I. Propriedade Intelectual

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I. Propriedade Intelectual"

Transcrição

1 Legal Advisor of the Year Financial Times and Mergermarket M&A Awards 2008 Best Corporate and Commercial Team in Portugal World Finance Legal Awards 2008 Portuguese Tax Firm of the Year International Tax Review European Awards Newsletter Propriedade Intelectual, Media e Tecnologias da Informação Português English Índice I. Propriedade Intelectual I. a) Direito de Autor e Direitos Conexos i. Violação de Direitos de Propriedade Intelectual no audiovisual ii. Breves de Legislação Comunitária iii. Breves de Jurisprudência Nacional I. b) Propriedade Industrial i. Breves de Legislação Comunitária II. Media e Direito da Publicidade i. Regime jurídico das comunicações não solicitadas e as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 62/2009, de 10 de Março ii. Breves de Legislação Nacional III. Tecnologias de Informação e Protecção de Dados i. Acórdão do TJCE, de 10 Fevereiro de 2009, no âmbito do processo C- 301/06 ii. Breves de Legislação Nacional iii. Breves de Jurisprudência Nacional I. Propriedade Intelectual I. a) Direito de Autor e Direitos Conexos i. Violação de Direitos de Propriedade Intelectual no audiviosual Em 28 de Janeiro de 2009, as quatro maiores editoras discográficas (Universal, Warner, Sony BMG e EMI) alcançaram um acordo judicial com o principal prestador de serviços da Internet na Irlanda, a Eircom, nos termos do qual esta deverá implementar internamente medidas contra downloads peer-to-peer (P2P) ilegais. As partes envolvidas acordaram cooperar entre si com o objectivo de cessar os abusos por parte dos infractores de direitos de autor através do sistema P2P. As editoras discográficas utilizarão um serviço que se faz passar por um sistema de partilha de ficheiros P2P para encontrar os downloaders ilegais e disponibilizarão à Eircom o endereço IP dos suspeitos pela infracção. Este IP será detectado por entidades especificamente contratadas pelas editoras para essa finalidade. O internauta infractor será avisado pela Eircom de que o respectivo endereço de IP foi detectado como infractor e, em certas circunstâncias, o internauta ficará impedido de aceder à Internet para partilhar ficheiros musicais através de redes P2P. Foram já debatidas na União Europeia propostas relativas a uma eventual obrigação de controlo junto dos prestadores de serviços da Internet. A jurisprudência do tribunal irlandês veio trazer para uma jurisdição onde prevalece a common law e a doutrina fixada a sentença, de 29 de Junho de 2007, proferida no processo SABAM v. Scarlet (Tiscali), ao abrigo da qual uma entidade belga prestadora de serviços na Internet ("ISP"), Scarlet, foi obrigada a monitorizar a partilha de ficheiros musicais através de redes P2P. Numa decisão totalmente inédita à data, o tribunal belga impôs uma obrigação de monitorização proactiva do ISP, não obstante a Directiva do Comércio Electrónico dispor que a responsabilidade do ISP depende do conhecimento da infracção. ii. Breves de Legislação Comunitária Resolução do Conselho, de 16 de Março de 2009 A Comissão convida os Estados Membros a implementar um Plano de Acção, com duração circunscrita ao período compreendido entre , na medida em que estes reconhecem a existência de questões com impacto no trabalho e eficiência aduaneira, em que as administrações aduaneiras estão, em certa medida, dependentes dos desenvolvimentos noutros domínios, especialmente a harmonização da legislação 1º Trimestre

2 relativa aos direitos de propriedade intelectual. De acordo com a Resolução os Estados-Membros reconhecem, igualmente, as ameaças provenientes da contrafacção e partilham um interesse comum na luta contra essas ameaças de forma coordenada e harmonizada. iii. Breves de Jurisprudência Nacional Acordão do Tribunal da Relação do Porto, de 27 de Janeiro de 2009 No âmbito da actual redacção do Código do Direito de Autor e Direitos Conexos, introduzida pela Lei 16/2008, de 1 de Abril, na acção de indemnização o autor deve alegar os prejuízos efectivamente sofridos, mas, na impossibilidade de se fixar o montante do prejuízo, pode o tribunal estabelecer uma quantia fixa, tendo como critério orientador e limite mínimo o valor das referidas remunerações. A compensação por danos não patrimoniais apenas pode operar-se se o lesado/autor provar que sofreu graves danos decorrentes da prática do facto ilícito, não sendo suficiente alegar que a indemnização é necessária por razões de prevenção de futuras infracções. Acordão do Tribunal da Relação de Lisboa, de 10 de Fevereiro de 2009 Nas providências cautelares previstas no artigo 210º-G do Código de Direitos de Autor e de Direitos Conexos, na redacção que foi introduzida pela Lei 16/2008, de 1 de Abril, o tribunal deverá exigir que o requerente forneça os elementos de prova para demonstrar que é titular de direito de autor ou direitos conexos, ou que está autorizado a utilizá-los, e que se verifica ou está iminente uma violação. Em sede de procedimentos cautelares, deve o juiz ponderar a possibilidade de proferir despacho de convite ao aperfeiçoamento, designadamente quando considere que existe deficiente concretização fáctica dos pressupostos legais da providência cautelar que não se reconduzam à ineptidão. I. b) Propriedade Industrial i. Breves de Legislação Comunitária Regulamento (CE) n.o 207/2009 do Conselho, de 26 de Fevereiro de 2009 Procede à codificação de todas as alterações de natureza substancial introduzidas ao Regulamento (CE) n.o 40/94 do Conselho, de 20 de Dezembro, que disciplina o regime jurídico da marca comunitária. II. Media e Direito da Publicidade i. Regime jurídico das comunicações não solicitadas e as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei nº 62/2009, de 10 de Março Em Portugal, o regime das comunicações não solicitadas, regulado pelo Decreto-Lei 7/2004, de 7 de Janeiro, foi alterado pelo Decreto-Lei 62/2009, de 10 de Março (o qual tem em atenção a Directiva 2002/58/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 12 de Julho de 2002, que ainda aguarda transposição para a ordem jurídica portuguesa). O artigo 22.º do Decreto-Lei 7/2004 dispõe, quanto ao regime das comunicações publicitárias em rede, que o envio de mensagens para fins de marketing directo, cuja recepção seja independente da intervenção do destinatário, carece de prévio consentimento deste. Não obstante esta solução não ser aplicável às mensagens enviadas a pessoas colectivas, o decreto-lei garante o seu direito de oposição ao referido envio. Cabe às entidades que promovem o envio de comunicações publicitárias não solicitadas, cuja recepção seja independente da intervenção do destinatário, manter (por si ou por organismos que as representem) uma lista actualizada de pessoas que manifestaram intenção de não receber aquele tipo de comunicações, proibindo-se o envio dessas mensagens a todas as pessoas dela constantes. Paralelamente às listas que devem ser mantidas pelas entidades que promovem o envio de comunicações não solicitadas, o Decreto-Lei 62/2009 vem prever a criação de uma lista de âmbito nacional de pessoas que manifestem não pretender receber comunicações publicitárias, às quais será igualmente proibido o envio de tais comunicações. Compete à Direcção Geral do Consumidor ("DGC") a actualização trimestral da lista de âmbito nacional e a inclusão de pessoas na mesma será feita mediante o preenchimento de um formulário electrónico disponibilizado para o efeito no site da DGC, sendo as entidades que promovam o envio de mensagens para fins de marketing directo obrigadas a consultar a referida lista. 1º Trimestre

