Conteúdos Programáticos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conteúdos Programáticos"

Transcrição

1 Página 1 de 11 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECTEC FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA FAETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL JOÃO LUIZ DO NASCIMENTO RUA DR. LOURIVAL RIBEIRO DA SILVA Nº 272, NOVA IGUAÇU, CENTRO TEL.:/FAX.: PLANO DE ESTUDOS (DEPENDÊNCIA) PARA O 2º ANO DO ENSINO MÉDIO/2015. DISCIPLINA: BIOLOGIA. PROFESSORA: MÁRCIA MARTINS. Introdução à genética: Conceituar e diferenciar os termos: Heterozigoto/ Homozigoto. Homólogo/Heterólogo. Alelos/ Gene/ Lócus. Genótipo/ Fenótipo. Dominância/Recessividade. 1ª Lei de Mendel. Mostrar os experimentos de dominância e recessividade. Através dos experimentos mostrar os enunciados de Mendel. Através dos experimentos demonstrar as probabilidades ( proporções e percentuais fenotípicas e genotípicas). Heredograma. Análise de heredogramas com determinação de genótipos e fenótipos nas descendências. Continua pág.2 Conteúdos Programáticos 1º Trimestre. 2º Trimestre. 3º Trimestre. 2ª Lei de Mendel Introdução à Ecologia. Comparação entre monoibridismo e diibridismo. Experimentos de Mendel, demonstrando a segregação independente dos genes. Alelos Múltiplos. Origem dos alelos múltiplos (mutações gênicas acumuladas no decorrer da evolução da espécie). Polialelia em coelhos. (relação de dominância, proporção genotípica, proporção fenotípica). Grupos sangüíneos Breve histórico. Sistema ABO (Demonstrando fenótipo, genótipo, aglutinina, aglutinogênio) Transfusões sangüíneas. Determinação de tipos sangüíneos. Fator RH(fenótipos e genótipos) Eritroblastose Fetal ou Doença Hemolítica do recémnascido ( DHRN) Condição; sintomas e prevenção. Continua pág.2 Níveis de Organização Vocabulário básico ( biosfera, biocinese, biótopo, alelobiose, cenobiose, nicho ecológico, hábitat Componentes de um ecossistema Fatores bióticos/ abióticos. Fluxo de energia. Cadeia alimentar (definição, componentes e exemplificação)/ Nível trófico. Teia alimentar (definição e exemplificação) Pirâmides ecológicas ( tipos: biomassa, número e energia => definição e exemplificação) Observar diferença de estrutura: Normais e invertidas. Continua pág.2

2 Página 2 de 11 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECTEC FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA FAETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL JOÃO LUIZ DO NASCIMENTO RUA DR. LOURIVAL RIBEIRO DA SILVA Nº 272, NOVA IGUAÇU, CENTRO TEL.:/FAX.: PLANO DE ESTUDOS (DEPENDÊNCIA) PARA O 2º ANO DO ENSINO MÉDIO/2015. DISCIPLINA: BIOLOGIA. PROFESSORA: MÁRCIA MARTINS. Conteúdos Programáticos 1º Trimestre. 2º Trimestre. 3º Trimestre. Cruzamento teste. Mostrar através de exercícios a determinação de um genótipo ( homozigoto ou heterozigoto). Ausência de dominância. Reconhecer o surgimento de uma característica intermediária, não havendo presença de dominantes e de recessivos. Genes Letais. Identificar o aparecimento de genes letais. Herança do Sexo Os cromossomos sexuais masculinos e femininos. Diferenciar cromossomos autossomos de sexuais. Diferenciar Homogamético de heterogamético. Herança ligada ao sexo. Herança ligada ao sexo está no cromossomo X. Explicar porque um homem, não transmite para seus filhos (homens) genes ligados ao sexo. Daltonismo e hemofilia ( Demonstrando genótipo e fenótipo) Relação ecológicas( classificação). Harmônica (intra-específicas /interespecífica). Exemplificar. Desarmônica (intra-específicas /interespecífica). Exemplificar. Sucessões ecológicas. Fases de uma sucessão ecológica Características das fases de uma sucessão ecológica Tipo principais de sucessões ecológicas Desequilíbrio ambiental. Herança restrita ao sexo. Genes envolvidos e porque a mulher não apresenta essa herança. Exemplo da hipertricose. Efeito estufa. Destruição da camada de Ozônio. Herança influenciado pelo sexo Ocorrência. Utilizar o exemplo da calvície ( mostrar os genótipos e fenótipos).

3 Página 3 de 11 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECTEC FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA FAETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL JOÃO LUIZ DO NASCIMENTO RUA DR. LOURIVAL RIBEIRO DA SILVA Nº 272, NOVA IGUAÇU, CENTRO TEL.:/FAX.: PLANO DE ESTUDOS (DEPENDÊNCIA) PARA O 2º ANO DO ENSINO MÉDIO/2015. DISCIPLINA: BIOLOGIA. Competências: _Representar dados obtidos em experimentos, publicados em livros, revistas, jornais ou documentos oficiais, na forma de gráficos, tabelas, esquemas e interpretá-los criticamente. _Interpretar fotos, esquemas, desenhos, tabelas, gráficos, presentes nos textos científicos ou na mídia, que representam fatos e processos biológicos e/ou trazem dados informativos sobre eles. _Utilizar-se de diferentes meios observação por instrumentos ou à vista desarmada, experimentação, pesquisa bibliográfica, entrevistas, leitura de textos ou de resenhas, trabalhos científicos ou de divulgação para obter informações sobre fenômenos biológicos, características do ambiente, dos seres vivos e de suas interações estabelecidas em seus habitats. _Identificar em experimentos ou a partir de observações realizadas no ambiente como determinadas interferem em fenômenos biológicos. _Aplicar conhecimentos estatísticos e de probabilidade aos fenômenos biológicos de caráter aleatório, ou que envolvem um universo grande, para solucionar problemas. PROFESSORA: MÁRCIA MARTINS. Habilidades: _Compreender o caráter aleatório e não determinístico dos fenômenos naturais e sociais e utilizar instrumentos adequados para medidas, determinação de amostras e cálculo de probabilidades. _Identificar características de seres vivos de determinado ambiente relacionando-as a condições de vida. _Interpretar e utilizar modelos para explicar determinados processos biológicos. _Desenvolver modelos explicativos sobre o funcionamento dos sistemas vivos. _Relacionar conceitos da Biologia com os de outras ciências Reconhecer as formas pelas quais a Biologia está presente na cultura nos dias de hoje, seja influenciando visão de mundo, seja participando de manifestações culturais, literárias, artísticas.

