Guia Didático do Professor

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia Didático do Professor"

Transcrição

1 Guia Didático do Professor Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Substâncias Químicas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA

2 Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica Stella M. Peixoto de Azevedo Pedrosa Redação Gislaine Garcia Tito Tortori Revisão Alessandra Muylaert Archer Projeto Gráfico Eduardo Dantas Diagramação Isabela La Croix Revisão Técnica Nádia Suzana Henriques Schneider Produção Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Realização Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério da Educação Objetivo geral: Discutir o processo de surgimento dos elementos químicos a partir do estudo da teoria do Big Bang. Objetivos específicos: Especular sobre um cenário possível para os primórdios do universo; Reconhecer que os elementos químicos que existem em todos os corpos e objetos foram formados desde o início do universo há bilhões de anos; Explicitar em linhas gerais a ideia básica por trás da teoria do Big Bang; Reconhecer que no início do séc.xx havia um embate teórico se o universo teria evoluído (em expansão) ou se ele seria estacionário (homogêneo e imutável); Relacionar os estudos de Hubble, com o uso da espectroscopia, e a demonstração de que as galáxias estavam se afastando umas das outras; Caracterizar a Era de Planck; Reconhecer que durante a nucleossíntese só eram formados elementos químicos simples, como o hidrogênio, hélio e lítio; Vídeo (Audiovisual) Programa: Tudo se Transforma Episódio: Gênesis dos Elementos Químicos 1 Duração: 10 minutos Área de aprendizagem: Química Conteúdo: Substâncias Químicas Conceitos envolvidos: átomo primordial, constante cosmológica, desvio para o vermelho, efeito Doppler, época de Planck, elementos químicos, espectroscópio, nucleossíntese, teoria do Big Bang, universo estacionário, universo em expansão. Público-alvo: 1ª série do Ensino Médio Citar a fusão nuclear estelar como a fonte dos elementos químicos mais pesados. Identificar que a matéria, conforme a conhecemos, não existia. Pré-requisitos: Não existem pré-requisitos. Tempo previsto para a atividade: Consideramos que uma aula (45 a 50 minutos cada) será suficiente para o desenvolvimento das atividades propostas.

3 Introdução O guia é baseado no episódio Substâncias Químicas Gênesis dos Elementos Químicos 1. Portanto, o foco é o surgimento do universo, com base na teoria do Big Bang. Esse episódio explica a formação e o surgimento dos primeiros elementos químicos. Além disso, também aborda a Era de Planck, tentando explicar o que ocorreu no período que antecedeu ao Big Bang. O programa Tudo se Transforma apresenta a Química sob uma perspectiva histórica, destacando a sua evolução ao longo da história da humanidade e de como as descobertas no campo do que hoje chamamos de Química contribuíram para mudanças no estilo de vida e de compreensão do mundo no qual estamos. Dessa forma, o aluno poderá perceber a importância do conhecimento científico para a ampliação da sua compreensão da natureza e das possibilidades de atuação no mundo. professor! Fique atento em mostrar aos alunos o quanto a química está intimamente ligada às coisas do nosso dia-a-dia! Audiovisual Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Neste guia, apresentamos tópicos que poderão ser explorados antes, durante e após a exibição do vídeo. Você poderá selecionar aqueles mais adequados e acrescentar outros, não contemplados aqui. Também cabe a você decidir o melhor momento para introduzi-los. Verifique com antecedência a disponibilidade dos recursos necessários um computador ou um equipamento específico de DVD conectado a uma TV ou projetor multimídia para a apresentação do vídeo no dia previsto. Porém, não esqueça que imprevistos podem acontecer. Caso ocorra algum problema com os aparelhos de mídia na hora da apresentação, seria interessante reservar uma atividade que substitua o vídeo para que a continuidade do programa não seja prejudicada.

4 Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor 1. Desenvolvimento Você poderá iniciar a aula perguntando aos alunos se eles conhecem algo sobre a história da Química ou sobre o período histórico que o vídeo apresenta. Permita que eles expressem suas ideias, incentivando uma atmosfera de debate. Se possível, aproveite esses conhecimentos prévios para valorizar o episódio que será assistido. Entretanto, essa dinâmica não deve se estender muito, pois poderá ser retomada de forma mais produtiva posteriormente, quando o vídeo já estiver sido apresentado. Depois da apresentação, tente dar sentido ao assunto abordado pelo vídeo, contextualizando, sempre que possível, com exemplos que façam parte do cotidiano dos alunos. Dessa maneira, eles terão mais condições de questionar e facilidade para assimilar o que foi apresentado. O Surgimento do Universo Tudo que existe hoje, a matéria, o espaço e até mesmo o tempo, veio de um minúsculo ponto. Talvez uma das maiores curiosidades do homem seja saber como aconteceu o início de tudo, ou seja, como surgiu o universo. Antes da apresentação do vídeo, instigue os alunos a pensarem sobre o surgimento do universo, que processos ocorreram e como apareceram os primeiros elementos químicos. Lembre-lhes que essa questão não pode ser explicada de forma simples e que para ser respondida de maneira plena está contando com a pesquisa e o trabalho de inúmeros cientistas de vários países desde a década de 20 e ao longo de todo o século XX. É possível que alguns alunos tenham um discurso religioso, pautado na criação divina do universo. Explique que, apesar de grande parte das filosofias religiosas oferecerem alguma explicação para a origem do universo, não convém prolongar a discussão. O melhor é tentar encontrar uma síntese entre ciência e religião, uma vez que ambas são formas distintas de conhecimento. Reafirme, sem menosprezar as explicações religiosas, que o intuito deste episódio é tratar esse tema refletindo sobre quais as transformações que desencadearam o surgimento da matéria e, consequentemente, a origem do universo. 4 Em seguida, lembre que o mundo material é composto por substâncias geradas pela combinação de vários elementos químicos cerca de 100 e que se tivermos um olhar químico para tudo que nos cerca, chegaremos à conclusão que os elementos químicos estão presentes em quase tudo ao nosso redor.