3 ii. Breves de Legislação Nacional Decreto-Lei n.º 35/2009. D.R. n.º 27, Série I de Presidência do Conselho de Ministros Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 7/2005, de 6 de Janeiro, que cria o sistema de incentivos do Estado à comunicação social Despacho n.º 5797/2009. D.R. n.º 36, Série II de Presidência do Conselho de Ministros - Gabinete para os Meios de Comunicação Social Concretização de medidas previstas no SIMPLEX 2008, nos formulários de candidatura ao Incentivo à Consolidação e ao Desenvolvimento das Empresas de Comunicação Social e Local Decreto-Lei n.º 63/2009. D.R. n.º 48, Série I de Ministério da Economia e da Inovação Procede à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 175/99, de 21 de Maio, que regula a publicidade a serviços de audiotexto, e à segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 177/99, de 21 de Maio, que regula o regime de acesso e de exercício da actividade de prestador de serviços de audiotexto, estendendo o regime destes serviços aos serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagens III. Tecnologias de Informação e Protecção De Dados i. Acórdão do TJCE, de 10 Fevereiro de 2009, no âmbito do processo C-301/06 O Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias no Acórdão, de 10 de Fevereiro de 2009, no âmbito do Processo C-301/06, decidiu que a Directiva 2006/24/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 15 de Março de 2006, relativa à conservação de dados gerados ou tratados no contexto da oferta de serviços de comunicações electrónicas publicamente disponíveis ou de redes públicas de comunicações, foi adoptada com a base jurídica adequada, a saber, o artigo 95.º do Tratado CE, que permite a adopção de medidas que visem o estabelecimento e o funcionamento do Mercado interno. Diferentes países defendiam que a base jurídica nesta matéria deveria ser o Tratado UE, concretamente os seus artigos sobre a cooperação policial e judiciária em matéria penal, tendo requerido ao Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias a anulação da Directiva 2006/24/CE com fundamento numa base jurídica inadequada. Por sua vez, o Parlamento defendeu que vários considerandos da Directiva 2006/24/CE clarificam que o seu objectivo predominante é a eliminação de obstáculos no mercado interno para os serviços de comunicações electrónicas. O Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias concluiu que o objectivo da Directiva 2006/24/CE é assegurar a harmonização da legislação de forma a permitir que os dados relevantes se encontrem disponíveis para fins de investigação, detecção e repressão de infracções penais, sendo a forma como os dados serão tratados pelas autoridades nacionais para esse efeito um assunto diferente (esse sim, relativo ao domínio coberto pela cooperação policial e judiciária em matéria penal), julgando, consequentemente, a acção improcedente. ii. Breves de Legislação Nacional Decreto Regulamentar n.º 3/2009. D.R. n.º 23, Série I de Ministério da Justiça Regulamenta o artigo 1.º da Lei n.º 19/2008, de 21 de Abril, que tem por objecto a criação no âmbito do Ministério da Justiça de uma base de dados de procurações. Declaração n.º 1/2009. D.R. n.º 25, Série I de Assembleia da República Designação de membro efectivo e suplente para a Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos (CADA) pela Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD). Declaração de Rectificação n.º 16-A/2009. D.R. n.º 31, 2.º Suplemento, Série I de Presidência do Conselho de Ministros - Centro Jurídico Rectifica a Portaria n.º 1473-B/2008, de 17 de Dezembro, do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, que aprova as taxas devidas pela emissão das declarações comprovativas dos direitos, pelo exercício da actividade de fornecedor de redes e serviços de comunicações electrónicas, pela atribuição de direitos de utilização de frequências e de números, pela utilização do espectro radioeléctrico e demais 03 1º Trimestre2009

4 A presente Newsletter foi elaborada pela Cuatrecasas, Gonçalves Pereira & Associados, RL com fins exclusivamente informativos, não devendo ser entendida como forma de publicidade. A informação disponibilizada bem como as opiniões aqui expressas são de carácter geral e não substituem, em caso algum, o aconselhamento jurídico para a resolução de casos concretos, não assumindo a Cuatrecasas, Gonçalves Pereira & Associados, RL qualquer responsabilidade por danos que possam decorrer da utilização da referida informação. O acesso ao conteúdo desta newsletter não implica a constituição de qualquer tipo de vínculo ou relação entre advogado e cliente ou a constituição de qualquer tipo de relação jurídica. A presente newsletter é gratuita e a sua distribuição é de carácter reservado, encontrando-se vedada a sua reprodução ou circulação não expressamente autorizadas. taxas devidas ao ICP-ANACOM, publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 243, suplemento, de 17 de Dezembro de Portaria n.º 307/2009. D.R. n.º 59, Série I de Ministério da Justiça Estabelece o regime do registo de procurações e respectivas extinções e os termos em que se processa a circulação electrónica de dados e documentos. Resolução da Assembleia da República n.º 5/2009. D.R. n.º 40, Série I de Assembleia da República Aprova as Emendas à Convenção para a Criação do Gabinete Europeu de Radiocomunicações (ERO), bem como a Convenção para a Criação do Gabinete de Comunicações (ECO), resultante destas Emendas, adoptadas pelo Conselho do Gabinete Europeu de Radiocomunicações em Copenhaga em 9 de Abril de iii. Breves de Jurisprudência Nacional Deliberação n.º 156/09 da Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) Na presente deliberação a CNPD procede à análise dos princípios aplicáveis ao tratamento de dados pessoais no âmbito de gestão de informação com a finalidade de prospecção de opções de crédito, bem como à delimitação dos princípios a observar na apreciação das notificações de tratamento com esta finalidade que lhe sejam submetidas. Contactos LISBOA Praça Marquês de Pombal, 2 (e 1-8º) Lisboa Tel. (351) Fax (351) PORTO Avenida da Boavista, º Porto Tel. (351) Fax (351) CUATRECASAS, GONÇALVES PEREIRA & ASSOCIADOS, RL Sociedade de Advogados de Responsabilidade Limitada 1º Trimestre