4 Página 4 de 11 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECTEC FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA FAETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL JOÃO LUIZ DO NASCIMENTO RUA DR. LOURIVAL RIBEIRO DA SILVA Nº 272, NOVA IGUAÇU, CENTRO TEL.:/FAX.: PLANO DE ESTUDOS (DEPENDÊNCIA) PARA O 2º ANO DO ENSINO ENSINO MÉDIO/2015. DISCIPLINA: BIOLOGIA. PROFESSORA: MÁRCIA MARTINS. Procedimentos e recursos: Resolução de listas de exercícios, em anexo, referentes a cada trimestre. Entregar no dia da prova, a ser fixada em mural. As folhas de exercícios são um dos instrumentos de avaliação a ser utilizado, trimestralmente, variando de 0 a 3 pontos, de modo a auxiliar o aluno a atingir as competências e habilidades específicas. Realização de provas, referentes a cada trimestre, variando de 0 a 7 pontos. A data de cada prova trimestral será fixada em mural. A prova é um dos instrumentos a ser utilizados, especifica aos conteúdos propostos trimestralmente, citados na página 1, deste material. Será considerado aprovado no processo de dependência, o aluno que obtiver média igual ou superior a 6,0 (seis) pontos no trimestre. Caso não ocorra, o aluno deverá buscar a aprovação da dependência, seguindo os mesmos critérios supracitados no trimestre seguinte, e assim consecutivamente. Não haverá acumulação dos conteúdos propostos por trimestres, entretanto a cada trimestre, novos conteúdos foram propostos, observar no plano de estudo (dependência) recebido e assinado. Observações: Não haverá qualquer forma de justificativa para não entrega da folha na data da prova. Em caso de falta do aluno, a folha não será aceita em outra data e nem deverá ser entregue a outra pessoa, a não ser a professora. É direito do aluno a 2ª Chamada da Prova, que só será aplicada com a apresentação de atestado médico, entregue a coordenação pedagógica, no prazo de três dias após a data da prova. Atraso não é justificativa para 2ª chamada de prova. Qualquer dúvida fazer contato com a professora Márcia Martins/Biologia nos seus horários na escola, antecipadamente. Horário da professora no ETEJLN: 2ª feira das 08h40min às 14h30min. 4ª feira das 07h às 12h.

5 Página 5 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 1 DE BIOLOGIA - 1ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. Questões de 01 a 05 A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. 1)Dois grupos de mudas obtidas a partir de um mesmo clone de plantas verdes foram colocados em ambientes diferentes: um claro e outro escuro. Depois de alguns dias, as plantas que ficaram no escuro estavam estioladas (caule longo e folhas pequenas devido à ausência de luz) o que significa que os dois grupos apresentam: (Desenvolver) a) o mesmo genótipo e fenótipos diferentes. b) o mesmo fenótipo e genótipos diferentes. c) genótipos e fenótipos iguais. d) genótipos e fenótipos diferentes. e) genótipos variados em cada grupo. 2)Na espécie humana há um tipo de surdez hereditária que é determinada por um par de genes. No heredograma a seguir, as pessoas surdas estão representadas por símbolos hachurados (pretos): Com base nessa afirmação, assinale a opção correta quanto ao tipo de herança e os genótipos dos indivíduos 1, 2, 3 e 4, respectivamente: (Desenvolver) a) autossômica dominante - ss, Ss, ss e ss. b) autossômica dominante - SS, ss, SS e SS. c) autossômica dominante - Ss, SS, Ss e Ss d) autossômica recessiva - SS, ss, Ss e SS. e) autossômica recessiva - Ss, ss, Ss e Ss 3)A primeira lei de Mendel ou lei da segregação significa: a) um cruzamento onde se considera apenas um gene, representado por dois alelos. b) um cruzamento de dois genitores homozigotos contrastantes. c) um cruzamento de dois genitores heterozigotos. d) a separação de um par de alelos durante a formação dos gametas. e) um caráter controlado por dois ou mais genes. 4)No cruzamento de plantas verdes, normais, é possível o aparecimento de indivíduos albinos. Embora plantas albinas morram antes de produzirem sementes, a característica "albinismo" não desaparece entre elas. Isto se explica por que: a) muitas plantas verdes são heterozigóticas. b) plantas normais homozigóticas tornam-se albinas na ausência de luz. c) plantas albinas tornam-se verdes na presença de luz. d) o gene para albinismo é ativado no escuro. e) o albinismo impede a síntese de clorofila. 5)O gene autossômico que condiciona pêlos curtos em cobaias, é dominante em relação ao gene que determina pêlos longos. Do cruzamento de cobaias heterozigotas nasceram 240 cobaias, das quais 180 tinham pêlos curtos. Entre as cobaias de pêlos curtos, o número esperado de heterozigotos é: (Desenvolver) a) 90 b) 30 c) 60 d) 120

6 Página 6 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 2 DE BIOLOGIA - 2ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. Questões de 01 a ) Suponhamos que, numa planta, a cor branca do fruto seja condicionada por um gene dominante B e a cor amarela, pelo alelo b. A forma discóide é condicionada por um gene dominante E e a forma esférica, pelo alelo e. Cruzando-se uma planta BbEe com outra BBee, qual a probabilidade de aparecimento de exemplares BbEE e BbEe? (Desenvolver). Escreva o fenótipo de cada planta citada. 02) Nos cavalos, a cor negra é devida ao gene dominante B, e a cor castanha, ao seu alelo recessivo b. O caráter trotador é devido ao gene dominante T e o marchador, ao alelo recessivo t. Suponha que se trate de segregação independente. Que tipos de descendentes resultam do cruzamento de um trotador negro homozigoto para as duas características com um marchador castanho? Desenvolver 03) Considere um homem heterozigoto para o gene A, duplo recessivo para o gene D. Considere ainda que todos esses genes situam-se em cromossomos diferentes. Quais as combinações que ocorrerá entre os gametas? Desenvolver 04) Duas plantas de ervilhas, que formam sementes amarelas e lisas, heterozigotas [VvRr], são cruzadas entre si. Qual e probabilidade de aparecerem, entre os descendentes, plantas que formem sementes verdes e lisas? Desenvolver

