Estágio Opcional em Anestesia Fora do Bloco Operatório

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estágio Opcional em Anestesia Fora do Bloco Operatório"

Transcrição

1 Estágio Opcional em Anestesia Fora do Bloco Operatório Serviço de Anestesiologia Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra José Pedro Alves Ribeiro Coordenação Assistente Graduado do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

2 Documento para ser submetido á aprovação o Colégio de Anestesiologia da Ordem do Médicos segundo a Portaria nº 49/2011 de 26 de Janeiro, publicada em Diário da República,1ª Serie- nª18-26 de Janeiro de 2011,no âmbito dos Estudos Avançados em Anestesiologia. Página 2

3 I. Introdução Tendo em vista a aquisição de uma mais- valia na formação do Internato Complementar de Anestesiologia, o Serviço de Anestesiologia do C.H.U.C., propõe ao Colégio de Especialidade de Anestesiologia, a criação de um estágio opcional, na valência de ANESTESIA FORA DO BLOCO. As razões que fundamentam esta candidatura, prendem- se com: a. Idoneidade do Serviço de Anestesiologia do C.H.U.C. e com capacidade formativa para todo o Internato. b. Característica multifacetada desta valência de Anestesia (ANESTESIA FORA DO BLOCO), que incide em várias especialidades médicas e cirúrgicas (em adultos e pediatria), permitindo a realização de inúmeros exames complementares de diagnóstico, que cada vez mais, se tornam terapêuticos. Neste Centro Hospitalar esta valência abrange as especialidades de Gastrenterologia, Pneumologia, Imagiologia de Intervenção, Medicina Nuclear, Cardiologia de Intervenção, Oncologia, Psiquiatria, Estomatologia e Medicina da Reprodução,. Todos os dias da semana se realizam procedimentos anestésicos em várias especialidades. Muitos destes exames sob anestesia são solicitados por vários hospitais do país, e com características de ambulatório. A especificidade de alguns, e a diferenciação dos procedimentos anestésicos, tem permitido também, mostrar o elevado grau de inovação deste Centro Hospitalar e Universitário, com maior relevo na Imagiologia de Intervenção, Cardiologia de Intervenção, Gastrenterologia e Estomatologia. c. Número significativo de procedimentos anestésicos, e em constante crescendo nos últimos anos (dados dos últimos três anos: 3098 em 2011; 3278 em 2012 e 3766 em 2013). d. Recurso a elevada percentagem de técnicas de sedação profunda, sem intubação orotraqueal, em detrimento de técnicas de anestesia geral nos exames efectuados. e. Reconhecimento desta valência, na medida em que, num passado recente, internos de anestesiologia de outros hospitais, (antigo Centro Hospitalar de Coimbra, Hospital de S to André- Leiria, Hospital de S. Teotónio- Leiria, Hospital Página 3

4 Distrital do Funchal, ou ainda Hospital da Vila da Feira) solicitaram estágios nesta área, para complemento da sua formação anestésica. II. Elaboração do projecto de candidatura 1. Área de estágio opcional - ANESTESIA FORA DO BLOCO OPERATÓRIO. 2. Duração deste estágio opcional - três (3) meses. 3. Local - Serviço de Anestesiologia do C.H.U.C. 4. Responsável Dr. José Pedro Alves Ribeiro. 5. Objectivos a atingir Confirmar a disponibilidade de todo o equipamento necessário à realização do exame sob anestesia. Conhecer e saber lidar com todo o equipamento de anestesia e reanimação existente em todas as salas de exames complementares de diagnóstico, bem como saber localizar todas as drogas de emergência disponíveis. Conhecer as guidelines para anestesia e cirurgia do ambulatório. Conhecer a farmacologia dos agentes anestésicos frequentemente utilizados em processos de analgesia/sedação. Definir os poucos e pontuais procedimentos, que serão proibitivos de serem realizados fora do bloco operatório. Estar familiarizado com técnicas de ressuscitação (suporte básico e avançado de vida). Confirmar junto dos doentes, as orientações que terão sido transmitidas em consulta de anestesia. Definir os diferentes tipos de sedação/analgesia, sedação profunda, ou anestesia geral. Página 4

5 Identificar sinais de depressão respiratória e sinais clínicos precoces de hipercapnia. Diferenciar clinicamente sinais de depressão respiratória, de obstrução respiratória, bem como saber proceder para a sua rápida resolução. Conhecer as considerações especiais para a população pediátrica, nomeadamente pré- medicação, jejum pré- operatório e analgesia pós- operatória. 6. Capacidade formativa - dois (2) elementos por trimestre. 7. Estruturação do estágio a) Passagem obrigatória por todas as especialidades médicas e cirúrgicas atrás referenciadas. Serão contempladas as necessidades curriculares do interno do complementar, tendo em conta os programas agendados para cada dia da semana. b) Sessões mensais com o responsável pelo estágio, com discussão teórica de casos relevantes e de interesse para a sua formação. c) Apresentação voluntária de trabalho, que poderá ser de investigação. d) Apresentação de um relatório, onde constem as actividades por si realizadas, e onde exprima a sua opinião sobre os conhecimentos e experiência adquirida, bem como comentários críticos. e) A avaliação será contínua e incidirá sobre: i. Grau de consecução dos objectivos especificados no ponto 5 ii. Relacionamento inter pares iii. Empenho profissional iv. Capacidade para técnicas inovadoras v. Apresentação do trabalho vi. Discussão do relatório Página 5