5 Legal Advisor of the Year Financial Times and Mergermarket M&A Awards 2008 Best Corporate and Commercial Team in Portugal World Finance Legal Awards 2008 Portuguese Tax Firm of the Year International Tax Review European Awards Newsletter Intellectual Property, Media and Information Technology Português English Table of Contents I. Intellectual Property I. a) Copyright and related rights i. Infringement of intellectual property rights in the audiovisual ii. European Law - Highlights iii. National Case-law - Highlights I. b) Industrial property i. European Law - Highlights II. Media and Advertising Law i. Legislation on unsolicited communications and amendments enacted by Decree-Law 62/2009, of March 10th ii. National Legislation - Highlights III. Information Technology and Data Protection i. Judgment of the ECJ of February 10, within the scope of the C- 301/06 case ii. National Legislation - Highlights iii. National Case-law - Highlights I. Intellectual Property I. a) Copyright and related rights i. Infringement of intellectual property rights in the audiovisual On January 28th, 2009, the four major record publishers (Universal, Warner, Sony BMG and EMI) reached a judicial agreement with Ireland's main Internet Services Provider, Eircom, under the terms of which the latter must implement inhouse measures against illegal peer-to-peer (P2P) downloads. The Parties involved agreed to cooperate with a view to putting an end to abuse by those infringing copyright through the P2P system. The record publishers will use a service that involves a P2P file sharing system to find illegal downloaders and will provide Eircom with the IP address of those suspected of violation. This IP will be detected by entities specially hired for such purpose by the publishers. Infringers will be warned by Eircom that the respective address has been detected and, in certain circumstances, the user will be prevented from accessing the Internet to share music files via P2P networks. Proposals as to a possible obligation of control by the Internet service providers have already been debated within the European Union. The Irish case law brought to a jurisdiction where common law prevails the case law fixed in the sentence of June 29th 2007, proffered in the SABAM v. Scarlet (Tiscali) case, under which Scarlet, a Belgian Internet Services Provider (ISP), was obliged to monitor the sharing of musical files through P2P networks. In an unprecedented decision, the Belgian court imposed the obligation of proactive monitoring by the ISP, notwithstanding the fact that the Electronic Commerce Directive stipulates that the responsibility of the ISP depends on recognition of the infringement. ii. European Law - Highlights Resolution of the Council of March 16th, 2009 The Commission invites Member States to implement a Plan of Action, of a duration limited to the period from 2009 to 1011, to the extent that they recognise the existence of issues impacting on the work and efficiency of the Customs in which the Customs administrations are, to a certain extent, dependent on developments in other domains, especially concerning the harmonisation of legislation on intellectual property rights. According to the 1st Quarter

6 Resolution, the Member States recognise the threats caused by counterfeiting and share a common interest in the fight against these threats in a coordinated, harmonised manner. iii. National Case-law - Highlights Judgment of the Porto Court of Appeal on January 27th 2009 In accordance with the present wording of the Copyright and Related Rights Code enacted by Act 16/2008 of April 1st, in an indemnity action the claimant must allege the losses actually suffered but, if it proves impossible to fix the amount of the loss, the court may determine a fixed sum having as the guideline criteria and minimum sum the amount of the remuneration in question. There may be a compensation for non-pecuniary damages if the injured party / claimant can prove that it suffered serious damages stemming from the illicit fact committed, though it is not sufficient to allege that the indemnity is required for reasons concerning the prevention of future offences. Judgment of the Lisbon Court of Appeal of February 10th 2009 In the injunction proceedings provided for in Article 210-G of the Copyright and Related Rights Code, as amended by Act 16/2008 of April 1st, the court must require the applicant to provide proof demonstrating that he is the holder of the copyright or related rights or that he is entitled to use them, and that a violation has taken place or is about to happen. In injunction proceedings the judge must weigh the possibility of proffering an order inviting the party to introduce perfections, particularly where the judge considers that there is deficient factual formulation of the legal assumptions of the injunction proceedings leading to ineptitude. I. b) Industrial property i. European Law - Highlights Council Regulation (EC) 207/2009 of 26 February 2009 Brings together in a single code all the alterations of a substantial nature introduced to Council Regulation (EC) 40/94 of 20 December, which governs the legislation on the Community trade mark. II. Media and Advertising Law i. Legislation on unsolicited communication and the amendments enacted by Decree-Law 62/2009, of March 10th In Portugal, the law on unsolicited communications enacted by Decree-Law 7/2004 of January 7th has been amended by Decree-Law 62/2009 of March 10th (which takes into account Directive 2002/58/EC of the European Parliament and of the Council, of 12 July 2002, which still awaits transposition to Portuguese law). Article 22 of Decree-Law 7/2004 stipulates, with regard to network advertising communications, that sending messages for direct marketing purposes, reception of which is not dependent on intervention by the receiver, requires the prior consent of the latter. Although this solution is not applicable to messages sent to corporate persons, the decreelaw does provide them with right of opposition to their sending. Entities that send unsolicited advertising messages, reception of which is not dependent of the receivers' intervention, are charged with keeping (either by themselves or by a body representing them) an upto-date list of people who have expressed their wish not to receive such communications and sending such messages to any of the people included in the list being forbidden. In parallel with the lists that must be kept by the entities promoting the sending of unsolicited communications, Decree-Law 62/2009 provides for the creation of a list, at national level, of people who declared not wanting to receive advertising messages and sending such messages to the people on this list will also be prohibited. The Directorate-General for the Consumer (DGC) is charged with the quarterly updating of this list of national scope and the inclusion of people in the list will involve filling up an electronic form provided for the purpose via the DGC site, the entities promoting the sending of messages for advertising purposes being obliged to consult the said list. 1st Quarter

7 ii. National Legislation - Highlights Decree-Law 35/2009. Diário da República 27, Series I of 2009/02/09 Presidency of the Council of Ministers Introduces the first amendment to Decree-Law 7/2005 of January 6th, which created the system of State incentives for the media. Order 5797/2009. Diário da República 36, Series II of 2009/02/20 Presidency of the Council of Ministers - Media Office Implements the measures provided for in the 2008 SIMPLEX, in the application forms for the Incentive to the Consolidation and Development of Media and Local Newspaper Companies. Decree-Law 63/2009. Diário da República 48, Series I of 2009/03/10 Economy and Innovation Ministry Introduces the third amendment to Decree-Law 175/99 of May 21st, which governs the advertising of audiotext service and the second amendment to Decree-Law 177/99 of March 21st, which governs access to and exercise of audiotext service provider activity, extending the legislation governing these services to value-added services based on sending messages. III. Information Technology and Data Protection i. Judgment of the ECJ of February 10th 2009, within the scope of the C-301/06 Case In its judgment of February 10th 2009, within the scope of Case C-301/06, the European Court of Justice decided that Directive 2006/24/EC of the European Parliament and of the Council of 15 March, concerning the retention of data generated or processed within the context of offering publicly-available electronic communications services or public communications networks, had been adopted on adequate legal grounds, to wit, Article 95 of the EC Treaty, allowing the adoption of measures directed at the establishment and working of the internal market. Several countries sustain that the legal basis in this matter should be the EU Treaty, specifically its articles on police and judicial cooperation in criminal matters, having requested the European Court of Justice to annul Directive 2006/24/EC on the grounds of an inappropriate legal base. In turn, the Parliament sustained that several of the recitals of Directive 2006/24/EC clarify that its predominant objective is to eliminate obstacles within the internal market to electronic communications services. The Court of Justice of the European Communities concluded that the objective of Directive 2006/24/ EC is to ensure harmonisation of the legislation to allow relevant data to be available for purposes of investigation, detection and prosecution of criminal offences, the manner in which the data will be processed by the national authorities for the purpose being a different matter (one involving the domain covered by the police and judicial cooperation in criminal matters), therefore holding the action unfounded. ii. National Legislation - Highlights Regulatory Decree 3/2009. Diário da República 23, Series I of 2009/02/03 Justice Ministry Regulates Article 1 of Act 19/2008 of April 21st, the object of which is the creation, within the scope of the Justice Ministry, of a database of powers-of-attorney. Declaration 1/2009. Diário da República 25, Series I of 2009/02/05 Assembly of the Republic Appointment of a full and alternate member of the Committee of Access to Administrative Documents (CADA) by the National Data Protection Commission (CNPD). Declaration of Amendment 16-A/2009. Diário da República 31, 2nd Supplement, Series I of 2009/02/13 Presidency of the Council of Ministers - Legal Centre Amends Order-in-council 1473-B/2008 of December 17th, of the Ministry for Public Works, Transport and Communications, that approved the charges for the issue of declarations evidencing the rights, for the exercise of the business of provider of electronic communications networks and services, for the attribution of right of use of frequencies and 03 1st Quarter 2009