5 Para melhor visualização dos alunos, destaque a imagem a seguir. Aponte que o vídeo mostra um rapaz na cozinha de sua casa fazendo uma vitamina de frutas e, ao mesmo tempo, aparecem os símbolos dos elementos químicos que fazem parte das substâncias que formam os objetos e frutas presentes nesta cena. Em geral, não paramos para pensar que cada objeto ou produto é composto por dezenas, centenas ou milhares de substâncias, e que a história por trás desse conhecimento químico envolveu observações, testes, descobertas, invenções e aperfeiçoamentos. Quando usamos objetos em nosso cotidiano, não nos damos conta de que cada um deles é resultado de um longo processo de construção do conhecimento, iniciado em um passado bem distante até os nossos tempos. mais detalhes! Professor, você poderá encontrar mais informações sobre a teoria do Big Bang no site: Audiovisual Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Os alunos certamente já sabem que tudo que nos cerca é composto por átomos e substâncias. Mas, será que eles sabem explicar quanto tempo de existência têm essas partículas? E se elas sempre existiram? Quando foram criadas? Houve um tempo em que os átomos não existiam? Como surgiram todos os elementos químicos da tabela periódica? Big Bang. Este é o nome da famosa teoria que explica a evolução do universo, desde os primeiros instantes até hoje. Pergunte aos alunos se eles já ouviram falar na Teoria do Big Bang. Informe lhes que essa foi a teoria mais famosa sobre a evolução do universo e a mais aceita para explicar o surgimento dos elementos químicos. Essa teoria diz que o universo surgiu há pelo menos 13,7 bilhões de anos, a partir de um estado inicial de temperatura e densidade altamente elevadas. O universo teria surgido após uma grande explosão cósmica, entre 10 e 20 bilhões de anos atrás, isto é, a uma grande liberação de energia, criando o espaço-tempo. 5

6 Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Informe aos alunos que o nome Big Bang foi usado pelo astrônomo inglês Fred Hoyle como uma forma de debochar e ridicularizar o modelo e seus defensores em um programa de rádio. Lembre que esse nome (algo semelhante a teoria do grande boom ou grande explosão ), cujo objetivo era menosprezar o autor da ideia, acabou servindo para divulgar a teoria, pois o nome tornou-se um termo científico respeitável. Um dos primeiros cientistas a considerar a hipótese de que o universo teria um início foi o astrônomo, físico e padre belga, George Lemaitre, que, no ano de 1927, propôs a hipótese de que o universo primordial teria surgido de um ponto extremamente denso, semelhante a um grande núcleo atômico radioativo. Lemaitre afirmava que esse Ovo Cósmico ou átomo primordial teria explodido, dando origem aos elementos químicos e, consequentemente, às estrelas e galáxias. Lembre aos alunos que Einstein não acreditava na ideia de um universo em expansão e que, para adequar suas equações ao modelo de universo estacionário, introduziu uma constante antigravidade, denominada constante cosmológica. Destaque a animação ao lado, do vídeo, com a apresentação da discordância de Einstein sobre a possibilidade de um universo em expansão. Posteriormente, Einstein aceitou, a partir dos estudos de Edwin Hubble, em 1929, a ideia de que as galáxias se distanciavam rapidamente umas das outras desde a origem do universo. Na época, Einstein assumiu a constante cosmológica como o maior erro de sua vida, pois foi introduzida exclusivamente para compatibilizar os seus cálculos com o modelo de universo estacionário, considerado por ele, na ocasião, como o mais apropriado. Destaque a imagem do vídeo a seguir, que mostra a análise da imagem de espectroscopia (semelhante ao arco-íris) que levou Edwin Hubble a concluir que as galáxias estavam se afastando umas das outras. Informe aos alunos que, graças a um fenômeno denominado efeito Doppler, Hubble identificou que a luz vinda das galáxias apresentava, no espectroscópio, o chamado desvio para o vermelho (vide figura à direita a seguir): 6

7 Considerando que o universo está em expansão, se pensarmos em um movimento reverso, podemos admitir que, em um passado muito remoto, toda a matéria das galáxias esteve reunida em um único ponto. Esse pensamento retoma novamente a teoria de Lemaitre, ou seja, a Teoria do Big Bang. Porém, atualmente, existem correntes contrárias à teoria proposta por Lemaitre, pois esse modelo não satisfez as leis da relatividade/gravitação e estrutura da matéria/quântica, mas certamente George Lemaitre contribuiu e inspirou os modelos modernos. Época de Planck Lembre aos alunos que, à medida em que retornamos no tempo para tentar prever como era o universo em seu berço, deparamo-nos com alguns problemas teóricos importantes. Destaque que há uma barreira que não poderá ser superada apenas com o aprofundamento das pesquisas a partir dos conhecimentos da física moderna. Na verdade, à medida que chegamos perto do Big Bang, percebemos que a temperatura era tão elevada e crítica ( (71) 1032 K) que as partículas subatômicas eram formadas e aniquiladas simultaneamente. Explique que, nessas condições, a unificação das forças físicas impede que os fenômenos sejam previstos adequadamente. Informe aos alunos que esse período obscuro é chamado de Era ou Época de Planck, sendo entendido como o momento zero até segundos após o Big Bang, quando as quatro forças da natureza estavam unificadas. Isso revela que é necessário o surgimento de novas teorias físicas para descrever o que deve ter acontecido nos primórdios do universo, quando as partículas elementares ainda não existiam. E, como explicar o período anterior ao começo do universo se as leis da física que conhecemos hoje não existiam? Explique que, nesse ponto, a temperatura era tão elevada que só permitia a existência de um plasma de partículas fundamentais, denominado quark-gluon. mais detalhes! Professor, você poderá encontrar mais informações sobre a importância da espectroscopia para a compreensão do universo lendo o artigo disponível em: qnesc.sbq.org.br/online/ qnesc03/historia.pdf dica! Saiba mais sobre o plasma de quark-gluon lendo o artigo Mais Quente que o Inferno, disponível em: br/chivononpo/2010/02/ mais_quente_que_o_inferno.php Audiovisual Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Pergunte aos alunos se eles conseguem imaginar como seria ter toda a energia contida nas galáxias do universo em um único ponto no momento anterior à grande expansão. Reserve um momento da aula para eles refletirem e, em seguida, informe que, nesse período, toda a matéria e energia do universo eram confinadas num espaço ínfimo, compreendido hoje pelo tamanho microscópico de um átomo. Aproveite para lembrar que, a partir da pesquisa de Rutherford, passamos a entender que grande parte da matéria é constituída de vazio, sendo que a maior parte da massa de um átomo (prótons + nêutrons) está confinada em um diminuto núcleo. 7