6 8. Selecção de candidatos 8.1 A candidatura requer informação sobre: a) Período que pretende realizar o estágio b) A data prevista da realização do exame final da especialidade 8.2 Critérios de selecção: A selecção será feita mediante apresentação de proposta por escrito, que deverá incluir o interesse, motivação e objetivos. 9. Endereços para esclarecimentos e para candidaturas: Dr. Pedro Ribeiro Serviço de Anestesiologia dos CHUC Telefone: E- mail: saude.pt Página 6

Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos

Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos Curso de suporte Básico de Vida para Farmacêuticos e Administração de Vacinas e Medicamentos Injectáveis em Farmácia Comunitária -Formação Inicial Conducente à Certificação A Portaria 1429/2007, de 2 de

Leia mais

Unidades prestadores de cuidados de saúde do SNS. Departamento da Qualidade na Saúde (dqs@dgs.pt)

Unidades prestadores de cuidados de saúde do SNS. Departamento da Qualidade na Saúde (dqs@dgs.pt) NÚMERO: 006/2015 DATA: 08/04/2015 ASSUNTO: Gestão Integrada da Obesidade Requisitos para Centros de Tratamento Cirúrgico de Obesidade PALAVRAS-CHAVE: Tratamento Cirúrgico de Obesidade, Obesidade PARA:

Leia mais

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar do Porto Director de Serviço Dr. Humberto Machado Março de 2014 ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIOLOGIA PEDIÁTRICA Conforme o Diário da República 1ª série nº18-26

Leia mais

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores;

O CHCB emprega mais de 1400 colaboradores; Inaugurado em 17 Janeiro de 2000, o CHCB foi construído segundo padrões de alta qualidade, sujeito às mais rigorosas exigências tecnológicas. É a maior e mais sofisticada Unidade de Saúde de toda a Região

Leia mais

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS ADMINISTRAÇÃO DE VACINAS E MEDICAMENTOS INJECTÁVEIS EM FARMÁCIA COMUNITÁRIA Formação Inicial Conducente à Certificação A Portaria 1429/2007, de 2 de Novembro,

Leia mais

S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015

S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015 S.R. DA SAÚDE Portaria n.º 58/2015 de 6 de Maio de 2015 A redução de listas de espera cirúrgicas, de consultas e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica para tempos de espera clinicamente

Leia mais

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO

CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO PROJECTO CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO do Hospital de Santa Maria CENTRO DE AMBULATÓRIO PEDIÁTRICO MARIA RAPOSA Todos os anos, um número crescente de crianças, dos 0 aos 18 anos de idade, são assistidas

Leia mais

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013

RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 11 UMA RADIOGRAFIA DOS HOSPITAIS MUNICIPAIS ABRIL/2013 A Confederação Nacional de Municípios (CNM), preocupada com a realidade da Saúde Pública no Brasil e com as discussões em torno da qualidade dos serviços

Leia mais

Nº de Utilizadores do Hospital Psiquiátrico. Nº de Utilizadores do Hospital Psiquiátrico. Fecho (Ano N-2) Estimado (Ano N-1) Acumulado (Ano N)

Nº de Utilizadores do Hospital Psiquiátrico. Nº de Utilizadores do Hospital Psiquiátrico. Fecho (Ano N-2) Estimado (Ano N-1) Acumulado (Ano N) Q 2 Número de Utilizadores do Hospital (P) Instituições Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, EPE Agr. Scenario Contratualização Time Dezembro 2012 Área de Influência Fora da Área de Influência Notas:

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO. Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE. Vila Nova de Gaia, 30 de Agosto de 2007

REGULAMENTO INTERNO. Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE. Vila Nova de Gaia, 30 de Agosto de 2007 REGULAMENTO INTERNO Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, EPE Vila Nova de Gaia, 30 de Agosto de 2007 1ª Revisão: Vila Nova de Gaia, 30 de Setembro de 2010 ÍNDICE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

27 de Janeiro de 2006. - A Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Carmen Madalena da Costa Gomes e Cunha Pignatelli.

27 de Janeiro de 2006. - A Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, Carmen Madalena da Costa Gomes e Cunha Pignatelli. Despacho n.º 3845/2006 (2.ª série). - O Decreto-Lei n.º 112/98, de 24 de Abril, na alínea b) do n.º 1 do artigo 9.º, prevê a prorrogação do contrato administrativo de provimento dos internos que à data

Leia mais

Equivalência à Licenciatura em Medicina e atribuição do Grau de Mestre em Medicina no âmbito do Decreto Lei Nº 283/83 de 21 de Junho PROCEDIMENTOS

Equivalência à Licenciatura em Medicina e atribuição do Grau de Mestre em Medicina no âmbito do Decreto Lei Nº 283/83 de 21 de Junho PROCEDIMENTOS Equivalência à Licenciatura em Medicina e atribuição do Grau de Mestre em Medicina no âmbito do Decreto Lei Nº 283/83 de 21 de Junho PROCEDIMENTOS Por deliberação da Comissão Coordenadora do Conselho Científico,

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Científico

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Científico Equivalência à Licenciatura em Medicina e atribuição do Grau de Mestre em Medicina no âmbito do Decreto Lei Nº 283/83 de 21 de Junho PROCEDIMENTOS Por deliberação da Comissão Coordenadora do, foram aprovados