8 This Newsletter was prepared by Cuatrecasas, Gonçalves Pereira & Associados, RL for information purposes only and should not be understood as a form of advertising. The information provided and the opinions herein expressed are of a general nature and should not, under any circumstances, be a replacement for adequate legal advice for the resolution of specific cases. Therefore Cuatrecasas, Gonçalves Pereira & Associados, RL is not liable for any possible damages caused by its use. The access to the information provided in this newsletter does not imply the establishment of a lawyerclient relation or of any other sort of legal relationship. This Newsletter is complimentary and the copy or circulation of the same without previous formal authorization is prohibited. numbers and for the use of the radio-electric spectrum, and other charges owed to ICP-ANACOM, published in Diário da República, 1st Series, nº 243, Supplement, of December 17th Order-in-Council 307/2009. Diário da República 59, Series I de Justice Ministry Enacts legislation governing the registration of powers-of-attorney and their extinction and the terms under which electronic free movement of data and documents is processed. Resolution of the Assembly of the Republic 5/2009. Diário da República 40, Series I of 2009/02/26 Assembly of the Republic Approves the Amendments of the Convention on the Creation of the European Radiocommunications Office (ERO) as well as the Convention on the Creation of the European Communications Office (ECO) resulting from the said Amendments, adopted by the Council of the European Radio-communications Office in Copenhagen on April 9th iii. National Case-law - Highlights Deliberation 156/09 of the National Data Protection Commission (CNPD) In this deliberation the CNPD analyses the principles applicable to the processing of personal data within the scope of information management for the purpose of prospecting credit options, as well as for the purpose of delimitating the principles to be observed in the appraisal of the notifications of processing for the said purpose which are submitted to it. Contact LISBON Praça Marquês de Pombal, 2 (e 1-8º) Lisbon Tel. (351) Fax (351) PORTO Avenida da Boavista, º Porto Tel. (351) Fax (351) CUATRECASAS, GONÇALVES PEREIRA & ASSOCIADOS, RL Sociedade de Advogados de Responsabilidade Limitada 1st Quarter

NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS

NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS NEWSLETTER SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS 2.º Trimestre I SISTEMAS DE GARANTIA DE DEPÓSITOS 2 II Legislação A. Direito Bancário Institucional

Leia mais

Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário

Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário IP/97/133 Bruxelas, 26 de Novembro de 1997 Legislar melhor : os Estados -membros devem empenhar-se em aplicar efectivamente o direito comunitário A Comissão Europeia adoptou o seu relatório anual sobre

Leia mais

Best Corporate and Commercial Team in Portugal World Finance Legal Awards 2008

Best Corporate and Commercial Team in Portugal World Finance Legal Awards 2008 Best Corporate and Commercial Team in Portugal World Finance Legal Awards 2008 Portuguese Tax Firm of the Year - 2007 International Tax Review European Awards Newsletter Direito Público Português English

Leia mais

4º Trimestre de 2009. I. Destaque. Tratamento de dados decorrentes da gravação de chamadas princípios aplicáveis

4º Trimestre de 2009. I. Destaque. Tratamento de dados decorrentes da gravação de chamadas princípios aplicáveis 4º Trimestre de 2009 I. Destaque Tratamento de dados decorrentes da gravação de chamadas princípios aplicáveis A Comissão Nacional de Protecção de Dados (CNPD) aprovou, no passado dia 9 de Novembro de

Leia mais

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY

MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY MEMORANDUM OF UNDERSTANDING BETWEEN THE COMPETENT AUTHORITIES OF THE PORTUGUESE REPUBLIC AND THE GOVERNMENT OF JERSEY The Competent Authorities of the Portuguese Republic and the Government of Jersey in

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO RURAL NAS PROVINCIAS DE MANICA E SOFALA - PADR Concurso com Previa Qualificação Convite para a Manifestação de Interesse

Leia mais

2.º Trimestre de 2010. I. Destaque. Patentes de Software?

2.º Trimestre de 2010. I. Destaque. Patentes de Software? 2.º Trimestre de 2010 I. Destaque Patentes de Software? O tema das patentes de software, ou seja a possibilidade de conferir protecção jurídica aos programas de computador através de patente, é provavelmente

Leia mais

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 4

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 4 CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 4 Código da Publicidade 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 4 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584, 5º Andar

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Organismos Intermédios Eixo Prioritário VI - Assistência Técnica Convite para

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Novembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 5

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Novembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 5 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Novembro, 2014 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 3 III Jurisprudência Europeia 5 IV Jurisprudência Nacional 6 V Outras informações 7 NEWSLETTER

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

Interface between IP limitations and contracts

Interface between IP limitations and contracts Interface between IP limitations and contracts Global Congress on Intellectual Property and the Public Interest Copyright Exceptions Workshop December 16, 9-12:30 Denis Borges Barbosa The issue Clause

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 3 III Jurisprudência Europeia 4 IV Jurisprudência Nacional 5 V Outras informações 6 NEWSLETTER

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 2 III Jurisprudência Comunitária 6 IV Jurisprudência Nacional 8 V Outros 9 NEWSLETTER FISCAL

Leia mais

carácter intencional ou não intencional da sua violação.

carácter intencional ou não intencional da sua violação. NOVAS MEDIDAS, PROCEDIMENTOS E RECURSOS PARA ASSEGURAR O RESPEITO DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL No passado dia 1 de Abril foi publicado o Decreto-Lei nº 16/2008, que transpôs para a nossa ordem

