O MARKETING DIRECTO POR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O MARKETING DIRECTO POR EMAIL"

Transcrição

1 O MARKETING DIRECTO POR 1 AS IMPLICAÇÕES LEGAIS DO MARKETING

2 Enquadramento da questão Equilíbrio entre o poder e a eficácia do marketing directo por no contacto com os consumidores e as questões da protecção da privacidade e dos dados pessoais; 2 Controlo legal da actividade; B2C

3 Questões críticas de protecção do Consumidor no marketing directo Consentimento à recolha, tratamento e utilização de dados pessoais; 3 Segurança no Tratamento dos dados pessoais; Possibilidade de optar por não receber comunicações não solicitadas.

4 Quadro Legal 4 Lei da Protecção de dados pessoais Lei nº. 67/98, de 26 de Outubro, que transpõe a Directiva nº. 95/46/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 24 de Outubro; Decreto-lei nº. 7/2004, de 7 de Janeiro, que transpõe a Directiva nº. 2000/31/CE, do Parlamento europeu e do Conselho de 8 de Junho, relativo ao Comércio Electrónico.

5 Controlo administrativo para recolha e tratamento de dados pessoais (Lei 67/98) o Competência CNPD 5 o Dados pessoais Dados relativos a pessoas individuais (Nome, sexo, idade, endereços, contactos, etc ), que identifiquem ou tornem as pessoas identificáveis. o Os dados relativos a pessoas colectivas (sociedades comerciais, associações, etc ) não são dados pessoais, não estão sujeitos ao controlo pela CNPD.

6 Controlo administrativo 6 (1) Procedimento de Notificação; (2) Procedimento de Autorização Prévia

7 Procedimento de Notificação Qualquer entidade antes do tratamento de dados pessoais, total ou parcialmente autorizados, para uma ou mais finalidades, deve NOTIFICAR a CNPD; Só estão isentos de notificação as operações de manutenção de registos de dados pessoais disponíveis ao público em geral; A Notificação visa o controlo da legalidade do tratamento através da emissão de parecer e Registo Público. 7

8 Procedimento de Autorização (Artº. 28) i) Dados sensíveis referentes a convicções religiosas ou políticas, filiação partidária ou sindical, religiosa, racial ou étnica, vida privada, saúde e vida sexual; ii) iii) iv) Suspeitas de actividade ilícitas criminais, penas, medidas de seguranças, contra-ordenações, etc 8 Relativos ao crédito e à solvabilidade dos seus titulares, Interconexão de dados - relacionamento dos dados de um ficheiro com os dados de um ficheiro ou ficheiros mantidos por outro ou outros responsáveis, ou mantidos pelo mesmo responsável com outra finalidade; v) A utilização de dados pessoais para fins não determinantes da recolha fora do âmbito da Notificação.

9 Conteúdo dos pedidos à CNPD (1) 9 Nome e endereço do responsável pelo tratamento ou seu representante; Finalidades do tratamento (Ex: Marketing directo por ); Descrição das categorias de titulares e das categorias de dados; Destinatários ou categorias de destinatários a quem os dados podem ser comunicados e em que condições;

10 Conteúdo dos pedidos à CNPD (2) Entidade encarregada do processamento da informação se não for o próprio responsável pelo tratamento; 10 Eventuais interconexões de dados; Tempo de Conservação dos dados; Forma e condições como os titulares dos dados podem ter conhecimento ou fazer corrigir os dados pessoais;

11 Conteúdo dos pedidos à CNPD (3) 11 Transferência de dados previstas para países terceiros (fora da EU); Descrição geral das medidas tomadas para garantir a segurança do tratamento (ver medidas de segurança artº.s 14 e 15);

12 Controlo da legalidade a posteriori 12 A CNPD tem poderes para controlar e fiscalizar o cumprimento das disposições legais nesta matéria, e tem poderes para instruir os processos de contraordenação por infracções à lei e aplicar coimas, além do poder de ordenar o bloqueio, apagamento ou destruição de dados; Protecção penal.

13 Aluguer de bases de dados 13 Verificação do Registo da entidade, limites e condicionantes da Notificação ou Autorização da CPNP; Não está sujeito a Notificação

14 Comércio electrónico (DL 7/2004) 14 Serviço da sociedade da informação qualquer serviço prestado à distância por via electrónica, mediante remuneração, ou pelo menos no âmbito de uma actividade económica, na sequência da solicitação do destinatário. A actividade de prestador de serviços da sociedade da informação não depende de autorização prévia.

15 Disponibilização de informações permanentemente em linha (1) 15 Para facilitar um acesso fácil e directo ao prestador, Nome ou denominação social; Endereço geográfico onde se encontra estabelecido e endereço electrónico para permitirem uma comunicação directa; Número de inscrição do prestador em registos públicos; Número de identificação fiscal

16 Disponibilização de informações permanentemente em linha (2) Se a actividade do prestador estiver sujeita a autorização, indicação da entidade que a concedeu; 16 Regras relevantes do exercício da actividade para profissões regulamentadas; Informação clara sobre outros custos para além do preço do serviço, tais como custos fiscais, custos dos serviços de telecomunicações, despesas de entrega, etc