Leia mais

Hospital de Santo Espirito da Ilha Terceira e a sua articulação com as Unidades de Saúde de Ilha da RAA. Paula Moniz

Hospital de Santo Espirito da Ilha Terceira e a sua articulação com as Unidades de Saúde de Ilha da RAA. Paula Moniz Hospital de Santo Espirito da Ilha Terceira e a sua articulação com as Unidades de Saúde de Ilha da RAA Paula Moniz VISÃO O Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, EPER pretende ser uma instituição

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Gabinete do Secretário de Estado da Saúde 21816-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 118 20 de junho de 2012 PARTE C MINISTÉRIO DA SAÚDE Gabinete do Secretário de Estado da Saúde Despacho n.º 8317-A/2012 Pelo despacho n.º 7702 -B/2012, publicado

Leia mais

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA PARA FARMACÊUTICOS ADMINISTRAÇÃO DE VACINAS E MEDICAMENTOS INJECTÁVEIS EM FARMÁCIA COMUNITÁRIA Formação Inicial Conducente à Certificação A Portaria 1429/2007, de 2 de Novembro,

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae an Europass-Curriculum Vitae In pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Orvalho, Inês Tabau Rua Vicente Pindela, nº 36 1º esquerdo 3030-030 Coimbra Telefone(s) +351 239716762 Telemóvel: +351

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA. Portaria 50/ 97

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA. Portaria 50/ 97 PROGRAMA DE FORMAÇÃO DO INTERNATO COMPLEMENTAR DE ORTOPEDIA Portaria 50/ 97 314 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 16 20-1-1997 MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria n. o 50/97 de 20 de Janeiro As crescentes exigências

Leia mais

Planificação dos Serviços Farmacêuticos

Planificação dos Serviços Farmacêuticos Planificação dos Serviços Farmacêuticos As modificações introduzidas na Farmácia Hospitalar nas últimas duas décadas Pressupôs uma reorganização e uma nova planificação das estruturas existentes Objectivos

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar JUSTIFICATIVA A Promoção de saúde só será completa

Leia mais

Quem somos? MUNICÍPIO DO SEIXAL CENSOS 2011. População residente 158.269 hab. População jovem 27% População idosa 15% Mulheres 52% Homens 48%

Quem somos? MUNICÍPIO DO SEIXAL CENSOS 2011. População residente 158.269 hab. População jovem 27% População idosa 15% Mulheres 52% Homens 48% ARPIFF, 21 DE NOVEMBRO DE 2014 Quem somos? MUNICÍPIO DO SEIXAL CENSOS 2011 47.661 30,11% 48.629 30,73% 28886 18,25% 2776 1,75% 13258 8,38% População residente 158.269 hab. População jovem 27% População

Leia mais

CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, E.P.E

CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, E.P.E CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, E.P.E 2013 ÍNDICE 1. Identificação da Entidade... 3 2. Caracterização Geral... 4 3 Sistemas de Informação... 5 4. Outros Aspectos de Regulação, Organização e Controlo Interno

Leia mais

I. PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO

I. PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO I. PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO.º Programa - Projectos segundo a Aprovação (N=) 4 4 6 Aprovados Com Financiamento 9 Aprovados Sem Financiamento Rejeitados Total de Submetidos No.º Programa Educação pela Ciência

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 73/2013 de 1 de Julho de 2013

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 73/2013 de 1 de Julho de 2013 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 73/2013 de 1 de Julho de 2013 Tendo por aceite que os órgãos de gestão das unidades de saúde devem manter os seus representantes clínicos, mas

Leia mais

Proposta de Estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica no Serviço Anestesia Clínica do IPO, Porto

Proposta de Estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica no Serviço Anestesia Clínica do IPO, Porto O Serviço de Anestesia Clínica propõe a organização de estágio em anestesia para grande cirurgia oncológica, no âmbito dos estágios opcionais do Internato de Especialidade. O estágio engloba as seguintes

Leia mais

PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE

PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE CURSO PÓS GRADUADO EM PSIQUIATRIA E PSICOLOGIA FORENSE 16 DE ABRIL DE 2016 a 11 DE MARÇO DE 2017 LOCAL: AUDITÓRIO DO CENTRO HOSPITALAR TONDELA VISEU, E.P.E. Candidaturas: 10 DE MARÇO A 21 DE MARÇO, 2016

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais

Bairro. Normas Orientadoras BAIRRO. Co-financiamento

Bairro. Normas Orientadoras BAIRRO. Co-financiamento Normas Orientadoras BAIRRO Co-financiamento Índice Capítulo I - Âmbito...1 Artigo 1.º - Objecto...1 Artigo 2.º - Definições...1 Artigo 3º - Apelos Bairro 21...1 Artigo 4.º - Objectivos dos Apelos Bairro

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MACEIÓ Concurso Público 2012 Edital 002/2012 - SMSM GABARITO PRELIMINAR (18-12 - 2012)

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MACEIÓ Concurso Público 2012 Edital 002/2012 - SMSM GABARITO PRELIMINAR (18-12 - 2012) Cargo: ANALISTA CLÍNICO Tipo 3 Tipo 4 1 D 41 A 1 E 41 B 1 A 41 C 1 B 41 D 2 D 42 C 2 E 42 D 2 A 42 E 2 B 42 A 3 C 43 A 3 D 43 B 3 E 43 C 3 A 43 D 4 A 44 D 4 B 44 E 4 C 44 A 4 D 44 B 5 D 45 B 5 E 45 C 5