7 Página 7 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 2 DE BIOLOGIA - 2ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. Questões de 01 a ) Um homem afetado por albinismo (recessivo) e heterozigoto para braquidactilia (dedos muito curtos característica dominante), casa-se com uma mulher normal heterozigota para albinismo e heterozigota para braquidactilia. Quais serão as características genotípicas e fenotípicas dos descendentes desse casal? Desenvolver 06) Um laboratorista realizou exames de sangue em quatro indivíduos e analisou as reações obtidas com os reagentes anti-a, anti-b, anti-rh, para a determinação da tipagem sangüínea dos sistemas ABO e Rh. Os resultados obtidos encontram-se no quadro seguinte. Com base nesses resultados, indique quais os indivíduos que serão considerados,respectivamente, receptor e doador universal. Anti-A Anti-B Anti-Rh Anti-A Anti-B Anti-Rh a) 5 e 2. b) 1 e 4. c) 3 e 4. d) 2 e Aglutinou Não aglutinou

8 Página 8 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 3 DE BIOLOGIA - 3ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. 8 questões. 1 - Observe bem a figura a seguir e depois assinale a(s) frase(s) correta(s) e dê como resposta a soma das frases corretas nas alternativas abaixo: (01) Fungos e bactérias são representantes dos seres decompositores. (02) A figura representa uma cadeia alimentar com três níveis tróficos. (04) O fluxo de energia é cíclico, sendo renovado pelos organismos decompositores. (08) A onça e o gavião representam os produtores. (16) O mocho, o lagarto e a cobra são classificados, nessa figura, como consumidores terciários ou de 3ª ordem. (32) Na cadeia: "verdura veado onça" existe um decréscimo energético entre os níveis tróficos. (64) Uma grande parte da energia obtida pelo coelho, ao comer a verdura, é gasta em seu processo de respiração celular. a ) 88 b ) 80 c ) 97 d ) 81 e ) Considerando a quantidade total de matéria orgânica presente em diferentes seres vivos de uma floresta, a seqüência decrescente correta é a indicada por: a) carnívoros, plantas e decompositores. b) herbívoros, plantas e decompositores. c) plantas, carnívoros e herbívoros. d) herbívoros, carnívoros e plantas. e) plantas, herbívoros e carnívoros.

9 Página 9 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 3 DE BIOLOGIA - 3ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. 8 questões. 3 - A decomposição da matéria orgânica é promovida por certos tipos de bactérias e fungos. Assinale a alternativa que indica a característica que esses organismos chamados decompositores têm em comum. a) Realizam fotossíntese. b) Formam hifas. c) São eucariontes. d) São simbiontes. e) São heterótrofos. 4 - Escreva o nome de cada relação apresentada abaixo, nas linhas em branco de cada item: a) Relação ecológica interespecífica não-obrigatória em que ambas as espécies envolvidas obtêm benefícios: b) Relação interespecífica, onde a espécie hospedeira, geralmente uma planta, cresce sobre outra sem lhe causar prejuízo: 5 - O texto a seguir relaciona alguns fatores que levam ao desequilíbrio ecológico: A poluição do ar e da água, a desertificação do solo, o consumo excessivo dos recursos naturais, a destruição da biodiversidade, as contaminações radiativas e outras agressões repetidas do homem contra o ambiente constituem uma das mais alarmantes realidades do nosso planeta. Os desequilíbrios causados são tão profundos que chegam a ameaçar a sobrevivência da própria espécie humana. _ É correto afirmar que: I Nível trófico é a posição do ser vivo na cadeia alimentar. II - Biocenose é o local ocupado por uma determinada espécie em um ecossistema. III - Biótopo é o conjunto de fatores bióticos e abióticos característicos de um determinado ecossistema. IV - Nicho ecológico refere-se ao conjunto de interações que os membros de uma determinada espécie mantêm com o meio abiótico e com os outros seres vivos da biocenose. V Biosfera é o conjunto de todos os ecossistemas. _ A alternativa correta é: a) II, III e IV. b) I, III e V. c) III, IV e V. d) I, IV e V. e) II, III e V.

10 Página 10 de 11 E.T.E.J.L.N - DEPENDÊNCIA/FOLHA DE EXERCÍCIOS 3 DE BIOLOGIA - 3ª ETAPA - 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. ALUNO: Nº: TURMA: DATA: / /15. A caneta azul ou preta. Sem rasuras. Sem uso de líquido corretor. 8 questões. 6 - Em um lago, estão presentes diversas espécies de animais, plantas, algas, protozoários, fungos e bactérias. O conjunto desses seres vivos constitui: a) uma cadeia alimentar. b) uma comunidade biológica. c) um ecossistema. d) uma população. 7 - O esquema a seguir é uma pirâmide ecológica, onde cada retângulo representa o número de indivíduos que se relacionam numa comunidade através de alimentação e transferência de energia. Assinale a alternativa que indica a cadeia alimentar relacionada a esta pirâmide. a) capim - preás - cobras - gaviões b) árvore - pulgões - bactérias - vírus c) capim - gafanhotos - aranhas - bactérias d) árvore - liquens - pulgões - joaninhas e) árvore - pulgões - joaninhas - pássaros 8 - O esquema abaixo representa o fluxo de energia entre os níveis tróficos (pirâmide de energia) de um ecossistema. Essa representação indica, necessariamente, que: a) a energia armazenada no total das moléculas orgânicas é maior no nível dos produtores e menor no nível dos carnívoros. b) o número de indivíduos produtores é maior do que o de indivíduos herbívoros. c) o número de indivíduos carnívoros é maior do que o de indivíduos produtores. d) cada indivíduo carnívoro concentra mais energia do que cada herbívoro ou cada produtor. e) o conjunto dos carnívoros consome mais energia do que o conjunto de herbívoros e produtores.

11 Página 11 de 11 SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECTEC FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA FAETEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL JOÃO LUIZ DO NASCIMENTO PLANO DE ESTUDOS (DEPENDÊNCIA) /2015. DISCIPLINA: BIOLOGIA. 2º ANO DO MÉDIO PROFESSORA: MÁRCIA MARTINS. Caro aluno: _Esse material é composto por dez(10) folhas, sendo quatro (4) de orientações e seis (06) de exercícios, divididos por etapas. _Leia com atenção as orientações apresentadas. _Atenção aos avisos impressos, que serão fixados no mural, próximo a sala da coordenação pedagógica, informando as datas das respectivas provas trimestrais do processo de dependência.

Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº. Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh

Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº. Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh . Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Gustavo Nome: nº Lista de Exercícios 1ª Lei de Mendel, exceções e Sistema ABO e Rh. 1- Em um experimento, preparou-se um conjunto de plantas por técnica de clonagem

Leia mais

01/10/2012 GENÉTICA ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO III. Autossômico recessivo - Fenótipo preto

01/10/2012 GENÉTICA ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO III. Autossômico recessivo - Fenótipo preto GENÉTICA Heredogramas e Probabilidades ANÁLISE DO HEREDOGRAMA PADRÃO DE HERANÇA AUTOSSÔMICO Indivíduo sexo masculino normal Indivíduo sexo feminino normal Indivíduo sexo masculino afetado Indivíduo sexo

Leia mais

BIOLOGIA. Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre. Aluno (a): Nº. a) 15% b) 25% c) 50% d) 100% e) 0%

BIOLOGIA. Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre. Aluno (a): Nº. a) 15% b) 25% c) 50% d) 100% e) 0% Lista: BIOLOGIA 01 Professor (a): Robyson 3º Ano Matutino 1 Bimestre ata: 18 / 03 / 2015 Aluno (a): Nº 01. (UFPE) Renato (III.1), cuja avó materna e avô paterno eram albinos, preocupado com a possibilidade

Leia mais

Genética. Leis de Mendel

Genética. Leis de Mendel Genética Leis de Mendel DEFINIÇÕES GENES: Pedaços de DNA síntese de determinada proteína. LOCUS GÊNICO: É o local ocupado pelo gene no cromossomo. GENES ALELOS: Situam-se no mesmo Locus Gênico. HOMOZIGOTOS:

Leia mais

GENÉTICA. a) 180 b) 240 c) 90 d) 120 e) 360

GENÉTICA. a) 180 b) 240 c) 90 d) 120 e) 360 GENÉTICA 1. O gene autossômico que condiciona pêlos curtos no coelho é dominante em relação ao gene que determina pêlos longos. Do cruzamento entre coelhos heterozigotos nasceram 480 filhotes, dos quais

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre

Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, Rua Cantagalo 305, 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Retomada de Conteúdo 3º Bimestre Nome:

Leia mais

2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN

2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN 2ª LISTA - GENÉTICA - 3º ANO - CMCG - PROF. BELAN 1. (FUVEST) A cor dos pelos nas cobaias é condicionada por uma série de alelos múltiplos com a seguinte escala de dominância: C (preta) > C 1 (marrom)

Leia mais

GENÉTICA 1ª Lei de Mendel

GENÉTICA 1ª Lei de Mendel GENÉTICA 1ª Lei de Mendel 1) Um rato marrom foi cruzado com duas fêmeas pretas. Uma delas teve 7 filhotes pretos e 6 filhotes de cor marrom. A outra teve 14 filhotes de cor preta. Os genótipos do macho

Leia mais

QUESTÃO 01 QUESTÃO 02(UNISA)

QUESTÃO 01 QUESTÃO 02(UNISA) Disciplina: Biologia Data: /09/2012 Professor: Luiz Carlos Panisset Travassos Turma: 3º Tipo de Atividade: Atividades de recuperação Segmento:EM/Agro Etapa:2ª Nome do(a) aluno(a): QUESTÃO 01 Uma criança

Leia mais

01) Observe a genealogia a seguir:

01) Observe a genealogia a seguir: COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO. LISTA DE REVISÃO DE GENÉTICA TERCEIRÃO PROF. NANNI 01) Observe a genealogia a seguir: Sabendo-se

Leia mais

1ª LEI DE MENDEL 17/05/2012. 1) Conceitos Prévios. a) Genética

1ª LEI DE MENDEL 17/05/2012. 1) Conceitos Prévios. a) Genética 1) Conceitos Prévios a) Genética É a ciência que estuda a transmissão de características hereditárias de pais para filhos ao longo das gerações. b) Gene Segmento da molécula de DNA capaz de determinar

Leia mais

Resoluções das atividades

Resoluções das atividades LIVRO BIOLOGIA Resoluções das atividades Sumário Capítulo 5 Genética do sangue e eritroblastose fetal Capítulo 6 Herança dos cromossomos sexuais Capítulo 7 Lei da Segregação Independente e interação gênica

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D CADERNO DE EXERCÍCIOS 3D Ensino Médio Ciências da Natureza II Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Fórmula estrutural de compostos H25 e H26 orgânicos 2 Conceitos em Genética, Doenças H66/

Leia mais

o hemofílico. Meu filho também será?

o hemofílico. Meu filho também será? A U A UL LA Sou hemofílico. Meu filho também será? Nas aulas anteriores, você estudou alguns casos de herança genética, tanto no homem quanto em outros animais. Nesta aula, analisaremos a herança da hemofilia.

Leia mais

Biologia LIVRO 3 Unidade 1 Avaliação capítulos 1, 2, 3 e 4 Genética PRIMEIRA LEI DE MENDEL.

Biologia LIVRO 3 Unidade 1 Avaliação capítulos 1, 2, 3 e 4 Genética PRIMEIRA LEI DE MENDEL. PRIMEIRA LEI DE MENDEL. 1. Estabeleça, no quadro, a relação correta entre as colunas dos termos e respectivas definições presentes no estudo de genética. ( a ) penetrância ( b ) expressividade ( c ) dominância

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 91) No porquinho-da-índia existe um par de genes autossômicos que determina a cor da pelagem: o alelo dominante B determina a cor preta e o recessivo b, a cor branca. Descreva um experimento

Leia mais

3-Esquematize o exame de tipagem sanguínea e possíveis resultados.

3-Esquematize o exame de tipagem sanguínea e possíveis resultados. Lista de exercícios para prova mensal do 3º bimestre 1-Diferencie autossomos de heterossomos. 2-Defina e exemplifique: a) Herança ligada ao sexo b) Herança restrita ao sexo c) Herança influenciada pelo

Leia mais

Biologia UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PROGRAD CSA

Biologia UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PROGRAD CSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PROGRAD CSA ProSel 2015.2 - Recursos Interpostos Nota: As justificativas aqui descritas estão exatamente como constam no banco de dados, no tocante à ortografia

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: FUNDAMENTOS DE GENÉTICA Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. (UFMG) Indique a proposição que completa, de forma correta, a afirmativa abaixo:

Leia mais

Calendário 4º Bimestre 2ºA,B,D 16/10 Apresentação Trabalhos (Presença obrigatória TODOS) (sexta) Durante período de Aula. Calendário 4º Bimestre 2ºC

Calendário 4º Bimestre 2ºA,B,D 16/10 Apresentação Trabalhos (Presença obrigatória TODOS) (sexta) Durante período de Aula. Calendário 4º Bimestre 2ºC Calendário 4º Bimestre 2ºA,B,D 16/10 Apresentação Trabalhos (Presença obrigatória TODOS) (sexta) Durante período de Aula 30/10 isto Caderno - Exercícios Genética Parte 1 (3 Pontos) 13/11 isto Caderno -