17 Requisitos da Comunicação publicitária em rede Fácil identificação da natureza publicitária da mensagem; 17 Identificação do anunciante Identificação das ofertas promocionais, como descontos, prémios ou brindes, concursos ou jogos promocionais e respectivas condições;

18 Comunicações não solicitadas (1) 18 A legalidade do envio ao consumidor depende do consentimento prévio do destinatário sistema opt in; É também permitido enviar mensagens não solicitadas a um destinatário que seja um anterior cliente, se lhe tiver sido explicitamente oferecida a possibilidade de recusar (aceitar) a recepção destas mensagens. O destinatário deve ter acesso a meios que lhe permitam a qualquer momento recusar, sem ónus e sem qualquer justificação, o envio dessa publicidade para o futuro

19 Comunicações não solicitadas (2) É proibido o envio o envio de correio electrónico para fins de marketing directo, ocultando ou dissimulando a entidade que envia a comunicação; Indicação de um endereço e um meio técnico electrónico, de fácil identificação e utilização, que permita ao destinatário da mensagem recusar futuras comunicações; Lista organizada de pessoas que tenham recusado receber futuras comunicações, 19

20 Lista de âmbito nacional de pessoas que manifestem o desejo genérico de não receber quaisquer comunicações publicitárias DL 62/ Sistema opt out, Organizada pela DGC A partir do Actualizada trimestralmente; É proibido enviar mensagens não solicitadas às pessoas que constam na Lista nacional e nas listas de cada entidade que envia esse tipo de mensagens.

21 Validade dos contratos electrónicos / Online 21 É livre a celebração de contratos por via electrónica, sem que a validade ou eficácia dos contratos sem afectada pela utilização deste meio.

22 Obrigações do prestador de serviços Meios de correcção de erros de introdução antes de efectuar a encomenda; Informação sobre o processo de celebração do contrato Envio de confirmação de encomenda por meio electrónico; A encomenda torna-se definitiva com a confirmação do destinatário, na sequência do envio da confirmação da encomenda, Os termos contratuais e as cláusulas gerais devem ser apresentados de forma a que o destinatário possa armazená-los e reproduzi-los. 22

23 Notas finais 23 Resolução extrajudicial de litígios (CIMACE Centro de Informação, Mediação e Arbitragem do Comércio Electrónico). Entidade de supervisão - ICP ANACOM; Códigos de Conduta.

24 Consentimento ao envio de mensagens não solicitadas e recusa para o futuro 24 X Aceito receber mensagens para fins de marketing.

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância

VENDAS Á DISTÂNCIA. Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico. Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância VENDAS Á DISTÂNCIA Enquadramento Legal Decreto-Lei n.º 7/2004 de 07 01: Comércio Electrónico Decreto-Lei n.º 24/2014 de 14-02: Vendas à Distância No que respeita à forma da contratação electrónica, estipula

Leia mais

Orientações para o tratamento de dados pessoais com finalidade da propaganda na eleição

Orientações para o tratamento de dados pessoais com finalidade da propaganda na eleição Orientações para o tratamento de dados pessoais com finalidade da propaganda na eleição As presentes orientações aplicam-se ao tratamento de dados pessoais pelos candidatos a deputado da Assembleia Legislativa

Leia mais

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS

SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS SPAM: COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS NÃO SOLICITADAS 1. INTRODUÇÃO Com o desenvolvimento da Internet, surgiu a possibilidade de se enviarem mensagens por correio electrónico, de forma quase instantânea e a

Leia mais

João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com

João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com 30 de Junho de 2010 João Gonçalves de Assunção joao.g.assuncao@abreuadvogados.com 1 LOCAL : AB - PORTO DATA : 01-07-2010 CIBERCRIME Lei 109/2009, de 15 de Setembro Disposições penais materiais: Falsidade

Leia mais

Lei n.º 67/98 de 26 de Outubro

Lei n.º 67/98 de 26 de Outubro Lei n.º 67/98 de 26 de Outubro Lei da Protecção de Dados Pessoais (transpõe para a ordem jurídica portuguesa a Directiva n.º 95/46/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 24 de Outubro de 1995, relativa

Leia mais

Comércio Electrónico Aspectos Legais

Comércio Electrónico Aspectos Legais Comércio Electrónico Aspectos Legais João Ferreira Pinto Advogado jfp@joaoferreirapintoadvogados.eu 1. Comércio Electrónico Comércio (transacção): o Bens o Serviços Electrónico (Comunicação): o Novas Tecnologias

Leia mais

O Regime Jurídico de algumas medidas de segurança - Implicações Práticas -

O Regime Jurídico de algumas medidas de segurança - Implicações Práticas - Lisboa, 18.05.2006 O Regime Jurídico de algumas medidas de segurança - Implicações Práticas - Enquadramento, Conceitos & Formalidades 2 Enquadramento Algumas medidas de segurança envolvem o tratamento

Leia mais

Normas de protecção de dados aplicáveis ao marketing: o caso específico da subcontratação

Normas de protecção de dados aplicáveis ao marketing: o caso específico da subcontratação Normas de protecção de dados aplicáveis ao marketing: o caso específico da subcontratação Fundação Calouste Gulbenkian - 13-12-2011 1 Qualquer informação, de qualquer natureza e independentemente do suporte,

Leia mais

Projeto de proposta de Lei de alteração à Lei n.º 41/2004, de 18 de agosto, para transposição da Diretiva n.º 2009/136/CE, de 25/11