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO. Catálogo 2015 do Curso de Medicina

FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO. Catálogo 2015 do Curso de Medicina III MATRIZ CURRICULAR Matriz Curricular I (MC I), em atendimento às Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Graduação em Medicina, aprovadas no Parecer CNE/CES nº 1133/2001, de 7/8/2001. Aprovada

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 1980L0155 PT 31.07.2001 002.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B DIRECTIVA DO CONSELHO de 21 de Janeiro de 1980 que tem por objectivo a coordenação

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA. NOVA Medical School Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA. NOVA Medical School Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa NOVA Medical School Faculdade de Ciências Médicas Universidade Nova de Lisboa Mestrado Integrado em Medicina - 6º ano Unidade Curricular: Estágio Profissionalizante Regente: Professor Doutor Fernando Miguel

Leia mais

Enquadramento. Orientação Estratégica

Enquadramento. Orientação Estratégica Instituição Centro Hospitalar de Leiria, EPE - Agr. Q 01 Sumário Executivo Enquadramento O Plano Estratégico do Centro Hospitalar de Leiria, E.P.E. (CHL) representa a identificação das principais linhas

Leia mais

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS

CURSO: 104 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS Página: : 04 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 2 ANOS 0025 6 43,5 59,5 APROVADO 00239 3,75 25,5 39,25 2 APROVADO 0009-3,5 - - ELIMINADO Total de Candidatos: 3 Página: 2 : 05 - MEDICINA INTENSIVA ADULTO - 4

Leia mais

A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM)

A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM) A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM) O Exchange Programme (EP) é um Programa promovido pela Federação Europeia de Medicina Interna (EFIM) que visa

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO MÉDICOS EDITAL Nº 03/2014 GABARITOS (PÓS RECURSOS)

CONCURSO PÚBLICO MÉDICOS EDITAL Nº 03/2014 GABARITOS (PÓS RECURSOS) CONCURSO PÚBLICO MÉDICOS EDITAL Nº 03/2014 GABARITOS (PÓS RECURSOS) A Secretaria de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Campinas divulga a RETIFICAÇÃO DOS GABARITOS das Provas Objetivas realizadas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO (Aprovado na 6ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 18 de Março de 2003, na 2ª Sessão Extraordinária de Assembleia Municipal, realizada

Leia mais

Maria Raquel Aranda Santos Pereira, solteira, nasceu a 7 de Novembro de 1984, no Porto.

Maria Raquel Aranda Santos Pereira, solteira, nasceu a 7 de Novembro de 1984, no Porto. Maria Pereira, Dr.ª Dados pessoais e formação académica Maria Raquel Aranda Santos Pereira, solteira, nasceu a 7 de Novembro de 1984, no Porto. Frequentou o ensino pré-escolar e os três ciclos do ensino

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO MAR

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO MAR 6076-(2) Diário da República, 1.ª série N.º 240 12 de dezembro de 2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E DO MAR Portaria n.º 258-A/2014 de 12 de dezembro No contexto da otimização da utilização das quotas de

Leia mais

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia Dentro da Multicare O seu seguro Viva Melhor dá-lhe acesso a uma vasta lista de prestigiados médicos, clínicas, laboratórios, de todo o país a custos reduzidos. Pode consultar a lista em www.multicare.pt

Leia mais

III CONGRESSO DE TRAUMA DO VALE DO PARAÍBA

III CONGRESSO DE TRAUMA DO VALE DO PARAÍBA TRAUMA 2010 III CONGRESSO DE TRAUMA DO VALE DO PARAÍBA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS TRAUMA FAST TRACK ORGANIZAÇÃO DOS CUIDADOS HOSPITALARES URGENTES AO DOENTE TRAUMATIZADO - UMA VIA VERDE PARA O TRAUMA Carlos Mesquita

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 27 de maio de 2014. Série. Número 96

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 27 de maio de 2014. Série. Número 96 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 27 de maio de 2014 Série Sumário VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Despacho n.º 90/2014 Delega competências no Diretor Regional de Infraestruturas

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO Recrutamento para Administração Pública O presente anúncio de recrutamento é coordenado pela Direcção Geral da Administração Pública (DGAP), de acordo com os normativos de Recrutamento

Leia mais

Informação Ano Lectivo 2016 Inscrições: janeiro e Fevereiro Inicio do ano Letivo: Março. Logo do ISPAJ

Informação Ano Lectivo 2016 Inscrições: janeiro e Fevereiro Inicio do ano Letivo: Março. Logo do ISPAJ Informação Ano Lectivo 2016 Inscrições: janeiro e Fevereiro Inicio do ano Letivo: Março Logo do ISPAJ Departamento de Ciências da Saúde Licenciatura OFERTA FORMATIVA Enfermagem Cardiopneumologia Odontologia

Leia mais

Projectos candidatos ao Prémio de Boas Práticas sobre Eficiência (por ordem alfabética) Designação do Projecto Região Instituição Executora

Projectos candidatos ao Prémio de Boas Práticas sobre Eficiência (por ordem alfabética) Designação do Projecto Região Instituição Executora Projectos candidatos ao Prémio de Boas Práticas sobre Eficiência 1. Apoio Domiciliário e Voluntariado a Idosos e Centro de Saúde Soares dos Reis (V. N. Gaia) 2. Combate à Obesidade Infantil Pública da