Leia mais

INTERAÇÃO GÊNICA EPISTASIA POLIGENIA OU HERANÇA QUANTITATIVA. PM/Bombeiro - PR. Oromar Ciências Humanas Parte 03. Foto das cristas de galinhas

INTERAÇÃO GÊNICA EPISTASIA POLIGENIA OU HERANÇA QUANTITATIVA. PM/Bombeiro - PR. Oromar Ciências Humanas Parte 03. Foto das cristas de galinhas INTERAÇÃO GÊNICA Ocorre quando dois ou mais pares de genes, situados em cromossomos homólogos diferentes, interagem entre si para determinar uma mesma característica. FENÓTIPOS Crista ervilha Crista rosa

Leia mais

3ªsérie 2º período B I O L O G I A QUESTÃO 1 QUESTÃO 3 QUESTÃO 2 2.3

3ªsérie 2º período B I O L O G I A QUESTÃO 1 QUESTÃO 3 QUESTÃO 2 2.3 2.3 QUESTÃO 1 Observe estas figuras, em que estão representados alguns aspectos da organização estrutural de um tecido. B I O L O G I A 3ªsérie 2º período Figura I Y X Explique a relação entre o megacariócito

Leia mais

Disciplina: Biologia Educacional. Curso: Pedagogia 2 Semestre

Disciplina: Biologia Educacional. Curso: Pedagogia 2 Semestre Disciplina: Biologia Educacional Curso: Pedagogia 2 Semestre Texto 2: GENÉTICA HEREDITARIEDADE A genética é um a ciência que estuda o material hereditário e os mecanismos de sua transmissão de geração

Leia mais

(www.joseferreira.com.br. Adaptado)

(www.joseferreira.com.br. Adaptado) Questão 01 - (FGV) A imagem da lâmina a seguir mostra um resultado obtido em teste de tipagem sanguínea humana para os sistemas ABO e Rh. O método consiste, basicamente, em pingar três gotas de sangue

Leia mais

Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota

Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota Matéria: biologia Assunto: hereditariedade e diversidade da vida Prof. enrico blota Biologia Princípios Básicos de Genética A genética é a parte da biologia que trata do estudo dos genes e de suas manifestações,

Leia mais

Património Genético. Genética - estuda a transmissão de características de uma geração para a outra

Património Genético. Genética - estuda a transmissão de características de uma geração para a outra Património Genético Genética - estuda a transmissão de características de uma geração para a outra E o que acontece quando os pais se cruzam com outros de caracteres opostos? Por que pais altos geram

Leia mais

I. Os anticorpos são transferidos através da placenta.

I. Os anticorpos são transferidos através da placenta. Revisão para recuperação Questão 01) A descoberta dos sistemas sanguíneos ABO e Rh teve grande impacto na área médica, pois permitiu realizar transfusões de sangue apenas entre pessoas de grupos sanguíneos

Leia mais

Tempo de Ciências. SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2

Tempo de Ciências. SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2 Tempo de Ciências 6 SUGESTÃO DE AVALIAÇÃO Temas 1 e 2 Avaliação Ciências da Natureza NOME: N o TURMA: ESCOLA: PROFESSOR: DATA: 1. Complete as lacunas do texto a seguir com as palavras do quadro abaixo.

Leia mais

Primeira e Segunda Lei de Mendel, Polialelia, Sangue e Sexo

Primeira e Segunda Lei de Mendel, Polialelia, Sangue e Sexo Primeira e Segunda Lei de Mendel, Polialelia, Sangue e Sexo 1. Em uma espécie de planta, a forma dos frutos pode ser alongada, oval ou redonda. Foram realizados quatro tipos de cruzamento entre plantas

Leia mais

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO

GENÉTICA HUMANA HISTÓRICO 26/08/2013 GREGOR MENDEL AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO GENÉTICA HUMANA AULA 3 RELAÇÃO GENÓTIPO-FENÓTIPO CURSO: Psicologia SÉRIE: 2º Semestre CARGA HORÁRIA SEMANAL: 02 Horas/aula CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 Horas HISTÓRICO GREGOR MENDEL 1822 Nasceu em Heinzendorf,

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 94) Considere a figura a seguir que representa o resultado da primeira divisão meiótica de uma célula feminina: a) Indique o genótipo do embrião formado a partir da fecundação do óvulo resultante

Leia mais

ECOLOGIA. BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2. Conceitos Básicos. Estuda as formas de organização superiores à do organismo 14/02/2014.

ECOLOGIA. BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2. Conceitos Básicos. Estuda as formas de organização superiores à do organismo 14/02/2014. BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 Conceitos Básicos ECOLOGIA Estuda as formas de organização superiores à do organismo Protoplasma Níveis de Organização dos Seres Vivos Célula Tecido Órgão Aparelho Sistema

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 46 SISTEMA AB0

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 46 SISTEMA AB0 BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 46 SISTEMA AB0 Fenótipo Aglutinogênio (hemácias) Aglutinina (plasma) A A Anti-B B B Anti-A Genótipos I A I A ou I A i/ AA ou AO I B I B ou I B i/ BB ou BO AB A e B - I A I B /

Leia mais

Primeira Lei de Mendel. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Primeira Lei de Mendel. Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ 0 Primeira Lei de Mendel Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Primeira Lei de Mendel Mendel demonstrou que a herança não é obra do acaso e sim determinada por

Leia mais

As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo

As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo As flores de uma determinada planta podem ser brancas, vermelhas ou creme. A cor branca (ausência de deposição de pigmento) é condicionada por alelo recessivo (aa). O alelo A determina a deposição de pigmento.

Leia mais

PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert

PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert PLANO DE AULA Autores: Ana Paula Farias Waltrick, Stephanie Caroline Schubert 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nível de Ensino: Ensino Médio Ano/Série: 3º ano Disciplina: Biologia Quantidade de aulas: 2 2. TEMA

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 2004) As três cores de pelagem de cães labradores (preta, marrom e dourada) são condicionadas pela interação de dois genes autossômicos, cada um deles com dois alelos: "Ee" e "Bb". Os cães homozigóticos

Leia mais

Ervilhas, Hereditariedade e o Nascimento da Genética

Ervilhas, Hereditariedade e o Nascimento da Genética Volume 1 Módulo 2 Biologia Unidade 3 Ervilhas, Hereditariedade e o Nascimento da Genética Para início de conversa... Desde a unidade 1, estamos construindo um conhecimento importante sobre o campo da Biologia,

Leia mais

1 GENÉTICA MENDELIANA

1 GENÉTICA MENDELIANA 1 GENÉTICA MENDELIANA Gregor J. Mendel nasceu em 1822, no ano de 1843 ingressou no mosteiro Altbriinn, que pertencia à Ordem dos Agostinianos, na antiga cidade de Bruiinn, Áustria, hoje Brno, República