Projeto de proposta de Lei de alteração à Lei n.º 41/2004, de 18 de agosto, para transposição da Diretiva n.º 2009/136/CE, de 25/11 Parecer DE: PARA: ASSUNTO: José Eduardo Cruz Técnico Superior Gisela Serafim- Chefe de Divisão de Publicidade Projeto de proposta de Lei de alteração à Lei n.º 41/2004, de 18 de agosto, para transposição

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS. As dinâmicas de grupo e os perfis de consumo

COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS. As dinâmicas de grupo e os perfis de consumo COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS As dinâmicas de grupo e os perfis de consumo O uso de perfis na empresa Os perfis são conjuntos de dados que caracterizam categorias de indivíduos destinados a serem

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE VIDEOVIGILÂNCIA

REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE VIDEOVIGILÂNCIA REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTO DE VIDEOVIGILÂNCIA Aprovado na 14ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 13 de Julho de 2006 e na 4ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal,

Leia mais

LEI 46/2012, DE 29 DE AGOSTO

LEI 46/2012, DE 29 DE AGOSTO LEI 46/2012, DE 29 DE AGOSTO No dia 29 de Agosto de 2012, foi publicada a Lei n.º 46/2012, que transpõe a Directiva n.º 2009/136/CE, na parte em que altera a Directiva n.º 2002/58/CE, do Parlamento Europeu

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I OBJECTO E ÂMBITO

TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I OBJECTO E ÂMBITO Anteprojecto de Decreto-Lei sobre a Comercialização à Distância de Serviços Financeiros (Transposição da Directiva número 2002/65/CE do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de Setembro de 2002, relativa

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE A COFINA MEDIA, S.A. (doravante apenas designada de COFINA ), com sede na Rua Luciana Stegagno Picchio, 3, 1549-023, Lisboa, pessoa colectiva n.º 502801034, matriculada na Conservatória

Leia mais

Artigo 1.º. Objecto e âmbito. Lei nº 69/98. de 28 de Outubro

Artigo 1.º. Objecto e âmbito. Lei nº 69/98. de 28 de Outubro REGULA O TRATAMENTO DOS DADOS PESSOAIS E A PROTECÇÃO DA PRIVACIDADE NO SECTOR DAS TELECOMUNICAÇÕES (TRANSPÕE A DIRECTIVA 97/66/CE, DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1997) Artigo

Leia mais

MILINHA VITOR P. GOMES, UNIPESSOAL, LDA

MILINHA VITOR P. GOMES, UNIPESSOAL, LDA CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE As presentes CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE são acordadas livremente e de boa-fé entre Vitor Pereira Gomes, Unipessoal, Lda. com sede

Leia mais

1. Dados de acesso à Internet

1. Dados de acesso à Internet Ao efectuar o presente registo está a afirmar ter conhecimento e a manifestar a sua aceitação da nossa Política de Privacidade (A Clínica Dr Eduardo Merino- Lda., adiante designada por Eduardo Merino Terapias

Leia mais

Economia Digital e Direito. Privacy, Dados Pessoais e Correio Electrónico nas Empresas. Carolina Leão Oliveira. 19 Novembro 2013

Economia Digital e Direito. Privacy, Dados Pessoais e Correio Electrónico nas Empresas. Carolina Leão Oliveira. 19 Novembro 2013 Economia Digital e Direito Privacy, Dados Pessoais e Correio Electrónico nas Empresas Partilhamos a Experiência. Inovamos nas Soluções. Carolina Leão Oliveira 19 Novembro 2013 Matéria em causa: Uso do

Leia mais

Acordo. A - Nota informativa

Acordo. A - Nota informativa Acordo A - Nota informativa ANTES DE UTILIZAR ESTE SOFTWARE E OS SEUS SERVIÇOS WEB, DEVE LER E ACEITAR OS TERMOS E CONDIÇÕES DESTE ACORDO, CASO CONTRÁRIO NÃO O PODERÁ UTILIZAR. B) Entidade licenciante

Leia mais

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015

RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO. EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 RPM INTERNATIONAL INC. E SUAS SUBSIDIÁRIAS E EMPRESAS OPERADORAS AVISO DE PRIVACIDADE EM PORTO SEGURO EM VIGOR A PARTIR DE: 12 de Agosto de 2015 Este Aviso estabelece os princípios seguidos pela RPM International

Leia mais

REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS

REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS TMT N.º 2 /2009 MAIO/JUNHO 2009 REGIME JURÍDICO APLICÁVEL AOS CALL CENTERS Foi publicado no passado dia 2 de Junho o Decreto-Lei nº 134/2009 que veio estabelecer o regime jurídico aplicável à prestação

Leia mais

VENDAS AO DOMICÍLIO, VENDAS POR CORRESPONDÊNCIA E «VENDAS AGRESSIVAS» Decreto-Lei n.º 272/87. de 3 de Julho

VENDAS AO DOMICÍLIO, VENDAS POR CORRESPONDÊNCIA E «VENDAS AGRESSIVAS» Decreto-Lei n.º 272/87. de 3 de Julho VENDAS AO DOMICÍLIO, VENDAS POR CORRESPONDÊNCIA E «VENDAS AGRESSIVAS» Decreto-Lei n.º 272/87 de 3 de Julho Na ordem jurídica portuguesa a protecção do consumidor alcançou uma marcante expressão com a lei