Leia mais

PROCEDIMENTO. Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

PROCEDIMENTO. Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho PÁG. 1 DE 5 1. - OBJECTIVO Pretende-se definir: princípios básicos de adequados às actividades desenvolvidas pelas empresas do Grupo Santos e Vale visando prevenir os riscos profissionais e promover a

Leia mais

REFERENCIAÇÃO À CONSULTA DE DESENVOLVIMENTO MAPA DE REVISÕES PROCEDIMENTO. Destinatários. Data 2011.11.25 2012.04.10

REFERENCIAÇÃO À CONSULTA DE DESENVOLVIMENTO MAPA DE REVISÕES PROCEDIMENTO. Destinatários. Data 2011.11.25 2012.04.10 Palavras-Chave: Consulta; Desenvolvimento Destinatários Médicos dos ACES da Unidade Coordenadora Funcional (UCF) de Leiria Elaboração Dr.ª Margarida Henriques, Dr. Pascoal Moleiro Aprovação Diretor do

Leia mais

PARECER CREMEC nº 29/2010 27/09/2010

PARECER CREMEC nº 29/2010 27/09/2010 PARECER CREMEC nº 29/2010 27/09/2010 PROCESSO-CONSULTA Protocolo CREMEC nº 2084/10 ASSUNTO Condições mínimas de segurança para a prática de anestesia PARECERISTA Câmara Técnica de Anestesiologia DA CONSULTA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 2015.2 MEDICINA

MATRIZ CURRICULAR 2015.2 MEDICINA Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Coordenadoria de Ensino de Graduação Centro de Ciências da Saúde MATRIZ CURRICULAR 2015.2 MEDICINA PRIMEIRO PERÍODO MORFOLOGIA BIOLOGIA CELULAR, TECIDUAL E DO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CENTRO HOSPITALAR DO BAIXO VOUGA, EPE. 1 Órgãos Sociais... 3. 2 Atividade Assistencial... 4. 3 Recursos Humanos... 13. 4 Execução Orçamental...

CENTRO HOSPITALAR DO BAIXO VOUGA, EPE. 1 Órgãos Sociais... 3. 2 Atividade Assistencial... 4. 3 Recursos Humanos... 13. 4 Execução Orçamental... SUMÁRIO 1 Órgãos Sociais... 3 2 Atividade Assistencial... 4 3 Recursos Humanos... 13 4 Execução Orçamental... 17 5 Controlo de Gestão... 21 6 Conclusão... 26 2 1 Órgãos Sociais Conselho de Administração

Leia mais

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIA PARA TRANSPLANTAÇÃO HEPÁTICA, RENO-PANCREÁTICA, RENAL E CÓRNEA

ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIA PARA TRANSPLANTAÇÃO HEPÁTICA, RENO-PANCREÁTICA, RENAL E CÓRNEA Serviço de Anestesiologia do Centro Hospitalar do Porto Director de Serviço Dr. Humberto Machado Março de 2014 ESTUDOS AVANÇADOS EM ANESTESIA PARA TRANSPLANTAÇÃO HEPÁTICA, RENO-PANCREÁTICA, RENAL E CÓRNEA

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SELEÇÃO PÚBLICA PARA ADMISSÃO DE MÉDICOS COMO COOPERADOS NA UNIMED JUIZ DE FORA 01/2012 34288 Acupuntura 59 aprovado 3 45210 Alergia e Imunologia 56,5 aprovado 5 42926 Anestesiologia 62,5 aprovado 48867 Anestesiologia 60,5 aprovado 48235 Anestesiologia 59 aprovado 9 48302 Anestesiologia 56

Leia mais

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES Preâmbulo Tendo por objecto a salvaguarda da qualidade das auditorias executadas sobre actividades ou exercício farmacêuticos, a Ordem dos Farmacêuticos veio criar o presente regulamento da Bolsa de Auditores.

Leia mais

Médicos da idoneidade e da capacidade formativa para ministrar o Ciclo de Estudos Especiais de Neonatologia.

Médicos da idoneidade e da capacidade formativa para ministrar o Ciclo de Estudos Especiais de Neonatologia. Regulamento do Colégio de Subespecialidade de Neonatologia da Ordem dos Médicos para reconhecimento de Idoneidade e Capacidade Formativa para ministrar o Ciclo de Estudos Especiais de Neonatologia - Versão

Leia mais

Identificação da empresa

Identificação da empresa Identificação da empresa O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, EPE, criado através do Decreto Lei n.º 326/2007 de 28 de Setembro, com início de actividade a 1 de Outubro de 2007, resultou da fusão de

Leia mais

PROGRAMA CIENTÍFICO. 25 e 26 fevereiro 2016. Centro de Congressos de Lisboa. Homenagem Nacional: Prof. Doutor A. Pacheco Palha

PROGRAMA CIENTÍFICO. 25 e 26 fevereiro 2016. Centro de Congressos de Lisboa. Homenagem Nacional: Prof. Doutor A. Pacheco Palha Presidente Prof. Doutor A. Pacheco Palha Secretários Gerais Dr. José Canas da Silva e Dr. Rui Cernadas Homenagem Nacional: Prof. Doutor A. Pacheco Palha 25 e 26 fevereiro 2016 Centro de Congressos de Lisboa

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças. Ministério da Saúde PARTE C PARTE E. Segunda-feira, 23 de junho de 2014 Número 118

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças. Ministério da Saúde PARTE C PARTE E. Segunda-feira, 23 de junho de 2014 Número 118 II SÉRIE Segunda-feira, 23 de junho de 2014 Número 118 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério das Finanças Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento: Portaria n.º 486-A/2014: Alteração à Portaria

Leia mais

Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável. III.3. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade. Tipologia de Investimento

Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável. III.3. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade. Tipologia de Investimento Eixo III _ Desenvolvimento Sustentável III.. Gestão Ambiental Sustentável, Conservação da Natureza e Biodiversidade Tipologia de Investimento Eixo III III. CONTROLO DO DOCUMENTO Versão Data Descrição N.