8 Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Informe que após alguns segundos à explosão do Big Bang, a temperatura teria baixado cerca de 10 bilhões de kelvin e continuou esfriando até que a temperatura permitiu que as partículas fundamentais se unissem, dando origem às primeiras partículas subatômicas. Nesse ponto, a temperatura estava fria o suficiente para permitir que prótons e nêutrons formassem os primeiros elementos químicos, mas também quente o suficiente para que o processo de fusão nuclear acontecesse. Lembre aos alunos que esse processo aconteceu muito rapidamente e, com isso, ocorria a criação e o aniquilamento simultâneo de prótons, nêutrons e elétrons em uma sopa de partículas. Explique que foi necessário esperar que o universo esfriasse por 3 min para que o núcleo dos primeiros elementos químicos fosse formado, quando a temperatura já havia caído para um bilhão de kelvin. Aponte as imagens que mostram o processo de colisão na sopa de partículas, nos estágios iniciais da existência do universo. Estágio mais concentrado Segundos depois Dissipação das partículas Destaque as imagens a seguir que apresentam o processo de nucleossíntese, quando as partículas subatômicas se uniram formando os núcleos atômicos dos primeiros elementos, como o H-1 (prótio), H-2 (deutério), He-3 e He-4. Explique que o elemento químico mais simples é o isótopo do hidrogênio (prótio), formado por um próton e um elétron. 8

9 Primeiros Elementos Químicos A nucleossíntese primordial durou apenas 17 minutos. O que você consegue fazer em 17 minutos? Não muito. Informe aos alunos que os primeiros elementos químicos do universo, presentes durante os primeiros 20 minutos após a grande explosão, eram os mais simples e estáveis, como o hidrogênio (H) e o hélio (He). Explique que a maior parte dos átomos de hidrogênio no universo foi produzido nesse período. Durante os primeiros 17 minutos do universo, enquanto a temperatura era suficientemente alta, o processo de fusão nuclear (semelhante ao que ocorre nas estrelas) formou elementos químicos simples. Esse processo foi chamado de nucleossíntese primordial dos elementos. Destaque a imagem a seguir, para contextualizar a nucleossíntese, lembrando aos alunos que um processo semelhante ocorre nas estrelas, envolvendo a produção de hélio a partir da fusão de núcleos de hidrogênio. mais detalhes! Professor, você poderá saber mais sobre o uso da fusão nuclear na produção de energia limpa lendo a reportagem sobre a construção do maior reator de fusão nuclear do mundo, disponível em: uol.com.br/folha/ciencia/ ult306u14664.shtml Audiovisual Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Informe aos alunos que, passados 20 minutos da fusão, a temperatura já estava tão baixa que era insuficiente para sustentar o processo de fusão. Explique que as baixas temperaturas impediram a formação de elementos mais pesados do que o lítio, por exemplo. Destaque para os alunos que durante milhares de anos após o Big Bang, a temperatura era alta demais para que os átomos completos existissem (núcleo + eletrosfera). Desse modo, os cientistas acreditam que há cerca de 300 mil anos a temperatura estava baixa o suficiente para permitir que os núcleos formados durante o período de nucleossíntese capturassem os elétrons. Apenas a partir desse período os átomos completos passaram a existir. 9

10 Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor mais detalhes! Professor, você poderá saber também sobre a gênese dos elementos químicos mais pesados lendo o artigo disponível em 2. a) Informe aos alunos que, contudo, no universo jovem só existiam elementos simples, como hidrogênio (Z=1), hélio (Z=2), lítio (Z=3) e berílio (Z=4). Questione os alunos sobre como é possível que existam hoje tantos tipos diferentes de elementos químicos (lembre aos alunos da tabela periódica), se o processo de nucleossíntese produziu apenas poucos tipos. Retome a ideia de que a fusão nuclear pode produzir elementos mais pesados. Explique aos alunos que, por volta de 200 milhões de anos após o Big Bang, o universo teve o surgimento das primeiras estrelas, formadas a partir dos gases primordiais. Informe que essas estrelas, de massa muito elevada (centenas de vezes maiores que o Sol), produzem carbono, oxigênio, etc., como subprodutos do processo de fusão. Contudo, elementos químicos mais pesados do que o ferro só podem ser produzidos em casos especiais, como a explosão das supernovas. Atividades Proponha um debate sobre a questão do surgimento do universo, apresentada no contexto do episódio. Agora que os alunos foram iniciados ao conteúdo, provavelmente mudaram a sua perspectiva a respeito da gênesis do universo. Peça a eles que escrevam um texto sobre o que mudou (se mudou) após a apresentação do tema. b) Em relação à afirmação as coisas que compõem o mundo material são constituídas por variadas combinações de vários elementos químicos, discuta exemplos de transformações da matéria que ocorrem ao nosso redor e peça aos alunos que escolham dois exemplos de objetos e tentem identificar os elementos que entram na sua composição (pesquisem a partir das substâncias que formam os objetos). c) Sugira que os alunos produzam modelos mostrando a evolução das partículas, indo do plasma quark-gluon, passando pelos núcleos primordiais, átomos completos leves e elementos pesados. d) Peça aos alunos que pesquisem sobre outras teorias do surgimento do universo e que levem a discussão para a sala de aula e debatam qual seria a teoria mais aceitável. 10