Leia mais

Unidade III Tecnologia. Aula 10.2 Conteúdo: Aplicando conceitos: Primeira Lei de Mendel

Unidade III Tecnologia. Aula 10.2 Conteúdo: Aplicando conceitos: Primeira Lei de Mendel Unidade III Tecnologia. Aula 10.2 Conteúdo: Aplicando conceitos: Primeira Lei de Mendel 2 Habilidade: Aplicar os conceitos da Primeira Lei de Mendel por meio de exercícios. 3 REVISÃO Primeira Lei de Mendel

Leia mais

Projeto-síntese de Ciências 8º ano 3º trimestre

Projeto-síntese de Ciências 8º ano 3º trimestre Ciências/15 8º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 8ºcie303r Caros alunos, Projeto-síntese de Ciências 8º ano 3º trimestre O 3º trimestre de Ciências encerra nossos estudos sobre o corpo humano e trata

Leia mais

Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / /

Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / / Nome: Nº Ano: 3º Turma: Disciplina: Biologia Professor: Wanessa Data: / / 1ª Lei de Mendel 01. Ordene as duas colunas e assinale a ordem certa. Atividade 1 Lista de exercícios Genética 05. Qual a probabilidade

Leia mais

c) 9 tipos diferentes. d) 27 tipos diferentes.

c) 9 tipos diferentes. d) 27 tipos diferentes. 1 EXERCÍCIOS 2ª LEI DE MENDES (César) 1) De acordo com a segunda lei de Mendel, dois caracteres se distribuem, quanto ao genótipo, em F2, em: a) 4 tipos diferentes. b) 8 tipos diferentes. c) 9 tipos diferentes.

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

Lista de Exercícios Herança Sexual

Lista de Exercícios Herança Sexual Meus queridos alunos, preparei para vocês uma lista de atividades abordando o conteúdo estudado por nós esta semana. Espero que vocês aproveitem o final de semana para resolver esses exercícios segundo

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 55 HERANÇA LIGADA AO SEXO Mulher portadora Homem não afectado Gene normal Gene alterado Mulher portadora Mulher não afectada Homem não afectado Homem afectado Homem afectado

Leia mais

Leis de Mendel. Genética Biologia III

Leis de Mendel. Genética Biologia III Leis de Mendel Genética Biologia III Mendel (1822-1884) Por que ervilhas? Variedades com características bem definidas, sem formas intermediárias; Fácil cultivo; Ciclo reprodutivo curto; Grande número

Leia mais

03. (Pucrj 2010) A ovelha Dolly, primeiro clone animal oficialmente declarado, após adulta foi acasalada com um macho não aparentado.

03. (Pucrj 2010) A ovelha Dolly, primeiro clone animal oficialmente declarado, após adulta foi acasalada com um macho não aparentado. 01.(Enem PPL 2012) Após a redescoberta do trabalho de Gregor Mendel, vários experimentos buscaram testar a universalidade de suas leis. Suponha um desses experimentos, realizado em um mesmo ambiente, em

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I

DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I DESENVOLVENDO HABILIDADES EM GENÉTICA - PARTE I Leia o texto abaixo com atenção. Considere que, nos pombos, a ausência de s é condicionada geneticamente. Nos cruzamentos que um criador realizava, ele observou

Leia mais

Exercício de Biologia - 3ª série

Exercício de Biologia - 3ª série Exercício de Biologia - 3ª série 1- A poluição atmosférica de Cubatão continua provocando efeitos negativos na vegetação da Serra do Mar, mesmo após a instalação de filtros nas indústrias na década de

Leia mais

ENSINO MÉDIO. Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC

ENSINO MÉDIO. Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC ENSINO MÉDIO Disciplina: BIOLOGIA Professor: GUSTAVO Série: 2ª ABC 1- A Doença de Huntington (DH) é uma anomalia autossômica com caráter dominante, cuja manifestação ocorre na fase adulta, com uma progressiva

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Capítulo 1 O Pré-Mendelismo e a Genética Mendeliana...1 Capítulo 2 A redescoberta do trabalho de Mendel, monoibridismo e o estudo de heredogramas... 2. Capítulo 3 Herança

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( ) Fundamental (x) Médio SÉRIE: _3ª TURMA: TURNO: DISCIPLINA: _BIOLOGIA PROFESSOR: Silas Miranda 01- A genealogia abaixo apresenta

Leia mais

O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em

O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em O primeiro a realizar trabalhos rigorosos nesta área foi Gregor Mendel, baseando-se na análise estatística de resultados experimentais obtidos em cruzamentos realizados com a ervilheira (Pisum sativum).

Leia mais

O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário

O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário O albinismo é uma doença metabólica hereditária, resultado de disfunção gênica na produção de melanina. Para que a doença se manifeste é necessário que a mutação esteja em homozigose (doença autossômica

Leia mais

Unidade IV Ser Humano e Saúde Aula 13 Conteúdo: Grupos Sanguíneos. Aplicando o sistema ABO.

Unidade IV Ser Humano e Saúde Aula 13 Conteúdo: Grupos Sanguíneos. Aplicando o sistema ABO. Unidade IV Ser Humano e Saúde Aula 13 Conteúdo: Grupos Sanguíneos. Aplicando o sistema ABO. 2 Habilidade: Compreender como os grupos sanguíneos se comportam geneticamente (genótipo e fenótipo). Conhecer

Leia mais

UNIDADE IV GENÉTICA. Profº Pablo 1.1 PRINCIPAIS TERMOS GENÉTICOS

UNIDADE IV GENÉTICA. Profº Pablo 1.1 PRINCIPAIS TERMOS GENÉTICOS UNIDADE IV GENÉTICA 11... IINNTTRRODDUUÇÇÃÃO I Genética (do grego genno; fazer nascer) é a ciência dos genes, da hereditariedade e da variação dos organismos. Ramo da biologia que estuda a forma como se

Leia mais

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel

Lei da Segregação. Experimentos de Mendel Lei da Segregação Os trabalhos do monge Agostinho Gregor Mendel, realizados há mais de um século, estabeleceram os princípios básicos da herança, que, até hoje, são aplicados nos estudos da Genética. A

Leia mais

A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES

A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES 1 A PRIMEIRA LEI DE MENDEL E A ESPÉCIE HUMANA TESTES 1) Se um homem for heterozigoto para o albinismo: I.Qual a proporção dos espermatozoides que conterão um gene A e dos que conterão o gene a? II. E se

Leia mais

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015

TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 TD de revisão 8º Ano- 4ª etapa- 2015 1. Classifique os métodos anticoncepcionais abaixo, relacionando as colunas: (1) Natural ou comportamental (2) De Barreira (3) Hormonal (4)Cirúrgico ( ) Camisinha (M)

Leia mais

Vizinho Seu José, isto vai ser muito difícil de conseguir; melhor o senhor comprar outros porcos com esse jeitão.