Leia mais

Actuais e Futuras Necessidades Previsionais de Médicos (SNS)

Actuais e Futuras Necessidades Previsionais de Médicos (SNS) Actuais e Futuras Necessidades Previsionais de Médicos (SNS) Unidade Operacional Planeamento e Investimentos Director: Dr. Adriano Natário Unidade Funcional Estudos e Planeamento de Recursos Humanos Coordenador:

Leia mais

PLANO DE SEDAÇÃO POR ANESTESISTAS NORMA Nº 641

PLANO DE SEDAÇÃO POR ANESTESISTAS NORMA Nº 641 Página: 1/10 1- OBJETIVO 1.1- Estabelecer as regras para a prática de sedação na instituição visando redução do risco e aumento da segurança aos pacientes do Sistema de Saúde Mãe de Deus. 1.2- Fornecer

Leia mais

Reunião com Maria João da SPP

Reunião com Maria João da SPP Reunião com Maria João da SPP Fui a Lisboa dia 26 de Novembro de 2007 Nomeação de médicos para contactos com imprensa: Norte: José Luís Centro: Helena Sul: Leonor Reunião com Maria João da SPP Curso da

Leia mais

Curso de Suporte Básico de Vida para Farmacêuticos e Curso de Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis em Farmácia Comunitária

Curso de Suporte Básico de Vida para Farmacêuticos e Curso de Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis em Farmácia Comunitária Curso de Suporte Básico de Vida para Farmacêuticos e Curso de Administração de Vacinas e Medicamentos Injetáveis em Farmácia Comunitária A Portaria 1429/2007, de 2 de novembro, consagra que os serviços

Leia mais

Maria Margarida Cruz Paixão Nº2009246. Introdução... 3. Pediatria... 3. Ginecologia e Obstetrícia... 4. Saúde Mental... 4

Maria Margarida Cruz Paixão Nº2009246. Introdução... 3. Pediatria... 3. Ginecologia e Obstetrícia... 4. Saúde Mental... 4 Maria Margarida Cruz Paixão Nº2009246 Índice Introdução... 3 Pediatria... 3 Ginecologia e Obstetrícia... 4 Saúde Mental... 4 Medicina Geral e Familiar... 5 Medicina Interna... 5 Cirurgia Geral... 6 Estágio

Leia mais

A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM)

A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM) A - REGULAMENTO GERAL DO PROGRAMA EXCHANGE DA FEDERAÇÃO EUROPEIA DE MEDICINA INTERNA (EFIM) O Exchange Programme (EP) é um Programa promovido pela Federação Europeia de Medicina Interna (EFIM) que visa

Leia mais

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA COM DAE

CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA COM DAE CURSO DE SUPORTE BÁSICO DE VIDA COM DAE e ADMINISTRAÇÃO DE VACINAS E MEDICAMENTOS INJECTÁVEIS EM FARMÁCIA COMUNITÁRIA Formação Inicial Conducente à Certificação A Portaria 1429/2007, de 2 de Novembro,

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE

RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE As entidades prestadoras de cuidados de saúde devem publicar e divulgar, até 31 de Março de cada ano, um relatório circunstanciado sobre o acesso aos

Leia mais

EMERGÊNCIAS MÉDICAS PARA MÉDICOS DENTISTAS CURSO DE CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DE COIMBRA O CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DOS HUC

EMERGÊNCIAS MÉDICAS PARA MÉDICOS DENTISTAS CURSO DE CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DE COIMBRA O CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DOS HUC CURSO DE EMERGÊNCIAS MÉDICAS PARA MÉDICOS DENTISTAS CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DE COIMBRA O CENTRO DE SIMULAÇÃO BIOMÉDICA DOS HUC PARCEIRO PROMOTOR Criado num Hospital Público Universitário, o Centro

Leia mais

2009 Relatório e Contas

2009 Relatório e Contas Centro Hospitalar de Coimbra, E.P.E. Relatório & Contas 2009 Centro Hospitalar de Coimbra, E.P.E 2009 Relatório e Contas Página 1 de 153 Conteúdo Mensagem do Conselho de Administração...4 Parte I Relatório

Leia mais

Prova Nacional de Seriação

Prova Nacional de Seriação Prova Sabias que será alterado em breve o modelo de Prova Nacional de Seriação? Sabes se já não vais fazer o exame Harrison? Sabes o que é a NBME? E o novo modelo, conhece-lo? da Prova Aqui ficam as respostas

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 4600074 1 100 100 - CIRURGIA GERAL 4600086 2 100 100 - CIRURGIA GERAL 4600489 3 100 100 - CIRURGIA GERAL 4600487 4 100 100 - CIRURGIA GERAL 4600670 5 100 100 - CIRURGIA GERAL 4600415 6 100 100 - CIRURGIA