11 3. Avaliação 4. A avaliação deve ser vista como um processo de desenvolvimento na aprendizagem. Todos os momentos na construção do conhecimento devem ser analisados, desde a participação dos alunos em sala de aula até as atividades propostas no fim da apresentação. A avaliação, baseada somente em um sistema de aprovação, está totalmente obsoleta, por isso todo o processo de desenvolvimento dos alunos deve ser observado. De acordo com o desenvolvimento e a interação dos alunos, e também com o resultado das atividades, é possível verificar a necessidade de reapresentar o conteúdo ou não. Esse conjunto de atividades permitirá a você avaliar o seu próprio trabalho, tanto no que se refere ao estudo do conteúdo quanto à forma de apresentá-lo. Interdisciplinaridade Estimule seus alunos a discutir com o professor de história os aspectos históricos das descobertas citadas aqui. Peça que o(a) professor(a) de filosofia participe, falando sobre os mitos cosmogônicos (origem do universo) e crenças religiosas que existem em todas as culturas para explicar a origem do universo. Audiovisual Programa Tudo se Transforma Gênesis dos Elementos Químicos 1 Proponha aos professores de geografia e história que falem sobre o modelo geocêntrico e heliocêntrico e a sua importância na nossa percepção de mundo. Convide o(a) professor(a) de artes para ajudar na produção dos modelos envolvidos nessa temática. Peça que o(a) professor(a) de matemática ajude os alunos a compreender adequadamente as unidades de medida indicadas no guia como (71) 1032 K, segundos, a Era de Planck, etc. Sugira que o(a) professor(a) de biologia discuta quais os elementos químicos mais importantes para a vida (CHON) e peça que oriente os alunos na pesquisa dos macroelementos/microelementos e elementos tóxicos. 11

12 VÍDEO - AUDIOVISUAL EQUIPE PUC-RIO Coordenação Geral do Projeto Pércio Augusto Mardini Farias Departamento de Química Coordenação de Conteúdos José Guerchon Revisão Técnica Letícia R. Teixeira Nádia Suzana Henriques Schneider Assistência Camila Welikson Produção de Conteúdos André Moisés Nisenbaum CCEAD - Coordenação Central de Educação a Distância Coordenação Geral Gilda Helena Bernardino de Campos Coordenação de Audiovisual Sergio Botelho do Amaral Assistência de Coordenação de Audiovisual Eduardo Quental Moraes Coordenação de Avaliação e Acompanhamento Gianna Oliveira Bogossian Roque Coordenação de Produção dos Guias do Professor Stella M. Peixoto de Azevedo Pedrosa Assistência de Produção dos Guias do Professor Tito Tortori Redação Alessandra Muylaert Archer Gisele Moura Gislaine Garcia Tito Tortori Design Eduardo Dantas Isabela La Croix Romulo Freitas Revisão Alessandra Muylaert Archer Gislaine Garcia

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Densidade e Temperatura Densidade Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Conversa Periódica A Origem do Lixo Lixo Urbano Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Conversa Periódica Reciclagem Lixo Urbano Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Tudo se Transforma Energia Nuclear 2 Energia Nuclear e I m p a c t o A m b i e n t a l Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais

Leia mais

Programa É Tempo de Química!

Programa É Tempo de Química! Programa É Tempo de Química! Ácidos e suas reações Funções Químicas e Suas Reatividades Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Conversa Periódica As Drogas Pscicotrópicas Substâncias Psicotrópicas Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa A Química do Fazer Alumínio Metais Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação A Lei das Proporções A história da Química contada por suas descobertas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Simulação O solo funciona como um filtro Química na agricultura Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Programa É Tempo de Química!

Programa É Tempo de Química! Programa É Tempo de Química! Destino: para onde vão as embalagens? Vestuário e Embalagens Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Simulação Luminol Reações fotoquímicas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Tudo se Transforma Alquimia A História da Química contada por suas descobertas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia

Leia mais

Programa É Tempo de Química!

Programa É Tempo de Química! Programa É Tempo de Química! Modelos Atômicos Estrutura Atômica Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Conversa Periódica Corrosão Pilhas e Baterias Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Bases e Sais ou Nomenclatura das bases Classificação Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Metalurgia Metais: de onde vêm e quanto custam? Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Programa É Tempo de Química!

Programa É Tempo de Química! Programa É Tempo de Química! Origem e Composição dos Materiais Vestuário e Embalagens Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Fig. 3 Aula 1; cuja temática são os conceitos sobre luz

Fig. 3 Aula 1; cuja temática são os conceitos sobre luz A primeira aula será sobre conceitos que envolvem a temática luz (fig. 3), uma vez que nosso planeta é iluminado por uma fonte luminosa proveniente de uma estrela, o Sol, localizada no centro do Sistema

Leia mais

Fundamentos de Astronomia e Astrofísica TEORIA DO BIG BANG. Clayton B. O. dos Reis Deyvson G. Borba

Fundamentos de Astronomia e Astrofísica TEORIA DO BIG BANG. Clayton B. O. dos Reis Deyvson G. Borba Fundamentos de Astronomia e Astrofísica TEORIA DO BIG BANG Clayton B. O. dos Reis Deyvson G. Borba Resumo de como surgiu a teoria: No ano de 1927, O padre e cosmólogo belga Georges- Henri Édouard Lemaître,