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

NEWSLETTER I PROPRIEDADE INTELECTUAL, MEDIA E TI

NEWSLETTER I PROPRIEDADE INTELECTUAL, MEDIA E TI NEWSLETTER I PROPRIEDADE INTELECTUAL, MEDIA E TI NEWSLETTER PROPRIEDADE INTELECTUAL, MEDIA E TI I. º Trimestre 2015 I Tema em destaque 2 II Legislação 3 III Jurisprudência 3 IV Resoluções, Recomendações,

Leia mais

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS 1. INTRODUÇÃO Com o desenvolvimento da Internet, surgiu a possibilidade de se enviarem mensagens por correio electrónico, de forma quase instantânea e a

Leia mais

A Reforma do Sistema de Marcas da União Europeia. Ana de Sampaio J. E. Dias Costa, Lda. Lisbon Portugal www.jedc.pt

A Reforma do Sistema de Marcas da União Europeia. Ana de Sampaio J. E. Dias Costa, Lda. Lisbon Portugal www.jedc.pt A Reforma do Sistema de Marcas da União Europeia Ana de Sampaio J. E. Dias Costa, Lda. Lisbon Portugal www.jedc.pt Algumas etapas: Maio 2007 Conselho de Competitividade da UE lança as bases para a realização

Leia mais

Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho

Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho Introduz um regime de fiscalização e de sanção contra-ordenacional aplicável a infracções aos deveres previstos no Regulamento (CE) n.º 1781/2006, do Parlamento

Leia mais

Legislação Farmacêutica Compilada. Portaria n.º 377/2005, de 4 de Abril. B, de 20 de Maio de 2005. INFARMED - Gabinete Jurídico e Contencioso 59-C

Legislação Farmacêutica Compilada. Portaria n.º 377/2005, de 4 de Abril. B, de 20 de Maio de 2005. INFARMED - Gabinete Jurídico e Contencioso 59-C 1 Estabelece que o custo dos actos relativos aos pedidos previstos no Decreto- Lei n.º 72/91, de 8 de Fevereiro, bem como dos exames laboratoriais e dos demais actos e serviços prestados pelo INFARMED,

Leia mais

João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com

João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com 30 de Junho de 2010 João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com 1 LOCAL : AB - PORTO DATA : 01-07-2010 CIBERCRIME Lei 109/2009, de 15 de Setembro Disposições penais materiais: Falsidade

Leia mais

Technical Information

Technical Information Subject Ballast Water Management Plan To whom it may concern Technical Information No. TEC-0648 Date 14 February 2006 In relation to ballast water management plans, we would advise you that according to

Leia mais

O MARKETING DIRECTO POR EMAIL

O MARKETING DIRECTO POR EMAIL O MARKETING DIRECTO POR EMAIL 1 AS IMPLICAÇÕES LEGAIS DO EMAIL MARKETING Enquadramento da questão Equilíbrio entre o poder e a eficácia do marketing directo por e-mail no contacto com os consumidores e

Leia mais

NEWSLETTER I DIREITO DA SAÚDE

NEWSLETTER I DIREITO DA SAÚDE NEWSLETTER I DIREITO DA SAÚDE NEWSLETTER DIREITO DA SAÚDE I Maio - Junho, 2014 I. Venda de medicamentos on-line A criação de um logótipo de segurança 2 II. Directivas antecipadas de vontade: aprovação

Leia mais

VI Fórum ACPI. «Pacote Legislativo UE Marcas»

VI Fórum ACPI. «Pacote Legislativo UE Marcas» VI Fórum ACPI «Pacote Legislativo UE Marcas» 12 de Fevereiro 2014 Pacote Legislativo UE Marcas Pacote apresentado pela Comissão Europeia em 27 de Março de 2013 3 iniciativas legislativas contidas no chamado

Leia mais

DEFESA EM CONTEXTO TRANSNACIONAL

DEFESA EM CONTEXTO TRANSNACIONAL Direito Penal Europeu para Advogados Penalistas ERA/ECBA/ICAB Barcelona 21-22 de Fevereiro de 2014 DEFESA EM CONTEXTO TRANSNACIONAL NA UNIÃO EUROPEIA INDICAÇÕES DE PESQUISA E ELEMENTOS NORMATIVOS Vânia

Leia mais

Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira & Agel - Advogados

Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira & Agel - Advogados Schmidt, Valois, Miranda, Ferreira & Agel - Advogados Deuxièmes rencontres Franco - Brésiliennes de la Société de Législation Comparée Contractual Renegotiation with Public Entities June - 2010 Index Principles

Leia mais

Deliberação n.º 156/09

Deliberação n.º 156/09 Deliberação n.º 156/09 Princípios aplicáveis aos tratamentos de dados pessoais no âmbito de Gestão de Informação com a finalidade de Prospecção de Opções de Crédito A Comissão Nacional de Protecção de

Leia mais

Sistema de Informação Schengen - acesso pelos serviços de emissão de certificados de matrícula dos veículos ***II

Sistema de Informação Schengen - acesso pelos serviços de emissão de certificados de matrícula dos veículos ***II P6_TA(2005)044 Sistema de Informação Schengen - acesso pelos serviços de emissão de certificados de matrícula dos veículos ***II Resolução legislativa do Parlamento Europeu referente à posição comum adoptada

Leia mais

NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS

NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS NEWSLETTER I SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS NEWSLETTER SISTEMA FINANCEIRO E MERCADO DE CAPITAIS 2.º Trimestre 2015 I Regime Jurídico das Sociedades Financeiras de Crédito 2 II Legislação A. Direito

Leia mais

NEWSLETTER I CONCORRÊNCIA

NEWSLETTER I CONCORRÊNCIA NEWSLETTER I CONCORRÊNCIA NEWSLETTER CONCORRÊNCIA I 1.º Trimestre 2016 I Destaques Nacionais 2 II Destaques Europeus 4 NEWSLETTER CONCORRÊNCIA I DESTAQUES NACIONAIS Tribunal da Concorrência Tribunal da

Leia mais

GENERAL NEWS. Ordinance no. 82/2012, of March 29 th

GENERAL NEWS. Ordinance no. 82/2012, of March 29 th INFORMAÇÃO AVULSA GERAL GENERAL NEWS Portaria n.º 82/2012, de 29 de Março A Lei n.º 7/2012, de 13 de Fevereiro, procedeu à padronização do regime de custas aplicáveis a todos os processos judiciais pendentes,

Leia mais

Guia prático. Rede Judiciária Europeia em matéria civil e comercial

Guia prático. Rede Judiciária Europeia em matéria civil e comercial Utilização da videoconferência para obtenção de provas em matéria civil e comercial, ao abrigo do Regulamento (CE) n.º 1206/2001 do Conselho, de 28 de Maio de 2001 Guia prático Rede Judiciária Europeia

Leia mais

REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS

REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS TMT N.º 2 /2009 MAIO/JUNHO 2009 REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS Foi publicado no passado dia 2 de Junho o Decreto-Lei nº 134/2009 que veio estabelecer o regime jurídico aplicável à prestação

