Água

1 de Outubro Dia Nacional da Água 1 de Outubro Dia Nacional da Água Qual a Distribuição da Águana Terra? Planeta Terra A Água ocupa cerca de ¾ da superfície terrestre. 30% Terra Água 70% 2,80% 0,01% 0,005% Água salgada Água doce 0,63%

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com http://professoraleonilda.wordpress.com/ PROBLEMATIZAÇÃO Como você acha

Leia mais

Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros

Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros Conjunto de elementos que interagem entre si, realizando trocas e influenciando-se uns aos outros Tipos de sistemas em função das suas inter-relações com o meio Sistema fechado Sistema isolado Sistema

Leia mais

Nome: 2) Entender e praticar a boa educação no campo, em relação à preservação da natureza. Verdadeiro ou Falso.

Nome: 2) Entender e praticar a boa educação no campo, em relação à preservação da natureza. Verdadeiro ou Falso. Prova Acampamento I (Atividades Recreativas 01) Nome: 1) Ter pelo menos 10 anos, ou estar no mínimo na quinta série. 2) Entender e praticar a boa educação no campo, em relação à preservação da natureza.

Leia mais

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia

BIOMAS BRASILEIROS. Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMAS BRASILEIROS Prof.ª Débora Lia Ciências/ Biologia BIOMA: É CONJUNTO DE ECOSSISTEMAS TERRESTRES, CLIMATICAMENTE CONTROLADOS, QUE SÃO CARACTERIZADOS POR UMA VEGETAÇÃO PRÓPRIA (RAVEN ET AL., 2001) LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Como utilizar este livro de actividades 2 Localização geográfica 3 Carta geológica 3 Paragem 1 4 Paragem 2 10 Paragem 3 15 Paragem 4 21

Como utilizar este livro de actividades 2 Localização geográfica 3 Carta geológica 3 Paragem 1 4 Paragem 2 10 Paragem 3 15 Paragem 4 21 ÍNDICE 1 Pág. Como utilizar este livro de actividades 2 Localização geográfica 3 Carta geológica 3 Paragem 1 4 Paragem 2 10 Paragem 3 15 Paragem 4 21 2 COMO UTILIZAR ESTE LIVRO DE ACTIVIDADES Ao longo

Leia mais

Carta Europeia da Água do Conselho da Europa

Carta Europeia da Água do Conselho da Europa Carta Europeia da Água do Conselho da Europa Escola EB 2,3/S Eng.º Dionísio Augusto Cunha Trabalho elaborado por Beatriz Pinto Ana Freitas Daniela Figueiredo 9ºB Não há vida sem água. A água é um bem precioso,

Leia mais

Energia e Ambiente. Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética;

Energia e Ambiente. Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética; Energia e Ambiente Desenvolvimento sustentável; Limitação e redução dos gases de efeito de estufa; Estímulo da eficiência energética; Investigação de formas novas e renováveis de energia; Potenciar as

Leia mais

ÇÃ Á ÇÃ º º. Guarapari 2015

ÇÃ Á ÇÃ º º. Guarapari 2015 Í À ÇÃ Á ÇÃ º º Guarapari 2015 ESCOLA:EMÍLIA ANA DE LYRIO ALUNO: RAPHAEL SANTANA SANTOS ANO:4º ANO DATA:3 /6/2014 A ÁGUA ESTA ACABANDO A ÁGUA ESTA ACABANDO E PARA PRESERVÁ-LA TEMOS QUE CUIDAR BEM DELA,

Leia mais

PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L INDÍCE

PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L INDÍCE PROJECTO PEDAGÓGICO C.A.T.L. 2011-2012 INDÍCE 1. Introdução 2. Organização e Gestão de tempo 3. Fundamentação Teórica 4. Competências Transversais 5. Competências Essenciais 6. Atividades a Desenvolver

Leia mais

C2EF.6 CIÊNCIAS GRACE K. ESTUDO DIRIGIDO- ATMOSFERA

C2EF.6 CIÊNCIAS GRACE K. ESTUDO DIRIGIDO- ATMOSFERA C2EF.6 CIÊNCIAS GRACE K. ESTUDO DIRIGIDO- ATMOSFERA Atmosfera é o nome dado à camada gasosa que envolve os planetas. No caso da atmosfera terrestre ela é composta por inúmeros gases que ficam retidos por

Leia mais

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte

Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT. DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Confederação Nacional do Transporte - CNT Diretoria Executiva da CNT DESPOLUIR Programa Ambiental do Transporte Promoção SEST / SENAT Conteúdo Técnico ESCOLA DO TRANSPORTE JULHO/2007 O que é Lixo? Lixo