Leia mais

HUBBLE E A EXPANSÃO DO UNIVERSO

HUBBLE E A EXPANSÃO DO UNIVERSO HUBBLE E A EXPANSÃO DO UNIVERSO Pedro José Feitosa Alves Júnior Universidade Federal do Vale do São Francisco 1. INTRODUÇÃO O início do século XX pode ser considerado um grande marco no desenvolvimento

Leia mais

Big Bang Evolução de uma Idéia

Big Bang Evolução de uma Idéia Big Bang Evolução de uma Idéia Tina Andreolla 1 Até o século XIV, acreditava-se que o universo era formado pela Terra, ao centro, e pelo céu girando ao redor dela, com seus elementos fixos nele. Esta idéia

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Plásticos Substâncias Químicas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação Didático-Pedagógica

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Simulação O efeito da chuva no solo Química na agricultura Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Tudo se Transforma Ligações Químicas L i g a ç õ e s Q u í m i c a s Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático

Leia mais

Introdução à Astronomia. (AGA210) Notas de aula. Cosmologia

Introdução à Astronomia. (AGA210) Notas de aula. Cosmologia Introdução à Astronomia (AGA210) Notas de aula Cosmologia Enos Picazzio IAGUSP 2006 Esta apresentação é parcialmente baseada no capítulo Universo e Cosmologia, do livro virtual Astronomia e Astrofísica,

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa A Química do Fazer Siderurgia parte 1 Metais Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa É Tempo de Química! Radioatividade e Energia Nuclear Estrutura Atômica Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia

Leia mais

O Alcorão sobre o Universo em Expansão e a Teoria do Bing Bang

O Alcorão sobre o Universo em Expansão e a Teoria do Bing Bang O Alcorão sobre o Universo em Expansão e a Teoria do Bing Bang القرآن وتمدد الكون ونظر ة الانفجار الكب [رتغايل portuguese [português - www.islamreligion.com website موقع دين الا سلام 2013-1434 Lei de Hubble

Leia mais

A origem do Universo Evidências a favor da Teoria do Big Bang Limitações da Teoria do Big Bang Reacções químicas e reacções nucleares

A origem do Universo Evidências a favor da Teoria do Big Bang Limitações da Teoria do Big Bang Reacções químicas e reacções nucleares Sumário: A origem do Universo Evidências a favor da Teoria do Big Bang Limitações da Teoria do Big Bang Reacções químicas e reacções nucleares A origem do Universo Até há muito pouco tempo pensava-se que

Leia mais

AS QUATRO FORÇAS FUNDAMENTAIS DA NATUREZA

AS QUATRO FORÇAS FUNDAMENTAIS DA NATUREZA AS QUATRO FORÇAS FUNDAMENTAIS DA NATUREZA Adaptado dum artigo na revista inglesa "Astronomy Now" por Iain Nicolson As interacções entre partículas subatómicas e o comportamento em larga escala de matéria

Leia mais

Fé Cristã e Ciência Contemporânea

Fé Cristã e Ciência Contemporânea Fé Cristã e Ciência Contemporânea Cosmologia e Expansão do Universo - o Mistério da Criação - Aula 5 eba@ibcu.org.br Roberto Covolan Out/Nov 2012 Fé Cristã e Ciência Contemporânea (novembro) DIA 04.11

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Simulação Compostagem Química na agricultura Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

Data 23/01/2008. Guia do Professor. Introdução

Data 23/01/2008. Guia do Professor. Introdução Guia do Professor Data 23/01/2008 Introdução A inserção de tópicos da Eletricidade nas escolas de nível básico e médio é fundamental para a compreensão de alguns fenômenos da vida moderna. Você já imaginou

Leia mais

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística?

A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? A CAPES : quais ambições para a pesquisa em Letras e Linguística? Universidade de São Paulo benjamin@usp.br Synergies-Brésil O Sr. foi o representante da Letras junto à CAPES. O Sr. poderia explicar qual

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Tudo se Transforma Enxergando o Invisível Estrutura Atômica Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do

Leia mais

O CIRCO E OS DIREITOS HUMANOS

O CIRCO E OS DIREITOS HUMANOS O CIRCO E OS DIREITOS HUMANOS Evandro Marcelo da Silva 1 - PUCPR Kauana Domingues 2 PUCPR Edinéia Aranha 3 Grupo de Trabalho Educação e Direitos Humanos Agência Financiadora: não contou com financiamento

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DE SIGNIFICADO NA MATEMÁTICA ESCOLAR

REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DE SIGNIFICADO NA MATEMÁTICA ESCOLAR REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DE SIGNIFICADO NA MATEMÁTICA ESCOLAR Patrícia Lima da Silva¹ Brunna Sordi Stock² RESUMO No segundo semestre do ano de 2009, em uma das disciplinas obrigatórias do currículo de

Leia mais

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida 1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida O Que Determina o Sucesso de Uma Dieta? Você vê o bolo acima e pensa: Nunca poderei comer um doce se estiver de dieta. Esse é o principal fator que levam

Leia mais

Mas, como utilizar essa ferramenta tão útil e que está à sua disposição?