Vizinho Seu José, isto vai ser muito difícil de conseguir; melhor o senhor comprar outros porcos com esse jeitão. Exercício 1: (UFSC 2010) Seu José da Silva, um pequeno criador de porcos do Oeste do Estado de Santa Catarina, desejando melhorar a qualidade de sua criação, comprou um porco de raça diferente daquela

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL 1º SEMESTRE -2013 RESOLUÇÃO SEE Nº 2

ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL 1º SEMESTRE -2013 RESOLUÇÃO SEE Nº 2 ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA PLANO INDIVIDUAL DE ESTUDO PARA ATENDIMENTO DA PROGRESSÃO PARCIAL 1º SEMESTRE -2013 RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 ANO 2013 PROFESSOR (a) Jaqueline

Leia mais

HERANÇA LIGADA AO X, HERANÇA LIMITADA PELO SEXO E HERANÇA INFLUENCIADA PELO SEXO

HERANÇA LIGADA AO X, HERANÇA LIMITADA PELO SEXO E HERANÇA INFLUENCIADA PELO SEXO Genética Animal - Herança 1 HERANÇA LIGADA AO X, HERANÇA LIMITADA PELO SEXO E HERANÇA INFLUENCIADA PELO SEXO Os cromossomos sexuais não são completamente homólogos, e portanto devese esperar que os padrões

Leia mais

BIOLOGIA ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS

BIOLOGIA ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS BIOLOGIA Prof. Fred ECOLOGIA - CONCEITOS ECOLÓGICOS Ecologia: definição e importância Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e entre estes e o ambiente em que vivem. Envolve aspectos do

Leia mais

4. (Uff) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior.

4. (Uff) Numere a coluna inferior, relacionando-a com a superior. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Uel) A anemia falciforme ou siclemia é uma doença hereditária que leva à formação de hemoglobina anormal e, conseqüentemente, de hemácias que se deformam. É condicionada por

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II COLÉGIO PEDRO II CAMPUS TIJUCA II DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS COORD: PROFa CRISTIANA LIMONGI º & 2º TURNOS ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO REGULAR & INTEGRADO ANO LETIVO 205 PROFESSORES: FRED & PEDRO MURTA

Leia mais

Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade

Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade Exercícios resolvidos sobre Função de probabilidade e densidade de probabilidade Você aprendeu o que é função probabilidade e função densidade de probabilidade e viu como esses conceitos são importantes

Leia mais

Genética Conceitos Básicos

Genética Conceitos Básicos Genética Conceitos Básicos O que é genética? É o estudo dos genes e de sua transmissão para as gerações futuras. É dividida em: Genética Clássica Mendel (1856 1865) Genética Moderna Watson e Crick (1953).

Leia mais

10.04. Este casal poderá ter uma criança com Eritroblastose Fetal. A probabilidade é de 50%. CRUZAMENTO Mulher Homem rr X Rr

10.04. Este casal poderá ter uma criança com Eritroblastose Fetal. A probabilidade é de 50%. CRUZAMENTO Mulher Homem rr X Rr BIO 4E aula 10 10.01. Para que ocorra a Eritroblastose Fetal (Doença Hemolítica do Recém Nascido) a mãe deve ter sangue Rh - e ter sido sensibilizada, e a criança deve ser Rh +. 10.02. Quando uma mulher

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal Genética clássica: mono, di e polihibridismo, alelismo múltiplo. A PRIMEIRA LEI DE MENDEL OU PRINCÍPIO DA

Leia mais

BIOLOGIA. Questão 01 A B. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que:

BIOLOGIA. Questão 01 A B. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que: Questão 01 BIOLOGIA A B 2 1 5 4 C 3 Fonte: AMABIS, JM e MARTHO, G. Biologia das Células. 1 a ed. São Paulo: Moderna, 2004, p. 130-132. Em relação aos desenhos acima, é CORRETO afirmar que: 01. o desenho

Leia mais

QUESTÃO 01 BIOLOGIA A) O processo descrito no texto é a sucessão ecológica, que é caracterizada pelo conjunto de mudanças gradativas na composição das comunidades ao longo do tempo. B) Ao longo da sucessão

Leia mais

Só abra este caderno quando o fiscal autorizar. Leia atentamente as instruções abaixo.

Só abra este caderno quando o fiscal autorizar. Leia atentamente as instruções abaixo. PROCESSO SELETIVO 2006/1 BIOLOGIA CURSOS Agronomia, Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Florestal, Farmácia, Fisioterapia, Tecnologia em Agropecuária, Tecnologia em Alimentos,

Leia mais

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Síndrome de Down - Parte I

Áudio. GUIA DO PROFESSOR Síndrome de Down - Parte I Síndrome de Down - Parte I Conteúdos: Tempo: Síndrome de Down 5 minutos Objetivos: Auxiliar o aluno na compreensão do que é síndrome de Down Descrição: Produções Relacionadas: Neste programa de Biologia

Leia mais

A A A A A A A A A A A A A A A BIOLOGIA

A A A A A A A A A A A A A A A BIOLOGIA BIOLOGI 1 Leia o texto a seguir. Turritopsis dohrnii é uma espécie de hidrozoário conhecida atualmente como água- -viva imortal. Seu curioso ciclo de vida foi descoberto em 1988 por Christian Sommer, um

Leia mais

Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar

Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar Ecologia & Biodiversidade: uma abordagem transdisciplinar Francisco Soares Santos Filho Professor / Biólogo Conceitos fundamentais em Ecologia Espécie População Comunidade Biológica ou Biocenose Biótopo

Leia mais

Biologia II. Capítulo 34. Capítulo 35. A herança dos cromossomos sexuais. Mutações gênicas

Biologia II. Capítulo 34. Capítulo 35. A herança dos cromossomos sexuais. Mutações gênicas Biologia II Capítulo 34 A herança dos cromossomos sexuais 1. (UFSM) Considerando-se indivíduos hemofílicos do sexo masculino, pode-se afirmar que suas células somáticas e gaméticas, respectivamente, possuem

Leia mais

No início do século XX, o austríaco Karl Landsteiner, misturando o sangue de indivíduos diferentes, verificou que apenas algumas combinações eram

No início do século XX, o austríaco Karl Landsteiner, misturando o sangue de indivíduos diferentes, verificou que apenas algumas combinações eram No início do século XX, o austríaco Karl Landsteiner, misturando o sangue de indivíduos diferentes, verificou que apenas algumas combinações eram compatíveis. Descobriu, assim, a existência do chamado

Leia mais

Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel

Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel Roteiro de aula prática 3º ano Prática 3 Primeira Lei de Mendel Pergunta: Nós herdamos características dos nossos pais? Como isso acontece? Objetivos: Ensinar sobre as leis de transmissão de características

Leia mais

Aula 14 Sistema ABO. Grupo sangüíneo (fenótipo) Aglutinogênio (hemácias) Aglutinina (soro) Anti - B. Anti - A. A e B.