Leia mais

COMÉRCIO ELECTRÓNICO ELECTRÓNICO

COMÉRCIO ELECTRÓNICO ELECTRÓNICO Ficha Informativa 1 Janeiro 2015 Ordem dos Advogados Largo São Domingos 14-1º, 1169-060 Lisboa Tel.: 218823550 Fax: 218862403 odc@cg.oa.pt www.oa.pt/odc COMÉRCIO ELECTRÓNICO ELECTRÓNICO Compras na Internet:

Leia mais

Manual de Normas de Utilização da Informática na Universidade do Algarve

Manual de Normas de Utilização da Informática na Universidade do Algarve Manual de Normas de Utilização da Informática na Universidade do Algarve Controlo de Versões Versão Data Autor Status Alterações 1.0 1-06-2007 Equipa Informática Projectos Final 1ºa Versão 2 Índice 1.

Leia mais

O Tratamento de Dados Pessoais em Portugal. Breve Guia Prático

O Tratamento de Dados Pessoais em Portugal. Breve Guia Prático O Tratamento de Dados Pessoais em Portugal Breve Guia Prático Este guia destina-se a distribuição exclusiva pela APDSI, com caráter meramente informativo e para uso exclusivo dos seus destinatários, não

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM. Artigo 1.º. (Âmbito e Definições)

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM. Artigo 1.º. (Âmbito e Definições) CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA ONLINE WWW.ZILIANCHOOSE.COM Artigo 1.º (Âmbito e Definições) 1 As presentes condições gerais regulam a venda, incluindo o registo e a encomenda, de produtos através da página/sítio

Leia mais

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 4

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 4 CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 4 Código da Publicidade 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 4 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584, 5º Andar

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral. Informação pré-contratual

Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral. Informação pré-contratual A. Elementos de Identificação 1. Identificação da instituição de crédito Ficha de Informação Normalizada em Matéria de Crédito aos Consumidores, em Caso de Contratação à Distância - Geral Informação pré-contratual

Leia mais

prodj Condições Gerais de Venda On-line

prodj Condições Gerais de Venda On-line Índice 1. Contactos da prodj... 2 2. Processo de compra na loja on line da prodj... 2 2.1. Registo introdução, correcção e eliminação de dados pessoais... 2 2.2. Segurança no registo... 2 2.2. Compra...

Leia mais

CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE

CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE SITE DE CARREIRAS NA GLORY GLOBAL SOLUTIONS POLÍTICA DE PRIVACIDADE Bem-vindo à área de Carreiras na Glory Global Solutions, o Web site de recrutamento (o "Site"). Descrevemos a seguir a forma como as

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Introdução A Chevron, e as demais subsidiárias do grupo, comprometem-se em proteger a sua privacidade. Esta política explica em detalhe as medidas tomadas para proteger os seus

Leia mais

Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio

Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio Não dispensa a consulta do diploma publicado em Diário da República. Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio O Decreto-Lei n.º 143/2001, de 26 de Abril, procedeu à transposição para a ordem jurídica nacional

Leia mais

Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio *

Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio * Decreto-Lei n.º 95/2006 de 29 de Maio * O Decreto-Lei n.º 143/2001, de 26 de Abril, procedeu à transposição para a ordem jurídica nacional da Directiva n.º 97/7/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho,

Leia mais

Data: 19/05/2011 Consulta Pública. Documento de Trabalho: Proposta Legislativa

Data: 19/05/2011 Consulta Pública. Documento de Trabalho: Proposta Legislativa Data: 19/05/2011 Consulta Pública (período de consulta: 10 dias úteis) Documento de Trabalho: Proposta Legislativa Assunto: Responsabilidades dos operadores em Reg. (CE) n.º 178/2002 matéria de segurança

Leia mais

Anteprojecto da Lei das TI

Anteprojecto da Lei das TI Anteprojecto da Lei das TI Antepr ojecto da Lei das Tecnologias de Informação da República de Angola Índice Título I Comércio Electrónico CAPÍTULO I Objecto e Âmbito Pág. 8 CAPÍTULO II Prestadores de Serviço

Leia mais

Protecção de Dados Pessoais 27 de Maio de 2014 Protecção de Dados Pessoais e o Direito do Trabalho. Helena Tapp Barroso (htb@mlgts.

Protecção de Dados Pessoais 27 de Maio de 2014 Protecção de Dados Pessoais e o Direito do Trabalho. Helena Tapp Barroso (htb@mlgts. Protecção de Dados Pessoais 27 de Maio de 2014 Protecção de Dados Pessoais e o Direito do Trabalho Helena Tapp Barroso (htb@mlgts.pt) Protecção de Dados Pessoais e o Direito do Trabalho MÚLTIPLOS PLANOS

Leia mais

AVISO N.º 05/2012 de 29 de Março

AVISO N.º 05/2012 de 29 de Março Publicado no Diário da República, I.ª Série, n.º 61, de 29 de Março AVISO N.º 05/2012 de 29 de Março Considerando a necessidade de se estabelecer regras de protecção ao consumidor dos produtos e serviços