Mas, como utilizar essa ferramenta tão útil e que está à sua disposição? Caríssimo aluno da Rede CEJA, Seja muito bem vindo à sua escola! Estamos muito felizes que você tenha optado por dar continuidade aos seus estudos conosco, confiando e acreditando em tudo o que poderemos

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Carboidratos Moléculas semelhantes com diferentes funções Alimentos Fonte de substâncias básicas Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos

Leia mais

5910179 Biofísica I Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Origem dos elementos

5910179 Biofísica I Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Origem dos elementos Origem dos Elementos Os organismos vivos são constituídos basicamente por oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio e fósforo, que juntos perfazem 99% da composição do corpo humano. Elemento Símbolo

Leia mais

ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA

ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA Antonio Carlos Pavão Quero saber quantas estrelas tem no céu Quero saber quantos peixes tem no mar Quero saber quantos raios tem o sol... (Da canção de João da Guabiraba

Leia mais

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica

O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica O Princípio da Complementaridade e o papel do observador na Mecânica Quântica A U L A 3 Metas da aula Descrever a experiência de interferência por uma fenda dupla com elétrons, na qual a trajetória destes

Leia mais

RESENHA. Desenvolvimento Sustentável: dimensões e desafios

RESENHA. Desenvolvimento Sustentável: dimensões e desafios RESENHA Desenvolvimento Sustentável: dimensões e desafios Sustainable Development: Dimensions and Challenges Marcos Antônio de Souza Lopes 1 Rogério Antonio Picoli 2 Escrito pela autora Ana Luiza de Brasil

Leia mais

Densímetro de posto de gasolina

Densímetro de posto de gasolina Densímetro de posto de gasolina Eixo(s) temático(s) Ciência e tecnologia Tema Materiais: propriedades Conteúdos Densidade, misturas homogêneas e empuxo Usos / objetivos Introdução ou aprofundamento do

Leia mais

Licenciatura em Espanhol

Licenciatura em Espanhol Licenciatura em Espanhol Rebeka Caroça Seixas Apresentação e Objetivos Estamos bem adiantados em nosso curso. Já falamos sobre o conceito de arte, conhecendo um pouco de cada linguagem artística. Hoje,

Leia mais

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental

Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Gêneros discursivos no ciclo da alfabetização 1º ao 3º ano do ensino fundamental Não se aprende por exercícios, mas por práticas significativas. Essa afirmação fica quase óbvia se pensarmos em como uma

Leia mais

Intervalo dirigido com experimentos e o ensino de modelos atômicos.

Intervalo dirigido com experimentos e o ensino de modelos atômicos. Intervalo dirigido com experimentos e o ensino de modelos atômicos. Ana Paula Scheeren¹*(IC), Angélica Schossler¹ (IC), Vânia Beatriz Dreyer¹ (IC), Andréia Spessato De Maman¹ (PQ), Jane Herber¹(PQ) * apscheeren@univates.br

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa A Química do Fazer Perfume Cosméticos Química 2ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

+ Do que xxx e escadas

+ Do que xxx e escadas Reforço escolar M ate mática + Do que xxx e escadas Dinâmica 6 1º Série 2º Bimestre DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO Matemática Ensino Médio 1ª Campo Geométrico DINÂMICA + Do que xxx e escadas Razões trigonométricas

Leia mais

Avaliação-Pibid-Metas

Avaliação-Pibid-Metas Bolsista ID: Claines kremer Avaliação-Pibid-Metas A Inserção Este ano o reingresso na escola foi diferente, pois já estávamos inseridas na mesma há praticamente um ano. Fomos bem recepcionadas por toda

Leia mais

O vídeo nos processos de ensino e aprendizagem

O vídeo nos processos de ensino e aprendizagem PACC / UAB / UFABC O vídeo nos processos de ensino e aprendizagem Por Lilian Menezes Como dito anteriormente, na linguagem audiovisual as imagens ocupam lugar de destaque e quando começamos a trabalhar

Leia mais

Guia do Professor As Fases da Lua

Guia do Professor As Fases da Lua Guia do Professor As Fases da Lua Introdução A difusão dos sistemas digitais pelos mais diferentes ramos do conhecimento é uma realidade, que indiscutivelmente facilitou todas as tarefas do dia-a-dia,

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Aí tem Química! Combustíveis não renováveis Gás Natural Combustíveis Química 2ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático

Leia mais

Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula.

Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula. Mídia e educação: O uso das novas tecnologias em sala de aula. Sabrine Denardi de Menezes da Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha - Campus São Vicente do Sul RESUMO: A

Leia mais

Matemática em Toda Parte II

Matemática em Toda Parte II Matemática em Toda Parte II Episódio: Matemática no Transporte Resumo O episódio Matemática no Transporte, da série Matemática em Toda Parte II, vai mostrar como alguns conceitos matemáticos estão presentes

Leia mais

Como Passar em Química Geral*

Como Passar em Química Geral* 1 Como Passar em Química Geral* por Dra. Brenna E. Lorenz Division of Natural Sciences University of Guam * traduzido livremente por: Eder João Lenardão; acesse o original em : http://www.heptune.com/passchem.html

Leia mais

NUCLEOSSÍNTESE (Como surgiram os elemenos químicos) Por:Alfredo N. Bandeira, jr. (http://www.aracaju.com - acessado em 25/04/2006)

NUCLEOSSÍNTESE (Como surgiram os elemenos químicos) Por:Alfredo N. Bandeira, jr. (http://www.aracaju.com - acessado em 25/04/2006) NUCLEOSSÍNTESE (Como surgiram os elemenos químicos) Por:Alfredo N. Bandeira, jr. (http://www.aracaju.com - acessado em 25/04/2006) Cumprindo promessa feita em coluna anterior, passamos a discutir o fenômeno

Leia mais

UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO MÉDIO ENVOLVENDO FRAÇÕES

UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO MÉDIO ENVOLVENDO FRAÇÕES UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO MÉDIO ENVOLVENDO FRAÇÕES Taciany da Silva Pereira¹, Nora Olinda Cabrera Zúñiga² ¹Universidade Federal de Minas Gerais / Departamento

Leia mais

Aspectos importantes da realização de Feiras de Ciências na Educação Básica.

Aspectos importantes da realização de Feiras de Ciências na Educação Básica. Aspectos importantes da realização de Feiras de Ciências na Educação Básica. Identificação: Carolina Luvizoto Avila Machado, bióloga, coordenadora de projetos na Abramundo Educação em Ciências. Murilo

Leia mais

Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras

Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras Aula 1: Demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras Nesta aula trataremos de demonstrações e atividades experimentais tradicionais e inovadoras. Vamos começar a aula retomando questões

Leia mais

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões.