Aula 14 Sistema ABO. Grupo sangüíneo (fenótipo) Aglutinogênio (hemácias) Aglutinina (soro) Anti - B. Anti - A. A e B. Aula 14 Sistema ABO A transfusão de sangue incompatível pode provocar queda de pressão, escurecimento da visão, desmaio e até a morte. Esses efeitos são devidos a uma reação de aglutinação, ou seja reunião

Leia mais

01 - (UNIMEP RJ) 02 - (GAMA FILHO RJ) 03 - (UFPA) 04 - (UFRJ) 05 - (FUVEST SP)

01 - (UNIMEP RJ) 02 - (GAMA FILHO RJ) 03 - (UFPA) 04 - (UFRJ) 05 - (FUVEST SP) 01 - (UNIMEP RJ) Assinale a alternativa que apresenta um casal que pode ter descendentes com todos os tipos sangüíneos do sistema ABO. a) IA i x IA IB b) i i x i I c) IA IB x IA IB d) IA IA x IB i e) nenhuma

Leia mais

Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel

Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel Apostila de Biologia 11 Leis de Mendel Matheus Borges 1.0 Conceitos Básicos Herança biológica ou hereditariedade: características básicas da espécie que herdamos como também as características individuais.

Leia mais

Modelos BioMatemáticos

Modelos BioMatemáticos Modelos BioMatemáticos http://correio.fc.ul.pt/~mcg/aulas/biopop/ Pedro J.N. Silva Sala 4.1.16 Departamento de Biologia Vegetal Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Pedro.Silva@fc.ul.pt Genética

Leia mais

Genética humana e saúde. Grupos sanguíneos (ABO e Rh): transfusão e incompatibilidade T E M A 2

Genética humana e saúde. Grupos sanguíneos (ABO e Rh): transfusão e incompatibilidade T E M A 2 Genética humana e saúde T E M A 2 Neste tema, você conhecerá algumas características do ser humano que possuem base genética, como os grupos sanguíneos. Também estudará doenças decorrentes de mau funcionamento

Leia mais

Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas.

Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas. Aula 01 Introdução à Ecologia: níveis de organização ecológica; ecossistema; níveis tróficos do ecossistema; a energia nos ecossistemas. O que é? O que estuda? Qual a sua importância? HISTÓRICO Homem primitivo

Leia mais

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2

GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2 GABARITO DE BIOLOGIA FRENTE 2 Módulo 25 Questão 01 A Ao analisarmos os dados temos: B determina coloração acinzentada bb determina coloração preta Alelo epistático em outro cromossomo: A determina coloração

Leia mais

A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES. Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO

A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES. Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO A FAMÍLIA SILVA E SEUS GENES Os filhos são diferentes, mas todos são Silva. Saiba como! ALBINO PIGMENTADO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO PARTE 1 Determinação dos genótipos dos pais 1.1. Observar a aparência

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Biologia Trimestre: 1º Professor(a): Camilla Silva (B1) e Elisangela

Leia mais

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013

Lista de Genética 2º EM Colégio São José - 2013 1. (Fuvest 92) Nos anos 40, o famoso cineasta Charlie ChapIin foi acusado de ser o pai de uma criança, fato que ele não admitia. Os exames de sangue revelaram que a mãe era do grupo A, a criança do grupo

Leia mais

Genética Básica. Coordenador: Victor Martin Quintana Flores. Exercícios Resolvidos

Genética Básica. Coordenador: Victor Martin Quintana Flores. Exercícios Resolvidos Genética Básica Coordenador: Victor Martin Quintana Flores Exercícios Resolvidos Genética Mendeliana 1- Uma planta de ervilha heterozigota que é alta e amarela, HhAa, é autofertilizada. Qual é a probabilidade

Leia mais

Alelos múltiplos na determinação de um caráter

Alelos múltiplos na determinação de um caráter Alelos múltiplos na determinação de um caráter Determinados gene pode sofrer ao longo do tempo diversas mutações e originar vários alelos esse fenômeno é chamado de polialelia. São bastante frequentes

Leia mais

O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL

O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL O SISTEMA GENÉTICO E AS LEIS DE MENDEL Profa. Dra. Juliana Garcia de Oliveira Disciplina: Biologia Celular e Molecular Curso: Enfermagem, Nutrição e TO Conceitos Básicos Conceitos Básicos Conceitos Básicos

Leia mais

CRIPTÓGAMAS FANERÓGAMAS TRAQUEÓFITAS NÃO TRAQUEÓFITAS VII ESPERMATÓFITAS III VIII NÃO ESPERMATÓFITAS

CRIPTÓGAMAS FANERÓGAMAS TRAQUEÓFITAS NÃO TRAQUEÓFITAS VII ESPERMATÓFITAS III VIII NÃO ESPERMATÓFITAS 21 c BIOLOGIA TRAQUEÓFITAS NÃO TRAQUEÓFITAS ESPERMATÓFITAS NÃO ESPERMATÓFITAS CRIPTÓGAMAS I II III IV FANERÓGAMAS V VI VII VIII Musgo, samambaia, pinheiro e mandioca podem ser colocados, respectivamente,

Leia mais

Entendendo a herança genética. Capítulo 5 CSA 2015

Entendendo a herança genética. Capítulo 5 CSA 2015 Entendendo a herança genética Capítulo 5 CSA 2015 Como explicar as semelhanças entre gerações diferentes? Pai e filha Avó e neta Pai e filho Avó, mãe e filha Histórico Acreditava na produção, por todas

Leia mais

ECOLOGIA. PROF. Jefferson Almeida

ECOLOGIA. PROF. Jefferson Almeida ECOLOGIA PROF. Jefferson Almeida CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA NA CARTA ESCRITA PELO CHEFE SEATLE EM 1854, AO ENTÃO PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS, FRANKLIN PIERCE, INTERROGANDO-O PELO DESEJO DE COMPRA DAS TERRAS

Leia mais