Leia mais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais Parecer n.º 09/P/2007/GPDP Assunto: Sobre as tarefas de impressão e envio de extractos de conta confiados à Companhia B de Hong Kong por parte do Banco A Segundo carta do Banco A, este incumbe a Companhia

Leia mais

TERMOS DE UTILIZAÇÃO

TERMOS DE UTILIZAÇÃO TERMOS DE UTILIZAÇÃO O serviço de CLASSIPECADOS é prestado por JPVF. Os presentes termos e condições de utilização dos CLASSIPECADOS estabelecem os termos nos quais este serviço é prestado definindo as

Leia mais

Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt

Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt Condições de Utilização do site da 1001jogos.pt Introdução No site www.1001jogos.pt (a seguir Site ), o utilizador pode jogar os jogos, inscrever-se na newsletter e criar um perfil próprio onde poderá

Leia mais

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9

26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 26.8.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 220/9 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 859/2011 DA COMISSÃO de 25 de Agosto de 2011 que altera o Regulamento (UE) n. o 185/2010 que estabelece as medidas de

Leia mais

São serviços de comunicações eletrónicas os serviços oferecidos mediante

São serviços de comunicações eletrónicas os serviços oferecidos mediante O que são serviços de comunicações eletrónicas? São serviços de comunicações eletrónicas os serviços oferecidos mediante remuneração e que consistem no envio de sinais através de redes de comunicações

Leia mais

Condições Gerais do Serviço BIC Net Empresas

Condições Gerais do Serviço BIC Net Empresas Entre o Banco BIC Português, S.A., Sociedade Comercial Anónima, com sede na Av. António Augusto de Aguiar, nº132 1050-020 Lisboa, pessoa colectiva nº 507880510, matriculada na Conservatória do Registo

Leia mais

adesão aos serviços tmn

adesão aos serviços tmn Original (Preencher em triplicado e em maiúsculas) N.º Bilhete de Identidade / Passaporte Data de Nascimento Automático + Contratual Extracto Detalhado Extracto Detalhado Factura Electrónica (a confirmação

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29.

GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. GRUPO DE TRABALHO SOBRE A PROTECÇÃO DE DADOS DO ARTIGO 29. 00065/2010/PT WP 174 Parecer 4/2010 sobre o código de conduta europeu da FEDMA relativo ao uso de dados pessoais no marketing directo Adoptado

Leia mais

Decreto-Lei n.º 134/2009, de 2 de Junho

Decreto-Lei n.º 134/2009, de 2 de Junho Decreto-Lei n.º 134/2009, de 2 de Junho Regime jurídico aplicável à prestação de serviços de promoção, informação e apoio aos consumidores e utentes através de centros telefónicos de relacionamento Comentários

Leia mais

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações

Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações Declaração de privacidade Configurador Web de Instalações A sua privacidade é importante para nós, Lexmark International Serviços de Assistência e Marketing, Unipessoal, Lda. Reconhecemos a sua necessidade

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 1/2010 APROVADA POR DELIBERAÇÃO DA COMISSÃO DIRECTIVA DE 19-03-2010 Altera o nº 4 da Orientação de Gestão nº 7/2008 e cria o ANEXO III a preencher pelos Beneficiários para registo

Leia mais

Regulamento do controle de acesso automóvel à área pedonal da cidade Braga

Regulamento do controle de acesso automóvel à área pedonal da cidade Braga 1 Regulamento do controle de acesso automóvel à área pedonal da cidade Braga Preâmbulo As condições, sem adequado controle, em que se processa o acesso à vasta área pedonal da cidade de Braga, impõem a

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES Nutri Ventures Corporation, S.A.

TERMOS E CONDIÇÕES Nutri Ventures Corporation, S.A. TERMOS E CONDIÇÕES Nutri Ventures Corporation, S.A. O presente documento regula a utilização do sítio de Internet http://www.nutri-ventures.com/ e respectivas subpáginas (doravante, o Sítio de Internet

Leia mais

Regime da Protecção de Dados nos Centros Telefónicos de Relacionamento Quadro Actual: Deliberação 629/2010

Regime da Protecção de Dados nos Centros Telefónicos de Relacionamento Quadro Actual: Deliberação 629/2010 PROTECÇÃO DE DADOS PESSOAIS E O MARKETING Regime da Protecção de Dados nos Centros Telefónicos de Relacionamento Quadro Actual: Deliberação 629/2010 Sónia Sousa Pereira 13-12-2011 Sónia Sousa Pereira 2

Leia mais

CONSUMIDORES SOMOS TODOS NÓS

CONSUMIDORES SOMOS TODOS NÓS No Dia Mundial dos Direitos do Consumidor, a Direção-Geral do Consumidor e a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica informam: O Dia Mundial dos Direitos do Consumidor celebra-se no dia 15 de março

Leia mais

E-FACTURA. Serena Cabrita Neto

E-FACTURA. Serena Cabrita Neto ECONOMIA DIGITAL E DIREITO E-FACTURA Serena Cabrita Neto Partilhamos a Experiência. Inovamos nas Soluções. 20 Novembro 2013 A Factura na era digital Adequação e adaptação da Factura aos novos meios digitais

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS

CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS CÓDIGO DE CONDUTA DOS PROFISSIONAIS DE ESTUDOS DE MERCADO E DE OPINIÃO RELATIVO AO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS CONSIDERANDO QUE: A) A Lei nº 67/98, de 26 de Outubro, estipula um conjunto de normas tendentes

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso CADERNO DE ENCARGOS Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual que tem por objecto principal a selecção

Leia mais

Mais informações e atualizações desta obra em www.homepagejuridica.net

Mais informações e atualizações desta obra em www.homepagejuridica.net Título: Regula a base de dados e os dados pessoais registados objeto de tratamento informático no âmbito do Autor: Eurico Santos, Advogado Correio eletrónico do Autor: euricosantos@sapo.pt N.º de Páginas:

Leia mais

1) São atividades próprias das agências de viagem e turismo: e) A recepção, transferência e assistência a turistas.