Leia mais

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO

CARLA ALEXANDRA SEVES DE ANDRADE CANOTILHO Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico da Guarda R E L AT Ó R I O D E AT I V I D A D E P R O F I S S I O N A L N A J. V A R G A S - G A B I N E T E T É C N I C O D E G E S T Ã O E

Leia mais

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE TROCA DE OBRIGAÇÕES PELO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. ( BANIF )

ANÚNCIO DE LANÇAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE TROCA DE OBRIGAÇÕES PELO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. ( BANIF ) Banif Banco Internacional do Funchal, S.A. Sede Social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509 Funchal, Portugal Capital Social: 780.000.000 Euros Matriculado na Conservatória do Registo Comercial do Funchal

Leia mais

Aspectos práticos a ter em conta

Aspectos práticos a ter em conta Programa-Quadro de I&I da CE Horizonte 2020: Aspectos práticos a ter em conta 23 de Setembro de 2014 Alexandre Marques NCP Assuntos Legais e Financeiros, PME, Acesso a Financiamento de Risco e EIT 1. Ciclo

Leia mais

Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal

Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal Norma Regulamentar n.º 12/2010-R, de 22 de Julho Instituto de Seguros de Portugal O Instituto de Seguros de Portugal aprovou hoje a Norma Regulamentar n.º 12/2010 R, relativa à utilização de fundos de

Leia mais

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks

Intellectual Property. IFAC Formatting Guidelines. Translated Handbooks Intellectual Property IFAC Formatting Guidelines Translated Handbooks AUTHORIZED TRANSLATIONS OF HANDBOOKS PUBLISHED BY IFAC Formatting Guidelines for Use of Trademarks/Logos and Related Acknowledgements

Leia mais

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS

INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS INSTRUÇÕES INSTRUCTIONS DOCUMENTAÇÃO A APRESENTAR PELOS CANDIDATOS PARA AVALIAÇÃO Os candidatos devem apresentar para avaliação da candidatura a seguinte documentação: a) Prova da nacionalidade (BI, passaporte.);

Leia mais

O Desenvolvimento do Corporate Governance em Portugal

O Desenvolvimento do Corporate Governance em Portugal 10 ANOS DO IPCG O GOVERNO SOCIETÁRIO EM PORTUGAL O Desenvolvimento do Corporate Governance em Portugal Lisboa, 09 de Julho de 2013 SUMÁRIO 1. Acontecimentos empresariais e governance 2. Fatores normativos

Leia mais

I SOCIETÁRIO LEGAL FLASH. LEGAL FLASH I 14 de AGOSTO, 2012

I SOCIETÁRIO LEGAL FLASH. LEGAL FLASH I 14 de AGOSTO, 2012 LEGAL FLASH I SOCIETÁRIO LEGAL FLASH I 14 de AGOSTO, 2012 Lei n.º 29/2012, de 9 de Agosto Novo Regime de Autorização de Residência para Estrangeiros Investidores 2 LEI N.º 29/2012 NOVO REGIME DE AUTORIZAÇÃO

Leia mais

A implementação do balcão único electrónico

A implementação do balcão único electrónico A implementação do balcão único electrónico Departamento de Portais, Serviços Integrados e Multicanal Ponte de Lima, 6 de Dezembro de 2011 A nossa agenda 1. A Directiva de Serviços 2. A iniciativa legislativa

Leia mais

REGISTO DE MARCA NA CHINA CONTINENTAL

REGISTO DE MARCA NA CHINA CONTINENTAL TMT N.º 4/2009 MAIO/JUNHO 2009 REGISTO DE MARCA NA CHINA CONTINENTAL A proteção de propriedade industrial foi caracterizada como a maior preocupação dos investidores estrangeiros no mercado chinês, sendo

Leia mais

U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A

U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A i U M O L H A R S O B R E... A R E A L I D A D E S O C I E T Á R I A P O R T U G U E S A INFORMAÇÃO GERAL TAX & BUSINESS This Tax Information is intended for general distribution to clients and colleagues

Leia mais

Termo legal para a utilização do Portal TERMO DE UTILIZAÇÃO

Termo legal para a utilização do Portal TERMO DE UTILIZAÇÃO Termo legal para a utilização do Portal TERMO DE UTILIZAÇÃO Cláusula 1ª (Outorgantes) Entre: Instituto Politécnico de Viana do Castelo, adiante designado por IPVC, contribuinte número 503 761 877, com

Leia mais

Banco Santander Totta, S.A.

Banco Santander Totta, S.A. NINTH SUPPLEMENT (dated 26 October 2011) to the BASE PROSPECTUS (dated 4 April 2008) Banco Santander Totta, S.A. (incorporated with limited liability in Portugal) 5,000,000,000 (increased to 12,500,000,000)

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL Diário da República 1.ª série N.º 84 30 de Abril de 2009 2503 3 Either Party may terminate this Treaty at any time by notice in writing to the other Party through diplomatic channels. The termination shall

Leia mais

SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO

SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS NA PERSPETIVA DA RESILIÊNCIA E CONTINUIDADE DE NEGÓCIO Cristina Alberto KPMG Advisory Consultores de Gestão, SA Agenda 1. Riscos Globais do Século XXI 2. Proteção

Leia mais

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form

學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表. Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura. Academic Research Grant Application Form 澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 文 化 局 Instituto Cultural 學 術 研 究 獎 學 金 申 請 表 ( 根 據 學 術 研 究 獎 學 金 規 章 第 九 條 第 一 款 ) Bolsas de Investigação Académica Boletim de Candidatura

Leia mais

NEWSLETTER I LABORAL. NEWSLETTER LABORAL I Novembro, 2014. I Portarias de Extensão 2. II Obrigações Laborais 2. III Jurisprudência 3

NEWSLETTER I LABORAL. NEWSLETTER LABORAL I Novembro, 2014. I Portarias de Extensão 2. II Obrigações Laborais 2. III Jurisprudência 3 NEWSLETTER I LABORAL NEWSLETTER LABORAL I Novembro, 2014 I Portarias de Extensão 2 II Obrigações Laborais 2 III Jurisprudência 3 NEWSLETTER LABORAL I PORTARIAS DE EXTENSÃO Área de Actividade Indústrias

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa e comparativa. (JO L 250 de 19.9.1984, p. 17)

M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa e comparativa. (JO L 250 de 19.9.1984, p. 17) 1984L0450 PT 12.06.2005 002.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B M1 DIRECTIVA DO CONSELHO de 10 de Setembro de 1984 relativa à publicidade enganosa

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis

Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis DECRETO N.º 136/X Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses

Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses Funcionamento da Base de Dados de Perfis de ADN Francisco Corte-Real Council Resolution of 9 June