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Capítulo 1 Astronomia (Os cientistas e suas teorias sobre o Universo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CLAUDIOMAR PINHEIRO DA SILVA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MÍDIAS NA ESCOLA PÚBLICA.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CLAUDIOMAR PINHEIRO DA SILVA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MÍDIAS NA ESCOLA PÚBLICA. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CLAUDIOMAR PINHEIRO DA SILVA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MÍDIAS NA ESCOLA PÚBLICA. CURITIBA 2015 CLAUDIOMAR PINHEIRO DA SILVA A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MÍDIAS NA ESCOLA PÚBLICA.

Leia mais

5 Considerações finais

5 Considerações finais 5 Considerações finais 5.1. Conclusões A presente dissertação teve o objetivo principal de investigar a visão dos alunos que se formam em Administração sobre RSC e o seu ensino. Para alcançar esse objetivo,

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Conversa Periódica Ligações Covalentes Ligações Químicas Química 3ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR

20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR 20 perguntas para descobrir como APRENDER MELHOR Resultados Processo de aprendizagem EXPLORAÇÃO Busco entender como as coisas funcionam e descobrir as relações entre as mesmas. Essa busca por conexões

Leia mais

Projeto Inovaeduc Perguntas Frequentes

Projeto Inovaeduc Perguntas Frequentes Projeto Inovaeduc Perguntas Frequentes 1) O que é o projeto Inovaeduc? O projeto Inovaeduc é um projeto pedagógico / educacional que contempla um conjunto de soluções tecnológicas educacionais que objetivam

Leia mais

1 EDUCAÇÃO INFANTIL NATUREZA E SOCIEDADE O TEMPO PASSA... Guia Didático do Objeto Educacional Digital

1 EDUCAÇÃO INFANTIL NATUREZA E SOCIEDADE O TEMPO PASSA... Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital NATUREZA E SOCIEDADE 1 EDUCAÇÃO INFANTIL O TEMPO PASSA... Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao tema da Unidade 4 do Livro do Aluno. NATUREZA

Leia mais

CONCLUSÃO: Cinco Pontos Sobre Redes Sociais

CONCLUSÃO: Cinco Pontos Sobre Redes Sociais Beatriz (00084120), Felipe (00086989) e Natália (00084035) Publicidade e Propaganda Mídias Sociais August 16, 2015 CONCLUSÃO: Cinco Pontos Sobre Redes Sociais O TEXTO Hoje a internet faz parte do nosso

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 6º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA

RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA RÁDIO ESCOLAR: UMA AÇÃO MULTIDISCIPLINAR COM ARTE E ENGENHARIA Área Temática: Tecnologia e Produção Prof. Reginaldo da Nóbrega Tavares 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Prof. Reginaldo da Nóbrega Tavares

Leia mais

Design Pedagógico. Módulo: O Modelo Atômico de Bohr

Design Pedagógico. Módulo: O Modelo Atômico de Bohr Design Pedagógico Módulo: O Modelo Atômico de Bohr 1. ESCOLHA DO TÓPICO 1.1. O que um aluno entre 14 e 18 anos acharia de interessante neste tópico? Que aplicações / exemplos do mundo real podem ser utilizados

Leia mais

AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE ARTE

AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE ARTE AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA DE ARTE Juliana Stedille 1 Richelly de Macedo Ramos 2 Edi Jussara Candido Lorensatti 3 Resumo Este artigo busca verificar quais os procedimentos adotados por professores da disciplina

Leia mais

Plano de Aula de Matemática. Competência 3: Aplicar os conhecimentos, adquiridos, adequando-os à sua realidade.

Plano de Aula de Matemática. Competência 3: Aplicar os conhecimentos, adquiridos, adequando-os à sua realidade. Plano de Aula de Matemática Competência 3: Aplicar os conhecimentos, adquiridos, adequando-os à sua realidade. Habilidade: H27. Resolver situações-problema de adição ou subtração envolvendo medidas ou

Leia mais

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL)

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) Resumo A série apresenta a formação dos Estados europeus por meio da simbologia das cores de suas bandeiras. Uniões e cisões políticas ocorridas ao longo

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Programa Vocação Química Eduardo Falabella Entrevista Química Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Animação Lavando a roupa suja Química orgânica Química 2ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor Coordenação

Leia mais

TIPOS DE REUNIÕES. Mariangela de Paiva Oliveira. mariangela@fonte.org.br. As pessoas se encontram em diferentes âmbitos:

TIPOS DE REUNIÕES. Mariangela de Paiva Oliveira. mariangela@fonte.org.br. As pessoas se encontram em diferentes âmbitos: TIPOS DE REUNIÕES Mariangela de Paiva Oliveira mariangela@fonte.org.br As pessoas se encontram em diferentes âmbitos: no âmbito do pensar: quando acontece uma troca de idéias, opiniões ou informações;

Leia mais

Conteúdo. Introdução -------------------------------------------------------- 03. Quem sou? ------------------------------------------------------- 04

Conteúdo. Introdução -------------------------------------------------------- 03. Quem sou? ------------------------------------------------------- 04 Conteúdo Introdução -------------------------------------------------------- 03 Quem sou? ------------------------------------------------------- 04 Negócios Digitais --------------------------------------------------

Leia mais

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Introdução Como foi explicitado no Projeto de Desenvolvimento de Produto, a minha intenção

Leia mais

A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor

A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor Palestra para os acadêmicos da disciplina de Estagio Curricular Supervisionado (3ª e 4ª série) 20/06/2013 A ESCOLA: espaço para a profissionalização do Professor Prof. José Felice Doutor em Educação, Professor