1) São atividades próprias das agências de viagem e turismo: e) A recepção, transferência e assistência a turistas. O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL CAE 79110 AGÊNCIAS DE VIAGENS ÂMBITO: São agências

Leia mais

1) O que é o E-goi? 2) O que é o programa de parceria E-goi? 3) Quais são os tarifários do E-goi?

1) O que é o E-goi? 2) O que é o programa de parceria E-goi? 3) Quais são os tarifários do E-goi? 1) O que é o E-goi? O E-goi é uma solução completa de comunicação e marketing digital, que permite enviar correio electrónico, SMS, MMS, fax e mensagens de voz através de uma só plataforma sempre disponível

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO Caro(a) Utilizador(a) As presentes condições de uso estabelecem as regras e obrigações para o acesso e utilização do sítio da internet www.rolos.pt, bem como de

Leia mais

2-DESCRIÇÃO DO SERVIÇO DE ALOJAMENTO PARTILHADO

2-DESCRIÇÃO DO SERVIÇO DE ALOJAMENTO PARTILHADO Termos do Serviço 1-OBJECTO 1.1 O presente pedido de subscrição e as condições contratuais gerais da prestação de serviços pela Cloud4You, estabelecem os termos e as condições para a prestação do Serviço

Leia mais

EoL Empresa Online Manual de Utilização

EoL Empresa Online Manual de Utilização EoL Empresa Online Manual de Utilização Procedimentos da Empresa Online 1. Reservar o Nome da Empresa 2. Inserir informação da Empresa 3. Inserir informação da Empresa (Participantes da Sociedade) 4. Aderir

Leia mais

Política de Privacidade do SwPt

Política de Privacidade do SwPt Política de Privacidade do SwPt O SwPt é um site de internet único e exclusivo para o estilo de vida Swinger, que lhe permite construir a sua informação e gerir a sua rede de contactos através de ferramentas

Leia mais

Publicado: I SÉRIE N.º 2 - «B. O.» DA REPÚBLICA DE CABO VERDE 22 DE JANEIRO DE 2001

Publicado: I SÉRIE N.º 2 - «B. O.» DA REPÚBLICA DE CABO VERDE 22 DE JANEIRO DE 2001 ASSEMBLEIA NACIONAL Lei nº134/v/2001 de 22 de Janeiro Actualmente ainda persiste no ordenamento jurídico cabo-verdiano um grande número de direitos praticamente sem garantia ou resposta. O domínio da protecção

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Convite à apresentação n. MARKT/2003/[ref. no.]/b: Avaliação em geral e avaliação do impacto no domínio do Mercado FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Exmos. Senhores, Em anexo encontra-se a proposta de [nome do

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 1

Bases de Dados 2005/2006. Aula 1 Bases de Dados 2005/2006 Aula 1 Sumário 1. Bases de dados e protecção de dados: a. Lei de protecção de dados pessoais (Lei nº 67/98, de 26 de Outubro); b. Comissão Nacional de Protecção de Dados CNPD.

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO. CONCURSO PÚBLICO n.º 1/2010

PROGRAMA DO CONCURSO. CONCURSO PÚBLICO n.º 1/2010 PROGRAMA DO CONCURSO CONCURSO PÚBLICO n.º 1/2010 FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES PARA ESCOLAS DO 1º CICLO E JARDINS- DE-INFÂNCIA DO MUNICÍPIO DE SOBRAL DE MONTE AGRAÇO Aquisição de Serviços - Fornecimento de

Leia mais

Sites de Terceiros A presente Declaração de Privacidade não é extensível aos sites de terceiros que estiverem ligados a este web site.

Sites de Terceiros A presente Declaração de Privacidade não é extensível aos sites de terceiros que estiverem ligados a este web site. Declaração de Privacidade Este web site é gerido pela LeasePlan Portugal-Comércio e Aluguer de Automóveis e Equipamentos, Lda. A LeasePlan poderá proceder à recolha dos seus dados pessoais quer directamente

Leia mais

Deliberação n.º 156/09

Deliberação n.º 156/09 Deliberação n.º 156/09 Princípios aplicáveis aos tratamentos de dados pessoais no âmbito de Gestão de Informação com a finalidade de Prospecção de Opções de Crédito A Comissão Nacional de Protecção de

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO 1. O CARTÃO ZILIAN é válido nos estabelecimentos comerciais Zilian, pertencentes ao Grupo Mar Capital, SGPS, SA, adiante designados

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA 4454 Diário da República, 1.ª série N.º 137 17 de Julho de 2008 ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA Lei n.º 31/2008 de 17 de Julho Procede à primeira alteração à Lei n.º 67/2007, de 31 de Dezembro, que aprova o Regime