Leia mais

03 de Dezembro 2013 Direito do Trabalho

03 de Dezembro 2013 Direito do Trabalho DADOS DOS TRABALHADORES A agilização do direito à privacidade dos trabalhadores com a crescente e hegemónica utilização das denominadas tecnologias de informação, levaram a Comissão Nacional de Protecção

Leia mais

USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 USPTO No. 15143095 WORK PLAN FOR IMPLEMENTATION OF THE UNITED STATES PATENT AND

Leia mais

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL UM NOVO PARADIGMA

O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL UM NOVO PARADIGMA Newsletter 1 Setembro 2013 O NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL UM NOVO PARADIGMA No passado dia 1 de Setembro, entrou em vigor, o novo Código de Processo Civil, publicado pela Lei n.º 41/2013, de 26 de Junho,

Leia mais

Proteção de Dados Pessoais e Privacidade

Proteção de Dados Pessoais e Privacidade Proteção de Dados Pessoais e Privacidade João Paulo Ribeiro joao.ribeiro@cnpd.pt 22 Novembro/2012 HISTÓRIA 1888: o direito de ser deixado só - Juiz Thomas Cooley, USA 1890: The Right to Privacy (O Direito

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2013. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Europeia 5

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2013. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Europeia 5 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2013 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 2 III Jurisprudência Europeia 5 IV Jurisprudência Nacional 6 NEWSLETTER FISCAL I LEGISLAÇÃO

Leia mais

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia e, nomeadamente, o n. o 1 do seu artigo 175. o, 25.6.2003 L 156/17 DIRECTIVA 2003/35/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de Maio de 2003 que estabelece a participação do público na elaboração de certos planos e programas relativos ao ambiente

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 4454 Diário da República, 1.ª série N.º 137 17 de Julho de 2008 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 31/2008 de 17 de Julho Procede à primeira alteração à Lei n.º 67/2007, de 31 de Dezembro, que aprova o Regime

Leia mais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais 12054/02/PT WP 69 Parecer 1/2003 sobre o armazenamento dos dados de tráfego para efeitos de facturação Adoptado em 29 de Janeiro de 2003 O Grupo de Trabalho

Leia mais

SPAM TECHno-prevention. a police perspective

SPAM TECHno-prevention. a police perspective SPAM TECHno-prevention a police perspective plano legislation in place operative consequences efficacy possible actions to undertake 2 one characterization of computer crime the computer system is one

Leia mais

III Congresso de Direito Fiscal. Novas regras de facturação. Alexandra Martins. 11 de Outubro de 2012

III Congresso de Direito Fiscal. Novas regras de facturação. Alexandra Martins. 11 de Outubro de 2012 III Congresso de Direito Fiscal Novas regras de facturação 11 de Outubro de 2012 Alexandra Martins Razão de ser e objectivos Transposição da Directiva de facturação Directiva do Conselho 2010/45/UE, de

Leia mais

União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde

União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde União Europeia Acesso a cuidados de saúde Prestação de serviços de saúde Legislação da União Europeia Legislação nacional Jurisprudência TJUE Diretiva 2011/24 Proposta de Lei 206/XII Direitos e deveres

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Legislação. A criança no séc. XXI: direitos e riscos. Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009

Legislação. A criança no séc. XXI: direitos e riscos. Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009 www.gep.mtss.gov.pt Legislação A criança no séc. XXI: direitos e riscos Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009 Estabelece o regime jurídico de protecção social na parentalidade no

Leia mais

MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS

MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS MARKT/2094/01 PT Orig. EN COMÉRCIO ELECTRÓNICO E SERVIÇOS FINANCEIROS Objectivo do presente documento O presente documento descreve a actual situação no que se refere ao comércio electrónico e serviços

Leia mais

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 30 de Junho de 2010 Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com 1 LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 1. A videovigilância no local de trabalho 2. Confidencialidade e acesso à informação 3. Monitorização

Leia mais

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês

Modelos de cartas. Índice. 1. Modelo de carta acompanhando um documento - Português. pág. 1. 2. Modelo de carta acompanhando um documento - Inglês verlag dashofer Edições Profissionais R. Braamcamp n.º 13 2.º 1250-049 Lisboa Tel.: 21 310 19 00 21 315 25 97 Email: info@dashofer.pt Web: www.dashofer.pt Índice 1. Modelo de carta acompanhando um documento

Leia mais

Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício

Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício Direito de Empréstimo Público: a Directiva Comunitária e suas Transposições Helena Simões Patrício Lisboa, 29 de Maio de 2007 1 Sumário: 1. Direito de comodato público 2. Harmonização comunitária 3. Acções

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA COMISSÃO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NOS PORTOS, TERMINAIS E VIAS NAVEGÁVEIS - CONPORTOS

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA COMISSÃO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NOS PORTOS, TERMINAIS E VIAS NAVEGÁVEIS - CONPORTOS MINISTÉRIO DA JUSTIÇA COMISSÃO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NOS PORTOS, TERMINAIS E VIAS NAVEGÁVEIS - CONPORTOS RESOLUÇÃO Nº 33, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2004. Dispõe sobre a concessão de Declaração de Proteção

Leia mais

DOCUMENTOS DE PREVENÇÃO DE RISCOS PROFISSIONAIS NA CONSTRUÇÃO NA TRANSPOSIÇÃO DAS DIRETIVAS COMUNITÁRIAS PARA PORTUGAL

DOCUMENTOS DE PREVENÇÃO DE RISCOS PROFISSIONAIS NA CONSTRUÇÃO NA TRANSPOSIÇÃO DAS DIRETIVAS COMUNITÁRIAS PARA PORTUGAL DOCUMENTOS DE PREVENÇÃO DE RISCOS PROFISSIONAIS NA CONSTRUÇÃO NA TRANSPOSIÇÃO DAS DIRETIVAS COMUNITÁRIAS PARA PORTUGAL Susana Sousa 1 José M. Cardoso Teixeira 2 RESUMO A Diretiva Comunitária nº 92/57/CEE

Leia mais

RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC

RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC RINAVE EMBARCAÇÕES DE RECREIO CERTIFICADAS NO ÂMBITO DA DIR 94/25/CE CERTIFIED RECREATIONAL CRAFT IN THE SCOPE OF DIR 94/24/EC OUTUBRO OCTOBER 2001 RINAVE Registro Internacional Naval, SA Estrada do Paço

Leia mais

UIA - The New EU General Data Protection Regulation. Use of Cloud Computing after the Digital Rights Ireland judgment

UIA - The New EU General Data Protection Regulation. Use of Cloud Computing after the Digital Rights Ireland judgment UIA - The New EU General Data Protection Regulation Use of Cloud Computing after the Digital Rights Ireland judgment Luís Neto Galvão, Partner, SRS Legal Judgment of the CJEU (Grand Chamber) of 8 April

Leia mais

Doing Business in Brazil : Pathways to success, Innovation and Access under the Legal Framework

Doing Business in Brazil : Pathways to success, Innovation and Access under the Legal Framework Doing Business in Brazil : Pathways to success, Innovation and Access under the Legal Framework BY FABIANO ANDREATTA L E G A L A F F A I R S M A N A G E R E L I L I L L Y D O B R A S I L L T D A. * A s