Leia mais

Avaliação de Episódios de Poluição Atmosférica de Curta Duração

Avaliação de Episódios de Poluição Atmosférica de Curta Duração Avaliação de Episódios de Poluição Atmosférica de Curta Duração H. C. G. LAMEIRAS Divisão de Avaliação Ambiental Direcção de Serviços de Ambiente Introdução O desenvolvimento industrial e urbano tem originado

Leia mais

Qualidade do ar. PhD Armindo Monjane - Dep. Quimica UP

Qualidade do ar. PhD Armindo Monjane - Dep. Quimica UP Qualidade do ar Inventário das fontes de poluição Condições climáticas e geomorfológicas Monitoração da qualidade do ar Padrões de qualidade do ar Métodos de amostragem e analíticos Fontes móveis de emissão

Leia mais

Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental.

Nesse processo, o consumidor consciente tem um papel fundamental. 27/04/2007 AMBIENTE CONSCIENTE Esse projeto expressa muito bem a importância da transformação. E é essa transformação que podemos (e devemos) aplicar em nossa vida, aderindo às novas idéias, dando asas

Leia mais

Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos. Prof. ª Karen Wrobel Straub

Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos. Prof. ª Karen Wrobel Straub Gestão ambiental e gerenciamento de resíduos Prof. ª Karen Wrobel Straub MEIO AMBIENTE De acordo com a definição contida na norma NBR ISO 14001:1996- Sistemas de Gestão Ambiental Meio ambiente é a circunvizinhança

Leia mais

Fenómenos de condensação

Fenómenos de condensação Fenómenos de condensação Quando o ar atmosférico atinge a saturação, o vapor de água em excesso condensa-se, o que se traduz pela formação de nuvens, constituídas por pequenas gotículas de água ou cristais

Leia mais

OFICINA: POLUIÇÃO DO SOLO E PRODUÇÃO DE SABÃO RECICLADO

OFICINA: POLUIÇÃO DO SOLO E PRODUÇÃO DE SABÃO RECICLADO OFICINA: POLUIÇÃO DO SOLO E PRODUÇÃO DE SABÃO RECICLADO ROTEIRO APRESENTAÇÃO DOS PROFESSORES E OFICINA INTRODUÇÃO: CONTEXTO HISTÓRICO CONSUMISMO E PROBLEMAS AMBIENTAIS DEMONSTRAÇÃO COM GARRAFA PET APRESENTAÇÃO

Leia mais

Teste de avaliação Teste de avaliação Teste de avaliação 3 26

Teste de avaliação Teste de avaliação Teste de avaliação 3 26 Índice Ficha 1 A Terra um planeta muito especial 4 Ficha 2 O solo material terrestre suporte de vida 6 Ficha 3 Importância das rochas e dos minerais 8 Teste de avaliação 1 10 Ficha 4 Importância da água

Leia mais

O caminho dos resíduos

O caminho dos resíduos ALGAR Olá! Eu sou o Eco-Herói e vou mostrar-te O caminho dos resíduos Esta página é tua, pinta-me! 1.º Ciclo O caminho dos resíduos O lixo que produzimos e que colocamos no contentor normal segue num camião

Leia mais

31/08/2016. Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações.

31/08/2016. Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações. 6º Anos Prof. Leonardo F. Stahnke Consiste em usar os recursos do planeta de forma responsável, atendendo às necessidades atuais sem prejudicar as futuras gerações. Para se alimentar, o ser humano abate

Leia mais

LIVRO DO PROFESSOR. o compõem. Propõem o estudo de Ciências por meio de problematização e busca de soluções em situações cotidianas;

LIVRO DO PROFESSOR. o compõem. Propõem o estudo de Ciências por meio de problematização e busca de soluções em situações cotidianas; O s livros de Ciências da coleção INTERAGIR & CRESCER têm o objetivo de desenvolver habilidades e competências que ajudam os estudantes a compreender o ambiente e os seres que o compõem. Propõem o estudo

Leia mais

O MUNDO ONDE VIVEMOS!

O MUNDO ONDE VIVEMOS! O MUNDO ONDE VIVEMOS! PLANETA TERRA BIOSFERA (SERES VIVOS) ATMOSFERA (AR) HIDROSFERA (ÁGUA) LITOSFERA (TERRA) AMBIENTE NO SÉC. S XX A TEMPERATURA DA TERRA AUMENTOU MAIS OU MENOS DE 0,6ºC C A 2ºC. 2 AS

Leia mais

PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA

PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA PROFº. SÉRGIO RICARDO CHUVA ÁCIDA A Chuva Ácida A medida da acidez da chuva é feita na escala de ph: quanto menor o ph, maior a sua acidez. O ph é igual a sete (7) para material neutro. Veja abaixo, alguns

Leia mais