Leia mais

REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL

REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL 1. DEFINIÇÕES 1.1. Passatempo: Iniciativa que visa premiar os participantes com maior pontuação que se candidatem a receber um bilhete para um jogo do Campeonato

Leia mais

"Catch me if you can! -2 nd level. Cloud Computing and Social Networks: Privacy s Death. Cloud Computing and Social Networks: Privacy s Death

Catch me if you can! -2 nd level. Cloud Computing and Social Networks: Privacy s Death. Cloud Computing and Social Networks: Privacy s Death INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO COIMBRA "Catch me if you can! -2 nd level Cloud Computing and Social Networks: Privacy s Death "Catch me if you can! -2 nd level Cloud Computing and

Leia mais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais

ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais ARTIGO 29.º - Grupo de Protecção de Dados Pessoais 12054/02/PT WP 69 Parecer 1/2003 sobre o armazenamento dos dados de tráfego para efeitos de facturação Adoptado em 29 de Janeiro de 2003 O Grupo de Trabalho

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 18º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 18º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 18º Prestação de Serviços de telemarketing Processo: nº 3109, despacho do SDG dos Impostos, substituto legal do Director - Geral, em 2012-05-18. Conteúdo:

Leia mais

Regulamento. Passatempo denominado Ruffles numa onda musical

Regulamento. Passatempo denominado Ruffles numa onda musical Regulamento Passatempo denominado Ruffles numa onda musical 1. Passatempo Ruffles numa onda musical O passatempo Ruffles numa onda musical é uma acção promocional promovida pela Matudis, Comércio de Produtos

Leia mais

Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho

Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho Decreto-Lei n.º 125/2008, de 21 de Julho Introduz um regime de fiscalização e de sanção contra-ordenacional aplicável a infracções aos deveres previstos no Regulamento (CE) n.º 1781/2006, do Parlamento

Leia mais

INSTITUTO DE GESTÃO DA TESOURARIA E DO CRÉDITO PÚBLICO, I.P. CÓDIGO DE CONDUTA 1/9

INSTITUTO DE GESTÃO DA TESOURARIA E DO CRÉDITO PÚBLICO, I.P. CÓDIGO DE CONDUTA 1/9 INSTITUTO DE GESTÃO DA TESOURARIA E DO CRÉDITO PÚBLICO, I.P. CÓDIGO DE CONDUTA 1/9 TÍTULO I PARTE GERAL Capítulo I (Disposições Gerais) Artigo 1º (Âmbito) 1. O presente Código de Conduta, a seguir designado

Leia mais

e-privacy Proteção de Dados Pessoais nas Comunicações Eletrónicas

e-privacy Proteção de Dados Pessoais nas Comunicações Eletrónicas 27 de maio de 2014 e-privacy Proteção de Dados Pessoais nas Comunicações Eletrónicas e- Privacy Agenda O maravilhoso mundo das comunicações eletrónicas e tecnologias e a Privacidade Enquadramento legal

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 167 29 de agosto de 2012 4813

Diário da República, 1.ª série N.º 167 29 de agosto de 2012 4813 Diário da República, 1.ª série N.º 167 29 de agosto de 2012 4813 Artigo 47.º Entidades formadoras autorizadas 1 As entidades formadoras autorizadas à data da entrada em vigor da presente lei devem obter,

Leia mais

Decreto-Lei n.º 255/99 de 7 de Julho- Versão27-08-2013. Texto consolidado com as alterações introduzidas pela Lei 5/2013 (texto sublinhado a amarelo)

Decreto-Lei n.º 255/99 de 7 de Julho- Versão27-08-2013. Texto consolidado com as alterações introduzidas pela Lei 5/2013 (texto sublinhado a amarelo) Decreto-Lei n.º 255/99 de 7 de Julho- Versão27-08-2013 Texto consolidado com as alterações introduzidas pela Lei 5/2013 (texto sublinhado a amarelo) Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito 1. O

Leia mais

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010

30 de Junho de 2010. Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com. LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 30 de Junho de 2010 Carmo Sousa Machado carmo.s.machado@abreuadvogados.com 1 LOCAL : Porto DATA : 01-07-2010 1. A videovigilância no local de trabalho 2. Confidencialidade e acesso à informação 3. Monitorização

Leia mais

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO

1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO 1 - TERMO DE UTILIZAÇÃO Este Termo de Utilização (doravante denominado "Termo de Utilização") regulamenta a utilização dos SERVIÇOS de envio de mensagens electrónicas - "e-mail" (doravante denominado "SERVIÇO")

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9, nº 28. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9, nº 28. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9, nº 28 Seguros enquadramento da actividade de call center na prestação de serviços a empresas seguradoras e correctoras de seguros - despacho do SDG dos

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO E PRIVACIDADE ALD AUTOMOTIVE

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO E PRIVACIDADE ALD AUTOMOTIVE POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO E PRIVACIDADE ALD AUTOMOTIVE INFORMAÇÃO LEGAL Denominação Social: SGALD AUTOMOTIVE, SOCIEDADE GERAL DE COMÉRCIO E ALUGUER DE BENS, S.A. Marca: ALD AUTOMOTIVE Sede: SINTRA BUSINESS

Leia mais

A Videovigilância e outros tratamentos de imagem (Dados Pessoais)