Leia mais

Cosmologia: a estrutura do nosso universo. MSc Rodrigo Nemmen FIS2207 Fundamentos de Astronomia Dez. 2006

Cosmologia: a estrutura do nosso universo. MSc Rodrigo Nemmen FIS2207 Fundamentos de Astronomia Dez. 2006 Cosmologia: a estrutura do nosso universo MSc Rodrigo Nemmen FIS2207 Fundamentos de Astronomia Dez. 2006 Qual o modelo cosmológico padrão atual para a evolução do universo? Evolução e composição do universo

Leia mais

Aula RELAÇÕES DE DISCIPLINARIDADE. TEMAS TRANSVERSAIS. CONTEXTUALIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA

Aula RELAÇÕES DE DISCIPLINARIDADE. TEMAS TRANSVERSAIS. CONTEXTUALIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA RELAÇÕES DE DISCIPLINARIDADE. TEMAS TRANSVERSAIS. CONTEXTUALIZAÇÃO NO ENSINO DE MATEMÁTICA META Promover a preparação do estagiário para a elaboração de seu Projeto de Estágio. Estabelecer conceitos e

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS

O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS ISSN 2177-9139 O ESTUDO DA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES E A RELAÇÃO COM CONTEÚDOS MATEMÁTICOS Edimar Fonseca da Fonseca edyyfon@yahoo.com.br Fundação Universidade Federal do Pampa, Campus Caçapava do

Leia mais

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1029 OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

Leia mais

A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS

A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS A VISÃO DE MEIO AMBIENTE DE ALUNOS DO SEGUNDO CICLO DO ENSINO FUNDAMENTAL: ANÁLISE DE DESENHOS Maria Carolina de Carvalho Luciana M. Lunardi Campos (orientadora) Departamento de Educação IBB -UNESP Rubião

Leia mais

INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA DEFICIENTE AUDITIVO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DE TRABALHO REALIZADO EM COLÉGIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA DEFICIENTE AUDITIVO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DE TRABALHO REALIZADO EM COLÉGIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA DEFICIENTE AUDITIVO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DE TRABALHO REALIZADO EM COLÉGIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Adriana Oliveira Bernardes UENF (Universidade do Estado do Norte

Leia mais

Disciplina Corpo Humano e Saúde: Uma Visão Integrada - Módulo 3

Disciplina Corpo Humano e Saúde: Uma Visão Integrada - Módulo 3 3. A transversalidade da saúde Você já ouviu falar em Parâmetros Curriculares Nacionais? Já ouviu? Que bom! Não lembra? Não se preocupe, pois iremos, resumidamente, explicar o que são esses documentos.

Leia mais

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária

Indaial SC Abril 2012. Setor Educacional: 3. Educação Universitária MATERIAL DIDÁTICO PARA O ENSINO A DISTÂNCIA: PRODUÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS MATERIAIS DIDÁTICOS UTILIZADOS PELOS CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO EAD DA UNIASSELVI Indaial SC Abril 2012 Hiandra Bárbara Götzinger

Leia mais

No começo eram as trevas e então... BANG! Nasceu um sistema que se expande infinitamente feito de tempo, espaço e matéria... O Universo.

No começo eram as trevas e então... BANG! Nasceu um sistema que se expande infinitamente feito de tempo, espaço e matéria... O Universo. Alfa e Ômega No começo eram as trevas e então... BANG! Nasceu um sistema que se expande infinitamente feito de tempo, espaço e matéria... O Universo. No início, apenas a escuridão. Um nada interminável

Leia mais

Experimento. O experimento. Mágica das cartelas. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Educação a Distância.

Experimento. O experimento. Mágica das cartelas. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Educação a Distância. números e funções O experimento Experimento Mágica das cartelas Objetivos da unidade 1. Relembrar diferentes sistemas de numeração; 2. Aprofundar o estudo sobre a base binária; 3. Conhecer aplicações da

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1

SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1 SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1 QUEIROZ, Antônia Márcia Duarte Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais- IFSULDEMINAS Universidade

Leia mais

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA

INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA INTERPRETANDO A GEOMETRIA DE RODAS DE UM CARRO: UMA EXPERIÊNCIA COM MODELAGEM MATEMÁTICA Marcos Leomar Calson Mestrando em Educação em Ciências e Matemática, PUCRS Helena Noronha Cury Doutora em Educação

Leia mais

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: O BINÔMIO COMPUTADOR E EDUCAÇÃO por Wesley José Silva Setembro, 2004 A informática hoje vem sendo uma das soluções a ser implantada na didática de ensino aprendizagem, tendo como

Leia mais

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS Mário Sérgio de Andrade Mendonça, mariomendonc@gmail.com Eduardo Machado Real, eduardomreal@uems.br UEMS Universidade Estadual

Leia mais

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV

Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV Top Guia In.Fra: Perguntas para fazer ao seu fornecedor de CFTV 1ª Edição (v1.4) 1 Um projeto de segurança bem feito Até pouco tempo atrás o mercado de CFTV era dividido entre fabricantes de alto custo

Leia mais

Um introdução. Guia do Workshop INSPIRAÇÃO IDEAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO. O Processo de Design. O Curso para o Design Centrado no Ser Humano

Um introdução. Guia do Workshop INSPIRAÇÃO IDEAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO. O Processo de Design. O Curso para o Design Centrado no Ser Humano Guia do Workshop INSPIRAÇÃO IDEAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO O Processo de Design Vamos começar! Nós sabemos por experiência que o único jeito de aprender o design centrado no ser humano é aplicando-o. Por isso,

Leia mais

Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR

Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR Roteiro de Não Ficção: Cardápio da Madrugada 1 Ana Carolina Vieira KRÜGER 2 Lucas KOTOVICZ 3 Sandra NODARI 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO A série de reportagens "Cardápio da Madrugada" foi

Leia mais