Leia mais

TRANSPORTE INTER-HOSPITALAR PEDIÁTRICO DA REGIÃO NORTE NORMAS DE ACTIVAÇÃO E CRITÉRIOS DE TRANSPORTE

TRANSPORTE INTER-HOSPITALAR PEDIÁTRICO DA REGIÃO NORTE NORMAS DE ACTIVAÇÃO E CRITÉRIOS DE TRANSPORTE TRANSPORTE INTER-HOSPITALAR PEDIÁTRICO DA REGIÃO NORTE NORMAS DE ACTIVAÇÃO E CRITÉRIOS DE TRANSPORTE O sistema de Transporte Inter-hospitalar Pediátrico (TIP) foi formalmente criado por protocolo entre

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE

RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE RELATÓRIO ANUAL SOBRE O ACESSO A CUIDADOS DE SAÚDE As entidades prestadoras de cuidados de saúde devem publicar e divulgar, até 31 de março de cada ano, um relatório circunstanciado sobre o acesso aos

Leia mais

BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO. Artigo 1º (Objecto)

BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO. Artigo 1º (Objecto) BOLSAS DE FINANCIAMENTO A PROJECTOS DE APOIO A DOENTES REGULAMENTO Artigo 1º (Objecto) 1. A ROCHE concederá 5 Bolsas a projectos que visem a dinamização de iniciativas por parte das Associações de Doentes

Leia mais

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL

Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Reunião Nacional das Comissões de Ética PERSPECTIVAS FUTURAS DA INVESTIGAÇÃO CLÍNICA EM PORTUGAL Recursos Humanos Financiamento Condições Legais: Lei de Investigação Clínica Fundo para a Investigação em

Leia mais

1) Objectivos do programa:

1) Objectivos do programa: De: Divisão de Educação Para: Senhora Vereadora Prof. Dilma Nantes Data: 14 de Julho de 2010 Assunto: Programa de Acção Social Escolar 2010/2011 1.ª fase Dando cumprimento ao solicitado superiormente,

Leia mais

hospital de dia oncológico

hospital de dia oncológico guia do chtmad nota introdutória Sempre a pensar em si e para que possa beneficiar na totalidade de todos os nossos serviços, apresentam-se algumas informações que se consideram ser do seu interesse. Lembramos

Leia mais

3ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE DESIGN & CRIATIVIDADE. - Mobilidade - REGULAMENTO DO CONCURSO ANO LETIVO 2015-2016

3ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE DESIGN & CRIATIVIDADE. - Mobilidade - REGULAMENTO DO CONCURSO ANO LETIVO 2015-2016 3ª EDIÇÃO DO CONCURSO DE DESIGN & CRIATIVIDADE - Mobilidade - REGULAMENTO DO CONCURSO ANO LETIVO 2015-2016 1. Verallia Breve Apresentação A Verallia é uma marca que reúne as atividades de embalagem alimentares

Leia mais

guia de cliente Cartões Activcare PME

guia de cliente Cartões Activcare PME guia de cliente Cartões Activcare PME ÍNDICE BEM-VINDO PÁG. 4 ACTIVCARE PÁG. 5 / MODALIDADES DISPONÍVEIS / COMO UTILIZO O MEU ACTIVCARE / COMO PAGO OS SERVIÇOS QUE UTILIZO COMO USAR A REDE MÉDICA PÁG.

Leia mais

- Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais -

- Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais - - Avaliação da Cultura de Segurança do Doente em Hospitais - A segurança do doente é uma preocupação crescente nos Hospitais Portugueses, tal como acontece noutros países da Europa e do resto do mundo.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos RETIFICAÇÃO DO EDITAL N 125, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2011 - CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO. A Pró-reitora de Recursos Humanos, em exercício, da Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE Indicadores de cobertura NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE 1. Conceituação x Número médio de consultas médicas apresentadas no Sistema Único de Saúde (SUS) por habitante, em determinado espaço

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 120 23 de Junho de 2010 2237

Diário da República, 1.ª série N.º 120 23 de Junho de 2010 2237 Diário da República, 1.ª série N.º 120 23 de Junho de 2010 2237 o previsto para os docentes da educação pré -escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, continua aplicar -se o disposto no seu artigo 18.º

Leia mais

MANUAL DA INCUBADORA DO TAGUSPARK

MANUAL DA INCUBADORA DO TAGUSPARK MANUAL DA INCUBADORA DO TAGUSPARK Data: Outubro de 2013 Índice 1. Introdução... 1 2. Âmbito... 1 3. Modelo de incubação... 2 3.1 Pré-Incubação... 2 3.2 Incubação... 3 3.3 Desenvolvimento Empresarial...