A Videovigilância e outros tratamentos de imagem (Dados Pessoais) Universidade do Minho Licenciatura em Direito Informática Jurídica A Videovigilância e outros tratamentos de imagem (Dados Pessoais) Docente: José Manuel E. Valença Discente: Eunice Maria Leite Coelho,

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE v.1. A ORIFLAME COSMÉTICOS, LDA.. garante o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE v.1. A ORIFLAME COSMÉTICOS, LDA.. garante o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade. POLÍTICA DE PRIVACIDADE v.1 A ORIFLAME COSMÉTICOS, LDA.. garante o compromisso de proteger e respeitar a sua privacidade. Esta Política de Privacidade, juntamente com os nossos Termos de Utilização do

Leia mais

Por outro lado, estabelece ainda o referido preceito a susceptibilidade da Norma Regulamentar emitida se aplicar igualmente aos mediadores de seguros.

Por outro lado, estabelece ainda o referido preceito a susceptibilidade da Norma Regulamentar emitida se aplicar igualmente aos mediadores de seguros. Não dispensa a consulta da Norma Regulamentar publicada em Diário da República NORMA REGULAMENTAR N.º 03/2010-R, DE 18 DE MARÇO DE 2010 Publicidade Pelo Decreto-Lei n.º 8-A/2002, de 11 de Janeiro, foram

Leia mais

CC SMS Manual do Utilizador

CC SMS Manual do Utilizador CC SMS Manual do Utilizador Global Id - Creative Thinkers 2011 Índice Manual do Utilizador 02 Acerca do CC SMS 03 Instalação 04 Visão Geral 05 Sms 05 Noções Básicas e Requisitos 05 Envio de SMS 06 Como

Leia mais

PROTECÇÃO DE DADOS UM DIREITO FUNDAMENTAL Evolução na Europa Linhas Directrizes da OCDE(1973);

PROTECÇÃO DE DADOS UM DIREITO FUNDAMENTAL Evolução na Europa Linhas Directrizes da OCDE(1973); SAÚDE E PROTECÇÃO DE DADOS 19/1/2010 Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge PROTECÇÃO DE DADOS UM DIREITO FUNDAMENTAL Evolução na Europa Linhas Directrizes da OCDE(1973); Convenção 108 do Conselho

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal

SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal SERVIDOR VIRTUAL Ordem de encomenda para os serviços de Servidores Virtual da Amen Portugal Esta Ordem de Encomenda (OE) é parte integral e substantiva das Condições Gerais de Venda (CGV). As CGV e esta

Leia mais

Regras, Termos e Condições do sorteio SMS Ganhe uma das 10 contas VIP REGRAS, TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO SORTEIO

Regras, Termos e Condições do sorteio SMS Ganhe uma das 10 contas VIP REGRAS, TERMOS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO SORTEIO Regras, Termos e Condições do sorteio SMS Ganhe uma das 10 contas VIP O site www.swpt.org (abreviadamente SwPt) declara em conformidade com a legislação vigente, informar que os dados de carácter pessoal

Leia mais

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros.

Ética A GUARDIAN disponibiliza o presente Código de Conduta a todos os colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros. Âmbito de aplicação O presente Código de Conduta aplica-se a toda a estrutura GUARDIAN Sociedade de Mediação de Seguros, Lda., seguidamente designada por GUARDIAN, sem prejuízo das disposições legais ou

Leia mais

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso

B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio electrónico 2012/S 99-163950. Anúncio de concurso 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:163950-2012:text:pt:html B-Bruxelas: Estudo sobre a situação do mercado de encomendas da UE, com especial ênfase no comércio

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO, TECNOLOGIA E ENTRETENIMENTO DIGITAL

CÓDIGO DE CONDUTA DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO, TECNOLOGIA E ENTRETENIMENTO DIGITAL CÓDIGO DE CONDUTA DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO, TECNOLOGIA E ENTRETENIMENTO DIGITAL APITED Associação Portuguesa de Informação, Tecnologia e Entretenimento Digital Av. Infante Santo, 2H. 1350-178

Leia mais

O papel da Administração Pública P Factura Electrónica

O papel da Administração Pública P Factura Electrónica Conferência: Impacto da Factura Electrónica na Redução do Deficit Público 30 de Junho de 2010 Auditório do Centro de Informação Urbana de Lisboa O papel da Administração Pública P na adopção da Factura

Leia mais

Parecer N.º 06/P/2009/GPDP. (Extracto)

Parecer N.º 06/P/2009/GPDP. (Extracto) Parecer N.º 06/P/2009/GPDP (Extracto) Assunto: Sobre a publicação, pela Companhia de Telecomunicações de Macau, dos dados do registo dos utilizadores de telefones fixos, na Lista Telefónica Residencial

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET Minuta I CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta O PRESENTE CONTRATO FOI APROVADO PELO INSTITUTO DAS COMUNICAÇÕES DE PORTUGAL, NOS TERMOS E PARA OS EFEITOS DO ARTIGO 9/2 DO DECRETO

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS E A. Considerando que:

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS E A. Considerando que: PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS E A ADMINISTRAÇÃO DA REGIÃO HIDROGRÁFICA DO TEJO Considerando que: Compete ao Conselho Distrital de Lisboa da Ordem

Leia mais