Leia mais

Anexo 1. Programa Municipal de Voluntariado. Introdução

Anexo 1. Programa Municipal de Voluntariado. Introdução Anexo 1 Programa Municipal de Voluntariado Introdução 1. A proposta de desenvolvimento do Programa Municipal de Voluntariado decorre da competência da Divisão de Cidadania e Inovação Social do Departamento

Leia mais

Lisboa, 24 e 25 Setembro 2007 Lisbon, 24 th and 25 th September 2007. Sana Lisboa Hotel. Programa provisório/draft program

Lisboa, 24 e 25 Setembro 2007 Lisbon, 24 th and 25 th September 2007. Sana Lisboa Hotel. Programa provisório/draft program Seminário/ Seminar «Penas e medidas alternativas à prisão» /«Alternatives to custodial sentences and pre-trial detention» Lisboa, 24 e 25 Setembro 2007 Lisbon, 24 th and 25 th September 2007 Sana Lisboa

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 APROVADA POR DELIBERAÇÃO DA COMISSÃO DIRECTIVA DE 19-03-2010 Altera o nº 4 da Orientação de Gestão nº 7/2008 e cria o ANEXO III a preencher pelos Beneficiários para registo

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª Iniciativa Europeia Proposta de Decisão - Quadro COM (2007) 654 final SEC (2007) 1422 e 1453, relativa à utilização dos dados do Registo de Identificação de Passageiros

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 3.8.2005 COM(2005) 361 final 2005/0147 (COD) Proposta de DIRECTIVA DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO que revoga a Directiva 90/544/CEE do Conselho relativa

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. (23.ª Edição)

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. (23.ª Edição) CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (23.ª Edição) Código de Processo Civil 2 TÍTULO: CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL AUTORES: Miguel Mesquita EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584, 5º Andar 3000-174

Leia mais

A MJG&A na Revista Quem é Quem - Sociedades de Advogados 2013, publicada em anexo ao Diário Económico de 29 de Novembro de 2013

A MJG&A na Revista Quem é Quem - Sociedades de Advogados 2013, publicada em anexo ao Diário Económico de 29 de Novembro de 2013 NOTÍCIAS A MJG&A na Revista Quem é Quem - Sociedades de Advogados 2013, publicada em anexo ao Diário Económico de 29 de Novembro de 2013 A MJG&A esteve presente no jantar de apoio a António Raposo Subtil,

Leia mais

Council of the European Union Brussels, 30 September 2014

Council of the European Union Brussels, 30 September 2014 039790/EU XXV. GP Eingelangt am 30/09/14 Council of the European Union Brussels, 30 September 2014 Interinstitutional File: 2013/0053 (NLE) 12494/14 JUR 524 ACP 134 WTO 226 COAFR 226 LEGISLATIVE ACTS AND

Leia mais

4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt

4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS. AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt SITES DE REFERÊNCIA 4. SITES DE REFERÊNCIA 4.1. ENTIDADES SECTORIAIS AACS Alta Autoridade para a Comunicação Social http://www.aacs.pt Banco de Portugal http://www.bportugal.pt CMVM Comissão do Mercado

Leia mais

INTERNATIONAL COFFEE AGREEMENT 2007 CONCLUDED IN LONDON, 28 SEPTEMBER 2007 ADJUSTMENTS TO THE PORTUGUESE TEXT OF THE AGREEMENT

INTERNATIONAL COFFEE AGREEMENT 2007 CONCLUDED IN LONDON, 28 SEPTEMBER 2007 ADJUSTMENTS TO THE PORTUGUESE TEXT OF THE AGREEMENT DN 14/08/ICA 2007 International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café 29 May 2008 Depositary Notification E INTERNATIONAL

Leia mais

MANUAL SOBRE OS INSTRUMENTOS JURÍDICO-INTERNACIONAIS NOS QUAIS A DGAJ É AUTORIDADE/ENTIDADE CENTRAL

MANUAL SOBRE OS INSTRUMENTOS JURÍDICO-INTERNACIONAIS NOS QUAIS A DGAJ É AUTORIDADE/ENTIDADE CENTRAL MANUAL SOBRE OS INSTRUMENTOS JURÍDICO-INTERNACIONAIS NOS QUAIS A DGAJ É AUTORIDADE/ENTIDADE CENTRAL 1/21 1. CITAÇÕES E NOTIFICAÇÕES 2/21 1.1. Convenção da Haia, de 15.11.1965, respeitante à citação e à

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS International Relations Office FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA ESTUDANTE DE INTERCÂMBIO EXCHANGE STUDENT APPLICATION FORM Semestre

Leia mais

BANCO CENTRAL EUROPEU

BANCO CENTRAL EUROPEU 9.7.2003 Jornal Oficial da União Europeia C 160/7 BANCO CENTRAL EUROPEU MODELO DE ACORDO ENTRE O BANCO CENTRAL EUROPEU E O [banco central nacional do país aderente] ( 1 ) O PRESENTE ACORDO é celebrado

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 54-A/2000, de

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 Objecto: Auxílio estatal n.º NN 173/01 - Portugal - Prorrogação do dispositivo de cobertura dos riscos inerentes ao transporte aéreo com a garantia

Leia mais

O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA

O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA PARECER SOBRE O ENVOLVIMENTO DOS TRABALHADORES NA ASSOCIAÇÃO EUROPEIA (Proposta de Regulamento sobre o Estatuto da AE e Proposta de Directiva que completa o estatuto da AE no que se refere ao papel dos

Leia mais

INTERNATIONAL CRIMINAL COURT. Article 98 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119

INTERNATIONAL CRIMINAL COURT. Article 98 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119 TREATIES AND OTHER INTERNATIONAL ACTS SERIES 04-1119 INTERNATIONAL CRIMINAL COURT Article 98 Agreement between the UNITED STATES OF AMERICA and CAPE VERDE Signed at Washington April 16, 2004 NOTE BY THE

Leia mais

Manual do Utilizador Externo. Aplicação para Registo de Utilizadores do Sistema de Gestão de Medicamentos de Uso Humano (SMUH)

Manual do Utilizador Externo. Aplicação para Registo de Utilizadores do Sistema de Gestão de Medicamentos de Uso Humano (SMUH) Aplicação para Registo de Utilizadores do Sistema de Gestão de Medicamentos de Uso Humano (SMUH) Página 1 de 12 Índice 1 Introdução... 3 2 Utilização da Aplicação... 4 2.1 Primeiros Passos Termos de Utilização...4

Leia mais

Normas de Utilização do Correio Electrónico Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça, I.P.

Normas de Utilização do Correio Electrónico Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça, I.P. I Normas de Utilização do Correio Electrónico Este documento pertence Instituto de Tecnologias de Informação na Justiça, I.P., e toda a informação incluída é estritamente confidencial. Todos os direitos

Leia mais