Leia mais

A CONTRATUALIZAÇÃO INTERNA FIGUEIRA DA FOZ HOTEL EUROSTARS OASIS PLAZA 19 DE SETEMBRO

A CONTRATUALIZAÇÃO INTERNA FIGUEIRA DA FOZ HOTEL EUROSTARS OASIS PLAZA 19 DE SETEMBRO A CONTRATUALIZAÇÃO INTERNA FIGUEIRA DA FOZ HOTEL EUROSTARS OASIS PLAZA 19 DE SETEMBRO MODERAÇÃO PEDRO BEJA AFONSO Para além de Presidente do Conselho de Administração do Hospital Distrital da Figueira

Leia mais

U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE)

U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) Concurso

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE SMS

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE SMS PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SEMAD SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE SMS CONCURSO PÚBLICO 004/2016 A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO DE SISTEMA DE ANESTESIA, PARA O SERVIÇO DE ANESTESIA/BLOCO OPERATÓRIO CONCURSO PÚBLICO N.º 180027/16 1 Programa de Concurso Artigo 1.º

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016

RESIDÊNCIA MÉDICA 2016 4600074 1 100 100 - CIRURGIA GERAL Convocado 4600086 2 100 100 - CIRURGIA GERAL Convocado 4600489 3 100 100 - CIRURGIA GERAL Convocado 4600487 4 100 100 - CIRURGIA GERAL Convocado 4600670 5 100 100 - CIRURGIA

Leia mais

NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos NCE/09/01132 Decisão de apresentação de pronúncia - Novo ciclo de estudos Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da

Leia mais

Guia de Cliente Seguro de Saúde

Guia de Cliente Seguro de Saúde 1 2 Índice O que está coberto pelo meu Seguro de Saúde? Qual o valor máximo pago pelo Segurador por ano por cada cobertura? O que tenho de pagar quando utilizar o Seguro de Saúde? Tabela de Franquias e

Leia mais

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia

Dentro da Rede Multicare. 1. Pagamento de Despesas. 2. Marcação de Consulta. 3. Marcação de Tratamento / Exame. 4. Autorização Prévia Multicare O seu seguro Viva Melhor dá-lhe acesso a uma vasta lista prestigiados médicos, clínicas, laboratórios, todo o país a custos reduzidos. Po consultar a lista em www.multicare.pt ou acer através

Leia mais

Estágios de Verão BESup. GUN Gabinete Universidades

Estágios de Verão BESup. GUN Gabinete Universidades Estágios de Verão BESup Janeiro 2013 Objetivos dos Estágios BESup Participar de forma construtiva na valorização dos Universitários através da criação de valor científico, intelectual e vivencial Detetar

Leia mais

Cardiologia Cardiologia Pediátrica Cirurgia Cardíaca Cirurgia Geral 1 Cirurgia Maxilofacial Cirurgia Pediátrica

Cardiologia Cardiologia Pediátrica Cirurgia Cardíaca Cirurgia Geral 1 Cirurgia Maxilofacial Cirurgia Pediátrica Anatomia Patológica Anestesiologia Angiologia e Cirurgia Cardiologia Cardiologia Pediátrica Cirurgia Cardíaca Cirurgia Geral Cirurgia Maxilofacial Cirurgia Pediátrica Cir. Plástica Cirurgia Torácica Dermatovenereologia

Leia mais

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS Anexo I Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS COD.101 - CLINICA MÉDICA 0 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 11 3 Faculdade de Medicina de Catanduva 6 4 Hospital Guilherme Alvaro -

Leia mais

ANEXO C Linhas Orientadoras para a Fase Formativa. (Decreto-Lei n.º 3/2011, de 6 de Janeiro)

ANEXO C Linhas Orientadoras para a Fase Formativa. (Decreto-Lei n.º 3/2011, de 6 de Janeiro) ANEXO C Linhas Orientadoras para a Fase Formativa Procedimento Especial de Obtenção do Grau de Especialista por Equiparação ao Estágio da Carreira dos TSS Ramo Psicologia Clínica (Norte, Centro Sul e Ilhas)

Leia mais

Curso de Arteterapia Antroposófica 2014/2018

Curso de Arteterapia Antroposófica 2014/2018 Curso de Arteterapia Antroposófica 2014/2018 1- GENERALIDADES Introdução: A formação em Arteterapia com base na imagem antroposófica do ser humano, baseia-se numa imagem integral do homem, tanto são como

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.170, DE 06 DE JANEIRO DE 1993 - D.O. 06.01.93.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI Nº 6.170, DE 06 DE JANEIRO DE 1993 - D.O. 06.01.93. Autor: Poder Executivo LEI Nº 6.170, DE 06 DE JANEIRO DE 1993 - D.O. 06.01.93. * Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários do Sistema Único de Saúde do Estado de Mato Grosso, e dá outras providências.

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto REGULAMENTO DO MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO FÍSICA NOS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO (2º CICLO) Artigo 1.º Criação A Universidade da

Leia mais

Carlos Alberto Maia Dias. Rua Pedro Álvares Cabral, Nº 3, 4º esquerdo 2685-229 Portela. Contactos Telemóvel - 917588053 E-mail - m60.dias@gmail.

Carlos Alberto Maia Dias. Rua Pedro Álvares Cabral, Nº 3, 4º esquerdo 2685-229 Portela. Contactos Telemóvel - 917588053 E-mail - m60.dias@gmail. RESUMO CURRICULAR Dados Biográficos Nome Sexo Nacionalidade Carlos Alberto Maia Dias Masculino Data de Nascimento 1946/01/10 Estado Civil Residência Casado com 2 filhos Rua Pedro Álvares Cabral, Nº 3,

Leia mais

Projeto de Resolução nº 838/XII/3ª. Revogação da reorganização das urgências no período noturno na Área Metropolitana de Lisboa

Projeto de Resolução nº 838/XII/3ª. Revogação da reorganização das urgências no período noturno na Área Metropolitana de Lisboa PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Resolução nº 838/XII/3ª Revogação da reorganização das urgências no período noturno na Área Metropolitana de Lisboa A par da reorganização hospitalar,

Leia mais